SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 3
CENTRO DE EXCELÊNCIA ARQUIBALDO MENDONÇA
PROFESSOR VAL VALENÇA
DATA: / / 2017
ESTUDANTE: 1° ANO INTEGRAL
ATIVIDADE DE PORTUGUÊS
(REVISÂO PARA O 3° PVA)
A partir do texto de Mônica B. Campo, analise as questões 01 a 04, com base nos conhecimentos obtidos
com as aulas sobre o filme "Caramuru: a invenção do Brasil", feito por Jorge Furtado e Guel Arraes.
A INVENÇÃO DO BRASIL:
Proposta de narrativa da História no meio Audiovisual
A Invenção do Brasil foi uma minissérie veiculada e produzida a partir de incentivo que a Rede Globo obteve
junto à Comissão Nacional, para as Comemorações do Descobrimento. O ano era 2000, festividades eram
preparadas em conjunto e simultaneamente a Portugal. Apesar do incômodo com o tema - afinal, esta data
marca o processo de ocupação traumática (dita descobrimento) de europeus nas Américas, em específico nas
costas brasileiras, o que, tradicionalmente, desconsidera as populações indígenas já aqui habitantes.
A estreia foi na televisão em formato de minissérie exibida ao longo de três dias. Após essa apresentação,
lançou-se no cinema, primeiro, em DVD, depois, com o filme Caramuru, no qual se retira a parte de documentário
e se mantém o romance. Em algumas versões lançadas em DVD, é possível assistir em conjunto ao filme,
juntamente com o documentário, mas se deve observar, em sua projeção, a programação correta, pois é
necessário que entrem em conjunto ambos, o documentário e o filme, como também atentar às vezes em que
aparecer um ícone em forma de papagaio, pois se deve apertar a tecla "enter".
(Texto adaptado. Autora: Mônica Brincalepe Campo. Professora Mestre da Faculdade
Cásper Líbero. Disponível: http://www.portcom.intercom.org.br
1. É CORRETO afirmar que:
a) Segundo a autora, há um incômodo quanto ao ato de festejar as Comemorações do Descobrimento do Brasil,
em decorrência de ter ocorrido nas costas brasileiras e no ano de 2000.
b) Na lenda, e por conseguinte, no filme Caramuru há um enredo com personagens protagonistas que se
projetam no horizonte de três lugares distintos e bem definidos: Portugal, Espanha e Brasil.
c) Segundo o texto, é impossível encontrar o documentário e o romance, em forma de DVD, a não ser nas
versões lançadas em que aparecem um ícone em forma de papagaio.
d) O texto apresenta, em geral, teor literário, já que a autora usa recursos literários como, por exemplo, a história
do romance entre Diogo e Paraguaçu para explicar sobre o filme Caramuru.
e) Do texto se extrai algumas informações relacionadas à transformação de uma minissérie em um filme, em
virtude das Comemorações do Descobrimento, ocorridas exatamente no final do século XX.
2. É CORRETO afirmar que, se tranformássemos a primeira frase do texto em uma pergunta, tornar-se-ia
de acordo com as normas ortográficas vigentes quanto ao uso dos porquês:
a) Por quê A Invençao do Brasil foi uma minissérie? (separado/ com acento)
b) A Invenção do Brasil foi uma minissérie por que? (separado/ sem acento)
c) Porque A Invenção do Brasil foi uma minissérie? (junto/ sem acento)
d) A Invenção do Brasil foi uma minissérie porque? (junto/ sem acento)
e) Por que A Invenção do Brasil foi uma minissérie? (separado/ sem acento)
3. É CORRETO afirmar que no filme Caramuru aparece abordagens de temáticas como:
a) A cultura da antropofagia e a da poligamia entre os primeiros habitantes do litoral brasileiro, dentre eles, a tribo
dos índios Caetés.
b) A cultura da antropofagia e a da poligamia entre os primeiros habitantes do litoral brasileiro, dentre eles, a tribo
dos índios Xocós.
c) A cultura da antropofagia e a da poligamia entre os primeiros habitantes do litoral brasileiro, dentre eles, a tribo
dos índios Tabajaras.
d) A cultura da antropofagia e a da poligamia entre os primeiros habitantes do litoral brasileiro, dentre eles, a tribo
dos índios Tamoios.
e) A cultura da antropofagia e a da poligamia entre os primeiros habitantes do litoral brasileiro, dentre eles, a tribo
dos índios Tupinambás.
4. É CORRETO afirmar que o texto "A Invenção do Brasil", da autora Mônica B. Campo, apresenta:
a) recursos literários e efeito conotativo em maiores porporções do que os recursos não literários e efeito
denotativo, já que o texto é sobre um poema épico Caramuru, de Durão.
b) no segundo parágrafo, uma ressalva em "mas se deve observar", que serve para a autora explicar como
transformar o filme em uma minissérie com ou sem documentário.
c) em todos os momentos, uma linguagem apelativa que caracteriza os gêneros textuais argumentativos como,
por exemplo, a propaganda ou editoriais de revistas.
d) uma linguagem coloquial típica das variedades linguísticas nordestina, já que o enredo do romance e da
poesia épica Caramuru ocorre na Bahia.
e) o objetivo de informar sobre um filme, construído a partir de uma minissérie, após as Comemorações do
Descobrimento do Brasil.
Veja a charge e responda:
5. Ao se interpretar a charge, é CORRETO afirmar que:
