SlideShare uma empresa Scribd logo
RELATIVISMO CULTURAL
ETNOCENTRISMO
ESTEREÓTIPOS
1. Relativismo cultural e etnocentrismo
o É a visão de que crenças, costumes e ética
são relativos ao indivíduo no seu próprio
contexto sócio – cultural.
o “Certo" e "errado" dependem de cada cultura,
o que é considerado moral em uma sociedade
pode ser considerado imoral em outra.
o Não existe um padrão universal de cultura,
ninguém tem o direito de julgar os costumes de
uma outra sociedade.
Relativismo cultural etnocentrismo estereótipos 2020
Relativismo cultural etnocentrismo estereótipos 2020
2. Relativismo e diversidade cultural
o Conhecer as culturas e sua diversidade
permite superar expressões como bárbaro,
selvagem, exótico, civilizado.
o As culturas são complexas e devem ser
compreendidas na capacidade humana de
criar, reinventar, adaptar – se e inserir – se na
natureza.
Relativismo cultural etnocentrismo estereótipos 2020
Relativismo cultural etnocentrismo estereótipos 2020
3. Etnocentrismo
Etnia: Identidade cultural de um povo
(aspectos biológicos, língua, religião, tradições)
o Quando uma cultura ou um grupo se coloca
como padrão, colocando seus valores, ideias e
comportamento como corretos.
o Qualquer outro grupo que seja diferente será
considerado bárbaro, selvagem, exótico.
Relativismo cultural etnocentrismo estereótipos 2020
[...] a antiguidade confundia tudo o que não participava da
cultura grega, (depois greco – romana) sob o nome de
bárbaro; em seguida, a civilização ocidental utilizou o termo
de selvagem no mesmo sentido. Recusa-se a admitir a
diversidade cultural; preferimos repetir da cultura tudo
o que esteja conforme a norma sob a qual se vive.
LÉVI-STRAUSS, Claude. Raça e história.
Etnocentrismo, preconceito, discriminação:
o O etnocentrismo constrói uma visão de mundo
baseada no preconceito e na discriminação.
o Uma visão difícil de ser superada, pois cremos
que o que somos e fazemos é o melhor.
o Um grupo diferente é visto como ameaça de
perda de coesão e identidade ao grupo que é
tido como superior.
4. Eurocentrismo e etnocentrismo
o No séc. XIX a Antropologia construiu teorias que
afirmavam uma Europa civilizada e superior.
o A expansão imperialista colocava as potências
capitalistas em busca de mercados (matérias –
primas e mercados), dominando África e Ásia.
o Foi difundida a ideia que tais continentes eram
cheios de tribos selvagens, bárbaras e carentes
de progresso e civilização.
Culturas diferentes:
o Qualquer cultura é resultado de um processo
que envolve intervenção, criação, reinvenção
dos homens na natureza.
o Tal conclusão vale pra qualquer etnia, seja na
África, Ásia ou na floresta amazônica.
o Esse processo civilizacional coloca grupos
humanos em estágios culturais diferentes.
VACA NA ÍNDIA
VACA NO BRASIL
Relativismo cultural etnocentrismo estereótipos 2020
Relativismo cultural etnocentrismo estereótipos 2020
MULHER MUÇULMANA
Relativismo cultural etnocentrismo estereótipos 2020
Relativismo cultural etnocentrismo estereótipos 2020
“Civilizado” X “Selvagem”:
o Rotular um grupo de bárbaro, selvagem ou
exótico é assumir uma visão etnocêntrica.
o Quando o etnocêntrico convive com o não igual,
que não é simétrico, há uma relação de conflito
em que o diferente é assimilado ou destruído
pelo que se considera superior.
o A Europa “civilizada” construiu uma hierarquia
entre europeus e os outros.
Sobre os Índios:
“São ociosos, preguiçosos, de pouco trabalho,
melancólicos, covardes, sujos, de má
condição, rústicos, bestiais e vegetam como a
umidade dos trópicos, são infelizes, pois vivem
na escuridão das florestas.”
(Hans Staden – séc. XVI)
Sobre os Índios:
“As pessoas aqui são nuas, bonitas,
de pele escura e corpo elegante, são
mansos e vivem em condições de
igualdade, são cordiais e amáveis.”
(Bartolomé de Las Casas – Frei Espanhol)
Relativismo cultural etnocentrismo estereótipos 2020
Etnocentrismo na prática:
o Culturas diferentes encontraram – se na história.
o Ações e reações foram guiadas pela intenção
na preservação de valores em relação ao outro,
visto como ameaça, um inimigo a ser vencido.
o O conflito foi inevitável, já que o superior teve
uma visão e uma intenção ao tentar destruir o
inferior para preservar – se.
Conquista da América
Quando espanhóis e portugueses “descobriram” a
América trataram os pré – colombianos como bárbaros
e selvagens. O Império Asteca foi conquistado e
Tenochtitlán, sua capital, destruída.
A cidade do México foi construída em moldes
europeus, numa intenção de impor a superioridade
da civilização europeia sobre a ameríndia.
Etnocentrismo e aculturação:
o Quando, em vez de aniquilar um povo “inferior”,
um grupo impõe valores, visão de mundo e seu
comportamento, ocorre a aculturação.
o A violência ocorre com a negação da alteridade
e sua identidade, obrigando o outro a ser igual
ao dominador.
o Exemplo dos jesuítas impondo o catolicismo ao
catequisar os índios brasileiros.
Um exemplo de ação etnocêntrica é atuação de
evangélicos levando a “salvação” aos índios do Mato
Grosso, Pará e Amazonas. A aproximação ocorre de
forma semelhante a dos portugueses católicos,
com muitos presentes, envolvendo e seduzindo – os.
Relativismo cultural etnocentrismo estereótipos 2020
Estereótipos – atitude etnocêntrica:
oEstereótipos são imagens e/ou conceitos
preconcebidos (rótulos) que as pessoas fazem
sobre comportamentos e condutas.
oEstereótipo é um conceito infundado sobre algo,
um clichê geralmente depreciativo, baseado no
senso comum, tomado como verdadeiro.
oO Estereótipo alimenta o bullying, o racismo, a
xenofobia, a intolerância e o preconceito.
Relativismo cultural etnocentrismo estereótipos 2020
Relativismo cultural etnocentrismo estereótipos 2020
Somente para judeus
Porcos judeus que suas mãos apodreçam
Relativismo cultural etnocentrismo estereótipos 2020
Relativismo cultural etnocentrismo estereótipos 2020
Estereótipo de gênero
Relativismo cultural etnocentrismo estereótipos 2020
Relativismo cultural etnocentrismo estereótipos 2020
Relativismo cultural etnocentrismo estereótipos 2020
Relativismo cultural etnocentrismo estereótipos 2020
Relativismo cultural etnocentrismo estereótipos 2020

