SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 39
Baixar para ler offline
RELATIVISMO CULTURAL
DIVERSIDADE CULTURAL
1. Relativismo cultural e etnocentrismo
o É a visão de que crenças, costumes e ética
são relativos ao indivíduo no seu próprio
contexto sócio – cultural.
o “Certo" e "errado" dependem de cada cultura,
o que é considerado moral em uma sociedade
pode ser considerado imoral em outra.
o Não existe um padrão universal de cultura,
ninguém tem o direito de julgar os costumes de
uma outra sociedade.
2. Relativismo e diversidade cultural
o Conhecer as culturas e sua diversidade
permite superar expressões como bárbaro,
selvagem, exótico, civilizado.
o As culturas são complexas e devem ser
compreendidas na capacidade humana de
criar, reinventar, adaptar – se e inserir – se na
natureza.
3. Cultura em seu contexto
o O relativismo cultural nos ensina a entender
cada cultura no universo em que é produzida.
o O desconhecimento sobre uma cultura gera
interpretações parciais e desconhecimento
sobre a sua relação com o meio em que vive.
o É necessário mergulhar na cultura do outro
para compreende – la.
4. Significados do relativismo cultural
o A cultura tem sentido se compreendida no
seu interior com toda sua complexidade.
o Culturas são diferentes e são inadequados
termos como: feio, bonito, superior, inferior.
o Não há cultura – padrão, logo é impossível
medir o grau de “evolução” de uma cultura.
5. Diversidade cultural
o As culturas são o resultado da adaptação e
transformação do meio em que vivem.
o As necessidades aliadas à inventividade
transformaram a natureza em bens e produção.
Símbolos e cultura:
o Os símbolos são expressões de comunicação
e visões de mundo de cada cultura.
6. Cultura: complexo histórico – social:
o Cultura compreende: visões de mundo, ritos,
mitologias, filosofias, sistemas políticos, etc.
o Cada grupo constrói sua identidade cultural,
com elementos dinâmicos e específicos.
o Compreender e respeitar a complexidade
cultural é fundamental na superação das
diferenças, sem imposições etnocêntricas.
7. Poder e cultura
o Na formação dos impérios e nas conquistas
de uma cultura sobre outra estabelecem – se
relações de poder.
o Quando uma cultura impõe – se sobre outra
coloca em risco a sua identidade.
o Com a interação cultural tanto conquistados
como conquistadoras se transformam.
Cultura: conflito e diversidade:
o Na Mesopotâmia os conquistadores
assimilaram a cultura sumeriana: escrita, leis,
técnicas de drenagem, astrologia, etc.
o Os hebreus resistiram aos conflitos e legaram
à humanidade os elementos do judaísmo: o
monoteísmo, o velho testamento, o decálogo.
Antiguidade clássica (gregos e romanos)
Universalidade X identidade:
o Os gregos nos legaram a mitologia, a política, a
democracia, o humanismo e a filosofia.
o Alexandre, os macedônicos e o helenismo
representaram a mistura de culturas.
o Os romanos nos legaram o direito, a república,
o senado e o latim.
Poder e cultura
Idade Média:
o Muçulmanos e cristãos foram símbolos de
intolerância religiosa na Idade Média.
o O combate às heresias, a guerra santa e as
cruzadas representaram incompreensão em
relação às crenças do outro.
Idade Moderna:
o A expansão marítima levou Portugal e Espanha
a formarem seus impérios coloniais.
o Eurocentrismo e etnocentrismo: desprezo às
culturas nativas e a imposição da fé católica.
o A Europa também assimilou elementos culturais
americanos: milho, batata, cacau, mandioca,
ervas medicinais e tabaco.
“As interações culturais expressam criação,
assimilação, valores, visões de mundo, de
forma material e imaterial, construídos nos
contatos, nas trocas, nas experiências
coletivos. Os contatos não são simétricos,
havendo relações de predominância
associadas às relações de poder instauradas.”
Relativismo cultural e diversidade cultural
Relativismo cultural e diversidade cultural
Relativismo cultural e diversidade cultural
Relativismo cultural e diversidade cultural
Relativismo cultural e diversidade cultural
Relativismo cultural e diversidade cultural
Relativismo cultural e diversidade cultural
Relativismo cultural e diversidade cultural
Relativismo cultural e diversidade cultural

