SlideShare uma empresa Scribd logo
Cinesiologia e Biomecânica do
Complexo Articular do Cotovelo


Profº Frederico Rocha
Componentes ósseos

   Úmero
   Rádio
   Ulna




                     Cotovelo vista posterior
Articulações
    É uma articulação estruturalmente
     estável que contém três articulações
     dentro de uma única cápsula articular:


1.   Articulação Úmero-radial e Úmero-ulnar (do cotovelo,
     propriamente dita)
2.   Articulação Rádio-ulnar proximal
3.   Articulação Rádio-ulnar distal
Profº Frederico Rocha – fredrocha@ulbra-to.br
Cinesiologia e biomecanica do cotovelo
Complexo Articular do Cotovelo

                 1 grau de liberdade úmero-ulnar
Plano sagital:
   Flexão (145° ativa, 160° passiva)
   Extensão (relativa, 0-5°)
                 1 grau de liberdade na rádio-ulnar
Plano transverso:
   Pronação (80° )
   Supinação (90°)
Complexo Articular do Cotovelo
   Movimentos de rolamento e deslizamento

   Articulam-se:

        Tróclea do úmero na incisura troclear da ulna

        Capítulo do úmero na fóvea articular do rádio
Articulação Úmero-Ulnar

   Articulação em gínglimo – 1 grau de liberdade:

   Flexão (130-145° ativa e 160° passiva)

   Extensão (0-5°)
Articulações Radio-ulnares
                 proximal e distal

   Sindesmose (intermediária)
   Trocóide (proximal e distal): 1 grau de liberdade


   Supinação e pronação - rádio rola e desliza em relação à
    ulna

   ARCO DE MOVIMENTO: 90° para supinação e 80°– 90°
    para pronação, contados a partir da posição intermediária do
    antebraço.
Articulações Rádio-ulnares
     Proximal e Distal
Incisura radial       Incisura ulnar
Profº Frederico Rocha – fredrocha@ulbra-to.br
Articulações Rádio-ulnares
              Proximal e Distal
LIMITAÇÃO DE MOVIMENTO:


   Em supinação: tensão ligs. radio-ulnar palmar, lig. anular, ligs.
    colateral ulnar e radial


   Em pronação: tensão nos ligs. Radio-ulnar dorsal, contato ósseo
    distal, massas flexoras entre ossos, membrana “ enrola” na ulna
Limitação de
                      movimento




Extensão


    Flexão ativa e
       passiva
Profº Frederico Rocha – fredrocha@ulbra-to.br
Articulações Rádio-ulnares
            Proximal e Distal
SINDESMOSE:


   Membrana interóssea impede luxação do rádio quando em
    extensão de cotovelo.


   Membrana tensa quando em supino e prono e < tensão em
    intermediária, mas > congruência articular
Profº Frederico Rocha – fredrocha@ulbra-to.br
Cápsula Articular
   Cápsula frouxa que envolve ⇒ fossa do olécrano (no
    úmero) + olécrano e processo coronóide (na ulna) +
    ligamento anular (no rádio)


   ESTABILIDADE= ossos + ligamentos colaterais radial e
    ulnar
Profº Frederico Rocha – fredrocha@ulbra-to.br
Profº Frederico Rocha – fredrocha@ulbra-to.br
Estabilidade ligamentar



ligamento anular + membrana interóssea + ligamentos rádio-ulnar
dorsal e palmar + lig. ulno-cárpico palmar e dorsal+ lig. rádio-
cápico palmar e dorsal
MÚSCULOS DO COTOVELO
   M. bíceps braquial porção longa (1) e curta (2): contribuem para a flexão
    quando o antebraço está supinado. Pouca ação na flexão do cotovelo
    quando o antebraço está pronado. Com carga e velocidade cada vez maior,
    no entanto, o bíceps atua mesmo com pronação do antebraço.


