SlideShare uma empresa Scribd logo
Capítulo 3 - Mesopotâmia
Capítulo 3 - Mesopotâmia
POLÍTICA
Dentre os povos que dominaram a Mesopotâmia,
podemos destacar:
 Sumérios;
 Acádios;
 Amoritas (Babilônicos);
 Assírios;
 Caldeus (Neobabilônicos).
Mesmo dominado por vários povos a organização
social baseava-se geralmente na figura do Rei
(considerado um Deus).
Sumérios
• Primeira civilização da Mesopotâmia.
• Cidades Importantes: Uruk, Lagash, Eridu e Nipur.
• As cidades tinham autonomia Religiosa, política e
econômica.
• Não existia propriedade privada da terra.
• O Chefe Político denominava-se Patesi.
• Os Sumérios são responsáveis pela forma de escrita mais
antiga que se tem conhecimento, a escrita Cuneiforme.
Escrita Cuneiforme
ACÁDIOS
• Por volta de 2400 a.C. os Acádios, liderados por Sargão I,
dominaram a região e estabeleceram o primeiro Estado
centralizado da Mesopotâmia.
• Os Acádios dominaram os Sumérios, mas absorveram
sua cultura.
• Outras invasões sobre a área, no entanto destroçaram o
Império Acádio por volta de 2100 a. C.
Amoritas – (1° Império Babilônico)
• Babilônia se transformou numa das
grandes capitais da antiguidade.
• Principal rei babilônico foi Hamurabi
(1795-1750 a.C.).
• Hamurabi elaborou o primeiro código de
leis escritas (Código de Hamurabi) baseado
no princípio de Talião (Olho por olho,
dente por dente).
• Por volta do século XVI a.C. o Império foi
aniquilado por diversas invasões.
O Código de Hamurabi
Assírios
• Os assírios anexaram territórios além do
limite da Mesopotâmia, como a Síria e o
Egito
• Apogeu entre os séculos VIII e VII a.C.
• Considerados Guerreiros ferozes, os
Assírios impunham a dominação pelo terror.
Saqueavam, destruíam e massacravam os
vencidos.
• Este povo foi o primeiro a ter um exército
organizado. Desenvolveram tecnologias
como a catapulta e a aríete.
• O império entrou em declínio devido a um
série de sangrentas revoltas dos povos
oprimidos.
Caldeus
(2° Império Babilônico).
• Com a destruição dos assírios, os Caldeus se aproveitaram para
dominar a Mesopotâmia.
• A capital foi novamente Babilônia.
• O importante rei babilônico/caldeu foi Nabucodonosor (605 a 563
a.C.), que ficou conhecido como construtor de obras grandiosas,
como:
– os Jardins Suspensos da Babilônia.
– A Torre de Babel, Zigurate (templo semelhante a uma torre com 215
metros de altura).
• Nabucodonosor ainda escravizou o povo hebreu num período
conhecido como Cativeiro da Babilônia.
Jardins Suspensos da Babilônia
Jardins Suspensos da Babilônia
Jardins Suspensos da Babilônia
A “Torre de Babel” é um Zigurate de 215 metros.
SOCIEDADE
• ESTADO: possuía grande parte das propriedades.
• Produção realizada por camponeses livres ou
escravos.
• Elite agrária: camada dominante, junto com
militares, sacerdotes, e o rei (teocrático).
• Camada intermediária: Artesãos, comerciantes e
agricultores livres.
• Base da sociedade: escravos, maioria prisioneiros de
guerra.
Economia
• Agrária e pastoril.
– Cultivavam principalmente Cereais (trigo e cevada).
• Comércio.
– Região escassa de recursos naturais (madeira e minérios).
– Feito com outros povos como os egípcios e fenícios.
• Os meios de produção estavam sob o controle do
Estado e dos templos.
RELIGIÃO
• A prática religiosa era politeísta
(acreditavam em vários deuses);
• Até mesmo as cidades possuíam
deuses particulares, por isso,
construíam grandiosos templos
que serviam também de
bibliotecas, armazéns de cereais,
observatórios astronômicos, etc.
Pazuzu, demônio assírio da febre, estatueta de bronze do século VII a.C. Dessas figuras
assírio-babilônicas provêm as representações judaico-cristãs do diabo.
Ciência e Legado
• Desenvolveram a
Matemática: dividiram o
círculo em 360°, utilizavam
equações do 2° grau.
• Foram os pais da Astrologia
e serviram de base para a
Astronomia.
• Foram os responsáveis pela
divisão do ano em 12
meses, da semana em 7
dias, da hora em 60 minutos
e do minuto em 60
segundos.
Capítulo 3 - Mesopotâmia
Bibliografia:
História, Sociedade & Cidadania
Alfredo Boulos Júnior – 2º Ano
Editora FTD - 2015

