SlideShare uma empresa Scribd logo
Estrutura e Dinâmica Social
Introdução às Ciências Humanas
Vitor Vieira Vasconcelos
BC0602
Junho de 2016
Conteúdo
 Contexto histórico do surgimento das Ciências
Humanas
 A (im)possibilidade das ciências humanas
 Investigação do ser humano através da história
 Humanismo
 Positivismo
 Hermenêutica
 Correntes de pensamento:
 Fenomenologia
 Estruturalismo
 Os campos de estudos das Ciências Humanas
Contexto Histórico
Filosofia (desde 600 a.c.)
Ciências Exatas e Naturais
A partir do século XVI
Ciências Humanas
A partir do século XIX
Contexto Histórico
Filosofia (desde 600 a.c.)
Ciências Exatas e Naturais
A partir do século XVI
Ciências Humanas
A partir do século XIX
Analogia?
Seriam possíveis as ciências humanas?
 Objeto das Ciências:
 Fatos Observáveis
 Experimentação
 Objetos
 Psicologia consciência humana individual
 Sociologia sociedade
 História época passada
• Ambiente controlado
• Repetição
Seriam possíveis as ciências humanas?
 Leis científicas:
 Objetivas
 Universais
 Necessárias
e uma comunidade?
(Particular)
e um acontecimento histórico?
(Só ocorre uma vez)
e o psiquismo humano?
(Subjetivo)
Pergunta
 Com base nas considerações anteriores, você
acha possível existirem ciências humanas?
Porquê?
Períodos históricos e a investigação humana
 Humanismo: Séculos XVI a XVIII
 Positivismo: Século XIX em diante
 Hermenêutica: Fim do século XIX em diante
Humanismo
 Ser humano como elemento central
 O ser humano:
 Possui liberdade
 É agente ético, técnico e político de seu destino
 Pela razão, leva ao progresso da civilização
contraposição ao Teocentrismo – Idade Média
Alguns expoentes do humanismo
 Rousseau
 Importância da liberdade individual frente à coerção social
 Poder político necessita ser consensual para ser legítimo
 Voltaire
 Razão e educação como instrumentos para acabar com a
tirania e o fanatismo religioso
Positivismo
 Augusto Comte
 Três etapas sociais
Mito/Religião
Metafísica
Ciência Positiva
 Proposta de eliminação da metafísica pelo método científico
 Estudo da sociedade pelos métodos da Física
Positivismo
 Herbert Spencer
 Estudo da sociedade como um organismo
 Darwinismo social: evolução e sobrevivência das sociedades
mais aptas
 Durkheim
 Estudo do comportamento observável na sociedade
 Indivíduos como átomos
 Relações causais entre indivíduos instituições sociais
 Estudo da sociedade para a “cura” de doenças sociais
Hermenêutica (Dilthey)
 As ciências humanas possuem métodos distintos
das ciências exatas e da natureza
 Fatos humanos são históricos
 Dotados de valor, sentido, significação, finalidade
 Compreensão/interpretação de visões de mundo
ao longo da história
Linha do Tempo
Visão
de
Mundo
Visão
de
Mundo
Visão
de
Mundo
Visão
de
Mundo
Críticas à Hermenêutica
 Impossibilidade de leis gerais
 Crítica de Weber e proposição de tipos ideais
 Todas as ciências humanas subordinadas à História
Exercício
 Imagine como um pensador do humanismo,
outro do positivismo e outro da hermenêutica
interpretariam/estudariam o período da ditadura
militar no Brasil
Contribuições de correntes de pensamento
 Fenomenologia
 Possibilidade de estudo da subjetividade humana
 Sensação, percepção, linguagem
 Alfred Schutz:
 Como as pessoas percebem/tipificam grupos sociais?
Identificação de Essências
Psíquicas
Sociais
Históricas
Culturais
Especificidade do objeto
das Ciências Humanas
Psicologia
Sociologia
História
Antropologia
Contribuições de correntes de pensamento
 Estruturalismo
 Sistemas conceituais, em que cada elemento
conceitual se relaciona com os demais
 O todo (Sistema) não é a soma das partes +
conexões causais
 Linguística
 não basta apenas o significado das palavras
A pirâmide de Abraham Maslow
Estruturalismo nas ciências sociais
• Levi-Strauss
• Sociedades primitivas
Circulação Estrutura Função
Circulação das
mulheres
Estrutura do parentesco Formação de alianças
Circulação de objetos
especiais
Estrutura do dom Sistema de Guerra e de
Paz
Troca e circulação da
palavra
Estrutura da linguagem Sistema de poder religioso
e político
• Talcott Parson
• Sociedades contemporâneas
Subsistema Função
Econômico Adaptação (recursos materiais)
Político Formulação e alcance de objetivos
Educativo Transmissão de valores e da cultura (latência)
Comunitário Integração
Exercício
 Descreva como a Fenomenologia e o
Estruturalismo poderiam estudar/interpretar a
instalação de uma usina hidroelétrica sobre uma
terra sagrada indígena
Campos da Ciências Humanas
 Linguística
 Estruturas gerais de linguagem
 Signos de comunicação
 Psicologia
 Estruturas da mente humana
 Comportamento Humano
 Perturbações (patologias) mentais
 Psicanálise
 Relação do inconsciente com o conciente
 Perturbações (patologias) mentais
Campos da Ciências Humanas
 Sociologia
 Estruturas sociais
 Instituições sociais
 Antropologia
 Cultura
 Foco em comunidades indígenas (?)
 História
 Desenvolvimento das formações sociais
 Suportes de memória coletiva
 Economia
 Condições e estruturas de produção
 Circulação e consumo de mercadorias
 Desenvolvimento econômico e crises
Reflexões finais
 O que define as ciências humanas?
 Objeto?
 Método?
 Comunidade acadêmica?
 Função social?
Dúvidas?
Comentários?
Obrigado!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Clássicos da sociologia
Clássicos da sociologiaClássicos da sociologia
Clássicos da sociologia
Luciano Carvalho
 
