SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 4
Baixar para ler offline
CENTRO DE EXCELÊNCIAARQUIBALDO MENDONÇA
PROFESSOR VAL VALENÇA
DATA: / / 2017
ESTUDANTE: 1* ANO
LÍNGUA PORTUGUESA
CONCEITOS:
a) Denotação - quando o texto, a frase ou a palavra apresentam um sentido objetivo, encontrado
no dicionário, também conhecido como o sentido literal ou real das palavras (Sentido denotativo ou
literal).
Ex.: Meu coração tem veias e artérias e por ele corre sangue venoso e arterial.
b) Conotação - quando o texto, frase ou palavra apresentam um sentido subjetivo, encontrado no
dicionário, mas conhecido como o sentido figurado ou conotativo das palavras (Sentido conotativo
ou figurado).
Ex.: Meu coração vagabundo quer guardar o mundo em mim.
1. Leia o texto:
Canibalismo entre insetos
Seres que nascem na cabeça de outros e que consomem progressivamente o corpo destes até
aniquilá-los, ao atingir o estágio adulto. Esse é um enredo que mais parece de ficção científica. No
entanto, acontece desde a pré-história, tendo como protagonistas as vespas de certas espécies, e é
um exemplo da curiosa relação dos ‘inimigos naturais’, aproveitada pelo homem no controle
biológico de pragas, para substituir com muitas vantagens os inseticidas químicos. (Revista Ciência
Hoje, nº 104, outubro de 1994, Rio, SBPC)
a) O texto apresenta linguagem denotativa ou conotativa? Explique.
b) Qual é a função da linguagem que predomina no texto? Explique.
c) Qual é a função da conjunção “No entanto”, na terceira frase do texto. Reescreva a terceira frase,
substituindo-a por uma outra conjunção que não altere o sentido original do texto.
d) Explique qual é o sentido da palavra “protagonista” nesse texto.
e) Explique qual é o sentido da expressão “inimigos naturais” nesse texto.
f) Como podemos identificar a fonte bibliográfica desse texto? Reescreva-a.
g) Como podemos identificar a fonte bibliográfica dos livros impressos em geral?
2. Coloque ( D ) para denotativo e ( C ) para conotativo:
( ) Hoje irei ao cinema.
( ) João quebrou o espelho do banheiro.
( ) Esse menino tem um coração de ouro.
( ) A Praça do peixe fica no coração de Bataguassu.
( ) Fiz um transplante de coração.
( ) Karina é mesmo má tem um coração de pedra.
( ) Para vencer a luta era preciso alcançar o coração do país.
( ) Kelly completou vinte primaveras.
( ) Na primavera as flores abrem suas pétalas.
( ) Correu muito, porém não pegou o trem para São Paulo.
( ) A tempestade foi terrível no Rio de Janeiro.
( ) Minha mãe é meu espelho.
3. (Adaptada/VAL VALENÇA/2017) Com base no conceito de literatura como arte poética e
ficcional, alguns textos são literários, outros, não. Observe as declarações que se fazem sobre
eles, levando-se em consideração que “denotativo” é o mesmo que “sentido literal” e que
“conotativo” é o mesmo que “sentido figurado”.
I. A principal forma de linguagem utilizada pelos autores de textos literários é a denotativa.
II. A função principal e única dos textos não literários é informar, esclarecer, convencer.
III. O texto literário apresenta uma função estética, enquanto o não literário tem função literária.
IV. A função principal dos textos literários é comover, despertar sentimentos, provocar a reflexão,
ou simplesmente, a recreação.
V. O autor, no texto literário, procura recriar a realidade, utilizando, principalmente, a linguagem
conotativa.
Agora, assinale a alternativa mais adequada a respeito das declarações anteriores.
a) São todas falsas.
b) São todas verdadeiras.
c) São verdadeiras apenas a II e a IV.
d) São falsas a I e a II.
e) São verdadeiras apenas a IV e a V.
4. (VAL VALENÇA/2017) Leia, atentamente, e responda a alternativa correta:
A famosa frase "Ser ou não ser, eis a questão" (no original em inglês: “To be or not to be, that
is the question” vem da peça “A tragédia de Hamlet, príncipe da Dinamarca”, de William
Shakespeare. Encontra-se no Ato III, Cena I, e é frequentemente usada como um fundo filosófico
profundo. Sem dúvida alguma, é uma das mais famosas frases da literatura mundial. O verso,
citado pelo personagem principal Hamlet, é o seguinte:
“Ser ou não ser, eis a questão: será mais nobre em nosso espírito sofrer pedras e flechas
com que a Fortuna, enfurecida, nos alveja, ou insurgir-nos contra um mar de provocações e
em luta pôr-lhes fim? Morrer.. dormir: não mais.”
(Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Ser_ou_n%C3%A3o_ser)
a) O fragmento textual, destacado pelo quadrado e entre aspas, que inicia com a palavra “Ser” e
termina com a expressão “não mais”, representa um texto não literário.
b) Segundo o texto, a sentença “Ser ou não ser, eis a questão” não pode ser traduzida em inglês.
c) De acordo com o texto, Hamlet foi um escritor que apresentou um fundo filosófico profundo.
d) Na expressão “um mar de provocações” encontra-se o uso do sentido literal das palavras, quando
levamos em consideração o contexto no qual foi produzido.
e) Na sentença, “será mais nobre em nosso espírito sofrer pedras e flechas com que a Fortuna,
enfurecida, nos alveja, ou insurgir-nos contra um mar de provocações e em luta pôr-lhes um fim?”,
podemos confirmar um exemplo de sentido figurado e paradoxal.
5. Marque os movimentos artísticos e literários que aconteceram tanto na Europa, quanto no
Brasil simultaneamente:
( ) Modernismo ( ) Simbolismo ( ) Romantismo
( ) Parnasianismo ( ) Trovadorismo ( ) Renascimento
CONCEITOS:
