SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 5
A OBESIDADE É UMA DOENÇA CRÔNICA, MULTIFATORIAL E
SE NÃO FOR SUBMETIDA A TRATAMENTO PRECOCE PODE
LEVAR À SÍNDROME METABÓLICA COM SUAS COMPLICAÇÕES
QUE PODEM SER LETAIS

Um pouco mais de 20 anos atrás o Dr. Gerald M. Reaven,
estendendo o conceito de que a síndrome de resistência à
insulina foi a causa da intolerância à glicose, elevação do LDLcolesterol juntamente com a redução do HDL-colesterol e
hipertensão. Este conceito clínico evoluiu para o que é agora
referida como a síndrome metabólica. A síndrome metabólica,
a síndrome metabólica (também já referida como síndrome
X), é um distúrbio que define uma combinação de fatores
determinantes de risco metabólico e cardiovascular. Esses
fatores
de
risco
incluem
a
resistência
à
insulina,
hiperinsulinemia, obesidade central (obesidade abdominal,
intra-abdominal, visceral e nestas condições o excesso de
depósitos de gordura se encontra ao redor da cintura),
dislipidemia, intolerância à glicose, hipertensão, estado próinflamatório, e microalbuminemia. O fator central da Síndrome
Metabólica é realmente a resistência à insulina. Várias outras
anormalidades clínicas foram recentemente associadas com
síndrome metabólica, incluindo a esteatose hepática não
alcoólica (fígado gorduroso), aterosclerose, estresse oxidativo
e síndrome dos ovários policísticos (SOP).Embora na
obesidade, o acúmulo de gordura ectópica, e um estado
inflamatório são fundamentais para desenvolver a patologia
da síndrome metabólica, pois nem todos os indivíduos obesos
desenvolvem síndrome metabólica e nem todos os indivíduos
com síndrome metabólica são obesos. Estas observações
indicam que a Síndrome Metabólica tem uma etiologia
multifatorial, que envolve uma série de interações complexas
entre indivíduos com hábitos alimentares particulares, o
estado hormonal, e o fundo genético. Uma evidência crescente
indica que o risco de indução de desenvolver Síndrome
Metabólica é crescente. Estudos epidemiológicos em humanos
e modelos animais de síndrome metabólica demonstram uma
associação entre má nutrição durante o desenvolvimento fetal
e o aumento do risco de doença cardiovascular do adulto.
Dada a complexidade
dos
fatores
que
contribuem
para
a
síndrome
metabólica
numerosos grupos de
saúde em vários países
definiram a doença com
critérios
ligeiramente
diferentes.
Alguns
acreditam
que
a
resistência à insulina é o
sinal
indicador
mais
importante para o futuro
desenvolvimento
da
diabetes do tipo 2 e as
doenças
cardiovasculares e esta
desordem
é
definida
como a síndrome da
resistência à insulina.
Além
disso,
existem
diferenças significativas na predisposição étnica para os
efeitos das disfunções da síndrome metabólica que alguns
critérios devem ser avaliados com isso em mente. De
particular interesse é a utilização da circunferência da cintura
como um indicador da obesidade. A tabela a seguir lista os
critérios estabelecidos pela Associação Americana do Coração
e do Instituto Nacional do Coração, Pulmão e Sangue como a
definição da síndrome metabólica. Embora a SM não esteja
exclusivamente associada com diabetes tipo 2 associada à
resistência à insulina, o aumento da prevalência da obesidade
e desenvolvimento associado de diabetes tipo 2 e a resistência
à insulina são um dos principais contribuintes para a
síndrome. A síndrome metabólica é definida como uma
agregação de fatores de risco de doença cardiovascular
aterosclerótica que inclui a adiposidade visceral (obesidade),
resistência à insulina, os níveis baixos de HDL-colesterol e um
estado pró-inflamatório sistêmico. Não são componentes
essenciais para a síndrome metabólica que inclui, além de
resistência à insulina (é a marca da síndrome), hipertensão
arterial,
dislipidemia,
inflamação
crônica,
fibrinólise
prejudicada, pro-coagulação e o mais revelador a obesidade
central, visceral, abdominal, intra-abdominal. O papel de
tecido adiposo (gordura) deriva do fato de que o é um órgão
que está ativo na secreção de substâncias denominadas
citocinas (citocina é um termo genérico empregado para
designar um extenso grupo de moléculas envolvidas na
emissão de sinais entre as células durante o desencadeamento
das respostas imunes. Constituem um grupo de fatores extracelulares que podem ser produzidos por diversas células,
como monócitos, macrófagos, Linfócitos e outras que não
sejam linfóides. Todas as citocinas são pequenas proteínas ou
peptídeos, algumas contendo moléculas de açúcar ligadas
(glicoproteínas).
As
diferentes
citocinas
podem
ser
enquadradas
em
diversas
categorias:
interferons
(IFN),interleucinas (IL), fator estimulador de colônias (CSF),
fator de necrose tumoral (TNFa e TNFb), e fator de
transformação de crescimento (TGF b)), adipocitocinas (as
adipocitocinas influenciam uma variedade de processos
fisiológicos, entre eles, o controle da ingestão alimentar, a
homeostase
energética,a
sensibilidade
à
insulina,
a
angiogênese, a proteção vascular, a regulação da pressão e a
coagulação sanguínea.
Alterações na
secreção de
adipocitocinas,
consequentes à
hipertrofia e/ou
hiperplasia dos
adipócitos,
poderiam
constituir
situações
relacionadas à
gênese do
processo
fisiopatológico
da obesidade e suas complicações). Estes incluem factor de
necrose tumoral-α (TNF), interleucina-6 (IL-6), leptina e
adiponectina resistina. A leptina tem recebido uma atenção
particular, devido ao seu papel na obesidade, além do fato de
que os dados recentes indicam que os níveis de leptina no
plasma são considerados preditivos do potencial para a
patologia cardiovascular.
Dr. João Santos Caio Jr.
Endocrinologia – Neuroendocrinologista
CRM 20611
Dra. Henriqueta V. Caio
Endocrinologista – Medicina Interna
CRM 28930
Como Saber Mais:
1. Com o decorrer de cada ano, fomos visualizando o imenso
monstro que se preparava para assolar países ricos e pobres,
indistintamente e de forma assustadora, pois se aninhava
atrás de um nomezinho bem despretensioso “SíNDROME
METABÓLICA”...
http://prevenirasindromemetabolica.blogspot.com
2. Quando nos demos conta do problema, percebemos que era
a ponta de um imenso Iceberg, que destruía as pessoas
muitas vezes de forma irreversível...
http://vitaminasproteinas.blogspot.com
3. Assim, as influencias ambientais, endócrinas e genéticas
virão facilitar em sua forma mais diversificada toda a
expressão da síndrome metabólica, através do impacto no
peso, especialmente da gordura visceral, sobre as demais
doenças, incluindo a resistência periférica a insulina...
http://metabolicsindrom.wordpress.com
AUTORIZADO O USO DOS DIREITOS AUTORAIS COM CITAÇÃO
DOS AUTORES PROSPECTIVOS ET REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA.
Referências Bibliográficas:
Prof. Dr. João Santos Caio Jr, Endocrinologista, Neuroendocrinologista, Dra. Henriqueta
Verlangieri Caio, Endocrinologista, Medicina Interna – Van Der Häägen Brazil, São Paulo,
Brasil; Yusuf S, Hawken S, Ounpuu S, Dans T, Avezum A, Lanas F, McQueen M, Budaj A, Pais P,
Varigos J, Lisheng L, INTERHEART Study Investigators. (2004). "Effect of potentially
modifiable risk factors associated with myocardial infarction in 52 countries (the
INTERHEART study): case-control study". Lancet 364 (9438): 937–52. doi:10.1016/S01406736(04)17018-9.PMID 15364185; Carey D.G.P. (1998). Abdominal Obesity. Current Opinion
in Lipidology. (pp. 35-40). Vol. 9, No 1. Retrieved on April 9, 2012; Razay, George, "Obesity,
Abdominal Obesity and Alzheimer's Disease", Dementia & Genetic Cognitive Disorders, July
2006; Poehlman, Eric T. (1998). Abdominal obesity: the metabolic multi-risk factor 9 (8). pp.
469–471; Stanhope, Kimber L.; Peter J. Havel (March 2010). "Fructose consumption: Recent
results and their potential implications". Annals of the New York Academy of Science 1190.
doi:10.1111/j.1749-6632.2009.05266.x; Elliott, Sharon; Nancy L Keim, Judith S Stern, Karen
Teff and Peter J Havel (November 2002)."Fructose, weight gain, and the insulin resistance
syndrome". American Journal of Clinical Nutrition 76 (5): 911–922; Perez-Pozo, SE; et al (22).
"Excessive fructose intake induces the features of metabolic syndrome in healthy adult men:
role of uric acid in the hypertensive response". International Journal of Obesity 34: 454–461;
Choi, Mary (March 2009). "The Not-so-Sweet Side of Fructose". JASN. 3 20 (3): 457–459;
Heindel, Jerrold (2011). "The Obesogen Hypothesis of Obesity: Overview and Human
Evidence". Endocrine updates. 4 30: 355–365. doi:10.1007/978-1-4419-7034-3_17.

