SlideShare uma empresa Scribd logo
Educando por mais saúde Flávia Ozorio Pereira. Médica Endocrinologista, mestre em Ciências Médicas, professora do curso de medicina da UNISUL. 13 /05/2010.
•   Atualmente 40% dos adultos ou 38,8 milhões de brasileiros estão acima do  peso. Deste total, 10,5 milhões podem ser considerados obesas.  O Excesso de peso triplicou entre crianças e jovens nos últimos 20 anos no país (4 para 14%) •   Uma em cada dez crianças em todo o mundo - 155 milhões - é obesa.   Fonte: ABESO: Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade. Pacientes sujeitos a grande varia ção de peso Mecanismos compensatórios Ingestão de energia Gasto de energia História natural
 
[object Object],[object Object]
No Brasil os dados são extremamente preocupantes e também colocam a obesidade infantil como um problema grave de saúde pública. •   Atualmente 40% dos adultos ou 38,8 milhões de brasileiros estão acima do  peso.  10,5 milhões podem ser considerados obesas.  O Excesso de peso triplicou entre crianças e jovens nos últimos 20 anos no país (4 para 14%). •   Uma em cada dez crianças em todo o mundo - 155 milhões - é obesa .   Fonte: ABESO: Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade.
O que é saúde? Saúde é um estado de completo bem estar físico, mental e social, e não apenas a ausência de doença.
O que são hábitos alimentares saudáveis? Estratégias
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Implicações legais Impactos no Mercado ,[object Object],[object Object],[object Object]
Meios de comunicação -  Legislação sobre publicidade
“Comerciais de fast food contribuem para a obesidade infantil terça-feira, novembro 25th, 2008     Estudo publicado no “Journal of Law & Economics”: ligação direta entre obesidade infantil e comerciais de fast food (13.000 crianças nos anos de 1979 e 1997 nos EUA).  Neste período, a quantidade de crianças obesas entre 6 e 11 anos triplicou. De acordo com a pesquisa a proibição destes comerciais nos horários infantis reduziria a obesidade de 18% na faixa de 3 a 11 anos e de 14% para os adolescentes entre 12 e 18. Noruega, Suécia e Finlândia proibiram comerciais em programas infantis, além do mais no Canada a CBC que é uma emissora pública também não veicula comerciais na programação infantil.”
Fatores dietéticos que afetam a ingestão de energia Densidade energética Variedade Tamanho da  porção Custo  Composição nutricional Ingestão de energia Disponibilidade
Efeito da densidade energética e volume de comida Baixa densidade energética Alta densidade energética   475 cal 11% proteína 58% carbohidrato 31% gordura 320 g 700 g
Lanche escolar
Lanche escolar
As  necessidades nutricionais  variam de acordo com:  ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],NUTRIÇÃO X PREVENÇÃO:
Por que evitar a obesidade?
Complicações médicas da obesidade Flebite Estase venosa Dça arterial coronariana Doença pulmonar Função anormal Apnéia do sono Síndrome de hipoventilação Lítiase biliar Anormalidades ginecológicas Menstruação irregular infertilidade SOMP Gota  AVC Diabetes Osteoartrose CâncerMama, útero, colo uterino Colon, esôfago, pâncreas Rim, próstata Doenças de fígado esteatose Esteatohepatite não alcoólica cirrose Hipertensão Dislipidemia Catarata Pele Hipertenção intracraniana idiopática Pancreatite severa
Apnéia do sono: roncos importantes (interfere na vida do casal). Dificuldade de obtenção de empregos. Discriminação. Timidez, retração, sentimento de culpa.. Dificuldade de locomoção: andar de avião, ônibus..... Depressão, humor deprimido. Complicações psicosociais da obesidade
 
 
Qual o benefício de se  perder peso?
Sensibilidade a Insulina melhora com a perda de peso em pacientes com DMT2 * P <0.01 x antes. Wing et al.  Arch Intern Med  1987;147:1749. Insulina (pmol/L) Perda de peso em 1 ano (%) 0 50 100 150 * * * Antes 0–2.4  2.5–6.9 ≥ 15 7.0–14.0
Lipídios Plasmáticos melhoram com a perda de peso (Metanalise de 70 ensaios clínicos) Dattilo et al.  Am J Clin Nutr  1992;56:320. * P < 0.05. -0.06 -0.04 -0.02 0.00 0.02 Colesterol Total LDL-C TG HDL-C (peso estável) HDL-C (perdendo peso) D  mmol/L por kg de peso perdido -2.5 -2.0 -1.5 -1.0 -0.5 0.0 0.5 D  mg/dL por kg de peso perdido * * * * *
Relação entre alterações de peso e PA:  Trials of Hypertension Prevention II Stevens et al.  Ann Intern Med  2001;134:1. Mudanças no peso (kg) Mudanças na PA (mm Hg) 1 2 3 4 5 -10 -5 0 5 10 6 4 2 0 -2 -4 -6 -8 Quintile da mudança do peso Diastólica Sistólica
Fatores de risco modificáveis: -  dislipidemia -  tabagismo - sedentarismo -  diabete mélito -  obesidade -  hipertensão arterial Fatores de risco para doença aterosclerótica
GUIA ALIMENTAR  ,[object Object],[object Object],[object Object]
 
