SlideShare uma empresa Scribd logo
COMUNICAÇÃO
ASSERTIVA/RELACIONAMENTO
INTERPESSOAL
PDL – Programa de
Desenvolvimento de líderes
PRINCÍPIOS DA LIDERANÇA/
LIDERANÇA SITUACIONAL
PDL – Programa de
Desenvolvimento de líderes
O DILEMA DE SER ASSERTIVO
Atender a expectativa social OU
preservar
nossa identidade ?
X
Atender a expectativa social E
preservar
nossa Identidade ?
SER OU NÃO SER ASSERTIVO
A pessoa não assertiva acaba perdendo negócios,
clientes e amigos, pois sua comunicação gera
ressentimentos e hostilidade.
Já a pessoa assertiva, pode expressar discordância e
insatisfação, mas, ao fazê-lo, direciona esses sentimentos
ao comportamento e não à pessoa, sem constrangimento
ou ansiedade; faz com que esta saiba exatamente o que
deseja ou precisa sem tentar dominar, humilhar ou insultar.
Comunicação é arte de ser
entendido.
SER OU NÃO SER ASSERTIVO
A pessoa não assertiva acaba perdendo negócios,
clientes e amigos, pois sua comunicação gera
ressentimentos e hostilidade.
Já a pessoa assertiva, pode expressar discordância e
insatisfação, mas, ao fazê-lo, direciona esses sentimentos
ao comportamento e não à pessoa, sem constrangimento
ou ansiedade; faz com que esta saiba exatamente o que
deseja ou precisa sem tentar dominar, humilhar ou insultar.
Comunicação é arte de ser
entendido.
CHEFE X LÍDER
É muito diferente a conduta de um chefe e de um líder:
- O líder aconselha, o chefe determina;
- O líder inspira entusiasmo, o chefe impõe pelo medo;
- O líder diz "nós", o chefe diz "eu";
- O líder foca nas pessoas, o chefe nas tarefas;
- O líder contempla o futuro, o chefe o passado;
- O líder eleva cada colaborador à líder no que faz, o
chefe centraliza as decisões;
- O líder se preocupa com a missão, valores e pessoas, o
chefe com resultados imediatos e aparentes.
Um chefe dá ordens, um líder
dá o exemplo!
VOCÊ É
ASSERTIVO?
TIPOS DE COMUNICAÇÃO?
• COMPORTAMENTO ASSERTIVO
• COMPORTAMENTO NÃO ASSERTIVO ( PASSIVO)
• COMPORTAMENTO AGRESSIVO
COMPORTAMENTO NÃO ASSERTIVO ( PASSIVO)
Está mais preocupado em evitar um conflito do que satisfazer às suas
próprias necessidades.
Acredita que, se manifestar seus verdadeiros desejos e opiniões
abertamente, certamente provocar grandes conflitos e sentimentos
negativos como a raiva ou a decepção dos outros para com ele.
Ao falar, retém suas opiniões, sentimentos e necessidades parcial ou
completamente. Tende a concordar com os outros ou omitir suas
opiniões para agradar ou ser bem quisto.
Pode ter comportamento de esquiva ou omissão, é o tipo que fica “em
cima do muro”.
COMPORTAMENTO AGRESSIVO
oAo se comunicar de forma agressiva, a pessoa consegue expressar-se e
agir a seu favor, mas para fazer isto, transgride os direitos do outro.
oSua fala esta repleta de sarcasmos, afirmações retóricas, ameaças e
acusações. Sua expressão corporal muitas vezes envolve atitudes como
apontar para o outro com o dedo em riste, bater na mesa e falar alto.
oSurgem como conseqüência de seu comportamento agressivo,
sentimentos negativos como raiva, vingança, desprezo e falta de
respeito em relação a você. Em longo prazo, isso pode trazer frustração
e isolamento social. A agressão também tende a criar inimigos com
quem você poder ter que negociar no futuro.
COMPORTAMENTO ASSERTIVO
É chamado de comportamento assertivo o comportamento de expressar aos
outros o que se pensa e sente, agindo em favor de si mesmo, de acordo
com os próprios direitos e respeitando os direitos dos outros.
Expressa com tranqüilidade suas opiniões, discordam entre si, sem com
isso provocar inimizades.
Discutem um problema até encontrar uma solução que atenda aos
interesses de todos os envolvidos.
Diante de um erro, procuram a causa e a solução, ao invés de procurar o
culpado.
Não gosta e não se envolve em fofocas
Lidam com os conflitos como algo natural e construtivo
DICAS PARA EXERCITAR A ASSERTIVIDADE
1. Tenha conhecimento do que fala: Evite sair falando o que não tem
um real conhecimento. Busque informações a respeito do que quer
transmitir.
2. Seja claro e direto: A comunicação assertiva vai direto ao ponto, mas
