SlideShare uma empresa Scribd logo
ISCAD – Instituto Superior de Ciências de Administração
CET – Secretarido Juridico
Comportamento humano nas Organizações:
atitude comportamental, organização e método

Epistemologia das Ciências
Sociais e de Administração
Professor Doutor Rui Texeira Santos
2013
LIção I

A – Ciência e as Ciências Sociais
B – Metodologia e pesquisa científica em Ciências
Sociais.
C – As Ciências de Administração das
Organizações
Ciências sociais e ciências de
administração
O

As preocupações sociais estão presentes desde que organizamos grupos
sociais. No passado, estas preocupações estavam mais viradas para o
modo como a sociedade deveria ser constituída, organizada. Andava-se à
volta de uma utopia, porque tentar organizar uma sociedade e o modo
como esta deve funcionar é algo inatingível. Temos capacidade para
organizar ao detalhe, como que “cara” deve um programa de televisão ir
para o ar, agora, no que toca às ciências sociais o caso muda de figura.

O

Passado=modo como a sociedade deveria ser constituída, organizada.
O Mudança= a análise objectivada da própria sociedade, analisar os
fenómenos sociais, os factos que decorrem da forma de agir dos indivíduos
em sociedade.
O

O espirito científico desenvolveu-se graças ao trabalho de pioneiros,
precursores e investigadores.
O

Pioneiros – centravam-se no objecto como algo desconhecido,
compreendido pela razão.

O

Precursores – das ciências sociais centravam-se mais na teoria que no
objecto cientifico.

O

Investigadores – centravam-se no objecto cientifico para formular uma
teoria sobre o mesmo.

O

Como se constrói uma teoria ou um modelo?
O

1º - Como está presente no quadro, o primeiro componente básico de uma
teoria ou de um modelo é o seu conjunto de conceitos.

O

2º- O segundo componente básico são as relações entre os conceitos.

O

3º - Componente básico são as explicações.

O

4º - Conjunto de enunciados e de prescrição do valor, princípios,
orientações, prescrições, e enunciados, explícitos ou implícitos.
O 1º - O primeiro componente básico de uma teoria ou de um modelo é

o seu conjunto de conceitos.

Teorias e modelos contém conceitos, mas estes variam como irão
ver:
A Taxinomia ou modelo taxonómico – contém a característica de se
dividir em várias partes ou categorias.
Ordenação – estabelece critérios de diferenciação ou de ordem, entre
partes, dentro de cada categoria, em função da posição de cada uma das
partes pela sua ordem de importância, relativa ou de grandeza.

Medição ou ordenação métrica – fornece a intensidade da grandeza
uma vez estabelecidas unidades de medida
No domínio da lógica matemática , um qualquer conjunto
extensivamente por enumeração dos elementos que o compõem e ou
compreensivamente por referenciação a qualquer característica dos seus
elementos.
O

2º- O segundo componente básico são as relações entre os conceitos.

As relações teóricas podem assumir 4 tipos:

Suposições - relações presumidas a partir das quais se deduzem outras
relações previstas que podem assim afirmar-se ou rejeitar-se.
Hipótese - conjunturas de relações a ser verificadas por algum processo.
Factos – hipóteses verificadas.
Leis – conjunto de factos que parecem verificar-se com consciência dada
as hipóteses verificadas.
3º - Componente básico são as explicações.
Estas descrevem o que acontece pelos padrões de relação, justificando as
causas pelas relações causais e as previsões = expectativas do que pode
acontecer.
4º - Conjunto de enunciados e de prescrição do valor, princípios,
orientações, prescrições, e enunciados, explícitos ou implícitos.
As ciências sociais

O comportamento humano é muito com-plexo e diversificado. Cada
indivíduo recebe in-fluências de seu meio, forma-se de determina-da
maneira e age no contexto social de acordo com sua formação.

O indivíduo aprende com o meio, mas também pode transformá-lo em sua
acção social.
Ao longo da História, a espécie humana tem organizado sua vida de forma
grupal, As Ciências Sociais pesquisam e estudam o com-portamento social
humano e suas várias for-mas de manifestação.
Entender a sociedade em que vivemos
Pode-se dizer de forma simplificada que as Ciências Sociais caracterizam-se
pelo estudo sistemático do comportamento social do ser humano. Dessa forma,
o objecto das Ciências Sociais é o ser humano em suas relações sociais.
Ao mesmo tempo, as Ciências Sociais tem por objectivo ampliar o conhecimento
sobre o ser humano em suas interacções sociais e estudar a acção social em
suas diversas dimensões. Ao realizar esse objectivo, as Ciências Sociais
con-tribuem para um melhor entendimento da so-ciedade em que vivemos,
fornecendo instru-mentos que podem ajudar a transformá-la.
Os Media e o Individuo
Como já vimos , as Ciências Sociais tem por objectivo ampliar o conhecimento
sobre o ser humano em suas interacções sociais e estudar a acção social em
suas diversas dimensões.
É interessante observar determinados comportamentos ao nível dos Media que
criam uma reacção por parte da sociedade,dos indivíduos. Vamos dar apenas
três exemplos:
Programas de televisão: A casa-dos-segredos; seria interessante analisar este
fenómeno que deriva dos vários Big Brothers, e que deixa colados ao
televisor os portugueses. Ninguém admite ver estes programas mas as
audiências dizem outra coisa. Porque motivo gostam tanto os indivíduos de
olhar pelo buraco da fechadura?
O Casos reais: Casa Pia; durante um período significativo de tempo, este
tema andava na boca de todos, a nossa sociedade parou. Existia apenas
um assunto para comentar. O tempo foi passando e o desinteresse
apoderou-se dos indivíduos. De tempos a tempos o caso vem à baila, mas
nunca mais com a intensidade do inicio, nem a envolvência da sociedade
voltou a ser a mesma.
O

Caso Maddie: Foi um furacão que atravessou Portugal de uma ponta a
outra. O que aconteceu? Foram os pais? Um amigo? Um raptor que a
inseriu numa rede pedófila? O assunto fez esquecer as novelas da TVI,
nada mais interessava. E hoje? Pouco se comenta.

O

Caso Rui Pedro: digamos que é o tema do momento, tema de cafés, de
jantares, de reuniões, etc. Mas até quando?

O

São apenas três exemplos, contudo é interessante observar o
comportamento de uma sociedade perante estes acontecimentos. Mais
interessante seria que as Ciências Sociais se dedicassem ao estudo de um
destes casos. Estudar a acção social. Será que ficaríamos surpreendidos
com os resultados?
A diferenciação entre as Ciências Sociais
O

Cada ciência social destaca-se das demais ciências sociais,
construindo o seu próprio objecto cientifico. Existem várias ciências
sociais. Sendo o Plural o conjunto das ciências sociais.
O Ao observarmos o quadro que se segue ficaremos a entender melhor este
tema.
METODOLOGIA E PESQUISA CIENTÍFICA EM
CIÊNCIAS SOCIAIS
O

A evolução na metodologia do estudo nas ciências sociais ganhou
relevância a partir do séc. XIX, com o francês Émile Durkheim (18581917), o primeiro grande teórico no campo da sociologia moderna, com a
publicação da sua obra de referência “As Regras do Método Sociológico”
(1895), que introduziu novos conceitos aos conteúdos da metodologia e
pesquisa científica.

O

Desde então, e sobretudo com o contributo de Georges Gurvitch (18941965), a interdisciplinaridade nas ciências sociais passou a ser um
princípio da unidade das ciências sociais, isto é, a “expressão da própria
realidade, o fenómeno social global, que é um só”, como salienta Almeida
e Rolo (pág. 26).