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Ideologia
IdeologiaIdeologia
Ideologia
Douglas Gregorio
 
Cultura, o que é.
Cultura, o que é.Cultura, o que é.
Cultura, o que é.
Douglas Gregorio
 
Aula de filosofia antiga, tema: Santo Agostinho de Hipona
Aula de filosofia antiga, tema: Santo Agostinho de HiponaAula de filosofia antiga, tema: Santo Agostinho de Hipona
Aula de filosofia antiga, tema: Santo Agostinho de Hipona
Leandro Nazareth Souto
 
Antropologia
AntropologiaAntropologia
Antropologia
dylan costa
 
CULTURA E SOCIEDADE
CULTURA E SOCIEDADECULTURA E SOCIEDADE
CULTURA E SOCIEDADE
Alexandre Ramos
 
Sociologia, Cultura e Sociedade
Sociologia, Cultura e SociedadeSociologia, Cultura e Sociedade
Sociologia, Cultura e Sociedade
Moacyr Anício
 
Cultura e Sociedade
Cultura e SociedadeCultura e Sociedade
Cultura e Sociedade
Vladimir de Siqueira
 
Industria Cultural e Cultura de Massa
Industria Cultural e Cultura de MassaIndustria Cultural e Cultura de Massa
Industria Cultural e Cultura de Massa
Elisama Lopes
 
Etnocentrismo e relativismo
Etnocentrismo e relativismoEtnocentrismo e relativismo
Etnocentrismo e relativismo
roberto mosca junior
 