cuidado para não parecer agressivo. Exponha suas ideias sem rodeios, mas
evite julgar ou impor seu ponto de vista.
3. Cuidado com a linguagem: Devemos ter cuidados com o nosso
idioma. Quando usamos, principalmente, a forma escrita e não prestamos
atenção na forma correta do uso da linguagem, podemos passar uma
mensagem diferente de como era para ser transmitida.
4. Expressão corporal: Fique atento à linguagem corporal, pois a
comunicação também é formada pelo uso do corpo. Transmitimos
mensagem e sinais o tempo todo durante uma conversa. Procure saber
mais a respeito.
5. Use a Empatia: Pense em como seria estar no lugar do outro
enquanto se comunica.
VÍDEO
VIDEO
RELACIONAMENTO
INTERPESSOAL
POR QUE SE RELACIONAR É TÃO DIFÍCIL?
Entre os relacionamentos que temos na vida, os de trabalho são
diferenciados por dois motivos:
•Não escolhemos nossos colegas, chefes, clientes ou parceiros;
• Independentemente do grau de afinidade que temos com as
pessoas do ambiente corporativo, precisamos funcionar bem
com elas para realizar algo juntos.
Esses ingredientes da convivência no trabalho nos obrigam a
lidar com diferenças de opinião, de visão, de formação, de
cultura, de comportamento...
Fazer isso pode não ser fácil, mas é possível se basearmos
nossos relacionamentos interpessoais em cinco pilares:
autoconhecimento, empatia, assertividade, cordialidade e
ética.
OS 5 PILARES
AUTOCONHECIMENTO – Fundamental para administrar bem os
relacionamentos, autoconhecimento implica reconhecer nossos traços de
comportamento, o impacto que causamos nos outros e que
comportamentos dos outros nos incomodam. Por exemplo: uma pessoa
objetiva e dinâmica, que gosta de agir com independência e rapidez
para atingir seus objetivos, pode ter conflitos na interação com um
colega de perfil mais cauteloso e metódico, que segue regras à risca e
tem um ritmo mais lento por se preocupar com detalhes. Porém, se pelo
menos um dos dois tiver autoconhecimento, pode utilizar estratégias que
minimizam o conflito com o outro.
OS 5 PILARES
EMPATIA – Trata-se de considerar os outros, suas opiniões, sentimentos e
motivações. Sem isso, não há como chegar a uma negociação ganha-ganha,
fruto de um relacionamento equilibrado. A empatia também nos torna capazes
de enxergar além do próprio umbigo e ampliar nossa percepção da
realidade com os pontos de vista dos outros. Entre as várias coisas que se pode
fazer para praticá-la, a mais básica é saber ouvir.
ASSERTIVIDADE – Para ter relacionamentos saudáveis, não basta ouvir: é
preciso também falar, expressar nossas opiniões, vontades, dificuldades. É aí
que entra a assertividade, a habilidade para nos expressar de forma franca,
direta, clara, serena e respeitosa.
OS 5 PILARES
CORDIALIDADE – Tratar as pessoas com cordialidade é ser gentil, solícito
e simpático, é demonstrar consideração pelo o outro de várias formas.
Pode ser com o “bom dia” com que saudamos o destinatário de nossa
mensagem de e-mail, com o ato de segurar a porta do elevador para
alguém entrar ou apanhar do chão um objeto que o colega deixou cair.
Dizer “obrigado” olhando a pessoa nos olhos, oferecer-se para prestar
uma ajuda, cumprimentar aquele com quem cruzamos no corredor, mesmo
saber seu nome... A cordialidade desinteressada, que oferecemos por
iniciativa própria, sem esperar nada em troca, é um facilitador do bom
relacionamento no ambiente de trabalho.
OS 5 PILARES
ÉTICA – Ser ético é ter atitudes que não prejudiquem os outros, não
quebrem acordos e não contrariem o que se considera certo e justo.
Podemos ter muito autoconhecimento, ser altamente empáticos,
assertivos e cordiais, mas, se não nos conduzirmos pela ética, não
conseguiremos manter relacionamentos equilibrados.
COERÊNCIA – Harmonia entre fatos e idéias, nexo entre o que se
fala e o que se pratica. A coerência é o grande sucesso da
liderança, uma vez que você é o exemplo dos seus liderados.
DINÂMICA DE GRUPO
O CONSTRUTOR DE
PONTES
OBRIGADA E ATÉ A PRÓXIMA!!!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Comunicação assertiva
Comunicação assertivaComunicação assertiva
Comunicação assertiva
Marcos Soares Soares
 
