Desenvolvimento, implantação e análise de
um sistema (web) informatizado de registro
do atendimento ao trauma em dois hosp...
REDE DE ATENÇÃO À SAÚDE (RAS)
Prevenção
Diagnóstico
Tratamento
Reabilitação
Atenção
SecundáriaAtenção
Básica
Atenção
Quate...
FASES DO ATENDIMENTO ÀS URGÊNCIAS E EMERGÊNCIAS
- PREVENÇÃO
- ATENDIMENTO PRÉ-HOSPITALAR/REGULAÇÃO MÉDICA
- FIXO
- MÓVEL (...
COMPARAÇÃO DE DOIS DIFERENTES
MODELOS HOSPITALARES
 Hospital universitário, atendimento nível
terciário.
 Demanda regulada
 Cobertura: 1,5 milhões de habitantes
UE – HC/R...
Objetivo Geral
Desenvolver, implantar e avaliar a efetividade do
Registro Informatizado do Atendimento ao Trauma
(RIAT) co...
Objetivos Específicos
• Avaliar a utilização do RIAT em relação à integração da assistência prestada
aos pacientes de trau...
PRINCÍPIOS
6) Preparo para sistema de apoio à decisão
4) Seguimento longitudinal do paciente
9) Uso de indicadores e filtr...
Tecnologias utilizadas
• Linguagens de Programação:
– PHP
– Javascript
• Banco de dados:
– MySQL
• Frameworks:
– Codeigniter (framework php)
– Bootstrap (framework front-end)
• Modelo de desenvolvimento MVC
Tecnologias ...
http://ehealth.fmrp.usp.br/pet2014_dev/
1) Domínio na Nuvem USP
ESTRUTURA
http://ehealth.fmrp.usp.br/btdb_dev/
2) Uso em d...
SITUAÇÃO ATUAL
4) Teste e uso no Mandaqui/SP
2) Finalização do desenvolvimento
3) Aquisição de equipamentos
1) Prorrogação...
Obrigado ! ! !
Prof. Dr. Gerson Alves Pereira Júnior
gersonapj@fmrp.usp.br
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Desenvolvimento, implantação e análise de um sistema (web) informatizado de registro do atendimento ao trauma em dois hospitais públicos: unidade de emergência do HCFMRP - USP Ribeirão Preto e complexo hospitalar do Mandaqui - SP.

347 visualizações

Publicada em

Apresentação feita no Seminário de Discussão de Avaliações de Tecnologias em Saúde de projetos financiados pelo Departamento de Ciência e Tecnologia - DECIT do Ministério da Saúde.

Publicada em: Saúde
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
347
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • PHP é uma linguagem interpretada de uso geral, especialmente adequada para o desenvolvimento web.

    Javascript, ao lado do HTML e CSS, é uma das linguagens mais utilizadas no desenvolvimento de aplicações para web. Torna a aplicação dinamica, possibilitando interação com o usuário a partir de eventos (respostas programas diante de determinadas ações do usuário).

    MySQL é um sistema de gerenciamento de banco de dados (SGBD), que utiliza a linguagem SQL (do inglês, Structured Query Language). É atualmente um dos bancos de dados mais utilizados no mundo, e isso se deve, em grande parte, à fácil integração com o PHP.
  • Codeigniter é um framework PHP que torna o processo de desenvolvimento do sistema web mais dinâmico e ágil. Fornece uma base de códigos prontos, permitindo que os desenvolvedores se preocupem mais com as funcionalidades e menos com os problemas gerais comuns diante a criação de qualquer aplicação web.

    Bootstrap é um framework front-end de código aberto. Em palavras simples, é um conjunto de ferramentas criadas para facilitar o desenvolvimento visual de sites e sistemas web.
    Possibilita a criação de layouts responsivos. Isso significa que o sistema pode ser utilizado em computadores, tablets e até celulares.

    A arquitetura MVC - (Modelo Visualização Controle) fornece uma maneira de dividir a funcionalidade envolvida na manutenção e apresentação dos dados de uma aplicação.
  • Desenvolvimento, implantação e análise de um sistema (web) informatizado de registro do atendimento ao trauma em dois hospitais públicos: unidade de emergência do HCFMRP - USP Ribeirão Preto e complexo hospitalar do Mandaqui - SP.

