SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 39
Baixar para ler offline
METODOLOGIAMETODOLOGIA
DEDE
PESQUISAPESQUISA
Prof. Araré de Carvalho Júnior
ELEMENTOS ESTRUTURAISELEMENTOS ESTRUTURAIS
PARA APRESENTAÇÃO DO
TRABALHO CIENTÍFICO
ABNT 14724 - 2002ABNT 14724 - 2002
 Capa
 Lombada
 Folha de rosto e ficha catalográfica
no verso
 Errata (opcional)
 Folha de aprovação
 Dedicatória (opcional)
ABNT 14724 - 2002ABNT 14724 - 2002
 Agradecimentos (opcional)
 Epígrafe (opcional)
 Resumo / Palavras-chave (língua
vernácula) – opcional
 Resumo / Palavras-chave (língua
estrangeira) – opcional
 Lista de ilustrações (opcional)
ABNT 14724 - 2002ABNT 14724 - 2002
 Lista de abreviaturas e siglas
(opcional)
 Lista de símbolos (opcional)
 Sumário
ABNT 14724 - 2002ABNT 14724 - 2002
 Introdução
 Desenvolvimento
 Conclusão
ABNT 14724 - 2002ABNT 14724 - 2002
 Referências
 Glossário (opcional)
 Apêndice(s) (opcional)
 Anexo(s) (opcional)
 Índice(s) (opcional)
PESQUISA CIENTÍFICAPESQUISA CIENTÍFICA
Elementos-chave para a
elaboração de uma Pesquisa
Científica
PESQUISAPESQUISA
TEMA  PROBLEMA  PERGUNTA 
HIPÓTESE  OBJETIVOS  TÍTULO
CONCEITOCONCEITO
Pesquisa é uma investigação que
proporciona uma coleta sistematizada
de informações para provar ou
comprovar uma hipótese
TEMATEMA
Palavras-chave (substantivos) que
juntas dão uma noção muito clara
da idéia central do trabalho ou da
pesquisa.
O Problema de Pesquisa
Quais são os motivos que levam a um
determinado fenômeno?
O problema é importante?
Existe aplicação prática?
Possibilidade de Pesquisa.
Experiência do pesquisador.
Disponibilidade do sujeito.
Instalação, equipamentos e outros recursos;
Considerações éticas.
PERGUNTAPERGUNTA
É um questionamento específico
dentro do problema e contém todas
as palavras-chave do TEMA.
HIPÓTESEHIPÓTESE
É uma suposição formulada para
responder a pergunta e resolver o
problema. É expressa por uma frase
contendo todas as palavras-chave.
Podem ser usados adjetivos, verbos
e advérbios.
“A hipótese da pesquisa é uma
resposta provisória à pergunta que
sintetizou o problema.”
OBJETIVOSOBJETIVOS
São procedimentos práticos capazes de
provar ou comprovar a hipótese.
O que o pesquisador quer atingir com a
realização da pesquisa.
OBJETIVOSOBJETIVOS
Os objetivos têm a finalidade de definir o
que se visa com a pesquisa ou monografia,
são os resultados a que se pretende
chegar. Para se chegar a uma maior
precisão, os objetivos serão iniciados com
verbo no infinitivo que descrevam a ação,
eliminando-se interpretações vagas ou
ambíguas.
OBJETIVOS - GERAISOBJETIVOS - GERAIS
Indicar de forma genérica qual
objetivo deve ser alcançado.
Dar uma visão geral do assunto.
Mostrar a importância do assunto.
Qual a contribuição para a
ampliação do conhecimento.
OBJETIVOS GERAISOBJETIVOS GERAIS
O objetivo geral apresenta um
enunciado mais amplo que nos
remete à conclusão do trabalho de
pesquisa. Alguns verbos, de sentido
mais aberto, são mais indicados para
a formulação do objetivo geral.
OBJETIVOS GERAIS - VERBOSOBJETIVOS GERAIS - VERBOS
Compreender,
conhecer,
desenvolver,
conscientizar,
entender,
saber,
possibilitar, ...
OBJETIVOS - ESPECÍFICOSOBJETIVOS - ESPECÍFICOS
