SlideShare uma empresa Scribd logo

Ficha400

7
7f14_15

1) Viriato conseguiu produzir 552 pequenas pedras para fundas a partir de um bloco de pedra de 138 kg. 2) Afonso Henriques assinou o Tratado de Zamora em 1143 quando tinha 34 anos, estabelecendo Portugal como reino independente há cerca de 877 anos. 3) Estimando Portugal como um retângulo de 540 km x 170 km, a área estimada seria de 91,800 km2.

1 de 16
Baixar para ler offline
1
Problemas da HistHistHistHistória de Portugalria de Portugalria de Portugalria de Portugal
1111 – Viriato, o chefe lendário dos Lusitanos, habituado a
combater os Romanos, decidiu armar os seus guerreiros
com fundas (artefacto que arremessava pequenas pedras).
Tinha um grande bloco de pedra que pesava 138 kg , e
queria parti-lo em pequenas pedras redondas de 250 g
cada uma. Quantas pequenas pedras para fundas
conseguiu produzir?
R:_____________________________________________________________________
______________________________________________________________________
Nome:____________________________________________________ data:_________
2
2222- Afonso Henriques, “O Conquistador”,
primeiro rei de Portugal, nasceu em 1109. O
Tratado de Zamora, em 1143, estabelece o
reino de Portugal, como reino independente.
a) Quantos anos tinha Afonso Henriques quando assinou o tratado?
b) Faz a estimativa de há quantos anos Portugal é um país independente.
R:_____________________________________________________________________
______________________________________________________________________
Nome:____________________________________________________ data:_________
3
3333 – Com a conquista do território do Algarve no reinado de Afonso
III estabeleceram-se as fronteiras do nosso território que ainda
permanecem inalteradas. Se o rei Afonso, “O Bolonhês” quisesse
saber a área do nosso território começaria, por certo, a desenhar a
figura aproximada daquela área, qualquer coisa como um
rectângulo de 540 km (estimado) de comprimento e 170 km
(estimado) de largura.
Qual seria a área estimada de Portugal?
R:_____________________________________________________________________
______________________________________________________________________
Nome:____________________________________________________ data:_________
4
4444 – D. Dinis, “O Lavrador” foi um monarca muito importante que impulsionou o
desenvolvimento económico , social e cultural do país. Foi ele que mandou plantar o
pinhal de Leiria, uma das medidas valiosas no desenvolvimento da Agricultura
portuguesa.
Vamos supor um problema que os seus mestres tiveram de resolver na plantação do
pinhal. Havia uma área , na forma de um quadrado com um lado de 30m.
a) Sabendo nós que se fizeram filas afastadas 5m umas das outras e cada pinheiro se
plantou numa distância de 5 metros entre dois pinheiros e nas extremidades da área
havia um pinheiro plantado, quantos pinheiros poderiam plantar nesse terreno?
b) Qual era a área do quadrado?
Exemplo da plantação dos pinheiros
R:_a)__________________________________________________________________
R _b)__________________________________________________________________
Nome:____________________________________________________ data:_________
5 m
filas
5
5555 – Ficou célebre o amor de D. Pedro e Inês de Castro.
Quando o pai de Pedro, D. Afonso IV ordenou que a
matassem colocou-se um problema. Os assassinos teriam de
a matar antes da chegada de D. Pedro, que tinha ido caçar,
este chegaria por volta das 18 horas, altura que o dia ficava
sem luz. Os matadores sairiam do castelo real às 16 h. A
distância do castelo à Quinta das lágrimas era de 45 km. Os matantes nos seus corcéis
galopavam a 30 km a cada hora que passava. Chegariam a tempo para executar a sua
feia tarefa antes da chegada de D. Pedro?
R:_____________________________________________________________________
______________________________________________________________________
Nome:____________________________________________________ data:_________
6
6666 – Antes da batalha de AljubarrotaAljubarrotaAljubarrotaAljubarrota,
conta a lenda que o nosso Condestável,
Nun’Álvares Pereira, querendo
refrescar-se bebeu por uma bilha de
água que uma velha lhe ofereceu, cada
vez que bebia, mais água nascia….
a) Não se sabe como era a bilha de
água, mas se fosse como muitas de agora quantos litros de água levaria, sabendo nós
que a sua capacidade era de dois dm3?
R:_____________________________________________________________________
______________________________________________________________________
b) Se Nun’Álvares bebesse a quantidade de água correspondente a 3,5 bilhas de água,
quanta água beberia?
R:_____________________________________________________________________
______________________________________________________________________
c) Um general bebeu 0,1 da água bebida por Nun’Álvares, quanto bebeu de água?
R:_____________________________________________________________________
______________________________________________________________________

Recomendados

Problemas da história de portugal
Problemas da história de portugalProblemas da história de portugal
Problemas da história de portugalLuís E Carina
 
Atividades mesopotâmia ii
Atividades mesopotâmia iiAtividades mesopotâmia ii
Atividades mesopotâmia iiDoug Caesar
 
