SlideShare uma empresa Scribd logo
SUPLEMENTAÇÃO E
ATIVIDADE FÍSICA
CENTRO UNIVERSITARIO UNINOVAFAPI
CURSO: BACHARELADO EM EDUCAÇÃO FÍSICA
DISCIPLINA: TÓPICOS GERAIS II
PROFESSORA: ÂNGELA VASCONCELOS
TURNO: NOITE
ANTONIO JULIANO
DIANA VENÇÃO
JOYCE EVANGELIST
JOCELANDRA LOPE
LAERSON SOARES
Por definição, suplementos
nutricionais são alimentos que
servem para complementar com
calorias e ou nutrientes a dieta diária
de uma pessoa saudável, nos casos
em que sua ingestão, a partir da
alimentação, seja insuficiente, ou
quando a dieta requer
suplementação (RESOLUÇÃO CFN
N° 380/2005).
Ação ou efeito de suplementar, de
complementar, de suprir o que está em
falta:
SUPLEMENTAÇÃO
 Suplementação alimentar;
 Suplementação de verba;
 Suplementação de vitaminas.
NUTRIÇÃO, ALIMENTOS E
NUTRIENTES
 Alimento é tudo aquilo que é ingerido
com o intuito de saciar a fome.
 Nutrição é um
processo biológico em
que os organismos,
utilizando-se de
alimentos, assimilam
nutrientes para a
realização de suas
funções vitais.
NUTRIÇÃO, ALIMENTOS E
NUTRIENTES
 O alimento, além de necessidade biológica, é
também sistema de sentidos e significados
políticos, religiosos, éticos e estéticos.
NUTRIÇÃO, ALIMENTOS E
NUTRIENTES
 Os apetites, distintos da fome,
expressam os variados desejos humanos
cuja satisfação não se restringe ao trajeto
do alimento do prato à boca, mas se
materializa em hábitos, costumes,
tradições, rituais, etiquetas - enfim, em
cultura. (BOURDIEU, 1979; LÉVI-
STRAUSS, 1991; CARNEIRO, 2003; LUZ,
2008).
MACRONUTRIENTES:
carboidratos, proteínas e
lipídios;
MICRONUTRIENTES:
vitaminas e minerais.
NUTRIÇÃO, ALIMENTOS E
NUTRIENTES
Nutrientes são substâncias contidas nos
alimentos e que desempenham funções
específicas no organismo, sendo divididos em:
“...suplementos vitamínicos e/ou de minerais
são definidos como alimentos que servem
para complementar com nutrientes a dieta
diária de uma pessoa saudável, em casos
onde a sua ingestão, a partir da alimentação,
seja insuficiente ou quando a dieta requerer
suplementação...”
PORTARIA 32/98- MINISTÉRIO DA SAÚDE
MAS, AFINAL, PARA QUE SERVEM OS
SUPLEMENTOS ALIMENTARES?
MAS, AFINAL, O QUE SÃO
SUPLEMENTOS ALIMENTARES?
1 – HIDROELETROLÍTICOS
2 – ENERGÉTICOS
3 – PROTEICOS
4 – COMPLEMENTOS DE
CREATINA
5 – SUPLEMENTOS PARA
SUBSTITUIÇÃO PARCIAL DE
REFEIÇÕES
6 – BEBIDAS COM
CAFEÍNA
CRITÉRIOS PARA ESCOLHA
“Se existe validade científica na área da
Nutrição Esportiva
Se as pesquisas desenvolvidas com o produto
foram de qualidade realmente científica
 Se existe conseqüências para a saúde do
indivíduo ”
(ACSM, ADA, DIETITIANS OF CANADA,
2000)
 preparações destinadas a complementar a
dieta e que podem estar faltando em nosso
organismo ou não podem ser consumida em
quantidade suficiente na dieta de uma
pessoa.
MAS, AFINAL, O QUE SÃO
SUPLEMENTOS ALIMENTARES?
 Só podem ser recomendados por médicos ou
nutricionistas.
QUEM PODE TOMAR ? QUEM
PRESCREVE?
 O profissional de
educação física não deve
prescrever nada, senão
se torna um desvio de
função.
E dever do nutricionista utilizar, todos os recursos
disponíveis cientificamente comprovados de
diagnostico e tratamento nutricionais a seu alcance
em favor dos indivíduos e coletividade sob sua
responsabilidade profissional.
RESOLUÇÃO CFN N° 390/2006
ART 1º: Essa resolução regulamenta a
prescrição dietética, pelo nutricionista, de
suplementos nutricionais.
RESOLUÇÃO CFN N° 390/2006
Art .2º. Respeitados os níveis máximos de
segurança, regulamentados pela ANVISA ...como
“Tolerable Upper Intake Levels(UL)”, ou seja,
Limite de Ingestão Máxima Tolerável,... poderá ser
realizada nos seguintes casos:
I-estados fisiológicos específicos;
II- estados patológicos; e
III- alterações metabólicas .
RESOLUÇÃO CFN N° 390/2006
Art. 4º. O nutricionista, ao realizar a prescrição
dietética de suplementos nutricionais deverá:
I- considerar o individuo globalmente,
respeitando suas condições clínicas, sócio-
econômicas, culturais e religiosas;
III- avaliar quais nutrientes possam eventualmente
estar em falta no organismo por deficiência de
consumo ou distúrbios na biodisponibilidade;
 Os suplementos são indicados para pessoas
que necessitam de mais nutrientes como,
carboidratos, proteínas e vitaminas, além das que
são consumidas nas refeições diárias.
SUPLEMENTAÇÃO E ATIVIDADE FÍSICA
 Suplementos são indicados a
praticantes de atividade física
como, atletas ou pessoas que
desejam ganhar massa muscular,
perder peso ou que simplesmente
necessitam de uma dieta
específica para melhorar seu
estado de saúde.
SUPLEMENTAÇÃO E ATIVIDADE FÍSICA
OS SUPLEMENTOS PODEM E DEVEM
SER UTILIZADOS QUANDO:
