SlideShare uma empresa Scribd logo
TV Digital
História, Fundamentos e Visão Social
• Principal meio de comunicação
                           existente;

      • Elimina fronteira e distância;


    • Grego : tele = distante
       latim: visione = visão
Televisão = Visão à distância
• Em 1817 o químico sueco Jakob Berzelius
  descobriu o elemento químico selênio, que
  é capaz de converter energia luminosa em
  energia elétrica.
• Confirmado 57 anos mais tarde pelo inglês
  Willoughby Smith o estudo de Smith foi
  publicado e se referia ao modo de transmitir
  uma imagem por meio de uma corrente
  elétrica.
• Maurice Leblanc, na França, propôs o rápido
esquadrinhamento para gerar sensações ao exibir
uma sequência de sucessivas fotografias;
• Também foi apresentada por W. E. Sawyer nos
  Estados Unidos a mesma solução em 1880.
• Em 1884, um alemão chamado Paul Nipkow
  inventou a primeira televisão mecânica com
  definição de 32 linhas;
• John Logie Baird realizou as primeiras
transmissões por radiodifusão através de um
sistema que agora com 60 linhas de definição.
• Em 1926, Baird convenceu a Royal Institution
  a realizar as primeiras transmissões de um
  sinal de televisão por radiodifusão na cidade
  de Londres, na Inglaterra.
• A Televisão mecânica durou até 1934;
• Engenheiros começaram a perceber a
  necessidade de desenvolver algo melhor;
• O ano de 1934 foi considerado o marco do
  início da televisão eletrônica no mundo;
• Em 1906, na Rússia, Vladimir Kosma Zworykin
  e seu professor, Boris Rosing começaram a
  utilizar o tubo a vácuo de raios catódicos;
• Quem realmente conseguiu apresentar ao
  mundo o primeiro protótipo da televisão
  eletrônica foi o norte americano Philo Taylor
  Farnsworth, no ano de 1920.
• Entre os anos de 1939 e 1945, a televisão
  quase desapareceu por causa da segunda
  grande guerra.
• A partir de 1946, fábricas começaram a
  transformar vidros e emaranhados fios de
  cobre em televisão, colocando o mundo
  definitivamente na era da televisão eletrônica
  monocromática.
• No ano de 1948, aconteceu no Brasil a
  primeira transmissão experimental de
  televisão, na cidade de Juiz de Fora (Minas
  Gerais)
• O evento transmitido foi uma partida
de futebol entre o time local, o Tupi, e um time
do Rio de Janeiro, o Bangu.
• Em 1949, Assis Chateaubriand importou os
  primeiros equipamentos necessários para
  inaugurar a primeira emissora de televisão no
  Brasil.
• O Brasil foi o quarto país do mundo a ter
  transmissão de televisão, atrás apenas dos
  Estados Unidos, Inglaterra e França.
• Ainda em 1949, David Sarnoff, da empresa
  RCA, apresentou ao mundo a primeira
  televisão a cores.
• No ano de 1950, surgiu na França a
  primeira padronização de televisão a cores
  analógica (SECAM);
• E em 1955, os Estados Unidos também
  desenvolveram outro padrão (NTSC);
• Já em 1963, o terceiro padrão de televisão
  (PAL) a cores na Alemanha;
• Houve uma competição mundial;
• Em 1967, o Brasil adotou o padrão PAL para
  suas transmissões analógicas a cores.
• As primeiras transmissões a cores no país
  aconteceram no ano de 1972, em Caxias do
  Sul (Rio Grande do Sul).
TV Digital