Contato:
Fones: 55(11) 5087-4404 ou 6197-0305
Nextel: 55(11) 7717-1257
ID:111*101625
Rua: Estela, 515 – Bloco D -12ºandar - Conj. 121/122
Paraiso - São Paulo - SP - Cep 04011-002
e-mails: drcaio@vanderhaagenbrasil.com
drahenriqueta@vanderhaagenbrasil.com
vanderhaagen@vanderhaagenbrasil.com
Site Van Der Häägen Brazil
www.vanderhaagenbrazil.com.br
www.clinicavanderhaagen.com.br
www.clinicasvanderhaagenbrasil.com.br
www.crescimentoinfoco.com.br
www.obesidadeinfoco.com.br
www.tireoidismo.com.br
http://drcaiojr.site.med.br
http://dracaio.site.med.br
Google Maps:
http://maps.google.com.br/maps/place?cid=5099901339000351730&q=Van+Der+Haagen+
Brasil&hl=pt&sll=-23.578256,46.645653&sspn=0.005074,0.009645&ie =UTF8&ll=23.575591,-46.650481&spn=0,0&t = h&z=17

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Síndrome Metabólica em crianças e adolescentes: Importância do exercício físico.
Síndrome Metabólica em crianças e adolescentes: Importância do exercício físico.Síndrome Metabólica em crianças e adolescentes: Importância do exercício físico.
Síndrome Metabólica em crianças e adolescentes: Importância do exercício físico.Ricardo Lucena
 
Gordura intra abdominal um grande passo para diabetes tipo 2
Gordura intra   abdominal um grande passo para diabetes tipo 2Gordura intra   abdominal um grande passo para diabetes tipo 2
Gordura intra abdominal um grande passo para diabetes tipo 2Van Der Häägen Brazil
 
Diabetes mellitus associado à obesidade abdominal,obesidade periférica e doen...
Diabetes mellitus associado à obesidade abdominal,obesidade periférica e doen...Diabetes mellitus associado à obesidade abdominal,obesidade periférica e doen...
Diabetes mellitus associado à obesidade abdominal,obesidade periférica e doen...Van Der Häägen Brazil
 
Um quebra cabeça chamado obesidade ii
Um quebra cabeça chamado obesidade iiUm quebra cabeça chamado obesidade ii
Um quebra cabeça chamado obesidade iiDaniela Souza
 
Dm conceitos, epidemiologia e cuidado nos serviços de saúde
Dm conceitos, epidemiologia e cuidado nos serviços de saúdeDm conceitos, epidemiologia e cuidado nos serviços de saúde
Dm conceitos, epidemiologia e cuidado nos serviços de saúdeadrianomedico
 
Obesidade – obesidade intra abdominal – síndrome metabólica;processos inflama...
Obesidade – obesidade intra abdominal – síndrome metabólica;processos inflama...Obesidade – obesidade intra abdominal – síndrome metabólica;processos inflama...
Obesidade – obesidade intra abdominal – síndrome metabólica;processos inflama...Van Der Häägen Brazil
 
Obesidade intra abdominal fator de risco não tratado em diabetes tipo 2 doenç...
Obesidade intra abdominal fator de risco não tratado em diabetes tipo 2 doenç...Obesidade intra abdominal fator de risco não tratado em diabetes tipo 2 doenç...
Obesidade intra abdominal fator de risco não tratado em diabetes tipo 2 doenç...Van Der Häägen Brazil
 
Sobrepeso, obesidade, síndrome metabólica e disfunção erétil; estão associada...
Sobrepeso, obesidade, síndrome metabólica e disfunção erétil; estão associada...Sobrepeso, obesidade, síndrome metabólica e disfunção erétil; estão associada...
Sobrepeso, obesidade, síndrome metabólica e disfunção erétil; estão associada...Van Der Häägen Brazil
 
Imunonutrição em pacientes com sepse
Imunonutrição em pacientes com sepseImunonutrição em pacientes com sepse
Imunonutrição em pacientes com sepseAna Carolina Teixeira
 
Bioquímica ii 15 síndrome metabólica
Bioquímica ii 15   síndrome metabólicaBioquímica ii 15   síndrome metabólica
Bioquímica ii 15 síndrome metabólicaJucie Vasconcelos
 
Estresse obesidade obesidade abdominal papel do eixo hipotálamo hipófise-adre...
Estresse obesidade obesidade abdominal papel do eixo hipotálamo hipófise-adre...Estresse obesidade obesidade abdominal papel do eixo hipotálamo hipófise-adre...
Estresse obesidade obesidade abdominal papel do eixo hipotálamo hipófise-adre...Van Der Häägen Brazil
 
Porque a obesidade abdominal é mais grave que a obesidade periférica se ambos...
Porque a obesidade abdominal é mais grave que a obesidade periférica se ambos...Porque a obesidade abdominal é mais grave que a obesidade periférica se ambos...
Porque a obesidade abdominal é mais grave que a obesidade periférica se ambos...Van Der Häägen Brazil
 
Obesidade e obesidade intra–abdominaldiabetes 2,comprometimento metabólico at...
Obesidade e obesidade intra–abdominaldiabetes 2,comprometimento metabólico at...Obesidade e obesidade intra–abdominaldiabetes 2,comprometimento metabólico at...
Obesidade e obesidade intra–abdominaldiabetes 2,comprometimento metabólico at...Van Der Häägen Brazil
 
Os comprometimentos da saúde da mulher que apresenta síndrome dos ovários mic...
Os comprometimentos da saúde da mulher que apresenta síndrome dos ovários mic...Os comprometimentos da saúde da mulher que apresenta síndrome dos ovários mic...
Os comprometimentos da saúde da mulher que apresenta síndrome dos ovários mic...Van Der Häägen Brazil
 
1118 1324 manual_enfermagem
1118 1324 manual_enfermagem1118 1324 manual_enfermagem
1118 1324 manual_enfermagemInês Cachaço
 

Mais procurados (20)

Síndrome Metabólica em crianças e adolescentes: Importância do exercício físico.
Síndrome Metabólica em crianças e adolescentes: Importância do exercício físico.Síndrome Metabólica em crianças e adolescentes: Importância do exercício físico.
Síndrome Metabólica em crianças e adolescentes: Importância do exercício físico.
 
Gordura intra abdominal um grande passo para diabetes tipo 2
Gordura intra   abdominal um grande passo para diabetes tipo 2Gordura intra   abdominal um grande passo para diabetes tipo 2
Gordura intra abdominal um grande passo para diabetes tipo 2
 
Diabetes mellitus associado à obesidade abdominal,obesidade periférica e doen...
Diabetes mellitus associado à obesidade abdominal,obesidade periférica e doen...Diabetes mellitus associado à obesidade abdominal,obesidade periférica e doen...
Diabetes mellitus associado à obesidade abdominal,obesidade periférica e doen...
 
Sindrome metabolica
Sindrome metabolicaSindrome metabolica
Sindrome metabolica
 
Um quebra cabeça chamado obesidade ii
Um quebra cabeça chamado obesidade iiUm quebra cabeça chamado obesidade ii
Um quebra cabeça chamado obesidade ii
 
Nutricao e avc_artigo
Nutricao e avc_artigoNutricao e avc_artigo
Nutricao e avc_artigo
 
Dm conceitos, epidemiologia e cuidado nos serviços de saúde
Dm conceitos, epidemiologia e cuidado nos serviços de saúdeDm conceitos, epidemiologia e cuidado nos serviços de saúde
Dm conceitos, epidemiologia e cuidado nos serviços de saúde
 
Obesidade – obesidade intra abdominal – síndrome metabólica;processos inflama...
Obesidade – obesidade intra abdominal – síndrome metabólica;processos inflama...Obesidade – obesidade intra abdominal – síndrome metabólica;processos inflama...
Obesidade – obesidade intra abdominal – síndrome metabólica;processos inflama...
 
Obesidade intra abdominal fator de risco não tratado em diabetes tipo 2 doenç...
Obesidade intra abdominal fator de risco não tratado em diabetes tipo 2 doenç...Obesidade intra abdominal fator de risco não tratado em diabetes tipo 2 doenç...
Obesidade intra abdominal fator de risco não tratado em diabetes tipo 2 doenç...
 