Atividades Mesopotamia
Atividades Mesopotamia Atividades Mesopotamia
Atividades Mesopotamia Doug Caesar
 
Atividades mesopotâmia iii
Atividades mesopotâmia iiiAtividades mesopotâmia iii
Atividades mesopotâmia iiiDoug Caesar
 
Avaliação ano 3 português
Avaliação ano 3   portuguêsAvaliação ano 3   português
Avaliação ano 3 portuguêsMirian Bispo
 
Avaliação de português
Avaliação de portuguêsAvaliação de português
Avaliação de portuguêsRomildo Da Cruz
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Guião de leitura "Ulisses"
Guião de leitura "Ulisses"Guião de leitura "Ulisses"
Guião de leitura "Ulisses"Maria Barros
 
Avaliaçao de port 1 unidad e
Avaliaçao de port 1 unidad eAvaliaçao de port 1 unidad e
Avaliaçao de port 1 unidad ejulliana brito
 
Avaliação de Português 3º ano 1º bim
Avaliação de Português 3º ano 1º bim Avaliação de Português 3º ano 1º bim
Avaliação de Português 3º ano 1º bim Kelry Carvalho
 
5 historia vida quotidiana teste 5ano
5 historia vida quotidiana teste 5ano5 historia vida quotidiana teste 5ano
5 historia vida quotidiana teste 5anojaugf
 
Avaliação de p ortugues
Avaliação de p ortuguesAvaliação de p ortugues
Avaliação de p ortuguesRomildo Da Cruz
 
Sugestão para atividade avaliativa de português
Sugestão para atividade avaliativa de portuguêsSugestão para atividade avaliativa de português
Sugestão para atividade avaliativa de portuguêsPaulo Alves de Araujo
 
Interpretacao de-texto-fabulas-o-rato-do-campo-e-o-rato-da-cidade
Interpretacao de-texto-fabulas-o-rato-do-campo-e-o-rato-da-cidadeInterpretacao de-texto-fabulas-o-rato-do-campo-e-o-rato-da-cidade
Interpretacao de-texto-fabulas-o-rato-do-campo-e-o-rato-da-cidadefilipa silva
 
Teste 6 descobrimentos
Teste 6 descobrimentosTeste 6 descobrimentos
Teste 6 descobrimentosAna Pereira
 
Avaliação bimestral de lingua portuguesa 3
Avaliação bimestral  de  lingua portuguesa 3Avaliação bimestral  de  lingua portuguesa 3
Avaliação bimestral de lingua portuguesa 3Eliete Soares E Soares
 
Prova internet-pssi-2008
Prova internet-pssi-2008Prova internet-pssi-2008
Prova internet-pssi-2008Lucas Ferreira
 
Atividade avaliativa 5 serie
Atividade avaliativa 5 serieAtividade avaliativa 5 serie
Atividade avaliativa 5 serieLilian Soares
 
Ulisses teste- elisabete
Ulisses  teste- elisabeteUlisses  teste- elisabete
Ulisses teste- elisabeteAndréa Simões
 
dialogos 5-livro de testes
dialogos 5-livro de testesdialogos 5-livro de testes
dialogos 5-livro de testesSami Queirós
 
Verificação de aprendizagem português 3º ano
Verificação  de  aprendizagem português 3º anoVerificação  de  aprendizagem português 3º ano
Verificação de aprendizagem português 3º anoKelry Carvalho
 
Teste sumativo 2 bruno
Teste sumativo 2 brunoTeste sumativo 2 bruno
Teste sumativo 2 brunoDelfina Sousa
 

Mais procurados (20)

Guião de leitura "Ulisses"
Guião de leitura "Ulisses"Guião de leitura "Ulisses"
Guião de leitura "Ulisses"
 
Avaliaçao de port 1 unidad e
Avaliaçao de port 1 unidad eAvaliaçao de port 1 unidad e
Avaliaçao de port 1 unidad e
 
Mesopotamia cruzadinha
Mesopotamia cruzadinhaMesopotamia cruzadinha
Mesopotamia cruzadinha
 
Fisica 8
Fisica 8Fisica 8
Fisica 8
 
Avaliação de Português 3º ano 1º bim
Avaliação de Português 3º ano 1º bim Avaliação de Português 3º ano 1º bim
Avaliação de Português 3º ano 1º bim
 
5 historia vida quotidiana teste 5ano
5 historia vida quotidiana teste 5ano5 historia vida quotidiana teste 5ano
5 historia vida quotidiana teste 5ano
 
Avaliação de p ortugues
Avaliação de p ortuguesAvaliação de p ortugues
Avaliação de p ortugues
 
Sugestão para atividade avaliativa de português
Sugestão para atividade avaliativa de portuguêsSugestão para atividade avaliativa de português
Sugestão para atividade avaliativa de português
 
Interpretacao de-texto-fabulas-o-rato-do-campo-e-o-rato-da-cidade
Interpretacao de-texto-fabulas-o-rato-do-campo-e-o-rato-da-cidadeInterpretacao de-texto-fabulas-o-rato-do-campo-e-o-rato-da-cidade
Interpretacao de-texto-fabulas-o-rato-do-campo-e-o-rato-da-cidade
 