   M. braquial (3) é o motor primário da flexão de cotovelo, sendo ele
    igualmente efetivo em qualquer posição do cotovelo: pronação ou
    supinação, uma vez que sua inserção é no processo coronóide da ulna.
Cinesiologia e biomecanica do cotovelo
MÚSCULOS DO COTOVELO

    M. braquiorradial (4): quando o antebraço está em posição
     neutra (entre as posições de supinação e pronação máximas),
     o músculo mais efetivo para flexão de cotovelo é o
     braquiorradial
    M. pronador redondo (5): quando a pronação é rápida e
     resistida, esse músculo auxilia o pronador quadrado na
     pronação do antebraço. Traciona o rádio e o roda sobre a ulna.
Cinesiologia e biomecanica do cotovelo
Cinesiologia e biomecanica do cotovelo
MÚSCULOS DO COTOVELO

   M. tríceps braquial porção longa (1), lateral (2) e medial: Ambos
    os tríceps e o ancôneo são extensores do cotovelo, o tríceps e de
    longe o mais potente dos dois.


   M. ancôneo (3): auxilia na extensão do cotovelo.
Cinesiologia e biomecanica do cotovelo
Cinesiologia e biomecanica do cotovelo
MÚSCULOS DO COTOVELO

   M. pronador quadrado (3): é o principal pronador do antebraço


   M. pronador redondo (2)


   M. supinador (1): é o principal músculo supinador do
    antebraço, e quando o cotovelo está em flexão, a tensão no
    supinador diminui e o bíceps do braço auxilia na supinação.
    Rola o rádio sobre si mesmo.
Cinesiologia e biomecanica do cotovelo
Estabilidade Articular do Cotovelo


1. Lig. colateral ulnar
2. Lig. colateral radial
3. m. tríceps do braço
4. m. bíceps do braço
5. m. braquial
6.m. pronador redondo
7. mm. extensores C
                           Co-contração:
8. mm. flexores C          pressionam a cápsula >
                           estabilidade

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Patologias da Coluna Vertebral
Patologias da Coluna VertebralPatologias da Coluna Vertebral
Patologias da Coluna Vertebral
Caio Gonçalves de Souza
 
Aula de exame fisico do cotovelo e epicondilite
Aula de exame fisico do cotovelo e epicondiliteAula de exame fisico do cotovelo e epicondilite
Aula de exame fisico do cotovelo e epicondilite
Mauricio Fabiani
 
Testes especiais de coluna lombar e pelve em Fisioterapia
Testes especiais de coluna lombar e pelve em FisioterapiaTestes especiais de coluna lombar e pelve em Fisioterapia
Testes especiais de coluna lombar e pelve em Fisioterapia
Fisioterapeuta
 
Coluna cervical
Coluna cervicalColuna cervical
Coluna cervical
Natha Fisioterapia
 
Apostila cinesiologia e biomecânica
Apostila cinesiologia e biomecânicaApostila cinesiologia e biomecânica
Apostila cinesiologia e biomecânica
Marcus Prof
 
Aula 10_Biomecanica e Cinesiologia ombro, cotovelo, punho e dedos - 3 horas.pdf
Aula 10_Biomecanica e Cinesiologia ombro, cotovelo, punho e dedos - 3 horas.pdfAula 10_Biomecanica e Cinesiologia ombro, cotovelo, punho e dedos - 3 horas.pdf
Aula 10_Biomecanica e Cinesiologia ombro, cotovelo, punho e dedos - 3 horas.pdf
ssuser7da808
 
Dor em Membros Superiores
Dor em Membros SuperioresDor em Membros Superiores
Dor em Membros Superiores
pauloalambert
 
Avaliação respiratória
Avaliação respiratóriaAvaliação respiratória
Avaliação respiratória
resenfe2013
 
Avaliacao sensorial, funcao motora, coordenacao e marcha
Avaliacao sensorial, funcao motora, coordenacao e marchaAvaliacao sensorial, funcao motora, coordenacao e marcha
Avaliacao sensorial, funcao motora, coordenacao e marcha
Natha Fisioterapia
 