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Desigualdade Social
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Desigualdade SocialSlides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Desigualdade Social
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Desigualdade Social
Turma Olímpica
 
O que é Filosofia?
O que é Filosofia?O que é Filosofia?
O que é Filosofia?
Claudio Henrique Ramos Sales
 
ORIGEM DA FILOSOFIA
ORIGEM DA FILOSOFIA ORIGEM DA FILOSOFIA
ORIGEM DA FILOSOFIA
Silmara Vedoveli
 
ÉTica e cidadania 2
ÉTica e cidadania 2ÉTica e cidadania 2
ÉTica e cidadania 2
Mariangela Santos
 
AULA SOBRE INDÚSTRIA CULTURAL - Prof. Noe Assunção - Colégio Estadual Roselân...
AULA SOBRE INDÚSTRIA CULTURAL - Prof. Noe Assunção - Colégio Estadual Roselân...AULA SOBRE INDÚSTRIA CULTURAL - Prof. Noe Assunção - Colégio Estadual Roselân...
AULA SOBRE INDÚSTRIA CULTURAL - Prof. Noe Assunção - Colégio Estadual Roselân...
Prof. Noe Assunção
 
Ética Moral e Valores.
Ética Moral e Valores.Ética Moral e Valores.
Ética Moral e Valores.
Secretaria da Educação
 
Democracia
DemocraciaDemocracia
Democracia
Killer Max
 
Multiculturalismo
MulticulturalismoMulticulturalismo
Multiculturalismo
ProfMario De Mori
 
Os Tipos de Conhecimento
Os Tipos de ConhecimentoOs Tipos de Conhecimento
Os Tipos de Conhecimento
Jonathan Nascyn
 
Globalização
GlobalizaçãoGlobalização
Globalização
Cristina Gouveia
 
Introdução à Sociologia
Introdução à SociologiaIntrodução à Sociologia
Introdução à Sociologia
Alison Nunes
 
Apresentação modernidade líquida
Apresentação modernidade líquidaApresentação modernidade líquida
Apresentação modernidade líquida
Rosaalicianc
 
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...
Prof. Noe Assunção
 
Introdução à filosofia
Introdução à filosofiaIntrodução à filosofia
Introdução à filosofia
José Aristides Silva Gamito
 
Sociologia e meio ambiente
Sociologia e meio ambienteSociologia e meio ambiente
Sociologia e meio ambiente
EEBMiguelCouto
 
01 - O que é Sociologia
01 - O que é Sociologia01 - O que é Sociologia
01 - O que é Sociologia
Claudio Henrique Ramos Sales
 
O mundo do trabalho
O mundo do trabalhoO mundo do trabalho
O mundo do trabalho
Colegio
 
Surgimento da Sociologia
Surgimento da SociologiaSurgimento da Sociologia
Surgimento da Sociologia
roberto mosca junior
 
Aula de sociologia
Aula de sociologiaAula de sociologia
Aula de sociologia
pascoalnaib
 

Mais procurados (20)

Clássicos da sociologia
Clássicos da sociologiaClássicos da sociologia
Clássicos da sociologia
 
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Desigualdade Social
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Desigualdade SocialSlides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Desigualdade Social
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Desigualdade Social
 
O que é Filosofia?
O que é Filosofia?O que é Filosofia?
O que é Filosofia?
 
