SlideShare uma empresa Scribd logo
Avaliação do desenvolvimento
neuropsicomotor
Luiza Magalhães
Professora auxiliar – neuropediatria
Agosto/2012
Universidade Federal de Pelotas
Faculdade de Medicina
Departamento Materno Infantil
Serviço de Pediatria e Puericultura
Núcleo de neurodesenvolvimento
Roteiro
• Introdução e conceitos
• Padrões normais de desenvolvimento nas
idades-chave
• Sinais de desenvolvimento patológico
• Principais tipos e causas de atraso do DNPM
Cérebro humano
• 100 bilhões de neurônios,
• Um número ainda maior de células gliais,
• Organizados em uma vasta rede de conexões
sinápticas, estimadas em 100 trilhões.
• Regulados por genes específicos, mas que
podem ser afetados por fatores ambientais.
• Crescimento e o desenvolvimento do cérebro:
complexo
Avaliacao da criança
Avaliacao da criança
Plasticidade cerebral
Avaliação do DNPM
• Criança: ser em desenvolvimento
• Passa de uma etapa para a outra
• Cada uma  diferentes dados semióticos
• Exame neurológico: deve ser adequado para
cada momento evolutivo
• Avaliação do DNPM: conhecimento de cada
etapa
Por que é importante estudar?
• Aumento de crianças com atraso do
desenvolvimento (sobrevida de prematuros
extremos, diminuição da mortalidade infantil)
• Há evidências de qto mais precoce o
diagnóstico, e a intervenção, menor será o
impacto na vida da criança.
• Assistência preventiva= avaliação do
desenvolvimento é essencial
Crescimento significa aumento físico do corpo,
medido em centímetros ou gramas; ele traduz o
aumento em tamanho e número de células.
O desenvolvimento é a capacidade do ser de
realizar funções cada vez mais complexas; ele
corresponde a termos como maturação e
diferenciação celular
Crescimento X Desenvolvimento
• Desenvolvimento: processo complexo
estrutural e funcional associado ao
crescimento, maturação e aprendizagem.
• Processo qualitativo
• COMO MEDIR?
O perímetro cefálico
• Exame do crânio
– Medidas: PC, DBA e DAP.
– 12cm em 12 meses
– O perímetro torácico ultrapassa o perímetro
craniano por volta do quarto-quinto mês de vida.
– Inspeção, palpação, ausculta
Avaliacao da criança
Avaliacao da criança
Maneiras de avaliar o
desenvolvimento
• Escalas
• História
• Exame neurológico
• ENE
NÃO TEM COMO SER MEDIDO
DIRETAMENTE
Para RNP sim
Para RNT sim
Lactentes sim
2º e 3º anos sim
3 a 7 anos sim (ENE)
Após não (desempenho escolar)
Parâmetros neurológicos já estabelecidos:
Escala de Denver II
• Do nascimento aos 6 anos
• TRIAGEM (não é teste de QI ou preditor para
habilidades futuras)
• Interessante usar em: crianças aparentemente
normais, quando há alguma suspeita de
alterações e crianças em risco
• Compara a criança com outras da mesma
idade
Avaliacao da criança
História
• Sempre questionar:
1. História familiar
2. História da gestação, do parto e do período
neonatal
3. História médica pós natal
4. Contexto social e familiar
5. Marcos do desenvolvimento
Marcos do desenvolvimento
• “Idades chave”
1. RN
2. Lactente 3,6,9 ,12, 18 e 24 meses
3. Dos 3 aos 7 anos - ENE
4. Após – avaliação das funções corticais
superiores + desempenho escolar
Avaliação neurológica
• Atitude
• Tônus
• Reflexos primitivos
• Equilíbrio estático e dinâmico
• Coordenação apendicular (dos membros)
• Funções cerebrais superiores
Desenvolvimento no 1º ano de
vida
• Estreita relação entre as funções que
aparecem e desaparecem com a evolução
estrutural do SNC (crânio-caudal)
• Funções mais elementares vão
paulatinamente sendo substituídas por
funções hierarquicamente superiores
Avaliacao da criança
Manifestações neurológicas
• Permanentes – são constantes e praticamente
não modificam, ex: reflexos incondicionados e
sensibilidades primitivas.
• Reflexas transitórias – desaparecem com a
evolução e somente reaparecem em situações
patológicas, ex: Moro, Magnus De Kleijn
• Evolutivas – manifestações reflexas automáticas
que desaparecem com a evolução para dar lugar
à mesma atividade, porém de caráter voluntário,
ex: sucção, preensão, apoio plantar, marcha
reflexa.
Recém nascido
• TONO/REFLEXO PROFUNDOS: Hipertonia
flexora dos 4 membros, hipotonia axial e
hiper-reflexia profunda.
• REFLEXOS PRIMITIVOS : todos estão presentes
no RN a termo
• FUNÇÕES CEREBRAIS SUPERIORES : Pode
seguir objeto com os olhos, modulação
sensitivo-sensorial, iniciando a corticalização
Hipertonia flexora dos 4 membros
Reflexos primitivos do RN
• Marca do funcionamento cerebral subcortical
• Fisiológicos nos primeiros meses e após
patológico
Recém nascido
• Sistema inferior (extrapiramidal): maturação
precoce e ascendente, inicia na 24ª semana,
responsável pelo tônus postural e reflexos
arcaicos
• Sistema superior (piramidal): maturação mais
tardia e descendente, responsável pela
motricidade
Avaliacao da criança
Reflexos tônicos
-Reflexo tônico cervical
-Reflexo da marcha
-Reflexo de reptação
São os primeiros a
desaparecer
Dão ao RN uma atitude
assimétrica
Reflexo de Moro
Extensão e abdução
dos membros
superiores
Reflexo de voracidade – qualquer
coisa que toca na bochecha ou
perto da boca da criança faz ele
virar a cabeça na direção do
estimulo
Reflexo de preensão– o bebe pega
forte em qualquer coisa que toca
na palma dele, especialmente na
região ulnar dela
Reflexo plantar – a excitação leve