Reflexos
ReflexosReflexos
Reflexos
pauloalambert
 
Cotovelo
CotoveloCotovelo
ESCALA DE EQUILÍBRIO DE BERG e ESCALA DE MOBILIDADE E EQUILÍBRIO DE TINETTI
ESCALA DE EQUILÍBRIO DE BERG e ESCALA DE MOBILIDADE E EQUILÍBRIO DE TINETTIESCALA DE EQUILÍBRIO DE BERG e ESCALA DE MOBILIDADE E EQUILÍBRIO DE TINETTI
ESCALA DE EQUILÍBRIO DE BERG e ESCALA DE MOBILIDADE E EQUILÍBRIO DE TINETTI
Renan Malaquias
 
Cotovelo e antebraço
Cotovelo e antebraçoCotovelo e antebraço
Cotovelo e antebraço
paraiba1974
 
Complexo articular do ombro
Complexo articular do ombroComplexo articular do ombro
Complexo articular do ombro
Natha Fisioterapia
 
Cinésiologia parte 1
Cinésiologia parte 1Cinésiologia parte 1
Cinésiologia parte 1
Kall4p Panthers
 
Anatomia Palpatória do quadril e da região gúltea
Anatomia Palpatória do quadril e da região gúlteaAnatomia Palpatória do quadril e da região gúltea
Anatomia Palpatória do quadril e da região gúltea
Guerno Yoshio
 
Coordenação motora
Coordenação motoraCoordenação motora
Coordenação motora
pauloalambert
 
Fraturas do Anel Pélvico
Fraturas do Anel Pélvico Fraturas do Anel Pélvico
Fraturas do Anel Pélvico
Omar Mohamad Abdallah
 
Aula 1 anamese
Aula 1 anameseAula 1 anamese
Aula 1 anamese
Fernanda Francalin
 
Punho e mao
Punho e maoPunho e mao
Punho e mao
Natha Fisioterapia
 

Mais procurados (20)

Patologias da Coluna Vertebral
Patologias da Coluna VertebralPatologias da Coluna Vertebral
Patologias da Coluna Vertebral
 
Aula de exame fisico do cotovelo e epicondilite
Aula de exame fisico do cotovelo e epicondiliteAula de exame fisico do cotovelo e epicondilite
Aula de exame fisico do cotovelo e epicondilite
 
Testes especiais de coluna lombar e pelve em Fisioterapia
Testes especiais de coluna lombar e pelve em FisioterapiaTestes especiais de coluna lombar e pelve em Fisioterapia
Testes especiais de coluna lombar e pelve em Fisioterapia
 
Coluna cervical
Coluna cervicalColuna cervical
Coluna cervical
 
Apostila cinesiologia e biomecânica
Apostila cinesiologia e biomecânicaApostila cinesiologia e biomecânica
Apostila cinesiologia e biomecânica
 
Aula 10_Biomecanica e Cinesiologia ombro, cotovelo, punho e dedos - 3 horas.pdf
Aula 10_Biomecanica e Cinesiologia ombro, cotovelo, punho e dedos - 3 horas.pdfAula 10_Biomecanica e Cinesiologia ombro, cotovelo, punho e dedos - 3 horas.pdf
Aula 10_Biomecanica e Cinesiologia ombro, cotovelo, punho e dedos - 3 horas.pdf
 
Dor em Membros Superiores
Dor em Membros SuperioresDor em Membros Superiores
Dor em Membros Superiores
 
Avaliação respiratória
Avaliação respiratóriaAvaliação respiratória
Avaliação respiratória
 
Avaliacao sensorial, funcao motora, coordenacao e marcha
Avaliacao sensorial, funcao motora, coordenacao e marchaAvaliacao sensorial, funcao motora, coordenacao e marcha
Avaliacao sensorial, funcao motora, coordenacao e marcha
 
