SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 22
Baixar para ler offline
Ministério da Saúde cria o Programa Nacional de
Segurança do Paciente para o monitoramento e prevenção
de danos na assistência à saúde
Rede Sentinela
Desde 2011, 192 hospitais da Rede Sentinela
monitoram um conjunto de eventos adversos
no atendimento aos pacientes. A experiência
permitiu o lançamento do Programa Nacional
de Segurança do Paciente

A Rede responde por aproximadamente 60 mil leitos e
cerca de 40 mil atendimentos por dia

Os hospitais da rede realizam monitoramento sistemático:
   Infecção sanguínea adquirida na UTI do hospital
   Uso de medicamentos
   Uso do sangue
   Uso de produtos como próteses
Diagnóstico
Estudos apontam que de cada dez pacientes atendidos em um
hospital, um sofre pelo menos um evento adverso como:

   Queda
   Administração incorreta de medicamentos
   Falhas na identificação do paciente
   Erros em procedimentos cirúrgicos
   Infecções
   Mau uso de dispositivos e equipamentos médicos


                        *Fonte: Fiocruz - Revisão dos estudos de avaliação da ocorrência de eventos adversos em hospitais -
                        Mendes, W. et al. Rev Bras Epidemiol 2005; 8(4): 393-406
Diagnóstico
A maior parte destas ocorrências poderia ser evitada com medidas
para ampliar a segurança do paciente no hospital

              País               Incidência (%)                       Evitáveis (%)
             Brasil                         7,6                                66,7
         Nova Zelândia                     11,3                                61,6
           Austrália                       16,6                                 50
          Dinamarca                          9                                 40,4
            França                         14,5                                27,6
           Espanha                         14,5                                42,8
           Canadá                           7,5                                 37
                         *Fonte: Fiocruz - Revisão dos estudos de avaliação da ocorrência de eventos adversos em hospitais -
                         Mendes, W. et al. Rev Bras Epidemiol 2005; 8(4): 393-406
Programa Nacional de Segurança do Paciente

Ações

 Implementação de seis Protocolos de Segurança do Paciente com foco nos
  problemas de maior incidência

 RDC da Anvisa que estabelece a obrigatoriedade de criação de Núcleos de
  Segurança do Paciente nos os serviços de saúde e da notificação de eventos
  adversos associados à assistência do paciente

 Edital de Chamamento Público do setor produtivo da saúde para proposição
  de medidas de ampliação da segurança dos pacientes em serviços de saúde
Comitê Implementação e monitoramento
Representantes do governo, entidades de classe, sociedade civil e
universidades
   Ministério da Saúde: ANVISA, ANS, FIOCRUZ, SE, SAS, SVS, SCTI, SGTES
   Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS)
   Conselho Nacional de Secretários Municipais de Saúde (CONASEMS)
   Conselho Federal de Medicina (CFM)
   Conselho Federal de Enfermagem (COFEN)
   Conselho Federal de Odontologia (CFO)
   Conselho Federal de Farmácia (CFF)
   Organização Pan Americana de Saúde (OPAS)
   Pesquizadores com Notório Saber na área de Segurança do Paciente e
    Qualidade em Saúde.
Protocolos de Segurança do Paciente

Seis protocolos vão orientar profissionais na ampliação da segurança
do paciente nos serviços de saúde

   Cirurgia segura
   Prática de Higiene das mãos em serviços de saúde
   Prevenção de úlceras por pressão
   Prevenção de quedas em pacientes hospitalizados
   Identificação do paciente
   Segurança na prescrição, uso e administração de medicamentos
Cirurgia segura
19 passos estruturados em etapas, como:
     Checar insumos e equipamentos antes da cirurgia
     Marcar local da cirurgia com caneta dermográfica
     Conferir se compressas utilizadas durante o
       procedimento foram retiradas

- Serão utilizados padrões universais de segurança para
as equipes cirúrgicas e para as atividades na sala de
operação

- Implementação de Lista de Verificação para Cirurgia Segura da OMS, adaptada
de acordo com os serviços de saúde

- Aval de conselhos profissionais e sociedades científicas
Higiene das mãos
- Em cinco momentos:
 Antes e depois de tocar no paciente
 Antes de realizar procedimentos
 Após contato com fluídos corporais como sangue
   ou secreção
 Depois de ter contato com superfícies próximas ao
   paciente (mesas ou bordas de cama)

-   Prevenir e controlar as infecções relacionadas à assistência
-   Práticas para higiene simples (água e sabão), higiene antisséptica e com
    produtos preparados com álcool
-   Uso de equipamentos de proteção individual (EPI), para procedimentos
    específicos, preconizados nos protocolos
Prevenção de úlcera por pressão
-   Adoção de cuidados com a posição do paciente para evitar a pressão na pele dos internados,
    especialmente nos que tem pouca mobilidade

-   Avaliar diariamente o aparecimento e desenvolvimento de lesões

-   Avaliação de macas e colchões usados
Prevenção de quedas

 Identificação visual ao indivíduo com risco de queda

 Orientação aos pais para não deixar crianças
  desacompanhadas em nenhum momento, quando
  internada

 Intensificação dos pacientes em uso de sedativos,
  tranquilizantes e anti-hipertensivos

 Vigilância e agilidade no atendimento à campainha/chamado
Identificação do paciente

 Conferência dos dados do paciente, como nome
  completo, data de nascimento, antes da administração
  de medicamentos

 Identificação do paciente na pulseira, na prescrição
  médica e no rótulo do medicamento/hemocomponente,
  antes de sua administração

 Verificação rotineira da integridade das informações nos locais e identificação
  do paciente (ex.: pulseiras, placas do leito).

