SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 29
Baixar para ler offline
História da TV e Comunicação Digital

Professor: Júlio Rocha
Disciplina: Rádio e TV 2
4º Período de Publicidade e Propaganda
Outubro de 2013
Fases de desenvolvimento da TV no Brasil
Elitista – anos 50: televisor como luxo / teleteatro.
Populista – anos 60: programas de auditório e MPB.
Modernização – anos 70: padrão de qualidade.
Transição democrática – anos 80: popularização e narrativas juvenis.
TV em divergência – anos 90: pré-digitalização.
TV em convergência – anos 00: reality shows e transmídias.
Antecedentes: imaginação televisual
 Anúncios publicitários: rádio + cinema – para consumo coletivo
Utopia, futurismo e irrealidade
Fase 1: Estreia da TV Tupi
 Empreendedorismo e improvisos, desde 1946 – Chateaubriand.
 (18/setembro/1950) Hino da TV, discursos, publicidade, TV na Taba (Lima
Duarte, Mazzaropi, Hebe Camargo e Ivon Curi e outros). Sem programação
para o dia seguinte.
Anunciantes
 Importância na viabilização da TV
Assistir em grupo: eventos públicos
Anos 50: teleteatro
 Nomes do rádio: Walter Foster e Cassiano Gabus Mendes.
 E do teatro: Madalena Nicol, Procópio Ferreira, Maria Della Costa, Ziembinsky,
Cacilda Becker, Sérgio Britto, Paulo Autran, Fernanda Montenegro
 Primeiro programa: A vida por um fio (1950). Direção: CGM e Demerval Costa
Lima. Com Lima Duarte, Walter Foster e Lia de Aguiar, entre outros.
Anos 50: teleteatro
 Formato ao vivo e unitário (sem divisões em capítulos).
 Adaptações de clássicos: Shakespeare, Goethe,
Dostoiévski, Lorca, Nelson Rodrigues, Pirandello (TV de
Vanguarda, programa da Tupi).
Anos 50: telenovelas

 Primeira: Sua vida me pertence (1951), de
Walter Foster, com Vida Alves e o próprio.
Primeiro beijo na TV.
 Até 1963:
 Exibições 2 a 3 dias/semana, com uma
média de 20 capítulos.
 Poucos personagens: 6 a 10
 Sem horários reservados.
 O final de cada capítulo já incluía gancho
com suspense.
 Inspiração nas radionovelas – tradição
folhetinesca.
Anos 50: seriados
 Alô Doçura – 1954: visto como versão brasileira
de I Love Lucy. Com o casal John Hebert e Eva
Wilma.
 Vigilante Rodoviário: TV Tupi (1961-62), em
película.
Anos 60: programação para a família
 Faixas de programação de acordo com a
rotina da casa.
 Horários diários reservados a categorias de
programas.
 Domingo com programação especial.
 Fórmula da TV Globo: novelas intercaladas
por telejornal.
Anos 60: do público à audiência popular

 Tradição no rádio (modelo de produção
e estética).
 Cinema como inspiração audiovisual.
 IBOPE e patrocinadores.
Anos 60: MPB e Jovem Guarda
 TV Record: Fino da Bossa (maio de 1965) e Jovem Guarda (setembro de 1965).
Anos 60: era dos festivais
 Canais: Record, Excelsior, TV Rio, Globo.
 Consolidação da indústria cultural (fonográfica) no Brasil.
Anos 60: programas de auditório






Flavio Cavalcanti (TV Rio, Tupi, Excelsior).
Chacrihna (TV Rio, Excelsior, Bandeirantes, Globo...).
Programa Silvio Santos (TV Globo, 1968-76).
O Homem do Sapato Branco (TV Globo, 1968-69).
Dercy Popular (66-67) e Dercy de Verdade (67-70) – TV Globo.
Anos 70: modernização
 Censura do regime militar.
 Novos programas: tecnologia + linguagem:
Jornal Nacional (1969, o primeiro em rede
nacional).
 Novelas,
Casos
Especiais,
Globo-Shell
Especial, Vila Sésamo, Amaral Neto – O
Repórter.
 Substituição dos apresentadores populares.
 Fantástico, 1973: jornalismo e entretenimento.
 Globo Repórter, 1973 (Eduardo Coutinho, João
Batista de Andrade, Walter Lima Júnior e outros
cinemanovistas).
 1973: padrão (Globo) de qualidade (primazia
do videoteipe).
Anos 70: modernização na teledramaturgia
 Novos autores: Dias Gomes, Oduvaldo Vianna Filho, Janet Clair, Bráulio
Pedroso.
 Substituição parcial do folhetinesco pelas produções originais focadas no
universo urbano.
 Realismo: “qualquer semelhança com pessoas vivas ou mortas ou fatos
acontecidos terá sido mera coincidência”.
 Beto Rockfeller (Tupi, 68-69) e Véu de Noiva (Globo, 69).
Anos 70: modernização na teledramaturgia
 Janet Clair – Irmãos Coragem (1970): a primeira a contar com cidade
cenográfica. Selva de Pedra (1972) – pico de audiência.
Anos 70: modernização na teledramaturgia