O QUE É SOCIOLOGIA?
O QUE É SOCIOLOGIA?O QUE É SOCIOLOGIA?
O QUE É SOCIOLOGIA?
guest6a86aa
 
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Desigualdade Social
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Desigualdade SocialSlides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Desigualdade Social
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Desigualdade Social
Turma Olímpica
 
A sociologia de max weber
A sociologia de max weberA sociologia de max weber
A sociologia de max weber
Lucio Braga
 
AULA CIDADÃO DE PAPEL X VERDADEIRO CIDADÃO - Prof. Noe Assunção
AULA CIDADÃO DE PAPEL X VERDADEIRO CIDADÃO - Prof. Noe AssunçãoAULA CIDADÃO DE PAPEL X VERDADEIRO CIDADÃO - Prof. Noe Assunção
AULA CIDADÃO DE PAPEL X VERDADEIRO CIDADÃO - Prof. Noe Assunção
Prof. Noe Assunção
 
3 Filosofia mito e religiao
3 Filosofia mito e religiao 3 Filosofia mito e religiao
3 Filosofia mito e religiao
Erica Frau
 
Os pré-socráticos
Os pré-socráticosOs pré-socráticos
Os pré-socráticos
João Paulo Rodrigues
 
Cultura e sociedade
Cultura e sociedadeCultura e sociedade
Cultura e sociedade
sagali
 
Indústria Cultural
Indústria CulturalIndústria Cultural
Indústria Cultural
Munis Pedro
 
Introdução à filosofia
Introdução à filosofiaIntrodução à filosofia
Introdução à filosofia
PriscillaTomazi2015
 
Indivíduo e Sociedade
Indivíduo e SociedadeIndivíduo e Sociedade
Indivíduo e Sociedade
carlosbidu
 
Introdução à filosofia
Introdução à filosofiaIntrodução à filosofia
Introdução à filosofia
José Aristides Silva Gamito
 

Mais procurados (20)

Ideologia
IdeologiaIdeologia
Ideologia
 
Cultura, o que é.
Cultura, o que é.Cultura, o que é.
Cultura, o que é.
 
Aula de filosofia antiga, tema: Santo Agostinho de Hipona
Aula de filosofia antiga, tema: Santo Agostinho de HiponaAula de filosofia antiga, tema: Santo Agostinho de Hipona
Aula de filosofia antiga, tema: Santo Agostinho de Hipona
 
Antropologia
AntropologiaAntropologia
Antropologia
 
CULTURA E SOCIEDADE
CULTURA E SOCIEDADECULTURA E SOCIEDADE
CULTURA E SOCIEDADE
 
Sociologia, Cultura e Sociedade
Sociologia, Cultura e SociedadeSociologia, Cultura e Sociedade
Sociologia, Cultura e Sociedade
 
Cultura e Sociedade
Cultura e SociedadeCultura e Sociedade
Cultura e Sociedade
 
Industria Cultural e Cultura de Massa
Industria Cultural e Cultura de MassaIndustria Cultural e Cultura de Massa
Industria Cultural e Cultura de Massa
 
Etnocentrismo e relativismo
Etnocentrismo e relativismoEtnocentrismo e relativismo
Etnocentrismo e relativismo
 
O QUE É SOCIOLOGIA?
O QUE É SOCIOLOGIA?O QUE É SOCIOLOGIA?
O QUE É SOCIOLOGIA?
 
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Desigualdade Social
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Desigualdade SocialSlides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Desigualdade Social
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Desigualdade Social
 
A sociologia de max weber
A sociologia de max weberA sociologia de max weber
A sociologia de max weber
 
AULA CIDADÃO DE PAPEL X VERDADEIRO CIDADÃO - Prof. Noe Assunção
AULA CIDADÃO DE PAPEL X VERDADEIRO CIDADÃO - Prof. Noe AssunçãoAULA CIDADÃO DE PAPEL X VERDADEIRO CIDADÃO - Prof. Noe Assunção
AULA CIDADÃO DE PAPEL X VERDADEIRO CIDADÃO - Prof. Noe Assunção
 