• A década de 1980 ficou marcada pelo início das
  pesquisas em novos conceitos para a televisão
  em alta definição de áudio e vídeo;
• O Japão começou seus estudos em 1980 com o
  projeto MUSE;
• Em 1986, a Europa iniciou suas pesquisas com
  o projeto MAC;
• Um ano depois os Estados Unidos também
  iniciaram os seus estudos na área.
• Na década de 1990, três padrões de TV Digital
  foram lançados:
Sistemas de TV Digital
• Brasil, em 2006 adotou o padrão japonês de
  transmissão de TV Digital, o ISDB.
• Em 2007, aconteceram as primeiras
  transmissões de TV Digital do Brasil, na cidade
  de São Paulo.
“A base da TV Digital aqui é
    japonesa, mas o governo
   brasileiro realizou algumas
melhorias técnicas criando assim
a melhor TV Digital do mundo!”
                                    Sr. Mori Kiyoshi

Representando do Ministério das Comunicações do Japão.
A TV Digital nada mais é que
uma evolução natural da TV
         Analógica.
Transmissão na TV Analógica
Transmissão




                       •   Sinal digital: Não há •   Sinal analógico: Há
                           interferências. Ou a      mais informação
                           qualidade da imagem       transmitida, mas
                           é 100% durante todo       com as interferências
                           o percurso, ou ela        dos percurso o sinal
                           não existe                fica enfraquecido.




 Torre de TV Digital
TV Globo, São Paulo
Transmissão na TV Digital




  Sinal Digital
Tipos de Sinais

• Sinais HD – Alta definição
  TVs Full HD – 1080 linhas – Imagem de um DVD
  BluRay
• Tipos de Sinais SD – Definição Média
  TVs de Tubo, Plasma ou LCD comuns – Imagem
   de um DVD comum
• Sinais 1-Seg – Definição baixa
  Sinais para mini TVs e telefones celulares
Alta Definição
Alta Definição
Impactos

• Transmissão em alta definição - VAREJO

      2001 – Chegada das primeiras TVs wide ao Brasil. Custo
na época: ~US$ 10.000,00 (referência: TV Plasma 42”).

       2007 – Início das transmissões. Custo: US$ 3.000,00.

       Hoje: US$ 1.200,00

        Mercado nacional: 14 milhões de TVs de tubo, a serem
substituídas em 12 anos.

       Resultado: Crescimento industrial, transporte, vendas, etc.
Impactos

• Transmissão em alta definição – EQ. PROFISSIONAIS

       1 – Câmeras especiais;

       2 – Novos equipamentos de edição de imagem;

       3 – Melhoria de equipamentos de iluminação;

      4 – Capacitação: Novas técnicas de iluminação, criação e
montagem de cenários, maquiagem, etc.
Impactos

• Transmissão móvel

      TV em todo lugar a todo momento!

      Conteúdos especiais para adolescentes e jovens.

       Valorização dos comerciais em horários de deslocamento
casa X trabalho/escola.

        Necessidade de produção de novos dispositivos, como
celulares, mini TVs, receptores USB, etc.
Impactos

         Transmissão simultânea
       Toda emissora manterá até 2016 um sistema de
transmissão analógica E um sistema de transmissão digital.

         Impactos industriais
      Duplicação imediata da demanda por transmissores,
equipamentos profissionais e suprimentos.

         Impactos trabalhistas
         Aumento dos postos de trabalho nas indústrias e emissoras
de TV;
      Criação de novos postos de trabalho (ensino, cenários,
maquiagem, etc.).
Impactos

• Transmissão simultânea

       Toda emissora manterá até 2016 um sistema de
transmissão analógica E um sistema de transmissão digital.

Impactos industriais
      Duplicação imediata da demanda por transmissores,
equipamentos profissionais e suprimentos.