a) A frase do criança "Nós é de menor" não representa uma variedade linguística, caracterizada pelo uso do verbo
"ser" no singular, já que se trata de uma concordância ideológica.
b) A professora explica que existe um erro no uso do verbo que, se analisado mais restritamente, concluí-se que se
refere a um erro quanto ao emprego de modo e tempo verbais.
c) Na charge, diante da pergunta do aluno "Professora, não seria um erro no uso da verba", cria-se um efeito de
ironia, já que, além do trocadilho verbo/verba, os vocábulos são sinônimos.
d) A charge apresenta uma temática que se resume apenas ao preconceito linguístico praticado toda vez que uma
pessoa escreve ou fala "nós é" ou "a gente somos" por exemplo.
e) A partir da noção de conjugação verbal e preconceito linguístico, o leitor da charge é induzido a refletir sobre o
tema da maioridade penal e a distribuição igualitária dos recursos financeiros para a sociedade.
6. Ao se interpretar a charge, é CORRETO afirmar que:
a) Se a professora corrigir a primeira frase, estaria correto o emprego da variedade linguística "Nóis somos de
menor".
b) A expressão "de menor" representa um uso do efeito literal das palavras, já que refere-se ao tamanho ou altura da
pessoa.
c) A última frase foi elaborada com um verbo no presente do indicativo em forma negativa interrogativa.
d) A expressão "erro no uso do verbo" pode ser substuída por "erro no uso da verba" e manter o mesmo efeito
semântico.
e) Na última frase, o interlocutor mantém o modo verbal indicativo, que expressa certeza, por outro lado, utiliza a
opção de um tempo verbal capaz de exprimir uma hipótese ou uma possibilidade.
Realize inferências com o auxílio da leitura do texto a seguir, retirado de uma cena do filme Caramuru, para
responder as questões 07 e 08.
Prefácio do filme
"Esta história é uma ficção baseada em fatos reais, como toda história. E também em outras histórias, em
parte reais e em parte inventadas. Como toda ficção, a lenda de Caramuru e seu casamento com Paraguaçu se
tornou parte do imaginário popular brasileiro graças principalmente ao poema épico “Caramuru”, do Frei José de
Santa Rita Durão, e à sua versão romanceada por Viriato Corrêa em "As mais belas histórias da História do
Brasil".
Diogo Álvares nasceu em Viana do Castelo, no norte de Portugal, por volta de 1475. Pouco se sabe sobre sua
vida na Europa ou das razões que o levaram a deixá-la. Talvez tenha embarcado para fugir da vingança de um
nobre traído. Talvez fosse um degredado, condenado pela Inquisição pela prática de quiromancia ou por
espionagem a serviço da Espanha ou da França. Ninguém sabe.
Paraguaçu nasceu na ilha de Itaparica, que fica em frente à cidade de Salvador. A ilha deve seu nome ao seu
pai, chefe dos tupinambás. O Frei Vicente do Salvador, primeiro brasileiro a escrever uma história do Brasil,
conheceu Paraguaçu". [...]
(Texto adaptado. Disponível: http://www.portcom.intercom.org.br )
7. Após a leitura de "Prefácio do filme", do roteiro do filme Caramuru, é CORRETO afirmar que:
a) segundo o texto, o enredo do filme Caramuru torna-se paradoxal por apresentar apenas fatos reais da história
de Diogo, relatados por Viriato Corrêa e Frei Santa Rita de Durão.
b) Diogo Álvares Correa tornou-se o Caramuru, e sua história foi conntada pelo Frei Vicente do Salvador,
primeiro brasileiro a conhecer Paraguaçu segundo o autor do texto.
c) embora o texto apresente uma linguagem formal, a frase "Ninguém sabe.", no final do segundo parágrafo,
reflete um certo tom coloquial incapaz de produzir um efeito de mistério.
d) segundo o texto, o nome do pai de Paraguaçu é Salvador, pois nasceu na ilha de Itaparica que, como fica de
frente à cidade de Salvador, deveu seu nome à ilha.
e) segundo o autor, a história do Caramuru constrói-se também por meio do acesso a fontes do imaginário
popular, tornando-se impossível de se confirmar se Diogo foi degredado ou fugitivo.
8. Após a leitura de "Prefácio do filme", do roteiro do filme Caramuru, é CORRETO afirmar que, inserido
no contexto das grandes navegações, o vocábulo "degredado", significa:
a) Agregado
b) Alienado
c) Atarefado
d) Traído
e) Criminoso
9. Após a leitura de "Prefácio do filme", do roteiro do filme Caramuru, é CORRETO afirmar que o poema
épico no texto se refere:
a) a um poema satírico caracterizado pelo eu lírico feminino e criado por Frei Santa Rita de Durão no
Romantismo brasileiro no século XIX.
b) a um poema lírico caracterizado pelo eu lírico feminino e criado por Frei Vicente do Salvador no Arcadismo
brasileiro do século XVIII.
c) a um poema com um eu lírico caraterizado pelo heroísmo épico e criado por Frei Vicente do Salvador no
Arcadismo brasileiro.
d) a um poema com um eu lírico caracterizado pelo heroísmo épico e criado por Frei Santa Rita de Durão no
Romantismo brasileiro.
e) a um poema com um eu lírico caracterizado pelo heroísmo épico e criado por Frei Santa Rita de Durão no
Arcadismo brasileiro do século XVIII.
SUCESSO PARA TODOS VOCÊS!!!
PROFESSOR VAL VALENÇA

