SlideShare uma empresa Scribd logo
cientific
essa disciplina na grade curricular. E as perguntas não param aí. Vamos procurar respondê
rer de nossos
tória, Ciência Política, Economia, Antropologia, etc.), tem como obj
permanências e as trans
sobre os rumos das muda
ção não só de alimentos, abrigo e vestuário, mas também de normas, valores, costumes,
desigua
pessoas, dos grupos e das classes sociais. Por isso, a Sociologia tem u
Basta dizer que precis
sociedade em que v
pessoas agem e pensam desta forma e não de outra?
minada maneira, nor
cotidiano?
significa cidadania?
revolucionários ou apenas reform
elas estão presentes nos meios de comunic
sejam elas de caráter pessoal, grupal,
sociedades. Mas o fundamental da Sociologia é nos fornecer conceitos e outras ferramentas para anal
sar as questões sociais e individuais de um modo mais sistemático e consi
comum.
Sociologia, quando se coloca numa p
muito, porque, como outras ciências humanas, revela aspectos da
sociedade que certos indivíduos ou gru
ocultar
terminados atos e fenômenos sejam conhecidos do público, de
alguma forma o esclarecimento de tais fatos pode perturbar seus
interesses ou mesmo concepções, explicações e convi
mar indivíduos autônomos, que se tran
independentes, capazes de anali
entrevistas das autoridades, percebendo o que
to e julgamento sobre os fatos, ou, ainda mais importante, que tenham a capacidade de fazer as próprias
perguntas para alcançar um conhecimento mais preciso da sociedade à qual pe
savam as pessoas de d
pensamento de um período da história é criado pelos
pondendo a situações histór
Por que estudar a sociedade em que vivemos? Não basta
cientificamente? A Sociologia serve para quê? Essas são perguntas que muitos fazem quando encontram
essa disciplina na grade curricular. E as perguntas não param aí. Vamos procurar respondê
rer de nossos est
O que se pode dizer, inicialmente, é que a Sociologia, assim como as demais ciências humanas (Hi
tória, Ciência Política, Economia, Antropologia, etc.), tem como obj
permanências e as trans
sobre os rumos das muda
Através dos tempos, os seres humanos buscam suprir suas necessidades básicas mediante a prod
ção não só de alimentos, abrigo e vestuário, mas também de normas, valores, costumes,
desigualdades, conflitos, arte e explicações sobre a vida e sobre o mundo.
Viver em sociedade é participar dessa produção. Ao fazê
pessoas, dos grupos e das classes sociais. Por isso, a Sociologia tem u
Basta dizer que precis
Mas qual é o campo de estudo específico da Sociologia? Para entender os elementos essenciais da
sociedade em que v
pessoas agem e pensam desta forma e não de outra?
minada maneira, nor
cotidiano? Por que existem a política e as relações de poder na sociedade?
significa cidadania?
revolucionários ou apenas reform
elas estão presentes nos meios de comunic
A Sociologia nos ajuda a entender melhor essas e outras questões que envolvem nosso cotidiano,
sejam elas de caráter pessoal, grupal,
sociedades. Mas o fundamental da Sociologia é nos fornecer conceitos e outras ferramentas para anal
sar as questões sociais e individuais de um modo mais sistemático e consi
comum.
Para Pierre Bourdieu, sociólogo francês contemporâneo, a
Sociologia, quando se coloca numa p
muito, porque, como outras ciências humanas, revela aspectos da
sociedade que certos indivíduos ou gru
ocultar. Se esses indivíduos e grupos procuram impedir que d
terminados atos e fenômenos sejam conhecidos do público, de
alguma forma o esclarecimento de tais fatos pode perturbar seus
interesses ou mesmo concepções, explicações e convi
Ora, uma d
mar indivíduos autônomos, que se tran
independentes, capazes de anali
entrevistas das autoridades, percebendo o que
to e julgamento sobre os fatos, ou, ainda mais importante, que tenham a capacidade de fazer as próprias
perguntas para alcançar um conhecimento mais preciso da sociedade à qual pe
Todo conhecimento se desenvolve socialmente. Se quisermos conhecer e compreender como pe
savam as pessoas de d
pensamento de um período da história é criado pelos
pondendo a situações histór
Por que estudar a sociedade em que vivemos? Não basta
mente? A Sociologia serve para quê? Essas são perguntas que muitos fazem quando encontram
essa disciplina na grade curricular. E as perguntas não param aí. Vamos procurar respondê
estudos.
O que se pode dizer, inicialmente, é que a Sociologia, assim como as demais ciências humanas (Hi
tória, Ciência Política, Economia, Antropologia, etc.), tem como obj
permanências e as transformações que ocorrem nas
sobre os rumos das mudan
Através dos tempos, os seres humanos buscam suprir suas necessidades básicas mediante a prod
ção não só de alimentos, abrigo e vestuário, mas também de normas, valores, costumes,
dades, conflitos, arte e explicações sobre a vida e sobre o mundo.
Viver em sociedade é participar dessa produção. Ao fazê
pessoas, dos grupos e das classes sociais. Por isso, a Sociologia tem u
Basta dizer que precisamos de ambas para explicar a existência da própria Sociologia.
Mas qual é o campo de estudo específico da Sociologia? Para entender os elementos essenciais da
sociedade em que vivemos, os sociólogo
pessoas agem e pensam desta forma e não de outra?
minada maneira, normalmente padroniz
Por que existem a política e as relações de poder na sociedade?
significa cidadania? Por que existem movimentos sociais com interesses tão diversos? Esses mo
revolucionários ou apenas reform
elas estão presentes nos meios de comunic
A Sociologia nos ajuda a entender melhor essas e outras questões que envolvem nosso cotidiano,
sejam elas de caráter pessoal, grupal,
sociedades. Mas o fundamental da Sociologia é nos fornecer conceitos e outras ferramentas para anal
sar as questões sociais e individuais de um modo mais sistemático e consi
Para Pierre Bourdieu, sociólogo francês contemporâneo, a
Sociologia, quando se coloca numa p
muito, porque, como outras ciências humanas, revela aspectos da
sociedade que certos indivíduos ou gru
Se esses indivíduos e grupos procuram impedir que d
terminados atos e fenômenos sejam conhecidos do público, de
alguma forma o esclarecimento de tais fatos pode perturbar seus
interesses ou mesmo concepções, explicações e convi
Ora, uma das preocupações da Sociologia é justamente fo
mar indivíduos autônomos, que se tran
independentes, capazes de anali
entrevistas das autoridades, percebendo o que
to e julgamento sobre os fatos, ou, ainda mais importante, que tenham a capacidade de fazer as próprias
perguntas para alcançar um conhecimento mais preciso da sociedade à qual pe
Todo conhecimento se desenvolve socialmente. Se quisermos conhecer e compreender como pe
savam as pessoas de determinada época, precisamos saber em que meio social elas viveram, pois o
pensamento de um período da história é criado pelos
pondendo a situações histór
Colégio Estadual Maria Benedita Velozo
Disciplina: Sociologia
Por que estudar a sociedade em que vivemos? Não basta
mente? A Sociologia serve para quê? Essas são perguntas que muitos fazem quando encontram
essa disciplina na grade curricular. E as perguntas não param aí. Vamos procurar respondê
O que se pode dizer, inicialmente, é que a Sociologia, assim como as demais ciências humanas (Hi
tória, Ciência Política, Economia, Antropologia, etc.), tem como obj
formações que ocorrem nas
nças.
Através dos tempos, os seres humanos buscam suprir suas necessidades básicas mediante a prod
ção não só de alimentos, abrigo e vestuário, mas também de normas, valores, costumes,
dades, conflitos, arte e explicações sobre a vida e sobre o mundo.
Viver em sociedade é participar dessa produção. Ao fazê
pessoas, dos grupos e das classes sociais. Por isso, a Sociologia tem u
mos de ambas para explicar a existência da própria Sociologia.
Mas qual é o campo de estudo específico da Sociologia? Para entender os elementos essenciais da
vemos, os sociólogo
pessoas agem e pensam desta forma e não de outra?
malmente padroniz
Por que existem a política e as relações de poder na sociedade?
Por que existem movimentos sociais com interesses tão diversos? Esses mo
revolucionários ou apenas reformadores
elas estão presentes nos meios de comunic
A Sociologia nos ajuda a entender melhor essas e outras questões que envolvem nosso cotidiano,
sejam elas de caráter pessoal, grupal,
sociedades. Mas o fundamental da Sociologia é nos fornecer conceitos e outras ferramentas para anal
sar as questões sociais e individuais de um modo mais sistemático e consi
Para Pierre Bourdieu, sociólogo francês contemporâneo, a
Sociologia, quando se coloca numa p
muito, porque, como outras ciências humanas, revela aspectos da
sociedade que certos indivíduos ou gru
Se esses indivíduos e grupos procuram impedir que d
terminados atos e fenômenos sejam conhecidos do público, de
alguma forma o esclarecimento de tais fatos pode perturbar seus
interesses ou mesmo concepções, explicações e convi
as preocupações da Sociologia é justamente fo
mar indivíduos autônomos, que se tran
independentes, capazes de analisar o noticiário, as novelas da televisão, os programas do dia
entrevistas das autoridades, percebendo o que
to e julgamento sobre os fatos, ou, ainda mais importante, que tenham a capacidade de fazer as próprias
perguntas para alcançar um conhecimento mais preciso da sociedade à qual pe
Todo conhecimento se desenvolve socialmente. Se quisermos conhecer e compreender como pe
terminada época, precisamos saber em que meio social elas viveram, pois o
pensamento de um período da história é criado pelos
pondendo a situações históricas de seu tempo.
Colégio Estadual Maria Benedita Velozo
Prof.ª Karoline Rodrigues de Melo
Disciplina: Sociologia
O Estudo da Sociologia
Por que estudar a sociedade em que vivemos? Não basta
mente? A Sociologia serve para quê? Essas são perguntas que muitos fazem quando encontram
essa disciplina na grade curricular. E as perguntas não param aí. Vamos procurar respondê
O que se pode dizer, inicialmente, é que a Sociologia, assim como as demais ciências humanas (Hi
tória, Ciência Política, Economia, Antropologia, etc.), tem como obj
formações que ocorrem nas
Através dos tempos, os seres humanos buscam suprir suas necessidades básicas mediante a prod
ção não só de alimentos, abrigo e vestuário, mas também de normas, valores, costumes,
dades, conflitos, arte e explicações sobre a vida e sobre o mundo.
Viver em sociedade é participar dessa produção. Ao fazê
pessoas, dos grupos e das classes sociais. Por isso, a Sociologia tem u
mos de ambas para explicar a existência da própria Sociologia.
Mas qual é o campo de estudo específico da Sociologia? Para entender os elementos essenciais da
vemos, os sociólogos procuram dar respostas a questões como estas:
pessoas agem e pensam desta forma e não de outra?
malmente padronizada? Por que existe tanta desigualdade e desemprego em noss
Por que existem a política e as relações de poder na sociedade?
Por que existem movimentos sociais com interesses tão diversos? Esses mo
dores? O que é cultura? Qual a relação entre cultura e ideologia? Como
elas estão presentes nos meios de comunicação de massa?
A Sociologia nos ajuda a entender melhor essas e outras questões que envolvem nosso cotidiano,
sejam elas de caráter pessoal, grupal, ou, ainda, relativas à sociedade à qual pertencemos ou a todas as
sociedades. Mas o fundamental da Sociologia é nos fornecer conceitos e outras ferramentas para anal
sar as questões sociais e individuais de um modo mais sistemático e consi
Para Pierre Bourdieu, sociólogo francês contemporâneo, a
Sociologia, quando se coloca numa posição crítica, incomoda
muito, porque, como outras ciências humanas, revela aspectos da
sociedade que certos indivíduos ou grupos se emp
Se esses indivíduos e grupos procuram impedir que d
terminados atos e fenômenos sejam conhecidos do público, de
alguma forma o esclarecimento de tais fatos pode perturbar seus
interesses ou mesmo concepções, explicações e convi
as preocupações da Sociologia é justamente fo
mar indivíduos autônomos, que se transformem em pensadores
sar o noticiário, as novelas da televisão, os programas do dia
entrevistas das autoridades, percebendo o que
to e julgamento sobre os fatos, ou, ainda mais importante, que tenham a capacidade de fazer as próprias
perguntas para alcançar um conhecimento mais preciso da sociedade à qual pe
A produção soc
Todo conhecimento se desenvolve socialmente. Se quisermos conhecer e compreender como pe
terminada época, precisamos saber em que meio social elas viveram, pois o
pensamento de um período da história é criado pelos
cas de seu tempo.
Colégio Estadual Maria Benedita Velozo
Karoline Rodrigues de Melo
Disciplina: Sociologia – 1ª série do Ensino Médio
O Estudo da Sociologia
Por que estudar a sociedade em que vivemos? Não basta
mente? A Sociologia serve para quê? Essas são perguntas que muitos fazem quando encontram
essa disciplina na grade curricular. E as perguntas não param aí. Vamos procurar respondê
O que se pode dizer, inicialmente, é que a Sociologia, assim como as demais ciências humanas (Hi
tória, Ciência Política, Economia, Antropologia, etc.), tem como obj
formações que ocorrem nas sociedades humanas e até indicar algumas pistas
Através dos tempos, os seres humanos buscam suprir suas necessidades básicas mediante a prod
ção não só de alimentos, abrigo e vestuário, mas também de normas, valores, costumes,
dades, conflitos, arte e explicações sobre a vida e sobre o mundo.
Viver em sociedade é participar dessa produção. Ao fazê
pessoas, dos grupos e das classes sociais. Por isso, a Sociologia tem u
mos de ambas para explicar a existência da própria Sociologia.
Mas qual é o campo de estudo específico da Sociologia? Para entender os elementos essenciais da
s procuram dar respostas a questões como estas:
pessoas agem e pensam desta forma e não de outra? Por que nos relacionamos uns
Por que existe tanta desigualdade e desemprego em noss
Por que existem a política e as relações de poder na sociedade?
Por que existem movimentos sociais com interesses tão diversos? Esses mo
O que é cultura? Qual a relação entre cultura e ideologia? Como
ção de massa?
A Sociologia nos ajuda a entender melhor essas e outras questões que envolvem nosso cotidiano,
ou, ainda, relativas à sociedade à qual pertencemos ou a todas as
sociedades. Mas o fundamental da Sociologia é nos fornecer conceitos e outras ferramentas para anal
sar as questões sociais e individuais de um modo mais sistemático e consi
Para Pierre Bourdieu, sociólogo francês contemporâneo, a
sição crítica, incomoda
muito, porque, como outras ciências humanas, revela aspectos da
pos se empenham
Se esses indivíduos e grupos procuram impedir que d
terminados atos e fenômenos sejam conhecidos do público, de
alguma forma o esclarecimento de tais fatos pode perturbar seus
interesses ou mesmo concepções, explicações e convicções.
as preocupações da Sociologia é justamente fo
formem em pensadores
sar o noticiário, as novelas da televisão, os programas do dia
se oculta nos discursos e formando o próprio pensame
to e julgamento sobre os fatos, ou, ainda mais importante, que tenham a capacidade de fazer as próprias
perguntas para alcançar um conhecimento mais preciso da sociedade à qual pe
A produção social do conhecimento
Todo conhecimento se desenvolve socialmente. Se quisermos conhecer e compreender como pe
terminada época, precisamos saber em que meio social elas viveram, pois o
pensamento de um período da história é criado pelos indivíduos em grupos ou classes, reagindo e re
Colégio Estadual Maria Benedita Velozo
Karoline Rodrigues de Melo
1ª série do Ensino Médio
O Estudo da Sociologia
Por que estudar a sociedade em que vivemos? Não basta vivê-
mente? A Sociologia serve para quê? Essas são perguntas que muitos fazem quando encontram
essa disciplina na grade curricular. E as perguntas não param aí. Vamos procurar respondê
O que se pode dizer, inicialmente, é que a Sociologia, assim como as demais ciências humanas (Hi
tória, Ciência Política, Economia, Antropologia, etc.), tem como obj
sociedades humanas e até indicar algumas pistas
Através dos tempos, os seres humanos buscam suprir suas necessidades básicas mediante a prod
ção não só de alimentos, abrigo e vestuário, mas também de normas, valores, costumes,
dades, conflitos, arte e explicações sobre a vida e sobre o mundo.
Viver em sociedade é participar dessa produção. Ao fazê-lo, acabamos produzindo a história das
pessoas, dos grupos e das classes sociais. Por isso, a Sociologia tem u
mos de ambas para explicar a existência da própria Sociologia.
Mas qual é o campo de estudo específico da Sociologia? Para entender os elementos essenciais da
s procuram dar respostas a questões como estas:
Por que nos relacionamos uns
Por que existe tanta desigualdade e desemprego em noss
Por que existem a política e as relações de poder na sociedade?
Por que existem movimentos sociais com interesses tão diversos? Esses mo
O que é cultura? Qual a relação entre cultura e ideologia? Como
A Sociologia nos ajuda a entender melhor essas e outras questões que envolvem nosso cotidiano,
ou, ainda, relativas à sociedade à qual pertencemos ou a todas as
sociedades. Mas o fundamental da Sociologia é nos fornecer conceitos e outras ferramentas para anal
sar as questões sociais e individuais de um modo mais sistemático e consi
Para Pierre Bourdieu, sociólogo francês contemporâneo, a
sição crítica, incomoda
muito, porque, como outras ciências humanas, revela aspectos da
nham em
