SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 34
Baixar para ler offline
Texto: Teorias da Educação e daTexto: Teorias da Educação e da
Comunicação: fundamentos dasComunicação: fundamentos das
práticas pedagógicas mediadaspráticas pedagógicas mediadas
por tecnologiaspor tecnologias
APRESENTAÇÃO PRODUZIDA POR ADRIANA
BRUNO, A PARTIR DO TEXTO:
Profª.Drª.AdrianaRochaBruno
por tecnologiaspor tecnologias
Adriana Rocha Bruno (UFJF)
Lucila Pesce (UNIFESP)
João Bertomeu (UNIFESP)
Publicado em: Revista Teias – v. 13 - nº 30 – pp. 119-143 – set/dez
2012.
Profª.Drª.AdrianaRochaBruno
Empirismo e Behaviorismo
Profª.Drª.AdrianaRochaBrunoProfª.Drª.AdrianaRochaBruno
Profª.Drª.AdrianaRochaBrunoProfª.Drª.AdrianaRochaBruno
LINGUAGEM
intersubjetiva e
pragmática.
ESCRITA
desveladora e
emancipadora.
CONHECIMENTO
não linear e
dialógico.
APRENDIZAGEM
significado, alegria e
afetividade.
TEMAS
GERADORES
APRENDIZAGEM
coletiva e pessoal.
EDUCAÇAO
dialógica e
emancipadora.
FREIRE
Profª.Drª.AdrianaRochaBruno
Respeito
ao universo epistêmico
e vocabular do aluno,
aos seus erros
construtivos.
ALUNO
ativo e pensante.
GERADORES
integração de
conteúdos.
ESCOLA
cidadã.
PROFESSOR
organizador.
coletiva e pessoal. FREIRE
Adriana Bruno & Lucila Pesce
Profª.Drª.AdrianaRochaBruno
Profª.Drª.AdrianaRochaBrunoProfª.Drª.AdrianaRochaBruno
Profª. Drª. Adriana Rocha Bruno
ABORDAGENS DO PROCESSO - MIZUKAMI
Profª. Drª. Adriana Rocha Bruno
Profª. Drª. Adriana Rocha Bruno
Profª. Drª. Adriana Rocha Bruno
Paradigma Representantes Caracteristicas Observações
Matemático-funcional
1ª metade – Sec XIX
Shannon, Weaver,
Defleur, Wiener,
Berlo etc
- Comunicação como
sistema, não como
processo.- Estudo:
quantidade de
informação que um
canal poderia
transmitir sem ruído
(ênfase nosaspectos
quantitativos).-
Perspectiva técnica,
sem preocupação
Feedback ou
retroalimentação/
entropia
sem preocupação
com o sujeito.
conceitual ou crítico-
radical
Habermas (Teoria da
Ação Comunicativa)–
dentre outros –
Escola de Frankfurt
Razão comunicativa
(agir comunicativo)
como opositora da
razão instrumental
(agir estratégico)
conflitual-dialético Max Weber sociedade poderia
ser compreendida
como um conjunto de
ações de cada um,
de forma individual
contestava a tese de
Karl Marx no
materialismo
dialético
Paradigma Representantes Características Observações
Culturológico
Inglaterra, em
meados do século
XX
professores do
Centre for
Contemporary
Cultural Studies, na
Universidade de
Birmingham:
Richard Hoggart,
Stuart Hall, E.P.
Thompson e
Raymond Williams;
como as pessoas
lidam com o
conteúdo das
mídias, em leituras
conflitivas e
contextualmente
diferentes entre as
classes sociais
inglesas.
a submissão às
mídias das classes
baixas inglesas;
relação entre cultura
e mídias unificadas;
a produção do
conteúdo midiático
desenvolvido pelo
emissor sofrerá
entendimento deRaymond Williams;
e, na América
Latina, Jesus
Martín-Barbero
entendimento de
forma um pouco
diferenciada pelo
receptor; as
mediações são
culturais, políticas e
sociais
midiológico Marshall McLuhan “o meio é a
mensagem”
assinala as
questões do mundo
eletronicamente
interligado: a “aldeia
global”.
Paradigma Representantes Características Observações
tecnológico-
interativo
(surgimento da
Internet em seu uso
comercial a partir de
1992)
Pierre Levy e Lucien
Sfez
Diferentemente dos
outros meios de
comunicação, na
Internet os usuários
são tanto públicos
criadores e
emissores como
também receptores,
desenvolvendo suas
formas individuaisformas individuais
de significação pelo
sistema de
hipertexto.
Cibercultura –
principais teóricos
internacionais de
Jesus Martín-
Barbero, Lev
Manovich, Manuel
Castells, Pierre Levy
e Steven Johnson e,
no Brasil, Alex
Primo, André Lemos
e Lucia Santaella
cultura digital, em
que a relação de
comunicação
estabelecida um-
para-todos é
transformada para o
sistema todos-todos
Teoria da Complexidade: MORIN
-Crise dos fundamentos do conhecimento científico moderno, pautado
na coerência lógica das teorias, que se fundam nos dados objetivos.
-Objetividade - definida como “último produto de um consenso sociocultural
e histórico da comunidade científica” (1996, p. 16).
Profª.Drª.AdrianaRochaBruno
-Objetividade entre parênteses - porque sempre ligada à
intersubjetividade. Abarca o sujeito individual, a cultura e a sociedade. O
fenômeno observado o é pelo observador / conceptor.
- Complexidade na objetividade, pois necessita de consenso e de
antagonismo.
Complexus significa originalmente o que se tece junto - E. Morin
Profª.Drª.AdrianaRochaBruno
Profª.Drª.AdrianaRochaBruno
PAPERT/VALENTE
Profª.Drª.AdrianaRochaBruno
INSTRUCIONISMO
Profª.Drª.AdrianaRochaBrunoProfª.Drª.AdrianaRochaBruno
Ciclo de Aprendizagem
descrever-executar-refletir-depurar-descreverProfª.Drª.AdrianaRochaBruno
VALENTE
Profª.Drª.AdrianaRochaBruno
CONSTRUCIONISMO
o aprendiz constrói, por
intermédio do computador, o seu
Profª.Drª.AdrianaRochaBruno
intermédio do computador, o seu
próprio conhecimento (Papert,
1986).
Profª.Drª.AdrianaRochaBruno
Profª.Drª.AdrianaRochaBrunoProfª.Drª.AdrianaRochaBruno
AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Profª.Drª.AdrianaRochaBrunoProfª.Drª.AdrianaRochaBruno
DIFERENTES ABORDAGENS
PARA EAD
Profª.Drª.AdrianaRochaBruno
Profª. Adriana Rocha Bruno 24
Segundo José A. Valente
Profª.Drª.AdrianaRochaBruno
Modelos de EAD, viaModelos de EAD, via
Internet:Internet:
Broadcast - privilegia a interatividade
Versão virtual da sala de aula
Profª.Drª.AdrianaRochaBruno
Versão virtual da sala de aula
tradicional
Ambientes virtuais de construção
de conhecimento - privilegia a
interação
Profª. Adriana Rocha Bruno 25
Profª.Drª.AdrianaRochaBruno
Broadcast
Informação
Informação
A
p
r
e
n
Profª. Adriana Rocha Bruno 26
Informação
n
d
i
z
e
s
Virtualização da Sala de aula tradicional
Informação
Informação
A
p
r
e
n
Profª. Adriana Rocha Bruno 27
Professor
Informação
n
d
i
z
e
s
Estar junto Virtual
reflete descreve reflete
Profª.Drª.AdrianaRochaBruno
Profª. Adriana Rocha Bruno 28
Professor
Aprendiz
age
reflete descreve
indagações
reporta
idéias
reflete
Profª.Drª.AdrianaRochaBruno
Plasticidade social-cultural e tecnológica
Cinco elementos: plasticidade no contexto social e tecnológico
a)flexibilidade: cria trilhas de possibilidades e emergências
b)conectividade: desdobramentos em/para outras conexões
c)integração: processos ocorrentes entre eventos plurais ,
criando elos de ligação
d)abertura: não obedece a padrões rígidos e não é fixa
Profª.Drª.AdrianaRochaBruno
e)dinamicidade: os elos se interconectam e se integram
(desintegram / reintegram), mas se re/des-constituem por meio
de conflitos, assumindo funções até aquele momento
inimagináveis.
Os cinco elementos apontados não se esgotam, mas se abrem para
múltiplas configurações.
Profª.Drª.AdrianaRochaBruno
flexibilidade de pensamento,
aprendizagem plástica,
integração de áreas, conhecimentos, recursos e
tecnologias combinados (convergência de mídias),
plasticidade sócio-cultural:
Profª.Drª.AdrianaRochaBruno
tecnologias combinados (convergência de mídias),
relações sociais híbridas.
30
Profª.Drª.AdrianaRochaBruno
flexibilidade: cria trilhas de possibilidades e
emergências/ da conexão - todo ponto de um
rizoma - ligado a qualquer outro
conectividade: desdobramentos em/para outras
conexões/ da heterogeneidade: aponta o
rizoma sem hierarquias.
integração: ocorrentes entre eventos plurais,integração: ocorrentes entre eventos plurais,
criando elos de ligação/ Da ruptura a-
significante: Territorialização,
desterritorialização, reterritorialização um
rizoma pode ser rompido, quebrado e pode ser
retomado em outro ponto ou linha da rede.
abertura: não obedece a padrões rígidos e não é
fixa/ Da cartografia: traçadas nos devires do
processo rizomático. Dos movimentos
rizomáticos hibridismo os difere dos mapas
– que são percursos chapados
dinamicidade: os elos se interconectam e se
integram (desintegram; reintegram), mas se
re/des-constituem/ da multiplicidade: ratifica are/des-constituem/ da multiplicidade: ratifica a
não arborescência rizomática, pois o
desvincula do uno, de unidades.
Da decalcomania: antiprincício (Rolnik, 1989) -
as marcas, os estereótipos, algo que é dado no
mapa construído. – por ser antiprincípio – não
se liga diretamente aos elementos da
plasticidade social
REFERÊNCIAS
BRUNO, A. R. A Linguagem Emocional em Ambientes Telemáticos: tecendo a razão e a emoção
na formação de educadores. Dissertação (Mestrado - Programa de Pós-Graduação em Educação:
Currículo). Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo: 2002. Disponível em:
www.brunopecanha.com.br/adriana
CAROLEI, P. Abordagens educacionais do Design Instrucional. 13º CIED-ABED. 2007. Disponível
pelo endereço: http://www.abed.org.br/congresso2007/tc/552007105959PM.pdf
DAMÁSIO, A. O Mistério da Consciência: do corpo e das emoções ao conhecimento de Si. São
Paulo: Companhia das Letras, 2000.
_____. Como o cérebro cria a mente. Scientific American Brasil, nº 4 – edição especial [2003].
_____. Em busca de Espinosa: prazer e dor na ciência dos sentimentos. São Paulo: Companhia das
Letras, 2004.
FREIRE, P. Educação como prática da liberdade. 28ª edição. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2005.
_____. Pedagogia da indignação: cartas pedagógicas e outros escritos. São Paulo: Editora UNESP,_____. Pedagogia da indignação: cartas pedagógicas e outros escritos. São Paulo: Editora UNESP,
2000.
_____. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à Prática Educativa. São Paulo: Paz e Terra,
1997.
_____. Pedagogia do oprimido. 17ª edição. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.
GIUSTA, A. da S. & FRANCO, I. M. (org.). Educação à distância: uma articulação entre a teoria e a
prática. Belo Horizonte/ PUC Minas: PUC Miinas Virtual, 2003.
MATURANA, H. e VARELA, F. A árvore do conhecimento. Campinas: Editorial Psy, 1995.
MORIN, E. O problema Epistemológico da Complexidade. 2ª ed., Portugal: Publicações Europa-
América, 1996.
OLIVEIRA, L. M. P. Visão educacional ecossistêmica: uma contribuição a partir de Maturana e
Varela. Revista da APG – PUC/SP, Ano IX, n.º 23, 2000. p. 141-154.
Profª.Drª.AdrianaRochaBruno
João
Profª.Drª.AdrianaRochaBruno

