Rogério Costa Batalha, 25 Outubro 2008 O Papel do Ensino Superior na Formação de Utilizadores de Novas Tecnologias EDUCAÇÃ...
Para começar O Ensino Superior, que desde há muito utiliza as tecnologias de informação e comunicação, sabe potenciar toda...
Uma metáfora Conta-se que, há anos, uma expedição de cientistas encontrou, numa ilha remota, uma comunidade primitiva disp...
Projectos Institucionais e-U Campus Virtual é uma iniciativa lançada pelo Governo, através da  UMIC - Agência para a Socie...
Projectos Institucionais O objectivo do e-U Campus Virtual é incentivar e facilitar a produção, o acesso e a partilha de C...
Instituições e-U Mais de 87% da comunidade académica portuguesa tem acesso à rede sem fios e-U e a um conjunto de serviços...
Estudante e-U <ul><li>Tem acesso a um computador portátil </li></ul><ul><li>Está em contacto com os amigos, professores e ...
Professor e-U Um  professor e-U  utiliza as novas potencialidades das TIC ao serviço do ensino superior para promover deba...
Mais um projecto A Biblioteca do Conhecimento  Online  (b-on) disponibiliza o acesso ilimitado e permanente nas instituiçõ...
E as práticas docentes? Houve alterações? <ul><li>O processo de formação passa a estar centrado no estudante e nas horas d...
Unidade de Ensino a Distância
Em jeito de conclusão <ul><ul><ul><ul><ul><li>As novas formas de comunicação que emergem do contexto tecnológico em que ho...
Em jeito de conclusão <ul><ul><ul><ul><ul><li>Deveríamos perguntar-nos se hoje em dia se o ensino superior, inclusive aque...
Rogério Costa [email_address] Obrigado EDUCAÇÃO  NA ERA DIGITAL NOVOS DESAFIOS
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O Papel do Ensino Superior na Formação de Utilizadores de Novas Tecnologias

746 visualizações

Publicada em

Comunicacao apresentada no Seminário Educação na Era Digitalt - Batalha - Outubro - 2008

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
746
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O Papel do Ensino Superior na Formação de Utilizadores de Novas Tecnologias