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

1° ano EM - Hebreus, fenícios e Persas
1° ano EM - Hebreus, fenícios e Persas1° ano EM - Hebreus, fenícios e Persas
1° ano EM - Hebreus, fenícios e Persas
Daniel Alves Bronstrup
 
AVALIAÇÃO 6º ANO - Roma Antiga
AVALIAÇÃO 6º ANO - Roma AntigaAVALIAÇÃO 6º ANO - Roma Antiga
AVALIAÇÃO 6º ANO - Roma Antiga
Acrópole - História & Educação
 
Povos e impérios da Mesopotâmia
Povos e impérios da MesopotâmiaPovos e impérios da Mesopotâmia
Povos e impérios da Mesopotâmia
Queila Tomaz Alves
 
Grandes navegações
Grandes navegaçõesGrandes navegações
Grandes navegações
Fabiana Tonsis
 
A origem do homem
A origem do homemA origem do homem
A origem do homem
Janayna Lira
 
Mesopotamia cruzadinha
Mesopotamia cruzadinhaMesopotamia cruzadinha
Mesopotamia cruzadinha
Viviane Simões
 
Povoamento do América
Povoamento do AméricaPovoamento do América
Povoamento do América
Patrícia Costa Grigório
 
As origens do ser humano - 6º Ano (2017)
As origens do ser humano - 6º Ano (2017)As origens do ser humano - 6º Ano (2017)
As origens do ser humano - 6º Ano (2017)
Nefer19
 
Pré História
Pré   História Pré   História
Pré História
Fatima Freitas
 
Quiz de história hebreus, fenícios e persas
Quiz de história   hebreus, fenícios e persasQuiz de história   hebreus, fenícios e persas
Quiz de história hebreus, fenícios e persas
Marcela Marangon Ribeiro
 
Egito Antigo - 6º Ano (2018)
Egito Antigo - 6º Ano (2018)Egito Antigo - 6º Ano (2018)
Egito Antigo - 6º Ano (2018)
Nefer19
 
PDF: Avaliação de História: Períodos Paleolítico e Neolítico – 6º ano – Pront...
PDF: Avaliação de História: Períodos Paleolítico e Neolítico – 6º ano – Pront...PDF: Avaliação de História: Períodos Paleolítico e Neolítico – 6º ano – Pront...
PDF: Avaliação de História: Períodos Paleolítico e Neolítico – 6º ano – Pront...
Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino
 
Atividade sobre a evolução do homem 6º ano
Atividade sobre a evolução do homem 6º anoAtividade sobre a evolução do homem 6º ano
Atividade sobre a evolução do homem 6º ano
Prefeitura Municipal de São Leopoldo
 
Aula Mesopotâmia e Egito
Aula Mesopotâmia e EgitoAula Mesopotâmia e Egito
Aula Mesopotâmia e Egito
Emerson Mathias
 
Periodo paleolitico e neolitico
Periodo paleolitico e neoliticoPeriodo paleolitico e neolitico
Periodo paleolitico e neolitico
Fabiana Tonsis
 
O ser humano chega a america
O ser humano chega a america O ser humano chega a america
O ser humano chega a america
edna2
 
O Renascimento - 7º Ano (2017)
O Renascimento - 7º Ano (2017)O Renascimento - 7º Ano (2017)
O Renascimento - 7º Ano (2017)
Nefer19
 
1° ano - E.M. - Introdução à história
1° ano - E.M. - Introdução à história1° ano - E.M. - Introdução à história
1° ano - E.M. - Introdução à história
Daniel Alves Bronstrup
 
Periodo Neolitico
Periodo NeoliticoPeriodo Neolitico
Periodo Neolitico
João Marcelo
 
O tempo em historia
O tempo em historiaO tempo em historia
O tempo em historia
Ana Barreiros
 

Mais procurados (20)

1° ano EM - Hebreus, fenícios e Persas
1° ano EM - Hebreus, fenícios e Persas1° ano EM - Hebreus, fenícios e Persas
1° ano EM - Hebreus, fenícios e Persas
 
AVALIAÇÃO 6º ANO - Roma Antiga
AVALIAÇÃO 6º ANO - Roma AntigaAVALIAÇÃO 6º ANO - Roma Antiga
AVALIAÇÃO 6º ANO - Roma Antiga
 