Teste 6 descobrimentos
Teste 6 descobrimentosTeste 6 descobrimentos
Teste 6 descobrimentos
 
Avaliação bimestral de lingua portuguesa 3
Avaliação bimestral  de  lingua portuguesa 3Avaliação bimestral  de  lingua portuguesa 3
Avaliação bimestral de lingua portuguesa 3
 
Prova internet-pssi-2008
Prova internet-pssi-2008Prova internet-pssi-2008
Prova internet-pssi-2008
 
Fa2
Fa2Fa2
Fa2
 
Atividade avaliativa 5 serie
Atividade avaliativa 5 serieAtividade avaliativa 5 serie
Atividade avaliativa 5 serie
 
48666509 4-ficha-em-4-º-ano-1-º-periodo (1)
48666509 4-ficha-em-4-º-ano-1-º-periodo (1)48666509 4-ficha-em-4-º-ano-1-º-periodo (1)
48666509 4-ficha-em-4-º-ano-1-º-periodo (1)
 
Ulisses teste- elisabete
Ulisses  teste- elisabeteUlisses  teste- elisabete
Ulisses teste- elisabete
 
dialogos 5-livro de testes
dialogos 5-livro de testesdialogos 5-livro de testes
dialogos 5-livro de testes
 
Verificação de aprendizagem português 3º ano
Verificação  de  aprendizagem português 3º anoVerificação  de  aprendizagem português 3º ano
Verificação de aprendizagem português 3º ano
 
Meio2
Meio2Meio2
Meio2
 
Teste sumativo 2 bruno
Teste sumativo 2 brunoTeste sumativo 2 bruno
Teste sumativo 2 bruno
 

Destaque

Ficha500
Ficha500Ficha500
Ficha5007f14_15
 
Pt7cdr teste1
Pt7cdr teste1Pt7cdr teste1
Pt7cdr teste17f14_15
 
Pt7cdr teste5
Pt7cdr teste5Pt7cdr teste5
Pt7cdr teste57f14_15
 
Urgentemente teste 7º
Urgentemente   teste 7ºUrgentemente   teste 7º
Urgentemente teste 7ºProfraq
 
Ficha491
Ficha491Ficha491
Ficha4917f14_15
 
Ficha364
Ficha364Ficha364
Ficha3647f14_15
 
Teste2 (1)
Teste2 (1)Teste2 (1)
Teste2 (1)7f14_15
 
Ficha334
Ficha334Ficha334
Ficha3347f14_15
 
Teste1 (1)
Teste1 (1)Teste1 (1)
Teste1 (1)7f14_15
 
Ficha364
Ficha364Ficha364
Ficha3647f14_15
 
Pt7cdr teste4
Pt7cdr teste4Pt7cdr teste4
Pt7cdr teste47f14_15
 
Métodos contracetivos; trabalhos de alunos
Métodos contracetivos; trabalhos de alunos Métodos contracetivos; trabalhos de alunos
Métodos contracetivos; trabalhos de alunos Sofia Ribeiro
 
Pt7cdr teste3
Pt7cdr teste3Pt7cdr teste3
Pt7cdr teste37f14_15
 
Ficha169
Ficha169Ficha169
Ficha1697f14_15
 
Pt7cdr solucoes testes
Pt7cdr solucoes testesPt7cdr solucoes testes
Pt7cdr solucoes testes7f14_15
 

Destaque (20)

Ficha500
Ficha500Ficha500
Ficha500
 
Pt7cdr teste1
Pt7cdr teste1Pt7cdr teste1
Pt7cdr teste1
 
Pt7cdr teste5
Pt7cdr teste5Pt7cdr teste5
Pt7cdr teste5
 
Urgentemente teste 7º
Urgentemente   teste 7ºUrgentemente   teste 7º
Urgentemente teste 7º
 
Escalas
EscalasEscalas
Escalas
 
Ficha491
Ficha491Ficha491
Ficha491
 
Paratextos
ParatextosParatextos
Paratextos
 
Teste2
Teste2Teste2
Teste2
 
Ficha364
Ficha364Ficha364
Ficha364
 
Teste2 (1)
Teste2 (1)Teste2 (1)
Teste2 (1)
 
Teste1
Teste1Teste1
Teste1
 
Ficha334
Ficha334Ficha334
Ficha334
 
Teste1 (1)
Teste1 (1)Teste1 (1)
Teste1 (1)
 
As paisagens
As paisagens As paisagens
As paisagens
 
Ficha364
Ficha364Ficha364
Ficha364
 
Pt7cdr teste4
Pt7cdr teste4Pt7cdr teste4
Pt7cdr teste4
 
Métodos contracetivos; trabalhos de alunos
Métodos contracetivos; trabalhos de alunos Métodos contracetivos; trabalhos de alunos
Métodos contracetivos; trabalhos de alunos
 