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Articulando ideias nos/com os Softwares Sociais
Articulando ideias nos/com os Softwares SociaisArticulando ideias nos/com os Softwares Sociais
Articulando ideias nos/com os Softwares SociaisAlice Costa
 
Teoria pedagógica no contexto da cibercultura
Teoria pedagógica no contexto da ciberculturaTeoria pedagógica no contexto da cibercultura
Teoria pedagógica no contexto da ciberculturaSandro Alves De Azevedo
 
GÊNERO DIGITAL: A MULTIMODALIDADE RESSIGNIFICANDO O LER/ESCREVER
GÊNERO DIGITAL: A MULTIMODALIDADE RESSIGNIFICANDO O  LER/ESCREVERGÊNERO DIGITAL: A MULTIMODALIDADE RESSIGNIFICANDO O  LER/ESCREVER
GÊNERO DIGITAL: A MULTIMODALIDADE RESSIGNIFICANDO O LER/ESCREVERMarcos Rosendo
 
Ppt artigo redes amfrc
Ppt artigo redes amfrcPpt artigo redes amfrc
Ppt artigo redes amfrcAlice Costa
 
Educomunicação
EducomunicaçãoEducomunicação
EducomunicaçãoEva Bomfim
 
Autoria do discente - Aparecida Lima
Autoria do discente - Aparecida LimaAutoria do discente - Aparecida Lima
Autoria do discente - Aparecida LimaGuilmer Brito
 
Educação a distância antes e depois da cyber cultura.
Educação a distância antes e depois da cyber cultura.Educação a distância antes e depois da cyber cultura.
Educação a distância antes e depois da cyber cultura.Samantha Felippe
 
Sociedade midiatizada
Sociedade midiatizada Sociedade midiatizada
Sociedade midiatizada TamelaG
 
Projeto de pesquisa PPG TIDD PUCSP vinculado a RIES
Projeto de pesquisa PPG TIDD PUCSP vinculado a RIESProjeto de pesquisa PPG TIDD PUCSP vinculado a RIES
Projeto de pesquisa PPG TIDD PUCSP vinculado a RIESLucila Pesce
 
Interfaces Convergentes - da Bauhaus ao design multimidia
Interfaces Convergentes - da Bauhaus ao design multimidiaInterfaces Convergentes - da Bauhaus ao design multimidia
Interfaces Convergentes - da Bauhaus ao design multimidiamfiorelli
 
Resumo da introdução do livro Sala de Aula Interativa
Resumo da introdução do livro Sala de Aula InterativaResumo da introdução do livro Sala de Aula Interativa
Resumo da introdução do livro Sala de Aula InterativaColégio Pedro II
 
Teorias pedagógicas no conceito da cibercultura
Teorias pedagógicas no conceito da cibercultura Teorias pedagógicas no conceito da cibercultura
Teorias pedagógicas no conceito da cibercultura Andressa Novaes Jardim
 
Educação e Cibercultura: tempos de redes sociais, mobilidade, jogos eletrônicos
Educação e Cibercultura:  tempos de redes sociais, mobilidade, jogos eletrônicosEducação e Cibercultura:  tempos de redes sociais, mobilidade, jogos eletrônicos
Educação e Cibercultura: tempos de redes sociais, mobilidade, jogos eletrônicosmarcoparangole
 
OS SENTIDOS DA FORMAÇÃO HUMANA NA CIBERCULTURA: MÚLTIPLOS OLHARES DOS PESQUIS...
OS SENTIDOS DA FORMAÇÃO HUMANA NA CIBERCULTURA: MÚLTIPLOS OLHARES DOS PESQUIS...OS SENTIDOS DA FORMAÇÃO HUMANA NA CIBERCULTURA: MÚLTIPLOS OLHARES DOS PESQUIS...
OS SENTIDOS DA FORMAÇÃO HUMANA NA CIBERCULTURA: MÚLTIPLOS OLHARES DOS PESQUIS...Octavio Silvério de Souza Vieira Neto
 
Literacia digital barcelos 2012
Literacia digital barcelos 2012Literacia digital barcelos 2012
Literacia digital barcelos 2012Manuela Nunes
 
Marcuschi generos-textuais_emergentes_no_....
Marcuschi  generos-textuais_emergentes_no_....Marcuschi  generos-textuais_emergentes_no_....
Marcuschi generos-textuais_emergentes_no_....Elaine Maciel
 

Mais procurados (20)

Articulando ideias nos/com os Softwares Sociais
Articulando ideias nos/com os Softwares SociaisArticulando ideias nos/com os Softwares Sociais
Articulando ideias nos/com os Softwares Sociais
 
Teoria pedagógica no contexto da cibercultura
Teoria pedagógica no contexto da ciberculturaTeoria pedagógica no contexto da cibercultura
Teoria pedagógica no contexto da cibercultura
 
GÊNERO DIGITAL: A MULTIMODALIDADE RESSIGNIFICANDO O LER/ESCREVER
GÊNERO DIGITAL: A MULTIMODALIDADE RESSIGNIFICANDO O  LER/ESCREVERGÊNERO DIGITAL: A MULTIMODALIDADE RESSIGNIFICANDO O  LER/ESCREVER
GÊNERO DIGITAL: A MULTIMODALIDADE RESSIGNIFICANDO O LER/ESCREVER
 
Ppt artigo redes amfrc
Ppt artigo redes amfrcPpt artigo redes amfrc
Ppt artigo redes amfrc
 
Educomunicação
EducomunicaçãoEducomunicação
Educomunicação
 
Vera2
Vera2Vera2
Vera2
 
Autoria do discente - Aparecida Lima
Autoria do discente - Aparecida LimaAutoria do discente - Aparecida Lima
Autoria do discente - Aparecida Lima
 
Educação a distância antes e depois da cyber cultura.
Educação a distância antes e depois da cyber cultura.Educação a distância antes e depois da cyber cultura.
Educação a distância antes e depois da cyber cultura.
 