Povos e impérios da Mesopotâmia
Povos e impérios da MesopotâmiaPovos e impérios da Mesopotâmia
Povos e impérios da Mesopotâmia
 
Grandes navegações
Grandes navegaçõesGrandes navegações
Grandes navegações
 
A origem do homem
A origem do homemA origem do homem
A origem do homem
 
Mesopotamia cruzadinha
Mesopotamia cruzadinhaMesopotamia cruzadinha
Mesopotamia cruzadinha
 
Povoamento do América
Povoamento do AméricaPovoamento do América
Povoamento do América
 
As origens do ser humano - 6º Ano (2017)
As origens do ser humano - 6º Ano (2017)As origens do ser humano - 6º Ano (2017)
As origens do ser humano - 6º Ano (2017)
 
Pré História
Pré   História Pré   História
Pré História
 
Quiz de história hebreus, fenícios e persas
Quiz de história   hebreus, fenícios e persasQuiz de história   hebreus, fenícios e persas
Quiz de história hebreus, fenícios e persas
 
Egito Antigo - 6º Ano (2018)
Egito Antigo - 6º Ano (2018)Egito Antigo - 6º Ano (2018)
Egito Antigo - 6º Ano (2018)
 
PDF: Avaliação de História: Períodos Paleolítico e Neolítico – 6º ano – Pront...
PDF: Avaliação de História: Períodos Paleolítico e Neolítico – 6º ano – Pront...PDF: Avaliação de História: Períodos Paleolítico e Neolítico – 6º ano – Pront...
PDF: Avaliação de História: Períodos Paleolítico e Neolítico – 6º ano – Pront...
 
Atividade sobre a evolução do homem 6º ano
Atividade sobre a evolução do homem 6º anoAtividade sobre a evolução do homem 6º ano
Atividade sobre a evolução do homem 6º ano
 
Aula Mesopotâmia e Egito
Aula Mesopotâmia e EgitoAula Mesopotâmia e Egito
Aula Mesopotâmia e Egito
 
Periodo paleolitico e neolitico
Periodo paleolitico e neoliticoPeriodo paleolitico e neolitico
Periodo paleolitico e neolitico
 
O ser humano chega a america
O ser humano chega a america O ser humano chega a america
O ser humano chega a america
 
O Renascimento - 7º Ano (2017)
O Renascimento - 7º Ano (2017)O Renascimento - 7º Ano (2017)
O Renascimento - 7º Ano (2017)
 
1° ano - E.M. - Introdução à história
1° ano - E.M. - Introdução à história1° ano - E.M. - Introdução à história
1° ano - E.M. - Introdução à história
 
Periodo Neolitico
Periodo NeoliticoPeriodo Neolitico
Periodo Neolitico
 
O tempo em historia
O tempo em historiaO tempo em historia
O tempo em historia
 

Destaque

Princesa Leopoldina
Princesa LeopoldinaPrincesa Leopoldina
Insalubridade e Periculosidade
Insalubridade e PericulosidadeInsalubridade e Periculosidade
Insalubridade e Periculosidade
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
Capítulo 10 e 11 - O Imperio e a decadência de Roma
Capítulo 10 e 11 - O Imperio e a decadência de RomaCapítulo 10 e 11 - O Imperio e a decadência de Roma
Capítulo 10 e 11 - O Imperio e a decadência de Roma
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
Capítulo 1 - Renascimento e Reformas Religiosas
Capítulo 1 -  Renascimento e Reformas ReligiosasCapítulo 1 -  Renascimento e Reformas Religiosas
Capítulo 1 - Renascimento e Reformas Religiosas
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
Capítulo 4 - África Antiga: egito e núbia
Capítulo 4 - África Antiga: egito e núbiaCapítulo 4 - África Antiga: egito e núbia
Capítulo 4 - África Antiga: egito e núbia
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
Capítulo 7 - Expansão e ouro na américa portuguesa
Capítulo 7 - Expansão e ouro na américa portuguesaCapítulo 7 - Expansão e ouro na américa portuguesa
Capítulo 7 - Expansão e ouro na américa portuguesa
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
Capítulo 1 - História, tempo e cultura
Capítulo 1 - História, tempo e culturaCapítulo 1 - História, tempo e cultura
Capítulo 1 - História, tempo e cultura
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
Capítulo 14 - A Política no Brasil
Capítulo 14 - A Política no BrasilCapítulo 14 - A Política no Brasil
Capítulo 14 - A Política no Brasil
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
Capítulo 11 - Política, Poder e Estado
Capítulo 11 - Política, Poder e EstadoCapítulo 11 - Política, Poder e Estado
Capítulo 11 - Política, Poder e Estado
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 