Gêneros literários são formas de classificação dos textos literários. Esse modo de
classificar os textos literários começou a acontecer na Grécia Antiga, com filósofos como Platão e
Aristóteles. Em relação à Platão, o filósofo grego Aristóteles debruçou-se mais sobre essse assunto e
apresentou conceitos como “Mimese” e “Verossimilhança”.
Segundo Aristóteles, os textos literários poderiam ser classificados em três gêneros:
gênero lírico (textos poéticos sentimentais de amor, dor, paixão, saudade, etc); gênero épico (textos
poéticos narrativos que contam a façanha/missão de um herói indestrutível com auxílio dos deuses);
e o gênero dramático (textos escritos para serem encenados em um palco de teatro por meio de
atores).
Na atualidade, após as transformações literárias ocorridas a partir do século XV, os
textos literários mais modernos puderam ser classificados em “gênero narrativo”. São exemplos
desses gênero moderno: romances, contos, crônicas, poesias de cordel, acrósticos, novelas, fábulas
etc.
6. Diga a que gênero (lírico, épico, dramático) pertencem as frases abaixo.
A) No gênero ......................atores, por meio de palavras ou gestos, apresentam num espaço especial
um acontecimento.
B) No gênero ........................... temos um narrador .Este inclui todas as manifestações narrativas,
desde o poema épico até o romance, a novela e o conto.
C) O nome ......................vem da palavra “lira”, instrumento musical que acompanha os cantos
gregos.
D) No gênero ...................... predomina-se sentimentos e emoções.
g) A palavra ...................... vem do grego “drama” e significa ação.
E) Ao gênero ......................, pertencem os textos em poesia ou prosa, feitos para serem
representados.
F) Ao gênero ...................... pertecem a ode (poesia entusiástica) e o hino (poesia destinada a
glorificar a pátria ou dar louvores às divindades).
G) No gênero ...................... temos as tragédias (representação de um fato trágico, compadecido
apto a suscitar compaixão e terror).
H) O gênero ...................... apresenta o soneto (poema de 14 versos).
I) O gênero ...................... apresenta a farsa, pequena peça teatral de caráter ridículo e caricatural,
criticando a sociedade e seus costumes.
J) O gênero ...................... apresenta a elegia, que é um poema de canto lírico de tom triste.
L) O gênero ...................... é expressão dos sentimentos, emoções e reflexões acerca do homem.
M) No gênero ......................,predomina a narração, por meio de personagens e sequência de ações
das várias relações do homem com o mundo.
N) No gênero ...................... temos atualização e concretização, por meio de atores, cenário e
iluminação.
7. “Na serra de Ibiapaba, numa de suas encostas mais altas, encontrei um jegue. Estava
voltado para o lado e me pareceu que descortinava o panorama. Mas quando me aproximei,
percebi que era cego.” (Oswaldo França Júnior, em As Laranjas Iguais).
O fragmento é representante do gênero:
a) lírico
b) épico
c) narrativo
d) dramático
e) complexo
8. Assinale o segmento em que NÃO foram usadas palavras em sentido conotativo:
(A) Lendo o futuro no passado dos políticos (...)
(B) As fontes é que iam beber em seus ouvidos.
(C) Eram 75 linhas que jorravam na máquina de escrever com regularidade mecânica.
(D) Antes do meio-dia, a coluna estava pronta.
(E) (...) capaz de cortar com a elegância de um golpe de florete.
9. Assinale a alternativa cujo termo grifado NÃO é linguagem conotativa:
(A) “... mas um defunto autor, para quem a campa foi outro berço ”
(B) “Acresce que chovia - peneirava - uma chuvinha miúda, triste”
(C) “A natureza parece estar chorando a perda irreparável ...”
(D) “... no discurso que proferiu à beira da minha cova.”
10. O item em que o termo sublinhado está empregado no sentido denotativo é:
(A) “Além dos ganhos econômicos, a nova realidade rendeu frutos políticos.”
(B) “...com percentuais capazes de causar inveja ao presidente.”
(C) “Os genéricos estão abrindo as portas do mercado...”
(D) “...a indústria disparou gordos investimentos.”
(E) “Colheu uma revelação surpreendente:...”
11. Marque a alternativa cuja frase apresenta palavra(s) empregada(s) em sentido conotativo:
(A) O homem procura novos caminhos na tentativa de fixar suas raízes.
(B) “Mas lá, no ano dois mil, tudo pode acontecer. Hoje, não.”
(C) “... os planejadores fizeram dele a meta e o ponto de partida.”
(D) “Pode estabelecer regras que conduzam a um viver tranquilo ...”
(E) “Evidentemente, (...) as transformações serão mais rápidas.”
12. Assinale a alternativa em que NÃO há palavra empregada em sentido conotativo:
(A) “O estrangeiro ainda tropeça com muita frequência na incompreensão das sociedades por onde
passa.”
(B) “Quando a luz estender a roupa nos telhados, seremos, na manhã, duas máscaras
calmas.”(Mário Quintana)
(C) “Vejo que o amor que te dedico aumenta seguindo a trilha de meu próprio espanto.”
(D) Não, eu te peço, não te ausentes / Porque a dor que agora sentes / Só se esquece no perdão.”
(E) “Sinto que o tempo sobre mim abate sua mão pesada.” (Carlos Drummond de Andrade)
13. Um escritor destaca-se pela produção dos gêneros conto, crônica e romance. A sua produção
está relacionada com o gênero:
a) épico.
b) lírico.
c) narrativo.
d) poético.
e) dramático.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Interpretação textual 2
Interpretação textual 2Interpretação textual 2
Interpretação textual 2Fabricio Souza
 