Se esses indivíduos e grupos procuram impedir que de-
terminados atos e fenômenos sejam conhecidos do público, de
alguma forma o esclarecimento de tais fatos pode perturbar seus
ções.
as preocupações da Sociologia é justamente for-
formem em pensadores
sar o noticiário, as novelas da televisão, os programas do dia
se oculta nos discursos e formando o próprio pensame
to e julgamento sobre os fatos, ou, ainda mais importante, que tenham a capacidade de fazer as próprias
perguntas para alcançar um conhecimento mais preciso da sociedade à qual pe
ial do conhecimento
Todo conhecimento se desenvolve socialmente. Se quisermos conhecer e compreender como pe
terminada época, precisamos saber em que meio social elas viveram, pois o
indivíduos em grupos ou classes, reagindo e re
Prof.ª Karoline Rodrigues de Melo
Colégio Estadual Maria Benedita Velozo
Karoline Rodrigues de Melo
1ª série do Ensino Médio
-la? É possível conhecer a sociedade
mente? A Sociologia serve para quê? Essas são perguntas que muitos fazem quando encontram
essa disciplina na grade curricular. E as perguntas não param aí. Vamos procurar respondê
O que se pode dizer, inicialmente, é que a Sociologia, assim como as demais ciências humanas (Hi
tória, Ciência Política, Economia, Antropologia, etc.), tem como objetivo compreender e explicar as
sociedades humanas e até indicar algumas pistas
Através dos tempos, os seres humanos buscam suprir suas necessidades básicas mediante a prod
ção não só de alimentos, abrigo e vestuário, mas também de normas, valores, costumes,
dades, conflitos, arte e explicações sobre a vida e sobre o mundo.
lo, acabamos produzindo a história das
pessoas, dos grupos e das classes sociais. Por isso, a Sociologia tem uma estreita relação com a História.
mos de ambas para explicar a existência da própria Sociologia.
Mas qual é o campo de estudo específico da Sociologia? Para entender os elementos essenciais da
s procuram dar respostas a questões como estas:
Por que nos relacionamos uns
Por que existe tanta desigualdade e desemprego em noss
Por que existem a política e as relações de poder na sociedade? Quais são nossos direitos e o que
Por que existem movimentos sociais com interesses tão diversos? Esses mo
O que é cultura? Qual a relação entre cultura e ideologia? Como
A Sociologia nos ajuda a entender melhor essas e outras questões que envolvem nosso cotidiano,
ou, ainda, relativas à sociedade à qual pertencemos ou a todas as
sociedades. Mas o fundamental da Sociologia é nos fornecer conceitos e outras ferramentas para anal
sar as questões sociais e individuais de um modo mais sistemático e consistente, indo alé
sar o noticiário, as novelas da televisão, os programas do dia
se oculta nos discursos e formando o próprio pensame
to e julgamento sobre os fatos, ou, ainda mais importante, que tenham a capacidade de fazer as próprias
perguntas para alcançar um conhecimento mais preciso da sociedade à qual per
ial do conhecimento
Todo conhecimento se desenvolve socialmente. Se quisermos conhecer e compreender como pe
terminada época, precisamos saber em que meio social elas viveram, pois o
indivíduos em grupos ou classes, reagindo e re
Prof.ª Karoline Rodrigues de Melo
la? É possível conhecer a sociedade
mente? A Sociologia serve para quê? Essas são perguntas que muitos fazem quando encontram
essa disciplina na grade curricular. E as perguntas não param aí. Vamos procurar respondê
O que se pode dizer, inicialmente, é que a Sociologia, assim como as demais ciências humanas (Hi
tivo compreender e explicar as
sociedades humanas e até indicar algumas pistas
Através dos tempos, os seres humanos buscam suprir suas necessidades básicas mediante a prod
ção não só de alimentos, abrigo e vestuário, mas também de normas, valores, costumes,
lo, acabamos produzindo a história das
ma estreita relação com a História.
mos de ambas para explicar a existência da própria Sociologia.
Mas qual é o campo de estudo específico da Sociologia? Para entender os elementos essenciais da
s procuram dar respostas a questões como estas:
Por que nos relacionamos uns com os outros de dete
Por que existe tanta desigualdade e desemprego em noss
Quais são nossos direitos e o que
Por que existem movimentos sociais com interesses tão diversos? Esses mo
O que é cultura? Qual a relação entre cultura e ideologia? Como
A Sociologia nos ajuda a entender melhor essas e outras questões que envolvem nosso cotidiano,
ou, ainda, relativas à sociedade à qual pertencemos ou a todas as
sociedades. Mas o fundamental da Sociologia é nos fornecer conceitos e outras ferramentas para anal
tente, indo alé
sar o noticiário, as novelas da televisão, os programas do dia
se oculta nos discursos e formando o próprio pensame
to e julgamento sobre os fatos, ou, ainda mais importante, que tenham a capacidade de fazer as próprias
rtencem.
Todo conhecimento se desenvolve socialmente. Se quisermos conhecer e compreender como pe
terminada época, precisamos saber em que meio social elas viveram, pois o
indivíduos em grupos ou classes, reagindo e re
Prof.ª Karoline Rodrigues de Melo
la? É possível conhecer a sociedade
mente? A Sociologia serve para quê? Essas são perguntas que muitos fazem quando encontram
essa disciplina na grade curricular. E as perguntas não param aí. Vamos procurar respondê-las no deco
O que se pode dizer, inicialmente, é que a Sociologia, assim como as demais ciências humanas (Hi
tivo compreender e explicar as
sociedades humanas e até indicar algumas pistas
Através dos tempos, os seres humanos buscam suprir suas necessidades básicas mediante a prod
ção não só de alimentos, abrigo e vestuário, mas também de normas, valores, costumes, propriedades,
lo, acabamos produzindo a história das
ma estreita relação com a História.
Mas qual é o campo de estudo específico da Sociologia? Para entender os elementos essenciais da
s procuram dar respostas a questões como estas: Por que as
os outros de dete
Por que existe tanta desigualdade e desemprego em noss
Quais são nossos direitos e o que
Por que existem movimentos sociais com interesses tão diversos? Esses movimentos são
O que é cultura? Qual a relação entre cultura e ideologia? Como
A Sociologia nos ajuda a entender melhor essas e outras questões que envolvem nosso cotidiano,
ou, ainda, relativas à sociedade à qual pertencemos ou a todas as
sociedades. Mas o fundamental da Sociologia é nos fornecer conceitos e outras ferramentas para anal
tente, indo além do senso
sar o noticiário, as novelas da televisão, os programas do dia-a-dia e as
se oculta nos discursos e formando o próprio pensame
to e julgamento sobre os fatos, ou, ainda mais importante, que tenham a capacidade de fazer as próprias
Todo conhecimento se desenvolve socialmente. Se quisermos conhecer e compreender como pe
terminada época, precisamos saber em que meio social elas viveram, pois o
indivíduos em grupos ou classes, reagindo e re
Prof.ª Karoline Rodrigues de Melo
la? É possível conhecer a sociedade
mente? A Sociologia serve para quê? Essas são perguntas que muitos fazem quando encontram
las no decor-
O que se pode dizer, inicialmente, é que a Sociologia, assim como as demais ciências humanas (His-
tivo compreender e explicar as
sociedades humanas e até indicar algumas pistas
Através dos tempos, os seres humanos buscam suprir suas necessidades básicas mediante a produ-
propriedades,
lo, acabamos produzindo a história das
ma estreita relação com a História.
Mas qual é o campo de estudo específico da Sociologia? Para entender os elementos essenciais da
Por que as
os outros de deter-
Por que existe tanta desigualdade e desemprego em nosso
Quais são nossos direitos e o que
vimentos são
O que é cultura? Qual a relação entre cultura e ideologia? Como
A Sociologia nos ajuda a entender melhor essas e outras questões que envolvem nosso cotidiano,
ou, ainda, relativas à sociedade à qual pertencemos ou a todas as
sociedades. Mas o fundamental da Sociologia é nos fornecer conceitos e outras ferramentas para anali-
m do senso
dia e as
se oculta nos discursos e formando o próprio pensamen-
to e julgamento sobre os fatos, ou, ainda mais importante, que tenham a capacidade de fazer as próprias
Todo conhecimento se desenvolve socialmente. Se quisermos conhecer e compreender como pen-
terminada época, precisamos saber em que meio social elas viveram, pois o
indivíduos em grupos ou classes, reagindo e res-
Prof.ª Karoline Rodrigues de Melo
explicam a sociedade deste ou daquele ponto de vista, precisaremo
sociedades se organiz
questões que envolvem as relações sociais, as normas, os valores, os costumes, as tradições e a religios
dade. Ou seja, de
perm
tente, o
de explicação da realidade que justifiquem a necessidade de conservar a socied
pessoas, entreta
pertencem seja boa para elas e para os outros. Tais pessoas procuram explicar a realidade social dest
cando os problemas dela e as pos
mais igualdade entre os ind
edade; aqueles que lutam para mudá
campo político e econômico, há um conflito de
formas de conhecimento nunca são radicalmente opostas; elas coincidem em alguns pontos e em outros
não, e é isso que mantém aberta a possibil
políticas do tempo em que se desenvo
as transform
do século XIX, decorrentes
nais, que
cidades, onde começavam a se dese
mudança dese
vida dos diferentes gr
de trabalho, estruturando as normas e val
menos religiosas, e estimulando o desenvolvime
ideias
contexto do que se chama de Revolução Industrial, impulsi
por mov
Revo
por elas gerados, muitos pensadores escreveram e di
sobre a constitu
sobre as quais a Socio
desenvolvimento da Sociologia concentravam
Estados Unidos.
ciólogos estão presentes não só nas universidades, mas também nos meios de comunicação, discutindo
questões específicas ou ge
mente do país de origem, dão cursos e conf
têm seus livros traduz
todo o terr
seja pela atua
massa. Assim, a S
Se quisermos saber por que os indivíduos, grupos e classes pensam de de
explicam a sociedade deste ou daquele ponto de vista, precisaremo
sociedades se organiz
questões que envolvem as relações sociais, as normas, os valores, os costumes, as tradições e a religios
dade. Ou seja, de
permitem certa estabilidade social.
Na maioria das sociedades, há indivíduos e grupos que defendem a manu
tente, o status quo,
de explicação da realidade que justifiquem a necessidade de conservar a socied
pessoas, entreta
pertencem seja boa para elas e para os outros. Tais pessoas procuram explicar a realidade social dest
cando os problemas dela e as pos
mais igualdade entre os ind
Aqueles que q
edade; aqueles que lutam para mudá
campo político e econômico, há um conflito de
formas de conhecimento nunca são radicalmente opostas; elas coincidem em alguns pontos e em outros
não, e é isso que mantém aberta a possibil
A Sociologia é uma dessas formas de conhecimento, resultado das condiçõ
políticas do tempo em que se desenvo
as transformações que começaram a ocorrer no mundo ocidental entre o final do século XVIII e o início
do século XIX, decorrentes
Naquela época, a produção de alimentos e de objetos artes
nais, que se concentrava no campo, passou a se deslocar para as
cidades, onde começavam a se dese
mudança desencadeou importantes trans
vida dos diferentes gr
de trabalho, estruturando as normas e val
menos religiosas, e estimulando o desenvolvime
ideias. Grandes tr
contexto do que se chama de Revolução Industrial, impulsi
por movimentos como o da Ind
olução Francesa.
Procurando entender essas transformações e mostrar cam
por elas gerados, muitos pensadores escreveram e di
sobre a constitu
sobre as quais a Socio
Entre o final do século XIX e início do século XX, os estudiosos que mais iriam influenciar o posterior
desenvolvimento da Sociologia concentravam
Estados Unidos.
No decorrer do século XX, a Sociologia tornou
ciólogos estão presentes não só nas universidades, mas também nos meios de comunicação, discutindo
questões específicas ou ge
mente do país de origem, dão cursos e conf
têm seus livros traduz
No Brasil, a Sociologia tem alcançado uma visibil
todo o território nacional de institutos de pesquisa social ou cursos de graduação e de pós
seja pela atuação de sociólogos em muitos órgãos públicos e privados ou nos meios de comunicação de
ssa. Assim, a S
Texto adaptado de: OLIVEIRA, Pérsio Santos de. Introdução à Soci
Se quisermos saber por que os indivíduos, grupos e classes pensam de de
explicam a sociedade deste ou daquele ponto de vista, precisaremo
sociedades se organizaram e se organizam para suprir suas necessidades, relacionar
questões que envolvem as relações sociais, as normas, os valores, os costumes, as tradições e a religios
dade. Ou seja, deveremos entender como são criadas as instituições sociais, políticas e ec
tem certa estabilidade social.
Na maioria das sociedades, há indivíduos e grupos que defendem a manu
status quo, porque este atende a
de explicação da realidade que justifiquem a necessidade de conservar a socied
pessoas, entretanto, que querem mudar a situação existente, pois não pensam que a sociedade à
pertencem seja boa para elas e para os outros. Tais pessoas procuram explicar a realidade social dest
cando os problemas dela e as pos
mais igualdade entre os ind
Aqueles que querem manter a situação existente normalmente são os que detêm o poder na soc
edade; aqueles que lutam para mudá
campo político e econômico, há um conflito de
formas de conhecimento nunca são radicalmente opostas; elas coincidem em alguns pontos e em outros
não, e é isso que mantém aberta a possibil
A Sociologia é uma dessas formas de conhecimento, resultado das condiçõ
políticas do tempo em que se desenvo
ções que começaram a ocorrer no mundo ocidental entre o final do século XVIII e o início
do século XIX, decorrentes
Naquela época, a produção de alimentos e de objetos artes
se concentrava no campo, passou a se deslocar para as
cidades, onde começavam a se dese
ncadeou importantes trans
vida dos diferentes grupos sociais, afetando as relações familiares e
de trabalho, estruturando as normas e val
menos religiosas, e estimulando o desenvolvime
. Grandes transform
contexto do que se chama de Revolução Industrial, impulsi
mentos como o da Ind
lução Francesa.
Procurando entender essas transformações e mostrar cam
por elas gerados, muitos pensadores escreveram e di
sobre a constituição da nova sociedade, que estava vivendo tantas incertezas. Criaram
sobre as quais a Sociologia viria a se desenvolver como uma ciê
Entre o final do século XIX e início do século XX, os estudiosos que mais iriam influenciar o posterior
desenvolvimento da Sociologia concentravam
Estados Unidos.
No decorrer do século XX, a Sociologia tornou
ciólogos estão presentes não só nas universidades, mas também nos meios de comunicação, discutindo
questões específicas ou ge
mente do país de origem, dão cursos e conf
têm seus livros traduzidos em muitos idiomas.
No Brasil, a Sociologia tem alcançado uma visibil
tório nacional de institutos de pesquisa social ou cursos de graduação e de pós
ção de sociólogos em muitos órgãos públicos e privados ou nos meios de comunicação de
ssa. Assim, a Sociologia e os sociólogos estão presentes no cotidiano do país.
Texto adaptado de: OLIVEIRA, Pérsio Santos de. Introdução à Soci
Se quisermos saber por que os indivíduos, grupos e classes pensam de de
explicam a sociedade deste ou daquele ponto de vista, precisaremo
ram e se organizam para suprir suas necessidades, relacionar
questões que envolvem as relações sociais, as normas, os valores, os costumes, as tradições e a religios
veremos entender como são criadas as instituições sociais, políticas e ec
tem certa estabilidade social.
Na maioria das sociedades, há indivíduos e grupos que defendem a manu
que este atende a
de explicação da realidade que justifiquem a necessidade de conservar a socied
to, que querem mudar a situação existente, pois não pensam que a sociedade à
pertencem seja boa para elas e para os outros. Tais pessoas procuram explicar a realidade social dest
cando os problemas dela e as possibilidades de mudança para uma forma de organização que assegure
mais igualdade entre os indivíduos.
uerem manter a situação existente normalmente são os que detêm o poder na soc
edade; aqueles que lutam para mudá
campo político e econômico, há um conflito de
formas de conhecimento nunca são radicalmente opostas; elas coincidem em alguns pontos e em outros
não, e é isso que mantém aberta a possibil
A Sociologia é uma dessas formas de conhecimento, resultado das condiçõ
políticas do tempo em que se desenvo
ções que começaram a ocorrer no mundo ocidental entre o final do século XVIII e o início
do século XIX, decorrentes da emergência e do desenvolvimento da soci
Naquela época, a produção de alimentos e de objetos artes
se concentrava no campo, passou a se deslocar para as
cidades, onde começavam a se dese
ncadeou importantes trans
pos sociais, afetando as relações familiares e
de trabalho, estruturando as normas e val
menos religiosas, e estimulando o desenvolvime
formações políticas também ocorreram, no
contexto do que se chama de Revolução Industrial, impulsi
mentos como o da Independên
Procurando entender essas transformações e mostrar cam
por elas gerados, muitos pensadores escreveram e di
ção da nova sociedade, que estava vivendo tantas incertezas. Criaram
logia viria a se desenvolver como uma ciê
Entre o final do século XIX e início do século XX, os estudiosos que mais iriam influenciar o posterior
desenvolvimento da Sociologia concentravam
No decorrer do século XX, a Sociologia tornou
