SlideShare uma empresa Scribd logo
1
Agrupamento das escolas de Santa Maria Da Feira
Escola Secundaria de Santa Maria Da Feira
Curso de Ciências e Tecnologias
Ano Lectivo: 2014/2015
Trabalho teórico individual: Alimentação do Estudantes
Aluna: Ana Sofia Dias Gomes
Número: 3 Ano: 10º Turma: A
Professor: Óscar Joaquim Sá Ferreira
Trabalho realizado no âmbito da disciplina de Educação
Física
2
Tópicos fundamentais a apresentar:
 Crítica genérica à alimentação dos estudantes.
 A anorexia e a bulimia (pequeno comentário).
 A moda e a publicidade - “Manequins” – jovens magras.
 Relação directa entre a deficiente alimentação e o trabalho diurno escolar.
 Comentar a firmação: “Muitos jovens não vão à cantina escolar,
preferindo os bares e o Fastfood.”
1.Crítica genérica à alimentação dos estudantes
 A família, a escola, os amigos e as publicidades potencializam e contribuem para
o desenvolvimento dos hábitos alimentares, pois é a sociedade que interage na
formação de cada indivíduo em vários âmbitos da vida.
Lanches, fast food ou congelados prontos? Essa é, na maioria dos casos, a rotina
da maioria dos estudantes. E por preguiça, falta de tempo ou de afinidade com
as panelas, acabam optando por pratos prontos. Estas refeições até podem ser
mais práticas, mas muitas vezes detonam a saúde e a dieta de qualquer um.
Um dos grandes desafios para muitos jovens que possuem uma rotina de
estudo, é manter uma alimentação saudável. Por falta de tempo, muitos
estudantes acabam fazendo as refeições fora de casa e consumindo muitos
lanches rápidos no dia-a-dia. Por isso, é preciso ter bastante atenção, uma vez
que os alimentos ingeridos influenciam directamente no desempenho das
funções exercidas pelos jovens. A falta de vitaminas e nutrientes minerais pode
causar doenças graves.
Hoje em dia, são poucos os que reflectem na sua alimentação, o aspecto da
comida é muito mais importante para uns do que as consequências que eles
trazem. Uma maça comparada com um pudim, para um estudante este escolhe
obviamente o pudim como sobremesa uma vez que, é mais saboroso e doce.
Esta comparação permite-nos reconhecer que os alimentos rápidos, doces,
picantes, não saudáveis são a escolha principal de um estudante.
Criticar esta alimentação não seria adequado para mim, visto que até eu me
alimento desta forma, mas tenho plena consciência do que me possa acontecer.
Assim como eu sei, todos sabem o mal que nos traz este tipo de alimentação,
mas não é por isso que deixamos comer desta forma, é algo que já está presente
em nós, (temos mais olho que barriga).
3
2.A anorexia e a bulimia (pequeno comentário)
 O estado nutricional das crianças e dos adolescentes é de grande importância para seu
crescimento e desenvolvimento, tanto físico como intelectual. O desenvolvimento da
criança pode ser prejudicado, quando seus pais não recebem orientação de médicos,
enfermeiras, nutricionistas, auxiliares de enfermagem, psicólogos e assistentes sociais.
A Anorexia é um distúrbio alimentar em que a pessoa, mesmo sendo magra ou tendo
um peso normal passa a considerar-se muito gorda e começa a comer cada vez menos,
preocupa-se exageradamente com o peso corporal. A anorexia afecta muito mais
pessoas jovens (entre 15 a 25 anos), e do sexo feminino (90% dos casos ocorrem em
mulheres).
Surge essencialmente por motivos de aceitação social, por não gostarem da forma do
seu corpo, por quererem ser perfeitas (magras comparativamente com as modelos), ou
por algum trauma ou transtorno da infância. Vomitarem até à exaustão e deixarem de
comer ao ponto de estarem constantemente fracas, semforça nenhuma e não existir
qualquer músculo no corpo, apenas pele e osso, são duas das várias consequências.
Este tipo de doença é muito delicada porque resume-se ao aspecto psicológico de cada
um, tratar e ajudar indivíduos anorécticos é uma situação difícil, (visto que isto causa
faltas de sono, uma deficiência ao nível do paladar, transfiguração do corpo, etc.) e
deve ser feita com o apoio familiar, de médico, terapeutas, psicólogos e amigos, uma
vez que é necessário a capacidade de coragem para lutar por si e mudar o seu ser,
tanto interior como exterior.
4
Como contraponto à diminuição da desnutrição infantil entre crianças e adolescentes, observou-
se também, ao longo dos anos, um crescimento da obesidade nessa população, porém em uma
proporção bem maior, ou seja, o número de crianças e adolescentes com peso acima do ideal
cresceu muito mais que a queda da desnutrição.
A obesidade é uma doença crónica que se caracteriza pelo acumular de gordura corporal, e esta
pode atingir graus capazes de afectar gravemente a saúde e até levar à morte. Uma pessoa pode
ser definida como obesa quando o seu peso corpóreo supera 20% do peso considerado ideal.
A principal causa da Obesidade é os sucessivos balanços energéticos, emque a quantidade de
energia ingerida é superior à quantidade de energia despendida. A alimentação feita de forma
rápida, com barulho e em frente à televisão contribui para comer muito mais que o necessário,
de maneira pouco prazerosa e semdegustar devidamente os alimentos. Brincadeiras ligadas ao
computador e vídeo jogos são dos principais factores.
A obesidade nas crianças e adolescentes surge pela presença de obesidade nos pais, por motivos
psicológicos, provavelmente por mudanças nos seus ciclos de vida, por factores olfactativos ou
visuais, por factores culturais, ou por publicidades. A maioria dos jovens de hoje, alimenta-se
maioritariamente por Fast food (comida rápida), que é o consumo de refeições que podem ser
preparadas e servidas em um intervalo pequeno de tempo, como os hambúrgueres, pizzas,
batatas fritas, entre outros. Num mundo acelerado como o nosso, qualquer coisa que nos
ofereça conforto e adequação a baixo custo, tem futuro garantido.
A obesidade é um perigo para a saúde, para além de trazer consequências graves, como deixar
de respirar e o fígado deixar de funcionar, também esta doença provoca os insultos e o gozo,
denominado por bullying. Enquanto se é jovem, o bullying derivado da obesidade é maldoso e
irracional, leva os jovens ao extremo como a morte, pois têm dificuldades em suportar todas as
críticas, humilhações, desprezos e insultos por parte dos outros. Esta situação provoca por vezes
a continuação da ingestão de alimentos não saudáveis (fast-food) agravando ainda mais os
problemas. A actividade física nestes indivíduos reduz a quantidade de gorduras nos tecidos e a
eficácia de nutrientes no organismo, simultaneamente com uma alimentação adequada.
Jovens com esta doença necessitamde alguémque lhes encaminhe na vida saudável para uma