 Checagem de pulseiras de mãe e bebê antes da alta médica
Uso e administração de medicamentos


 Uso de etiquetas coloridas ou sinais de alerta para diferenciar as embalagens

 Padronização da prescrição de drogas, sem abreviações
  e uso do nome comercial

 Dupla checagem ao dispensar, preparar e administrar
  remédios
RDC da Anvisa em consulta pública
- Obriga a implantação dos Núcleos de Segurança do Paciente nos serviços
de saúde – públicos e privados – em até 120 dias

- Torna compulsória a notificação de eventos adversos pelos serviços de
saúde abrangidos pela norma

- Determina que os serviços de saúde que descumprirem a norma estarão
sujeitos às ações sanitárias previstas em lei, incluindo a suspensão do alvará
de funcionamento
Fluxo atual de Notificações de Eventos Adversos para a
Vigilância Sanitária

                           Serviço de Saúde
                            (compulsório
                            apenas para a
                           Rede Sentinela)

            Fabricantes
           (compulsório)                      Usuário


                                Sistema
                              Nacional de
                               Vigilância
                               Sanitária
                              (NOTIVISA)
Novo fluxo de Notificações de Eventos Adversos com o
Programa Nacional de Segurança do Paciente

                       Serviço de Saúde
                     (Núcleo de Segurança
                         do Paciente)
                      Compulsória para
                      qualquer serviço


           Outros                           Usuário




                         Sistema
                       Nacional de
                      Monitoramento
                       de Eventos
                        Adversos
Mobilização
Articulação do Ministério da Saúde com Estados, municípios,
conselhos e sociedades profissionais para:

 Aperfeiçoar e concluir protocolos de segurança do paciente, que entrarão em
  consulta pública

 Criar Comitê Nacional para apoiar a implementação e monitoramento do
  andamento do programa

 Montar plano de capacitação de profissionais de saúde, com base nas
  considerando os protocolos e demandas dos serviços
Chamamento Público


 Dirigido às instituições; entidades representativas dos setores
  produtivos e hospitalar; instituições e entidades de ensino e
  pesquisa relacionadas à temática de segurança do paciente

 Força de Trabalho para propor medidas que visem a
  promoção da segurança do paciente.
Outras atividades do PNSP

 Cartaz e Cubo dirigido aos profissionais de saúde
 Seminário Internacional sobre Segurança do Paciente - maio 2013 em Brasília
  previsão de 200 participantes
 Termo de Cooperação com CFM para cursos de capacitação
 Edição da Série Cadernos de Segurança do Paciente MS/ANVISA-OPAS
 Hotsite – sobre Segurança do Paciente http://www.anvisa.gov.br/hotsite/segurancadopaciente/index.html
 Conferência Internacional de Qualidade em Saúde em outubro de 2014 no
  Rio de Janeiro
 Cursos em parceria com instituições de referência e hospitais de excelência
  que participam do PROADI-SUS para capacitação de profissionais
Ministério da Saúde lança Programa de Segurança do Paciente
Ministério da Saúde lança Programa de Segurança do Paciente

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Biosegurança nas ações de enfermagem
Biosegurança nas ações de enfermagemBiosegurança nas ações de enfermagem
Biosegurança nas ações de enfermagemGabriela Montargil
 
Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH)
 Comissão de  Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) Comissão de  Controle de Infecção Hospitalar (CCIH)
Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH)ivanaferraz
 
Segurança no Trabalho em Serviços de Saúde
Segurança no Trabalho em Serviços de SaúdeSegurança no Trabalho em Serviços de Saúde
Segurança no Trabalho em Serviços de SaúdeJosé Carlos Nascimento
 
Biossegurança e riscos ocupacionais
Biossegurança e riscos ocupacionais Biossegurança e riscos ocupacionais
Biossegurança e riscos ocupacionais Thiago Morəno
 
Biossegurança na enfermagem
Biossegurança na enfermagemBiossegurança na enfermagem
Biossegurança na enfermagemJuliana Maciel
 
Aula biossegurança
Aula biossegurançaAula biossegurança
Aula biossegurançaRenatbar
 
Aula introducao à segurança do paciente
Aula introducao à segurança do pacienteAula introducao à segurança do paciente
Aula introducao à segurança do pacienteProqualis
 
Implementação do núcleo de segurança do paciente e elaboração do plano de seg...
Implementação do núcleo de segurança do paciente e elaboração do plano de seg...Implementação do núcleo de segurança do paciente e elaboração do plano de seg...
Implementação do núcleo de segurança do paciente e elaboração do plano de seg...Proqualis
 
Apresentacao anvisa
Apresentacao anvisaApresentacao anvisa
Apresentacao anvisa07082001
 
10 passos seguranca_paciente
10 passos seguranca_paciente10 passos seguranca_paciente
10 passos seguranca_paciente07082001
 
8 infecção hospitalar e ccih
8   infecção hospitalar e ccih8   infecção hospitalar e ccih
8 infecção hospitalar e ccihLarissa Paulo
 
Sistemas de notificação - Eventos adversos
Sistemas de notificação - Eventos adversos Sistemas de notificação - Eventos adversos
Sistemas de notificação - Eventos adversos Anderson Alberto Ramos
 
Implantação da cirurgia segura
Implantação da cirurgia seguraImplantação da cirurgia segura
Implantação da cirurgia seguracmecc
 
Avaliação da cena e da vítima
Avaliação da cena e da vítimaAvaliação da cena e da vítima
Avaliação da cena e da vítimawilso saggiori
 
Segurança do paciente em unidades de urgência
Segurança do paciente em unidades de urgênciaSegurança do paciente em unidades de urgência
Segurança do paciente em unidades de urgênciaAroldo Gavioli
 

Mais procurados (20)

Biossegurança
BiossegurançaBiossegurança
Biossegurança
 
Infecção hospitalar
Infecção hospitalarInfecção hospitalar
Infecção hospitalar
 
Biosegurança nas ações de enfermagem
Biosegurança nas ações de enfermagemBiosegurança nas ações de enfermagem
Biosegurança nas ações de enfermagem
 
Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH)
 Comissão de  Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) Comissão de  Controle de Infecção Hospitalar (CCIH)
Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH)
 
