SlideShare uma empresa Scribd logo
Princípios Fundamentais
de Contabilidade.
Conceito:
• Os Princípios Fundamentais de
Contabilidade representam a essência
das doutrinas e teorias relativas à
Ciência da Contabilidade, consoante o
entendimento predominante nos
universos científico e profissional de
nosso País. Concernem, pois, à
Contabilidade no seu sentido mais
amplo de ciência social, cujo objeto é o
patrimônio das entidades.
São Princípios Fundamentais
de Contabilidade:
1. ENTIDADE;
2. CONTINUIDADE;
3. OPORTUNIDADE;
4. REGISTRO PELO VALOR ORIGINAL;
5. ATUALIZAÇÃO MONETÁRIA;
6. COMPETÊNCIA; e
7. PRUDÊNCIA.
1º Entidade
• O Princípio da ENTIDADE reconhece o
Patrimônio como objeto da Contabilidade e
afirma a autonomia patrimonial, a
necessidade da diferenciação de um
Patrimônio particular no universo dos
patrimônios existentes, independentemente
de pertencer a uma pessoa, um conjunto de
pessoas, uma sociedade ou instituição de
qualquer natureza ou finalidade, com ou sem
fins lucrativos.
2º Continuidade
• A CONTINUIDADE ou não da ENTIDADE,
bem como sua vida definida ou provável,
devem ser consideradas quando da
classificação e avaliação das mutações
patrimoniais, quantitativas e qualitativas.
• A CONTINUIDADE influencia o valor
econômico dos ativos e, em muitos casos, o
valor ou o vencimento dos passivos,
especialmente quando a extinção da
ENTIDADE tem prazo determinado, previsto
ou previsível.
3º Oportunidade
• O Princípio da OPORTUNIDADE refere-
se, simultaneamente, à tempestividade
e à integridade do registro do
patrimônio e das suas mutações,
determinando que este seja feito de
imediato e com a extensão correta,
independentemente das causas que as
originaram.
4º Registro Pelo Valor
Original
• Os componentes do patrimônio devem
ser registrados pelos valores originais
das transações com o mundo exterior,
expressos a valor presente na moeda
do País, que serão mantidos na
avaliação das variações patrimoniais
posteriores, inclusive quando
configurarem agregações ou
decomposições no interior da
ENTIDADE.
5º Atualização Monetária
• Os efeitos da alteração do poder
aquisitivo da moeda nacional devem
ser reconhecidos nos registros
contábeis através do ajustamento da
expressão formal dos valores dos
componentes patrimoniais.
6º Competência
• O Princípio da COMPETÊNCIA
determina quando as alterações no
ativo ou no passivo resultam em
aumento ou diminuição no patrimônio
líquido, estabelecendo diretrizes para
classificação das mutações
patrimoniais, resultantes da
observância do Princípio da
OPORTUNIDADE.
7º Prudência
• O Princípio da PRUDÊNCIA determina a
adoção do menor valor para os componentes
do ATIVO e do maior para os do PASSIVO,
sempre que se apresentem alternativas
igualmente válidas para a quantificação das
mutações patrimoniais que alterem o
patrimônio líquido.
• O Princípio da PRUDÊNCIA impõe a escolha
da hipótese de que resulte menor patrimônio
líquido, quando se apresentarem opções
igualmente aceitáveis diante dos demais
Princípios Fundamentais de Contabilidade.
• A inobservância dos Princípios
Fundamentais de Contabilidade
constitui infração nas alíneas “c”, “d” e
“e” do art. 27 do Decreto-Lei nº 9.295,
de 27 de maio de 1946 e, quando
aplicável, ao Código de Ética
Profissional do Contabilista.
• Revogada a Resolução CFC nº 530/81,
esta Resolução entra em vigor a partir
de 1º de janeiro de 1994.
Obrigado!
Bolivar Motta
Dinara Fagundes
Leonardo Brezolin
Rodrigo Oliveira