O

Partindo para a análise da realidade social, Almeida e Rolo define quatro
níveis empíricos de análise:
Deste modo, e como os fins e objectivos da investigação devem partir do
seu objecto de estudo, o conhecimento científico é construído através da
utilização de métodos científicos, tendo em conta que o conceito de ciência
se apresenta como o produto da investigação.

O

Considerando que a nossa área de interesse é a economia, esta, como
qualquer ciência social, constrói o seu próprio objecto científico através
de várias opções de metodologia de investigação

O

Os métodos de investigação, contudo, diferem de acordo com as teorias
de vários autores, embora todas definam critérios de cientificidade. A
ferramenta que nos orienta para a produção de conhecimentos é a
epistemologia, a qual nos permite uma prática científica em todo o
processo.
O

Elisco Verón, sociólogo argentino (1935), porém, aponta algumas
insuficiências da epistemologia, sugerindo também uma análise
pragmática da ciência, baseada no estudo das relações dos signos
(ideologia, Estrutura e Comunicação, São Paulo, Cutrix, 1970), a chamada
metalinguagem. Verón, na sua obra, trata, entre variados temas, dos
conceitos de infra-estrutura, superestrutura e sua dimensão para a
análise sociológica do “sentido da acção”.
Ciências de Administração das Organizações
O

São as ciências que se desenvolveram para responder a problemas
de grupos sociais (maiores ou menores, mais estruturados ou menos
estruturados)

O

São as ciências que tiveram de enfrentar ambientes de incerteza,
instabilidade, risco ou turbulência, bem como condições de complexidade

O

E são essas complexidades que levam a uma maior necessidade de
escolha das opções, resultante da execução de tarefas operacionais, de
diagnóstico e decisão em termos de presente mas também de futuro

O

Por isso há uma maior exigência em termos de conhecimentos e
habilidades ou habilitações literárias, para que a concretização prática
das situações seja resolvida com (efi)ciência
O

Os conceitos; modelos; teorias; valores; ideias, são o comportamento e a
atitude que se devem ter na construção das tarefas operacionais.

O
O

Objectivos:

A estruturação e formalização de grupos sociais em organizações, tem
como finalidade a realização de determinadas tarefas ou actividades que
levam a resultados visíveis, ou a mudanças de natureza nos recursos e
processos de transformação
O As organizações são por isso mais diversificadas, com a existência
de diferentes conteúdos e comportamentos orientadores
O É a este conjunto de conhecimentos, de actos e actividades que se
designa a ciência da administração
O

O

A administração é uma ciência social aplicada, fundamentada em um
conjunto de normas e funções elaboradas para disciplinar elementos de
produção. A administração estuda os empreendimentos humanos com o
objectivo de alcançar um resultado eficaz e retorno financeiro de forma
sustentável e com responsabilidade social, ou seja, é impossível falar
em Administração sem falar em objectivos.

O administrador é a ponte entre os meios (recursos financeiros,
tecnológicos e humanos) e os fins (objectivos).
O Como elo entre os recursos e os objectivos de uma organização, cabe ao
administrador combinar os recursos na proporção adequada e para isso é
necessário tomar decisões constantemente num contexto de restrições,
pois, nenhuma organização por melhor que seja dispõe de todos os
recursos e também a capacidade de processamento de informações do
ser humano é limitado.
O

A necessidade de organizar os estabelecimentos nascidos com a
Revolução Industrial levou os profissionais de outras áreas mais antigas e
maduras a buscar soluções específicas para problemas que não existiam
antes. Assim a aplicação de métodos de ciências diversas para
administrar estes empreendimentos deu origem aos rudimentos da
ciência da administração.

O

Não se deve confundir a gerência de uma casa ou de nossa vida
pessoal, que tem sua arte própria, porém empírica, com a gerência
de uma instituição.

O

A gerência de instituições requer conhecimento e aplicação de diversos
modelos e técnicas administrativas, ao passo que a gerência pessoal
pode ser feita por pessoas sem qualificações adicionais.
O

Conclusão: As Ciências Sociais são, sem dúvida, um tema de
fundamental interesse e de relevo social. As suas ferramentas, o modo
como pode melhorar conceitos, são por demais evidentes. Ao estudar
as Ciências Sociais os indivíduos estão a estudar a forma como uma
sociedade reage perante acontecimentos e ao seu próprio devir, o que
leva as sociedade e os seus cidadãos a agirem ou reagirem, a controlar
comportamentos, acções e decisões, usando as ferramentas teóricas e
científicas que têm à sua disposição. De forma muito redutora as
Ciências Sociais podem ser o barómetro de uma sociedade.
FIM

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

psicologia social e trabalho pdf
psicologia social e trabalho pdf psicologia social e trabalho pdf
psicologia social e trabalho pdf
Viviane Martins Dos Reis
 
O que é a psicologia social silvia t. maurer lane
O que é a psicologia social   silvia t. maurer laneO que é a psicologia social   silvia t. maurer lane
O que é a psicologia social silvia t. maurer lane
Leandro Santos da Silva
 
Aula 1 e 2 rumos e percursos em psicologia social
Aula 1 e 2 rumos e percursos em psicologia socialAula 1 e 2 rumos e percursos em psicologia social
Aula 1 e 2 rumos e percursos em psicologia social
Franjone De Lima Souza
 
Psicologia social
Psicologia socialPsicologia social
Psicologia social
Laércio Góes
 
O ensino de Psicologia Social
O ensino de Psicologia SocialO ensino de Psicologia Social
O ensino de Psicologia Social
mnatrodrigues
 
Artigo - A psicologia social
Artigo - A psicologia socialArtigo - A psicologia social
Artigo - A psicologia social
alcionirdoamarantesilva
 
Histórico da psicologia social
Histórico da psicologia socialHistórico da psicologia social
Histórico da psicologia social
mnatrodrigues
 
Silvia lane
Silvia laneSilvia lane
Silvia lane
Marley Marques
 
Fatenp aula sociologia 3
Fatenp aula sociologia 3Fatenp aula sociologia 3
Fatenp aula sociologia 3
Daniel Boppré
 
Roteiro de aula: Psicologia Social Contemporânea
Roteiro de aula: Psicologia Social ContemporâneaRoteiro de aula: Psicologia Social Contemporânea
Roteiro de aula: Psicologia Social Contemporânea
Lucas Rodrigues
 
Sociologia 1ano Tema 2- Porque estudar sociologia?
Sociologia 1ano  Tema 2- Porque estudar sociologia?Sociologia 1ano  Tema 2- Porque estudar sociologia?
Sociologia 1ano Tema 2- Porque estudar sociologia?
Sérgio Coelho
 
Apostila psicologia social comunitária
Apostila psicologia social   comunitáriaApostila psicologia social   comunitária
Apostila psicologia social comunitária
amanda cristina
 
Psicologia social questionario av1 e av2
Psicologia social   questionario av1 e av2Psicologia social   questionario av1 e av2
Psicologia social questionario av1 e av2
Eudmar nunes bastos
 
éMile durkheim
éMile durkheiméMile durkheim
éMile durkheim
unirio2011
 
Aula 3 social ii
Aula 3 social iiAula 3 social ii
Aula 3 social ii
Luciene Neves
 
Aulas de Filosofia: Ética e Moral
Aulas de Filosofia: Ética e MoralAulas de Filosofia: Ética e Moral
Aulas de Filosofia: Ética e Moral
Rogério Da Costa Ribeiro
 
Psicologia social - Teste de estereótipos
Psicologia social - Teste de estereótiposPsicologia social - Teste de estereótipos
Psicologia social - Teste de estereótipos
Laércio Góes
 
Slides atualizados psicologia social (2)
Slides atualizados psicologia social (2)Slides atualizados psicologia social (2)
Slides atualizados psicologia social (2)
Conceição Gomes
 
