Psicologia da Educação

2.185 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.185
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Psicologia da Educação

  1. 1. UNIVERSIDADE ANHANGUERA DE GUARULHOSPEDAGOGIA3° semestreNOME RAJardeliana I. A. De Lima 4200050623Mariana Dias Neves 3708599258Odiléia Miranda Derraik 4611903226Valéria Pereira de Almeida 3715644119ATPSAtividades Práticas SupervisionadasPsicologia da Aprendizagem
  2. 2. Psicologia daAprendizagem
  3. 3. Etapa 1Aula tema: Educação como aquisição de novoscomportamentos, Teoria da Gestalt, Freud,Piaget, Vygotsky e Wallon. Gestalt - A Teoria da Gestalt estuda a percepção ea sensação do movimento, os processospsicológicos envolvidos diante de um estímulo ecomo este é percebido pelo sujeito. Freud - A teoria de Freud é uma teoria que procuradescrever a etiologia dos transtornos mentais,o desenvolvimentodo homem e de sua personalida-de, além de explicar a motivação humana.
  4. 4.  Piaget - “Desenvolvimento humano”, essa teoria refere-seao desenvolvimento mental e ao crescimento humano.Estudando a mente humana, observando crianças,formulou a teoria “construtivista”, de que a lógica e o modode pensar de crianças e adultos são diferentes, identificandoessas diferenças em quatro estágios: Sensório-motor(0à2anos),Pré-operatório(2à7anos), Operatório-concreto(7à12anos),Operatório-formal(11ou12anos). Vygotsky – Construiu sua teoria tendo por baseo desenvolvimento do indivíduo como resultado de um processosócio-histórico, enfatizando o papel da linguagem e daaprendizagem.Criou a teoria da Zona do Desenvolvimento Real e a Zona doDesenvolvimento Proximal Wallon - A teoria pedagógica de Henri Wallon diz que odesenvolvimen-to intelectual envolve também corpo e emoções.
  5. 5. Etapa 2Aula tema: Educação como aquisição de novoscomportamentos, Teoria da Gestalt, Freud,Piaget, VygotskyProfessora Patrícia Pereira Soares - Bauru / SPEscola Estadual Relação Interpessoal com os alunos: atualmente nossos alunos vem comuma bagagem cultural muito pobre, defasada pela falta de atenção e cuidadosque teoricamente acreditamos que os pais dariam. Por isso, em muitosmomentos tenho que fazer o papel da "mãe", ajudando em tarefas que seriambásicas no dia-a-dia da criança, como ir ao banheiro, aprender a andar,aprender a comer, a se comportar. Então, a relação do professor com o aluno éde afetividade. Não tem como separar pois o aluno necessita dessa atenção,desse momento de interação. Visão pedagógica sobre aprendizagem: hoje o aprender não é mais focadasomente no conteúdo curricular. A adaptação desse currículo ocorre a cadaminuto de aula. Cada aluno tem um jeito de aprender e não se pode criar ummétodo de aprendizagem, tudo se adequa no dia a dia. Acredito que a minhavisão não esteja ampla ainda, pois também aprendo a todo instante com meusalunos.
  6. 6.  Metodologias de ensino e aprendizagem: todo começo de anodesenvolvemos o plano de ensino, onde colocamos as metas eobjetivos que devemos alcançar com nossos alunos. Porém esseplano não pode ser seguido a risca, ou seja, corretamente, poisconforme o conteúdo é passado, muitas adequações são feitas. Porisso a metodologia que mais utilizo é: no cotidiano observo como osalunos reagem a determinadas situações e adequo o conteúdo emsuas reações. Não existe uma fórmula para ensinar, simplesmentetenho que observar como eles são e respeitar cada um em seudesenvolvimento. É claro que uso os métodos tradicionais, ondecomeço o aprendizado pelas letras, depois sons, sílabas, formação depalavras, frases e por último texto. Muitos rejeitam esse meio, mas atéo momento só vi crianças alfabetizadas com precisão e em plenodesenvolvimento após o uso da boa e velha Cartilha Caminho Suave. Formas de aprendizagem: não existem, simplesmente preciso vercomo meus alunos reagem a cada situação, se conseguem entenderdeterminada situação e daí relacionar com novos temas. Aaprendizagem não pode ser moldada, ela precisa ser ampla, onde ainformação aparece de todos os lados.
  7. 7. Professora Vicentina Dias Neves – Guarulhos/SPEscola Municipal Relação Interpessoal com os alunos: relaçãoboa, onde os alunos interagem e participampositivamente e espontaneamente. Sempretrocamos ideias. Visão pedagógica sobre aprendizagem: positiva,acredito na educação, mesmo que muitas pessoaspensem ao contrário. Temos alguns casosespecíficos, relacionados à aprendizagem dosalunos, para isso, temos um suporte pedagógico,não estamos sozinhos. Busco sempre desenvolveruma interação social entre os alunos.
