SlideShare uma empresa Scribd logo
INTRODUÇÃO – O QUE É A SOCIEDADE?
INTRODUÇÃO À SOCIOLOGIA
A palavra Sociologia vem da fusão de dois termos: societas, termo em
latim que significa sociedade, e logos, termo grego que significa
estudo. Sociologia significa o estudo científico da sociedade, das
formas de convivência humana, das relações sociais e a forma de
associação. É uma disciplina que considera as interações que ocorrem
na vida em sociedade: envolve o estudo dos grupos e dos fatos
sociais, das divisões em classes e camadas, da mobilidade social e da
interação entre as pessoas e grupos que a constituem. Em síntese, a
Sociologia é uma ciência que estuda a sociedade por meio da
observação do comportamento humano.
O objetivo das Ciências Sociais é ampliar o conhecimento sobre o ser
humano em suas interações sociais. A Sociologia revela a sociedade
como ela é de fato, não como ela deveria ser. O propósito da
Sociologia é o de contribuir para uma melhor compreensão a respeito
da sociedade, o que permite que medidas sejam tomadas para
melhorar a vida daqueles que dela fazem parte.
INTRODUÇÃO À SOCIOLOGIA
Todos nós vivemos em sociedade, e até o mais remoto ermitão é um ser humano
que já foi socializado e optou pelo isolamento. Entretanto, isolamento individual
não é isolamento da sociedade. O mero ato de pensar ou mesmo aprender uma
linguagem são atos sociais. Embora qualquer um de nós venha ao mundo com a
capacidade de aprender línguas, só as aprendemos em contato com o mundo
social. Essa constatação simples de que “vivemos em sociedade”, deu origem a
muitas reflexões sobre o lugar do indivíduo no mundo.
Desde o fim do século XIX, essas reflexões têm sido sistematizadas em ciências,
denominadas Ciências Sociais. Vamos convidá-lo a conhecer alguns aspectos da
Antropologia, da Sociologia e da Ciência Política. Assim nesta introdução vamos
discutir:
1 - A vida em sociedade;
2 - As Ciências Sociais:
• Antropologia
• Sociologia
• Ciência Política
3 - Como funcionam as Ciências Sociais?
4 - Ciências Sociais: informações e pensamento crítico.
1. A vida em sociedade
As pessoas vivem juntas, ou seja, em sociedade. E os cientistas sociais estão
interessados em entender como acontece essa vida em sociedade. Quais são as formas
de convivência entre as pessoas? Que relações são fundamentais em uma sociedade?
Como funciona uma sociedade? Por que as pessoas, em geral, fazem coisas muito
parecidas? Como as sociedades mudam? Por que a vida em sociedade produz
diferenças tão grandes entre seus membros? Quais fatores diferenciam grupos ou
sociedades? Por que algumas pessoas são exploradas, subjugadas e até mesmo
escravizadas? Estas são apenas algumas questões entre milhares de outras que podem
ser levantadas sobre a vida em sociedade.
Aspecto de um casamento coletivo de cinquenta
casais em Recife, Pernambuco, 2012.
Em foto de 2010, cerimônia de casamento tradicional
em Chennai, Índia.
O PENSAMENTO CRÍTICO
Os cientistas sociais sabem que as regras e normas de uma sociedade não são neutras; elas tendem
a favorecer determinados grupos. Um dos principais efeitos das regras e normas é a concentração
de poder, que gera recursos e benefícios para determinados grupos de pessoas. A Sociologia, a
Antropologia e a Ciência Política têm se dedicado a entender esses processos.
Um dos objetivos das Ciências Sociais é justamente desenvolver o pensamento crítico. Quando
olhamos para a sociedade e fazemos determinados questionamentos, encontramos respostas que
revelam aspectos que a princípio não eram evidentes. Podemos chamar essas descobertas de
pensamento crítico, ou seja, a capacidade de desvendar mecanismos que, embora operem como se
fossem naturais, nada têm de naturais. Você pode achar que seu desejo de comprar aquele par de
tênis especial é natural; que esse desejo não precisa de explicação.
Mas as perguntas que faz um cientista social desestabilizam essa sensação. Por que uma pessoa
deseja alguma coisa?
Exemplo: a desnaturalização o trabalho feminino.
2. AS CIÊNCIAS SOCIAIS
Mas então, o que é mesmo a sociedade? A sociedade é um conjunto de pessoas, de
tamanho variável, imensamente complexo, mesmo quando é um conjunto pequeno,
caracterizado por múltiplas normas, regras e conflitos. As regras e normas nem sempre
são explícitas. Muitas vezes as pessoas nem se dão conta de que estão seguindo certas
regras. Por exemplo, em nossa sociedade é difícil que os homens usem saias.
Entretanto, não há nenhuma regra escrita que os impeça de usar; essa é uma regra
implícita.
Com a complexidade do mundo social e o avanço do conhecimento, tornou-se
necessária uma divisão das ciências sociais em diversas disciplinas, com a finalidade de
produzir um conhecimento mais rigoroso e criterioso, facilitando a sistematização do
estudo e das pesquisas. Assim podemos destacar algumas ciências sociais que
contribuem para os estudos sociológicos e o entendimento do mundo social:
• Antropologia – estuda e pesquisa as semelhanças e diferenças culturais entre os
vários agrupamentos humanos, assim como a origem e a evolução das culturas.
• Ciência política – estuda a distribuição de poder nas sociedades, bem como a
formação e o desenvolvimento das diversas formas de governos;
• Economia – estuda as atividades ligadas à produção, distribuição, circulação de bens
e serviços;
O estudo sistemático da sociedade humana se iniciou na Antiguidade com o filósofo
grego Aristóteles (384-322 a.C.), autor de Política, onde afirmou que “o homem nasce
para viver em sociedade”.
3 - Como funcionam as ciências sociais?
As Ciências Sociais têm dois instrumentos principais para analisar, explicar o mundo e refletir
sobre ele: os conceitos e os métodos. Intimamente ligados, esses dois instrumentos são
ferramentas básicas do cientista social. Os conceitos são a porta de entrada para uma
explicação da realidade. Um conjunto de conceitos forma uma teoria, espécie de regra geral de
análise para determinados fenômenos.
O tempo todo nós utilizamos conceitos, mesmo sem perceber. Não se pensa sem conceitos. A
linguagem é um conjunto de conceitos. As palavras significam coisas, e mesmo palavras que
parecem apenas dar nome às coisas são conceitos. Por exemplo, a palavra “cultura”. O termo é
tanto um conceito da vida cotidiana quanto sociológico ou antropológico. Se um cientista social
pretende entender como funciona a cultura dos imigrantes bolivianos no Brasil, antes precisa
definir o que ele entende por cultura. Caso contrário, quem ler seu trabalho sem saber o que
significa “cultura” para esse estudioso só pode recorrer a seu próprio conjunto de significados
para o termo.
A tirinha do Chico Bento demonstra a importância de definir com precisão o que queremos dizer: uma
interpretação errada pode impedir a comunicação. Os conceitos levam essa necessidade de clareza ao limite.
4. Ciências sociais: informações e pensamento crítico
Até aqui vimos um pouco do que faz um cientista social. Mas por que o cientista social faz o que faz? Qual
o sentido de produzir pesquisas sobre temas tão variados?
A resposta a essas indagações tem duas linhas principais: a utilidade da informação produzida e a
utilidade de aprender a pensar criticamente. A primeira linha diz respeito ao impacto social da pesquisa
de um sociólogo, de um antropólogo ou de um cientista político. A segunda se refere ao impacto
individual que as Ciências Sociais podem provocar nas pessoas e o desenvolvimento de uma forma de
pensar essencialmente crítica.
Vimos que as Ciências Sociais produzem dados e informações importantes em vários sentidos. E vimos
também que essas informações podem ser interpretadas de formas diferentes. Como distinguir certo e
errado nesse terreno movediço? As Ciências Sociais nos ensinam a pensar criticamente, a não aceitar
qualquer argumentação. Os critérios exigidos para a realização de uma boa pesquisa também são úteis
para analisar argumentos, ideias e debates variados.
Esta charge ilustra como a
divergência de interpretações
pode ser um problema social,
podendo até gerar conflitos. A
ciência social é uma forma de
pensar essas diferentes
interpretações e também de
oferecer dados que sustentem
posições de vários pontos de
vista.
FIM
Bibliografia: Sociologia Hoje
Henrique Amorim
Celso Rocha de Barros
Igor José de Renó Machado