da planta do recém nascido causa
uma flexão plantar dos dedos
Reflexo cutâneo plantar
No RN, é extensor
Idade corrigida
• Lembrar que em bebês que nasceram
prematuros, devemos utilizar a IDADE
CORRIGIDA até os 2 anos.
• 40 semanas - IG
3 meses
• TONO/REFLEXOS PROFUNDOS: Iniciando hipotonia fisiológica.
• REFLEXOS PRIMITIVOS: Presentes: sucção, Moro, mão-boca,
preensão palmar, preensão plantar, cutâneo-plantar extensor –
desapareceram: marcha reflexa, apoio plantar, reptação,
tônico-cervical assimétrico .
• EQUILÍBRIO ESTÁTICO: Firma o pescoço
• EQUILÍBRIO DINÂMICO: Movimenta a cabeça .
• COORDENAÇÃO APENDICULAR: Junta as duas mãos na linha
média
• FUNÇÕES CEREBRAIS SUPERIORES (audição/linguagem/gnosias):
fixa o olhar, sorri socialmente, atende ao som com procura da
fonte emissora e usa vogais (gorjeio)
Avaliacao da criança
6 meses
• TONO/REFLEXOS PROFUNDOS: Hipotonia fisiológica importante
e reflexos profundos semelhantes ao adulto.
• REFLEXOS PRIMITIVOS: Presentes: preensão plantar, cutâneo
plantar extensor; Desapareceram: sucção, preensão palmar,
moro, mão-boca
• EQUILÍBRIO ESTÁTICO: Senta com apoio, iniciando sem apoio
• EQUILÍBRIO DINÂMICO: Muda de decúbito
• COORDENAÇÃO APENDICULAR: Retira pano do rosto, preensão
voluntária
• FUNÇÕES CEREBRAIS SUPERIORES (audição/linguagem/gnosias):
Atende pelo nome, demonstra estranheza diante de
desconhecidos, localiza o som lateralmente, usa vogais
associadas a consoantes (lalação)
Avaliacao da criança
9 meses
• TONO/REFLEXOS PROFUNDOS: Hipotonia fisiológica em
declínio.
• REFLEXOS PRIMITIVOS: Presentes: preensão plantar e cutâneo
plantar extensor em desparecimento
• EQUILÍBRIO ESTÁTICO: Senta sem apoio e fica na posição de
engatinhar
• EQUILÍBRIO DINÂMICO: Engatinha e pode andar com apoio
• COORDENAÇÃO APENDICULAR: Pega objetos em cada mão e
troca, preensão manual de pinça superior em escada
• FUNÇÕES CEREBRAIS SUPERIORES
(audição/linguagem/gnosias): Localiza o som de forma
indireta para cima e para baixo – Palavras de sílabas repetidas
com significado (primeiras palavras) palavras-frase
Avaliacao da criança
12 meses
• TONO/REFLEXOS PROFUNDOS: semelhantes ao do adulto
• REFLEXOS PRIMITIVOS : Presentes: preensão plantar e
cutâneo-plantar extensor em desaparecimento
• EQUILÍBRIO ESTÁTICO : Em pé com apoio
• EQUILÍBRIO DINÂMICO: Iniciando a marcha sem apoio
• COORDENAÇÃO APENDICULAR: Pinça superior
individualizada
• FUNÇÕES CEREBRAIS SUPERIORES
(audição/linguagem/gnosias): Localiza a fonte sonora direto
para baixo e indireto para cima, usa palavras corretamente
e produz jargão
1º aniversário
-Caminhar
- Falar
Segundo ano de vida
18 meses 24 meses
Equilíbrio Estático Domina posição em pé Permanece em pé com pés
juntos
Equilíbrio Dinâmico Sobe escada com apoio Sobe e desce escada sem
alternar os pés
Coordenação das mãos Usa colher
Torre 3 cubos
Garatuja retilínea
Torre com 6 cubos
Garatujas circulares
Chuta a bola
Linguagem Palavras frases
Pelo menos 10 palavras
Frases com 2 + palavras
50 palavras
Nomeia-se pelo prenome
3-7 anos - ENE
• Introduzido em 1972 por Lefèvre e
colaboradores
• São 101 provas, divididas em 11 itens:
Dominância lateral, Tônus muscular e Reflexos
profundos, Equilíbrio Estático, Equilíbrio
Dinâmico, Coordenação Apendicular,
Coordenação Tronco-Membros, Sincinesias,
Atividade Sensitiva Sensorial e Persistência
Motora
Avaliacao da criança
Avaliacao da criança
Avaliacao da criança
Conclusão do ENE
Desenho da figura humana
Controle de esfíncteres
• 18 meses: Controle vesical diurno iniciando
• 2 anos: Controle vesical diurno em
consolidação e iniciando o vesical noturno e
anal
• 3 - 4 anos: Controle vesical diurno e anal
consolidados, vesical noturno em
consolidação
• 5 anos: Controle completo vesical e anal
Após 7 anos
• Aperfeiçoamento funções já existentes 
constituindo o aprendizado formal.
• Pode-se utilizar a avaliação das funções
corticais (memória, orientação, gnosias,
praxias e linguagem) e a performance escolar.
escola
Espaço físico
Pedagógico
Corpo docente família
Pais
Interação pais-
escola
Rotina familiar
criança
Sensoriais
Dças crônicas
Psiquiátricos
RM
Neuropatologia
(PC, epilepsia,
TDAH e
Transtornos de
aprendizado)
TRINÔMIO
Os Sinais do Desenvolvimento
Patológico
• Quais:
• manutenção dos reflexos arcaicos além
do tempo,
• alterações do perímetro cefálico,
• não aquisição ou regressão dos marcos
de desenvolvimento
Atraso do DNPM
• Etiologia
1. Genética
(cromossômicas, EIM,
malformações)
2. Pré natal (desnutrição,
infecção, trauma)
3. Perinatal (asfixia,
tocotrauma)
4. Pós natal (infecção,
desnutrição, TCE)
• Tipo
1. Predomínio motor (PC,
hipotonia central, dças
neuromusculares e
ortopédicas)
2. Predomínio linguagem
(hipoacusia, autismo)
3. Global
(malformações,
encefalopatias,
cromossomopatias)
Bibliografia recomendada
• Rotta N, Fleming P; Desenvolvimento neurológico:
avaliação evolutiva. Revista AMRIGS, Porto
Alegre, 48 (3): 175-179, jul.-set. 2004
• Ferreira et al, Pediatria: diagnóstico e
tratamento, Artmed, 2005
• Rotta et al, Transtornos da aprendizagem,
Artmed, 2006
• Diament et al, Neurologia infantil, 5ª edição, 2010
Obrigada!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Tônus muscular
Tônus muscularTônus muscular
Tônus muscular
Psicomotricidade
 