Destaque (9)

Princesa Leopoldina
Princesa LeopoldinaPrincesa Leopoldina
Princesa Leopoldina
 
Insalubridade e Periculosidade
Insalubridade e PericulosidadeInsalubridade e Periculosidade
Insalubridade e Periculosidade
 
Capítulo 10 e 11 - O Imperio e a decadência de Roma
Capítulo 10 e 11 - O Imperio e a decadência de RomaCapítulo 10 e 11 - O Imperio e a decadência de Roma
Capítulo 10 e 11 - O Imperio e a decadência de Roma
 
Capítulo 1 - Renascimento e Reformas Religiosas
Capítulo 1 -  Renascimento e Reformas ReligiosasCapítulo 1 -  Renascimento e Reformas Religiosas
Capítulo 1 - Renascimento e Reformas Religiosas
 
Capítulo 4 - África Antiga: egito e núbia
Capítulo 4 - África Antiga: egito e núbiaCapítulo 4 - África Antiga: egito e núbia
Capítulo 4 - África Antiga: egito e núbia
 
Capítulo 7 - Expansão e ouro na américa portuguesa
Capítulo 7 - Expansão e ouro na américa portuguesaCapítulo 7 - Expansão e ouro na américa portuguesa
Capítulo 7 - Expansão e ouro na américa portuguesa
 
Capítulo 1 - História, tempo e cultura
Capítulo 1 - História, tempo e culturaCapítulo 1 - História, tempo e cultura
Capítulo 1 - História, tempo e cultura
 
Capítulo 14 - A Política no Brasil
Capítulo 14 - A Política no BrasilCapítulo 14 - A Política no Brasil
Capítulo 14 - A Política no Brasil
 
Capítulo 11 - Política, Poder e Estado
Capítulo 11 - Política, Poder e EstadoCapítulo 11 - Política, Poder e Estado
Capítulo 11 - Política, Poder e Estado
 

Semelhante a Capítulo 3 - Mesopotâmia

1ano-mesopotmia-140310223340-phpapp02.pptx
1ano-mesopotmia-140310223340-phpapp02.pptx1ano-mesopotmia-140310223340-phpapp02.pptx
1ano-mesopotmia-140310223340-phpapp02.pptx
RobsonCamposdeAbreu
 
mesopotmia e egito antigo- primeiras povoações
mesopotmia e egito antigo- primeiras povoaçõesmesopotmia e egito antigo- primeiras povoações
mesopotmia e egito antigo- primeiras povoações
Janaina Diniz
 
mesopotmia- PRIMEIROS POVOS QUE VIVERAM EM SOCIEDADE HISTORIA
mesopotmia- PRIMEIROS POVOS QUE VIVERAM EM SOCIEDADE HISTORIAmesopotmia- PRIMEIROS POVOS QUE VIVERAM EM SOCIEDADE HISTORIA
mesopotmia- PRIMEIROS POVOS QUE VIVERAM EM SOCIEDADE HISTORIA
Janaina Diniz
 
Povos da mesopotâmia
Povos da mesopotâmiaPovos da mesopotâmia
Povos da mesopotâmia
Lucas Reis
 
Povos antigos
Povos antigosPovos antigos
Mesopotmiaslideshare 110316160606-phpapp02
Mesopotmiaslideshare 110316160606-phpapp02Mesopotmiaslideshare 110316160606-phpapp02
Mesopotmiaslideshare 110316160606-phpapp02
Soraya Gomes
 
Egito, Palestina e Grécia
Egito, Palestina e GréciaEgito, Palestina e Grécia
Egito, Palestina e Grécia
BriefCase
 
1º ano E.M. - Mesopotâmia
1º ano E.M. - Mesopotâmia1º ano E.M. - Mesopotâmia
1º ano E.M. - Mesopotâmia
Daniel Alves Bronstrup
 
Antiguidade oriental
Antiguidade orientalAntiguidade oriental
Antiguidade oriental
Valdemir França
 
Os acadios
Os acadiosOs acadios
Os acadios
Laguat
 
03 a época histórica de daniel
03 a época histórica de daniel03 a época histórica de daniel
03 a época histórica de daniel
Diego Fortunatto
 