 Indicar o(s) objetivo(s)
específico(s) que deverão ser
alcançados pela execução da
proposta de pesquisa.
 Ressaltar as idéias específicas a
serem desenvolvidas.
 Delimitar a amplitude do trabalho.
 Etapas menores a serem atingidas
nos objetivos gerais.
OBJETIVOS ESPECÍFICOS
Na redação dos objetivos
específicos emprega-se verbos com
menos interpretações ou de sentido
fechado.
OBJETIVOS ESPECÍFICOS - VERBOSOBJETIVOS ESPECÍFICOS - VERBOS
Por exemplo: adquirir, aplicar, apontar
classificar, comparar, conceituar,
caracterizar, enumerar, reconhecer,
formular, enunciar, diferenciar,
mobilizar, coletar, definir, nomear,
relatar, discutir, explicar, identificar,
aplicar, analisar, selecionar, consultar...
O QUE EVITARO QUE EVITAR
Abreviaturas (exceção abreviaturas
consagradas
Ecos: Palavras com terminação ou som
semelhantes
Cacófatos: situação em que a junção, no
plano sonoro, da sílaba final de uma
palavra com a inicial da seguinte produz
um termo obsceno ou, no mínimo, fora
de contexto.
O QUE EVITARO QUE EVITAR
Detalhes
Incoerências
Inutilidades
Repetições
Generalizações
ELABORAÇÃO DA INTRODUÇÃOELABORAÇÃO DA INTRODUÇÃO
Introdução é a definição das palavras-
chave.
Histórico das palavras-chave que
necessitam de explicação (opcional)
JUSTIFICATIVAJUSTIFICATIVA
Definir a importância da pesquisa a
partir da importância atual do tema,
no mundo, no Brasil, na região e no
município;
E a partir da situação atual do
problema
OBJETIVOSOBJETIVOS
Os objetivos têm que estar em total
consonância com o TEMA ou com o
TÍTULO.
As palavras-chave têm que estar
citadas no TÍTULO
O QUE EVITARO QUE EVITAR
Frases com mais de 4 linhas.
Parágrafo com menos de 6 linhas.
Parágrafos com mais de 12 linhas.
PRIORIZARPRIORIZAR
 4 frases de 3 linhas
 3 frases de 4 linhas
 Parágrafo ideal = 8 a 10 linhas
INTERPRETAÇÃOINTERPRETAÇÃO
Observação
Comparação
Classificação
Seleção
Teste
Interpretação
INTERPRETAÇÃOINTERPRETAÇÃO
 Interpretação = Análise + Síntese
 Discutir é interpretar
 É avaliar a intenção ou a tendência de
algo
 É o equilíbrio entre análise + síntese
ANÁLISEANÁLISE
Emitir opinião pessoal ++
 Comparar a sua opinião com a de
outros autores ++
 Comparar a opinião de outros autores
entre si
ANÁLISEANÁLISE
 Começa a partir do(s) objetivo(s)
 Fazer divisão em:
 Opiniões favoráveis (resultados e
métodos sejam favoráveis ao que você
achou nos seus resultados)
 Opiniões desfavoráveis (resultados e
métodos sejam desfavoráveis aos seus)
ANÁLISEANÁLISE
 Opinião parcialmente favorável.
 Opinião parcialmente desfavorável.
 Opinião neutra (resultados e métodos).
ANÁLISEANÁLISE
 Objetivos
 Opiniões favoráveis 
 Opiniões desfavoráveis 
 Opinião neutra 
 Opinião parcialmente favorável 
 Opinião parcialmente desfavorável 
ANÁLISEANÁLISE
 Metodologia
 Resultados
Conjunções
 síntese
CONCLUSÃOCONCLUSÃO
 Agrupar os dados de acordo com o(s)
objetivo(s); Se possível procure
estabelecer uma relação de causa x efeito
 Discutir material e método; citar
vantagens e desvantagens
CONCLUSÃOCONCLUSÃO
 Cite a possível contribuição ou relevância
da sua pesquisa
 Referências confiáveis
CONCLUSÃOCONCLUSÃO
O que evitar:
 Introdução com mais referências e
páginas do que a discussão