Sensibilidade 14
Sensibilidade 14Sensibilidade 14
Sensibilidade 14
pauloalambert
 
Paralisia Cerebral Atetóide – Revisão de Artigo
Paralisia Cerebral Atetóide – Revisão de ArtigoParalisia Cerebral Atetóide – Revisão de Artigo
Paralisia Cerebral Atetóide – Revisão de Artigo
Fisioterapeuta
 
Desenvolvimentos dos reflexos
Desenvolvimentos dos reflexosDesenvolvimentos dos reflexos
Desenvolvimentos dos reflexos
becresforte
 
Fisioterapia Pediátrica
Fisioterapia Pediátrica Fisioterapia Pediátrica
Fisioterapia Pediátrica
Gerssica Caldas
 
Marcha normal e_patologica
Marcha normal e_patologicaMarcha normal e_patologica
Marcha normal e_patologica
Istefanie Carvalho
 
Fisioterapia Em Traumatofuncional
Fisioterapia Em TraumatofuncionalFisioterapia Em Traumatofuncional
Fisioterapia Em Traumatofuncional
Secretaria Municipal da Cidade do Rio de Janeiro
 
exame neurologico blog nona
exame neurologico blog nonaexame neurologico blog nona
exame neurologico blog nona
ERALDO DOS SANTOS
 
Paralisia cerebral
Paralisia cerebralParalisia cerebral
Paralisia cerebral
Nay Ribeiro
 
Aula 1 anamese
Aula 1 anameseAula 1 anamese
Aula 1 anamese
Fernanda Francalin
 
Fisioterapia em Pediatria apresentação
Fisioterapia em Pediatria apresentaçãoFisioterapia em Pediatria apresentação
Fisioterapia em Pediatria apresentação
Rita Brahim
 
Reflexos
ReflexosReflexos
Reflexos
pauloalambert
 
Fisio pediatria enfermidades-infano_juvenis
Fisio pediatria   enfermidades-infano_juvenisFisio pediatria   enfermidades-infano_juvenis
Fisio pediatria enfermidades-infano_juvenis
Natha Fisioterapia
 
Coluna cervical
Coluna cervicalColuna cervical
Coluna cervical
Natha Fisioterapia
 
Dor lombar
Dor lombarDor lombar
Neuroplasticidade
NeuroplasticidadeNeuroplasticidade
Neuroplasticidade
Gisele Cortoni Calia
 
Manuseios
ManuseiosManuseios
Desenvolvimento Neuropsicomotor, Reflexos e Reações
Desenvolvimento Neuropsicomotor, Reflexos e ReaçõesDesenvolvimento Neuropsicomotor, Reflexos e Reações
Desenvolvimento Neuropsicomotor, Reflexos e Reações
Fernando S. S. Barbosa
 
Paralisia cerebral
Paralisia cerebralParalisia cerebral
Paralisia cerebral
Natha Fisioterapia
 
Avaliação clínica e prevenção de alterações do desenvolvimento neuropsicomoto...
Avaliação clínica e prevenção de alterações do desenvolvimento neuropsicomoto...Avaliação clínica e prevenção de alterações do desenvolvimento neuropsicomoto...
Avaliação clínica e prevenção de alterações do desenvolvimento neuropsicomoto...
Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz)
 

Mais procurados (20)