Impactos trabalhistas
       Aumento dos postos de trabalho nas indústrias e emissoras
de TV;
       Criação de novos postos de trabalho (ensino, cenários,
maquiagem, etc.).
TV FULL HD
TV SD ou Standart
Menos de 1080 linhas
Celulares com TV
Mini TVs
Pen Drives TV Digital
      Pen TV
Interatividade
Personalização do
   serviço da televisão




Usuário com poder de
   escolha




                          •   Guia de Programação
                          •   Enquetes
                          •   Vídeo On-demand
                          •   Jogos Interativos
                          •   E-mail
                          •   Agendamento SUS
                          •   T-commerce
                          •   Outros
• Vantagens da TV Digital

   Melhor qualidade de imagem (1920 x 1080)
   Melhor qualidade de som (Sistema Home Theather)
   Formato widescreen 16:9
   Robustez
   Imagem boa ou nenhuma imagem
   Não há fantasmas ou chuviscos
   Variedade de canais
   Recursos interativos
História da TV Digital no Brasil


        •   Foi assinado em 2003 pelo presidente
            Luiz Inácio Lula da Silva o decreto nº
            4901 que instituiu o Sistema Brasileiro
            de Televisão Digital (SBTVD)
É fundamentado em três bases:
1. Operabilidade entre os
   modelos atuais.
2.Desenvolvimento
sustentável do serviço e
indústria correspondente.
3.E principalmente,
proporcionar a INCLUSÃO
SOCIAL e DIGITAL.
• A TV apesar de transmitir muitas
    informações não insere o cidadão na
      digitalização dos últimos tempos.

• Para que esse fato se concretize muitas
       ações ainda precisam serem
              aperfeiçoadas.
• O que é a Inclusão Social...
• Agregar os indivíduos que pela
  diversidade de classe social,
  naturalidade geográfica;
• Implantá-los inteiramente a um
  sistema que beneficie a todos e não
  excepcionalmente aos considerados
  mais aptos.
• O sistema de Televisão Digital
  nacional foi gerado para levar à toda
  sociedade com exatidão as funções
  de um computador.
• Será possível entrada ao e-mail,
  serviços on-line, contendo serviços
  públicos, como saldos do FGTS,
  consultas médicas agendadas, entre
  outros.
• E a interatividade, possibilitando ao
  telespectador um conteúdo
  multimídia acessório aos programas
  de televisão.
• Especificações técnicas

1. Aplicações: EPG, t-GOV, t-COM, internet
2. Middleware: Ginga, que em breve
   possibilitará a interatividade
3. Compressão: Áudio: MPEG-4 AAC |
   Vídeo: MPEG-4 AVC = MPEG-4/10 =
   H.264
4. Transporte: MPEG-2 para transmissão
   terrestre de TV e Protocolo RTP para
   internet (IPTV)
• Outros países que já anunciaram
  a adoção do ISDB - T:
Peru, Argentina, Chile, Venezuela,
Equador, Costa Rica, Paraguai, Bolívia,
Nicarágua e Uruguai
Maria Emília Gomes Pereira
maria.pereira@cp2ejr.com.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Osciloscópio apresentação: OSCILOSCÓPIO
Osciloscópio apresentação: OSCILOSCÓPIOOsciloscópio apresentação: OSCILOSCÓPIO
Osciloscópio apresentação: OSCILOSCÓPIOLuã Sevalho Catique
 
Evolução das TICs e o crescimento das mídias sociais
Evolução das TICs e o crescimento das mídias sociaisEvolução das TICs e o crescimento das mídias sociais
Evolução das TICs e o crescimento das mídias sociaisGabriel Bemfica
 
Redação para rádio
Redação para rádio Redação para rádio
Redação para rádio Cláudia
 
Power Point - Aula sobre rádio - Fundamentos da Comunicação
Power Point - Aula sobre rádio - Fundamentos da ComunicaçãoPower Point - Aula sobre rádio - Fundamentos da Comunicação
Power Point - Aula sobre rádio - Fundamentos da Comunicaçãoguest0b2850
 
História da mídia no Brasil
História da mídia no BrasilHistória da mídia no Brasil
História da mídia no BrasilLaércio Góes
 
A Evolução da televisão
A Evolução da televisãoA Evolução da televisão
A Evolução da televisãoiriscalado
 
Gêneros e formatos televisivos
Gêneros e formatos televisivosGêneros e formatos televisivos
Gêneros e formatos televisivossergioborgato
 