3 Filosofia mito e religiao
3 Filosofia mito e religiao 3 Filosofia mito e religiao
3 Filosofia mito e religiao
 
Os pré-socráticos
Os pré-socráticosOs pré-socráticos
Os pré-socráticos
 
Cultura e sociedade
Cultura e sociedadeCultura e sociedade
Cultura e sociedade
 
Indústria Cultural
Indústria CulturalIndústria Cultural
Indústria Cultural
 
Introdução à filosofia
Introdução à filosofiaIntrodução à filosofia
Introdução à filosofia
 
Indivíduo e Sociedade
Indivíduo e SociedadeIndivíduo e Sociedade
Indivíduo e Sociedade
 
Introdução à filosofia
Introdução à filosofiaIntrodução à filosofia
Introdução à filosofia
 

Semelhante a Relativismo cultural etnocentrismo estereótipos 2020

Determinismo e diversidade cultural 2020
Determinismo e diversidade cultural 2020Determinismo e diversidade cultural 2020
Determinismo e diversidade cultural 2020
firminomaissociologiafilosofia2019
 
Etnocentrismo
EtnocentrismoEtnocentrismo
Etnocentrismo
EtnocentrismoEtnocentrismo
Etnocentrismo
EtnocentrismoEtnocentrismo
Antropologia e cultura tylor boas e malinowski 2020
Antropologia e cultura tylor boas e malinowski 2020Antropologia e cultura tylor boas e malinowski 2020
Antropologia e cultura tylor boas e malinowski 2020
firminomaissociologiafilosofia2019
 
CCM etnocentrismo shideshare
CCM etnocentrismo shideshareCCM etnocentrismo shideshare
CCM etnocentrismo shideshare
UNIP. Universidade Paulista
 
Aula3 hcmc (2)
Aula3 hcmc (2)Aula3 hcmc (2)
Aula3 hcmc (2)
kittycutie
 
Etnocentrismo e outros conceitos.ppt
Etnocentrismo e outros conceitos.pptEtnocentrismo e outros conceitos.ppt
Etnocentrismo e outros conceitos.ppt
Rafael867106
 
O homem e a antropologia
O homem e a antropologiaO homem e a antropologia
O homem e a antropologia
firminomaissociologiafilosofia2019
 
O homem e a antropologia
O homem e a antropologiaO homem e a antropologia
O homem e a antropologia
Celso Firmino Sociologia/Filosofia
 
AULA 1_2° série - O QUE É CULTURA COMO COMPREENDER O TEMA.
AULA 1_2° série - O QUE É CULTURA COMO COMPREENDER O TEMA.AULA 1_2° série - O QUE É CULTURA COMO COMPREENDER O TEMA.
AULA 1_2° série - O QUE É CULTURA COMO COMPREENDER O TEMA.
263316
 
Relativismo cultural e diversidade cultural
Relativismo cultural e diversidade culturalRelativismo cultural e diversidade cultural
Relativismo cultural e diversidade cultural
Celso Firmino Sociologia/Filosofia
 
Matrizes culturais I
Matrizes culturais IMatrizes culturais I
Matrizes culturais I
felipedacarpereira
 
A Diversidade Cultural
A Diversidade CulturalA Diversidade Cultural
A Diversidade Cultural
juliana_f
 
Questões de antropologia_01
Questões de antropologia_01Questões de antropologia_01
Questões de antropologia_01
roberto mosca junior
 
Antropologia colonial ( Texto de leitura e resumo).pdf
Antropologia colonial ( Texto de leitura e resumo).pdfAntropologia colonial ( Texto de leitura e resumo).pdf
Antropologia colonial ( Texto de leitura e resumo).pdf
Luis102773
 
Capítulo 1 - Evolucionismo e Diferença
Capítulo 1 - Evolucionismo e DiferençaCapítulo 1 - Evolucionismo e Diferença
Capítulo 1 - Evolucionismo e Diferença
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
CONCEITO_ANTROPOLOGICO_DE_CULTURA.ppt
CONCEITO_ANTROPOLOGICO_DE_CULTURA.pptCONCEITO_ANTROPOLOGICO_DE_CULTURA.ppt
CONCEITO_ANTROPOLOGICO_DE_CULTURA.ppt
RubensMartins36
 