Prova: funçoes da linguagem
Prova: funçoes da linguagemProva: funçoes da linguagem
Prova: funçoes da linguagemMarilza Fuentes
 
Gabarito 1o. bim português i
Gabarito 1o. bim   português iGabarito 1o. bim   português i
Gabarito 1o. bim português iLigia Amaral
 
Gabarito 3o. ano língua portuguesa 1 - 2o. bim
Gabarito 3o. ano   língua portuguesa 1 - 2o. bimGabarito 3o. ano   língua portuguesa 1 - 2o. bim
Gabarito 3o. ano língua portuguesa 1 - 2o. bimstjamesmkt
 
Ambiguidade intertextualidade
Ambiguidade intertextualidadeAmbiguidade intertextualidade
Ambiguidade intertextualidadeerlymiranda
 
Intertextualidade e linguagem Catia Delatorre
Intertextualidade e linguagem   Catia DelatorreIntertextualidade e linguagem   Catia Delatorre
Intertextualidade e linguagem Catia DelatorreCatia Delatorre
 
Apresentação para décimo ano de 2011 2, aula 33
Apresentação para décimo ano de 2011 2, aula 33Apresentação para décimo ano de 2011 2, aula 33
Apresentação para décimo ano de 2011 2, aula 33luisprista
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 153-153 r
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 153-153 rApresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 153-153 r
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 153-153 rluisprista
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 138-139
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 138-139Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 138-139
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 138-139luisprista
 
Concordância e figura de linguagem
Concordância e figura de linguagemConcordância e figura de linguagem
Concordância e figura de linguagemNAPNE
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 6-7
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 6-7Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 6-7
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 6-7luisprista
 
Exercícios comentados de interpretação textual
Exercícios comentados de interpretação textualExercícios comentados de interpretação textual
Exercícios comentados de interpretação textualSeduc/AM
 
Interpretação de música
Interpretação de músicaInterpretação de música
Interpretação de músicaMarlene Cunhada
 
Prova internet-pss-i-2010
Prova internet-pss-i-2010Prova internet-pss-i-2010
Prova internet-pss-i-2010Lucas Ferreira
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 118-118 r
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 118-118 rApresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 118-118 r
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 118-118 rluisprista
 

Mais procurados (20)

Interpretação textual 2
Interpretação textual 2Interpretação textual 2
Interpretação textual 2
 
Prova: funçoes da linguagem
Prova: funçoes da linguagemProva: funçoes da linguagem
Prova: funçoes da linguagem
 
Gabarito 1o. bim português i
Gabarito 1o. bim   português iGabarito 1o. bim   português i
Gabarito 1o. bim português i
 
Gabarito 3o. ano língua portuguesa 1 - 2o. bim
Gabarito 3o. ano   língua portuguesa 1 - 2o. bimGabarito 3o. ano   língua portuguesa 1 - 2o. bim
Gabarito 3o. ano língua portuguesa 1 - 2o. bim
 
Ambiguidade intertextualidade
Ambiguidade intertextualidadeAmbiguidade intertextualidade
Ambiguidade intertextualidade
 
Intertextualidade e linguagem Catia Delatorre
Intertextualidade e linguagem   Catia DelatorreIntertextualidade e linguagem   Catia Delatorre
Intertextualidade e linguagem Catia Delatorre
 
Apresentação para décimo ano de 2011 2, aula 33
Apresentação para décimo ano de 2011 2, aula 33Apresentação para décimo ano de 2011 2, aula 33
Apresentação para décimo ano de 2011 2, aula 33
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 153-153 r
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 153-153 rApresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 153-153 r
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 153-153 r
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 138-139
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 138-139Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 138-139
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 138-139
 
Concordância e figura de linguagem
Concordância e figura de linguagemConcordância e figura de linguagem
Concordância e figura de linguagem
 
Intertextualidade
IntertextualidadeIntertextualidade
Intertextualidade
 
Intertextualidade
IntertextualidadeIntertextualidade
Intertextualidade
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 6-7
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 6-7Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 6-7
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 6-7
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Relações intertextuais 2.0
Relações intertextuais 2.0Relações intertextuais 2.0
Relações intertextuais 2.0
 