Sobrepeso, obesidade, síndrome metabólica e disfunção erétil; estão associada...
Sobrepeso, obesidade, síndrome metabólica e disfunção erétil; estão associada...Sobrepeso, obesidade, síndrome metabólica e disfunção erétil; estão associada...
Sobrepeso, obesidade, síndrome metabólica e disfunção erétil; estão associada...
 
Imunonutrição em pacientes com sepse
Imunonutrição em pacientes com sepseImunonutrição em pacientes com sepse
Imunonutrição em pacientes com sepse
 
Bioquímica ii 15 síndrome metabólica
Bioquímica ii 15   síndrome metabólicaBioquímica ii 15   síndrome metabólica
Bioquímica ii 15 síndrome metabólica
 
Diabetes gestacinal
Diabetes gestacinalDiabetes gestacinal
Diabetes gestacinal
 
9808 38102-1-pb
9808 38102-1-pb9808 38102-1-pb
9808 38102-1-pb
 
Estresse obesidade obesidade abdominal papel do eixo hipotálamo hipófise-adre...
Estresse obesidade obesidade abdominal papel do eixo hipotálamo hipófise-adre...Estresse obesidade obesidade abdominal papel do eixo hipotálamo hipófise-adre...
Estresse obesidade obesidade abdominal papel do eixo hipotálamo hipófise-adre...
 
Porque a obesidade abdominal é mais grave que a obesidade periférica se ambos...
Porque a obesidade abdominal é mais grave que a obesidade periférica se ambos...Porque a obesidade abdominal é mais grave que a obesidade periférica se ambos...
Porque a obesidade abdominal é mais grave que a obesidade periférica se ambos...
 
Obesidade e obesidade intra–abdominaldiabetes 2,comprometimento metabólico at...
Obesidade e obesidade intra–abdominaldiabetes 2,comprometimento metabólico at...Obesidade e obesidade intra–abdominaldiabetes 2,comprometimento metabólico at...
Obesidade e obesidade intra–abdominaldiabetes 2,comprometimento metabólico at...
 
Os comprometimentos da saúde da mulher que apresenta síndrome dos ovários mic...
Os comprometimentos da saúde da mulher que apresenta síndrome dos ovários mic...Os comprometimentos da saúde da mulher que apresenta síndrome dos ovários mic...
Os comprometimentos da saúde da mulher que apresenta síndrome dos ovários mic...
 
1118 1324 manual_enfermagem
1118 1324 manual_enfermagem1118 1324 manual_enfermagem
1118 1324 manual_enfermagem
 
Terapia Nutricional na DPOC
Terapia Nutricional na DPOCTerapia Nutricional na DPOC
Terapia Nutricional na DPOC
 

Destaque

Estatura deficiente em criança infantil juvenil e conexão gh e hormônios tire...
Estatura deficiente em criança infantil juvenil e conexão gh e hormônios tire...Estatura deficiente em criança infantil juvenil e conexão gh e hormônios tire...
Estatura deficiente em criança infantil juvenil e conexão gh e hormônios tire...Van Der Häägen Brazil
 
Paradoxo no Crescer: Infantil,Baixa Estatura Linear- Hipotireoidismo Após Fas...
Paradoxo no Crescer: Infantil,Baixa Estatura Linear- Hipotireoidismo Após Fas...Paradoxo no Crescer: Infantil,Baixa Estatura Linear- Hipotireoidismo Após Fas...
Paradoxo no Crescer: Infantil,Baixa Estatura Linear- Hipotireoidismo Após Fas...Van Der Häägen Brazil
 
Velocidade de crescimento altura final metabolismo mineral ósseo de crianças ...
Velocidade de crescimento altura final metabolismo mineral ósseo de crianças ...Velocidade de crescimento altura final metabolismo mineral ósseo de crianças ...
Velocidade de crescimento altura final metabolismo mineral ósseo de crianças ...Van Der Häägen Brazil
 
Baixa altura crescer;doenças crônicas,cardíacas,febre reumática,asma,estão as...
Baixa altura crescer;doenças crônicas,cardíacas,febre reumática,asma,estão as...Baixa altura crescer;doenças crônicas,cardíacas,febre reumática,asma,estão as...
Baixa altura crescer;doenças crônicas,cardíacas,febre reumática,asma,estão as...Van Der Häägen Brazil
 
Gestão farmacológica baixa estatura infantil,juvenil;importância inibidora da...
Gestão farmacológica baixa estatura infantil,juvenil;importância inibidora da...Gestão farmacológica baixa estatura infantil,juvenil;importância inibidora da...
Gestão farmacológica baixa estatura infantil,juvenil;importância inibidora da...Van Der Häägen Brazil
 
Estatura feto,criança,infantil,juvenil;fatores de crescimento insulina símile...
Estatura feto,criança,infantil,juvenil;fatores de crescimento insulina símile...Estatura feto,criança,infantil,juvenil;fatores de crescimento insulina símile...
Estatura feto,criança,infantil,juvenil;fatores de crescimento insulina símile...Van Der Häägen Brazil
 
Diferenças de Crescer Fetal -Pós Fetal: Criança Infantil Hormônio: GH Classic...
Diferenças de Crescer Fetal -Pós Fetal: Criança Infantil Hormônio: GH Classic...Diferenças de Crescer Fetal -Pós Fetal: Criança Infantil Hormônio: GH Classic...
Diferenças de Crescer Fetal -Pós Fetal: Criança Infantil Hormônio: GH Classic...Van Der Häägen Brazil
 
Baixa estatura linear pode se apresentar de 2 formas diferentes em criança pr...
Baixa estatura linear pode se apresentar de 2 formas diferentes em criança pr...Baixa estatura linear pode se apresentar de 2 formas diferentes em criança pr...
Baixa estatura linear pode se apresentar de 2 formas diferentes em criança pr...Van Der Häägen Brazil
 
Fatores ambientais;influência no crescimento de infantil,juvenil com baixa es...
Fatores ambientais;influência no crescimento de infantil,juvenil com baixa es...Fatores ambientais;influência no crescimento de infantil,juvenil com baixa es...
Fatores ambientais;influência no crescimento de infantil,juvenil com baixa es...Van Der Häägen Brazil
 
CRESCER COMPROMETIDO: CRIANÇA, INFANTIL E JUVENIL- AXIOMA EM FATORES GENÉTICO...
CRESCER COMPROMETIDO: CRIANÇA, INFANTIL E JUVENIL- AXIOMA EM FATORES GENÉTICO...CRESCER COMPROMETIDO: CRIANÇA, INFANTIL E JUVENIL- AXIOMA EM FATORES GENÉTICO...
CRESCER COMPROMETIDO: CRIANÇA, INFANTIL E JUVENIL- AXIOMA EM FATORES GENÉTICO...Van Der Häägen Brazil
 
BAIXA ESTATURA E CRESCIMENTO LINEAR: UM LADO POSITIVO PARA O GH HUMANO
BAIXA ESTATURA E CRESCIMENTO LINEAR: UM LADO POSITIVO PARA O GH HUMANOBAIXA ESTATURA E CRESCIMENTO LINEAR: UM LADO POSITIVO PARA O GH HUMANO
BAIXA ESTATURA E CRESCIMENTO LINEAR: UM LADO POSITIVO PARA O GH HUMANOVan Der Häägen Brazil
 
Apesar do Crescimento Infantil, Juvenil ou de Crianças ser Axiomático só foi ...
Apesar do Crescimento Infantil, Juvenil ou de Crianças ser Axiomático só foi ...Apesar do Crescimento Infantil, Juvenil ou de Crianças ser Axiomático só foi ...
Apesar do Crescimento Infantil, Juvenil ou de Crianças ser Axiomático só foi ...Van Der Häägen Brazil
 
Estatura Filhos Adotados;Criança,Infantil,Juvenil Cálculo Aproximado Reverso ...
Estatura Filhos Adotados;Criança,Infantil,Juvenil Cálculo Aproximado Reverso ...Estatura Filhos Adotados;Criança,Infantil,Juvenil Cálculo Aproximado Reverso ...
Estatura Filhos Adotados;Criança,Infantil,Juvenil Cálculo Aproximado Reverso ...Van Der Häägen Brazil
 
Regulação da secreção de GH Hormônio do Crescimento Humano e seus Distúrbios,...
Regulação da secreção de GH Hormônio do Crescimento Humano e seus Distúrbios,...Regulação da secreção de GH Hormônio do Crescimento Humano e seus Distúrbios,...
Regulação da secreção de GH Hormônio do Crescimento Humano e seus Distúrbios,...Van Der Häägen Brazil
 

Destaque (15)

Estatura deficiente em criança infantil juvenil e conexão gh e hormônios tire...
Estatura deficiente em criança infantil juvenil e conexão gh e hormônios tire...Estatura deficiente em criança infantil juvenil e conexão gh e hormônios tire...
Estatura deficiente em criança infantil juvenil e conexão gh e hormônios tire...
 