 Há uma dificuldade em ingerir as calorias suficientes
para repor o que o atleta gasta durante o treino ou
competição;
 Primeiramente o nutricionista deve investigar o hábito
alimentar do esportista;
 Após este levantamento é feito o cálculo
de quanto o atleta consome de nutrientes e
qual o gasto estimado diário contando com
o exercício.
OS SUPLEMENTOS PODEM E DEVEM
SER UTILIZADOS QUANDO:
 Na hora de determinar o que e quanto uma
pessoa vai tomar de suplemento:
 é fundamental saber se
ela está desprovida de
algum nutriente, se a
atividade que
desempenha envolve
força, e qual o tempo e a
intensidade do exercício.
 Siga orientação de um nutricionista e só use suplementos que
são registrados no Ministério da Saúde e seguem um rígido controle
de qualidade. Todas as embalagens devem conter a descrição
detalhada do produto, bem
como sugestões de uso e eventuais restrições. Todos os produtos
devem conter o contato do fornecedor.
Que cuidados devo ter ao fazer o uso de
suplementos?
 O suplemento alimentar é um reforço à sua dieta, enquanto
anabolizantes esteróides sintéticos são substâncias cujo uso está
restrito à prescrição médica e impacta no nível hormonal do nosso
organismo,trazendo diversas consequências a nossa saúde.
 Suplemento apenas fornece o que não temos tempo para obter na
alimentação completa,rica e balanceada.Suplemento não faz milagres.
Qual é a diferença de anabolizante sintéticos e
suplementos?
DIFERENÇAS ENTRE SUPLEMENTOS E
ANABOLIZANTES
EFEITOS COLATERAIS
PESQUISAS EM
SUPLEMENTAÇÃO
- RIO DE JANEIRO
88 do sexo
masculino ;
72 do sexo feminino
-160
indivíduos
• 13 e 47 anos, sendo 89,4%
menores de 30 anos.
PESQUISAS EM
SUPLEMENTAÇÃO
- RIO DE JANEIRO
 O objetivo da prática do
exercício era principalmente
“a busca do
condicionamento físico” e a
“hipertrofia muscular”. Em
menor freqüência foram
citados “o emagrecimento”,
“prazer” e “necessidade da
profissão”.
PESQUISAS EM
SUPLEMENTAÇÃO
- RIO DE JANEIRO
Cento e vinte e cinco indivíduos (78%) nunca
receberam orientação de um nutricionista;
PESQUISAS EM
SUPLEMENTAÇÃO
- RIO DE JANEIRO
 51 indivíduos, ou seja, 32% faziam uso de
algum tipo de suplemento e 109 não (68%).
 125 ou (78%)
nunca receberam
orientação de um
nutricionista .
 35 já foram
atendidos alguma
vez.
PESQUISAS EM
SUPLEMENTAÇÃO
- RIO DE JANEIRO
 34 disseram que alcançaram o efeito desejado;
15 disseram que não;
 2 que ainda não.
‘
PESQUISAS EM
SUPLEMENTAÇÃO
- RIO DE JANEIRO
Dos 51 usuários de
suplementos:32 disseram ter recebido
alguma orientação para esta
prática;
13 receberam de profissionais
de saúde (9 de médicos e 4 de
nutricionistas).
os demais de “instrutores”,
“amigos.
Alguns indivíduos relataram que além do efeito
desejado obtiveram também outros resultados:
mais disposição e resistência;
mais saúde e confiança em si
mesmos; problemas renais e
hepáticos;
diminuição do desempenho sexual;
tonteira, enjôos;
irritação ;
insônia ;
 acne.
PESQUISAS EM
SUPLEMENTAÇÃO
- RIO DE JANEIRO
PESQUISAS EM
SUPLEMENTAÇÃO
- SÃO PAULO
201 jovens entre 15 e 25
anos.84 do sexo masculino – 64 usuários- 20 não-
usuários;
117 do feminino – 59 usuárias - 58 não-usuárias;
106 são adolescentes de 15 a 19 anos (71
usuários e 35 não-usuários).
95 adultos jovens de 20 a 25 anos (52 usuários
e 43 não-usuários)
Homens consomem mais suplementos que as
mulheres.
61,2% usam suplementos;
Os adolescentes tendem a utilizar mais que os
adultos jovens
 59% responderam que
não consumiriam um
suplemento;
PESQUISAS EM
SUPLEMENTAÇÃO
- SÃO PAULO
O mercado dos suplementos
alimentares, segundo a revista Época
movimentou no ano 2000 em torno de
500 milhões de dólares e atualmente
no
Brasil já chega a
1,5 bilhões
de dólares.
SAIBA MAIS
Assista agora o vídeo com a nutricionista
especialista em Nutrição do Esporte:
https://www.youtube.com/watch?v=zXG
F3josEOw
REFERÊNCIAS
ROCHA, L. P. da; PEREIRA, M. V. L.; Consumo de suplementos
Nutricionais por praticantes de exercícios físicos em academias. Rev.
Nutri., Campinas, 11(1): 76- 82, jan./jun., 1998.
BRAGGION, G. F.; Suplementação alimentar na atividade física e no
esporte – Aspectos legais na conduta do Nutricionista.
BARBOSA, C. V. da S. et al. Suplementação nutricional para atletas:
Conhecimentos de estudantes de graduação de nutrição. FIEP BULLETIN-
Paraíba. Vol. 81,2011.
Resolução CFN No. 390/2006:
http://www.crn2.org.br/pdf/resolucoes/resolucoes1283539192.pdf
Professor de educação física não deve
prescrever nada, senão se torna um
desvio de função. Nós trabalhamos
com prevenção, o nutricionista atua
com alimentos e o fisioterapeuta, com
patologias"
Flavio Delmanto,
presidente do Cref/SP
SAIBA MAI

