SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 17
OPERAÇÃO
UNIFORME
FASE 1: MEU SUS É
IGUAL AO SEU SUS?
Na Oncologia não existe uma lista tabelada de medicamentos
que o SUS deve disponibilizar aos pacientes. Cabe a cada
hospital definir o seu próprio "cardápio" de tratamentos
oferecidos.
Esse modelo ocorre em razão do sistema de remuneração do
SUS: os hospitais recebem um valor mensal por paciente
(dependendo do tipo de câncer) e esse valor é usado para cobrir
todos os custos do tratamento como:
 Medicamentos;
 Soluções em geral (soro glicosado, fisiológico, eletrólitos, etc.);
 Material em geral (equipos, luvas, agulhas, máscaras, aventais, etc.);
 Impressos;
 Limpeza e manutenção da unidade de quimioterapia;
 Entre outros custos.
O Ministério da Saúde elaborou diversos protocolos clínicos e
diretrizes terapêuticas, espécie de guias para o tratamento do
câncer oferecido, porém os hospitais não são obrigados a segui-
los. Servem apenas como sugestão.
Você deve estar se perguntando: mas se cada hospital decide
quais tratamentos irá oferecer ao seus pacientes, é possível que
existam hospitais que oferecem um tipo de tratamento melhor
do que outros, certo? Sim. Isso pode ocorrer.
Como a fiscalização do governo sobre o que cada hospital oferece
ao paciente é muito ruim e poucos hospitais dão transparência aos
seus protocolos, esse universo é uma verdadeira "caixa preta".
Vamos analisar um caso real para melhor ilustrar a nossa preocupação...
Em 2013, o Ministério da Saúde publicou uma diretriz clínica para
tratamento de um tipo de câncer de pulmão com mutações do
gene EGFR. A diretriz prevê que o melhor tratamento seria com o
uso dos medicamentos Gefitinibe ou Erlotinibe.
O preço desses medicamentos é
muito maior (mais de R$ 3 mil)
do que o valor que o SUS paga
aos hospitais pelo tratamento
desse tipo de câncer (R$ 1.100).
Diante disso, questionamos o Ministério da Saúde, por meio da Lei de
Acesso à Informação, como ter certeza que os hospitais ofereciam o
tratamento já que a conta aparentemente não fechava.
O Ministério informou que, como uma
pequena parcela dos pacientes com
câncer de pulmão são elegíveis ao
tratamento com estes medicamentos (mais
caros), a outra parcela que faz uso da
quimioterapia paliativa, com custo bem
inferior, compensaria a diferença de
valores.
Essa resposta nos preocupou, sobretudo considerando que a
fiscalização sobre o que é de fato disponibilizado ao paciente é
quase inexistente. Nem o próprio Ministério da Saúde tem
certeza se os paciente estão recebendo esses tratamentos.
Há uma única certeza nisso tudo: ninguém era capaz de afirmar
e muito menos provar que o sistema garante aos pacientes um
tratamento de qualidade e igualitário nos quase de 300
hospitais habilitados em oncologia no SUS. Ninguém tinha
certeza se o "meu SUS é igual ao seu SUS".
Foi com base nisso que o Instituto Oncoguia criou a OPERAÇÃO UNIFORME,
com o objetivo de identificar se há ou não uma uniformidade mínima nos
protocolos de tratamento utilizados pelos hospitais habilitados em oncologia
no SUS e, a partir daí, iniciar uma discussão mais profunda sobre os modelos
de remuneração e a transparência das informações, de modo a permitir que
toda a sociedade tenha confiança no sistema e consiga, junto com os órgãos
de controle, fiscalizar efetivamente a política de atenção oncológica.
Na primeira fase da operação, iniciada em outubro de 2015, o
Instituto Oncoguia realizou um levantamento sobre os
tratamentos oferecidos pelas unidades habilitadas em oncologia
no SUS.
Por meio da Lei de Acesso à Informação, foram
enviadas solicitações de protocolos clínicos para várias
unidades habilitadas em Oncologia no SUS no país
inteiro.
Várias instituições que não enviaram seus protocolos se enquadraram em
unidades que não atendem SUS, não são habilitadas em oncologia, se limitam
ao serviço cirúrgico, ou estão em fase de elaboração/atualização de seus
protocolos.
O Instituto Oncoguia recebeu 52 respostas que
subsidiaram o estudo da primeira fase desta
iniciativa.
Este primeiro levantamento da Operação Uniforme resultou na
elaboração do artigo “Diferenças no tratamento sistêmico do
câncer no Brasil: meu SUS é diferente do teu SUS”, publicado no
Brazilian Journal of Oncology, mostrando que sim, existe uma
grande diferença dos tratamentos oferecidos aos pacientes do SUS
em todo o país.
Atualmente o Oncoguia está desenvolvendo a
2ª fase da OPERAÇÃO UNIFORME, analisando
os dados coletados, discutindo e levantando
novas ideias para dar sequência a esta nova
etapa.
Confira os informes abaixo e fique por dentro dos detalhes desta
operação!
CONTINUE ACOMPANHANDO!!!
[OPERAÇÃO UNIFORME] Fase 1: Meu SUS é igual ao seu SUS?