Reflexos
ReflexosReflexos
Reflexos
 
Cotovelo
CotoveloCotovelo
Cotovelo
 
ESCALA DE EQUILÍBRIO DE BERG e ESCALA DE MOBILIDADE E EQUILÍBRIO DE TINETTI
ESCALA DE EQUILÍBRIO DE BERG e ESCALA DE MOBILIDADE E EQUILÍBRIO DE TINETTIESCALA DE EQUILÍBRIO DE BERG e ESCALA DE MOBILIDADE E EQUILÍBRIO DE TINETTI
ESCALA DE EQUILÍBRIO DE BERG e ESCALA DE MOBILIDADE E EQUILÍBRIO DE TINETTI
 
Cotovelo e antebraço
Cotovelo e antebraçoCotovelo e antebraço
Cotovelo e antebraço
 
Complexo articular do ombro
Complexo articular do ombroComplexo articular do ombro
Complexo articular do ombro
 
Cinésiologia parte 1
Cinésiologia parte 1Cinésiologia parte 1
Cinésiologia parte 1
 
Anatomia Palpatória do quadril e da região gúltea
Anatomia Palpatória do quadril e da região gúlteaAnatomia Palpatória do quadril e da região gúltea
Anatomia Palpatória do quadril e da região gúltea
 
Coordenação motora
Coordenação motoraCoordenação motora
Coordenação motora
 
Fraturas do Anel Pélvico
Fraturas do Anel Pélvico Fraturas do Anel Pélvico
Fraturas do Anel Pélvico
 
Aula 1 anamese
Aula 1 anameseAula 1 anamese
Aula 1 anamese
 
Punho e mao
Punho e maoPunho e mao
Punho e mao
 

Semelhante a Cinesiologia e biomecanica do cotovelo

Musculatura membro superior e inferior
Musculatura membro superior e inferiorMusculatura membro superior e inferior
Musculatura membro superior e inferior
Ivy Nora
 
Anatomia i apendicular superior miologia
Anatomia i   apendicular superior miologiaAnatomia i   apendicular superior miologia
Anatomia i apendicular superior miologia
Rafael Fontoura
 
Aula vii. coluna vertebral. part.ii
Aula vii. coluna vertebral. part.iiAula vii. coluna vertebral. part.ii
Aula vii. coluna vertebral. part.ii
fernando
 
Membros superiores
Membros superiores Membros superiores
Membros superiores
Bianca Oliveira Tst
 
Apostila provas musculares mmss
Apostila provas musculares mmssApostila provas musculares mmss
Apostila provas musculares mmss
Jaiani Iacha
 
Aula ombro [modo de compatibilidade]
Aula ombro [modo de compatibilidade]Aula ombro [modo de compatibilidade]
Aula ombro [modo de compatibilidade]
Natha Fisioterapia
 
Aula 3 c inesiologia do cotovelo
Aula 3    c inesiologia do cotoveloAula 3    c inesiologia do cotovelo
Aula 3 c inesiologia do cotovelo
Rodrigo Medina
 
Introdução (1)
Introdução (1)Introdução (1)
Introdução (1)
Gabriela Nunes
 
ANATOMIA E CINESIOLOGIA DO OMBRO.pptx
ANATOMIA E CINESIOLOGIA DO OMBRO.pptxANATOMIA E CINESIOLOGIA DO OMBRO.pptx
ANATOMIA E CINESIOLOGIA DO OMBRO.pptx
SergioTeixeiradeSouz
 
Apostila cinesiologia do ombro
Apostila   cinesiologia do ombroApostila   cinesiologia do ombro
Apostila cinesiologia do ombro
Leonardo Santos
 
Modulo 15
Modulo 15Modulo 15
Modulo 15
SemioOrto
 
Siatema muscular
Siatema muscularSiatema muscular
Siatema muscular
Evandro Ceranto
 
Aula Científica Sobre Posicionamento para Série de Rizartrose
Aula Científica Sobre Posicionamento para Série de RizartroseAula Científica Sobre Posicionamento para Série de Rizartrose
Aula Científica Sobre Posicionamento para Série de Rizartrose
Robson Rocha
 
Articulações e seus movimentos
Articulações e seus movimentosArticulações e seus movimentos
Articulações e seus movimentos
Jose Roberto Coccki
 
