Atualização da palestra apresentada no III Congresso Internacional Transdisciplinaridade, Complexidade e Ecoformação Fórum...
Vinculação ao  Projeto Internacional Red Internacional de Ecologia de los Saberes   <ul><li>Projeto internacional coordena...
Vinculação ao  Projeto Internacional Red Internacional de Ecologia de los Saberes <ul><li>A sociedade da informação e do c...
Vinculação ao  Projeto Internacional Red Internacional de Ecologia de los Saberes <ul><li>Concepção humanista : alternativ...
Pesquisadores <ul><li>PPG TIDD   </li></ul><ul><li>Profa. Dra. Lucila Pesce (coord.) </li></ul><ul><li>Profa. Dra. Ana Hes...
Objetivo   <ul><li>Contribuir com o desenvolvimento e implantação de ações  online  de formação docente voltadas ao humani...
Problema de pesquisa   <ul><li>Qual a contribuição da  perspectiva dialógica transdisciplinar  para o desenvolvimento e im...
Justificativa social   <ul><li>Políticas públicas  voltadas à implantação de programas de educação continuada dos docentes...
Justificativa social   <ul><li>Programas de formação  online  de educadores:  acento cognitivista (desenvolvimento de comp...
Justificativa científica <ul><li>Ambigüidade das TIC :  </li></ul><ul><ul><li>Democratização do acesso / emancipação / hum...
Justificativa pessoal   <ul><li>Vinculação à  Red Internacional Ecología de los Saberes . </li></ul><ul><li>Vinculação ao ...
 
Núcleo Teórico PENSAMENTO ECO-SISTÊMICO FORMAÇÃO DE EDUCADORES TRANS / COMPLEXIDADE
Núcleo Teórico Pensamento eco-sistêmico Moraes, de la Torre RIES  -  Rede Ecología de los Saberes Transdisciplinaridade e ...
Atitude transdisciplinar <ul><li>Rigor:   procura do lugar certo em mim mesmo e no outro no momento da comunicação. </li><...
Os três pilares da Transdisciplinaridade <ul><li>Níveis de realidade </li></ul><ul><li>Lógica do terceiro incluído </li></...
Níveis de Realidade <ul><li>Na visão transdisciplinar, a pluralidade complexa e a unidade aberta são duas facetas de uma ú...
Níveis de Realidade <ul><li>Os diferentes níveis de realidade são acessíveis ao conhecimento humano graças à existência de...
Espaço-Tempo Cibernético <ul><li>Nem determinista nem indeterminista. </li></ul><ul><li>Espaço da escolha humana. </li></u...
Dialógico Recursivo Hologramático Morin – Operadores da Complexidade
DESORDEM ORDEM INTERAÇÃO REORGANIZAÇÃO Morin  –   Tetragrama organizacional
<ul><li>Circularidade :  ( feedback ) capacidade de um sistema em manter-se em equilíbrio diante das variações do meio. </...
<ul><li>Erro e ilusão . </li></ul><ul><li>Conhecimento pertinente (integrador). </li></ul><ul><li>A condição humana. </li>...
Repensar a reforma Reformar o pensamento Morin –   A cabeça bem feita PROFA. DRA. LUCILA PESCE ENFOQUE RECURSIVO
O diálogo como um dos componentes implícitos ao Pensamento Eco-sistêmico <ul><li>No diálogo, o importante é a possibilidad...
Formação de educadores <ul><li>Enfoque culturalista que dá voz aos professores (GOODSON, 2000). </li></ul><ul><li>Docentes...
Núcleo teórico em diálogo com outras áreas do conhecimento <ul><ul><li>Enfoque dialógico. </li></ul></ul><ul><ul><li>Web 2...
Enfoque dialógico José  Leonilson  B. Dias Rio  de Palavras , 1987.
Enfoque dialógico <ul><li>Ampliação dos estudos de pós-doutoramento (PESCE, 2007).  </li></ul><ul><li>No intertexto, a fun...
Enfoque dialógico Linguagem e reconstrução cultural emancipadora Reconstituir   o sujeito social, face ao atrofiamento da ...
Enfoque dialógico Educação libertadora  Razão comunicativa  Esperança Educação bancária  (anti-dialógica) Razão instrument...
Enfoque dialógico Reconstrução dos sujeitos sociais no enunciado cotidiano Projeto de reconstrução social reabilitador do ...