Estilos diferentes para cada horário:
18h – adaptação de obras literárias – Escrava Isaura (1976).
19h - temas leves, cômicos e contemporâneos – Estúpido Cúpido.
20h – grandes temas e romantismo – Pecado Capital (1975).
22h – produções experimentais – Bem Amado (1973) e Saramandaia (1976) –
burlesco, satírico e grotesco.
Anos 70: Glauber Rocha no Abertura
 1979: câmera ágil, temas antes proibidos, favelados e retirantes ao lado de
políticos.
 Inspiração para produtores de vídeo dos anos 80.
 Interatividade, diálogo com meios impressos, desconstrução.
 Nacionalismo, antropofagia, Tropicalismo.
Anos 80: transição democrática





SBT, 1981: o moderno e o popular.
Origem no Programa Silvio Santos dos anos 60.
Necessidade de rede para o Baú da Felicidade.
Jogos e competições: Domingo no Parque e Qual é a Música?.
Anos 80: transição democrática





Modernização do popular: o brega.
Crises inicias: exibição de enlatados.
Silvio Santos, Viva a Noite, Bozo.
1986: nova programação – Hebe e A Praça é Nossa.
Anos 80: a volta do mundo cão





O Povo na TV.
Aqui e Agora.
Novelas mexicanas:
Carrossel (1991-92).
Anos 80: programação juvenil






Armação Ilimitada (1985), Globo.
Fábrica do Som (1983), TV Cultura.
TV Mix (1988), TV Gazeta.
TV Pirata (1988), Globo.
Que Rei Sou Eu? (89) e Guerra dos Sexos (83).
Anos 90: TV em divergência
 Segmentação, canais pagos, videocassete e primeiras experiências de
interatividade.
 Popularização e produções mexicanas no SBT.
 Qualidade na Manchete: Pantanal.
 Globo ameaçada: Linha Direta e Você Decide.
Anos 2000: TV em convergência
 Início da digitalização.
 Programação segue em sites, blogs, redes sociais e celulares – transmídia.
 Reality Shows.
Anos 2000: TV em convergência
Cinema e TV em associação.
DOC TV – TV Pública.
Guel Arraes – TV Globo.
Novelas na TV e na web.
Referências
M
 ATTOS, Sérgio. História da televisão brasileira: uma visão econômica, social e política.
2a ed. Petrópolis: Editora Vozes, 2002.
R
IBEIRO, Ana Paula Goulart; SACRAMENTO, Igor; ROXO, Marco (org.). História da
televisão no Brasil: do início aos dias de hoje. São Paulo: Editora Contexto, 2010.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Introdução ao Audiovisual
Introdução ao Audiovisual Introdução ao Audiovisual
Introdução ao Audiovisual Vinícius Souza
 
O radio no mundo
O radio no mundo O radio no mundo
O radio no mundo Cláudia
 
A era de ouro das rádios no brasil
A era de ouro das rádios no brasilA era de ouro das rádios no brasil
A era de ouro das rádios no brasilTATE9
 
Radiojornalismo
RadiojornalismoRadiojornalismo
RadiojornalismoKaren Sica
 
História da televisão, para apresentação
História da televisão, para apresentaçãoHistória da televisão, para apresentação
História da televisão, para apresentaçãoblogtic3
 
Meios De ComunicaçãO
Meios De ComunicaçãOMeios De ComunicaçãO
Meios De ComunicaçãOjaninedepine
 
Laboratório de Comunicação Popular - Aula 1
Laboratório de Comunicação Popular - Aula 1Laboratório de Comunicação Popular - Aula 1
Laboratório de Comunicação Popular - Aula 1Diedro Barros
 
A historia da televisão
A historia da televisãoA historia da televisão
A historia da televisãoJacket25
 
As origens da Televisão
As origens da TelevisãoAs origens da Televisão
As origens da TelevisãoCarlos Vieira
 
Redação para rádio
Redação para rádio Redação para rádio
Redação para rádio Cláudia
 
_Revolução Francesa - Aula1
_Revolução Francesa - Aula1_Revolução Francesa - Aula1
_Revolução Francesa - Aula1Lela Leite
 
Era Vargas – 1937-1945 – O Estado Novo
Era Vargas – 1937-1945 – O Estado Novo Era Vargas – 1937-1945 – O Estado Novo
Era Vargas – 1937-1945 – O Estado Novo Valéria Shoujofan
 