Artrologia
ArtrologiaArtrologia
Artrologia
marciaelias
 
Músculos do membro superior
Músculos do membro superiorMúsculos do membro superior
Músculos do membro superior
Karol Sobrenome
 
Biomecanica do pé e tornozelo
Biomecanica do pé e tornozeloBiomecanica do pé e tornozelo
Biomecanica do pé e tornozelo
washington carlos vieira
 
Cinesiologia e biomecânica do Ombro
Cinesiologia e biomecânica do OmbroCinesiologia e biomecânica do Ombro
Cinesiologia e biomecânica do Ombro
João Luiz Pandolphi
 
Terminologia de planos e eixos corporais
Terminologia de planos e eixos corporaisTerminologia de planos e eixos corporais
Terminologia de planos e eixos corporais
Cristiane Dias
 
Punho e mão cinesiologia e biomecânica uma análise conceitual
Punho e mão cinesiologia e biomecânica uma análise conceitualPunho e mão cinesiologia e biomecânica uma análise conceitual
Punho e mão cinesiologia e biomecânica uma análise conceitual
yan1305goncalves
 

Semelhante a Cinesiologia e biomecanica do cotovelo (20)

Musculatura membro superior e inferior
Musculatura membro superior e inferiorMusculatura membro superior e inferior
Musculatura membro superior e inferior
 
Anatomia i apendicular superior miologia
Anatomia i   apendicular superior miologiaAnatomia i   apendicular superior miologia
Anatomia i apendicular superior miologia
 
Aula vii. coluna vertebral. part.ii
Aula vii. coluna vertebral. part.iiAula vii. coluna vertebral. part.ii
Aula vii. coluna vertebral. part.ii
 
Membros superiores
Membros superiores Membros superiores
Membros superiores
 
Apostila provas musculares mmss
Apostila provas musculares mmssApostila provas musculares mmss
Apostila provas musculares mmss
 
Aula ombro [modo de compatibilidade]
Aula ombro [modo de compatibilidade]Aula ombro [modo de compatibilidade]
Aula ombro [modo de compatibilidade]
 
Aula 3 c inesiologia do cotovelo
Aula 3    c inesiologia do cotoveloAula 3    c inesiologia do cotovelo
Aula 3 c inesiologia do cotovelo
 
Introdução (1)
Introdução (1)Introdução (1)
Introdução (1)
 
ANATOMIA E CINESIOLOGIA DO OMBRO.pptx
ANATOMIA E CINESIOLOGIA DO OMBRO.pptxANATOMIA E CINESIOLOGIA DO OMBRO.pptx
ANATOMIA E CINESIOLOGIA DO OMBRO.pptx
 
Apostila cinesiologia do ombro
Apostila   cinesiologia do ombroApostila   cinesiologia do ombro
Apostila cinesiologia do ombro
 
Modulo 15
Modulo 15Modulo 15
Modulo 15
 
Siatema muscular
Siatema muscularSiatema muscular
Siatema muscular
 
Aula Científica Sobre Posicionamento para Série de Rizartrose
Aula Científica Sobre Posicionamento para Série de RizartroseAula Científica Sobre Posicionamento para Série de Rizartrose
Aula Científica Sobre Posicionamento para Série de Rizartrose
 
Articulações e seus movimentos
Articulações e seus movimentosArticulações e seus movimentos
Articulações e seus movimentos
 
Artrologia
ArtrologiaArtrologia
Artrologia
 
Músculos do membro superior
Músculos do membro superiorMúsculos do membro superior
Músculos do membro superior
 
Biomecanica do pé e tornozelo
Biomecanica do pé e tornozeloBiomecanica do pé e tornozelo
Biomecanica do pé e tornozelo
 
Cinesiologia e biomecânica do Ombro
Cinesiologia e biomecânica do OmbroCinesiologia e biomecânica do Ombro
Cinesiologia e biomecânica do Ombro
 
Terminologia de planos e eixos corporais
Terminologia de planos e eixos corporaisTerminologia de planos e eixos corporais
Terminologia de planos e eixos corporais
 