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Gêneros Textuais
Gêneros TextuaisGêneros Textuais
Gêneros TextuaisEdna Brito
 
1ª fase do modernismo
1ª fase do modernismo1ª fase do modernismo
1ª fase do modernismoLuciene Gomes
 
Oficina de descritores português 9º ano
Oficina de descritores português 9º anoOficina de descritores português 9º ano
Oficina de descritores português 9º anoClaudiaAdrianaSouzaS
 
FICHA - GÊNEROS LITERÁRIOS - EXERCÍCIOS - Gabarito.pdf
FICHA - GÊNEROS LITERÁRIOS - EXERCÍCIOS - Gabarito.pdfFICHA - GÊNEROS LITERÁRIOS - EXERCÍCIOS - Gabarito.pdf
FICHA - GÊNEROS LITERÁRIOS - EXERCÍCIOS - Gabarito.pdfNatália Moura
 
Cronicas
CronicasCronicas
Cronicaskadjaxh
 
Passos para a redação do enem
Passos para a redação do enemPassos para a redação do enem
Passos para a redação do enemLuciene Gomes
 
LÍNGUA PORTUGUESA | 3ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC - (EM13LP04) D4
LÍNGUA PORTUGUESA | 3ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC - (EM13LP04) D4LÍNGUA PORTUGUESA | 3ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC - (EM13LP04) D4
LÍNGUA PORTUGUESA | 3ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC - (EM13LP04) D4GernciadeProduodeMat
 
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação - PRONTO
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação  - PRONTOAULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação  - PRONTO
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação - PRONTOMarcelo Cordeiro Souza
 
A reportagem - estrutura e características
A reportagem - estrutura e característicasA reportagem - estrutura e características
A reportagem - estrutura e característicasSusana Sobrenome
 
Romantismo no Brasil
Romantismo no BrasilRomantismo no Brasil
Romantismo no BrasilCrisBiagio
 
Intertextualidade
Intertextualidade Intertextualidade
Intertextualidade Denise
 
Redação: Artigo de Opinião
Redação: Artigo de OpiniãoRedação: Artigo de Opinião
Redação: Artigo de Opinião7 de Setembro
 

Mais procurados (20)

Literatura Contemporânea
Literatura  ContemporâneaLiteratura  Contemporânea
Literatura Contemporânea
 
Notícia gênero textual
Notícia gênero textualNotícia gênero textual
Notícia gênero textual
 
Gêneros Textuais
Gêneros TextuaisGêneros Textuais
Gêneros Textuais
 
Estrutura do-artigo-de-opinião
Estrutura do-artigo-de-opiniãoEstrutura do-artigo-de-opinião
Estrutura do-artigo-de-opinião
 
1ª fase do modernismo
1ª fase do modernismo1ª fase do modernismo
1ª fase do modernismo
 
Oficina de descritores português 9º ano
Oficina de descritores português 9º anoOficina de descritores português 9º ano
Oficina de descritores português 9º ano
 
FICHA - GÊNEROS LITERÁRIOS - EXERCÍCIOS - Gabarito.pdf
FICHA - GÊNEROS LITERÁRIOS - EXERCÍCIOS - Gabarito.pdfFICHA - GÊNEROS LITERÁRIOS - EXERCÍCIOS - Gabarito.pdf
FICHA - GÊNEROS LITERÁRIOS - EXERCÍCIOS - Gabarito.pdf
 
Cronicas
CronicasCronicas
Cronicas
 
Machado de Assis
Machado de AssisMachado de Assis
Machado de Assis
 
Passos para a redação do enem
Passos para a redação do enemPassos para a redação do enem
Passos para a redação do enem
 
Anúncio publicitário
Anúncio publicitárioAnúncio publicitário
Anúncio publicitário
 
LÍNGUA PORTUGUESA | 3ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC - (EM13LP04) D4
LÍNGUA PORTUGUESA | 3ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC - (EM13LP04) D4LÍNGUA PORTUGUESA | 3ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC - (EM13LP04) D4
LÍNGUA PORTUGUESA | 3ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC - (EM13LP04) D4
 
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação - PRONTO
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação  - PRONTOAULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação  - PRONTO
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação - PRONTO
 
Romance
RomanceRomance
Romance
 
A reportagem - estrutura e características
A reportagem - estrutura e característicasA reportagem - estrutura e características
A reportagem - estrutura e características
 
Romantismo no Brasil
Romantismo no BrasilRomantismo no Brasil
Romantismo no Brasil
 
Intertextualidade
Intertextualidade Intertextualidade
Intertextualidade
 
Iracema slide pronto
Iracema   slide prontoIracema   slide pronto
Iracema slide pronto
 
Literatura
LiteraturaLiteratura
Literatura
 
Redação: Artigo de Opinião
Redação: Artigo de OpiniãoRedação: Artigo de Opinião
Redação: Artigo de Opinião
 