Psicossociologia análise social e intervenção
Psicossociologia   análise social e intervençãoPsicossociologia   análise social e intervenção
Psicossociologia análise social e intervenção
Ariane Mafra
 
éTica e serviço social
éTica e serviço socialéTica e serviço social
éTica e serviço social
Nilmara Ribeiro de Castro
 

Mais procurados (20)

psicologia social e trabalho pdf
psicologia social e trabalho pdf psicologia social e trabalho pdf
psicologia social e trabalho pdf
 
O que é a psicologia social silvia t. maurer lane
O que é a psicologia social   silvia t. maurer laneO que é a psicologia social   silvia t. maurer lane
O que é a psicologia social silvia t. maurer lane
 
Aula 1 e 2 rumos e percursos em psicologia social
Aula 1 e 2 rumos e percursos em psicologia socialAula 1 e 2 rumos e percursos em psicologia social
Aula 1 e 2 rumos e percursos em psicologia social
 
Psicologia social
Psicologia socialPsicologia social
Psicologia social
 
O ensino de Psicologia Social
O ensino de Psicologia SocialO ensino de Psicologia Social
O ensino de Psicologia Social
 
Artigo - A psicologia social
Artigo - A psicologia socialArtigo - A psicologia social
Artigo - A psicologia social
 
Histórico da psicologia social
Histórico da psicologia socialHistórico da psicologia social
Histórico da psicologia social
 
Silvia lane
Silvia laneSilvia lane
Silvia lane
 
Fatenp aula sociologia 3
Fatenp aula sociologia 3Fatenp aula sociologia 3
Fatenp aula sociologia 3
 
Roteiro de aula: Psicologia Social Contemporânea
Roteiro de aula: Psicologia Social ContemporâneaRoteiro de aula: Psicologia Social Contemporânea
Roteiro de aula: Psicologia Social Contemporânea
 
Sociologia 1ano Tema 2- Porque estudar sociologia?
Sociologia 1ano  Tema 2- Porque estudar sociologia?Sociologia 1ano  Tema 2- Porque estudar sociologia?
Sociologia 1ano Tema 2- Porque estudar sociologia?
 
Apostila psicologia social comunitária
Apostila psicologia social   comunitáriaApostila psicologia social   comunitária
Apostila psicologia social comunitária
 
Psicologia social questionario av1 e av2
Psicologia social   questionario av1 e av2Psicologia social   questionario av1 e av2
Psicologia social questionario av1 e av2
 
éMile durkheim
éMile durkheiméMile durkheim
éMile durkheim
 
Aula 3 social ii
Aula 3 social iiAula 3 social ii
Aula 3 social ii
 
Aulas de Filosofia: Ética e Moral
Aulas de Filosofia: Ética e MoralAulas de Filosofia: Ética e Moral
Aulas de Filosofia: Ética e Moral
 
Psicologia social - Teste de estereótipos
Psicologia social - Teste de estereótiposPsicologia social - Teste de estereótipos
Psicologia social - Teste de estereótipos
 
Slides atualizados psicologia social (2)
Slides atualizados psicologia social (2)Slides atualizados psicologia social (2)
Slides atualizados psicologia social (2)
 
Psicossociologia análise social e intervenção
Psicossociologia   análise social e intervençãoPsicossociologia   análise social e intervenção
Psicossociologia análise social e intervenção
 
éTica e serviço social
éTica e serviço socialéTica e serviço social
éTica e serviço social
 

Destaque

Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e...
 Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e... Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e...
Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e...
A. Rui Teixeira Santos
 
Comportamento humano nas organizações
Comportamento humano nas organizaçõesComportamento humano nas organizações
Comportamento humano nas organizações
Marco Coelho
 
Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e...
 Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e... Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e...
Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e...
A. Rui Teixeira Santos
 
Aula 1 - Introdução ao Comportamento Organizacional
Aula 1 - Introdução ao Comportamento OrganizacionalAula 1 - Introdução ao Comportamento Organizacional
Aula 1 - Introdução ao Comportamento Organizacional
Felipe Saraiva Nunes de Pinho
 
Comportamento Organizacional
Comportamento OrganizacionalComportamento Organizacional
Comportamento Organizacional
Rui Loureiro
 
Aula01 comportamento organizac (1)
Aula01 comportamento organizac (1)Aula01 comportamento organizac (1)
Aula01 comportamento organizac (1)
Vanessa Rodrigues
 
O Governo e a Política
O Governo e a PolíticaO Governo e a Política
O Governo e a Política
Jorge Barbosa
 
Interlocuções entre a psicologia e pnas
Interlocuções entre a psicologia  e pnasInterlocuções entre a psicologia  e pnas
Interlocuções entre a psicologia e pnas
NandaTome
 
A psicologia e_seus_campos_de_atuacao
A psicologia e_seus_campos_de_atuacaoA psicologia e_seus_campos_de_atuacao
A psicologia e_seus_campos_de_atuacao
Sonival Nery Teixeira
 
Aula 03 (1ºsem) 2013 Comportamento Humano nas Organizações
Aula 03 (1ºsem) 2013   Comportamento Humano nas OrganizaçõesAula 03 (1ºsem) 2013   Comportamento Humano nas Organizações
Aula 03 (1ºsem) 2013 Comportamento Humano nas Organizações
admunip2013
 
Comportamento organizacional debora
Comportamento organizacional deboraComportamento organizacional debora
Comportamento organizacional debora
Marlei88
 
Mapa conceitual walber vinicios
Mapa conceitual walber viniciosMapa conceitual walber vinicios
Mapa conceitual walber vinicios
FAINTVISA
 
Curso online ciencias sociais epistemologia
Curso online ciencias sociais   epistemologiaCurso online ciencias sociais   epistemologia
Curso online ciencias sociais epistemologia
Unichristus Centro Universitário
 
Comportamento e organização empresarial
Comportamento e organização empresarialComportamento e organização empresarial
Comportamento e organização empresarial
Jesse Costa
 
Apresentação gestão de atacado e varejo
Apresentação gestão de atacado e varejoApresentação gestão de atacado e varejo
Apresentação gestão de atacado e varejo
Marta Figueiredo
 
Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e...
 Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e... Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e...
Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e...
A. Rui Teixeira Santos
 
Rh informatica
Rh informaticaRh informatica
Rh informatica
anizoely
 
Psicologia Aplicada (versão actualizada)
Psicologia Aplicada (versão actualizada)Psicologia Aplicada (versão actualizada)
Psicologia Aplicada (versão actualizada)
Jorge Barbosa
 
Psicologia Aplicada
Psicologia AplicadaPsicologia Aplicada
Psicologia Aplicada
Ângelo Rafael
 
Aula 4 comportamento mesoorganizacional
Aula 4   comportamento mesoorganizacionalAula 4   comportamento mesoorganizacional
Aula 4 comportamento mesoorganizacional
Felipe Saraiva Nunes de Pinho
 

Destaque (20)

Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e...
 Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e... Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e...
Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e...
 
Comportamento humano nas organizações
Comportamento humano nas organizaçõesComportamento humano nas organizações
Comportamento humano nas organizações
 
Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e...
 Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e... Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e...
Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e...
 