Relacionamento interpessoal e equipes de trabalho
Relacionamento interpessoal e equipes de trabalhoRelacionamento interpessoal e equipes de trabalho
Relacionamento interpessoal e equipes de trabalho
Bruno Morais Lopes
 
Postura e Comportamento (Nelson Remondi) - Cidadão do Futuro 2010
Postura e Comportamento (Nelson Remondi) - Cidadão do Futuro 2010Postura e Comportamento (Nelson Remondi) - Cidadão do Futuro 2010
Postura e Comportamento (Nelson Remondi) - Cidadão do Futuro 2010
Smar Brasil
 
Comunicação Não Violenta
Comunicação Não ViolentaComunicação Não Violenta
Comunicação Não Violenta
TISocor
 
Comunicação Assertiva - Karime Kamel
Comunicação Assertiva  - Karime KamelComunicação Assertiva  - Karime Kamel
Comunicação Assertiva - Karime Kamel
Karime Kamel
 
assertividade
assertividadeassertividade
assertividade
Cátia Elias
 
Treinamento de Feedback
Treinamento de FeedbackTreinamento de Feedback
Treinamento de Feedback
Alessandro Rodrigues, CSM, SFC
 
Trabalho em Equipe
Trabalho em EquipeTrabalho em Equipe
Trabalho em Equipe
Andrea Dalforno
 
Motivação
MotivaçãoMotivação
Motivação
Camila Prada
 
Oratória
OratóriaOratória
Gestão conflitos
Gestão conflitosGestão conflitos
Gestão conflitos
Hélder Santos
 
Assertividade
AssertividadeAssertividade
Assertividade
Yara Nuñez
 
Comunicação Não Violenta e Escuta Qualificada
Comunicação Não Violenta e Escuta QualificadaComunicação Não Violenta e Escuta Qualificada
Comunicação Não Violenta e Escuta Qualificada
jorge luiz dos santos de souza
 
Assertividade
AssertividadeAssertividade
Assertividade
Marcelrh2009
 
Comunicacao nao violenta
Comunicacao nao violentaComunicacao nao violenta
Comunicacao nao violenta
Kenia Lima
 
Relacionamento Interpessoal 20h
Relacionamento Interpessoal 20hRelacionamento Interpessoal 20h
Relacionamento Interpessoal 20h
UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO
 
Liderança e motivação
Liderança e motivaçãoLiderança e motivação
Comunicação interpessoal
Comunicação interpessoalComunicação interpessoal
Comunicação interpessoal
Patricia Silva
 
Comunicação: O Processo De Comunicação
Comunicação: O Processo De ComunicaçãoComunicação: O Processo De Comunicação
Comunicação: O Processo De Comunicação
Adm Pub
 
Inteligência emocional as 5 chaves fundamentais
Inteligência emocional   as 5 chaves fundamentaisInteligência emocional   as 5 chaves fundamentais
Inteligência emocional as 5 chaves fundamentais
Manuela Selas
 

Mais procurados (20)

Comunicação assertiva
Comunicação assertivaComunicação assertiva
Comunicação assertiva
 
Relacionamento interpessoal e equipes de trabalho
Relacionamento interpessoal e equipes de trabalhoRelacionamento interpessoal e equipes de trabalho
Relacionamento interpessoal e equipes de trabalho
 
Postura e Comportamento (Nelson Remondi) - Cidadão do Futuro 2010
Postura e Comportamento (Nelson Remondi) - Cidadão do Futuro 2010Postura e Comportamento (Nelson Remondi) - Cidadão do Futuro 2010
Postura e Comportamento (Nelson Remondi) - Cidadão do Futuro 2010
 
Comunicação Não Violenta
Comunicação Não ViolentaComunicação Não Violenta
Comunicação Não Violenta
 
Comunicação Assertiva - Karime Kamel
Comunicação Assertiva  - Karime KamelComunicação Assertiva  - Karime Kamel
Comunicação Assertiva - Karime Kamel
 
assertividade
assertividadeassertividade
assertividade
 
Treinamento de Feedback
Treinamento de FeedbackTreinamento de Feedback
Treinamento de Feedback
 
Trabalho em Equipe
Trabalho em EquipeTrabalho em Equipe
Trabalho em Equipe
 
Motivação
MotivaçãoMotivação
Motivação
 
Oratória
OratóriaOratória
Oratória
 
Gestão conflitos
Gestão conflitosGestão conflitos
Gestão conflitos
 
Assertividade
AssertividadeAssertividade
Assertividade
 
Comunicação Não Violenta e Escuta Qualificada
Comunicação Não Violenta e Escuta QualificadaComunicação Não Violenta e Escuta Qualificada
Comunicação Não Violenta e Escuta Qualificada
 
Assertividade
AssertividadeAssertividade
Assertividade
 
Comunicacao nao violenta
Comunicacao nao violentaComunicacao nao violenta
Comunicacao nao violenta
 
Relacionamento Interpessoal 20h
Relacionamento Interpessoal 20hRelacionamento Interpessoal 20h
Relacionamento Interpessoal 20h
 
Liderança e motivação
Liderança e motivaçãoLiderança e motivação
Liderança e motivação
 
Comunicação interpessoal
Comunicação interpessoalComunicação interpessoal
Comunicação interpessoal
 
Comunicação: O Processo De Comunicação
Comunicação: O Processo De ComunicaçãoComunicação: O Processo De Comunicação
Comunicação: O Processo De Comunicação
 
Inteligência emocional as 5 chaves fundamentais
Inteligência emocional   as 5 chaves fundamentaisInteligência emocional   as 5 chaves fundamentais
Inteligência emocional as 5 chaves fundamentais
 

Semelhante a Encontro 2 - 2016 - comunicação assertiva e relacionamento interpessoal

Liderança assertivadefinitiva
Liderança assertivadefinitivaLiderança assertivadefinitiva
Liderança assertivadefinitiva
CBB - Colégio Betel Brasileiro
 