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Metodologia do Trabalho Científico Cessi slide pedagogia
Metodologia do Trabalho Científico Cessi slide pedagogiaMetodologia do Trabalho Científico Cessi slide pedagogia
Metodologia do Trabalho Científico Cessi slide pedagogiaGeisa Pereira
 
Desmistificando a produção do artigo científico
Desmistificando a produção do artigo científicoDesmistificando a produção do artigo científico
Desmistificando a produção do artigo científicoABU Recife
 
05 artigo cientifico
05 artigo cientifico05 artigo cientifico
05 artigo cientificoJoao Balbi
 
Oficina de texto II - Seminário discussão e resultados
Oficina de texto II - Seminário discussão e resultadosOficina de texto II - Seminário discussão e resultados
Oficina de texto II - Seminário discussão e resultadosEliete Correia Santos
 
Apresentação artigos científicos para estagiários de psicologia (simplificado)
Apresentação artigos científicos para estagiários de psicologia (simplificado)Apresentação artigos científicos para estagiários de psicologia (simplificado)
Apresentação artigos científicos para estagiários de psicologia (simplificado)Bruno Sampaio Garrido
 
Seminário sobre produção de artigos científicos no Mestrado Profissional em S...
Seminário sobre produção de artigos científicos no Mestrado Profissional em S...Seminário sobre produção de artigos científicos no Mestrado Profissional em S...
Seminário sobre produção de artigos científicos no Mestrado Profissional em S...Aluísio Ferreira de Lima
 
Aula sobre elaboração de projeto de pesquisa
Aula sobre elaboração de projeto de pesquisaAula sobre elaboração de projeto de pesquisa
Aula sobre elaboração de projeto de pesquisaPriscila Valverde
 
Manual do TCC
Manual do TCCManual do TCC
Manual do TCCAlan
 
Escrita científica
Escrita científica Escrita científica
Escrita científica Idalina Jorge
 
Artigo Acadêmico: revisão da literatura
Artigo Acadêmico: revisão da literaturaArtigo Acadêmico: revisão da literatura
Artigo Acadêmico: revisão da literaturaEliete Correia Santos
 
Elaboração de projetos
Elaboração de projetosElaboração de projetos
Elaboração de projetosLuan de Castro
 
Trabalhos acadêmicos, o que são? como faze-los?
Trabalhos acadêmicos, o que são? como faze-los?Trabalhos acadêmicos, o que são? como faze-los?
Trabalhos acadêmicos, o que são? como faze-los?Cursos Profissionalizantes
 
Artigo científico e técnico
Artigo científico e técnicoArtigo científico e técnico
Artigo científico e técnicoHelena Coutinho
 
Como fazer uma boa introdução de tcc
Como fazer uma boa introdução de tccComo fazer uma boa introdução de tcc
Como fazer uma boa introdução de tccAlan
 

Mais procurados (19)

Metodologia do Trabalho Científico Cessi slide pedagogia
Metodologia do Trabalho Científico Cessi slide pedagogiaMetodologia do Trabalho Científico Cessi slide pedagogia
Metodologia do Trabalho Científico Cessi slide pedagogia
 
Comoelaborarumprojetodepesquisa
ComoelaborarumprojetodepesquisaComoelaborarumprojetodepesquisa
Comoelaborarumprojetodepesquisa
 
Elaboração de projeto de pesquisa tcc
Elaboração de projeto de pesquisa tccElaboração de projeto de pesquisa tcc
Elaboração de projeto de pesquisa tcc
 
Desmistificando a produção do artigo científico
Desmistificando a produção do artigo científicoDesmistificando a produção do artigo científico
Desmistificando a produção do artigo científico
 
