Successfully reported this slideshow.

Metodologia de Pesquisa

520 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Metodologia de Pesquisa

  1. 1. METODOLOGIAMETODOLOGIA DEDE PESQUISAPESQUISA Prof. Araré de Carvalho Júnior
  2. 2. ELEMENTOS ESTRUTURAISELEMENTOS ESTRUTURAIS PARA APRESENTAÇÃO DO TRABALHO CIENTÍFICO
  3. 3. ABNT 14724 - 2002ABNT 14724 - 2002  Capa  Lombada  Folha de rosto e ficha catalográfica no verso  Errata (opcional)  Folha de aprovação  Dedicatória (opcional)
  4. 4. ABNT 14724 - 2002ABNT 14724 - 2002  Agradecimentos (opcional)  Epígrafe (opcional)  Resumo / Palavras-chave (língua vernácula) – opcional  Resumo / Palavras-chave (língua estrangeira) – opcional  Lista de ilustrações (opcional)
  5. 5. ABNT 14724 - 2002ABNT 14724 - 2002  Lista de abreviaturas e siglas (opcional)  Lista de símbolos (opcional)  Sumário
  6. 6. ABNT 14724 - 2002ABNT 14724 - 2002  Introdução  Desenvolvimento  Conclusão
  7. 7. ABNT 14724 - 2002ABNT 14724 - 2002  Referências  Glossário (opcional)  Apêndice(s) (opcional)  Anexo(s) (opcional)  Índice(s) (opcional)
  8. 8. PESQUISA CIENTÍFICAPESQUISA CIENTÍFICA Elementos-chave para a elaboração de uma Pesquisa Científica
  9. 9. PESQUISAPESQUISA TEMA  PROBLEMA  PERGUNTA  HIPÓTESE  OBJETIVOS  TÍTULO
  10. 10. CONCEITOCONCEITO Pesquisa é uma investigação que proporciona uma coleta sistematizada de informações para provar ou comprovar uma hipótese
  11. 11. TEMATEMA Palavras-chave (substantivos) que juntas dão uma noção muito clara da idéia central do trabalho ou da pesquisa.
  12. 12. O Problema de Pesquisa Quais são os motivos que levam a um determinado fenômeno? O problema é importante? Existe aplicação prática? Possibilidade de Pesquisa. Experiência do pesquisador. Disponibilidade do sujeito. Instalação, equipamentos e outros recursos; Considerações éticas.
  13. 13. PERGUNTAPERGUNTA É um questionamento específico dentro do problema e contém todas as palavras-chave do TEMA.
  14. 14. HIPÓTESEHIPÓTESE É uma suposição formulada para responder a pergunta e resolver o problema. É expressa por uma frase contendo todas as palavras-chave. Podem ser usados adjetivos, verbos e advérbios. “A hipótese da pesquisa é uma resposta provisória à pergunta que sintetizou o problema.”
  15. 15. OBJETIVOSOBJETIVOS São procedimentos práticos capazes de provar ou comprovar a hipótese. O que o pesquisador quer atingir com a realização da pesquisa.
  16. 16. OBJETIVOSOBJETIVOS Os objetivos têm a finalidade de definir o que se visa com a pesquisa ou monografia, são os resultados a que se pretende chegar. Para se chegar a uma maior precisão, os objetivos serão iniciados com verbo no infinitivo que descrevam a ação, eliminando-se interpretações vagas ou ambíguas.
  17. 17. OBJETIVOS - GERAISOBJETIVOS - GERAIS Indicar de forma genérica qual objetivo deve ser alcançado. Dar uma visão geral do assunto. Mostrar a importância do assunto. Qual a contribuição para a ampliação do conhecimento.
  18. 18. OBJETIVOS GERAISOBJETIVOS GERAIS O objetivo geral apresenta um enunciado mais amplo que nos remete à conclusão do trabalho de pesquisa. Alguns verbos, de sentido mais aberto, são mais indicados para a formulação do objetivo geral.
  19. 19. OBJETIVOS GERAIS - VERBOSOBJETIVOS GERAIS - VERBOS Compreender, conhecer, desenvolver, conscientizar, entender, saber, possibilitar, ...