Paradoxo no Crescer: Infantil,Baixa Estatura Linear- Hipotireoidismo Após Fas...
Paradoxo no Crescer: Infantil,Baixa Estatura Linear- Hipotireoidismo Após Fas...Paradoxo no Crescer: Infantil,Baixa Estatura Linear- Hipotireoidismo Após Fas...
Paradoxo no Crescer: Infantil,Baixa Estatura Linear- Hipotireoidismo Após Fas...
 
Velocidade de crescimento altura final metabolismo mineral ósseo de crianças ...
Velocidade de crescimento altura final metabolismo mineral ósseo de crianças ...Velocidade de crescimento altura final metabolismo mineral ósseo de crianças ...
Velocidade de crescimento altura final metabolismo mineral ósseo de crianças ...
 
Baixa altura crescer;doenças crônicas,cardíacas,febre reumática,asma,estão as...
Baixa altura crescer;doenças crônicas,cardíacas,febre reumática,asma,estão as...Baixa altura crescer;doenças crônicas,cardíacas,febre reumática,asma,estão as...
Baixa altura crescer;doenças crônicas,cardíacas,febre reumática,asma,estão as...
 
Gestão farmacológica baixa estatura infantil,juvenil;importância inibidora da...
Gestão farmacológica baixa estatura infantil,juvenil;importância inibidora da...Gestão farmacológica baixa estatura infantil,juvenil;importância inibidora da...
Gestão farmacológica baixa estatura infantil,juvenil;importância inibidora da...
 
Estatura feto,criança,infantil,juvenil;fatores de crescimento insulina símile...
Estatura feto,criança,infantil,juvenil;fatores de crescimento insulina símile...Estatura feto,criança,infantil,juvenil;fatores de crescimento insulina símile...
Estatura feto,criança,infantil,juvenil;fatores de crescimento insulina símile...
 
Diferenças de Crescer Fetal -Pós Fetal: Criança Infantil Hormônio: GH Classic...
Diferenças de Crescer Fetal -Pós Fetal: Criança Infantil Hormônio: GH Classic...Diferenças de Crescer Fetal -Pós Fetal: Criança Infantil Hormônio: GH Classic...
Diferenças de Crescer Fetal -Pós Fetal: Criança Infantil Hormônio: GH Classic...
 
Crescimento e Somatotrofina
Crescimento e SomatotrofinaCrescimento e Somatotrofina
Crescimento e Somatotrofina
 
Baixa estatura linear pode se apresentar de 2 formas diferentes em criança pr...
Baixa estatura linear pode se apresentar de 2 formas diferentes em criança pr...Baixa estatura linear pode se apresentar de 2 formas diferentes em criança pr...
Baixa estatura linear pode se apresentar de 2 formas diferentes em criança pr...
 
Fatores ambientais;influência no crescimento de infantil,juvenil com baixa es...
Fatores ambientais;influência no crescimento de infantil,juvenil com baixa es...Fatores ambientais;influência no crescimento de infantil,juvenil com baixa es...
Fatores ambientais;influência no crescimento de infantil,juvenil com baixa es...
 
CRESCER COMPROMETIDO: CRIANÇA, INFANTIL E JUVENIL- AXIOMA EM FATORES GENÉTICO...
CRESCER COMPROMETIDO: CRIANÇA, INFANTIL E JUVENIL- AXIOMA EM FATORES GENÉTICO...CRESCER COMPROMETIDO: CRIANÇA, INFANTIL E JUVENIL- AXIOMA EM FATORES GENÉTICO...
CRESCER COMPROMETIDO: CRIANÇA, INFANTIL E JUVENIL- AXIOMA EM FATORES GENÉTICO...
 
BAIXA ESTATURA E CRESCIMENTO LINEAR: UM LADO POSITIVO PARA O GH HUMANO
BAIXA ESTATURA E CRESCIMENTO LINEAR: UM LADO POSITIVO PARA O GH HUMANOBAIXA ESTATURA E CRESCIMENTO LINEAR: UM LADO POSITIVO PARA O GH HUMANO
BAIXA ESTATURA E CRESCIMENTO LINEAR: UM LADO POSITIVO PARA O GH HUMANO
 
Apesar do Crescimento Infantil, Juvenil ou de Crianças ser Axiomático só foi ...
Apesar do Crescimento Infantil, Juvenil ou de Crianças ser Axiomático só foi ...Apesar do Crescimento Infantil, Juvenil ou de Crianças ser Axiomático só foi ...
Apesar do Crescimento Infantil, Juvenil ou de Crianças ser Axiomático só foi ...
 
Estatura Filhos Adotados;Criança,Infantil,Juvenil Cálculo Aproximado Reverso ...
Estatura Filhos Adotados;Criança,Infantil,Juvenil Cálculo Aproximado Reverso ...Estatura Filhos Adotados;Criança,Infantil,Juvenil Cálculo Aproximado Reverso ...
Estatura Filhos Adotados;Criança,Infantil,Juvenil Cálculo Aproximado Reverso ...
 
Regulação da secreção de GH Hormônio do Crescimento Humano e seus Distúrbios,...
Regulação da secreção de GH Hormônio do Crescimento Humano e seus Distúrbios,...Regulação da secreção de GH Hormônio do Crescimento Humano e seus Distúrbios,...
Regulação da secreção de GH Hormônio do Crescimento Humano e seus Distúrbios,...
 

Semelhante a Obesidade e desenvolvimento síndrome metabólica quão devastadora é a obesidade

Fisiopatologia síndrome metabólica resistência insulina papéis etiológicos ce...
Fisiopatologia síndrome metabólica resistência insulina papéis etiológicos ce...Fisiopatologia síndrome metabólica resistência insulina papéis etiológicos ce...
Fisiopatologia síndrome metabólica resistência insulina papéis etiológicos ce...Van Der Häägen Brazil
 
Obesidade abdominal exige solução radical
Obesidade abdominal exige solução radicalObesidade abdominal exige solução radical
Obesidade abdominal exige solução radicalVan Der Häägen Brazil
 
Obesidade se torna um fator complexo em pacientes diabeticos e vice versa.
Obesidade se torna um fator complexo em pacientes diabeticos e vice versa.Obesidade se torna um fator complexo em pacientes diabeticos e vice versa.
Obesidade se torna um fator complexo em pacientes diabeticos e vice versa.Van Der Häägen Brazil
 
Metainflamação ou síndrome metabólica.pptx
Metainflamação ou síndrome metabólica.pptxMetainflamação ou síndrome metabólica.pptx
Metainflamação ou síndrome metabólica.pptxAndrPintolemosdefari
 
EVIDÊNCIAS CIENTÍFICAS DA ALIMENTAÇÃO NA PREVENÇÃO E TRATAMENTO DAS DOENÇAS C...
EVIDÊNCIAS CIENTÍFICAS DA ALIMENTAÇÃO NA PREVENÇÃO E TRATAMENTO DAS DOENÇAS C...EVIDÊNCIAS CIENTÍFICAS DA ALIMENTAÇÃO NA PREVENÇÃO E TRATAMENTO DAS DOENÇAS C...
EVIDÊNCIAS CIENTÍFICAS DA ALIMENTAÇÃO NA PREVENÇÃO E TRATAMENTO DAS DOENÇAS C...kerenregina1
 
Consequências Metabólicas da Obesidade; Comprometimentos Sérios que Podem Afe...
Consequências Metabólicas da Obesidade; Comprometimentos Sérios que Podem Afe...Consequências Metabólicas da Obesidade; Comprometimentos Sérios que Podem Afe...
Consequências Metabólicas da Obesidade; Comprometimentos Sérios que Podem Afe...Van Der Häägen Brazil
 
Fatores Genéticos na Síndrome Metabólica
Fatores Genéticos na Síndrome MetabólicaFatores Genéticos na Síndrome Metabólica
Fatores Genéticos na Síndrome MetabólicaVan Der Häägen Brazil
 
Obesidade está relacionada com inflamação, aumento de hipertensão e doença ca...
Obesidade está relacionada com inflamação, aumento de hipertensão e doença ca...Obesidade está relacionada com inflamação, aumento de hipertensão e doença ca...
Obesidade está relacionada com inflamação, aumento de hipertensão e doença ca...Van Der Häägen Brazil
 
Obesidade e pressão alta obesidade tem inúmeros sintomas e não há identificaç...
Obesidade e pressão alta obesidade tem inúmeros sintomas e não há identificaç...Obesidade e pressão alta obesidade tem inúmeros sintomas e não há identificaç...
Obesidade e pressão alta obesidade tem inúmeros sintomas e não há identificaç...Van Der Häägen Brazil
 