Segurança no Trabalho em Serviços de Saúde
Segurança no Trabalho em Serviços de SaúdeSegurança no Trabalho em Serviços de Saúde
Segurança no Trabalho em Serviços de Saúde
 
Biossegurança pdf
Biossegurança pdfBiossegurança pdf
Biossegurança pdf
 
Biossegurança e riscos ocupacionais
Biossegurança e riscos ocupacionais Biossegurança e riscos ocupacionais
Biossegurança e riscos ocupacionais
 
Biossegurança na enfermagem
Biossegurança na enfermagemBiossegurança na enfermagem
Biossegurança na enfermagem
 
Aula biossegurança
Aula biossegurançaAula biossegurança
Aula biossegurança
 
Aula introducao à segurança do paciente
Aula introducao à segurança do pacienteAula introducao à segurança do paciente
Aula introducao à segurança do paciente
 
Implementação do núcleo de segurança do paciente e elaboração do plano de seg...
Implementação do núcleo de segurança do paciente e elaboração do plano de seg...Implementação do núcleo de segurança do paciente e elaboração do plano de seg...
Implementação do núcleo de segurança do paciente e elaboração do plano de seg...
 
Apresentacao anvisa
Apresentacao anvisaApresentacao anvisa
Apresentacao anvisa
 
10 passos seguranca_paciente
10 passos seguranca_paciente10 passos seguranca_paciente
10 passos seguranca_paciente
 
8 infecção hospitalar e ccih
8   infecção hospitalar e ccih8   infecção hospitalar e ccih
8 infecção hospitalar e ccih
 
Sistemas de notificação - Eventos adversos
Sistemas de notificação - Eventos adversos Sistemas de notificação - Eventos adversos
Sistemas de notificação - Eventos adversos
 
Implantação da cirurgia segura
Implantação da cirurgia seguraImplantação da cirurgia segura
Implantação da cirurgia segura
 
Biossegurança 1
Biossegurança 1Biossegurança 1
Biossegurança 1
 
Avaliação da cena e da vítima
Avaliação da cena e da vítimaAvaliação da cena e da vítima
Avaliação da cena e da vítima
 
Segurança do paciente em unidades de urgência
Segurança do paciente em unidades de urgênciaSegurança do paciente em unidades de urgência
Segurança do paciente em unidades de urgência
 
NR-32
NR-32NR-32
NR-32
 

Destaque

10 passos seguranca_paciente
10 passos seguranca_paciente10 passos seguranca_paciente
10 passos seguranca_pacienteCamila Melo
 
Oficina de Seguranca do Paciente: Aprendendo com o Erro
Oficina de Seguranca do Paciente: Aprendendo com o ErroOficina de Seguranca do Paciente: Aprendendo com o Erro
Oficina de Seguranca do Paciente: Aprendendo com o ErroProqualis
 
Segurança do paciente e gerencimento de risco (slide)
Segurança do paciente e gerencimento de risco (slide)Segurança do paciente e gerencimento de risco (slide)
Segurança do paciente e gerencimento de risco (slide)JONAS ARAUJO
 
O QUE É PRESSÃO ARTERIAL?
O QUE É PRESSÃO ARTERIAL?O QUE É PRESSÃO ARTERIAL?
O QUE É PRESSÃO ARTERIAL?Clínica Lares
 
Metas internacionais de segurança do paciente
Metas internacionais de segurança do pacienteMetas internacionais de segurança do paciente
Metas internacionais de segurança do pacienteHospital Em Foco
 
Drenos de tórax e colecistectomia
Drenos de tórax e colecistectomiaDrenos de tórax e colecistectomia
Drenos de tórax e colecistectomiaAmanda Moura
 
Fluxograma para manejo da hipertensão arterial professor robson
Fluxograma para manejo da hipertensão arterial professor robsonFluxograma para manejo da hipertensão arterial professor robson
Fluxograma para manejo da hipertensão arterial professor robsonProfessor Robson
 
Aula 4 de Anatomia - Sistema Circulatório
Aula 4 de Anatomia - Sistema CirculatórioAula 4 de Anatomia - Sistema Circulatório
Aula 4 de Anatomia - Sistema CirculatórioJulia Berardo
 
Aula Identificação Correta do Paciente
Aula Identificação Correta do PacienteAula Identificação Correta do Paciente
Aula Identificação Correta do PacienteProqualis
 
Como avaliar a cultura de segurança do paciente
Como avaliar a cultura de segurança do pacienteComo avaliar a cultura de segurança do paciente
Como avaliar a cultura de segurança do pacienteProqualis
 
Seguranca do Paciente - Medicamentos
Seguranca do Paciente - MedicamentosSeguranca do Paciente - Medicamentos
Seguranca do Paciente - MedicamentosEmmanuel Souza
 
Fundamentos de enfermagem aula 3
Fundamentos de enfermagem aula 3Fundamentos de enfermagem aula 3
Fundamentos de enfermagem aula 39999894014
 
Hipertensão o que é isso?
Hipertensão o que é isso?Hipertensão o que é isso?
Hipertensão o que é isso?Professor Robson
 

Destaque (18)

10 passos seguranca_paciente
10 passos seguranca_paciente10 passos seguranca_paciente
10 passos seguranca_paciente
 
Oficina de Seguranca do Paciente: Aprendendo com o Erro
Oficina de Seguranca do Paciente: Aprendendo com o ErroOficina de Seguranca do Paciente: Aprendendo com o Erro
Oficina de Seguranca do Paciente: Aprendendo com o Erro
 
Segurança do paciente e gerencimento de risco (slide)
Segurança do paciente e gerencimento de risco (slide)Segurança do paciente e gerencimento de risco (slide)
Segurança do paciente e gerencimento de risco (slide)
 
O QUE É PRESSÃO ARTERIAL?
O QUE É PRESSÃO ARTERIAL?O QUE É PRESSÃO ARTERIAL?
O QUE É PRESSÃO ARTERIAL?
 