História da TV no mundo
História da TV no mundoHistória da TV no mundo
História da TV no mundoDaniel Hora
 
A Era Vargas (1930 1945)-aulão
A Era Vargas (1930 1945)-aulãoA Era Vargas (1930 1945)-aulão
A Era Vargas (1930 1945)-aulãoRodrigo Luiz
 

Mais procurados (20)

A radio
A radioA radio
A radio
 
Introdução ao Audiovisual
Introdução ao Audiovisual Introdução ao Audiovisual
Introdução ao Audiovisual
 
O radio no mundo
O radio no mundo O radio no mundo
O radio no mundo
 
A era de ouro das rádios no brasil
A era de ouro das rádios no brasilA era de ouro das rádios no brasil
A era de ouro das rádios no brasil
 
Radiojornalismo
RadiojornalismoRadiojornalismo
Radiojornalismo
 
História da televisão, para apresentação
História da televisão, para apresentaçãoHistória da televisão, para apresentação
História da televisão, para apresentação
 
Meios De ComunicaçãO
Meios De ComunicaçãOMeios De ComunicaçãO
Meios De ComunicaçãO
 
A era do rádio
A era do rádioA era do rádio
A era do rádio
 
Laboratório de Comunicação Popular - Aula 1
Laboratório de Comunicação Popular - Aula 1Laboratório de Comunicação Popular - Aula 1
Laboratório de Comunicação Popular - Aula 1
 
Televisão
TelevisãoTelevisão
Televisão
 
A historia da televisão
A historia da televisãoA historia da televisão
A historia da televisão
 
Radio, tv e cinema
Radio, tv e cinemaRadio, tv e cinema
Radio, tv e cinema
 
As origens da Televisão
As origens da TelevisãoAs origens da Televisão
As origens da Televisão
 
Redação para rádio
Redação para rádio Redação para rádio
Redação para rádio
 
Segunda guerra mundial
Segunda guerra mundialSegunda guerra mundial
Segunda guerra mundial
 
_Revolução Francesa - Aula1
_Revolução Francesa - Aula1_Revolução Francesa - Aula1
_Revolução Francesa - Aula1
 
O Radiojornalismo (Conceito, Definições e Ferramentas)
O Radiojornalismo (Conceito, Definições e Ferramentas)O Radiojornalismo (Conceito, Definições e Ferramentas)
O Radiojornalismo (Conceito, Definições e Ferramentas)
 
Era Vargas – 1937-1945 – O Estado Novo
Era Vargas – 1937-1945 – O Estado Novo Era Vargas – 1937-1945 – O Estado Novo
Era Vargas – 1937-1945 – O Estado Novo
 
História da TV no mundo
História da TV no mundoHistória da TV no mundo
História da TV no mundo
 
A Era Vargas (1930 1945)-aulão
A Era Vargas (1930 1945)-aulãoA Era Vargas (1930 1945)-aulão
A Era Vargas (1930 1945)-aulão
 

Destaque

Teoria da comunicação generos e formatos atualizado
Teoria da comunicação   generos e formatos atualizadoTeoria da comunicação   generos e formatos atualizado
Teoria da comunicação generos e formatos atualizadoAnselmo Brandi
 
Era dos festivais (slides)
Era dos festivais (slides)Era dos festivais (slides)
Era dos festivais (slides)lirgpg
 
24.mpb 1965-1969 jovemguarda
24.mpb 1965-1969 jovemguarda24.mpb 1965-1969 jovemguarda
24.mpb 1965-1969 jovemguardaClaudio Sant Ana
 
Sociedade Do Espetaculo
Sociedade Do EspetaculoSociedade Do Espetaculo
Sociedade Do EspetaculoUNIP
 
Apresentação TV Digital - História, Fundamentos e Visão Social
Apresentação TV Digital - História, Fundamentos e Visão SocialApresentação TV Digital - História, Fundamentos e Visão Social
Apresentação TV Digital - História, Fundamentos e Visão SocialMaria Emília Pereira
 
Das telenovelas aos reality shows
Das telenovelas aos reality showsDas telenovelas aos reality shows
Das telenovelas aos reality showsDaniel Hora
 
Tv Digital O Que Voce Precisa Saber
Tv Digital O Que Voce Precisa SaberTv Digital O Que Voce Precisa Saber
Tv Digital O Que Voce Precisa SaberGilberto Sudre
 
Marco Civil da Internet
Marco Civil da Internet Marco Civil da Internet
Marco Civil da Internet Diego Souza
 
Briefing SBT 2015-01
Briefing SBT 2015-01Briefing SBT 2015-01
Briefing SBT 2015-01pablonaba
 
A princesa ervilha
A princesa ervilhaA princesa ervilha
A princesa ervilhalabneusa
 