 
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],ESCOLHAS
[object Object],[object Object],ALIMENTAÇÃO NA CRIANÇA
[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object]
ALIMENTAÇÃO DO  ADOLESCENTE ,[object Object],[object Object],[object Object]
FERRO Bife bovino/60g (2,85mg) Carne moída/60g - 4 col.sopa (1,89mg) Peito frango grelhado/60g (0,68mg) Sobre coxa frango assado (1,34mg) Feijão (concha) (2mg) 7 a 15 mg/dia (DRI/RDA 2002) 0-6 m: 0,27 (AI) 7-12 m: 11 1-3 a: 7 3-5 a: 10 9-13 a: 8 14-18 fem: 15 14-18 masc: 11 J Am Dietetic Assoc, 2003; 102(11).
CÁLCIO 200ml de leite (240mg) 2 fatias de queijo prato/40g (336mg) 1 ½ fatia de queijo minas/50g (342,5mg) 1 ½ colher de requeijão/45g (67,95mg) 1 pote de iogurte 120ml (200mg) 300 a 1300 mg/dia   (DRI/AI 2002)   0-6 m: 210 7-12 m: 270 1-3 a: 500 4-8 a: 800 9-18 a: 1300 J Am Dietetic Assoc, 2003; 102(11).
Rico: Proteínas Minerais (cálcio, iodo, cobalto, fóforo...) Vitaminas A, D e B.
 
Energia (kcal/dia) EER, 2002 Menina Sedentária Pouco ativa Ativa Muito ativa 3 anos 1.080 1.243 1.395 1.649 6 anos 1.247 1.451 1.642 1.961 11 anos 1.538 1.813 2.071 2.500 16 anos 1.729 2.059 2.368 2.883 18 anos 1.690 2.024 2.336 2.858
Energia (kcal/dia) EER, 2002 Meninos  ≠  Meninas ≈  100 kcal aos 3-6 anos ≈  150 kcal aos 11 anos ≈  600 kcal aos 16 anos ≈  800 kcal aos 18 anos
Obesidade na adolescência - Brasil Neutzling Int J Obesity 2000; 24, 869-74 Idade em anos  % 0 2 4 6 8 10 12 14 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 meninos meninas
Prestar atenção ao que se mastiga: isso faz bem à saúde! Comer comendo: saboreando o alimento com gosto e atenção! Como alterar o hábito alimentar?
Não comer sem perceber o que está ingerindo. Comer inclui todos os sentidos, não somente o sabor! Como alterar o hábito alimentar?
DICAS PARA UMA EDUCAÇÃO ALIMENTAR SAUDÁVEL ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],um prêmio
DICAS PARA UMA EDUCAÇÃO ALIMENTAR SAUDÁVEL ,[object Object]
DICAS PARA UMA EDUCAÇÃO ALIMENTAR SAUDÁVEL ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object]
Pré-escolar – fatores que contribuem para sucesso ,[object Object],[object Object],[object Object]
Pré-escolar – fatores que contribuem para sucesso ,[object Object],17/04/2009 16:28 | Educação , Espírito Santo. “ Teatro é utilizado para conscientizar alunos sobre a importância de uma alimentação saudável”
Pré-escolar – fatores que contribuem para sucesso ,[object Object]
Escolar e adolescente– fatores que contribuem para sucesso ,[object Object],[object Object],[object Object]
Recursos educativos ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Estratégias para mudança de hábitos alimentares! ,[object Object],[object Object]
Schools Family Local Communities Government Doctor família escola Meios de comunicação governo médico
Governo
Escola
Médico ,[object Object],[object Object],[object Object]
Alimentos com baixa densidade disciplina Alimentos  Com pouca gordura rotina Alimentos ricos em fibras  Balanceada em  sua Composição nutricional Orientação alimentar
JOVENS... ... Um labirinto para perseguir e descobrir ... Um mistério a decodificar ... Escolhas a fazer ... Algo para ser ... Um mundo a decifrar, definir e melhorar ... Uma história não escrita ... Um papel social a conquistar  pedaços... Pedaços de ideologia, Pedaço de um sonho,   Pedaços de medo,   Pedaços de ilusão, Pedaços de liberdade,   Pedaços de segredo,   Pedaço legítimo a se  transformar. (Saito, AR)
Obrigada
Atividade física
Benefícios da atividade física regular em pessoas obesas ,[object Object],[object Object],[object Object]
Fase de  manutenção estresse ansiedade Ativadade física Massa magra Condicionamento físico Sistema cardiovascular
O que é uma Alimentação Saudável ,[object Object],[object Object]
O que é uma Alimentação Saudável ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Classificação    IMC  (kg/m 2 )  Risco  ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],IMC–Associação com o risco de doenças Clinical Guidelines on the Identification, Evaluation, and Treatment of Overweight  and Obesity in Adults—The Evidence Report.  Obes Res  1998;6(suppl 2).