Sociedade midiatizada
Sociedade midiatizada Sociedade midiatizada
Sociedade midiatizada
 
Projeto de pesquisa PPG TIDD PUCSP vinculado a RIES
Projeto de pesquisa PPG TIDD PUCSP vinculado a RIESProjeto de pesquisa PPG TIDD PUCSP vinculado a RIES
Projeto de pesquisa PPG TIDD PUCSP vinculado a RIES
 
Trabalho pet letras
Trabalho pet letrasTrabalho pet letras
Trabalho pet letras
 
Interfaces Convergentes - da Bauhaus ao design multimidia
Interfaces Convergentes - da Bauhaus ao design multimidiaInterfaces Convergentes - da Bauhaus ao design multimidia
Interfaces Convergentes - da Bauhaus ao design multimidia
 
Resumo da introdução do livro Sala de Aula Interativa
Resumo da introdução do livro Sala de Aula InterativaResumo da introdução do livro Sala de Aula Interativa
Resumo da introdução do livro Sala de Aula Interativa
 
Mídia-educação
Mídia-educaçãoMídia-educação
Mídia-educação
 
Teorias pedagógicas no conceito da cibercultura
Teorias pedagógicas no conceito da cibercultura Teorias pedagógicas no conceito da cibercultura
Teorias pedagógicas no conceito da cibercultura
 
Educação e Cibercultura: tempos de redes sociais, mobilidade, jogos eletrônicos
Educação e Cibercultura:  tempos de redes sociais, mobilidade, jogos eletrônicosEducação e Cibercultura:  tempos de redes sociais, mobilidade, jogos eletrônicos
Educação e Cibercultura: tempos de redes sociais, mobilidade, jogos eletrônicos
 
OS SENTIDOS DA FORMAÇÃO HUMANA NA CIBERCULTURA: MÚLTIPLOS OLHARES DOS PESQUIS...
OS SENTIDOS DA FORMAÇÃO HUMANA NA CIBERCULTURA: MÚLTIPLOS OLHARES DOS PESQUIS...OS SENTIDOS DA FORMAÇÃO HUMANA NA CIBERCULTURA: MÚLTIPLOS OLHARES DOS PESQUIS...
OS SENTIDOS DA FORMAÇÃO HUMANA NA CIBERCULTURA: MÚLTIPLOS OLHARES DOS PESQUIS...
 
Mediação ou mediatização?
Mediação ou mediatização?Mediação ou mediatização?
Mediação ou mediatização?
 
Literacia digital barcelos 2012
Literacia digital barcelos 2012Literacia digital barcelos 2012
Literacia digital barcelos 2012
 
Marcuschi generos-textuais_emergentes_no_....
Marcuschi  generos-textuais_emergentes_no_....Marcuschi  generos-textuais_emergentes_no_....
Marcuschi generos-textuais_emergentes_no_....
 

Semelhante a Fundamentos teóricos das práticas pedagógicas mediadas por tecnologias

Por uma educação aberta e dialógica: trilhas para além do ensino remoto_Pales...
Por uma educação aberta e dialógica: trilhas para além do ensino remoto_Pales...Por uma educação aberta e dialógica: trilhas para além do ensino remoto_Pales...
Por uma educação aberta e dialógica: trilhas para além do ensino remoto_Pales...Ivanda
 
Oficina Educomunicação Salão Proex UFU
Oficina Educomunicação Salão Proex UFUOficina Educomunicação Salão Proex UFU
Oficina Educomunicação Salão Proex UFUMirna Tonus
 
Oficina educomunicacao salao proex
Oficina educomunicacao salao proexOficina educomunicacao salao proex
Oficina educomunicacao salao proexMirna Tonus
 
Multiplos+olhares vol 01
Multiplos+olhares vol 01Multiplos+olhares vol 01
Multiplos+olhares vol 01Mirna Tonus
 
Mini curso tec_educ
Mini curso tec_educMini curso tec_educ
Mini curso tec_educAlice Lage
 
O meme e o mestre: o conhecimento coletivo nas redes sociais
O meme e o mestre: o conhecimento coletivo nas redes sociais O meme e o mestre: o conhecimento coletivo nas redes sociais
O meme e o mestre: o conhecimento coletivo nas redes sociais Bárbara Caparroz Sobral
 
Transdisciplinaridade no Curso Intercultural da UFG
Transdisciplinaridade no Curso Intercultural da UFGTransdisciplinaridade no Curso Intercultural da UFG
Transdisciplinaridade no Curso Intercultural da UFGZara Hoffmann
 
Os usos dos professores das Mídias digitais e softwares Sociais: Potenciais c...
Os usos dos professores das Mídias digitais e softwares Sociais: Potenciais c...Os usos dos professores das Mídias digitais e softwares Sociais: Potenciais c...
Os usos dos professores das Mídias digitais e softwares Sociais: Potenciais c...Rosemary Santos
 
Tic e desenvolvimento na américa latina uma análise sob a perspectiva da educ...
Tic e desenvolvimento na américa latina uma análise sob a perspectiva da educ...Tic e desenvolvimento na américa latina uma análise sob a perspectiva da educ...
Tic e desenvolvimento na américa latina uma análise sob a perspectiva da educ...ACORN-REDECOM
 
Desenhos didaticos de cursos online
Desenhos didaticos de cursos onlineDesenhos didaticos de cursos online
Desenhos didaticos de cursos onlineLucila Pesce
 
aulas 6 e 7- História da Educomunicação.ppt
aulas 6 e 7- História da Educomunicação.pptaulas 6 e 7- História da Educomunicação.ppt
aulas 6 e 7- História da Educomunicação.pptmocardoso
 
Educação híbrida, práticas sociais e cibercultura
Educação híbrida, práticas sociais e ciberculturaEducação híbrida, práticas sociais e cibercultura
Educação híbrida, práticas sociais e ciberculturaLucila Pesce
 
linguagens hipermidiaticas_Vivenciando 2020 USP
linguagens hipermidiaticas_Vivenciando 2020 USPlinguagens hipermidiaticas_Vivenciando 2020 USP
linguagens hipermidiaticas_Vivenciando 2020 USPAdrianaBruno9
 
