SlideShare uma empresa Scribd logo
Na GravidezNa Gravidez
Alimentação e NutriçãoAlimentação e Nutrição
A saúde das gestantes e de seus bebês depende de
uma nutrição adequada. A nutrição da gestação é,
portanto, decisiva para o curso gestacional. A dieta,
no primeiro trimestre da gestação, é muito
importante para o desenvolvimento e diferenciação
dos diversos órgãos fetais. Já nos trimestres
subsequentes, a dieta está mais envolvida com a
otimização do crescimento e do desenvolvimento
cerebral do feto
Orientações Alimentares para Gestantes
A Segurança no Consumo e Seleção de Alimento
Fatores Alimentares Prejudiciais Para Gesta
Exemplo de Cardápio Para a Gestante
Proteínas, calorias, vitaminas e minerais são
essenciais para o desenvolvimento de um bebê
sadio. Se a mãe ingerir muito ou pouco desses
nutrientes, o desenvolvimento celular pode ser
imperfeito e o bebê pode ficar abaixo do peso.
Orientações Alimentares para Gestantes
Proteínas
As células de um bebê em desenvolvimento são feitas em sua
maioria de proteínas, e as mudanças no organismo da mãe,
particularmente a placenta, requerem proteínas. Se ela não
ingere carne ou produtos lácteos, deve consultar um
nutricionista para assegurar a ingestão adequada de proteínas
provenientes de outros alimentos.
Para que as proteínas exerçam seu papel, o organismo precisa
de uma quantidade adequada de calorias. Se isso não
acontecer, o corpo irá usar as proteínas como forma de
energia, ao invés de aproveitá-las para a formação celular. São
necessárias 300 calorias adicionais na dieta da gestante por dia
para garantir um desenvolvimento perfeito do bebê.
carboidratos
Os carboidratos devem ser a fonte primária dessa energia
adicional. Eles são rapidamente e eficientemente convertidos
em energia. O bebê cresce a cada minuto durante 280 dias, e
necessita de um suprimento de energia. Os alimentos ricos em
gorduras também podem ser usados para a obtenção de
energia, mas os carboidratos é que são os combustíveis
perfeitos para o cérebro e sistema nervoso, e são considerados
o combustível para a vida humana.
vitaminas
As vitaminas são nutrientes necessários para a maioria das
funções orgânicas. Todas as vitaminas são importantes durante
a gestação e a maioria delas pode ser obtida através de uma
alimentação balanceada. Uma vitamina especialmente
importante, tanto no período anterior quanto durante a gestação
é o ácido fólico. Essa vitamina do complexo B pode prevenir
defeitos no tubo neural no desenvolvimento do bebê.
O médico deve prescrever um suplemento pré-natal, que irá
disponibilizar o aporte suficiente de todas as vitaminas e
minerais necessários durante o período, mas isto não deve ser
considerado um substituto ao programa alimentar adequado. E
a mãe nunca deve ingerir suplementos que não sejam
prescritos pelo médico, pois o consumo excessivo de certos
nutrientes pode ser prejudicial ao bebê.
Minerais
Os minerais também desempenham papéis importantes no
organismo. Dois deles são essenciais durante a gestação:
cálcio e ferro. Se eles não forem consumidos na quantidade
adequada, o bebê usará o cálcio dos ossos da mãe e o ferro do
sangue da mãe, e a mãe não pode suportar esta situação.
Por ser difícil de atingir o requerimento de ferro durante a
gestação, muitos médicos prescrevem suplementos, em adição
a uma dieta rica no mineral, que inclui carne vermelha, fígado,
vegetais de folhas verdes, legumes, leguminosas e cereais
fortificados.
Os requerimentos de cálcio são atingidos mediante a inclusão,
na dieta, de 3 a 4 porções de leite e derivados. Nos casos de
intolerância à lactose, podem ser usados leites reduzidos em
lactose, suco fortificado ou leite de soja. Outras fontes de cálcio
são: sardinhas, tofu preparado com cálcio vegetais de folhas
verde-escuras, figo seco, legumes e brócolis.
A Segurança no Consumo e Seleção de Alimentos
Consumir alimentos de procedência segura é sempre
importante, mas durante a gestação é primordial. Para
gestantes, as intoxicações alimentares são graves porque os
vômitos freqüentes e a diarréia podem resultar em
desidratação, perda de nutrientes e desbalanço hídrico.
Para evitar esse tipo de problema, siga sempre
essas regras:
– lave suas mãos com sabão e água quente por pelo menos 20
segundos antes de manusear alimentos e entre preparações
que envolvam carnes cruas;
– lave bem frutas e vegetais antes de cozinhar ou comer e