História da TV no Brasil
História da TV no BrasilHistória da TV no Brasil
História da TV no BrasilDaniel Hora
 
Webjornalismo: características
Webjornalismo: característicasWebjornalismo: características
Webjornalismo: característicasMayara de Araújo
 
A influência dos programas de televisão na vi dadas pessoas
A influência dos programas de televisão na vi dadas pessoasA influência dos programas de televisão na vi dadas pessoas
A influência dos programas de televisão na vi dadas pessoasDeaaSouza
 

Mais procurados (20)

Osciloscópio apresentação: OSCILOSCÓPIO
Osciloscópio apresentação: OSCILOSCÓPIOOsciloscópio apresentação: OSCILOSCÓPIO
Osciloscópio apresentação: OSCILOSCÓPIO
 
Evolução da televisão
Evolução da televisãoEvolução da televisão
Evolução da televisão
 
Televisão
TelevisãoTelevisão
Televisão
 
O Futuro da TV Aberta como Modelo de Negócio
O Futuro da TV Aberta como Modelo de NegócioO Futuro da TV Aberta como Modelo de Negócio
O Futuro da TV Aberta como Modelo de Negócio
 
Tv analogica
Tv analogicaTv analogica
Tv analogica
 
Evolução das TICs e o crescimento das mídias sociais
Evolução das TICs e o crescimento das mídias sociaisEvolução das TICs e o crescimento das mídias sociais
Evolução das TICs e o crescimento das mídias sociais
 
Parte 01 microfones
Parte 01   microfonesParte 01   microfones
Parte 01 microfones
 
Palestra TV Digital
Palestra TV Digital Palestra TV Digital
Palestra TV Digital
 
Redação para rádio
Redação para rádio Redação para rádio
Redação para rádio
 
FIBRA ÓPTICA
FIBRA ÓPTICA FIBRA ÓPTICA
FIBRA ÓPTICA
 
Wifi
WifiWifi
Wifi
 
Power Point - Aula sobre rádio - Fundamentos da Comunicação
Power Point - Aula sobre rádio - Fundamentos da ComunicaçãoPower Point - Aula sobre rádio - Fundamentos da Comunicação
Power Point - Aula sobre rádio - Fundamentos da Comunicação
 
História da mídia no Brasil
História da mídia no BrasilHistória da mídia no Brasil
História da mídia no Brasil
 
Como escrever para TV
Como escrever para TVComo escrever para TV
Como escrever para TV
 
A Evolução da televisão
A Evolução da televisãoA Evolução da televisão
A Evolução da televisão
 
Gêneros e formatos televisivos
Gêneros e formatos televisivosGêneros e formatos televisivos
Gêneros e formatos televisivos
 
História da TV no Brasil
História da TV no BrasilHistória da TV no Brasil
História da TV no Brasil
 
Webjornalismo: características
Webjornalismo: característicasWebjornalismo: características
Webjornalismo: características
 
A influência dos programas de televisão na vi dadas pessoas
A influência dos programas de televisão na vi dadas pessoasA influência dos programas de televisão na vi dadas pessoas
A influência dos programas de televisão na vi dadas pessoas
 
Multimedia
MultimediaMultimedia
Multimedia
 

Semelhante a Apresentação TV Digital - História, Fundamentos e Visão Social

Projeto TCC - Estudo sobre a TV Digital Terrestre no Brasil - Aspectos técnic...
Projeto TCC - Estudo sobre a TV Digital Terrestre no Brasil - Aspectos técnic...Projeto TCC - Estudo sobre a TV Digital Terrestre no Brasil - Aspectos técnic...
Projeto TCC - Estudo sobre a TV Digital Terrestre no Brasil - Aspectos técnic...#Jão Pablo
 
Apresentação tv digital fatene GTI 07
Apresentação tv digital fatene GTI 07Apresentação tv digital fatene GTI 07
Apresentação tv digital fatene GTI 07Airton Dias José
 