  8. 8.  Metodologias de ensino e aprendizagem: procuroensinar de maneira que o aluno entenda da melhor forma,para isso, mesclo um pouco do método tradicional com aproposta construtivista. Mantenho uma rotina diária, com ouso de caderno, lousa, livros, lições para casa e, tambémtrabalho incentivando o raciocínio lógico e concentração comdinâmicas, brincadeiras, músicas, teatro, jogos pedagógicosetc. Formas de aprendizagem: chamar a atenção do aluno, comatividades significativas e que apresentam conteúdo satisfatório.Debate sobre a matéria que foi passada, fazendo com o que osalunos reflitam e compreendam o que de forma clara a atividade.Pesquisa, construção do conhecimento através do próprio erro,intervenção quando necessário, agrupamentos positivos (alunoque sabe mais com aluno que sabe menos).
  9. 9. Professora Cláudia Lins Machado - São Vicente / SPEscola particular ( Colégio Itá)Relação Interpessoal com os alunos: Sempre coloco para osmeus alunos que ter bom humor é mais importante que serengraçado, que respeito é fundamental e ética nas amizades detodo dia é primordial, então temos uma relação de afetividadeprezo muito por isso, em muitos momentos tenho que serrealmente muito dura em outros momentos o coração vem emprimeiro lugar, cabe ao professor criar bases solidas em umasala de aula não é fácil, mas funciona muito bem. Visão pedagógica sobre aprendizagem: Hoje um professor émediador do conhecimento, ser professor é ser muito mais que“ensinador”. É ser alguém capaz de ensinar e aprender juntocom seus alunos, conhecimento historicamente produzido. Quecom sua conduta profissional e pessoal seja capaz de educar.Ensinar apenas os conteúdos não é sinônimo de educação. Oapoio e orientação ficam a cargo do professor e os recursostecnológicos oferecem base.
  10. 10.  Metodologias de ensino e aprendizagem:Desenvolvemos o planejamento semanalmente,no planejamento e na execução de cadaatividade é levado em conta o nível deconhecimento dos alunos, o seu ritmo deaprendizagem e os tipos de motivação que osinspiram, sendo assim o colégio desenvolveumateriais didáticos próprios. Formas de aprendizagem: Não existe umamaneira única de ensinar, acredito no métodoaprender fazendo, dando ênfase no conhecimento epratica, criando condições de auto- realização, hojeo aluno é agente criador e modificador da suacomunidade e do nosso mundo globalizado.
  11. 11.  As declarações dadas pela Professora Patrícia Pereira Soares em sua entrevista chegambem próximas aos pensamentos de Gestalt, quando ela diz, “A relação de Professoraluno é de afetividade. Não tem como separar, pois o aluno precisa de atenção”,Gestalt ressalva que o indivíduo, certamente terá um comportamento bastantediferenciado do comportamento tradicional se o Professor demonstrar preocupação com omesmo, em dado momento ela coloca também “Por isso em muitos momentos tenhoque fazer o papel de “mãe”, ajudando em tarefas que seriam básicas”, quando istoacontece acaba por aparecer à necessidade que esta criança tem de ter a mãe ao ladopara que faça isso, mas a professora vem cumprindo um pouco este lado e fazendo amudança na vida pessoal destas crianças, onde pode fazer toda diferença no crescimentofuturo dela. Segundo Gestalt, a aprendizagem das disciplinas ocorre a partir domomento que o aluno se encontre bem consigo mesmo, a Professora Patrícia diz: “Nocotidiano observo como os alunos reagem a determinadas situações e adequo oconteúdo em suas reações. Não existe uma fórmula para ensinar, simplesmentetenho que observar como eles são e respeitar cada um em seu desenvolvimento”,logo o aluno tem que estar bem para ocorrer o desenvolvimento adequado e aprender asdisciplinas, sendo assim terá mais facilidade na forma em avaliar o aluno. Gestalt em umde seus pensamentos coloca que “é preciso desmistificar, também, determinadastendências que consideram a forma presa a conteúdos convencionais (...) desvinculadade quaisquer parâmetros de avaliação objetiva e de princípios ou procedimentosintelectuais”, a Professora Patrícia coloca que: “ A aprendizagem não pode sermoldada, ela precisa ser ampla, onde a informação aparece de todos os lados”,acabam por colocar que a avaliação não pode ter uma única maneira de ser aplicada, nãoprecisa ser sempre da mesma maneira isto pode ser modificado se adequando a maneirade cada classe, professor , aluno e que a avaliação pode se moldar as necessidades queo aplicador achar melhor.Etapa 3Aulas- tema: Educação como aquisição de novoscomportamentos, Teoria da Gestalt, Freud, Piaget,Vygotsky.