Sociedade do espetaculo
Sociedade do espetaculoSociedade do espetaculo
Sociedade do espetaculoCarla Ferreira
 
Android - Programação para dispositivos móveis (Aula 2)
Android - Programação para dispositivos móveis (Aula 2)Android - Programação para dispositivos móveis (Aula 2)
Android - Programação para dispositivos móveis (Aula 2)Ricardo Longa
 
TEORIA DA COMUNICAÇÃO - AULA 02 (1º PERÍODO)
TEORIA DA COMUNICAÇÃO - AULA 02 (1º PERÍODO)TEORIA DA COMUNICAÇÃO - AULA 02 (1º PERÍODO)
TEORIA DA COMUNICAÇÃO - AULA 02 (1º PERÍODO)Kleiton Renzo
 
Mídia e Poder na Sociedade espetáculo- Guy Dèbord
Mídia e Poder na Sociedade espetáculo- Guy DèbordMídia e Poder na Sociedade espetáculo- Guy Dèbord
Mídia e Poder na Sociedade espetáculo- Guy DèbordLucio Braga
 

Destaque (20)

Teoria da comunicação generos e formatos atualizado
Teoria da comunicação   generos e formatos atualizadoTeoria da comunicação   generos e formatos atualizado
Teoria da comunicação generos e formatos atualizado
 
Era dos festivais (slides)
Era dos festivais (slides)Era dos festivais (slides)
Era dos festivais (slides)
 
Jovem guarda
Jovem guardaJovem guarda
Jovem guarda
 
24.mpb 1965-1969 jovemguarda
24.mpb 1965-1969 jovemguarda24.mpb 1965-1969 jovemguarda
24.mpb 1965-1969 jovemguarda
 
Sociedade Do Espetaculo
Sociedade Do EspetaculoSociedade Do Espetaculo
Sociedade Do Espetaculo
 
I Fórum Gomes de Matos - Um guia para o comprometimento
I Fórum Gomes de Matos - Um guia para o comprometimentoI Fórum Gomes de Matos - Um guia para o comprometimento
I Fórum Gomes de Matos - Um guia para o comprometimento
 
Apresentação TV Digital - História, Fundamentos e Visão Social
Apresentação TV Digital - História, Fundamentos e Visão SocialApresentação TV Digital - História, Fundamentos e Visão Social
Apresentação TV Digital - História, Fundamentos e Visão Social
 
Proposta SBT - APP
Proposta SBT - APPProposta SBT - APP
Proposta SBT - APP
 
Das telenovelas aos reality shows
Das telenovelas aos reality showsDas telenovelas aos reality shows
Das telenovelas aos reality shows
 
Tv Digital O Que Voce Precisa Saber
Tv Digital O Que Voce Precisa SaberTv Digital O Que Voce Precisa Saber
Tv Digital O Que Voce Precisa Saber
 
Marco Civil da Internet
Marco Civil da Internet Marco Civil da Internet
Marco Civil da Internet
 
Media kit SBT Junho 2015
Media kit SBT Junho 2015Media kit SBT Junho 2015
Media kit SBT Junho 2015
 
Briefing SBT 2015-01
Briefing SBT 2015-01Briefing SBT 2015-01
Briefing SBT 2015-01
 
Marco civil na Internet
Marco civil na InternetMarco civil na Internet
Marco civil na Internet
 
A princesa ervilha
A princesa ervilhaA princesa ervilha
A princesa ervilha
 
Transformador
TransformadorTransformador
Transformador
 
Sociedade do espetaculo
Sociedade do espetaculoSociedade do espetaculo
Sociedade do espetaculo
 
Android - Programação para dispositivos móveis (Aula 2)
Android - Programação para dispositivos móveis (Aula 2)Android - Programação para dispositivos móveis (Aula 2)
Android - Programação para dispositivos móveis (Aula 2)
 
TEORIA DA COMUNICAÇÃO - AULA 02 (1º PERÍODO)
TEORIA DA COMUNICAÇÃO - AULA 02 (1º PERÍODO)TEORIA DA COMUNICAÇÃO - AULA 02 (1º PERÍODO)
TEORIA DA COMUNICAÇÃO - AULA 02 (1º PERÍODO)
 
Mídia e Poder na Sociedade espetáculo- Guy Dèbord
Mídia e Poder na Sociedade espetáculo- Guy DèbordMídia e Poder na Sociedade espetáculo- Guy Dèbord
Mídia e Poder na Sociedade espetáculo- Guy Dèbord
 

Semelhante a Historia da tv brasileira

História da televisão no Brasil
História da televisão no BrasilHistória da televisão no Brasil
História da televisão no BrasilDaniel Hora
 