qualidade de vida melhor, como nutricionistas, psicólogos para ajudar nos problemas a nível
mental, físico e psicológico, e o mais importante, o apoio dos familiares e amigos, para estas
crianças e adolescentes se sentirem que afinal têm alguém, e sentirem-se capazes de lutar por
um estilo de vida melhor.
5
3.A moda e a publicidade - “Manequins” (jovens
magras)
 A publicidade e a moda são algo que está sempre presente na vida dos jovens, e
com o passar do tempo estas influenciam cada vez mais a alimentação de cada
indivíduo.
A publicidade é uma das principais formas de se divulgar produtos e o seu papel
é tornar o produto anunciado algo mais desejado e necessário. Muitas vezes,
para conseguir esse resultado, a propaganda tenta passar a ideia de sucesso e
modernidade ao produto que está sendo divulgado. Uma das principais formas
de divulgá-los para a população é por meio da propaganda em rádio, televisão,
revista, entre outros, que acabam por nos influenciar.
São situações como estas que influenciam cada indivíduo a comer:
 Encantar-se ao ver o super-herói favorito a anunciar uns cereais.
 Interessar-se pelas novas bolachas recheadas da propaganda, que vem em
forma de animais e é super divertido.
 Desejar beber o mesmo refrigerante que o ídolo preferido ou a banda de
música preferida.
Este tipo de propaganda leva as crianças e adolescentes a consumir em grande
quantidade alimentos prejudiciais à saúde, levando por isso a situações de
obesidade infantil.
6
Além de causar poluição visual, a publicidade pode prender uma pessoa ao
consumismo, pois como dita a moda, diz o que é saudável, o que é bonito, qual é
o novo tom de pele que está na moda, diz o tipo de corpo ''perfeito'', entre
outros. Então, dessa forma as jovens interessadas em serem modelos, em terem
o corpo ideal tal como aquelas que aparecem nas revistas, televisão, entre
outros, vão fazer de tudo o que estiverem ao seu alcance, como por exemplo,
deixarem de comer. Desta forma, a publicidade promove a moda que leva às
jovens alimentarem-se mal e desvalorizarem-se.
As modelos necessitam de ter características especificas, uma vez que o aspecto
“gordinha” não se adequada a este tipo de profissão: têm de ser magras (cintura
36) e devem ter no mínimo 1.75 m, mas para modelos de alta-costura, as
exigências são muito mais rígidas e as oportunidades, menores. Na publicidade,
há maior busca pela beleza clássica. Nesse caso, o modelo deve ser capaz de
produzir uma imagem que se enquadre na categoria do produto ou serviço que
será apresentado. Assim sendo, as jovens realizam diversos processos para
ficarem magras, alcançarem a perfeição, e neste caso, surge doenças como a
anorexia.
Moda, publicidade, técnicas de venda são factores de natureza sociocultural que
se reflectem no acto do consumo. Dão ao consumidor o conhecimento dos
produtos existentes e a informação sobre a sua qualidade, ajudando-o a optar.
Mas também podem condicionar a sua capacidade de escolha, ao criar
motivações desajustadas das necessidades reais do indivíduo.
7
4.Relação directa entre a deficiente alimentação
e o trabalho diurno escolar.
 Durante a escola são poucos os que lancham e almoçam, uma vez que a
sobrecarga de estudo e testes limita os estudantes. Os intervalos seguidos das
aulas resumem-se em comunicar e com os amigos, contar novidades, ou apenas
interagir com os outros, visto que durante as aulas, a concentração é o essencial
para uma melhor aprendizagem e não os diálogos entre os colegas. Desta forma,
cada indivíduo só come essencialmente num caso extremo de fome, ou então
para alguns, alimentam-se do que existe nos bufetes das escolas.
A alimentação durante o dia, desta forma, não é a mais adequada e por vezes
impossibilita a concentração nas aulas e também dores de barriga, por falta de
alimentos ou excesso de guloseimas, e outros.
O cansaço da sobrecarga de aulas leva por vezes aos estudantes não se
alimentarem de alimentos saudáveis, pois na maioria das vezes precisam apenas
de algo rápido para enganar o estômago. Não ingerem assim, lanches nos
intervalos de cada refeição e nas horas adequadas, causando por vezes
anomalias ao nível do estômago, devido à falta de atenção na alimentação que
estes fazem.
Sendo assim, durante a escola, os estudantes não definem um horário específico
para alimentarem-se e comem quando e o que lhes apetecer, criando problemas
a nível do sistema digestivo, pois de facto, a alimentação saudável não é a
principal na vida de um estudante.
8
4.Comentar a firmação: “Muitos jovens não vão à
cantina escolar, preferindo os bares e o Fast food.”
As escolassãoentãoum forte meiode comunicaçãoparatodos,desde umaidade muitoprecoce.
Sabendoque é na escolaque se passa grande parte dos dias,é tambémna escolaque se faz grande
parte do dia alimentar.Comotal,aescoladeve serumapromotorade escolhasalimentares
saudáveis,nãosóno almoçocomotambémnos lanchesdamanhã e da tarde.
As cantinasescolaressãoestabelecimentosde comercializaçãode alimentose/ourefeições,é um
ambiente comforte influênciaparaformaçãoe manutençãode práticasalimentares.Destaformaa
cantinaescolarpromove a alimentação saudável,oconsumo de carnes,de verduras,legumese
frutas, ou seja,alimentoscompostosde proteínas,carbonatos,gorduras,fibras,cálcioe outros
minerais,comotambém ricosemvitaminas.
Destaforma,e vistoa opção de escolhade alimentosdosjovensaolongodostempos,acantina
para muitosnão é a mais usual,apesarde sera maiseconómicae saudável.A maioriadosjovens
temum gostoprópriopelacomida,e os vegetaise peixesnãosãoos alimentospreferidosda
maioria,umavezque não têmum sabor e cheiroparecidocoma comida Fast food.Oaspectoda
comidada cantinaé totalmente diferente àdosbarese do Fast food,poisnão existe umvisual tão
apelativoe saboroso,apenasosjovenstêmaconsciênciaque essacomidaé a melhorapesarde
não optarempor ela.
Já os bares escolarespermitemaosestudantesaopçãode escolha,coisaque as cantinasnão
permitem,poissóexiste umaementa,e osalunoscomemoque há, e sendoassimestespreferem
alimentarem-sedoque existe neste serviço,optandoporalgorápidoe maissaboroso.
Os jovensde hoje emdia,preferemacomidarápida,os alimentosdoces,salgadose picantes,como
hambúrgueres, tostasmistas,batatasfritas,panados,salgadinhos,chocolates,boloscomcremes,
pizzas,ouseja, tudoo que sejacómodo,rápidoe fácil preparação,preçoacessível,agradável de
comere de grande variedade de opçãode escolha.
Sendoassim,osjovenspreferemgastarmaisdinheiroporalgoque sabemque vãogostarde
comer,não optandodestaformapelacomidasaudável.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Obesidade em pauta
Obesidade em pautaObesidade em pauta
Obesidade em pauta
Giovanni Oliveira
 