05 artigo cientifico
05 artigo cientifico05 artigo cientifico
05 artigo cientifico
 
P2 noite
P2 noiteP2 noite
P2 noite
 
Anatomia do artigo cesp
Anatomia do artigo   cespAnatomia do artigo   cesp
Anatomia do artigo cesp
 
Oficina de texto II - Seminário discussão e resultados
Oficina de texto II - Seminário discussão e resultadosOficina de texto II - Seminário discussão e resultados
Oficina de texto II - Seminário discussão e resultados
 
Apresentação artigos científicos para estagiários de psicologia (simplificado)
Apresentação artigos científicos para estagiários de psicologia (simplificado)Apresentação artigos científicos para estagiários de psicologia (simplificado)
Apresentação artigos científicos para estagiários de psicologia (simplificado)
 
Seminário sobre produção de artigos científicos no Mestrado Profissional em S...
Seminário sobre produção de artigos científicos no Mestrado Profissional em S...Seminário sobre produção de artigos científicos no Mestrado Profissional em S...
Seminário sobre produção de artigos científicos no Mestrado Profissional em S...
 
Aula sobre elaboração de projeto de pesquisa
Aula sobre elaboração de projeto de pesquisaAula sobre elaboração de projeto de pesquisa
Aula sobre elaboração de projeto de pesquisa
 
Manual do TCC
Manual do TCCManual do TCC
Manual do TCC
 
Escrita científica
Escrita científica Escrita científica
Escrita científica
 
Artigo Acadêmico: revisão da literatura
Artigo Acadêmico: revisão da literaturaArtigo Acadêmico: revisão da literatura
Artigo Acadêmico: revisão da literatura
 
Normalização pós graduação
Normalização pós graduaçãoNormalização pós graduação
Normalização pós graduação
 
Elaboração de projetos
Elaboração de projetosElaboração de projetos
Elaboração de projetos
 
Trabalhos acadêmicos, o que são? como faze-los?
Trabalhos acadêmicos, o que são? como faze-los?Trabalhos acadêmicos, o que são? como faze-los?
Trabalhos acadêmicos, o que são? como faze-los?
 
Artigo científico e técnico
Artigo científico e técnicoArtigo científico e técnico
Artigo científico e técnico
 
Como fazer uma boa introdução de tcc
Como fazer uma boa introdução de tccComo fazer uma boa introdução de tcc
Como fazer uma boa introdução de tcc
 

Destaque

Construção de um Projeto de Pesquisa
Construção de um Projeto de PesquisaConstrução de um Projeto de Pesquisa
Construção de um Projeto de PesquisaArare Carvalho Júnior
 
A perspetiva de kuhn acerca do desenvolvimento da ciência
A perspetiva de kuhn acerca do desenvolvimento da ciênciaA perspetiva de kuhn acerca do desenvolvimento da ciência
A perspetiva de kuhn acerca do desenvolvimento da ciênciaSara Raposo
 
45845399 como-se-faz-uma-tese-umberto-eco
45845399 como-se-faz-uma-tese-umberto-eco45845399 como-se-faz-uma-tese-umberto-eco
45845399 como-se-faz-uma-tese-umberto-ecotrefazol
 
Revoluções Científicas - Kuhn
Revoluções Científicas - KuhnRevoluções Científicas - Kuhn
Revoluções Científicas - KuhnJorge Barbosa
 
Eco, umberto. '' como se faz uma tese ''
Eco, umberto. '' como se faz uma tese ''Eco, umberto. '' como se faz uma tese ''
Eco, umberto. '' como se faz uma tese ''Helena Simões Moraes
 
Kuhn e a estructura das revoluçoes cientificas
Kuhn e a estructura das revoluçoes cientificasKuhn e a estructura das revoluçoes cientificas
Kuhn e a estructura das revoluçoes cientificasBoutchich Sanaa
 
A estrutura das revoluçoes cientificas
A estrutura das revoluçoes cientificasA estrutura das revoluçoes cientificas
A estrutura das revoluçoes cientificasBoutchich Sanaa
 