ORIGEM DA FILOSOFIA
ORIGEM DA FILOSOFIA ORIGEM DA FILOSOFIA
ORIGEM DA FILOSOFIA
 
ÉTica e cidadania 2
ÉTica e cidadania 2ÉTica e cidadania 2
ÉTica e cidadania 2
 
AULA SOBRE INDÚSTRIA CULTURAL - Prof. Noe Assunção - Colégio Estadual Roselân...
AULA SOBRE INDÚSTRIA CULTURAL - Prof. Noe Assunção - Colégio Estadual Roselân...AULA SOBRE INDÚSTRIA CULTURAL - Prof. Noe Assunção - Colégio Estadual Roselân...
AULA SOBRE INDÚSTRIA CULTURAL - Prof. Noe Assunção - Colégio Estadual Roselân...
 
Ética Moral e Valores.
Ética Moral e Valores.Ética Moral e Valores.
Ética Moral e Valores.
 
Democracia
DemocraciaDemocracia
Democracia
 
Multiculturalismo
MulticulturalismoMulticulturalismo
Multiculturalismo
 
Os Tipos de Conhecimento
Os Tipos de ConhecimentoOs Tipos de Conhecimento
Os Tipos de Conhecimento
 
Globalização
GlobalizaçãoGlobalização
Globalização
 
Introdução à Sociologia
Introdução à SociologiaIntrodução à Sociologia
Introdução à Sociologia
 
Apresentação modernidade líquida
Apresentação modernidade líquidaApresentação modernidade líquida
Apresentação modernidade líquida
 
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...
 
Introdução à filosofia
Introdução à filosofiaIntrodução à filosofia
Introdução à filosofia
 
Sociologia e meio ambiente
Sociologia e meio ambienteSociologia e meio ambiente
Sociologia e meio ambiente
 
01 - O que é Sociologia
01 - O que é Sociologia01 - O que é Sociologia
01 - O que é Sociologia
 
O mundo do trabalho
O mundo do trabalhoO mundo do trabalho
O mundo do trabalho
 
Surgimento da Sociologia
Surgimento da SociologiaSurgimento da Sociologia
Surgimento da Sociologia
 
Aula de sociologia
Aula de sociologiaAula de sociologia
Aula de sociologia
 

Destaque

Ciencias humanas
Ciencias humanasCiencias humanas
Ciencias humanas
mmartinatti
 
O método das ciências humanas
O método das ciências humanasO método das ciências humanas
O método das ciências humanas
Alan
 
Ciencias humanas e suas tecnologias
Ciencias humanas e suas tecnologiasCiencias humanas e suas tecnologias
Ciencias humanas e suas tecnologias
Anny Karine Machado
 
A revolução científica do século xvii
A revolução científica do século xviiA revolução científica do século xvii
A revolução científica do século xvii
Alan
 
Ciências Humanas - O tempo e o espaço: conquistas e realizações.
Ciências Humanas - O tempo e o espaço: conquistas e realizações.Ciências Humanas - O tempo e o espaço: conquistas e realizações.
Ciências Humanas - O tempo e o espaço: conquistas e realizações.
lucavao2010
 
Slide caderno 2 ciências humanas
Slide   caderno 2 ciências humanasSlide   caderno 2 ciências humanas
Slide caderno 2 ciências humanas
Leonardo Ornellas Pena
 
Ciencias humanas
Ciencias humanasCiencias humanas
Ciencias humanas
Maria Vieira
 
Ciencias sociais power point[1][1][1]
Ciencias sociais   power point[1][1][1]Ciencias sociais   power point[1][1][1]
Ciencias sociais power point[1][1][1]
161912
 
Ciências humanas e ciências exatas
Ciências humanas e ciências exatasCiências humanas e ciências exatas
Ciências humanas e ciências exatas
vinivs
 
Ciências sociais e humanas
Ciências sociais e humanasCiências sociais e humanas
Ciências sociais e humanas
enfanhanguera
 
A ciência na história/ As ciências da Natureza/ As ciências humanas
A ciência na história/ As ciências da Natureza/ As ciências humanasA ciência na história/ As ciências da Natureza/ As ciências humanas
A ciência na história/ As ciências da Natureza/ As ciências humanas
Luciana Mara Silveira
 
O método das ciencias da natureza
O método das ciencias da naturezaO método das ciencias da natureza
O método das ciencias da natureza
Fatima Freitas
 
Ciências da natureza
Ciências da naturezaCiências da natureza
Ciências da natureza
PAFB
 
1 lugar, território, espaço e paisagem
1 lugar, território, espaço e paisagem1 lugar, território, espaço e paisagem
1 lugar, território, espaço e paisagem
Fernanda Lopes
 