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

2º Fórum da Saúde Suplementar - Marcio Coriolano
2º Fórum da Saúde Suplementar - Marcio Coriolano   2º Fórum da Saúde Suplementar - Marcio Coriolano
2º Fórum da Saúde Suplementar - Marcio Coriolano CNseg
 
Rol da ANS e Lei 12.880
Rol da ANS e Lei 12.880Rol da ANS e Lei 12.880
Rol da ANS e Lei 12.880Oncoguia
 
3º FÓRUM DA SAÚDE SUPLEMENTAR - LUIZ ROBERTO CUNHA
3º FÓRUM DA SAÚDE SUPLEMENTAR - LUIZ ROBERTO CUNHA3º FÓRUM DA SAÚDE SUPLEMENTAR - LUIZ ROBERTO CUNHA
3º FÓRUM DA SAÚDE SUPLEMENTAR - LUIZ ROBERTO CUNHACNseg
 
6ª Conferência de Proteção do Consumidor de Seguros - Silas Rivelle
6ª Conferência  de Proteção do Consumidor de Seguros - Silas Rivelle6ª Conferência  de Proteção do Consumidor de Seguros - Silas Rivelle
6ª Conferência de Proteção do Consumidor de Seguros - Silas RivelleCNseg
 
Gestão hospitalar unifesp out2010 lima samaritano epm júnior
Gestão hospitalar unifesp out2010 lima samaritano epm júniorGestão hospitalar unifesp out2010 lima samaritano epm júnior
Gestão hospitalar unifesp out2010 lima samaritano epm júniorEPMJunior
 
17ª videoconferência Conitec em Evidência- Judicialização da Saúde
17ª videoconferência Conitec em Evidência- Judicialização da Saúde17ª videoconferência Conitec em Evidência- Judicialização da Saúde
17ª videoconferência Conitec em Evidência- Judicialização da SaúdeCONITEC
 
7º Fórum Oncoguia - 27/06/2017 - Rafael Kaliks
7º Fórum Oncoguia - 27/06/2017 - Rafael Kaliks7º Fórum Oncoguia - 27/06/2017 - Rafael Kaliks
7º Fórum Oncoguia - 27/06/2017 - Rafael KaliksOncoguia
 
FGV / IBRE – Gestão Hospitalar com Foco na Segurança do Paciente e nos Result...
FGV / IBRE – Gestão Hospitalar com Foco na Segurança do Paciente e nos Result...FGV / IBRE – Gestão Hospitalar com Foco na Segurança do Paciente e nos Result...
FGV / IBRE – Gestão Hospitalar com Foco na Segurança do Paciente e nos Result...FGV | Fundação Getulio Vargas
 
DEFESA PROFISSIONAL XV CONGRESSO MINEIRO DE UROLOGIA TIRADENTES MG 29 A 31 DE...
DEFESA PROFISSIONAL XV CONGRESSO MINEIRO DE UROLOGIA TIRADENTES MG 29 A 31 DE...DEFESA PROFISSIONAL XV CONGRESSO MINEIRO DE UROLOGIA TIRADENTES MG 29 A 31 DE...
DEFESA PROFISSIONAL XV CONGRESSO MINEIRO DE UROLOGIA TIRADENTES MG 29 A 31 DE...Urovideo.org
 
2 Fórum da Saúde Suplementar - José Cechin
2 Fórum da Saúde Suplementar - José Cechin   2 Fórum da Saúde Suplementar - José Cechin
2 Fórum da Saúde Suplementar - José Cechin CNseg
 
Operação Waze - Diagnóstico Precoce e Transparência nas Filas do SUS
Operação Waze - Diagnóstico Precoce e Transparência nas Filas do SUSOperação Waze - Diagnóstico Precoce e Transparência nas Filas do SUS
Operação Waze - Diagnóstico Precoce e Transparência nas Filas do SUSOncoguia
 
2º Fórum da Saúde Suplementar - Edmond Barras
2º Fórum da Saúde Suplementar - Edmond Barras    2º Fórum da Saúde Suplementar - Edmond Barras
2º Fórum da Saúde Suplementar - Edmond Barras CNseg
 
Participação Social: transparência e estrategias de comunicação nas decisões ...
Participação Social: transparência e estrategias de comunicação nas decisões ...Participação Social: transparência e estrategias de comunicação nas decisões ...
Participação Social: transparência e estrategias de comunicação nas decisões ...CONITEC
 
2º Fórum da Saúde Suplementar - Ney Weidemann Neto
2º Fórum da Saúde Suplementar - Ney Weidemann Neto2º Fórum da Saúde Suplementar - Ney Weidemann Neto
2º Fórum da Saúde Suplementar - Ney Weidemann NetoCNseg
 
Diário da saúde 3 (1)
Diário da saúde 3 (1)Diário da saúde 3 (1)
Diário da saúde 3 (1)Marketingipm
 

Mais procurados (15)

2º Fórum da Saúde Suplementar - Marcio Coriolano
2º Fórum da Saúde Suplementar - Marcio Coriolano   2º Fórum da Saúde Suplementar - Marcio Coriolano
2º Fórum da Saúde Suplementar - Marcio Coriolano
 