Punho e mão cinesiologia e biomecânica uma análise conceitual
Punho e mão cinesiologia e biomecânica uma análise conceitualPunho e mão cinesiologia e biomecânica uma análise conceitual
Punho e mão cinesiologia e biomecânica uma análise conceitual
 

Mais de Claudio Pereira

Regras para o campeonato de supino para reps "Força para o Bem"
Regras para o campeonato de supino para reps "Força para o Bem"Regras para o campeonato de supino para reps "Força para o Bem"
Regras para o campeonato de supino para reps "Força para o Bem"
Claudio Pereira
 
The brazilian strength insanity decathlon
The brazilian strength insanity decathlonThe brazilian strength insanity decathlon
The brazilian strength insanity decathlon
Claudio Pereira
 
The brazilian strength insanity decathlon
The brazilian strength insanity decathlonThe brazilian strength insanity decathlon
The brazilian strength insanity decathlon
Claudio Pereira
 
The pull in_olympic_weightlifting__short_-_compresses_
The pull in_olympic_weightlifting__short_-_compresses_The pull in_olympic_weightlifting__short_-_compresses_
The pull in_olympic_weightlifting__short_-_compresses_
Claudio Pereira
 
Muscular flexibility
Muscular flexibilityMuscular flexibility
Muscular flexibility
Claudio Pereira
 
Glândulas endócrinas
Glândulas endócrinasGlândulas endócrinas
Glândulas endócrinas
Claudio Pereira
 
Avaliação indireta do vo2 max
Avaliação indireta do vo2 maxAvaliação indireta do vo2 max
Avaliação indireta do vo2 max
Claudio Pereira
 
Muscle tissue
Muscle tissueMuscle tissue
Muscle tissue
Claudio Pereira
 
Ipl rule book
Ipl rule bookIpl rule book
Ipl rule book
Claudio Pereira
 
Emagrecimento e-treinamento-julio-cesar-papeschi
Emagrecimento e-treinamento-julio-cesar-papeschiEmagrecimento e-treinamento-julio-cesar-papeschi
Emagrecimento e-treinamento-julio-cesar-papeschi
Claudio Pereira
 
Nutricao esportiva
Nutricao esportivaNutricao esportiva
Nutricao esportiva
Claudio Pereira
 
Livro de regras wpc anf
Livro de regras wpc anfLivro de regras wpc anf
Livro de regras wpc anf
Claudio Pereira
 
The pull in_olympic_weightlifting__short_-_compresses_
The pull in_olympic_weightlifting__short_-_compresses_The pull in_olympic_weightlifting__short_-_compresses_
The pull in_olympic_weightlifting__short_-_compresses_
Claudio Pereira
 
Exercícios Pliométricos
Exercícios PliométricosExercícios Pliométricos
Exercícios Pliométricos
Claudio Pereira
 
Biomecânica - Músculos
Biomecânica - Músculos Biomecânica - Músculos
Biomecânica - Músculos
Claudio Pereira
 
treinamento neuromuscular
treinamento neuromusculartreinamento neuromuscular
treinamento neuromuscular
Claudio Pereira
 
Cinesiologia da musculação
Cinesiologia da musculaçãoCinesiologia da musculação
Cinesiologia da musculação
Claudio Pereira
 
Amidos modificados
Amidos modificados Amidos modificados
Amidos modificados
Claudio Pereira
 
Adaptações do sistema neuromuscular ao treinamento
Adaptações do sistema neuromuscular ao treinamentoAdaptações do sistema neuromuscular ao treinamento
Adaptações do sistema neuromuscular ao treinamento
Claudio Pereira
 

Mais de Claudio Pereira (19)

Regras para o campeonato de supino para reps "Força para o Bem"
Regras para o campeonato de supino para reps "Força para o Bem"Regras para o campeonato de supino para reps "Força para o Bem"
Regras para o campeonato de supino para reps "Força para o Bem"
 
