SlideShare uma empresa Scribd logo

Referencialcartesiano

7
7f14_15

ppt referencial cartesiano

1 de 7
Baixar para ler offline
Eu sou o Matemático e
Filósofo Francês que
criou o Referencial
Cartesiano!
Um referencial cartesiano é formado por duas rectas
perpendiculares, que se intersectam num ponto designado por
origem. A cada uma das rectas atribui-se um sentido e define-se
uma unidade de comprimento.
A um sistema de eixos assim constituído chama-se referencial
cartesiano ou referencial ortogonal e monométrico.
Ortogonal, porque os eixos
são perpendiculares.
Monométrico, porque tem a mesma
unidade de medida para os dois
eixos.
1.º Quadrante2.º Quadrante
3.º Quadrante 4.º Quadrante
Eixo das abcissas ou eixo dos xx
Eixo das ordenadas ou eixo dos yy
Referencial Cartesiano
 P ,x y
abcissa ordenada
A cada ponto do plano corresponde um par ordenado de números e a cada par
ordenado de números corresponde um ponto do plano. A esse par chamamos
coordenadas do ponto.
As coordenadas dos pontos
A, B e C são:
Coordenadas do ponto
 3,2A
 3,0B
 0, 1C
D
Coordenadas do ponto D
D( , )
abcissa ordenada
4 5
(2,4)
(5,0)
(6,5)
(5,1)
(1,2)
(3,3)
(1,4)
(3,2)
(6,5)
(1,7)
(6,3)
(6,0)
(1,5)
(0 , 0)
(2,1)

Recomendados

9ano sug atividades_unid_3
9ano sug atividades_unid_39ano sug atividades_unid_3
9ano sug atividades_unid_3Erivaldo Duarte
 
Aula 02 polígonos - exercicios
Aula 02   polígonos - exerciciosAula 02   polígonos - exercicios
Aula 02 polígonos - exerciciosJeane Carvalho
 
Geometria analitica equacao da reta
Geometria analitica equacao da retaGeometria analitica equacao da reta
Geometria analitica equacao da retacon_seguir
 
Lista 1 exercícios de ângulos inscritos
Lista 1   exercícios de ângulos inscritosLista 1   exercícios de ângulos inscritos
Lista 1 exercícios de ângulos inscritosAriosvaldo Carvalho
 
Lista de exercícios de expressões envolvendo frações
Lista de exercícios de expressões envolvendo fraçõesLista de exercícios de expressões envolvendo frações
Lista de exercícios de expressões envolvendo fraçõesPriscila Lourenço
 
prof.Calazans(Geom.plana) - Polígonos(20 questões resolvidas)
prof.Calazans(Geom.plana) - Polígonos(20 questões resolvidas)prof.Calazans(Geom.plana) - Polígonos(20 questões resolvidas)
prof.Calazans(Geom.plana) - Polígonos(20 questões resolvidas)ProfCalazans
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Cruzadinha matemática - 19
Cruzadinha matemática - 19Cruzadinha matemática - 19
Cruzadinha matemática - 19Prof. Materaldo
 
RelaçõEs Trigonometricas
RelaçõEs TrigonometricasRelaçõEs Trigonometricas
RelaçõEs Trigonometricasguest0eac51
 
Preparação exame nacional matemática 9.º ano - Parte III
Preparação exame nacional matemática 9.º ano - Parte IIIPreparação exame nacional matemática 9.º ano - Parte III
Preparação exame nacional matemática 9.º ano - Parte IIIMaths Tutoring
 
5º referencial cartesiano
5º referencial cartesiano5º referencial cartesiano
5º referencial cartesianoLurdes Brinca
 
Lista de exercícios de função afim
Lista de exercícios de função afimLista de exercícios de função afim
Lista de exercícios de função afimProfessoraIve
 
Exercícios resolvidos de problemas de equações do 2º grau
Exercícios resolvidos de problemas de equações do 2º grauExercícios resolvidos de problemas de equações do 2º grau
Exercícios resolvidos de problemas de equações do 2º grauAndré Luís Nogueira
 
