Disciplina Tecnologias curso de Serviço Social

266 visualizações

Publicada em

Curso Ministrado Professora Neldilene G. Soares

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
266
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Disciplina Tecnologias curso de Serviço Social

  1. 1. TECNOLOGIAS, CÓDIGOS E LINGUAGENS APLICADOS À EDUCAÇÃO Profª Neldilene G. Soares Especialista em Língua Linguística e Literatura, Supervisão e Orientação Educacional, Psicopedagoga Institucional e mestrando em Docência da Educação Brasileira. enelidlen@yahoo.com.br enelidlen@hotmail.com blog e facebook
  2. 2. • ERA DA GLOBALIZAÇÃO •SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO E DO CONHECIMENTO •MÍDIAS DIGITAIS •TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO - TICs
  3. 3. ASPECTOS POSITIVOS DA GLOBALIZAÇÃO: •ACESSO QUASE INSTANTÂNEO ÀS INFORMAÇÕES •COMUNICAÇÃO QUASE QUE IMEDIATA SUPERANDO AS BARREIRAS DO TEMPO E DO ESPAÇO •“MUNDIALIZAÇÃO DO SABER”
  4. 4. A todo momento temos visto uma maior aproximação entre as tecnologias e a educação. Cada vez mais as tecnologias de informação e comunicação, as chamadas TICs estão sendo utilizadas na sala de aula como ferramenta de ensino aprendizagem. De que forma a tecnologia tem invadido a sala de aula? Pode-se dizer que a tecnologia tem contribuído para o processo de ensino- aprendizagem? Se sim, como isso acontece?
  5. 5. O LADO PERVERSO: A MESMA GLOBALIZAÇÃO QUE POSSIBILITA A APROXIMAÇÃO , O ENCONTRO, O ACESSO AO SABER POR TODOS OS HOMENS E MULHERES PROVOCA O AUMENTO DE DIVERSOS TIPOS DE EXCLUSÃO QUE PASSAM PELA EXCLUSÃO SOCIAL
  6. 6. TECNOLOGIA NA EDUCAÇÃO Estamos vivendo em um mundo em constantes mudanças. Essas mudanças foram aceleradas nos últimos dez anos, principalmente pelos avanços científicos e tecnológicos que, juntamente com as transformações sociais e econômicas, revolucionaram as formas como nos comunicamos, nos relacionamos com as pessoas, os objetos e com o mundo ao redor. Encurtaram-se as distâncias, expandiram- se as fronteiras, o mundo ficou globalizado. As novas mídias e tecnologias estão relacionadas com todas essas transformações.
  7. 7. Tecnologia e TIC O que são mídias? O que é tecnologia? Que mídias você utiliza no seu dia-a-dia? Pense um pouco sobre seu dia de hoje: - Como você acordou? Utilizou um despertador? - Como preparou seu café? Usou uma cafeteira? O leite estava na geladeira? - Leu seu jornal? Ouviu as notícias no rádio ou assistiu às notícias na TV? - Como foi para a escola? Observou a sinalização no caminho? - Como teve acesso a este curso? Usou alguma mídia? Alguma tecnologia?
  8. 8. COMO PENSAR NO DESENVOLVIMENTO DO POTENCIAL HUMANO A PARTIR DESTA REALIDADE? POR ONDE COMEÇAR? O QUE OFERECER? QUAIS REFERENCIAIS SUBSIDIARIAM QUALQUER AÇÃO NO CAMINHO DO DESENVOLVIMENTO PLENO DO HOMEM?
  9. 9. AÇÕES DE LETRAMENTO DIGITAL COM POPULAÇÕES SOCIALMENTE EXCLUÍDAS
  10. 10. QUAL INCLUSÃO QUEREMOS?
  11. 11. •A proposta de formação dos professores e dos alunos parte dos princípios freireanos que compreendem o processo de alfabetização como a aquisição da autonomia do educando de fazer uso da escrita e da leitura para poder interpretar o mundo, o seu cotidiano, a sua realidade, enfim a sua vida.
  12. 12. ANGÚSTIAS E QUESTÕES
  13. 13. •COMO ALGUÉM QUE NÃO SABE LER PODE USAR O COMPUTADOR? •NÓS TEREMOS QUE DAR AULA DE INFORMÁTICA? •O QUE FAREMOS PRIMEIRO? ENSINAR A USAR O MOUSE? TECLADO? •VAMOS PRECISAR DE MUITAS PESSOAS PARA AJUDAR?
  14. 14. Tecnologia Do grego tekhno- (de tékhné, ‘arte’) e -logía (de lógos, ou ‘linguagem, proposição’). Tecnologia é um termo usado para atividades do domínio humano, embasadas no conhecimento de um processo e/ou no manuseio de ferramentas. A tecnologia tem a possibilidade de acrescentar mudanças aos meios por resultados adicionais à competência natural, proporcionando, desta forma, uma evolução na capacidade das atividades humanas desde os primórdios da humanidade.