Cultura e Humanização
Cultura e HumanizaçãoCultura e Humanização
Cultura e Humanização
Wendell Santos
 
Antropologia e cultura tylor boas e malinowski
Antropologia e cultura tylor boas e malinowskiAntropologia e cultura tylor boas e malinowski
Antropologia e cultura tylor boas e malinowski
firminomaissociologiafilosofia2019
 

Semelhante a Relativismo cultural etnocentrismo estereótipos 2020 (20)

Determinismo e diversidade cultural 2020
Determinismo e diversidade cultural 2020Determinismo e diversidade cultural 2020
Determinismo e diversidade cultural 2020
 
Etnocentrismo
EtnocentrismoEtnocentrismo
Etnocentrismo
 
Etnocentrismo
EtnocentrismoEtnocentrismo
Etnocentrismo
 
Etnocentrismo
EtnocentrismoEtnocentrismo
Etnocentrismo
 
Antropologia e cultura tylor boas e malinowski 2020
Antropologia e cultura tylor boas e malinowski 2020Antropologia e cultura tylor boas e malinowski 2020
Antropologia e cultura tylor boas e malinowski 2020
 
CCM etnocentrismo shideshare
CCM etnocentrismo shideshareCCM etnocentrismo shideshare
CCM etnocentrismo shideshare
 
Aula3 hcmc (2)
Aula3 hcmc (2)Aula3 hcmc (2)
Aula3 hcmc (2)
 
Etnocentrismo e outros conceitos.ppt
Etnocentrismo e outros conceitos.pptEtnocentrismo e outros conceitos.ppt
Etnocentrismo e outros conceitos.ppt
 
O homem e a antropologia
O homem e a antropologiaO homem e a antropologia
O homem e a antropologia
 
O homem e a antropologia
O homem e a antropologiaO homem e a antropologia
O homem e a antropologia
 
AULA 1_2° série - O QUE É CULTURA COMO COMPREENDER O TEMA.
AULA 1_2° série - O QUE É CULTURA COMO COMPREENDER O TEMA.AULA 1_2° série - O QUE É CULTURA COMO COMPREENDER O TEMA.
AULA 1_2° série - O QUE É CULTURA COMO COMPREENDER O TEMA.
 
Relativismo cultural e diversidade cultural
Relativismo cultural e diversidade culturalRelativismo cultural e diversidade cultural
Relativismo cultural e diversidade cultural
 
Matrizes culturais I
Matrizes culturais IMatrizes culturais I
Matrizes culturais I
 
A Diversidade Cultural
A Diversidade CulturalA Diversidade Cultural
A Diversidade Cultural
 
Questões de antropologia_01
Questões de antropologia_01Questões de antropologia_01
Questões de antropologia_01
 
Antropologia colonial ( Texto de leitura e resumo).pdf
Antropologia colonial ( Texto de leitura e resumo).pdfAntropologia colonial ( Texto de leitura e resumo).pdf
Antropologia colonial ( Texto de leitura e resumo).pdf
 
Capítulo 1 - Evolucionismo e Diferença
Capítulo 1 - Evolucionismo e DiferençaCapítulo 1 - Evolucionismo e Diferença
Capítulo 1 - Evolucionismo e Diferença
 
CONCEITO_ANTROPOLOGICO_DE_CULTURA.ppt
CONCEITO_ANTROPOLOGICO_DE_CULTURA.pptCONCEITO_ANTROPOLOGICO_DE_CULTURA.ppt
CONCEITO_ANTROPOLOGICO_DE_CULTURA.ppt
 
Cultura e Humanização
Cultura e HumanizaçãoCultura e Humanização
Cultura e Humanização
 
Antropologia e cultura tylor boas e malinowski
Antropologia e cultura tylor boas e malinowskiAntropologia e cultura tylor boas e malinowski
Antropologia e cultura tylor boas e malinowski
 

Mais de firminomaissociologiafilosofia2019

Ética e Moral
Ética e MoralÉtica e Moral
Estratificação social
Estratificação socialEstratificação social
Estratificação social
firminomaissociologiafilosofia2019
 