despreze folhas soltas;
– não deixe alimentos cozidos contendo carne, frango peixe,
ovos ou laticínios em temperatura ambiente por mais de 2
horas;
– não consuma carne, frango, alimentos do mar ou ovos crus, e
ainda evite queijos macios, como brie ou camembert;
– não consuma leite ou sucos industrializados não
pasteurizados;
– lave bem todas as superfícies e utensílios que entrem em
contato com carne, peixe ou frango crus;
– renove freqüentemente esponjas e panos de prato;
– quando tiver dúvida, jogue fora alimentos suspeitos de
contaminação. E não confie somente no cheiro e aparência,
algumas bactérias nocivas podem não interferir neles;
– não compre ovos, carnes, aves ou alimentos do mar que não
estejam devidamente refrigerados;
– não descongele a comida em temperatura ambiente, utilize a
geladeira para isso;
– certifique-se que sua geladeira está com boa regulação de
temperatura.
Fatores Alimentares Prejudiciais Para Gestantes
ALCOOL: Demonstrou-se que o consumo de álcool durante a
gestação esta associado a um padrão alterado de crescimento
e desenvolvimento em filhos de mães que bebem, sendo
classificado como a “sindrome alcóolica fetal”. O álcool
atravessa a placenta e entra na corrente sangüínea fetal na
mesma concentração que no sangue materno. Contudo, o feto
e desprovido da enzima alcool-desidrogenase, que metaboliza
o álcool no organismo. Desse modo, os efeitos prejudiciais do
mesmo tem um período de atividade muito mais longo no feto
que no adulto. Visto que não foi estabelecido um nível seguro
de ingestão de álcool, as mulheres devem ser estimuladas a
abster-se durante toda a gravidez.
CAFEINA: Embora a toxicidade da cafeína não tenha ainda
sido estabelecida para os fetos em humanos, sabe-se que ela
atravessa a placenta e por esta razão pode ser prejudicial para
o feto em desenvolvimento. Aconselha-se as gestantes a
evitarem a cafeína ou a usa-la moderadamente ate a conclusão
de novos estudos. O café, o chá, o cacau e as bebidas a base
de cola contem cafeína.
ADOCANTES: A sacarina, o manitol, o xilitol, o aspartame e
outros edulcorantes artificiais foram submetidos a um estudo
cuidadoso nos últimos anos. Foi relatado que a freqüência de
abortos espontâneos em população humana não esta
associada com a ingestão de qualquer substituto de açúcar.
Entretanto, como a sacarina se mostrou carcinogênica em
ratas, parece adequada a moderação de seu uso. De qualquer
forma, estudos ainda estão sendo realizados nesta área. O
melhor e consultar o médico antes de fazer uso de qualquer
adoçante artificial.
EXEMPLO DE CARDÁPIO
PARA GESTANTES
A gestação determina um aumento das necessidades
nutricionais da futura mãe não só para corresponder as suas
necessidades, como também as do feto. Embora uma mãe
desnutrida possa gerar uma criança sadia, estudos de nutrição
em mulheres durante a gestação tem mostrado uma relação
definitiva entre a dieta da mãe e as condições do bebe ao
nascer.
É recomendada uma quota energética adicional diária de 300
calorias para satisfazer o gasto energético da gestante. A
ingestão de todos os nutrientes deve ser aumentada. Segue
abaixo uma relação dos tipos de alimentos e a quantidade a ser
consumida diariamente:
DESJEJUM
1 xícara de café ½ copo de leite ou iogurte
2 fatias de pão integral ou 1 pão francês ou 4
bolachas tipo água e sal ou 4 torradas pequenas
2 fatias médias de queijo fresco magro ou 2
colheres de sopa de requeijão ou queijo
cremoso
LANCHE DA MANHÃ
1 xícara de cereal integral 1 copo de iogurte
ou leite
ALMOÇO
1 prato de sobremesa de salada crua 4
colheres de sopa de legume cozido 4 colheres
de sopa de arroz ou 1 xícara de macarrão ou 2
batatas médias
½ concha de feijão ou outra leguminosa 1
porção media (120g) de carne magra 1 fruta
LANCHE DA TARDE
1 xícara de leite ou iogurte 4 bolachas de água
e sal ou 4 torradas pequenas ou 2 fatias de pão
de forma ou 1 pão francês 1 colher de sopa de
requeijão ou queijo cremoso ou 1 fatia média de
queijo magro
1 fruta
JANTAR
Idem almoço
O QuickTime™ e um
descompressor
são necessários para ver esta imagem.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Alimentação na gravidez cs norton_matos_16-04-2015
Alimentação na gravidez cs norton_matos_16-04-2015Alimentação na gravidez cs norton_matos_16-04-2015
Alimentação na gravidez cs norton_matos_16-04-2015
abcarvalhas
 