Alimentação saudavel
Alimentação saudavelAlimentação saudavel
Alimentação saudavelKeylla Tayne
 
A PRINCÍPIO DURANTE PERÍODOS RECENTES A OBESIDADE ERA CONSIDERADA COMO DESLEIXO
A PRINCÍPIO DURANTE PERÍODOS RECENTES A OBESIDADE ERA CONSIDERADA COMO DESLEIXOA PRINCÍPIO DURANTE PERÍODOS RECENTES A OBESIDADE ERA CONSIDERADA COMO DESLEIXO
A PRINCÍPIO DURANTE PERÍODOS RECENTES A OBESIDADE ERA CONSIDERADA COMO DESLEIXOVan Der Häägen Brazil
 
Obesidade descontrolada obesidade e interação com hormônios.obesidade tem tud...
Obesidade descontrolada obesidade e interação com hormônios.obesidade tem tud...Obesidade descontrolada obesidade e interação com hormônios.obesidade tem tud...
Obesidade descontrolada obesidade e interação com hormônios.obesidade tem tud...Van Der Häägen Brazil
 
Obesidade uma disfunção séria tratada como uma doença simplista,como a obesid...
Obesidade uma disfunção séria tratada como uma doença simplista,como a obesid...Obesidade uma disfunção séria tratada como uma doença simplista,como a obesid...
Obesidade uma disfunção séria tratada como uma doença simplista,como a obesid...Van Der Häägen Brazil
 
Obesidade, adiposidade, obesidade intra abdominal, central, visceral; possu...
Obesidade, adiposidade, obesidade intra   abdominal, central, visceral; possu...Obesidade, adiposidade, obesidade intra   abdominal, central, visceral; possu...
Obesidade, adiposidade, obesidade intra abdominal, central, visceral; possu...Van Der Häägen Brazil
 
Obesidade infantil e aterosclerose
Obesidade infantil e ateroscleroseObesidade infantil e aterosclerose
Obesidade infantil e aterosclerosegisa_legal
 
Diagnostico aula 3 obesidade
Diagnostico aula 3 obesidadeDiagnostico aula 3 obesidade
Diagnostico aula 3 obesidadeGuilherme Santos
 
Obesidade abdominal visceral central e sua importância relacionada esteatose ...
Obesidade abdominal visceral central e sua importância relacionada esteatose ...Obesidade abdominal visceral central e sua importância relacionada esteatose ...
Obesidade abdominal visceral central e sua importância relacionada esteatose ...Van Der Häägen Brazil
 

Semelhante a Obesidade e desenvolvimento síndrome metabólica quão devastadora é a obesidade (20)

Fisiopatologia síndrome metabólica resistência insulina papéis etiológicos ce...
Fisiopatologia síndrome metabólica resistência insulina papéis etiológicos ce...Fisiopatologia síndrome metabólica resistência insulina papéis etiológicos ce...
Fisiopatologia síndrome metabólica resistência insulina papéis etiológicos ce...
 
Obesidade abdominal exige solução radical
Obesidade abdominal exige solução radicalObesidade abdominal exige solução radical
Obesidade abdominal exige solução radical
 
Obesidade se torna um fator complexo em pacientes diabeticos e vice versa.
Obesidade se torna um fator complexo em pacientes diabeticos e vice versa.Obesidade se torna um fator complexo em pacientes diabeticos e vice versa.
Obesidade se torna um fator complexo em pacientes diabeticos e vice versa.
 
Metainflamação ou síndrome metabólica.pptx
Metainflamação ou síndrome metabólica.pptxMetainflamação ou síndrome metabólica.pptx
Metainflamação ou síndrome metabólica.pptx
 
Diabetes
DiabetesDiabetes
Diabetes
 
EVIDÊNCIAS CIENTÍFICAS DA ALIMENTAÇÃO NA PREVENÇÃO E TRATAMENTO DAS DOENÇAS C...
EVIDÊNCIAS CIENTÍFICAS DA ALIMENTAÇÃO NA PREVENÇÃO E TRATAMENTO DAS DOENÇAS C...EVIDÊNCIAS CIENTÍFICAS DA ALIMENTAÇÃO NA PREVENÇÃO E TRATAMENTO DAS DOENÇAS C...
EVIDÊNCIAS CIENTÍFICAS DA ALIMENTAÇÃO NA PREVENÇÃO E TRATAMENTO DAS DOENÇAS C...
 
Consequências Metabólicas da Obesidade; Comprometimentos Sérios que Podem Afe...
Consequências Metabólicas da Obesidade; Comprometimentos Sérios que Podem Afe...Consequências Metabólicas da Obesidade; Comprometimentos Sérios que Podem Afe...
Consequências Metabólicas da Obesidade; Comprometimentos Sérios que Podem Afe...
 
Fatores Genéticos na Síndrome Metabólica
Fatores Genéticos na Síndrome MetabólicaFatores Genéticos na Síndrome Metabólica
Fatores Genéticos na Síndrome Metabólica
 
Obesidade está relacionada com inflamação, aumento de hipertensão e doença ca...
Obesidade está relacionada com inflamação, aumento de hipertensão e doença ca...Obesidade está relacionada com inflamação, aumento de hipertensão e doença ca...
Obesidade está relacionada com inflamação, aumento de hipertensão e doença ca...
 
Obesidade e pressão alta obesidade tem inúmeros sintomas e não há identificaç...
Obesidade e pressão alta obesidade tem inúmeros sintomas e não há identificaç...Obesidade e pressão alta obesidade tem inúmeros sintomas e não há identificaç...
Obesidade e pressão alta obesidade tem inúmeros sintomas e não há identificaç...
 
Alimentação saudavel
Alimentação saudavelAlimentação saudavel
Alimentação saudavel
 
A PRINCÍPIO DURANTE PERÍODOS RECENTES A OBESIDADE ERA CONSIDERADA COMO DESLEIXO
A PRINCÍPIO DURANTE PERÍODOS RECENTES A OBESIDADE ERA CONSIDERADA COMO DESLEIXOA PRINCÍPIO DURANTE PERÍODOS RECENTES A OBESIDADE ERA CONSIDERADA COMO DESLEIXO
A PRINCÍPIO DURANTE PERÍODOS RECENTES A OBESIDADE ERA CONSIDERADA COMO DESLEIXO
 
Obesidade descontrolada obesidade e interação com hormônios.obesidade tem tud...
Obesidade descontrolada obesidade e interação com hormônios.obesidade tem tud...Obesidade descontrolada obesidade e interação com hormônios.obesidade tem tud...
Obesidade descontrolada obesidade e interação com hormônios.obesidade tem tud...
 
Obesidade uma disfunção séria tratada como uma doença simplista,como a obesid...
Obesidade uma disfunção séria tratada como uma doença simplista,como a obesid...Obesidade uma disfunção séria tratada como uma doença simplista,como a obesid...
Obesidade uma disfunção séria tratada como uma doença simplista,como a obesid...
 
Obesidade, adiposidade, obesidade intra abdominal, central, visceral; possu...
Obesidade, adiposidade, obesidade intra   abdominal, central, visceral; possu...Obesidade, adiposidade, obesidade intra   abdominal, central, visceral; possu...
Obesidade, adiposidade, obesidade intra abdominal, central, visceral; possu...
 
Obesidade infantil e aterosclerose
Obesidade infantil e ateroscleroseObesidade infantil e aterosclerose
Obesidade infantil e aterosclerose
 
Doenças Coronarianas
Doenças CoronarianasDoenças Coronarianas
Doenças Coronarianas
 
Diagnostico aula 3 obesidade
Diagnostico aula 3 obesidadeDiagnostico aula 3 obesidade
Diagnostico aula 3 obesidade
 
Obesidade abdominal visceral central e sua importância relacionada esteatose ...
Obesidade abdominal visceral central e sua importância relacionada esteatose ...Obesidade abdominal visceral central e sua importância relacionada esteatose ...
Obesidade abdominal visceral central e sua importância relacionada esteatose ...
 