Rol da ANS e Lei 12.880
Rol da ANS e Lei 12.880Rol da ANS e Lei 12.880
Rol da ANS e Lei 12.880
 
3º FÓRUM DA SAÚDE SUPLEMENTAR - LUIZ ROBERTO CUNHA
3º FÓRUM DA SAÚDE SUPLEMENTAR - LUIZ ROBERTO CUNHA3º FÓRUM DA SAÚDE SUPLEMENTAR - LUIZ ROBERTO CUNHA
3º FÓRUM DA SAÚDE SUPLEMENTAR - LUIZ ROBERTO CUNHA
 
6ª Conferência de Proteção do Consumidor de Seguros - Silas Rivelle
6ª Conferência  de Proteção do Consumidor de Seguros - Silas Rivelle6ª Conferência  de Proteção do Consumidor de Seguros - Silas Rivelle
6ª Conferência de Proteção do Consumidor de Seguros - Silas Rivelle
 
Gestão hospitalar unifesp out2010 lima samaritano epm júnior
Gestão hospitalar unifesp out2010 lima samaritano epm júniorGestão hospitalar unifesp out2010 lima samaritano epm júnior
Gestão hospitalar unifesp out2010 lima samaritano epm júnior
 
17ª videoconferência Conitec em Evidência- Judicialização da Saúde
17ª videoconferência Conitec em Evidência- Judicialização da Saúde17ª videoconferência Conitec em Evidência- Judicialização da Saúde
17ª videoconferência Conitec em Evidência- Judicialização da Saúde
 
7º Fórum Oncoguia - 27/06/2017 - Rafael Kaliks
7º Fórum Oncoguia - 27/06/2017 - Rafael Kaliks7º Fórum Oncoguia - 27/06/2017 - Rafael Kaliks
7º Fórum Oncoguia - 27/06/2017 - Rafael Kaliks
 
FGV / IBRE – Gestão Hospitalar com Foco na Segurança do Paciente e nos Result...
FGV / IBRE – Gestão Hospitalar com Foco na Segurança do Paciente e nos Result...FGV / IBRE – Gestão Hospitalar com Foco na Segurança do Paciente e nos Result...
FGV / IBRE – Gestão Hospitalar com Foco na Segurança do Paciente e nos Result...
 
DEFESA PROFISSIONAL XV CONGRESSO MINEIRO DE UROLOGIA TIRADENTES MG 29 A 31 DE...
DEFESA PROFISSIONAL XV CONGRESSO MINEIRO DE UROLOGIA TIRADENTES MG 29 A 31 DE...DEFESA PROFISSIONAL XV CONGRESSO MINEIRO DE UROLOGIA TIRADENTES MG 29 A 31 DE...
DEFESA PROFISSIONAL XV CONGRESSO MINEIRO DE UROLOGIA TIRADENTES MG 29 A 31 DE...
 
2 Fórum da Saúde Suplementar - José Cechin
2 Fórum da Saúde Suplementar - José Cechin   2 Fórum da Saúde Suplementar - José Cechin
2 Fórum da Saúde Suplementar - José Cechin
 
Operação Waze - Diagnóstico Precoce e Transparência nas Filas do SUS
Operação Waze - Diagnóstico Precoce e Transparência nas Filas do SUSOperação Waze - Diagnóstico Precoce e Transparência nas Filas do SUS
Operação Waze - Diagnóstico Precoce e Transparência nas Filas do SUS
 
2º Fórum da Saúde Suplementar - Edmond Barras
2º Fórum da Saúde Suplementar - Edmond Barras    2º Fórum da Saúde Suplementar - Edmond Barras
2º Fórum da Saúde Suplementar - Edmond Barras
 
Participação Social: transparência e estrategias de comunicação nas decisões ...
Participação Social: transparência e estrategias de comunicação nas decisões ...Participação Social: transparência e estrategias de comunicação nas decisões ...
Participação Social: transparência e estrategias de comunicação nas decisões ...
 
2º Fórum da Saúde Suplementar - Ney Weidemann Neto
2º Fórum da Saúde Suplementar - Ney Weidemann Neto2º Fórum da Saúde Suplementar - Ney Weidemann Neto
2º Fórum da Saúde Suplementar - Ney Weidemann Neto
 
Diário da saúde 3 (1)
Diário da saúde 3 (1)Diário da saúde 3 (1)
Diário da saúde 3 (1)
 

Semelhante a [OPERAÇÃO UNIFORME] Fase 1: Meu SUS é igual ao seu SUS?