Como Se Faz Uma Tese - Umberto Eco
Como Se Faz Uma Tese - Umberto EcoComo Se Faz Uma Tese - Umberto Eco
Como Se Faz Uma Tese - Umberto EcoMarcia Kaiser
 
Como se faz uma tese :: Umberto Eco
Como se faz uma tese :: Umberto EcoComo se faz uma tese :: Umberto Eco
Como se faz uma tese :: Umberto EcoAndré Camargo
 

Destaque (20)

Construção de um Projeto de Pesquisa
Construção de um Projeto de PesquisaConstrução de um Projeto de Pesquisa
Construção de um Projeto de Pesquisa
 
Ciência e experiência
Ciência e experiênciaCiência e experiência
Ciência e experiência
 
Thomas kuhn
Thomas kuhnThomas kuhn
Thomas kuhn
 
A perspetiva de kuhn acerca do desenvolvimento da ciência
A perspetiva de kuhn acerca do desenvolvimento da ciênciaA perspetiva de kuhn acerca do desenvolvimento da ciência
A perspetiva de kuhn acerca do desenvolvimento da ciência
 
Guia para gestão de crise em mídias sociais
Guia para gestão de crise em mídias sociaisGuia para gestão de crise em mídias sociais
Guia para gestão de crise em mídias sociais
 
Estrutura das revoluções científicas
Estrutura das revoluções científicasEstrutura das revoluções científicas
Estrutura das revoluções científicas
 
Macro revolução cientítica
Macro revolução cientíticaMacro revolução cientítica
Macro revolução cientítica
 
45845399 como-se-faz-uma-tese-umberto-eco
45845399 como-se-faz-uma-tese-umberto-eco45845399 como-se-faz-uma-tese-umberto-eco
45845399 como-se-faz-uma-tese-umberto-eco
 
Fichamento - Thomas Kuhn
Fichamento - Thomas KuhnFichamento - Thomas Kuhn
Fichamento - Thomas Kuhn
 
Revoluções Científicas - Kuhn
Revoluções Científicas - KuhnRevoluções Científicas - Kuhn
Revoluções Científicas - Kuhn
 
Eco, umberto. '' como se faz uma tese ''
Eco, umberto. '' como se faz uma tese ''Eco, umberto. '' como se faz uma tese ''
Eco, umberto. '' como se faz uma tese ''
 
Kuhn e a estructura das revoluçoes cientificas
Kuhn e a estructura das revoluçoes cientificasKuhn e a estructura das revoluçoes cientificas
Kuhn e a estructura das revoluçoes cientificas
 
A estrutura das revoluçoes cientificas
A estrutura das revoluçoes cientificasA estrutura das revoluçoes cientificas
A estrutura das revoluçoes cientificas
 
Como Se Faz Uma Tese - Umberto Eco
Como Se Faz Uma Tese - Umberto EcoComo Se Faz Uma Tese - Umberto Eco
Como Se Faz Uma Tese - Umberto Eco
 
Kuhn e a noção de paradigma
Kuhn e a noção de paradigmaKuhn e a noção de paradigma
Kuhn e a noção de paradigma
 
Comparação entre popper e kuhn
Comparação entre popper e kuhnComparação entre popper e kuhn
Comparação entre popper e kuhn
 
Como se faz uma tese
Como se faz uma teseComo se faz uma tese
Como se faz uma tese
 
As teses centrais de teoria de kuhn
As teses centrais de teoria de kuhnAs teses centrais de teoria de kuhn
As teses centrais de teoria de kuhn
 
Paradigma emergente
Paradigma emergenteParadigma emergente
Paradigma emergente
 
Como se faz uma tese :: Umberto Eco
Como se faz uma tese :: Umberto EcoComo se faz uma tese :: Umberto Eco
Como se faz uma tese :: Umberto Eco
 