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

As relações entre indivíduo e sociedade
As relações entre indivíduo e sociedadeAs relações entre indivíduo e sociedade
As relações entre indivíduo e sociedade
jefersondutra08
 
A sociologia de Max Weber
A  sociologia de Max WeberA  sociologia de Max Weber
A sociologia de Max Weber
Alison Nunes
 
Introdução à filosofia
Introdução à filosofiaIntrodução à filosofia
Introdução à filosofia
José Aristides Silva Gamito
 
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Divisão Social do Trabalho
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Divisão Social do TrabalhoSlides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Divisão Social do Trabalho
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Divisão Social do Trabalho
Turma Olímpica
 
Max weber
Max weberMax weber
Filosofia contemporânea
Filosofia contemporâneaFilosofia contemporânea
Filosofia contemporânea
Lucas Sousa
 
O que é e como surgiu a sociologia?
O que é e como surgiu a sociologia?O que é e como surgiu a sociologia?
O que é e como surgiu a sociologia?
Roberto Izoton
 
Clássicos da sociologia
Clássicos da sociologiaClássicos da sociologia
Clássicos da sociologia
Luciano Carvalho
 
Aula - O que é PODER - Michel Foucault
Aula - O que é PODER - Michel FoucaultAula - O que é PODER - Michel Foucault
Aula - O que é PODER - Michel Foucault
Prof. Noe Assunção
 
Émile durkheim
Émile durkheimÉmile durkheim
Émile durkheim
professorleo1989
 
Introduçao a sociologia
Introduçao a sociologiaIntroduçao a sociologia
Introduçao a sociologia
Marcelo Freitas
 
Poder, Política e Estado.
Poder, Política e Estado.Poder, Política e Estado.
Poder, Política e Estado.
Paula Raphaela
 
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Indivíduos e Sociedade
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Indivíduos e SociedadeSlides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Indivíduos e Sociedade
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Indivíduos e Sociedade
Turma Olímpica
 
Sociologia - Principais teoricos da sociologia
Sociologia - Principais teoricos da sociologiaSociologia - Principais teoricos da sociologia
Sociologia - Principais teoricos da sociologia
Carson Souza
 
O surgimento da filosofia
O surgimento da filosofiaO surgimento da filosofia
O surgimento da filosofia
Alison Nunes
 
Capítulo 7 - O Mundo do Trabalho
Capítulo 7 - O Mundo do TrabalhoCapítulo 7 - O Mundo do Trabalho
Capítulo 7 - O Mundo do Trabalho
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
Introdução às Ciências Humanas
Introdução às Ciências HumanasIntrodução às Ciências Humanas
Introdução às Ciências Humanas
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Karl marx
Karl marxKarl marx
A sociedade e a relação entre o indivíduo
A  sociedade e a relação entre o indivíduoA  sociedade e a relação entre o indivíduo
A sociedade e a relação entre o indivíduo
Caio Vinícius
 