Fórum Nacional Oncoguia é destaque na Folha de S.Paulo
Fórum Nacional Oncoguia é destaque na Folha de S.PauloFórum Nacional Oncoguia é destaque na Folha de S.Paulo
Fórum Nacional Oncoguia é destaque na Folha de S.PauloOncoguia
 
V seminário internacional em promoção da saúd1
V seminário internacional em promoção da saúd1V seminário internacional em promoção da saúd1
V seminário internacional em promoção da saúd1Vilma Pereira da Silva
 
Livro - Farmácia Clínica e Serviços Farmacêuticos
Livro - Farmácia Clínica e Serviços FarmacêuticosLivro - Farmácia Clínica e Serviços Farmacêuticos
Livro - Farmácia Clínica e Serviços FarmacêuticosCassyano Correr
 
7º Fórum Oncoguia - 27/06/2017 - Cláudio Cordovil
7º Fórum Oncoguia - 27/06/2017 - Cláudio Cordovil7º Fórum Oncoguia - 27/06/2017 - Cláudio Cordovil
7º Fórum Oncoguia - 27/06/2017 - Cláudio CordovilOncoguia
 
Pesquisas do Oncoguia mostra visão sobre câncer por quem mora na favela
Pesquisas do Oncoguia mostra visão sobre câncer por quem mora na favelaPesquisas do Oncoguia mostra visão sobre câncer por quem mora na favela
Pesquisas do Oncoguia mostra visão sobre câncer por quem mora na favelaOncoguia
 
Quando devo consultar um oncologista?
Quando devo consultar um oncologista?Quando devo consultar um oncologista?
Quando devo consultar um oncologista?Tookmed
 
Resumo Diretrizes INCA 2018.pdf
Resumo Diretrizes INCA 2018.pdfResumo Diretrizes INCA 2018.pdf
Resumo Diretrizes INCA 2018.pdfCristina Costa
 
Resumo Diretrizes INCA 2018.pdf
Resumo Diretrizes INCA 2018.pdfResumo Diretrizes INCA 2018.pdf
Resumo Diretrizes INCA 2018.pdfCristina Costa
 
Por uma oncologia mais atual e justa
 Por uma oncologia mais atual e justa Por uma oncologia mais atual e justa
Por uma oncologia mais atual e justaOncoguia
 
Assistencia farmaceutica
Assistencia farmaceuticaAssistencia farmaceutica
Assistencia farmaceuticajlpgemeinder
 
Assistência Clínica na Farmacoterapia Antineoplásica Oral: uma experiência pr...
Assistência Clínica na Farmacoterapia Antineoplásica Oral: uma experiência pr...Assistência Clínica na Farmacoterapia Antineoplásica Oral: uma experiência pr...
Assistência Clínica na Farmacoterapia Antineoplásica Oral: uma experiência pr...martinsfmf
 
Inca anuncia novas recomendações para tratamento do câncer de mama
Inca anuncia novas recomendações para tratamento do câncer de mamaInca anuncia novas recomendações para tratamento do câncer de mama
Inca anuncia novas recomendações para tratamento do câncer de mamaMinistério da Saúde
 
Livro cancroprostataspreed
Livro cancroprostataspreedLivro cancroprostataspreed
Livro cancroprostataspreedSandra Ramos
 
Entrevista Hepatite C Diario Serra Botucatu Jun 2015
Entrevista Hepatite C Diario Serra Botucatu Jun 2015Entrevista Hepatite C Diario Serra Botucatu Jun 2015
Entrevista Hepatite C Diario Serra Botucatu Jun 2015Alexandre Naime Barbosa
 
12 social
12 social12 social
12 socialitesoto
 

Semelhante a [OPERAÇÃO UNIFORME] Fase 1: Meu SUS é igual ao seu SUS? (20)

Fórum Nacional Oncoguia é destaque na Folha de S.Paulo
Fórum Nacional Oncoguia é destaque na Folha de S.PauloFórum Nacional Oncoguia é destaque na Folha de S.Paulo
Fórum Nacional Oncoguia é destaque na Folha de S.Paulo
 
V seminário internacional em promoção da saúd1
V seminário internacional em promoção da saúd1V seminário internacional em promoção da saúd1
V seminário internacional em promoção da saúd1
 
Nova declaração da OMS sobre TAXAS de CESÁREAS
Nova declaração da OMS sobre TAXAS de CESÁREASNova declaração da OMS sobre TAXAS de CESÁREAS
Nova declaração da OMS sobre TAXAS de CESÁREAS
 
Livro - Farmácia Clínica e Serviços Farmacêuticos
Livro - Farmácia Clínica e Serviços FarmacêuticosLivro - Farmácia Clínica e Serviços Farmacêuticos
Livro - Farmácia Clínica e Serviços Farmacêuticos
 
7º Fórum Oncoguia - 27/06/2017 - Cláudio Cordovil
7º Fórum Oncoguia - 27/06/2017 - Cláudio Cordovil7º Fórum Oncoguia - 27/06/2017 - Cláudio Cordovil
7º Fórum Oncoguia - 27/06/2017 - Cláudio Cordovil
 
Pesquisas do Oncoguia mostra visão sobre câncer por quem mora na favela
Pesquisas do Oncoguia mostra visão sobre câncer por quem mora na favelaPesquisas do Oncoguia mostra visão sobre câncer por quem mora na favela
Pesquisas do Oncoguia mostra visão sobre câncer por quem mora na favela
 
ATUALIDADES 26-8.pptx
ATUALIDADES 26-8.pptxATUALIDADES 26-8.pptx
ATUALIDADES 26-8.pptx
 
Quando devo consultar um oncologista?
Quando devo consultar um oncologista?Quando devo consultar um oncologista?
Quando devo consultar um oncologista?
 