    1. 1. Desenvolvimento, implantação e análise de um sistema (web) informatizado de registro do atendimento ao trauma em dois hospitais públicos: unidade de emergência do HCFMRP- USP Ribeirão Preto - SP e complexo hospitalar do Mandaqui - São Paulo-SP Prof. Dr. Gerson Alves Pereira Júnior Cirurgia de Urgência e do Trauma Unidade de Emergência FMRP-USP Brasília, 12 de novembro de 2015
    2. 2. REDE DE ATENÇÃO À SAÚDE (RAS) Prevenção Diagnóstico Tratamento Reabilitação Atenção SecundáriaAtenção Básica Atenção QuaternáriaAtenção Terciária Promoção
    3. 3. FASES DO ATENDIMENTO ÀS URGÊNCIAS E EMERGÊNCIAS - PREVENÇÃO - ATENDIMENTO PRÉ-HOSPITALAR/REGULAÇÃO MÉDICA - FIXO - MÓVEL (USB e USA) - ATENDIMENTO INTRA-HOSPITALAR - SETOR DE ATENDIMENTO/ADMISSÃO - SALAS DE ESTABILIZAÇÃO - SALAS DE OBSERVAÇÃO - SETOR DE APOIO DIAGNÓSTICO - RADIOLOGIA (simples, US, CT, arteriografia) - LABORATÓRIOS (análises clínicas, microbiologia, toxicologia) - OUTROS EXAMES (ecocardiografia, ECG, EEG, doppler transcraniano) - SETOR CIRÚRGICO - CENTRAL DE MATERIAIS - CENTRO CIRÚRGICO - SALA DE RECUPERAÇÃO PÓS-ANESTÉSICA - SETOR DE INTERNAÇÃO - TERAPIA INTENSIVA - ENFERMARIAS* - REABILITAÇÃO/SEGUIMENTO AMBULATORIAL * Assistência domiciliar (internação, home-care)
    4. 4. COMPARAÇÃO DE DOIS DIFERENTES MODELOS HOSPITALARES
    5. 5.  Hospital universitário, atendimento nível terciário.  Demanda regulada  Cobertura: 1,5 milhões de habitantes UE – HC/RP Inauguração – 1956  Hospital geral, atendimento nível terciário.  Demanda não regulada  Cobertura: 4 milhões de habitantes MANDAQUI/SP Inauguração – 1939
    6. 6. Objetivo Geral Desenvolver, implantar e avaliar a efetividade do Registro Informatizado do Atendimento ao Trauma (RIAT) como ação inovadora para analisar os dados epidemiológicos e clínicos, bem como a evolução dos pacientes vítimas de trauma admitidos em dois hospitais de referência terciária do Estado de São Paulo: a Unidade de Emergência do Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto e o Hospital do Mandaqui na zona norte da cidade de São Paulo.
    7. 7. Objetivos Específicos • Avaliar a utilização do RIAT em relação à integração da assistência prestada aos pacientes de trauma; • Analisar a utilização do RIAT como registro de dados para a integração de ações e serviços prestados aos pacientes de trauma; • Analisar os atributos (simplicidade, aceitabilidade, qualidade dos dados) do RIAT antes e após a implantação do sistema; • Analisar a completude dos registros no RIAT antes e após a implantação do Sistema. • Fazer uma análise epidemiológica do trauma ao identificar e caracterizar o perfil dos pacientes, calcular as medidas de frequência de trauma, descrever a evolução do trauma, verificar a existência de relação entre mecanismo e gravidade, descrever os vários tipos de condição de alta dos pacientes e descrever a letalidade, local e causa do óbito e o tipo de transporte pré- hospitalar utilizado pelos pacientes; • Definir a gravidade dos traumas por meio da utilização dos índices RTS, ISS e TRISS, caracterizando os segmentos corpóreos mais lesados e individualizando os casos. • Comparar os dados epidemiológicos e clínicos de dois serviços assistenciais de trauma com características diferentes do ponto de vista da classificação como hospital de ensino, tipo de regulação médica dos casos, estrutura física dedicada somente às emergências ou inserido conjuntamente em hospital de casos eletivos e o tipo de gerência clínica do atendimento.
    8. 8. PRINCÍPIOS 6) Preparo para sistema de apoio à decisão 4) Seguimento longitudinal do paciente 9) Uso de indicadores e filtros de auditoria 2) Ferramenta didática para graduação e residência 3) Integração ensino-serviço 1) Parceria entre docentes - FMRP 8) Planejamento de alta e ambulatorial 7) Gerenciamento médico – valores críticos de alerta 5) Desenvolvimento em múltiplas plataformas
    9. 9. Tecnologias utilizadas • Linguagens de Programação: – PHP – Javascript • Banco de dados: – MySQL
    10. 10. • Frameworks: – Codeigniter (framework php) – Bootstrap (framework front-end) • Modelo de desenvolvimento MVC Tecnologias utilizadas
    11. 11. http://ehealth.fmrp.usp.br/pet2014_dev/ 1) Domínio na Nuvem USP ESTRUTURA http://ehealth.fmrp.usp.br/btdb_dev/ 2) Uso em desktop, tablets e celulares
    12. 12. SITUAÇÃO ATUAL 4) Teste e uso no Mandaqui/SP 2) Finalização do desenvolvimento 3) Aquisição de equipamentos 1) Prorrogação por mais um ano (Dezembro/2016) 5) Desenvolvimento do registro informatizado de emergências não traumáticas
    13. 13. Obrigado ! ! ! Prof. Dr. Gerson Alves Pereira Júnior gersonapj@fmrp.usp.br

    ×