Aula 7 alunos
Aula 7 alunosAula 7 alunos
Aula 7 alunos
 
Metas internacionais de segurança do paciente
Metas internacionais de segurança do pacienteMetas internacionais de segurança do paciente
Metas internacionais de segurança do paciente
 
Drenos de tórax e colecistectomia
Drenos de tórax e colecistectomiaDrenos de tórax e colecistectomia
Drenos de tórax e colecistectomia
 
Fluxograma para manejo da hipertensão arterial professor robson
Fluxograma para manejo da hipertensão arterial professor robsonFluxograma para manejo da hipertensão arterial professor robson
Fluxograma para manejo da hipertensão arterial professor robson
 
Aula 4 de Anatomia - Sistema Circulatório
Aula 4 de Anatomia - Sistema CirculatórioAula 4 de Anatomia - Sistema Circulatório
Aula 4 de Anatomia - Sistema Circulatório
 
Pressão Venosa Central
Pressão Venosa CentralPressão Venosa Central
Pressão Venosa Central
 
Aula Identificação Correta do Paciente
Aula Identificação Correta do PacienteAula Identificação Correta do Paciente
Aula Identificação Correta do Paciente
 
Como avaliar a cultura de segurança do paciente
Como avaliar a cultura de segurança do pacienteComo avaliar a cultura de segurança do paciente
Como avaliar a cultura de segurança do paciente
 
Drenos cavitários
Drenos cavitáriosDrenos cavitários
Drenos cavitários
 
Seguranca do Paciente - Medicamentos
Seguranca do Paciente - MedicamentosSeguranca do Paciente - Medicamentos
Seguranca do Paciente - Medicamentos
 
Aula Drenos[1]
Aula   Drenos[1]Aula   Drenos[1]
Aula Drenos[1]
 
Humanização na assistência de enfermagem
Humanização na assistência de enfermagemHumanização na assistência de enfermagem
Humanização na assistência de enfermagem
 
Fundamentos de enfermagem aula 3
Fundamentos de enfermagem aula 3Fundamentos de enfermagem aula 3
Fundamentos de enfermagem aula 3
 
Hipertensão o que é isso?
Hipertensão o que é isso?Hipertensão o que é isso?
Hipertensão o que é isso?
 

Semelhante a Ministério da Saúde lança Programa de Segurança do Paciente

A Segurança do Paciente e a Qualidade em Serviços de Saúde no Contexto Nacion...
A Segurança do Paciente e a Qualidade em Serviços de Saúde no Contexto Nacion...A Segurança do Paciente e a Qualidade em Serviços de Saúde no Contexto Nacion...
A Segurança do Paciente e a Qualidade em Serviços de Saúde no Contexto Nacion...AlineRibeiro648347
 
Experiencia da implementação da Tecnovigilância no Brasil
Experiencia da implementação da Tecnovigilância no BrasilExperiencia da implementação da Tecnovigilância no Brasil
Experiencia da implementação da Tecnovigilância no BrasilRosmirella Cano Rojas
 
Monitoramento_plano-ação-pós-mercado-delegação Bahia-Suzie.pdf
Monitoramento_plano-ação-pós-mercado-delegação Bahia-Suzie.pdfMonitoramento_plano-ação-pós-mercado-delegação Bahia-Suzie.pdf
Monitoramento_plano-ação-pós-mercado-delegação Bahia-Suzie.pdfSuzie Marie Gomes
 
Camila_Barcia_Nucleo_de_Seguranca_do_Paciente.pdf
Camila_Barcia_Nucleo_de_Seguranca_do_Paciente.pdfCamila_Barcia_Nucleo_de_Seguranca_do_Paciente.pdf
Camila_Barcia_Nucleo_de_Seguranca_do_Paciente.pdfVanessaGoncalves26
 
Ministério da Saúde e Anvisa anunciam ações para aumentar segurança do pacien...
Ministério da Saúde e Anvisa anunciam ações para aumentar segurança do pacien...Ministério da Saúde e Anvisa anunciam ações para aumentar segurança do pacien...
Ministério da Saúde e Anvisa anunciam ações para aumentar segurança do pacien...Ministério da Saúde
 
Ministerio da Saude e Anvisa anunciam açoes para aumentar segurança do pacien...
Ministerio da Saude e Anvisa anunciam açoes para aumentar segurança do pacien...Ministerio da Saude e Anvisa anunciam açoes para aumentar segurança do pacien...
Ministerio da Saude e Anvisa anunciam açoes para aumentar segurança do pacien...Luciana Nazaret
 
Aula 1: Vigilância dos eventos adversos pós-vacinação contra Covid-19 - Sandr...
Aula 1: Vigilância dos eventos adversos pós-vacinação contra Covid-19 - Sandr...Aula 1: Vigilância dos eventos adversos pós-vacinação contra Covid-19 - Sandr...
Aula 1: Vigilância dos eventos adversos pós-vacinação contra Covid-19 - Sandr...Proqualis
 
Vigilância Sanitária e Serviços de Saúde.pptx
Vigilância Sanitária e Serviços de Saúde.pptxVigilância Sanitária e Serviços de Saúde.pptx
Vigilância Sanitária e Serviços de Saúde.pptxNgelaNascimento11
 
Aula sobre Avaliação Nacional das Práticas de Segurança do Paciente - por Mar...
Aula sobre Avaliação Nacional das Práticas de Segurança do Paciente - por Mar...Aula sobre Avaliação Nacional das Práticas de Segurança do Paciente - por Mar...
Aula sobre Avaliação Nacional das Práticas de Segurança do Paciente - por Mar...Proqualis
 
Gerenciamento+de+risco tecno equipos_dez2010
Gerenciamento+de+risco tecno equipos_dez2010Gerenciamento+de+risco tecno equipos_dez2010
Gerenciamento+de+risco tecno equipos_dez2010Fernando Leme
 
Aula de eventos adversos aspectos introdutorios
Aula de eventos adversos   aspectos introdutoriosAula de eventos adversos   aspectos introdutorios
Aula de eventos adversos aspectos introdutoriosProqualis
 