Relacionamento interpessoal
Relacionamento interpessoalRelacionamento interpessoal
Relacionamento interpessoal
Alexandre Siqueira
 
Cinco pilares do relacionamento interpessoal no
Cinco pilares do relacionamento interpessoal noCinco pilares do relacionamento interpessoal no
Cinco pilares do relacionamento interpessoal no
Naysa Taboada
 
Trabalho em equipe
Trabalho em equipeTrabalho em equipe
Trabalho em equipe
Giselli Espindola Boemer
 
Apresentação Iolanda Comunicação assertiva.pdf
Apresentação Iolanda Comunicação assertiva.pdfApresentação Iolanda Comunicação assertiva.pdf
Apresentação Iolanda Comunicação assertiva.pdf
IolandaAparecidadaSi
 
Assertividade
AssertividadeAssertividade
Assertividade
JemersonMonte2
 
estilos de comunicação estilos comunicação.ppt
estilos de comunicação  estilos comunicação.pptestilos de comunicação  estilos comunicação.ppt
estilos de comunicação estilos comunicação.ppt
ClaudiaBrito73
 
PERFIS DE COMUNICAÇÃO Educação Apresentação.pdf
PERFIS DE COMUNICAÇÃO Educação Apresentação.pdfPERFIS DE COMUNICAÇÃO Educação Apresentação.pdf
PERFIS DE COMUNICAÇÃO Educação Apresentação.pdf
dianadiasm2020
 
Inteligência emocional
Inteligência emocionalInteligência emocional
Inteligência emocional
Anderson Antônio Paiva
 
Desenvolvimento de Lideranças - Arquidiocese de Londrina 2.2
Desenvolvimento de Lideranças - Arquidiocese de Londrina  2.2Desenvolvimento de Lideranças - Arquidiocese de Londrina  2.2
Desenvolvimento de Lideranças - Arquidiocese de Londrina 2.2
Gislene Isquierdo
 
gestão de comunicação
gestão de comunicaçãogestão de comunicação
gestão de comunicação
Sergio Padua
 
Postura profissional parte 1
Postura profissional  parte 1Postura profissional  parte 1
Postura profissional parte 1
Cibele Menezes
 
VALORES IMPORTANTES PARA UMA EQUIPE DE TRABALHO.pptx
VALORES IMPORTANTES PARA UMA EQUIPE DE TRABALHO.pptxVALORES IMPORTANTES PARA UMA EQUIPE DE TRABALHO.pptx
VALORES IMPORTANTES PARA UMA EQUIPE DE TRABALHO.pptx
LiviaRosaneSilvaSant
 
Parte 02- Atendimento.pptx
Parte 02- Atendimento.pptxParte 02- Atendimento.pptx
Parte 02- Atendimento.pptx
Jaeder Barretos
 
Palestra
PalestraPalestra
61 familia-mudar prá melhor
61 familia-mudar prá melhor61 familia-mudar prá melhor
61 familia-mudar prá melhor
Antonio SSantos
 
Assertividade texto 01 folha
Assertividade texto 01 folhaAssertividade texto 01 folha
Assertividade texto 01 folha
Aldo Bianco
 
Mbm qualidade no-atendimento
Mbm qualidade no-atendimentoMbm qualidade no-atendimento
Mbm qualidade no-atendimento
ajspires79
 
Comunicação e Relações Humanas.pptx
Comunicação e Relações Humanas.pptxComunicação e Relações Humanas.pptx
Comunicação e Relações Humanas.pptx
CrasCariniHumbertoAl
 
Auto estima
Auto estimaAuto estima
Auto estima
NaNe77
 

Semelhante a Encontro 2 - 2016 - comunicação assertiva e relacionamento interpessoal (20)

Liderança assertivadefinitiva
Liderança assertivadefinitivaLiderança assertivadefinitiva
Liderança assertivadefinitiva
 
Relacionamento interpessoal
Relacionamento interpessoalRelacionamento interpessoal
Relacionamento interpessoal
 
Cinco pilares do relacionamento interpessoal no
Cinco pilares do relacionamento interpessoal noCinco pilares do relacionamento interpessoal no
Cinco pilares do relacionamento interpessoal no
 
Trabalho em equipe
Trabalho em equipeTrabalho em equipe
Trabalho em equipe
 
Apresentação Iolanda Comunicação assertiva.pdf
Apresentação Iolanda Comunicação assertiva.pdfApresentação Iolanda Comunicação assertiva.pdf
Apresentação Iolanda Comunicação assertiva.pdf
 
Assertividade
AssertividadeAssertividade
Assertividade
 
estilos de comunicação estilos comunicação.ppt
estilos de comunicação  estilos comunicação.pptestilos de comunicação  estilos comunicação.ppt
estilos de comunicação estilos comunicação.ppt
 
PERFIS DE COMUNICAÇÃO Educação Apresentação.pdf
PERFIS DE COMUNICAÇÃO Educação Apresentação.pdfPERFIS DE COMUNICAÇÃO Educação Apresentação.pdf
PERFIS DE COMUNICAÇÃO Educação Apresentação.pdf
 