Tônus muscular
Tônus muscularTônus muscular
Tônus muscular
 
Sensibilidade 14
Sensibilidade 14Sensibilidade 14
Sensibilidade 14
 
Paralisia Cerebral Atetóide – Revisão de Artigo
Paralisia Cerebral Atetóide – Revisão de ArtigoParalisia Cerebral Atetóide – Revisão de Artigo
Paralisia Cerebral Atetóide – Revisão de Artigo
 
Desenvolvimentos dos reflexos
Desenvolvimentos dos reflexosDesenvolvimentos dos reflexos
Desenvolvimentos dos reflexos
 
Fisioterapia Pediátrica
Fisioterapia Pediátrica Fisioterapia Pediátrica
Fisioterapia Pediátrica
 
Marcha normal e_patologica
Marcha normal e_patologicaMarcha normal e_patologica
Marcha normal e_patologica
 
Fisioterapia Em Traumatofuncional
Fisioterapia Em TraumatofuncionalFisioterapia Em Traumatofuncional
Fisioterapia Em Traumatofuncional
 
exame neurologico blog nona
exame neurologico blog nonaexame neurologico blog nona
exame neurologico blog nona
 
Paralisia cerebral
Paralisia cerebralParalisia cerebral
Paralisia cerebral
 
Aula 1 anamese
Aula 1 anameseAula 1 anamese
Aula 1 anamese
 
Fisioterapia em Pediatria apresentação
Fisioterapia em Pediatria apresentaçãoFisioterapia em Pediatria apresentação
Fisioterapia em Pediatria apresentação
 
Reflexos
ReflexosReflexos
Reflexos
 
Fisio pediatria enfermidades-infano_juvenis
Fisio pediatria   enfermidades-infano_juvenisFisio pediatria   enfermidades-infano_juvenis
Fisio pediatria enfermidades-infano_juvenis
 
Coluna cervical
Coluna cervicalColuna cervical
Coluna cervical
 
Dor lombar
Dor lombarDor lombar
Dor lombar
 
Neuroplasticidade
NeuroplasticidadeNeuroplasticidade
Neuroplasticidade
 
Manuseios
ManuseiosManuseios
Manuseios
 
Desenvolvimento Neuropsicomotor, Reflexos e Reações
Desenvolvimento Neuropsicomotor, Reflexos e ReaçõesDesenvolvimento Neuropsicomotor, Reflexos e Reações
Desenvolvimento Neuropsicomotor, Reflexos e Reações
 
Paralisia cerebral
Paralisia cerebralParalisia cerebral
Paralisia cerebral
 
Avaliação clínica e prevenção de alterações do desenvolvimento neuropsicomoto...
Avaliação clínica e prevenção de alterações do desenvolvimento neuropsicomoto...Avaliação clínica e prevenção de alterações do desenvolvimento neuropsicomoto...
Avaliação clínica e prevenção de alterações do desenvolvimento neuropsicomoto...
 

Destaque

Paratonia expo
Paratonia  expoParatonia  expo
Paratonia expo
uladech
 
Aula sobre vygotsky
Aula sobre vygotskyAula sobre vygotsky
Aula sobre vygotsky
Diego Alvarez
 
Sincinesias
SincinesiasSincinesias
Sincinesias
Erick Calero
 
Teoria De Vygotyski
Teoria De VygotyskiTeoria De Vygotyski
Teoria De Vygotyski
Silvia Marina Anaruma
 
Paralisia facial
Paralisia facialParalisia facial
Paralisia facial
Lazaro Teixeira
 
Vygotsky
VygotskyVygotsky

Destaque (6)

Paratonia expo
Paratonia  expoParatonia  expo
Paratonia expo
 
Aula sobre vygotsky
Aula sobre vygotskyAula sobre vygotsky
Aula sobre vygotsky
 
Sincinesias
SincinesiasSincinesias
Sincinesias
 
Teoria De Vygotyski
Teoria De VygotyskiTeoria De Vygotyski
Teoria De Vygotyski
 
Paralisia facial
Paralisia facialParalisia facial
Paralisia facial
 
Vygotsky
VygotskyVygotsky
Vygotsky
 

Semelhante a Avaliacao da criança

O exame físico do Lactente
O exame físico do LactenteO exame físico do Lactente
O exame físico do Lactente
Neurolife de Castro
 
desenvolvimento infantil.pdf
desenvolvimento infantil.pdfdesenvolvimento infantil.pdf
desenvolvimento infantil.pdf
NancyNayra
 
Aula DNPM CEPP - DESENVOLVIMNETO NEUROPISICOMOTOR
Aula DNPM CEPP - DESENVOLVIMNETO NEUROPISICOMOTORAula DNPM CEPP - DESENVOLVIMNETO NEUROPISICOMOTOR
Aula DNPM CEPP - DESENVOLVIMNETO NEUROPISICOMOTOR
ssuser5b3ebd1
 
Desenvolvimento motor 2015
Desenvolvimento motor 2015Desenvolvimento motor 2015
Desenvolvimento motor 2015
Italo Santana
 
Desenvolvimento infantil
Desenvolvimento infantilDesenvolvimento infantil
Desenvolvimento infantil
Luis Davi Salomao
 
Avaliação Neuropsicológica Infantil - Idade Pré Escolar.pdf
Avaliação Neuropsicológica Infantil - Idade Pré Escolar.pdfAvaliação Neuropsicológica Infantil - Idade Pré Escolar.pdf
Avaliação Neuropsicológica Infantil - Idade Pré Escolar.pdf
LilianPalermo3
 