Aula 3 - Durkheim
Aula 3 - DurkheimAula 3 - Durkheim
Aula 3 - Durkheim
Mauricio Serafim
 

Mais procurados (20)

As relações entre indivíduo e sociedade
As relações entre indivíduo e sociedadeAs relações entre indivíduo e sociedade
As relações entre indivíduo e sociedade
 
A sociologia de Max Weber
A  sociologia de Max WeberA  sociologia de Max Weber
A sociologia de Max Weber
 
Introdução à filosofia
Introdução à filosofiaIntrodução à filosofia
Introdução à filosofia
 
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Divisão Social do Trabalho
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Divisão Social do TrabalhoSlides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Divisão Social do Trabalho
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Divisão Social do Trabalho
 
Max weber
Max weberMax weber
Max weber
 
Filosofia contemporânea
Filosofia contemporâneaFilosofia contemporânea
Filosofia contemporânea
 
O que é e como surgiu a sociologia?
O que é e como surgiu a sociologia?O que é e como surgiu a sociologia?
O que é e como surgiu a sociologia?
 
Clássicos da sociologia
Clássicos da sociologiaClássicos da sociologia
Clássicos da sociologia
 
Aula - O que é PODER - Michel Foucault
Aula - O que é PODER - Michel FoucaultAula - O que é PODER - Michel Foucault
Aula - O que é PODER - Michel Foucault
 
Émile durkheim
Émile durkheimÉmile durkheim
Émile durkheim
 
Introduçao a sociologia
Introduçao a sociologiaIntroduçao a sociologia
Introduçao a sociologia
 
Poder, Política e Estado.
Poder, Política e Estado.Poder, Política e Estado.
Poder, Política e Estado.
 
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Indivíduos e Sociedade
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Indivíduos e SociedadeSlides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Indivíduos e Sociedade
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Indivíduos e Sociedade
 
Sociologia - Principais teoricos da sociologia
Sociologia - Principais teoricos da sociologiaSociologia - Principais teoricos da sociologia
Sociologia - Principais teoricos da sociologia
 
O surgimento da filosofia
O surgimento da filosofiaO surgimento da filosofia
O surgimento da filosofia
 
Capítulo 7 - O Mundo do Trabalho
Capítulo 7 - O Mundo do TrabalhoCapítulo 7 - O Mundo do Trabalho
Capítulo 7 - O Mundo do Trabalho
 
Introdução às Ciências Humanas
Introdução às Ciências HumanasIntrodução às Ciências Humanas
Introdução às Ciências Humanas
 
Karl marx
Karl marxKarl marx
Karl marx
 
A sociedade e a relação entre o indivíduo
A  sociedade e a relação entre o indivíduoA  sociedade e a relação entre o indivíduo
A sociedade e a relação entre o indivíduo
 
Aula 3 - Durkheim
Aula 3 - DurkheimAula 3 - Durkheim
Aula 3 - Durkheim
 

Destaque

O QUE É SOCIOLOGIA?
O QUE É SOCIOLOGIA?O QUE É SOCIOLOGIA?
O QUE É SOCIOLOGIA?
guest6a86aa
 
Resumo do livro o que é sociologia
Resumo do livro o que é sociologia  Resumo do livro o que é sociologia
Resumo do livro o que é sociologia
Maira Conde
 
Sociologia introdução - o que é, principais pensamentos e pensadores
Sociologia   introdução - o que é, principais pensamentos e pensadoresSociologia   introdução - o que é, principais pensamentos e pensadores
Sociologia introdução - o que é, principais pensamentos e pensadores
Daniele Rubim
 
Capítulo 2 - Padrões, Normas e Culturas
Capítulo 2 - Padrões, Normas e CulturasCapítulo 2 - Padrões, Normas e Culturas
Capítulo 2 - Padrões, Normas e Culturas
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
O que é Sociologia?
O que é Sociologia?O que é Sociologia?
O que é Sociologia?
Gilmar Rodrigues
 
Introducao a sociologia
Introducao a sociologiaIntroducao a sociologia
Introducao a sociologia
unisocionautas
 
Sociologia Hoje - Capa dos Resumo dos Capítulos em Powerpoint
Sociologia Hoje - Capa dos Resumo dos Capítulos em PowerpointSociologia Hoje - Capa dos Resumo dos Capítulos em Powerpoint
Sociologia Hoje - Capa dos Resumo dos Capítulos em Powerpoint
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
Sociologia: Principais correntes
Sociologia: Principais correntes Sociologia: Principais correntes
Sociologia: Principais correntes
Edenilson Morais
 
Capítulo 1 - Evolucionismo e Diferença
Capítulo 1 - Evolucionismo e DiferençaCapítulo 1 - Evolucionismo e Diferença
Capítulo 1 - Evolucionismo e Diferença
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
Sociologia
SociologiaSociologia
Sociologia
Giorgia Marrone
 
Definição de sociologia
Definição de sociologia Definição de sociologia
Definição de sociologia
Matheus Bolzan
 
Capítulo 4 - Antropologia Brasileira
Capítulo 4 - Antropologia BrasileiraCapítulo 4 - Antropologia Brasileira
Capítulo 4 - Antropologia Brasileira
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
O que é sociologia - AM_261 - IFRJ_1º semestre
O que é sociologia - AM_261 - IFRJ_1º semestreO que é sociologia - AM_261 - IFRJ_1º semestre
O que é sociologia - AM_261 - IFRJ_1º semestre
Carmem Rocha
 