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Exercicios contabilidade exercicioscap 3
Exercicios contabilidade exercicioscap 3Exercicios contabilidade exercicioscap 3
Exercicios contabilidade exercicioscap 3
capitulocontabil
 
Bp exercicios resolvidos
Bp exercicios resolvidosBp exercicios resolvidos
Bp exercicios resolvidos
razonetecontabil
 
Administração financeira
Administração financeiraAdministração financeira
Administração financeira
PMY TECNOLOGIA LTDA
 
Aula 1- Analise de Investimento
Aula 1- Analise de InvestimentoAula 1- Analise de Investimento
Aula 1- Analise de Investimento
Luciano Rodrigues
 
A Importância da Gestão Financeira nas Empresas
A Importância da Gestão Financeira nas EmpresasA Importância da Gestão Financeira nas Empresas
A Importância da Gestão Financeira nas Empresas
Conselho Regional de Administração de São Paulo
 
Contabilidade patrimônio 2
Contabilidade patrimônio 2Contabilidade patrimônio 2
Contabilidade patrimônio 2
Rita Lombarde Vilela Vitoriano
 
Noções Básicas de Contabilidade
Noções Básicas de ContabilidadeNoções Básicas de Contabilidade
Contabilidade geral ppt
Contabilidade geral   pptContabilidade geral   ppt
Contabilidade geral ppt
simuladocontabil
 
Teoria da contabilidade 1 - slid -
Teoria da contabilidade   1  - slid -Teoria da contabilidade   1  - slid -
Teoria da contabilidade 1 - slid -
Gis Viana de Brito
 
Gestão financeira
Gestão financeiraGestão financeira
Gestão financeira
Studiesfree
 
Fundamentos de contabilidade i
Fundamentos de contabilidade iFundamentos de contabilidade i
Fundamentos de contabilidade i
Kleber Mantovanelli
 
Slides Introdução à Contabilidade
Slides  Introdução à ContabilidadeSlides  Introdução à Contabilidade
Slides Introdução à Contabilidade
Ana Paula Bevilacqua
 
Gestão Financeira
Gestão FinanceiraGestão Financeira
Gestão Financeira
Cadernos PPT
 
Contabilidade de Custos - Conceitos Básicos
Contabilidade de Custos - Conceitos BásicosContabilidade de Custos - Conceitos Básicos
Contabilidade de Custos - Conceitos Básicos
Diego Lopes
 
Introdução a administração financeira Professor Danilo Pires
Introdução a administração financeira  Professor Danilo PiresIntrodução a administração financeira  Professor Danilo Pires
Introdução a administração financeira Professor Danilo Pires
Danilo Pires
 
Contabilidade conceitos básicos
Contabilidade   conceitos básicosContabilidade   conceitos básicos
Contabilidade conceitos básicos
Celso Frederico Lago
 
Contabilidade basica atlas[1]
Contabilidade basica   atlas[1]Contabilidade basica   atlas[1]
Contabilidade basica atlas[1]
José Souza
 
Balanco patrimonial
Balanco patrimonialBalanco patrimonial
Balanco patrimonial
Claudia Marinho
 
Contabilidade geral conceitos
Contabilidade geral conceitosContabilidade geral conceitos
Contabilidade geral conceitos
apostilacontabil
 
Resumo Básico de Contabilidade Básica
Resumo Básico de Contabilidade BásicaResumo Básico de Contabilidade Básica
Resumo Básico de Contabilidade Básica
eadrede
 

Mais procurados (20)

Exercicios contabilidade exercicioscap 3
Exercicios contabilidade exercicioscap 3Exercicios contabilidade exercicioscap 3
Exercicios contabilidade exercicioscap 3
 
Bp exercicios resolvidos
Bp exercicios resolvidosBp exercicios resolvidos
Bp exercicios resolvidos
 
Administração financeira
Administração financeiraAdministração financeira
Administração financeira
 
Aula 1- Analise de Investimento
Aula 1- Analise de InvestimentoAula 1- Analise de Investimento
Aula 1- Analise de Investimento
 