DISTS DO DESENVOLVIMENTO NEUROPSICOMOTOR AULA FOB ABRIL 2019.ppt
DISTS DO DESENVOLVIMENTO NEUROPSICOMOTOR AULA FOB ABRIL 2019.pptDISTS DO DESENVOLVIMENTO NEUROPSICOMOTOR AULA FOB ABRIL 2019.ppt
DISTS DO DESENVOLVIMENTO NEUROPSICOMOTOR AULA FOB ABRIL 2019.ppt
DennyseMacedo
 
Como é a entrevista clínica de crianças de 0 a 1 ano em neurociências?
Como é a entrevista clínica de crianças de 0 a 1 ano em neurociências?Como é a entrevista clínica de crianças de 0 a 1 ano em neurociências?
Como é a entrevista clínica de crianças de 0 a 1 ano em neurociências?
Vida Mental Consultoria de Saúde Mental e Nutricional
 
aula entrevista avaliação exame do paciente.ppt
aula entrevista avaliação exame do paciente.pptaula entrevista avaliação exame do paciente.ppt
aula entrevista avaliação exame do paciente.ppt
Daiana Moreira
 
Avaliação..rn
Avaliação..rnAvaliação..rn
Desenvolvimento infantil: Caderneta do Ministério da Saúde - SBP
Desenvolvimento infantil: Caderneta do Ministério da Saúde - SBP Desenvolvimento infantil: Caderneta do Ministério da Saúde - SBP
Desenvolvimento infantil: Caderneta do Ministério da Saúde - SBP
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Odontopediatria aula 1 e 2 - Prof. Flavio Salomao
Odontopediatria  aula 1 e 2 - Prof. Flavio SalomaoOdontopediatria  aula 1 e 2 - Prof. Flavio Salomao
Odontopediatria aula 1 e 2 - Prof. Flavio Salomao
Flavio Salomao-Miranda
 
ABCDE do Desenvolvimento Neuropsicomotor (DNPM) no Primeiro Ano de Vida
ABCDE do Desenvolvimento Neuropsicomotor (DNPM) no Primeiro Ano de VidaABCDE do Desenvolvimento Neuropsicomotor (DNPM) no Primeiro Ano de Vida
ABCDE do Desenvolvimento Neuropsicomotor (DNPM) no Primeiro Ano de Vida
blogped1
 
Basesneurolgicas prbr-101017150753-phpapp01
Basesneurolgicas prbr-101017150753-phpapp01Basesneurolgicas prbr-101017150753-phpapp01
Basesneurolgicas prbr-101017150753-phpapp01
Glaucia Correa Peres
 
aula 4 crescimento e desenvolvimento.pptx
aula 4 crescimento e desenvolvimento.pptxaula 4 crescimento e desenvolvimento.pptx
aula 4 crescimento e desenvolvimento.pptx
LarissaMachado97
 
DESENVOLVIMENTO HUMANO E CONTROLE MOTOR 0 A 6 MESES.pptx
DESENVOLVIMENTO HUMANO E CONTROLE MOTOR 0 A 6 MESES.pptxDESENVOLVIMENTO HUMANO E CONTROLE MOTOR 0 A 6 MESES.pptx
DESENVOLVIMENTO HUMANO E CONTROLE MOTOR 0 A 6 MESES.pptx
Fernando Italo
 
Prevenção, Diagnóstico e Tratamentos dos Transtornos Mentais da Infância e Ad...
Prevenção, Diagnóstico e Tratamentos dos Transtornos Mentais da Infância e Ad...Prevenção, Diagnóstico e Tratamentos dos Transtornos Mentais da Infância e Ad...
Prevenção, Diagnóstico e Tratamentos dos Transtornos Mentais da Infância e Ad...
Rayanne Chagas
 
apresentação anamnese.pptx
apresentação anamnese.pptxapresentação anamnese.pptx
apresentação anamnese.pptx
RafaelReisSenes
 
Desenvolvimento humano
Desenvolvimento humanoDesenvolvimento humano
Desenvolvimento humano
Herlan Ribeiro de Souza
 
Tdah
TdahTdah

Semelhante a Avaliacao da criança (20)

O exame físico do Lactente
O exame físico do LactenteO exame físico do Lactente
O exame físico do Lactente
 
desenvolvimento infantil.pdf
desenvolvimento infantil.pdfdesenvolvimento infantil.pdf
desenvolvimento infantil.pdf
 
Aula DNPM CEPP - DESENVOLVIMNETO NEUROPISICOMOTOR
Aula DNPM CEPP - DESENVOLVIMNETO NEUROPISICOMOTORAula DNPM CEPP - DESENVOLVIMNETO NEUROPISICOMOTOR
Aula DNPM CEPP - DESENVOLVIMNETO NEUROPISICOMOTOR
 
Desenvolvimento motor 2015
Desenvolvimento motor 2015Desenvolvimento motor 2015
Desenvolvimento motor 2015
 
Desenvolvimento infantil
Desenvolvimento infantilDesenvolvimento infantil
Desenvolvimento infantil
 
Avaliação Neuropsicológica Infantil - Idade Pré Escolar.pdf
Avaliação Neuropsicológica Infantil - Idade Pré Escolar.pdfAvaliação Neuropsicológica Infantil - Idade Pré Escolar.pdf
Avaliação Neuropsicológica Infantil - Idade Pré Escolar.pdf
 