Resumo Diretrizes INCA 2018.pdf
Resumo Diretrizes INCA 2018.pdfResumo Diretrizes INCA 2018.pdf
Resumo Diretrizes INCA 2018.pdf
 
Resumo Diretrizes INCA 2018.pdf
Resumo Diretrizes INCA 2018.pdfResumo Diretrizes INCA 2018.pdf
Resumo Diretrizes INCA 2018.pdf
 
Por uma oncologia mais atual e justa
 Por uma oncologia mais atual e justa Por uma oncologia mais atual e justa
Por uma oncologia mais atual e justa
 
V10n3a21
V10n3a21V10n3a21
V10n3a21
 
Assistencia farmaceutica
Assistencia farmaceuticaAssistencia farmaceutica
Assistencia farmaceutica
 
Assistência Clínica na Farmacoterapia Antineoplásica Oral: uma experiência pr...
Assistência Clínica na Farmacoterapia Antineoplásica Oral: uma experiência pr...Assistência Clínica na Farmacoterapia Antineoplásica Oral: uma experiência pr...
Assistência Clínica na Farmacoterapia Antineoplásica Oral: uma experiência pr...
 
Inca anuncia novas recomendações para tratamento do câncer de mama
Inca anuncia novas recomendações para tratamento do câncer de mamaInca anuncia novas recomendações para tratamento do câncer de mama
Inca anuncia novas recomendações para tratamento do câncer de mama
 
Livro cancroprostataspreed
Livro cancroprostataspreedLivro cancroprostataspreed
Livro cancroprostataspreed
 
Entrevista Hepatite C Diario Serra Botucatu Jun 2015
Entrevista Hepatite C Diario Serra Botucatu Jun 2015Entrevista Hepatite C Diario Serra Botucatu Jun 2015
Entrevista Hepatite C Diario Serra Botucatu Jun 2015
 
Reaprendizagem: um desafio para a cadeia da Saúde
Reaprendizagem: um desafio para a cadeia da SaúdeReaprendizagem: um desafio para a cadeia da Saúde
Reaprendizagem: um desafio para a cadeia da Saúde
 
12 social
12 social12 social
12 social
 
Trabalho pdh
Trabalho pdh Trabalho pdh
Trabalho pdh
 

Mais de Oncoguia

Câncer de mama: pontos que merecem atenção!
Câncer de mama: pontos que merecem atenção!Câncer de mama: pontos que merecem atenção!
Câncer de mama: pontos que merecem atenção!Oncoguia
 
Feelings about Radiotherapy: the Brazilian Cancer Patients' Perspective
Feelings about Radiotherapy: the Brazilian Cancer Patients' PerspectiveFeelings about Radiotherapy: the Brazilian Cancer Patients' Perspective
Feelings about Radiotherapy: the Brazilian Cancer Patients' PerspectiveOncoguia
 
Insights from a Brazilian Patient Group
Insights from a Brazilian Patient GroupInsights from a Brazilian Patient Group
Insights from a Brazilian Patient GroupOncoguia
 
Return to work after breast cancer: disparities among patients treated in pub...
Return to work after breast cancer: disparities among patients treated in pub...Return to work after breast cancer: disparities among patients treated in pub...
Return to work after breast cancer: disparities among patients treated in pub...Oncoguia
 
Obesidade e câncer nas políticas públicas
Obesidade e câncer nas políticas públicasObesidade e câncer nas políticas públicas
Obesidade e câncer nas políticas públicasOncoguia
 
Percepções e prioridades do câncer nas favelas brasileiras
Percepções e prioridades do câncer nas favelas brasileirasPercepções e prioridades do câncer nas favelas brasileiras
Percepções e prioridades do câncer nas favelas brasileirasOncoguia
 
Consultas Públicas do SUS / Paciente oncológico: informe-se e participe!
Consultas Públicas do SUS / Paciente oncológico: informe-se e participe!Consultas Públicas do SUS / Paciente oncológico: informe-se e participe!
Consultas Públicas do SUS / Paciente oncológico: informe-se e participe!Oncoguia
 
Impactos do Câncer na vida dos familiares cuidadores
Impactos do Câncer na vida dos familiares cuidadoresImpactos do Câncer na vida dos familiares cuidadores
Impactos do Câncer na vida dos familiares cuidadoresOncoguia
 
Cosaúde e o processo de incorporação de tecnologias oncológicas
Cosaúde e o processo de incorporação de tecnologias oncológicasCosaúde e o processo de incorporação de tecnologias oncológicas
Cosaúde e o processo de incorporação de tecnologias oncológicasOncoguia
 
Relatório de atividades do Instituto Oncoguia / 2021
Relatório de atividades do Instituto Oncoguia / 2021Relatório de atividades do Instituto Oncoguia / 2021
Relatório de atividades do Instituto Oncoguia / 2021Oncoguia
 
Percepções da população brasileira sobre o câncer
Percepções da população brasileira sobre o câncerPercepções da população brasileira sobre o câncer
Percepções da população brasileira sobre o câncerOncoguia
 