A Importância da Gestão Financeira nas Empresas
A Importância da Gestão Financeira nas EmpresasA Importância da Gestão Financeira nas Empresas
A Importância da Gestão Financeira nas Empresas
 
Contabilidade patrimônio 2
Contabilidade patrimônio 2Contabilidade patrimônio 2
Contabilidade patrimônio 2
 
Noções Básicas de Contabilidade
Noções Básicas de ContabilidadeNoções Básicas de Contabilidade
Noções Básicas de Contabilidade
 
Contabilidade geral ppt
Contabilidade geral   pptContabilidade geral   ppt
Contabilidade geral ppt
 
Teoria da contabilidade 1 - slid -
Teoria da contabilidade   1  - slid -Teoria da contabilidade   1  - slid -
Teoria da contabilidade 1 - slid -
 
Gestão financeira
Gestão financeiraGestão financeira
Gestão financeira
 
Fundamentos de contabilidade i
Fundamentos de contabilidade iFundamentos de contabilidade i
Fundamentos de contabilidade i
 
Slides Introdução à Contabilidade
Slides  Introdução à ContabilidadeSlides  Introdução à Contabilidade
Slides Introdução à Contabilidade
 
Gestão Financeira
Gestão FinanceiraGestão Financeira
Gestão Financeira
 
Contabilidade de Custos - Conceitos Básicos
Contabilidade de Custos - Conceitos BásicosContabilidade de Custos - Conceitos Básicos
Contabilidade de Custos - Conceitos Básicos
 
Introdução a administração financeira Professor Danilo Pires
Introdução a administração financeira  Professor Danilo PiresIntrodução a administração financeira  Professor Danilo Pires
Introdução a administração financeira Professor Danilo Pires
 
Contabilidade conceitos básicos
Contabilidade   conceitos básicosContabilidade   conceitos básicos
Contabilidade conceitos básicos
 
Contabilidade basica atlas[1]
Contabilidade basica   atlas[1]Contabilidade basica   atlas[1]
Contabilidade basica atlas[1]
 
Balanco patrimonial
Balanco patrimonialBalanco patrimonial
Balanco patrimonial
 
Contabilidade geral conceitos
Contabilidade geral conceitosContabilidade geral conceitos
Contabilidade geral conceitos
 
Resumo Básico de Contabilidade Básica
Resumo Básico de Contabilidade BásicaResumo Básico de Contabilidade Básica
Resumo Básico de Contabilidade Básica
 

Semelhante a 1.b Princípios Fundamentais de Contabilidade

Rincípios fundamentais de contabilidade
Rincípios fundamentais de contabilidadeRincípios fundamentais de contabilidade
Rincípios fundamentais de contabilidade
Wando Gomes
 
Princípios contábeis segundo a resolução cfc nº 750.93
Princípios contábeis segundo a resolução cfc nº 750.93Princípios contábeis segundo a resolução cfc nº 750.93
Princípios contábeis segundo a resolução cfc nº 750.93
apostilacontabil
 
Contas estrutura conceito contabillidade
Contas estrutura conceito contabillidadeContas estrutura conceito contabillidade
Contas estrutura conceito contabillidade
apostilacontabil
 
Projeto contabilidadea
Projeto contabilidadeaProjeto contabilidadea
Projeto contabilidadea
razonetecontabil
 
Projeto contabilidade
Projeto contabilidadeProjeto contabilidade
Projeto contabilidade
razonetecontabil
 
Princípios contábeis por antônio lopes de sá
Princípios contábeis por antônio lopes de sáPrincípios contábeis por antônio lopes de sá
Princípios contábeis por antônio lopes de sá
Carlos Nascimento
 
Princípios fundamentais de contabilidade
Princípios fundamentais de contabilidadePrincípios fundamentais de contabilidade
Princípios fundamentais de contabilidade
apostilacontabil
 
Contabilidade introdutoria I
Contabilidade introdutoria IContabilidade introdutoria I
Contabilidade introdutoria I
Jesus Bandeira
 