A Ciência, o ideal científico e a razão instrumental
A Ciência, o ideal científico e a razão instrumentalA Ciência, o ideal científico e a razão instrumental
A Ciência, o ideal científico e a razão instrumental
Felipe Saraiva Nunes de Pinho
 
As três principais concepções de ciência
As três principais concepções de ciênciaAs três principais concepções de ciência
As três principais concepções de ciência
Elisabeth Silva Epifânio
 
O método da ciência da natureza
O método da ciência da natureza O método da ciência da natureza
O método da ciência da natureza
Fernando Pereira
 
O método das ciências da natureza
O método das ciências da naturezaO método das ciências da natureza
O método das ciências da natureza
Lauriane Carvalho
 
Relações de poder
Relações de poderRelações de poder
Relações de poder
José Amaral
 
O que é ciência
O que é ciênciaO que é ciência
O que é ciência
Italo Colares
 

Destaque (20)

Ciencias humanas
Ciencias humanasCiencias humanas
Ciencias humanas
 
O método das ciências humanas
O método das ciências humanasO método das ciências humanas
O método das ciências humanas
 
Ciencias humanas e suas tecnologias
Ciencias humanas e suas tecnologiasCiencias humanas e suas tecnologias
Ciencias humanas e suas tecnologias
 
A revolução científica do século xvii
A revolução científica do século xviiA revolução científica do século xvii
A revolução científica do século xvii
 
Ciências Humanas - O tempo e o espaço: conquistas e realizações.
Ciências Humanas - O tempo e o espaço: conquistas e realizações.Ciências Humanas - O tempo e o espaço: conquistas e realizações.
Ciências Humanas - O tempo e o espaço: conquistas e realizações.
 
Slide caderno 2 ciências humanas
Slide   caderno 2 ciências humanasSlide   caderno 2 ciências humanas
Slide caderno 2 ciências humanas
 
Ciencias humanas
Ciencias humanasCiencias humanas
Ciencias humanas
 
Ciencias sociais power point[1][1][1]
Ciencias sociais   power point[1][1][1]Ciencias sociais   power point[1][1][1]
Ciencias sociais power point[1][1][1]
 
Ciências humanas e ciências exatas
Ciências humanas e ciências exatasCiências humanas e ciências exatas
Ciências humanas e ciências exatas
 
Ciências sociais e humanas
Ciências sociais e humanasCiências sociais e humanas
Ciências sociais e humanas
 
A ciência na história/ As ciências da Natureza/ As ciências humanas
A ciência na história/ As ciências da Natureza/ As ciências humanasA ciência na história/ As ciências da Natureza/ As ciências humanas
A ciência na história/ As ciências da Natureza/ As ciências humanas
 
O método das ciencias da natureza
O método das ciencias da naturezaO método das ciencias da natureza
O método das ciencias da natureza
 
Ciências da natureza
Ciências da naturezaCiências da natureza
Ciências da natureza
 
1 lugar, território, espaço e paisagem
1 lugar, território, espaço e paisagem1 lugar, território, espaço e paisagem
1 lugar, território, espaço e paisagem
 
A Ciência, o ideal científico e a razão instrumental
A Ciência, o ideal científico e a razão instrumentalA Ciência, o ideal científico e a razão instrumental
A Ciência, o ideal científico e a razão instrumental
 
As três principais concepções de ciência
As três principais concepções de ciênciaAs três principais concepções de ciência
As três principais concepções de ciência
 
O método da ciência da natureza
O método da ciência da natureza O método da ciência da natureza
O método da ciência da natureza
 
O método das ciências da natureza
O método das ciências da naturezaO método das ciências da natureza
O método das ciências da natureza
 
Relações de poder
Relações de poderRelações de poder
Relações de poder
 
O que é ciência
O que é ciênciaO que é ciência
O que é ciência
 

Semelhante a Introdução às Ciências Humanas

A pré história da sociologia
A pré história da sociologiaA pré história da sociologia
A pré história da sociologia
Diego Brelaz
 
1 historiografia
1   historiografia1   historiografia
1 historiografia
eiprofessor
 
Instrumentos de pesquisa em História da Filosofia
Instrumentos de pesquisa em História da FilosofiaInstrumentos de pesquisa em História da Filosofia
Instrumentos de pesquisa em História da Filosofia
Escola Estadual de São Paulo
 
A natureza da sociologia aula 1
A natureza da sociologia   aula 1A natureza da sociologia   aula 1
A natureza da sociologia aula 1
Débora
 
Cap 04 sociologia
Cap 04   sociologiaCap 04   sociologia
Cap 04 sociologia
Jesanias Rodrigues
 
teoriaepratica-SEVERINO
teoriaepratica-SEVERINOteoriaepratica-SEVERINO
teoriaepratica-SEVERINO
Bianca Casonato
 