Exercícios comentados de interpretação textual
Exercícios comentados de interpretação textualExercícios comentados de interpretação textual
Exercícios comentados de interpretação textual
 
Projetovestibular
ProjetovestibularProjetovestibular
Projetovestibular
 
Interpretação de música
Interpretação de músicaInterpretação de música
Interpretação de música
 
Prova internet-pss-i-2010
Prova internet-pss-i-2010Prova internet-pss-i-2010
Prova internet-pss-i-2010
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 118-118 r
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 118-118 rApresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 118-118 r
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 118-118 r
 

Semelhante a Português julho 2017

Avaliação 1 - formatada para o aluno.docx
Avaliação 1 - formatada para o aluno.docxAvaliação 1 - formatada para o aluno.docx
Avaliação 1 - formatada para o aluno.docxSAMARASILVANOGUEIRAP
 
Apresentação para décimo segundo ano, aula 13
Apresentação para décimo segundo ano, aula 13Apresentação para décimo segundo ano, aula 13
Apresentação para décimo segundo ano, aula 13luisprista
 
Habilidade 16 figuras de linguagem
Habilidade 16 figuras de linguagemHabilidade 16 figuras de linguagem
Habilidade 16 figuras de linguagempaulomonteiropimpao
 
Banco de questões e soluções de língua portuguesa
Banco de questões e soluções de língua portuguesaBanco de questões e soluções de língua portuguesa
Banco de questões e soluções de língua portuguesaotsciepalexandrecarvalho
 
Prova 1 Em Simulado I 2009
Prova 1 Em Simulado I 2009Prova 1 Em Simulado I 2009
Prova 1 Em Simulado I 2009Pitnews65
 
Atividade avaliativa romantismo
Atividade avaliativa   romantismoAtividade avaliativa   romantismo
Atividade avaliativa romantismoRenato Rodrigues
 
Atividade avaliativa romantismo
Atividade avaliativa   romantismoAtividade avaliativa   romantismo
Atividade avaliativa romantismoRenato Rodrigues
 
Atividade avaliativa romantismo
Atividade avaliativa   romantismoAtividade avaliativa   romantismo
Atividade avaliativa romantismoRenato Rodrigues
 
Atividade avaliativa romantismo
Atividade avaliativa   romantismoAtividade avaliativa   romantismo
Atividade avaliativa romantismoRenato Rodrigues
 
linguagens para o enem n 3
   linguagens para o  enem n  3   linguagens para o  enem n  3
linguagens para o enem n 3PATRICIA VIANA
 
Nísia Floresta: "A lágrima de um Caeté"
Nísia Floresta: "A lágrima de um Caeté"Nísia Floresta: "A lágrima de um Caeté"
Nísia Floresta: "A lágrima de um Caeté"Val Valença
 
Atividade avaliativa romantismo
Atividade avaliativa   romantismoAtividade avaliativa   romantismo
Atividade avaliativa romantismoRenato Rodrigues
 
Atividade avaliativa romantismo
Atividade avaliativa   romantismoAtividade avaliativa   romantismo
Atividade avaliativa romantismoRenato Rodrigues
 
Atividade avaliativa romantismo
Atividade avaliativa   romantismoAtividade avaliativa   romantismo
Atividade avaliativa romantismoRenato Rodrigues
 

Semelhante a Português julho 2017 (20)

Avaliação 1 - formatada para o aluno.docx
Avaliação 1 - formatada para o aluno.docxAvaliação 1 - formatada para o aluno.docx
Avaliação 1 - formatada para o aluno.docx
 
Apresentação para décimo segundo ano, aula 13
Apresentação para décimo segundo ano, aula 13Apresentação para décimo segundo ano, aula 13
Apresentação para décimo segundo ano, aula 13
 
Habilidade 16 figuras de linguagem
Habilidade 16 figuras de linguagemHabilidade 16 figuras de linguagem
Habilidade 16 figuras de linguagem
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Intertextualidade
IntertextualidadeIntertextualidade
Intertextualidade
 
Lingua Portuguesa
Lingua PortuguesaLingua Portuguesa
Lingua Portuguesa
 
Banco de questões e soluções de língua portuguesa
Banco de questões e soluções de língua portuguesaBanco de questões e soluções de língua portuguesa
Banco de questões e soluções de língua portuguesa
 
Prova 1 Em Simulado I 2009
Prova 1 Em Simulado I 2009Prova 1 Em Simulado I 2009
Prova 1 Em Simulado I 2009
 
Atividade avaliativa romantismo
Atividade avaliativa   romantismoAtividade avaliativa   romantismo
Atividade avaliativa romantismo
 
Atividade avaliativa romantismo
Atividade avaliativa   romantismoAtividade avaliativa   romantismo
Atividade avaliativa romantismo
 
Atividade avaliativa romantismo
Atividade avaliativa   romantismoAtividade avaliativa   romantismo
Atividade avaliativa romantismo
 
Atividade avaliativa romantismo
Atividade avaliativa   romantismoAtividade avaliativa   romantismo
Atividade avaliativa romantismo
 
linguagens para o enem n 3
   linguagens para o  enem n  3   linguagens para o  enem n  3
linguagens para o enem n 3
 