Muito além do peso: o que estamos servindo às nossas crianças
Muito além do peso: o que estamos servindo às nossas criançasMuito além do peso: o que estamos servindo às nossas crianças
Muito além do peso: o que estamos servindo às nossas crianças
Juliana Nólibos
 
Resenha muito além do peso
Resenha   muito além do pesoResenha   muito além do peso
Resenha muito além do peso
Deiciane Araújo
 
Muito além do peso
Muito além do pesoMuito além do peso
Muito além do peso
Eliene Castro
 
E-book EuSaúde - Obesidade Infanto
E-book EuSaúde - Obesidade InfantoE-book EuSaúde - Obesidade Infanto
E-book EuSaúde - Obesidade Infanto
EuSaúde
 
Caderneta de saúde do adolescente
Caderneta de saúde do adolescenteCaderneta de saúde do adolescente
Caderneta de saúde do adolescente
Letícia Spina Tapia
 
Publicidade infantil e obesidade
Publicidade infantil e obesidadePublicidade infantil e obesidade
Publicidade infantil e obesidade
Tatiana Mareto Silva
 
Documentário: Muito Além do Peso
Documentário: Muito Além do PesoDocumentário: Muito Além do Peso
Documentário: Muito Além do Peso
Guilherme Ferreira
 
Causas e conseqüências da obesidade infantil e juvenil. dr. caio et dra. caio.
Causas e conseqüências da obesidade infantil e juvenil. dr. caio et dra. caio.Causas e conseqüências da obesidade infantil e juvenil. dr. caio et dra. caio.
Causas e conseqüências da obesidade infantil e juvenil. dr. caio et dra. caio.
Van Der Häägen Brazil
 
Sono ruim e sonolência diurna excessiva na ausência de apnéia obstrutiva do s...
Sono ruim e sonolência diurna excessiva na ausência de apnéia obstrutiva do s...Sono ruim e sonolência diurna excessiva na ausência de apnéia obstrutiva do s...
Sono ruim e sonolência diurna excessiva na ausência de apnéia obstrutiva do s...
Van Der Häägen Brazil
 
Obesidade Infantil
Obesidade InfantilObesidade Infantil
Obesidade Infantil
José Emílio
 
Cartilha sobre diabetes
Cartilha sobre diabetesCartilha sobre diabetes
Cartilha sobre diabetes
marcelosilveirazero1
 
Síntese do Documentário Muito Além do Peso
Síntese do Documentário Muito Além do PesoSíntese do Documentário Muito Além do Peso
Síntese do Documentário Muito Além do Peso
Sarah Leal
 
Trabalho portugues muito além do peso
Trabalho portugues   muito além do pesoTrabalho portugues   muito além do peso
Trabalho portugues muito além do peso
Renato Lopes
 
OBESIDADE NA INFANCIA
OBESIDADE NA INFANCIAOBESIDADE NA INFANCIA
OBESIDADE NA INFANCIA
Liany Avila
 
Trabalho obesidade esmeralda
Trabalho obesidade esmeraldaTrabalho obesidade esmeralda
Trabalho obesidade esmeralda
LeandroMarques2009
 
Um pacote educativo para informar sobre diabetes nas escolas
Um pacote educativo para informar sobre diabetes nas escolasUm pacote educativo para informar sobre diabetes nas escolas
Um pacote educativo para informar sobre diabetes nas escolas
Creche Segura
 
TCF sobre "Entendendo o cancer de mama"
TCF sobre "Entendendo o cancer de mama"TCF sobre "Entendendo o cancer de mama"
TCF sobre "Entendendo o cancer de mama"
Marcia Oliveira
 
Grupo4_Obesidade
Grupo4_ObesidadeGrupo4_Obesidade
Grupo4_Obesidade
marleneves
 
Obesidade na adolescencia
Obesidade na adolescenciaObesidade na adolescencia
Obesidade na adolescencia
NRvillalva
 

Mais procurados (20)

Obesidade em pauta
Obesidade em pautaObesidade em pauta
Obesidade em pauta
 
Muito além do peso: o que estamos servindo às nossas crianças
Muito além do peso: o que estamos servindo às nossas criançasMuito além do peso: o que estamos servindo às nossas crianças
Muito além do peso: o que estamos servindo às nossas crianças
 
Resenha muito além do peso
Resenha   muito além do pesoResenha   muito além do peso
Resenha muito além do peso
 
Muito além do peso
Muito além do pesoMuito além do peso
Muito além do peso
 
E-book EuSaúde - Obesidade Infanto
E-book EuSaúde - Obesidade InfantoE-book EuSaúde - Obesidade Infanto
E-book EuSaúde - Obesidade Infanto
 
Caderneta de saúde do adolescente
Caderneta de saúde do adolescenteCaderneta de saúde do adolescente
Caderneta de saúde do adolescente
 
Publicidade infantil e obesidade
Publicidade infantil e obesidadePublicidade infantil e obesidade
Publicidade infantil e obesidade
 
Documentário: Muito Além do Peso
Documentário: Muito Além do PesoDocumentário: Muito Além do Peso
Documentário: Muito Além do Peso
 
Causas e conseqüências da obesidade infantil e juvenil. dr. caio et dra. caio.
Causas e conseqüências da obesidade infantil e juvenil. dr. caio et dra. caio.Causas e conseqüências da obesidade infantil e juvenil. dr. caio et dra. caio.
Causas e conseqüências da obesidade infantil e juvenil. dr. caio et dra. caio.
 
Sono ruim e sonolência diurna excessiva na ausência de apnéia obstrutiva do s...
Sono ruim e sonolência diurna excessiva na ausência de apnéia obstrutiva do s...Sono ruim e sonolência diurna excessiva na ausência de apnéia obstrutiva do s...
Sono ruim e sonolência diurna excessiva na ausência de apnéia obstrutiva do s...
 