ciólogos estão presentes não só nas universidades, mas também nos meios de comunicação, discutindo
questões específicas ou gerais que envol
mente do país de origem, dão cursos e conf
dos em muitos idiomas.
No Brasil, a Sociologia tem alcançado uma visibil
tório nacional de institutos de pesquisa social ou cursos de graduação e de pós
ção de sociólogos em muitos órgãos públicos e privados ou nos meios de comunicação de
ciologia e os sociólogos estão presentes no cotidiano do país.
Texto adaptado de: OLIVEIRA, Pérsio Santos de. Introdução à Soci
Se quisermos saber por que os indivíduos, grupos e classes pensam de de
explicam a sociedade deste ou daquele ponto de vista, precisaremo
ram e se organizam para suprir suas necessidades, relacionar
questões que envolvem as relações sociais, as normas, os valores, os costumes, as tradições e a religios
veremos entender como são criadas as instituições sociais, políticas e ec
Na maioria das sociedades, há indivíduos e grupos que defendem a manu
que este atende a seus interesses. Assim, procuram apoiar e desenvolver formas
de explicação da realidade que justifiquem a necessidade de conservar a socied
to, que querem mudar a situação existente, pois não pensam que a sociedade à
pertencem seja boa para elas e para os outros. Tais pessoas procuram explicar a realidade social dest
sibilidades de mudança para uma forma de organização que assegure
uerem manter a situação existente normalmente são os que detêm o poder na soc
edade; aqueles que lutam para mudá-la são os que estão em situação subalterna. Além do conflito no
campo político e econômico, há um conflito de
formas de conhecimento nunca são radicalmente opostas; elas coincidem em alguns pontos e em outros
não, e é isso que mantém aberta a possibilidade de diálogo.
A Sociologia é uma dessas formas de conhecimento, resultado das condiçõ
políticas do tempo em que se desenvolveu. Ela nasceu em resposta à necessidade de explicar e entender
ções que começaram a ocorrer no mundo ocidental entre o final do século XVIII e o início
da emergência e do desenvolvimento da soci
Naquela época, a produção de alimentos e de objetos artes
se concentrava no campo, passou a se deslocar para as
cidades, onde começavam a se desenvolver as indústrias. Essa
ncadeou importantes transformações no modo de
pos sociais, afetando as relações familiares e
de trabalho, estruturando as normas e valores em novas bases,
menos religiosas, e estimulando o desenvolvime
ções políticas também ocorreram, no
contexto do que se chama de Revolução Industrial, impulsi
pendência dos Estados Unidos e a
Procurando entender essas transformações e mostrar cam
por elas gerados, muitos pensadores escreveram e di
ção da nova sociedade, que estava vivendo tantas incertezas. Criaram
logia viria a se desenvolver como uma ciê
Entre o final do século XIX e início do século XX, os estudiosos que mais iriam influenciar o posterior
desenvolvimento da Sociologia concentravam-se fundamenta
No decorrer do século XX, a Sociologia tornou
ciólogos estão presentes não só nas universidades, mas também nos meios de comunicação, discutindo
rais que envolvem a vida em sociedade. Os mais destacados, i
mente do país de origem, dão cursos e conferências em centros universitários de todos os continentes e
dos em muitos idiomas.
No Brasil, a Sociologia tem alcançado uma visibil
tório nacional de institutos de pesquisa social ou cursos de graduação e de pós
ção de sociólogos em muitos órgãos públicos e privados ou nos meios de comunicação de
ciologia e os sociólogos estão presentes no cotidiano do país.
Texto adaptado de: OLIVEIRA, Pérsio Santos de. Introdução à Soci
Se quisermos saber por que os indivíduos, grupos e classes pensam de de
explicam a sociedade deste ou daquele ponto de vista, precisaremo
ram e se organizam para suprir suas necessidades, relacionar
questões que envolvem as relações sociais, as normas, os valores, os costumes, as tradições e a religios
veremos entender como são criadas as instituições sociais, políticas e ec
Na maioria das sociedades, há indivíduos e grupos que defendem a manu
seus interesses. Assim, procuram apoiar e desenvolver formas
de explicação da realidade que justifiquem a necessidade de conservar a socied
to, que querem mudar a situação existente, pois não pensam que a sociedade à
pertencem seja boa para elas e para os outros. Tais pessoas procuram explicar a realidade social dest
sibilidades de mudança para uma forma de organização que assegure
uerem manter a situação existente normalmente são os que detêm o poder na soc
la são os que estão em situação subalterna. Além do conflito no
campo político e econômico, há um conflito de ideias entre os diferentes grupos
formas de conhecimento nunca são radicalmente opostas; elas coincidem em alguns pontos e em outros
dade de diálogo.
A Sociologia é uma dessas formas de conhecimento, resultado das condiçõ
veu. Ela nasceu em resposta à necessidade de explicar e entender
ções que começaram a ocorrer no mundo ocidental entre o final do século XVIII e o início
da emergência e do desenvolvimento da soci
Naquela época, a produção de alimentos e de objetos artes
se concentrava no campo, passou a se deslocar para as
volver as indústrias. Essa
formações no modo de
pos sociais, afetando as relações familiares e
res em novas bases,
menos religiosas, e estimulando o desenvolvimento de novas
ções políticas também ocorreram, no
contexto do que se chama de Revolução Industrial, impulsi
cia dos Estados Unidos e a
Procurando entender essas transformações e mostrar cam
por elas gerados, muitos pensadores escreveram e divulgaram suas teorias sobre a sociedade anterior e
ção da nova sociedade, que estava vivendo tantas incertezas. Criaram
logia viria a se desenvolver como uma ciê
Entre o final do século XIX e início do século XX, os estudiosos que mais iriam influenciar o posterior
se fundamenta
No decorrer do século XX, a Sociologia tornou-se uma disciplina mundial
ciólogos estão presentes não só nas universidades, mas também nos meios de comunicação, discutindo
vem a vida em sociedade. Os mais destacados, i
rências em centros universitários de todos os continentes e
No Brasil, a Sociologia tem alcançado uma visibilidade muito grande, seja por causa da presença em
tório nacional de institutos de pesquisa social ou cursos de graduação e de pós
ção de sociólogos em muitos órgãos públicos e privados ou nos meios de comunicação de
ciologia e os sociólogos estão presentes no cotidiano do país.
Texto adaptado de: OLIVEIRA, Pérsio Santos de. Introdução à Soci
Se quisermos saber por que os indivíduos, grupos e classes pensam de de
explicam a sociedade deste ou daquele ponto de vista, precisaremos entender como os membros dessas
ram e se organizam para suprir suas necessidades, relacionar
questões que envolvem as relações sociais, as normas, os valores, os costumes, as tradições e a religios
veremos entender como são criadas as instituições sociais, políticas e ec
Na maioria das sociedades, há indivíduos e grupos que defendem a manu
seus interesses. Assim, procuram apoiar e desenvolver formas
de explicação da realidade que justifiquem a necessidade de conservar a socied
to, que querem mudar a situação existente, pois não pensam que a sociedade à
pertencem seja boa para elas e para os outros. Tais pessoas procuram explicar a realidade social dest
sibilidades de mudança para uma forma de organização que assegure
uerem manter a situação existente normalmente são os que detêm o poder na soc
la são os que estão em situação subalterna. Além do conflito no
entre os diferentes grupos
formas de conhecimento nunca são radicalmente opostas; elas coincidem em alguns pontos e em outros
dade de diálogo.
A Sociologia é uma dessas formas de conhecimento, resultado das condiçõ
veu. Ela nasceu em resposta à necessidade de explicar e entender
ções que começaram a ocorrer no mundo ocidental entre o final do século XVIII e o início
da emergência e do desenvolvimento da soci
Naquela época, a produção de alimentos e de objetos artesa-
se concentrava no campo, passou a se deslocar para as
volver as indústrias. Essa
formações no modo de
pos sociais, afetando as relações familiares e
res em novas bases,
to de novas
ções políticas também ocorreram, no
contexto do que se chama de Revolução Industrial, impulsionadas
cia dos Estados Unidos e a
Procurando entender essas transformações e mostrar caminhos para
vulgaram suas teorias sobre a sociedade anterior e
ção da nova sociedade, que estava vivendo tantas incertezas. Criaram
logia viria a se desenvolver como uma ciência específica.
Entre o final do século XIX e início do século XX, os estudiosos que mais iriam influenciar o posterior
se fundamentalmente em três países: França, Alemanh
se uma disciplina mundial
ciólogos estão presentes não só nas universidades, mas também nos meios de comunicação, discutindo
vem a vida em sociedade. Os mais destacados, i
rências em centros universitários de todos os continentes e
de muito grande, seja por causa da presença em
tório nacional de institutos de pesquisa social ou cursos de graduação e de pós
ção de sociólogos em muitos órgãos públicos e privados ou nos meios de comunicação de
ciologia e os sociólogos estão presentes no cotidiano do país.
Texto adaptado de: OLIVEIRA, Pérsio Santos de. Introdução à Soci
Prof.ª Karoline Rodrigues de Melo
Se quisermos saber por que os indivíduos, grupos e classes pensam de determinada forma, por que
s entender como os membros dessas
ram e se organizam para suprir suas necessidades, relacionar
questões que envolvem as relações sociais, as normas, os valores, os costumes, as tradições e a religios
veremos entender como são criadas as instituições sociais, políticas e ec
Na maioria das sociedades, há indivíduos e grupos que defendem a manu
seus interesses. Assim, procuram apoiar e desenvolver formas
de explicação da realidade que justifiquem a necessidade de conservar a socied
to, que querem mudar a situação existente, pois não pensam que a sociedade à
pertencem seja boa para elas e para os outros. Tais pessoas procuram explicar a realidade social dest
sibilidades de mudança para uma forma de organização que assegure
uerem manter a situação existente normalmente são os que detêm o poder na soc
la são os que estão em situação subalterna. Além do conflito no
entre os diferentes grupos
formas de conhecimento nunca são radicalmente opostas; elas coincidem em alguns pontos e em outros
A Sociologia é uma dessas formas de conhecimento, resultado das condiçõ
veu. Ela nasceu em resposta à necessidade de explicar e entender
ções que começaram a ocorrer no mundo ocidental entre o final do século XVIII e o início
da emergência e do desenvolvimento da sociedade capitalista.
nhos para a resolução dos problemas
vulgaram suas teorias sobre a sociedade anterior e
ção da nova sociedade, que estava vivendo tantas incertezas. Criaram
cia específica.
Entre o final do século XIX e início do século XX, os estudiosos que mais iriam influenciar o posterior
mente em três países: França, Alemanh
se uma disciplina mundialmente reconhecida. Os s
ciólogos estão presentes não só nas universidades, mas também nos meios de comunicação, discutindo
vem a vida em sociedade. Os mais destacados, i
rências em centros universitários de todos os continentes e
de muito grande, seja por causa da presença em
tório nacional de institutos de pesquisa social ou cursos de graduação e de pós
ção de sociólogos em muitos órgãos públicos e privados ou nos meios de comunicação de
ciologia e os sociólogos estão presentes no cotidiano do país.
Texto adaptado de: OLIVEIRA, Pérsio Santos de. Introdução à Sociologia. São Paulo: Ed. Ática, 2010. p. 07.
Prof.ª Karoline Rodrigues de Melo
terminada forma, por que
s entender como os membros dessas
ram e se organizam para suprir suas necessidades, relacionar-se e discutir as
questões que envolvem as relações sociais, as normas, os valores, os costumes, as tradições e a religios
veremos entender como são criadas as instituições sociais, políticas e ec
Na maioria das sociedades, há indivíduos e grupos que defendem a manutenção da situação exi
seus interesses. Assim, procuram apoiar e desenvolver formas
de explicação da realidade que justifiquem a necessidade de conservar a sociedade tal como está. Há
to, que querem mudar a situação existente, pois não pensam que a sociedade à
pertencem seja boa para elas e para os outros. Tais pessoas procuram explicar a realidade social dest
sibilidades de mudança para uma forma de organização que assegure
uerem manter a situação existente normalmente são os que detêm o poder na soc
la são os que estão em situação subalterna. Além do conflito no
entre os diferentes grupos sociais. Mas as
formas de conhecimento nunca são radicalmente opostas; elas coincidem em alguns pontos e em outros
A Sociologia é uma dessas formas de conhecimento, resultado das condições sociais, econômicas e
veu. Ela nasceu em resposta à necessidade de explicar e entender
ções que começaram a ocorrer no mundo ocidental entre o final do século XVIII e o início
dade capitalista.
a resolução dos problemas
vulgaram suas teorias sobre a sociedade anterior e
ção da nova sociedade, que estava vivendo tantas incertezas. Criaram-se assim as bases
Entre o final do século XIX e início do século XX, os estudiosos que mais iriam influenciar o posterior
mente em três países: França, Alemanh
mente reconhecida. Os s
ciólogos estão presentes não só nas universidades, mas também nos meios de comunicação, discutindo
vem a vida em sociedade. Os mais destacados, i
rências em centros universitários de todos os continentes e
de muito grande, seja por causa da presença em
tório nacional de institutos de pesquisa social ou cursos de graduação e de pós
ção de sociólogos em muitos órgãos públicos e privados ou nos meios de comunicação de
ciologia e os sociólogos estão presentes no cotidiano do país.
logia. São Paulo: Ed. Ática, 2010. p. 07.
Prof.ª Karoline Rodrigues de Melo
terminada forma, por que
s entender como os membros dessas
se e discutir as
questões que envolvem as relações sociais, as normas, os valores, os costumes, as tradições e a religios
veremos entender como são criadas as instituições sociais, políticas e econômicas que
tenção da situação exi
seus interesses. Assim, procuram apoiar e desenvolver formas
de tal como está. Há
to, que querem mudar a situação existente, pois não pensam que a sociedade à
pertencem seja boa para elas e para os outros. Tais pessoas procuram explicar a realidade social dest
sibilidades de mudança para uma forma de organização que assegure
uerem manter a situação existente normalmente são os que detêm o poder na soc
la são os que estão em situação subalterna. Além do conflito no
sociais. Mas as ideias
formas de conhecimento nunca são radicalmente opostas; elas coincidem em alguns pontos e em outros
es sociais, econômicas e
veu. Ela nasceu em resposta à necessidade de explicar e entender
ções que começaram a ocorrer no mundo ocidental entre o final do século XVIII e o início
a resolução dos problemas
vulgaram suas teorias sobre a sociedade anterior e
se assim as bases
Entre o final do século XIX e início do século XX, os estudiosos que mais iriam influenciar o posterior
mente em três países: França, Alemanh
mente reconhecida. Os s
ciólogos estão presentes não só nas universidades, mas também nos meios de comunicação, discutindo
vem a vida em sociedade. Os mais destacados, independente
rências em centros universitários de todos os continentes e
de muito grande, seja por causa da presença em
tório nacional de institutos de pesquisa social ou cursos de graduação e de pós-graduação,
ção de sociólogos em muitos órgãos públicos e privados ou nos meios de comunicação de
logia. São Paulo: Ed. Ática, 2010. p. 07.
Prof.ª Karoline Rodrigues de Melo
terminada forma, por que
s entender como os membros dessas
se e discutir as
questões que envolvem as relações sociais, as normas, os valores, os costumes, as tradições e a religiosi-
nômicas que
tenção da situação exis-
seus interesses. Assim, procuram apoiar e desenvolver formas
de tal como está. Há
to, que querem mudar a situação existente, pois não pensam que a sociedade à qual
pertencem seja boa para elas e para os outros. Tais pessoas procuram explicar a realidade social desta-
sibilidades de mudança para uma forma de organização que assegure
uerem manter a situação existente normalmente são os que detêm o poder na soci-
la são os que estão em situação subalterna. Além do conflito no
ideias e
formas de conhecimento nunca são radicalmente opostas; elas coincidem em alguns pontos e em outros
es sociais, econômicas e
veu. Ela nasceu em resposta à necessidade de explicar e entender
ções que começaram a ocorrer no mundo ocidental entre o final do século XVIII e o início
a resolução dos problemas
vulgaram suas teorias sobre a sociedade anterior e
se assim as bases
Entre o final do século XIX e início do século XX, os estudiosos que mais iriam influenciar o posterior
mente em três países: França, Alemanha e
mente reconhecida. Os so-
ciólogos estão presentes não só nas universidades, mas também nos meios de comunicação, discutindo
dependente-
rências em centros universitários de todos os continentes e
de muito grande, seja por causa da presença em
graduação,
ção de sociólogos em muitos órgãos públicos e privados ou nos meios de comunicação de
logia. São Paulo: Ed. Ática, 2010. p. 07.
Prof.ª Karoline Rodrigues de Melo