Aula 1 - Introdução ao Comportamento Organizacional
Aula 1 - Introdução ao Comportamento OrganizacionalAula 1 - Introdução ao Comportamento Organizacional
Aula 1 - Introdução ao Comportamento Organizacional
 
Comportamento Organizacional
Comportamento OrganizacionalComportamento Organizacional
Comportamento Organizacional
 
Aula01 comportamento organizac (1)
Aula01 comportamento organizac (1)Aula01 comportamento organizac (1)
Aula01 comportamento organizac (1)
 
O Governo e a Política
O Governo e a PolíticaO Governo e a Política
O Governo e a Política
 
Interlocuções entre a psicologia e pnas
Interlocuções entre a psicologia  e pnasInterlocuções entre a psicologia  e pnas
Interlocuções entre a psicologia e pnas
 
A psicologia e_seus_campos_de_atuacao
A psicologia e_seus_campos_de_atuacaoA psicologia e_seus_campos_de_atuacao
A psicologia e_seus_campos_de_atuacao
 
Aula 03 (1ºsem) 2013 Comportamento Humano nas Organizações
Aula 03 (1ºsem) 2013   Comportamento Humano nas OrganizaçõesAula 03 (1ºsem) 2013   Comportamento Humano nas Organizações
Aula 03 (1ºsem) 2013 Comportamento Humano nas Organizações
 
Comportamento organizacional debora
Comportamento organizacional deboraComportamento organizacional debora
Comportamento organizacional debora
 
Mapa conceitual walber vinicios
Mapa conceitual walber viniciosMapa conceitual walber vinicios
Mapa conceitual walber vinicios
 
Curso online ciencias sociais epistemologia
Curso online ciencias sociais   epistemologiaCurso online ciencias sociais   epistemologia
Curso online ciencias sociais epistemologia
 
Comportamento e organização empresarial
Comportamento e organização empresarialComportamento e organização empresarial
Comportamento e organização empresarial
 
Apresentação gestão de atacado e varejo
Apresentação gestão de atacado e varejoApresentação gestão de atacado e varejo
Apresentação gestão de atacado e varejo
 
Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e...
 Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e... Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e...
Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e...
 
Rh informatica
Rh informaticaRh informatica
Rh informatica
 
Psicologia Aplicada (versão actualizada)
Psicologia Aplicada (versão actualizada)Psicologia Aplicada (versão actualizada)
Psicologia Aplicada (versão actualizada)
 
Psicologia Aplicada
Psicologia AplicadaPsicologia Aplicada
Psicologia Aplicada
 
Aula 4 comportamento mesoorganizacional
Aula 4   comportamento mesoorganizacionalAula 4   comportamento mesoorganizacional
Aula 4 comportamento mesoorganizacional
 

Semelhante a Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e método:cie Docente: Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ISCAD 2013) capitulo 2 epistemologia das ciencias sociais e de administração

INTRODUÇÃO À SOCIOLOGIA
INTRODUÇÃO À SOCIOLOGIAINTRODUÇÃO À SOCIOLOGIA
INTRODUÇÃO À SOCIOLOGIA
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
SOCIOLOGIA GERAL
SOCIOLOGIA GERALSOCIOLOGIA GERAL
Introdução às Ciencias Sociais e Humanas
Introdução às Ciencias Sociais e HumanasIntrodução às Ciencias Sociais e Humanas
Introdução às Ciencias Sociais e Humanas
Augusto Ambrósio
 
Antropologia
AntropologiaAntropologia
Antropologia
Ingrid Abreu
 
Apostila de-sociologia-ensino-médio1-serie em
Apostila de-sociologia-ensino-médio1-serie emApostila de-sociologia-ensino-médio1-serie em
Apostila de-sociologia-ensino-médio1-serie em
Severina Maria Vieira
 
Apostila de sociologia para o 1º ano ensino médio
Apostila de sociologia para o 1º ano ensino médioApostila de sociologia para o 1º ano ensino médio
Apostila de sociologia para o 1º ano ensino médio
MARISE VON FRUHAUF HUBLARD
 
Aula dia 29 01
Aula dia 29 01Aula dia 29 01
Aula dia 29 01
Colégio Tiradentes III
 
Apostila de sociologia - Volume 1 (1° ano do EM)
Apostila de sociologia - Volume 1 (1° ano do EM)Apostila de sociologia - Volume 1 (1° ano do EM)
Apostila de sociologia - Volume 1 (1° ano do EM)
Matheus Alves
 
Met. Cientifica
Met. CientificaMet. Cientifica
Met. Cientifica
Alan Ciriaco
 
Métodos de Investigação e Escrita Científica
Métodos de Investigação e Escrita CientíficaMétodos de Investigação e Escrita Científica
Métodos de Investigação e Escrita Científica
viviprof
 
Miec
MiecMiec
Aula1arquivoalunos
Aula1arquivoalunosAula1arquivoalunos
Aula1arquivoalunos
lislieribeiro
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
IsabellaGomes58
 
Apostila sociologia - eja fácil
Apostila sociologia - eja fácilApostila sociologia - eja fácil
Apostila sociologia - eja fácil
MARISE VON FRUHAUF HUBLARD
 
ANTROPOLOGIA ESTRUTURAL - PROBLEMAS E METODOS DE ENSINO
ANTROPOLOGIA ESTRUTURAL - PROBLEMAS E METODOS DE ENSINOANTROPOLOGIA ESTRUTURAL - PROBLEMAS E METODOS DE ENSINO
ANTROPOLOGIA ESTRUTURAL - PROBLEMAS E METODOS DE ENSINO
mangalovic
 
Fundamentos de Sociologia Unidade I
Fundamentos de Sociologia Unidade IFundamentos de Sociologia Unidade I
Fundamentos de Sociologia Unidade I
Harutchy
 
A Sociologia Sociedade Contemp
A Sociologia Sociedade ContempA Sociologia Sociedade Contemp
A Sociologia Sociedade Contemp
Carlos Leônidas Nascimento Paixão
 
Metodologia das Ciencias Sociais e das Ciencias de Administracao, Prof. Douto...
Metodologia das Ciencias Sociais e das Ciencias de Administracao, Prof. Douto...Metodologia das Ciencias Sociais e das Ciencias de Administracao, Prof. Douto...
Metodologia das Ciencias Sociais e das Ciencias de Administracao, Prof. Douto...
A. Rui Teixeira Santos
 
[1º ano] Sociologia: Texto "O Estudo da Sociologia"
[1º ano] Sociologia: Texto "O Estudo da Sociologia"[1º ano] Sociologia: Texto "O Estudo da Sociologia"
[1º ano] Sociologia: Texto "O Estudo da Sociologia"
Karoline Rodrigues de Melo
 
Sociologia objeto e objetivo de estudo da sociologia
Sociologia   objeto e objetivo de estudo da sociologia Sociologia   objeto e objetivo de estudo da sociologia
Sociologia objeto e objetivo de estudo da sociologia
Gustavo Soares
 

Semelhante a Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e método:cie Docente: Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ISCAD 2013) capitulo 2 epistemologia das ciencias sociais e de administração (20)

INTRODUÇÃO À SOCIOLOGIA
INTRODUÇÃO À SOCIOLOGIAINTRODUÇÃO À SOCIOLOGIA
INTRODUÇÃO À SOCIOLOGIA
 
SOCIOLOGIA GERAL
SOCIOLOGIA GERALSOCIOLOGIA GERAL
SOCIOLOGIA GERAL
 
Introdução às Ciencias Sociais e Humanas
Introdução às Ciencias Sociais e HumanasIntrodução às Ciencias Sociais e Humanas
Introdução às Ciencias Sociais e Humanas
 
Antropologia
AntropologiaAntropologia
Antropologia
 
Apostila de-sociologia-ensino-médio1-serie em
Apostila de-sociologia-ensino-médio1-serie emApostila de-sociologia-ensino-médio1-serie em
Apostila de-sociologia-ensino-médio1-serie em
 
Apostila de sociologia para o 1º ano ensino médio
Apostila de sociologia para o 1º ano ensino médioApostila de sociologia para o 1º ano ensino médio
Apostila de sociologia para o 1º ano ensino médio
 
Aula dia 29 01
Aula dia 29 01Aula dia 29 01
Aula dia 29 01
 
Apostila de sociologia - Volume 1 (1° ano do EM)
Apostila de sociologia - Volume 1 (1° ano do EM)Apostila de sociologia - Volume 1 (1° ano do EM)
Apostila de sociologia - Volume 1 (1° ano do EM)
 
