Criação publicitária - Aula 02 - Brainstorm

8.458 visualizações

Publicada em

Etapas do Brainstorm, utilizado para apoio às aulas da cadeira de criação Publicitária na Faculdade Joaquim Nabuco

Publicada em: Educação
4 comentários
19 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
8.458
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
63
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
4
Gostaram
19
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Criação publicitária - Aula 02 - Brainstorm

  1. 4. São reuniões comuns no processo de criação publicitária. São feitas com o objetivo de debater, pesquisar e conseguir uma ideia nova para criação de um anúncio publicitário. Nessas reuniões, são colocadas toda e qualquer ideia a respeito do produto trabalhado, uma verdadeira tempestade cerebral, onde todas os pensamentos são levantados, sem proposições certas nem erradas. O objetivo é a partir da associação e analise dessas ideias, chegar a uma solução original para o problema.
  2. 5. <ul><li>Não julgar ideias imediatamente </li></ul><ul><li>Criatividade em quantidade e qualidade </li></ul>
  3. 6. Não julgar ideias imediatamente A maioria das más ideias são inicialmente boas ideias. Atrasando ou adiando o julgamento, é dada a hipótese de se gerarem muitas ideias antes de se decidir por uma. Quando geramos ideias, é necessário ignorar as considerações à importância da ideia, à sua usabilidade, à sua praticabilidade. Neste patamar, todas as ideias são iguais. É necessário atrasar o julgamento enquanto ainda não se terminou a geração delas.
  4. 7. Criatividade em quantidade e qualidade O segundo princípio é relativo à quantidade e qualidade da criatividade. Quanto mais ideias forem geradas, mais provável encontraremos uma boa. A vantagem das associações se desenvolve quando se consideram muitas delas. Uma ideia pode levar a uma outra. Ideias más podem levar a boas ideias. Não se consegue pensar num problema enquanto não houver algumas respostas. A reunião criativa dá a hipótese de pôr as ideias que passam pela cabeça no papel, de maneira a conseguir obter as melhores delas.
  5. 9. Quatro sugestões para serem compreendidas e colocadas em prática.
  6. 10. Críticas são rejeitadas : A não ser que a avaliação seja evitada, o princípio do julgamento não pode operar. A falha do grupo ao cumprir esta regra é a razão mais crítica para que o sessão de brainstorm não resulte. Criatividade é bem-vinda : Esta regra é utilizada para encorajar os participantes a sugerir qualquer ideia que lhe venha à mente, sem preconceitos e sem medo que isso o vá avaliar imediatamente. As ideias mais desejáveis são aquelas que inicialmente parecem ser sem domínio e muito longe do que poderá ser uma solução. É necessário deixar as inibições para trás enquanto se geram ideias.
  7. 11. Quantidade é necessária : Quanto mais ideias forem geradas, mais hipóteses há de encontrar uma boa ideia. Quantidade, neste caso, gera qualidade. Combinação e aperfeiçoamento são necessários : O objetivo desta regra é encorajar a geração de ideias adicionais para a construção e reconstrução sobre as ideias dos outros.
  8. 12. Na pratica, como fazer isso direito.
  9. 13. Conhecimento : deve haver total familiaridade com os fatos, com a situação e as mais recentes informação sobre o assunto. Deve haver busca de fatos. Faça perguntas e mais perguntas. A resposta deve vir de pesquisas, clientes, vendedores, consumidores, mercado, veículos entre ouras fontes possíveis. Nesta fase, não omita opiniões nem se deixe envolver por elas. Operadora de viagens solicita campanha para incentivar consumidores a viajar. Qual o perfil do cliente? Por que a empresa solicitou campanha? Concorrência? Como está o mercado? Histórico de comunicação? Imagem da empresa?
  10. 14. Definição : É preciso definir os objetivos a serem alcançados. O que desejamos comunicar a quem? Queremos uma venda imediata? Queremos melhorar a imagem da marca? Pretendemos tornar a empresa conhecida? Queremos criar simpatia pela marca ou produto? A Marsans é uma empresa com mais de 20 anos no mercado de turismo com enorme quantidade de clientes atendidos em viagens nacionais e internacionais, é uma das mais bem conceituadas marcas no segmento. É percebido que os consumidores estão deixando de viajar e consumindo mais produtos para casa, reflexo da crise econômica, da redução de impostos para TVs, Homes, computadores, bem o boom da internet de altíssima velocidade e forte publicidade em cima das novas tecnologia de entretenimento domiciliar.
  11. 15. Criatividade : deixe a mente solta para produzir. Um determinado estímulo produz uma ideia, um outro a uma nova ideia ou a uma combinação delas. O processo criativo busca estabelecer, essencialmente, essa associação de duas ou mais impressões antigas para produzir uma nova ideia. O processo de associações de ideias compõe-se basicamente na imaginação e memória.
  12. 16. Contiguidade : proximidade existente entre duas imagens.
  13. 17. Semelhança : Duas imagens se superpões.
  14. 18. Sucessão : Uma ideia segue a outra.
  15. 19. Contraste : antagonismo gera lembrança.
  16. 20. Brainstorm : Neste momento a equipe se junta para pensar ideias. Como vimos, todas as ideias devem ser apresentadas, sem julgamento e em grande quantidade.
  17. 21. <ul><li>Seleção : relacione as ideias, defina e considere cada uma delas. Escolha a que melhor se enquadra no objetivo, que possua imaginação e originalidade. </li></ul><ul><li>A ideia escolhida deve concentrar os argumentos de venda: </li></ul><ul><li>Proporciona maior satisfação para o consumidor; </li></ul><ul><li>Os competidores não devem ter uma igual; </li></ul><ul><li>Não pode ter sido explorada em anúncios anteriores; </li></ul><ul><li>Deve ser ligada a um desejo ou necessidade do consumidor </li></ul>Qual ideia foi escolhida?
  18. 22. Interpretação : Procure melhorar a ideia, refiná-la. O anúncio só é eficiente quando corresponde à satisfação de uma necessidade sentida pelo consumidor. Deve informar sobre o produto. Orientar a compra, guiar, orientá-lo. Como está nossa ideia?
  19. 23. Comprovação : Teste sua ideia. É preciso comprovar que que a ideia adotada realmente representa a solução e alcança os objetivos propostos. Por que? Onde? Quando? Quem? O que? Como? E ai?
  20. 27. Dinâmica em grupo. Atividade em Sala de aula. Sorteio dos produtos criados pelos grupos. Cada equipe realiza um brainstorm rápido para o produto sorteado e apresenta sua ideia criativa com convicção.
  21. 28. Individual. Atividade complementar. Leitura e resenha – duas lauda – dos textos abaixo. O Trabalho de Criação (Cap. 4) In. Martins, Jorge S. Redação Publicitária: Teoria e Prática. 2ª edição. Atlas. São Paulo. 1997. Pág 76 à 89. Criação Publicitária (Cap. 5) In. Sant’Anna, Armando; Rocha Jr, Ismael; Garcia, Luiz Fernando Dabul. Propaganda: Teoria, técnica e prática. 8ª edição. Cengage. São Paulo. 2009. Pág. 131 à 149 Disponíveis na Xerox

×