Pequena história da tv digital brasileira, Artur Mendes
Pequena história da tv digital brasileira, Artur MendesPequena história da tv digital brasileira, Artur Mendes
Pequena história da tv digital brasileira, Artur Mendesartur mendes
 
A televisão em sala de aula
A televisão em sala de aulaA televisão em sala de aula
A televisão em sala de aularosi_leia
 
Slide televisão em sala de aula
Slide televisão em sala de aulaSlide televisão em sala de aula
Slide televisão em sala de aularosi_leia
 
Tvdigital 090627215551-phpapp02
Tvdigital 090627215551-phpapp02Tvdigital 090627215551-phpapp02
Tvdigital 090627215551-phpapp02Karlys Brito
 
Broadcast day-2010-star-one-sspi
Broadcast day-2010-star-one-sspiBroadcast day-2010-star-one-sspi
Broadcast day-2010-star-one-sspiSSPI Brasil
 
A Evolução da Televisão
A Evolução da TelevisãoA Evolução da Televisão
A Evolução da Televisãoefa1
 
Marcelo bechara painel 4 - mc -
Marcelo bechara  painel 4 - mc - Marcelo bechara  painel 4 - mc -
Marcelo bechara painel 4 - mc - Marcelo Bechara
 
Introdução a interatividade na TV Digital - ICMC USP São Carlos -SP
Introdução a interatividade na TV Digital - ICMC USP São Carlos -SPIntrodução a interatividade na TV Digital - ICMC USP São Carlos -SP
Introdução a interatividade na TV Digital - ICMC USP São Carlos -SPmercuriocfg
 
A Televisão Digital no Brasil - Tecnologia e Desafios.pdf
A Televisão Digital no Brasil - Tecnologia e Desafios.pdfA Televisão Digital no Brasil - Tecnologia e Desafios.pdf
A Televisão Digital no Brasil - Tecnologia e Desafios.pdfOdilonLima4
 
Tv Digital Perspectivas Para A Tv PúBlica
Tv Digital  Perspectivas Para A Tv PúBlicaTv Digital  Perspectivas Para A Tv PúBlica
Tv Digital Perspectivas Para A Tv PúBlicaRenata Trindade
 

Semelhante a Apresentação TV Digital - História, Fundamentos e Visão Social (20)

Projeto TCC - Estudo sobre a TV Digital Terrestre no Brasil - Aspectos técnic...
Projeto TCC - Estudo sobre a TV Digital Terrestre no Brasil - Aspectos técnic...Projeto TCC - Estudo sobre a TV Digital Terrestre no Brasil - Aspectos técnic...
Projeto TCC - Estudo sobre a TV Digital Terrestre no Brasil - Aspectos técnic...
 
Apresentação tv digital fatene GTI 07
Apresentação tv digital fatene GTI 07Apresentação tv digital fatene GTI 07
Apresentação tv digital fatene GTI 07
 
Tv Digital
Tv DigitalTv Digital
Tv Digital
 
Pequena história da tv digital brasileira, Artur Mendes
Pequena história da tv digital brasileira, Artur MendesPequena história da tv digital brasileira, Artur Mendes
Pequena história da tv digital brasileira, Artur Mendes
 
Tv Digital
Tv DigitalTv Digital
Tv Digital
 
1 Tv Digital 2sem2008
1 Tv Digital 2sem20081 Tv Digital 2sem2008
1 Tv Digital 2sem2008
 
A televisão em sala de aula
A televisão em sala de aulaA televisão em sala de aula
A televisão em sala de aula
 
Slide televisão em sala de aula
Slide televisão em sala de aulaSlide televisão em sala de aula
Slide televisão em sala de aula
 
Tvdigital 090627215551-phpapp02
Tvdigital 090627215551-phpapp02Tvdigital 090627215551-phpapp02
Tvdigital 090627215551-phpapp02
 