Semelhante a Prova de Português com gabarito sobre Caramuru

Simulado 1°ano- 1° Dia
Simulado 1°ano- 1° DiaSimulado 1°ano- 1° Dia
Simulado 1°ano- 1° DiaDanielly26
 
Prova - Ensino técnico 2013 1 (fortaleza e outros - conhecimentos gerais e re...
Prova - Ensino técnico 2013 1 (fortaleza e outros - conhecimentos gerais e re...Prova - Ensino técnico 2013 1 (fortaleza e outros - conhecimentos gerais e re...
Prova - Ensino técnico 2013 1 (fortaleza e outros - conhecimentos gerais e re...Eliasdelimaneto Educação
 
CÓDIGOS E LINGUAGENS - SEGUNDO ANO
CÓDIGOS E LINGUAGENS - SEGUNDO ANOCÓDIGOS E LINGUAGENS - SEGUNDO ANO
CÓDIGOS E LINGUAGENS - SEGUNDO ANOPaulo Alexandre
 
Prova - Simulado Alvaro Gaudêncio
Prova - Simulado Alvaro Gaudêncio  Prova - Simulado Alvaro Gaudêncio
Prova - Simulado Alvaro Gaudêncio Lenivaldo Costa
 
Textos digitalizados do blog fundação carlos chagas
Textos digitalizados do blog fundação carlos chagasTextos digitalizados do blog fundação carlos chagas
Textos digitalizados do blog fundação carlos chagasAntônio Fernandes
 
APOSTILA DE INTERPRETAÇÃO TEXTUAL COM QUESTÕES DE SEMIÓTICA.
APOSTILA DE INTERPRETAÇÃO TEXTUAL COM QUESTÕES DE SEMIÓTICA.APOSTILA DE INTERPRETAÇÃO TEXTUAL COM QUESTÕES DE SEMIÓTICA.
APOSTILA DE INTERPRETAÇÃO TEXTUAL COM QUESTÕES DE SEMIÓTICA.Antônio Fernandes
 
Gabarito comentado e questões extras da Aula alunoTOP 06 de setembro
Gabarito comentado e questões extras da Aula alunoTOP 06 de setembroGabarito comentado e questões extras da Aula alunoTOP 06 de setembro
Gabarito comentado e questões extras da Aula alunoTOP 06 de setembroSejaaluno TOP
 
Gabarito 1o. bim português i
Gabarito 1o. bim   português iGabarito 1o. bim   português i
Gabarito 1o. bim português iLigia Amaral
 
Simulado 2012 2º_ano_acy_de_barros
Simulado 2012 2º_ano_acy_de_barrosSimulado 2012 2º_ano_acy_de_barros
Simulado 2012 2º_ano_acy_de_barrosNilson
 
Caderno de provas SSA 2 UPE - 1º dia
Caderno de provas SSA 2 UPE -  1º diaCaderno de provas SSA 2 UPE -  1º dia
Caderno de provas SSA 2 UPE - 1º diaPortal NE10
 
Prova internet-pssi-2005
Prova internet-pssi-2005Prova internet-pssi-2005
Prova internet-pssi-2005Lucas Ferreira
 
Lista de PM LP 3ª série.doc
Lista de PM LP 3ª série.docLista de PM LP 3ª série.doc
Lista de PM LP 3ª série.docRamiroLanzadora
 

Semelhante a Prova de Português com gabarito sobre Caramuru (20)

1º ano a e b
1º ano a e b1º ano a e b
1º ano a e b
 
Simulado 1°ano- 1° Dia
Simulado 1°ano- 1° DiaSimulado 1°ano- 1° Dia
Simulado 1°ano- 1° Dia
 
Prova - Ensino técnico 2013 1 (fortaleza e outros - conhecimentos gerais e re...
Prova - Ensino técnico 2013 1 (fortaleza e outros - conhecimentos gerais e re...Prova - Ensino técnico 2013 1 (fortaleza e outros - conhecimentos gerais e re...
Prova - Ensino técnico 2013 1 (fortaleza e outros - conhecimentos gerais e re...
 
CÓDIGOS E LINGUAGENS - SEGUNDO ANO
CÓDIGOS E LINGUAGENS - SEGUNDO ANOCÓDIGOS E LINGUAGENS - SEGUNDO ANO
CÓDIGOS E LINGUAGENS - SEGUNDO ANO
 
Aula ocaderno2ano
Aula ocaderno2anoAula ocaderno2ano
Aula ocaderno2ano
 
Prova - Simulado Alvaro Gaudêncio
Prova - Simulado Alvaro Gaudêncio  Prova - Simulado Alvaro Gaudêncio
Prova - Simulado Alvaro Gaudêncio
 
Textos digitalizados do blog fundação carlos chagas
Textos digitalizados do blog fundação carlos chagasTextos digitalizados do blog fundação carlos chagas
Textos digitalizados do blog fundação carlos chagas
 
Fi
FiFi
Fi
 
APOSTILA DE INTERPRETAÇÃO TEXTUAL COM QUESTÕES DE SEMIÓTICA.
APOSTILA DE INTERPRETAÇÃO TEXTUAL COM QUESTÕES DE SEMIÓTICA.APOSTILA DE INTERPRETAÇÃO TEXTUAL COM QUESTÕES DE SEMIÓTICA.
APOSTILA DE INTERPRETAÇÃO TEXTUAL COM QUESTÕES DE SEMIÓTICA.
 