Aula 10 Televisão
Aula 10 TelevisãoAula 10 Televisão
Aula 10 Televisãoguest051d8a
 
Aula 10 televisão
Aula 10 televisãoAula 10 televisão
Aula 10 televisãoguest15b65c
 
Grupo Brainstorm - Introdução às Profissões em comunicação.
Grupo Brainstorm - Introdução às Profissões em comunicação.Grupo Brainstorm - Introdução às Profissões em comunicação.
Grupo Brainstorm - Introdução às Profissões em comunicação.Andressa Azevedo
 
Abud - História do rádio
Abud - História do rádioAbud - História do rádio
Abud - História do rádiotalitacampione
 
Mudanças de cenários da TV
Mudanças de cenários da TVMudanças de cenários da TV
Mudanças de cenários da TVKaren Sica
 
Unidade A3 - Breve história do cinema BRASILEIRO.pdf
Unidade A3 - Breve história do cinema BRASILEIRO.pdfUnidade A3 - Breve história do cinema BRASILEIRO.pdf
Unidade A3 - Breve história do cinema BRASILEIRO.pdfThiago Assumpção
 
Anos 60, 70 e 80 cultura
Anos 60, 70 e 80 culturaAnos 60, 70 e 80 cultura
Anos 60, 70 e 80 culturasamonois
 
Cultura brasileira 2013 ok
Cultura brasileira 2013 okCultura brasileira 2013 ok
Cultura brasileira 2013 okFabio Salvari
 
Indústria cultural e as telenovelas
Indústria cultural e as telenovelasIndústria cultural e as telenovelas
Indústria cultural e as telenovelasEnio Ramon
 
Iv queima de arquivo evento do cinema - 08 de junho 2011
Iv queima de arquivo   evento do cinema - 08 de junho 2011Iv queima de arquivo   evento do cinema - 08 de junho 2011
Iv queima de arquivo evento do cinema - 08 de junho 2011Queimadarquivo
 
90 anos do rádio
90 anos do rádio90 anos do rádio
90 anos do rádiomaxjic
 
História da publicidade brasileira
História da publicidade brasileiraHistória da publicidade brasileira
História da publicidade brasileiraAlysson Rodrigues
 

Semelhante a Historia da tv brasileira (20)

História da televisão no Brasil
História da televisão no BrasilHistória da televisão no Brasil
História da televisão no Brasil
 
Aula 10 Televisão
Aula 10 TelevisãoAula 10 Televisão
Aula 10 Televisão
 
Aula 10 televisão
Aula 10 televisãoAula 10 televisão
Aula 10 televisão
 
Tv alunos
Tv alunosTv alunos
Tv alunos
 
Radio e tv
Radio e tvRadio e tv
Radio e tv
 
Radio e tv
Radio e tvRadio e tv
Radio e tv
 
Grupo Brainstorm - Introdução às Profissões em comunicação.
Grupo Brainstorm - Introdução às Profissões em comunicação.Grupo Brainstorm - Introdução às Profissões em comunicação.
Grupo Brainstorm - Introdução às Profissões em comunicação.
 
Panorama da TV-1.pptx
Panorama da TV-1.pptxPanorama da TV-1.pptx
Panorama da TV-1.pptx
 
Radio e tv
Radio e tvRadio e tv
Radio e tv
 
Abud - História do rádio
Abud - História do rádioAbud - História do rádio
Abud - História do rádio
 
Mudanças de cenários da TV
Mudanças de cenários da TVMudanças de cenários da TV
Mudanças de cenários da TV
 
TELENOVELA E CINEMA
TELENOVELA E CINEMATELENOVELA E CINEMA
TELENOVELA E CINEMA
 
Unidade A3 - Breve história do cinema BRASILEIRO.pdf
Unidade A3 - Breve história do cinema BRASILEIRO.pdfUnidade A3 - Breve história do cinema BRASILEIRO.pdf
Unidade A3 - Breve história do cinema BRASILEIRO.pdf
 
Anos 60, 70 e 80 cultura
Anos 60, 70 e 80 culturaAnos 60, 70 e 80 cultura
Anos 60, 70 e 80 cultura
 
Cultura brasileira 2013 ok
Cultura brasileira 2013 okCultura brasileira 2013 ok
Cultura brasileira 2013 ok
 
Indústria cultural e as telenovelas
Indústria cultural e as telenovelasIndústria cultural e as telenovelas
Indústria cultural e as telenovelas
 
Iv queima de arquivo evento do cinema - 08 de junho 2011
Iv queima de arquivo   evento do cinema - 08 de junho 2011Iv queima de arquivo   evento do cinema - 08 de junho 2011
Iv queima de arquivo evento do cinema - 08 de junho 2011
 
Mídias e meios de comunicação rádio
Mídias e meios de comunicação   rádioMídias e meios de comunicação   rádio
Mídias e meios de comunicação rádio
 