02 mesopotâmia
02   mesopotâmia02   mesopotâmia
Povos mesopotamico
Povos mesopotamicoPovos mesopotamico
Povos mesopotamico
victor medeiros
 
Resumo unidade II - História - 1° ANO ENSINO MÉDIO
Resumo unidade II - História - 1° ANO ENSINO MÉDIO Resumo unidade II - História - 1° ANO ENSINO MÉDIO
Resumo unidade II - História - 1° ANO ENSINO MÉDIO
Marco Antonio Wanderley Leal
 
Atividade3
Atividade3Atividade3
Atividade3
Delziene Jesus
 
Mesopotâmia
MesopotâmiaMesopotâmia
Mesopotâmia
ProfessoresColeguium
 
História - Mesopotâmia
História - MesopotâmiaHistória - Mesopotâmia
História - Mesopotâmia
Adriana Andrade
 
3ão - aula 1- 1 A - primeiras civilizações
3ão -  aula 1- 1 A - primeiras civilizações3ão -  aula 1- 1 A - primeiras civilizações
3ão - aula 1- 1 A - primeiras civilizações
Daniel Alves Bronstrup
 
A Mesopotâmia - Prof.Altair Aguilar.
A Mesopotâmia - Prof.Altair Aguilar.A Mesopotâmia - Prof.Altair Aguilar.
A Mesopotâmia - Prof.Altair Aguilar.
Altair Moisés Aguilar
 

Semelhante a Capítulo 3 - Mesopotâmia (20)

1ano-mesopotmia-140310223340-phpapp02.pptx
1ano-mesopotmia-140310223340-phpapp02.pptx1ano-mesopotmia-140310223340-phpapp02.pptx
1ano-mesopotmia-140310223340-phpapp02.pptx
 
mesopotmia e egito antigo- primeiras povoações
mesopotmia e egito antigo- primeiras povoaçõesmesopotmia e egito antigo- primeiras povoações
mesopotmia e egito antigo- primeiras povoações
 
mesopotmia- PRIMEIROS POVOS QUE VIVERAM EM SOCIEDADE HISTORIA
mesopotmia- PRIMEIROS POVOS QUE VIVERAM EM SOCIEDADE HISTORIAmesopotmia- PRIMEIROS POVOS QUE VIVERAM EM SOCIEDADE HISTORIA
mesopotmia- PRIMEIROS POVOS QUE VIVERAM EM SOCIEDADE HISTORIA
 
Povos da mesopotâmia
Povos da mesopotâmiaPovos da mesopotâmia
Povos da mesopotâmia
 
Povos antigos
Povos antigosPovos antigos
Povos antigos
 
Mesopotmiaslideshare 110316160606-phpapp02
Mesopotmiaslideshare 110316160606-phpapp02Mesopotmiaslideshare 110316160606-phpapp02
Mesopotmiaslideshare 110316160606-phpapp02
 
Egito, Palestina e Grécia
Egito, Palestina e GréciaEgito, Palestina e Grécia
Egito, Palestina e Grécia
 
1º ano E.M. - Mesopotâmia
1º ano E.M. - Mesopotâmia1º ano E.M. - Mesopotâmia
1º ano E.M. - Mesopotâmia
 
Antiguidade oriental
Antiguidade orientalAntiguidade oriental
Antiguidade oriental
 
Os acadios
Os acadiosOs acadios
Os acadios
 
03 a época histórica de daniel
03 a época histórica de daniel03 a época histórica de daniel
03 a época histórica de daniel
 
02 mesopotâmia
02   mesopotâmia02   mesopotâmia
02 mesopotâmia
 
Antiguidade oriental
Antiguidade orientalAntiguidade oriental
Antiguidade oriental
 
Povos mesopotamico
Povos mesopotamicoPovos mesopotamico
Povos mesopotamico
 
Resumo unidade II - História - 1° ANO ENSINO MÉDIO
Resumo unidade II - História - 1° ANO ENSINO MÉDIO Resumo unidade II - História - 1° ANO ENSINO MÉDIO
Resumo unidade II - História - 1° ANO ENSINO MÉDIO
 
Atividade3
Atividade3Atividade3
Atividade3
 
Mesopotâmia
MesopotâmiaMesopotâmia
Mesopotâmia
 
História - Mesopotâmia
História - MesopotâmiaHistória - Mesopotâmia
História - Mesopotâmia
 
3ão - aula 1- 1 A - primeiras civilizações
3ão -  aula 1- 1 A - primeiras civilizações3ão -  aula 1- 1 A - primeiras civilizações
3ão - aula 1- 1 A - primeiras civilizações
 
A Mesopotâmia - Prof.Altair Aguilar.
A Mesopotâmia - Prof.Altair Aguilar.A Mesopotâmia - Prof.Altair Aguilar.
A Mesopotâmia - Prof.Altair Aguilar.
 