Met. Cientifica
Met. CientificaMet. Cientifica
Met. Cientifica
 
Métodos de Investigação e Escrita Científica
Métodos de Investigação e Escrita CientíficaMétodos de Investigação e Escrita Científica
Métodos de Investigação e Escrita Científica
 
Miec
MiecMiec
Miec
 
Aula1arquivoalunos
Aula1arquivoalunosAula1arquivoalunos
Aula1arquivoalunos
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
 
Apostila sociologia - eja fácil
Apostila sociologia - eja fácilApostila sociologia - eja fácil
Apostila sociologia - eja fácil
 
ANTROPOLOGIA ESTRUTURAL - PROBLEMAS E METODOS DE ENSINO
ANTROPOLOGIA ESTRUTURAL - PROBLEMAS E METODOS DE ENSINOANTROPOLOGIA ESTRUTURAL - PROBLEMAS E METODOS DE ENSINO
ANTROPOLOGIA ESTRUTURAL - PROBLEMAS E METODOS DE ENSINO
 
Fundamentos de Sociologia Unidade I
Fundamentos de Sociologia Unidade IFundamentos de Sociologia Unidade I
Fundamentos de Sociologia Unidade I
 
A Sociologia Sociedade Contemp
A Sociologia Sociedade ContempA Sociologia Sociedade Contemp
A Sociologia Sociedade Contemp
 
Metodologia das Ciencias Sociais e das Ciencias de Administracao, Prof. Douto...
Metodologia das Ciencias Sociais e das Ciencias de Administracao, Prof. Douto...Metodologia das Ciencias Sociais e das Ciencias de Administracao, Prof. Douto...
Metodologia das Ciencias Sociais e das Ciencias de Administracao, Prof. Douto...
 
[1º ano] Sociologia: Texto "O Estudo da Sociologia"
[1º ano] Sociologia: Texto "O Estudo da Sociologia"[1º ano] Sociologia: Texto "O Estudo da Sociologia"
[1º ano] Sociologia: Texto "O Estudo da Sociologia"
 
Sociologia objeto e objetivo de estudo da sociologia
Sociologia   objeto e objetivo de estudo da sociologia Sociologia   objeto e objetivo de estudo da sociologia
Sociologia objeto e objetivo de estudo da sociologia
 

Mais de A. Rui Teixeira Santos

DIREITO DA SUSTENTABILIDADE (2023) Professor Doutor Rui Teixeira Santos ISG L...
DIREITO DA SUSTENTABILIDADE (2023) Professor Doutor Rui Teixeira Santos ISG L...DIREITO DA SUSTENTABILIDADE (2023) Professor Doutor Rui Teixeira Santos ISG L...
DIREITO DA SUSTENTABILIDADE (2023) Professor Doutor Rui Teixeira Santos ISG L...
A. Rui Teixeira Santos
 
SEBENTA DE DIREITO DA ECONOMIA.pdf
SEBENTA DE DIREITO DA ECONOMIA.pdfSEBENTA DE DIREITO DA ECONOMIA.pdf
SEBENTA DE DIREITO DA ECONOMIA.pdf
A. Rui Teixeira Santos
 
Direito da Segurança Social 2021 Prof. Doutor Rui Teixeira Santos.pptx
Direito da Segurança Social 2021 Prof. Doutor Rui Teixeira Santos.pptxDireito da Segurança Social 2021 Prof. Doutor Rui Teixeira Santos.pptx
Direito da Segurança Social 2021 Prof. Doutor Rui Teixeira Santos.pptx
A. Rui Teixeira Santos
 
ERGONOMIA EMOCIONAL 2022, Professor Doutor Rui Teixeira Santos , ISG .pdf
ERGONOMIA EMOCIONAL 2022, Professor Doutor Rui Teixeira Santos , ISG .pdfERGONOMIA EMOCIONAL 2022, Professor Doutor Rui Teixeira Santos , ISG .pdf
ERGONOMIA EMOCIONAL 2022, Professor Doutor Rui Teixeira Santos , ISG .pdf
A. Rui Teixeira Santos
 
I CONFERENCIA INTERNACIONAL SOBRE POLITICAS PUBLICAS E REFORMA DA AP - Prof....
I CONFERENCIA INTERNACIONAL SOBRE POLITICAS  PUBLICAS E REFORMA DA AP - Prof....I CONFERENCIA INTERNACIONAL SOBRE POLITICAS  PUBLICAS E REFORMA DA AP - Prof....
I CONFERENCIA INTERNACIONAL SOBRE POLITICAS PUBLICAS E REFORMA DA AP - Prof....
A. Rui Teixeira Santos
 
Caracterização das organizações da economia social em Portugal - Prof. Do...
Caracterização das organizações da economia social em Portugal - Prof. Do...Caracterização das organizações da economia social em Portugal - Prof. Do...
Caracterização das organizações da economia social em Portugal - Prof. Do...
A. Rui Teixeira Santos
 
Associativismo Desportivo Prof. Doutor Rui Teixeira Santos ULHT Faculdade de ...
Associativismo Desportivo Prof. Doutor Rui Teixeira Santos ULHT Faculdade de ...Associativismo Desportivo Prof. Doutor Rui Teixeira Santos ULHT Faculdade de ...
Associativismo Desportivo Prof. Doutor Rui Teixeira Santos ULHT Faculdade de ...
A. Rui Teixeira Santos
 
Organização pública e privada do desporto (Nov 2021) 2ª Parte - prof. doutor ...
Organização pública e privada do desporto (Nov 2021) 2ª Parte - prof. doutor ...Organização pública e privada do desporto (Nov 2021) 2ª Parte - prof. doutor ...
Organização pública e privada do desporto (Nov 2021) 2ª Parte - prof. doutor ...
A. Rui Teixeira Santos
 
Organização pública e privada do desporto 1 parte (30OUT2021) PROFESSOR DOU...
Organização pública e privada do desporto 1 parte (30OUT2021) PROFESSOR DOU...Organização pública e privada do desporto 1 parte (30OUT2021) PROFESSOR DOU...
Organização pública e privada do desporto 1 parte (30OUT2021) PROFESSOR DOU...
A. Rui Teixeira Santos
 
Sport finance, prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ULHT, Lisboa, 2021)
Sport finance, prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ULHT, Lisboa, 2021)Sport finance, prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ULHT, Lisboa, 2021)
Sport finance, prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ULHT, Lisboa, 2021)
A. Rui Teixeira Santos
 
Direito Comercial PPTX 2019 Prof. Doutor Rui Teixera Santos ISG LISBOA
Direito Comercial PPTX 2019 Prof. Doutor Rui Teixera Santos ISG LISBOADireito Comercial PPTX 2019 Prof. Doutor Rui Teixera Santos ISG LISBOA
Direito Comercial PPTX 2019 Prof. Doutor Rui Teixera Santos ISG LISBOA
A. Rui Teixeira Santos
 
Fashion Law - propriedade industrial e direito da publicidade, prof doutor Ru...
Fashion Law - propriedade industrial e direito da publicidade, prof doutor Ru...Fashion Law - propriedade industrial e direito da publicidade, prof doutor Ru...
Fashion Law - propriedade industrial e direito da publicidade, prof doutor Ru...
A. Rui Teixeira Santos
 
The Principles of Morality and Transparency in the Third Sector presentation ...
The Principles of Morality and Transparency in the Third Sector presentation ...The Principles of Morality and Transparency in the Third Sector presentation ...
The Principles of Morality and Transparency in the Third Sector presentation ...
A. Rui Teixeira Santos
 