Capítulo 11 - Política, Poder e Estado
Capítulo 11 - Política, Poder e EstadoCapítulo 11 - Política, Poder e Estado
Capítulo 11 - Política, Poder e Estado
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
Capítulo 6 - Pensando a Sociedade
Capítulo 6 - Pensando a SociedadeCapítulo 6 - Pensando a Sociedade
Capítulo 6 - Pensando a Sociedade
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
201 sociologia
201 sociologia201 sociologia
201 sociologia
rosilane32
 
Sociologia introdução fundamentos e bases
Sociologia introdução fundamentos e basesSociologia introdução fundamentos e bases
Sociologia introdução fundamentos e bases
Celso Firmino Sociologia/Filosofia
 
Introducao a sociologia de bourdieu
Introducao a sociologia de bourdieuIntroducao a sociologia de bourdieu
Introducao a sociologia de bourdieu
Felipe Correa de Mello
 
História da sociologia
História da sociologiaHistória da sociologia
História da sociologia
Tiago Lacerda
 
Capítulo 5 - Temas Contemporâneos da Antropologia
Capítulo 5 - Temas Contemporâneos da AntropologiaCapítulo 5 - Temas Contemporâneos da Antropologia
Capítulo 5 - Temas Contemporâneos da Antropologia
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 

Destaque (20)

O QUE É SOCIOLOGIA?
O QUE É SOCIOLOGIA?O QUE É SOCIOLOGIA?
O QUE É SOCIOLOGIA?
 
Resumo do livro o que é sociologia
Resumo do livro o que é sociologia  Resumo do livro o que é sociologia
Resumo do livro o que é sociologia
 
Sociologia introdução - o que é, principais pensamentos e pensadores
Sociologia   introdução - o que é, principais pensamentos e pensadoresSociologia   introdução - o que é, principais pensamentos e pensadores
Sociologia introdução - o que é, principais pensamentos e pensadores
 
Capítulo 2 - Padrões, Normas e Culturas
Capítulo 2 - Padrões, Normas e CulturasCapítulo 2 - Padrões, Normas e Culturas
Capítulo 2 - Padrões, Normas e Culturas
 
O que é Sociologia?
O que é Sociologia?O que é Sociologia?
O que é Sociologia?
 
Introducao a sociologia
Introducao a sociologiaIntroducao a sociologia
Introducao a sociologia
 
Sociologia Hoje - Capa dos Resumo dos Capítulos em Powerpoint
Sociologia Hoje - Capa dos Resumo dos Capítulos em PowerpointSociologia Hoje - Capa dos Resumo dos Capítulos em Powerpoint
Sociologia Hoje - Capa dos Resumo dos Capítulos em Powerpoint
 
Sociologia: Principais correntes
Sociologia: Principais correntes Sociologia: Principais correntes
Sociologia: Principais correntes
 
Capítulo 1 - Evolucionismo e Diferença
Capítulo 1 - Evolucionismo e DiferençaCapítulo 1 - Evolucionismo e Diferença
Capítulo 1 - Evolucionismo e Diferença
 
Sociologia
SociologiaSociologia
Sociologia
 
Definição de sociologia
Definição de sociologia Definição de sociologia
Definição de sociologia
 
Capítulo 4 - Antropologia Brasileira
Capítulo 4 - Antropologia BrasileiraCapítulo 4 - Antropologia Brasileira
Capítulo 4 - Antropologia Brasileira
 
O que é sociologia - AM_261 - IFRJ_1º semestre
O que é sociologia - AM_261 - IFRJ_1º semestreO que é sociologia - AM_261 - IFRJ_1º semestre
O que é sociologia - AM_261 - IFRJ_1º semestre
 
Capítulo 11 - Política, Poder e Estado
Capítulo 11 - Política, Poder e EstadoCapítulo 11 - Política, Poder e Estado
Capítulo 11 - Política, Poder e Estado
 
Capítulo 6 - Pensando a Sociedade
Capítulo 6 - Pensando a SociedadeCapítulo 6 - Pensando a Sociedade
Capítulo 6 - Pensando a Sociedade
 
201 sociologia
201 sociologia201 sociologia
201 sociologia
 
Sociologia introdução fundamentos e bases
Sociologia introdução fundamentos e basesSociologia introdução fundamentos e bases
Sociologia introdução fundamentos e bases
 
Introducao a sociologia de bourdieu
Introducao a sociologia de bourdieuIntroducao a sociologia de bourdieu
Introducao a sociologia de bourdieu
 
História da sociologia
História da sociologiaHistória da sociologia
História da sociologia
 
Capítulo 5 - Temas Contemporâneos da Antropologia
Capítulo 5 - Temas Contemporâneos da AntropologiaCapítulo 5 - Temas Contemporâneos da Antropologia
Capítulo 5 - Temas Contemporâneos da Antropologia
 

Semelhante a INTRODUÇÃO À SOCIOLOGIA

QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
IsabellaGomes58
 
Apostila de sociologia - Volume 1 (1° ano do EM)
Apostila de sociologia - Volume 1 (1° ano do EM)Apostila de sociologia - Volume 1 (1° ano do EM)
Apostila de sociologia - Volume 1 (1° ano do EM)
Matheus Alves
 
Apostila de sociologia para o 1º ano ensino médio
Apostila de sociologia para o 1º ano ensino médioApostila de sociologia para o 1º ano ensino médio
Apostila de sociologia para o 1º ano ensino médio
MARISE VON FRUHAUF HUBLARD
 
Por um olhar sociológico
Por um olhar sociológicoPor um olhar sociológico
Por um olhar sociológico
Evandro Batista
 