Datafolha_Oncoguia_PercepcoesSobreOCancer .pdf
Datafolha_Oncoguia_PercepcoesSobreOCancer .pdfDatafolha_Oncoguia_PercepcoesSobreOCancer .pdf
Datafolha_Oncoguia_PercepcoesSobreOCancer .pdfOncoguia
 
Como contribuir em Consulta Pública da Conitec
Como contribuir em Consulta Pública da ConitecComo contribuir em Consulta Pública da Conitec
Como contribuir em Consulta Pública da ConitecOncoguia
 
Contribuição Oncoguia com a ATS na SS - 03.2022
Contribuição Oncoguia com a ATS na SS - 03.2022Contribuição Oncoguia com a ATS na SS - 03.2022
Contribuição Oncoguia com a ATS na SS - 03.2022Oncoguia
 
Study of cancer patient's communication of pain to the health team
Study of cancer patient's communication of pain to the health teamStudy of cancer patient's communication of pain to the health team
Study of cancer patient's communication of pain to the health teamOncoguia
 
How can we help: The needs of those seeking breast cancer information and sup...
How can we help: The needs of those seeking breast cancer information and sup...How can we help: The needs of those seeking breast cancer information and sup...
How can we help: The needs of those seeking breast cancer information and sup...Oncoguia
 
Caring for colorectal cancer patients: the perspective of informal caregivers...
Caring for colorectal cancer patients: the perspective of informal caregivers...Caring for colorectal cancer patients: the perspective of informal caregivers...
Caring for colorectal cancer patients: the perspective of informal caregivers...Oncoguia
 
Cancer de fígado - ILNC
Cancer de fígado - ILNCCancer de fígado - ILNC
Cancer de fígado - ILNCOncoguia
 
Como contribuir em consulta pública da Conitec
Como contribuir em consulta pública da ConitecComo contribuir em consulta pública da Conitec
Como contribuir em consulta pública da ConitecOncoguia
 
Carta de Prioridades sobre Câncer de Rim
Carta de Prioridades sobre Câncer de RimCarta de Prioridades sobre Câncer de Rim
Carta de Prioridades sobre Câncer de RimOncoguia
 

Mais de Oncoguia (20)

Câncer de mama: pontos que merecem atenção!
Câncer de mama: pontos que merecem atenção!Câncer de mama: pontos que merecem atenção!
Câncer de mama: pontos que merecem atenção!
 
Feelings about Radiotherapy: the Brazilian Cancer Patients' Perspective
Feelings about Radiotherapy: the Brazilian Cancer Patients' PerspectiveFeelings about Radiotherapy: the Brazilian Cancer Patients' Perspective
Feelings about Radiotherapy: the Brazilian Cancer Patients' Perspective
 
Insights from a Brazilian Patient Group
Insights from a Brazilian Patient GroupInsights from a Brazilian Patient Group
Insights from a Brazilian Patient Group
 
Return to work after breast cancer: disparities among patients treated in pub...
Return to work after breast cancer: disparities among patients treated in pub...Return to work after breast cancer: disparities among patients treated in pub...
Return to work after breast cancer: disparities among patients treated in pub...
 
Obesidade e câncer nas políticas públicas
Obesidade e câncer nas políticas públicasObesidade e câncer nas políticas públicas
Obesidade e câncer nas políticas públicas
 
Percepções e prioridades do câncer nas favelas brasileiras
Percepções e prioridades do câncer nas favelas brasileirasPercepções e prioridades do câncer nas favelas brasileiras
Percepções e prioridades do câncer nas favelas brasileiras
 
Consultas Públicas do SUS / Paciente oncológico: informe-se e participe!
Consultas Públicas do SUS / Paciente oncológico: informe-se e participe!Consultas Públicas do SUS / Paciente oncológico: informe-se e participe!
Consultas Públicas do SUS / Paciente oncológico: informe-se e participe!
 
Impactos do Câncer na vida dos familiares cuidadores
Impactos do Câncer na vida dos familiares cuidadoresImpactos do Câncer na vida dos familiares cuidadores
Impactos do Câncer na vida dos familiares cuidadores
 
Cosaúde e o processo de incorporação de tecnologias oncológicas
Cosaúde e o processo de incorporação de tecnologias oncológicasCosaúde e o processo de incorporação de tecnologias oncológicas
Cosaúde e o processo de incorporação de tecnologias oncológicas
 
Relatório de atividades do Instituto Oncoguia / 2021
Relatório de atividades do Instituto Oncoguia / 2021Relatório de atividades do Instituto Oncoguia / 2021
Relatório de atividades do Instituto Oncoguia / 2021
 
Percepções da população brasileira sobre o câncer
Percepções da população brasileira sobre o câncerPercepções da população brasileira sobre o câncer
Percepções da população brasileira sobre o câncer
 
Datafolha_Oncoguia_PercepcoesSobreOCancer .pdf
Datafolha_Oncoguia_PercepcoesSobreOCancer .pdfDatafolha_Oncoguia_PercepcoesSobreOCancer .pdf
Datafolha_Oncoguia_PercepcoesSobreOCancer .pdf
 