Semelhante a Metodologia de pesquisa em

Orientações para projeto de pesquisa
Orientações para projeto de pesquisaOrientações para projeto de pesquisa
Orientações para projeto de pesquisaCRIS TORRES
 
1 - Informações gerais. Artigo pós graduação
1 - Informações gerais. Artigo pós graduação1 - Informações gerais. Artigo pós graduação
1 - Informações gerais. Artigo pós graduaçãoAline Karen Gomes
 
2a Aula - 10.08.2022 - A PRODUÇÃO DE ARTIGOS CIENTIFICOS (1).ppt
2a Aula - 10.08.2022 -  A PRODUÇÃO DE ARTIGOS CIENTIFICOS (1).ppt2a Aula - 10.08.2022 -  A PRODUÇÃO DE ARTIGOS CIENTIFICOS (1).ppt
2a Aula - 10.08.2022 - A PRODUÇÃO DE ARTIGOS CIENTIFICOS (1).pptJohannaBrown18
 
Tcc exemplo-130410183157-phpapp02
Tcc exemplo-130410183157-phpapp02Tcc exemplo-130410183157-phpapp02
Tcc exemplo-130410183157-phpapp02Nancy Carla
 
Apresentacao Siderly Almeida CEAD UFOP UAB
Apresentacao Siderly Almeida CEAD UFOP UABApresentacao Siderly Almeida CEAD UFOP UAB
Apresentacao Siderly Almeida CEAD UFOP UABRenata Aquino
 
Modelo pre projeto-2012
Modelo pre projeto-2012Modelo pre projeto-2012
Modelo pre projeto-2012Marta Medeiros
 
Metodologia abnt i_normas_gerais.
Metodologia abnt i_normas_gerais.Metodologia abnt i_normas_gerais.
Metodologia abnt i_normas_gerais.Adriana Portugal
 
Pesquisa cientifica i projeto de atuação
Pesquisa cientifica i projeto de atuaçãoPesquisa cientifica i projeto de atuação
Pesquisa cientifica i projeto de atuaçãoMara Salvucci
 
CONTROLADORIA PARA ALTO CUSTO NA ASSISTÊNCIA À SAÚDE
CONTROLADORIA PARA ALTO CUSTO NA ASSISTÊNCIA À SAÚDECONTROLADORIA PARA ALTO CUSTO NA ASSISTÊNCIA À SAÚDE
CONTROLADORIA PARA ALTO CUSTO NA ASSISTÊNCIA À SAÚDELuiza Negretti
 
Estrutura de Projeto de Pesquisa
Estrutura de Projeto de PesquisaEstrutura de Projeto de Pesquisa
Estrutura de Projeto de PesquisaHumberto Serra
 
Comoelaborarumprojetodepesquisa 100323013200-phpapp01
Comoelaborarumprojetodepesquisa 100323013200-phpapp01Comoelaborarumprojetodepesquisa 100323013200-phpapp01
Comoelaborarumprojetodepesquisa 100323013200-phpapp01Eliete Oliveira
 

Semelhante a Metodologia de pesquisa em (20)

Pre projeto 2010
Pre projeto 2010Pre projeto 2010
Pre projeto 2010
 
Orientações para projeto de pesquisa
Orientações para projeto de pesquisaOrientações para projeto de pesquisa
Orientações para projeto de pesquisa
 
Planejar gêneros acadêmicos cesp
 Planejar gêneros acadêmicos   cesp Planejar gêneros acadêmicos   cesp
Planejar gêneros acadêmicos cesp
 
1 - Informações gerais. Artigo pós graduação
1 - Informações gerais. Artigo pós graduação1 - Informações gerais. Artigo pós graduação
1 - Informações gerais. Artigo pós graduação
 
ABNT 2013.pdf
ABNT 2013.pdfABNT 2013.pdf
ABNT 2013.pdf
 
Modelo projeto
Modelo projetoModelo projeto
Modelo projeto
 
2a Aula - 10.08.2022 - A PRODUÇÃO DE ARTIGOS CIENTIFICOS (1).ppt
2a Aula - 10.08.2022 -  A PRODUÇÃO DE ARTIGOS CIENTIFICOS (1).ppt2a Aula - 10.08.2022 -  A PRODUÇÃO DE ARTIGOS CIENTIFICOS (1).ppt
2a Aula - 10.08.2022 - A PRODUÇÃO DE ARTIGOS CIENTIFICOS (1).ppt
 
