A presença dos negros nas agências de publicidade

11.572 visualizações

Publicada em

Análise sobre a presença dos negros nas agências de publicidade do Brasil. Elaborado por Danila Dourado, André Brazoli e Teresa Rocha.

Publicada em: Negócios
3 comentários
55 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
11.572
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3.248
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
3
Gostaram
55
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A presença dos negros nas agências de publicidade

  1. 1. A PRESENÇA DOS NEGROS NAS AGÊNCIAS DE PUBLICIDADE UM OLHAR PARA A LIDERANÇA DAS AGÊNCIAS DO BRASIL
  2. 2. Quem está por trás desse estudo Danila Dourado Consultora de Comunicação Digital no Ministério da Justiça Responsável por coordenar e criar a apresentação   André Brazoli Em busca de novas oportunidades como analista de monitoramento e métricas Responsável pela análise dos dados   Teresa Rocha Gerente de projetos de mídias sociais. Responsável pela revisão conceitual do estudo  
  3. 3. ≈   O Brasil é o segundo país em população negra no mundo, ficando atrás apenas da Nigéria.
  4. 4. Apesar da redução das desigualdades sociais, a diferença entre condições de trabalho de negros e não negros persiste no mercado de trabalho.
  5. 5. ≈   ≈   Segundo Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio 2013 (PNAD) a população negra representa 8,75% dos cidadãos empregado no país.
  6. 6. Dados da Pesquisa Mensal de Empregos do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que a média da população negra ocupada no Brasil, até abril de 2015, era de 10.560.287 pessoas. A média total em 2014 foi de 10.591.368 empregados.
  7. 7. O que prejudica a inclusão do negro em cargos de alto escalão em empresas já se inicia na dificuldade de ingresso em universidades. A USP em 2013 não teve nenhum calouro negro nos três cursos mais concorridos (Medicina, Engenharia Civil e Publicidade Propaganda).
  8. 8. INFELIZMENTE, O RACISMO AINDA FAZ PARTE DA CULTURA BRASILEIRA. É COMUM SURGIREM CASOS DE DISCRIMINAÇÃO NAS MÍDIAS SOCIAIS.
  9. 9. NA ÁREA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL NÃO É DIFERENTE
  10. 10. UMA PUBLICAÇÃO DA AGÊNCIA ÁFRICA GEROU UMA POLÊMICA AFINAL, NÃO EXISTEM MULHERES NEGRA NA EQUIPE?
  11. 11. ESSE QUESTIONAMENTO, DESPERTOU UMA CURIOSIDADE: VERIFICAR A PRESENÇA DOS NEGROS NAS AGÊNCIAS DE PUBLICIDADE DO BRASIL
  12. 12. Mas, esse universo estava muito amplo, tivemos que recortar definindo alguns critérios de análise.
  13. 13. Delimitamos o cargo: Presidência; VP + área (Vice-presidente de Criação); Sócio Executivo; Diretores (Criação, Mídia, Atendimento, etc.).
  14. 14. Analisamos os sites das 50 maiores agências de publicidade do Brasil, segundo o IBOPE.
  15. 15. Fomos nos sites dessas agências ver a equipe que fazia parte da alta direção. Ressaltamos que as informações foram coletadas nos sites das agências, podendo haver outros funcionários que seriam considerados diretores ou negros neste estudo.
  16. 16. Tivemos que definir características visuais, que facilitassem a identificação por foto. COR DA PELE CABELO AFRO e/ou
  17. 17. Mesmo com o crescimento da presença dos negros no mercado de trabalho, estes estão inseridos em postos de trabalhos mais precários, com jornadas mais extensas e menores remunerações.
  18. 18. 0,74% OS NEGROS OCUPAM dos cargos de alta direção nas agências Dos 404 executivos (as) apenas são negros3
  19. 19. Apenas a Master Comunicação, a Publicis Brasil e a Wieden Kennedy possuem negros em cargos de direção. Kiko Vicente VP de Atendimento Agência Master e Diretor da unidade em Brasília   Kayode Campos Diretor de Conta W+K   Hugo Rodrigues Presidente Publicis Brasil  
  20. 20. Mesmo com as políticas sociais que favorecem o ingresso do negro a uma graduação, isso ainda não é refletido nos cargos de alto escalão das agências de publicidade.
  21. 21. A oposição ao número ne negros na diretoria de agências e empresas pode não está apenas no racismo institucional como muitos bradaram na publicação da agência Africa, mas também por outros fatores: (1) dificuldade no acesso a educação de qualidade (tanto na educação base quanto no ensino superior), e (2) problemas sociais, como a falta de oportunidades de empregos o que, gerando assim complicações para a qualificação profissional, contratações e crescimento.