Intertextualidade
IntertextualidadeIntertextualidade
Intertextualidade
 
Em intertextualidade
Em intertextualidadeEm intertextualidade
Em intertextualidade
 
Nísia Floresta: "A lágrima de um Caeté"
Nísia Floresta: "A lágrima de um Caeté"Nísia Floresta: "A lágrima de um Caeté"
Nísia Floresta: "A lágrima de um Caeté"
 
1 ano prof karol
1 ano prof karol1 ano prof karol
1 ano prof karol
 
Atividade avaliativa romantismo
Atividade avaliativa   romantismoAtividade avaliativa   romantismo
Atividade avaliativa romantismo
 
Atividade avaliativa romantismo
Atividade avaliativa   romantismoAtividade avaliativa   romantismo
Atividade avaliativa romantismo
 
Atividade avaliativa romantismo
Atividade avaliativa   romantismoAtividade avaliativa   romantismo
Atividade avaliativa romantismo
 

Mais de Val Valença

Guia de aprendizagem val valença português 4a unid
Guia de aprendizagem val valença português 4a unidGuia de aprendizagem val valença português 4a unid
Guia de aprendizagem val valença português 4a unidVal Valença
 
Prova de Português com gabarito sobre Caramuru
Prova de Português com gabarito sobre CaramuruProva de Português com gabarito sobre Caramuru
Prova de Português com gabarito sobre CaramuruVal Valença
 
Guia de aprendizagem 3a unid out 2017
Guia de aprendizagem 3a unid out 2017Guia de aprendizagem 3a unid out 2017
Guia de aprendizagem 3a unid out 2017Val Valença
 
Guia de aprendizagem 3a unid out 2017
Guia de aprendizagem 3a unid out 2017Guia de aprendizagem 3a unid out 2017
Guia de aprendizagem 3a unid out 2017Val Valença
 
Guia de aprendizagem Português Interdisciplinar 2017
Guia de aprendizagem Português Interdisciplinar 2017Guia de aprendizagem Português Interdisciplinar 2017
Guia de aprendizagem Português Interdisciplinar 2017Val Valença
 
Revisão PORTUGUÊS ENEM RAPIDINHA
Revisão PORTUGUÊS ENEM RAPIDINHARevisão PORTUGUÊS ENEM RAPIDINHA
Revisão PORTUGUÊS ENEM RAPIDINHAVal Valença
 
Modelo de estrutura para solicitação de apoio a projeto.
Modelo de estrutura para solicitação de apoio a projeto.Modelo de estrutura para solicitação de apoio a projeto.
Modelo de estrutura para solicitação de apoio a projeto.Val Valença
 
Nivelamento Ensino Médio Português
Nivelamento Ensino Médio PortuguêsNivelamento Ensino Médio Português
Nivelamento Ensino Médio PortuguêsVal Valença
 
Preseed prof. val valença 2016 redação energia e racionamento
Preseed prof. val valença 2016 redação energia e racionamentoPreseed prof. val valença 2016 redação energia e racionamento
Preseed prof. val valença 2016 redação energia e racionamentoVal Valença
 
Organiza o natal atividade
Organiza o natal   atividadeOrganiza o natal   atividade
Organiza o natal atividadeVal Valença
 
1a prova de recuperação semestral sem gabarito
1a prova de recuperação semestral   sem gabarito1a prova de recuperação semestral   sem gabarito
1a prova de recuperação semestral sem gabaritoVal Valença
 
1a prova de recuperação semestral com gabarito
1a prova de recuperação semestral com gabarito1a prova de recuperação semestral com gabarito
1a prova de recuperação semestral com gabaritoVal Valença
 
Prova de português interdisciplinar
Prova de português interdisciplinar Prova de português interdisciplinar
Prova de português interdisciplinar Val Valença
 
Seminário de Literatura para Ensino Médio
Seminário de Literatura para Ensino MédioSeminário de Literatura para Ensino Médio
Seminário de Literatura para Ensino MédioVal Valença
 
Guia de aprendizagem Português ensino médio
Guia de aprendizagem Português ensino médioGuia de aprendizagem Português ensino médio
Guia de aprendizagem Português ensino médioVal Valença
 
Guia de aprendizagem de Português 1° ano do Ensino Médio do Tempo Integral
Guia de aprendizagem de Português 1° ano do Ensino Médio do Tempo Integral Guia de aprendizagem de Português 1° ano do Ensino Médio do Tempo Integral
Guia de aprendizagem de Português 1° ano do Ensino Médio do Tempo Integral Val Valença
 
Guia de aprendizagem 2a unid
Guia de aprendizagem 2a unidGuia de aprendizagem 2a unid
Guia de aprendizagem 2a unidVal Valença
 
Guia de aprendizagem val valença português 1a unid
Guia de aprendizagem val valença português 1a unidGuia de aprendizagem val valença português 1a unid
Guia de aprendizagem val valença português 1a unidVal Valença
 

Mais de Val Valença (20)

Guia de aprendizagem val valença português 4a unid
Guia de aprendizagem val valença português 4a unidGuia de aprendizagem val valença português 4a unid
Guia de aprendizagem val valença português 4a unid
 