Cb resumo dos princípios fundamentais de contabilidade
Cb resumo dos princípios fundamentais de contabilidadeCb resumo dos princípios fundamentais de contabilidade
Cb resumo dos princípios fundamentais de contabilidade
simuladocontabil
 
Pesquisa princípios fundamentais da contabilidade
Pesquisa princípios fundamentais da contabilidadePesquisa princípios fundamentais da contabilidade
Pesquisa princípios fundamentais da contabilidade
LucasLB
 
Principios contabeis
Principios contabeisPrincipios contabeis
Principios contabeis
Aroldo Junior
 
Pfc tabela comparativa
Pfc tabela comparativaPfc tabela comparativa
Pfc tabela comparativa
simuladocontabil
 
Apostila 01 nocoes de contabilidade
Apostila 01   nocoes de contabilidadeApostila 01   nocoes de contabilidade
Apostila 01 nocoes de contabilidade
zeramento contabil
 
Principios contabeis uma construção m4-ar
Principios contabeis   uma construção m4-arPrincipios contabeis   uma construção m4-ar
Principios contabeis uma construção m4-ar
san1404
 
Exerciciosresolvidoscontabilidade aula11-100810082508-phpapp02
Exerciciosresolvidoscontabilidade aula11-100810082508-phpapp02Exerciciosresolvidoscontabilidade aula11-100810082508-phpapp02
Exerciciosresolvidoscontabilidade aula11-100810082508-phpapp02
Elaine Miller
 
Contabilidade geral exerc 1
Contabilidade geral exerc 1Contabilidade geral exerc 1
Contabilidade geral exerc 1
Ricardo Almeida
 
Resolução cfc nº 750_93
Resolução cfc nº 750_93Resolução cfc nº 750_93
Resolução cfc nº 750_93
Claudio Parra
 
Resolução cfc nº 750_93
Resolução cfc nº 750_93Resolução cfc nº 750_93
Resolução cfc nº 750_93
Claudio Parra
 
Contabilidade
ContabilidadeContabilidade
Contabilidade
Emilene Santos
 
Contabilidade
ContabilidadeContabilidade
Contabilidade
Emilene Pereira
 

Semelhante a 1.b Princípios Fundamentais de Contabilidade (20)

Rincípios fundamentais de contabilidade
Rincípios fundamentais de contabilidadeRincípios fundamentais de contabilidade
Rincípios fundamentais de contabilidade
 
Princípios contábeis segundo a resolução cfc nº 750.93
Princípios contábeis segundo a resolução cfc nº 750.93Princípios contábeis segundo a resolução cfc nº 750.93
Princípios contábeis segundo a resolução cfc nº 750.93
 
Contas estrutura conceito contabillidade
Contas estrutura conceito contabillidadeContas estrutura conceito contabillidade
Contas estrutura conceito contabillidade
 
Projeto contabilidadea
Projeto contabilidadeaProjeto contabilidadea
Projeto contabilidadea
 
Projeto contabilidade
Projeto contabilidadeProjeto contabilidade
Projeto contabilidade
 
Princípios contábeis por antônio lopes de sá
Princípios contábeis por antônio lopes de sáPrincípios contábeis por antônio lopes de sá
Princípios contábeis por antônio lopes de sá
 
Princípios fundamentais de contabilidade
Princípios fundamentais de contabilidadePrincípios fundamentais de contabilidade
Princípios fundamentais de contabilidade
 
Contabilidade introdutoria I
Contabilidade introdutoria IContabilidade introdutoria I
Contabilidade introdutoria I
 
Cb resumo dos princípios fundamentais de contabilidade
Cb resumo dos princípios fundamentais de contabilidadeCb resumo dos princípios fundamentais de contabilidade
Cb resumo dos princípios fundamentais de contabilidade
 
Pesquisa princípios fundamentais da contabilidade
Pesquisa princípios fundamentais da contabilidadePesquisa princípios fundamentais da contabilidade
Pesquisa princípios fundamentais da contabilidade
 