Enfoque dialógico Estudo da língua, no fluxo da comunicação verbal Agir comunicativo Interação dialógica Linguagem como pr...
A potencialidade dialógica da Web 2.0 <ul><li>Peña (2006); Valente & Mattar (2007).   </li></ul><ul><li>Midiaware , intera...
A potencialidade dialógica da Web 2.0 <ul><li>Educação bancária a distância  (professor x tutor) </li></ul><ul><li>Na Web ...
A potencialidade dialógica da Web 2.0 <ul><li>Currículos flexíveis:   </li></ul><ul><li>Na Web 2.0, o processo de  design ...
 
Abordagem metodológica <ul><li>Ontologia relativista : inexistência de uma realidade única / tantas realidades quantos for...
Abordagem metodológica <ul><li>Amostra  intencional, ao invés de estatística. </li></ul><ul><li>Uso de descrição, análise ...
Procedimentos metodológicos <ul><li>Elaboração dos  protocolos de pesquisa . </li></ul><ul><li>Levantamento das categorias...
Etapas da pesquisa Pesquisa bibliográfica Pesquisas de campo EI EF  EM ES Gestão Análise documental 4 a 5 anos 1ª. etapa 2...
Lucila Pesce PPG TIDD – PUC/SP A compreensão do mundo presente passa pela compreensão do sentido da nossa vida e do sentid...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Projeto de pesquisa PPG TIDD PUCSP vinculado a RIES

1.882 visualizações

Publicada em

Apresentacao do projeto de pesquisa em desenvolvimento no PPG TIDD da PUC/SP vinculado ao oitavo item do decalogo da RIES. Apresentacao feita em 21 de junho de 2009, no Flash Meetin, para o Ecotransd.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.882
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Projeto de pesquisa PPG TIDD PUCSP vinculado a RIES

  1. 1. Atualização da palestra apresentada no III Congresso Internacional Transdisciplinaridade, Complexidade e Ecoformação Fórum - Tecnologias Digitais, Complexidade e Transdisciplinaridade Formação docente e cidadania: utilização dos ambientes virtuais de aprendizagem sob enfoque dialógico transdisciplinar. PROFA. DRA. LUCILA PESCE PUC/SP – PPG TIDD / TMD
  2. 2. Vinculação ao Projeto Internacional Red Internacional de Ecologia de los Saberes <ul><li>Projeto internacional coordenado pelos Profs. Drs. Saturnino de la Torre (UB) e Maria Candida Moraes (UCB) e sediado na Universidade de Barcelona. </li></ul><ul><li>Oitavo item do decálogo: Proyección en las reformas educativas – formar ciudadanos en la sociedad del conocimiento . </li></ul><ul><li>A formação docente precisa de uma renovação conceitual, estratégica e atitudinal. </li></ul>
  3. 3. Vinculação ao Projeto Internacional Red Internacional de Ecologia de los Saberes <ul><li>A sociedade da informação e do conhecimento está regida pelo predomínio das comunicações. </li></ul><ul><li>A aquisição de conhecimentos deve ocorrer articulada ao desenvolvimento de valores e atitudes pertinentes à formação de cidadãos éticos e felizes. </li></ul>
  4. 4. Vinculação ao Projeto Internacional Red Internacional de Ecologia de los Saberes <ul><li>Concepção humanista : alternativa às contradições da globalização. </li></ul><ul><li>Direito à liberdade e igualdade, em acordo com a dignidade e solidariedade humana, com a democracia e a convivência, na multiculturalidade. </li></ul>
  5. 5. Pesquisadores <ul><li>PPG TIDD </li></ul><ul><li>Profa. Dra. Lucila Pesce (coord.) </li></ul><ul><li>Profa. Dra. Ana Hessel </li></ul><ul><li>Profa. Dra. Sonia Alegretti </li></ul><ul><li>Mestrandos do PPG TIDD </li></ul><ul><li>Antonio Marcos Ficiano </li></ul><ul><li>Cristina Ros </li></ul><ul><li>Rosi Vizentim </li></ul>