Pt7cdr teste3
Pt7cdr teste3Pt7cdr teste3
Pt7cdr teste3
 
Ficha169
Ficha169Ficha169
Ficha169
 
Pt7cdr solucoes testes
Pt7cdr solucoes testesPt7cdr solucoes testes
Pt7cdr solucoes testes
 

Semelhante a Ficha400

O soldado e o tambor - Ficha de Língua Portuguesa - 2.º ano
O soldado e o tambor - Ficha de Língua Portuguesa - 2.º anoO soldado e o tambor - Ficha de Língua Portuguesa - 2.º ano
O soldado e o tambor - Ficha de Língua Portuguesa - 2.º anoProfcris 81
 
Castelos de areia - Ficha de Língua Portuguesa - 2.º ano
Castelos de areia - Ficha de Língua Portuguesa - 2.º anoCastelos de areia - Ficha de Língua Portuguesa - 2.º ano
Castelos de areia - Ficha de Língua Portuguesa - 2.º anoProfcris 81
 
Guião de leitura - os primos e a bruxa cartuxa
  Guião de leitura - os primos e a bruxa cartuxa  Guião de leitura - os primos e a bruxa cartuxa
Guião de leitura - os primos e a bruxa cartuxaBrígida Ferreira
 
hgp5_ficha_avaliacao_2a (1).pdf
hgp5_ficha_avaliacao_2a (1).pdfhgp5_ficha_avaliacao_2a (1).pdf
hgp5_ficha_avaliacao_2a (1).pdfClara Martinho
 
Fichas de leitura primos e bruxa cartuxa (1)
Fichas de leitura  primos e bruxa cartuxa (1)Fichas de leitura  primos e bruxa cartuxa (1)
Fichas de leitura primos e bruxa cartuxa (1)Carina Carpinteiro
 
A Caravela - Crista da Onda
A Caravela - Crista da OndaA Caravela - Crista da Onda
A Caravela - Crista da Ondanaterciacampos
 
Os primos e a bruxa cartuxa
Os primos e a bruxa cartuxaOs primos e a bruxa cartuxa
Os primos e a bruxa cartuxagracindacasais
 
Noite de S. João - Ficha de Língua Portuguesa - 2.º ano
Noite de S. João - Ficha de Língua Portuguesa - 2.º anoNoite de S. João - Ficha de Língua Portuguesa - 2.º ano
Noite de S. João - Ficha de Língua Portuguesa - 2.º anoProfcris 81
 
Ficha guião lisboa 2012nº2
Ficha guião lisboa 2012nº2Ficha guião lisboa 2012nº2
Ficha guião lisboa 2012nº2Ana Isabel Silva
 
Guião de leitura da obra 6historiasasavessas
Guião de leitura da obra 6historiasasavessasGuião de leitura da obra 6historiasasavessas
Guião de leitura da obra 6historiasasavessasMarisa Miranda
 
4º ano geografia portugal (1)
4º ano geografia portugal (1)4º ano geografia portugal (1)
4º ano geografia portugal (1)Vânia Piedade
 
Exercícios Tudo de português
Exercícios Tudo de portuguêsExercícios Tudo de português
Exercícios Tudo de portuguêsAmanda Damasceno
 
Mar poluído - Ficha de Língua Portuguesa - 2.º ano
Mar poluído - Ficha de Língua Portuguesa - 2.º anoMar poluído - Ficha de Língua Portuguesa - 2.º ano
Mar poluído - Ficha de Língua Portuguesa - 2.º anoProfcris 81
 

Semelhante a Ficha400 (20)

O soldado e o tambor - Ficha de Língua Portuguesa - 2.º ano
O soldado e o tambor - Ficha de Língua Portuguesa - 2.º anoO soldado e o tambor - Ficha de Língua Portuguesa - 2.º ano
O soldado e o tambor - Ficha de Língua Portuguesa - 2.º ano
 
Castelos de areia - Ficha de Língua Portuguesa - 2.º ano
Castelos de areia - Ficha de Língua Portuguesa - 2.º anoCastelos de areia - Ficha de Língua Portuguesa - 2.º ano
Castelos de areia - Ficha de Língua Portuguesa - 2.º ano
 
Guião de leitura - os primos e a bruxa cartuxa
  Guião de leitura - os primos e a bruxa cartuxa  Guião de leitura - os primos e a bruxa cartuxa
Guião de leitura - os primos e a bruxa cartuxa
 
hgp5_ficha_avaliacao_2a (1).pdf
hgp5_ficha_avaliacao_2a (1).pdfhgp5_ficha_avaliacao_2a (1).pdf
hgp5_ficha_avaliacao_2a (1).pdf
 
48666509 4-ficha-em-4-º-ano-1-º-periodo
48666509 4-ficha-em-4-º-ano-1-º-periodo48666509 4-ficha-em-4-º-ano-1-º-periodo
48666509 4-ficha-em-4-º-ano-1-º-periodo
 
Fichas de leitura primos e bruxa cartuxa (1)
Fichas de leitura  primos e bruxa cartuxa (1)Fichas de leitura  primos e bruxa cartuxa (1)
Fichas de leitura primos e bruxa cartuxa (1)
 