TV DIGITAL
TV DIGITALTV DIGITAL
TV DIGITAL
 
Broadcast day-2010-star-one-sspi
Broadcast day-2010-star-one-sspiBroadcast day-2010-star-one-sspi
Broadcast day-2010-star-one-sspi
 
A Evolução da Televisão
A Evolução da TelevisãoA Evolução da Televisão
A Evolução da Televisão
 
Marcelo bechara painel 4 - mc -
Marcelo bechara  painel 4 - mc - Marcelo bechara  painel 4 - mc -
Marcelo bechara painel 4 - mc -
 
Telecom
TelecomTelecom
Telecom
 
Introdução a interatividade na TV Digital - ICMC USP São Carlos -SP
Introdução a interatividade na TV Digital - ICMC USP São Carlos -SPIntrodução a interatividade na TV Digital - ICMC USP São Carlos -SP
Introdução a interatividade na TV Digital - ICMC USP São Carlos -SP
 
A Televisão Digital no Brasil - Tecnologia e Desafios.pdf
A Televisão Digital no Brasil - Tecnologia e Desafios.pdfA Televisão Digital no Brasil - Tecnologia e Desafios.pdf
A Televisão Digital no Brasil - Tecnologia e Desafios.pdf
 
Artigo tv digital
Artigo tv digitalArtigo tv digital
Artigo tv digital
 
Tv digital
Tv digitalTv digital
Tv digital
 
Tv Digital Perspectivas Para A Tv PúBlica
Tv Digital  Perspectivas Para A Tv PúBlicaTv Digital  Perspectivas Para A Tv PúBlica
Tv Digital Perspectivas Para A Tv PúBlica
 