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

Fatos sociais
Fatos sociaisFatos sociais
Fatos sociais
 
Aula - O que é PODER - Michel Foucault
Aula - O que é PODER - Michel FoucaultAula - O que é PODER - Michel Foucault
Aula - O que é PODER - Michel Foucault
 
Etnocentrismo e relativismo
Etnocentrismo e relativismoEtnocentrismo e relativismo
Etnocentrismo e relativismo
 
Filosofia e felicidade slide
Filosofia e felicidade slideFilosofia e felicidade slide
Filosofia e felicidade slide
 
Introdução à Sociologia
Introdução à SociologiaIntrodução à Sociologia
Introdução à Sociologia
 
O que é Filosofia?
O que é Filosofia?O que é Filosofia?
O que é Filosofia?
 
Linguagem
LinguagemLinguagem
Linguagem
 
Cultura
CulturaCultura
Cultura
 
A cultura e a sociedade
A cultura e a sociedadeA cultura e a sociedade
A cultura e a sociedade
 
Aula de filosofia antiga, tema: Sofistas
Aula de filosofia antiga, tema: SofistasAula de filosofia antiga, tema: Sofistas
Aula de filosofia antiga, tema: Sofistas
 
Consciencia (1)
Consciencia (1)Consciencia (1)
Consciencia (1)
 
Max Weber - Os tipos de dominação legítima
Max Weber - Os tipos de dominação legítimaMax Weber - Os tipos de dominação legítima
Max Weber - Os tipos de dominação legítima
 
Surgimento da Sociologia
Surgimento da SociologiaSurgimento da Sociologia
Surgimento da Sociologia
 
Sociologia Capítulo 18 - Cultura e Ideologia
Sociologia Capítulo 18 - Cultura e IdeologiaSociologia Capítulo 18 - Cultura e Ideologia
Sociologia Capítulo 18 - Cultura e Ideologia
 
Introduçao a sociologia
Introduçao a sociologiaIntroduçao a sociologia
Introduçao a sociologia
 
Filosofia Política
Filosofia PolíticaFilosofia Política
Filosofia Política
 
Cultura e sociedade
Cultura e sociedadeCultura e sociedade
Cultura e sociedade
 
Filosofia Política
Filosofia PolíticaFilosofia Política
Filosofia Política
 
Identidade e Alteridade
Identidade e AlteridadeIdentidade e Alteridade
Identidade e Alteridade
 
Slide sociologia 1
Slide sociologia 1Slide sociologia 1
Slide sociologia 1
 

Destaque

Socialização
SocializaçãoSocialização
Socializaçãosashaa2194
 
Diversidade cultural
Diversidade culturalDiversidade cultural
Diversidade culturalSoraya Filipa
 
Relativismo Cultural
Relativismo CulturalRelativismo Cultural
Relativismo CulturalBruno Pedro
 
Pessoa e personalidade portoed
Pessoa e personalidade portoedPessoa e personalidade portoed
Pessoa e personalidade portoedaintazambuja
 
Relativismo cultural
Relativismo culturalRelativismo cultural
Relativismo culturalAndrea Suarez
 
Fenómenos fonéticos português 9º
Fenómenos fonéticos português 9ºFenómenos fonéticos português 9º
Fenómenos fonéticos português 9ºFelisbela da Silva
 
Diversidade cultural na América
Diversidade cultural na AméricaDiversidade cultural na América
Diversidade cultural na AméricaJoão Machado
 
Orações subordinadas relativas
Orações subordinadas relativasOrações subordinadas relativas
Orações subordinadas relativasMargarida Tomaz
 
Cantigas de escárnio e maldizer
Cantigas de escárnio e maldizerCantigas de escárnio e maldizer
Cantigas de escárnio e maldizerHelena Coutinho
 

Destaque (13)