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Relatório de UAN ( Hospital Caridade )
Relatório de UAN ( Hospital Caridade )Relatório de UAN ( Hospital Caridade )
Relatório de UAN ( Hospital Caridade )
cristiane1981
 
Sedentarismo
SedentarismoSedentarismo
Sedentarismo
Adriano Jesus
 
Imc power-point
Imc power-pointImc power-point
Imc power-point
Turma EFA
 
Alimentação e qualidade de vida
Alimentação e qualidade de vidaAlimentação e qualidade de vida
Alimentação e qualidade de vida
Katiucia Ferreira
 
Transtornos alimentares
Transtornos alimentaresTranstornos alimentares
Transtornos alimentares
Caio Maximino
 
01 noções básicas de nutrição e dietética
01 noções básicas de nutrição e dietética01 noções básicas de nutrição e dietética
01 noções básicas de nutrição e dietética
Eliane Cristina
 
Nutrição esportiva
Nutrição esportivaNutrição esportiva
Nutrição esportiva
Renata Jardim
 
Transtornos alimentares
Transtornos alimentaresTranstornos alimentares
Transtornos alimentares
Roberta Araujo
 
Benefícios relacionados à atividade física
Benefícios relacionados à atividade físicaBenefícios relacionados à atividade física
Benefícios relacionados à atividade física
Romero Vitor
 
Hábitos Alimentares Para Uma Vida Saudável
Hábitos Alimentares Para Uma Vida SaudávelHábitos Alimentares Para Uma Vida Saudável
Hábitos Alimentares Para Uma Vida Saudável
Alimentação Saudável
 
Nutrição normal e dietética: alimentação do adolescente é da gestante
Nutrição normal e dietética: alimentação do adolescente é da gestanteNutrição normal e dietética: alimentação do adolescente é da gestante
Nutrição normal e dietética: alimentação do adolescente é da gestante
KetlenBatista
 
Slide história da educação física-blog
Slide história da educação física-blogSlide história da educação física-blog
Slide história da educação física-blog
estudosacademicospedag
 
Atividade Física e Qualidade de Vida
Atividade Física e Qualidade de VidaAtividade Física e Qualidade de Vida
Atividade Física e Qualidade de Vida
Thelsy
 
Livro dietas hospitalares pdf
Livro dietas hospitalares pdfLivro dietas hospitalares pdf
Livro dietas hospitalares pdf
Marcela Cardoso
 
Suplementos alimentares 7ª série
Suplementos alimentares 7ª sérieSuplementos alimentares 7ª série
Suplementos alimentares 7ª série
aluisiobraga
 
PNAE
 PNAE PNAE
Educação Física e saúde e nutrição.
Educação Física e saúde e nutrição.Educação Física e saúde e nutrição.
Educação Física e saúde e nutrição.
Nicole Gouveia
 
Vida saudavel
Vida saudavelVida saudavel
Vida saudavel
Alinebrauna Brauna
 
Atividade física-e-saúde-slides-3
Atividade física-e-saúde-slides-3Atividade física-e-saúde-slides-3
Atividade física-e-saúde-slides-3
Isabel Teixeira
 
Nutricao esportiva
Nutricao esportivaNutricao esportiva
Nutricao esportiva
Claudio Pereira
 

Mais procurados (20)

Relatório de UAN ( Hospital Caridade )
Relatório de UAN ( Hospital Caridade )Relatório de UAN ( Hospital Caridade )
Relatório de UAN ( Hospital Caridade )
 
Sedentarismo
SedentarismoSedentarismo
Sedentarismo
 
Imc power-point
Imc power-pointImc power-point
Imc power-point
 
Alimentação e qualidade de vida
Alimentação e qualidade de vidaAlimentação e qualidade de vida
Alimentação e qualidade de vida
 
Transtornos alimentares
Transtornos alimentaresTranstornos alimentares
Transtornos alimentares
 
01 noções básicas de nutrição e dietética
01 noções básicas de nutrição e dietética01 noções básicas de nutrição e dietética
01 noções básicas de nutrição e dietética
 
Nutrição esportiva
Nutrição esportivaNutrição esportiva
Nutrição esportiva
 
Transtornos alimentares
Transtornos alimentaresTranstornos alimentares
Transtornos alimentares
 
Benefícios relacionados à atividade física
Benefícios relacionados à atividade físicaBenefícios relacionados à atividade física
Benefícios relacionados à atividade física
 
Hábitos Alimentares Para Uma Vida Saudável
Hábitos Alimentares Para Uma Vida SaudávelHábitos Alimentares Para Uma Vida Saudável
Hábitos Alimentares Para Uma Vida Saudável
 
Nutrição normal e dietética: alimentação do adolescente é da gestante
Nutrição normal e dietética: alimentação do adolescente é da gestanteNutrição normal e dietética: alimentação do adolescente é da gestante
Nutrição normal e dietética: alimentação do adolescente é da gestante
 