A Caravela - Crista da Onda
A Caravela - Crista da OndaA Caravela - Crista da Onda
A Caravela - Crista da Onda
 
Os primos e a bruxa cartuxa
Os primos e a bruxa cartuxaOs primos e a bruxa cartuxa
Os primos e a bruxa cartuxa
 
O rapaz de pedra
O rapaz de pedraO rapaz de pedra
O rapaz de pedra
 
O rapaz de pedra
O rapaz de pedraO rapaz de pedra
O rapaz de pedra
 
Noite de S. João - Ficha de Língua Portuguesa - 2.º ano
Noite de S. João - Ficha de Língua Portuguesa - 2.º anoNoite de S. João - Ficha de Língua Portuguesa - 2.º ano
Noite de S. João - Ficha de Língua Portuguesa - 2.º ano
 
Avaliação historia
Avaliação historia  Avaliação historia
Avaliação historia
 
Ficha guião lisboa 2012nº2
Ficha guião lisboa 2012nº2Ficha guião lisboa 2012nº2
Ficha guião lisboa 2012nº2
 
historia.pdf
historia.pdfhistoria.pdf
historia.pdf
 
Guião de leitura da obra 6historiasasavessas
Guião de leitura da obra 6historiasasavessasGuião de leitura da obra 6historiasasavessas
Guião de leitura da obra 6historiasasavessas
 
Percursos vicentinos perguntas
Percursos vicentinos perguntasPercursos vicentinos perguntas
Percursos vicentinos perguntas
 
4º ano geografia portugal (1)
4º ano geografia portugal (1)4º ano geografia portugal (1)
4º ano geografia portugal (1)
 
Exercícios Tudo de português
Exercícios Tudo de portuguêsExercícios Tudo de português
Exercícios Tudo de português
 
Mar poluído - Ficha de Língua Portuguesa - 2.º ano
Mar poluído - Ficha de Língua Portuguesa - 2.º anoMar poluído - Ficha de Língua Portuguesa - 2.º ano
Mar poluído - Ficha de Língua Portuguesa - 2.º ano
 
F4 14
F4 14F4 14
F4 14
 

Mais de 7f14_15

Proporcionalidade inversa
Proporcionalidade inversaProporcionalidade inversa
Proporcionalidade inversa7f14_15
 
Probabilidades 9c2ba-ano-alterado
Probabilidades 9c2ba-ano-alteradoProbabilidades 9c2ba-ano-alterado
Probabilidades 9c2ba-ano-alterado7f14_15
 
Isometrias
Isometrias Isometrias
Isometrias 7f14_15
 
Intervalos de-numeros-reais
Intervalos de-numeros-reaisIntervalos de-numeros-reais
Intervalos de-numeros-reais7f14_15
 
Referencialcartesiano
ReferencialcartesianoReferencialcartesiano
Referencialcartesiano7f14_15
 
Ficha490
Ficha490Ficha490
Ficha4907f14_15
 
Ficha399
Ficha399Ficha399
Ficha3997f14_15
 
Ficha370
Ficha370Ficha370
Ficha3707f14_15
 
Ficha358
Ficha358Ficha358
Ficha3587f14_15
 
Ficha357
Ficha357Ficha357
Ficha3577f14_15
 
Ficha336
Ficha336Ficha336
Ficha3367f14_15
 
Ficha335
Ficha335Ficha335
Ficha3357f14_15
 
Ficha333
Ficha333Ficha333
Ficha3337f14_15
 
Ficha325
Ficha325Ficha325
Ficha3257f14_15
 
Ficha318
Ficha318Ficha318
Ficha3187f14_15
 
Ficha228
Ficha228Ficha228
Ficha2287f14_15
 
Ficha201
Ficha201Ficha201
Ficha2017f14_15
 

Mais de 7f14_15 (17)

Proporcionalidade inversa
Proporcionalidade inversaProporcionalidade inversa
Proporcionalidade inversa
 
Probabilidades 9c2ba-ano-alterado
Probabilidades 9c2ba-ano-alteradoProbabilidades 9c2ba-ano-alterado
Probabilidades 9c2ba-ano-alterado
 
Isometrias
Isometrias Isometrias
Isometrias
 
Intervalos de-numeros-reais
Intervalos de-numeros-reaisIntervalos de-numeros-reais
Intervalos de-numeros-reais
 
Referencialcartesiano
ReferencialcartesianoReferencialcartesiano
Referencialcartesiano
 