Exercícios de revisão.geometria analítica do ponto
Exercícios de revisão.geometria analítica do pontoExercícios de revisão.geometria analítica do ponto
Exercícios de revisão.geometria analítica do pontoiran rodrigues
 
Matemática – intervalos 01 – 2013
Matemática – intervalos 01 – 2013Matemática – intervalos 01 – 2013
Matemática – intervalos 01 – 2013Jakson_0311
 
Geometria analitica exercicios resolvidos
Geometria analitica exercicios resolvidosGeometria analitica exercicios resolvidos
Geometria analitica exercicios resolvidoscon_seguir
 
Geometria analítica anotações de aula 1° semestre 2010
Geometria analítica anotações de aula 1° semestre 2010Geometria analítica anotações de aula 1° semestre 2010
Geometria analítica anotações de aula 1° semestre 2010Marcos Azevedo
 
Exercícios do Teorema de Pitágoras
Exercícios do Teorema de PitágorasExercícios do Teorema de Pitágoras
Exercícios do Teorema de PitágorasAjudar Pessoas
 
Conicas Hoje
Conicas HojeConicas Hoje
Conicas HojeISJ
 
Listão 9º ano - Função de 1º e 2º grau e Probabilidade
Listão 9º ano - Função de 1º e 2º grau e ProbabilidadeListão 9º ano - Função de 1º e 2º grau e Probabilidade
Listão 9º ano - Função de 1º e 2º grau e ProbabilidadeAndréia Rodrigues
 
14 Vértice Exercícios.pdf
14 Vértice Exercícios.pdf14 Vértice Exercícios.pdf
14 Vértice Exercícios.pdfkarfrio
 
Lista de exercícios 1º em - áreas
Lista de exercícios   1º em - áreasLista de exercícios   1º em - áreas
Lista de exercícios 1º em - áreasColégio Parthenon
 

Mais procurados (20)

Cruzadinha matemática - 19
Cruzadinha matemática - 19Cruzadinha matemática - 19
Cruzadinha matemática - 19
 
Plano cartesiano
Plano cartesianoPlano cartesiano
Plano cartesiano
 
RelaçõEs Trigonometricas
RelaçõEs TrigonometricasRelaçõEs Trigonometricas
RelaçõEs Trigonometricas
 
Preparação exame nacional matemática 9.º ano - Parte III
Preparação exame nacional matemática 9.º ano - Parte IIIPreparação exame nacional matemática 9.º ano - Parte III
Preparação exame nacional matemática 9.º ano - Parte III
 
5º referencial cartesiano
5º referencial cartesiano5º referencial cartesiano
5º referencial cartesiano
 
Lista de exercícios de função afim
Lista de exercícios de função afimLista de exercícios de função afim
Lista de exercícios de função afim
 
Exercícios resolvidos de problemas de equações do 2º grau
Exercícios resolvidos de problemas de equações do 2º grauExercícios resolvidos de problemas de equações do 2º grau
Exercícios resolvidos de problemas de equações do 2º grau
 
Lista 3 expressões algébricas
Lista 3   expressões algébricasLista 3   expressões algébricas
Lista 3 expressões algébricas
 
Exercícios de revisão.geometria analítica do ponto
Exercícios de revisão.geometria analítica do pontoExercícios de revisão.geometria analítica do ponto
Exercícios de revisão.geometria analítica do ponto
 
Matemática – intervalos 01 – 2013
Matemática – intervalos 01 – 2013Matemática – intervalos 01 – 2013
Matemática – intervalos 01 – 2013
 
Sombras
Sombras Sombras
Sombras
 
1 exercícios de potenciação
1  exercícios de potenciação1  exercícios de potenciação
1 exercícios de potenciação
 
Geometria analitica exercicios resolvidos
Geometria analitica exercicios resolvidosGeometria analitica exercicios resolvidos
Geometria analitica exercicios resolvidos
 
Geometria analítica anotações de aula 1° semestre 2010
Geometria analítica anotações de aula 1° semestre 2010Geometria analítica anotações de aula 1° semestre 2010
Geometria analítica anotações de aula 1° semestre 2010
 