The brazilian strength insanity decathlon
The brazilian strength insanity decathlonThe brazilian strength insanity decathlon
The brazilian strength insanity decathlon
 
The brazilian strength insanity decathlon
The brazilian strength insanity decathlonThe brazilian strength insanity decathlon
The brazilian strength insanity decathlon
 
The pull in_olympic_weightlifting__short_-_compresses_
The pull in_olympic_weightlifting__short_-_compresses_The pull in_olympic_weightlifting__short_-_compresses_
The pull in_olympic_weightlifting__short_-_compresses_
 
Muscular flexibility
Muscular flexibilityMuscular flexibility
Muscular flexibility
 
Glândulas endócrinas
Glândulas endócrinasGlândulas endócrinas
Glândulas endócrinas
 
Avaliação indireta do vo2 max
Avaliação indireta do vo2 maxAvaliação indireta do vo2 max
Avaliação indireta do vo2 max
 
Muscle tissue
Muscle tissueMuscle tissue
Muscle tissue
 
Ipl rule book
Ipl rule bookIpl rule book
Ipl rule book
 
Emagrecimento e-treinamento-julio-cesar-papeschi
Emagrecimento e-treinamento-julio-cesar-papeschiEmagrecimento e-treinamento-julio-cesar-papeschi
Emagrecimento e-treinamento-julio-cesar-papeschi
 
Nutricao esportiva
Nutricao esportivaNutricao esportiva
Nutricao esportiva
 
Livro de regras wpc anf
Livro de regras wpc anfLivro de regras wpc anf
Livro de regras wpc anf
 
The pull in_olympic_weightlifting__short_-_compresses_
The pull in_olympic_weightlifting__short_-_compresses_The pull in_olympic_weightlifting__short_-_compresses_
The pull in_olympic_weightlifting__short_-_compresses_
 
Exercícios Pliométricos
Exercícios PliométricosExercícios Pliométricos
Exercícios Pliométricos
 
Biomecânica - Músculos
Biomecânica - Músculos Biomecânica - Músculos
Biomecânica - Músculos
 
treinamento neuromuscular
treinamento neuromusculartreinamento neuromuscular
treinamento neuromuscular
 
Cinesiologia da musculação
Cinesiologia da musculaçãoCinesiologia da musculação
Cinesiologia da musculação
 
Amidos modificados
Amidos modificados Amidos modificados
Amidos modificados
 
Adaptações do sistema neuromuscular ao treinamento
Adaptações do sistema neuromuscular ao treinamentoAdaptações do sistema neuromuscular ao treinamento
Adaptações do sistema neuromuscular ao treinamento
 