Inteligência emocional
Inteligência emocionalInteligência emocional
Inteligência emocional
 
Desenvolvimento de Lideranças - Arquidiocese de Londrina 2.2
Desenvolvimento de Lideranças - Arquidiocese de Londrina  2.2Desenvolvimento de Lideranças - Arquidiocese de Londrina  2.2
Desenvolvimento de Lideranças - Arquidiocese de Londrina 2.2
 
gestão de comunicação
gestão de comunicaçãogestão de comunicação
gestão de comunicação
 
Postura profissional parte 1
Postura profissional  parte 1Postura profissional  parte 1
Postura profissional parte 1
 
VALORES IMPORTANTES PARA UMA EQUIPE DE TRABALHO.pptx
VALORES IMPORTANTES PARA UMA EQUIPE DE TRABALHO.pptxVALORES IMPORTANTES PARA UMA EQUIPE DE TRABALHO.pptx
VALORES IMPORTANTES PARA UMA EQUIPE DE TRABALHO.pptx
 
Parte 02- Atendimento.pptx
Parte 02- Atendimento.pptxParte 02- Atendimento.pptx
Parte 02- Atendimento.pptx
 
Palestra
PalestraPalestra
Palestra
 
61 familia-mudar prá melhor
61 familia-mudar prá melhor61 familia-mudar prá melhor
61 familia-mudar prá melhor
 
Assertividade texto 01 folha
Assertividade texto 01 folhaAssertividade texto 01 folha
Assertividade texto 01 folha
 
Mbm qualidade no-atendimento
Mbm qualidade no-atendimentoMbm qualidade no-atendimento
Mbm qualidade no-atendimento
 
Comunicação e Relações Humanas.pptx
Comunicação e Relações Humanas.pptxComunicação e Relações Humanas.pptx
Comunicação e Relações Humanas.pptx
 
Auto estima
Auto estimaAuto estima
Auto estima
 

Mais de adanipalma

Encontro 17 - 2016 - inteligência emocional
Encontro 17 - 2016 - inteligência emocionalEncontro 17 - 2016 - inteligência emocional
Encontro 17 - 2016 - inteligência emocional
adanipalma
 
Encontro 13 - 2016 - tomada de decisão
Encontro 13 - 2016 - tomada de decisãoEncontro 13 - 2016 - tomada de decisão
Encontro 13 - 2016 - tomada de decisão
adanipalma
 
Encontro 10 - 2016 - objetivos metas e resultados
Encontro 10 - 2016 - objetivos metas e resultadosEncontro 10 - 2016 - objetivos metas e resultados
Encontro 10 - 2016 - objetivos metas e resultados
adanipalma
 
Encontro 9 - 2016 - gestão de conflitos
Encontro 9 - 2016 - gestão de conflitosEncontro 9 - 2016 - gestão de conflitos
Encontro 9 - 2016 - gestão de conflitos
adanipalma
 
Encontro 8 - 2016 - trabalho em equipe
Encontro 8 - 2016 - trabalho em equipeEncontro 8 - 2016 - trabalho em equipe
Encontro 8 - 2016 - trabalho em equipe
adanipalma
 
Encontro 7 - 2016 - motivação de equipes
Encontro 7 - 2016 - motivação de equipesEncontro 7 - 2016 - motivação de equipes
Encontro 7 - 2016 - motivação de equipes
adanipalma
 
Encontro 7 - 2016 - motivação de equipes
Encontro 7 - 2016 - motivação de equipesEncontro 7 - 2016 - motivação de equipes
Encontro 7 - 2016 - motivação de equipes
adanipalma
 
Encontro 6 - 2016 - treinamento de equipes
Encontro 6 - 2016 - treinamento de equipesEncontro 6 - 2016 - treinamento de equipes
Encontro 6 - 2016 - treinamento de equipes
adanipalma
 
Encontro 5 - 2016 - feedback
Encontro 5 - 2016 - feedbackEncontro 5 - 2016 - feedback
Encontro 5 - 2016 - feedback
adanipalma
 
Encontro 4 - 2016 - gestão do desempenho
Encontro 4 - 2016 - gestão do desempenhoEncontro 4 - 2016 - gestão do desempenho
Encontro 4 - 2016 - gestão do desempenho
adanipalma
 
Encontro 3 - 2016 - gestão de pessoas
Encontro 3 - 2016 - gestão de pessoasEncontro 3 - 2016 - gestão de pessoas
Encontro 3 - 2016 - gestão de pessoas
adanipalma
 
Encontro 1 - 2016 - princípios da liderança e liderança situacional
Encontro 1 - 2016 - princípios da liderança e liderança situacionalEncontro 1 - 2016 - princípios da liderança e liderança situacional
Encontro 1 - 2016 - princípios da liderança e liderança situacional
adanipalma
 
Encontro 7 - 2017 - gestão do conhecimento
Encontro 7 - 2017 - gestão do conhecimentoEncontro 7 - 2017 - gestão do conhecimento
Encontro 7 - 2017 - gestão do conhecimento
adanipalma
 