Crescimento Começa com um Ato de Amor
Crescimento Começa com um Ato de AmorCrescimento Começa com um Ato de Amor
Crescimento Começa com um Ato de Amor
 

Mais de Van Der Häägen Brazil

OBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDE
OBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDEOBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDE
OBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDEVan Der Häägen Brazil
 
A IMPORTÂNCIA CLÍNICA DA ADIPOSIDADE VISCERAL: UMA PESQUISA PROSPECTIVA CRÍTI...
A IMPORTÂNCIA CLÍNICA DA ADIPOSIDADE VISCERAL: UMA PESQUISA PROSPECTIVA CRÍTI...A IMPORTÂNCIA CLÍNICA DA ADIPOSIDADE VISCERAL: UMA PESQUISA PROSPECTIVA CRÍTI...
A IMPORTÂNCIA CLÍNICA DA ADIPOSIDADE VISCERAL: UMA PESQUISA PROSPECTIVA CRÍTI...Van Der Häägen Brazil
 
A DISTRIBUIÇÃO DA GORDURA CORPORAL É MAIS PREDITIVA (INFORMATIVA) DE MORTALID...
A DISTRIBUIÇÃO DA GORDURA CORPORAL É MAIS PREDITIVA (INFORMATIVA) DE MORTALID...A DISTRIBUIÇÃO DA GORDURA CORPORAL É MAIS PREDITIVA (INFORMATIVA) DE MORTALID...
A DISTRIBUIÇÃO DA GORDURA CORPORAL É MAIS PREDITIVA (INFORMATIVA) DE MORTALID...Van Der Häägen Brazil
 
VOCÊ PENSA QUE APENAS OBESO OU GORDO QUE NÃO FAZ EXERCICIO, É QUE MORRE? BEM ...
VOCÊ PENSA QUE APENAS OBESO OU GORDO QUE NÃO FAZ EXERCICIO, É QUE MORRE? BEM ...VOCÊ PENSA QUE APENAS OBESO OU GORDO QUE NÃO FAZ EXERCICIO, É QUE MORRE? BEM ...
VOCÊ PENSA QUE APENAS OBESO OU GORDO QUE NÃO FAZ EXERCICIO, É QUE MORRE? BEM ...Van Der Häägen Brazil
 
PODE ACREDITAR, QUE O SOBREPESO E A OBESIDADE ESTA LIGADA AO HIPOTIREOIDISMO
PODE ACREDITAR, QUE O SOBREPESO E A OBESIDADE ESTA LIGADA AO HIPOTIREOIDISMOPODE ACREDITAR, QUE O SOBREPESO E A OBESIDADE ESTA LIGADA AO HIPOTIREOIDISMO
PODE ACREDITAR, QUE O SOBREPESO E A OBESIDADE ESTA LIGADA AO HIPOTIREOIDISMOVan Der Häägen Brazil
 
OBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDE
OBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDEOBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDE
OBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDEVan Der Häägen Brazil
 
OBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDE; LARGUE DESSA VIDA IRRESPONSÁV...
OBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDE; LARGUE DESSA VIDA IRRESPONSÁV...OBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDE; LARGUE DESSA VIDA IRRESPONSÁV...
OBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDE; LARGUE DESSA VIDA IRRESPONSÁV...Van Der Häägen Brazil
 
NOVIDADES E CONCEITOS NOVOS ATRAVÉS DO SOBREPESO
NOVIDADES E CONCEITOS NOVOS ATRAVÉS DO SOBREPESONOVIDADES E CONCEITOS NOVOS ATRAVÉS DO SOBREPESO
NOVIDADES E CONCEITOS NOVOS ATRAVÉS DO SOBREPESOVan Der Häägen Brazil
 
INTERFERÊNCIAS DA OBESIDADE NA FUNÇÃO IMUNOLÓGICA
INTERFERÊNCIAS DA OBESIDADE NA FUNÇÃO IMUNOLÓGICAINTERFERÊNCIAS DA OBESIDADE NA FUNÇÃO IMUNOLÓGICA
INTERFERÊNCIAS DA OBESIDADE NA FUNÇÃO IMUNOLÓGICAVan Der Häägen Brazil
 
DIABETES MELLITUS TIPO 2, DOENÇAS CARDIO RESPIRATÓRIAS, RENAIS, ENTRE OUTRAS.
DIABETES MELLITUS TIPO 2, DOENÇAS CARDIO RESPIRATÓRIAS, RENAIS, ENTRE OUTRAS.DIABETES MELLITUS TIPO 2, DOENÇAS CARDIO RESPIRATÓRIAS, RENAIS, ENTRE OUTRAS.
DIABETES MELLITUS TIPO 2, DOENÇAS CARDIO RESPIRATÓRIAS, RENAIS, ENTRE OUTRAS.Van Der Häägen Brazil
 
VOCÊ TERIA DÚVIDA DE QUE MESMO VACINADA, VOCÊ NÃO CONTRAIRIA POR EXEMPLO A CO...
VOCÊ TERIA DÚVIDA DE QUE MESMO VACINADA, VOCÊ NÃO CONTRAIRIA POR EXEMPLO A CO...VOCÊ TERIA DÚVIDA DE QUE MESMO VACINADA, VOCÊ NÃO CONTRAIRIA POR EXEMPLO A CO...
VOCÊ TERIA DÚVIDA DE QUE MESMO VACINADA, VOCÊ NÃO CONTRAIRIA POR EXEMPLO A CO...Van Der Häägen Brazil
 

Mais de Van Der Häägen Brazil (20)

OBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDE
OBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDEOBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDE
OBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDE
 
A IMPORTÂNCIA CLÍNICA DA ADIPOSIDADE VISCERAL: UMA PESQUISA PROSPECTIVA CRÍTI...
A IMPORTÂNCIA CLÍNICA DA ADIPOSIDADE VISCERAL: UMA PESQUISA PROSPECTIVA CRÍTI...A IMPORTÂNCIA CLÍNICA DA ADIPOSIDADE VISCERAL: UMA PESQUISA PROSPECTIVA CRÍTI...
A IMPORTÂNCIA CLÍNICA DA ADIPOSIDADE VISCERAL: UMA PESQUISA PROSPECTIVA CRÍTI...
 
A DISTRIBUIÇÃO DA GORDURA CORPORAL É MAIS PREDITIVA (INFORMATIVA) DE MORTALID...
A DISTRIBUIÇÃO DA GORDURA CORPORAL É MAIS PREDITIVA (INFORMATIVA) DE MORTALID...A DISTRIBUIÇÃO DA GORDURA CORPORAL É MAIS PREDITIVA (INFORMATIVA) DE MORTALID...
A DISTRIBUIÇÃO DA GORDURA CORPORAL É MAIS PREDITIVA (INFORMATIVA) DE MORTALID...
 
GORDURA VISCERAL
GORDURA VISCERALGORDURA VISCERAL
GORDURA VISCERAL
 
VOCÊ PENSA QUE APENAS OBESO OU GORDO QUE NÃO FAZ EXERCICIO, É QUE MORRE? BEM ...
VOCÊ PENSA QUE APENAS OBESO OU GORDO QUE NÃO FAZ EXERCICIO, É QUE MORRE? BEM ...VOCÊ PENSA QUE APENAS OBESO OU GORDO QUE NÃO FAZ EXERCICIO, É QUE MORRE? BEM ...
VOCÊ PENSA QUE APENAS OBESO OU GORDO QUE NÃO FAZ EXERCICIO, É QUE MORRE? BEM ...
 
PODE ACREDITAR, QUE O SOBREPESO E A OBESIDADE ESTA LIGADA AO HIPOTIREOIDISMO
PODE ACREDITAR, QUE O SOBREPESO E A OBESIDADE ESTA LIGADA AO HIPOTIREOIDISMOPODE ACREDITAR, QUE O SOBREPESO E A OBESIDADE ESTA LIGADA AO HIPOTIREOIDISMO
PODE ACREDITAR, QUE O SOBREPESO E A OBESIDADE ESTA LIGADA AO HIPOTIREOIDISMO
 
OBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDE
OBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDEOBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDE
OBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDE
 
OBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDE; LARGUE DESSA VIDA IRRESPONSÁV...
OBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDE; LARGUE DESSA VIDA IRRESPONSÁV...OBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDE; LARGUE DESSA VIDA IRRESPONSÁV...
OBESIDADE, EMAGRECER, EU QUERO CUIDAR DA SAÚDE; LARGUE DESSA VIDA IRRESPONSÁV...
 