Mais de Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo

Reforma da Previdencia 2019
Reforma da Previdencia 2019Reforma da Previdencia 2019
Reforma da Previdencia 2019
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
A Greve dos Caminhonheiros
A Greve dos CaminhonheirosA Greve dos Caminhonheiros
A Greve dos Caminhonheiros
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
Capítulo 9 - Roma Antiga
Capítulo 9 - Roma AntigaCapítulo 9 - Roma Antiga
Capítulo 9 - Roma Antiga
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
Capítulo 6 - A Era Vargas
Capítulo 6 - A Era VargasCapítulo 6 - A Era Vargas
Capítulo 6 - A Era Vargas
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
Capítulo 4 - A grande depressão, o fascismo e o nazismo
Capítulo 4 - A grande depressão, o fascismo e o nazismoCapítulo 4 - A grande depressão, o fascismo e o nazismo
Capítulo 4 - A grande depressão, o fascismo e o nazismo
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
Capítulo 3 - Primeira República - dominação e resistência
Capítulo 3 - Primeira República - dominação e resistênciaCapítulo 3 - Primeira República - dominação e resistência
Capítulo 3 - Primeira República - dominação e resistência
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
A Revolução Russa
A Revolução RussaA Revolução Russa
Capítulo 5 - A América portuguesa e a presença holandesa
Capítulo 5 - A América portuguesa e a presença holandesaCapítulo 5 - A América portuguesa e a presença holandesa
Capítulo 5 - A América portuguesa e a presença holandesa
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
Capítulos 7-8 - Grécia Antiga
Capítulos 7-8 - Grécia AntigaCapítulos 7-8 - Grécia Antiga
Capítulos 7-8 - Grécia Antiga
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
Capítulo 3 - Povos indígenas no Brasil
Capítulo 3 - Povos indígenas no BrasilCapítulo 3 - Povos indígenas no Brasil
Capítulo 3 - Povos indígenas no Brasil
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
Capítulo 2 - América indígena
Capítulo 2 - América indígenaCapítulo 2 - América indígena
Capítulo 2 - América indígena
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
Capítulo 5 - Hebreus, fenícios e persas
Capítulo 5 - Hebreus, fenícios e persasCapítulo 5 - Hebreus, fenícios e persas
Capítulo 5 - Hebreus, fenícios e persas
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
Operação Carne Fraca
Operação Carne FracaOperação Carne Fraca
Capítulo 2 - A Aventura Humana
Capítulo 2 - A Aventura HumanaCapítulo 2 - A Aventura Humana
Capítulo 2 - A Aventura Humana
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
Capítulo 15 - Temas Contemporâneos da Ciência Política
Capítulo 15 - Temas Contemporâneos da Ciência PolíticaCapítulo 15 - Temas Contemporâneos da Ciência Política
Capítulo 15 - Temas Contemporâneos da Ciência Política
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
Sociologia Hoje - Capa dos Resumo dos Capítulos em Powerpoint
Sociologia Hoje - Capa dos Resumo dos Capítulos em PowerpointSociologia Hoje - Capa dos Resumo dos Capítulos em Powerpoint
Sociologia Hoje - Capa dos Resumo dos Capítulos em Powerpoint
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
Capítulo 10 - Temas Contemporâneos da Sociologia
Capítulo 10 - Temas Contemporâneos da SociologiaCapítulo 10 - Temas Contemporâneos da Sociologia
Capítulo 10 - Temas Contemporâneos da Sociologia
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
Capítulo 12 - Globalização e Política
Capítulo 12 - Globalização e PolíticaCapítulo 12 - Globalização e Política
Capítulo 12 - Globalização e Política
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
Capítulo 3 - Outras Formas de Pensar a Diferença
Capítulo 3 - Outras Formas de Pensar a DiferençaCapítulo 3 - Outras Formas de Pensar a Diferença
Capítulo 3 - Outras Formas de Pensar a Diferença
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
Capítulo 6 - Pensando a Sociedade
Capítulo 6 - Pensando a SociedadeCapítulo 6 - Pensando a Sociedade
Capítulo 6 - Pensando a Sociedade
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 

Mais de Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo (20)