Tcc exemplo-130410183157-phpapp02
Tcc exemplo-130410183157-phpapp02Tcc exemplo-130410183157-phpapp02
Tcc exemplo-130410183157-phpapp02
 
Apresentacao Siderly Almeida CEAD UFOP UAB
Apresentacao Siderly Almeida CEAD UFOP UABApresentacao Siderly Almeida CEAD UFOP UAB
Apresentacao Siderly Almeida CEAD UFOP UAB
 
Modelo pre projeto- tcc-
Modelo pre projeto- tcc-Modelo pre projeto- tcc-
Modelo pre projeto- tcc-
 
MODELO_PRE-PROJETO_ TCC-
MODELO_PRE-PROJETO_ TCC-MODELO_PRE-PROJETO_ TCC-
MODELO_PRE-PROJETO_ TCC-
 
Modelo pre projeto-2012
Modelo pre projeto-2012Modelo pre projeto-2012
Modelo pre projeto-2012
 
Metodologia abnt i_normas_gerais.
Metodologia abnt i_normas_gerais.Metodologia abnt i_normas_gerais.
Metodologia abnt i_normas_gerais.
 
Como escrever teses
Como escrever tesesComo escrever teses
Como escrever teses
 
Pesquisa cientifica i projeto de atuação
Pesquisa cientifica i projeto de atuaçãoPesquisa cientifica i projeto de atuação
Pesquisa cientifica i projeto de atuação
 
Projeto
ProjetoProjeto
Projeto
 
CONTROLADORIA PARA ALTO CUSTO NA ASSISTÊNCIA À SAÚDE
CONTROLADORIA PARA ALTO CUSTO NA ASSISTÊNCIA À SAÚDECONTROLADORIA PARA ALTO CUSTO NA ASSISTÊNCIA À SAÚDE
CONTROLADORIA PARA ALTO CUSTO NA ASSISTÊNCIA À SAÚDE
 
Estrutura de Projeto de Pesquisa
Estrutura de Projeto de PesquisaEstrutura de Projeto de Pesquisa
Estrutura de Projeto de Pesquisa
 
Tcc
TccTcc
Tcc
 
Comoelaborarumprojetodepesquisa 100323013200-phpapp01
Comoelaborarumprojetodepesquisa 100323013200-phpapp01Comoelaborarumprojetodepesquisa 100323013200-phpapp01
Comoelaborarumprojetodepesquisa 100323013200-phpapp01
 

Mais de Arare Carvalho Júnior

Escola sem partido ou escola do partido único?
Escola sem partido ou escola do partido único?Escola sem partido ou escola do partido único?
Escola sem partido ou escola do partido único?Arare Carvalho Júnior
 
Capítulo - A notícia Como Mercadoria - Araré de Carvalho Jr.
Capítulo - A notícia Como Mercadoria - Araré de Carvalho Jr. Capítulo - A notícia Como Mercadoria - Araré de Carvalho Jr.
Capítulo - A notícia Como Mercadoria - Araré de Carvalho Jr. Arare Carvalho Júnior
 
Formação da questão social no brasil
Formação da questão social no brasilFormação da questão social no brasil
Formação da questão social no brasilArare Carvalho Júnior
 
Avaliação e monitoramento de serviços de saúde
Avaliação e monitoramento de serviços de saúdeAvaliação e monitoramento de serviços de saúde
Avaliação e monitoramento de serviços de saúdeArare Carvalho Júnior
 
Avaliação e monitoramento da política de assistência social
Avaliação e monitoramento da política de assistência socialAvaliação e monitoramento da política de assistência social
Avaliação e monitoramento da política de assistência socialArare Carvalho Júnior
 