Lp5 ano2bim
Lp5 ano2bimLp5 ano2bim
Lp5 ano2bim
 
Da teoria a pratica
Da teoria a pratica   Da teoria a pratica
Da teoria a pratica
 
Gabarito comentado e questões extras da Aula alunoTOP 06 de setembro
Gabarito comentado e questões extras da Aula alunoTOP 06 de setembroGabarito comentado e questões extras da Aula alunoTOP 06 de setembro
Gabarito comentado e questões extras da Aula alunoTOP 06 de setembro
 
Gabarito 1o. bim português i
Gabarito 1o. bim   português iGabarito 1o. bim   português i
Gabarito 1o. bim português i
 
Simulado 2012 2º_ano_acy_de_barros
Simulado 2012 2º_ano_acy_de_barrosSimulado 2012 2º_ano_acy_de_barros
Simulado 2012 2º_ano_acy_de_barros
 
Produção de paráfrase (1)
Produção de paráfrase (1)Produção de paráfrase (1)
Produção de paráfrase (1)
 
Caderno de provas SSA 2 UPE - 1º dia
Caderno de provas SSA 2 UPE -  1º diaCaderno de provas SSA 2 UPE -  1º dia
Caderno de provas SSA 2 UPE - 1º dia
 
Quinhentismo
Quinhentismo Quinhentismo
Quinhentismo
 
Prova estilo proeb lp ef
Prova estilo proeb   lp efProva estilo proeb   lp ef
Prova estilo proeb lp ef
 
Prova internet-pssi-2005
Prova internet-pssi-2005Prova internet-pssi-2005
Prova internet-pssi-2005
 
Lista de PM LP 3ª série.doc
Lista de PM LP 3ª série.docLista de PM LP 3ª série.doc
Lista de PM LP 3ª série.doc
 

Mais de Val Valença

Guia de aprendizagem val valença português 4a unid
Guia de aprendizagem val valença português 4a unidGuia de aprendizagem val valença português 4a unid
Guia de aprendizagem val valença português 4a unidVal Valença
 
Guia de aprendizagem 3a unid out 2017
Guia de aprendizagem 3a unid out 2017Guia de aprendizagem 3a unid out 2017
Guia de aprendizagem 3a unid out 2017Val Valença
 
Guia de aprendizagem 3a unid out 2017
Guia de aprendizagem 3a unid out 2017Guia de aprendizagem 3a unid out 2017
Guia de aprendizagem 3a unid out 2017Val Valença
 
Português julho 2017
Português julho 2017Português julho 2017
Português julho 2017Val Valença
 
Guia de aprendizagem Português Interdisciplinar 2017
Guia de aprendizagem Português Interdisciplinar 2017Guia de aprendizagem Português Interdisciplinar 2017
Guia de aprendizagem Português Interdisciplinar 2017Val Valença
 
Revisão PORTUGUÊS ENEM RAPIDINHA
Revisão PORTUGUÊS ENEM RAPIDINHARevisão PORTUGUÊS ENEM RAPIDINHA
Revisão PORTUGUÊS ENEM RAPIDINHAVal Valença
 
Modelo de estrutura para solicitação de apoio a projeto.
Modelo de estrutura para solicitação de apoio a projeto.Modelo de estrutura para solicitação de apoio a projeto.
Modelo de estrutura para solicitação de apoio a projeto.Val Valença
 
Nivelamento Ensino Médio Português
Nivelamento Ensino Médio PortuguêsNivelamento Ensino Médio Português
Nivelamento Ensino Médio PortuguêsVal Valença
 
Preseed prof. val valença 2016 redação energia e racionamento
Preseed prof. val valença 2016 redação energia e racionamentoPreseed prof. val valença 2016 redação energia e racionamento
Preseed prof. val valença 2016 redação energia e racionamentoVal Valença
 
Organiza o natal atividade
Organiza o natal   atividadeOrganiza o natal   atividade
Organiza o natal atividadeVal Valença
 
1a prova de recuperação semestral sem gabarito
1a prova de recuperação semestral   sem gabarito1a prova de recuperação semestral   sem gabarito
1a prova de recuperação semestral sem gabaritoVal Valença
 
1a prova de recuperação semestral com gabarito
1a prova de recuperação semestral com gabarito1a prova de recuperação semestral com gabarito
1a prova de recuperação semestral com gabaritoVal Valença
 
Prova de português interdisciplinar
Prova de português interdisciplinar Prova de português interdisciplinar
Prova de português interdisciplinar Val Valença
 
Seminário de Literatura para Ensino Médio
Seminário de Literatura para Ensino MédioSeminário de Literatura para Ensino Médio
Seminário de Literatura para Ensino MédioVal Valença
 
Guia de aprendizagem Português ensino médio
Guia de aprendizagem Português ensino médioGuia de aprendizagem Português ensino médio
Guia de aprendizagem Português ensino médioVal Valença
 
Guia de aprendizagem de Português 1° ano do Ensino Médio do Tempo Integral
Guia de aprendizagem de Português 1° ano do Ensino Médio do Tempo Integral Guia de aprendizagem de Português 1° ano do Ensino Médio do Tempo Integral
Guia de aprendizagem de Português 1° ano do Ensino Médio do Tempo Integral Val Valença
 