Direito empresarial 2019 3 parte - dos contratos - Prof. Rui Teixeira Santo...
Direito empresarial 2019  3 parte  - dos contratos - Prof. Rui Teixeira Santo...Direito empresarial 2019  3 parte  - dos contratos - Prof. Rui Teixeira Santo...
Direito empresarial 2019 3 parte - dos contratos - Prof. Rui Teixeira Santo...
A. Rui Teixeira Santos
 
Direito empresarial 2019 1 Parte Geral Comerciante Prof. Doutor Rui Teixeira ...
Direito empresarial 2019 1 Parte Geral Comerciante Prof. Doutor Rui Teixeira ...Direito empresarial 2019 1 Parte Geral Comerciante Prof. Doutor Rui Teixeira ...
Direito empresarial 2019 1 Parte Geral Comerciante Prof. Doutor Rui Teixeira ...
A. Rui Teixeira Santos
 
Direito empresarial 2019 2 parte sociedades comerciais Prof Doutor Rui Teixei...
Direito empresarial 2019 2 parte sociedades comerciais Prof Doutor Rui Teixei...Direito empresarial 2019 2 parte sociedades comerciais Prof Doutor Rui Teixei...
Direito empresarial 2019 2 parte sociedades comerciais Prof Doutor Rui Teixei...
A. Rui Teixeira Santos
 
"O PSD tem que mudar" - artigo de Rui Teixeira Santos publicado em 2019.06.01...
"O PSD tem que mudar" - artigo de Rui Teixeira Santos publicado em 2019.06.01..."O PSD tem que mudar" - artigo de Rui Teixeira Santos publicado em 2019.06.01...
"O PSD tem que mudar" - artigo de Rui Teixeira Santos publicado em 2019.06.01...
A. Rui Teixeira Santos
 
Direito dos contratos (2019) Prof. Doutor Rui Teixeira Santos Lisboa:INP
Direito dos contratos (2019) Prof. Doutor Rui Teixeira Santos Lisboa:INPDireito dos contratos (2019) Prof. Doutor Rui Teixeira Santos Lisboa:INP
Direito dos contratos (2019) Prof. Doutor Rui Teixeira Santos Lisboa:INP
A. Rui Teixeira Santos
 
Direito da comunicação 2019 I PARTE Prof. Doutor Rui Teixeira Santos Lisboa:INP
Direito da comunicação 2019 I PARTE Prof. Doutor Rui Teixeira Santos Lisboa:INPDireito da comunicação 2019 I PARTE Prof. Doutor Rui Teixeira Santos Lisboa:INP
Direito da comunicação 2019 I PARTE Prof. Doutor Rui Teixeira Santos Lisboa:INP
A. Rui Teixeira Santos
 
Direito da Comunicação 2019 II PARTE Dto da Publicidade ANEXOS Prof. Doutor R...
Direito da Comunicação 2019 II PARTE Dto da Publicidade ANEXOS Prof. Doutor R...Direito da Comunicação 2019 II PARTE Dto da Publicidade ANEXOS Prof. Doutor R...
Direito da Comunicação 2019 II PARTE Dto da Publicidade ANEXOS Prof. Doutor R...
A. Rui Teixeira Santos
 

Mais de A. Rui Teixeira Santos (20)

DIREITO DA SUSTENTABILIDADE (2023) Professor Doutor Rui Teixeira Santos ISG L...
DIREITO DA SUSTENTABILIDADE (2023) Professor Doutor Rui Teixeira Santos ISG L...DIREITO DA SUSTENTABILIDADE (2023) Professor Doutor Rui Teixeira Santos ISG L...
DIREITO DA SUSTENTABILIDADE (2023) Professor Doutor Rui Teixeira Santos ISG L...
 
SEBENTA DE DIREITO DA ECONOMIA.pdf
SEBENTA DE DIREITO DA ECONOMIA.pdfSEBENTA DE DIREITO DA ECONOMIA.pdf
SEBENTA DE DIREITO DA ECONOMIA.pdf
 
Direito da Segurança Social 2021 Prof. Doutor Rui Teixeira Santos.pptx
Direito da Segurança Social 2021 Prof. Doutor Rui Teixeira Santos.pptxDireito da Segurança Social 2021 Prof. Doutor Rui Teixeira Santos.pptx
Direito da Segurança Social 2021 Prof. Doutor Rui Teixeira Santos.pptx
 
ERGONOMIA EMOCIONAL 2022, Professor Doutor Rui Teixeira Santos , ISG .pdf
ERGONOMIA EMOCIONAL 2022, Professor Doutor Rui Teixeira Santos , ISG .pdfERGONOMIA EMOCIONAL 2022, Professor Doutor Rui Teixeira Santos , ISG .pdf
ERGONOMIA EMOCIONAL 2022, Professor Doutor Rui Teixeira Santos , ISG .pdf
 
I CONFERENCIA INTERNACIONAL SOBRE POLITICAS PUBLICAS E REFORMA DA AP - Prof....
I CONFERENCIA INTERNACIONAL SOBRE POLITICAS  PUBLICAS E REFORMA DA AP - Prof....I CONFERENCIA INTERNACIONAL SOBRE POLITICAS  PUBLICAS E REFORMA DA AP - Prof....
I CONFERENCIA INTERNACIONAL SOBRE POLITICAS PUBLICAS E REFORMA DA AP - Prof....
 
Caracterização das organizações da economia social em Portugal - Prof. Do...
Caracterização das organizações da economia social em Portugal - Prof. Do...Caracterização das organizações da economia social em Portugal - Prof. Do...
Caracterização das organizações da economia social em Portugal - Prof. Do...
 
Associativismo Desportivo Prof. Doutor Rui Teixeira Santos ULHT Faculdade de ...
Associativismo Desportivo Prof. Doutor Rui Teixeira Santos ULHT Faculdade de ...Associativismo Desportivo Prof. Doutor Rui Teixeira Santos ULHT Faculdade de ...
Associativismo Desportivo Prof. Doutor Rui Teixeira Santos ULHT Faculdade de ...
 
Organização pública e privada do desporto (Nov 2021) 2ª Parte - prof. doutor ...
Organização pública e privada do desporto (Nov 2021) 2ª Parte - prof. doutor ...Organização pública e privada do desporto (Nov 2021) 2ª Parte - prof. doutor ...
Organização pública e privada do desporto (Nov 2021) 2ª Parte - prof. doutor ...
 
Organização pública e privada do desporto 1 parte (30OUT2021) PROFESSOR DOU...
Organização pública e privada do desporto 1 parte (30OUT2021) PROFESSOR DOU...Organização pública e privada do desporto 1 parte (30OUT2021) PROFESSOR DOU...
Organização pública e privada do desporto 1 parte (30OUT2021) PROFESSOR DOU...
 
Sport finance, prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ULHT, Lisboa, 2021)
Sport finance, prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ULHT, Lisboa, 2021)Sport finance, prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ULHT, Lisboa, 2021)
Sport finance, prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ULHT, Lisboa, 2021)
 
Direito Comercial PPTX 2019 Prof. Doutor Rui Teixera Santos ISG LISBOA
Direito Comercial PPTX 2019 Prof. Doutor Rui Teixera Santos ISG LISBOADireito Comercial PPTX 2019 Prof. Doutor Rui Teixera Santos ISG LISBOA
Direito Comercial PPTX 2019 Prof. Doutor Rui Teixera Santos ISG LISBOA
 
Fashion Law - propriedade industrial e direito da publicidade, prof doutor Ru...
Fashion Law - propriedade industrial e direito da publicidade, prof doutor Ru...Fashion Law - propriedade industrial e direito da publicidade, prof doutor Ru...
Fashion Law - propriedade industrial e direito da publicidade, prof doutor Ru...
 