Gestação 2
Gestação 2Gestação 2
Gestação 2
Saúde Hervalense
 
Alimentação saudável para gestantes
Alimentação saudável para gestantesAlimentação saudável para gestantes
Alimentação saudável para gestantes
Deisi Colombo
 
Cartilha ORIENTAÇÃO NUTRICIONAL INFANTIL - UFMG
Cartilha ORIENTAÇÃO NUTRICIONAL INFANTIL - UFMG Cartilha ORIENTAÇÃO NUTRICIONAL INFANTIL - UFMG
Cartilha ORIENTAÇÃO NUTRICIONAL INFANTIL - UFMG
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Alimentação saudável trabalho de saúde infantil
Alimentação saudável trabalho de saúde infantilAlimentação saudável trabalho de saúde infantil
Alimentação saudável trabalho de saúde infantil
Gaby Veloso
 
Nutrição do idoso
Nutrição do idosoNutrição do idoso
Nutrição do idoso
Karina Pereira
 
Nutrição na terceira idade workshop
Nutrição na terceira idade workshopNutrição na terceira idade workshop
Nutrição na terceira idade workshop
Sil Metelo
 
Cartilha gestante
Cartilha gestanteCartilha gestante
Cartilha gestante
Mychelle Francisco
 
AMAMENTAÇÃO e ALIMENTAÇÃO COMPLEMENTAR: dicas práticas
AMAMENTAÇÃO e ALIMENTAÇÃO COMPLEMENTAR: dicas práticasAMAMENTAÇÃO e ALIMENTAÇÃO COMPLEMENTAR: dicas práticas
AMAMENTAÇÃO e ALIMENTAÇÃO COMPLEMENTAR: dicas práticas
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
HiperDia
HiperDia HiperDia
HiperDia
joselene beatriz
 
ALEITAMENTO MATERNO
ALEITAMENTO MATERNOALEITAMENTO MATERNO
ALEITAMENTO MATERNO
Lara Martins
 
Amamentação
AmamentaçãoAmamentação
Amamentação
Cleidenisia Daiana
 
Alimimentação E Nutrição Na Prevenção de Doenças Crônica
Alimimentação E Nutrição Na Prevenção de Doenças CrônicaAlimimentação E Nutrição Na Prevenção de Doenças Crônica
Alimimentação E Nutrição Na Prevenção de Doenças Crônica
cipasap
 
Aleitamento Materno
Aleitamento Materno Aleitamento Materno
Aleitamento Materno
blogped1
 
Slides saude da mulher
Slides saude da mulherSlides saude da mulher
Slides saude da mulher
Julianna Lys
 
Orientações a gestantes
Orientações a gestantesOrientações a gestantes
Orientações a gestantes
Mishela Kelly Almeida
 
Aleitamento materno
Aleitamento maternoAleitamento materno
Aleitamento materno
NadjadBarros
 
Slide Aleitamento materno
Slide Aleitamento materno Slide Aleitamento materno
Slide Aleitamento materno
Juliana Maciel
 
Grupo com gestantes
Grupo com gestantesGrupo com gestantes
Grupo com gestantes
Alinebrauna Brauna
 
Alimentação infantil
Alimentação infantilAlimentação infantil
Alimentação infantil
lipernnatal
 

Mais procurados (20)

Alimentação na gravidez cs norton_matos_16-04-2015
Alimentação na gravidez cs norton_matos_16-04-2015Alimentação na gravidez cs norton_matos_16-04-2015
Alimentação na gravidez cs norton_matos_16-04-2015
 
Gestação 2
Gestação 2Gestação 2
Gestação 2
 
Alimentação saudável para gestantes
Alimentação saudável para gestantesAlimentação saudável para gestantes
Alimentação saudável para gestantes
 
Cartilha ORIENTAÇÃO NUTRICIONAL INFANTIL - UFMG
Cartilha ORIENTAÇÃO NUTRICIONAL INFANTIL - UFMG Cartilha ORIENTAÇÃO NUTRICIONAL INFANTIL - UFMG
Cartilha ORIENTAÇÃO NUTRICIONAL INFANTIL - UFMG
 
Alimentação saudável trabalho de saúde infantil
Alimentação saudável trabalho de saúde infantilAlimentação saudável trabalho de saúde infantil
Alimentação saudável trabalho de saúde infantil
 
