SlideShare uma empresa Scribd logo
PANORAMA MUNDIAL
  DA LOGÍSTICA E
CUSTOS LOGÍSTICOS
CUSTOS LOGÍSTICOS

 MUNDO = US$ 3,2 TRI = 11% do PIB mundial.

    AMÉRICA DO NORTE              US$ 1,137 trilhão
    EUROPA                        US$   870 bilhões
    ÁSIA                          US$   824 bilhões
    AMÉRICA DO SUL                US$   220 bilhões
    ÁFRICA                        US$    77 bilhões
    OCEANIA                       US$    63 bilhões
    AMÉRICA CENTRAL               US$    15 bilhões
GRÁFICO DE PARTICIPAÇÃO DOS CONTINENTES NOS
                          CUSTOS LOGISTICOS


             1.200,000


             1.000,000


              800,000
EM BILHÕES




              600,000


              400,000


              200,000


                  -
                         AMÉRICA EUROPA   ÁSIA   AMÉRICA   ÁFRICA   OCEANIA    AMÉRICA
                         DO NORTE                DO SUL                       CENTRAL


                                          CONTINENTES
A MAIOR EMPRESA LOGÍSTICA DO MUNDO


 1º - UPS – UNITED PARCEL SERVICE

 FUNDAÇÃO: 1907 – SEDE: ATLANTA - GEORGIA

 VALOR DE MERCADO = US$ 72 bilhões

 Nº. FUNCIONÁRIOS EM TODO MUNDO = 355.000

 FROTA TERRESTRE = 150.000 veículos e 600 aviões

 ENTREGA EM MÉDIA = 3 bilhões pacotes e docs -
200 países.
A LOGÍSTICA NO MUNDO


 ESTADOS UNIDOS

 EUROPA OCIDENTAL

 ÁSIA

 CHINA

 BRASIL
ESTADOS UNIDOS
 CUSTOS LOGÍSTICOS = US$ 1,006 trilhão = 9% do PIB

 Nº. EMPRESAS DE LOGÍSTICA = 5.000

 3º MAIOR PRODUTOR DE CAMINHÕES DO MUNDO E MAIOR FROTA DE CARROS
DO MUNDO

 HABITANTE X VEICULO = 1,2        BRASIL = 8,8

 PERFIL = FOCO NOS CLIENTES ATUAIS E NÃO EM NOVOS

 GASTAM 43% DE SEU ORÇAMENTO EM LOGÍSTICA
 SERVIÇOS MAIS UTILIZADOS = AUDITORIA E PAGTO DE FRETES, CONSOLIDAÇÃO DE
EMBARQUES, DESPACHOS ADUANEIROS E GESTÃO DE ARMAZÉNS.

 UPS, FEDEX, RYDER, PENSKE, EGL, EXPEDITORS, MCLANE (EXEL E DANZAS)

 FATURAMENTO OPERADORES = US$ 77 bilhões
     75% MPES = 50 bi
     25% TOP 50 = 27 bi
EUROPA OCIDENTAL



 CUSTOS LOGÍSTICOS - US$ 160 bilhões

 PERFIL - MERCADO COM MUITAS FUSÕES E AQUISIÇÕES

 GASTAM 74% DE SEU ORÇAMENTO EM LOGÍSTICA – O MAIS
ALTO DO MUNDO

 MERCADO FRAGMENTADO – DECISÕES DO CLIENTE
BASEADO NO PREÇO

 DANZAS, SCHENKEL, EXEL, GEODIS E KUEHNE-NAGEL

 FATURAMENTO OPERADORES - US$ 40 bilhões
ÁSIA

 MERCADO ATUAL = MERCADO AMERICANO 10 ANOS ATRÁS

 MUITAS PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS COM CLIENTES FIDELIZADOS

 PRINCIPAIS MERCADOS: China, Hong Kong, Japão, Cingapura, Taiwan e Coréia do
Sul.