Apresentações Sociais
Apresentações SociaisApresentações Sociais
Apresentações Sociais
itassa
 
Antropologia correcao3.
Antropologia correcao3.Antropologia correcao3.
Antropologia correcao3.
itassa
 
6. apostila de sociologia
6. apostila de sociologia6. apostila de sociologia
6. apostila de sociologia
Noel Anderley Dos Santos
 
Introdução antropologia cultural
Introdução antropologia culturalIntrodução antropologia cultural
Introdução antropologia cultural
MNTB / Instituto Antropos
 
A ciência e os avanços do conhecimento em sociologia
A ciência e os avanços do conhecimento em sociologiaA ciência e os avanços do conhecimento em sociologia
A ciência e os avanços do conhecimento em sociologia
Fernando Alcoforado
 
Apresentação - Severino
Apresentação - SeverinoApresentação - Severino
Apresentação - Severino
MarileneSantos1
 
Antropologia
AntropologiaAntropologia
Antropologia
Jorgelgl
 
Trabalho Conclusão Didática - UNIRIO
Trabalho Conclusão Didática - UNIRIOTrabalho Conclusão Didática - UNIRIO
Trabalho Conclusão Didática - UNIRIO
Fabiana Melo Sousa
 
Slide de Antropologia - Antropologia da Alimentação
Slide de Antropologia - Antropologia da AlimentaçãoSlide de Antropologia - Antropologia da Alimentação
Slide de Antropologia - Antropologia da Alimentação
SilviaSales6
 
A ciência na história CHAUÍ_ Pedagogia- Camila Aparecida, Anderson e Thais
A ciência na história CHAUÍ_ Pedagogia- Camila Aparecida, Anderson e Thais A ciência na história CHAUÍ_ Pedagogia- Camila Aparecida, Anderson e Thais
A ciência na história CHAUÍ_ Pedagogia- Camila Aparecida, Anderson e Thais
camila07uemg
 
a-origem-e-nascimento-da-filosofia1.pptx
a-origem-e-nascimento-da-filosofia1.pptxa-origem-e-nascimento-da-filosofia1.pptx
a-origem-e-nascimento-da-filosofia1.pptx
JosKleberFernandes
 
Cienciassociais
CienciassociaisCienciassociais
Cienciassociais
Fabiguarapari
 
Trabalho metodologia Ciencias da Natureza, humana e historia
Trabalho metodologia Ciencias da Natureza, humana e historiaTrabalho metodologia Ciencias da Natureza, humana e historia
Trabalho metodologia Ciencias da Natureza, humana e historia
Thaina Rodrigues
 
A antropologia
A antropologiaA antropologia
A antropologia
lukinha10
 

Semelhante a Introdução às Ciências Humanas (20)

A pré história da sociologia
A pré história da sociologiaA pré história da sociologia
A pré história da sociologia
 
1 historiografia
1   historiografia1   historiografia
1 historiografia
 
Instrumentos de pesquisa em História da Filosofia
Instrumentos de pesquisa em História da FilosofiaInstrumentos de pesquisa em História da Filosofia
Instrumentos de pesquisa em História da Filosofia
 
A natureza da sociologia aula 1
A natureza da sociologia   aula 1A natureza da sociologia   aula 1
A natureza da sociologia aula 1
 
Cap 04 sociologia
Cap 04   sociologiaCap 04   sociologia
Cap 04 sociologia
 
teoriaepratica-SEVERINO
teoriaepratica-SEVERINOteoriaepratica-SEVERINO
teoriaepratica-SEVERINO
 
Apresentações Sociais
Apresentações SociaisApresentações Sociais
Apresentações Sociais
 
Antropologia correcao3.
Antropologia correcao3.Antropologia correcao3.
Antropologia correcao3.
 
6. apostila de sociologia
6. apostila de sociologia6. apostila de sociologia
6. apostila de sociologia
 
Introdução antropologia cultural
Introdução antropologia culturalIntrodução antropologia cultural
Introdução antropologia cultural
 
A ciência e os avanços do conhecimento em sociologia
A ciência e os avanços do conhecimento em sociologiaA ciência e os avanços do conhecimento em sociologia
A ciência e os avanços do conhecimento em sociologia
 
Apresentação - Severino
Apresentação - SeverinoApresentação - Severino
Apresentação - Severino
 
Antropologia
AntropologiaAntropologia
Antropologia
 
Trabalho Conclusão Didática - UNIRIO
Trabalho Conclusão Didática - UNIRIOTrabalho Conclusão Didática - UNIRIO
Trabalho Conclusão Didática - UNIRIO
 