Obesidade Infantil
Obesidade InfantilObesidade Infantil
Obesidade Infantil
 
Cartilha sobre diabetes
Cartilha sobre diabetesCartilha sobre diabetes
Cartilha sobre diabetes
 
Síntese do Documentário Muito Além do Peso
Síntese do Documentário Muito Além do PesoSíntese do Documentário Muito Além do Peso
Síntese do Documentário Muito Além do Peso
 
Trabalho portugues muito além do peso
Trabalho portugues   muito além do pesoTrabalho portugues   muito além do peso
Trabalho portugues muito além do peso
 
OBESIDADE NA INFANCIA
OBESIDADE NA INFANCIAOBESIDADE NA INFANCIA
OBESIDADE NA INFANCIA
 
Trabalho obesidade esmeralda
Trabalho obesidade esmeraldaTrabalho obesidade esmeralda
Trabalho obesidade esmeralda
 
Um pacote educativo para informar sobre diabetes nas escolas
Um pacote educativo para informar sobre diabetes nas escolasUm pacote educativo para informar sobre diabetes nas escolas
Um pacote educativo para informar sobre diabetes nas escolas
 
TCF sobre "Entendendo o cancer de mama"
TCF sobre "Entendendo o cancer de mama"TCF sobre "Entendendo o cancer de mama"
TCF sobre "Entendendo o cancer de mama"
 
Grupo4_Obesidade
Grupo4_ObesidadeGrupo4_Obesidade
Grupo4_Obesidade
 
Obesidade na adolescencia
Obesidade na adolescenciaObesidade na adolescencia
Obesidade na adolescencia
 

Destaque

Guia Geral de Exames 2017
Guia Geral de Exames 2017Guia Geral de Exames 2017
Guia Geral de Exames 2017
Pedro França
 
Informação exames provas 2017
Informação exames provas 2017Informação exames provas 2017
Informação exames provas 2017
Pedro França
 
Regulamento dos exames_2017_desp normativo nº 1-a-2017
Regulamento dos exames_2017_desp normativo nº 1-a-2017Regulamento dos exames_2017_desp normativo nº 1-a-2017
Regulamento dos exames_2017_desp normativo nº 1-a-2017
Pedro França
 
Norma 1 jne-2017
Norma 1  jne-2017Norma 1  jne-2017
Norma 1 jne-2017
Pedro França
 
Juri nacional 2017 2017 alunos condições especiais
Juri  nacional 2017 2017 alunos condições especiaisJuri  nacional 2017 2017 alunos condições especiais
Juri nacional 2017 2017 alunos condições especiais
Pedro França
 
O casamento - opinião
O casamento - opiniãoO casamento - opinião
O casamento - opinião
AnaGomes40
 
O tabaco
O tabaco O tabaco
O tabaco
AnaGomes40
 
Intensidade Atividade Física
Intensidade Atividade FísicaIntensidade Atividade Física
Intensidade Atividade Física
mmcoelho
 
Estilos de vida
Estilos de vidaEstilos de vida
Estilos de vida
AnaGomes40
 
Episódio "O Gigante Adamastor" d' Os Lusíadas
Episódio "O Gigante Adamastor" d' Os LusíadasEpisódio "O Gigante Adamastor" d' Os Lusíadas
Episódio "O Gigante Adamastor" d' Os Lusíadas
AnaGomes40
 
Termorregulação e Osmorregulação
Termorregulação e OsmorregulaçãoTermorregulação e Osmorregulação
Termorregulação e Osmorregulação
AnaGomes40
 
Sermão de santo antónio aos peixes
Sermão de santo antónio aos peixesSermão de santo antónio aos peixes
Sermão de santo antónio aos peixes
AnaGomes40
 
O rastreio dos transgénicos
O rastreio dos transgénicosO rastreio dos transgénicos
O rastreio dos transgénicos
AnaGomes40
 
O tabaco
O tabacoO tabaco
O tabaco
babygirlandreia
 
Frei luís de sousa
Frei luís de sousaFrei luís de sousa
Frei luís de sousa
AnaGomes40
 
Afonso da maia
Afonso da maiaAfonso da maia
Afonso da maia
AnaGomes40
 
Revolução democrática portuguesa
Revolução democrática portuguesaRevolução democrática portuguesa
Revolução democrática portuguesa
AnaGomes40
 
Desportos
DesportosDesportos
Desportos
AnaGomes40
 
Habitos Alimentares
Habitos AlimentaresHabitos Alimentares
Habitos Alimentares
dianaoskli
 
Poemas de eugénio de andrade
Poemas de eugénio de andradePoemas de eugénio de andrade
Poemas de eugénio de andrade
AnaGomes40
 

Destaque (20)

Guia Geral de Exames 2017
Guia Geral de Exames 2017Guia Geral de Exames 2017
Guia Geral de Exames 2017
 
Informação exames provas 2017
Informação exames provas 2017Informação exames provas 2017
Informação exames provas 2017
 
Regulamento dos exames_2017_desp normativo nº 1-a-2017
Regulamento dos exames_2017_desp normativo nº 1-a-2017Regulamento dos exames_2017_desp normativo nº 1-a-2017
Regulamento dos exames_2017_desp normativo nº 1-a-2017
 
Norma 1 jne-2017
Norma 1  jne-2017Norma 1  jne-2017
Norma 1 jne-2017
 
Juri nacional 2017 2017 alunos condições especiais
Juri  nacional 2017 2017 alunos condições especiaisJuri  nacional 2017 2017 alunos condições especiais
Juri nacional 2017 2017 alunos condições especiais
 
O casamento - opinião
O casamento - opiniãoO casamento - opinião
O casamento - opinião
 
O tabaco
O tabaco O tabaco
O tabaco
 
Intensidade Atividade Física
Intensidade Atividade FísicaIntensidade Atividade Física
Intensidade Atividade Física
 
Estilos de vida
Estilos de vidaEstilos de vida
Estilos de vida
 
Episódio "O Gigante Adamastor" d' Os Lusíadas
Episódio "O Gigante Adamastor" d' Os LusíadasEpisódio "O Gigante Adamastor" d' Os Lusíadas
Episódio "O Gigante Adamastor" d' Os Lusíadas
 
Termorregulação e Osmorregulação
Termorregulação e OsmorregulaçãoTermorregulação e Osmorregulação
Termorregulação e Osmorregulação
 
Sermão de santo antónio aos peixes
Sermão de santo antónio aos peixesSermão de santo antónio aos peixes
Sermão de santo antónio aos peixes
 
O rastreio dos transgénicos
O rastreio dos transgénicosO rastreio dos transgénicos
O rastreio dos transgénicos
 
O tabaco
O tabacoO tabaco
O tabaco
 
Frei luís de sousa
Frei luís de sousaFrei luís de sousa
Frei luís de sousa
 
Afonso da maia
Afonso da maiaAfonso da maia
Afonso da maia
 
Revolução democrática portuguesa
Revolução democrática portuguesaRevolução democrática portuguesa
Revolução democrática portuguesa
 