The Principles of Morality and Transparency in the Third Sector presentation ...
The Principles of Morality and Transparency in the Third Sector presentation ...The Principles of Morality and Transparency in the Third Sector presentation ...
The Principles of Morality and Transparency in the Third Sector presentation ...
 
Direito empresarial 2019 3 parte - dos contratos - Prof. Rui Teixeira Santo...
Direito empresarial 2019  3 parte  - dos contratos - Prof. Rui Teixeira Santo...Direito empresarial 2019  3 parte  - dos contratos - Prof. Rui Teixeira Santo...
Direito empresarial 2019 3 parte - dos contratos - Prof. Rui Teixeira Santo...
 
Direito empresarial 2019 1 Parte Geral Comerciante Prof. Doutor Rui Teixeira ...
Direito empresarial 2019 1 Parte Geral Comerciante Prof. Doutor Rui Teixeira ...Direito empresarial 2019 1 Parte Geral Comerciante Prof. Doutor Rui Teixeira ...
Direito empresarial 2019 1 Parte Geral Comerciante Prof. Doutor Rui Teixeira ...
 
Direito empresarial 2019 2 parte sociedades comerciais Prof Doutor Rui Teixei...
Direito empresarial 2019 2 parte sociedades comerciais Prof Doutor Rui Teixei...Direito empresarial 2019 2 parte sociedades comerciais Prof Doutor Rui Teixei...
Direito empresarial 2019 2 parte sociedades comerciais Prof Doutor Rui Teixei...
 
"O PSD tem que mudar" - artigo de Rui Teixeira Santos publicado em 2019.06.01...
"O PSD tem que mudar" - artigo de Rui Teixeira Santos publicado em 2019.06.01..."O PSD tem que mudar" - artigo de Rui Teixeira Santos publicado em 2019.06.01...
"O PSD tem que mudar" - artigo de Rui Teixeira Santos publicado em 2019.06.01...
 
Direito dos contratos (2019) Prof. Doutor Rui Teixeira Santos Lisboa:INP
Direito dos contratos (2019) Prof. Doutor Rui Teixeira Santos Lisboa:INPDireito dos contratos (2019) Prof. Doutor Rui Teixeira Santos Lisboa:INP
Direito dos contratos (2019) Prof. Doutor Rui Teixeira Santos Lisboa:INP
 
Direito da comunicação 2019 I PARTE Prof. Doutor Rui Teixeira Santos Lisboa:INP
Direito da comunicação 2019 I PARTE Prof. Doutor Rui Teixeira Santos Lisboa:INPDireito da comunicação 2019 I PARTE Prof. Doutor Rui Teixeira Santos Lisboa:INP
Direito da comunicação 2019 I PARTE Prof. Doutor Rui Teixeira Santos Lisboa:INP
 
Direito da Comunicação 2019 II PARTE Dto da Publicidade ANEXOS Prof. Doutor R...
Direito da Comunicação 2019 II PARTE Dto da Publicidade ANEXOS Prof. Doutor R...Direito da Comunicação 2019 II PARTE Dto da Publicidade ANEXOS Prof. Doutor R...
Direito da Comunicação 2019 II PARTE Dto da Publicidade ANEXOS Prof. Doutor R...
 

Último

Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
ANDRÉA FERREIRA
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIAAPRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
karinenobre2033
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
ProfessoraTatianaT
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdfAula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Pedro Luis Moraes
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdfAULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
SthafaniHussin1
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 

Último (20)

Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIAAPRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdfAula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdfAULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 

Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e método:cie Docente: Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ISCAD 2013) capitulo 2 epistemologia das ciencias sociais e de administração