Ficha490
Ficha490Ficha490
Ficha490
 
Ficha399
Ficha399Ficha399
Ficha399
 
Ficha370
Ficha370Ficha370
Ficha370
 
Ficha358
Ficha358Ficha358
Ficha358
 
Ficha357
Ficha357Ficha357
Ficha357
 
Ficha336
Ficha336Ficha336
Ficha336
 
Ficha335
Ficha335Ficha335
Ficha335
 
Ficha333
Ficha333Ficha333
Ficha333
 
Ficha325
Ficha325Ficha325
Ficha325
 
Ficha318
Ficha318Ficha318
Ficha318
 
Ficha228
Ficha228Ficha228
Ficha228
 
Ficha201
Ficha201Ficha201
Ficha201
 

Último

A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...
A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...
A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...apoioacademicoead
 
a) Como você pode utilizar plataformas digitais, como o Canva e o Book Creato...
a) Como você pode utilizar plataformas digitais, como o Canva e o Book Creato...a) Como você pode utilizar plataformas digitais, como o Canva e o Book Creato...
a) Como você pode utilizar plataformas digitais, como o Canva e o Book Creato...azulassessoriaacadem3
 
1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...
1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...
1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...azulassessoriaacadem3
 
Vários modelos foram propostos para estudar os determinantes sociais e a tram...
Vários modelos foram propostos para estudar os determinantes sociais e a tram...Vários modelos foram propostos para estudar os determinantes sociais e a tram...
Vários modelos foram propostos para estudar os determinantes sociais e a tram...Prime Assessoria
 
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptxAndreia Silva
 
Um círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptx
Um círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptxUm círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptx
Um círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptxColmeias
 
Reprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º ano
Reprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º anoReprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º ano
Reprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º anoMariaJoão Agualuza
 
Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...
Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...
Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...Prime Assessoria
 
08 de março - Dia Internacional da Mulher
08 de março - Dia Internacional da Mulher08 de março - Dia Internacional da Mulher
08 de março - Dia Internacional da MulherMary Alvarenga
 
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...excellenceeducaciona
 
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...azulassessoriaacadem3
 
A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.
A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.
A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.Prime Assessoria
 
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento Mary Alvarenga
 
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...azulassessoriaacadem3
 
Slides Lição 10, CPAD, A Ceia do Senhor – A Segunda Ordenança da Igreja, 1Tr2...
Slides Lição 10, CPAD, A Ceia do Senhor – A Segunda Ordenança da Igreja, 1Tr2...Slides Lição 10, CPAD, A Ceia do Senhor – A Segunda Ordenança da Igreja, 1Tr2...
Slides Lição 10, CPAD, A Ceia do Senhor – A Segunda Ordenança da Igreja, 1Tr2...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...excellenceeducaciona
 
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...azulassessoriaacadem3
 
B) RELACIONE os picos (1, 2 e 3) no cromatograma com cada uma das substâncias...
B) RELACIONE os picos (1, 2 e 3) no cromatograma com cada uma das substâncias...B) RELACIONE os picos (1, 2 e 3) no cromatograma com cada uma das substâncias...
B) RELACIONE os picos (1, 2 e 3) no cromatograma com cada uma das substâncias...Prime Assessoria
 
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...azulassessoriaacadem3
 

Último (20)

A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...
A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...
A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...
 
a) Como você pode utilizar plataformas digitais, como o Canva e o Book Creato...
a) Como você pode utilizar plataformas digitais, como o Canva e o Book Creato...a) Como você pode utilizar plataformas digitais, como o Canva e o Book Creato...
a) Como você pode utilizar plataformas digitais, como o Canva e o Book Creato...
 
1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...
1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...
1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...
 
Vários modelos foram propostos para estudar os determinantes sociais e a tram...
Vários modelos foram propostos para estudar os determinantes sociais e a tram...Vários modelos foram propostos para estudar os determinantes sociais e a tram...
Vários modelos foram propostos para estudar os determinantes sociais e a tram...
 
Namorar não és ser don .
Namorar não és ser don                  .Namorar não és ser don                  .
Namorar não és ser don .
 
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx
 
Um círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptx
Um círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptxUm círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptx
Um círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptx
 
Reprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º ano
Reprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º anoReprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º ano
Reprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º ano
 
Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...
Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...
Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...
 
08 de março - Dia Internacional da Mulher
08 de março - Dia Internacional da Mulher08 de março - Dia Internacional da Mulher
08 de março - Dia Internacional da Mulher
 
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
 
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
 
A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.
A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.
A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.
 
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
 
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
 
Slides Lição 10, CPAD, A Ceia do Senhor – A Segunda Ordenança da Igreja, 1Tr2...
Slides Lição 10, CPAD, A Ceia do Senhor – A Segunda Ordenança da Igreja, 1Tr2...Slides Lição 10, CPAD, A Ceia do Senhor – A Segunda Ordenança da Igreja, 1Tr2...
Slides Lição 10, CPAD, A Ceia do Senhor – A Segunda Ordenança da Igreja, 1Tr2...
 
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
 
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
 
B) RELACIONE os picos (1, 2 e 3) no cromatograma com cada uma das substâncias...
B) RELACIONE os picos (1, 2 e 3) no cromatograma com cada uma das substâncias...B) RELACIONE os picos (1, 2 e 3) no cromatograma com cada uma das substâncias...
B) RELACIONE os picos (1, 2 e 3) no cromatograma com cada uma das substâncias...
 