Encontro 6 - 2017 - gestão da mudança organizacional
Encontro 6 - 2017 - gestão da mudança organizacionalEncontro 6 - 2017 - gestão da mudança organizacional
Encontro 6 - 2017 - gestão da mudança organizacional
adanipalma
 
Encontro 5 - 2017 - liderança de equipes de alta performance
Encontro 5 - 2017 - liderança de equipes de alta performanceEncontro 5 - 2017 - liderança de equipes de alta performance
Encontro 5 - 2017 - liderança de equipes de alta performance
adanipalma
 
Encontro 4 - 2017 - liderança inspiradora
Encontro 4 - 2017 - liderança inspiradoraEncontro 4 - 2017 - liderança inspiradora
Encontro 4 - 2017 - liderança inspiradora
adanipalma
 
Encontro 3 - 2017 - gestão de projetos salvo
Encontro 3 - 2017 - gestão de projetos salvoEncontro 3 - 2017 - gestão de projetos salvo
Encontro 3 - 2017 - gestão de projetos salvo
adanipalma
 
Encontro 2 - 2017 - rotina x inovação
Encontro 2 - 2017 - rotina x inovaçãoEncontro 2 - 2017 - rotina x inovação
Encontro 2 - 2017 - rotina x inovação
adanipalma
 
Encontro 1 - 2017 - Metas x cenário atual
Encontro 1 - 2017 - Metas x cenário atualEncontro 1 - 2017 - Metas x cenário atual
Encontro 1 - 2017 - Metas x cenário atual
adanipalma
 
Encontro 16 - 2016 - Gestão do Tempo e Produtividade
Encontro 16 - 2016 - Gestão do Tempo e ProdutividadeEncontro 16 - 2016 - Gestão do Tempo e Produtividade
Encontro 16 - 2016 - Gestão do Tempo e Produtividade
adanipalma
 

Mais de adanipalma (20)

Encontro 17 - 2016 - inteligência emocional
Encontro 17 - 2016 - inteligência emocionalEncontro 17 - 2016 - inteligência emocional
Encontro 17 - 2016 - inteligência emocional
 
Encontro 13 - 2016 - tomada de decisão
Encontro 13 - 2016 - tomada de decisãoEncontro 13 - 2016 - tomada de decisão
Encontro 13 - 2016 - tomada de decisão
 
Encontro 10 - 2016 - objetivos metas e resultados
Encontro 10 - 2016 - objetivos metas e resultadosEncontro 10 - 2016 - objetivos metas e resultados
Encontro 10 - 2016 - objetivos metas e resultados
 
Encontro 9 - 2016 - gestão de conflitos
Encontro 9 - 2016 - gestão de conflitosEncontro 9 - 2016 - gestão de conflitos
Encontro 9 - 2016 - gestão de conflitos
 
Encontro 8 - 2016 - trabalho em equipe
Encontro 8 - 2016 - trabalho em equipeEncontro 8 - 2016 - trabalho em equipe
Encontro 8 - 2016 - trabalho em equipe
 
Encontro 7 - 2016 - motivação de equipes
Encontro 7 - 2016 - motivação de equipesEncontro 7 - 2016 - motivação de equipes
Encontro 7 - 2016 - motivação de equipes
 
Encontro 7 - 2016 - motivação de equipes
Encontro 7 - 2016 - motivação de equipesEncontro 7 - 2016 - motivação de equipes
Encontro 7 - 2016 - motivação de equipes
 
Encontro 6 - 2016 - treinamento de equipes
Encontro 6 - 2016 - treinamento de equipesEncontro 6 - 2016 - treinamento de equipes
Encontro 6 - 2016 - treinamento de equipes
 
Encontro 5 - 2016 - feedback
Encontro 5 - 2016 - feedbackEncontro 5 - 2016 - feedback
Encontro 5 - 2016 - feedback
 
Encontro 4 - 2016 - gestão do desempenho
Encontro 4 - 2016 - gestão do desempenhoEncontro 4 - 2016 - gestão do desempenho
Encontro 4 - 2016 - gestão do desempenho
 
Encontro 3 - 2016 - gestão de pessoas
Encontro 3 - 2016 - gestão de pessoasEncontro 3 - 2016 - gestão de pessoas
Encontro 3 - 2016 - gestão de pessoas
 
Encontro 1 - 2016 - princípios da liderança e liderança situacional
Encontro 1 - 2016 - princípios da liderança e liderança situacionalEncontro 1 - 2016 - princípios da liderança e liderança situacional
Encontro 1 - 2016 - princípios da liderança e liderança situacional
 
Encontro 7 - 2017 - gestão do conhecimento
Encontro 7 - 2017 - gestão do conhecimentoEncontro 7 - 2017 - gestão do conhecimento
Encontro 7 - 2017 - gestão do conhecimento
 
Encontro 6 - 2017 - gestão da mudança organizacional
Encontro 6 - 2017 - gestão da mudança organizacionalEncontro 6 - 2017 - gestão da mudança organizacional
Encontro 6 - 2017 - gestão da mudança organizacional
 