  • 1. ISCAD – Instituto Superior de Ciências de Administração CET – Secretarido Juridico Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e método Epistemologia das Ciências Sociais e de Administração Professor Doutor Rui Texeira Santos 2013
  • 2. LIção I A – Ciência e as Ciências Sociais B – Metodologia e pesquisa científica em Ciências Sociais. C – As Ciências de Administração das Organizações
  • 3. Ciências sociais e ciências de administração O As preocupações sociais estão presentes desde que organizamos grupos sociais. No passado, estas preocupações estavam mais viradas para o modo como a sociedade deveria ser constituída, organizada. Andava-se à volta de uma utopia, porque tentar organizar uma sociedade e o modo como esta deve funcionar é algo inatingível. Temos capacidade para organizar ao detalhe, como que “cara” deve um programa de televisão ir para o ar, agora, no que toca às ciências sociais o caso muda de figura. O Passado=modo como a sociedade deveria ser constituída, organizada. O Mudança= a análise objectivada da própria sociedade, analisar os fenómenos sociais, os factos que decorrem da forma de agir dos indivíduos em sociedade. O O espirito científico desenvolveu-se graças ao trabalho de pioneiros, precursores e investigadores.
  • 4. O Pioneiros – centravam-se no objecto como algo desconhecido, compreendido pela razão. O Precursores – das ciências sociais centravam-se mais na teoria que no objecto cientifico. O Investigadores – centravam-se no objecto cientifico para formular uma teoria sobre o mesmo. O Como se constrói uma teoria ou um modelo?
  • 5.
  • 6. O 1º - Como está presente no quadro, o primeiro componente básico de uma teoria ou de um modelo é o seu conjunto de conceitos. O 2º- O segundo componente básico são as relações entre os conceitos. O 3º - Componente básico são as explicações. O 4º - Conjunto de enunciados e de prescrição do valor, princípios, orientações, prescrições, e enunciados, explícitos ou implícitos.
  • 7. O 1º - O primeiro componente básico de uma teoria ou de um modelo é o seu conjunto de conceitos. Teorias e modelos contém conceitos, mas estes variam como irão ver: A Taxinomia ou modelo taxonómico – contém a característica de se dividir em várias partes ou categorias. Ordenação – estabelece critérios de diferenciação ou de ordem, entre partes, dentro de cada categoria, em função da posição de cada uma das partes pela sua ordem de importância, relativa ou de grandeza. Medição ou ordenação métrica – fornece a intensidade da grandeza uma vez estabelecidas unidades de medida No domínio da lógica matemática , um qualquer conjunto extensivamente por enumeração dos elementos que o compõem e ou compreensivamente por referenciação a qualquer característica dos seus elementos.
  • 8. O 2º- O segundo componente básico são as relações entre os conceitos. As relações teóricas podem assumir 4 tipos: Suposições - relações presumidas a partir das quais se deduzem outras relações previstas que podem assim afirmar-se ou rejeitar-se. Hipótese - conjunturas de relações a ser verificadas por algum processo. Factos – hipóteses verificadas. Leis – conjunto de factos que parecem verificar-se com consciência dada as hipóteses verificadas. 3º - Componente básico são as explicações. Estas descrevem o que acontece pelos padrões de relação, justificando as causas pelas relações causais e as previsões = expectativas do que pode acontecer. 4º - Conjunto de enunciados e de prescrição do valor, princípios, orientações, prescrições, e enunciados, explícitos ou implícitos.
  • 9. As ciências sociais O comportamento humano é muito com-plexo e diversificado. Cada indivíduo recebe in-fluências de seu meio, forma-se de determina-da maneira e age no contexto social de acordo com sua formação. O indivíduo aprende com o meio, mas também pode transformá-lo em sua acção social.
  • 10. Ao longo da História, a espécie humana tem organizado sua vida de forma grupal, As Ciências Sociais pesquisam e estudam o com-portamento social humano e suas várias for-mas de manifestação. Entender a sociedade em que vivemos Pode-se dizer de forma simplificada que as Ciências Sociais caracterizam-se pelo estudo sistemático do comportamento social do ser humano. Dessa forma, o objecto das Ciências Sociais é o ser humano em suas relações sociais. Ao mesmo tempo, as Ciências Sociais tem por objectivo ampliar o conhecimento sobre o ser humano em suas interacções sociais e estudar a acção social em suas diversas dimensões. Ao realizar esse objectivo, as Ciências Sociais con-tribuem para um melhor entendimento da so-ciedade em que vivemos, fornecendo instru-mentos que podem ajudar a transformá-la.
  • 11. Os Media e o Individuo Como já vimos , as Ciências Sociais tem por objectivo ampliar o conhecimento sobre o ser humano em suas interacções sociais e estudar a acção social em suas diversas dimensões. É interessante observar determinados comportamentos ao nível dos Media que criam uma reacção por parte da sociedade,dos indivíduos. Vamos dar apenas três exemplos: Programas de televisão: A casa-dos-segredos; seria interessante analisar este fenómeno que deriva dos vários Big Brothers, e que deixa colados ao televisor os portugueses. Ninguém admite ver estes programas mas as audiências dizem outra coisa. Porque motivo gostam tanto os indivíduos de olhar pelo buraco da fechadura?
  • 12. O Casos reais: Casa Pia; durante um período significativo de tempo, este tema andava na boca de todos, a nossa sociedade parou. Existia apenas um assunto para comentar. O tempo foi passando e o desinteresse apoderou-se dos indivíduos. De tempos a tempos o caso vem à baila, mas nunca mais com a intensidade do inicio, nem a envolvência da sociedade voltou a ser a mesma. O Caso Maddie: Foi um furacão que atravessou Portugal de uma ponta a outra. O que aconteceu? Foram os pais? Um amigo? Um raptor que a inseriu numa rede pedófila? O assunto fez esquecer as novelas da TVI, nada mais interessava. E hoje? Pouco se comenta. O Caso Rui Pedro: digamos que é o tema do momento, tema de cafés, de jantares, de reuniões, etc. Mas até quando? O São apenas três exemplos, contudo é interessante observar o comportamento de uma sociedade perante estes acontecimentos. Mais interessante seria que as Ciências Sociais se dedicassem ao estudo de um destes casos. Estudar a acção social. Será que ficaríamos surpreendidos com os resultados?
  • 13. A diferenciação entre as Ciências Sociais O Cada ciência social destaca-se das demais ciências sociais, construindo o seu próprio objecto cientifico. Existem várias ciências sociais. Sendo o Plural o conjunto das ciências sociais. O Ao observarmos o quadro que se segue ficaremos a entender melhor este tema.
  • 14. METODOLOGIA E PESQUISA CIENTÍFICA EM CIÊNCIAS SOCIAIS
  • 15. O A evolução na metodologia do estudo nas ciências sociais ganhou relevância a partir do séc. XIX, com o francês Émile Durkheim (18581917), o primeiro grande teórico no campo da sociologia moderna, com a publicação da sua obra de referência “As Regras do Método Sociológico” (1895), que introduziu novos conceitos aos conteúdos da metodologia e pesquisa científica. O Desde então, e sobretudo com o contributo de Georges Gurvitch (18941965), a interdisciplinaridade nas ciências sociais passou a ser um princípio da unidade das ciências sociais, isto é, a “expressão da própria realidade, o fenómeno social global, que é um só”, como salienta Almeida e Rolo (pág. 26). O Partindo para a análise da realidade social, Almeida e Rolo define quatro níveis empíricos de análise:
  • 16.
  • 17. Deste modo, e como os fins e objectivos da investigação devem partir do seu objecto de estudo, o conhecimento científico é construído através da utilização de métodos científicos, tendo em conta que o conceito de ciência se apresenta como o produto da investigação. O Considerando que a nossa área de interesse é a economia, esta, como qualquer ciência social, constrói o seu próprio objecto científico através de várias opções de metodologia de investigação O Os métodos de investigação, contudo, diferem de acordo com as teorias de vários autores, embora todas definam critérios de cientificidade. A ferramenta que nos orienta para a produção de conhecimentos é a epistemologia, a qual nos permite uma prática científica em todo o processo.
  • 18. O Elisco Verón, sociólogo argentino (1935), porém, aponta algumas insuficiências da epistemologia, sugerindo também uma análise pragmática da ciência, baseada no estudo das relações dos signos (ideologia, Estrutura e Comunicação, São Paulo, Cutrix, 1970), a chamada metalinguagem. Verón, na sua obra, trata, entre variados temas, dos conceitos de infra-estrutura, superestrutura e sua dimensão para a análise sociológica do “sentido da acção”.
  • 19. Ciências de Administração das Organizações
  • 20. O São as ciências que se desenvolveram para responder a problemas de grupos sociais (maiores ou menores, mais estruturados ou menos estruturados) O São as ciências que tiveram de enfrentar ambientes de incerteza, instabilidade, risco ou turbulência, bem como condições de complexidade O E são essas complexidades que levam a uma maior necessidade de escolha das opções, resultante da execução de tarefas operacionais, de diagnóstico e decisão em termos de presente mas também de futuro O Por isso há uma maior exigência em termos de conhecimentos e habilidades ou habilitações literárias, para que a concretização prática das situações seja resolvida com (efi)ciência
  • 21. O Os conceitos; modelos; teorias; valores; ideias, são o comportamento e a atitude que se devem ter na construção das tarefas operacionais. O O Objectivos: A estruturação e formalização de grupos sociais em organizações, tem como finalidade a realização de determinadas tarefas ou actividades que levam a resultados visíveis, ou a mudanças de natureza nos recursos e processos de transformação O As organizações são por isso mais diversificadas, com a existência de diferentes conteúdos e comportamentos orientadores O É a este conjunto de conhecimentos, de actos e actividades que se designa a ciência da administração
  • 22. O O A administração é uma ciência social aplicada, fundamentada em um conjunto de normas e funções elaboradas para disciplinar elementos de produção. A administração estuda os empreendimentos humanos com o objectivo de alcançar um resultado eficaz e retorno financeiro de forma sustentável e com responsabilidade social, ou seja, é impossível falar em Administração sem falar em objectivos. O administrador é a ponte entre os meios (recursos financeiros, tecnológicos e humanos) e os fins (objectivos). O Como elo entre os recursos e os objectivos de uma organização, cabe ao administrador combinar os recursos na proporção adequada e para isso é necessário tomar decisões constantemente num contexto de restrições, pois, nenhuma organização por melhor que seja dispõe de todos os recursos e também a capacidade de processamento de informações do ser humano é limitado.
  • 23. O A necessidade de organizar os estabelecimentos nascidos com a Revolução Industrial levou os profissionais de outras áreas mais antigas e maduras a buscar soluções específicas para problemas que não existiam antes. Assim a aplicação de métodos de ciências diversas para administrar estes empreendimentos deu origem aos rudimentos da ciência da administração. O Não se deve confundir a gerência de uma casa ou de nossa vida pessoal, que tem sua arte própria, porém empírica, com a gerência de uma instituição. O A gerência de instituições requer conhecimento e aplicação de diversos modelos e técnicas administrativas, ao passo que a gerência pessoal pode ser feita por pessoas sem qualificações adicionais.
  • 24. O Conclusão: As Ciências Sociais são, sem dúvida, um tema de fundamental interesse e de relevo social. As suas ferramentas, o modo como pode melhorar conceitos, são por demais evidentes. Ao estudar as Ciências Sociais os indivíduos estão a estudar a forma como uma sociedade reage perante acontecimentos e ao seu próprio devir, o que leva as sociedade e os seus cidadãos a agirem ou reagirem, a controlar comportamentos, acções e decisões, usando as ferramentas teóricas e científicas que têm à sua disposição. De forma muito redutora as Ciências Sociais podem ser o barómetro de uma sociedade.
  • 25. FIM