Slide de Antropologia - Antropologia da Alimentação
Slide de Antropologia - Antropologia da AlimentaçãoSlide de Antropologia - Antropologia da Alimentação
Slide de Antropologia - Antropologia da Alimentação
 
A ciência na história CHAUÍ_ Pedagogia- Camila Aparecida, Anderson e Thais
A ciência na história CHAUÍ_ Pedagogia- Camila Aparecida, Anderson e Thais A ciência na história CHAUÍ_ Pedagogia- Camila Aparecida, Anderson e Thais
A ciência na história CHAUÍ_ Pedagogia- Camila Aparecida, Anderson e Thais
 
a-origem-e-nascimento-da-filosofia1.pptx
a-origem-e-nascimento-da-filosofia1.pptxa-origem-e-nascimento-da-filosofia1.pptx
a-origem-e-nascimento-da-filosofia1.pptx
 
Cienciassociais
CienciassociaisCienciassociais
Cienciassociais
 
Trabalho metodologia Ciencias da Natureza, humana e historia
Trabalho metodologia Ciencias da Natureza, humana e historiaTrabalho metodologia Ciencias da Natureza, humana e historia
Trabalho metodologia Ciencias da Natureza, humana e historia
 
A antropologia
A antropologiaA antropologia
A antropologia
 

Mais de Vitor Vieira Vasconcelos

Relationships among socioeconomic affluence, yard management, and biodiversity
Relationships among socioeconomic affluence, yard management, and biodiversityRelationships among socioeconomic affluence, yard management, and biodiversity
Relationships among socioeconomic affluence, yard management, and biodiversity
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Análise espacial de doenças transmissíveis
Análise espacial de doenças transmissíveisAnálise espacial de doenças transmissíveis
Análise espacial de doenças transmissíveis
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Fishbanks! Jogo de simulação de gestão de recursos renováveis
Fishbanks! Jogo de simulação de gestão de recursos renováveisFishbanks! Jogo de simulação de gestão de recursos renováveis
Fishbanks! Jogo de simulação de gestão de recursos renováveis
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Regimes de Apropriação de Recursos Naturais
Regimes de Apropriação de Recursos NaturaisRegimes de Apropriação de Recursos Naturais
Regimes de Apropriação de Recursos Naturais
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Recursos Comuns e Tragédia dos Comuns
Recursos Comuns e Tragédia dos ComunsRecursos Comuns e Tragédia dos Comuns
Recursos Comuns e Tragédia dos Comuns
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Relações entre sistemas naturais e sociais
Relações entre sistemas naturais e sociaisRelações entre sistemas naturais e sociais
Relações entre sistemas naturais e sociais
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Valoração de Serviços Ecossistêmicos
Valoração de Serviços EcossistêmicosValoração de Serviços Ecossistêmicos
Valoração de Serviços Ecossistêmicos
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Recursos Naturais e Serviços Ecossistêmicos
Recursos Naturais e Serviços EcossistêmicosRecursos Naturais e Serviços Ecossistêmicos
Recursos Naturais e Serviços Ecossistêmicos
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Bases teóricas e conceituais do Planejamento e da Política Ambiental
Bases teóricas e conceituais do Planejamento e da Política AmbientalBases teóricas e conceituais do Planejamento e da Política Ambiental
Bases teóricas e conceituais do Planejamento e da Política Ambiental
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Planejamento territorial
Planejamento territorialPlanejamento territorial
Planejamento territorial
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Coremática e Mapeamento Participativo
Coremática e Mapeamento ParticipativoCoremática e Mapeamento Participativo
Coremática e Mapeamento Participativo
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Cartografia Social
Cartografia SocialCartografia Social
Cartografia Social
Vitor Vieira Vasconcelos
 
MIgrações
MIgraçõesMIgrações
Conflitos fundiários
Conflitos fundiáriosConflitos fundiários
Conflitos fundiários
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Conflitos Territoriais
Conflitos TerritoriaisConflitos Territoriais
Conflitos Territoriais
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Chácara Baronesa - Haras São Bernardo
Chácara Baronesa - Haras São BernardoChácara Baronesa - Haras São Bernardo
Chácara Baronesa - Haras São Bernardo
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Governo e Território
Governo e TerritórioGoverno e Território
Governo e Território
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Segregação e Interação Territorial
Segregação e Interação TerritorialSegregação e Interação Territorial
Segregação e Interação Territorial
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Território e Poder
Território e PoderTerritório e Poder
Território e Poder
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Operações com dados espaciais (Vetor) em R
Operações com dados espaciais (Vetor) em ROperações com dados espaciais (Vetor) em R
Operações com dados espaciais (Vetor) em R
Vitor Vieira Vasconcelos
 