NOVIDADES E CONCEITOS NOVOS ATRAVÉS DO SOBREPESO
NOVIDADES E CONCEITOS NOVOS ATRAVÉS DO SOBREPESONOVIDADES E CONCEITOS NOVOS ATRAVÉS DO SOBREPESO
NOVIDADES E CONCEITOS NOVOS ATRAVÉS DO SOBREPESO
 
OBESIDADE EM PACIENTES INFANTIL
OBESIDADE EM PACIENTES INFANTILOBESIDADE EM PACIENTES INFANTIL
OBESIDADE EM PACIENTES INFANTIL
 
OBESIDADE E SUAS CAUSAS
OBESIDADE E SUAS CAUSASOBESIDADE E SUAS CAUSAS
OBESIDADE E SUAS CAUSAS
 
OBESITY AND GENETICS
OBESITY AND GENETICSOBESITY AND GENETICS
OBESITY AND GENETICS
 
INTERFERÊNCIAS DA OBESIDADE NA FUNÇÃO IMUNOLÓGICA
INTERFERÊNCIAS DA OBESIDADE NA FUNÇÃO IMUNOLÓGICAINTERFERÊNCIAS DA OBESIDADE NA FUNÇÃO IMUNOLÓGICA
INTERFERÊNCIAS DA OBESIDADE NA FUNÇÃO IMUNOLÓGICA
 
GORDURA (ADIPÓCITO)
GORDURA (ADIPÓCITO)GORDURA (ADIPÓCITO)
GORDURA (ADIPÓCITO)
 
GENEALOGIA
GENEALOGIAGENEALOGIA
GENEALOGIA
 
DIABETES MELLITUS TIPO 2, DOENÇAS CARDIO RESPIRATÓRIAS, RENAIS, ENTRE OUTRAS.
DIABETES MELLITUS TIPO 2, DOENÇAS CARDIO RESPIRATÓRIAS, RENAIS, ENTRE OUTRAS.DIABETES MELLITUS TIPO 2, DOENÇAS CARDIO RESPIRATÓRIAS, RENAIS, ENTRE OUTRAS.
DIABETES MELLITUS TIPO 2, DOENÇAS CARDIO RESPIRATÓRIAS, RENAIS, ENTRE OUTRAS.
 
OBESIDADE ABDOMINAL
OBESIDADE ABDOMINAL OBESIDADE ABDOMINAL
OBESIDADE ABDOMINAL
 
SOBREPESO, OBESIDADE (OBESOS)
SOBREPESO, OBESIDADE (OBESOS)SOBREPESO, OBESIDADE (OBESOS)
SOBREPESO, OBESIDADE (OBESOS)
 
GORDURA EM EXCESSO
GORDURA EM EXCESSOGORDURA EM EXCESSO
GORDURA EM EXCESSO
 
VOCÊ TERIA DÚVIDA DE QUE MESMO VACINADA, VOCÊ NÃO CONTRAIRIA POR EXEMPLO A CO...
VOCÊ TERIA DÚVIDA DE QUE MESMO VACINADA, VOCÊ NÃO CONTRAIRIA POR EXEMPLO A CO...VOCÊ TERIA DÚVIDA DE QUE MESMO VACINADA, VOCÊ NÃO CONTRAIRIA POR EXEMPLO A CO...
VOCÊ TERIA DÚVIDA DE QUE MESMO VACINADA, VOCÊ NÃO CONTRAIRIA POR EXEMPLO A CO...
 

Último

CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR 011.pptx
CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR 011.pptxCONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR 011.pptx
CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR 011.pptxWenderSantos21
 
eMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃO
eMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃOeMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃO
eMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃOMayaraDayube
 
ENFERMAGEM - MÃ_DULO IV - ENFERMAGEM EM PACIENTES CRITICOS.pptx
ENFERMAGEM - MÃ_DULO IV - ENFERMAGEM EM PACIENTES CRITICOS.pptxENFERMAGEM - MÃ_DULO IV - ENFERMAGEM EM PACIENTES CRITICOS.pptx
ENFERMAGEM - MÃ_DULO IV - ENFERMAGEM EM PACIENTES CRITICOS.pptxcontatofelipearaujos
 
Manual_Gestao e Administracao_III__Julho13_FINAL..pdf
Manual_Gestao e Administracao_III__Julho13_FINAL..pdfManual_Gestao e Administracao_III__Julho13_FINAL..pdf
Manual_Gestao e Administracao_III__Julho13_FINAL..pdfClivyFache
 
Enhanced recovery after surgery in neurosurgery
Enhanced recovery  after surgery in neurosurgeryEnhanced recovery  after surgery in neurosurgery
Enhanced recovery after surgery in neurosurgeryCarlos D A Bersot
 
AULA SOBRE SAMU, CONCEITOS E CARACTERICAS
AULA SOBRE SAMU, CONCEITOS E CARACTERICASAULA SOBRE SAMU, CONCEITOS E CARACTERICAS
AULA SOBRE SAMU, CONCEITOS E CARACTERICASArtthurPereira2
 
Medicina Legal.pdf jajahhjsjdjskdhdkdjdjdjd
Medicina Legal.pdf jajahhjsjdjskdhdkdjdjdjdMedicina Legal.pdf jajahhjsjdjskdhdkdjdjdjd
Medicina Legal.pdf jajahhjsjdjskdhdkdjdjdjdClivyFache
 
PSORÍASE-Resumido.Diagnostico E Tratamento- aula.ppt
PSORÍASE-Resumido.Diagnostico E Tratamento- aula.pptPSORÍASE-Resumido.Diagnostico E Tratamento- aula.ppt
PSORÍASE-Resumido.Diagnostico E Tratamento- aula.pptAlberto205764
 
TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE - ENDOLASER
TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE - ENDOLASERTERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE - ENDOLASER
TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE - ENDOLASERCarlaDaniela33
 
Sistema endocrino anatomia humana slide.pdf
Sistema endocrino anatomia humana slide.pdfSistema endocrino anatomia humana slide.pdf
Sistema endocrino anatomia humana slide.pdfGustavoWallaceAlvesd
 

Último (10)

CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR 011.pptx
CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR 011.pptxCONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR 011.pptx
CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR 011.pptx
 
eMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃO
eMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃOeMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃO
eMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃO
 
ENFERMAGEM - MÃ_DULO IV - ENFERMAGEM EM PACIENTES CRITICOS.pptx
ENFERMAGEM - MÃ_DULO IV - ENFERMAGEM EM PACIENTES CRITICOS.pptxENFERMAGEM - MÃ_DULO IV - ENFERMAGEM EM PACIENTES CRITICOS.pptx
ENFERMAGEM - MÃ_DULO IV - ENFERMAGEM EM PACIENTES CRITICOS.pptx
 
Manual_Gestao e Administracao_III__Julho13_FINAL..pdf
Manual_Gestao e Administracao_III__Julho13_FINAL..pdfManual_Gestao e Administracao_III__Julho13_FINAL..pdf
Manual_Gestao e Administracao_III__Julho13_FINAL..pdf
 
Enhanced recovery after surgery in neurosurgery
Enhanced recovery  after surgery in neurosurgeryEnhanced recovery  after surgery in neurosurgery
Enhanced recovery after surgery in neurosurgery
 
AULA SOBRE SAMU, CONCEITOS E CARACTERICAS
AULA SOBRE SAMU, CONCEITOS E CARACTERICASAULA SOBRE SAMU, CONCEITOS E CARACTERICAS
AULA SOBRE SAMU, CONCEITOS E CARACTERICAS
 
Medicina Legal.pdf jajahhjsjdjskdhdkdjdjdjd
Medicina Legal.pdf jajahhjsjdjskdhdkdjdjdjdMedicina Legal.pdf jajahhjsjdjskdhdkdjdjdjd
Medicina Legal.pdf jajahhjsjdjskdhdkdjdjdjd
 
PSORÍASE-Resumido.Diagnostico E Tratamento- aula.ppt
PSORÍASE-Resumido.Diagnostico E Tratamento- aula.pptPSORÍASE-Resumido.Diagnostico E Tratamento- aula.ppt
PSORÍASE-Resumido.Diagnostico E Tratamento- aula.ppt
 
TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE - ENDOLASER
TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE - ENDOLASERTERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE - ENDOLASER
TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE - ENDOLASER
 
Sistema endocrino anatomia humana slide.pdf
Sistema endocrino anatomia humana slide.pdfSistema endocrino anatomia humana slide.pdf
Sistema endocrino anatomia humana slide.pdf
 