Desportos
DesportosDesportos
Desportos
 
Habitos Alimentares
Habitos AlimentaresHabitos Alimentares
Habitos Alimentares
 
Poemas de eugénio de andrade
Poemas de eugénio de andradePoemas de eugénio de andrade
Poemas de eugénio de andrade
 

Semelhante a Alimentação do estudante

"Muito Além do Peso" Síntese e Posicionamento
"Muito Além do Peso" Síntese e Posicionamento"Muito Além do Peso" Síntese e Posicionamento
"Muito Além do Peso" Síntese e Posicionamento
João Victor
 
Trabalho obesidade esmeralda
Trabalho obesidade esmeraldaTrabalho obesidade esmeralda
Trabalho obesidade esmeralda
LeandroMarques2009
 
Obesidade Infantil: Uma pandemia mundial
Obesidade Infantil: Uma pandemia mundialObesidade Infantil: Uma pandemia mundial
Obesidade Infantil: Uma pandemia mundial
LeticiaNaanySantosSi
 
Web quest portugues
Web quest portugues Web quest portugues
Web quest portugues
CamilaMaia60
 
Obesidade infantil - Muito Além do Peso
Obesidade infantil - Muito Além do PesoObesidade infantil - Muito Além do Peso
Obesidade infantil - Muito Além do Peso
Kethlen Martins
 
Cartilha depressão e transtornos alimentares
Cartilha depressão e transtornos alimentaresCartilha depressão e transtornos alimentares
Cartilha depressão e transtornos alimentares
Ana Filadelfi
 
Muito além do peso Nova faculdade
Muito além do peso Nova faculdadeMuito além do peso Nova faculdade
Muito além do peso Nova faculdade
William gonçalves silva
 
Obesidade - a obesidade infantil
Obesidade - a obesidade infantil Obesidade - a obesidade infantil
Obesidade - a obesidade infantil
JuliaGama7
 
WebQuest Português Farmácia Nova Faculdade
WebQuest Português Farmácia Nova FaculdadeWebQuest Português Farmácia Nova Faculdade
WebQuest Português Farmácia Nova Faculdade
Marcos Paulo Carvalho Alves
 
Muito além do peso
Muito além do pesoMuito além do peso
Muito além do peso
Nubia Silva
 
Alimentação e saúde
Alimentação e saúdeAlimentação e saúde
Alimentação e saúde
raianegomes94
 
Newsletter licinia de campos 42 habilidades culinarias
Newsletter licinia de campos 42   habilidades culinariasNewsletter licinia de campos 42   habilidades culinarias
Newsletter licinia de campos 42 habilidades culinarias
Marcos Azevedo
 
Obesidade Infantil
Obesidade InfantilObesidade Infantil
Obesidade Infantil
Ranner Ferreira
 
Muito Além do Peso: Obesidade Infantil
Muito Além do Peso: Obesidade InfantilMuito Além do Peso: Obesidade Infantil
Muito Além do Peso: Obesidade Infantil
Natalia Fagundes
 
Revista da ABESO 2016 - Obesidade e Infertilidade - Evidências clinicas - Dr ...
Revista da ABESO 2016 - Obesidade e Infertilidade - Evidências clinicas - Dr ...Revista da ABESO 2016 - Obesidade e Infertilidade - Evidências clinicas - Dr ...
Revista da ABESO 2016 - Obesidade e Infertilidade - Evidências clinicas - Dr ...
Conrado Alvarenga
 
Visa educação e nutrição - peso saudável
Visa   educação e nutrição - peso saudávelVisa   educação e nutrição - peso saudável
Visa educação e nutrição - peso saudável
HEBERT ANDRADE RIBEIRO FILHO
 
Obesidade Infantil
Obesidade InfantilObesidade Infantil
Obesidade Infantil
Gabriella Pereira
 
Bicastiradentes saudei obesidadeinfantil
Bicastiradentes saudei obesidadeinfantilBicastiradentes saudei obesidadeinfantil
Bicastiradentes saudei obesidadeinfantil
temastransversais
 
Eu consigo emagrecer dr. joel fuhrman
Eu consigo emagrecer   dr. joel fuhrmanEu consigo emagrecer   dr. joel fuhrman
Eu consigo emagrecer dr. joel fuhrman
Ana Lucia Consolim Azevedo
 
Obesidade_01
Obesidade_01Obesidade_01
Obesidade_01
thiagomarchiori
 

Semelhante a Alimentação do estudante (20)

"Muito Além do Peso" Síntese e Posicionamento
"Muito Além do Peso" Síntese e Posicionamento"Muito Além do Peso" Síntese e Posicionamento
"Muito Além do Peso" Síntese e Posicionamento
 
Trabalho obesidade esmeralda
Trabalho obesidade esmeraldaTrabalho obesidade esmeralda
Trabalho obesidade esmeralda
 
Obesidade Infantil: Uma pandemia mundial
Obesidade Infantil: Uma pandemia mundialObesidade Infantil: Uma pandemia mundial
Obesidade Infantil: Uma pandemia mundial
 
Web quest portugues
Web quest portugues Web quest portugues
Web quest portugues
 
Obesidade infantil - Muito Além do Peso
Obesidade infantil - Muito Além do PesoObesidade infantil - Muito Além do Peso
Obesidade infantil - Muito Além do Peso
 
Cartilha depressão e transtornos alimentares
Cartilha depressão e transtornos alimentaresCartilha depressão e transtornos alimentares
Cartilha depressão e transtornos alimentares
 
Muito além do peso Nova faculdade
Muito além do peso Nova faculdadeMuito além do peso Nova faculdade
Muito além do peso Nova faculdade
 
Obesidade - a obesidade infantil
Obesidade - a obesidade infantil Obesidade - a obesidade infantil
Obesidade - a obesidade infantil
 
WebQuest Português Farmácia Nova Faculdade
WebQuest Português Farmácia Nova FaculdadeWebQuest Português Farmácia Nova Faculdade
WebQuest Português Farmácia Nova Faculdade
 
Muito além do peso
Muito além do pesoMuito além do peso
Muito além do peso
 
Alimentação e saúde
Alimentação e saúdeAlimentação e saúde
Alimentação e saúde
 
Newsletter licinia de campos 42 habilidades culinarias
Newsletter licinia de campos 42   habilidades culinariasNewsletter licinia de campos 42   habilidades culinarias
Newsletter licinia de campos 42 habilidades culinarias
 
Obesidade Infantil
Obesidade InfantilObesidade Infantil
Obesidade Infantil
 
Muito Além do Peso: Obesidade Infantil
Muito Além do Peso: Obesidade InfantilMuito Além do Peso: Obesidade Infantil
Muito Além do Peso: Obesidade Infantil
 
Revista da ABESO 2016 - Obesidade e Infertilidade - Evidências clinicas - Dr ...
Revista da ABESO 2016 - Obesidade e Infertilidade - Evidências clinicas - Dr ...Revista da ABESO 2016 - Obesidade e Infertilidade - Evidências clinicas - Dr ...
Revista da ABESO 2016 - Obesidade e Infertilidade - Evidências clinicas - Dr ...
 