SOCIOLOGIA GERAL
SOCIOLOGIA GERALSOCIOLOGIA GERAL
2 Slide - Sociologia da Educação.pdf
2 Slide - Sociologia da Educação.pdf2 Slide - Sociologia da Educação.pdf
2 Slide - Sociologia da Educação.pdf
LilianeBA
 
Aula dia 29 01
Aula dia 29 01Aula dia 29 01
Aula dia 29 01
Colégio Tiradentes III
 
Fundamentos de Sociologia Unidade I
Fundamentos de Sociologia Unidade IFundamentos de Sociologia Unidade I
Fundamentos de Sociologia Unidade I
Harutchy
 
[1º ano] Sociologia: Texto "O Estudo da Sociologia"
[1º ano] Sociologia: Texto "O Estudo da Sociologia"[1º ano] Sociologia: Texto "O Estudo da Sociologia"
[1º ano] Sociologia: Texto "O Estudo da Sociologia"
Karoline Rodrigues de Melo
 
Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e...
 Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e... Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e...
Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e...
A. Rui Teixeira Santos
 
Apostila de-sociologia-ensino-médio1-serie em
Apostila de-sociologia-ensino-médio1-serie emApostila de-sociologia-ensino-médio1-serie em
Apostila de-sociologia-ensino-médio1-serie em
Severina Maria Vieira
 
Apostila sociologia - eja fácil
Apostila sociologia - eja fácilApostila sociologia - eja fácil
Apostila sociologia - eja fácil
MARISE VON FRUHAUF HUBLARD
 
Fichamento O Que é Sociologia
Fichamento   O Que é SociologiaFichamento   O Que é Sociologia
Fichamento O Que é Sociologia
Wladimir Crippa
 
Sociologia e Sociedade - Prof.Altair Aguilar.
Sociologia e Sociedade - Prof.Altair Aguilar.Sociologia e Sociedade - Prof.Altair Aguilar.
Sociologia e Sociedade - Prof.Altair Aguilar.
Altair Moisés Aguilar
 
Apostila sociologia
Apostila sociologiaApostila sociologia
Apostila sociologia
Allan Almeida de Araújo
 
Apostila sociologia (1)
Apostila sociologia (1)Apostila sociologia (1)
Apostila sociologia (1)
Allan Almeida de Araújo
 
PRA QUE SERVE A SOCIOLOGIA?
PRA QUE SERVE A SOCIOLOGIA?PRA QUE SERVE A SOCIOLOGIA?
PRA QUE SERVE A SOCIOLOGIA?
HisrelBlog
 
Mam 251
Mam 251 Mam 251
Mam 251
Carmem Rocha
 
Sociologia
SociologiaSociologia
Sociologia
Portozana
 
Sociologia objeto e objetivo de estudo da sociologia
Sociologia   objeto e objetivo de estudo da sociologia Sociologia   objeto e objetivo de estudo da sociologia
Sociologia objeto e objetivo de estudo da sociologia
Gustavo Soares
 

Semelhante a INTRODUÇÃO À SOCIOLOGIA (20)

QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
 
Apostila de sociologia - Volume 1 (1° ano do EM)
Apostila de sociologia - Volume 1 (1° ano do EM)Apostila de sociologia - Volume 1 (1° ano do EM)
Apostila de sociologia - Volume 1 (1° ano do EM)
 
Apostila de sociologia para o 1º ano ensino médio
Apostila de sociologia para o 1º ano ensino médioApostila de sociologia para o 1º ano ensino médio
Apostila de sociologia para o 1º ano ensino médio
 
Por um olhar sociológico
Por um olhar sociológicoPor um olhar sociológico
Por um olhar sociológico
 
SOCIOLOGIA GERAL
SOCIOLOGIA GERALSOCIOLOGIA GERAL
SOCIOLOGIA GERAL
 
2 Slide - Sociologia da Educação.pdf
2 Slide - Sociologia da Educação.pdf2 Slide - Sociologia da Educação.pdf
2 Slide - Sociologia da Educação.pdf
 
Aula dia 29 01
Aula dia 29 01Aula dia 29 01
Aula dia 29 01
 
Fundamentos de Sociologia Unidade I
Fundamentos de Sociologia Unidade IFundamentos de Sociologia Unidade I
Fundamentos de Sociologia Unidade I
 
[1º ano] Sociologia: Texto "O Estudo da Sociologia"
[1º ano] Sociologia: Texto "O Estudo da Sociologia"[1º ano] Sociologia: Texto "O Estudo da Sociologia"
[1º ano] Sociologia: Texto "O Estudo da Sociologia"
 
Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e...
 Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e... Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e...
Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e...
 
Apostila de-sociologia-ensino-médio1-serie em
Apostila de-sociologia-ensino-médio1-serie emApostila de-sociologia-ensino-médio1-serie em
Apostila de-sociologia-ensino-médio1-serie em
 
Apostila sociologia - eja fácil
Apostila sociologia - eja fácilApostila sociologia - eja fácil
Apostila sociologia - eja fácil
 
Fichamento O Que é Sociologia
Fichamento   O Que é SociologiaFichamento   O Que é Sociologia
Fichamento O Que é Sociologia
 
Sociologia e Sociedade - Prof.Altair Aguilar.
Sociologia e Sociedade - Prof.Altair Aguilar.Sociologia e Sociedade - Prof.Altair Aguilar.
Sociologia e Sociedade - Prof.Altair Aguilar.
 