DISTS DO DESENVOLVIMENTO NEUROPSICOMOTOR AULA FOB ABRIL 2019.ppt
DISTS DO DESENVOLVIMENTO NEUROPSICOMOTOR AULA FOB ABRIL 2019.pptDISTS DO DESENVOLVIMENTO NEUROPSICOMOTOR AULA FOB ABRIL 2019.ppt
DISTS DO DESENVOLVIMENTO NEUROPSICOMOTOR AULA FOB ABRIL 2019.ppt
 
Como é a entrevista clínica de crianças de 0 a 1 ano em neurociências?
Como é a entrevista clínica de crianças de 0 a 1 ano em neurociências?Como é a entrevista clínica de crianças de 0 a 1 ano em neurociências?
Como é a entrevista clínica de crianças de 0 a 1 ano em neurociências?
 
aula entrevista avaliação exame do paciente.ppt
aula entrevista avaliação exame do paciente.pptaula entrevista avaliação exame do paciente.ppt
aula entrevista avaliação exame do paciente.ppt
 
Avaliação..rn
Avaliação..rnAvaliação..rn
Avaliação..rn
 
Desenvolvimento infantil: Caderneta do Ministério da Saúde - SBP
Desenvolvimento infantil: Caderneta do Ministério da Saúde - SBP Desenvolvimento infantil: Caderneta do Ministério da Saúde - SBP
Desenvolvimento infantil: Caderneta do Ministério da Saúde - SBP
 
Odontopediatria aula 1 e 2 - Prof. Flavio Salomao
Odontopediatria  aula 1 e 2 - Prof. Flavio SalomaoOdontopediatria  aula 1 e 2 - Prof. Flavio Salomao
Odontopediatria aula 1 e 2 - Prof. Flavio Salomao
 
ABCDE do Desenvolvimento Neuropsicomotor (DNPM) no Primeiro Ano de Vida
ABCDE do Desenvolvimento Neuropsicomotor (DNPM) no Primeiro Ano de VidaABCDE do Desenvolvimento Neuropsicomotor (DNPM) no Primeiro Ano de Vida
ABCDE do Desenvolvimento Neuropsicomotor (DNPM) no Primeiro Ano de Vida
 
Basesneurolgicas prbr-101017150753-phpapp01
Basesneurolgicas prbr-101017150753-phpapp01Basesneurolgicas prbr-101017150753-phpapp01
Basesneurolgicas prbr-101017150753-phpapp01
 
aula 4 crescimento e desenvolvimento.pptx
aula 4 crescimento e desenvolvimento.pptxaula 4 crescimento e desenvolvimento.pptx
aula 4 crescimento e desenvolvimento.pptx
 
DESENVOLVIMENTO HUMANO E CONTROLE MOTOR 0 A 6 MESES.pptx
DESENVOLVIMENTO HUMANO E CONTROLE MOTOR 0 A 6 MESES.pptxDESENVOLVIMENTO HUMANO E CONTROLE MOTOR 0 A 6 MESES.pptx
DESENVOLVIMENTO HUMANO E CONTROLE MOTOR 0 A 6 MESES.pptx
 
Prevenção, Diagnóstico e Tratamentos dos Transtornos Mentais da Infância e Ad...
Prevenção, Diagnóstico e Tratamentos dos Transtornos Mentais da Infância e Ad...Prevenção, Diagnóstico e Tratamentos dos Transtornos Mentais da Infância e Ad...
Prevenção, Diagnóstico e Tratamentos dos Transtornos Mentais da Infância e Ad...
 
apresentação anamnese.pptx
apresentação anamnese.pptxapresentação anamnese.pptx
apresentação anamnese.pptx
 
Desenvolvimento humano
Desenvolvimento humanoDesenvolvimento humano
Desenvolvimento humano
 
Tdah
TdahTdah
Tdah
 

Último

Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
JocelynNavarroBonta
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
AntHropológicas Visual PPGA-UFPE
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Falcão Brasil
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
Sandra Pratas
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
deboracorrea21
 
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdfPERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
EsterGabriiela1
 

Último (20)

Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
 
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdfPERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
 