Socialização
SocializaçãoSocialização
Socialização
 
Socialização
SocializaçãoSocialização
Socialização
 
Diversidade cultural
Diversidade culturalDiversidade cultural
Diversidade cultural
 
A socialização
A socializaçãoA socialização
A socialização
 
Relativismo Cultural
Relativismo CulturalRelativismo Cultural
Relativismo Cultural
 
Pessoa e personalidade portoed
Pessoa e personalidade portoedPessoa e personalidade portoed
Pessoa e personalidade portoed
 
Cultura
CulturaCultura
Cultura
 
Relativismo cultural
Relativismo culturalRelativismo cultural
Relativismo cultural
 
Fenómenos fonéticos português 9º
Fenómenos fonéticos português 9ºFenómenos fonéticos português 9º
Fenómenos fonéticos português 9º
 
Diversidade cultural na América
Diversidade cultural na AméricaDiversidade cultural na América
Diversidade cultural na América
 
Orações subordinadas relativas
Orações subordinadas relativasOrações subordinadas relativas
Orações subordinadas relativas
 
Cantigas de escárnio e maldizer
Cantigas de escárnio e maldizerCantigas de escárnio e maldizer
Cantigas de escárnio e maldizer
 
Oracoes subordinadas
Oracoes subordinadasOracoes subordinadas
Oracoes subordinadas
 

Semelhante a Relativismo cultural e diversidade cultural

A Diversidade Cultural
A Diversidade CulturalA Diversidade Cultural
A Diversidade Culturaljuliana_f
 
CONCEITO_ANTROPOLOGICO_DE_CULTURA.ppt
CONCEITO_ANTROPOLOGICO_DE_CULTURA.pptCONCEITO_ANTROPOLOGICO_DE_CULTURA.ppt
CONCEITO_ANTROPOLOGICO_DE_CULTURA.pptRubensMartins36
 
Aula 01 - Cultura e suas definições, no senso comum, na sociologia e na antro...
Aula 01 - Cultura e suas definições, no senso comum, na sociologia e na antro...Aula 01 - Cultura e suas definições, no senso comum, na sociologia e na antro...
Aula 01 - Cultura e suas definições, no senso comum, na sociologia e na antro...ssuser2af87a
 
CULTURA E IDEOLOGIA [Salvo automaticamente].ppt
CULTURA E IDEOLOGIA   [Salvo automaticamente].pptCULTURA E IDEOLOGIA   [Salvo automaticamente].ppt
CULTURA E IDEOLOGIA [Salvo automaticamente].pptAdelmaFerreiradeSouz
 
Sociologia, Cultura e Sociedade.ppSociologia, Cultura e Sociedadetx
Sociologia, Cultura e Sociedade.ppSociologia, Cultura e SociedadetxSociologia, Cultura e Sociedade.ppSociologia, Cultura e Sociedadetx
Sociologia, Cultura e Sociedade.ppSociologia, Cultura e Sociedadetxmarioaraujorosas1
 
Antropologia e Cultura - atividades ENEM.pptx
Antropologia e Cultura - atividades ENEM.pptxAntropologia e Cultura - atividades ENEM.pptx
Antropologia e Cultura - atividades ENEM.pptxssuser1c0ddc
 
Sociologia cultura - 2º ano- estudar para prova
Sociologia  cultura - 2º ano- estudar para provaSociologia  cultura - 2º ano- estudar para prova
Sociologia cultura - 2º ano- estudar para provaSocorro Vasconcelos
 
Identidade cultural fap
Identidade cultural  fapIdentidade cultural  fap
Identidade cultural fapSONIAPASSOS7
 
Cultura diferentes significados (2).pptx
Cultura diferentes significados (2).pptxCultura diferentes significados (2).pptx
Cultura diferentes significados (2).pptxBrunaMartins393336
 

Semelhante a Relativismo cultural e diversidade cultural (20)

Cp aula 4
Cp aula 4Cp aula 4
Cp aula 4
 
A Diversidade Cultural
A Diversidade CulturalA Diversidade Cultural
A Diversidade Cultural
 