Encontro 5 - 2017 - liderança de equipes de alta performance
Encontro 5 - 2017 - liderança de equipes de alta performanceEncontro 5 - 2017 - liderança de equipes de alta performance
Encontro 5 - 2017 - liderança de equipes de alta performance
 
Encontro 4 - 2017 - liderança inspiradora
Encontro 4 - 2017 - liderança inspiradoraEncontro 4 - 2017 - liderança inspiradora
Encontro 4 - 2017 - liderança inspiradora
 
Encontro 3 - 2017 - gestão de projetos salvo
Encontro 3 - 2017 - gestão de projetos salvoEncontro 3 - 2017 - gestão de projetos salvo
Encontro 3 - 2017 - gestão de projetos salvo
 
Encontro 2 - 2017 - rotina x inovação
Encontro 2 - 2017 - rotina x inovaçãoEncontro 2 - 2017 - rotina x inovação
Encontro 2 - 2017 - rotina x inovação
 
Encontro 1 - 2017 - Metas x cenário atual
Encontro 1 - 2017 - Metas x cenário atualEncontro 1 - 2017 - Metas x cenário atual
Encontro 1 - 2017 - Metas x cenário atual
 
Encontro 16 - 2016 - Gestão do Tempo e Produtividade
Encontro 16 - 2016 - Gestão do Tempo e ProdutividadeEncontro 16 - 2016 - Gestão do Tempo e Produtividade
Encontro 16 - 2016 - Gestão do Tempo e Produtividade
 