Reforma da Previdencia 2019
Reforma da Previdencia 2019Reforma da Previdencia 2019
Reforma da Previdencia 2019
 
A Greve dos Caminhonheiros
A Greve dos CaminhonheirosA Greve dos Caminhonheiros
A Greve dos Caminhonheiros
 
Capítulo 9 - Roma Antiga
Capítulo 9 - Roma AntigaCapítulo 9 - Roma Antiga
Capítulo 9 - Roma Antiga
 
Capítulo 6 - A Era Vargas
Capítulo 6 - A Era VargasCapítulo 6 - A Era Vargas
Capítulo 6 - A Era Vargas
 
Capítulo 4 - A grande depressão, o fascismo e o nazismo
Capítulo 4 - A grande depressão, o fascismo e o nazismoCapítulo 4 - A grande depressão, o fascismo e o nazismo
Capítulo 4 - A grande depressão, o fascismo e o nazismo
 
Capítulo 3 - Primeira República - dominação e resistência
Capítulo 3 - Primeira República - dominação e resistênciaCapítulo 3 - Primeira República - dominação e resistência
Capítulo 3 - Primeira República - dominação e resistência
 
A Revolução Russa
A Revolução RussaA Revolução Russa
A Revolução Russa
 
Capítulo 5 - A América portuguesa e a presença holandesa
Capítulo 5 - A América portuguesa e a presença holandesaCapítulo 5 - A América portuguesa e a presença holandesa
Capítulo 5 - A América portuguesa e a presença holandesa
 
Capítulos 7-8 - Grécia Antiga
Capítulos 7-8 - Grécia AntigaCapítulos 7-8 - Grécia Antiga
Capítulos 7-8 - Grécia Antiga
 
Capítulo 3 - Povos indígenas no Brasil
Capítulo 3 - Povos indígenas no BrasilCapítulo 3 - Povos indígenas no Brasil
Capítulo 3 - Povos indígenas no Brasil
 
Capítulo 2 - América indígena
Capítulo 2 - América indígenaCapítulo 2 - América indígena
Capítulo 2 - América indígena
 
Capítulo 5 - Hebreus, fenícios e persas
Capítulo 5 - Hebreus, fenícios e persasCapítulo 5 - Hebreus, fenícios e persas
Capítulo 5 - Hebreus, fenícios e persas
 
Operação Carne Fraca
Operação Carne FracaOperação Carne Fraca
Operação Carne Fraca
 
Capítulo 2 - A Aventura Humana
Capítulo 2 - A Aventura HumanaCapítulo 2 - A Aventura Humana
Capítulo 2 - A Aventura Humana
 
Capítulo 15 - Temas Contemporâneos da Ciência Política
Capítulo 15 - Temas Contemporâneos da Ciência PolíticaCapítulo 15 - Temas Contemporâneos da Ciência Política
Capítulo 15 - Temas Contemporâneos da Ciência Política
 
Sociologia Hoje - Capa dos Resumo dos Capítulos em Powerpoint
Sociologia Hoje - Capa dos Resumo dos Capítulos em PowerpointSociologia Hoje - Capa dos Resumo dos Capítulos em Powerpoint
Sociologia Hoje - Capa dos Resumo dos Capítulos em Powerpoint
 
Capítulo 10 - Temas Contemporâneos da Sociologia
Capítulo 10 - Temas Contemporâneos da SociologiaCapítulo 10 - Temas Contemporâneos da Sociologia
Capítulo 10 - Temas Contemporâneos da Sociologia
 
Capítulo 12 - Globalização e Política
Capítulo 12 - Globalização e PolíticaCapítulo 12 - Globalização e Política
Capítulo 12 - Globalização e Política
 
Capítulo 3 - Outras Formas de Pensar a Diferença
Capítulo 3 - Outras Formas de Pensar a DiferençaCapítulo 3 - Outras Formas de Pensar a Diferença
Capítulo 3 - Outras Formas de Pensar a Diferença
 
Capítulo 6 - Pensando a Sociedade
Capítulo 6 - Pensando a SociedadeCapítulo 6 - Pensando a Sociedade
Capítulo 6 - Pensando a Sociedade
 

Último

APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
orquestrasinfonicaam
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdfquadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
marcos oliveira
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Instituto Walter Alencar
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
AntHropológicas Visual PPGA-UFPE
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Falcão Brasil
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 

Último (20)

APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdfquadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 