Principios contabeis
Principios contabeisPrincipios contabeis
Principios contabeis
 
Pfc tabela comparativa
Pfc tabela comparativaPfc tabela comparativa
Pfc tabela comparativa
 
Apostila 01 nocoes de contabilidade
Apostila 01   nocoes de contabilidadeApostila 01   nocoes de contabilidade
Apostila 01 nocoes de contabilidade
 
Principios contabeis uma construção m4-ar
Principios contabeis   uma construção m4-arPrincipios contabeis   uma construção m4-ar
Principios contabeis uma construção m4-ar
 
Exerciciosresolvidoscontabilidade aula11-100810082508-phpapp02
Exerciciosresolvidoscontabilidade aula11-100810082508-phpapp02Exerciciosresolvidoscontabilidade aula11-100810082508-phpapp02
Exerciciosresolvidoscontabilidade aula11-100810082508-phpapp02
 
Contabilidade geral exerc 1
Contabilidade geral exerc 1Contabilidade geral exerc 1
Contabilidade geral exerc 1
 
Resolução cfc nº 750_93
Resolução cfc nº 750_93Resolução cfc nº 750_93
Resolução cfc nº 750_93
 
Resolução cfc nº 750_93
Resolução cfc nº 750_93Resolução cfc nº 750_93
Resolução cfc nº 750_93
 
Contabilidade
ContabilidadeContabilidade
Contabilidade
 
Contabilidade
ContabilidadeContabilidade
Contabilidade
 

Mais de Bolivar Motta

Tst mapa conceitual (organograma)
Tst   mapa conceitual (organograma)Tst   mapa conceitual (organograma)
Tst mapa conceitual (organograma)
Bolivar Motta
 
Tst higiene ocupacional (extra)
Tst   higiene ocupacional (extra)Tst   higiene ocupacional (extra)
Tst higiene ocupacional (extra)
Bolivar Motta
 
Tst higiene no trabalho (extra)
Tst   higiene no trabalho (extra)Tst   higiene no trabalho (extra)
Tst higiene no trabalho (extra)
Bolivar Motta
 
Tst fundamentos dos processos de usinagem
Tst   fundamentos dos processos de usinagemTst   fundamentos dos processos de usinagem
Tst fundamentos dos processos de usinagem
Bolivar Motta
 
Tst fratura
Tst   fraturaTst   fratura
Tst fratura
Bolivar Motta
 
Tst fisiologia do trabalho
Tst   fisiologia do trabalhoTst   fisiologia do trabalho
Tst fisiologia do trabalho
Bolivar Motta
 
Tst fisiologia do trabalho - eduardo c. batiz
Tst   fisiologia do trabalho - eduardo c. batizTst   fisiologia do trabalho - eduardo c. batiz
Tst fisiologia do trabalho - eduardo c. batiz
Bolivar Motta
 
Tst ergonomia aula 6
Tst   ergonomia aula 6Tst   ergonomia aula 6
Tst ergonomia aula 6
Bolivar Motta
 
Tst ergonomia aula 5
Tst   ergonomia aula 5Tst   ergonomia aula 5
Tst ergonomia aula 5
Bolivar Motta
 
Tst ergonomia aula 4
Tst   ergonomia aula 4Tst   ergonomia aula 4
Tst ergonomia aula 4
Bolivar Motta
 
Tst ergonomia aula 3
Tst   ergonomia aula 3Tst   ergonomia aula 3
Tst ergonomia aula 3
Bolivar Motta
 
Tst ergonomia aula 2
Tst   ergonomia aula 2Tst   ergonomia aula 2
Tst ergonomia aula 2
Bolivar Motta
 
Tst ergonomia aula 1
Tst   ergonomia aula 1Tst   ergonomia aula 1
Tst ergonomia aula 1
Bolivar Motta
 
Tst ergonomia - checklist
Tst   ergonomia - checklistTst   ergonomia - checklist
Tst ergonomia - checklist
Bolivar Motta
 