INSTITUIÇÕES SOCIAIS: RELIGIÃO
INSTITUIÇÕES SOCIAIS: RELIGIÃOINSTITUIÇÕES SOCIAIS: RELIGIÃO
INSTITUIÇÕES SOCIAIS: RELIGIÃO
firminomaissociologiafilosofia2019
 
Neoliberalismo e desigualdades sociais
Neoliberalismo e desigualdades sociaisNeoliberalismo e desigualdades sociais
Neoliberalismo e desigualdades sociais
firminomaissociologiafilosofia2019
 
Sociologia brasileira
Sociologia brasileiraSociologia brasileira
Sociologia brasileira
firminomaissociologiafilosofia2019
 
Instituições sociais família
Instituições sociais famíliaInstituições sociais família
Instituições sociais família
firminomaissociologiafilosofia2019
 
Trabalho: conceito, tipos, características, importãncia, globalização.
Trabalho: conceito, tipos, características, importãncia, globalização.Trabalho: conceito, tipos, características, importãncia, globalização.
Trabalho: conceito, tipos, características, importãncia, globalização.
firminomaissociologiafilosofia2019
 
ANTROPOLOGIA: CIÊNCIA DA ALTERIDADE.
ANTROPOLOGIA: CIÊNCIA DA ALTERIDADE.ANTROPOLOGIA: CIÊNCIA DA ALTERIDADE.
ANTROPOLOGIA: CIÊNCIA DA ALTERIDADE.
firminomaissociologiafilosofia2019
 
Cultura 2021
Cultura 2021Cultura 2021
Estrutura social: conceitos básicos.
Estrutura social: conceitos básicos.Estrutura social: conceitos básicos.
Estrutura social: conceitos básicos.
firminomaissociologiafilosofia2019
 
Émile Durkheim- 2021
Émile Durkheim- 2021Émile Durkheim- 2021
Émile Durkheim- 2021
firminomaissociologiafilosofia2019
 
Augusto Comte e o Positivismo 2021
Augusto Comte e o Positivismo 2021Augusto Comte e o Positivismo 2021
Augusto Comte e o Positivismo 2021
firminomaissociologiafilosofia2019
 
Estado, poder, política, cidadania 2020
Estado, poder, política, cidadania 2020Estado, poder, política, cidadania 2020
Estado, poder, política, cidadania 2020
firminomaissociologiafilosofia2019
 
Indústria Cultural e Cultura de Massa-2020
Indústria Cultural e Cultura de Massa-2020Indústria Cultural e Cultura de Massa-2020
Indústria Cultural e Cultura de Massa-2020
firminomaissociologiafilosofia2019
 
Capitalismo e trabalho 2020
Capitalismo e trabalho   2020Capitalismo e trabalho   2020
Capitalismo e trabalho 2020
firminomaissociologiafilosofia2019
 
Ética e moral 2020
Ética e moral 2020Ética e moral 2020
Etnia, gênero, minorias 2020
Etnia, gênero, minorias 2020Etnia, gênero, minorias 2020
Etnia, gênero, minorias 2020
firminomaissociologiafilosofia2019
 
Cultura erudita e cultura popular 2020
Cultura erudita e cultura popular 2020Cultura erudita e cultura popular 2020
Cultura erudita e cultura popular 2020
firminomaissociologiafilosofia2019
 
Indivíduo e Socialização 2020
Indivíduo e Socialização 2020Indivíduo e Socialização 2020
Indivíduo e Socialização 2020
firminomaissociologiafilosofia2019
 
Cultura 2020
Cultura 2020Cultura 2020

Mais de firminomaissociologiafilosofia2019 (20)

Ética e Moral
Ética e MoralÉtica e Moral
Ética e Moral
 
Estratificação social
Estratificação socialEstratificação social
Estratificação social
 
INSTITUIÇÕES SOCIAIS: RELIGIÃO
INSTITUIÇÕES SOCIAIS: RELIGIÃOINSTITUIÇÕES SOCIAIS: RELIGIÃO
INSTITUIÇÕES SOCIAIS: RELIGIÃO
 
Neoliberalismo e desigualdades sociais
Neoliberalismo e desigualdades sociaisNeoliberalismo e desigualdades sociais
Neoliberalismo e desigualdades sociais
 
Sociologia brasileira
Sociologia brasileiraSociologia brasileira
Sociologia brasileira
 
Instituições sociais família
Instituições sociais famíliaInstituições sociais família
Instituições sociais família
 
Trabalho: conceito, tipos, características, importãncia, globalização.
Trabalho: conceito, tipos, características, importãncia, globalização.Trabalho: conceito, tipos, características, importãncia, globalização.
Trabalho: conceito, tipos, características, importãncia, globalização.
 