90 anos do rádio
90 anos do rádio90 anos do rádio
90 anos do rádio
 
História da publicidade brasileira
História da publicidade brasileiraHistória da publicidade brasileira
História da publicidade brasileira
 

Mais de Júlio Rocha

5 tendências dos anos 90 que estão mudando o mundo e
5 tendências dos anos 90 que estão mudando o mundo e5 tendências dos anos 90 que estão mudando o mundo e
5 tendências dos anos 90 que estão mudando o mundo eJúlio Rocha
 
A fixação do veículo e seus principais desbravadores
A fixação do veículo e seus principais desbravadoresA fixação do veículo e seus principais desbravadores
A fixação do veículo e seus principais desbravadoresJúlio Rocha
 
Uma rede confiável aula 02
Uma rede confiável aula 02Uma rede confiável aula 02
Uma rede confiável aula 02Júlio Rocha
 
Radio e tv a importância do rádio no contexto publicitário
Radio e tv a importância do rádio no contexto publicitárioRadio e tv a importância do rádio no contexto publicitário
Radio e tv a importância do rádio no contexto publicitárioJúlio Rocha
 
Formatos radiofonicos
Formatos radiofonicosFormatos radiofonicos
Formatos radiofonicosJúlio Rocha
 
Mídias sociais aula 01
Mídias sociais aula 01Mídias sociais aula 01
Mídias sociais aula 01Júlio Rocha
 
Transmissão de informação
Transmissão de informaçãoTransmissão de informação
Transmissão de informaçãoJúlio Rocha
 
Rádio e tv 01 aula 02
Rádio e tv 01 aula 02Rádio e tv 01 aula 02
Rádio e tv 01 aula 02Júlio Rocha
 
Publicidade identidade nacional
Publicidade identidade nacionalPublicidade identidade nacional
Publicidade identidade nacionalJúlio Rocha
 
A propaganda testemunhal no discurso da brahma chopp
A propaganda testemunhal no discurso da brahma choppA propaganda testemunhal no discurso da brahma chopp
A propaganda testemunhal no discurso da brahma choppJúlio Rocha
 
Fotografia publicitária
Fotografia publicitáriaFotografia publicitária
Fotografia publicitáriaJúlio Rocha
 
Fotografia retratos
Fotografia   retratosFotografia   retratos
Fotografia retratosJúlio Rocha
 
Fotografia produção
Fotografia   produçãoFotografia   produção
Fotografia produçãoJúlio Rocha
 
O filme publicitário
O filme publicitárioO filme publicitário
O filme publicitárioJúlio Rocha
 
Planos fotográficos
Planos fotográficosPlanos fotográficos
Planos fotográficosJúlio Rocha
 
Exposição fotográfica
Exposição fotográficaExposição fotográfica
Exposição fotográficaJúlio Rocha
 
Entre memória e história
Entre memória e históriaEntre memória e história
Entre memória e históriaJúlio Rocha
 

Mais de Júlio Rocha (20)

5 tendências dos anos 90 que estão mudando o mundo e
5 tendências dos anos 90 que estão mudando o mundo e5 tendências dos anos 90 que estão mudando o mundo e
5 tendências dos anos 90 que estão mudando o mundo e
 
Microblogging
MicrobloggingMicroblogging
Microblogging
 
A fixação do veículo e seus principais desbravadores
A fixação do veículo e seus principais desbravadoresA fixação do veículo e seus principais desbravadores
A fixação do veículo e seus principais desbravadores
 
Uma rede confiável aula 02
Uma rede confiável aula 02Uma rede confiável aula 02
Uma rede confiável aula 02
 
Radio e tv a importância do rádio no contexto publicitário
Radio e tv a importância do rádio no contexto publicitárioRadio e tv a importância do rádio no contexto publicitário
Radio e tv a importância do rádio no contexto publicitário
 
Formatos radiofonicos
Formatos radiofonicosFormatos radiofonicos
Formatos radiofonicos
 
Mídias sociais aula 01
Mídias sociais aula 01Mídias sociais aula 01
Mídias sociais aula 01
 
Transmissão de informação
Transmissão de informaçãoTransmissão de informação
Transmissão de informação
 
Rádio e tv 01 aula 02
Rádio e tv 01 aula 02Rádio e tv 01 aula 02
Rádio e tv 01 aula 02
 
Publicidade identidade nacional
Publicidade identidade nacionalPublicidade identidade nacional
Publicidade identidade nacional
 
A propaganda testemunhal no discurso da brahma chopp
A propaganda testemunhal no discurso da brahma choppA propaganda testemunhal no discurso da brahma chopp
A propaganda testemunhal no discurso da brahma chopp
 