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Plano de curso sociologia 1 ano
Plano de curso  sociologia 1 anoPlano de curso  sociologia 1 ano
Plano de curso sociologia 1 ano
João Marcelo
 
Avaliação se sociologia 1º ano
Avaliação se sociologia 1º anoAvaliação se sociologia 1º ano
Avaliação se sociologia 1º ano
ananiasdoamaral
 
Jogo de Tabuleiro Sociologia - Correntes Sociológicas
Jogo de Tabuleiro Sociologia - Correntes Sociológicas Jogo de Tabuleiro Sociologia - Correntes Sociológicas
Jogo de Tabuleiro Sociologia - Correntes Sociológicas
Paula Meyer Piagentini
 
Aula 3 A construção da identidade nacional - 1º ano de Sociologia - Prof. ...
Aula 3    A construção da identidade nacional - 1º ano de Sociologia - Prof. ...Aula 3    A construção da identidade nacional - 1º ano de Sociologia - Prof. ...
Aula 3 A construção da identidade nacional - 1º ano de Sociologia - Prof. ...
Prof. Noe Assunção
 
Questões de Sociologia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
Questões de Sociologia - Ensino Médio - Discursiva - ObjetivaQuestões de Sociologia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
Questões de Sociologia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
Darlan Campos
 
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CIDADANIA- DEMOCRACIA- PARTICIPAÇÃO CIDADÃ - Prof. ...
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CIDADANIA- DEMOCRACIA- PARTICIPAÇÃO CIDADÃ - Prof. ...AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CIDADANIA- DEMOCRACIA- PARTICIPAÇÃO CIDADÃ - Prof. ...
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CIDADANIA- DEMOCRACIA- PARTICIPAÇÃO CIDADÃ - Prof. ...
Prof. Noe Assunção
 
Atividades de sociologia brasil(inclusãox exclusão) (1)
Atividades de sociologia brasil(inclusãox exclusão) (1)Atividades de sociologia brasil(inclusãox exclusão) (1)
Atividades de sociologia brasil(inclusãox exclusão) (1)
Atividades Diversas Cláudia
 
Atividades de sociologia interpretação de textos e charges
Atividades de sociologia interpretação de textos e chargesAtividades de sociologia interpretação de textos e charges
Atividades de sociologia interpretação de textos e charges
Atividades Diversas Cláudia
 
Política, poder e Estado
Política, poder e EstadoPolítica, poder e Estado
Política, poder e Estado
Mary Alvarenga
 
Avaliação democracia e cidadania - 3º Sociologia - Prof. Noe Assunção
Avaliação democracia e cidadania - 3º Sociologia - Prof. Noe AssunçãoAvaliação democracia e cidadania - 3º Sociologia - Prof. Noe Assunção
Avaliação democracia e cidadania - 3º Sociologia - Prof. Noe Assunção
Prof. Noe Assunção
 
Apostila sociologia - eja fácil
Apostila sociologia - eja fácilApostila sociologia - eja fácil
Apostila sociologia - eja fácil
MARISE VON FRUHAUF HUBLARD
 
Apostila de filosofia 3º ano
Apostila de filosofia 3º anoApostila de filosofia 3º ano
Apostila de filosofia 3º ano
Duzg
 
Atividade de Filosofia
Atividade de FilosofiaAtividade de Filosofia
Atividade de Filosofia
Mary Alvarenga
 
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CONCEITO DE TRABALHO - Prof. Noe Assunção
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CONCEITO DE TRABALHO -  Prof. Noe AssunçãoAVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CONCEITO DE TRABALHO -  Prof. Noe Assunção
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CONCEITO DE TRABALHO - Prof. Noe Assunção
Prof. Noe Assunção
 
Atividade Sociologia
Atividade Sociologia Atividade Sociologia
Atividade Sociologia
Maira Conde
 
Aula 1 A nossa identidade brasileira- Sociologia - 1º ano EM - Prof. Noe Ass...
Aula 1  A nossa identidade brasileira- Sociologia - 1º ano EM - Prof. Noe Ass...Aula 1  A nossa identidade brasileira- Sociologia - 1º ano EM - Prof. Noe Ass...
Aula 1 A nossa identidade brasileira- Sociologia - 1º ano EM - Prof. Noe Ass...
Prof. Noe Assunção
 
Exercícios de Etnocentrismo - Antropologia
Exercícios de Etnocentrismo - AntropologiaExercícios de Etnocentrismo - Antropologia
Exercícios de Etnocentrismo - Antropologia
Psicologia_2015
 
Apostila de sociologia - Volume 2 (2° ano do EM)
Apostila de sociologia - Volume 2 (2° ano do EM)Apostila de sociologia - Volume 2 (2° ano do EM)
Apostila de sociologia - Volume 2 (2° ano do EM)
Matheus Alves
 
ATIVIDADE - CONCEITO DE CULTURA COM JOGO DA CRUZADINHA
ATIVIDADE - CONCEITO DE CULTURA COM JOGO DA CRUZADINHAATIVIDADE - CONCEITO DE CULTURA COM JOGO DA CRUZADINHA
ATIVIDADE - CONCEITO DE CULTURA COM JOGO DA CRUZADINHA
Prof. Noe Assunção
 
Sociologia cultura - 2º ano- estudar para prova
Sociologia  cultura - 2º ano- estudar para provaSociologia  cultura - 2º ano- estudar para prova
Sociologia cultura - 2º ano- estudar para prova
Socorro Vasconcelos
 

Mais procurados (20)

Plano de curso sociologia 1 ano
Plano de curso  sociologia 1 anoPlano de curso  sociologia 1 ano
Plano de curso sociologia 1 ano
 
Avaliação se sociologia 1º ano
Avaliação se sociologia 1º anoAvaliação se sociologia 1º ano
Avaliação se sociologia 1º ano
 
Jogo de Tabuleiro Sociologia - Correntes Sociológicas
Jogo de Tabuleiro Sociologia - Correntes Sociológicas Jogo de Tabuleiro Sociologia - Correntes Sociológicas
Jogo de Tabuleiro Sociologia - Correntes Sociológicas
 
Aula 3 A construção da identidade nacional - 1º ano de Sociologia - Prof. ...
Aula 3    A construção da identidade nacional - 1º ano de Sociologia - Prof. ...Aula 3    A construção da identidade nacional - 1º ano de Sociologia - Prof. ...
Aula 3 A construção da identidade nacional - 1º ano de Sociologia - Prof. ...
 
Questões de Sociologia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
Questões de Sociologia - Ensino Médio - Discursiva - ObjetivaQuestões de Sociologia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
Questões de Sociologia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
 
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CIDADANIA- DEMOCRACIA- PARTICIPAÇÃO CIDADÃ - Prof. ...
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CIDADANIA- DEMOCRACIA- PARTICIPAÇÃO CIDADÃ - Prof. ...AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CIDADANIA- DEMOCRACIA- PARTICIPAÇÃO CIDADÃ - Prof. ...
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CIDADANIA- DEMOCRACIA- PARTICIPAÇÃO CIDADÃ - Prof. ...
 
Atividades de sociologia brasil(inclusãox exclusão) (1)
Atividades de sociologia brasil(inclusãox exclusão) (1)Atividades de sociologia brasil(inclusãox exclusão) (1)
Atividades de sociologia brasil(inclusãox exclusão) (1)
 
Atividades de sociologia interpretação de textos e charges
Atividades de sociologia interpretação de textos e chargesAtividades de sociologia interpretação de textos e charges
Atividades de sociologia interpretação de textos e charges
 
Política, poder e Estado
Política, poder e EstadoPolítica, poder e Estado
Política, poder e Estado
 
Avaliação democracia e cidadania - 3º Sociologia - Prof. Noe Assunção
Avaliação democracia e cidadania - 3º Sociologia - Prof. Noe AssunçãoAvaliação democracia e cidadania - 3º Sociologia - Prof. Noe Assunção
Avaliação democracia e cidadania - 3º Sociologia - Prof. Noe Assunção
 
Apostila sociologia - eja fácil
Apostila sociologia - eja fácilApostila sociologia - eja fácil
Apostila sociologia - eja fácil
 
Apostila de filosofia 3º ano
Apostila de filosofia 3º anoApostila de filosofia 3º ano
Apostila de filosofia 3º ano
 
Atividade de Filosofia
Atividade de FilosofiaAtividade de Filosofia
Atividade de Filosofia
 
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CONCEITO DE TRABALHO - Prof. Noe Assunção
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CONCEITO DE TRABALHO -  Prof. Noe AssunçãoAVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CONCEITO DE TRABALHO -  Prof. Noe Assunção
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CONCEITO DE TRABALHO - Prof. Noe Assunção
 
Atividade Sociologia
Atividade Sociologia Atividade Sociologia
Atividade Sociologia
 
Aula 1 A nossa identidade brasileira- Sociologia - 1º ano EM - Prof. Noe Ass...
Aula 1  A nossa identidade brasileira- Sociologia - 1º ano EM - Prof. Noe Ass...Aula 1  A nossa identidade brasileira- Sociologia - 1º ano EM - Prof. Noe Ass...
Aula 1 A nossa identidade brasileira- Sociologia - 1º ano EM - Prof. Noe Ass...
 
Exercícios de Etnocentrismo - Antropologia
Exercícios de Etnocentrismo - AntropologiaExercícios de Etnocentrismo - Antropologia
Exercícios de Etnocentrismo - Antropologia
 
Apostila de sociologia - Volume 2 (2° ano do EM)
Apostila de sociologia - Volume 2 (2° ano do EM)Apostila de sociologia - Volume 2 (2° ano do EM)
Apostila de sociologia - Volume 2 (2° ano do EM)
 
ATIVIDADE - CONCEITO DE CULTURA COM JOGO DA CRUZADINHA
ATIVIDADE - CONCEITO DE CULTURA COM JOGO DA CRUZADINHAATIVIDADE - CONCEITO DE CULTURA COM JOGO DA CRUZADINHA
ATIVIDADE - CONCEITO DE CULTURA COM JOGO DA CRUZADINHA
 
Sociologia cultura - 2º ano- estudar para prova
Sociologia  cultura - 2º ano- estudar para provaSociologia  cultura - 2º ano- estudar para prova
Sociologia cultura - 2º ano- estudar para prova
 

Destaque

Introdução à sociologia
Introdução à sociologiaIntrodução à sociologia
Introdução à sociologia
Alexandre Von Réstio
 
História da sociologia
História da sociologiaHistória da sociologia
História da sociologia
Tiago Lacerda
 
Prova de sociologia eo gabarito (1)
Prova de sociologia eo gabarito (1)Prova de sociologia eo gabarito (1)
Prova de sociologia eo gabarito (1)
Atividades Diversas Cláudia
 
Resumo do livro o que é sociologia
Resumo do livro o que é sociologia  Resumo do livro o que é sociologia
Resumo do livro o que é sociologia
Maira Conde
 
Resumo de Introdução a Sociologia
Resumo de Introdução a SociologiaResumo de Introdução a Sociologia
Resumo de Introdução a Sociologia
Josenilson S'ilva
 
Atividades interpretação interdisciplina sociedade sociologia, filosofia, h...
Atividades interpretação interdisciplina sociedade   sociologia, filosofia, h...Atividades interpretação interdisciplina sociedade   sociologia, filosofia, h...
Atividades interpretação interdisciplina sociedade sociologia, filosofia, h...
Atividades Diversas Cláudia
 
Introdução à Sociologia
Introdução à SociologiaIntrodução à Sociologia
Introdução à Sociologia
Alison Nunes
 
O QUE É SOCIOLOGIA?
O QUE É SOCIOLOGIA?O QUE É SOCIOLOGIA?
O QUE É SOCIOLOGIA?
guest6a86aa
 
Aula 1 mestre
Aula 1   mestreAula 1   mestre
Aula 1 mestre
Ricardo de Albuquerque
 
Giddens em defesa da sociologia apontamentos
Giddens em defesa da sociologia apontamentosGiddens em defesa da sociologia apontamentos
Giddens em defesa da sociologia apontamentos
Vanessa Gomes
 
Texto sociologia, beata e bar
Texto sociologia, beata e barTexto sociologia, beata e bar
Texto sociologia, beata e bar
Alexandre Quadrado
 
Exercício sobre a democracia no Brasil 3º ano
Exercício sobre a democracia no Brasil   3º anoExercício sobre a democracia no Brasil   3º ano
Exercício sobre a democracia no Brasil 3º ano
Antônio Marques Sobrinho
 
Cristina costa sociologia ciencia da sociedade
Cristina costa sociologia ciencia da sociedadeCristina costa sociologia ciencia da sociedade
Cristina costa sociologia ciencia da sociedade
Luiz Henrique Rodrigues
 
Diretrizes Curriculares RME SL
Diretrizes Curriculares RME SLDiretrizes Curriculares RME SL
Diretrizes Curriculares RME SL
Eduarda Bonora Kern
 
Os classicos da_sociologia_max_weber
Os classicos da_sociologia_max_weberOs classicos da_sociologia_max_weber
Os classicos da_sociologia_max_weber
dan5311
 
Prova de cidadania sociologia (1)
Prova de cidadania  sociologia (1)Prova de cidadania  sociologia (1)
Prova de cidadania sociologia (1)
Atividades Diversas Cláudia
 
Apostila de sociologia para o 1º ano ensino médio
Apostila de sociologia para o 1º ano ensino médioApostila de sociologia para o 1º ano ensino médio
Apostila de sociologia para o 1º ano ensino médio
MARISE VON FRUHAUF HUBLARD
 
Introducao a sociologia
Introducao a sociologiaIntroducao a sociologia
Introducao a sociologia
unisocionautas
 
Introducão à Sociologia - Prof.Altair Aguilar.
Introducão à Sociologia - Prof.Altair Aguilar.Introducão à Sociologia - Prof.Altair Aguilar.
Introducão à Sociologia - Prof.Altair Aguilar.
Altair Moisés Aguilar
 
Apostila de sociologia - Volume 1 (1° ano do EM)
Apostila de sociologia - Volume 1 (1° ano do EM)Apostila de sociologia - Volume 1 (1° ano do EM)
Apostila de sociologia - Volume 1 (1° ano do EM)
Matheus Alves
 

Destaque (20)

Introdução à sociologia
Introdução à sociologiaIntrodução à sociologia
Introdução à sociologia
 
História da sociologia
História da sociologiaHistória da sociologia
História da sociologia
 
Prova de sociologia eo gabarito (1)
Prova de sociologia eo gabarito (1)Prova de sociologia eo gabarito (1)
Prova de sociologia eo gabarito (1)
 
Resumo do livro o que é sociologia
Resumo do livro o que é sociologia  Resumo do livro o que é sociologia
Resumo do livro o que é sociologia
 
Resumo de Introdução a Sociologia
Resumo de Introdução a SociologiaResumo de Introdução a Sociologia
Resumo de Introdução a Sociologia
 
Atividades interpretação interdisciplina sociedade sociologia, filosofia, h...
Atividades interpretação interdisciplina sociedade   sociologia, filosofia, h...Atividades interpretação interdisciplina sociedade   sociologia, filosofia, h...
Atividades interpretação interdisciplina sociedade sociologia, filosofia, h...
 
Introdução à Sociologia
Introdução à SociologiaIntrodução à Sociologia
Introdução à Sociologia
 
O QUE É SOCIOLOGIA?
O QUE É SOCIOLOGIA?O QUE É SOCIOLOGIA?
O QUE É SOCIOLOGIA?
 