Guia de aprendizagem 2a unid
Guia de aprendizagem 2a unidGuia de aprendizagem 2a unid
Guia de aprendizagem 2a unidVal Valença
 
Guia de aprendizagem val valença português 1a unid
Guia de aprendizagem val valença português 1a unidGuia de aprendizagem val valença português 1a unid
Guia de aprendizagem val valença português 1a unidVal Valença
 

Mais de Val Valença (20)

Guia de aprendizagem val valença português 4a unid
Guia de aprendizagem val valença português 4a unidGuia de aprendizagem val valença português 4a unid
Guia de aprendizagem val valença português 4a unid
 
Guia de aprendizagem 3a unid out 2017
Guia de aprendizagem 3a unid out 2017Guia de aprendizagem 3a unid out 2017
Guia de aprendizagem 3a unid out 2017
 
Guia de aprendizagem 3a unid out 2017
Guia de aprendizagem 3a unid out 2017Guia de aprendizagem 3a unid out 2017
Guia de aprendizagem 3a unid out 2017
 
Português julho 2017
Português julho 2017Português julho 2017
Português julho 2017
 
Guia de aprendizagem Português Interdisciplinar 2017
Guia de aprendizagem Português Interdisciplinar 2017Guia de aprendizagem Português Interdisciplinar 2017
Guia de aprendizagem Português Interdisciplinar 2017
 
Revisão PORTUGUÊS ENEM RAPIDINHA
Revisão PORTUGUÊS ENEM RAPIDINHARevisão PORTUGUÊS ENEM RAPIDINHA
Revisão PORTUGUÊS ENEM RAPIDINHA
 
Modelo de estrutura para solicitação de apoio a projeto.
Modelo de estrutura para solicitação de apoio a projeto.Modelo de estrutura para solicitação de apoio a projeto.
Modelo de estrutura para solicitação de apoio a projeto.
 
Nivelamento Ensino Médio Português
Nivelamento Ensino Médio PortuguêsNivelamento Ensino Médio Português
Nivelamento Ensino Médio Português
 
Desafio 2nov 2017
Desafio 2nov 2017Desafio 2nov 2017
Desafio 2nov 2017
 
Aula na ufs 2016
Aula na ufs 2016Aula na ufs 2016
Aula na ufs 2016
 
Preseed prof. val valença 2016 redação energia e racionamento
Preseed prof. val valença 2016 redação energia e racionamentoPreseed prof. val valença 2016 redação energia e racionamento
Preseed prof. val valença 2016 redação energia e racionamento
 
Organiza o natal atividade
Organiza o natal   atividadeOrganiza o natal   atividade
Organiza o natal atividade
 
1a prova de recuperação semestral sem gabarito
1a prova de recuperação semestral   sem gabarito1a prova de recuperação semestral   sem gabarito
1a prova de recuperação semestral sem gabarito
 
1a prova de recuperação semestral com gabarito
1a prova de recuperação semestral com gabarito1a prova de recuperação semestral com gabarito
1a prova de recuperação semestral com gabarito
 
Prova de português interdisciplinar
Prova de português interdisciplinar Prova de português interdisciplinar
Prova de português interdisciplinar
 
Seminário de Literatura para Ensino Médio
Seminário de Literatura para Ensino MédioSeminário de Literatura para Ensino Médio
Seminário de Literatura para Ensino Médio
 
Guia de aprendizagem Português ensino médio
Guia de aprendizagem Português ensino médioGuia de aprendizagem Português ensino médio
Guia de aprendizagem Português ensino médio
 
Guia de aprendizagem de Português 1° ano do Ensino Médio do Tempo Integral
Guia de aprendizagem de Português 1° ano do Ensino Médio do Tempo Integral Guia de aprendizagem de Português 1° ano do Ensino Médio do Tempo Integral
Guia de aprendizagem de Português 1° ano do Ensino Médio do Tempo Integral
 
Guia de aprendizagem 2a unid
Guia de aprendizagem 2a unidGuia de aprendizagem 2a unid
Guia de aprendizagem 2a unid
 
Guia de aprendizagem val valença português 1a unid
Guia de aprendizagem val valença português 1a unidGuia de aprendizagem val valença português 1a unid
Guia de aprendizagem val valença português 1a unid
 

Último

Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfAnaAugustaLagesZuqui
 
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptxSlides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfKelly Mendes
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfGisellySobral
 
Teatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundarioTeatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundarioWyngDaFelyzitahLamba
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)Centro Jacques Delors
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilMariaHelena293800
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfAndersonW5
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)Centro Jacques Delors
 
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdfMissa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdfFbioFerreira207918
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdfCarinaSofiaDiasBoteq
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...WelitaDiaz1
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024azulassessoria9
 
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...marioeugenio8
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdfaulasgege
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSPedroMatos469278
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxprofbrunogeo95
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxCarolineWaitman
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leiteprofesfrancleite
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...azulassessoria9
 

Último (20)

Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
 
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptxSlides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
 
Teatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundarioTeatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundario
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
 
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdfMissa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
 