  20. 20. OBJETIVOS - ESPECÍFICOSOBJETIVOS - ESPECÍFICOS  Indicar o(s) objetivo(s) específico(s) que deverão ser alcançados pela execução da proposta de pesquisa.  Ressaltar as idéias específicas a serem desenvolvidas.  Delimitar a amplitude do trabalho.  Etapas menores a serem atingidas nos objetivos gerais.
  21. 21. OBJETIVOS ESPECÍFICOS Na redação dos objetivos específicos emprega-se verbos com menos interpretações ou de sentido fechado.
  22. 22. OBJETIVOS ESPECÍFICOS - VERBOSOBJETIVOS ESPECÍFICOS - VERBOS Por exemplo: adquirir, aplicar, apontar classificar, comparar, conceituar, caracterizar, enumerar, reconhecer, formular, enunciar, diferenciar, mobilizar, coletar, definir, nomear, relatar, discutir, explicar, identificar, aplicar, analisar, selecionar, consultar...
  23. 23. O QUE EVITARO QUE EVITAR Abreviaturas (exceção abreviaturas consagradas Ecos: Palavras com terminação ou som semelhantes Cacófatos: situação em que a junção, no plano sonoro, da sílaba final de uma palavra com a inicial da seguinte produz um termo obsceno ou, no mínimo, fora de contexto.
  24. 24. O QUE EVITARO QUE EVITAR Detalhes Incoerências Inutilidades Repetições Generalizações
  25. 25. ELABORAÇÃO DA INTRODUÇÃOELABORAÇÃO DA INTRODUÇÃO Introdução é a definição das palavras- chave. Histórico das palavras-chave que necessitam de explicação (opcional)
  26. 26. JUSTIFICATIVAJUSTIFICATIVA Definir a importância da pesquisa a partir da importância atual do tema, no mundo, no Brasil, na região e no município; E a partir da situação atual do problema
  27. 27. OBJETIVOSOBJETIVOS Os objetivos têm que estar em total consonância com o TEMA ou com o TÍTULO. As palavras-chave têm que estar citadas no TÍTULO
  28. 28. O QUE EVITARO QUE EVITAR Frases com mais de 4 linhas. Parágrafo com menos de 6 linhas. Parágrafos com mais de 12 linhas.
  29. 29. PRIORIZARPRIORIZAR  4 frases de 3 linhas  3 frases de 4 linhas  Parágrafo ideal = 8 a 10 linhas
  30. 30. INTERPRETAÇÃOINTERPRETAÇÃO Observação Comparação Classificação Seleção Teste Interpretação
  31. 31. INTERPRETAÇÃOINTERPRETAÇÃO  Interpretação = Análise + Síntese  Discutir é interpretar  É avaliar a intenção ou a tendência de algo  É o equilíbrio entre análise + síntese
  32. 32. ANÁLISEANÁLISE Emitir opinião pessoal ++  Comparar a sua opinião com a de outros autores ++  Comparar a opinião de outros autores entre si
  33. 33. ANÁLISEANÁLISE  Começa a partir do(s) objetivo(s)  Fazer divisão em:  Opiniões favoráveis (resultados e métodos sejam favoráveis ao que você achou nos seus resultados)  Opiniões desfavoráveis (resultados e métodos sejam desfavoráveis aos seus)
  34. 34. ANÁLISEANÁLISE  Opinião parcialmente favorável.  Opinião parcialmente desfavorável.  Opinião neutra (resultados e métodos).
  35. 35. ANÁLISEANÁLISE  Objetivos  Opiniões favoráveis   Opiniões desfavoráveis   Opinião neutra   Opinião parcialmente favorável   Opinião parcialmente desfavorável 
  36. 36. ANÁLISEANÁLISE  Metodologia  Resultados Conjunções  síntese
  37. 37. CONCLUSÃOCONCLUSÃO  Agrupar os dados de acordo com o(s) objetivo(s); Se possível procure estabelecer uma relação de causa x efeito  Discutir material e método; citar vantagens e desvantagens
  38. 38. CONCLUSÃOCONCLUSÃO  Cite a possível contribuição ou relevância da sua pesquisa  Referências confiáveis
  39. 39. CONCLUSÃOCONCLUSÃO O que evitar:  Introdução com mais referências e páginas do que a discussão

×