O construtivismo pós piagetiano e a cibercultura na educação semana2-infor_ed...
O construtivismo pós piagetiano e a cibercultura na educação semana2-infor_ed...O construtivismo pós piagetiano e a cibercultura na educação semana2-infor_ed...
O construtivismo pós piagetiano e a cibercultura na educação semana2-infor_ed...Fernanda Valentim
 
A cibercultura e o construtivismo pós-piagetiano na educação
A cibercultura e o construtivismo pós-piagetiano na educaçãoA cibercultura e o construtivismo pós-piagetiano na educação
A cibercultura e o construtivismo pós-piagetiano na educaçãoFernanda Valentim
 
A cibercultura e o construtivismo pós piagetiano na educação
A cibercultura e o construtivismo pós piagetiano na educaçãoA cibercultura e o construtivismo pós piagetiano na educação
A cibercultura e o construtivismo pós piagetiano na educaçãoFernanda Valentim de Sousa
 
A cibercultura e o construtivismo pós piagetiano na educação
A cibercultura e o construtivismo pós piagetiano na educaçãoA cibercultura e o construtivismo pós piagetiano na educação
A cibercultura e o construtivismo pós piagetiano na educaçãoFernanda Valentim
 
Que educação, que tecnologias, para quem, com quais objetivos?
Que educação, que tecnologias, para quem, com quais objetivos?Que educação, que tecnologias, para quem, com quais objetivos?
Que educação, que tecnologias, para quem, com quais objetivos?Bianca Santana
 
Memorial - Ensinando e Aprendendo com as TIC
Memorial - Ensinando e Aprendendo com as TICMemorial - Ensinando e Aprendendo com as TIC
Memorial - Ensinando e Aprendendo com as TICvalma fideles
 

Semelhante a Fundamentos teóricos das práticas pedagógicas mediadas por tecnologias (20)

Por uma educação aberta e dialógica: trilhas para além do ensino remoto_Pales...
Por uma educação aberta e dialógica: trilhas para além do ensino remoto_Pales...Por uma educação aberta e dialógica: trilhas para além do ensino remoto_Pales...
Por uma educação aberta e dialógica: trilhas para além do ensino remoto_Pales...
 
Oficina Educomunicação Salão Proex UFU
Oficina Educomunicação Salão Proex UFUOficina Educomunicação Salão Proex UFU
Oficina Educomunicação Salão Proex UFU
 
Oficina educomunicacao salao proex
Oficina educomunicacao salao proexOficina educomunicacao salao proex
Oficina educomunicacao salao proex
 
Multiplos+olhares vol 01
Multiplos+olhares vol 01Multiplos+olhares vol 01
Multiplos+olhares vol 01
 
Mini curso tec_educ
Mini curso tec_educMini curso tec_educ
Mini curso tec_educ
 
O meme e o mestre: o conhecimento coletivo nas redes sociais
O meme e o mestre: o conhecimento coletivo nas redes sociais O meme e o mestre: o conhecimento coletivo nas redes sociais
O meme e o mestre: o conhecimento coletivo nas redes sociais
 
Transdisciplinaridade no Curso Intercultural da UFG
Transdisciplinaridade no Curso Intercultural da UFGTransdisciplinaridade no Curso Intercultural da UFG
Transdisciplinaridade no Curso Intercultural da UFG
 
Os usos dos professores das Mídias digitais e softwares Sociais: Potenciais c...
Os usos dos professores das Mídias digitais e softwares Sociais: Potenciais c...Os usos dos professores das Mídias digitais e softwares Sociais: Potenciais c...
Os usos dos professores das Mídias digitais e softwares Sociais: Potenciais c...
 
Tic e desenvolvimento na américa latina uma análise sob a perspectiva da educ...
Tic e desenvolvimento na américa latina uma análise sob a perspectiva da educ...Tic e desenvolvimento na américa latina uma análise sob a perspectiva da educ...
Tic e desenvolvimento na américa latina uma análise sob a perspectiva da educ...
 
Desenhos didaticos de cursos online
Desenhos didaticos de cursos onlineDesenhos didaticos de cursos online
Desenhos didaticos de cursos online
 
aulas 6 e 7- História da Educomunicação.ppt
aulas 6 e 7- História da Educomunicação.pptaulas 6 e 7- História da Educomunicação.ppt
aulas 6 e 7- História da Educomunicação.ppt
 
Educação híbrida, práticas sociais e cibercultura
Educação híbrida, práticas sociais e ciberculturaEducação híbrida, práticas sociais e cibercultura
Educação híbrida, práticas sociais e cibercultura
 
linguagens hipermidiaticas_Vivenciando 2020 USP
linguagens hipermidiaticas_Vivenciando 2020 USPlinguagens hipermidiaticas_Vivenciando 2020 USP
linguagens hipermidiaticas_Vivenciando 2020 USP
 
O construtivismo pós piagetiano e a cibercultura na educação semana2-infor_ed...
O construtivismo pós piagetiano e a cibercultura na educação semana2-infor_ed...O construtivismo pós piagetiano e a cibercultura na educação semana2-infor_ed...
O construtivismo pós piagetiano e a cibercultura na educação semana2-infor_ed...
 
A cibercultura e o construtivismo pós-piagetiano na educação
A cibercultura e o construtivismo pós-piagetiano na educaçãoA cibercultura e o construtivismo pós-piagetiano na educação
A cibercultura e o construtivismo pós-piagetiano na educação
 
A cibercultura e o construtivismo pós piagetiano na educação
A cibercultura e o construtivismo pós piagetiano na educaçãoA cibercultura e o construtivismo pós piagetiano na educação
A cibercultura e o construtivismo pós piagetiano na educação
 
A cibercultura e o construtivismo pós piagetiano na educação
A cibercultura e o construtivismo pós piagetiano na educaçãoA cibercultura e o construtivismo pós piagetiano na educação
A cibercultura e o construtivismo pós piagetiano na educação
 
Que educação, que tecnologias, para quem, com quais objetivos?
Que educação, que tecnologias, para quem, com quais objetivos?Que educação, que tecnologias, para quem, com quais objetivos?
Que educação, que tecnologias, para quem, com quais objetivos?
 