Como contribuir em Consulta Pública da Conitec
Como contribuir em Consulta Pública da ConitecComo contribuir em Consulta Pública da Conitec
Como contribuir em Consulta Pública da Conitec
 
Contribuição Oncoguia com a ATS na SS - 03.2022
Contribuição Oncoguia com a ATS na SS - 03.2022Contribuição Oncoguia com a ATS na SS - 03.2022
Contribuição Oncoguia com a ATS na SS - 03.2022
 
Study of cancer patient's communication of pain to the health team
Study of cancer patient's communication of pain to the health teamStudy of cancer patient's communication of pain to the health team
Study of cancer patient's communication of pain to the health team
 
How can we help: The needs of those seeking breast cancer information and sup...
How can we help: The needs of those seeking breast cancer information and sup...How can we help: The needs of those seeking breast cancer information and sup...
How can we help: The needs of those seeking breast cancer information and sup...
 
Caring for colorectal cancer patients: the perspective of informal caregivers...
Caring for colorectal cancer patients: the perspective of informal caregivers...Caring for colorectal cancer patients: the perspective of informal caregivers...
Caring for colorectal cancer patients: the perspective of informal caregivers...
 
Cancer de fígado - ILNC
Cancer de fígado - ILNCCancer de fígado - ILNC
Cancer de fígado - ILNC
 
Como contribuir em consulta pública da Conitec
Como contribuir em consulta pública da ConitecComo contribuir em consulta pública da Conitec
Como contribuir em consulta pública da Conitec
 
Carta de Prioridades sobre Câncer de Rim
Carta de Prioridades sobre Câncer de RimCarta de Prioridades sobre Câncer de Rim
Carta de Prioridades sobre Câncer de Rim
 

Último

Manual Técnico para Diagnóstico da Infecção pelo HIV.pdf
Manual Técnico para Diagnóstico da Infecção pelo HIV.pdfManual Técnico para Diagnóstico da Infecção pelo HIV.pdf
Manual Técnico para Diagnóstico da Infecção pelo HIV.pdfDanieldaSade
 
01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdf
01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdf01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdf
01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdfIANAHAAS
 
Alimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades Públicas
Alimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades PúblicasAlimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades Públicas
Alimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades PúblicasProf. Marcus Renato de Carvalho
 
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUSHomens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUSProf. Marcus Renato de Carvalho
 
Altas habilidades/superdotação. Adelino Felisberto
Altas habilidades/superdotação. Adelino FelisbertoAltas habilidades/superdotação. Adelino Felisberto
Altas habilidades/superdotação. Adelino Felisbertoadelinofelisberto3
 
Características gerais dos vírus- Estrutura, ciclos
Características gerais dos vírus- Estrutura, ciclosCaracterísticas gerais dos vírus- Estrutura, ciclos
Características gerais dos vírus- Estrutura, ciclosThaiseGerber2
 
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdfrelatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdfHELLEN CRISTINA
 
relatorio ciencias morfofuncion ais.pdf
relatorio ciencias morfofuncion  ais.pdfrelatorio ciencias morfofuncion  ais.pdf
relatorio ciencias morfofuncion ais.pdfHELLEN CRISTINA
 
Manual Técnico para Diagnóstico da Sífilis.pdf
Manual Técnico para Diagnóstico da Sífilis.pdfManual Técnico para Diagnóstico da Sífilis.pdf
Manual Técnico para Diagnóstico da Sífilis.pdfDanieldaSade
 
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdfRELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdfHELLEN CRISTINA
 

Último (10)

Manual Técnico para Diagnóstico da Infecção pelo HIV.pdf
Manual Técnico para Diagnóstico da Infecção pelo HIV.pdfManual Técnico para Diagnóstico da Infecção pelo HIV.pdf
Manual Técnico para Diagnóstico da Infecção pelo HIV.pdf
 
01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdf
01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdf01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdf
01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdf
 
Alimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades Públicas
Alimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades PúblicasAlimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades Públicas
Alimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades Públicas
 
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUSHomens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
 
Altas habilidades/superdotação. Adelino Felisberto
Altas habilidades/superdotação. Adelino FelisbertoAltas habilidades/superdotação. Adelino Felisberto
Altas habilidades/superdotação. Adelino Felisberto
 
Características gerais dos vírus- Estrutura, ciclos
Características gerais dos vírus- Estrutura, ciclosCaracterísticas gerais dos vírus- Estrutura, ciclos
Características gerais dos vírus- Estrutura, ciclos
 
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdfrelatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
 
relatorio ciencias morfofuncion ais.pdf
relatorio ciencias morfofuncion  ais.pdfrelatorio ciencias morfofuncion  ais.pdf
relatorio ciencias morfofuncion ais.pdf
 
Manual Técnico para Diagnóstico da Sífilis.pdf
Manual Técnico para Diagnóstico da Sífilis.pdfManual Técnico para Diagnóstico da Sífilis.pdf
Manual Técnico para Diagnóstico da Sífilis.pdf
 
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdfRELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
 

[OPERAÇÃO UNIFORME] Fase 1: Meu SUS é igual ao seu SUS?

