Avaliação do estado psíquico origem

738 visualizações

Publicada em

Avaliação do exame psiquico

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
738
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Avaliação do estado psíquico origem

  1. 1. Faculdade de Medicina de Juazeiro do Norte-FMJ Aluno: Márcio Rosendo de Barros Professoras: Regina e Janaina Cadeira: Sistematização do Cuidar II
  2. 2. Avaliação do estado Psíquico Testes para avaliar o estado psicológico e mental.
  3. 3. Avaliação do estado Psíquico
  4. 4. Estado Psíquico
  5. 5. Exame psíquico e Avaliação das condições emocionais
  6. 6. Anamnese
  7. 7. Avaliação do estado Psíquico Impressão geral Consciência Atenção Orientação Sensopercepção Memoria Inteligencia Pensamento Afetividade, humor e condições emocionais Vontade Psicomotrocidade
  8. 8. Atenção É a capacidade de se concentrar a atividade psíquica durante certo período, numa tarefa ou atividade. Algumas alterações são as hiper-prossexia: atenção exacerbada ou a diminuição da atenção hipo-prossexia (PORTO, 2004).
  9. 9. Impressão Geral Deve-se observar o usuário desde o primeiro momento, como se apresenta; como faz o primeiro contato; desconfiado, tímido, hostil; como são suas vestes; asseio corporal; expressa alegria. Se o enfermeiro for atento a tudo isso ele será capaz de fazer uma avaliação das condições psíquicas e emocionais e obter uma impressão geral do usuário (PORTO, 2004).
  10. 10. Consciência Conhecimento que temos de nós mesmos e do mundo externo. É o estado de estar desperto, acordado, vígil, lúcido. É a dimensão subjetiva da atividade psíquica do sujeito que se volta para a realidade. Na relação do eu com o meio ambiente (DALGALARRONDO, 2000).
  11. 11. Orientação Enquanto capacidade de situar-se quanto a si mesmo e ao ambiente. Pode ser autopsíquica que é a orientação do individuo em relação a si mesmo (o usuário sabe quem é; como se chama; que idade tem) e alopsíquica que diz respeito à capacidade de orientar-se em relação ao mundo, a hora do dia, o dia da semana, o dia do mês (DALGALARRONDO, 2000).
  12. 12. Senso percepção Percepção é a dimensão a transformação de estímulos puramente sensoriais em fenômenos perceptivos conscientes. Algumas alterações: ilusão (percepção deformada de um objeto real), alucinação (percepção sem a presença de objeto estimulante, como vindo de fora do corpo) (DALGALARRONDO, 2000).
  13. 13. Memória Capacidade de registrar, manter e evocar fatos já ocorridos. Pode referir-se à memória imediata, recente e remota (PORTO, 2004).
  14. 14. Pensamento É um conjunto de funções integrativas capazes de associar conhecimentos novos e antigos, de integrar os estímulos internos e externos, de analisar, abstrair, sintetizar, bem como criar. (PORTO, 2004).
  15. 15. Afetividade É a dimensão psíquica que da cor, brilho e calor a todas as vivências humanas. Sem afetividade a vida mental torna-se vazia, sem sabor. O termo afetividade é genérico, compreendendo várias modalidades de vivências afetivas como o humor, as emoções e os sentimentos. Pode estar normal ou alterado quanto a depressivo, eufórico, irritado, exaltado, ansioso (DALGALARRONDO, 2000).
  16. 16. Vontade É a dimensão intricada da vida mental, relacionada com as esferas instintiva, afetiva e intelectiva.
  17. 17. Psicomotrocidade A vida psíquica do usuário tem a expressão objetiva no conjunto de seus gestos e movimentos, a que se denomina psicomotricidade. Algumas alterações são: estereotipias motoras, maneirismos, lentificação ou aceleração. Se houver agitação psicomotora, tentar caracterizar (maníaca, confusional, paranóides, epilética, etc.) (PORTO, 2004).
  18. 18. Diagnóstico de Enfermagem com relação a saúde mental (NANDA, 2012-2014)  Ansiedade;  Déficit no autocuidado para alimentação/higiene/banho;  Comunicação verbal prejudicada;  Confusão aguda;  Interação social prejudicada;  Risco de lesão;  Medo;  Proteção ineficaz;  Risco de queda;  Risco de trauma;  Risco de violência direcionada a outros;  Risco de violência direcionada a si mesmo;  Atraso no crescimento e no desenvolvimento;  Tristeza crônica;  Risco de suicídio;  Risco de automutilação;  Comportamento infantil desorganizado;  Negação ineficaz;  Ajuste individual ineficaz;  Distúrbio da auto-estima;  Distúrbio da identidade social;  Ajuste defensivo;  Não aderência à terapia;
  19. 19. Testes para avaliar o estado psicológico e mental.  Miniexame do estado mental.  Exame de rastreamento da capacidade cognitiva  Escala p Miniexame do estado mental.  Inventario de depressão de Beck  Escala de deterioração global  Inventário de personalidade multifásico de Minnesota (MMPI)  Teste de apercepção temática  O teste de Rorschach
  20. 20. Bibliografia  DALGALARRONDO, Paulo. Psicopatologia e Semiologia dos Transtornos Mentais – Porto Alegre : Artmed, 2000.  NANDA. Diagnósticos de enfermagem da NANDA: definições e classificação (2012-2014). Porto Alegre: Artmed, 2007  PORTO, Celmo Celeno, Exame Clinico 5ªed – Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2004.  http://www.vladman.net/testespsicologicos.php (visto dia 04/09/2014 às 14:35)

×