Tecnologias e novas educações

612 visualizações

Publicada em

TECNOLOGIAS E NOVAS EDUCAÇÕES
Nelson Pretto
Cláudio da Costa Pinto

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
612
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
191
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Tecnologias e novas educações

  1. 1. UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS - UEMG Acadêmicos Alice Rodrigues da Silva Débora Resende Tavares Fernando Garcia dos Santos Juliana Aparecida Carneiro do Vale Phirscilla Saturnino da Silva Sebastião Bento de Oliveira Filho Trabalho Apresentado a Disciplina : Tecnologia e Educação- Informática Educativa. Profª: Andréa Toledo
  2. 2. Autores • Nelson Pretto Nelson Pretto é professor Associado da Faculdade de Educação da Universidade Federal da Bahia (UFBA)/Brasil. Doutor em Comunicação pela Universidade de São Paulo/Escola de Comunicação e Artes (1994), Licenciado em Física (1977) e Mestre em Educação (1985), ambos pela UFBA. Pesquisador do CNPq. Membro titular do Conselho de Cultura do Estado da Bahia (2007- 2010). Pesquisador visitante (pós-doc) doTheory, Culture and Society Centre na Universidade Trent deNottingham/Inglaterra (2008/2009) e do Centre for Cultural Studies de Goldsmiths College/Universidade de Londres/Inglaterra (1998/1999). • Cláudio da Costa Pinto
  3. 3. • Momento histórico contemporâneo Profundas transformações em todas as áreas do conhecimento, da cultura e da vida social; • Teorias em vigor vêm sendo colocadas em questão; • Ciência passa por um processo de transformação na busca de novos paradigmas; • Questiona a existência desses paradigmas;
  4. 4. Formas de Organização da Sociedade • Organização Vertical de Comando Hierarquia , Vertical e de Comando que envolve sempre uma instância superior.
  5. 5. •Organização Horizontal em Rede - Forma alternativa - Não existe facilmente uma pessoa estática no topo. - Distribuição do planejamento, da produção, das vendas.
  6. 6. Internet • Teve origem em 1969 rede das redes • Existe muito exagero sobre a importância e o poder da internet • Mas, a rede de computadores favorece a organização horizontal em rede
  7. 7. • A democratização do acesso à internet é fundamental para que a população possa ter a possibilidade de organizar-se de modo horizontal. • É fundamental a importância as políticas públicas que garantam esse acesso
  8. 8. Número de Pessoas Conectadas • 2001 23 milhões • 2013 105 milhões • Brasil 5° país mais conectado
  9. 9. • Apesar dos dados indicaram um crescimento do acesso, temos a EXCLUSÃO DIGITAL, onde percebe-se uma lógica que privilegia os favorecidos pelo sistema econômico
  10. 10. Distribuição por Regiões • 2001 Sul 24% Sudeste 23% Norte e Centro-Oeste 17% Nordeste 10% • 2013 Sudeste 26,6% Sul 25,6% Centro-Oeste 23,4% Nordeste 11,9%
  11. 11. • O acesso pelas classes C, D e E é atribuída muitas vezes à implantação de telecentros e infocentros, além da conexão de escolas públicas à rede.
  12. 12. Concentração na propriedade dos meios de comunicação • No Brasil há concentração de grupos que comandam a produção simbólica mundial:
  13. 13. • Avaliação do acesso à internet das classes C, D, e E. • 35% escolas ensino fundamental estão conectadas. • De 35 milhões de alunos, apenas 6 milhões tem acesso. • 6,7% escolas ensino médio estão conectadas, de 8,1 milhões, apenas 3 milhões de alunos tem acesso. • Configurando forte tendência à exclusão digital
  14. 14. • Meios de comunicação em massa e pseudoligação. • Preocupação: unificação, associações e megafusões entre grandes empresas de comunicação. • Novas reflexões, possibilidades de superação. • Movimento do software livre mundial: Wikipédia.
  15. 15. Mudanças Tecnologia + Homem Novo Pensar
  16. 16. Tecnologias Coletivas Ou Tecnologias Da Inteligência
  17. 17. Cyborg
  18. 18. Super Cyber
  19. 19. Redes Complexas X Espaços Vazios
  20. 20. Inteligência Coletiva
  21. 21. A EDUCAÇÃO EM CRISE • A educação, hoje em dia, deve, idealmente, preparar as pessoas para a vida, cidadania e trabalho.
  22. 22. Aquele Que Não Acompanha As Tecnologias Está Sujeito A Exclusão
  23. 23. Daí a necessidade dos profissionais se requalificarem constantemente para continuarem ativos, atendendo a demanda da sociedade.
  24. 24. Desde a década de 1990, com a intensificação do uso da Internet, o trabalho potencialmente passou a ser remoto, de casa, e por rede, sendo elemento definidor de novos mercados.
  25. 25. A socialização das capacidades de homem e máquina dando origem à inteligência coletiva, encarnada em um novo lugar, o ciberespaço
  26. 26. A escola passa a ter que conviver com uma meninada que se articula nas diversas tribos e que opera com lógicas temporais diferenciadas, A geração alt+tab.
  27. 27. As políticas educacionais devem experimentar novas possibilidades com a presença de todos os novos elementos tecnológicos da informação e comunicação.
  28. 28. O COMPUTADOR, A INTERNET E AS NOVAS EDUCAÇÕES • O problema não está no computador; • Com o avanço da internet ( 1995), tornou-se possível compartilhar as capacidades cognitivas tanto em escala individual como em coletividade.
  29. 29. • Programa de formação para professores Municípios de Irecê e Salvador (BA) TIC ( Tecnologias da Informação e comunicação) Prática pedagógica dos professores
  30. 30. SUBPROJETOS DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES • PROJETO IRECÊ http://www.irece.faced.ufba.br
  31. 31. • PROJETO SALVADOR http://www.projetosalvador.faced. ufba.br/
  32. 32. [...] o que está implicado aqui é que o uso de tecnologia digital muda os comportamentos. O uso pleno da internet e do software livre cria fantásticas possibilidades de democratizar os acessos á informação e ao conhecimento. Maximizar os potenciais dos bens e serviços culturais, amplificar os valores que formam o nosso repertório comum e, portanto, a nossa cultura, e potencializar também a produção cultural, criando inclusive novas formas de arte. (Gilberto Gill,2004)
  33. 33. AGRADECEMOS A TODOS PELA ATENÇÃO!

×