  6. 6. Objetivo <ul><li>Contribuir com o desenvolvimento e implantação de ações online de formação docente voltadas ao humanismo e à emancipação. </li></ul>
  7. 7. Problema de pesquisa <ul><li>Qual a contribuição da perspectiva dialógica transdisciplinar para o desenvolvimento e implantação de ações online de formação docente? </li></ul>
  8. 8. Justificativa social <ul><li>Políticas públicas voltadas à implantação de programas de educação continuada dos docentes em AVA. </li></ul><ul><li>Legislação - DCN Licenciaturas e Pedagogia: formação docente para utilização das TIC. </li></ul>
  9. 9. Justificativa social <ul><li>Programas de formação online de educadores: acento cognitivista (desenvolvimento de competências e habilidades). </li></ul><ul><li>A educação atual privilegia a inteligência do homem, em detrimento de sua sensibilidade e de seu corpo, o que certamente foi necessário em determinada época, para permitir a explosão do saber. Todavia, esta preferência, se continuar, vai nos arrastar para a lógica louca da eficácia pela eficácia, que só pode desembocar em nossa autodestruição (NICOLESCU, 2000, p. 105). </li></ul>
  10. 10. Justificativa científica <ul><li>Ambigüidade das TIC : </li></ul><ul><ul><li>Democratização do acesso / emancipação / humanização. </li></ul></ul><ul><ul><li>Alienação / consciência coisificada. </li></ul></ul>
  11. 11. Justificativa pessoal <ul><li>Vinculação à Red Internacional Ecología de los Saberes . </li></ul><ul><li>Vinculação ao PPG TIDD / TMD. </li></ul><ul><li>Participação em diversos programas de formação docente online . </li></ul><ul><li>Grupo de pesquisa &quot;Formação de professores e cotidiano escolar&quot;, LP Formação de Professores e Mídias Interativas . </li></ul><ul><li>Grupo de pesquisa “Ecotransd – Ecologia dos Saberes e Transdisciplinaridade”, LP Docência Transdisciplinar e Formação de Professores . </li></ul>
  12. 13. Núcleo Teórico PENSAMENTO ECO-SISTÊMICO FORMAÇÃO DE EDUCADORES TRANS / COMPLEXIDADE
  13. 14. Núcleo Teórico Pensamento eco-sistêmico Moraes, de la Torre RIES - Rede Ecología de los Saberes Transdisciplinaridade e Complexidade Nicolescu, D’Ambrósio Morin RIES - Rede Ecología de los Saberes Formação de educadores: vertente culturalista Giroux, Kincheloe, Freire & Shor, Tardif, Goodson ( apud Nóvoa, 1997). Específico ao projeto de pesquisa
  14. 15. Atitude transdisciplinar <ul><li>Rigor: procura do lugar certo em mim mesmo e no outro no momento da comunicação. </li></ul><ul><li>Abertura: aceitação do desconhecido, do inesperado e do imprevisível. </li></ul><ul><li>Tolerância: constatação de que existem idéias contrárias aos princípios fundamentais da Transdisciplinaridade. </li></ul>
  15. 16. Os três pilares da Transdisciplinaridade <ul><li>Níveis de realidade </li></ul><ul><li>Lógica do terceiro incluído </li></ul><ul><li>Complexidade </li></ul>
  16. 17. Níveis de Realidade <ul><li>Na visão transdisciplinar, a pluralidade complexa e a unidade aberta são duas facetas de uma única e mesma realidade (NICOLESCU, 2000, p. 42) . </li></ul><ul><li>Muitos programas de formação docente online não têm uma unidade aberta, pois não levam em conta a pluralidade complexa da realidade dos educadores. </li></ul>