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 

Prova de Português com gabarito sobre Caramuru

  • 1. CENTRO DE EXCELÊNCIA ARQUIBALDO MENDONÇA PROFESSOR VAL VALENÇA DATA: / / 2017 ESTUDANTE: 1° ANO INTEGRAL ATIVIDADE DE PORTUGUÊS (REVISÂO PARA O 3° PVA) A partir do texto de Mônica B. Campo, analise as questões 01 a 04, com base nos conhecimentos obtidos com as aulas sobre o filme "Caramuru: a invenção do Brasil", feito por Jorge Furtado e Guel Arraes. A INVENÇÃO DO BRASIL: Proposta de narrativa da História no meio Audiovisual A Invenção do Brasil foi uma minissérie veiculada e produzida a partir de incentivo que a Rede Globo obteve junto à Comissão Nacional, para as Comemorações do Descobrimento. O ano era 2000, festividades eram preparadas em conjunto e simultaneamente a Portugal. Apesar do incômodo com o tema - afinal, esta data marca o processo de ocupação traumática (dita descobrimento) de europeus nas Américas, em específico nas costas brasileiras, o que, tradicionalmente, desconsidera as populações indígenas já aqui habitantes. A estreia foi na televisão em formato de minissérie exibida ao longo de três dias. Após essa apresentação, lançou-se no cinema, primeiro, em DVD, depois, com o filme Caramuru, no qual se retira a parte de documentário e se mantém o romance. Em algumas versões lançadas em DVD, é possível assistir em conjunto ao filme, juntamente com o documentário, mas se deve observar, em sua projeção, a programação correta, pois é necessário que entrem em conjunto ambos, o documentário e o filme, como também atentar às vezes em que aparecer um ícone em forma de papagaio, pois se deve apertar a tecla "enter". (Texto adaptado. Autora: Mônica Brincalepe Campo. Professora Mestre da Faculdade Cásper Líbero. Disponível: http://www.portcom.intercom.org.br 1. É CORRETO afirmar que: a) Segundo a autora, há um incômodo quanto ao ato de festejar as Comemorações do Descobrimento do Brasil, em decorrência de ter ocorrido nas costas brasileiras e no ano de 2000. b) Na lenda, e por conseguinte, no filme Caramuru há um enredo com personagens protagonistas que se projetam no horizonte de três lugares distintos e bem definidos: Portugal, Espanha e Brasil. c) Segundo o texto, é impossível encontrar o documentário e o romance, em forma de DVD, a não ser nas versões lançadas em que aparecem um ícone em forma de papagaio. d) O texto apresenta, em geral, teor literário, já que a autora usa recursos literários como, por exemplo, a história do romance entre Diogo e Paraguaçu para explicar sobre o filme Caramuru. e) Do texto se extrai algumas informações relacionadas à transformação de uma minissérie em um filme, em virtude das Comemorações do Descobrimento, ocorridas exatamente no final do século XX. 2. É CORRETO afirmar que, se tranformássemos a primeira frase do texto em uma pergunta, tornar-se-ia de acordo com as normas ortográficas vigentes quanto ao uso dos porquês: a) Por quê A Invençao do Brasil foi uma minissérie? (separado/ com acento) b) A Invenção do Brasil foi uma minissérie por que? (separado/ sem acento) c) Porque A Invenção do Brasil foi uma minissérie? (junto/ sem acento) d) A Invenção do Brasil foi uma minissérie porque? (junto/ sem acento) e) Por que A Invenção do Brasil foi uma minissérie? (separado/ sem acento) 3. É CORRETO afirmar que no filme Caramuru aparece abordagens de temáticas como: a) A cultura da antropofagia e a da poligamia entre os primeiros habitantes do litoral brasileiro, dentre eles, a tribo dos índios Caetés. b) A cultura da antropofagia e a da poligamia entre os primeiros habitantes do litoral brasileiro, dentre eles, a tribo dos índios Xocós. c) A cultura da antropofagia e a da poligamia entre os primeiros habitantes do litoral brasileiro, dentre eles, a tribo dos índios Tabajaras. d) A cultura da antropofagia e a da poligamia entre os primeiros habitantes do litoral brasileiro, dentre eles, a tribo dos índios Tamoios. e) A cultura da antropofagia e a da poligamia entre os primeiros habitantes do litoral brasileiro, dentre eles, a tribo dos índios Tupinambás.
  • 2. 4. É CORRETO afirmar que o texto "A Invenção do Brasil", da autora Mônica B. Campo, apresenta: a) recursos literários e efeito conotativo em maiores porporções do que os recursos não literários e efeito denotativo, já que o texto é sobre um poema épico Caramuru, de Durão. b) no segundo parágrafo, uma ressalva em "mas se deve observar", que serve para a autora explicar como transformar o filme em uma minissérie com ou sem documentário. c) em todos os momentos, uma linguagem apelativa que caracteriza os gêneros textuais argumentativos como, por exemplo, a propaganda ou editoriais de revistas. d) uma linguagem coloquial típica das variedades linguísticas nordestina, já que o enredo do romance e da poesia épica Caramuru ocorre na Bahia. e) o objetivo de informar sobre um filme, construído a partir de uma minissérie, após as Comemorações do Descobrimento do Brasil. Veja a charge e responda: 5. Ao se interpretar a charge, é CORRETO