Obesidade e desenvolvimento síndrome metabólica quão devastadora é a obesidade

  • 1. A OBESIDADE É UMA DOENÇA CRÔNICA, MULTIFATORIAL E SE NÃO FOR SUBMETIDA A TRATAMENTO PRECOCE PODE LEVAR À SÍNDROME METABÓLICA COM SUAS COMPLICAÇÕES QUE PODEM SER LETAIS Um pouco mais de 20 anos atrás o Dr. Gerald M. Reaven, estendendo o conceito de que a síndrome de resistência à insulina foi a causa da intolerância à glicose, elevação do LDLcolesterol juntamente com a redução do HDL-colesterol e hipertensão. Este conceito clínico evoluiu para o que é agora referida como a síndrome metabólica. A síndrome metabólica, a síndrome metabólica (também já referida como síndrome X), é um distúrbio que define uma combinação de fatores determinantes de risco metabólico e cardiovascular. Esses fatores de risco incluem a resistência à insulina, hiperinsulinemia, obesidade central (obesidade abdominal, intra-abdominal, visceral e nestas condições o excesso de depósitos de gordura se encontra ao redor da cintura), dislipidemia, intolerância à glicose, hipertensão, estado próinflamatório, e microalbuminemia. O fator central da Síndrome Metabólica é realmente a resistência à insulina. Várias outras anormalidades clínicas foram recentemente associadas com síndrome metabólica, incluindo a esteatose hepática não alcoólica (fígado gorduroso), aterosclerose, estresse oxidativo e síndrome dos ovários policísticos (SOP).Embora na obesidade, o acúmulo de gordura ectópica, e um estado inflamatório são fundamentais para desenvolver a patologia da síndrome metabólica, pois nem todos os indivíduos obesos desenvolvem síndrome metabólica e nem todos os indivíduos
  • 2. com síndrome metabólica são obesos. Estas observações indicam que a Síndrome Metabólica tem uma etiologia multifatorial, que envolve uma série de interações complexas entre indivíduos com hábitos alimentares particulares, o estado hormonal, e o fundo genético. Uma evidência crescente indica que o risco de indução de desenvolver Síndrome Metabólica é crescente. Estudos epidemiológicos em humanos e modelos animais de síndrome metabólica demonstram uma associação entre má nutrição durante o desenvolvimento fetal e o aumento do risco de doença cardiovascular do adulto. Dada a complexidade dos fatores que contribuem para a síndrome metabólica numerosos grupos de saúde em vários países definiram a doença com critérios ligeiramente diferentes. Alguns acreditam que a resistência à insulina é o sinal indicador mais importante para o futuro desenvolvimento da diabetes do tipo 2 e as doenças cardiovasculares e esta desordem é definida como a síndrome da resistência à insulina. Além disso, existem diferenças significativas na predisposição étnica para os efeitos das disfunções da síndrome metabólica que alguns critérios devem ser avaliados com isso em mente. De particular interesse é a utilização da circunferência da cintura como um indicador da obesidade. A tabela a seguir lista os critérios estabelecidos pela Associação Americana do Coração e do Instituto Nacional do Coração, Pulmão e Sangue como a definição da síndrome metabólica. Embora a SM não esteja exclusivamente associada com diabetes tipo 2 associada à resistência à insulina, o aumento da prevalência da obesidade e desenvolvimento associado de diabetes tipo 2 e a resistência à insulina são um dos principais contribuintes para a síndrome. A síndrome metabólica é definida como uma
  • 3. agregação de fatores de risco de doença cardiovascular aterosclerótica que inclui a adiposidade visceral (obesidade), resistência à insulina, os níveis baixos de HDL-colesterol e um estado pró-inflamatório sistêmico. Não são componentes essenciais para a síndrome metabólica que inclui, além de resistência à insulina (é a marca da síndrome), hipertensão arterial, dislipidemia, inflamação crônica, fibrinólise prejudicada, pro-coagulação e o mais revelador a obesidade central, visceral, abdominal, intra-abdominal. O papel de tecido adiposo (gordura) deriva do fato de que o é um órgão que está ativo na secreção de substâncias denominadas citocinas (citocina é um termo genérico empregado para designar um extenso grupo de moléculas envolvidas na emissão de sinais entre as células durante o desencadeamento das respostas imunes. Constituem um grupo de fatores extracelulares que podem ser produzidos por diversas células, como monócitos, macrófagos, Linfócitos e outras que não sejam linfóides. Todas as citocinas são pequenas proteínas ou peptídeos, algumas contendo moléculas de açúcar ligadas (glicoproteínas). As diferentes citocinas podem ser enquadradas em diversas categorias: interferons (IFN),interleucinas (IL), fator estimulador de colônias (CSF), fator de necrose tumoral (TNFa e TNFb), e fator de transformação de crescimento (TGF b)), adipocitocinas (as adipocitocinas influenciam uma variedade de processos fisiológicos, entre eles, o controle da ingestão alimentar, a homeostase energética,a sensibilidade à insulina, a angiogênese, a proteção vascular, a regulação da pressão e a coagulação sanguínea. Alterações na secreção de adipocitocinas, consequentes à hipertrofia e/ou hiperplasia dos adipócitos, poderiam constituir situações relacionadas à gênese do processo fisiopatológico da obesidade e suas complicações). Estes incluem factor de
  • 4. necrose tumoral-α (TNF), interleucina-6 (IL-6), leptina e adiponectina resistina. A leptina tem recebido uma atenção particular, devido ao seu papel na obesidade, além do fato de que os dados recentes indicam que os níveis de leptina no plasma são considerados preditivos do potencial para a patologia cardiovascular. Dr. João Santos Caio Jr. Endocrinologia – Neuroendocrinologista CRM 20611 Dra. Henriqueta V. Caio Endocrinologista – Medicina Interna CRM 28930 Como Saber Mais: 1. Com o decorrer de cada ano, fomos visualizando o imenso monstro que se preparava para assolar países ricos e pobres, indistintamente e de forma assustadora, pois se aninhava atrás de um nomezinho bem despretensioso “SíNDROME METABÓLICA”... http://prevenirasindromemetabolica.blogspot.com 2. Quando nos demos conta do problema, percebemos que era a ponta de um imenso Iceberg, que destruía as pessoas muitas vezes de forma irreversível... http://vitaminasproteinas.blogspot.com 3. Assim, as influencias ambientais, endócrinas e genéticas virão facilitar em sua forma mais diversificada toda a expressão da síndrome metabólica, através do impacto no peso, especialmente da gordura visceral, sobre as demais doenças, incluindo a resistência periférica a insulina... http://metabolicsindrom.wordpress.com AUTORIZADO O USO DOS DIREITOS AUTORAIS COM CITAÇÃO DOS AUTORES PROSPECTIVOS ET REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA. Referências Bibliográficas: Prof. Dr. João Santos Caio Jr, Endocrinologista, Neuroendocrinologista, Dra. Henriqueta Verlangieri Caio, Endocrinologista, Medicina Interna – Van Der Häägen Brazil, São Paulo, Brasil; Yusuf S, Hawken S, Ounpuu S, Dans T, Avezum A, Lanas F, McQueen M, Budaj A, Pais P, Varigos J, Lisheng L, INTERHEART Study Investigators. (2004). "Effect of potentially modifiable risk factors associated with myocardial infarction in 52 countries (the INTERHEART study): case-control study". Lancet 364 (9438): 937–52. doi:10.1016/S01406736(04)17018-9.PMID 15364185; Carey D.G.P. (1998). Abdominal Obesity. Current Opinion in Lipidology. (pp. 35-40). Vol. 9, No 1. Retrieved on April 9, 2012; Razay, George, "Obesity, Abdominal Obesity and Alzheimer's Disease", Dementia & Genetic Cognitive Disorders, July 2006; Poehlman, Eric T. (1998). Abdominal obesity: the metabolic multi-risk factor 9 (8). pp. 469–471; Stanhope, Kimber L.; Peter J. Havel (March 2010). "Fructose consumption: Recent
  • 5. results and their potential implications". Annals of the New York Academy of Science 1190. doi:10.1111/j.1749-6632.2009.05266.x; Elliott, Sharon; Nancy L Keim, Judith S Stern, Karen Teff and Peter J Havel (November 2002)."Fructose, weight gain, and the insulin resistance syndrome". American Journal of Clinical Nutrition 76 (5): 911–922; Perez-Pozo, SE; et al (22). "Excessive fructose intake induces the features of metabolic syndrome in healthy adult men: role of uric acid in the hypertensive response". International Journal of Obesity 34: 454–461; Choi, Mary (March 2009). "The Not-so-Sweet Side of Fructose". JASN. 3 20 (3): 457–459; Heindel, Jerrold (2011). "The Obesogen Hypothesis of Obesity: Overview and Human Evidence". Endocrine updates. 4 30: 355–365. doi:10.1007/978-1-4419-7034-3_17. Contato: Fones: 55(11) 5087-4404 ou 6197-0305 Nextel: 55(11) 7717-1257 ID:111*101625 Rua: Estela, 515 – Bloco D -12ºandar - Conj. 121/122 Paraiso - São Paulo - SP - Cep 04011-002 e-mails: drcaio@vanderhaagenbrasil.com drahenriqueta@vanderhaagenbrasil.com vanderhaagen@vanderhaagenbrasil.com Site Van Der Häägen Brazil www.vanderhaagenbrazil.com.br www.clinicavanderhaagen.com.br www.clinicasvanderhaagenbrasil.com.br www.crescimentoinfoco.com.br www.obesidadeinfoco.com.br www.tireoidismo.com.br http://drcaiojr.site.med.br http://dracaio.site.med.br Google Maps: http://maps.google.com.br/maps/place?cid=5099901339000351730&q=Van+Der+Haagen+ Brasil&hl=pt&sll=-23.578256,46.645653&sspn=0.005074,0.009645&ie =UTF8&ll=23.575591,-46.650481&spn=0,0&t = h&z=17