Slide história da educação física-blog
Slide história da educação física-blogSlide história da educação física-blog
Slide história da educação física-blog
 
Atividade Física e Qualidade de Vida
Atividade Física e Qualidade de VidaAtividade Física e Qualidade de Vida
Atividade Física e Qualidade de Vida
 
Livro dietas hospitalares pdf
Livro dietas hospitalares pdfLivro dietas hospitalares pdf
Livro dietas hospitalares pdf
 
Suplementos alimentares 7ª série
Suplementos alimentares 7ª sérieSuplementos alimentares 7ª série
Suplementos alimentares 7ª série
 
PNAE
 PNAE PNAE
PNAE
 
Educação Física e saúde e nutrição.
Educação Física e saúde e nutrição.Educação Física e saúde e nutrição.
Educação Física e saúde e nutrição.
 
Vida saudavel
Vida saudavelVida saudavel
Vida saudavel
 
Atividade física-e-saúde-slides-3
Atividade física-e-saúde-slides-3Atividade física-e-saúde-slides-3
Atividade física-e-saúde-slides-3
 
Nutricao esportiva
Nutricao esportivaNutricao esportiva
Nutricao esportiva
 

Destaque

Suplementação
Suplementação Suplementação
Suplementação
Arícia Motta Nutrição
 
Nutriçao.. esportiva
 Nutriçao.. esportiva Nutriçao.. esportiva
Nutriçao.. esportiva
elcinho
 
Nutrição Desportiva
Nutrição DesportivaNutrição Desportiva
Nutrição Desportiva
ccomunicaqui
 
Nutrição esportiva e suplementação FV
Nutrição esportiva e suplementação FVNutrição esportiva e suplementação FV
Nutrição esportiva e suplementação FV
Arícia Motta Nutrição
 
Nutrição Esportiva / Sports Nutrition
Nutrição Esportiva / Sports NutritionNutrição Esportiva / Sports Nutrition
Nutrição Esportiva / Sports Nutrition
Milton Marcelo
 
Anabolizante x Suplementos
Anabolizante x SuplementosAnabolizante x Suplementos
Anabolizante x Suplementos
Suplementaria
 
Alimentação, saúde e exercício físico
Alimentação, saúde e  exercício físicoAlimentação, saúde e  exercício físico
Alimentação, saúde e exercício físico
Marcelo Souza
 
NUTRIÇÃO APLICADA A MUSCULAÇÃO
NUTRIÇÃO APLICADA A MUSCULAÇÃONUTRIÇÃO APLICADA A MUSCULAÇÃO
NUTRIÇÃO APLICADA A MUSCULAÇÃO
marcostrainer7
 
A importância da alimentação na atividade física.
A importância da alimentação na atividade física.A importância da alimentação na atividade física.
A importância da alimentação na atividade física.
Selma Brunetti Silva
 
Nutrição esportiva
Nutrição esportivaNutrição esportiva
Nutrição esportiva
Matheus Dutra
 
Estratégias nutricionais para o ganho de massa muscular
Estratégias nutricionais para o ganho de massa muscularEstratégias nutricionais para o ganho de massa muscular
Estratégias nutricionais para o ganho de massa muscular
Arícia Motta Nutrição
 
Nutrição e atividade física
Nutrição e atividade físicaNutrição e atividade física
Nutrição e atividade física
Andre Rui Dorta
 
NutriçãO E Capacidades FíSicas 2003
NutriçãO E Capacidades FíSicas 2003NutriçãO E Capacidades FíSicas 2003
NutriçãO E Capacidades FíSicas 2003
EmidioFilipe
 
Atividade fisica, aptidão física e saúde
Atividade fisica, aptidão física e saúdeAtividade fisica, aptidão física e saúde
Atividade fisica, aptidão física e saúde
washington carlos vieira
 
Atividade de diagnóstico ed. física 2012
Atividade de diagnóstico ed. física 2012Atividade de diagnóstico ed. física 2012
Atividade de diagnóstico ed. física 2012
josivaldopassos
 
Suplementos Nutricionais - Babosa (Aloe Vera)
Suplementos Nutricionais - Babosa (Aloe Vera)Suplementos Nutricionais - Babosa (Aloe Vera)
Suplementos Nutricionais - Babosa (Aloe Vera)
Gelvin
 
Creatina, desempenho físico e possíveis efeitos adversos
Creatina, desempenho físico e possíveis efeitos adversos Creatina, desempenho físico e possíveis efeitos adversos
Creatina, desempenho físico e possíveis efeitos adversos
João Gabriel Rodrigues
 
Rede credenciada Smile Saúde
Rede credenciada Smile SaúdeRede credenciada Smile Saúde
Rede credenciada Smile Saúde
Alyson David
 
Creatina - Efeitos da creatina
Creatina - Efeitos da creatinaCreatina - Efeitos da creatina
Creatina - Efeitos da creatina
Comprar Creatina
 
Recursos ergogênicos em educação física
Recursos ergogênicos em educação físicaRecursos ergogênicos em educação física
Recursos ergogênicos em educação física
washington carlos vieira
 

Destaque (20)

Suplementação
Suplementação Suplementação
Suplementação
 
Nutriçao.. esportiva
 Nutriçao.. esportiva Nutriçao.. esportiva
Nutriçao.. esportiva
 
Nutrição Desportiva
Nutrição DesportivaNutrição Desportiva
Nutrição Desportiva
 
Nutrição esportiva e suplementação FV
Nutrição esportiva e suplementação FVNutrição esportiva e suplementação FV
Nutrição esportiva e suplementação FV
 
