Ciência e Experiência
Prof. Ms. Araré de Carvalho Júnior
Como a Pesquisa Filtra a Percepção
• O fato de a experiência filtrar a percepção é um
dos maiores problemas para a pesquisa
sociológica.
• 1º) Em primeiro lu...
• 3º) Em terceiro lugar, as interpretações dos
sociólogos são influenciadas por pesquisas
anteriores, as quais consultamos...
• Dado que valores, pesquisas anteriores e
métodos filtram nossas percepções, teríamos
razão ao concluir que nunca podemos...
• Também podemos descrever de forma pública e
claramente os filtros que influenciam nossas
percepções, o que nos ajuda a e...
• O resultado final é uma percepção da realidade mais
acurada do que seria possível se nos baseássemos
apenas no senso com...
Questões das Enquetes
• Os questionários podem conter dois tipos de
questões:
• 1ª) Questão fechada, oferece ao respondent...
• 2ª) Questões abertas, possibilitam que o
respondente responda às perguntas com sua
próprias palavras. Elas são particula...
Entrevistas Estruturadas e Semi-
estruturadas
• A entrevista é uma técnica que permite o
relacionamento entre entrevistado...
• A utilização de entrevistas é relevante por
provocar ricas contribuições dos sujeitos.
• A entrevista é o procedimento m...
Entrevista não estruturada
• Entrevistador propõe um tema.
• Desenvolve-se no fluir da conversa.
• As questões emergem do ...
• Pontos fortesPontos fortes: Permite ao entrevistador ter
uma boa percepção das diferenças individuais e
mudanças.
• As q...
Entrevista Semi-Estruturada
• Caracteriza-se por um ‘guião’ previamente
preparado que serve de eixo orientador ao
desenvol...
• Pontos fortesPontos fortes: Otimização do tempos
disponível; tratamento mais sistemático dos
dados; especialmente aconse...
Entrevista Estruturada
• Quando é importante minimizar a variação entre
as questões postas ao entrevistado.
• Composta por...
• Pontos fortes: Facilita a analise dos dados;
permite a replicação do estudo.
• Pontos fracos: A flexibilidade e a espont...
Problemas nas enquetes, questionários
e entrevistas.
• 1- O alvo da pesquisa pode não participar da
enquete, porque o tema...
• Tanto a experiência quanto os experimentos de
campo sugerem que as questões das enquetes
devem ser específicas e simples...
• Como a memória das pessoas é sempre falha, é
mais provável que as questões gerem respostas
válidas se focarem em eventos...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Ciência e experiência

393 visualizações

Publicada em

O fato de a experiência filtrar a percepção é um dos maiores problemas para a pesquisa sociológica.

1º) Em primeiro lugar nossos valores, que frequentemente nos ajudam a decidir que problemas valem a pena investigar e podem refletir a visão típica de nossa classe, raça, gênero, região, período histórico etc.
2º) Em segundo lugar, nossos valores nos levam a formular e adotar determinadas teorias para interpretar e explicar esse s problemas.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
393
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ciência e experiência