Prova de Português com gabarito sobre Caramuru
Prova de Português com gabarito sobre CaramuruProva de Português com gabarito sobre Caramuru
Prova de Português com gabarito sobre Caramuru
 
Guia de aprendizagem 3a unid out 2017
Guia de aprendizagem 3a unid out 2017Guia de aprendizagem 3a unid out 2017
Guia de aprendizagem 3a unid out 2017
 
Guia de aprendizagem 3a unid out 2017
Guia de aprendizagem 3a unid out 2017Guia de aprendizagem 3a unid out 2017
Guia de aprendizagem 3a unid out 2017
 
Guia de aprendizagem Português Interdisciplinar 2017
Guia de aprendizagem Português Interdisciplinar 2017Guia de aprendizagem Português Interdisciplinar 2017
Guia de aprendizagem Português Interdisciplinar 2017
 
Revisão PORTUGUÊS ENEM RAPIDINHA
Revisão PORTUGUÊS ENEM RAPIDINHARevisão PORTUGUÊS ENEM RAPIDINHA
Revisão PORTUGUÊS ENEM RAPIDINHA
 
Modelo de estrutura para solicitação de apoio a projeto.
Modelo de estrutura para solicitação de apoio a projeto.Modelo de estrutura para solicitação de apoio a projeto.
Modelo de estrutura para solicitação de apoio a projeto.
 
Nivelamento Ensino Médio Português
Nivelamento Ensino Médio PortuguêsNivelamento Ensino Médio Português
Nivelamento Ensino Médio Português
 
Desafio 2nov 2017
Desafio 2nov 2017Desafio 2nov 2017
Desafio 2nov 2017
 
Aula na ufs 2016
Aula na ufs 2016Aula na ufs 2016
Aula na ufs 2016
 
Preseed prof. val valença 2016 redação energia e racionamento
Preseed prof. val valença 2016 redação energia e racionamentoPreseed prof. val valença 2016 redação energia e racionamento
Preseed prof. val valença 2016 redação energia e racionamento
 
Organiza o natal atividade
Organiza o natal   atividadeOrganiza o natal   atividade
Organiza o natal atividade
 
1a prova de recuperação semestral sem gabarito
1a prova de recuperação semestral   sem gabarito1a prova de recuperação semestral   sem gabarito
1a prova de recuperação semestral sem gabarito
 
1a prova de recuperação semestral com gabarito
1a prova de recuperação semestral com gabarito1a prova de recuperação semestral com gabarito
1a prova de recuperação semestral com gabarito
 
Prova de português interdisciplinar
Prova de português interdisciplinar Prova de português interdisciplinar
Prova de português interdisciplinar
 
Seminário de Literatura para Ensino Médio
Seminário de Literatura para Ensino MédioSeminário de Literatura para Ensino Médio
Seminário de Literatura para Ensino Médio
 
Guia de aprendizagem Português ensino médio
Guia de aprendizagem Português ensino médioGuia de aprendizagem Português ensino médio
Guia de aprendizagem Português ensino médio
 
Guia de aprendizagem de Português 1° ano do Ensino Médio do Tempo Integral
Guia de aprendizagem de Português 1° ano do Ensino Médio do Tempo Integral Guia de aprendizagem de Português 1° ano do Ensino Médio do Tempo Integral
Guia de aprendizagem de Português 1° ano do Ensino Médio do Tempo Integral
 
Guia de aprendizagem 2a unid
Guia de aprendizagem 2a unidGuia de aprendizagem 2a unid
Guia de aprendizagem 2a unid
 
Guia de aprendizagem val valença português 1a unid
Guia de aprendizagem val valença português 1a unidGuia de aprendizagem val valença português 1a unid
Guia de aprendizagem val valença português 1a unid
 

Último

Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja Mary Alvarenga
 
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdfO que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdfGisellySobral
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...Eró Cunha
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxIlda Bicacro
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptxnelsontobontrujillo
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...LuizHenriquedeAlmeid6
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...azulassessoria9
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfAndersonW5
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfManuais Formação
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"Ilda Bicacro
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfGisellySobral
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSPedroMatos469278
 
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEblogdoelvis
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...azulassessoria9
 
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasPeça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasBibliotecaViatodos
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxCarolineWaitman
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoIlda Bicacro
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMary Alvarenga
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na Áfricajuekfuek
 

Último (20)

Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja
 
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdfO que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasPeça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
 