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Alimentação e qualidade de vida
Alimentação e qualidade de vidaAlimentação e qualidade de vida
Alimentação e qualidade de vidaphtizzo
 
Alimentação e qualidade de vida
Alimentação e qualidade de vidaAlimentação e qualidade de vida
Alimentação e qualidade de vidaKatiucia Ferreira
 
Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)
Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)
Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)Alinebrauna Brauna
 
Obesidade - Tipos e Causas
Obesidade - Tipos e CausasObesidade - Tipos e Causas
Obesidade - Tipos e CausasLucash Martins
 
Palestra sobre alimentacao_saudavel
Palestra sobre alimentacao_saudavelPalestra sobre alimentacao_saudavel
Palestra sobre alimentacao_saudavelEdson Watanabe
 
Obesidade Completo
Obesidade CompletoObesidade Completo
Obesidade Completoprofanabela
 
Alimentos, nutrientes e saúde
Alimentos, nutrientes e saúdeAlimentos, nutrientes e saúde
Alimentos, nutrientes e saúdeCristiane Koch
 
Apresentação obesidade
Apresentação obesidadeApresentação obesidade
Apresentação obesidadeBibliotecaRoque
 
Introdução a Nutrição
Introdução a NutriçãoIntrodução a Nutrição
Introdução a NutriçãoPaulo Matias
 
Alimentação Saudável para Crianças - ESCA
Alimentação Saudável para Crianças - ESCAAlimentação Saudável para Crianças - ESCA
Alimentação Saudável para Crianças - ESCANelsonys
 

Mais procurados (20)

Alimentação e qualidade de vida
Alimentação e qualidade de vidaAlimentação e qualidade de vida
Alimentação e qualidade de vida
 
Alimentação e qualidade de vida
Alimentação e qualidade de vidaAlimentação e qualidade de vida
Alimentação e qualidade de vida
 
Vida saudavel
Vida saudavelVida saudavel
Vida saudavel
 
Palestra educação nutricional
Palestra educação nutricionalPalestra educação nutricional
Palestra educação nutricional
 
Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)
Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)
Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)
 
Alimentação saudável
Alimentação saudávelAlimentação saudável
Alimentação saudável
 
Obesidade - Tipos e Causas
Obesidade - Tipos e CausasObesidade - Tipos e Causas
Obesidade - Tipos e Causas
 
Palestra sobre alimentacao_saudavel
Palestra sobre alimentacao_saudavelPalestra sobre alimentacao_saudavel
Palestra sobre alimentacao_saudavel
 
Adolescencia
AdolescenciaAdolescencia
Adolescencia
 
Qualidade de Vida
Qualidade de VidaQualidade de Vida
Qualidade de Vida
 
Obesidade Completo
Obesidade CompletoObesidade Completo
Obesidade Completo
 
Alimentos, nutrientes e saúde
Alimentos, nutrientes e saúdeAlimentos, nutrientes e saúde
Alimentos, nutrientes e saúde
 
Apresentação obesidade
Apresentação obesidadeApresentação obesidade
Apresentação obesidade
 
Alimentação e Saúde
Alimentação e SaúdeAlimentação e Saúde
Alimentação e Saúde
 
A adolescência
A adolescênciaA adolescência
A adolescência
 
Introdução a Nutrição
Introdução a NutriçãoIntrodução a Nutrição
Introdução a Nutrição
 
Adolescencia
AdolescenciaAdolescencia
Adolescencia
 
Obesidade
ObesidadeObesidade
Obesidade
 
Alimentação Saudável para Crianças - ESCA
Alimentação Saudável para Crianças - ESCAAlimentação Saudável para Crianças - ESCA
Alimentação Saudável para Crianças - ESCA
 
A arte de envelhecer com saúde
A arte de envelhecer com saúdeA arte de envelhecer com saúde
A arte de envelhecer com saúde
 

Destaque

Turismo de saúde e bem estar
Turismo de saúde e bem estarTurismo de saúde e bem estar
Turismo de saúde e bem estarAntónio Neto
 
Saúde e bem estar
Saúde e bem estarSaúde e bem estar
Saúde e bem estarCarlos Serra
 
Palestra viver bem e melhor através dos hábitos de vida palestra de sensibi...
Palestra viver bem e melhor através dos hábitos de vida   palestra de sensibi...Palestra viver bem e melhor através dos hábitos de vida   palestra de sensibi...
Palestra viver bem e melhor através dos hábitos de vida palestra de sensibi...Dr. Icaro Alves Alcântara
 