Apostila sociologia
Apostila sociologiaApostila sociologia
Apostila sociologia
 
Apostila sociologia (1)
Apostila sociologia (1)Apostila sociologia (1)
Apostila sociologia (1)
 
PRA QUE SERVE A SOCIOLOGIA?
PRA QUE SERVE A SOCIOLOGIA?PRA QUE SERVE A SOCIOLOGIA?
PRA QUE SERVE A SOCIOLOGIA?
 
Mam 251
Mam 251 Mam 251
Mam 251
 
Sociologia
SociologiaSociologia
Sociologia
 
Sociologia objeto e objetivo de estudo da sociologia
Sociologia   objeto e objetivo de estudo da sociologia Sociologia   objeto e objetivo de estudo da sociologia
Sociologia objeto e objetivo de estudo da sociologia
 

Mais de Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo

Reforma da Previdencia 2019
Reforma da Previdencia 2019Reforma da Previdencia 2019
Reforma da Previdencia 2019
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
A Greve dos Caminhonheiros
A Greve dos CaminhonheirosA Greve dos Caminhonheiros
A Greve dos Caminhonheiros
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
Insalubridade e Periculosidade
Insalubridade e PericulosidadeInsalubridade e Periculosidade
Insalubridade e Periculosidade
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
Capítulo 10 e 11 - O Imperio e a decadência de Roma
Capítulo 10 e 11 - O Imperio e a decadência de RomaCapítulo 10 e 11 - O Imperio e a decadência de Roma
Capítulo 10 e 11 - O Imperio e a decadência de Roma
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
Capítulo 7 - Expansão e ouro na américa portuguesa
Capítulo 7 - Expansão e ouro na américa portuguesaCapítulo 7 - Expansão e ouro na américa portuguesa
Capítulo 7 - Expansão e ouro na américa portuguesa
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
Capítulo 9 - Roma Antiga
Capítulo 9 - Roma AntigaCapítulo 9 - Roma Antiga
Capítulo 9 - Roma Antiga
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
Capítulo 6 - A Era Vargas
Capítulo 6 - A Era VargasCapítulo 6 - A Era Vargas
Capítulo 6 - A Era Vargas
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
Capítulo 4 - A grande depressão, o fascismo e o nazismo
Capítulo 4 - A grande depressão, o fascismo e o nazismoCapítulo 4 - A grande depressão, o fascismo e o nazismo
Capítulo 4 - A grande depressão, o fascismo e o nazismo
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
Capítulo 3 - Primeira República - dominação e resistência
Capítulo 3 - Primeira República - dominação e resistênciaCapítulo 3 - Primeira República - dominação e resistência
Capítulo 3 - Primeira República - dominação e resistência
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
A Revolução Russa
A Revolução RussaA Revolução Russa
Capítulo 5 - A América portuguesa e a presença holandesa
Capítulo 5 - A América portuguesa e a presença holandesaCapítulo 5 - A América portuguesa e a presença holandesa
Capítulo 5 - A América portuguesa e a presença holandesa
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
Capítulos 7-8 - Grécia Antiga
Capítulos 7-8 - Grécia AntigaCapítulos 7-8 - Grécia Antiga
Capítulos 7-8 - Grécia Antiga
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
Capítulo 3 - Povos indígenas no Brasil
Capítulo 3 - Povos indígenas no BrasilCapítulo 3 - Povos indígenas no Brasil
Capítulo 3 - Povos indígenas no Brasil
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
Capítulo 2 - América indígena
Capítulo 2 - América indígenaCapítulo 2 - América indígena
Capítulo 2 - América indígena
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
Capítulo 5 - Hebreus, fenícios e persas
Capítulo 5 - Hebreus, fenícios e persasCapítulo 5 - Hebreus, fenícios e persas
Capítulo 5 - Hebreus, fenícios e persas
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
Capítulo 4 - África Antiga: egito e núbia
Capítulo 4 - África Antiga: egito e núbiaCapítulo 4 - África Antiga: egito e núbia
Capítulo 4 - África Antiga: egito e núbia
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
Capítulo 3 - Mesopotâmia
Capítulo 3 - MesopotâmiaCapítulo 3 - Mesopotâmia
Capítulo 3 - Mesopotâmia
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
Princesa Leopoldina
Princesa LeopoldinaPrincesa Leopoldina
Operação Carne Fraca
Operação Carne FracaOperação Carne Fraca
Capítulo 1 - Renascimento e Reformas Religiosas
Capítulo 1 -  Renascimento e Reformas ReligiosasCapítulo 1 -  Renascimento e Reformas Religiosas
Capítulo 1 - Renascimento e Reformas Religiosas
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 

Mais de Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo (20)

Reforma da Previdencia 2019
Reforma da Previdencia 2019Reforma da Previdencia 2019
Reforma da Previdencia 2019
 
A Greve dos Caminhonheiros
A Greve dos CaminhonheirosA Greve dos Caminhonheiros
A Greve dos Caminhonheiros
 
Insalubridade e Periculosidade
Insalubridade e PericulosidadeInsalubridade e Periculosidade
Insalubridade e Periculosidade
 
Capítulo 10 e 11 - O Imperio e a decadência de Roma
Capítulo 10 e 11 - O Imperio e a decadência de RomaCapítulo 10 e 11 - O Imperio e a decadência de Roma
Capítulo 10 e 11 - O Imperio e a decadência de Roma
 
Capítulo 7 - Expansão e ouro na américa portuguesa
Capítulo 7 - Expansão e ouro na américa portuguesaCapítulo 7 - Expansão e ouro na américa portuguesa
Capítulo 7 - Expansão e ouro na américa portuguesa
 
Capítulo 9 - Roma Antiga
Capítulo 9 - Roma AntigaCapítulo 9 - Roma Antiga
Capítulo 9 - Roma Antiga
 