 FORTE INFRA-ESTRUTURA TECNOLÓGICA E SISTEMAS FINANCEIROS

 Indonésia, Camboja, Vietnã e Tailândia – CONCEITOS OBSOLETOS DE LOGISTICA

 POTENCIAIS MERCADOS PARA GRANDES OPERADORES LOGÍSTICOS

 MERCADO LOGÍSTICO GIRA EM TORNO DE US$ 3 bilhões

 PROVEDORES LOGÍSTICOS: UPS, Danzas DHL, Fedex, Kuehne-Nagel, Exel, APL
Logistics, Bax Global, Maersk Logistics e Schenker.

 DIFICULDADE MÃO DE OBRA QUALIFICADA – UNIVERSIDADES OFERECEM
MATÉRIAS DE LOGISTICA.
CHINA
 ESTÁGIO INICIAL DE DESENVOLVIMENTO

 MERCADO É GIGANTESCO PARA OPERADORES LOGÍSTICOS

 EM 2003 O MERCADO ERA ESTIMADO EM US$ 7,5 bilhões

 CUSTOS LOGÍSTICOS REPRESENTAM ALGO ENTRE 16% e 20% DO PIB (US$ 4
trilhões)

 10% DISSO É TERCEIRIZADO

 MERCADO FRAGMENTADO – FATIA DE MERCADO = ou < 2%

 CERCA DE 77% DAS EMPRESAS FATURAM MENOS DE US$ 25 MILHÕES/ANO

 85% - TRANSPORTE / ARMAZENAGEM ; 80% - SERVIÇOS LOGÍSTICOS

 TRANSPORTE NA CHINA: 76,8% rodoviário, 12,7% ferroviário, 8,9% aquaviário,
0,01% aéreo e 1,6% dutoviário.

 DANZAS / EXEL - freight forwarders, Maersk, APL, P&O, OOCL -
containeres e DHL, Fedex, UPS e TNT – cargas fracionadas e documentos.
BRASIL

 CUSTOS LOGISTICOS ALTÍSSIMOS

 SOLUÇÃO: PRODUÇÃO MAIS RÁPIDA, EMBARQUES
MENORES E MAIS FREQUENTES, E MENOR ESTOQUE

 MARKETING + VENDAS + PRODUÇÃO + LOGÍSTICA

 MAIS INVESTIMENTO EM INFRAESTRUTURA =
PORTOS, AEROPORTOS, RODOVIAS E FERROVIAS

 MAIOR EFICIÊNCIA NO DESEMBARAÇO

 10% PIB É APLICADO EM TRANSPORTES – INVEST.
CUSTO DO TRANSPORTE DE CARGA NO BRASIL EM 2004



                             Cargas domésticas R$ 7,3 bi
                             Cargas internacionais R$ 5,2 bi




                                     7,5% PIB
Resumo dos Custos de Transporte de Carga Doméstico
Brasileiro
CUSTOS LOGÍSTICOS

TRABALHADORES DE TRÊS TURNOS:

    OUTROS PAÍSES = 8 e 25 PESSOAS

    BRASIL = 70 PESSOAS

    CONSEQUÊNCIA: GERAÇÃO DE SOBRECUSTO E
   DESESTÍMULO À AUTOMAÇÃO

MOVIMENTAÇÃO DE TEUs/H

    PORTOS DO MUNDO = 60

    SANTOS = 27

    CONSEQUÊNCIA = MAIOR CUSTO POR MAIOR TEMPO DE
   NAVIO PARADO
AUMENTO DAS EXPORTAÇÕES
                            X
              FRAGILIDADES LOGISTICAS DO PAÍS


ASPECTOS POSITIVOS

• AUMENTO DA PART. DO BRASIL NAS EXP MUDIAIS 0,86% - 1,03%
• CRESCIMENTO DAS EXPORTAÇÕES NO PIB de 7% para 13%
• AUMENTO DAS RESERVAS CAMBIAIS


ASPECTOS NEGATIVOS

• CONDIÇÕES PRECÁRIAS DAS RODOVIAS
• BAIXA EFICIÊNCIA E FALTA DE CAPACIDADE DAS FERROVIAS
• DESORGANIZAÇÃO
• EXCESSO DE BUROCRACIA NOS PORTOS
• INFRAESTRUTURA PRECÁRIA - HIDROVIÁRIA E AÉREA
• AUMENTO DAS FILAS CAMINHÕES NOS PRINCIPAIS PORTOS
• LONGAS ESPERAS
BRASIL
1950 – RODOVIÁRIO – 38% - PREDOMINIO DO FERROVIÁRIO
1960 – RODOVIÁRIO – 60%
1970 – RODOVIÁRIO 70%
2000 – RODOVIÁRIO - 62% E FERROVIÁRIO - 21%.