Felicidade e Bem-Estar
Felicidade e Bem-EstarFelicidade e Bem-Estar
Felicidade e Bem-EstarDaniel Santos
 
vida saudável
vida saudávelvida saudável
vida saudável3570
 
Estilos de vida saudáveis
Estilos de vida saudáveisEstilos de vida saudáveis
Estilos de vida saudáveisjdjoana
 
Aula promoao a saude
Aula promoao a saudeAula promoao a saude
Aula promoao a saudedavinci ras
 
Programa saude e bem estar seminario para slide share
Programa saude e bem estar seminario  para slide sharePrograma saude e bem estar seminario  para slide share
Programa saude e bem estar seminario para slide shareLiene Campos
 
Harmonia final - Estratégia para o bem-estar integral
Harmonia final - Estratégia para o bem-estar integralHarmonia final - Estratégia para o bem-estar integral
Harmonia final - Estratégia para o bem-estar integralPonte de Luz ASEC
 
Trabalho final de diplomatica
Trabalho final de diplomaticaTrabalho final de diplomatica
Trabalho final de diplomaticaFelipesr3
 

Destaque (20)

Turismo de saúde e bem estar
Turismo de saúde e bem estarTurismo de saúde e bem estar
Turismo de saúde e bem estar
 
Saúde e bem estar
Saúde e bem estarSaúde e bem estar
Saúde e bem estar
 
Turismo de saúde
Turismo de saúdeTurismo de saúde
Turismo de saúde
 
Palestra viver bem e melhor através dos hábitos de vida palestra de sensibi...
Palestra viver bem e melhor através dos hábitos de vida   palestra de sensibi...Palestra viver bem e melhor através dos hábitos de vida   palestra de sensibi...
Palestra viver bem e melhor através dos hábitos de vida palestra de sensibi...
 
Bem Estar
Bem EstarBem Estar
Bem Estar
 
Felicidade e Bem-Estar
Felicidade e Bem-EstarFelicidade e Bem-Estar
Felicidade e Bem-Estar
 
Psicologia da Saude
Psicologia da Saude Psicologia da Saude
Psicologia da Saude
 
turismo
turismoturismo
turismo
 
vida saudável
vida saudávelvida saudável
vida saudável
 
Estilos de vida saudáveis
Estilos de vida saudáveisEstilos de vida saudáveis
Estilos de vida saudáveis
 
Aula promoao a saude
Aula promoao a saudeAula promoao a saude
Aula promoao a saude
 
Cartilha Saúde da Mulher
Cartilha Saúde da Mulher Cartilha Saúde da Mulher
Cartilha Saúde da Mulher
 
Programa saude e bem estar seminario para slide share
Programa saude e bem estar seminario  para slide sharePrograma saude e bem estar seminario  para slide share
Programa saude e bem estar seminario para slide share
 
Saude da mulher1
Saude da mulher1Saude da mulher1
Saude da mulher1
 
Saude da mulher
Saude da mulherSaude da mulher
Saude da mulher
 
Saude da mulher
Saude da mulherSaude da mulher
Saude da mulher
 
Harmonia final - Estratégia para o bem-estar integral
Harmonia final - Estratégia para o bem-estar integralHarmonia final - Estratégia para o bem-estar integral
Harmonia final - Estratégia para o bem-estar integral
 
Trabalho final de diplomatica
Trabalho final de diplomaticaTrabalho final de diplomatica
Trabalho final de diplomatica
 
Maturidade emocional
Maturidade emocionalMaturidade emocional
Maturidade emocional
 
Convivio Social
Convivio SocialConvivio Social
Convivio Social
 

Semelhante a Saúde e bem-estar

1606917552-dia-6-palestra-alimentacao-e-o-desenvolvimento-infantil-apresentac...
1606917552-dia-6-palestra-alimentacao-e-o-desenvolvimento-infantil-apresentac...1606917552-dia-6-palestra-alimentacao-e-o-desenvolvimento-infantil-apresentac...
1606917552-dia-6-palestra-alimentacao-e-o-desenvolvimento-infantil-apresentac...DanielleJeffersonDia
 
Clase 4 parte 2 Nutrição.pptsaude na melhor
Clase 4 parte 2 Nutrição.pptsaude na melhorClase 4 parte 2 Nutrição.pptsaude na melhor
Clase 4 parte 2 Nutrição.pptsaude na melhoramaroalmeida74
 
nutricao da criaçna.ppt
nutricao da criaçna.pptnutricao da criaçna.ppt
nutricao da criaçna.pptANA FONSECA
 
Obesidade Arrumada
Obesidade ArrumadaObesidade Arrumada
Obesidade Arrumadaguestb77336b
 
Alimentação e saúde
Alimentação e saúdeAlimentação e saúde
Alimentação e saúderaianegomes94
 