Nutrição do idoso
Nutrição do idosoNutrição do idoso
Nutrição do idoso
 
Nutrição na terceira idade workshop
Nutrição na terceira idade workshopNutrição na terceira idade workshop
Nutrição na terceira idade workshop
 
Cartilha gestante
Cartilha gestanteCartilha gestante
Cartilha gestante
 
AMAMENTAÇÃO e ALIMENTAÇÃO COMPLEMENTAR: dicas práticas
AMAMENTAÇÃO e ALIMENTAÇÃO COMPLEMENTAR: dicas práticasAMAMENTAÇÃO e ALIMENTAÇÃO COMPLEMENTAR: dicas práticas
AMAMENTAÇÃO e ALIMENTAÇÃO COMPLEMENTAR: dicas práticas
 
HiperDia
HiperDia HiperDia
HiperDia
 
ALEITAMENTO MATERNO
ALEITAMENTO MATERNOALEITAMENTO MATERNO
ALEITAMENTO MATERNO
 
Amamentação
AmamentaçãoAmamentação
Amamentação
 
Alimimentação E Nutrição Na Prevenção de Doenças Crônica
Alimimentação E Nutrição Na Prevenção de Doenças CrônicaAlimimentação E Nutrição Na Prevenção de Doenças Crônica
Alimimentação E Nutrição Na Prevenção de Doenças Crônica
 
Aleitamento Materno
Aleitamento Materno Aleitamento Materno
Aleitamento Materno
 
Slides saude da mulher
Slides saude da mulherSlides saude da mulher
Slides saude da mulher
 
Orientações a gestantes
Orientações a gestantesOrientações a gestantes
Orientações a gestantes
 
Aleitamento materno
Aleitamento maternoAleitamento materno
Aleitamento materno
 
Slide Aleitamento materno
Slide Aleitamento materno Slide Aleitamento materno
Slide Aleitamento materno
 
Grupo com gestantes
Grupo com gestantesGrupo com gestantes
Grupo com gestantes
 
Alimentação infantil
Alimentação infantilAlimentação infantil
Alimentação infantil
 

Destaque

Nutrição Infantil - Alimento Materno e nutrição complementar
Nutrição Infantil - Alimento Materno e nutrição complementarNutrição Infantil - Alimento Materno e nutrição complementar
Nutrição Infantil - Alimento Materno e nutrição complementar
Erly Batista Neto
 
Nutrição Infantil - Leito Materno e Complementação alimentar
Nutrição Infantil - Leito Materno e Complementação alimentarNutrição Infantil - Leito Materno e Complementação alimentar
Nutrição Infantil - Leito Materno e Complementação alimentar
Erly Batista Neto
 
Aleitamento materno, uma prioridade mundial
Aleitamento materno, uma prioridade mundialAleitamento materno, uma prioridade mundial
Aleitamento materno, uma prioridade mundial
Rebeca - Doula
 
Power point ednutri
Power point ednutriPower point ednutri
Power point ednutri
Laura Cen
 
A IMPORTÂNCIA DA AMAMENTAÇÃO E OS CUIDADOS QUE DEVEM SER TOMADOS AO SE ADMINI...
A IMPORTÂNCIA DA AMAMENTAÇÃO E OS CUIDADOS QUE DEVEM SER TOMADOS AO SE ADMINI...A IMPORTÂNCIA DA AMAMENTAÇÃO E OS CUIDADOS QUE DEVEM SER TOMADOS AO SE ADMINI...
A IMPORTÂNCIA DA AMAMENTAÇÃO E OS CUIDADOS QUE DEVEM SER TOMADOS AO SE ADMINI...
gilcevieira
 
Apresentação Educação Nutricional Infantil
Apresentação Educação Nutricional InfantilApresentação Educação Nutricional Infantil
Apresentação Educação Nutricional Infantil
FabiVivieGabi
 
State of the Word 2011
State of the Word 2011State of the Word 2011
State of the Word 2011
photomatt
 
How to Become a Thought Leader in Your Niche
How to Become a Thought Leader in Your NicheHow to Become a Thought Leader in Your Niche
How to Become a Thought Leader in Your Niche
Leslie Samuel
 

Destaque (8)

Nutrição Infantil - Alimento Materno e nutrição complementar
Nutrição Infantil - Alimento Materno e nutrição complementarNutrição Infantil - Alimento Materno e nutrição complementar
Nutrição Infantil - Alimento Materno e nutrição complementar
 