I Oficina Nacional para o VIGIPOS
I Oficina Nacional para o VIGIPOS I Oficina Nacional para o VIGIPOS
I Oficina Nacional para o VIGIPOS Suzie Marie Gomes
 
PATRICIA FERNANDA.pdf
PATRICIA FERNANDA.pdfPATRICIA FERNANDA.pdf
PATRICIA FERNANDA.pdfCeliaLourdes1
 
Gerenciamento de riscos
Gerenciamento de riscos Gerenciamento de riscos
Gerenciamento de riscos Mari Lima
 
009 pro __prevencao_e_controle_das_infeccoes_associadas_ao_cateter_intravascular
009 pro __prevencao_e_controle_das_infeccoes_associadas_ao_cateter_intravascular009 pro __prevencao_e_controle_das_infeccoes_associadas_ao_cateter_intravascular
009 pro __prevencao_e_controle_das_infeccoes_associadas_ao_cateter_intravascularAlexandrinaApoliano
 
Segurança do pasciente
Segurança do pascienteSegurança do pasciente
Segurança do pascienteIrYarasdp
 
Aula sobre Avaliação Nacional das Práticas de Segurança do Paciente - por Mag...
Aula sobre Avaliação Nacional das Práticas de Segurança do Paciente - por Mag...Aula sobre Avaliação Nacional das Práticas de Segurança do Paciente - por Mag...
Aula sobre Avaliação Nacional das Práticas de Segurança do Paciente - por Mag...Proqualis
 

Semelhante a Ministério da Saúde lança Programa de Segurança do Paciente (20)

A Segurança do Paciente e a Qualidade em Serviços de Saúde no Contexto Nacion...
A Segurança do Paciente e a Qualidade em Serviços de Saúde no Contexto Nacion...A Segurança do Paciente e a Qualidade em Serviços de Saúde no Contexto Nacion...
A Segurança do Paciente e a Qualidade em Serviços de Saúde no Contexto Nacion...
 
Experiencia da implementação da Tecnovigilância no Brasil
Experiencia da implementação da Tecnovigilância no BrasilExperiencia da implementação da Tecnovigilância no Brasil
Experiencia da implementação da Tecnovigilância no Brasil
 
Monitoramento_plano-ação-pós-mercado-delegação Bahia-Suzie.pdf
Monitoramento_plano-ação-pós-mercado-delegação Bahia-Suzie.pdfMonitoramento_plano-ação-pós-mercado-delegação Bahia-Suzie.pdf
Monitoramento_plano-ação-pós-mercado-delegação Bahia-Suzie.pdf
 
Camila_Barcia_Nucleo_de_Seguranca_do_Paciente.pdf
Camila_Barcia_Nucleo_de_Seguranca_do_Paciente.pdfCamila_Barcia_Nucleo_de_Seguranca_do_Paciente.pdf
Camila_Barcia_Nucleo_de_Seguranca_do_Paciente.pdf
 
Ministério da Saúde e Anvisa anunciam ações para aumentar segurança do pacien...
Ministério da Saúde e Anvisa anunciam ações para aumentar segurança do pacien...Ministério da Saúde e Anvisa anunciam ações para aumentar segurança do pacien...
Ministério da Saúde e Anvisa anunciam ações para aumentar segurança do pacien...
 
Ministerio da Saude e Anvisa anunciam açoes para aumentar segurança do pacien...
Ministerio da Saude e Anvisa anunciam açoes para aumentar segurança do pacien...Ministerio da Saude e Anvisa anunciam açoes para aumentar segurança do pacien...
Ministerio da Saude e Anvisa anunciam açoes para aumentar segurança do pacien...
 
Aula 1: Vigilância dos eventos adversos pós-vacinação contra Covid-19 - Sandr...
Aula 1: Vigilância dos eventos adversos pós-vacinação contra Covid-19 - Sandr...Aula 1: Vigilância dos eventos adversos pós-vacinação contra Covid-19 - Sandr...
Aula 1: Vigilância dos eventos adversos pós-vacinação contra Covid-19 - Sandr...
 
Vigilância Sanitária e Serviços de Saúde.pptx
Vigilância Sanitária e Serviços de Saúde.pptxVigilância Sanitária e Serviços de Saúde.pptx
Vigilância Sanitária e Serviços de Saúde.pptx
 
NOTA TÉCNICA GVIMS/GGTES/DIRE3/ANVISA Nº 04 / 2022
NOTA TÉCNICA GVIMS/GGTES/DIRE3/ANVISA Nº 04 / 2022NOTA TÉCNICA GVIMS/GGTES/DIRE3/ANVISA Nº 04 / 2022
NOTA TÉCNICA GVIMS/GGTES/DIRE3/ANVISA Nº 04 / 2022
 
Aula sobre Avaliação Nacional das Práticas de Segurança do Paciente - por Mar...
Aula sobre Avaliação Nacional das Práticas de Segurança do Paciente - por Mar...Aula sobre Avaliação Nacional das Práticas de Segurança do Paciente - por Mar...
Aula sobre Avaliação Nacional das Práticas de Segurança do Paciente - por Mar...
 
Gerenciamento+de+risco tecno equipos_dez2010
Gerenciamento+de+risco tecno equipos_dez2010Gerenciamento+de+risco tecno equipos_dez2010
Gerenciamento+de+risco tecno equipos_dez2010
 
Aula de eventos adversos aspectos introdutorios
Aula de eventos adversos   aspectos introdutoriosAula de eventos adversos   aspectos introdutorios
Aula de eventos adversos aspectos introdutorios
 
I Oficina Nacional para o VIGIPOS
I Oficina Nacional para o VIGIPOS I Oficina Nacional para o VIGIPOS
I Oficina Nacional para o VIGIPOS
 
2. anvs hig das maos
2. anvs   hig das maos2. anvs   hig das maos
2. anvs hig das maos
 
Modulo 5 -_investigação_de_eventos
Modulo 5 -_investigação_de_eventosModulo 5 -_investigação_de_eventos
Modulo 5 -_investigação_de_eventos
 