Fotografia publicitária
Fotografia publicitáriaFotografia publicitária
Fotografia publicitária
 
Microfones
MicrofonesMicrofones
Microfones
 
Fotografia retratos
Fotografia   retratosFotografia   retratos
Fotografia retratos
 
Fotografia produção
Fotografia   produçãoFotografia   produção
Fotografia produção
 
O filme publicitário
O filme publicitárioO filme publicitário
O filme publicitário
 
Produção em TV
Produção em TVProdução em TV
Produção em TV
 
Planos fotográficos
Planos fotográficosPlanos fotográficos
Planos fotográficos
 
Exposição fotográfica
Exposição fotográficaExposição fotográfica
Exposição fotográfica
 
Entre memória e história
Entre memória e históriaEntre memória e história
Entre memória e história
 

Último

Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdfMESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdfprofesfrancleite
 
Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União EuropeiaApresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União EuropeiaCentro Jacques Delors
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfManuais Formação
 
Quando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
Quando a escola é de vidro, de Ruth RochaQuando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
Quando a escola é de vidro, de Ruth RochaREGIANELAURALOUREIRO1
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASricardo644666
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)Centro Jacques Delors
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...WelitaDiaz1
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxprofbrunogeo95
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSPedroMatos469278
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)Centro Jacques Delors
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdfCarinaSofiaDiasBoteq
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilMariaHelena293800
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfGisellySobral
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialDouglasVasconcelosMa
 
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...marioeugenio8
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...azulassessoria9
 
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdfMissa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdfFbioFerreira207918
 

Último (20)

Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
 
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdfMESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
 
Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União EuropeiaApresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
 
Quando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
Quando a escola é de vidro, de Ruth RochaQuando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
Quando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
 
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdfMissa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
 