Tv 2
Tv 2Tv 2
Tv 2
 

Apresentação TV Digital - História, Fundamentos e Visão Social

  • 2. • Principal meio de comunicação existente; • Elimina fronteira e distância; • Grego : tele = distante latim: visione = visão Televisão = Visão à distância
  • 3. • Em 1817 o químico sueco Jakob Berzelius descobriu o elemento químico selênio, que é capaz de converter energia luminosa em energia elétrica.
  • 4. • Confirmado 57 anos mais tarde pelo inglês Willoughby Smith o estudo de Smith foi publicado e se referia ao modo de transmitir uma imagem por meio de uma corrente elétrica.
  • 5. • Maurice Leblanc, na França, propôs o rápido esquadrinhamento para gerar sensações ao exibir uma sequência de sucessivas fotografias;
  • 6. • Também foi apresentada por W. E. Sawyer nos Estados Unidos a mesma solução em 1880.
  • 7. • Em 1884, um alemão chamado Paul Nipkow inventou a primeira televisão mecânica com definição de 32 linhas;
  • 8. • John Logie Baird realizou as primeiras transmissões por radiodifusão através de um sistema que agora com 60 linhas de definição.
  • 9. • Em 1926, Baird convenceu a Royal Institution a realizar as primeiras transmissões de um sinal de televisão por radiodifusão na cidade de Londres, na Inglaterra.
  • 10. • A Televisão mecânica durou até 1934; • Engenheiros começaram a perceber a necessidade de desenvolver algo melhor;
  • 11. • O ano de 1934 foi considerado o marco do início da televisão eletrônica no mundo; • Em 1906, na Rússia, Vladimir Kosma Zworykin e seu professor, Boris Rosing começaram a utilizar o tubo a vácuo de raios catódicos;
  • 12. • Quem realmente conseguiu apresentar ao mundo o primeiro protótipo da televisão eletrônica foi o norte americano Philo Taylor Farnsworth, no ano de 1920.
  • 13. • Entre os anos de 1939 e 1945, a televisão quase desapareceu por causa da segunda grande guerra.
  • 14. • A partir de 1946, fábricas começaram a transformar vidros e emaranhados fios de cobre em televisão, colocando o mundo definitivamente na era da televisão eletrônica monocromática.
  • 15. • No ano de 1948, aconteceu no Brasil a primeira transmissão experimental de televisão, na cidade de Juiz de Fora (Minas Gerais)
  • 16. • O evento transmitido foi uma partida de futebol entre o time local, o Tupi, e um time do Rio de Janeiro, o Bangu.
  • 17. • Em 1949, Assis Chateaubriand importou os primeiros equipamentos necessários para inaugurar a primeira emissora de televisão no Brasil.
  • 18. • O Brasil foi o quarto país do mundo a ter transmissão de televisão, atrás apenas dos Estados Unidos, Inglaterra e França.
  • 19. • Ainda em 1949, David Sarnoff, da empresa RCA, apresentou ao mundo a primeira televisão a cores.
  • 20. • No ano de 1950, surgiu na França a primeira padronização de televisão a cores analógica (SECAM); • E em 1955, os Estados Unidos também desenvolveram outro padrão (NTSC); • Já em 1963, o terceiro padrão de televisão (PAL) a cores na Alemanha; • Houve uma competição mundial;
  • 21. • Em 1967, o Brasil adotou o padrão PAL para suas transmissões analógicas a cores. • As primeiras transmissões a cores no país aconteceram no ano de 1972, em Caxias do Sul (Rio Grande do Sul).
  • 22. TV Digital • A década de 1980 ficou marcada pelo início das pesquisas em novos conceitos para a televisão em alta definição de áudio e vídeo; • O Japão começou seus estudos em 1980 com o projeto MUSE; • Em 1986, a Europa iniciou suas pesquisas com o projeto MAC; • Um ano depois os Estados Unidos também iniciaram os seus estudos na área.
  • 23. • Na década de 1990, três padrões de TV Digital foram lançados:
  • 24. Sistemas de TV Digital
  • 25. • Brasil, em 2006 adotou o padrão japonês de transmissão de TV Digital, o ISDB. • Em 2007, aconteceram as primeiras transmissões de TV Digital do Brasil, na cidade de São Paulo.
  • 26. “A base da TV Digital aqui é japonesa, mas o governo brasileiro realizou algumas melhorias técnicas criando assim a melhor TV Digital do mundo!” Sr. Mori Kiyoshi Representando do Ministério das Comunicações do Japão.
  • 27. A TV Digital nada mais é que uma evolução natural da TV Analógica.
  • 28. Transmissão na TV Analógica
  • 29. Transmissão • Sinal digital: Não há • Sinal analógico: Há interferências. Ou a mais informação qualidade da imagem transmitida, mas é 100% durante todo com as interferências o percurso, ou ela dos percurso o sinal não existe fica enfraquecido. Torre de TV Digital TV Globo, São Paulo
  • 30. Transmissão na TV Digital Sinal Digital