Exercícios do Teorema de Pitágoras
Exercícios do Teorema de PitágorasExercícios do Teorema de Pitágoras
Exercícios do Teorema de Pitágoras
 
Apostila de matrizes (9 páginas, 40 questões, com gabarito)
Apostila de matrizes (9 páginas, 40 questões, com gabarito)Apostila de matrizes (9 páginas, 40 questões, com gabarito)
Apostila de matrizes (9 páginas, 40 questões, com gabarito)
 
Conicas Hoje
Conicas HojeConicas Hoje
Conicas Hoje
 
Listão 9º ano - Função de 1º e 2º grau e Probabilidade
Listão 9º ano - Função de 1º e 2º grau e ProbabilidadeListão 9º ano - Função de 1º e 2º grau e Probabilidade
Listão 9º ano - Função de 1º e 2º grau e Probabilidade
 
14 Vértice Exercícios.pdf
14 Vértice Exercícios.pdf14 Vértice Exercícios.pdf
14 Vértice Exercícios.pdf
 
Lista de exercícios 1º em - áreas
Lista de exercícios   1º em - áreasLista de exercícios   1º em - áreas
Lista de exercícios 1º em - áreas
 

Semelhante a Referencialcartesiano

Plano Cartesiano.pptx
Plano Cartesiano.pptxPlano Cartesiano.pptx
Plano Cartesiano.pptxGleiceSouza31
 
3 Revisão plano cartetsiano.pdf
3 Revisão plano cartetsiano.pdf3 Revisão plano cartetsiano.pdf
3 Revisão plano cartetsiano.pdfkarfrio
 
CFC COLIBRI Introdução à geometria euclidiana
CFC COLIBRI Introdução à geometria euclidianaCFC COLIBRI Introdução à geometria euclidiana
CFC COLIBRI Introdução à geometria euclidianaRenan Curty
 
Xadrez e plano cartesiano
Xadrez e plano cartesianoXadrez e plano cartesiano
Xadrez e plano cartesianoRIQOLIVER
 
Trabalho - Matemática (Gráfico Cartesiano)
Trabalho - Matemática (Gráfico Cartesiano)Trabalho - Matemática (Gráfico Cartesiano)
Trabalho - Matemática (Gráfico Cartesiano)Carlos Vicente
 
Exercícios sobre rectas vectoriais
Exercícios sobre rectas vectoriaisExercícios sobre rectas vectoriais
Exercícios sobre rectas vectoriaiseuclidesgarcia
 
Dicionário%20 matemático[1]
Dicionário%20 matemático[1]Dicionário%20 matemático[1]
Dicionário%20 matemático[1]bibliotecaesla
 
Referencial cartesiano
Referencial cartesianoReferencial cartesiano
Referencial cartesianodiasvarella
 
Semelhança e Distancia
Semelhança e DistanciaSemelhança e Distancia
Semelhança e DistanciaKelly Lima
 
simetria imagens simetricas com exercicios.pptx
simetria imagens simetricas com exercicios.pptxsimetria imagens simetricas com exercicios.pptx
simetria imagens simetricas com exercicios.pptxIcaroPacheco2
 
10 ficha-referencial-cartesiano
10 ficha-referencial-cartesiano10 ficha-referencial-cartesiano
10 ficha-referencial-cartesianoCristina Monteiro
 
Equação da reta
Equação da reta Equação da reta
Equação da reta Bertarello
 

Semelhante a Referencialcartesiano (20)

Plano Cartesiano
Plano CartesianoPlano Cartesiano
Plano Cartesiano
 
Plano Cartesiano.pptx
Plano Cartesiano.pptxPlano Cartesiano.pptx
Plano Cartesiano.pptx
 
3 Revisão plano cartetsiano.pdf
3 Revisão plano cartetsiano.pdf3 Revisão plano cartetsiano.pdf
3 Revisão plano cartetsiano.pdf
 
Ppt geometria analitica
Ppt geometria analiticaPpt geometria analitica
Ppt geometria analitica
 