Memorial - Ensinando e Aprendendo com as TIC
Memorial - Ensinando e Aprendendo com as TICMemorial - Ensinando e Aprendendo com as TIC
Memorial - Ensinando e Aprendendo com as TIC
 
Conexaoimagin
ConexaoimaginConexaoimagin
Conexaoimagin
 

Mais de Adriana Bruno

Live: Entre a raiz e a flor
Live: Entre a raiz e a florLive: Entre a raiz e a flor
Live: Entre a raiz e a florAdriana Bruno
 
Edu online didaticaonline
Edu online didaticaonlineEdu online didaticaonline
Edu online didaticaonlineAdriana Bruno
 
Do pos moderno pos colonial boaventura_santos
Do pos moderno pos colonial boaventura_santosDo pos moderno pos colonial boaventura_santos
Do pos moderno pos colonial boaventura_santosAdriana Bruno
 
Edu online introducao abordagens
Edu online introducao abordagensEdu online introducao abordagens
Edu online introducao abordagensAdriana Bruno
 
Criacao do site trabalho final
Criacao do site   trabalho finalCriacao do site   trabalho final
Criacao do site trabalho finalAdriana Bruno
 
Rotina de trabalho - EI - crianças especiais
Rotina de trabalho - EI - crianças especiaisRotina de trabalho - EI - crianças especiais
Rotina de trabalho - EI - crianças especiaisAdriana Bruno
 
As tic e as neurociencias
As tic e as neurociencias As tic e as neurociencias
As tic e as neurociencias Adriana Bruno
 
Modelo Roteiro curta
Modelo Roteiro curtaModelo Roteiro curta
Modelo Roteiro curtaAdriana Bruno
 
Como criar um_curta
Como criar um_curta Como criar um_curta
Como criar um_curta Adriana Bruno
 
Atividade Caminhada Fotografica
Atividade Caminhada FotograficaAtividade Caminhada Fotografica
Atividade Caminhada FotograficaAdriana Bruno
 
Conteudo programatico oficinas-et-iespe-2018 (1)
Conteudo programatico oficinas-et-iespe-2018 (1)Conteudo programatico oficinas-et-iespe-2018 (1)
Conteudo programatico oficinas-et-iespe-2018 (1)Adriana Bruno
 
Apresentacao oficina-iespe-mai2018
Apresentacao oficina-iespe-mai2018Apresentacao oficina-iespe-mai2018
Apresentacao oficina-iespe-mai2018Adriana Bruno
 
Como criar um_curta - ok2017-Dri
Como criar um_curta - ok2017-DriComo criar um_curta - ok2017-Dri
Como criar um_curta - ok2017-DriAdriana Bruno
 
#Partiuprofessor docência-s contemporâneas no ensino (2)
 #Partiuprofessor  docência-s contemporâneas no ensino  (2) #Partiuprofessor  docência-s contemporâneas no ensino  (2)
#Partiuprofessor docência-s contemporâneas no ensino (2)Adriana Bruno
 
Adriana Bruno letramentos
Adriana Bruno letramentos Adriana Bruno letramentos
Adriana Bruno letramentos Adriana Bruno
 
II Semana da FACED 2014 - GRUPAR
II Semana da FACED 2014 - GRUPARII Semana da FACED 2014 - GRUPAR
II Semana da FACED 2014 - GRUPARAdriana Bruno
 
Sied sao carlos 2014_adriana bruno
Sied sao carlos 2014_adriana brunoSied sao carlos 2014_adriana bruno
Sied sao carlos 2014_adriana brunoAdriana Bruno
 

Mais de Adriana Bruno (20)

Live: Entre a raiz e a flor
Live: Entre a raiz e a florLive: Entre a raiz e a flor
Live: Entre a raiz e a flor
 
Edu online didaticaonline
Edu online didaticaonlineEdu online didaticaonline
Edu online didaticaonline
 
Do pos moderno pos colonial boaventura_santos
Do pos moderno pos colonial boaventura_santosDo pos moderno pos colonial boaventura_santos
Do pos moderno pos colonial boaventura_santos
 
Edu online introducao abordagens
Edu online introducao abordagensEdu online introducao abordagens
Edu online introducao abordagens
 
Atividade memes
Atividade   memes Atividade   memes
Atividade memes
 
Criacao do site trabalho final
Criacao do site   trabalho finalCriacao do site   trabalho final
Criacao do site trabalho final
 
Rotina de trabalho - EI - crianças especiais
Rotina de trabalho - EI - crianças especiaisRotina de trabalho - EI - crianças especiais
Rotina de trabalho - EI - crianças especiais
 
As tic e as neurociencias
As tic e as neurociencias As tic e as neurociencias
As tic e as neurociencias
 
Modelo Roteiro curta
Modelo Roteiro curtaModelo Roteiro curta
Modelo Roteiro curta
 
Como criar um_curta
Como criar um_curta Como criar um_curta
Como criar um_curta
 
Atividade Caminhada Fotografica
Atividade Caminhada FotograficaAtividade Caminhada Fotografica
Atividade Caminhada Fotografica
 
Conteudo programatico oficinas-et-iespe-2018 (1)
Conteudo programatico oficinas-et-iespe-2018 (1)Conteudo programatico oficinas-et-iespe-2018 (1)
Conteudo programatico oficinas-et-iespe-2018 (1)
 
Apresentacao oficina-iespe-mai2018
Apresentacao oficina-iespe-mai2018Apresentacao oficina-iespe-mai2018
Apresentacao oficina-iespe-mai2018
 
Como criar um_curta - ok2017-Dri
Como criar um_curta - ok2017-DriComo criar um_curta - ok2017-Dri
Como criar um_curta - ok2017-Dri
 