  • 31. Tipos de Sinais • Sinais HD – Alta definição TVs Full HD – 1080 linhas – Imagem de um DVD BluRay • Tipos de Sinais SD – Definição Média TVs de Tubo, Plasma ou LCD comuns – Imagem de um DVD comum • Sinais 1-Seg – Definição baixa Sinais para mini TVs e telefones celulares
  • 34. Impactos • Transmissão em alta definição - VAREJO 2001 – Chegada das primeiras TVs wide ao Brasil. Custo na época: ~US$ 10.000,00 (referência: TV Plasma 42”). 2007 – Início das transmissões. Custo: US$ 3.000,00. Hoje: US$ 1.200,00 Mercado nacional: 14 milhões de TVs de tubo, a serem substituídas em 12 anos. Resultado: Crescimento industrial, transporte, vendas, etc.
  • 35. Impactos • Transmissão em alta definição – EQ. PROFISSIONAIS 1 – Câmeras especiais; 2 – Novos equipamentos de edição de imagem; 3 – Melhoria de equipamentos de iluminação; 4 – Capacitação: Novas técnicas de iluminação, criação e montagem de cenários, maquiagem, etc.
  • 36. Impactos • Transmissão móvel TV em todo lugar a todo momento! Conteúdos especiais para adolescentes e jovens. Valorização dos comerciais em horários de deslocamento casa X trabalho/escola. Necessidade de produção de novos dispositivos, como celulares, mini TVs, receptores USB, etc.
  • 37. Impactos Transmissão simultânea Toda emissora manterá até 2016 um sistema de transmissão analógica E um sistema de transmissão digital. Impactos industriais Duplicação imediata da demanda por transmissores, equipamentos profissionais e suprimentos. Impactos trabalhistas Aumento dos postos de trabalho nas indústrias e emissoras de TV; Criação de novos postos de trabalho (ensino, cenários, maquiagem, etc.).
  • 38. Impactos • Transmissão simultânea Toda emissora manterá até 2016 um sistema de transmissão analógica E um sistema de transmissão digital. Impactos industriais Duplicação imediata da demanda por transmissores, equipamentos profissionais e suprimentos. Impactos trabalhistas Aumento dos postos de trabalho nas indústrias e emissoras de TV; Criação de novos postos de trabalho (ensino, cenários, maquiagem, etc.).
  • 40. TV SD ou Standart Menos de 1080 linhas
  • 43. Pen Drives TV Digital Pen TV
  • 44. Interatividade Personalização do serviço da televisão Usuário com poder de escolha • Guia de Programação • Enquetes • Vídeo On-demand • Jogos Interativos • E-mail • Agendamento SUS • T-commerce • Outros
  • 45. • Vantagens da TV Digital  Melhor qualidade de imagem (1920 x 1080)  Melhor qualidade de som (Sistema Home Theather)  Formato widescreen 16:9  Robustez  Imagem boa ou nenhuma imagem  Não há fantasmas ou chuviscos  Variedade de canais  Recursos interativos
  • 46.
  • 47. História da TV Digital no Brasil • Foi assinado em 2003 pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva o decreto nº 4901 que instituiu o Sistema Brasileiro de Televisão Digital (SBTVD)
  • 48. É fundamentado em três bases:
  • 49. 1. Operabilidade entre os modelos atuais.
  • 50. 2.Desenvolvimento sustentável do serviço e indústria correspondente.
  • 51. 3.E principalmente, proporcionar a INCLUSÃO SOCIAL e DIGITAL.
  • 52. • A TV apesar de transmitir muitas informações não insere o cidadão na digitalização dos últimos tempos. • Para que esse fato se concretize muitas ações ainda precisam serem aperfeiçoadas.
  • 53. • O que é a Inclusão Social... • Agregar os indivíduos que pela diversidade de classe social, naturalidade geográfica; • Implantá-los inteiramente a um sistema que beneficie a todos e não excepcionalmente aos considerados mais aptos.
  • 54. • O sistema de Televisão Digital nacional foi gerado para levar à toda sociedade com exatidão as funções de um computador.
  • 55. • Será possível entrada ao e-mail, serviços on-line, contendo serviços públicos, como saldos do FGTS, consultas médicas agendadas, entre outros.
  • 56. • E a interatividade, possibilitando ao telespectador um conteúdo multimídia acessório aos programas de televisão.
  • 57. • Especificações técnicas 1. Aplicações: EPG, t-GOV, t-COM, internet 2. Middleware: Ginga, que em breve possibilitará a interatividade 3. Compressão: Áudio: MPEG-4 AAC | Vídeo: MPEG-4 AVC = MPEG-4/10 = H.264 4. Transporte: MPEG-2 para transmissão terrestre de TV e Protocolo RTP para internet (IPTV)
  • 58. • Outros países que já anunciaram a adoção do ISDB - T: Peru, Argentina, Chile, Venezuela, Equador, Costa Rica, Paraguai, Bolívia, Nicarágua e Uruguai
  • 59.
  • 60. Maria Emília Gomes Pereira maria.pereira@cp2ejr.com.br