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
 

Ficha400

  • 1. 1 Problemas da HistHistHistHistória de Portugalria de Portugalria de Portugalria de Portugal 1111 – Viriato, o chefe lendário dos Lusitanos, habituado a combater os Romanos, decidiu armar os seus guerreiros com fundas (artefacto que arremessava pequenas pedras). Tinha um grande bloco de pedra que pesava 138 kg , e queria parti-lo em pequenas pedras redondas de 250 g cada uma. Quantas pequenas pedras para fundas conseguiu produzir? R:_____________________________________________________________________ ______________________________________________________________________ Nome:____________________________________________________ data:_________
  • 2. 2 2222- Afonso Henriques, “O Conquistador”, primeiro rei de Portugal, nasceu em 1109. O Tratado de Zamora, em 1143, estabelece o reino de Portugal, como reino independente. a) Quantos anos tinha Afonso Henriques quando assinou o tratado? b) Faz a estimativa de há quantos anos Portugal é um país independente. R:_____________________________________________________________________ ______________________________________________________________________ Nome:____________________________________________________ data:_________
  • 3. 3 3333 – Com a conquista do território do Algarve no reinado de Afonso III estabeleceram-se as fronteiras do nosso território que ainda permanecem inalteradas. Se o rei Afonso, “O Bolonhês” quisesse saber a área do nosso território começaria, por certo, a desenhar a figura aproximada daquela área, qualquer coisa como um rectângulo de 540 km (estimado) de comprimento e 170 km (estimado) de largura. Qual seria a área estimada de Portugal? R:_____________________________________________________________________ ______________________________________________________________________ Nome:____________________________________________________ data:_________
  • 4. 4 4444 – D. Dinis, “O Lavrador” foi um monarca muito importante que impulsionou o desenvolvimento económico , social e cultural do país. Foi ele que mandou plantar o pinhal de Leiria, uma das medidas valiosas no desenvolvimento da Agricultura portuguesa. Vamos supor um problema que os seus mestres tiveram de resolver na plantação do pinhal. Havia uma área , na forma de um quadrado com um lado de 30m. a) Sabendo nós que se fizeram filas afastadas 5m umas das outras e cada pinheiro se plantou numa distância de 5 metros entre dois pinheiros e nas extremidades da área havia um pinheiro plantado, quantos pinheiros poderiam plantar nesse terreno? b) Qual era a área do quadrado? Exemplo da plantação dos pinheiros R:_a)__________________________________________________________________ R _b)__________________________________________________________________ Nome:____________________________________________________ data:_________ 5 m filas
  • 5. 5 5555 – Ficou célebre o amor de D. Pedro e Inês de Castro. Quando o pai de Pedro, D. Afonso IV ordenou que a matassem colocou-se um problema. Os assassinos teriam de a matar antes da chegada de D. Pedro, que tinha ido caçar, este chegaria por volta das 18 horas, altura que o dia ficava sem luz. Os matadores sairiam do castelo real às 16 h. A distância do castelo à Quinta das lágrimas era de 45 km. Os matantes nos seus corcéis galopavam a 30 km a cada hora que passava. Chegariam a tempo para executar a sua feia tarefa antes da chegada de D. Pedro? R:_____________________________________________________________________ ______________________________________________________________________ Nome:____________________________________________________ data:_________
  • 6. 6 6666 – Antes da batalha de AljubarrotaAljubarrotaAljubarrotaAljubarrota, conta a lenda que o nosso Condestável, Nun’Álvares Pereira, querendo refrescar-se bebeu por uma bilha de água que uma velha lhe ofereceu, cada vez que bebia, mais água nascia…. a) Não se sabe como era a bilha de água, mas se fosse como muitas de agora quantos litros de água levaria, sabendo nós que a sua capacidade era de dois dm3? R:_____________________________________________________________________ ______________________________________________________________________ b) Se Nun’Álvares bebesse a quantidade de água correspondente a 3,5 bilhas de água, quanta água beberia? R:_____________________________________________________________________ ______________________________________________________________________ c) Um general bebeu 0,1 da água bebida por Nun’Álvares, quanto bebeu de água? R:_____________________________________________________________________ ______________________________________________________________________
  • 7. 7 Nome:____________________________________________________ data:_________ 7777 – O Inicio da Expansão marítima dos portugueses deu-se com a conquista de Ceuta, no reinado de D. João I. Fez-se uma grande Armada de caravelas portuguesas. Imagina que cada caravela era composta da seguinte tripulação: - Uma dezena de oficiais - Os soldados eram o quádruplo dos marinheiros - Os marinheiros eram o triplo dos oficiais - Os grumetes eram um décimo dos soldados Qual era o total da tripulação de cada Caravela? R:_____________________________________________________________________ ______________________________________________________________________