ANTROPOLOGIA: CIÊNCIA DA ALTERIDADE.
ANTROPOLOGIA: CIÊNCIA DA ALTERIDADE.ANTROPOLOGIA: CIÊNCIA DA ALTERIDADE.
ANTROPOLOGIA: CIÊNCIA DA ALTERIDADE.
 
Cultura 2021
Cultura 2021Cultura 2021
Cultura 2021
 
Estrutura social: conceitos básicos.
Estrutura social: conceitos básicos.Estrutura social: conceitos básicos.
Estrutura social: conceitos básicos.
 
Émile Durkheim- 2021
Émile Durkheim- 2021Émile Durkheim- 2021
Émile Durkheim- 2021
 
Augusto Comte e o Positivismo 2021
Augusto Comte e o Positivismo 2021Augusto Comte e o Positivismo 2021
Augusto Comte e o Positivismo 2021
 
Estado, poder, política, cidadania 2020
Estado, poder, política, cidadania 2020Estado, poder, política, cidadania 2020
Estado, poder, política, cidadania 2020
 
Indústria Cultural e Cultura de Massa-2020
Indústria Cultural e Cultura de Massa-2020Indústria Cultural e Cultura de Massa-2020
Indústria Cultural e Cultura de Massa-2020
 
Capitalismo e trabalho 2020
Capitalismo e trabalho   2020Capitalismo e trabalho   2020
Capitalismo e trabalho 2020
 
Ética e moral 2020
Ética e moral 2020Ética e moral 2020
Ética e moral 2020
 
Etnia, gênero, minorias 2020
Etnia, gênero, minorias 2020Etnia, gênero, minorias 2020
Etnia, gênero, minorias 2020
 
Cultura erudita e cultura popular 2020
Cultura erudita e cultura popular 2020Cultura erudita e cultura popular 2020
Cultura erudita e cultura popular 2020
 
Indivíduo e Socialização 2020
Indivíduo e Socialização 2020Indivíduo e Socialização 2020
Indivíduo e Socialização 2020
 
Cultura 2020
Cultura 2020Cultura 2020
Cultura 2020
 

Último

Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Luzia Gabriele
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Leonel Morgado
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Falcão Brasil
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
antonio carlos
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
pattyhsilva271204
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Anesio2
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da químicaTEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
VictorEmanoel37
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
marcos oliveira
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
jetroescola
 

Último (20)

Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
 
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da químicaTEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 