PATRICIA FERNANDA.pdf
PATRICIA FERNANDA.pdfPATRICIA FERNANDA.pdf
PATRICIA FERNANDA.pdf
 
Gerenciamento de riscos
Gerenciamento de riscos Gerenciamento de riscos
Gerenciamento de riscos
 
009 pro __prevencao_e_controle_das_infeccoes_associadas_ao_cateter_intravascular
009 pro __prevencao_e_controle_das_infeccoes_associadas_ao_cateter_intravascular009 pro __prevencao_e_controle_das_infeccoes_associadas_ao_cateter_intravascular
009 pro __prevencao_e_controle_das_infeccoes_associadas_ao_cateter_intravascular
 
Segurança do pasciente
Segurança do pascienteSegurança do pasciente
Segurança do pasciente
 
Aula sobre Avaliação Nacional das Práticas de Segurança do Paciente - por Mag...
Aula sobre Avaliação Nacional das Práticas de Segurança do Paciente - por Mag...Aula sobre Avaliação Nacional das Práticas de Segurança do Paciente - por Mag...
Aula sobre Avaliação Nacional das Práticas de Segurança do Paciente - por Mag...
 

Mais de Jornal do Commercio

sorteados Reserva de vagas 2024.pdf
sorteados Reserva de vagas 2024.pdfsorteados Reserva de vagas 2024.pdf
sorteados Reserva de vagas 2024.pdfJornal do Commercio
 
sorteados Livre Concorrência 2024.pdf
sorteados Livre Concorrência 2024.pdfsorteados Livre Concorrência 2024.pdf
sorteados Livre Concorrência 2024.pdfJornal do Commercio
 
CADERNO DE PROVAS - SSA 3 1o DIA (1) (1).pdf
CADERNO DE PROVAS - SSA 3 1o DIA (1) (1).pdfCADERNO DE PROVAS - SSA 3 1o DIA (1) (1).pdf
CADERNO DE PROVAS - SSA 3 1o DIA (1) (1).pdfJornal do Commercio
 
Gabarito Oficial Enem 2023 - Provas Azul e Branca segudo dia.pdf
Gabarito Oficial Enem 2023 - Provas Azul e Branca segudo dia.pdfGabarito Oficial Enem 2023 - Provas Azul e Branca segudo dia.pdf
Gabarito Oficial Enem 2023 - Provas Azul e Branca segudo dia.pdfJornal do Commercio
 
Gabarito Oficial Enem 2023 - Provas Amarela e Rosa segundo dia.pdf
Gabarito Oficial Enem 2023 - Provas Amarela e Rosa segundo dia.pdfGabarito Oficial Enem 2023 - Provas Amarela e Rosa segundo dia.pdf
Gabarito Oficial Enem 2023 - Provas Amarela e Rosa segundo dia.pdfJornal do Commercio
 
Gabarito Enem 2023 - Provas Rosa e Amarela.pdf
Gabarito Enem 2023 - Provas Rosa e Amarela.pdfGabarito Enem 2023 - Provas Rosa e Amarela.pdf
Gabarito Enem 2023 - Provas Rosa e Amarela.pdfJornal do Commercio
 
ED_6_SEDUC_RECIFE_RES_FINAL_OBJETIVA_PROV_DISC_.PDF
ED_6_SEDUC_RECIFE_RES_FINAL_OBJETIVA_PROV_DISC_.PDFED_6_SEDUC_RECIFE_RES_FINAL_OBJETIVA_PROV_DISC_.PDF
ED_6_SEDUC_RECIFE_RES_FINAL_OBJETIVA_PROV_DISC_.PDFJornal do Commercio
 
ESPAÇO CIÊNCIA: PROGRAMAÇÃO FÉRIAS JULHO 2023
ESPAÇO CIÊNCIA: PROGRAMAÇÃO FÉRIAS JULHO 2023ESPAÇO CIÊNCIA: PROGRAMAÇÃO FÉRIAS JULHO 2023
ESPAÇO CIÊNCIA: PROGRAMAÇÃO FÉRIAS JULHO 2023Jornal do Commercio
 
Resultado homologação concurso professor Olinda
Resultado homologação concurso professor OlindaResultado homologação concurso professor Olinda
Resultado homologação concurso professor OlindaJornal do Commercio
 
Reajuste do piso dos professores.pdf
Reajuste do piso dos professores.pdfReajuste do piso dos professores.pdf
Reajuste do piso dos professores.pdfJornal do Commercio
 
analise-de-material-apreendido.pdf
analise-de-material-apreendido.pdfanalise-de-material-apreendido.pdf
analise-de-material-apreendido.pdfJornal do Commercio
 
Projeto Piso salarial Pernambuco
Projeto Piso salarial PernambucoProjeto Piso salarial Pernambuco
Projeto Piso salarial PernambucoJornal do Commercio
 
Listão 2 convocados UFPE (Caruaru)
Listão 2 convocados UFPE (Caruaru)Listão 2 convocados UFPE (Caruaru)
Listão 2 convocados UFPE (Caruaru)Jornal do Commercio
 
Listão 2 convocação UFPE (Recife)
Listão 2 convocação UFPE (Recife)Listão 2 convocação UFPE (Recife)
Listão 2 convocação UFPE (Recife)Jornal do Commercio
 

Mais de Jornal do Commercio (20)

sorteados Reserva de vagas 2024.pdf
sorteados Reserva de vagas 2024.pdfsorteados Reserva de vagas 2024.pdf
sorteados Reserva de vagas 2024.pdf
 
sorteados Livre Concorrência 2024.pdf
sorteados Livre Concorrência 2024.pdfsorteados Livre Concorrência 2024.pdf
sorteados Livre Concorrência 2024.pdf
 
CADERNO DE PROVAS - SSA 3 1o DIA (1) (1).pdf
CADERNO DE PROVAS - SSA 3 1o DIA (1) (1).pdfCADERNO DE PROVAS - SSA 3 1o DIA (1) (1).pdf
CADERNO DE PROVAS - SSA 3 1o DIA (1) (1).pdf
 