Carlaincompleto6m2
Carlaincompleto6m2Carlaincompleto6m2
Carlaincompleto6m2
 
10 ficha-referencial-cartesiano
10 ficha-referencial-cartesiano10 ficha-referencial-cartesiano
10 ficha-referencial-cartesiano
 
Geometria Analítica
Geometria AnalíticaGeometria Analítica
Geometria Analítica
 
CFC COLIBRI Introdução à geometria euclidiana
CFC COLIBRI Introdução à geometria euclidianaCFC COLIBRI Introdução à geometria euclidiana
CFC COLIBRI Introdução à geometria euclidiana
 
Xadrez e plano cartesiano
Xadrez e plano cartesianoXadrez e plano cartesiano
Xadrez e plano cartesiano
 
Trabalho - Matemática (Gráfico Cartesiano)
Trabalho - Matemática (Gráfico Cartesiano)Trabalho - Matemática (Gráfico Cartesiano)
Trabalho - Matemática (Gráfico Cartesiano)
 
Geometria analítica
Geometria analíticaGeometria analítica
Geometria analítica
 
Geometria analítica
Geometria analíticaGeometria analítica
Geometria analítica
 
Exercícios sobre rectas vectoriais
Exercícios sobre rectas vectoriaisExercícios sobre rectas vectoriais
Exercícios sobre rectas vectoriais
 
Dicionário%20 matemático[1]
Dicionário%20 matemático[1]Dicionário%20 matemático[1]
Dicionário%20 matemático[1]
 
Referencial cartesiano
Referencial cartesianoReferencial cartesiano
Referencial cartesiano
 
Semelhança e Distancia
Semelhança e DistanciaSemelhança e Distancia
Semelhança e Distancia
 
Geoanalitica atualização1
Geoanalitica atualização1Geoanalitica atualização1
Geoanalitica atualização1
 
simetria imagens simetricas com exercicios.pptx
simetria imagens simetricas com exercicios.pptxsimetria imagens simetricas com exercicios.pptx
simetria imagens simetricas com exercicios.pptx
 
10 ficha-referencial-cartesiano
10 ficha-referencial-cartesiano10 ficha-referencial-cartesiano
10 ficha-referencial-cartesiano
 
Equação da reta
Equação da reta Equação da reta
Equação da reta
 

Mais de 7f14_15

Teste2 (1)
Teste2 (1)Teste2 (1)
Teste2 (1)7f14_15
 
Teste1 (1)
Teste1 (1)Teste1 (1)
Teste1 (1)7f14_15
 
Pt7cdr teste5
Pt7cdr teste5Pt7cdr teste5
Pt7cdr teste57f14_15
 
Pt7cdr teste4
Pt7cdr teste4Pt7cdr teste4
Pt7cdr teste47f14_15
 
Pt7cdr teste3
Pt7cdr teste3Pt7cdr teste3
Pt7cdr teste37f14_15
 
Pt7cdr solucoes testes
Pt7cdr solucoes testesPt7cdr solucoes testes
Pt7cdr solucoes testes7f14_15
 
Pt7cdr teste1
Pt7cdr teste1Pt7cdr teste1
Pt7cdr teste17f14_15
 
Proporcionalidade inversa
Proporcionalidade inversaProporcionalidade inversa
Proporcionalidade inversa7f14_15
 
Probabilidades 9c2ba-ano-alterado
Probabilidades 9c2ba-ano-alteradoProbabilidades 9c2ba-ano-alterado
Probabilidades 9c2ba-ano-alterado7f14_15
 
Isometrias
Isometrias Isometrias
Isometrias 7f14_15
 
Intervalos de-numeros-reais
Intervalos de-numeros-reaisIntervalos de-numeros-reais
Intervalos de-numeros-reais7f14_15
 
Ficha500
Ficha500Ficha500
Ficha5007f14_15
 
Ficha491
Ficha491Ficha491
Ficha4917f14_15
 
Ficha400
Ficha400Ficha400
Ficha4007f14_15
 
Ficha490
Ficha490Ficha490
Ficha4907f14_15
 
Ficha399
Ficha399Ficha399
Ficha3997f14_15
 
Ficha370
Ficha370Ficha370
Ficha3707f14_15
 
Ficha364
Ficha364Ficha364
Ficha3647f14_15
 

Mais de 7f14_15 (20)