  • 1. OPERAÇÃO UNIFORME FASE 1: MEU SUS É IGUAL AO SEU SUS?
  • 2. Na Oncologia não existe uma lista tabelada de medicamentos que o SUS deve disponibilizar aos pacientes. Cabe a cada hospital definir o seu próprio "cardápio" de tratamentos oferecidos.
  • 3. Esse modelo ocorre em razão do sistema de remuneração do SUS: os hospitais recebem um valor mensal por paciente (dependendo do tipo de câncer) e esse valor é usado para cobrir todos os custos do tratamento como:  Medicamentos;  Soluções em geral (soro glicosado, fisiológico, eletrólitos, etc.);  Material em geral (equipos, luvas, agulhas, máscaras, aventais, etc.);  Impressos;  Limpeza e manutenção da unidade de quimioterapia;  Entre outros custos.
  • 4. O Ministério da Saúde elaborou diversos protocolos clínicos e diretrizes terapêuticas, espécie de guias para o tratamento do câncer oferecido, porém os hospitais não são obrigados a segui- los. Servem apenas como sugestão.
  • 5. Você deve estar se perguntando: mas se cada hospital decide quais tratamentos irá oferecer ao seus pacientes, é possível que existam hospitais que oferecem um tipo de tratamento melhor do que outros, certo? Sim. Isso pode ocorrer.
  • 6. Como a fiscalização do governo sobre o que cada hospital oferece ao paciente é muito ruim e poucos hospitais dão transparência aos seus protocolos, esse universo é uma verdadeira "caixa preta". Vamos analisar um caso real para melhor ilustrar a nossa preocupação...
  • 7. Em 2013, o Ministério da Saúde publicou uma diretriz clínica para tratamento de um tipo de câncer de pulmão com mutações do gene EGFR. A diretriz prevê que o melhor tratamento seria com o uso dos medicamentos Gefitinibe ou Erlotinibe. O preço desses medicamentos é muito maior (mais de R$ 3 mil) do que o valor que o SUS paga aos hospitais pelo tratamento desse tipo de câncer (R$ 1.100).
  • 8. Diante disso, questionamos o Ministério da Saúde, por meio da Lei de Acesso à Informação, como ter certeza que os hospitais ofereciam o tratamento já que a conta aparentemente não fechava. O Ministério informou que, como uma pequena parcela dos pacientes com câncer de pulmão são elegíveis ao tratamento com estes medicamentos (mais caros), a outra parcela que faz uso da quimioterapia paliativa, com custo bem inferior, compensaria a diferença de valores.
  • 9. Essa resposta nos preocupou, sobretudo considerando que a fiscalização sobre o que é de fato disponibilizado ao paciente é quase inexistente. Nem o próprio Ministério da Saúde tem certeza se os paciente estão recebendo esses tratamentos. Há uma única certeza nisso tudo: ninguém era capaz de afirmar e muito menos provar que o sistema garante aos pacientes um tratamento de qualidade e igualitário nos quase de 300 hospitais habilitados em oncologia no SUS. Ninguém tinha certeza se o "meu SUS é igual ao seu SUS".
  • 10. Foi com base nisso que o Instituto Oncoguia criou a OPERAÇÃO UNIFORME, com o objetivo de identificar se há ou não uma uniformidade mínima nos protocolos de tratamento utilizados pelos hospitais habilitados em oncologia no SUS e, a partir daí, iniciar uma discussão mais profunda sobre os modelos de remuneração e a transparência das informações, de modo a permitir que toda a sociedade tenha confiança no sistema e consiga, junto com os órgãos de controle, fiscalizar efetivamente a política de atenção oncológica.
  • 11. Na primeira fase da operação, iniciada em outubro de 2015, o Instituto Oncoguia realizou um levantamento sobre os tratamentos oferecidos pelas unidades habilitadas em oncologia no SUS.
  • 12. Por meio da Lei de Acesso à Informação, foram enviadas solicitações de protocolos clínicos para várias unidades habilitadas em Oncologia no SUS no país inteiro.
  • 13. Várias instituições que não enviaram seus protocolos se enquadraram em unidades que não atendem SUS, não são habilitadas em oncologia, se limitam ao serviço cirúrgico, ou estão em fase de elaboração/atualização de seus protocolos. O Instituto Oncoguia recebeu 52 respostas que subsidiaram o estudo da primeira fase desta iniciativa.
  • 14. Este primeiro levantamento da Operação Uniforme resultou na elaboração do artigo “Diferenças no tratamento sistêmico do câncer no Brasil: meu SUS é diferente do teu SUS”, publicado no Brazilian Journal of Oncology, mostrando que sim, existe uma grande diferença dos tratamentos oferecidos aos pacientes do SUS em todo o país.
  • 15. Atualmente o Oncoguia está desenvolvendo a 2ª fase da OPERAÇÃO UNIFORME, analisando os dados coletados, discutindo e levantando novas ideias para dar sequência a esta nova etapa.
  • 16. Confira os informes abaixo e fique por dentro dos detalhes desta operação! CONTINUE ACOMPANHANDO!!!