Português julho 2017

  • 1. CENTRO DE EXCELÊNCIAARQUIBALDO MENDONÇA PROFESSOR VAL VALENÇA DATA: / / 2017 ESTUDANTE: 1* ANO LÍNGUA PORTUGUESA CONCEITOS: a) Denotação - quando o texto, a frase ou a palavra apresentam um sentido objetivo, encontrado no dicionário, também conhecido como o sentido literal ou real das palavras (Sentido denotativo ou literal). Ex.: Meu coração tem veias e artérias e por ele corre sangue venoso e arterial. b) Conotação - quando o texto, frase ou palavra apresentam um sentido subjetivo, encontrado no dicionário, mas conhecido como o sentido figurado ou conotativo das palavras (Sentido conotativo ou figurado). Ex.: Meu coração vagabundo quer guardar o mundo em mim. 1. Leia o texto: Canibalismo entre insetos Seres que nascem na cabeça de outros e que consomem progressivamente o corpo destes até aniquilá-los, ao atingir o estágio adulto. Esse é um enredo que mais parece de ficção científica. No entanto, acontece desde a pré-história, tendo como protagonistas as vespas de certas espécies, e é um exemplo da curiosa relação dos ‘inimigos naturais’, aproveitada pelo homem no controle biológico de pragas, para substituir com muitas vantagens os inseticidas químicos. (Revista Ciência Hoje, nº 104, outubro de 1994, Rio, SBPC) a) O texto apresenta linguagem denotativa ou conotativa? Explique. b) Qual é a função da linguagem que predomina no texto? Explique. c) Qual é a função da conjunção “No entanto”, na terceira frase do texto. Reescreva a terceira frase, substituindo-a por uma outra conjunção que não altere o sentido original do texto. d) Explique qual é o sentido da palavra “protagonista” nesse texto. e) Explique qual é o sentido da expressão “inimigos naturais” nesse texto. f) Como podemos identificar a fonte bibliográfica desse texto? Reescreva-a. g) Como podemos identificar a fonte bibliográfica dos livros impressos em geral? 2. Coloque ( D ) para denotativo e ( C ) para conotativo: ( ) Hoje irei ao cinema. ( ) João quebrou o espelho do banheiro. ( ) Esse menino tem um coração de ouro. ( ) A Praça do peixe fica no coração de Bataguassu. ( ) Fiz um transplante de coração. ( ) Karina é mesmo má tem um coração de pedra. ( ) Para vencer a luta era preciso alcançar o coração do país. ( ) Kelly completou vinte primaveras. ( ) Na primavera as flores abrem suas pétalas. ( ) Correu muito, porém não pegou o trem para São Paulo. ( ) A tempestade foi terrível no Rio de Janeiro. ( ) Minha mãe é meu espelho.
  • 2. 3. (Adaptada/VAL VALENÇA/2017) Com base no conceito de literatura como arte poética e ficcional, alguns textos são literários, outros, não. Observe as declarações que se fazem sobre eles, levando-se em consideração que “denotativo” é o mesmo que “sentido literal” e que “conotativo” é o mesmo que “sentido figurado”. I. A principal forma de linguagem utilizada pelos autores de textos literários é a denotativa. II. A função principal e única dos textos não literários é informar, esclarecer, convencer. III. O texto literário apresenta uma função estética, enquanto o não literário tem função literária. IV. A função principal dos textos literários é comover, despertar sentimentos, provocar a reflexão, ou simplesmente, a recreação. V. O autor, no texto literário, procura recriar a realidade, utilizando, principalmente, a linguagem conotativa. Agora, assinale a alternativa mais adequada a respeito das declarações anteriores. a) São todas falsas. b) São todas verdadeiras. c) São verdadeiras apenas a II e a IV. d) São falsas a I e a II. e) São verdadeiras apenas a IV e a V. 4. (VAL VALENÇA/2017) Leia, atentamente, e responda a alternativa correta: A famosa frase "Ser ou não ser, eis a questão" (no original em inglês: “To be or not to be, that is the question” vem da peça “A tragédia de Hamlet, príncipe da Dinamarca”, de William Shakespeare. Encontra-se no Ato III, Cena I, e é frequentemente usada como um fundo filosófico profundo. Sem dúvida alguma, é uma das mais famosas frases da literatura mundial. O verso, citado pelo personagem principal Hamlet, é o seguinte: “Ser ou não ser, eis a questão: será mais nobre em nosso espírito sofrer pedras e flechas com que a Fortuna, enfurecida, nos alveja, ou insurgir-nos contra um mar de provocações e em luta pôr-lhes fim? Morrer.. dormir: não mais.” (Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Ser_ou_n%C3%A3o_ser) a) O fragmento textual, destacado pelo quadrado e entre aspas, que inicia com a palavra “Ser” e termina com a expressão “não mais”, representa um texto não literário. b) Segundo o texto, a sentença “Ser ou não ser, eis a questão” não pode ser traduzida em inglês. c) De acordo com o texto, Hamlet foi um escritor que apresentou um fundo filosófico profundo. d) Na expressão “um mar de provocações” encontra-se o uso do sentido literal das palavras, quando levamos em consideração o contexto no qual foi produzido. e) Na sentença, “será mais nobre em nosso espírito sofrer pedras e flechas com que a Fortuna, enfurecida, nos alveja, ou insurgir-nos contra um mar de provocações e em luta pôr-lhes um fim?”, podemos confirmar um exemplo de sentido figurado e paradoxal. 5. Marque os movimentos artísticos e literários que aconteceram tanto na Europa, quanto no Brasil simultaneamente: ( ) Modernismo ( ) Simbolismo ( ) Romantismo ( ) Parnasianismo ( ) Trovadorismo ( ) Renascimento