  22. 22. Para ter uma porcentagem dos funcionários negros e não negros que trabalham nas agências de publicidade, foram analisadas as páginas das agências no LinkedIn e os funcionários que declararam em seus perfis que trabalham em uma das 10 primeiras agências do ranking do IBOPE. Realizamos buscas aleatórias e foram considerados uma média de 100 perfis de funcionários de cada uma seguintes agências: Young & Rubicam Ogilvy & Mather Brasil WMcCann Mullen Lowe Brasil AlmapBBDO Havas Worldwide Africa JWT Publicis Brasil Leo Burnett •  Não foram encontrados 100 pessoas que declarara no Linkedin trabalhar na Mullen Lowe Brasil.
  23. 23. 893 FORAM ANALISADOS Perfis do Linkedin de funcionários das agências APENAS são negros3,5%
  24. 24. 1000 É COMO SE A CADA funcionários de agências de publicidade 35 MENOS DE fossem negros
  25. 25. A evasão escolar por parte de Brasileiros chegou a 37,9% em 2011 enquanto na Europa é de 16,9% segundo o IBGE e OCDE (Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico). Mas o obstáculo do jovem negro começa antes mesmo de chegar a universidade. 35,8% dos estudantes negros entre 18 e 24 anos estão no ensino superior. A maior parcela da população negra nessa faixa etária ainda está cursando o ensino médio (45,2%). Já entre os brancos nessa mesma faixa etária, a maioria frequenta cursos universitários (65,7%), enquanto apenas 24,1% ainda está no ensino médio.
  26. 26. As mulheres também são minoria nesse mercado, não foi encontrada nenhuma mulher negra ocupando um cargo de gestão estratégica.
  27. 27. Já quando observamos mulheres não negras, verifica-se 32,4% integrando a direção dessas agências.
  28. 28. CONCLUSÃO A inclusão do negro em cargos de diretoria em agências de publicidade, e empresas no geral, ainda é algo irrisório se compararmos com o número de não negros e homens. O fato ainda é mais grave quando observamos a ausência total de mulheres negras em cargos de liderança na publicidade. Seguramente pode ser um dos fatores que impactam na baixa representatividade da mulher negra em campanhas de vários segmentos, por exemplo, em estética/beleza. Mas, isso merece um outro estudo para aprofundar a análise.
  29. 29. CONCLUSÃO Além disso, identificamos que há um déficit de mulheres em cargos de gestão estratégica. Em uma sociedade tida como patriarcal o crescimento profissional da mulher ainda é tido como perda da força gerencial que suspostamente o homem possui. Nesse sentido, pode-se delimitar a hipótese que esse poderia ser um dos fatores que explica tantas campanhas machistas. Contudo, valeria outro estudo para validar a veracidade dessa suspeita.
  30. 30. apêndice Nesta seção estão os números coletados e as imagens dos sites das agências que foram analisadas. Assim, você poderá contestar e/ confirmar as informações contidas neste estudo.
  31. 31. Ranking Agência Diretoria Homens Mulheres 1 Young & Rubicam 13 9 4 2 Ogilvy 15 9 6 3 WMcCann 16 10 6 4 Mullen Lowe Brasil 16 10 6 5 AlmapBBDO -- -- -- 6 Havas Worldwide 8 7 1 7 Africa 32 22 10 8 JWT 26 18 8 9 Publicis Brasil 22 8 14 10 Leo Burnett 5 5 0 11 NBS 22 13 9 12 DM9DDB -- -- -- 13 FCB Brasil 11 9 2 14 F/Nazca 9 8 4 15 Lew'Lara/TBWA 12 8 4 16 My Propaganda -- -- -- 17 Artplan 23 16 7 18 Loducca 5 5 0 19 NeogamaBBH 2 2 0 20 Talent Marcel -- -- --
  32. 32. Ranking Agência Diretoria Homens Mulheres 21 DPZ&T 12 12 0 22 Z+ 7 6 1 23 Heads Propaganda 18 8 10 24 Multi Solution -- -- -- 25 Agência WE 4 4 0 26 Propeg 11 8 3 27 nova/sb -- -- -- 28 Grey 11 4 6 29 Taterka -- -- -- 30 Giacometti 7 7 0 31 E-Mídia -- -- -- 32 Escala Comunicação 14 11 3 33 Fisher 4 3 1 34 Master -- -- -- 35 Full Pack -- -- -- 36 Pandora Publicidade -- -- -- 37 Wieden Kennedy 23 15 7 38 Dentsu -- -- -- 39 REF Comunicação -- -- -- 40 Moma Propaganda -- -- --
  33. 33. Ranking Agência Diretoria Homens Mulheres 41 PRO Brasil 6 3 3 42 Eugenio Publicidade -- -- -- 43 Repense -- -- -- 44 Sinergia Publicidade -- -- -- 45 Isobar 8 5 3 46 F.Biz 20 14 6 47 Wunderman -- -- -- 48 McGarry Bowen 8 5 3 49 Unlike -- -- -- 50 Longplay -- -- --
  34. 34. Young & Rubicam
  35. 35. Ogilvy
  36. 36. WMcCann Mullen Loewe Brasil
  37. 37. Africa
  38. 38. JWT
  39. 39. Publicis Brasil
  40. 40. Leo Burnett
  41. 41. NBS
  42. 42. FCB F/Nazca S&S
  43. 43. Lew’Lara/TBWA Artplan
  44. 44. Loducca
  45. 45. NeogamaBBH
  46. 46. DPZ&T Z+ Agência WE
  47. 47. GreyPropeg
  48. 48. Giacometti
  49. 49. Escala Fisher America
  50. 50. ProBrasil Isobar
  51. 51. F.Biz
  52. 52. Mcgarrybowen Brasil

×