Tce levy nova_relacao_com_o_saber

1.289 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia, Esportes
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.289
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
16
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
20
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Tce levy nova_relacao_com_o_saber

  1. 1. A NOVA RELAÇÃO COM O SABER In: LÉVY, Pierre. Cibercultura . São Paulo: Editora 34, 1999. p. 157-167.
  2. 2. Ciberespaço e cognição <ul><li>O ciberespaço comporta tecnologias intelectuais que amplificam, exteriorizam e modificam algumas funções cognitivas: memória, imaginação, percepção... </li></ul><ul><li>Tais tecnologias intelectuais favorecem novas formas de acesso à informação e novos estilos de raciocínio e de conhecimento (objetivação, compartilhamento...). </li></ul>
  3. 3. Ciberespaço e cognição <ul><li>Ciberespaço: novos modelos do espaço do conhecimento – emergentes, abertos, contínuos, em fluxo, não lineares, reorganizáveis de acordo com os objetivos ou contextos. </li></ul><ul><li>EAD: aprendizagem personalizada e em rede; professor como animador da inteligência coletiva. </li></ul><ul><li>Hipertexto e a articulação transversal, em rizoma, de vários pontos de vista. </li></ul><ul><li>O ciberespaço desvela a inadequação da pretensão de se abordar o todo do conhecimento. </li></ul>
  4. 4. Ciberespaço e cognição <ul><li>Por trás do hipertexto, a multiplicidade e suas relações. </li></ul><ul><li>Ecologia cognitiva: sempre associada a determinados conceitos e atores. </li></ul><ul><li>Comunidade vida: saber prático, mítico e ritualístico. </li></ul>
  5. 5. Ciberespaço e cognição <ul><li>Advento da escrita: o valor dos intérpretes do conhecimento veiculado nos livros. </li></ul><ul><li>Enciclopédia: caráter hipertextual, pela rede de remissões. </li></ul><ul><li>Ciberespaço: retorno, em espiral, à oralidade das coletividades humanas vivas (interações em tempo real). </li></ul>
  6. 6. Simulação e cibercultura <ul><li>Simulação como modo de conhecimento próprio da cibercultura. </li></ul><ul><li>Ajuda à memória de curto prazo (dinâmicas complexas). </li></ul><ul><li>Processos cognitivos compartilhados e favoráveis à inteligência coletiva. </li></ul><ul><li>Prolonga e transforma a capacidade de imaginação e de pensamento. </li></ul>
  7. 7. Da interligação caótica à inteligência coletiva <ul><li>Desorientação, em função do saber destotalizado no ciberespaço. </li></ul><ul><li>Saber em fluxo – interconexão em tempo real de todos com todos (desordem – nova ordem). </li></ul><ul><li>Inteligência coletiva como ideal mobilizador da informática: valorização, utilização otimizada, criação de sinergia... </li></ul><ul><li>Novas formas de organização e de coordenação flexíveis, em tempo real. </li></ul>
  8. 8. Da interligação caótica à inteligência coletiva <ul><li>Ciberespaço – equipamento coletivo da memória, do pensamento e da comunicação. </li></ul><ul><li>Ciberespaço – mediador essencial da inteligência coletiva. </li></ul><ul><li>Cabe à educação levar em conta tais emergências. </li></ul><ul><li>A nova relação com o saber. In: LÉVY, Pierre. Cibercultura . São Paulo: Editora 34, 1999. p. 157-167. </li></ul>
  9. 9. Questões para discussão <ul><li>Qual o potencial das mídias digitais para a construção de uma nova relação com o saber? </li></ul><ul><li>Que aspectos positivos e negativos emergem com o advento das TIC e do ciberespaço, no campo educacional? </li></ul>

×