  17. 18. Níveis de Realidade <ul><li>Os diferentes níveis de realidade são acessíveis ao conhecimento humano graças à existência de diferentes níveis de percepção , que se acham em correspondência biunívoca com os níveis de realidade, sem jamais esgotá-la completamente ( ibid ., p. 43). </li></ul><ul><li>A pesquisa sobre o sentido e o significado que os educadores atribuem aos programas de formação online procura compreender os diferentes níveis de percepção destes atores sociais, em seus processos de formação. </li></ul>
  18. 19. Espaço-Tempo Cibernético <ul><li>Nem determinista nem indeterminista. </li></ul><ul><li>Espaço da escolha humana. </li></ul><ul><li>Na medida em que o ETC permite que a noção de níveis de realidade e da lógica do terceiro incluído seja colocada em jogo, ele é potencialmente um espaço transcultural, transnacional e transpolítico (NICOLESCU, 2000, p. 6). </li></ul><ul><li>Apesar da potencialidade do ETC, não é isso que tem sido observado em muitos programas de formação docente online . </li></ul>
  19. 20. Dialógico Recursivo Hologramático Morin – Operadores da Complexidade
  20. 21. DESORDEM ORDEM INTERAÇÃO REORGANIZAÇÃO Morin – Tetragrama organizacional
  21. 22. <ul><li>Circularidade : ( feedback ) capacidade de um sistema em manter-se em equilíbrio diante das variações do meio. </li></ul><ul><li>Autoprodução / auto-organização: levando-se em conta a autonomia relativa do sujeito para com o meio. </li></ul><ul><li>Operador dialógico: contradições que não se resolvem (opostos a um só tempo antogônicos e complementares). </li></ul><ul><li>Operador hologramático: partes no todo e todo nas partes. </li></ul><ul><li>Interação sujeito-objeto: ontologia do observador (o observador faz parte do que observa). </li></ul><ul><li>Ecologia da ação: as ações escapam do controle dos seus criadores e produzem efeitos inesperados. </li></ul>Morin – Operadores cognitivos
  22. 23. <ul><li>Erro e ilusão . </li></ul><ul><li>Conhecimento pertinente (integrador). </li></ul><ul><li>A condição humana. </li></ul><ul><li>Identidade terrena (sustentabilidade). </li></ul><ul><li>Enfrentar as incertezas. </li></ul><ul><li>Ensinar a compreensão. </li></ul><ul><li>Antropoética (ética do gênero humano). </li></ul>Morin – Os sete saberes
  23. 24. Repensar a reforma Reformar o pensamento Morin – A cabeça bem feita PROFA. DRA. LUCILA PESCE ENFOQUE RECURSIVO
  24. 25. O diálogo como um dos componentes implícitos ao Pensamento Eco-sistêmico <ul><li>No diálogo, o importante é a possibilidade de manter um vínculo relacional, horizontal, que reconhece o outro em seu legítimo outro e, portanto, o legitima. E sabemos que esta legitimação, em termos de humanidade, é algo novo no âmbito da convivência humana e na relação da humanidade com a natureza, pois até hoje vem prevalecendo nos relacionamentos humanos a mobilidade hierárquica, a estrutura de poder vertical, onde uma das partes sempre detém o poder sobre as regras do jogo que permeiam qualquer relação. </li></ul><ul><li>(MORAES, 2004, p. 217). </li></ul>
  25. 26. Formação de educadores <ul><li>Enfoque culturalista que dá voz aos professores (GOODSON, 2000). </li></ul><ul><li>Docentes como leitores críticos de si e de suas circunstâncias (FREIRE & SHOR, 1997). </li></ul><ul><li>Processos de formação como compromisso político (KINCHELOE, 1997). </li></ul><ul><li>Educadores como intelectuais aptos a melhor intervir na realidade que os entorna (GIROUX, 1997). </li></ul>
  26. 27. Núcleo teórico em diálogo com outras áreas do conhecimento <ul><ul><li>Enfoque dialógico. </li></ul></ul><ul><ul><li>Web 2.0 e aprendizagem colaborativa. </li></ul></ul>
  27. 28. Enfoque dialógico José Leonilson B. Dias Rio de Palavras , 1987.