Nutrição Esportiva / Sports Nutrition
Nutrição Esportiva / Sports NutritionNutrição Esportiva / Sports Nutrition
Nutrição Esportiva / Sports Nutrition
 
Anabolizante x Suplementos
Anabolizante x SuplementosAnabolizante x Suplementos
Anabolizante x Suplementos
 
Alimentação, saúde e exercício físico
Alimentação, saúde e  exercício físicoAlimentação, saúde e  exercício físico
Alimentação, saúde e exercício físico
 
NUTRIÇÃO APLICADA A MUSCULAÇÃO
NUTRIÇÃO APLICADA A MUSCULAÇÃONUTRIÇÃO APLICADA A MUSCULAÇÃO
NUTRIÇÃO APLICADA A MUSCULAÇÃO
 
A importância da alimentação na atividade física.
A importância da alimentação na atividade física.A importância da alimentação na atividade física.
A importância da alimentação na atividade física.
 
Nutrição esportiva
Nutrição esportivaNutrição esportiva
Nutrição esportiva
 
Estratégias nutricionais para o ganho de massa muscular
Estratégias nutricionais para o ganho de massa muscularEstratégias nutricionais para o ganho de massa muscular
Estratégias nutricionais para o ganho de massa muscular
 
Nutrição e atividade física
Nutrição e atividade físicaNutrição e atividade física
Nutrição e atividade física
 
NutriçãO E Capacidades FíSicas 2003
NutriçãO E Capacidades FíSicas 2003NutriçãO E Capacidades FíSicas 2003
NutriçãO E Capacidades FíSicas 2003
 
Atividade fisica, aptidão física e saúde
Atividade fisica, aptidão física e saúdeAtividade fisica, aptidão física e saúde
Atividade fisica, aptidão física e saúde
 
Atividade de diagnóstico ed. física 2012
Atividade de diagnóstico ed. física 2012Atividade de diagnóstico ed. física 2012
Atividade de diagnóstico ed. física 2012
 
Suplementos Nutricionais - Babosa (Aloe Vera)
Suplementos Nutricionais - Babosa (Aloe Vera)Suplementos Nutricionais - Babosa (Aloe Vera)
Suplementos Nutricionais - Babosa (Aloe Vera)
 
Creatina, desempenho físico e possíveis efeitos adversos
Creatina, desempenho físico e possíveis efeitos adversos Creatina, desempenho físico e possíveis efeitos adversos
Creatina, desempenho físico e possíveis efeitos adversos
 
Rede credenciada Smile Saúde
Rede credenciada Smile SaúdeRede credenciada Smile Saúde
Rede credenciada Smile Saúde
 
Creatina - Efeitos da creatina
Creatina - Efeitos da creatinaCreatina - Efeitos da creatina
Creatina - Efeitos da creatina
 
Recursos ergogênicos em educação física
Recursos ergogênicos em educação físicaRecursos ergogênicos em educação física
Recursos ergogênicos em educação física
 

Semelhante a SUPLEMENTAÇÃO E ATIVIDADE FÍSICA

Apostila de Educação Física 2013
Apostila de Educação Física 2013Apostila de Educação Física 2013
Apostila de Educação Física 2013
bgripp
 
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação FísicaBruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
bgripp
 
Apostila 2013- Bruno Gripp
Apostila 2013- Bruno GrippApostila 2013- Bruno Gripp
Apostila 2013- Bruno Gripp
bgripp
 
Alimentação e qualidade de vida
Alimentação e qualidade de vidaAlimentação e qualidade de vida
Alimentação e qualidade de vida
Edvaldo S. Júnior
 
Catalogo de Produtos | 2019
Catalogo de Produtos | 2019Catalogo de Produtos | 2019
Catalogo de Produtos | 2019
Elton Ranieri
 
Coquetel
CoquetelCoquetel
Coquetel
allle1989
 
Coquetel
CoquetelCoquetel
Coquetel
allle1989
 
Impulsiona 2018.11-alimentacaosaudavel
Impulsiona 2018.11-alimentacaosaudavelImpulsiona 2018.11-alimentacaosaudavel
Impulsiona 2018.11-alimentacaosaudavel
AnatliaMiranda
 
Coquetel2008
Coquetel2008Coquetel2008
Coquetel2008
gerardo
 
Nutrição
NutriçãoNutrição
Nutrição
Eduarda Cortina
 
Alimentação da vida
Alimentação da vidaAlimentação da vida
Alimentação da vida
Pedro Kangombe
 
Nutrição desequilibrada
Nutrição desequilibrada Nutrição desequilibrada
Nutrição desequilibrada
KamilaSargs
 
As repórteres alimentação saudavel 29-05-13
As repórteres  alimentação saudavel 29-05-13As repórteres  alimentação saudavel 29-05-13
As repórteres alimentação saudavel 29-05-13
CarinaaC
 
Nutrição Esportiva: atuação do nutricionista em consultório
Nutrição Esportiva: atuação do nutricionista em consultórioNutrição Esportiva: atuação do nutricionista em consultório
Nutrição Esportiva: atuação do nutricionista em consultório
crn8
 
Suplementação e estética: uma visão nutricional
Suplementação e estética: uma visão nutricionalSuplementação e estética: uma visão nutricional
Suplementação e estética: uma visão nutricional
Arícia Motta Nutrição
 
Ciências Naturais 9º Ano - O que é uma alimentação saudável - Alimentos e nut...
Ciências Naturais 9º Ano - O que é uma alimentação saudável - Alimentos e nut...Ciências Naturais 9º Ano - O que é uma alimentação saudável - Alimentos e nut...
Ciências Naturais 9º Ano - O que é uma alimentação saudável - Alimentos e nut...
LusaCosta19
 
