Gestão de segurança em Rede 
Elenara Oliveira Ribas 
Gerente de risco
Brasil – Processo Histórico 
 1543 – Primeiro Hospital 
 1930 – Criação do Ministério da Educação e Saúde 
 1950-60 – M...
6 Hospitais 
próprios 
Hospitais do SSMD 
Hospital Mãe de Deus 
Centro Clínico Mãe de Deus 
Mãe de Deus Center 
COR Mãe de...
REDE DE 
HOSPITAIS 
PRIVADOS – 
SSMD
REDE DE 
HOSPITAIS 
PÚBLICOS – 
SSMD
Os desafios de uma operação em Rede 
1 - Sistema de Gestão 
• Gestão de Operação; 
• Gestão de Processos; 
• Gestão de Pro...
Integração 
 Sistema de financiamento 
 Sistema de gestão empresarial em todo o sistema 
Diferentes necessidades sistema...
protocolos 
 Criação dos núcleos de gestão de risco / núcleos 
de segurança do paciente 
 Decisão sobre os processos a s...
Gestão de Risco
INDICADOR 
HSL HNSN COR HGB HU HPS HLR HSAP BOM JESUS 
1 . Identificação do Paciente 
2 . Confirmação da Informação 
Verba...
Problemas 
 Formas de financiamento 
 Materiais e equipamentos para implantação 
◦ Disponibilidade 
◦ Adequação ex. álco...
Indicadores 
 Definição de coleta 
 Definição de metas individualizadas 
 Definição de formas de acompanhamento
acompanhamento 
Auditoria interna 
Unidade 
do 
sistema 
Auditoria externa 
SSMD 
Processos 
educativos SSMD 
Auditoria ex...
Superintendência 
Comitê de Qualidade e segurança 
Núcleo de 
segurança do 
paciente 
Núcleo de 
segurança do 
paciente 
N...
Evento grave 
CQS 
Analise e plano de 
ação 
revisão do 
processo nas 
demais 
unidades da 
rede 
Local
Muito obrigada 
elenara.ribas@maededeus.co 
m.br
Gestión de la Seguridad de Red
Gestión de la Seguridad de Red
Gestión de la Seguridad de Red
Gestión de la Seguridad de Red
Gestión de la Seguridad de Red
Gestión de la Seguridad de Red
Gestión de la Seguridad de Red
Gestión de la Seguridad de Red
Gestión de la Seguridad de Red
Gestión de la Seguridad de Red
Gestión de la Seguridad de Red
Gestión de la Seguridad de Red
Gestión de la Seguridad de Red
Gestión de la Seguridad de Red
Gestión de la Seguridad de Red
Gestión de la Seguridad de Red
Gestión de la Seguridad de Red
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Gestión de la Seguridad de Red

290 visualizações

Publicada em

Publicada em: Ciências
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
290
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Gestión de la Seguridad de Red

  1. 1. Gestão de segurança em Rede Elenara Oliveira Ribas Gerente de risco
  2. 2. Brasil – Processo Histórico  1543 – Primeiro Hospital  1930 – Criação do Ministério da Educação e Saúde  1950-60 – Medicina Previdenciária – cultura inflacionária  1988 – Bases de um “Sistema Nacional de Saúde” (SUS)  1990 – Código de Defesa do Consumidor  1994 – Plano Real  1997 – Universalização do acesso ao Ensino Fundamental  1999/2000 – Criação da ANVISA, ONA, ANS  2013 – Programa Nacional de Segurança do Paciente
  3. 3. 6 Hospitais próprios Hospitais do SSMD Hospital Mãe de Deus Centro Clínico Mãe de Deus Mãe de Deus Center COR Mãe de Deus Hospital Santa Luzia Hospital Nossa Senhora dos Navegantes 5 Hospitais públicos administrados pelo Mãe de Deus Hospital Universitário Hosp. Pronto Socorro Canoas Hospital Santo Antônio Hospital Bom Jesus
  4. 4. REDE DE HOSPITAIS PRIVADOS – SSMD
  5. 5. REDE DE HOSPITAIS PÚBLICOS – SSMD
  6. 6. Os desafios de uma operação em Rede 1 - Sistema de Gestão • Gestão de Operação; • Gestão de Processos; • Gestão de Projetos. 2 - Sistema de Informação • Sistema de Informação Clinica Informatizado (SICI); • Sistema de Gestão Empresarial (ERP); • Sistemas Especialistas. 3 – Gestão de Pessoas Este processo de gestão de pessoas deve estar alinhado com dois pressupostos: 1 - Um processo de educação e treinamento para a manutenção de competências e habilidades cognitivas, técnicas e psicomotoras de uma força de trabalho complexa e variada em termos de perfis formativos para a sua inserção competente no sistema proposto; 2 - Um processo de educação e desenvolvimento pessoal voltado para o desenvolvimento de potencialidades individuais, qualidades e atitudes que ensejem uma postura inovadora e empreendedora e a formação de equipes multiprofissionais de alto desempenho.
  7. 7. Integração  Sistema de financiamento  Sistema de gestão empresarial em todo o sistema Diferentes necessidades sistema publico e privado  Sistema de informação clinica Diferentes níveis de utilização  Sistemas especialistas Diferentes estruturas e financiamentos
  8. 8. protocolos  Criação dos núcleos de gestão de risco / núcleos de segurança do paciente  Decisão sobre os processos a serem implantados em cada hospital / unidade de saúde  Definição dos protocolos corporativos implantação
  9. 9. Gestão de Risco
  10. 10. INDICADOR HSL HNSN COR HGB HU HPS HLR HSAP BOM JESUS 1 . Identificação do Paciente 2 . Confirmação da Informação Verbal 3 . Segurança de Medicamentos de Alta Vigilância 4. Cirurgia Segura 5 . Reduzir o Risco de Adquirir Infecções 6 . Reduzir o n° de lesões decorrentes de quedas 7.Incidência de UP por 1000 pac-dia 8.Taxa de prescrição até 15h 9.Incidência de FLEBITE em pacientes internados 10.Readmissão em < 48h 11. Taxa de Pneumonia X VMI 12.Taxa de Infecção de Corrente Sanguíneas X CVC 13.Taxa de Pneumonia X VM RNMBP 14. ICS associada a CVC / CU RNMBP 15. Taxa de Uso de ABT profilático na indução anestésica 16.Taxa de pac c/ ISC pós cir Limpas 17.Taxa de utilização de Cefazolina na Indução Anestésica ( escolha Correta) 18.Retorno da mãe à sala de parto ou ao CO, devido a alguma complicação 19.Taxa de pac c/ ISC pós cir
  11. 11. Problemas  Formas de financiamento  Materiais e equipamentos para implantação ◦ Disponibilidade ◦ Adequação ex. álcool gel  Compras conjuntas  Alinhamento de conceitos e atitudes
  12. 12. Indicadores  Definição de coleta  Definição de metas individualizadas  Definição de formas de acompanhamento
  13. 13. acompanhamento Auditoria interna Unidade do sistema Auditoria externa SSMD Processos educativos SSMD Auditoria externa acreditação
  14. 14. Superintendência Comitê de Qualidade e segurança Núcleo de segurança do paciente Núcleo de segurança do paciente Núcleo de segurança do paciente
  15. 15. Evento grave CQS Analise e plano de ação revisão do processo nas demais unidades da rede Local
  16. 16. Muito obrigada elenara.ribas@maededeus.co m.br

×