Capítulo 3 - Mesopotâmia

  • 1. Capítulo 3 - Mesopotâmia
  • 3. POLÍTICA Dentre os povos que dominaram a Mesopotâmia, podemos destacar:  Sumérios;  Acádios;  Amoritas (Babilônicos);  Assírios;  Caldeus (Neobabilônicos). Mesmo dominado por vários povos a organização social baseava-se geralmente na figura do Rei (considerado um Deus).
  • 4. Sumérios • Primeira civilização da Mesopotâmia. • Cidades Importantes: Uruk, Lagash, Eridu e Nipur. • As cidades tinham autonomia Religiosa, política e econômica. • Não existia propriedade privada da terra. • O Chefe Político denominava-se Patesi. • Os Sumérios são responsáveis pela forma de escrita mais antiga que se tem conhecimento, a escrita Cuneiforme.
  • 6. ACÁDIOS • Por volta de 2400 a.C. os Acádios, liderados por Sargão I, dominaram a região e estabeleceram o primeiro Estado centralizado da Mesopotâmia. • Os Acádios dominaram os Sumérios, mas absorveram sua cultura. • Outras invasões sobre a área, no entanto destroçaram o Império Acádio por volta de 2100 a. C.
  • 7. Amoritas – (1° Império Babilônico) • Babilônia se transformou numa das grandes capitais da antiguidade. • Principal rei babilônico foi Hamurabi (1795-1750 a.C.). • Hamurabi elaborou o primeiro código de leis escritas (Código de Hamurabi) baseado no princípio de Talião (Olho por olho, dente por dente). • Por volta do século XVI a.C. o Império foi aniquilado por diversas invasões.
  • 8. O Código de Hamurabi
  • 9. Assírios • Os assírios anexaram territórios além do limite da Mesopotâmia, como a Síria e o Egito • Apogeu entre os séculos VIII e VII a.C. • Considerados Guerreiros ferozes, os Assírios impunham a dominação pelo terror. Saqueavam, destruíam e massacravam os vencidos. • Este povo foi o primeiro a ter um exército organizado. Desenvolveram tecnologias como a catapulta e a aríete. • O império entrou em declínio devido a um série de sangrentas revoltas dos povos oprimidos.
  • 10. Caldeus (2° Império Babilônico). • Com a destruição dos assírios, os Caldeus se aproveitaram para dominar a Mesopotâmia. • A capital foi novamente Babilônia. • O importante rei babilônico/caldeu foi Nabucodonosor (605 a 563 a.C.), que ficou conhecido como construtor de obras grandiosas, como: – os Jardins Suspensos da Babilônia. – A Torre de Babel, Zigurate (templo semelhante a uma torre com 215 metros de altura). • Nabucodonosor ainda escravizou o povo hebreu num período conhecido como Cativeiro da Babilônia.
  • 11. Jardins Suspensos da Babilônia
  • 12. Jardins Suspensos da Babilônia
  • 13. Jardins Suspensos da Babilônia
  • 14. A “Torre de Babel” é um Zigurate de 215 metros.
  • 15. SOCIEDADE • ESTADO: possuía grande parte das propriedades. • Produção realizada por camponeses livres ou escravos. • Elite agrária: camada dominante, junto com militares, sacerdotes, e o rei (teocrático). • Camada intermediária: Artesãos, comerciantes e agricultores livres. • Base da sociedade: escravos, maioria prisioneiros de guerra.
  • 16. Economia • Agrária e pastoril. – Cultivavam principalmente Cereais (trigo e cevada). • Comércio. – Região escassa de recursos naturais (madeira e minérios). – Feito com outros povos como os egípcios e fenícios. • Os meios de produção estavam sob o controle do Estado e dos templos.
  • 17. RELIGIÃO • A prática religiosa era politeísta (acreditavam em vários deuses); • Até mesmo as cidades possuíam deuses particulares, por isso, construíam grandiosos templos que serviam também de bibliotecas, armazéns de cereais, observatórios astronômicos, etc. Pazuzu, demônio assírio da febre, estatueta de bronze do século VII a.C. Dessas figuras assírio-babilônicas provêm as representações judaico-cristãs do diabo.
  • 18. Ciência e Legado • Desenvolveram a Matemática: dividiram o círculo em 360°, utilizavam equações do 2° grau. • Foram os pais da Astrologia e serviram de base para a Astronomia. • Foram os responsáveis pela divisão do ano em 12 meses, da semana em 7 dias, da hora em 60 minutos e do minuto em 60 segundos.
  • 20. Bibliografia: História, Sociedade & Cidadania Alfredo Boulos Júnior – 2º Ano Editora FTD - 2015