Relativismo cultural etnocentrismo estereótipos 2020

  • 2. 1. Relativismo cultural e etnocentrismo o É a visão de que crenças, costumes e ética são relativos ao indivíduo no seu próprio contexto sócio – cultural. o “Certo" e "errado" dependem de cada cultura, o que é considerado moral em uma sociedade pode ser considerado imoral em outra. o Não existe um padrão universal de cultura, ninguém tem o direito de julgar os costumes de uma outra sociedade.
  • 5. 2. Relativismo e diversidade cultural o Conhecer as culturas e sua diversidade permite superar expressões como bárbaro, selvagem, exótico, civilizado. o As culturas são complexas e devem ser compreendidas na capacidade humana de criar, reinventar, adaptar – se e inserir – se na natureza.
  • 8. 3. Etnocentrismo Etnia: Identidade cultural de um povo (aspectos biológicos, língua, religião, tradições) o Quando uma cultura ou um grupo se coloca como padrão, colocando seus valores, ideias e comportamento como corretos. o Qualquer outro grupo que seja diferente será considerado bárbaro, selvagem, exótico.
  • 10. [...] a antiguidade confundia tudo o que não participava da cultura grega, (depois greco – romana) sob o nome de bárbaro; em seguida, a civilização ocidental utilizou o termo de selvagem no mesmo sentido. Recusa-se a admitir a diversidade cultural; preferimos repetir da cultura tudo o que esteja conforme a norma sob a qual se vive. LÉVI-STRAUSS, Claude. Raça e história.
  • 11. Etnocentrismo, preconceito, discriminação: o O etnocentrismo constrói uma visão de mundo baseada no preconceito e na discriminação. o Uma visão difícil de ser superada, pois cremos que o que somos e fazemos é o melhor. o Um grupo diferente é visto como ameaça de perda de coesão e identidade ao grupo que é tido como superior.
  • 12. 4. Eurocentrismo e etnocentrismo o No séc. XIX a Antropologia construiu teorias que afirmavam uma Europa civilizada e superior. o A expansão imperialista colocava as potências capitalistas em busca de mercados (matérias – primas e mercados), dominando África e Ásia. o Foi difundida a ideia que tais continentes eram cheios de tribos selvagens, bárbaras e carentes de progresso e civilização.
  • 13. Culturas diferentes: o Qualquer cultura é resultado de um processo que envolve intervenção, criação, reinvenção dos homens na natureza. o Tal conclusão vale pra qualquer etnia, seja na África, Ásia ou na floresta amazônica. o Esse processo civilizacional coloca grupos humanos em estágios culturais diferentes.
  • 21. “Civilizado” X “Selvagem”: o Rotular um grupo de bárbaro, selvagem ou exótico é assumir uma visão etnocêntrica. o Quando o etnocêntrico convive com o não igual, que não é simétrico, há uma relação de conflito em que o diferente é assimilado ou destruído pelo que se considera superior. o A Europa “civilizada” construiu uma hierarquia entre europeus e os outros.
  • 22. Sobre os Índios: “São ociosos, preguiçosos, de pouco trabalho, melancólicos, covardes, sujos, de má condição, rústicos, bestiais e vegetam como a umidade dos trópicos, são infelizes, pois vivem na escuridão das florestas.” (Hans Staden – séc. XVI)
  • 23. Sobre os Índios: “As pessoas aqui são nuas, bonitas, de pele escura e corpo elegante, são mansos e vivem em condições de igualdade, são cordiais e amáveis.” (Bartolomé de Las Casas – Frei Espanhol)
  • 25. Etnocentrismo na prática: o Culturas diferentes encontraram – se na história. o Ações e reações foram guiadas pela intenção na preservação de valores em relação ao outro, visto como ameaça, um inimigo a ser vencido. o O conflito foi inevitável, já que o superior teve uma visão e uma intenção ao tentar destruir o inferior para preservar – se.
  • 26. Conquista da América Quando espanhóis e portugueses “descobriram” a América trataram os pré – colombianos como bárbaros e selvagens. O Império Asteca foi conquistado e Tenochtitlán, sua capital, destruída. A cidade do México foi construída em moldes europeus, numa intenção de impor a superioridade da civilização europeia sobre a ameríndia.
  • 27. Etnocentrismo e aculturação: o Quando, em vez de aniquilar um povo “inferior”, um grupo impõe valores, visão de mundo e seu comportamento, ocorre a aculturação. o A violência ocorre com a negação da alteridade e sua identidade, obrigando o outro a ser igual ao dominador. o Exemplo dos jesuítas impondo o catolicismo ao catequisar os índios brasileiros.
  • 28. Um exemplo de ação etnocêntrica é atuação de evangélicos levando a “salvação” aos índios do Mato Grosso, Pará e Amazonas. A aproximação ocorre de forma semelhante a dos portugueses católicos, com muitos presentes, envolvendo e seduzindo – os.
  • 30. Estereótipos – atitude etnocêntrica: oEstereótipos são imagens e/ou conceitos preconcebidos (rótulos) que as pessoas fazem sobre comportamentos e condutas. oEstereótipo é um conceito infundado sobre algo, um clichê geralmente depreciativo, baseado no senso comum, tomado como verdadeiro. oO Estereótipo alimenta o bullying, o racismo, a xenofobia, a intolerância e o preconceito.
  • 33. Somente para judeus Porcos judeus que suas mãos apodreçam