  • 8. 8 Nome:____________________________________________________ data:_________ 8888 – No reinado de D.JoaoII, Bartolomeu Dias chegou ao cabo da Boa Esperança, contudo a sua viagem não foi fácil, percorreu um caminho sinuoso até chegar ao seu destino. Queres encontrar esse caminho no mapa? Tem em atenção às seguintes indicações: x x Partida de Lisboa Norte 8 cm para Oeste; 4 para Sul; 1 para Este; 2 para Sul; 7 para Oeste; 2 para Norte; 3 para Oeste; 6 para Sul; 5 para Este; 4 para Sul; 3 para Oeste; 3 para Sul; 8 para Este.; 3 para Sul; e 8 para Este Cabo da Boa Espe rança
  • 9. 9 9999 – Vasco da Gama, em 1498, descobre o caminho marítimo para a Índia. O seu trajecto à volta do continente africano é simétrico, queres descobrir a metade que falta do percurso de Vasco da Gama?
  • 10. 10 10101010 – O Lendário D. Sebastião perdeu a vida na batalha de Alcácer – Quibir, Nessa batalha o nosso malogrado rei reuniu um dos maiores exércitos português, tenta descobrir quantos soldados para além de D. Sebastião participaram na batalha, a partir das seguintes indicações: - O exército era composto de 4 unidades de combate na forma de rectângulos. - Cada unidade de combate tinha 18 filas de soldados - Em cada fila haviam 83 soldados. - Na última fila, ao meio, situava-se o nosso rei. R:_____________________________________________________________________ ______________________________________________________________________
  • 11. 11 Nome:____________________________________________________ data:_________ 11111111 – Na Dinastia filipina, os reis estrangeiros cobravam grandes impostos aos portugueses. Vamos imaginar um imposto severo, que quatro cidadãos portugueses teriam de lhes pagar no final do ano. - João, camponês, pagava 0,01 do que pagava o cambista. - Manuel, ferreiro, pagava ao rei 130 dinheiros por mês. - Luís, juiz de fora pagava metade do que pagava o David. - David, o cambista, pagava o triplo que o ferreiro. a) Quantos dinheiros pagavam cada um? R:_____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ Nome:____________________________________________________ data:_________
  • 12. 12 12121212 – O dia 1 de Dezembro de 1640, fica para a História como o dia da Restauração da Independência de Portugal. Os conjurados formaram um grupo secreto de fidalgos que fizeram o golpe na manhã desse dia. Como qualquer sociedade (grupo) secreto teriam os seus códigos para se identificarem, vamos imaginar que o deles era um número, vê se consegues descobrir qual é? 13131313 – No reinado de Pedro II, descobriu-se ouro no Brasil, imagina quanto vale este galeão carregado de 549 kg de ouro, sabendo nós que cada grama vale, na moeda actual, 5 euros? R:_____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ Nome:____________________________________________________ data:_________ É impar; múltiplo de 3; maior que dois milhares; o algarismo das centenas é múltiplo de 2; é menor que 40 centenas. 3699 4263 7009 1123 1699 3599 2082 2698 3333
  • 13. 13 14141414 –––– Quando D. João V mandou edificar o convento de Mafra, a certa altura tratava-se de construir uma grande parede constituída por 1345 blocos de pedra. Cada pedra media 56 cm de comprimento, 4 dm de largura e 34 cm de altura. No final da construção qual era o volume dessa parede? R:_____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ Nome:____________________________________________________ data:_________
  • 14. 14 15151515 –––– No reinado de D. José I, o seu ministro era o Marquês de Pombal. Quando do terramoto de 1755, aquele ministro mandou reconstruir a cidade de Lisboa. Tenta descobrir o Percurso do Marquês quando passeou pela primeira vez na baixa pombalina reconstruída. Foi para Este, virou na terceira rua, seguiu pela rua que faz um ângulo obtuso, cortou na segunda que faz ângulo agudo, passou para a rua paralela à esquerda e seguiu para Sul, cortou na segunda que faz ângulo obtuso; cortou no terceiro cruzamento; cortou na primeira rua de ângulo recto, cortou para norte, virou para Oeste, chegou novamente ao palácio
  • 15. 15 16161616 –––– Já no início do século XIX, deram-se as invasões francesas. Os soldados invasores saqueavam tudo o que podiam. Um certo soldado com a pressa da avidez, puxou de uma caixa um lindo colar de pedras preciosas, que acabou de se partir. Observa a gravura e tenta reconstituí-lo: Aqui está um décimo do colar: a)Quantas pedras tinha ao todo? R:_____________________________________________________________ b)E de cada qualidade? R:_____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ Nome:____________________________________________________ data:_________
  • 16. 16 17171717 – Em 1822, a nação elege os deputados à primeira assembleia constitucional de Portugal. Tenta descobrir a média de idades hipotéticas dos deputados: 18181818 – O rei D. Carlos foi assassinado com o seu filho Luis Filipe em 1908 por adeptos republicanos. Tenta descobrir quem foi. O que tem um revólver, está identificado pelo ano em que se deu o assassinato. MM DVIII CMVIII MCMVIII MCCM IIIIIIII MCVIII A B C D E R:_____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ Nome:____________________________________________________ data:_________ Constantino Alves 2008 33 – tinham 65 anos 23 - tinham 35 anos 10 – tinham 44 anos 8 – tinham 73 anos 26 – tinham 50 anos