Historia da tv brasileira

  • 1. História da TV e Comunicação Digital Professor: Júlio Rocha Disciplina: Rádio e TV 2 4º Período de Publicidade e Propaganda Outubro de 2013
  • 2. Fases de desenvolvimento da TV no Brasil Elitista – anos 50: televisor como luxo / teleteatro. Populista – anos 60: programas de auditório e MPB. Modernização – anos 70: padrão de qualidade. Transição democrática – anos 80: popularização e narrativas juvenis. TV em divergência – anos 90: pré-digitalização. TV em convergência – anos 00: reality shows e transmídias.
  • 3. Antecedentes: imaginação televisual  Anúncios publicitários: rádio + cinema – para consumo coletivo
  • 4. Utopia, futurismo e irrealidade
  • 5. Fase 1: Estreia da TV Tupi  Empreendedorismo e improvisos, desde 1946 – Chateaubriand.  (18/setembro/1950) Hino da TV, discursos, publicidade, TV na Taba (Lima Duarte, Mazzaropi, Hebe Camargo e Ivon Curi e outros). Sem programação para o dia seguinte.
  • 6. Anunciantes  Importância na viabilização da TV
  • 7. Assistir em grupo: eventos públicos
  • 8. Anos 50: teleteatro  Nomes do rádio: Walter Foster e Cassiano Gabus Mendes.  E do teatro: Madalena Nicol, Procópio Ferreira, Maria Della Costa, Ziembinsky, Cacilda Becker, Sérgio Britto, Paulo Autran, Fernanda Montenegro  Primeiro programa: A vida por um fio (1950). Direção: CGM e Demerval Costa Lima. Com Lima Duarte, Walter Foster e Lia de Aguiar, entre outros.
  • 9. Anos 50: teleteatro  Formato ao vivo e unitário (sem divisões em capítulos).  Adaptações de clássicos: Shakespeare, Goethe, Dostoiévski, Lorca, Nelson Rodrigues, Pirandello (TV de Vanguarda, programa da Tupi).
  • 10. Anos 50: telenovelas  Primeira: Sua vida me pertence (1951), de Walter Foster, com Vida Alves e o próprio. Primeiro beijo na TV.  Até 1963:  Exibições 2 a 3 dias/semana, com uma média de 20 capítulos.  Poucos personagens: 6 a 10  Sem horários reservados.  O final de cada capítulo já incluía gancho com suspense.  Inspiração nas radionovelas – tradição folhetinesca.
  • 11. Anos 50: seriados  Alô Doçura – 1954: visto como versão brasileira de I Love Lucy. Com o casal John Hebert e Eva Wilma.  Vigilante Rodoviário: TV Tupi (1961-62), em película.
  • 12. Anos 60: programação para a família  Faixas de programação de acordo com a rotina da casa.  Horários diários reservados a categorias de programas.  Domingo com programação especial.  Fórmula da TV Globo: novelas intercaladas por telejornal.
  • 13. Anos 60: do público à audiência popular  Tradição no rádio (modelo de produção e estética).  Cinema como inspiração audiovisual.  IBOPE e patrocinadores.
  • 14. Anos 60: MPB e Jovem Guarda  TV Record: Fino da Bossa (maio de 1965) e Jovem Guarda (setembro de 1965).
  • 15. Anos 60: era dos festivais  Canais: Record, Excelsior, TV Rio, Globo.  Consolidação da indústria cultural (fonográfica) no Brasil.
  • 16. Anos 60: programas de auditório      Flavio Cavalcanti (TV Rio, Tupi, Excelsior). Chacrihna (TV Rio, Excelsior, Bandeirantes, Globo...). Programa Silvio Santos (TV Globo, 1968-76). O Homem do Sapato Branco (TV Globo, 1968-69). Dercy Popular (66-67) e Dercy de Verdade (67-70) – TV Globo.
  • 17. Anos 70: modernização  Censura do regime militar.  Novos programas: tecnologia + linguagem: Jornal Nacional (1969, o primeiro em rede nacional).  Novelas, Casos Especiais, Globo-Shell Especial, Vila Sésamo, Amaral Neto – O Repórter.  Substituição dos apresentadores populares.  Fantástico, 1973: jornalismo e entretenimento.  Globo Repórter, 1973 (Eduardo Coutinho, João Batista de Andrade, Walter Lima Júnior e outros cinemanovistas).  1973: padrão (Globo) de qualidade (primazia do videoteipe).
  • 18. Anos 70: modernização na teledramaturgia  Novos autores: Dias Gomes, Oduvaldo Vianna Filho, Janet Clair, Bráulio Pedroso.  Substituição parcial do folhetinesco pelas produções originais focadas no universo urbano.  Realismo: “qualquer semelhança com pessoas vivas ou mortas ou fatos acontecidos terá sido mera coincidência”.  Beto Rockfeller (Tupi, 68-69) e Véu de Noiva (Globo, 69).
  • 19. Anos 70: modernização na teledramaturgia  Janet Clair – Irmãos Coragem (1970): a primeira a contar com cidade cenográfica. Selva de Pedra (1972) – pico de audiência.
  • 20. Anos 70: modernização na teledramaturgia      Estilos diferentes para cada horário: 18h – adaptação de obras literárias – Escrava Isaura (1976). 19h - temas leves, cômicos e contemporâneos – Estúpido Cúpido. 20h – grandes temas e romantismo – Pecado Capital (1975). 22h – produções experimentais – Bem Amado (1973) e Saramandaia (1976) – burlesco, satírico e grotesco.
  • 21. Anos 70: Glauber Rocha no Abertura  1979: câmera ágil, temas antes proibidos, favelados e retirantes ao lado de políticos.  Inspiração para produtores de vídeo dos anos 80.  Interatividade, diálogo com meios impressos, desconstrução.  Nacionalismo, antropofagia, Tropicalismo.
  • 22. Anos 80: transição democrática     SBT, 1981: o moderno e o popular. Origem no Programa Silvio Santos dos anos 60. Necessidade de rede para o Baú da Felicidade. Jogos e competições: Domingo no Parque e Qual é a Música?.
  • 23. Anos 80: transição democrática     Modernização do popular: o brega. Crises inicias: exibição de enlatados. Silvio Santos, Viva a Noite, Bozo. 1986: nova programação – Hebe e A Praça é Nossa.
  • 24. Anos 80: a volta do mundo cão     O Povo na TV. Aqui e Agora. Novelas mexicanas: Carrossel (1991-92).
  • 25. Anos 80: programação juvenil      Armação Ilimitada (1985), Globo. Fábrica do Som (1983), TV Cultura. TV Mix (1988), TV Gazeta. TV Pirata (1988), Globo. Que Rei Sou Eu? (89) e Guerra dos Sexos (83).
  • 26. Anos 90: TV em divergência  Segmentação, canais pagos, videocassete e primeiras experiências de interatividade.  Popularização e produções mexicanas no SBT.  Qualidade na Manchete: Pantanal.  Globo ameaçada: Linha Direta e Você Decide.
  • 27. Anos 2000: TV em convergência  Início da digitalização.  Programação segue em sites, blogs, redes sociais e celulares – transmídia.  Reality Shows.
  • 28. Anos 2000: TV em convergência Cinema e TV em associação. DOC TV – TV Pública. Guel Arraes – TV Globo. Novelas na TV e na web.
  • 29. Referências M  ATTOS, Sérgio. História da televisão brasileira: uma visão econômica, social e política. 2a ed. Petrópolis: Editora Vozes, 2002. R IBEIRO, Ana Paula Goulart; SACRAMENTO, Igor; ROXO, Marco (org.). História da televisão no Brasil: do início aos dias de hoje. São Paulo: Editora Contexto, 2010.