Tst ergonomia - checklist couto
Tst   ergonomia - checklist coutoTst   ergonomia - checklist couto
Tst ergonomia - checklist couto
Bolivar Motta
 
Tst epc - nr 06
Tst   epc - nr 06Tst   epc - nr 06
Tst epc - nr 06
Bolivar Motta
 
Tst dst manual de bolso (extra)
Tst   dst manual de bolso (extra)Tst   dst manual de bolso (extra)
Tst dst manual de bolso (extra)
Bolivar Motta
 
Tst dst 2 cartilha (extra)
Tst   dst 2 cartilha (extra)Tst   dst 2 cartilha (extra)
Tst dst 2 cartilha (extra)
Bolivar Motta
 
Tst dst 1 cartilha
Tst   dst 1 cartilhaTst   dst 1 cartilha
Tst dst 1 cartilha
Bolivar Motta
 
Tst curso cipa
Tst   curso cipaTst   curso cipa
Tst curso cipa
Bolivar Motta
 

Mais de Bolivar Motta (20)

Tst mapa conceitual (organograma)
Tst   mapa conceitual (organograma)Tst   mapa conceitual (organograma)
Tst mapa conceitual (organograma)
 
Tst higiene ocupacional (extra)
Tst   higiene ocupacional (extra)Tst   higiene ocupacional (extra)
Tst higiene ocupacional (extra)
 
Tst higiene no trabalho (extra)
Tst   higiene no trabalho (extra)Tst   higiene no trabalho (extra)
Tst higiene no trabalho (extra)
 
Tst fundamentos dos processos de usinagem
Tst   fundamentos dos processos de usinagemTst   fundamentos dos processos de usinagem
Tst fundamentos dos processos de usinagem
 
Tst fratura
Tst   fraturaTst   fratura
Tst fratura
 
Tst fisiologia do trabalho
Tst   fisiologia do trabalhoTst   fisiologia do trabalho
Tst fisiologia do trabalho
 
Tst fisiologia do trabalho - eduardo c. batiz
Tst   fisiologia do trabalho - eduardo c. batizTst   fisiologia do trabalho - eduardo c. batiz
Tst fisiologia do trabalho - eduardo c. batiz
 
Tst ergonomia aula 6
Tst   ergonomia aula 6Tst   ergonomia aula 6
Tst ergonomia aula 6
 
Tst ergonomia aula 5
Tst   ergonomia aula 5Tst   ergonomia aula 5
Tst ergonomia aula 5
 
Tst ergonomia aula 4
Tst   ergonomia aula 4Tst   ergonomia aula 4
Tst ergonomia aula 4
 
Tst ergonomia aula 3
Tst   ergonomia aula 3Tst   ergonomia aula 3
Tst ergonomia aula 3
 
Tst ergonomia aula 2
Tst   ergonomia aula 2Tst   ergonomia aula 2
Tst ergonomia aula 2
 
Tst ergonomia aula 1
Tst   ergonomia aula 1Tst   ergonomia aula 1
Tst ergonomia aula 1
 
Tst ergonomia - checklist
Tst   ergonomia - checklistTst   ergonomia - checklist
Tst ergonomia - checklist
 
Tst ergonomia - checklist couto
Tst   ergonomia - checklist coutoTst   ergonomia - checklist couto
Tst ergonomia - checklist couto
 
Tst epc - nr 06
Tst   epc - nr 06Tst   epc - nr 06
Tst epc - nr 06
 
Tst dst manual de bolso (extra)
Tst   dst manual de bolso (extra)Tst   dst manual de bolso (extra)
Tst dst manual de bolso (extra)
 
Tst dst 2 cartilha (extra)
Tst   dst 2 cartilha (extra)Tst   dst 2 cartilha (extra)
Tst dst 2 cartilha (extra)
 
Tst dst 1 cartilha
Tst   dst 1 cartilhaTst   dst 1 cartilha
Tst dst 1 cartilha
 
Tst curso cipa
Tst   curso cipaTst   curso cipa
Tst curso cipa
 

Último

Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
AdrianoMontagna1
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdfEgito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
sthefanydesr
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Centro Jacques Delors
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptxapresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
JuliaMachado73
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
edivirgesribeiro1
 