Gabarito Oficial Enem 2023 - Provas Azul e Branca segudo dia.pdf
Gabarito Oficial Enem 2023 - Provas Azul e Branca segudo dia.pdfGabarito Oficial Enem 2023 - Provas Azul e Branca segudo dia.pdf
Gabarito Oficial Enem 2023 - Provas Azul e Branca segudo dia.pdf
 
Gabarito Oficial Enem 2023 - Provas Amarela e Rosa segundo dia.pdf
Gabarito Oficial Enem 2023 - Provas Amarela e Rosa segundo dia.pdfGabarito Oficial Enem 2023 - Provas Amarela e Rosa segundo dia.pdf
Gabarito Oficial Enem 2023 - Provas Amarela e Rosa segundo dia.pdf
 
Gabarito Enem 2023 - Provas Rosa e Amarela.pdf
Gabarito Enem 2023 - Provas Rosa e Amarela.pdfGabarito Enem 2023 - Provas Rosa e Amarela.pdf
Gabarito Enem 2023 - Provas Rosa e Amarela.pdf
 
Programação do FIG 2023
Programação do FIG 2023Programação do FIG 2023
Programação do FIG 2023
 
ED_6_SEDUC_RECIFE_RES_FINAL_OBJETIVA_PROV_DISC_.PDF
ED_6_SEDUC_RECIFE_RES_FINAL_OBJETIVA_PROV_DISC_.PDFED_6_SEDUC_RECIFE_RES_FINAL_OBJETIVA_PROV_DISC_.PDF
ED_6_SEDUC_RECIFE_RES_FINAL_OBJETIVA_PROV_DISC_.PDF
 
ESPAÇO CIÊNCIA: PROGRAMAÇÃO FÉRIAS JULHO 2023
ESPAÇO CIÊNCIA: PROGRAMAÇÃO FÉRIAS JULHO 2023ESPAÇO CIÊNCIA: PROGRAMAÇÃO FÉRIAS JULHO 2023
ESPAÇO CIÊNCIA: PROGRAMAÇÃO FÉRIAS JULHO 2023
 
Resultado homologação concurso professor Olinda
Resultado homologação concurso professor OlindaResultado homologação concurso professor Olinda
Resultado homologação concurso professor Olinda
 
Reajuste do piso dos professores.pdf
Reajuste do piso dos professores.pdfReajuste do piso dos professores.pdf
Reajuste do piso dos professores.pdf
 
analise-de-material-apreendido.pdf
analise-de-material-apreendido.pdfanalise-de-material-apreendido.pdf
analise-de-material-apreendido.pdf
 
Edital Prouni 2º semestre
Edital Prouni 2º semestreEdital Prouni 2º semestre
Edital Prouni 2º semestre
 
2023-05-22E.pdf
2023-05-22E.pdf2023-05-22E.pdf
2023-05-22E.pdf
 
Projeto Piso salarial Pernambuco
Projeto Piso salarial PernambucoProjeto Piso salarial Pernambuco
Projeto Piso salarial Pernambuco
 
Listão 2 convocados UFPE (Caruaru)
Listão 2 convocados UFPE (Caruaru)Listão 2 convocados UFPE (Caruaru)
Listão 2 convocados UFPE (Caruaru)
 
Listão 2 convocação UFPE (Recife)
Listão 2 convocação UFPE (Recife)Listão 2 convocação UFPE (Recife)
Listão 2 convocação UFPE (Recife)
 