Causas e conseqüências da obesidade infantil e juvenil. dr. caio et dra. caio.
Causas e conseqüências da obesidade infantil e juvenil. dr. caio et dra. caio.Causas e conseqüências da obesidade infantil e juvenil. dr. caio et dra. caio.
Causas e conseqüências da obesidade infantil e juvenil. dr. caio et dra. caio.Van Der Häägen Brazil
 
Sono ruim e sonolência diurna excessiva na ausência de apnéia obstrutiva do s...
Sono ruim e sonolência diurna excessiva na ausência de apnéia obstrutiva do s...Sono ruim e sonolência diurna excessiva na ausência de apnéia obstrutiva do s...
Sono ruim e sonolência diurna excessiva na ausência de apnéia obstrutiva do s...Van Der Häägen Brazil
 
Resumo FENERC 2012 - Alvorada
Resumo FENERC 2012 - AlvoradaResumo FENERC 2012 - Alvorada
Resumo FENERC 2012 - Alvoradaforumdealimetacao
 
Obesidade CriançA E Adolescente
Obesidade CriançA E AdolescenteObesidade CriançA E Adolescente
Obesidade CriançA E Adolescentehudsonjunior
 
Tratamento Da Obesidade
Tratamento Da  ObesidadeTratamento Da  Obesidade
Tratamento Da ObesidadeFernanda Melo
 
Trabalho de ciencias de lara
Trabalho de ciencias de laraTrabalho de ciencias de lara
Trabalho de ciencias de laraCarla Gomes
 

Semelhante a Saúde e bem-estar (20)

1606917552-dia-6-palestra-alimentacao-e-o-desenvolvimento-infantil-apresentac...
1606917552-dia-6-palestra-alimentacao-e-o-desenvolvimento-infantil-apresentac...1606917552-dia-6-palestra-alimentacao-e-o-desenvolvimento-infantil-apresentac...
1606917552-dia-6-palestra-alimentacao-e-o-desenvolvimento-infantil-apresentac...
 
Clase 4 parte 2 Nutrição.pptsaude na melhor
Clase 4 parte 2 Nutrição.pptsaude na melhorClase 4 parte 2 Nutrição.pptsaude na melhor
Clase 4 parte 2 Nutrição.pptsaude na melhor
 
nutricao da criaçna.ppt
nutricao da criaçna.pptnutricao da criaçna.ppt
nutricao da criaçna.ppt
 
Alimentação
AlimentaçãoAlimentação
Alimentação
 
nutricao.pptx
nutricao.pptxnutricao.pptx
nutricao.pptx
 
Obesidade
ObesidadeObesidade
Obesidade
 
Obesidade Arrumada
Obesidade ArrumadaObesidade Arrumada
Obesidade Arrumada
 
AULA NUTRIÇÃO DO ESCOLAR.pdf
AULA  NUTRIÇÃO DO ESCOLAR.pdfAULA  NUTRIÇÃO DO ESCOLAR.pdf
AULA NUTRIÇÃO DO ESCOLAR.pdf
 
Obesidade na infância
Obesidade na  infânciaObesidade na  infância
Obesidade na infância
 
OBESIDADE_aula_2010_2.ppt
OBESIDADE_aula_2010_2.pptOBESIDADE_aula_2010_2.ppt
OBESIDADE_aula_2010_2.ppt
 
Juventude & obesidade
Juventude & obesidadeJuventude & obesidade
Juventude & obesidade
 
Obesidade infantil
Obesidade infantilObesidade infantil
Obesidade infantil
 
Alimentação e saúde
Alimentação e saúdeAlimentação e saúde
Alimentação e saúde
 
Causas e conseqüências da obesidade infantil e juvenil. dr. caio et dra. caio.
Causas e conseqüências da obesidade infantil e juvenil. dr. caio et dra. caio.Causas e conseqüências da obesidade infantil e juvenil. dr. caio et dra. caio.
Causas e conseqüências da obesidade infantil e juvenil. dr. caio et dra. caio.
 
Sono ruim e sonolência diurna excessiva na ausência de apnéia obstrutiva do s...
Sono ruim e sonolência diurna excessiva na ausência de apnéia obstrutiva do s...Sono ruim e sonolência diurna excessiva na ausência de apnéia obstrutiva do s...
Sono ruim e sonolência diurna excessiva na ausência de apnéia obstrutiva do s...
 