Aula 1 mestre
Aula 1   mestreAula 1   mestre
Aula 1 mestre
 
Giddens em defesa da sociologia apontamentos
Giddens em defesa da sociologia apontamentosGiddens em defesa da sociologia apontamentos
Giddens em defesa da sociologia apontamentos
 
Texto sociologia, beata e bar
Texto sociologia, beata e barTexto sociologia, beata e bar
Texto sociologia, beata e bar
 
Exercício sobre a democracia no Brasil 3º ano
Exercício sobre a democracia no Brasil   3º anoExercício sobre a democracia no Brasil   3º ano
Exercício sobre a democracia no Brasil 3º ano
 
Cristina costa sociologia ciencia da sociedade
Cristina costa sociologia ciencia da sociedadeCristina costa sociologia ciencia da sociedade
Cristina costa sociologia ciencia da sociedade
 
Diretrizes Curriculares RME SL
Diretrizes Curriculares RME SLDiretrizes Curriculares RME SL
Diretrizes Curriculares RME SL
 
Os classicos da_sociologia_max_weber
Os classicos da_sociologia_max_weberOs classicos da_sociologia_max_weber
Os classicos da_sociologia_max_weber
 
Prova de cidadania sociologia (1)
Prova de cidadania  sociologia (1)Prova de cidadania  sociologia (1)
Prova de cidadania sociologia (1)
 
Apostila de sociologia para o 1º ano ensino médio
Apostila de sociologia para o 1º ano ensino médioApostila de sociologia para o 1º ano ensino médio
Apostila de sociologia para o 1º ano ensino médio
 
Introducao a sociologia
Introducao a sociologiaIntroducao a sociologia
Introducao a sociologia
 
Introducão à Sociologia - Prof.Altair Aguilar.
Introducão à Sociologia - Prof.Altair Aguilar.Introducão à Sociologia - Prof.Altair Aguilar.
Introducão à Sociologia - Prof.Altair Aguilar.
 
Apostila de sociologia - Volume 1 (1° ano do EM)
Apostila de sociologia - Volume 1 (1° ano do EM)Apostila de sociologia - Volume 1 (1° ano do EM)
Apostila de sociologia - Volume 1 (1° ano do EM)
 

Semelhante a [1º ano] Sociologia: Texto "O Estudo da Sociologia"

Sociologia
SociologiaSociologia
Sociologia
Portozana
 
Apostila de-sociologia-ensino-médio1-serie em
Apostila de-sociologia-ensino-médio1-serie emApostila de-sociologia-ensino-médio1-serie em
Apostila de-sociologia-ensino-médio1-serie em
Severina Maria Vieira
 
INTRODUÇÃO À SOCIOLOGIA
INTRODUÇÃO À SOCIOLOGIAINTRODUÇÃO À SOCIOLOGIA
INTRODUÇÃO À SOCIOLOGIA
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
PRA QUE SERVE A SOCIOLOGIA?
PRA QUE SERVE A SOCIOLOGIA?PRA QUE SERVE A SOCIOLOGIA?
PRA QUE SERVE A SOCIOLOGIA?
HisrelBlog
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
IsabellaGomes58
 
Por um olhar sociológico
Por um olhar sociológicoPor um olhar sociológico
Por um olhar sociológico
Evandro Batista
 
Sociologia: Uma Ciência Social
Sociologia: Uma Ciência SocialSociologia: Uma Ciência Social
Sociologia: Uma Ciência Social
Fábio Roque
 
SOCIOLOGIA GERAL
SOCIOLOGIA GERALSOCIOLOGIA GERAL
Sociologia objeto e objetivo de estudo da sociologia
Sociologia   objeto e objetivo de estudo da sociologia Sociologia   objeto e objetivo de estudo da sociologia
Sociologia objeto e objetivo de estudo da sociologia
Gustavo Soares
 
Objeto e Objetivo de Estudo da Sociologia.pptx
Objeto e Objetivo de Estudo da Sociologia.pptxObjeto e Objetivo de Estudo da Sociologia.pptx
Objeto e Objetivo de Estudo da Sociologia.pptx
RaquelCorreia54
 
Guia i cs.
Guia   i cs.Guia   i cs.
Guia i cs.
johnbank1
 
A importancia da sociologia na sociedade
A importancia da sociologia na sociedadeA importancia da sociologia na sociedade
A importancia da sociologia na sociedade
VASP - Vagabundos Anônimos Sustentados pelos Pais
 
Conhecimento sociológico 1 ano
Conhecimento sociológico   1 anoConhecimento sociológico   1 ano
Conhecimento sociológico 1 ano
RobertaOliveira157696
 
Aula de psicologia
Aula de psicologiaAula de psicologia
Aula de psicologia
Renata Aguiar
 
Aula dia 29 01
Aula dia 29 01Aula dia 29 01
Aula dia 29 01
Colégio Tiradentes III
 
Fundamentos de Sociologia Unidade I
Fundamentos de Sociologia Unidade IFundamentos de Sociologia Unidade I
Fundamentos de Sociologia Unidade I
Harutchy
 
2 Slide - Sociologia da Educação.pdf
2 Slide - Sociologia da Educação.pdf2 Slide - Sociologia da Educação.pdf
2 Slide - Sociologia da Educação.pdf
LilianeBA
 
A importância da Sociologia - desvios e possibilidades
A importância da Sociologia - desvios e possibilidadesA importância da Sociologia - desvios e possibilidades
A importância da Sociologia - desvios e possibilidades
AllanFernandes54
 
sociologia no cotidiano-A Sociologia no Cotidiano.ppt
sociologia no cotidiano-A Sociologia no Cotidiano.pptsociologia no cotidiano-A Sociologia no Cotidiano.ppt
sociologia no cotidiano-A Sociologia no Cotidiano.ppt
FlavioBoneli
 
Sociologia
SociologiaSociologia
Sociologia
mkbariotto
 

Semelhante a [1º ano] Sociologia: Texto "O Estudo da Sociologia" (20)

Sociologia
SociologiaSociologia
Sociologia
 
Apostila de-sociologia-ensino-médio1-serie em
Apostila de-sociologia-ensino-médio1-serie emApostila de-sociologia-ensino-médio1-serie em
Apostila de-sociologia-ensino-médio1-serie em
 
INTRODUÇÃO À SOCIOLOGIA
INTRODUÇÃO À SOCIOLOGIAINTRODUÇÃO À SOCIOLOGIA
INTRODUÇÃO À SOCIOLOGIA
 
PRA QUE SERVE A SOCIOLOGIA?
PRA QUE SERVE A SOCIOLOGIA?PRA QUE SERVE A SOCIOLOGIA?
PRA QUE SERVE A SOCIOLOGIA?
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
 
Por um olhar sociológico
Por um olhar sociológicoPor um olhar sociológico
Por um olhar sociológico
 
Sociologia: Uma Ciência Social
Sociologia: Uma Ciência SocialSociologia: Uma Ciência Social
Sociologia: Uma Ciência Social
 
SOCIOLOGIA GERAL
SOCIOLOGIA GERALSOCIOLOGIA GERAL
SOCIOLOGIA GERAL
 
Sociologia objeto e objetivo de estudo da sociologia
Sociologia   objeto e objetivo de estudo da sociologia Sociologia   objeto e objetivo de estudo da sociologia
Sociologia objeto e objetivo de estudo da sociologia
 
Objeto e Objetivo de Estudo da Sociologia.pptx
Objeto e Objetivo de Estudo da Sociologia.pptxObjeto e Objetivo de Estudo da Sociologia.pptx
Objeto e Objetivo de Estudo da Sociologia.pptx
 
Guia i cs.
Guia   i cs.Guia   i cs.
Guia i cs.
 
A importancia da sociologia na sociedade
A importancia da sociologia na sociedadeA importancia da sociologia na sociedade
A importancia da sociologia na sociedade
 
Conhecimento sociológico 1 ano
Conhecimento sociológico   1 anoConhecimento sociológico   1 ano
Conhecimento sociológico 1 ano
 
Aula de psicologia
Aula de psicologiaAula de psicologia
Aula de psicologia
 
Aula dia 29 01
Aula dia 29 01Aula dia 29 01
Aula dia 29 01
 
Fundamentos de Sociologia Unidade I
Fundamentos de Sociologia Unidade IFundamentos de Sociologia Unidade I
Fundamentos de Sociologia Unidade I
 
2 Slide - Sociologia da Educação.pdf
2 Slide - Sociologia da Educação.pdf2 Slide - Sociologia da Educação.pdf
2 Slide - Sociologia da Educação.pdf
 
A importância da Sociologia - desvios e possibilidades
A importância da Sociologia - desvios e possibilidadesA importância da Sociologia - desvios e possibilidades
A importância da Sociologia - desvios e possibilidades
 
sociologia no cotidiano-A Sociologia no Cotidiano.ppt
sociologia no cotidiano-A Sociologia no Cotidiano.pptsociologia no cotidiano-A Sociologia no Cotidiano.ppt
sociologia no cotidiano-A Sociologia no Cotidiano.ppt
 
Sociologia
SociologiaSociologia
Sociologia
 

Mais de Karoline Rodrigues de Melo

Resumão de Sociologia
Resumão de SociologiaResumão de Sociologia
Resumão de Sociologia
Karoline Rodrigues de Melo
 
Existencialismo de Sartre - 3º ano
Existencialismo de Sartre - 3º anoExistencialismo de Sartre - 3º ano
Existencialismo de Sartre - 3º ano
Karoline Rodrigues de Melo
 
Existenc
ExistencExistenc
Parmênides e Heráclito - 1º ano
Parmênides e Heráclito - 1º anoParmênides e Heráclito - 1º ano
Parmênides e Heráclito - 1º ano
Karoline Rodrigues de Melo
 
[2º ano] Filosofia: Filosofia de Santo Agostinho - Patrística
[2º ano] Filosofia: Filosofia de Santo Agostinho - Patrística[2º ano] Filosofia: Filosofia de Santo Agostinho - Patrística
[2º ano] Filosofia: Filosofia de Santo Agostinho - Patrística
Karoline Rodrigues de Melo
 
[3º ano/3º EJA] Sociologia: Etnocentrismo
[3º ano/3º EJA] Sociologia: Etnocentrismo[3º ano/3º EJA] Sociologia: Etnocentrismo
[3º ano/3º EJA] Sociologia: Etnocentrismo
Karoline Rodrigues de Melo
 
3º Ano E.M e 3º EJA E.M - Filosofia
3º Ano E.M e 3º EJA E.M - Filosofia3º Ano E.M e 3º EJA E.M - Filosofia
3º Ano E.M e 3º EJA E.M - Filosofia
Karoline Rodrigues de Melo
 
1º ano- Filosofia - Distorções do Conhecimento
1º ano- Filosofia - Distorções do Conhecimento1º ano- Filosofia - Distorções do Conhecimento
1º ano- Filosofia - Distorções do Conhecimento
Karoline Rodrigues de Melo
 
Pensamento Sociológico de Weber
Pensamento Sociológico de WeberPensamento Sociológico de Weber
Pensamento Sociológico de Weber
Karoline Rodrigues de Melo
 
Profª karoline quinzena 07 - 14.04 a 25.04 - filosofia - 1º ano
Profª karoline   quinzena 07 - 14.04 a 25.04 - filosofia - 1º anoProfª karoline   quinzena 07 - 14.04 a 25.04 - filosofia - 1º ano
Profª karoline quinzena 07 - 14.04 a 25.04 - filosofia - 1º ano
Karoline Rodrigues de Melo
 
2º Ano - Sociologia: Movimentos Sociais
2º Ano - Sociologia: Movimentos Sociais2º Ano - Sociologia: Movimentos Sociais
2º Ano - Sociologia: Movimentos Sociais
Karoline Rodrigues de Melo
 
Aristóteles
AristótelesAristóteles
Aristóteles - Profª Karoline Rodrigues de Melo
Aristóteles - Profª Karoline Rodrigues de MeloAristóteles - Profª Karoline Rodrigues de Melo
Aristóteles - Profª Karoline Rodrigues de Melo
Karoline Rodrigues de Melo
 
Mitologia grega hesíodo e homero
Mitologia grega   hesíodo e homeroMitologia grega   hesíodo e homero
Mitologia grega hesíodo e homero
Karoline Rodrigues de Melo
 
Filosofia 3ª série - felicidade
Filosofia   3ª série - felicidadeFilosofia   3ª série - felicidade
Filosofia 3ª série - felicidade
Karoline Rodrigues de Melo
 
Karoline rodrigues ativ_4
Karoline rodrigues ativ_4Karoline rodrigues ativ_4
Karoline rodrigues ativ_4
Karoline Rodrigues de Melo
 
Cultura indígena
Cultura indígenaCultura indígena
Cultura indígena
Karoline Rodrigues de Melo
 
Diversidade
DiversidadeDiversidade
Ativ3 8 grupo_dom_bosco
Ativ3 8 grupo_dom_boscoAtiv3 8 grupo_dom_bosco
Ativ3 8 grupo_dom_bosco
Karoline Rodrigues de Melo
 

Mais de Karoline Rodrigues de Melo (20)

Resumão de Sociologia
Resumão de SociologiaResumão de Sociologia
Resumão de Sociologia
 
Existencialismo de Sartre - 3º ano
Existencialismo de Sartre - 3º anoExistencialismo de Sartre - 3º ano
Existencialismo de Sartre - 3º ano
 
Existenc
ExistencExistenc
Existenc
 
Parmênides e Heráclito - 1º ano
Parmênides e Heráclito - 1º anoParmênides e Heráclito - 1º ano
Parmênides e Heráclito - 1º ano
 
[2º ano] Filosofia: Filosofia de Santo Agostinho - Patrística
[2º ano] Filosofia: Filosofia de Santo Agostinho - Patrística[2º ano] Filosofia: Filosofia de Santo Agostinho - Patrística
[2º ano] Filosofia: Filosofia de Santo Agostinho - Patrística
 
[3º ano/3º EJA] Sociologia: Etnocentrismo
[3º ano/3º EJA] Sociologia: Etnocentrismo[3º ano/3º EJA] Sociologia: Etnocentrismo
[3º ano/3º EJA] Sociologia: Etnocentrismo
 
3º Ano E.M e 3º EJA E.M - Filosofia
3º Ano E.M e 3º EJA E.M - Filosofia3º Ano E.M e 3º EJA E.M - Filosofia
3º Ano E.M e 3º EJA E.M - Filosofia
 
1º ano- Filosofia - Distorções do Conhecimento
1º ano- Filosofia - Distorções do Conhecimento1º ano- Filosofia - Distorções do Conhecimento
1º ano- Filosofia - Distorções do Conhecimento
 
Pensamento Sociológico de Weber
Pensamento Sociológico de WeberPensamento Sociológico de Weber
Pensamento Sociológico de Weber
 
Profª karoline quinzena 07 - 14.04 a 25.04 - filosofia - 1º ano
Profª karoline   quinzena 07 - 14.04 a 25.04 - filosofia - 1º anoProfª karoline   quinzena 07 - 14.04 a 25.04 - filosofia - 1º ano
Profª karoline quinzena 07 - 14.04 a 25.04 - filosofia - 1º ano
 
2º Ano - Sociologia: Movimentos Sociais
2º Ano - Sociologia: Movimentos Sociais2º Ano - Sociologia: Movimentos Sociais
2º Ano - Sociologia: Movimentos Sociais
 
Aristóteles
AristótelesAristóteles
Aristóteles
 
Aristóteles - Profª Karoline Rodrigues de Melo
Aristóteles - Profª Karoline Rodrigues de MeloAristóteles - Profª Karoline Rodrigues de Melo
Aristóteles - Profª Karoline Rodrigues de Melo
 
Mitologia grega hesíodo e homero
Mitologia grega   hesíodo e homeroMitologia grega   hesíodo e homero
Mitologia grega hesíodo e homero
 
Filosofia 3ª série - felicidade
Filosofia   3ª série - felicidadeFilosofia   3ª série - felicidade
Filosofia 3ª série - felicidade
 
Karoline rodrigues ativ_4
Karoline rodrigues ativ_4Karoline rodrigues ativ_4
Karoline rodrigues ativ_4
 
Cultura indígena
Cultura indígenaCultura indígena
Cultura indígena
 
Diversidade
DiversidadeDiversidade
Diversidade
 
Mundo da criança
Mundo da criançaMundo da criança
Mundo da criança
 
Ativ3 8 grupo_dom_bosco
Ativ3 8 grupo_dom_boscoAtiv3 8 grupo_dom_bosco
Ativ3 8 grupo_dom_bosco
 

