LODJA MYRELLE DA SILVA
Orientadora
Conceição M Marinho
O DISCURSO DO PROFESSOR DIANTE
DO TRABALHO PSICOMOTOR NAS
SÉRIES IN...
SUMÁRIO
* Introdução
* Objetivos
* Fundamentação teórica
* Metodologia
* Análise dos resultados
* Considerações finais
* R...
INTRODUÇÃO
A escola e, principalmente, os professores tem assumido
grandes desafios em traçar caminhos pedagógicos, para
o...
OBJETIVO GERAL
• Refletir sobre a prática da psicomotricidade.
• Observar como a escola e o professor vêem a
psicomotricid...
FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA
• Permitir à criança organizar suas atividades motoras
globais é a ação educativa fundamental.(LE BO...
ANÁLISE DOS RESULTADOS
• Tendo como campo de pesquisa a escola “x” foi observado dois
professores “A e B”.
• O professor ”...
METODOLOGIA
Pesquisa é um processo de construção para uma
compreensão do problema que será objeto de estudo.
Através dessa...
CONSIDERAÇÕES FINAIS
• A psicomotricidade contribui de forma expressiva para a formação e
estruturação do esquema corporal...
REFERÊNCIAS
• BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de
Educação Fundamental. Referencial Curricular Nac...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O discurso do professor diante do trabalho piscomotor nas series inicais um caminho pedagogico

388 visualizações

Publicada em

TRABALHO CIENTÍFICO

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
388
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O discurso do professor diante do trabalho piscomotor nas series inicais um caminho pedagogico

  1. 1. LODJA MYRELLE DA SILVA Orientadora Conceição M Marinho O DISCURSO DO PROFESSOR DIANTE DO TRABALHO PSICOMOTOR NAS SÉRIES INICIAIS – UM CAMINHO PEDAGÓGICO
  2. 2. SUMÁRIO * Introdução * Objetivos * Fundamentação teórica * Metodologia * Análise dos resultados * Considerações finais * Referências
  3. 3. INTRODUÇÃO A escola e, principalmente, os professores tem assumido grandes desafios em traçar caminhos pedagógicos, para obter o desenvolvimento psicomotor das crianças nas séries iniciais, sobre tudo quando se dispõem a criar condições diferenciadas, a partir de brincadeiras e atividades lúdicas superando aquelas velhas tradicionais ações meramente adaptativas e alfabetizadoras. Nesse sentido proporcionar as crianças condições de autoconhecimento, na execução de tal prática o professor volta-se a uma ação educativa integral do ser humano, e toma a psicomotricidade como importante instrumento na construção de ser um completo e único, capaz de pensar, sentir de forma consciente, superando a dualidade corpo e mente.
  4. 4. OBJETIVO GERAL • Refletir sobre a prática da psicomotricidade. • Observar como a escola e o professor vêem a psicomotricidade. • Identificar como o professor, mediante a sua prática, contribui para o desenvolvimento psicomotor da criança. • Identificar como o professor vem trabalhando a psicomotricidade nas séries iniciais OBJETIVOS ESPECÍFICOS
  5. 5. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA • Permitir à criança organizar suas atividades motoras globais é a ação educativa fundamental.(LE BOULCH, 1986). • Sendo o professor mediador dessa estruturalização, e também na iniciativa de organização do ato motor da criança, que conseqüentemente incidirá num aprendizado e na consolidação de conhecimento inter pessoal. • Segundo CRAIDY (2001), a criança adquire a capacidade de pensar abstratamente criando teorias e concepções a respeito do mundo que a cerca, isso se dá basicamente através do papel que o professor desenvolverá.
  6. 6. ANÁLISE DOS RESULTADOS • Tendo como campo de pesquisa a escola “x” foi observado dois professores “A e B”. • O professor ”A” transmite uma postura frente ao desenvolvimento infantil e psicomotor, ou seja, proporcionando experiências diversas aos seus alunos. Ele ajuda a melhorar também esse processo tratando os seus alunos de maneira igualitária. • E o professor “B” na tentativa de fazer com que as crianças lhe sejam obedientes, deflagra nelas um sentimento de insegurança, não edificando a auto- estima da criança. • Ambas propiciam aos seus alunos algumas atividades que introduz o conceito psicomotor, mas de maneira simplificada não com mobilização e envolvimento de todo grupo.
  7. 7. METODOLOGIA Pesquisa é um processo de construção para uma compreensão do problema que será objeto de estudo. Através dessa pesquisa qualitativa desenvolverei observando e analisando dados, que me permitirá a questionar uma realidade. Segundo MINAYO (2004, pág.107), “a pesquisa qualitativa responde a questões muito particulares ela se preocupa com um nível de realidade que não pode ser quantificado.” Nessa perspectiva será realizada a presente pesquisa através de um estudo de campo de cunho exploratório.
  8. 8. CONSIDERAÇÕES FINAIS • A psicomotricidade contribui de forma expressiva para a formação e estruturação do esquema corporal das crianças e tem como objetivo principal incentivar a prática do movimento em todas as etapas da vida de uma criança. Então para o professor utilizar o trabalho psicomotor nas séries iniciais, ele deve evidenciar a relação da criança com o meio no qual ela esta inserida, pois a mesma será produto dessa integração superior que o da motricidade que é a psicomotricidade, que é de suma importância na prevenção de futuras alterações ou obstáculos que possam vir a surgir no processo da aprendizagem da criança. Ao adquirir uma nova postura o professor desenvolve e enriquece sua prática tornando- se um caminho pedagógico traçado de forma coerente e com objetivos significantes e visualizando metas ao serem alcançadas, pois o professor não precisa incorporar um psicomotricista, mas incorporar um educador ético e compromissado com o desenvolvimento da sua escola e em especial com sua sala de aula.
  9. 9. REFERÊNCIAS • BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação Fundamental. Referencial Curricular Nacional Para a Educação Infantil. – Brasília: MEC/SEF, 1998. – Volume 3. • CRAIDY, C. M.; KAERCHER, G. Educação Infantil: pra que te quero? – Porto Alegre: Artmed, 2001. – • LE BOULCH, Jean; O Desenvolvimento Psicomotor: do nascimento aos 6 anos. – Porto Alegre, Artes Médicas, 1986 – 4ª ed. • LE BOULCH, Jean. Educação psicomotora: a psicomotricidade na idade escolar. – Porto Alegre: Artes Médicas, 1987. –

×