Determinismo e diversidade cultural 2020
Determinismo e diversidade cultural 2020Determinismo e diversidade cultural 2020
Determinismo e diversidade cultural 2020
 
CONCEITO_ANTROPOLOGICO_DE_CULTURA.ppt
CONCEITO_ANTROPOLOGICO_DE_CULTURA.pptCONCEITO_ANTROPOLOGICO_DE_CULTURA.ppt
CONCEITO_ANTROPOLOGICO_DE_CULTURA.ppt
 
Aula 01 - Cultura e suas definições, no senso comum, na sociologia e na antro...
Aula 01 - Cultura e suas definições, no senso comum, na sociologia e na antro...Aula 01 - Cultura e suas definições, no senso comum, na sociologia e na antro...
Aula 01 - Cultura e suas definições, no senso comum, na sociologia e na antro...
 
CULTURA E IDEOLOGIA [Salvo automaticamente].ppt
CULTURA E IDEOLOGIA   [Salvo automaticamente].pptCULTURA E IDEOLOGIA   [Salvo automaticamente].ppt
CULTURA E IDEOLOGIA [Salvo automaticamente].ppt
 
Sociologia, Cultura e Sociedade.ppSociologia, Cultura e Sociedadetx
Sociologia, Cultura e Sociedade.ppSociologia, Cultura e SociedadetxSociologia, Cultura e Sociedade.ppSociologia, Cultura e Sociedadetx
Sociologia, Cultura e Sociedade.ppSociologia, Cultura e Sociedadetx
 
Cultura
CulturaCultura
Cultura
 
Relativismo cultural etnocentrismo estereótipos 2020
Relativismo cultural etnocentrismo estereótipos 2020Relativismo cultural etnocentrismo estereótipos 2020
Relativismo cultural etnocentrismo estereótipos 2020
 
3º ano cultura - ii período
3º ano   cultura - ii período3º ano   cultura - ii período
3º ano cultura - ii período
 
Cultura sociologia. 3 ano 1 semestre parcial
Cultura sociologia. 3 ano 1 semestre parcialCultura sociologia. 3 ano 1 semestre parcial
Cultura sociologia. 3 ano 1 semestre parcial
 
Cultura
CulturaCultura
Cultura
 
Ai 1 2_pessoa e cultura
Ai 1 2_pessoa e culturaAi 1 2_pessoa e cultura
Ai 1 2_pessoa e cultura
 
Antropologia e Cultura - atividades ENEM.pptx
Antropologia e Cultura - atividades ENEM.pptxAntropologia e Cultura - atividades ENEM.pptx
Antropologia e Cultura - atividades ENEM.pptx
 
A diversidade cultural
A diversidade culturalA diversidade cultural
A diversidade cultural
 
Matrizes culturais I
Matrizes culturais IMatrizes culturais I
Matrizes culturais I
 
Sociologia cultura - 2º ano- estudar para prova
Sociologia  cultura - 2º ano- estudar para provaSociologia  cultura - 2º ano- estudar para prova
Sociologia cultura - 2º ano- estudar para prova
 
Identidade cultural fap
Identidade cultural  fapIdentidade cultural  fap
Identidade cultural fap
 
Cultura diferentes significados (2).pptx
Cultura diferentes significados (2).pptxCultura diferentes significados (2).pptx
Cultura diferentes significados (2).pptx
 
áFrica
áFricaáFrica
áFrica
 

Mais de Celso Firmino Sociologia/Filosofia (14)

Cultura erudita e cultura popular reformulado
Cultura erudita e cultura popular reformuladoCultura erudita e cultura popular reformulado
Cultura erudita e cultura popular reformulado
 
Indústria cultural cultura de massa pdf
Indústria cultural cultura de massa   pdfIndústria cultural cultura de massa   pdf
Indústria cultural cultura de massa pdf
 
Globalização e trabalho
Globalização e trabalhoGlobalização e trabalho
Globalização e trabalho
 
Karl marx
Karl marxKarl marx
Karl marx
 
Etnocentrismo
EtnocentrismoEtnocentrismo
Etnocentrismo
 
Emile Durkheim
Emile DurkheimEmile Durkheim
Emile Durkheim
 
Auguste comte e o positivismo 2
Auguste comte e o positivismo 2Auguste comte e o positivismo 2
Auguste comte e o positivismo 2
 