Visa educação e nutrição - peso saudável
Visa   educação e nutrição - peso saudávelVisa   educação e nutrição - peso saudável
Visa educação e nutrição - peso saudável
 
Obesidade Infantil
Obesidade InfantilObesidade Infantil
Obesidade Infantil
 
Bicastiradentes saudei obesidadeinfantil
Bicastiradentes saudei obesidadeinfantilBicastiradentes saudei obesidadeinfantil
Bicastiradentes saudei obesidadeinfantil
 
Eu consigo emagrecer dr. joel fuhrman
Eu consigo emagrecer   dr. joel fuhrmanEu consigo emagrecer   dr. joel fuhrman
Eu consigo emagrecer dr. joel fuhrman
 
Obesidade_01
Obesidade_01Obesidade_01
Obesidade_01
 

Mais de AnaGomes40

Al 3.1
Al 3.1Al 3.1
Al 3.1
AnaGomes40
 
Síndrome de Marfan
Síndrome de MarfanSíndrome de Marfan
Síndrome de Marfan
AnaGomes40
 
O Cancro
O CancroO Cancro
O Cancro
AnaGomes40
 
Formação do reino de Portugal
Formação do reino de PortugalFormação do reino de Portugal
Formação do reino de Portugal
AnaGomes40
 
"Minha Querida Inês"
"Minha Querida Inês""Minha Querida Inês"
"Minha Querida Inês"
AnaGomes40
 
parque natural do vale do guadiana
parque natural do vale do guadianaparque natural do vale do guadiana
parque natural do vale do guadiana
AnaGomes40
 
3096 dias de cativeiro
3096 dias de cativeiro3096 dias de cativeiro
3096 dias de cativeiro
AnaGomes40
 
Fome
FomeFome
Como fazer um trabalho em word
Como fazer um trabalho em wordComo fazer um trabalho em word
Como fazer um trabalho em word
AnaGomes40
 
Ginástica
GinásticaGinástica
Ginástica
AnaGomes40
 
Atletismo
AtletismoAtletismo
Atletismo
AnaGomes40
 
Bullying
 Bullying Bullying
Bullying
AnaGomes40
 
Judeus
JudeusJudeus
Judeus
AnaGomes40
 

Mais de AnaGomes40 (13)

Al 3.1
Al 3.1Al 3.1
Al 3.1
 
Síndrome de Marfan
Síndrome de MarfanSíndrome de Marfan
Síndrome de Marfan
 
O Cancro
O CancroO Cancro
O Cancro
 
Formação do reino de Portugal
Formação do reino de PortugalFormação do reino de Portugal
Formação do reino de Portugal
 
"Minha Querida Inês"
"Minha Querida Inês""Minha Querida Inês"
"Minha Querida Inês"
 
parque natural do vale do guadiana
parque natural do vale do guadianaparque natural do vale do guadiana
parque natural do vale do guadiana
 
3096 dias de cativeiro
3096 dias de cativeiro3096 dias de cativeiro
3096 dias de cativeiro
 
Fome
FomeFome
Fome
 
Como fazer um trabalho em word
Como fazer um trabalho em wordComo fazer um trabalho em word
Como fazer um trabalho em word
 
Ginástica
GinásticaGinástica
Ginástica
 
Atletismo
AtletismoAtletismo
Atletismo
 
Bullying
 Bullying Bullying
Bullying
 
Judeus
JudeusJudeus
Judeus
 

Último

ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogiaAVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
KarollayneRodriguesV1
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Nertan Dias
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
CarlosJean21
 
Bem -aventurados pobres de espirito.pptx
Bem -aventurados pobres de espirito.pptxBem -aventurados pobres de espirito.pptx
Bem -aventurados pobres de espirito.pptx
MarcoAurlioResende
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
AlessandraRibas7
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
Manuais Formação
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Centro Jacques Delors
 
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Militao Ricardo
 
Cap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e Riscadores
Cap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e RiscadoresCap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e Riscadores
Cap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e Riscadores
Shakil Y. Rahim
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
geiseortiz1
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
AdrianoMontagna1
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
PROVA DE ARTE PARA IMPRESSÃO - CORRETA gabarito .pdf
PROVA DE ARTE PARA IMPRESSÃO - CORRETA gabarito .pdfPROVA DE ARTE PARA IMPRESSÃO - CORRETA gabarito .pdf
PROVA DE ARTE PARA IMPRESSÃO - CORRETA gabarito .pdf
MiriamCamily
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
TiagoLouro8
 
agosto - A cidadania - direitos e deveres em países hispanohablantes.pptx
agosto - A cidadania - direitos e deveres em países hispanohablantes.pptxagosto - A cidadania - direitos e deveres em países hispanohablantes.pptx
agosto - A cidadania - direitos e deveres em países hispanohablantes.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 

Último (20)

ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogiaAVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
 
Bem -aventurados pobres de espirito.pptx
Bem -aventurados pobres de espirito.pptxBem -aventurados pobres de espirito.pptx
Bem -aventurados pobres de espirito.pptx
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
 
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
 
Cap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e Riscadores
Cap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e RiscadoresCap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e Riscadores
Cap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e Riscadores
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
PROVA DE ARTE PARA IMPRESSÃO - CORRETA gabarito .pdf
PROVA DE ARTE PARA IMPRESSÃO - CORRETA gabarito .pdfPROVA DE ARTE PARA IMPRESSÃO - CORRETA gabarito .pdf
PROVA DE ARTE PARA IMPRESSÃO - CORRETA gabarito .pdf
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
 
agosto - A cidadania - direitos e deveres em países hispanohablantes.pptx
agosto - A cidadania - direitos e deveres em países hispanohablantes.pptxagosto - A cidadania - direitos e deveres em países hispanohablantes.pptx
agosto - A cidadania - direitos e deveres em países hispanohablantes.pptx
 