  1. 1. Ciência e Experiência Prof. Ms. Araré de Carvalho Júnior
  2. 2. Como a Pesquisa Filtra a Percepção
  3. 3. • O fato de a experiência filtrar a percepção é um dos maiores problemas para a pesquisa sociológica. • 1º) Em primeiro lugar nossos valores, que frequentemente nos ajudam a decidir que problemas valem a pena investigar e podem refletir a visão típica de nossa classe, raça, gênero, região, período histórico etc. • 2º) Em segundo lugar, nossos valores nos levam a formular e adotar determinadas teorias para interpretar e explicar esse s problemas.
  4. 4. • 3º) Em terceiro lugar, as interpretações dos sociólogos são influenciadas por pesquisas anteriores, as quais consultamos para descobrir o que já se sabe sobre um determinado assunto. • 4º) E finalmente, os métodos que usamos para coletar nossos dados, moldam nossa percepção. As ferramentas que usamos freqüentemente determinam os aspectos da realidade a que podemos ter acesso.
  5. 5. • Dado que valores, pesquisas anteriores e métodos filtram nossas percepções, teríamos razão ao concluir que nunca podemos perceber a sociedade de uma forma objetiva ou pura. O que podemos fazer é usar técnicas de coleta de dados que minimizem nosso viés ou tendenciosidade.
  6. 6. • Também podemos descrever de forma pública e claramente os filtros que influenciam nossas percepções, o que nos ajuda a eliminar fontes óbvias de viés e possibilita que outros percebam vieses que nos passem desapercedidos, e assim, tentar corrigi-los. (O caso do MST e das Religiões).
  7. 7. • O resultado final é uma percepção da realidade mais acurada do que seria possível se nos baseássemos apenas no senso comum ou em preconceitos cegos, como também se alienarmos só num tipo de visão ou ideologia. • Assim, objetividade e subjetividade desempenham um papel importante na sociologia. Enquanto a objetividade é uma espécie de avaliação da realidade, a subjetividade nos ajuda a definir quais aspectos da realidade valem a pena ser avaliados.
  8. 8. Questões das Enquetes • Os questionários podem conter dois tipos de questões: • 1ª) Questão fechada, oferece ao respondente uma lista de respostas possíveis. Um código numérico é atribuído a cada resposta, de forma que os dados podem ser facilmente digitados em um computador para analise estatística.
  9. 9. • 2ª) Questões abertas, possibilitam que o respondente responda às perguntas com sua próprias palavras. Elas são particularmente úteis em pesquisas exploratórias, nas quais o pesquisador não tem conhecimento suficiente sobre o assunto para criar uma lista significativa e completa de respostas possíveis. Questões abertas demoram mais tempo para serem analisadas do que questões fechadas, mas podem dar uma resposta mais completa e satisfatória.
  10. 10. Entrevistas Estruturadas e Semi- estruturadas • A entrevista é uma técnica que permite o relacionamento entre entrevistado e entrevistador. • A entrevista semi-estruturada estabelece uma conversa amigável com o entrevistado, busca levantar dados que possam ser utilizados em análise qualitativa, selecionando-se os aspectos mais relevantes de um problema de pesquisa.
  11. 11. • A utilização de entrevistas é relevante por provocar ricas contribuições dos sujeitos. • A entrevista é o procedimento mais usual no trabalho de campo. Através dela, o pesquisador busca obter informes contidos na fala dos atores. Ela não significa uma conversa despretensiosa e neutra, uma vez que se insere como meio de coleta de fatos relatados pelos atores, enquanto sujeitos – objetos da pesquisa que vivenciam uma determinada realidade que está sendo focalizada.
  12. 12. Entrevista não estruturada • Entrevistador propõe um tema. • Desenvolve-se no fluir da conversa. • As questões emergem do contexto imediato. • O entrevistador promove, orienta e estimula a participação do sujeito. • Guias orientadoras.
  13. 13. • Pontos fortesPontos fortes: Permite ao entrevistador ter uma boa percepção das diferenças individuais e mudanças. • As questões podem ser individualizadas para melhor comunicação. • Pontos fracosPontos fracos: Requer muito tempo para se obter a informação sistemática. • Depende da experiência e treino do entrevistador
  14. 14. Entrevista Semi-Estruturada • Caracteriza-se por um ‘guião’ previamente preparado que serve de eixo orientador ao desenvolvimento da entrevista. • Procura garantir que os diversos participantes respondam a mesma pergunta. • Não exige ordem rígida das questões. • Mantêm-se um elevado grau de flexibilidade na exploração das questões.
  15. 15. • Pontos fortesPontos fortes: Otimização do tempos disponível; tratamento mais sistemático dos dados; especialmente aconselhável para entrevistas à grupos; permite induzir novas questões. • Pontos fracosPontos fracos: Requer uma boa preparação por parte do entrevistador
  16. 16. Entrevista Estruturada • Quando é importante minimizar a variação entre as questões postas ao entrevistado. • Composta por questões fechadas. • Maior uniformidade no tipo de informação recolhida. • Questões colocadas tal como foram previamente escritas. • As categorias de respostas estão previamente definidas.
  17. 17. • Pontos fortes: Facilita a analise dos dados; permite a replicação do estudo. • Pontos fracos: A flexibilidade e a espontaneidade são reduzidas; reduz ou anula a possibilidade de aprofundar questões que não foram anteriormente pensadas; circunstâncias e elementos pessoais não são tomadas em consideração.
  18. 18. Problemas nas enquetes, questionários e entrevistas. • 1- O alvo da pesquisa pode não participar da enquete, porque o tema é delicado pra ele, tendo como respondente do questionário somente aqueles que a questão no o afeta. (ex. alcoólatras). • 2- Amostragem confiável • 3- A atitude, o gênero ou etnia do entrevistador pode sugerir que algumas respostas são preferíveis a outras. • 4- A validade pode ser comprometida devido a efeitos da linguagem. Isto é, a maneira como as questões são formuladas ou ordenadas pode influenciar as respostas.
  19. 19. • Tanto a experiência quanto os experimentos de campo sugerem que as questões das enquetes devem ser específicas e simples. Elas devem ser expressas em linguagem simples e coloquial; devem ser lidas de maneira neutra, sem o uso de termos ou ênfase provocadoras ou inflamadas, de forma a evitar induzir o respondente a uma resposta particular.
  20. 20. • Como a memória das pessoas é sempre falha, é mais provável que as questões gerem respostas válidas se focarem em eventos importantes e singulares, em vez de eventos múltiplos e menos importantes do passado. Quebrar essas regras diminui a validade das conclusões das enquetes.

×