Antropologia e cultura tylor boas e malinowski
Antropologia e cultura tylor boas e malinowskiAntropologia e cultura tylor boas e malinowski
Antropologia e cultura tylor boas e malinowski
 
O homem e a antropologia
O homem e a antropologiaO homem e a antropologia
O homem e a antropologia
 
Etnocentrismo
EtnocentrismoEtnocentrismo
Etnocentrismo
 
Política e poder
Política e poderPolítica e poder
Política e poder
 
Sociologia introdução fundamentos e bases
Sociologia introdução fundamentos e basesSociologia introdução fundamentos e bases
Sociologia introdução fundamentos e bases
 
Cultura
CulturaCultura
Cultura
 
Antropologia
AntropologiaAntropologia
Antropologia
 

Último

13_mch9_hormonal.pptx............................
13_mch9_hormonal.pptx............................13_mch9_hormonal.pptx............................
13_mch9_hormonal.pptx............................mariagrave
 
INTRODUÇÃO DE METODOLOGIA PARA TRABALHIOS CIENTIFICOS
INTRODUÇÃO DE METODOLOGIA PARA TRABALHIOS CIENTIFICOSINTRODUÇÃO DE METODOLOGIA PARA TRABALHIOS CIENTIFICOS
INTRODUÇÃO DE METODOLOGIA PARA TRABALHIOS CIENTIFICOSPedro Luis Moraes
 
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºano
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºanoCATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºano
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºanomarla71199
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilMariaHelena293800
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdfCarinaSofiaDiasBoteq
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...LuizHenriquedeAlmeid6
 
12_mch9_nervoso.pptx...........................
12_mch9_nervoso.pptx...........................12_mch9_nervoso.pptx...........................
12_mch9_nervoso.pptx...........................mariagrave
 
Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................mariagrave
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfGisellySobral
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leiteprofesfrancleite
 
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024azulassessoria9
 
Teatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundarioTeatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundarioWyngDaFelyzitahLamba
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)Centro Jacques Delors
 
ESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da prova
ESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da provaESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da prova
ESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da provaANNAPAULAAIRESDESOUZ
 
Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União EuropeiaApresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União EuropeiaCentro Jacques Delors
 
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdfMissa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdfFbioFerreira207918
 
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da CapivaraPré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivararambomarcos
 
Quando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
Quando a escola é de vidro, de Ruth RochaQuando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
Quando a escola é de vidro, de Ruth RochaREGIANELAURALOUREIRO1
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEblogdoelvis
 

Último (20)

13_mch9_hormonal.pptx............................
13_mch9_hormonal.pptx............................13_mch9_hormonal.pptx............................
13_mch9_hormonal.pptx............................
 
INTRODUÇÃO DE METODOLOGIA PARA TRABALHIOS CIENTIFICOS
INTRODUÇÃO DE METODOLOGIA PARA TRABALHIOS CIENTIFICOSINTRODUÇÃO DE METODOLOGIA PARA TRABALHIOS CIENTIFICOS
INTRODUÇÃO DE METODOLOGIA PARA TRABALHIOS CIENTIFICOS
 
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºano
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºanoCATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºano
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºano
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
12_mch9_nervoso.pptx...........................
12_mch9_nervoso.pptx...........................12_mch9_nervoso.pptx...........................
12_mch9_nervoso.pptx...........................
 
Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
 
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
 
Teatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundarioTeatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundario
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
 
ESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da prova
ESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da provaESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da prova
ESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da prova
 
Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União EuropeiaApresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
 
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdfMissa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
 
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da CapivaraPré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
 
Novena de Pentecostes com textos de São João Eudes
Novena de Pentecostes com textos de São João EudesNovena de Pentecostes com textos de São João Eudes
Novena de Pentecostes com textos de São João Eudes
 
Quando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
Quando a escola é de vidro, de Ruth RochaQuando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
Quando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 

Relativismo cultural e diversidade cultural

  • 2.
  • 3. 1. Relativismo cultural e etnocentrismo o É a visão de que crenças, costumes e ética são relativos ao indivíduo no seu próprio contexto sócio – cultural. o “Certo" e "errado" dependem de cada cultura, o que é considerado moral em uma sociedade pode ser considerado imoral em outra. o Não existe um padrão universal de cultura, ninguém tem o direito de julgar os costumes de uma outra sociedade.
  • 4.
  • 5.
  • 6.
  • 7. 2. Relativismo e diversidade cultural o Conhecer as culturas e sua diversidade permite superar expressões como bárbaro, selvagem, exótico, civilizado. o As culturas são complexas e devem ser compreendidas na capacidade humana de criar, reinventar, adaptar – se e inserir – se na natureza.
  • 8.
  • 9.
  • 10. 3. Cultura em seu contexto o O relativismo cultural nos ensina a entender cada cultura no universo em que é produzida. o O desconhecimento sobre uma cultura gera interpretações parciais e desconhecimento sobre a sua relação com o meio em que vive. o É necessário mergulhar na cultura do outro para compreende – la.
  • 11.
  • 12.
  • 13.
  • 14.
  • 15. 4. Significados do relativismo cultural o A cultura tem sentido se compreendida no seu interior com toda sua complexidade. o Culturas são diferentes e são inadequados termos como: feio, bonito, superior, inferior. o Não há cultura – padrão, logo é impossível medir o grau de “evolução” de uma cultura.
  • 16.
  • 17.
  • 18. 5. Diversidade cultural o As culturas são o resultado da adaptação e transformação do meio em que vivem. o As necessidades aliadas à inventividade transformaram a natureza em bens e produção. Símbolos e cultura: o Os símbolos são expressões de comunicação e visões de mundo de cada cultura.
  • 19.
  • 20. 6. Cultura: complexo histórico – social: o Cultura compreende: visões de mundo, ritos, mitologias, filosofias, sistemas políticos, etc. o Cada grupo constrói sua identidade cultural, com elementos dinâmicos e específicos. o Compreender e respeitar a complexidade cultural é fundamental na superação das diferenças, sem imposições etnocêntricas.
  • 21. 7. Poder e cultura o Na formação dos impérios e nas conquistas de uma cultura sobre outra estabelecem – se relações de poder. o Quando uma cultura impõe – se sobre outra coloca em risco a sua identidade. o Com a interação cultural tanto conquistados como conquistadoras se transformam.
  • 22. Cultura: conflito e diversidade: o Na Mesopotâmia os conquistadores assimilaram a cultura sumeriana: escrita, leis, técnicas de drenagem, astrologia, etc. o Os hebreus resistiram aos conflitos e legaram à humanidade os elementos do judaísmo: o monoteísmo, o velho testamento, o decálogo.
  • 23.
  • 24.
  • 25. Antiguidade clássica (gregos e romanos) Universalidade X identidade: o Os gregos nos legaram a mitologia, a política, a democracia, o humanismo e a filosofia. o Alexandre, os macedônicos e o helenismo representaram a mistura de culturas. o Os romanos nos legaram o direito, a república, o senado e o latim.
  • 26.
  • 27. Poder e cultura Idade Média: o Muçulmanos e cristãos foram símbolos de intolerância religiosa na Idade Média. o O combate às heresias, a guerra santa e as cruzadas representaram incompreensão em relação às crenças do outro.
  • 28.
  • 29. Idade Moderna: o A expansão marítima levou Portugal e Espanha a formarem seus impérios coloniais. o Eurocentrismo e etnocentrismo: desprezo às culturas nativas e a imposição da fé católica. o A Europa também assimilou elementos culturais americanos: milho, batata, cacau, mandioca, ervas medicinais e tabaco.
  • 30. “As interações culturais expressam criação, assimilação, valores, visões de mundo, de forma material e imaterial, construídos nos contatos, nas trocas, nas experiências coletivos. Os contatos não são simétricos, havendo relações de predominância associadas às relações de poder instauradas.”