  • 3. CONCEITOS: Gêneros literários são formas de classificação dos textos literários. Esse modo de classificar os textos literários começou a acontecer na Grécia Antiga, com filósofos como Platão e Aristóteles. Em relação à Platão, o filósofo grego Aristóteles debruçou-se mais sobre essse assunto e apresentou conceitos como “Mimese” e “Verossimilhança”. Segundo Aristóteles, os textos literários poderiam ser classificados em três gêneros: gênero lírico (textos poéticos sentimentais de amor, dor, paixão, saudade, etc); gênero épico (textos poéticos narrativos que contam a façanha/missão de um herói indestrutível com auxílio dos deuses); e o gênero dramático (textos escritos para serem encenados em um palco de teatro por meio de atores). Na atualidade, após as transformações literárias ocorridas a partir do século XV, os textos literários mais modernos puderam ser classificados em “gênero narrativo”. São exemplos desses gênero moderno: romances, contos, crônicas, poesias de cordel, acrósticos, novelas, fábulas etc. 6. Diga a que gênero (lírico, épico, dramático) pertencem as frases abaixo. A) No gênero ......................atores, por meio de palavras ou gestos, apresentam num espaço especial um acontecimento. B) No gênero ........................... temos um narrador .Este inclui todas as manifestações narrativas, desde o poema épico até o romance, a novela e o conto. C) O nome ......................vem da palavra “lira”, instrumento musical que acompanha os cantos gregos. D) No gênero ...................... predomina-se sentimentos e emoções. g) A palavra ...................... vem do grego “drama” e significa ação. E) Ao gênero ......................, pertencem os textos em poesia ou prosa, feitos para serem representados. F) Ao gênero ...................... pertecem a ode (poesia entusiástica) e o hino (poesia destinada a glorificar a pátria ou dar louvores às divindades). G) No gênero ...................... temos as tragédias (representação de um fato trágico, compadecido apto a suscitar compaixão e terror). H) O gênero ...................... apresenta o soneto (poema de 14 versos). I) O gênero ...................... apresenta a farsa, pequena peça teatral de caráter ridículo e caricatural, criticando a sociedade e seus costumes. J) O gênero ...................... apresenta a elegia, que é um poema de canto lírico de tom triste. L) O gênero ...................... é expressão dos sentimentos, emoções e reflexões acerca do homem. M) No gênero ......................,predomina a narração, por meio de personagens e sequência de ações das várias relações do homem com o mundo. N) No gênero ...................... temos atualização e concretização, por meio de atores, cenário e iluminação. 7. “Na serra de Ibiapaba, numa de suas encostas mais altas, encontrei um jegue. Estava voltado para o lado e me pareceu que descortinava o panorama. Mas quando me aproximei, percebi que era cego.” (Oswaldo França Júnior, em As Laranjas Iguais). O fragmento é representante do gênero: a) lírico b) épico c) narrativo d) dramático e) complexo
  • 4. 8. Assinale o segmento em que NÃO foram usadas palavras em sentido conotativo: (A) Lendo o futuro no passado dos políticos (...) (B) As fontes é que iam beber em seus ouvidos. (C) Eram 75 linhas que jorravam na máquina de escrever com regularidade mecânica. (D) Antes do meio-dia, a coluna estava pronta. (E) (...) capaz de cortar com a elegância de um golpe de florete. 9. Assinale a alternativa cujo termo grifado NÃO é linguagem conotativa: (A) “... mas um defunto autor, para quem a campa foi outro berço ” (B) “Acresce que chovia - peneirava - uma chuvinha miúda, triste” (C) “A natureza parece estar chorando a perda irreparável ...” (D) “... no discurso que proferiu à beira da minha cova.” 10. O item em que o termo sublinhado está empregado no sentido denotativo é: (A) “Além dos ganhos econômicos, a nova realidade rendeu frutos políticos.” (B) “...com percentuais capazes de causar inveja ao presidente.” (C) “Os genéricos estão abrindo as portas do mercado...” (D) “...a indústria disparou gordos investimentos.” (E) “Colheu uma revelação surpreendente:...” 11. Marque a alternativa cuja frase apresenta palavra(s) empregada(s) em sentido conotativo: (A) O homem procura novos caminhos na tentativa de fixar suas raízes. (B) “Mas lá, no ano dois mil, tudo pode acontecer. Hoje, não.” (C) “... os planejadores fizeram dele a meta e o ponto de partida.” (D) “Pode estabelecer regras que conduzam a um viver tranquilo ...” (E) “Evidentemente, (...) as transformações serão mais rápidas.” 12. Assinale a alternativa em que NÃO há palavra empregada em sentido conotativo: (A) “O estrangeiro ainda tropeça com muita frequência na incompreensão das sociedades por onde passa.” (B) “Quando a luz estender a roupa nos telhados, seremos, na manhã, duas máscaras calmas.”(Mário Quintana) (C) “Vejo que o amor que te dedico aumenta seguindo a trilha de meu próprio espanto.” (D) Não, eu te peço, não te ausentes / Porque a dor que agora sentes / Só se esquece no perdão.” (E) “Sinto que o tempo sobre mim abate sua mão pesada.” (Carlos Drummond de Andrade) 13. Um escritor destaca-se pela produção dos gêneros conto, crônica e romance. A sua produção está relacionada com o gênero: a) épico. b) lírico. c) narrativo. d) poético. e) dramático.