agreste.pdf
agreste.pdfagreste.pdf
agreste.pdf
 
vitoria.pdf
vitoria.pdfvitoria.pdf
vitoria.pdf
 
recife.pdf
recife.pdfrecife.pdf
recife.pdf
 

Ministério da Saúde lança Programa de Segurança do Paciente

  • 1.
  • 2. Ministério da Saúde cria o Programa Nacional de Segurança do Paciente para o monitoramento e prevenção de danos na assistência à saúde
  • 3. Rede Sentinela Desde 2011, 192 hospitais da Rede Sentinela monitoram um conjunto de eventos adversos no atendimento aos pacientes. A experiência permitiu o lançamento do Programa Nacional de Segurança do Paciente A Rede responde por aproximadamente 60 mil leitos e cerca de 40 mil atendimentos por dia Os hospitais da rede realizam monitoramento sistemático:  Infecção sanguínea adquirida na UTI do hospital  Uso de medicamentos  Uso do sangue  Uso de produtos como próteses
  • 4. Diagnóstico Estudos apontam que de cada dez pacientes atendidos em um hospital, um sofre pelo menos um evento adverso como:  Queda  Administração incorreta de medicamentos  Falhas na identificação do paciente  Erros em procedimentos cirúrgicos  Infecções  Mau uso de dispositivos e equipamentos médicos *Fonte: Fiocruz - Revisão dos estudos de avaliação da ocorrência de eventos adversos em hospitais - Mendes, W. et al. Rev Bras Epidemiol 2005; 8(4): 393-406
  • 5. Diagnóstico A maior parte destas ocorrências poderia ser evitada com medidas para ampliar a segurança do paciente no hospital País Incidência (%) Evitáveis (%) Brasil 7,6 66,7 Nova Zelândia 11,3 61,6 Austrália 16,6 50 Dinamarca 9 40,4 França 14,5 27,6 Espanha 14,5 42,8 Canadá 7,5 37 *Fonte: Fiocruz - Revisão dos estudos de avaliação da ocorrência de eventos adversos em hospitais - Mendes, W. et al. Rev Bras Epidemiol 2005; 8(4): 393-406
  • 6. Programa Nacional de Segurança do Paciente Ações  Implementação de seis Protocolos de Segurança do Paciente com foco nos problemas de maior incidência  RDC da Anvisa que estabelece a obrigatoriedade de criação de Núcleos de Segurança do Paciente nos os serviços de saúde e da notificação de eventos adversos associados à assistência do paciente  Edital de Chamamento Público do setor produtivo da saúde para proposição de medidas de ampliação da segurança dos pacientes em serviços de saúde
  • 7. Comitê Implementação e monitoramento Representantes do governo, entidades de classe, sociedade civil e universidades  Ministério da Saúde: ANVISA, ANS, FIOCRUZ, SE, SAS, SVS, SCTI, SGTES  Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS)  Conselho Nacional de Secretários Municipais de Saúde (CONASEMS)  Conselho Federal de Medicina (CFM)  Conselho Federal de Enfermagem (COFEN)  Conselho Federal de Odontologia (CFO)  Conselho Federal de Farmácia (CFF)  Organização Pan Americana de Saúde (OPAS)  Pesquizadores com Notório Saber na área de Segurança do Paciente e Qualidade em Saúde.
  • 8. Protocolos de Segurança do Paciente Seis protocolos vão orientar profissionais na ampliação da segurança do paciente nos serviços de saúde  Cirurgia segura  Prática de Higiene das mãos em serviços de saúde  Prevenção de úlceras por pressão  Prevenção de quedas em pacientes hospitalizados  Identificação do paciente  Segurança na prescrição, uso e administração de medicamentos
  • 9. Cirurgia segura 19 passos estruturados em etapas, como:  Checar insumos e equipamentos antes da cirurgia  Marcar local da cirurgia com caneta dermográfica  Conferir se compressas utilizadas durante o procedimento foram retiradas - Serão utilizados padrões universais de segurança para as equipes cirúrgicas e para as atividades na sala de operação - Implementação de Lista de Verificação para Cirurgia Segura da OMS, adaptada de acordo com os serviços de saúde - Aval de conselhos profissionais e sociedades científicas
  • 10. Higiene das mãos - Em cinco momentos:  Antes e depois de tocar no paciente  Antes de realizar procedimentos  Após contato com fluídos corporais como sangue ou secreção  Depois de ter contato com superfícies próximas ao paciente (mesas ou bordas de cama) - Prevenir e controlar as infecções relacionadas à assistência - Práticas para higiene simples (água e sabão), higiene antisséptica e com produtos preparados com álcool - Uso de equipamentos de proteção individual (EPI), para procedimentos específicos, preconizados nos protocolos
  • 11. Prevenção de úlcera por pressão - Adoção de cuidados com a posição do paciente para evitar a pressão na pele dos internados, especialmente nos que tem pouca mobilidade - Avaliar diariamente o aparecimento e desenvolvimento de lesões - Avaliação de macas e colchões usados
  • 12. Prevenção de quedas  Identificação visual ao indivíduo com risco de queda  Orientação aos pais para não deixar crianças desacompanhadas em nenhum momento, quando internada  Intensificação dos pacientes em uso de sedativos, tranquilizantes e anti-hipertensivos  Vigilância e agilidade no atendimento à campainha/chamado
  • 13. Identificação do paciente  Conferência dos dados do paciente, como nome completo, data de nascimento, antes da administração de medicamentos  Identificação do paciente na pulseira, na prescrição médica e no rótulo do medicamento/hemocomponente, antes de sua administração  Verificação rotineira da integridade das informações nos locais e identificação do paciente (ex.: pulseiras, placas do leito).  Checagem de pulseiras de mãe e bebê antes da alta médica
  • 14. Uso e administração de medicamentos  Uso de etiquetas coloridas ou sinais de alerta para diferenciar as embalagens  Padronização da prescrição de drogas, sem abreviações e uso do nome comercial  Dupla checagem ao dispensar, preparar e administrar remédios
  • 15. RDC da Anvisa em consulta pública - Obriga a implantação dos Núcleos de Segurança do Paciente nos serviços de saúde – públicos e privados – em até 120 dias - Torna compulsória a notificação de eventos adversos pelos serviços de saúde abrangidos pela norma - Determina que os serviços de saúde que descumprirem a norma estarão sujeitos às ações sanitárias previstas em lei, incluindo a suspensão do alvará de funcionamento
  • 16. Fluxo atual de Notificações de Eventos Adversos para a Vigilância Sanitária Serviço de Saúde (compulsório apenas para a Rede Sentinela) Fabricantes (compulsório) Usuário Sistema Nacional de Vigilância Sanitária (NOTIVISA)
  • 17. Novo fluxo de Notificações de Eventos Adversos com o Programa Nacional de Segurança do Paciente Serviço de Saúde (Núcleo de Segurança do Paciente) Compulsória para qualquer serviço Outros Usuário Sistema Nacional de Monitoramento de Eventos Adversos
  • 18. Mobilização Articulação do Ministério da Saúde com Estados, municípios, conselhos e sociedades profissionais para:  Aperfeiçoar e concluir protocolos de segurança do paciente, que entrarão em consulta pública  Criar Comitê Nacional para apoiar a implementação e monitoramento do andamento do programa  Montar plano de capacitação de profissionais de saúde, com base nas considerando os protocolos e demandas dos serviços
  • 19. Chamamento Público  Dirigido às instituições; entidades representativas dos setores produtivos e hospitalar; instituições e entidades de ensino e pesquisa relacionadas à temática de segurança do paciente  Força de Trabalho para propor medidas que visem a promoção da segurança do paciente.
  • 20. Outras atividades do PNSP  Cartaz e Cubo dirigido aos profissionais de saúde  Seminário Internacional sobre Segurança do Paciente - maio 2013 em Brasília previsão de 200 participantes  Termo de Cooperação com CFM para cursos de capacitação  Edição da Série Cadernos de Segurança do Paciente MS/ANVISA-OPAS  Hotsite – sobre Segurança do Paciente http://www.anvisa.gov.br/hotsite/segurancadopaciente/index.html  Conferência Internacional de Qualidade em Saúde em outubro de 2014 no Rio de Janeiro  Cursos em parceria com instituições de referência e hospitais de excelência que participam do PROADI-SUS para capacitação de profissionais