#Partiuprofessor docência-s contemporâneas no ensino (2)
 #Partiuprofessor  docência-s contemporâneas no ensino  (2) #Partiuprofessor  docência-s contemporâneas no ensino  (2)
#Partiuprofessor docência-s contemporâneas no ensino (2)
 
Adriana Bruno letramentos
Adriana Bruno letramentos Adriana Bruno letramentos
Adriana Bruno letramentos
 
Ensinar aprender
Ensinar aprenderEnsinar aprender
Ensinar aprender
 
Didatica dri
Didatica driDidatica dri
Didatica dri
 
II Semana da FACED 2014 - GRUPAR
II Semana da FACED 2014 - GRUPARII Semana da FACED 2014 - GRUPAR
II Semana da FACED 2014 - GRUPAR
 
Sied sao carlos 2014_adriana bruno
Sied sao carlos 2014_adriana brunoSied sao carlos 2014_adriana bruno
Sied sao carlos 2014_adriana bruno
 

Último

A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...Unidad de Espiritualidad Eudista
 
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETOProjeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETODouglasVasconcelosMa
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdfCarlosRodrigues832670
 
Apreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escritaApreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escritaeliana862656
 
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxRevolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxHlioMachado1
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxJMTCS
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptAlineSilvaPotuk
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxJMTCS
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURACRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURADouglasVasconcelosMa
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfQueleLiberato
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxQUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxAntonioVieira539017
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...nexocan937
 

Último (20)

A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
 
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETOProjeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
 
Apreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escritaApreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escrita
 
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxRevolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
 
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURACRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
 
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxQUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
 