Avaliacao da criança

  • 1. Avaliação do desenvolvimento neuropsicomotor Luiza Magalhães Professora auxiliar – neuropediatria Agosto/2012 Universidade Federal de Pelotas Faculdade de Medicina Departamento Materno Infantil Serviço de Pediatria e Puericultura Núcleo de neurodesenvolvimento
  • 2. Roteiro • Introdução e conceitos • Padrões normais de desenvolvimento nas idades-chave • Sinais de desenvolvimento patológico • Principais tipos e causas de atraso do DNPM
  • 3. Cérebro humano • 100 bilhões de neurônios, • Um número ainda maior de células gliais, • Organizados em uma vasta rede de conexões sinápticas, estimadas em 100 trilhões. • Regulados por genes específicos, mas que podem ser afetados por fatores ambientais. • Crescimento e o desenvolvimento do cérebro: complexo
  • 7. Avaliação do DNPM • Criança: ser em desenvolvimento • Passa de uma etapa para a outra • Cada uma  diferentes dados semióticos • Exame neurológico: deve ser adequado para cada momento evolutivo • Avaliação do DNPM: conhecimento de cada etapa
  • 8. Por que é importante estudar? • Aumento de crianças com atraso do desenvolvimento (sobrevida de prematuros extremos, diminuição da mortalidade infantil) • Há evidências de qto mais precoce o diagnóstico, e a intervenção, menor será o impacto na vida da criança. • Assistência preventiva= avaliação do desenvolvimento é essencial
  • 9. Crescimento significa aumento físico do corpo, medido em centímetros ou gramas; ele traduz o aumento em tamanho e número de células. O desenvolvimento é a capacidade do ser de realizar funções cada vez mais complexas; ele corresponde a termos como maturação e diferenciação celular Crescimento X Desenvolvimento
  • 10. • Desenvolvimento: processo complexo estrutural e funcional associado ao crescimento, maturação e aprendizagem. • Processo qualitativo • COMO MEDIR?
  • 11. O perímetro cefálico • Exame do crânio – Medidas: PC, DBA e DAP. – 12cm em 12 meses – O perímetro torácico ultrapassa o perímetro craniano por volta do quarto-quinto mês de vida. – Inspeção, palpação, ausculta
  • 14. Maneiras de avaliar o desenvolvimento • Escalas • História • Exame neurológico • ENE NÃO TEM COMO SER MEDIDO DIRETAMENTE
  • 15. Para RNP sim Para RNT sim Lactentes sim 2º e 3º anos sim 3 a 7 anos sim (ENE) Após não (desempenho escolar) Parâmetros neurológicos já estabelecidos:
  • 16. Escala de Denver II • Do nascimento aos 6 anos • TRIAGEM (não é teste de QI ou preditor para habilidades futuras) • Interessante usar em: crianças aparentemente normais, quando há alguma suspeita de alterações e crianças em risco • Compara a criança com outras da mesma idade
  • 18. História • Sempre questionar: 1. História familiar 2. História da gestação, do parto e do período neonatal 3. História médica pós natal 4. Contexto social e familiar 5. Marcos do desenvolvimento
  • 19. Marcos do desenvolvimento • “Idades chave” 1. RN 2. Lactente 3,6,9 ,12, 18 e 24 meses 3. Dos 3 aos 7 anos - ENE 4. Após – avaliação das funções corticais superiores + desempenho escolar
  • 20. Avaliação neurológica • Atitude • Tônus • Reflexos primitivos • Equilíbrio estático e dinâmico • Coordenação apendicular (dos membros) • Funções cerebrais superiores
  • 21. Desenvolvimento no 1º ano de vida • Estreita relação entre as funções que aparecem e desaparecem com a evolução estrutural do SNC (crânio-caudal) • Funções mais elementares vão paulatinamente sendo substituídas por funções hierarquicamente superiores
  • 23. Manifestações neurológicas • Permanentes – são constantes e praticamente não modificam, ex: reflexos incondicionados e sensibilidades primitivas. • Reflexas transitórias – desaparecem com a evolução e somente reaparecem em situações patológicas, ex: Moro, Magnus De Kleijn • Evolutivas – manifestações reflexas automáticas que desaparecem com a evolução para dar lugar à mesma atividade, porém de caráter voluntário, ex: sucção, preensão, apoio plantar, marcha reflexa.
  • 24. Recém nascido • TONO/REFLEXO PROFUNDOS: Hipertonia flexora dos 4 membros, hipotonia axial e hiper-reflexia profunda. • REFLEXOS PRIMITIVOS : todos estão presentes no RN a termo • FUNÇÕES CEREBRAIS SUPERIORES : Pode seguir objeto com os olhos, modulação sensitivo-sensorial, iniciando a corticalização
  • 26. Reflexos primitivos do RN • Marca do funcionamento cerebral subcortical • Fisiológicos nos primeiros meses e após patológico
  • 27. Recém nascido • Sistema inferior (extrapiramidal): maturação precoce e ascendente, inicia na 24ª semana, responsável pelo tônus postural e reflexos arcaicos • Sistema superior (piramidal): maturação mais tardia e descendente, responsável pela motricidade
  • 29. Reflexos tônicos -Reflexo tônico cervical -Reflexo da marcha -Reflexo de reptação São os primeiros a desaparecer Dão ao RN uma atitude assimétrica
  • 30. Reflexo de Moro Extensão e abdução dos membros superiores
  • 31. Reflexo de voracidade – qualquer coisa que toca na bochecha ou perto da boca da criança faz ele virar a cabeça na direção do estimulo Reflexo de preensão– o bebe pega forte em qualquer coisa que toca na palma dele, especialmente na região ulnar dela Reflexo plantar – a excitação leve da planta do recém nascido causa uma flexão plantar dos dedos