Nutrição Infantil - Leito Materno e Complementação alimentar
Nutrição Infantil - Leito Materno e Complementação alimentarNutrição Infantil - Leito Materno e Complementação alimentar
Nutrição Infantil - Leito Materno e Complementação alimentar
 
Aleitamento materno, uma prioridade mundial
Aleitamento materno, uma prioridade mundialAleitamento materno, uma prioridade mundial
Aleitamento materno, uma prioridade mundial
 
Power point ednutri
Power point ednutriPower point ednutri
Power point ednutri
 
A IMPORTÂNCIA DA AMAMENTAÇÃO E OS CUIDADOS QUE DEVEM SER TOMADOS AO SE ADMINI...
A IMPORTÂNCIA DA AMAMENTAÇÃO E OS CUIDADOS QUE DEVEM SER TOMADOS AO SE ADMINI...A IMPORTÂNCIA DA AMAMENTAÇÃO E OS CUIDADOS QUE DEVEM SER TOMADOS AO SE ADMINI...
A IMPORTÂNCIA DA AMAMENTAÇÃO E OS CUIDADOS QUE DEVEM SER TOMADOS AO SE ADMINI...
 
Apresentação Educação Nutricional Infantil
Apresentação Educação Nutricional InfantilApresentação Educação Nutricional Infantil
Apresentação Educação Nutricional Infantil
 
State of the Word 2011
State of the Word 2011State of the Word 2011
State of the Word 2011
 
How to Become a Thought Leader in Your Niche
How to Become a Thought Leader in Your NicheHow to Become a Thought Leader in Your Niche
How to Become a Thought Leader in Your Niche
 

Semelhante a ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO NA GRAVIDEZ

Palestra Gestantes Cras Outubro 2018 PDF.pdf
Palestra Gestantes Cras Outubro 2018 PDF.pdfPalestra Gestantes Cras Outubro 2018 PDF.pdf
Palestra Gestantes Cras Outubro 2018 PDF.pdf
Leonardo217120
 
Guia de Alimentação para Lactentes Vegetarianos
Guia de Alimentação para Lactentes Vegetarianos Guia de Alimentação para Lactentes Vegetarianos
Guia de Alimentação para Lactentes Vegetarianos
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Alimentacao para-bebes-vegetarianos
Alimentacao para-bebes-vegetarianosAlimentacao para-bebes-vegetarianos
Alimentacao para-bebes-vegetarianos
BellemSousa
 
Alimentação no lactante
Alimentação no lactanteAlimentação no lactante
Alimentação no lactante
Ramon Florez Acuña
 
Mitos e verdades da nutrição na gestação
Mitos e verdades da nutrição na gestaçãoMitos e verdades da nutrição na gestação
Mitos e verdades da nutrição na gestação
mamaosemacucar
 
Mitos e Verdades da nutrição na gestação
Mitos e Verdades da nutrição na gestaçãoMitos e Verdades da nutrição na gestação
Mitos e Verdades da nutrição na gestação
mamaosemacucar
 
Amamentação e Alimentação - Liga de Pediatria UNICID
Amamentação e Alimentação - Liga de Pediatria UNICIDAmamentação e Alimentação - Liga de Pediatria UNICID
Amamentação e Alimentação - Liga de Pediatria UNICID
Liga De Pediatria Med Unicid
 
Vantagens do aleitamento materno
Vantagens do aleitamento maternoVantagens do aleitamento materno
Vantagens do aleitamento materno
Rebeca - Doula
 
Cardápio gestantes
Cardápio gestantesCardápio gestantes
Cardápio gestantes
gisa_legal
 
Lactente
LactenteLactente
Obesidade infantil margarida
Obesidade infantil  margaridaObesidade infantil  margarida
Obesidade infantil margarida
Pedro Vieira Martins Costa
 
Aleitamento materno e alimentação complementar
Aleitamento materno e alimentação complementarAleitamento materno e alimentação complementar
Aleitamento materno e alimentação complementar
crn8
 
Alimentação na gestação .pdf
Alimentação na gestação .pdfAlimentação na gestação .pdf
Alimentação na gestação .pdf
GabriellaBinatti
 
Alimentação na gestação .pdf
Alimentação na gestação .pdfAlimentação na gestação .pdf
Alimentação na gestação .pdf
GabriellaBinatti
 
Aula Gestante a Idosos para enfermagem e saude
Aula Gestante a Idosos para enfermagem e saudeAula Gestante a Idosos para enfermagem e saude
Aula Gestante a Idosos para enfermagem e saude
DescomplicandocomMar
 