Os efeitos negativos do consumo alimentar
Os efeitos negativos do consumo alimentarOs efeitos negativos do consumo alimentar
Os efeitos negativos do consumo alimentar
Tiago Teixeira
 
Trabalho de ciências
Trabalho de ciênciasTrabalho de ciências
Trabalho de ciências
Davi Carneiro
 
Apresentação Herbalife
Apresentação HerbalifeApresentação Herbalife
Apresentação Herbalife
Anderson Pinheiro
 
Suplementos nutricionais
Suplementos nutricionaisSuplementos nutricionais
Suplementos nutricionais
Felipe Figueiredo da Silva
 

Semelhante a SUPLEMENTAÇÃO E ATIVIDADE FÍSICA (20)

Apostila de Educação Física 2013
Apostila de Educação Física 2013Apostila de Educação Física 2013
Apostila de Educação Física 2013
 
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação FísicaBruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
 
Apostila 2013- Bruno Gripp
Apostila 2013- Bruno GrippApostila 2013- Bruno Gripp
Apostila 2013- Bruno Gripp
 
Alimentação e qualidade de vida
Alimentação e qualidade de vidaAlimentação e qualidade de vida
Alimentação e qualidade de vida
 
Catalogo de Produtos | 2019
Catalogo de Produtos | 2019Catalogo de Produtos | 2019
Catalogo de Produtos | 2019
 
Coquetel
CoquetelCoquetel
Coquetel
 
Coquetel
CoquetelCoquetel
Coquetel
 
Impulsiona 2018.11-alimentacaosaudavel
Impulsiona 2018.11-alimentacaosaudavelImpulsiona 2018.11-alimentacaosaudavel
Impulsiona 2018.11-alimentacaosaudavel
 
Coquetel2008
Coquetel2008Coquetel2008
Coquetel2008
 
Nutrição
NutriçãoNutrição
Nutrição
 
Alimentação da vida
Alimentação da vidaAlimentação da vida
Alimentação da vida
 
Nutrição desequilibrada
Nutrição desequilibrada Nutrição desequilibrada
Nutrição desequilibrada
 
As repórteres alimentação saudavel 29-05-13
As repórteres  alimentação saudavel 29-05-13As repórteres  alimentação saudavel 29-05-13
As repórteres alimentação saudavel 29-05-13
 
Nutrição Esportiva: atuação do nutricionista em consultório
Nutrição Esportiva: atuação do nutricionista em consultórioNutrição Esportiva: atuação do nutricionista em consultório
Nutrição Esportiva: atuação do nutricionista em consultório
 
Suplementação e estética: uma visão nutricional
Suplementação e estética: uma visão nutricionalSuplementação e estética: uma visão nutricional
Suplementação e estética: uma visão nutricional
 
Ciências Naturais 9º Ano - O que é uma alimentação saudável - Alimentos e nut...
Ciências Naturais 9º Ano - O que é uma alimentação saudável - Alimentos e nut...Ciências Naturais 9º Ano - O que é uma alimentação saudável - Alimentos e nut...
Ciências Naturais 9º Ano - O que é uma alimentação saudável - Alimentos e nut...
 
Os efeitos negativos do consumo alimentar
Os efeitos negativos do consumo alimentarOs efeitos negativos do consumo alimentar
Os efeitos negativos do consumo alimentar
 
Trabalho de ciências
Trabalho de ciênciasTrabalho de ciências
Trabalho de ciências
 
Apresentação Herbalife
Apresentação HerbalifeApresentação Herbalife
Apresentação Herbalife
 
Suplementos nutricionais
Suplementos nutricionaisSuplementos nutricionais
Suplementos nutricionais
 

Mais de Laerson Psico

lactobacilos
lactobaciloslactobacilos
lactobacilos
Laerson Psico
 
MUCOSA BUCAL
MUCOSA BUCALMUCOSA BUCAL
MUCOSA BUCAL
Laerson Psico
 
CARBOIDRATOS
CARBOIDRATOSCARBOIDRATOS
CARBOIDRATOS
Laerson Psico
 
Equoterapia
Equoterapia Equoterapia
Equoterapia
Laerson Psico
 
salto com vara
salto com varasalto com vara
salto com vara
Laerson Psico
 
KARATÊ
KARATÊKARATÊ
KARATÊ
Laerson Psico
 

Mais de Laerson Psico (6)