Fundamentos teóricos das práticas pedagógicas mediadas por tecnologias

  • 1. Texto: Teorias da Educação e daTexto: Teorias da Educação e da Comunicação: fundamentos dasComunicação: fundamentos das práticas pedagógicas mediadaspráticas pedagógicas mediadas por tecnologiaspor tecnologias APRESENTAÇÃO PRODUZIDA POR ADRIANA BRUNO, A PARTIR DO TEXTO: Profª.Drª.AdrianaRochaBruno por tecnologiaspor tecnologias Adriana Rocha Bruno (UFJF) Lucila Pesce (UNIFESP) João Bertomeu (UNIFESP) Publicado em: Revista Teias – v. 13 - nº 30 – pp. 119-143 – set/dez 2012. Profª.Drª.AdrianaRochaBruno
  • 4. LINGUAGEM intersubjetiva e pragmática. ESCRITA desveladora e emancipadora. CONHECIMENTO não linear e dialógico. APRENDIZAGEM significado, alegria e afetividade. TEMAS GERADORES APRENDIZAGEM coletiva e pessoal. EDUCAÇAO dialógica e emancipadora. FREIRE Profª.Drª.AdrianaRochaBruno Respeito ao universo epistêmico e vocabular do aluno, aos seus erros construtivos. ALUNO ativo e pensante. GERADORES integração de conteúdos. ESCOLA cidadã. PROFESSOR organizador. coletiva e pessoal. FREIRE Adriana Bruno & Lucila Pesce Profª.Drª.AdrianaRochaBruno
  • 6. Profª. Drª. Adriana Rocha Bruno
  • 7.
  • 9. Profª. Drª. Adriana Rocha Bruno
  • 10.
  • 11. Profª. Drª. Adriana Rocha Bruno
  • 12. Profª. Drª. Adriana Rocha Bruno
  • 13.
  • 14. Paradigma Representantes Caracteristicas Observações Matemático-funcional 1ª metade – Sec XIX Shannon, Weaver, Defleur, Wiener, Berlo etc - Comunicação como sistema, não como processo.- Estudo: quantidade de informação que um canal poderia transmitir sem ruído (ênfase nosaspectos quantitativos).- Perspectiva técnica, sem preocupação Feedback ou retroalimentação/ entropia sem preocupação com o sujeito. conceitual ou crítico- radical Habermas (Teoria da Ação Comunicativa)– dentre outros – Escola de Frankfurt Razão comunicativa (agir comunicativo) como opositora da razão instrumental (agir estratégico) conflitual-dialético Max Weber sociedade poderia ser compreendida como um conjunto de ações de cada um, de forma individual contestava a tese de Karl Marx no materialismo dialético
  • 15. Paradigma Representantes Características Observações Culturológico Inglaterra, em meados do século XX professores do Centre for Contemporary Cultural Studies, na Universidade de Birmingham: Richard Hoggart, Stuart Hall, E.P. Thompson e Raymond Williams; como as pessoas lidam com o conteúdo das mídias, em leituras conflitivas e contextualmente diferentes entre as classes sociais inglesas. a submissão às mídias das classes baixas inglesas; relação entre cultura e mídias unificadas; a produção do conteúdo midiático desenvolvido pelo emissor sofrerá entendimento deRaymond Williams; e, na América Latina, Jesus Martín-Barbero entendimento de forma um pouco diferenciada pelo receptor; as mediações são culturais, políticas e sociais midiológico Marshall McLuhan “o meio é a mensagem” assinala as questões do mundo eletronicamente interligado: a “aldeia global”.
  • 16. Paradigma Representantes Características Observações tecnológico- interativo (surgimento da Internet em seu uso comercial a partir de 1992) Pierre Levy e Lucien Sfez Diferentemente dos outros meios de comunicação, na Internet os usuários são tanto públicos criadores e emissores como também receptores, desenvolvendo suas formas individuaisformas individuais de significação pelo sistema de hipertexto. Cibercultura – principais teóricos internacionais de Jesus Martín- Barbero, Lev Manovich, Manuel Castells, Pierre Levy e Steven Johnson e, no Brasil, Alex Primo, André Lemos e Lucia Santaella cultura digital, em que a relação de comunicação estabelecida um- para-todos é transformada para o sistema todos-todos
  • 17. Teoria da Complexidade: MORIN -Crise dos fundamentos do conhecimento científico moderno, pautado na coerência lógica das teorias, que se fundam nos dados objetivos. -Objetividade - definida como “último produto de um consenso sociocultural e histórico da comunidade científica” (1996, p. 16). Profª.Drª.AdrianaRochaBruno -Objetividade entre parênteses - porque sempre ligada à intersubjetividade. Abarca o sujeito individual, a cultura e a sociedade. O fenômeno observado o é pelo observador / conceptor. - Complexidade na objetividade, pois necessita de consenso e de antagonismo. Complexus significa originalmente o que se tece junto - E. Morin Profª.Drª.AdrianaRochaBruno
  • 21. CONSTRUCIONISMO o aprendiz constrói, por intermédio do computador, o seu Profª.Drª.AdrianaRochaBruno intermédio do computador, o seu próprio conhecimento (Papert, 1986). Profª.Drª.AdrianaRochaBruno
  • 23. AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM Profª.Drª.AdrianaRochaBrunoProfª.Drª.AdrianaRochaBruno
  • 24. DIFERENTES ABORDAGENS PARA EAD Profª.Drª.AdrianaRochaBruno Profª. Adriana Rocha Bruno 24 Segundo José A. Valente Profª.Drª.AdrianaRochaBruno
  • 25. Modelos de EAD, viaModelos de EAD, via Internet:Internet: Broadcast - privilegia a interatividade Versão virtual da sala de aula Profª.Drª.AdrianaRochaBruno Versão virtual da sala de aula tradicional Ambientes virtuais de construção de conhecimento - privilegia a interação Profª. Adriana Rocha Bruno 25 Profª.Drª.AdrianaRochaBruno
  • 27. Virtualização da Sala de aula tradicional Informação Informação A p r e n Profª. Adriana Rocha Bruno 27 Professor Informação n d i z e s
  • 28. Estar junto Virtual reflete descreve reflete Profª.Drª.AdrianaRochaBruno Profª. Adriana Rocha Bruno 28 Professor Aprendiz age reflete descreve indagações reporta idéias reflete Profª.Drª.AdrianaRochaBruno
  • 29. Plasticidade social-cultural e tecnológica Cinco elementos: plasticidade no contexto social e tecnológico a)flexibilidade: cria trilhas de possibilidades e emergências b)conectividade: desdobramentos em/para outras conexões c)integração: processos ocorrentes entre eventos plurais , criando elos de ligação d)abertura: não obedece a padrões rígidos e não é fixa Profª.Drª.AdrianaRochaBruno e)dinamicidade: os elos se interconectam e se integram (desintegram / reintegram), mas se re/des-constituem por meio de conflitos, assumindo funções até aquele momento inimagináveis. Os cinco elementos apontados não se esgotam, mas se abrem para múltiplas configurações. Profª.Drª.AdrianaRochaBruno
  • 30. flexibilidade de pensamento, aprendizagem plástica, integração de áreas, conhecimentos, recursos e tecnologias combinados (convergência de mídias), plasticidade sócio-cultural: Profª.Drª.AdrianaRochaBruno tecnologias combinados (convergência de mídias), relações sociais híbridas. 30 Profª.Drª.AdrianaRochaBruno
  • 31. flexibilidade: cria trilhas de possibilidades e emergências/ da conexão - todo ponto de um rizoma - ligado a qualquer outro conectividade: desdobramentos em/para outras conexões/ da heterogeneidade: aponta o rizoma sem hierarquias. integração: ocorrentes entre eventos plurais,integração: ocorrentes entre eventos plurais, criando elos de ligação/ Da ruptura a- significante: Territorialização, desterritorialização, reterritorialização um rizoma pode ser rompido, quebrado e pode ser retomado em outro ponto ou linha da rede.
  • 32. abertura: não obedece a padrões rígidos e não é fixa/ Da cartografia: traçadas nos devires do processo rizomático. Dos movimentos rizomáticos hibridismo os difere dos mapas – que são percursos chapados dinamicidade: os elos se interconectam e se integram (desintegram; reintegram), mas se re/des-constituem/ da multiplicidade: ratifica are/des-constituem/ da multiplicidade: ratifica a não arborescência rizomática, pois o desvincula do uno, de unidades. Da decalcomania: antiprincício (Rolnik, 1989) - as marcas, os estereótipos, algo que é dado no mapa construído. – por ser antiprincípio – não se liga diretamente aos elementos da plasticidade social
  • 33. REFERÊNCIAS BRUNO, A. R. A Linguagem Emocional em Ambientes Telemáticos: tecendo a razão e a emoção na formação de educadores. Dissertação (Mestrado - Programa de Pós-Graduação em Educação: Currículo). Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo: 2002. Disponível em: www.brunopecanha.com.br/adriana CAROLEI, P. Abordagens educacionais do Design Instrucional. 13º CIED-ABED. 2007. Disponível pelo endereço: http://www.abed.org.br/congresso2007/tc/552007105959PM.pdf DAMÁSIO, A. O Mistério da Consciência: do corpo e das emoções ao conhecimento de Si. São Paulo: Companhia das Letras, 2000. _____. Como o cérebro cria a mente. Scientific American Brasil, nº 4 – edição especial [2003]. _____. Em busca de Espinosa: prazer e dor na ciência dos sentimentos. São Paulo: Companhia das Letras, 2004. FREIRE, P. Educação como prática da liberdade. 28ª edição. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2005. _____. Pedagogia da indignação: cartas pedagógicas e outros escritos. São Paulo: Editora UNESP,_____. Pedagogia da indignação: cartas pedagógicas e outros escritos. São Paulo: Editora UNESP, 2000. _____. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à Prática Educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1997. _____. Pedagogia do oprimido. 17ª edição. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987. GIUSTA, A. da S. & FRANCO, I. M. (org.). Educação à distância: uma articulação entre a teoria e a prática. Belo Horizonte/ PUC Minas: PUC Miinas Virtual, 2003. MATURANA, H. e VARELA, F. A árvore do conhecimento. Campinas: Editorial Psy, 1995. MORIN, E. O problema Epistemológico da Complexidade. 2ª ed., Portugal: Publicações Europa- América, 1996. OLIVEIRA, L. M. P. Visão educacional ecossistêmica: uma contribuição a partir de Maturana e Varela. Revista da APG – PUC/SP, Ano IX, n.º 23, 2000. p. 141-154.