0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática
Giovana Gomes da Silva
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
Suzy De Abreu Santana
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 

Último (20)

Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdfEgito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptxapresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
 
0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
 

1.b Princípios Fundamentais de Contabilidade

  • 2. Conceito: • Os Princípios Fundamentais de Contabilidade representam a essência das doutrinas e teorias relativas à Ciência da Contabilidade, consoante o entendimento predominante nos universos científico e profissional de nosso País. Concernem, pois, à Contabilidade no seu sentido mais amplo de ciência social, cujo objeto é o patrimônio das entidades.
  • 3. São Princípios Fundamentais de Contabilidade: 1. ENTIDADE; 2. CONTINUIDADE; 3. OPORTUNIDADE; 4. REGISTRO PELO VALOR ORIGINAL; 5. ATUALIZAÇÃO MONETÁRIA; 6. COMPETÊNCIA; e 7. PRUDÊNCIA.
  • 4. 1º Entidade • O Princípio da ENTIDADE reconhece o Patrimônio como objeto da Contabilidade e afirma a autonomia patrimonial, a necessidade da diferenciação de um Patrimônio particular no universo dos patrimônios existentes, independentemente de pertencer a uma pessoa, um conjunto de pessoas, uma sociedade ou instituição de qualquer natureza ou finalidade, com ou sem fins lucrativos.
  • 5. 2º Continuidade • A CONTINUIDADE ou não da ENTIDADE, bem como sua vida definida ou provável, devem ser consideradas quando da classificação e avaliação das mutações patrimoniais, quantitativas e qualitativas. • A CONTINUIDADE influencia o valor econômico dos ativos e, em muitos casos, o valor ou o vencimento dos passivos, especialmente quando a extinção da ENTIDADE tem prazo determinado, previsto ou previsível.
  • 6. 3º Oportunidade • O Princípio da OPORTUNIDADE refere- se, simultaneamente, à tempestividade e à integridade do registro do patrimônio e das suas mutações, determinando que este seja feito de imediato e com a extensão correta, independentemente das causas que as originaram.
  • 7. 4º Registro Pelo Valor Original • Os componentes do patrimônio devem ser registrados pelos valores originais das transações com o mundo exterior, expressos a valor presente na moeda do País, que serão mantidos na avaliação das variações patrimoniais posteriores, inclusive quando configurarem agregações ou decomposições no interior da ENTIDADE.
  • 8. 5º Atualização Monetária • Os efeitos da alteração do poder aquisitivo da moeda nacional devem ser reconhecidos nos registros contábeis através do ajustamento da expressão formal dos valores dos componentes patrimoniais.
  • 9. 6º Competência • O Princípio da COMPETÊNCIA determina quando as alterações no ativo ou no passivo resultam em aumento ou diminuição no patrimônio líquido, estabelecendo diretrizes para classificação das mutações patrimoniais, resultantes da observância do Princípio da OPORTUNIDADE.
  • 10. 7º Prudência • O Princípio da PRUDÊNCIA determina a adoção do menor valor para os componentes do ATIVO e do maior para os do PASSIVO, sempre que se apresentem alternativas igualmente válidas para a quantificação das mutações patrimoniais que alterem o patrimônio líquido. • O Princípio da PRUDÊNCIA impõe a escolha da hipótese de que resulte menor patrimônio líquido, quando se apresentarem opções igualmente aceitáveis diante dos demais Princípios Fundamentais de Contabilidade.
  • 11. • A inobservância dos Princípios Fundamentais de Contabilidade constitui infração nas alíneas “c”, “d” e “e” do art. 27 do Decreto-Lei nº 9.295, de 27 de maio de 1946 e, quando aplicável, ao Código de Ética Profissional do Contabilista. • Revogada a Resolução CFC nº 530/81, esta Resolução entra em vigor a partir de 1º de janeiro de 1994.