Violência simbólica e lutas políticas
Violência simbólica e lutas políticasViolência simbólica e lutas políticas
Violência simbólica e lutas políticasArare Carvalho Júnior
 
Contextualização do mundo do trabalho
Contextualização do mundo do trabalhoContextualização do mundo do trabalho
Contextualização do mundo do trabalhoArare Carvalho Júnior
 
Globalização e política internacional
Globalização e política internacionalGlobalização e política internacional
Globalização e política internacionalArare Carvalho Júnior
 

Mais de Arare Carvalho Júnior (20)

Luta de classes no brasil
Luta de classes no brasilLuta de classes no brasil
Luta de classes no brasil
 
Escola sem partido ou escola do partido único?
Escola sem partido ou escola do partido único?Escola sem partido ou escola do partido único?
Escola sem partido ou escola do partido único?
 
Masculinidades
MasculinidadesMasculinidades
Masculinidades
 
Ética e Cidadania
Ética e Cidadania Ética e Cidadania
Ética e Cidadania
 
Cidadania
CidadaniaCidadania
Cidadania
 
Burocracia em Max Weber
Burocracia em Max WeberBurocracia em Max Weber
Burocracia em Max Weber
 
Capítulo - A notícia Como Mercadoria - Araré de Carvalho Jr.
Capítulo - A notícia Como Mercadoria - Araré de Carvalho Jr. Capítulo - A notícia Como Mercadoria - Araré de Carvalho Jr.
Capítulo - A notícia Como Mercadoria - Araré de Carvalho Jr.
 
Metodo em Marx
Metodo em MarxMetodo em Marx
Metodo em Marx
 
Conceito e origem da antropologia
Conceito e origem da antropologiaConceito e origem da antropologia
Conceito e origem da antropologia
 
Formação da questão social no brasil
Formação da questão social no brasilFormação da questão social no brasil
Formação da questão social no brasil
 
Avaliação e monitoramento de serviços de saúde
Avaliação e monitoramento de serviços de saúdeAvaliação e monitoramento de serviços de saúde
Avaliação e monitoramento de serviços de saúde
 
Avaliação e monitoramento da política de assistência social
Avaliação e monitoramento da política de assistência socialAvaliação e monitoramento da política de assistência social
Avaliação e monitoramento da política de assistência social
 
Violência simbólica e lutas políticas
Violência simbólica e lutas políticasViolência simbólica e lutas políticas
Violência simbólica e lutas políticas
 
Sociologia do poder
Sociologia do poder Sociologia do poder
Sociologia do poder
 
Elementos da teoria da estruturação
Elementos da teoria da estruturaçãoElementos da teoria da estruturação
Elementos da teoria da estruturação
 
O Problema de Pesquisa
O Problema de PesquisaO Problema de Pesquisa
O Problema de Pesquisa
 
A metodologia nas ciências sociais
A metodologia nas ciências sociaisA metodologia nas ciências sociais
A metodologia nas ciências sociais
 
Contextualização do mundo do trabalho
Contextualização do mundo do trabalhoContextualização do mundo do trabalho
Contextualização do mundo do trabalho
 
Globalização e política internacional
Globalização e política internacionalGlobalização e política internacional
Globalização e política internacional
 
Etnia, cultura e cidadania
Etnia, cultura e cidadaniaEtnia, cultura e cidadania
Etnia, cultura e cidadania
 

Último

Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoJayaneSales1
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxJMTCS
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...azulassessoria9
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024GleyceMoreiraXWeslle
 
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfQueleLiberato
 
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. EvoluçãoAs teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. Evoluçãoprofleticiasantosbio
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullyingMary Alvarenga
 
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTECAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTEJoaquim Colôa
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º BimestreProfaCintiaDosSantos
 
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxSlides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.azulassessoria9
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 

Último (20)

Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
 
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
 
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
 
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
 
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. EvoluçãoAs teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
 
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
 
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTECAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
 
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxSlides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 

Metodologia de pesquisa em