Cinesiologia e biomecanica do cotovelo

  • 1. Cinesiologia e Biomecânica do Complexo Articular do Cotovelo Profº Frederico Rocha
  • 2. Componentes ósseos  Úmero  Rádio  Ulna Cotovelo vista posterior
  • 3. Articulações  É uma articulação estruturalmente estável que contém três articulações dentro de uma única cápsula articular: 1. Articulação Úmero-radial e Úmero-ulnar (do cotovelo, propriamente dita) 2. Articulação Rádio-ulnar proximal 3. Articulação Rádio-ulnar distal
  • 4. Profº Frederico Rocha – fredrocha@ulbra-to.br
  • 6. Complexo Articular do Cotovelo 1 grau de liberdade úmero-ulnar Plano sagital:  Flexão (145° ativa, 160° passiva)  Extensão (relativa, 0-5°) 1 grau de liberdade na rádio-ulnar Plano transverso:  Pronação (80° )  Supinação (90°)
  • 7. Complexo Articular do Cotovelo  Movimentos de rolamento e deslizamento  Articulam-se: Tróclea do úmero na incisura troclear da ulna Capítulo do úmero na fóvea articular do rádio
  • 8. Articulação Úmero-Ulnar  Articulação em gínglimo – 1 grau de liberdade:  Flexão (130-145° ativa e 160° passiva)  Extensão (0-5°)
  • 9. Articulações Radio-ulnares proximal e distal  Sindesmose (intermediária)  Trocóide (proximal e distal): 1 grau de liberdade  Supinação e pronação - rádio rola e desliza em relação à ulna  ARCO DE MOVIMENTO: 90° para supinação e 80°– 90° para pronação, contados a partir da posição intermediária do antebraço.
  • 10. Articulações Rádio-ulnares Proximal e Distal Incisura radial Incisura ulnar
  • 11. Profº Frederico Rocha – fredrocha@ulbra-to.br
  • 12. Articulações Rádio-ulnares Proximal e Distal LIMITAÇÃO DE MOVIMENTO:  Em supinação: tensão ligs. radio-ulnar palmar, lig. anular, ligs. colateral ulnar e radial  Em pronação: tensão nos ligs. Radio-ulnar dorsal, contato ósseo distal, massas flexoras entre ossos, membrana “ enrola” na ulna
  • 13. Limitação de movimento Extensão Flexão ativa e passiva
  • 14. Profº Frederico Rocha – fredrocha@ulbra-to.br
  • 15. Articulações Rádio-ulnares Proximal e Distal SINDESMOSE:  Membrana interóssea impede luxação do rádio quando em extensão de cotovelo.  Membrana tensa quando em supino e prono e < tensão em intermediária, mas > congruência articular
  • 16. Profº Frederico Rocha – fredrocha@ulbra-to.br
  • 17. Cápsula Articular  Cápsula frouxa que envolve ⇒ fossa do olécrano (no úmero) + olécrano e processo coronóide (na ulna) + ligamento anular (no rádio)  ESTABILIDADE= ossos + ligamentos colaterais radial e ulnar
  • 18. Profº Frederico Rocha – fredrocha@ulbra-to.br
  • 19. Profº Frederico Rocha – fredrocha@ulbra-to.br
  • 20. Estabilidade ligamentar ligamento anular + membrana interóssea + ligamentos rádio-ulnar dorsal e palmar + lig. ulno-cárpico palmar e dorsal+ lig. rádio- cápico palmar e dorsal
  • 21. MÚSCULOS DO COTOVELO  M. bíceps braquial porção longa (1) e curta (2): contribuem para a flexão quando o antebraço está supinado. Pouca ação na flexão do cotovelo quando o antebraço está pronado. Com carga e velocidade cada vez maior, no entanto, o bíceps atua mesmo com pronação do antebraço.  M. braquial (3) é o motor primário da flexão de cotovelo, sendo ele igualmente efetivo em qualquer posição do cotovelo: pronação ou supinação, uma vez que sua inserção é no processo coronóide da ulna.
  • 23. MÚSCULOS DO COTOVELO  M. braquiorradial (4): quando o antebraço está em posição neutra (entre as posições de supinação e pronação máximas), o músculo mais efetivo para flexão de cotovelo é o braquiorradial  M. pronador redondo (5): quando a pronação é rápida e resistida, esse músculo auxilia o pronador quadrado na pronação do antebraço. Traciona o rádio e o roda sobre a ulna.
  • 26. MÚSCULOS DO COTOVELO  M. tríceps braquial porção longa (1), lateral (2) e medial: Ambos os tríceps e o ancôneo são extensores do cotovelo, o tríceps e de longe o mais potente dos dois.  M. ancôneo (3): auxilia na extensão do cotovelo.
  • 29. MÚSCULOS DO COTOVELO  M. pronador quadrado (3): é o principal pronador do antebraço  M. pronador redondo (2)  M. supinador (1): é o principal músculo supinador do antebraço, e quando o cotovelo está em flexão, a tensão no supinador diminui e o bíceps do braço auxilia na supinação. Rola o rádio sobre si mesmo.
  • 31. Estabilidade Articular do Cotovelo 1. Lig. colateral ulnar 2. Lig. colateral radial 3. m. tríceps do braço 4. m. bíceps do braço 5. m. braquial 6.m. pronador redondo 7. mm. extensores C Co-contração: 8. mm. flexores C pressionam a cápsula > estabilidade