  15. 15. Mídia Termo usado para referenciar um vasto e complexo sistema de expressão e de comunicação. Literalmente, “mídia” é o plural da palavra “meio”, cujos correspondentes em latim são “media” e “medium”, respectivamente. Na atualidade, mídias é uma terminologia usada para: suporte de difusão e veiculação da informação (rádio, televisão, jornal) para gerar informação (máquina fotográfica e filmadora). A mídia também é organizada pela maneira como uma informação é transformada e disseminada (mídia impressa, mídia eletrônica, mídia digital...), além do seu aparato físico ou tecnológico empregado no registro de informações (fitas de videocassete, CDROM, DVDs). A palavra escrita, o discurso oral, o som, a imagem
  16. 16. O BRASIL QUE TEMOS E O BRASIL QUE QUEREMOS?
  17. 17. Acompanhe sua evolução: Década de 20 Década de 30
  18. 18. Década de 60 Assim, a palavra mídias foi adotada e redimensionada nas sucessivas décadas do século XX, com o intuito de ampliar e tornar flexível o conceito.
  19. 19. Transformações segundo Dizard (1998) 1ª.Transformação Introdução, no século XIX, das impressoras a vapor e do papel de jornal barato, que resultou na edição de jornais, livros e revistas em grande escala. 2ª. Transformação Introdução da transmissão por Ondas eletromagnéticas - o rádio em 1920 e a televisão em 1939. 3ª. Transformação Produção, armazenagem e distribuição de informação e entretenimento estruturados em computadores.
  20. 20. Novas terminologias A tecnologia computacional torna-se, assim, o elo para todas as formas de produção de informação e de entretenimento: som, vídeo, mapas e impressos. Com a crescente importância de comunicação texto-áudio-visual e do acesso, utilização de informações em todos os campos de atuações do individuo, armazenamento, processamento, produção e distribuição de informações.
  21. 21. Mídias antiga Enfocando as transformações ocorridas na mídia, à medida que as mesmas se adequavam às novas realidades da era da informação, Dizard (1998) opta por adotar a nomenclatura mídia antiga e nova mídia, enquanto as formas de interação e de fusão entre as mesmas estão se configurando.
  22. 22. Uma lista parcial da nova mídia inclui os computadores multimídia, CD-ROM, discos laser, aparelhos de facsímile, bancos de dados portáteis, livros eletrônicos, redes de videotextos, telefones e satélites de transmissão direta de televisão etc. nova mídias
  23. 23. Os recursos do computador devem ser introduzidos de acordo com a significação e o interesse dos alunos. AÇÕES E REAÇÕES DOS EDUCANDOS NOAÇÕES E REAÇÕES DOS EDUCANDOS NO LABORATÓRIO DE INFORMÁTICALABORATÓRIO DE INFORMÁTICA
  24. 24. Não se pode estar ao lado do outro num processo de inclusão se o ponto de partida não for a própria história de inclusão. O advento das TIC revolucionou nossa relação com a informação. Se antes a questão chave era como ter acesso as informações, hoje elas estão por toda parte, sendo transmitidas pelos diversos meios de comunicação. TICs na educação
  25. 25. As consequências culturais e sociais provocadas por uma nova tecnologia emergente não podem ser compreendidas isoladamente. É importante analisar cada mídia integrada às demais mídias disponíveis em seu contexto espaço-temporal, sempre considerando que velhas e novas mídias coexistem, assim como os meios de comunicação ora se integram e complementam, ora competem entre si. As Orientações Curriculares Nacionais (2008, p. 174) colocam: “Deve-se observar que a adesão aos recursos tecnológicos, proposta nesta tendência pedagógica, é hoje largamente retomada na educação, particularmente em relação ao acesso à informática e à comunicação em rede (internet). Observação que nos permite chamar atenção no sentido de evitar os reducionismos do passado, desafio das propostas atuais.”