Resumo FENERC 2012 - Alvorada
Resumo FENERC 2012 - AlvoradaResumo FENERC 2012 - Alvorada
Resumo FENERC 2012 - Alvorada
 
Obesidade CriançA E Adolescente
Obesidade CriançA E AdolescenteObesidade CriançA E Adolescente
Obesidade CriançA E Adolescente
 
Tratamento Da Obesidade
Tratamento Da  ObesidadeTratamento Da  Obesidade
Tratamento Da Obesidade
 
A Obesidade
A ObesidadeA Obesidade
A Obesidade
 
Trabalho de ciencias de lara
Trabalho de ciencias de laraTrabalho de ciencias de lara
Trabalho de ciencias de lara
 

Mais de louisacarla

Descritores e distratores
Descritores e distratoresDescritores e distratores
Descritores e distratoreslouisacarla
 
5º congresso inaciano
5º congresso inaciano5º congresso inaciano
5º congresso inacianolouisacarla
 
Taxonomia de bloom2 revisado
Taxonomia de bloom2 revisadoTaxonomia de bloom2 revisado
Taxonomia de bloom2 revisadolouisacarla
 
Apresentação Conteúdos Procedimentais
Apresentação Conteúdos ProcedimentaisApresentação Conteúdos Procedimentais
Apresentação Conteúdos Procedimentaislouisacarla
 
Palestra Tipos de Conteúdos
Palestra Tipos de ConteúdosPalestra Tipos de Conteúdos
Palestra Tipos de Conteúdoslouisacarla
 
Colegio catarinense 2010_w2003
Colegio catarinense 2010_w2003Colegio catarinense 2010_w2003
Colegio catarinense 2010_w2003louisacarla
 
Palestra Isabel Caminha
Palestra Isabel CaminhaPalestra Isabel Caminha
Palestra Isabel Caminhalouisacarla
 
O contador de histrias
O contador de histriasO contador de histrias
O contador de histriaslouisacarla
 
Formação De Professores Competências Quiz
Formação De Professores Competências QuizFormação De Professores Competências Quiz
Formação De Professores Competências Quizlouisacarla
 
Competências e habilidades
Competências e habilidadesCompetências e habilidades
Competências e habilidadeslouisacarla
 
Oração do Educador
Oração do EducadorOração do Educador
Oração do Educadorlouisacarla
 
FormaçãO De Professores ColéGio Catarinense
FormaçãO De Professores ColéGio CatarinenseFormaçãO De Professores ColéGio Catarinense
FormaçãO De Professores ColéGio Catarinenselouisacarla
 
Tutorial da Lousa Digital
Tutorial da Lousa DigitalTutorial da Lousa Digital
Tutorial da Lousa Digitallouisacarla
 
ComunicaÇÃOeobrincarúLtimo[1]
ComunicaÇÃOeobrincarúLtimo[1]ComunicaÇÃOeobrincarúLtimo[1]
ComunicaÇÃOeobrincarúLtimo[1]louisacarla
 
R E U N IÃ O D A S S U B C O M I S SÕ E S
R E U N IÃ O  D A S  S U B C O M I S SÕ E SR E U N IÃ O  D A S  S U B C O M I S SÕ E S
R E U N IÃ O D A S S U B C O M I S SÕ E Slouisacarla
 
C E L E B R AÇÕ E S D E PÁ S C O A
C E L E B R AÇÕ E S  D E  PÁ S C O AC E L E B R AÇÕ E S  D E  PÁ S C O A
C E L E B R AÇÕ E S D E PÁ S C O Alouisacarla
 
Já Aconteceu!!!!
Já Aconteceu!!!!Já Aconteceu!!!!
Já Aconteceu!!!!louisacarla
 

Mais de louisacarla (20)

Descritores e distratores
Descritores e distratoresDescritores e distratores
Descritores e distratores
 
5º congresso inaciano
5º congresso inaciano5º congresso inaciano
5º congresso inaciano
 
Taxonomia de bloom2 revisado
Taxonomia de bloom2 revisadoTaxonomia de bloom2 revisado
Taxonomia de bloom2 revisado
 
Apresentação Conteúdos Procedimentais
Apresentação Conteúdos ProcedimentaisApresentação Conteúdos Procedimentais
Apresentação Conteúdos Procedimentais
 
Palestra Tipos de Conteúdos
Palestra Tipos de ConteúdosPalestra Tipos de Conteúdos
Palestra Tipos de Conteúdos
 
Colegio catarinense 2010_w2003
Colegio catarinense 2010_w2003Colegio catarinense 2010_w2003
Colegio catarinense 2010_w2003
 
Palestra Isabel Caminha
Palestra Isabel CaminhaPalestra Isabel Caminha
Palestra Isabel Caminha
 
O contador de histrias
O contador de histriasO contador de histrias
O contador de histrias
 
Formação De Professores Competências Quiz
Formação De Professores Competências QuizFormação De Professores Competências Quiz
Formação De Professores Competências Quiz
 
Competências e habilidades
Competências e habilidadesCompetências e habilidades
Competências e habilidades
 
Oração do Educador
Oração do EducadorOração do Educador
Oração do Educador
 
FormaçãO De Professores ColéGio Catarinense
FormaçãO De Professores ColéGio CatarinenseFormaçãO De Professores ColéGio Catarinense
FormaçãO De Professores ColéGio Catarinense
 
Zoom
ZoomZoom
Zoom
 
Tutorial da Lousa Digital
Tutorial da Lousa DigitalTutorial da Lousa Digital
Tutorial da Lousa Digital
 