Capítulo 6 - A Era Vargas
Capítulo 6 - A Era VargasCapítulo 6 - A Era Vargas
Capítulo 6 - A Era Vargas
 
Capítulo 4 - A grande depressão, o fascismo e o nazismo
Capítulo 4 - A grande depressão, o fascismo e o nazismoCapítulo 4 - A grande depressão, o fascismo e o nazismo
Capítulo 4 - A grande depressão, o fascismo e o nazismo
 
Capítulo 3 - Primeira República - dominação e resistência
Capítulo 3 - Primeira República - dominação e resistênciaCapítulo 3 - Primeira República - dominação e resistência
Capítulo 3 - Primeira República - dominação e resistência
 
A Revolução Russa
A Revolução RussaA Revolução Russa
A Revolução Russa
 
Capítulo 5 - A América portuguesa e a presença holandesa
Capítulo 5 - A América portuguesa e a presença holandesaCapítulo 5 - A América portuguesa e a presença holandesa
Capítulo 5 - A América portuguesa e a presença holandesa
 
Capítulos 7-8 - Grécia Antiga
Capítulos 7-8 - Grécia AntigaCapítulos 7-8 - Grécia Antiga
Capítulos 7-8 - Grécia Antiga
 
Capítulo 3 - Povos indígenas no Brasil
Capítulo 3 - Povos indígenas no BrasilCapítulo 3 - Povos indígenas no Brasil
Capítulo 3 - Povos indígenas no Brasil
 
Capítulo 2 - América indígena
Capítulo 2 - América indígenaCapítulo 2 - América indígena
Capítulo 2 - América indígena
 
Capítulo 5 - Hebreus, fenícios e persas
Capítulo 5 - Hebreus, fenícios e persasCapítulo 5 - Hebreus, fenícios e persas
Capítulo 5 - Hebreus, fenícios e persas
 
Capítulo 4 - África Antiga: egito e núbia
Capítulo 4 - África Antiga: egito e núbiaCapítulo 4 - África Antiga: egito e núbia
Capítulo 4 - África Antiga: egito e núbia
 
Capítulo 3 - Mesopotâmia
Capítulo 3 - MesopotâmiaCapítulo 3 - Mesopotâmia
Capítulo 3 - Mesopotâmia
 
Princesa Leopoldina
Princesa LeopoldinaPrincesa Leopoldina
Princesa Leopoldina
 
Operação Carne Fraca
Operação Carne FracaOperação Carne Fraca
Operação Carne Fraca
 
Capítulo 1 - Renascimento e Reformas Religiosas
Capítulo 1 -  Renascimento e Reformas ReligiosasCapítulo 1 -  Renascimento e Reformas Religiosas
Capítulo 1 - Renascimento e Reformas Religiosas
 

Último

Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
MessiasMarianoG
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
cmeioctaciliabetesch
 

Último (20)

Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
 

INTRODUÇÃO À SOCIOLOGIA

  • 1. INTRODUÇÃO – O QUE É A SOCIEDADE?
  • 2. INTRODUÇÃO À SOCIOLOGIA A palavra Sociologia vem da fusão de dois termos: societas, termo em latim que significa sociedade, e logos, termo grego que significa estudo. Sociologia significa o estudo científico da sociedade, das formas de convivência humana, das relações sociais e a forma de associação. É uma disciplina que considera as interações que ocorrem na vida em sociedade: envolve o estudo dos grupos e dos fatos sociais, das divisões em classes e camadas, da mobilidade social e da interação entre as pessoas e grupos que a constituem. Em síntese, a Sociologia é uma ciência que estuda a sociedade por meio da observação do comportamento humano. O objetivo das Ciências Sociais é ampliar o conhecimento sobre o ser humano em suas interações sociais. A Sociologia revela a sociedade como ela é de fato, não como ela deveria ser. O propósito da Sociologia é o de contribuir para uma melhor compreensão a respeito da sociedade, o que permite que medidas sejam tomadas para melhorar a vida daqueles que dela fazem parte.
  • 3. INTRODUÇÃO À SOCIOLOGIA Todos nós vivemos em sociedade, e até o mais remoto ermitão é um ser humano que já foi socializado e optou pelo isolamento. Entretanto, isolamento individual não é isolamento da sociedade. O mero ato de pensar ou mesmo aprender uma linguagem são atos sociais. Embora qualquer um de nós venha ao mundo com a capacidade de aprender línguas, só as aprendemos em contato com o mundo social. Essa constatação simples de que “vivemos em sociedade”, deu origem a muitas reflexões sobre o lugar do indivíduo no mundo. Desde o fim do século XIX, essas reflexões têm sido sistematizadas em ciências, denominadas Ciências Sociais. Vamos convidá-lo a conhecer alguns aspectos da Antropologia, da Sociologia e da Ciência Política. Assim nesta introdução vamos discutir: 1 - A vida em sociedade; 2 - As Ciências Sociais: • Antropologia • Sociologia • Ciência Política 3 - Como funcionam as Ciências Sociais? 4 - Ciências Sociais: informações e pensamento crítico.
  • 4. 1. A vida em sociedade As pessoas vivem juntas, ou seja, em sociedade. E os cientistas sociais estão interessados em entender como acontece essa vida em sociedade. Quais são as formas de convivência entre as pessoas? Que relações são fundamentais em uma sociedade? Como funciona uma sociedade? Por que as pessoas, em geral, fazem coisas muito parecidas? Como as sociedades mudam? Por que a vida em sociedade produz diferenças tão grandes entre seus membros? Quais fatores diferenciam grupos ou sociedades? Por que algumas pessoas são exploradas, subjugadas e até mesmo escravizadas? Estas são apenas algumas questões entre milhares de outras que podem ser levantadas sobre a vida em sociedade. Aspecto de um casamento coletivo de cinquenta casais em Recife, Pernambuco, 2012. Em foto de 2010, cerimônia de casamento tradicional em Chennai, Índia.
  • 5. O PENSAMENTO CRÍTICO Os cientistas sociais sabem que as regras e normas de uma sociedade não são neutras; elas tendem a favorecer determinados grupos. Um dos principais efeitos das regras e normas é a concentração de poder, que gera recursos e benefícios para determinados grupos de pessoas. A Sociologia, a Antropologia e a Ciência Política têm se dedicado a entender esses processos. Um dos objetivos das Ciências Sociais é justamente desenvolver o pensamento crítico. Quando olhamos para a sociedade e fazemos determinados questionamentos, encontramos respostas que revelam aspectos que a princípio não eram evidentes. Podemos chamar essas descobertas de pensamento crítico, ou seja, a capacidade de desvendar mecanismos que, embora operem como se fossem naturais, nada têm de naturais. Você pode achar que seu desejo de comprar aquele par de tênis especial é natural; que esse desejo não precisa de explicação. Mas as perguntas que faz um cientista social desestabilizam essa sensação. Por que uma pessoa deseja alguma coisa? Exemplo: a desnaturalização o trabalho feminino.
  • 6. 2. AS CIÊNCIAS SOCIAIS Mas então, o que é mesmo a sociedade? A sociedade é um conjunto de pessoas, de tamanho variável, imensamente complexo, mesmo quando é um conjunto pequeno, caracterizado por múltiplas normas, regras e conflitos. As regras e normas nem sempre são explícitas. Muitas vezes as pessoas nem se dão conta de que estão seguindo certas regras. Por exemplo, em nossa sociedade é difícil que os homens usem saias. Entretanto, não há nenhuma regra escrita que os impeça de usar; essa é uma regra implícita. Com a complexidade do mundo social e o avanço do conhecimento, tornou-se necessária uma divisão das ciências sociais em diversas disciplinas, com a finalidade de produzir um conhecimento mais rigoroso e criterioso, facilitando a sistematização do estudo e das pesquisas. Assim podemos destacar algumas ciências sociais que contribuem para os estudos sociológicos e o entendimento do mundo social: • Antropologia – estuda e pesquisa as semelhanças e diferenças culturais entre os vários agrupamentos humanos, assim como a origem e a evolução das culturas. • Ciência política – estuda a distribuição de poder nas sociedades, bem como a formação e o desenvolvimento das diversas formas de governos; • Economia – estuda as atividades ligadas à produção, distribuição, circulação de bens e serviços; O estudo sistemático da sociedade humana se iniciou na Antiguidade com o filósofo grego Aristóteles (384-322 a.C.), autor de Política, onde afirmou que “o homem nasce para viver em sociedade”.
  • 7. 3 - Como funcionam as ciências sociais? As Ciências Sociais têm dois instrumentos principais para analisar, explicar o mundo e refletir sobre ele: os conceitos e os métodos. Intimamente ligados, esses dois instrumentos são ferramentas básicas do cientista social. Os conceitos são a porta de entrada para uma explicação da realidade. Um conjunto de conceitos forma uma teoria, espécie de regra geral de análise para determinados fenômenos. O tempo todo nós utilizamos conceitos, mesmo sem perceber. Não se pensa sem conceitos. A linguagem é um conjunto de conceitos. As palavras significam coisas, e mesmo palavras que parecem apenas dar nome às coisas são conceitos. Por exemplo, a palavra “cultura”. O termo é tanto um conceito da vida cotidiana quanto sociológico ou antropológico. Se um cientista social pretende entender como funciona a cultura dos imigrantes bolivianos no Brasil, antes precisa definir o que ele entende por cultura. Caso contrário, quem ler seu trabalho sem saber o que significa “cultura” para esse estudioso só pode recorrer a seu próprio conjunto de significados para o termo. A tirinha do Chico Bento demonstra a importância de definir com precisão o que queremos dizer: uma interpretação errada pode impedir a comunicação. Os conceitos levam essa necessidade de clareza ao limite.
  • 8. 4. Ciências sociais: informações e pensamento crítico Até aqui vimos um pouco do que faz um cientista social. Mas por que o cientista social faz o que faz? Qual o sentido de produzir pesquisas sobre temas tão variados? A resposta a essas indagações tem duas linhas principais: a utilidade da informação produzida e a utilidade de aprender a pensar criticamente. A primeira linha diz respeito ao impacto social da pesquisa de um sociólogo, de um antropólogo ou de um cientista político. A segunda se refere ao impacto individual que as Ciências Sociais podem provocar nas pessoas e o desenvolvimento de uma forma de pensar essencialmente crítica. Vimos que as Ciências Sociais produzem dados e informações importantes em vários sentidos. E vimos também que essas informações podem ser interpretadas de formas diferentes. Como distinguir certo e errado nesse terreno movediço? As Ciências Sociais nos ensinam a pensar criticamente, a não aceitar qualquer argumentação. Os critérios exigidos para a realização de uma boa pesquisa também são úteis para analisar argumentos, ideias e debates variados. Esta charge ilustra como a divergência de interpretações pode ser um problema social, podendo até gerar conflitos. A ciência social é uma forma de pensar essas diferentes interpretações e também de oferecer dados que sustentem posições de vários pontos de vista.
  • 9.
  • 10.
  • 11.
  • 12. FIM Bibliografia: Sociologia Hoje Henrique Amorim Celso Rocha de Barros Igor José de Renó Machado