  26. 26. A EDUCAÇÃO NA NOVA SOCIEDADE Durante muitos anos, acreditou-se que a escola fosse um lugar protegido, neutro, distante das manifestações sociais transformadoras, por imaginá-la um lugar inócuo, como se fosse possível concebê-la sem a sua história, sem suas inter- relações com a cultura ou com a realidade, sem os conflitos que lhe são inerentes. Atualmente, não entendemos que a escola seja considerada de forma apartada de sua comunidade e da realidade que a cerca; ela está imersa na cultura, na comunidade, na representação social e política, em contínua interação com o seu contexto.
  27. 27. ... um dos principais agentes de difusão de inovações sociais porque gerações após gerações de jovens que por ali passam, ali conhecem novas formas de pensamento, administração, atuação e comunicação e se habituam com elas. (CASTELLS,2003. p.380).
  28. 28. Sua escola participa das discussões sobre essa nova realidade com a presença das tecnologias e mídias? - Em que aspectos as tecnologias influem no cotidiano da sua escola? - Como você analisa o papel da sua escola frente a essa nova realidade? - Você se sente preparado para ensinar e aprender na Sociedade da Informação e Comunicação? - Quais os principais desafios da Sociedade da Informação e Comunicação? - De que maneira você pode utilizar, nas suas atividades com alunos, os recursos tecnológicos disponíveis em sua escola?
  29. 29. Quais os principais desafios da Educação? Mudanças rápidas Construir modelos diferentes dos que conhecemos até agora Professores e alunos continuar aprendendo em ambientes virtuais Mas, se ensinar dependesse só de tecnologias, já teríamos achado as melhores soluções há muito tempo, não é mesmo?
  30. 30. Registro Uma das características é a possibilidade de registro e de recuperação da trajetória dos alunos e dos docentes. Acesso a participações, ambientes virtuais permite a análise de evolução do processo de ensino aprendizagem. Hipertextos Autoria coletiva Redes
  31. 31. As Novas competências A Sociedade da Informação e Comunicação demanda por novas competências para aprender, ensinar, trabalhar e relacionar-se com os demais. “Competência é a faculdade de mobilizar um conjunto de recursos cognitivos (saberes, capacidades, informações etc.) para solucionar uma série de situações”. (PERRENOUD, 2000, p.43).
  32. 32. As 10 Novas Competências para Ensinar O autor apresenta o que é imprescindível saber para ensinar bem em uma sociedade em que o conhecimento está cada vez mais acessível: 1) organizar e dirigir situações de aprendizagem; 2) administrar a progressão das aprendizagens; 3) conceber e fazer evoluir os dispositivos de diferenciação; 4) envolver os alunos em suas aprendizagens e em seu trabalho; 5) trabalhar em equipe; 6) participar da administração escolar; 7) informar e envolver os pais; 8) utilizar novas tecnologias; 9) enfrentar os deveres e os dilemas éticos da profissão; 10) administrar a própria formação.
  33. 33. Se não os experimentamos, como vamos aprender? Com as atuais tecnologias, temos que fazer muitas coisas diferentemente. É hora de mudar de verdade; e vale a pena fazê-lo logo, chamando os que estão dispostos, incentivando- os de todas as formas, para que as experiências se consolidem e avaliando, com equilíbrio, o que está dando certo. Precisamos trocar experiências, propostas, resultados.
  34. 34. COMO EXPLORAR O POTENCIAL DAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NA APRENDIZAGEM NAVEGAÇÃO CONHEÇA UM POUCO MAIS SOBRE SITES DE PESQUISA
  35. 35. COMUNICAÇÃO
  36. 36. Programas que podem nos ajudar com algumas atividades realizadas no computador para dá aula. SOM IMAGENS
  37. 37. BLOGS
  38. 38. Aulas com slides
  39. 39. AMBIENTES ONDE PODEMOS PESQUISAR PARA REALIZAR AULAS E INCENTIVAR O ALUNO A FAZER SEUS TRABALHOS
  40. 40. REDES SOCIAIS Banco Internacional de Objetos Educacionais: Crie a sua rede social / Games sociais
  41. 41. O ouvir o outro e com ele dialogar é de suma importância para o redimensionamento da prática, no grupo de educadores.
  42. 42. REFERÊNCIA BAHIENSE, Vera L. A.,MOURA, Marcelo. A. & SILVA, Elisabeth Feitosa da. Tecnologias, Códigos e Linguagens aplicados à educação. Editora Faibra: Teresina, 2011. FACULDADE INTEGRADA DO BRASIL

×