Último

UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
Manuais Formação
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Falcão Brasil
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Falcão Brasil
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LEDPlano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
luggio9854
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Falcão Brasil
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Falcão Brasil
 
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
SheylaAlves6
 
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdfgestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
Maria das Graças Machado Rodrigues
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
Falcão Brasil
 
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
Falcão Brasil
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LEDPlano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 
VIAGEM AO PASSADO -
VIAGEM AO PASSADO                        -VIAGEM AO PASSADO                        -
VIAGEM AO PASSADO -
 
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
Elogio da Saudade .
Elogio da Saudade                          .Elogio da Saudade                          .
Elogio da Saudade .
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
 
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
 
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdfgestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
 
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
 
Festa dos Finalistas .
Festa dos Finalistas                    .Festa dos Finalistas                    .
Festa dos Finalistas .
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
 

[1º ano] Sociologia: Texto "O Estudo da Sociologia"

  • 1. cientific essa disciplina na grade curricular. E as perguntas não param aí. Vamos procurar respondê rer de nossos tória, Ciência Política, Economia, Antropologia, etc.), tem como obj permanências e as trans sobre os rumos das muda ção não só de alimentos, abrigo e vestuário, mas também de normas, valores, costumes, desigua pessoas, dos grupos e das classes sociais. Por isso, a Sociologia tem u Basta dizer que precis sociedade em que v pessoas agem e pensam desta forma e não de outra? minada maneira, nor cotidiano? significa cidadania? revolucionários ou apenas reform elas estão presentes nos meios de comunic sejam elas de caráter pessoal, grupal, sociedades. Mas o fundamental da Sociologia é nos fornecer conceitos e outras ferramentas para anal sar as questões sociais e individuais de um modo mais sistemático e consi comum. Sociologia, quando se coloca numa p muito, porque, como outras ciências humanas, revela aspectos da sociedade que certos indivíduos ou gru ocultar terminados atos e fenômenos sejam conhecidos do público, de alguma forma o esclarecimento de tais fatos pode perturbar seus interesses ou mesmo concepções, explicações e convi mar indivíduos autônomos, que se tran independentes, capazes de anali entrevistas das autoridades, percebendo o que to e julgamento sobre os fatos, ou, ainda mais importante, que tenham a capacidade de fazer as próprias perguntas para alcançar um conhecimento mais preciso da sociedade à qual pe savam as pessoas de d pensamento de um período da história é criado pelos pondendo a situações histór Por que estudar a sociedade em que vivemos? Não basta cientificamente? A Sociologia serve para quê? Essas são perguntas que muitos fazem quando encontram essa disciplina na grade curricular. E as perguntas não param aí. Vamos procurar respondê rer de nossos est O que se pode dizer, inicialmente, é que a Sociologia, assim como as demais ciências humanas (Hi tória, Ciência Política, Economia, Antropologia, etc.), tem como obj permanências e as trans sobre os rumos das muda Através dos tempos, os seres humanos buscam suprir suas necessidades básicas mediante a prod ção não só de alimentos, abrigo e vestuário, mas também de normas, valores, costumes, desigualdades, conflitos, arte e explicações sobre a vida e sobre o mundo. Viver em sociedade é participar dessa produção. Ao fazê pessoas, dos grupos e das classes sociais. Por isso, a Sociologia tem u Basta dizer que precis Mas qual é o campo de estudo específico da Sociologia? Para entender os elementos essenciais da sociedade em que v pessoas agem e pensam desta forma e não de outra? minada maneira, nor cotidiano? Por que existem a política e as relações de poder na sociedade? significa cidadania? revolucionários ou apenas reform elas estão presentes nos meios de comunic A Sociologia nos ajuda a entender melhor essas e outras questões que envolvem nosso cotidiano, sejam elas de caráter pessoal, grupal, sociedades. Mas o fundamental da Sociologia é nos fornecer conceitos e outras ferramentas para anal sar as questões sociais e individuais de um modo mais sistemático e consi comum. Para Pierre Bourdieu, sociólogo francês contemporâneo, a Sociologia, quando se coloca numa p muito, porque, como outras ciências humanas, revela aspectos da sociedade que certos indivíduos ou gru ocultar. Se esses indivíduos e grupos procuram impedir que d terminados atos e fenômenos sejam conhecidos do público, de alguma forma o esclarecimento de tais fatos pode perturbar seus interesses ou mesmo concepções, explicações e convi Ora, uma d mar indivíduos autônomos, que se tran independentes, capazes de anali entrevistas das autoridades, percebendo o que to e julgamento sobre os fatos, ou, ainda mais importante, que tenham a capacidade de fazer as próprias perguntas para alcançar um conhecimento mais preciso da sociedade à qual pe Todo conhecimento se desenvolve socialmente. Se quisermos conhecer e compreender como pe savam as pessoas de d pensamento de um período da história é criado pelos pondendo a situações histór Por que estudar a sociedade em que vivemos? Não basta mente? A Sociologia serve para quê? Essas são perguntas que muitos fazem quando encontram essa disciplina na grade curricular. E as perguntas não param aí. Vamos procurar respondê estudos. O que se pode dizer, inicialmente, é que a Sociologia, assim como as demais ciências humanas (Hi tória, Ciência Política, Economia, Antropologia, etc.), tem como obj permanências e as transformações que ocorrem nas sobre os rumos das mudan Através dos tempos, os seres humanos buscam suprir suas necessidades básicas mediante a prod ção não só de alimentos, abrigo e vestuário, mas também de normas, valores, costumes, dades, conflitos, arte e explicações sobre a vida e sobre o mundo. Viver em sociedade é participar dessa produção. Ao fazê pessoas, dos grupos e das classes sociais. Por isso, a Sociologia tem u Basta dizer que precisamos de ambas para explicar a existência da própria Sociologia. Mas qual é o campo de estudo específico da Sociologia? Para entender os elementos essenciais da sociedade em que vivemos, os sociólogo pessoas agem e pensam desta forma e não de outra? minada maneira, normalmente padroniz Por que existem a política e as relações de poder na sociedade? significa cidadania? Por que existem movimentos sociais com interesses tão diversos? Esses mo revolucionários ou apenas reform elas estão presentes nos meios de comunic A Sociologia nos ajuda a entender melhor essas e outras questões que envolvem nosso cotidiano, sejam elas de caráter pessoal, grupal, sociedades. Mas o fundamental da Sociologia é nos fornecer conceitos e outras ferramentas para anal sar as questões sociais e individuais de um modo mais sistemático e consi Para Pierre Bourdieu, sociólogo francês contemporâneo, a Sociologia, quando se coloca numa p muito, porque, como outras ciências humanas, revela aspectos da sociedade que certos indivíduos ou gru Se esses indivíduos e grupos procuram impedir que d terminados atos e fenômenos sejam conhecidos do público, de alguma forma o esclarecimento de tais fatos pode perturbar seus interesses ou mesmo concepções, explicações e convi Ora, uma das preocupações da Sociologia é justamente fo mar indivíduos autônomos, que se tran independentes, capazes de anali entrevistas das autoridades, percebendo o que to e julgamento sobre os fatos, ou, ainda mais importante, que tenham a capacidade de fazer as próprias perguntas para alcançar um conhecimento mais preciso da sociedade à qual pe Todo conhecimento se desenvolve socialmente. Se quisermos conhecer e compreender como pe savam as pessoas de determinada época, precisamos saber em que meio social elas viveram, pois o pensamento de um período da história é criado pelos pondendo a situações histór Colégio Estadual Maria Benedita Velozo Disciplina: Sociologia Por que estudar a sociedade em que vivemos? Não basta mente? A Sociologia serve para quê? Essas são perguntas que muitos fazem quando encontram essa disciplina na grade curricular. E as perguntas não param aí. Vamos procurar respondê O que se pode dizer, inicialmente, é que a Sociologia, assim como as demais ciências humanas (Hi tória, Ciência Política, Economia, Antropologia, etc.), tem como obj formações que ocorrem nas nças. Através dos tempos, os seres humanos buscam suprir suas necessidades básicas mediante a prod ção não só de alimentos, abrigo e vestuário, mas também de normas, valores, costumes, dades, conflitos, arte e explicações sobre a vida e sobre o mundo. Viver em sociedade é participar dessa produção. Ao fazê pessoas, dos grupos e das classes sociais. Por isso, a Sociologia tem u mos de ambas para explicar a existência da própria Sociologia. Mas qual é o campo de estudo específico da Sociologia? Para entender os elementos essenciais da vemos, os sociólogo pessoas agem e pensam desta forma e não de outra? malmente padroniz Por que existem a política e as relações de poder na sociedade? Por que existem movimentos sociais com interesses tão diversos? Esses mo revolucionários ou apenas reformadores elas estão presentes nos meios de comunic A Sociologia nos ajuda a entender melhor essas e outras questões que envolvem nosso cotidiano, sejam elas de caráter pessoal, grupal, sociedades. Mas o fundamental da Sociologia é nos fornecer conceitos e outras ferramentas para anal sar as questões sociais e individuais de um modo mais sistemático e consi Para Pierre Bourdieu, sociólogo francês contemporâneo, a Sociologia, quando se coloca numa p muito, porque, como outras ciências humanas, revela aspectos da sociedade que certos indivíduos ou gru Se esses indivíduos e grupos procuram impedir que d terminados atos e fenômenos sejam conhecidos do público, de alguma forma o esclarecimento de tais fatos pode perturbar seus interesses ou mesmo concepções, explicações e convi as preocupações da Sociologia é justamente fo mar indivíduos autônomos, que se tran independentes, capazes de analisar o noticiário, as novelas da televisão, os programas do dia entrevistas das autoridades, percebendo o que to e julgamento sobre os fatos, ou, ainda mais importante, que tenham a capacidade de fazer as próprias perguntas para alcançar um conhecimento mais preciso da sociedade à qual pe Todo conhecimento se desenvolve socialmente. Se quisermos conhecer e compreender como pe terminada época, precisamos saber em que meio social elas viveram, pois o pensamento de um período da história é criado pelos pondendo a situações históricas de seu tempo. Colégio Estadual Maria Benedita Velozo Prof.ª Karoline Rodrigues de Melo Disciplina: Sociologia O Estudo da Sociologia Por que estudar a sociedade em que vivemos? Não basta mente? A Sociologia serve para quê? Essas são perguntas que muitos fazem quando encontram essa disciplina na grade curricular. E as perguntas não param aí. Vamos procurar respondê O que se pode dizer, inicialmente, é que a Sociologia, assim como as demais ciências humanas (Hi tória, Ciência Política, Economia, Antropologia, etc.), tem como obj formações que ocorrem nas Através dos tempos, os seres humanos buscam suprir suas necessidades básicas mediante a prod ção não só de alimentos, abrigo e vestuário, mas também de normas, valores, costumes, dades, conflitos, arte e explicações sobre a vida e sobre o mundo. Viver em sociedade é participar dessa produção. Ao fazê pessoas, dos grupos e das classes sociais. Por isso, a Sociologia tem u mos de ambas para explicar a existência da própria Sociologia. Mas qual é o campo de estudo específico da Sociologia? Para entender os elementos essenciais da vemos, os sociólogos procuram dar respostas a questões como estas: pessoas agem e pensam desta forma e não de outra? malmente padronizada? Por que existe tanta desigualdade e desemprego em noss Por que existem a política e as relações de poder na sociedade? Por que existem movimentos sociais com interesses tão diversos? Esses mo dores? O que é cultura? Qual a relação entre cultura e ideologia? Como elas estão presentes nos meios de comunicação de massa? A Sociologia nos ajuda a entender melhor essas e outras questões que envolvem nosso cotidiano, sejam elas de caráter pessoal, grupal, ou, ainda, relativas à sociedade à qual pertencemos ou a todas as sociedades. Mas o fundamental da Sociologia é nos fornecer conceitos e outras ferramentas para anal sar as questões sociais e individuais de um modo mais sistemático e consi Para Pierre Bourdieu, sociólogo francês contemporâneo, a Sociologia, quando se coloca numa posição crítica, incomoda muito, porque, como outras ciências humanas, revela aspectos da sociedade que certos indivíduos ou grupos se emp Se esses indivíduos e grupos procuram impedir que d terminados atos e fenômenos sejam conhecidos do público, de alguma forma o esclarecimento de tais fatos pode perturbar seus interesses ou mesmo concepções, explicações e convi as preocupações da Sociologia é justamente fo mar indivíduos autônomos, que se transformem em pensadores sar o noticiário, as novelas da televisão, os programas do dia entrevistas das autoridades, percebendo o que to e julgamento sobre os fatos, ou, ainda mais importante, que tenham a capacidade de fazer as próprias perguntas para alcançar um conhecimento mais preciso da sociedade à qual pe A produção soc Todo conhecimento se desenvolve socialmente. Se quisermos conhecer e compreender como pe terminada época, precisamos saber em que meio social elas viveram, pois o pensamento de um período da história é criado pelos cas de seu tempo. Colégio Estadual Maria Benedita Velozo Karoline Rodrigues de Melo Disciplina: Sociologia – 1ª série do Ensino Médio O Estudo da Sociologia Por que estudar a sociedade em que vivemos? Não basta mente? A Sociologia serve para quê? Essas são perguntas que muitos fazem quando encontram essa disciplina na grade curricular. E as perguntas não param aí. Vamos procurar respondê O que se pode dizer, inicialmente, é que a Sociologia, assim como as demais ciências humanas (Hi tória, Ciência Política, Economia, Antropologia, etc.), tem como obj formações que ocorrem nas sociedades humanas e até indicar algumas pistas Através dos tempos, os seres humanos buscam suprir suas necessidades básicas mediante a prod ção não só de alimentos, abrigo e vestuário, mas também de normas, valores, costumes, dades, conflitos, arte e explicações sobre a vida e sobre o mundo. Viver em sociedade é participar dessa produção. Ao fazê pessoas, dos grupos e das classes sociais. Por isso, a Sociologia tem u mos de ambas para explicar a existência da própria Sociologia. Mas qual é o campo de estudo específico da Sociologia? Para entender os elementos essenciais da s procuram dar respostas a questões como estas: pessoas agem e pensam desta forma e não de outra? Por que nos relacionamos uns Por que existe tanta desigualdade e desemprego em noss Por que existem a política e as relações de poder na sociedade? Por que existem movimentos sociais com interesses tão diversos? Esses mo O que é cultura? Qual a relação entre cultura e ideologia? Como ção de massa? A Sociologia nos ajuda a entender melhor essas e outras questões que envolvem nosso cotidiano, ou, ainda, relativas à sociedade à qual pertencemos ou a todas as sociedades. Mas o fundamental da Sociologia é nos fornecer conceitos e outras ferramentas para anal sar as questões sociais e individuais de um modo mais sistemático e consi Para Pierre Bourdieu, sociólogo francês contemporâneo, a sição crítica, incomoda muito, porque, como outras ciências humanas, revela aspectos da pos se empenham Se esses indivíduos e grupos procuram impedir que d terminados atos e fenômenos sejam conhecidos do público, de alguma forma o esclarecimento de tais fatos pode perturbar seus interesses ou mesmo concepções, explicações e convicções. as preocupações da Sociologia é justamente fo formem em pensadores sar o noticiário, as novelas da televisão, os programas do dia se oculta nos discursos e formando o próprio pensame to e julgamento sobre os fatos, ou, ainda mais importante, que tenham a capacidade de fazer as próprias perguntas para alcançar um conhecimento mais preciso da sociedade à qual pe A produção social do conhecimento Todo conhecimento se desenvolve socialmente. Se quisermos conhecer e compreender como pe terminada época, precisamos saber em que meio social elas viveram, pois o pensamento de um período da história é criado pelos indivíduos em grupos ou classes, reagindo e re Colégio Estadual Maria Benedita Velozo Karoline Rodrigues de Melo 1ª série do Ensino Médio O Estudo da Sociologia Por que estudar a sociedade em que vivemos? Não basta vivê- mente? A Sociologia serve para quê? Essas são perguntas que muitos fazem quando encontram essa disciplina na grade curricular. E as perguntas não param aí. Vamos procurar respondê O que se pode dizer, inicialmente, é que a Sociologia, assim como as demais ciências humanas (Hi tória, Ciência Política, Economia, Antropologia, etc.), tem como obj sociedades humanas e até indicar algumas pistas Através dos tempos, os seres humanos buscam suprir suas necessidades básicas mediante a prod ção não só de alimentos, abrigo e vestuário, mas também de normas, valores, costumes, dades, conflitos, arte e explicações sobre a vida e sobre o mundo. Viver em sociedade é participar dessa produção. Ao fazê-lo, acabamos produzindo a história das pessoas, dos grupos e das classes sociais. Por isso, a Sociologia tem u mos de ambas para explicar a existência da própria Sociologia. Mas qual é o campo de estudo específico da Sociologia? Para entender os elementos essenciais da s procuram dar respostas a questões como estas: Por que nos relacionamos uns Por que existe tanta desigualdade e desemprego em noss Por que existem a política e as relações de poder na sociedade? Por que existem movimentos sociais com interesses tão diversos? Esses mo O que é cultura? Qual a relação entre cultura e ideologia? Como A Sociologia nos ajuda a entender melhor essas e outras questões que envolvem nosso cotidiano, ou, ainda, relativas à sociedade à qual pertencemos ou a todas as sociedades. Mas o fundamental da Sociologia é nos fornecer conceitos e outras ferramentas para anal sar as questões sociais e individuais de um modo mais sistemático e consi Para Pierre Bourdieu, sociólogo francês contemporâneo, a sição crítica, incomoda muito, porque, como outras ciências humanas, revela aspectos da nham em Se esses indivíduos e grupos procuram impedir que de- terminados atos e fenômenos sejam conhecidos do público, de alguma forma o esclarecimento de tais fatos pode perturbar seus ções. as preocupações da Sociologia é justamente for- formem em pensadores sar o noticiário, as novelas da televisão, os programas do dia se oculta nos discursos e formando o próprio pensame to e julgamento sobre os fatos, ou, ainda mais importante, que tenham a capacidade de fazer as próprias perguntas para alcançar um conhecimento mais preciso da sociedade à qual pe ial do conhecimento Todo conhecimento se desenvolve socialmente. Se quisermos conhecer e compreender como pe terminada época, precisamos saber em que meio social elas viveram, pois o indivíduos em grupos ou classes, reagindo e re Prof.