Alimentação do estudante

  • 1. 1 Agrupamento das escolas de Santa Maria Da Feira Escola Secundaria de Santa Maria Da Feira Curso de Ciências e Tecnologias Ano Lectivo: 2014/2015 Trabalho teórico individual: Alimentação do Estudantes Aluna: Ana Sofia Dias Gomes Número: 3 Ano: 10º Turma: A Professor: Óscar Joaquim Sá Ferreira Trabalho realizado no âmbito da disciplina de Educação Física
  • 2. 2 Tópicos fundamentais a apresentar:  Crítica genérica à alimentação dos estudantes.  A anorexia e a bulimia (pequeno comentário).  A moda e a publicidade - “Manequins” – jovens magras.  Relação directa entre a deficiente alimentação e o trabalho diurno escolar.  Comentar a firmação: “Muitos jovens não vão à cantina escolar, preferindo os bares e o Fastfood.” 1.Crítica genérica à alimentação dos estudantes  A família, a escola, os amigos e as publicidades potencializam e contribuem para o desenvolvimento dos hábitos alimentares, pois é a sociedade que interage na formação de cada indivíduo em vários âmbitos da vida. Lanches, fast food ou congelados prontos? Essa é, na maioria dos casos, a rotina da maioria dos estudantes. E por preguiça, falta de tempo ou de afinidade com as panelas, acabam optando por pratos prontos. Estas refeições até podem ser mais práticas, mas muitas vezes detonam a saúde e a dieta de qualquer um. Um dos grandes desafios para muitos jovens que possuem uma rotina de estudo, é manter uma alimentação saudável. Por falta de tempo, muitos estudantes acabam fazendo as refeições fora de casa e consumindo muitos lanches rápidos no dia-a-dia. Por isso, é preciso ter bastante atenção, uma vez que os alimentos ingeridos influenciam directamente no desempenho das funções exercidas pelos jovens. A falta de vitaminas e nutrientes minerais pode causar doenças graves. Hoje em dia, são poucos os que reflectem na sua alimentação, o aspecto da comida é muito mais importante para uns do que as consequências que eles trazem. Uma maça comparada com um pudim, para um estudante este escolhe obviamente o pudim como sobremesa uma vez que, é mais saboroso e doce. Esta comparação permite-nos reconhecer que os alimentos rápidos, doces, picantes, não saudáveis são a escolha principal de um estudante. Criticar esta alimentação não seria adequado para mim, visto que até eu me alimento desta forma, mas tenho plena consciência do que me possa acontecer. Assim como eu sei, todos sabem o mal que nos traz este tipo de alimentação, mas não é por isso que deixamos comer desta forma, é algo que já está presente em nós, (temos mais olho que barriga).
  • 3. 3 2.A anorexia e a bulimia (pequeno comentário)  O estado nutricional das crianças e dos adolescentes é de grande importância para seu crescimento e desenvolvimento, tanto físico como intelectual. O desenvolvimento da criança pode ser prejudicado, quando seus pais não recebem orientação de médicos, enfermeiras, nutricionistas, auxiliares de enfermagem, psicólogos e assistentes sociais. A Anorexia é um distúrbio alimentar em que a pessoa, mesmo sendo magra ou tendo um peso normal passa a considerar-se muito gorda e começa a comer cada vez menos, preocupa-se exageradamente com o peso corporal. A anorexia afecta muito mais pessoas jovens (entre 15 a 25 anos), e do sexo feminino (90% dos casos ocorrem em mulheres). Surge essencialmente por motivos de aceitação social, por não gostarem da forma do seu corpo, por quererem ser perfeitas (magras comparativamente com as modelos), ou por algum trauma ou transtorno da infância. Vomitarem até à exaustão e deixarem de comer ao ponto de estarem constantemente fracas, semforça nenhuma e não existir qualquer músculo no corpo, apenas pele e osso, são duas das várias consequências. Este tipo de doença é muito delicada porque resume-se ao aspecto psicológico de cada um, tratar e ajudar indivíduos anorécticos é uma situação difícil, (visto que isto causa faltas de sono, uma deficiência ao nível do paladar, transfiguração do corpo, etc.) e deve ser feita com o apoio familiar, de médico, terapeutas, psicólogos e amigos, uma vez que é necessário a capacidade de coragem para lutar por si e mudar o seu ser, tanto interior como exterior.
  • 4. 4 Como contraponto à diminuição da desnutrição infantil entre crianças e adolescentes, observou- se também, ao longo dos anos, um crescimento da obesidade nessa população, porém em uma proporção bem maior, ou seja, o número de crianças e adolescentes com peso acima do ideal cresceu muito mais que a queda da desnutrição. A obesidade é uma doença crónica que se caracteriza pelo acumular de gordura corporal, e esta pode atingir graus capazes de afectar gravemente a saúde e até levar à morte. Uma pessoa pode ser definida como obesa quando o seu peso corpóreo supera 20% do peso considerado ideal. A principal causa da Obesidade é os sucessivos balanços energéticos, emque a quantidade de energia ingerida é superior à quantidade de energia despendida. A alimentação feita de forma rápida, com barulho e em frente à televisão contribui para comer muito mais que o necessário, de maneira pouco prazerosa e semdegustar devidamente os alimentos. Brincadeiras ligadas ao computador e vídeo jogos são dos principais factores. A obesidade nas crianças e adolescentes surge pela presença de obesidade nos pais, por motivos psicológicos, provavelmente por mudanças nos seus ciclos de vida, por factores olfactativos ou visuais, por factores culturais, ou por publicidades. A maioria dos jovens de hoje, alimenta-se maioritariamente por Fast food (comida rápida), que é o consumo de refeições que podem ser preparadas e servidas em um intervalo pequeno de tempo, como os hambúrgueres, pizzas, batatas fritas, entre outros. Num mundo acelerado como o nosso, qualquer coisa que nos ofereça conforto e adequação a baixo custo, tem futuro garantido. A obesidade é um perigo para a saúde, para além de trazer consequências graves, como deixar de respirar e o fígado deixar de funcionar, também esta doença provoca os insultos e o gozo, denominado por bullying. Enquanto se é jovem, o bullying derivado da obesidade é maldoso e irracional, leva os jovens ao extremo como a morte, pois têm dificuldades em suportar todas as críticas, humilhações, desprezos e insultos por parte dos outros. Esta situação provoca por vezes a continuação da ingestão de alimentos não saudáveis (fast-food) agravando ainda mais os problemas. A actividade física nestes indivíduos reduz a quantidade de gorduras nos tecidos e a eficácia de nutrientes no organismo, simultaneamente com uma alimentação adequada. Jovens com esta doença necessitamde alguémque lhes encaminhe na vida saudável para uma qualidade de vida melhor, como nutricionistas, psicólogos para ajudar nos problemas a nível mental, físico e psicológico, e o mais importante, o apoio dos familiares e amigos, para estas crianças e adolescentes se sentirem que afinal têm alguém, e sentirem-se capazes de lutar por um estilo de vida melhor.