Mais de Vitor Vieira Vasconcelos (20)

Relationships among socioeconomic affluence, yard management, and biodiversity
Relationships among socioeconomic affluence, yard management, and biodiversityRelationships among socioeconomic affluence, yard management, and biodiversity
Relationships among socioeconomic affluence, yard management, and biodiversity
 
Análise espacial de doenças transmissíveis
Análise espacial de doenças transmissíveisAnálise espacial de doenças transmissíveis
Análise espacial de doenças transmissíveis
 
Fishbanks! Jogo de simulação de gestão de recursos renováveis
Fishbanks! Jogo de simulação de gestão de recursos renováveisFishbanks! Jogo de simulação de gestão de recursos renováveis
Fishbanks! Jogo de simulação de gestão de recursos renováveis
 
Regimes de Apropriação de Recursos Naturais
Regimes de Apropriação de Recursos NaturaisRegimes de Apropriação de Recursos Naturais
Regimes de Apropriação de Recursos Naturais
 
Recursos Comuns e Tragédia dos Comuns
Recursos Comuns e Tragédia dos ComunsRecursos Comuns e Tragédia dos Comuns
Recursos Comuns e Tragédia dos Comuns
 
Relações entre sistemas naturais e sociais
Relações entre sistemas naturais e sociaisRelações entre sistemas naturais e sociais
Relações entre sistemas naturais e sociais
 
Valoração de Serviços Ecossistêmicos
Valoração de Serviços EcossistêmicosValoração de Serviços Ecossistêmicos
Valoração de Serviços Ecossistêmicos
 
Recursos Naturais e Serviços Ecossistêmicos
Recursos Naturais e Serviços EcossistêmicosRecursos Naturais e Serviços Ecossistêmicos
Recursos Naturais e Serviços Ecossistêmicos
 
Bases teóricas e conceituais do Planejamento e da Política Ambiental
Bases teóricas e conceituais do Planejamento e da Política AmbientalBases teóricas e conceituais do Planejamento e da Política Ambiental
Bases teóricas e conceituais do Planejamento e da Política Ambiental
 
Planejamento territorial
Planejamento territorialPlanejamento territorial
Planejamento territorial
 
Coremática e Mapeamento Participativo
Coremática e Mapeamento ParticipativoCoremática e Mapeamento Participativo
Coremática e Mapeamento Participativo
 
Cartografia Social
Cartografia SocialCartografia Social
Cartografia Social
 
MIgrações
MIgraçõesMIgrações
MIgrações
 
Conflitos fundiários
Conflitos fundiáriosConflitos fundiários
Conflitos fundiários
 
Conflitos Territoriais
Conflitos TerritoriaisConflitos Territoriais
Conflitos Territoriais
 
Chácara Baronesa - Haras São Bernardo
Chácara Baronesa - Haras São BernardoChácara Baronesa - Haras São Bernardo
Chácara Baronesa - Haras São Bernardo
 
Governo e Território
Governo e TerritórioGoverno e Território
Governo e Território
 
Segregação e Interação Territorial
Segregação e Interação TerritorialSegregação e Interação Territorial
Segregação e Interação Territorial
 
Território e Poder
Território e PoderTerritório e Poder
Território e Poder
 
Operações com dados espaciais (Vetor) em R
Operações com dados espaciais (Vetor) em ROperações com dados espaciais (Vetor) em R
Operações com dados espaciais (Vetor) em R
 

Último

oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Falcão Brasil
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Luzia Gabriele
 
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdfGuia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
FLAVIOROBERTOGOUVEA
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
mozalgebrista
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
jetroescola
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Anesio2
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
 
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdfGuia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
 