  12. 12.  As declarações dadas pela professora Vicentina Dias Neves em suaentrevista chegam bem próximas aos pensamentos de Piaget, quandoela diz, “Os alunos interagem e participam positivamente e espontaneamente”,Piaget ressalva que é importante a espontaneidade da criança para uma melhorinteração aluno/professor. Segundo Piaget, aprendizagem do estudante serásignificativa quando esse for um sujeito ativo. Isso se dará quando a criança receberinformações relativas ao objeto de estudo para organizar suas atividades e agir sobreelas. a aprendizagem das disciplinas ocorre a partir do momento que o aluno se encontrebem consigo mesmo, a professora Vicentina ia diz: “. Temos alguns casos específicos,relacionados à aprendizagem dos alunos, para isso, temos um suporte pedagógico,não estamos sozinhos. Busco sempre desenvolver uma interação social entre osalunos”, logo o aluno que tem o apoio, não só da professora, mas também de toda aequipe escolar, se sente acolhido, podendo obter um aprendizado melhor. A ProfessoraVicentina diz: “Procuro ensinar de maneira que o aluno entenda da melhor forma,para isso, mesclo um pouco do método tradicional com a proposta construtivista.Mantenho uma rotina diária, com o uso de caderno, lousa, livros, lições para casa e,também trabalho incentivando o raciocínio lógico e concentração com dinâmicas,brincadeiras, músicas, teatro, jogos pedagógicos etc”, seguindo assim a linha depensamento de Jean Piaget que reforça que o aprender não se reduz à memorização,mas sim ao raciocínio lógico, compreensão e reflexão.Para Piaget, o que importa não é o que o sujeito reproduziu ou memorizoumecanicamente dos conteúdos trabalhados, mas o quanto refletiu e compreendeu sobreestes conteúdos e os integrou à sua estrutura de conhecimento. Assim, a professoraVicentina coloca que: “Debate sobre a matéria que foi passada, fazendo com o que osalunos reflitam e compreendam o que de forma clara a atividade. Pesquisa,construção do conhecimento através do próprio erro, intervenção quandonecessário, agrupamentos positivos”.
  13. 13.  As declarações dadas pela professora Claudia Lins Machado em sua entrevistaquando fala da relação interpessoal com os alunos chegam bem próximas aospensamentos de Gestalt quando ela diz: “Temos uma relação de afetividadee prezo muito por isso, em muitos momentos tenho que ser realmente muitodura em outros momentos o coração vem em primeiro lugar ". Gestalt colocaque o aluno certamente terá um comportamento bastante diferenciado do comportamentotradicional se o professor demonstrar preocupação com o mesmo.Já quanto a visão pedagógica , quando ela diz, "Hoje um professor é mediador doconhecimento, ser professor é mais que "ensinador" , o apoio e orientação ficam acargo do professor e os recursos oferecem base", ficam próximos dos pensamentosde Piaget quando ele coloca que a aprendizagem do estudante será significativa quandoeste sujeito for ativo isto se dará quando a criança receber "informações” relativas aoobjeto de estudo para organizar suas atividades, então o professor fica como umorientador e a criança corre atrás do resultado.Já na metodologia de ensino e aprendizagem a professora Claudia diz, "é levado emconta o nível de conhecimento dos alunos, o ritmo de aprendizagem e os tipos demotivação que o inspiram , sendo assim o colégio desenvolve os materiaisproprios" , Chega bem próximo dos pensamentos de Wallon pois o método adotado porele é o de observação pura .Considera que esta metodologia permite conhecer a criançaem seu contexto ,logo partem do principio de que para trabalhar com o aluno precisamconhece-lo para entender suas necessidades.Quanto as formas de aprendizagem aprofessora diz que " Não existe uma maneira única de ensinar, que acredita nométodo aprender fazendo , dando ênfase no conhecimento e pratica criandocondições de auto realização , hoje o aluno é agente criador e modificador da suacomunidade e do nosso mundo globalizado" . Chega bem próximo dos pensamentosde Wallon, quando ele coloca que as avaliações fundamentam-se em vivencias deelaboração e execução de atividades, logo partem do principio que a pratica éfundamental.
  14. 14. Referências http://www.scielo.br/scielo.php?pid=s1516-14982001000200003&script=sci_arttext http://www.infoescola.com/psicanalise/sigmund-freud/ http://www.brasilescola.com/psicologia/gestalt.htm http://www.acervodigital.unesp.br/bitstream/123456789/140/3/01d08t01.pdf http://www.proceedings.scielo.br/scielo.php?pid=MSC0000000032010000100003&script=sci_arttext http://www.cinfop.ufpr.br/pdf/colecao_2/caderno_piaget__final.pdf ARNOLD, W.; EYSENCK, H. J.; MEILI, R. Dicionário de Psicologia. São Paulo:Loyola, 1982. v. 3, p. 54. http://books.google.com.br/books?id=QkWMasXpBJEC&pg=PA180&dq=formas+de+avaliar+segundo+freud&hl=pt-BR&sa=X&ei=W-xcUc-kOJPG0gG-wIHoAQ&ved=0CEEQ6AEwAw#v=onepage&q=formas%20de%20avaliar%20segundo%20freud&f=false
  15. 15. Dia das mães 2012 – 1° semestre

×