  • 5. 5 3.A moda e a publicidade - “Manequins” (jovens magras)  A publicidade e a moda são algo que está sempre presente na vida dos jovens, e com o passar do tempo estas influenciam cada vez mais a alimentação de cada indivíduo. A publicidade é uma das principais formas de se divulgar produtos e o seu papel é tornar o produto anunciado algo mais desejado e necessário. Muitas vezes, para conseguir esse resultado, a propaganda tenta passar a ideia de sucesso e modernidade ao produto que está sendo divulgado. Uma das principais formas de divulgá-los para a população é por meio da propaganda em rádio, televisão, revista, entre outros, que acabam por nos influenciar. São situações como estas que influenciam cada indivíduo a comer:  Encantar-se ao ver o super-herói favorito a anunciar uns cereais.  Interessar-se pelas novas bolachas recheadas da propaganda, que vem em forma de animais e é super divertido.  Desejar beber o mesmo refrigerante que o ídolo preferido ou a banda de música preferida. Este tipo de propaganda leva as crianças e adolescentes a consumir em grande quantidade alimentos prejudiciais à saúde, levando por isso a situações de obesidade infantil.
  • 6. 6 Além de causar poluição visual, a publicidade pode prender uma pessoa ao consumismo, pois como dita a moda, diz o que é saudável, o que é bonito, qual é o novo tom de pele que está na moda, diz o tipo de corpo ''perfeito'', entre outros. Então, dessa forma as jovens interessadas em serem modelos, em terem o corpo ideal tal como aquelas que aparecem nas revistas, televisão, entre outros, vão fazer de tudo o que estiverem ao seu alcance, como por exemplo, deixarem de comer. Desta forma, a publicidade promove a moda que leva às jovens alimentarem-se mal e desvalorizarem-se. As modelos necessitam de ter características especificas, uma vez que o aspecto “gordinha” não se adequada a este tipo de profissão: têm de ser magras (cintura 36) e devem ter no mínimo 1.75 m, mas para modelos de alta-costura, as exigências são muito mais rígidas e as oportunidades, menores. Na publicidade, há maior busca pela beleza clássica. Nesse caso, o modelo deve ser capaz de produzir uma imagem que se enquadre na categoria do produto ou serviço que será apresentado. Assim sendo, as jovens realizam diversos processos para ficarem magras, alcançarem a perfeição, e neste caso, surge doenças como a anorexia. Moda, publicidade, técnicas de venda são factores de natureza sociocultural que se reflectem no acto do consumo. Dão ao consumidor o conhecimento dos produtos existentes e a informação sobre a sua qualidade, ajudando-o a optar. Mas também podem condicionar a sua capacidade de escolha, ao criar motivações desajustadas das necessidades reais do indivíduo.
  • 7. 7 4.Relação directa entre a deficiente alimentação e o trabalho diurno escolar.  Durante a escola são poucos os que lancham e almoçam, uma vez que a sobrecarga de estudo e testes limita os estudantes. Os intervalos seguidos das aulas resumem-se em comunicar e com os amigos, contar novidades, ou apenas interagir com os outros, visto que durante as aulas, a concentração é o essencial para uma melhor aprendizagem e não os diálogos entre os colegas. Desta forma, cada indivíduo só come essencialmente num caso extremo de fome, ou então para alguns, alimentam-se do que existe nos bufetes das escolas. A alimentação durante o dia, desta forma, não é a mais adequada e por vezes impossibilita a concentração nas aulas e também dores de barriga, por falta de alimentos ou excesso de guloseimas, e outros. O cansaço da sobrecarga de aulas leva por vezes aos estudantes não se alimentarem de alimentos saudáveis, pois na maioria das vezes precisam apenas de algo rápido para enganar o estômago. Não ingerem assim, lanches nos intervalos de cada refeição e nas horas adequadas, causando por vezes anomalias ao nível do estômago, devido à falta de atenção na alimentação que estes fazem. Sendo assim, durante a escola, os estudantes não definem um horário específico para alimentarem-se e comem quando e o que lhes apetecer, criando problemas a nível do sistema digestivo, pois de facto, a alimentação saudável não é a principal na vida de um estudante.
  • 8. 8 4.Comentar a firmação: “Muitos jovens não vão à cantina escolar, preferindo os bares e o Fast food.” As escolassãoentãoum forte meiode comunicaçãoparatodos,desde umaidade muitoprecoce. Sabendoque é na escolaque se passa grande parte dos dias,é tambémna escolaque se faz grande parte do dia alimentar.Comotal,aescoladeve serumapromotorade escolhasalimentares saudáveis,nãosóno almoçocomotambémnos lanchesdamanhã e da tarde. As cantinasescolaressãoestabelecimentosde comercializaçãode alimentose/ourefeições,é um ambiente comforte influênciaparaformaçãoe manutençãode práticasalimentares.Destaformaa cantinaescolarpromove a alimentação saudável,oconsumo de carnes,de verduras,legumese frutas, ou seja,alimentoscompostosde proteínas,carbonatos,gorduras,fibras,cálcioe outros minerais,comotambém ricosemvitaminas. Destaforma,e vistoa opção de escolhade alimentosdosjovensaolongodostempos,acantina para muitosnão é a mais usual,apesarde sera maiseconómicae saudável.A maioriadosjovens temum gostoprópriopelacomida,e os vegetaise peixesnãosãoos alimentospreferidosda maioria,umavezque não têmum sabor e cheiroparecidocoma comida Fast food.Oaspectoda comidada cantinaé totalmente diferente àdosbarese do Fast food,poisnão existe umvisual tão apelativoe saboroso,apenasosjovenstêmaconsciênciaque essacomidaé a melhorapesarde não optarempor ela. Já os bares escolarespermitemaosestudantesaopçãode escolha,coisaque as cantinasnão permitem,poissóexiste umaementa,e osalunoscomemoque há, e sendoassimestespreferem alimentarem-sedoque existe neste serviço,optandoporalgorápidoe maissaboroso. Os jovensde hoje emdia,preferemacomidarápida,os alimentosdoces,salgadose picantes,como hambúrgueres, tostasmistas,batatasfritas,panados,salgadinhos,chocolates,boloscomcremes, pizzas,ouseja, tudoo que sejacómodo,rápidoe fácil preparação,preçoacessível,agradável de comere de grande variedade de opçãode escolha. Sendoassim,osjovenspreferemgastarmaisdinheiroporalgoque sabemque vãogostarde comer,não optandodestaformapelacomidasaudável.