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 

Introdução às Ciências Humanas

  • 1. Estrutura e Dinâmica Social Introdução às Ciências Humanas Vitor Vieira Vasconcelos BC0602 Junho de 2016
  • 2. Conteúdo  Contexto histórico do surgimento das Ciências Humanas  A (im)possibilidade das ciências humanas  Investigação do ser humano através da história  Humanismo  Positivismo  Hermenêutica  Correntes de pensamento:  Fenomenologia  Estruturalismo  Os campos de estudos das Ciências Humanas
  • 3. Contexto Histórico Filosofia (desde 600 a.c.) Ciências Exatas e Naturais A partir do século XVI Ciências Humanas A partir do século XIX
  • 4. Contexto Histórico Filosofia (desde 600 a.c.) Ciências Exatas e Naturais A partir do século XVI Ciências Humanas A partir do século XIX Analogia?
  • 5. Seriam possíveis as ciências humanas?  Objeto das Ciências:  Fatos Observáveis  Experimentação  Objetos  Psicologia consciência humana individual  Sociologia sociedade  História época passada • Ambiente controlado • Repetição
  • 6. Seriam possíveis as ciências humanas?  Leis científicas:  Objetivas  Universais  Necessárias e uma comunidade? (Particular) e um acontecimento histórico? (Só ocorre uma vez) e o psiquismo humano? (Subjetivo)
  • 7. Pergunta  Com base nas considerações anteriores, você acha possível existirem ciências humanas? Porquê?
  • 8. Períodos históricos e a investigação humana  Humanismo: Séculos XVI a XVIII  Positivismo: Século XIX em diante  Hermenêutica: Fim do século XIX em diante
  • 9. Humanismo  Ser humano como elemento central  O ser humano:  Possui liberdade  É agente ético, técnico e político de seu destino  Pela razão, leva ao progresso da civilização contraposição ao Teocentrismo – Idade Média
  • 10. Alguns expoentes do humanismo  Rousseau  Importância da liberdade individual frente à coerção social  Poder político necessita ser consensual para ser legítimo  Voltaire  Razão e educação como instrumentos para acabar com a tirania e o fanatismo religioso
  • 11. Positivismo  Augusto Comte  Três etapas sociais Mito/Religião Metafísica Ciência Positiva  Proposta de eliminação da metafísica pelo método científico  Estudo da sociedade pelos métodos da Física
  • 12. Positivismo  Herbert Spencer  Estudo da sociedade como um organismo  Darwinismo social: evolução e sobrevivência das sociedades mais aptas  Durkheim  Estudo do comportamento observável na sociedade  Indivíduos como átomos  Relações causais entre indivíduos instituições sociais  Estudo da sociedade para a “cura” de doenças sociais
  • 13. Hermenêutica (Dilthey)  As ciências humanas possuem métodos distintos das ciências exatas e da natureza  Fatos humanos são históricos  Dotados de valor, sentido, significação, finalidade  Compreensão/interpretação de visões de mundo ao longo da história Linha do Tempo Visão de Mundo Visão de Mundo Visão de Mundo Visão de Mundo
  • 14. Críticas à Hermenêutica  Impossibilidade de leis gerais  Crítica de Weber e proposição de tipos ideais  Todas as ciências humanas subordinadas à História
  • 15. Exercício  Imagine como um pensador do humanismo, outro do positivismo e outro da hermenêutica interpretariam/estudariam o período da ditadura militar no Brasil
  • 16. Contribuições de correntes de pensamento  Fenomenologia  Possibilidade de estudo da subjetividade humana  Sensação, percepção, linguagem  Alfred Schutz:  Como as pessoas percebem/tipificam grupos sociais? Identificação de Essências Psíquicas Sociais Históricas Culturais Especificidade do objeto das Ciências Humanas Psicologia Sociologia História Antropologia
  • 17. Contribuições de correntes de pensamento  Estruturalismo  Sistemas conceituais, em que cada elemento conceitual se relaciona com os demais  O todo (Sistema) não é a soma das partes + conexões causais  Linguística  não basta apenas o significado das palavras
  • 18. A pirâmide de Abraham Maslow
  • 19. Estruturalismo nas ciências sociais • Levi-Strauss • Sociedades primitivas Circulação Estrutura Função Circulação das mulheres Estrutura do parentesco Formação de alianças Circulação de objetos especiais Estrutura do dom Sistema de Guerra e de Paz Troca e circulação da palavra Estrutura da linguagem Sistema de poder religioso e político • Talcott Parson • Sociedades contemporâneas Subsistema Função Econômico Adaptação (recursos materiais) Político Formulação e alcance de objetivos Educativo Transmissão de valores e da cultura (latência) Comunitário Integração
  • 20. Exercício  Descreva como a Fenomenologia e o Estruturalismo poderiam estudar/interpretar a instalação de uma usina hidroelétrica sobre uma terra sagrada indígena
  • 21. Campos da Ciências Humanas  Linguística  Estruturas gerais de linguagem  Signos de comunicação  Psicologia  Estruturas da mente humana  Comportamento Humano  Perturbações (patologias) mentais  Psicanálise  Relação do inconsciente com o conciente  Perturbações (patologias) mentais
  • 22. Campos da Ciências Humanas  Sociologia  Estruturas sociais  Instituições sociais  Antropologia  Cultura  Foco em comunidades indígenas (?)  História  Desenvolvimento das formações sociais  Suportes de memória coletiva  Economia  Condições e estruturas de produção  Circulação e consumo de mercadorias  Desenvolvimento econômico e crises
  • 23. Reflexões finais  O que define as ciências humanas?  Objeto?  Método?  Comunidade acadêmica?  Função social?