  1. 1. Rogério Costa Batalha, 25 Outubro 2008 O Papel do Ensino Superior na Formação de Utilizadores de Novas Tecnologias EDUCAÇÃO NA ERA DIGITAL NOVOS DESAFIOS
  2. 2. Para começar O Ensino Superior, que desde há muito utiliza as tecnologias de informação e comunicação, sabe potenciar todas as oportunidades que os novos ambientes proporcionam ? Ou como dizia o Prof. Dias de Figueiredo em 2002: … excita-nos a modernidade que as tecnologias nos oferecem mas somos incapazes de fazer com elas mais do que fazíamos sem elas.
  3. 3. Uma metáfora Conta-se que, há anos, uma expedição de cientistas encontrou, numa ilha remota, uma comunidade primitiva dispersa em tribos que comunicavam entre si por sinais de fumo. O entusiasmo dos primitivos com os rádio-telefones dos cientistas foi de tal forma expressivo que estes resolveram oferecer-lhes alguns aparelhos, antes de prosseguirem viagem. Passados dias, no trajecto de regresso, os cientistas interrogavam-se sobre como é que uma população culturalmente preparada para comunicar à distância, ainda que por métodos primitivos, teria reagido à posse de instrumentos de comunicação tão poderosos. A resposta dos nativos, por sinais e gestos entusiásticos, não se fez esperar – precisavam de mais rádio-telefones! “Mais porquê?”, perguntou o chefe da expedição, surpreendido. O intérprete da equipa conseguiu, então, decifrar a resposta: “Mais, porque já arderam todos. Faziam um fumo muito espesso, que produzia excelentes mensagens, mas agora não temos mais!”. António Dias Figueiredo, CNE 2002
  4. 4. Projectos Institucionais e-U Campus Virtual é uma iniciativa lançada pelo Governo, através da UMIC - Agência para a Sociedade do Conhecimento, IP , que envolve o desenvolvimento de Serviços, Conteúdos, Aplicações e Rede de Comunicações Móveis para estudantes, professores e investigadores do Ensino Superior
  5. 5. Projectos Institucionais O objectivo do e-U Campus Virtual é incentivar e facilitar a produção, o acesso e a partilha de Conhecimento. Através de uma rede sem fios, que permite a transmissão de dados em banda larga, é possível ter acesso a aulas, artigos, trabalhos, notas, serviços, a qualquer hora e a partir de qualquer lugar com acesso à Internet
  6. 6. Instituições e-U Mais de 87% da comunidade académica portuguesa tem acesso à rede sem fios e-U e a um conjunto de serviços e conteúdos online
  7. 7. Estudante e-U <ul><li>Tem acesso a um computador portátil </li></ul><ul><li>Está em contacto com os amigos, professores e colegas 24 horas por dia, 7 dias por semana </li></ul><ul><li>Não precisa de enfrentar filas intermináveis na secretaria para fazer a sua inscrição ou solicitar um comprovativo, </li></ul><ul><li>Pode consultar as suas notas quando estiver do outro lado do mundo </li></ul><ul><li>Pode incentivar os seus professores a utilizar cada vez mais metodologias de colaboração online, poupando em tempo e ganhando em aprendizagem e conhecimento, </li></ul><ul><li>Pode visitar amigos que estão noutras universidades e mesmo assim permanecer ligado a este Campus Virtual nacional </li></ul><ul><li>Pode…. </li></ul><ul><li>( http://www.e-u.pt/PresentationLayer/eU_conteudo.aspx?localID=42) </li></ul>Será que um estudante e-U é um estudante do século XXI?
  8. 8. Professor e-U Um professor e-U utiliza as novas potencialidades das TIC ao serviço do ensino superior para promover debates temáticos online entre os seus alunos, publicar avaliações online, receber os trabalhos dos alunos em formato digital, a qualquer altura, mesmo quando ausente fora do país, falar com os seus alunos e esclarecer as dúvidas a qualquer hora... Tudo isto e muito mais… ( http://www.e-u.pt/PresentationLayer/eU_conteudo.aspx?localID=46 ) Será que a maioria é professor e-U?
  9. 9. Mais um projecto A Biblioteca do Conhecimento Online (b-on) disponibiliza o acesso ilimitado e permanente nas instituições de investigação e do ensino superior aos textos integrais de mais de 16.750 publicações científicas internacionais de 16 editoras, através de assinaturas negociadas a nível nacional com essas editoras
  10. 10. E as práticas docentes? Houve alterações? <ul><li>O processo de formação passa a estar centrado no estudante e nas horas de trabalho que dedica às aulas, seminários, estudo, exames, realização de trabalhos, etc.; </li></ul><ul><li>Os programas de estudo passam a ser organizados com base nas competências que o aluno deve alcançar no fim do período de estudos, incluindo competências transversais como a capacidade para analisar situações e resolver problemas, capacidades comunicativas, liderança, integração em equipa, adaptação à mudança, capacidade de seleccionar informação, de a organizar e sintetizar, etc.; </li></ul>Processo de Bolonha “exige” que: Será que mudámos impulsionados por “Bolonha”?
  11. 11. Unidade de Ensino a Distância
  12. 12. Em jeito de conclusão <ul><ul><ul><ul><ul><li>As novas formas de comunicação que emergem do contexto tecnológico em que hoje vivemos possibilitam a entrada de um número crescente de informações no nosso sistema, o que nos obriga a reestruturar uma e outra vez os mapas conceituais, as estruturas mentais com que organizamos a própria realidade e o imaginário comum. </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Muito provavelmente o que denominamos a web social é simultaneamente manifestação, causa e conseqüência do modo como no momento presente se aborda a distribuição da informação e a construção pessoal de conhecimento . </li></ul></ul></ul></ul></ul>
  13. 13. Em jeito de conclusão <ul><ul><ul><ul><ul><li>Deveríamos perguntar-nos se hoje em dia se o ensino superior, inclusive aquele que desde há muito tempo utiliza as tecnologias da informação e a comunicação, não se encontra numa certa letargia neste processo. </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>É historicamente verdadeiro que as inovações tendem a demorar décadas em implantar-se no mundo educativo, pelo menos de um modo generalizado, mas não é menos verdade que a mudança de paradigma que o actual uso da rede supõe não espera por nada nem por ninguém: vai ao ritmo do usuário. </li></ul></ul></ul></ul></ul>Conseguiremos nas nossas instituições acompanhar esse ritmo?
  14. 14. Rogério Costa [email_address] Obrigado EDUCAÇÃO NA ERA DIGITAL NOVOS DESAFIOS

×