ComunicaÇÃOeobrincarúLtimo[1]
ComunicaÇÃOeobrincarúLtimo[1]ComunicaÇÃOeobrincarúLtimo[1]
ComunicaÇÃOeobrincarúLtimo[1]
 
FlorianóPolis
FlorianóPolisFlorianóPolis
FlorianóPolis
 
R E U N IÃ O D A S S U B C O M I S SÕ E S
R E U N IÃ O  D A S  S U B C O M I S SÕ E SR E U N IÃ O  D A S  S U B C O M I S SÕ E S
R E U N IÃ O D A S S U B C O M I S SÕ E S
 
C E L E B R AÇÕ E S D E PÁ S C O A
C E L E B R AÇÕ E S  D E  PÁ S C O AC E L E B R AÇÕ E S  D E  PÁ S C O A
C E L E B R AÇÕ E S D E PÁ S C O A
 
S O P 2008
S O P 2008S O P 2008
S O P 2008
 
Já Aconteceu!!!!
Já Aconteceu!!!!Já Aconteceu!!!!
Já Aconteceu!!!!
 

Saúde e bem-estar

  • 1. Educando por mais saúde Flávia Ozorio Pereira. Médica Endocrinologista, mestre em Ciências Médicas, professora do curso de medicina da UNISUL. 13 /05/2010.
  • 2. Atualmente 40% dos adultos ou 38,8 milhões de brasileiros estão acima do peso. Deste total, 10,5 milhões podem ser considerados obesas. O Excesso de peso triplicou entre crianças e jovens nos últimos 20 anos no país (4 para 14%) • Uma em cada dez crianças em todo o mundo - 155 milhões - é obesa. Fonte: ABESO: Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade. Pacientes sujeitos a grande varia ção de peso Mecanismos compensatórios Ingestão de energia Gasto de energia História natural
  • 3.  
  • 4.
  • 5. No Brasil os dados são extremamente preocupantes e também colocam a obesidade infantil como um problema grave de saúde pública. • Atualmente 40% dos adultos ou 38,8 milhões de brasileiros estão acima do peso. 10,5 milhões podem ser considerados obesas. O Excesso de peso triplicou entre crianças e jovens nos últimos 20 anos no país (4 para 14%). • Uma em cada dez crianças em todo o mundo - 155 milhões - é obesa . Fonte: ABESO: Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade.
  • 6. O que é saúde? Saúde é um estado de completo bem estar físico, mental e social, e não apenas a ausência de doença.
  • 7. O que são hábitos alimentares saudáveis? Estratégias
  • 8.
  • 9.
  • 10. Meios de comunicação - Legislação sobre publicidade
  • 11. “Comerciais de fast food contribuem para a obesidade infantil terça-feira, novembro 25th, 2008 Estudo publicado no “Journal of Law & Economics”: ligação direta entre obesidade infantil e comerciais de fast food (13.000 crianças nos anos de 1979 e 1997 nos EUA).  Neste período, a quantidade de crianças obesas entre 6 e 11 anos triplicou. De acordo com a pesquisa a proibição destes comerciais nos horários infantis reduziria a obesidade de 18% na faixa de 3 a 11 anos e de 14% para os adolescentes entre 12 e 18. Noruega, Suécia e Finlândia proibiram comerciais em programas infantis, além do mais no Canada a CBC que é uma emissora pública também não veicula comerciais na programação infantil.”
  • 12. Fatores dietéticos que afetam a ingestão de energia Densidade energética Variedade Tamanho da porção Custo Composição nutricional Ingestão de energia Disponibilidade
  • 13. Efeito da densidade energética e volume de comida Baixa densidade energética Alta densidade energética 475 cal 11% proteína 58% carbohidrato 31% gordura 320 g 700 g
  • 16.
  • 17.
  • 18. Por que evitar a obesidade?
  • 19. Complicações médicas da obesidade Flebite Estase venosa Dça arterial coronariana Doença pulmonar Função anormal Apnéia do sono Síndrome de hipoventilação Lítiase biliar Anormalidades ginecológicas Menstruação irregular infertilidade SOMP Gota AVC Diabetes Osteoartrose CâncerMama, útero, colo uterino Colon, esôfago, pâncreas Rim, próstata Doenças de fígado esteatose Esteatohepatite não alcoólica cirrose Hipertensão Dislipidemia Catarata Pele Hipertenção intracraniana idiopática Pancreatite severa
  • 20. Apnéia do sono: roncos importantes (interfere na vida do casal). Dificuldade de obtenção de empregos. Discriminação. Timidez, retração, sentimento de culpa.. Dificuldade de locomoção: andar de avião, ônibus..... Depressão, humor deprimido. Complicações psicosociais da obesidade