Encontro 2 - 2016 - comunicação assertiva e relacionamento interpessoal

  • 2. PRINCÍPIOS DA LIDERANÇA/ LIDERANÇA SITUACIONAL PDL – Programa de Desenvolvimento de líderes
  • 3.
  • 4. O DILEMA DE SER ASSERTIVO Atender a expectativa social OU preservar nossa identidade ? X Atender a expectativa social E preservar nossa Identidade ?
  • 5. SER OU NÃO SER ASSERTIVO A pessoa não assertiva acaba perdendo negócios, clientes e amigos, pois sua comunicação gera ressentimentos e hostilidade. Já a pessoa assertiva, pode expressar discordância e insatisfação, mas, ao fazê-lo, direciona esses sentimentos ao comportamento e não à pessoa, sem constrangimento ou ansiedade; faz com que esta saiba exatamente o que deseja ou precisa sem tentar dominar, humilhar ou insultar. Comunicação é arte de ser entendido.
  • 6. SER OU NÃO SER ASSERTIVO A pessoa não assertiva acaba perdendo negócios, clientes e amigos, pois sua comunicação gera ressentimentos e hostilidade. Já a pessoa assertiva, pode expressar discordância e insatisfação, mas, ao fazê-lo, direciona esses sentimentos ao comportamento e não à pessoa, sem constrangimento ou ansiedade; faz com que esta saiba exatamente o que deseja ou precisa sem tentar dominar, humilhar ou insultar. Comunicação é arte de ser entendido.
  • 7.
  • 8.
  • 9. CHEFE X LÍDER É muito diferente a conduta de um chefe e de um líder: - O líder aconselha, o chefe determina; - O líder inspira entusiasmo, o chefe impõe pelo medo; - O líder diz "nós", o chefe diz "eu"; - O líder foca nas pessoas, o chefe nas tarefas; - O líder contempla o futuro, o chefe o passado; - O líder eleva cada colaborador à líder no que faz, o chefe centraliza as decisões; - O líder se preocupa com a missão, valores e pessoas, o chefe com resultados imediatos e aparentes. Um chefe dá ordens, um líder dá o exemplo! VOCÊ É ASSERTIVO?
  • 10. TIPOS DE COMUNICAÇÃO? • COMPORTAMENTO ASSERTIVO • COMPORTAMENTO NÃO ASSERTIVO ( PASSIVO) • COMPORTAMENTO AGRESSIVO
  • 11. COMPORTAMENTO NÃO ASSERTIVO ( PASSIVO) Está mais preocupado em evitar um conflito do que satisfazer às suas próprias necessidades. Acredita que, se manifestar seus verdadeiros desejos e opiniões abertamente, certamente provocar grandes conflitos e sentimentos negativos como a raiva ou a decepção dos outros para com ele. Ao falar, retém suas opiniões, sentimentos e necessidades parcial ou completamente. Tende a concordar com os outros ou omitir suas opiniões para agradar ou ser bem quisto. Pode ter comportamento de esquiva ou omissão, é o tipo que fica “em cima do muro”.
  • 12. COMPORTAMENTO AGRESSIVO oAo se comunicar de forma agressiva, a pessoa consegue expressar-se e agir a seu favor, mas para fazer isto, transgride os direitos do outro. oSua fala esta repleta de sarcasmos, afirmações retóricas, ameaças e acusações. Sua expressão corporal muitas vezes envolve atitudes como apontar para o outro com o dedo em riste, bater na mesa e falar alto. oSurgem como conseqüência de seu comportamento agressivo, sentimentos negativos como raiva, vingança, desprezo e falta de respeito em relação a você. Em longo prazo, isso pode trazer frustração e isolamento social. A agressão também tende a criar inimigos com quem você poder ter que negociar no futuro.
  • 13. COMPORTAMENTO ASSERTIVO É chamado de comportamento assertivo o comportamento de expressar aos outros o que se pensa e sente, agindo em favor de si mesmo, de acordo com os próprios direitos e respeitando os direitos dos outros. Expressa com tranqüilidade suas opiniões, discordam entre si, sem com isso provocar inimizades. Discutem um problema até encontrar uma solução que atenda aos interesses de todos os envolvidos. Diante de um erro, procuram a causa e a solução, ao invés de procurar o culpado. Não gosta e não se envolve em fofocas Lidam com os conflitos como algo natural e construtivo
  • 14. DICAS PARA EXERCITAR A ASSERTIVIDADE 1. Tenha conhecimento do que fala: Evite sair falando o que não tem um real conhecimento. Busque informações a respeito do que quer transmitir. 2. Seja claro e direto: A comunicação assertiva vai direto ao ponto, mas cuidado para não parecer agressivo. Exponha suas ideias sem rodeios, mas evite julgar ou impor seu ponto de vista. 3. Cuidado com a linguagem: Devemos ter cuidados com o nosso idioma. Quando usamos, principalmente, a forma escrita e não prestamos atenção na forma correta do uso da linguagem, podemos passar uma mensagem diferente de como era para ser transmitida. 4. Expressão corporal: Fique atento à linguagem corporal, pois a comunicação também é formada pelo uso do corpo. Transmitimos mensagem e sinais o tempo todo durante uma conversa. Procure saber mais a respeito. 5. Use a Empatia: Pense em como seria estar no lugar do outro enquanto se comunica.
  • 17.
  • 18. POR QUE SE RELACIONAR É TÃO DIFÍCIL? Entre os relacionamentos que temos na vida, os de trabalho são diferenciados por dois motivos: •Não escolhemos nossos colegas, chefes, clientes ou parceiros; • Independentemente do grau de afinidade que temos com as pessoas do ambiente corporativo, precisamos funcionar bem com elas para realizar algo juntos. Esses ingredientes da convivência no trabalho nos obrigam a lidar com diferenças de opinião, de visão, de formação, de cultura, de comportamento... Fazer isso pode não ser fácil, mas é possível se basearmos nossos relacionamentos interpessoais em cinco pilares: autoconhecimento, empatia, assertividade, cordialidade e ética.
  • 19. OS 5 PILARES AUTOCONHECIMENTO – Fundamental para administrar bem os relacionamentos, autoconhecimento implica reconhecer nossos traços de comportamento, o impacto que causamos nos outros e que comportamentos dos outros nos incomodam. Por exemplo: uma pessoa objetiva e dinâmica, que gosta de agir com independência e rapidez para atingir seus objetivos, pode ter conflitos na interação com um colega de perfil mais cauteloso e metódico, que segue regras à risca e tem um ritmo mais lento por se preocupar com detalhes. Porém, se pelo menos um dos dois tiver autoconhecimento, pode utilizar estratégias que minimizam o conflito com o outro.
  • 20. OS 5 PILARES EMPATIA – Trata-se de considerar os outros, suas opiniões, sentimentos e motivações. Sem isso, não há como chegar a uma negociação ganha-ganha, fruto de um relacionamento equilibrado. A empatia também nos torna capazes de enxergar além do próprio umbigo e ampliar nossa percepção da realidade com os pontos de vista dos outros. Entre as várias coisas que se pode fazer para praticá-la, a mais básica é saber ouvir. ASSERTIVIDADE – Para ter relacionamentos saudáveis, não basta ouvir: é preciso também falar, expressar nossas opiniões, vontades, dificuldades. É aí que entra a assertividade, a habilidade para nos expressar de forma franca, direta, clara, serena e respeitosa.
  • 21. OS 5 PILARES CORDIALIDADE – Tratar as pessoas com cordialidade é ser gentil, solícito e simpático, é demonstrar consideração pelo o outro de várias formas. Pode ser com o “bom dia” com que saudamos o destinatário de nossa mensagem de e-mail, com o ato de segurar a porta do elevador para alguém entrar ou apanhar do chão um objeto que o colega deixou cair. Dizer “obrigado” olhando a pessoa nos olhos, oferecer-se para prestar uma ajuda, cumprimentar aquele com quem cruzamos no corredor, mesmo saber seu nome... A cordialidade desinteressada, que oferecemos por iniciativa própria, sem esperar nada em troca, é um facilitador do bom relacionamento no ambiente de trabalho.
  • 22. OS 5 PILARES ÉTICA – Ser ético é ter atitudes que não prejudiquem os outros, não quebrem acordos e não contrariem o que se considera certo e justo. Podemos ter muito autoconhecimento, ser altamente empáticos, assertivos e cordiais, mas, se não nos conduzirmos pela ética, não conseguiremos manter relacionamentos equilibrados. COERÊNCIA – Harmonia entre fatos e idéias, nexo entre o que se fala e o que se pratica. A coerência é o grande sucesso da liderança, uma vez que você é o exemplo dos seus liderados.
  • 25. OBRIGADA E ATÉ A PRÓXIMA!!!