Descubra as 6 melhores vitaminas para as Crianças
Descubra as 6 melhores vitaminas para as CriançasDescubra as 6 melhores vitaminas para as Crianças
Descubra as 6 melhores vitaminas para as Crianças
Tookmed
 
Alimentação saudavel
Alimentação saudavelAlimentação saudavel
Alimentação saudavel
Edson Araujo
 
Por que a amamentação é importante (lição 1)
Por que a amamentação é importante (lição 1)Por que a amamentação é importante (lição 1)
Por que a amamentação é importante (lição 1)
Juliane Stivanin da Silva
 
A Alimentação da Criança
A Alimentação da CriançaA Alimentação da Criança
A Alimentação da Criança
Ana Lagos
 
Campanha-Aleitamento Eva Mendes.pptx
Campanha-Aleitamento Eva Mendes.pptxCampanha-Aleitamento Eva Mendes.pptx
Campanha-Aleitamento Eva Mendes.pptx
LarissaVasconcelos32
 

Semelhante a ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO NA GRAVIDEZ (20)

Palestra Gestantes Cras Outubro 2018 PDF.pdf
Palestra Gestantes Cras Outubro 2018 PDF.pdfPalestra Gestantes Cras Outubro 2018 PDF.pdf
Palestra Gestantes Cras Outubro 2018 PDF.pdf
 
Guia de Alimentação para Lactentes Vegetarianos
Guia de Alimentação para Lactentes Vegetarianos Guia de Alimentação para Lactentes Vegetarianos
Guia de Alimentação para Lactentes Vegetarianos
 
Alimentacao para-bebes-vegetarianos
Alimentacao para-bebes-vegetarianosAlimentacao para-bebes-vegetarianos
Alimentacao para-bebes-vegetarianos
 
Alimentação no lactante
Alimentação no lactanteAlimentação no lactante
Alimentação no lactante
 
Mitos e verdades da nutrição na gestação
Mitos e verdades da nutrição na gestaçãoMitos e verdades da nutrição na gestação
Mitos e verdades da nutrição na gestação
 
Mitos e Verdades da nutrição na gestação
Mitos e Verdades da nutrição na gestaçãoMitos e Verdades da nutrição na gestação
Mitos e Verdades da nutrição na gestação
 
Amamentação e Alimentação - Liga de Pediatria UNICID
Amamentação e Alimentação - Liga de Pediatria UNICIDAmamentação e Alimentação - Liga de Pediatria UNICID
Amamentação e Alimentação - Liga de Pediatria UNICID
 
Vantagens do aleitamento materno
Vantagens do aleitamento maternoVantagens do aleitamento materno
Vantagens do aleitamento materno
 
Cardápio gestantes
Cardápio gestantesCardápio gestantes
Cardápio gestantes
 
Lactente
LactenteLactente
Lactente
 
Obesidade infantil margarida
Obesidade infantil  margaridaObesidade infantil  margarida
Obesidade infantil margarida
 
Aleitamento materno e alimentação complementar
Aleitamento materno e alimentação complementarAleitamento materno e alimentação complementar
Aleitamento materno e alimentação complementar
 
Alimentação na gestação .pdf
Alimentação na gestação .pdfAlimentação na gestação .pdf
Alimentação na gestação .pdf
 
Alimentação na gestação .pdf
Alimentação na gestação .pdfAlimentação na gestação .pdf
Alimentação na gestação .pdf
 
Aula Gestante a Idosos para enfermagem e saude
Aula Gestante a Idosos para enfermagem e saudeAula Gestante a Idosos para enfermagem e saude
Aula Gestante a Idosos para enfermagem e saude
 
Descubra as 6 melhores vitaminas para as Crianças
Descubra as 6 melhores vitaminas para as CriançasDescubra as 6 melhores vitaminas para as Crianças
Descubra as 6 melhores vitaminas para as Crianças
 
Alimentação saudavel
Alimentação saudavelAlimentação saudavel
Alimentação saudavel
 
Por que a amamentação é importante (lição 1)
Por que a amamentação é importante (lição 1)Por que a amamentação é importante (lição 1)
Por que a amamentação é importante (lição 1)
 
A Alimentação da Criança
A Alimentação da CriançaA Alimentação da Criança
A Alimentação da Criança
 
Campanha-Aleitamento Eva Mendes.pptx
Campanha-Aleitamento Eva Mendes.pptxCampanha-Aleitamento Eva Mendes.pptx
Campanha-Aleitamento Eva Mendes.pptx
 

Último

Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
Ligia Galvão
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
deboracorrea21
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
SupervisoEMAC
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
marcos oliveira
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
felipescherner
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
shirleisousa9166
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdfCALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CristviaFerreira
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
C4io99
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
pattyhsilva271204
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 