  • 21.  
  • 22.  
  • 23. Qual o benefício de se perder peso?
  • 24. Sensibilidade a Insulina melhora com a perda de peso em pacientes com DMT2 * P <0.01 x antes. Wing et al. Arch Intern Med 1987;147:1749. Insulina (pmol/L) Perda de peso em 1 ano (%) 0 50 100 150 * * * Antes 0–2.4 2.5–6.9 ≥ 15 7.0–14.0
  • 25. Lipídios Plasmáticos melhoram com a perda de peso (Metanalise de 70 ensaios clínicos) Dattilo et al. Am J Clin Nutr 1992;56:320. * P < 0.05. -0.06 -0.04 -0.02 0.00 0.02 Colesterol Total LDL-C TG HDL-C (peso estável) HDL-C (perdendo peso) D mmol/L por kg de peso perdido -2.5 -2.0 -1.5 -1.0 -0.5 0.0 0.5 D mg/dL por kg de peso perdido * * * * *
  • 26. Relação entre alterações de peso e PA: Trials of Hypertension Prevention II Stevens et al. Ann Intern Med 2001;134:1. Mudanças no peso (kg) Mudanças na PA (mm Hg) 1 2 3 4 5 -10 -5 0 5 10 6 4 2 0 -2 -4 -6 -8 Quintile da mudança do peso Diastólica Sistólica
  • 27. Fatores de risco modificáveis: - dislipidemia - tabagismo - sedentarismo - diabete mélito - obesidade - hipertensão arterial Fatores de risco para doença aterosclerótica
  • 28.
  • 29.  
  • 30.  
  • 31.
  • 32.
  • 33.
  • 34.
  • 35.
  • 36. FERRO Bife bovino/60g (2,85mg) Carne moída/60g - 4 col.sopa (1,89mg) Peito frango grelhado/60g (0,68mg) Sobre coxa frango assado (1,34mg) Feijão (concha) (2mg) 7 a 15 mg/dia (DRI/RDA 2002) 0-6 m: 0,27 (AI) 7-12 m: 11 1-3 a: 7 3-5 a: 10 9-13 a: 8 14-18 fem: 15 14-18 masc: 11 J Am Dietetic Assoc, 2003; 102(11).
  • 37. CÁLCIO 200ml de leite (240mg) 2 fatias de queijo prato/40g (336mg) 1 ½ fatia de queijo minas/50g (342,5mg) 1 ½ colher de requeijão/45g (67,95mg) 1 pote de iogurte 120ml (200mg) 300 a 1300 mg/dia (DRI/AI 2002) 0-6 m: 210 7-12 m: 270 1-3 a: 500 4-8 a: 800 9-18 a: 1300 J Am Dietetic Assoc, 2003; 102(11).
  • 38. Rico: Proteínas Minerais (cálcio, iodo, cobalto, fóforo...) Vitaminas A, D e B.
  • 39.  
  • 40. Energia (kcal/dia) EER, 2002 Menina Sedentária Pouco ativa Ativa Muito ativa 3 anos 1.080 1.243 1.395 1.649 6 anos 1.247 1.451 1.642 1.961 11 anos 1.538 1.813 2.071 2.500 16 anos 1.729 2.059 2.368 2.883 18 anos 1.690 2.024 2.336 2.858
  • 41. Energia (kcal/dia) EER, 2002 Meninos ≠ Meninas ≈ 100 kcal aos 3-6 anos ≈ 150 kcal aos 11 anos ≈ 600 kcal aos 16 anos ≈ 800 kcal aos 18 anos
  • 42. Obesidade na adolescência - Brasil Neutzling Int J Obesity 2000; 24, 869-74 Idade em anos % 0 2 4 6 8 10 12 14 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 meninos meninas
  • 43. Prestar atenção ao que se mastiga: isso faz bem à saúde! Comer comendo: saboreando o alimento com gosto e atenção! Como alterar o hábito alimentar?
  • 44. Não comer sem perceber o que está ingerindo. Comer inclui todos os sentidos, não somente o sabor! Como alterar o hábito alimentar?
  • 45.
  • 46.
  • 47.
  • 48.
  • 49.
  • 50.
  • 51.
  • 52.
  • 53.
  • 54.
  • 55. Schools Family Local Communities Government Doctor família escola Meios de comunicação governo médico
  • 58.
  • 59. Alimentos com baixa densidade disciplina Alimentos Com pouca gordura rotina Alimentos ricos em fibras Balanceada em sua Composição nutricional Orientação alimentar
  • 60. JOVENS... ... Um labirinto para perseguir e descobrir ... Um mistério a decodificar ... Escolhas a fazer ... Algo para ser ... Um mundo a decifrar, definir e melhorar ... Uma história não escrita ... Um papel social a conquistar pedaços... Pedaços de ideologia, Pedaço de um sonho, Pedaços de medo, Pedaços de ilusão, Pedaços de liberdade, Pedaços de segredo, Pedaço legítimo a se transformar. (Saito, AR)
  • 63.
  • 64. Fase de manutenção estresse ansiedade Ativadade física Massa magra Condicionamento físico Sistema cardiovascular
  • 65.
  • 66.
  • 67.