afirmar que: a) A frase do criança "Nós é de menor" não representa uma variedade linguística, caracterizada pelo uso do verbo "ser" no singular, já que se trata de uma concordância ideológica. b) A professora explica que existe um erro no uso do verbo que, se analisado mais restritamente, concluí-se que se refere a um erro quanto ao emprego de modo e tempo verbais. c) Na charge, diante da pergunta do aluno "Professora, não seria um erro no uso da verba", cria-se um efeito de ironia, já que, além do trocadilho verbo/verba, os vocábulos são sinônimos. d) A charge apresenta uma temática que se resume apenas ao preconceito linguístico praticado toda vez que uma pessoa escreve ou fala "nós é" ou "a gente somos" por exemplo. e) A partir da noção de conjugação verbal e preconceito linguístico, o leitor da charge é induzido a refletir sobre o tema da maioridade penal e a distribuição igualitária dos recursos financeiros para a sociedade. 6. Ao se interpretar a charge, é CORRETO afirmar que: a) Se a professora corrigir a primeira frase, estaria correto o emprego da variedade linguística "Nóis somos de menor". b) A expressão "de menor" representa um uso do efeito literal das palavras, já que refere-se ao tamanho ou altura da pessoa. c) A última frase foi elaborada com um verbo no presente do indicativo em forma negativa interrogativa. d) A expressão "erro no uso do verbo" pode ser substuída por "erro no uso da verba" e manter o mesmo efeito semântico. e) Na última frase, o interlocutor mantém o modo verbal indicativo, que expressa certeza, por outro lado, utiliza a opção de um tempo verbal capaz de exprimir uma hipótese ou uma possibilidade.
  • 3. Realize inferências com o auxílio da leitura do texto a seguir, retirado de uma cena do filme Caramuru, para responder as questões 07 e 08. Prefácio do filme "Esta história é uma ficção baseada em fatos reais, como toda história. E também em outras histórias, em parte reais e em parte inventadas. Como toda ficção, a lenda de Caramuru e seu casamento com Paraguaçu se tornou parte do imaginário popular brasileiro graças principalmente ao poema épico “Caramuru”, do Frei José de Santa Rita Durão, e à sua versão romanceada por Viriato Corrêa em "As mais belas histórias da História do Brasil". Diogo Álvares nasceu em Viana do Castelo, no norte de Portugal, por volta de 1475. Pouco se sabe sobre sua vida na Europa ou das razões que o levaram a deixá-la. Talvez tenha embarcado para fugir da vingança de um nobre traído. Talvez fosse um degredado, condenado pela Inquisição pela prática de quiromancia ou por espionagem a serviço da Espanha ou da França. Ninguém sabe. Paraguaçu nasceu na ilha de Itaparica, que fica em frente à cidade de Salvador. A ilha deve seu nome ao seu pai, chefe dos tupinambás. O Frei Vicente do Salvador, primeiro brasileiro a escrever uma história do Brasil, conheceu Paraguaçu". [...] (Texto adaptado. Disponível: http://www.portcom.intercom.org.br ) 7. Após a leitura de "Prefácio do filme", do roteiro do filme Caramuru, é CORRETO afirmar que: a) segundo o texto, o enredo do filme Caramuru torna-se paradoxal por apresentar apenas fatos reais da história de Diogo, relatados por Viriato Corrêa e Frei Santa Rita de Durão. b) Diogo Álvares Correa tornou-se o Caramuru, e sua história foi conntada pelo Frei Vicente do Salvador, primeiro brasileiro a conhecer Paraguaçu segundo o autor do texto. c) embora o texto apresente uma linguagem formal, a frase "Ninguém sabe.", no final do segundo parágrafo, reflete um certo tom coloquial incapaz de produzir um efeito de mistério. d) segundo o texto, o nome do pai de Paraguaçu é Salvador, pois nasceu na ilha de Itaparica que, como fica de frente à cidade de Salvador, deveu seu nome à ilha. e) segundo o autor, a história do Caramuru constrói-se também por meio do acesso a fontes do imaginário popular, tornando-se impossível de se confirmar se Diogo foi degredado ou fugitivo. 8. Após a leitura de "Prefácio do filme", do roteiro do filme Caramuru, é CORRETO afirmar que, inserido no contexto das grandes navegações, o vocábulo "degredado", significa: a) Agregado b) Alienado c) Atarefado d) Traído e) Criminoso 9. Após a leitura de "Prefácio do filme", do roteiro do filme Caramuru, é CORRETO afirmar que o poema épico no texto se refere: a) a um poema satírico caracterizado pelo eu lírico feminino e criado por Frei Santa Rita de Durão no Romantismo brasileiro no século XIX. b) a um poema lírico caracterizado pelo eu lírico feminino e criado por Frei Vicente do Salvador no Arcadismo brasileiro do século XVIII. c) a um poema com um eu lírico caraterizado pelo heroísmo épico e criado por Frei Vicente do Salvador no Arcadismo brasileiro. d) a um poema com um eu lírico caracterizado pelo heroísmo épico e criado por Frei Santa Rita de Durão no Romantismo brasileiro. e) a um poema com um eu lírico caracterizado pelo heroísmo épico e criado por Frei Santa Rita de Durão no Arcadismo brasileiro do século XVIII. SUCESSO PARA TODOS VOCÊS!!! PROFESSOR VAL VALENÇA