Elemento químico 2014

1.601 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.601
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
902
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
35
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Indicar para alunos: http://200.156.70.12/sme/cursos/BIO/BFIS/modulo1/aula8/imagens/06_BFIS_8_Radiacaobetaegama.swf
  • http://www.cnen.gov.br/ensino/apostilas/rad_ion.pdf
  • http://www.cnen.gov.br/ensino/apostilas/rad_ion.pdf (excelente apostila)
    Infográfico animado: http://imgsapp.em.com.br/app/infografico_127989354581/2011/03/16/234/inforadioativo.swf
  • http://www.cnen.gov.br/noticias/documentos/entendendo_radiacao.pdf
  • Elemento químico 2014

    1. 1. Prof. Luciane 2014
    2. 2. Partículas subatômicas Representação dos elementos Isótopos, isótonos e isóbaros Íons (cátions e ânions) Radioisótopos
    3. 3. I - Partículas subatômicas PAG. 203 Partícula Descoberta por Massa/kg Massa relativa Carga relativa Próton (p) Wilhelm Wien em 1898, confirmada em 1910 por Thomson e nomeado próton por Rutherford em 1919. 1,672648  10-27 1 +1 Nêutron (n) James Chadwick em 1932 1,674954  10-27 1 0 Elétron (e-) Thomson em 1897 9,10953  10-31 0 -1 Quadro 2. Características das partículas subatômicas
    4. 4. Reformulando o conceito de elemento químico Elemento químico Prótons Nêutrons Elétrons Número atômico (Z) Número de massa (A) Hidrogênio (H) 1 0 1 1 1 1 1 2 1 Sódio (Na) 11 12 11 Magnésio (Mg) 12 12 12 Cloro (C) 17 18 17 17 20 17 Potássio (K) 19 20 19 Carbono (C) 6 8 6 6 6 6 Nitrogênio (N) 7 7 7
    5. 5. Reformulando o conceito de elemento químico Elemento químico Prótons Nêutrons Elétrons Número atômico (Z) Número de massa (A) Hidrogênio (H) 1 0 1 1 1 1 1 1 1 2 1 2 1 1 3 Sódio (Na) 11 12 11 11 23 Magnésio (Mg) 12 12 12 12 24 Cloro (C) 17 18 17 17 35 17 20 17 17 37 Potássio (K) 19 20 19 19 39 Carbono (C) 6 8 6 6 14 6 6 6 6 12 Nitrogênio (N) 7 7 7 7 14
    6. 6. II – Representação dos elementos
    7. 7. Representação fora da tabela periódica: Cloro-37 ou C-37
    8. 8. III– Isotopos, isótonos e isóbaros http://objetoseducacionais2.mec.gov.br/bitstream/handle/mec/8350/open/file/abundancia. swf?sequence=4
    9. 9. http://objetoseducacionais2.mec.gov.br/bitstream/handle/m ec/8350/open/file/abundancia.swf?sequence=4
    10. 10. Elemento químico Prótons Nêutrons Elétrons Número atômico (Z) Número de massa (A) Hidrogênio (H) 1 0 1 1 1 1 1 1 1 2 1 2 1 1 3 Sódio (Na) 11 12 11 11 23 Magnésio (Mg) 12 12 12 12 24 Cloro (C) 17 18 17 17 35 17 20 17 17 37 Potássio (K) 19 20 19 19 39 Carbono (C) 6 8 6 6 14 6 6 6 6 12 Nitrogênio (N) 7 7 7 7 14 PAG. 203
    11. 11. IV – íons ESPÉCIES ÁTOMOS NEUTROS ÍONS NO DE PRÓTONS NO DE ELÉTRONS CÁTIONS ÁNIONS NO DE ELÉTRONS NO DE PRÓTONS NO DE ELÉTRONS NO DE PRÓTONS ÍON ÍON
    12. 12. PAG. 204 Representação No de Prótons No de Nêutrons No de Elétrons Número atômico (Z) Número de massa (A) A 13 27 10 13 27 35 35 80 36 35 80 H+ 1 H- 1 2 20 20 18 O2- 18
    13. 13. PAG. 204 Representação No de Prótons No de Nêutrons No de Elétrons Número atômico (Z) Número de massa (A) A 13 14 13 13 27 A3+ 13 14 10 13 27 Br 35 45 35 35 80 Br- 35 45 36 35 80 H+ 1 0 0 1 1 H- 1 1 2 1 2 Ca2+ 20 20 18 20 40 O2- 8 10 10 8 18