Último (20)

Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdfCALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 

ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO NA GRAVIDEZ

  • 1. Na GravidezNa Gravidez Alimentação e NutriçãoAlimentação e Nutrição
  • 2. A saúde das gestantes e de seus bebês depende de uma nutrição adequada. A nutrição da gestação é, portanto, decisiva para o curso gestacional. A dieta, no primeiro trimestre da gestação, é muito importante para o desenvolvimento e diferenciação dos diversos órgãos fetais. Já nos trimestres subsequentes, a dieta está mais envolvida com a otimização do crescimento e do desenvolvimento cerebral do feto
  • 3. Orientações Alimentares para Gestantes A Segurança no Consumo e Seleção de Alimento Fatores Alimentares Prejudiciais Para Gesta Exemplo de Cardápio Para a Gestante
  • 4. Proteínas, calorias, vitaminas e minerais são essenciais para o desenvolvimento de um bebê sadio. Se a mãe ingerir muito ou pouco desses nutrientes, o desenvolvimento celular pode ser imperfeito e o bebê pode ficar abaixo do peso. Orientações Alimentares para Gestantes
  • 6. As células de um bebê em desenvolvimento são feitas em sua maioria de proteínas, e as mudanças no organismo da mãe, particularmente a placenta, requerem proteínas. Se ela não ingere carne ou produtos lácteos, deve consultar um nutricionista para assegurar a ingestão adequada de proteínas provenientes de outros alimentos.
  • 7. Para que as proteínas exerçam seu papel, o organismo precisa de uma quantidade adequada de calorias. Se isso não acontecer, o corpo irá usar as proteínas como forma de energia, ao invés de aproveitá-las para a formação celular. São necessárias 300 calorias adicionais na dieta da gestante por dia para garantir um desenvolvimento perfeito do bebê.
  • 9. Os carboidratos devem ser a fonte primária dessa energia adicional. Eles são rapidamente e eficientemente convertidos em energia. O bebê cresce a cada minuto durante 280 dias, e necessita de um suprimento de energia. Os alimentos ricos em gorduras também podem ser usados para a obtenção de energia, mas os carboidratos é que são os combustíveis perfeitos para o cérebro e sistema nervoso, e são considerados o combustível para a vida humana.
  • 11. As vitaminas são nutrientes necessários para a maioria das funções orgânicas. Todas as vitaminas são importantes durante a gestação e a maioria delas pode ser obtida através de uma alimentação balanceada. Uma vitamina especialmente importante, tanto no período anterior quanto durante a gestação é o ácido fólico. Essa vitamina do complexo B pode prevenir defeitos no tubo neural no desenvolvimento do bebê.
  • 12. O médico deve prescrever um suplemento pré-natal, que irá disponibilizar o aporte suficiente de todas as vitaminas e minerais necessários durante o período, mas isto não deve ser considerado um substituto ao programa alimentar adequado. E a mãe nunca deve ingerir suplementos que não sejam prescritos pelo médico, pois o consumo excessivo de certos nutrientes pode ser prejudicial ao bebê.
  • 14. Os minerais também desempenham papéis importantes no organismo. Dois deles são essenciais durante a gestação: cálcio e ferro. Se eles não forem consumidos na quantidade adequada, o bebê usará o cálcio dos ossos da mãe e o ferro do sangue da mãe, e a mãe não pode suportar esta situação.
  • 15. Por ser difícil de atingir o requerimento de ferro durante a gestação, muitos médicos prescrevem suplementos, em adição a uma dieta rica no mineral, que inclui carne vermelha, fígado, vegetais de folhas verdes, legumes, leguminosas e cereais fortificados.
  • 16. Os requerimentos de cálcio são atingidos mediante a inclusão, na dieta, de 3 a 4 porções de leite e derivados. Nos casos de intolerância à lactose, podem ser usados leites reduzidos em lactose, suco fortificado ou leite de soja. Outras fontes de cálcio são: sardinhas, tofu preparado com cálcio vegetais de folhas verde-escuras, figo seco, legumes e brócolis.
  • 17. A Segurança no Consumo e Seleção de Alimentos
  • 18. Consumir alimentos de procedência segura é sempre importante, mas durante a gestação é primordial. Para gestantes, as intoxicações alimentares são graves porque os vômitos freqüentes e a diarréia podem resultar em desidratação, perda de nutrientes e desbalanço hídrico.