lactobacilos
lactobaciloslactobacilos
lactobacilos
 
MUCOSA BUCAL
MUCOSA BUCALMUCOSA BUCAL
MUCOSA BUCAL
 
CARBOIDRATOS
CARBOIDRATOSCARBOIDRATOS
CARBOIDRATOS
 
Equoterapia
Equoterapia Equoterapia
Equoterapia
 
salto com vara
salto com varasalto com vara
salto com vara
 
KARATÊ
KARATÊKARATÊ
KARATÊ
 

SUPLEMENTAÇÃO E ATIVIDADE FÍSICA

  • 1. SUPLEMENTAÇÃO E ATIVIDADE FÍSICA CENTRO UNIVERSITARIO UNINOVAFAPI CURSO: BACHARELADO EM EDUCAÇÃO FÍSICA DISCIPLINA: TÓPICOS GERAIS II PROFESSORA: ÂNGELA VASCONCELOS TURNO: NOITE ANTONIO JULIANO DIANA VENÇÃO JOYCE EVANGELIST JOCELANDRA LOPE LAERSON SOARES
  • 2. Por definição, suplementos nutricionais são alimentos que servem para complementar com calorias e ou nutrientes a dieta diária de uma pessoa saudável, nos casos em que sua ingestão, a partir da alimentação, seja insuficiente, ou quando a dieta requer suplementação (RESOLUÇÃO CFN N° 380/2005).
  • 3. Ação ou efeito de suplementar, de complementar, de suprir o que está em falta: SUPLEMENTAÇÃO  Suplementação alimentar;  Suplementação de verba;  Suplementação de vitaminas.
  • 4. NUTRIÇÃO, ALIMENTOS E NUTRIENTES  Alimento é tudo aquilo que é ingerido com o intuito de saciar a fome.  Nutrição é um processo biológico em que os organismos, utilizando-se de alimentos, assimilam nutrientes para a realização de suas funções vitais.
  • 5. NUTRIÇÃO, ALIMENTOS E NUTRIENTES  O alimento, além de necessidade biológica, é também sistema de sentidos e significados políticos, religiosos, éticos e estéticos.
  • 6. NUTRIÇÃO, ALIMENTOS E NUTRIENTES  Os apetites, distintos da fome, expressam os variados desejos humanos cuja satisfação não se restringe ao trajeto do alimento do prato à boca, mas se materializa em hábitos, costumes, tradições, rituais, etiquetas - enfim, em cultura. (BOURDIEU, 1979; LÉVI- STRAUSS, 1991; CARNEIRO, 2003; LUZ, 2008).
  • 7.
  • 8. MACRONUTRIENTES: carboidratos, proteínas e lipídios; MICRONUTRIENTES: vitaminas e minerais. NUTRIÇÃO, ALIMENTOS E NUTRIENTES Nutrientes são substâncias contidas nos alimentos e que desempenham funções específicas no organismo, sendo divididos em:
  • 9. “...suplementos vitamínicos e/ou de minerais são definidos como alimentos que servem para complementar com nutrientes a dieta diária de uma pessoa saudável, em casos onde a sua ingestão, a partir da alimentação, seja insuficiente ou quando a dieta requerer suplementação...” PORTARIA 32/98- MINISTÉRIO DA SAÚDE MAS, AFINAL, PARA QUE SERVEM OS SUPLEMENTOS ALIMENTARES?
  • 10. MAS, AFINAL, O QUE SÃO SUPLEMENTOS ALIMENTARES? 1 – HIDROELETROLÍTICOS 2 – ENERGÉTICOS 3 – PROTEICOS 4 – COMPLEMENTOS DE CREATINA 5 – SUPLEMENTOS PARA SUBSTITUIÇÃO PARCIAL DE REFEIÇÕES 6 – BEBIDAS COM CAFEÍNA
  • 11. CRITÉRIOS PARA ESCOLHA “Se existe validade científica na área da Nutrição Esportiva Se as pesquisas desenvolvidas com o produto foram de qualidade realmente científica  Se existe conseqüências para a saúde do indivíduo ” (ACSM, ADA, DIETITIANS OF CANADA, 2000)
  • 12.  preparações destinadas a complementar a dieta e que podem estar faltando em nosso organismo ou não podem ser consumida em quantidade suficiente na dieta de uma pessoa. MAS, AFINAL, O QUE SÃO SUPLEMENTOS ALIMENTARES?
  • 13.  Só podem ser recomendados por médicos ou nutricionistas. QUEM PODE TOMAR ? QUEM PRESCREVE?  O profissional de educação física não deve prescrever nada, senão se torna um desvio de função.
  • 14. E dever do nutricionista utilizar, todos os recursos disponíveis cientificamente comprovados de diagnostico e tratamento nutricionais a seu alcance em favor dos indivíduos e coletividade sob sua responsabilidade profissional. RESOLUÇÃO CFN N° 390/2006 ART 1º: Essa resolução regulamenta a prescrição dietética, pelo nutricionista, de suplementos nutricionais.
  • 15. RESOLUÇÃO CFN N° 390/2006 Art .2º. Respeitados os níveis máximos de segurança, regulamentados pela ANVISA ...como “Tolerable Upper Intake Levels(UL)”, ou seja, Limite de Ingestão Máxima Tolerável,... poderá ser realizada nos seguintes casos: I-estados fisiológicos específicos; II- estados patológicos; e III- alterações metabólicas .
  • 16. RESOLUÇÃO CFN N° 390/2006 Art. 4º. O nutricionista, ao realizar a prescrição dietética de suplementos nutricionais deverá: I- considerar o individuo globalmente, respeitando suas condições clínicas, sócio- econômicas, culturais e religiosas; III- avaliar quais nutrientes possam eventualmente estar em falta no organismo por deficiência de consumo ou distúrbios na biodisponibilidade;
  • 17.  Os suplementos são indicados para pessoas que necessitam de mais nutrientes como, carboidratos, proteínas e vitaminas, além das que são consumidas nas refeições diárias. SUPLEMENTAÇÃO E ATIVIDADE FÍSICA
  • 18.  Suplementos são indicados a praticantes de atividade física como, atletas ou pessoas que desejam ganhar massa muscular, perder peso ou que simplesmente necessitam de uma dieta específica para melhorar seu estado de saúde. SUPLEMENTAÇÃO E ATIVIDADE FÍSICA