  • 32. Reflexo cutâneo plantar No RN, é extensor
  • 33. Idade corrigida • Lembrar que em bebês que nasceram prematuros, devemos utilizar a IDADE CORRIGIDA até os 2 anos. • 40 semanas - IG
  • 34. 3 meses • TONO/REFLEXOS PROFUNDOS: Iniciando hipotonia fisiológica. • REFLEXOS PRIMITIVOS: Presentes: sucção, Moro, mão-boca, preensão palmar, preensão plantar, cutâneo-plantar extensor – desapareceram: marcha reflexa, apoio plantar, reptação, tônico-cervical assimétrico . • EQUILÍBRIO ESTÁTICO: Firma o pescoço • EQUILÍBRIO DINÂMICO: Movimenta a cabeça . • COORDENAÇÃO APENDICULAR: Junta as duas mãos na linha média • FUNÇÕES CEREBRAIS SUPERIORES (audição/linguagem/gnosias): fixa o olhar, sorri socialmente, atende ao som com procura da fonte emissora e usa vogais (gorjeio)
  • 36. 6 meses • TONO/REFLEXOS PROFUNDOS: Hipotonia fisiológica importante e reflexos profundos semelhantes ao adulto. • REFLEXOS PRIMITIVOS: Presentes: preensão plantar, cutâneo plantar extensor; Desapareceram: sucção, preensão palmar, moro, mão-boca • EQUILÍBRIO ESTÁTICO: Senta com apoio, iniciando sem apoio • EQUILÍBRIO DINÂMICO: Muda de decúbito • COORDENAÇÃO APENDICULAR: Retira pano do rosto, preensão voluntária • FUNÇÕES CEREBRAIS SUPERIORES (audição/linguagem/gnosias): Atende pelo nome, demonstra estranheza diante de desconhecidos, localiza o som lateralmente, usa vogais associadas a consoantes (lalação)
  • 38. 9 meses • TONO/REFLEXOS PROFUNDOS: Hipotonia fisiológica em declínio. • REFLEXOS PRIMITIVOS: Presentes: preensão plantar e cutâneo plantar extensor em desparecimento • EQUILÍBRIO ESTÁTICO: Senta sem apoio e fica na posição de engatinhar • EQUILÍBRIO DINÂMICO: Engatinha e pode andar com apoio • COORDENAÇÃO APENDICULAR: Pega objetos em cada mão e troca, preensão manual de pinça superior em escada • FUNÇÕES CEREBRAIS SUPERIORES (audição/linguagem/gnosias): Localiza o som de forma indireta para cima e para baixo – Palavras de sílabas repetidas com significado (primeiras palavras) palavras-frase
  • 40. 12 meses • TONO/REFLEXOS PROFUNDOS: semelhantes ao do adulto • REFLEXOS PRIMITIVOS : Presentes: preensão plantar e cutâneo-plantar extensor em desaparecimento • EQUILÍBRIO ESTÁTICO : Em pé com apoio • EQUILÍBRIO DINÂMICO: Iniciando a marcha sem apoio • COORDENAÇÃO APENDICULAR: Pinça superior individualizada • FUNÇÕES CEREBRAIS SUPERIORES (audição/linguagem/gnosias): Localiza a fonte sonora direto para baixo e indireto para cima, usa palavras corretamente e produz jargão
  • 42. Segundo ano de vida 18 meses 24 meses Equilíbrio Estático Domina posição em pé Permanece em pé com pés juntos Equilíbrio Dinâmico Sobe escada com apoio Sobe e desce escada sem alternar os pés Coordenação das mãos Usa colher Torre 3 cubos Garatuja retilínea Torre com 6 cubos Garatujas circulares Chuta a bola Linguagem Palavras frases Pelo menos 10 palavras Frases com 2 + palavras 50 palavras Nomeia-se pelo prenome
  • 43. 3-7 anos - ENE • Introduzido em 1972 por Lefèvre e colaboradores • São 101 provas, divididas em 11 itens: Dominância lateral, Tônus muscular e Reflexos profundos, Equilíbrio Estático, Equilíbrio Dinâmico, Coordenação Apendicular, Coordenação Tronco-Membros, Sincinesias, Atividade Sensitiva Sensorial e Persistência Motora
  • 49. Controle de esfíncteres • 18 meses: Controle vesical diurno iniciando • 2 anos: Controle vesical diurno em consolidação e iniciando o vesical noturno e anal • 3 - 4 anos: Controle vesical diurno e anal consolidados, vesical noturno em consolidação • 5 anos: Controle completo vesical e anal
  • 50. Após 7 anos • Aperfeiçoamento funções já existentes  constituindo o aprendizado formal. • Pode-se utilizar a avaliação das funções corticais (memória, orientação, gnosias, praxias e linguagem) e a performance escolar.
  • 51. escola Espaço físico Pedagógico Corpo docente família Pais Interação pais- escola Rotina familiar criança Sensoriais Dças crônicas Psiquiátricos RM Neuropatologia (PC, epilepsia, TDAH e Transtornos de aprendizado) TRINÔMIO
  • 52. Os Sinais do Desenvolvimento Patológico • Quais: • manutenção dos reflexos arcaicos além do tempo, • alterações do perímetro cefálico, • não aquisição ou regressão dos marcos de desenvolvimento
  • 53. Atraso do DNPM • Etiologia 1. Genética (cromossômicas, EIM, malformações) 2. Pré natal (desnutrição, infecção, trauma) 3. Perinatal (asfixia, tocotrauma) 4. Pós natal (infecção, desnutrição, TCE) • Tipo 1. Predomínio motor (PC, hipotonia central, dças neuromusculares e ortopédicas) 2. Predomínio linguagem (hipoacusia, autismo) 3. Global (malformações, encefalopatias, cromossomopatias)
  • 54. Bibliografia recomendada • Rotta N, Fleming P; Desenvolvimento neurológico: avaliação evolutiva. Revista AMRIGS, Porto Alegre, 48 (3): 175-179, jul.-set. 2004 • Ferreira et al, Pediatria: diagnóstico e tratamento, Artmed, 2005 • Rotta et al, Transtornos da aprendizagem, Artmed, 2006 • Diament et al, Neurologia infantil, 5ª edição, 2010