  • 19. Para evitar esse tipo de problema, siga sempre essas regras:
  • 20. – lave suas mãos com sabão e água quente por pelo menos 20 segundos antes de manusear alimentos e entre preparações que envolvam carnes cruas; – lave bem frutas e vegetais antes de cozinhar ou comer e despreze folhas soltas; – não deixe alimentos cozidos contendo carne, frango peixe, ovos ou laticínios em temperatura ambiente por mais de 2 horas; – não consuma carne, frango, alimentos do mar ou ovos crus, e ainda evite queijos macios, como brie ou camembert;
  • 21. – não consuma leite ou sucos industrializados não pasteurizados; – lave bem todas as superfícies e utensílios que entrem em contato com carne, peixe ou frango crus; – renove freqüentemente esponjas e panos de prato; – quando tiver dúvida, jogue fora alimentos suspeitos de contaminação. E não confie somente no cheiro e aparência, algumas bactérias nocivas podem não interferir neles; – não compre ovos, carnes, aves ou alimentos do mar que não estejam devidamente refrigerados; – não descongele a comida em temperatura ambiente, utilize a geladeira para isso; – certifique-se que sua geladeira está com boa regulação de temperatura.
  • 23. ALCOOL: Demonstrou-se que o consumo de álcool durante a gestação esta associado a um padrão alterado de crescimento e desenvolvimento em filhos de mães que bebem, sendo classificado como a “sindrome alcóolica fetal”. O álcool atravessa a placenta e entra na corrente sangüínea fetal na mesma concentração que no sangue materno. Contudo, o feto e desprovido da enzima alcool-desidrogenase, que metaboliza o álcool no organismo. Desse modo, os efeitos prejudiciais do mesmo tem um período de atividade muito mais longo no feto que no adulto. Visto que não foi estabelecido um nível seguro de ingestão de álcool, as mulheres devem ser estimuladas a abster-se durante toda a gravidez.
  • 24. CAFEINA: Embora a toxicidade da cafeína não tenha ainda sido estabelecida para os fetos em humanos, sabe-se que ela atravessa a placenta e por esta razão pode ser prejudicial para o feto em desenvolvimento. Aconselha-se as gestantes a evitarem a cafeína ou a usa-la moderadamente ate a conclusão de novos estudos. O café, o chá, o cacau e as bebidas a base de cola contem cafeína.
  • 25. ADOCANTES: A sacarina, o manitol, o xilitol, o aspartame e outros edulcorantes artificiais foram submetidos a um estudo cuidadoso nos últimos anos. Foi relatado que a freqüência de abortos espontâneos em população humana não esta associada com a ingestão de qualquer substituto de açúcar. Entretanto, como a sacarina se mostrou carcinogênica em ratas, parece adequada a moderação de seu uso. De qualquer forma, estudos ainda estão sendo realizados nesta área. O melhor e consultar o médico antes de fazer uso de qualquer adoçante artificial.
  • 27. A gestação determina um aumento das necessidades nutricionais da futura mãe não só para corresponder as suas necessidades, como também as do feto. Embora uma mãe desnutrida possa gerar uma criança sadia, estudos de nutrição em mulheres durante a gestação tem mostrado uma relação definitiva entre a dieta da mãe e as condições do bebe ao nascer.
  • 28. É recomendada uma quota energética adicional diária de 300 calorias para satisfazer o gasto energético da gestante. A ingestão de todos os nutrientes deve ser aumentada. Segue abaixo uma relação dos tipos de alimentos e a quantidade a ser consumida diariamente:
  • 29. DESJEJUM 1 xícara de café ½ copo de leite ou iogurte 2 fatias de pão integral ou 1 pão francês ou 4 bolachas tipo água e sal ou 4 torradas pequenas 2 fatias médias de queijo fresco magro ou 2 colheres de sopa de requeijão ou queijo cremoso
  • 30. LANCHE DA MANHÃ 1 xícara de cereal integral 1 copo de iogurte ou leite
  • 31. ALMOÇO 1 prato de sobremesa de salada crua 4 colheres de sopa de legume cozido 4 colheres de sopa de arroz ou 1 xícara de macarrão ou 2 batatas médias ½ concha de feijão ou outra leguminosa 1 porção media (120g) de carne magra 1 fruta
  • 32. LANCHE DA TARDE 1 xícara de leite ou iogurte 4 bolachas de água e sal ou 4 torradas pequenas ou 2 fatias de pão de forma ou 1 pão francês 1 colher de sopa de requeijão ou queijo cremoso ou 1 fatia média de queijo magro 1 fruta
  • 34. O QuickTime™ e um descompressor são necessários para ver esta imagem.