Teste2
Teste2Teste2
Teste2
 
Teste2 (1)
Teste2 (1)Teste2 (1)
Teste2 (1)
 
Teste1
Teste1Teste1
Teste1
 
Teste1 (1)
Teste1 (1)Teste1 (1)
Teste1 (1)
 
Pt7cdr teste5
Pt7cdr teste5Pt7cdr teste5
Pt7cdr teste5
 
Pt7cdr teste4
Pt7cdr teste4Pt7cdr teste4
Pt7cdr teste4
 
Pt7cdr teste3
Pt7cdr teste3Pt7cdr teste3
Pt7cdr teste3
 
Pt7cdr solucoes testes
Pt7cdr solucoes testesPt7cdr solucoes testes
Pt7cdr solucoes testes
 
Pt7cdr teste1
Pt7cdr teste1Pt7cdr teste1
Pt7cdr teste1
 
Proporcionalidade inversa
Proporcionalidade inversaProporcionalidade inversa
Proporcionalidade inversa
 
Probabilidades 9c2ba-ano-alterado
Probabilidades 9c2ba-ano-alteradoProbabilidades 9c2ba-ano-alterado
Probabilidades 9c2ba-ano-alterado
 
Isometrias
Isometrias Isometrias
Isometrias
 
Intervalos de-numeros-reais
Intervalos de-numeros-reaisIntervalos de-numeros-reais
Intervalos de-numeros-reais
 
Ficha500
Ficha500Ficha500
Ficha500
 
Ficha491
Ficha491Ficha491
Ficha491
 
Ficha400
Ficha400Ficha400
Ficha400
 
Ficha490
Ficha490Ficha490
Ficha490
 
Ficha399
Ficha399Ficha399
Ficha399
 
Ficha370
Ficha370Ficha370
Ficha370
 
Ficha364
Ficha364Ficha364
Ficha364
 

Último

Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...azulassessoriaacadem3
 
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...azulassessoriaacadem3
 
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...azulassessoriaacadem3
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...apoioacademicoead
 
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...azulassessoriaacadem3
 
Explique o modelo de determinação social da saúde proposto por Dahlgren e Whi...
Explique o modelo de determinação social da saúde proposto por Dahlgren e Whi...Explique o modelo de determinação social da saúde proposto por Dahlgren e Whi...
Explique o modelo de determinação social da saúde proposto por Dahlgren e Whi...excellenceeducaciona
 
B) RELACIONE os picos (1, 2 e 3) no cromatograma com cada uma das substâncias...
B) RELACIONE os picos (1, 2 e 3) no cromatograma com cada uma das substâncias...B) RELACIONE os picos (1, 2 e 3) no cromatograma com cada uma das substâncias...
B) RELACIONE os picos (1, 2 e 3) no cromatograma com cada uma das substâncias...Prime Assessoria
 
4. Descreva como a empresa funciona e de que maneira a teoria da ORT é observ...
4. Descreva como a empresa funciona e de que maneira a teoria da ORT é observ...4. Descreva como a empresa funciona e de que maneira a teoria da ORT é observ...
4. Descreva como a empresa funciona e de que maneira a teoria da ORT é observ...apoioacademicoead
 
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...azulassessoriaacadem3
 
a) Tendo como base as competências de um conselho de saúde, a afirmação "... ...
a) Tendo como base as competências de um conselho de saúde, a afirmação "... ...a) Tendo como base as competências de um conselho de saúde, a afirmação "... ...
a) Tendo como base as competências de um conselho de saúde, a afirmação "... ...Prime Assessoria
 
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...excellenceeducaciona
 
Um círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptx
Um círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptxUm círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptx
Um círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptxColmeias
 
Elementos da Formação Social: sociologia no ensino médio
Elementos da Formação Social: sociologia no ensino médioElementos da Formação Social: sociologia no ensino médio
Elementos da Formação Social: sociologia no ensino médioProfessor Belinaso
 