  28. 29. Enfoque dialógico <ul><li>Ampliação dos estudos de pós-doutoramento (PESCE, 2007). </li></ul><ul><li>No intertexto, a fundamentação da proposta de formação dialógica de educadores , em convergência com: </li></ul><ul><ul><li>o princípio Eco-sistêmico de dialogicidade </li></ul></ul><ul><ul><li>os pilares da Transdisciplinaridade </li></ul></ul>Dialogismo bakhtiniano Interação dialógica freireana Agir comunicativo habermasiano
  29. 30. Enfoque dialógico Linguagem e reconstrução cultural emancipadora Reconstituir o sujeito social, face ao atrofiamento da competência comunicativa Esperança Dos descaminhos da razão contemporânea Denúncia BAKHTIN HABERMAS FREIRE
  30. 31. Enfoque dialógico Educação libertadora Razão comunicativa Esperança Educação bancária (anti-dialógica) Razão instrumental (pensamento estratégico) Denúncia da dominação social Da subjetividade para a intersubjetividade Reconstrução social Tensão: humanização x coisificação do homem Mídia Instância social em que são engendradas relações dialéticas (reprodução e reconstrução) Educação FREIRE HABERMAS
  31. 32. Enfoque dialógico Reconstrução dos sujeitos sociais no enunciado cotidiano Projeto de reconstrução social reabilitador do mundo da vida Temas geradores e humanização Unidade do mundo, na polifonia Unidade da razão comunicativa, no entendimento mútuo Relação pedagógica na interação dialógica BAKHTIN HABERMAS FREIRE
  32. 33. Enfoque dialógico Estudo da língua, no fluxo da comunicação verbal Agir comunicativo Interação dialógica Linguagem como prática social Linguagem em eterna modificação Modernidade como projeto inacabado História como possibilidade Inconclusão humana Devir Pelo dialogismo, a constituição mútua Pelo agir comunicativo, o entendimento mútuo Pela interação dialógica, a ação social Horizontalidade BAKHTIN HABERMAS FREIRE  
  33. 34. A potencialidade dialógica da Web 2.0 <ul><li>Peña (2006); Valente & Mattar (2007). </li></ul><ul><li>Midiaware , interação e interatividade. </li></ul><ul><li>Aprendizagem colaborativa: Groupwares (blogs, wikis) e redes de relacionamento (ex: Orkut). </li></ul><ul><li>Autorias e co-autorias na Web 2.0: </li></ul><ul><ul><li>usuário como produtor e desenvolvedor de conteúdo </li></ul></ul><ul><ul><li>sociedade de autores </li></ul></ul><ul><ul><li>a Web 2.0 questiona a separação entre usuário e autor </li></ul></ul><ul><ul><li>No contexto da educação, a Web 2.0 questiona a separação entre aluno e professor. </li></ul></ul>
  34. 35. A potencialidade dialógica da Web 2.0 <ul><li>Educação bancária a distância (professor x tutor) </li></ul><ul><li>Na Web 2.0, o professor pode voltar ao centro do processo educativo. </li></ul><ul><li>Docência online independente: </li></ul><ul><ul><li>O professor planeja, desenvolve, divulga, implementa e oferece de forma autônoma os seus cursos. </li></ul></ul><ul><ul><li>Não participa apenas da tutoria, mas também dos momentos pré e pós curso, em trabalho integrado com equipes multiprofissionais. </li></ul></ul>
  35. 36. A potencialidade dialógica da Web 2.0 <ul><li>Currículos flexíveis: </li></ul><ul><li>Na Web 2.0, o processo de design de um curso online deve continuar a se desenvolver durante o curso. </li></ul><ul><li>Atitude transdisciplinar de abertura ao novo, ao imprevisível. </li></ul>
  36. 38. Abordagem metodológica <ul><li>Ontologia relativista : inexistência de uma realidade única / tantas realidades quantos forem os sujeitos a analisá-la. </li></ul><ul><li>A intencionalidade do pesquisador advém da sua circunstância histórica e permeia os veios interpretativos do fenômeno investigado. </li></ul><ul><li>Compreensão não reducionista do fenômeno : investigação das situações objetivas e subjetivas de análise. </li></ul>
  37. 39. Abordagem metodológica <ul><li>Amostra intencional, ao invés de estatística. </li></ul><ul><li>Uso de descrição, análise e interpretação, sob enfoque indutivo . </li></ul><ul><li>Seleção dos sujeitos de pesquisa : respostas individuais como manifestações de tendências do grupo de pertença. </li></ul>
  38. 40. Procedimentos metodológicos <ul><li>Elaboração dos protocolos de pesquisa . </li></ul><ul><li>Levantamento das categorias de análise, em modelo misto (LAVILLE E DIONNE, 1999). </li></ul><ul><li>Análise descritiva e interpretativa das entrevistas semi-estruturadas. </li></ul>
  39. 41. Etapas da pesquisa Pesquisa bibliográfica Pesquisas de campo EI EF EM ES Gestão Análise documental 4 a 5 anos 1ª. etapa 2ª. etapa 3ª. etapa Professores / Alunos Alunos Professores PG
  40. 42. Lucila Pesce PPG TIDD – PUC/SP A compreensão do mundo presente passa pela compreensão do sentido da nossa vida e do sentido da nossa morte neste mundo que é o nosso. (NICOLESCU, 2000, p. 37) Salvador Dali Mulher nua , 1945.

×