ª Karoline Rodrigues de Melo Colégio Estadual Maria Benedita Velozo Karoline Rodrigues de Melo 1ª série do Ensino Médio -la? É possível conhecer a sociedade mente? A Sociologia serve para quê? Essas são perguntas que muitos fazem quando encontram essa disciplina na grade curricular. E as perguntas não param aí. Vamos procurar respondê O que se pode dizer, inicialmente, é que a Sociologia, assim como as demais ciências humanas (Hi tória, Ciência Política, Economia, Antropologia, etc.), tem como objetivo compreender e explicar as sociedades humanas e até indicar algumas pistas Através dos tempos, os seres humanos buscam suprir suas necessidades básicas mediante a prod ção não só de alimentos, abrigo e vestuário, mas também de normas, valores, costumes, dades, conflitos, arte e explicações sobre a vida e sobre o mundo. lo, acabamos produzindo a história das pessoas, dos grupos e das classes sociais. Por isso, a Sociologia tem uma estreita relação com a História. mos de ambas para explicar a existência da própria Sociologia. Mas qual é o campo de estudo específico da Sociologia? Para entender os elementos essenciais da s procuram dar respostas a questões como estas: Por que nos relacionamos uns Por que existe tanta desigualdade e desemprego em noss Por que existem a política e as relações de poder na sociedade? Quais são nossos direitos e o que Por que existem movimentos sociais com interesses tão diversos? Esses mo O que é cultura? Qual a relação entre cultura e ideologia? Como A Sociologia nos ajuda a entender melhor essas e outras questões que envolvem nosso cotidiano, ou, ainda, relativas à sociedade à qual pertencemos ou a todas as sociedades. Mas o fundamental da Sociologia é nos fornecer conceitos e outras ferramentas para anal sar as questões sociais e individuais de um modo mais sistemático e consistente, indo alé sar o noticiário, as novelas da televisão, os programas do dia se oculta nos discursos e formando o próprio pensame to e julgamento sobre os fatos, ou, ainda mais importante, que tenham a capacidade de fazer as próprias perguntas para alcançar um conhecimento mais preciso da sociedade à qual per ial do conhecimento Todo conhecimento se desenvolve socialmente. Se quisermos conhecer e compreender como pe terminada época, precisamos saber em que meio social elas viveram, pois o indivíduos em grupos ou classes, reagindo e re Prof.ª Karoline Rodrigues de Melo la? É possível conhecer a sociedade mente? A Sociologia serve para quê? Essas são perguntas que muitos fazem quando encontram essa disciplina na grade curricular. E as perguntas não param aí. Vamos procurar respondê O que se pode dizer, inicialmente, é que a Sociologia, assim como as demais ciências humanas (Hi tivo compreender e explicar as sociedades humanas e até indicar algumas pistas Através dos tempos, os seres humanos buscam suprir suas necessidades básicas mediante a prod ção não só de alimentos, abrigo e vestuário, mas também de normas, valores, costumes, lo, acabamos produzindo a história das ma estreita relação com a História. mos de ambas para explicar a existência da própria Sociologia. Mas qual é o campo de estudo específico da Sociologia? Para entender os elementos essenciais da s procuram dar respostas a questões como estas: Por que nos relacionamos uns com os outros de dete Por que existe tanta desigualdade e desemprego em noss Quais são nossos direitos e o que Por que existem movimentos sociais com interesses tão diversos? Esses mo O que é cultura? Qual a relação entre cultura e ideologia? Como A Sociologia nos ajuda a entender melhor essas e outras questões que envolvem nosso cotidiano, ou, ainda, relativas à sociedade à qual pertencemos ou a todas as sociedades. Mas o fundamental da Sociologia é nos fornecer conceitos e outras ferramentas para anal tente, indo alé sar o noticiário, as novelas da televisão, os programas do dia se oculta nos discursos e formando o próprio pensame to e julgamento sobre os fatos, ou, ainda mais importante, que tenham a capacidade de fazer as próprias rtencem. Todo conhecimento se desenvolve socialmente. Se quisermos conhecer e compreender como pe terminada época, precisamos saber em que meio social elas viveram, pois o indivíduos em grupos ou classes, reagindo e re Prof.ª Karoline Rodrigues de Melo la? É possível conhecer a sociedade mente? A Sociologia serve para quê? Essas são perguntas que muitos fazem quando encontram essa disciplina na grade curricular. E as perguntas não param aí. Vamos procurar respondê-las no deco O que se pode dizer, inicialmente, é que a Sociologia, assim como as demais ciências humanas (Hi tivo compreender e explicar as sociedades humanas e até indicar algumas pistas Através dos tempos, os seres humanos buscam suprir suas necessidades básicas mediante a prod ção não só de alimentos, abrigo e vestuário, mas também de normas, valores, costumes, propriedades, lo, acabamos produzindo a história das ma estreita relação com a História. Mas qual é o campo de estudo específico da Sociologia? Para entender os elementos essenciais da s procuram dar respostas a questões como estas: Por que as os outros de dete Por que existe tanta desigualdade e desemprego em noss Quais são nossos direitos e o que Por que existem movimentos sociais com interesses tão diversos? Esses movimentos são O que é cultura? Qual a relação entre cultura e ideologia? Como A Sociologia nos ajuda a entender melhor essas e outras questões que envolvem nosso cotidiano, ou, ainda, relativas à sociedade à qual pertencemos ou a todas as sociedades. Mas o fundamental da Sociologia é nos fornecer conceitos e outras ferramentas para anal tente, indo além do senso sar o noticiário, as novelas da televisão, os programas do dia-a-dia e as se oculta nos discursos e formando o próprio pensame to e julgamento sobre os fatos, ou, ainda mais importante, que tenham a capacidade de fazer as próprias Todo conhecimento se desenvolve socialmente. Se quisermos conhecer e compreender como pe terminada época, precisamos saber em que meio social elas viveram, pois o indivíduos em grupos ou classes, reagindo e re Prof.ª Karoline Rodrigues de Melo la? É possível conhecer a sociedade mente? A Sociologia serve para quê? Essas são perguntas que muitos fazem quando encontram las no decor- O que se pode dizer, inicialmente, é que a Sociologia, assim como as demais ciências humanas (His- tivo compreender e explicar as sociedades humanas e até indicar algumas pistas Através dos tempos, os seres humanos buscam suprir suas necessidades básicas mediante a produ- propriedades, lo, acabamos produzindo a história das ma estreita relação com a História. Mas qual é o campo de estudo específico da Sociologia? Para entender os elementos essenciais da Por que as os outros de deter- Por que existe tanta desigualdade e desemprego em nosso Quais são nossos direitos e o que vimentos são O que é cultura? Qual a relação entre cultura e ideologia? Como A Sociologia nos ajuda a entender melhor essas e outras questões que envolvem nosso cotidiano, ou, ainda, relativas à sociedade à qual pertencemos ou a todas as sociedades. Mas o fundamental da Sociologia é nos fornecer conceitos e outras ferramentas para anali- m do senso dia e as se oculta nos discursos e formando o próprio pensamen- to e julgamento sobre os fatos, ou, ainda mais importante, que tenham a capacidade de fazer as próprias Todo conhecimento se desenvolve socialmente. Se quisermos conhecer e compreender como pen- terminada época, precisamos saber em que meio social elas viveram, pois o indivíduos em grupos ou classes, reagindo e res- Prof.ª Karoline Rodrigues de Melo
  • 2. explicam a sociedade deste ou daquele ponto de vista, precisaremo sociedades se organiz questões que envolvem as relações sociais, as normas, os valores, os costumes, as tradições e a religios dade. Ou seja, de perm tente, o de explicação da realidade que justifiquem a necessidade de conservar a socied pessoas, entreta pertencem seja boa para elas e para os outros. Tais pessoas procuram explicar a realidade social dest cando os problemas dela e as pos mais igualdade entre os ind edade; aqueles que lutam para mudá campo político e econômico, há um conflito de formas de conhecimento nunca são radicalmente opostas; elas coincidem em alguns pontos e em outros não, e é isso que mantém aberta a possibil políticas do tempo em que se desenvo as transform do século XIX, decorrentes nais, que cidades, onde começavam a se dese mudança dese vida dos diferentes gr de trabalho, estruturando as normas e val menos religiosas, e estimulando o desenvolvime ideias contexto do que se chama de Revolução Industrial, impulsi por mov Revo por elas gerados, muitos pensadores escreveram e di sobre a constitu sobre as quais a Socio desenvolvimento da Sociologia concentravam Estados Unidos. ciólogos estão presentes não só nas universidades, mas também nos meios de comunicação, discutindo questões específicas ou ge mente do país de origem, dão cursos e conf têm seus livros traduz todo o terr seja pela atua massa. Assim, a S Se quisermos saber por que os indivíduos, grupos e classes pensam de de explicam a sociedade deste ou daquele ponto de vista, precisaremo sociedades se organiz questões que envolvem as relações sociais, as normas, os valores, os costumes, as tradições e a religios dade. Ou seja, de permitem certa estabilidade social. Na maioria das sociedades, há indivíduos e grupos que defendem a manu tente, o status quo, de explicação da realidade que justifiquem a necessidade de conservar a socied pessoas, entreta pertencem seja boa para elas e para os outros. Tais pessoas procuram explicar a realidade social dest cando os problemas dela e as pos mais igualdade entre os ind Aqueles que q edade; aqueles que lutam para mudá campo político e econômico, há um conflito de formas de conhecimento nunca são radicalmente opostas; elas coincidem em alguns pontos e em outros não, e é isso que mantém aberta a possibil A Sociologia é uma dessas formas de conhecimento, resultado das condiçõ políticas do tempo em que se desenvo as transformações que começaram a ocorrer no mundo ocidental entre o final do século XVIII e o início do século XIX, decorrentes Naquela época, a produção de alimentos e de objetos artes nais, que se concentrava no campo, passou a se deslocar para as cidades, onde começavam a se dese mudança desencadeou importantes trans vida dos diferentes gr de trabalho, estruturando as normas e val menos religiosas, e estimulando o desenvolvime ideias. Grandes tr contexto do que se chama de Revolução Industrial, impulsi por movimentos como o da Ind olução Francesa. Procurando entender essas transformações e mostrar cam por elas gerados, muitos pensadores escreveram e di sobre a constitu sobre as quais a Socio Entre o final do século XIX e início do século XX, os estudiosos que mais iriam influenciar o posterior desenvolvimento da Sociologia concentravam Estados Unidos. No decorrer do século XX, a Sociologia tornou ciólogos estão presentes não só nas universidades, mas também nos meios de comunicação, discutindo questões específicas ou ge mente do país de origem, dão cursos e conf têm seus livros traduz No Brasil, a Sociologia tem alcançado uma visibil todo o território nacional de institutos de pesquisa social ou cursos de graduação e de pós seja pela atuação de sociólogos em muitos órgãos públicos e privados ou nos meios de comunicação de ssa. Assim, a S Texto adaptado de: OLIVEIRA, Pérsio Santos de. Introdução à Soci Se quisermos saber por que os indivíduos, grupos e classes pensam de de explicam a sociedade deste ou daquele ponto de vista, precisaremo sociedades se organizaram e se organizam para suprir suas necessidades, relacionar questões que envolvem as relações sociais, as normas, os valores, os costumes, as tradições e a religios dade. Ou seja, deveremos entender como são criadas as instituições sociais, políticas e ec tem certa estabilidade social. Na maioria das sociedades, há indivíduos e grupos que defendem a manu status quo, porque este atende a de explicação da realidade que justifiquem a necessidade de conservar a socied pessoas, entretanto, que querem mudar a situação existente, pois não pensam que a sociedade à pertencem seja boa para elas e para os outros. Tais pessoas procuram explicar a realidade social dest cando os problemas dela e as pos mais igualdade entre os ind Aqueles que querem manter a situação existente normalmente são os que detêm o poder na soc edade; aqueles que lutam para mudá campo político e econômico, há um conflito de formas de conhecimento nunca são radicalmente opostas; elas coincidem em alguns pontos e em outros não, e é isso que mantém aberta a possibil A Sociologia é uma dessas formas de conhecimento, resultado das condiçõ políticas do tempo em que se desenvo ções que começaram a ocorrer no mundo ocidental entre o final do século XVIII e o início do século XIX, decorrentes Naquela época, a produção de alimentos e de objetos artes se concentrava no campo, passou a se deslocar para as cidades, onde começavam a se dese ncadeou importantes trans vida dos diferentes grupos sociais, afetando as relações familiares e de trabalho, estruturando as normas e val menos religiosas, e estimulando o desenvolvime . Grandes transform contexto do que se chama de Revolução Industrial, impulsi mentos como o da Ind lução Francesa. Procurando entender essas transformações e mostrar cam por elas gerados, muitos pensadores escreveram e di sobre a constituição da nova sociedade, que estava vivendo tantas incertezas. Criaram sobre as quais a Sociologia viria a se desenvolver como uma ciê Entre o final do século XIX e início do século XX, os estudiosos que mais iriam influenciar o posterior desenvolvimento da Sociologia concentravam Estados Unidos. No decorrer do século XX, a Sociologia tornou ciólogos estão presentes não só nas universidades, mas também nos meios de comunicação, discutindo questões específicas ou ge mente do país de origem, dão cursos e conf têm seus livros traduzidos em muitos idiomas. No Brasil, a Sociologia tem alcançado uma visibil tório nacional de institutos de pesquisa social ou cursos de graduação e de pós ção de sociólogos em muitos órgãos públicos e privados ou nos meios de comunicação de ssa. Assim, a Sociologia e os sociólogos estão presentes no cotidiano do país. Texto adaptado de: OLIVEIRA, Pérsio Santos de. Introdução à Soci Se quisermos saber por que os indivíduos, grupos e classes pensam de de explicam a sociedade deste ou daquele ponto de vista, precisaremo ram e se organizam para suprir suas necessidades, relacionar questões que envolvem as relações sociais, as normas, os valores, os costumes, as tradições e a religios veremos entender como são criadas as instituições sociais, políticas e ec tem certa estabilidade social. Na maioria das sociedades, há indivíduos e grupos que defendem a manu que este atende a de explicação da realidade que justifiquem a necessidade de conservar a socied to, que querem mudar a situação existente, pois não pensam que a sociedade à pertencem seja boa para elas e para os outros. Tais pessoas procuram explicar a realidade social dest cando os problemas dela e as possibilidades de mudança para uma forma de organização que assegure mais igualdade entre os indivíduos. uerem manter a situação existente normalmente são os que detêm o poder na soc edade; aqueles que lutam para mudá campo político e econômico, há um conflito de formas de conhecimento nunca são radicalmente opostas; elas coincidem em alguns pontos e em outros não, e é isso que mantém aberta a possibil A Sociologia é uma dessas formas de conhecimento, resultado das condiçõ políticas do tempo em que se desenvo ções que começaram a ocorrer no mundo ocidental entre o final do século XVIII e o início do século XIX, decorrentes da emergência e do desenvolvimento da soci Naquela época, a produção de alimentos e de objetos artes se concentrava no campo, passou a se deslocar para as cidades, onde começavam a se dese ncadeou importantes trans pos sociais, afetando as relações familiares e de trabalho, estruturando