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...excellenceeducaciona
 
08 de março - Dia Internacional da Mulher
08 de março - Dia Internacional da Mulher08 de março - Dia Internacional da Mulher
08 de março - Dia Internacional da MulherMary Alvarenga
 
a) Como você pode utilizar plataformas digitais, como o Canva e o Book Creato...
a) Como você pode utilizar plataformas digitais, como o Canva e o Book Creato...a) Como você pode utilizar plataformas digitais, como o Canva e o Book Creato...
a) Como você pode utilizar plataformas digitais, como o Canva e o Book Creato...azulassessoriaacadem3
 
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...azulassessoriaacadem3
 
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...azulassessoriaacadem3
 
CONCEITOS BÁSICOS DA GEOGRAFIAGEOGRAFIAGEOGRAFIA
CONCEITOS BÁSICOS DA GEOGRAFIAGEOGRAFIAGEOGRAFIACONCEITOS BÁSICOS DA GEOGRAFIAGEOGRAFIAGEOGRAFIA
CONCEITOS BÁSICOS DA GEOGRAFIAGEOGRAFIAGEOGRAFIAHenrique Pontes
 

Último (20)

Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
 
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
 
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
 
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
 
Explique o modelo de determinação social da saúde proposto por Dahlgren e Whi...
Explique o modelo de determinação social da saúde proposto por Dahlgren e Whi...Explique o modelo de determinação social da saúde proposto por Dahlgren e Whi...
Explique o modelo de determinação social da saúde proposto por Dahlgren e Whi...
 
B) RELACIONE os picos (1, 2 e 3) no cromatograma com cada uma das substâncias...
B) RELACIONE os picos (1, 2 e 3) no cromatograma com cada uma das substâncias...B) RELACIONE os picos (1, 2 e 3) no cromatograma com cada uma das substâncias...
B) RELACIONE os picos (1, 2 e 3) no cromatograma com cada uma das substâncias...
 
4. Descreva como a empresa funciona e de que maneira a teoria da ORT é observ...
4. Descreva como a empresa funciona e de que maneira a teoria da ORT é observ...4. Descreva como a empresa funciona e de que maneira a teoria da ORT é observ...
4. Descreva como a empresa funciona e de que maneira a teoria da ORT é observ...
 
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
 
a) Tendo como base as competências de um conselho de saúde, a afirmação "... ...
a) Tendo como base as competências de um conselho de saúde, a afirmação "... ...a) Tendo como base as competências de um conselho de saúde, a afirmação "... ...
a) Tendo como base as competências de um conselho de saúde, a afirmação "... ...
 
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
 
Um círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptx
Um círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptxUm círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptx
Um círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptx
 
Elementos da Formação Social: sociologia no ensino médio
Elementos da Formação Social: sociologia no ensino médioElementos da Formação Social: sociologia no ensino médio
Elementos da Formação Social: sociologia no ensino médio
 
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
 
08 de março - Dia Internacional da Mulher
08 de março - Dia Internacional da Mulher08 de março - Dia Internacional da Mulher
08 de março - Dia Internacional da Mulher
 
Namorar não és ser don .
Namorar não és ser don                  .Namorar não és ser don                  .
Namorar não és ser don .
 
a) Como você pode utilizar plataformas digitais, como o Canva e o Book Creato...
a) Como você pode utilizar plataformas digitais, como o Canva e o Book Creato...a) Como você pode utilizar plataformas digitais, como o Canva e o Book Creato...
a) Como você pode utilizar plataformas digitais, como o Canva e o Book Creato...
 
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
 
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
 
CONCEITOS BÁSICOS DA GEOGRAFIAGEOGRAFIAGEOGRAFIA
CONCEITOS BÁSICOS DA GEOGRAFIAGEOGRAFIAGEOGRAFIACONCEITOS BÁSICOS DA GEOGRAFIAGEOGRAFIAGEOGRAFIA
CONCEITOS BÁSICOS DA GEOGRAFIAGEOGRAFIAGEOGRAFIA
 

Referencialcartesiano