    14. 14. V – Radioisótopos PAG. 208 http://ansatte.uit.no/webgeology/webgeology_files/brazil/atoms_iso_bra.swf
    15. 15. http://ansatte.uit.no/webgeology/webgeology_files/brazil/at oms_iso_bra.swf
    16. 16. PAG. 208
    17. 17. http://webeduc.mec.gov.br/portaldoprofessor/quimica/cd3/conteudo/recursos/26_a nimacao/atividade1.htm
    18. 18. PAG. 208 Radiação alfa Radiação beta
    19. 19. Isótopos são átomos do mesmo elemento químico (possuem o mesmo número de prótons), mas com número de massa diferente (já que tem número de nêutrons diferentes). Por exemplo, carbono-12 e carbono-14 Radioisótopos são isótopos radioativos, ou seja, isótopos que possuem núcleo instável. A estabilidade do átomo depende de uma certa relação entre a quantidade de prótons e nêutrons.
    20. 20. Cs-137 => no de prótons = 55 e no de nêutrons = 137 – 55= 82 Ba-137 => no de prótons = 56 e no de nêutrons = 137 – 56= 81
    21. 21. Radiação Beta
    22. 22. Cs-137 => no de prótons = 55 e no de nêutrons = 137 – 55= 82 Ba-137 => no de prótons = 56 e no de nêutrons = 137 – 56= 81 14C → 14N + β Elemento formado = nitrogênio
    23. 23. Radiação Alfa http://200.156.70.12/sme/cursos/BIO/BFIS/modulo1/aula8/imagens/04_BFIS_8_ra diacao%20ALFA.swf ATENÇÃO: HÁ 2 EQUÍVOCOS NO RECURSO APRESENTADO
    24. 24. Z AX → Z-2 A-4Y + 4 2α2+ Radiação Alfa
    25. 25. Tempo Atividade Animação: W. Jr. E G.C.S. Meia-vida de um elemento radioativo T1/2 T1/2 T1/2 Tempo necessário para que a atividade caia pela metade T1/2 : Meia-Vida A0/2 A0/4 A0/8 A0
    26. 26. 27 DESINTEGRAÇÕES RADIOATIVAS  MEIA VIDA É o tempo que leva para que a metade dos núcleos de determinada amostra radioativa sofra decaimento, isto é, se desintegre. Isótopo radioativo Criptônio (Kr – 93) Urânio (U – 239) Iodo (I – 131) Carbono (C – 14) Plutônio (Pu – 239) Urânio (U – 238) Tempo de meia vida 1,3 segundos 23,5 minutos 8 dias 5.730 anos 24.000 anos 45.000.000.000 anos
    27. 27. Cs-137 => no de prótons = 55 e no de nêutrons = 137 – 55= 82 Ba-137 => no de prótons = 56 e no de nêutrons = 137 – 56= 81 14C → 14N + β Elemento formado = nitrogênio 230Th → 226Ra + α Elemento formado = rádio Podemos blindar a radiação por meio de placas de chumbo. No caso do raio-X, coletes de chumbo são utilizados para proteger as partes do corpo que não devem ficar expostas ao raio-X
    28. 28. Radiação Gama
    29. 29. Radiação ionizante é a radiação que possui energia suficiente para ionizar (transformar em íons) átomos e moléculas. As radiações alfa, beta e gama são radiações ionizantes. Efeito imediato: provocar queimaduras. Efeito a longo prazo: mutações genéticas (câncer)
    30. 30. O valor máximo de exposição a radiação recomendado pela Comissão Internacional de Proteção Radiológica (ICRP) para o público e para um profissional que trabalha com radi ação ionizante é chamado de limite de dose. O limite de dose anual público é de 1 mSv ( 1000 μSv) Ver vídeo
    31. 31. Ver postagem do blog: www.proclaudialuciane.blogspot.com.br

    ×