  • 19. OS SUPLEMENTOS PODEM E DEVEM SER UTILIZADOS QUANDO:  Há uma dificuldade em ingerir as calorias suficientes para repor o que o atleta gasta durante o treino ou competição;  Primeiramente o nutricionista deve investigar o hábito alimentar do esportista;  Após este levantamento é feito o cálculo de quanto o atleta consome de nutrientes e qual o gasto estimado diário contando com o exercício.
  • 20. OS SUPLEMENTOS PODEM E DEVEM SER UTILIZADOS QUANDO:  Na hora de determinar o que e quanto uma pessoa vai tomar de suplemento:  é fundamental saber se ela está desprovida de algum nutriente, se a atividade que desempenha envolve força, e qual o tempo e a intensidade do exercício.
  • 21.  Siga orientação de um nutricionista e só use suplementos que são registrados no Ministério da Saúde e seguem um rígido controle de qualidade. Todas as embalagens devem conter a descrição detalhada do produto, bem como sugestões de uso e eventuais restrições. Todos os produtos devem conter o contato do fornecedor. Que cuidados devo ter ao fazer o uso de suplementos?  O suplemento alimentar é um reforço à sua dieta, enquanto anabolizantes esteróides sintéticos são substâncias cujo uso está restrito à prescrição médica e impacta no nível hormonal do nosso organismo,trazendo diversas consequências a nossa saúde.  Suplemento apenas fornece o que não temos tempo para obter na alimentação completa,rica e balanceada.Suplemento não faz milagres. Qual é a diferença de anabolizante sintéticos e suplementos?
  • 22. DIFERENÇAS ENTRE SUPLEMENTOS E ANABOLIZANTES
  • 24.
  • 25. PESQUISAS EM SUPLEMENTAÇÃO - RIO DE JANEIRO 88 do sexo masculino ; 72 do sexo feminino -160 indivíduos • 13 e 47 anos, sendo 89,4% menores de 30 anos.
  • 26. PESQUISAS EM SUPLEMENTAÇÃO - RIO DE JANEIRO  O objetivo da prática do exercício era principalmente “a busca do condicionamento físico” e a “hipertrofia muscular”. Em menor freqüência foram citados “o emagrecimento”, “prazer” e “necessidade da profissão”.
  • 27. PESQUISAS EM SUPLEMENTAÇÃO - RIO DE JANEIRO Cento e vinte e cinco indivíduos (78%) nunca receberam orientação de um nutricionista;
  • 28. PESQUISAS EM SUPLEMENTAÇÃO - RIO DE JANEIRO  51 indivíduos, ou seja, 32% faziam uso de algum tipo de suplemento e 109 não (68%).  125 ou (78%) nunca receberam orientação de um nutricionista .  35 já foram atendidos alguma vez.
  • 29. PESQUISAS EM SUPLEMENTAÇÃO - RIO DE JANEIRO  34 disseram que alcançaram o efeito desejado; 15 disseram que não;  2 que ainda não.
  • 30. ‘ PESQUISAS EM SUPLEMENTAÇÃO - RIO DE JANEIRO Dos 51 usuários de suplementos:32 disseram ter recebido alguma orientação para esta prática; 13 receberam de profissionais de saúde (9 de médicos e 4 de nutricionistas). os demais de “instrutores”, “amigos.
  • 31. Alguns indivíduos relataram que além do efeito desejado obtiveram também outros resultados: mais disposição e resistência; mais saúde e confiança em si mesmos; problemas renais e hepáticos; diminuição do desempenho sexual; tonteira, enjôos; irritação ; insônia ;  acne. PESQUISAS EM SUPLEMENTAÇÃO - RIO DE JANEIRO
  • 32. PESQUISAS EM SUPLEMENTAÇÃO - SÃO PAULO 201 jovens entre 15 e 25 anos.84 do sexo masculino – 64 usuários- 20 não- usuários; 117 do feminino – 59 usuárias - 58 não-usuárias; 106 são adolescentes de 15 a 19 anos (71 usuários e 35 não-usuários). 95 adultos jovens de 20 a 25 anos (52 usuários e 43 não-usuários)
  • 33. Homens consomem mais suplementos que as mulheres. 61,2% usam suplementos; Os adolescentes tendem a utilizar mais que os adultos jovens  59% responderam que não consumiriam um suplemento; PESQUISAS EM SUPLEMENTAÇÃO - SÃO PAULO
  • 34. O mercado dos suplementos alimentares, segundo a revista Época movimentou no ano 2000 em torno de 500 milhões de dólares e atualmente no Brasil já chega a 1,5 bilhões de dólares.
  • 35.
  • 36.
  • 37.
  • 38. SAIBA MAIS Assista agora o vídeo com a nutricionista especialista em Nutrição do Esporte: https://www.youtube.com/watch?v=zXG F3josEOw
  • 39. REFERÊNCIAS ROCHA, L. P. da; PEREIRA, M. V. L.; Consumo de suplementos Nutricionais por praticantes de exercícios físicos em academias. Rev. Nutri., Campinas, 11(1): 76- 82, jan./jun., 1998. BRAGGION, G. F.; Suplementação alimentar na atividade física e no esporte – Aspectos legais na conduta do Nutricionista. BARBOSA, C. V. da S. et al. Suplementação nutricional para atletas: Conhecimentos de estudantes de graduação de nutrição. FIEP BULLETIN- Paraíba. Vol. 81,2011. Resolução CFN No. 390/2006: http://www.crn2.org.br/pdf/resolucoes/resolucoes1283539192.pdf
  • 40. Professor de educação física não deve prescrever nada, senão se torna um desvio de função. Nós trabalhamos com prevenção, o nutricionista atua com alimentos e o fisioterapeuta, com patologias" Flavio Delmanto, presidente do Cref/SP