as normas e val menos religiosas, e estimulando o desenvolvime formações políticas também ocorreram, no contexto do que se chama de Revolução Industrial, impulsi mentos como o da Independên Procurando entender essas transformações e mostrar cam por elas gerados, muitos pensadores escreveram e di ção da nova sociedade, que estava vivendo tantas incertezas. Criaram logia viria a se desenvolver como uma ciê Entre o final do século XIX e início do século XX, os estudiosos que mais iriam influenciar o posterior desenvolvimento da Sociologia concentravam No decorrer do século XX, a Sociologia tornou ciólogos estão presentes não só nas universidades, mas também nos meios de comunicação, discutindo questões específicas ou gerais que envol mente do país de origem, dão cursos e conf dos em muitos idiomas. No Brasil, a Sociologia tem alcançado uma visibil tório nacional de institutos de pesquisa social ou cursos de graduação e de pós ção de sociólogos em muitos órgãos públicos e privados ou nos meios de comunicação de ciologia e os sociólogos estão presentes no cotidiano do país. Texto adaptado de: OLIVEIRA, Pérsio Santos de. Introdução à Soci Se quisermos saber por que os indivíduos, grupos e classes pensam de de explicam a sociedade deste ou daquele ponto de vista, precisaremo ram e se organizam para suprir suas necessidades, relacionar questões que envolvem as relações sociais, as normas, os valores, os costumes, as tradições e a religios veremos entender como são criadas as instituições sociais, políticas e ec Na maioria das sociedades, há indivíduos e grupos que defendem a manu que este atende a seus interesses. Assim, procuram apoiar e desenvolver formas de explicação da realidade que justifiquem a necessidade de conservar a socied to, que querem mudar a situação existente, pois não pensam que a sociedade à pertencem seja boa para elas e para os outros. Tais pessoas procuram explicar a realidade social dest sibilidades de mudança para uma forma de organização que assegure uerem manter a situação existente normalmente são os que detêm o poder na soc edade; aqueles que lutam para mudá-la são os que estão em situação subalterna. Além do conflito no campo político e econômico, há um conflito de formas de conhecimento nunca são radicalmente opostas; elas coincidem em alguns pontos e em outros não, e é isso que mantém aberta a possibilidade de diálogo. A Sociologia é uma dessas formas de conhecimento, resultado das condiçõ políticas do tempo em que se desenvolveu. Ela nasceu em resposta à necessidade de explicar e entender ções que começaram a ocorrer no mundo ocidental entre o final do século XVIII e o início da emergência e do desenvolvimento da soci Naquela época, a produção de alimentos e de objetos artes se concentrava no campo, passou a se deslocar para as cidades, onde começavam a se desenvolver as indústrias. Essa ncadeou importantes transformações no modo de pos sociais, afetando as relações familiares e de trabalho, estruturando as normas e valores em novas bases, menos religiosas, e estimulando o desenvolvime ções políticas também ocorreram, no contexto do que se chama de Revolução Industrial, impulsi pendência dos Estados Unidos e a Procurando entender essas transformações e mostrar cam por elas gerados, muitos pensadores escreveram e di ção da nova sociedade, que estava vivendo tantas incertezas. Criaram logia viria a se desenvolver como uma ciê Entre o final do século XIX e início do século XX, os estudiosos que mais iriam influenciar o posterior desenvolvimento da Sociologia concentravam-se fundamenta No decorrer do século XX, a Sociologia tornou ciólogos estão presentes não só nas universidades, mas também nos meios de comunicação, discutindo rais que envolvem a vida em sociedade. Os mais destacados, i mente do país de origem, dão cursos e conferências em centros universitários de todos os continentes e dos em muitos idiomas. No Brasil, a Sociologia tem alcançado uma visibil tório nacional de institutos de pesquisa social ou cursos de graduação e de pós ção de sociólogos em muitos órgãos públicos e privados ou nos meios de comunicação de ciologia e os sociólogos estão presentes no cotidiano do país. Texto adaptado de: OLIVEIRA, Pérsio Santos de. Introdução à Soci Se quisermos saber por que os indivíduos, grupos e classes pensam de de explicam a sociedade deste ou daquele ponto de vista, precisaremo ram e se organizam para suprir suas necessidades, relacionar questões que envolvem as relações sociais, as normas, os valores, os costumes, as tradições e a religios veremos entender como são criadas as instituições sociais, políticas e ec Na maioria das sociedades, há indivíduos e grupos que defendem a manu seus interesses. Assim, procuram apoiar e desenvolver formas de explicação da realidade que justifiquem a necessidade de conservar a socied to, que querem mudar a situação existente, pois não pensam que a sociedade à pertencem seja boa para elas e para os outros. Tais pessoas procuram explicar a realidade social dest sibilidades de mudança para uma forma de organização que assegure uerem manter a situação existente normalmente são os que detêm o poder na soc la são os que estão em situação subalterna. Além do conflito no campo político e econômico, há um conflito de ideias entre os diferentes grupos formas de conhecimento nunca são radicalmente opostas; elas coincidem em alguns pontos e em outros dade de diálogo. A Sociologia é uma dessas formas de conhecimento, resultado das condiçõ veu. Ela nasceu em resposta à necessidade de explicar e entender ções que começaram a ocorrer no mundo ocidental entre o final do século XVIII e o início da emergência e do desenvolvimento da soci Naquela época, a produção de alimentos e de objetos artes se concentrava no campo, passou a se deslocar para as volver as indústrias. Essa formações no modo de pos sociais, afetando as relações familiares e res em novas bases, menos religiosas, e estimulando o desenvolvimento de novas ções políticas também ocorreram, no contexto do que se chama de Revolução Industrial, impulsi cia dos Estados Unidos e a Procurando entender essas transformações e mostrar cam por elas gerados, muitos pensadores escreveram e divulgaram suas teorias sobre a sociedade anterior e ção da nova sociedade, que estava vivendo tantas incertezas. Criaram logia viria a se desenvolver como uma ciê Entre o final do século XIX e início do século XX, os estudiosos que mais iriam influenciar o posterior se fundamenta No decorrer do século XX, a Sociologia tornou-se uma disciplina mundial ciólogos estão presentes não só nas universidades, mas também nos meios de comunicação, discutindo vem a vida em sociedade. Os mais destacados, i rências em centros universitários de todos os continentes e No Brasil, a Sociologia tem alcançado uma visibilidade muito grande, seja por causa da presença em tório nacional de institutos de pesquisa social ou cursos de graduação e de pós ção de sociólogos em muitos órgãos públicos e privados ou nos meios de comunicação de ciologia e os sociólogos estão presentes no cotidiano do país. Texto adaptado de: OLIVEIRA, Pérsio Santos de. Introdução à Soci Se quisermos saber por que os indivíduos, grupos e classes pensam de de explicam a sociedade deste ou daquele ponto de vista, precisaremos entender como os membros dessas ram e se organizam para suprir suas necessidades, relacionar questões que envolvem as relações sociais, as normas, os valores, os costumes, as tradições e a religios veremos entender como são criadas as instituições sociais, políticas e ec Na maioria das sociedades, há indivíduos e grupos que defendem a manu seus interesses. Assim, procuram apoiar e desenvolver formas de explicação da realidade que justifiquem a necessidade de conservar a socied to, que querem mudar a situação existente, pois não pensam que a sociedade à pertencem seja boa para elas e para os outros. Tais pessoas procuram explicar a realidade social dest sibilidades de mudança para uma forma de organização que assegure uerem manter a situação existente normalmente são os que detêm o poder na soc la são os que estão em situação subalterna. Além do conflito no entre os diferentes grupos formas de conhecimento nunca são radicalmente opostas; elas coincidem em alguns pontos e em outros dade de diálogo. A Sociologia é uma dessas formas de conhecimento, resultado das condiçõ veu. Ela nasceu em resposta à necessidade de explicar e entender ções que começaram a ocorrer no mundo ocidental entre o final do século XVIII e o início da emergência e do desenvolvimento da soci Naquela época, a produção de alimentos e de objetos artesa- se concentrava no campo, passou a se deslocar para as volver as indústrias. Essa formações no modo de pos sociais, afetando as relações familiares e res em novas bases, to de novas ções políticas também ocorreram, no contexto do que se chama de Revolução Industrial, impulsionadas cia dos Estados Unidos e a Procurando entender essas transformações e mostrar caminhos para vulgaram suas teorias sobre a sociedade anterior e ção da nova sociedade, que estava vivendo tantas incertezas. Criaram logia viria a se desenvolver como uma ciência específica. Entre o final do século XIX e início do século XX, os estudiosos que mais iriam influenciar o posterior se fundamentalmente em três países: França, Alemanh se uma disciplina mundial ciólogos estão presentes não só nas universidades, mas também nos meios de comunicação, discutindo vem a vida em sociedade. Os mais destacados, i rências em centros universitários de todos os continentes e de muito grande, seja por causa da presença em tório nacional de institutos de pesquisa social ou cursos de graduação e de pós ção de sociólogos em muitos órgãos públicos e privados ou nos meios de comunicação de ciologia e os sociólogos estão presentes no cotidiano do país. Texto adaptado de: OLIVEIRA, Pérsio Santos de. Introdução à Soci Prof.ª Karoline Rodrigues de Melo Se quisermos saber por que os indivíduos, grupos e classes pensam de determinada forma, por que s entender como os membros dessas ram e se organizam para suprir suas necessidades, relacionar questões que envolvem as relações sociais, as normas, os valores, os costumes, as tradições e a religios veremos entender como são criadas as instituições sociais, políticas e ec Na maioria das sociedades, há indivíduos e grupos que defendem a manu seus interesses. Assim, procuram apoiar e desenvolver formas de explicação da realidade que justifiquem a necessidade de conservar a socied to, que querem mudar a situação existente, pois não pensam que a sociedade à pertencem seja boa para elas e para os outros. Tais pessoas procuram explicar a realidade social dest sibilidades de mudança para uma forma de organização que assegure uerem manter a situação existente normalmente são os que detêm o poder na soc la são os que estão em situação subalterna. Além do conflito no entre os diferentes grupos formas de conhecimento nunca são radicalmente opostas; elas coincidem em alguns pontos e em outros A Sociologia é uma dessas formas de conhecimento, resultado das condiçõ veu. Ela nasceu em resposta à necessidade de explicar e entender ções que começaram a ocorrer no mundo ocidental entre o final do século XVIII e o início da emergência e do desenvolvimento da sociedade capitalista. nhos para a resolução dos problemas vulgaram suas teorias sobre a sociedade anterior e ção da nova sociedade, que estava vivendo tantas incertezas. Criaram cia específica. Entre o final do século XIX e início do século XX, os estudiosos que mais iriam influenciar o posterior mente em três países: França, Alemanh se uma disciplina mundialmente reconhecida. Os s ciólogos estão presentes não só nas universidades, mas também nos meios de comunicação, discutindo vem a vida em sociedade. Os mais destacados, i rências em centros universitários de todos os continentes e de muito grande, seja por causa da presença em tório nacional de institutos de pesquisa social ou cursos de graduação e de pós ção de sociólogos em muitos órgãos públicos e privados ou nos meios de comunicação de ciologia e os sociólogos estão presentes no cotidiano do país. Texto adaptado de: OLIVEIRA, Pérsio Santos de. Introdução à Sociologia. São Paulo: Ed. Ática, 2010. p. 07. Prof.ª Karoline Rodrigues de Melo terminada forma, por que s entender como os membros dessas ram e se organizam para suprir suas necessidades, relacionar-se e discutir as questões que envolvem as relações sociais, as normas, os valores, os costumes, as tradições e a religios veremos entender como são criadas as instituições sociais, políticas e ec Na maioria das sociedades, há indivíduos e grupos que defendem a manutenção da situação exi seus interesses. Assim, procuram apoiar e desenvolver formas de explicação da realidade que justifiquem a necessidade de conservar a sociedade tal como está. Há to, que querem mudar a situação existente, pois não pensam que a sociedade à pertencem seja boa para elas e para os outros. Tais pessoas procuram explicar a realidade social dest sibilidades de mudança para uma forma de organização que assegure uerem manter a situação existente normalmente são os que detêm o poder na soc la são os que estão em situação subalterna. Além do conflito no entre os diferentes grupos sociais. Mas as formas de conhecimento nunca são radicalmente opostas; elas coincidem em alguns pontos e em outros A Sociologia é uma dessas formas de conhecimento, resultado das condições sociais, econômicas e veu. Ela nasceu em resposta à necessidade de explicar e entender ções que começaram a ocorrer no mundo ocidental entre o final do século XVIII e o início dade capitalista. a resolução dos problemas vulgaram suas teorias sobre a sociedade anterior e ção da nova sociedade, que estava vivendo tantas incertezas. Criaram-se assim as bases Entre o final do século XIX e início do século XX, os estudiosos que mais iriam influenciar o posterior mente em três países: França, Alemanh mente reconhecida. Os s ciólogos estão presentes não só nas universidades, mas também nos meios de comunicação, discutindo vem a vida em sociedade. Os mais destacados, i rências em centros universitários de todos os continentes e de muito grande, seja por causa da presença em tório nacional de institutos de pesquisa social ou cursos de graduação e de pós ção de sociólogos em muitos órgãos públicos e privados ou nos meios de comunicação de ciologia e os sociólogos estão presentes no cotidiano do país. logia. São Paulo: Ed. Ática, 2010. p. 07. Prof.ª Karoline Rodrigues de Melo terminada forma, por que s entender como os membros dessas se e discutir as questões que envolvem as relações sociais, as normas, os valores, os costumes, as tradições e a religios veremos entender como são criadas as instituições sociais, políticas e econômicas que tenção da situação exi seus interesses. Assim, procuram apoiar e desenvolver formas de tal como está. Há to, que querem mudar a situação existente, pois não pensam que a sociedade à pertencem seja boa para elas e para os outros. Tais pessoas procuram explicar a realidade social dest sibilidades de mudança para uma forma de organização que assegure uerem manter a situação existente normalmente são os que detêm o poder na soc la são os que estão em situação subalterna. Além do conflito no sociais. Mas as ideias formas de conhecimento nunca são radicalmente opostas; elas coincidem em alguns pontos e em outros es sociais, econômicas e veu. Ela nasceu em resposta à necessidade de explicar e entender ções que começaram a ocorrer no mundo ocidental entre o final do século XVIII e o início a resolução dos problemas vulgaram suas teorias sobre a sociedade anterior e se assim as bases Entre o final do século XIX e início do século XX, os estudiosos que mais iriam influenciar o posterior mente em três países: França, Alemanh mente reconhecida. Os s ciólogos estão presentes não só nas universidades, mas também nos meios de comunicação, discutindo vem a vida em sociedade. Os mais destacados, independente rências em centros universitários de todos os continentes e de muito grande, seja por causa da presença em tório nacional de institutos de pesquisa social ou cursos de graduação e de pós-graduação, ção de sociólogos em muitos órgãos públicos e privados ou nos meios de comunicação de logia. São Paulo: Ed. Ática, 2010. p. 07. Prof.ª Karoline Rodrigues de Melo terminada forma, por que s entender como os membros dessas se e discutir as questões que envolvem as relações sociais, as normas, os valores, os costumes, as tradições e a religiosi- nômicas que tenção da situação exis- seus interesses. Assim, procuram apoiar e desenvolver formas de tal como está. Há to, que querem mudar a situação existente, pois não pensam que a sociedade à qual pertencem seja boa para elas e para os outros. Tais pessoas procuram explicar a realidade social desta- sibilidades de mudança para uma forma de organização que assegure uerem manter a situação existente normalmente são os que detêm o poder na soci- la são os que estão em situação subalterna. Além do conflito no ideias e formas de conhecimento nunca são radicalmente opostas; elas coincidem em alguns pontos e em outros es sociais, econômicas e veu. Ela nasceu em resposta à necessidade de explicar e entender ções que começaram a ocorrer no mundo ocidental entre o final do século XVIII e o início a resolução dos problemas vulgaram suas teorias sobre a sociedade anterior e se assim as bases Entre o final do século XIX e início do século XX, os estudiosos que mais iriam influenciar o posterior mente em três países: França, Alemanha e mente reconhecida. Os so- ciólogos estão presentes não só nas universidades, mas também nos meios de comunicação, discutindo dependente- rências em centros universitários de todos os continentes e de muito grande, seja por causa da presença em graduação, ção de sociólogos em muitos órgãos públicos e privados ou nos meios de comunicação de logia. São Paulo: Ed. Ática, 2010. p. 07. Prof.ª Karoline Rodrigues de Melo