EUA
RODOVIÁRIO - 32%
FERROVIÁRIO - 43%
AQUAVIÁRIO - 25%
                              IDEAL
RÚSSIA
FERROVIÁRIO - 81%             RODOVIÁRIO – 25%
RODOVIÁRIO - 8%
                              FERROVIÁRIO – 35%
CANADÁ                        AQUAVIÁRIO – 25%
RODOVIÁRIO – 43%
FERROVIÁRIO - 46%
TENDÊNCIAS


 QUANTO MELHOR O NÍVEL DO SERVIÇO + CUSTOS ENTRARÃO
NO PROCESSO (GRAFICO)

 MEDIÇÃO DE NSL – TEMPO ENTRE A COLOCAÇÃO DO PEDIDO
ATÉ ENTREGA NO CLIENTE

 MAIOR DEPOSITO = MENOS CUSTOS DE TRANSPORTE E MAIS
CUSTOS DE MANUTENÇÃO DE ARMAZENAGEM

 CUSTOS MAIS ALTOS SÃO COMPENSADOS POR OUTROS MAIS
BAIXOS

 CARREGAMENTOS VOLUMOSOS PODEM REALIZADOS PARA
OS ARMAZÉNS A FRETES MENORES
TIPOS DE CUSTOS ENVOLVIDOS

 CUSTOS DIRETOS – INTIMAMENTE LIGADOS À ATIVIDADE

 CUSTOS INDIRETOS – OCORREM QUEIRA A ATIVIDADE EXISTA
OU NÃO

 CUSTOS DE OPORTUNIDADE – SACRIFICIO DO RENDIMENTO

 CUSTOS FIXOS – PERMANECE PARA QUALQUER NIVEL DE
PRODUÇÃO

 CUSTOS VARIÁVEIS – VARIAM DE ACORDO COM A PRODUÇÃO

 CUSTOS MARGINAL – OCORRE PELA PRODUÇÃO DE UMA
UNIDADE ADICIONAL

 CUSTO MÉDIO = CUSTOS FIXOS + VARIAVEIS
                    QTDE PRODUZIDA
CUSTO
TOTAL
         CUSTO
        VARIÁVEL




        CUSTO FIXO
OUTROS CUSTOS RELEVANTES

  ROTA DE CIRCULAÇÃO DA MERCADORIA - ALFANDEGAS
  EMBALAGEM DO PRODUTO – PRIMÁRIA E SECUNDÁRIA
  FORMA DE TRANSPORTE – 3 TIPOS
     (INTERNO NA ORIGEM, INTERNACIONAL E INTERNO NO
    DESTINO
  MODAIS A SEREM ESCOLHIDOS
  SEGURO
  FORMAS DE PAGAMENTO – CUSTOS FINANCEIROS
  DESEMBARAÇO ADUANEIRO
  TAXAS PORTUÁRIAS – CAPATAZIAS, AD VALOREM, BAF
  IMPOSTOS
CAPATAZIAS:       atividade de movimentação de
mercadorias nas instalações de uso público,
compreendendo o recebimento, conferência, transporte
interno, abertura de volumes para conferência
aduaneira, manipulação, arrumação e entrega, bem
como o carregamento e descarga de embarcações
quando efetuadas por aparelhamento portuário.
PREÇO DO TRANSPORTE


Custo versus Valor do Serviço


 CUSTO: ESTABELECE TARIFAS DE TRANSPORTE
EM NÍVEIS QUE COBREM OS CUSTOS FIXOS E
VARIÁVEIS DO TRANSPORTADOR, MAIS UMA
MARGEM     DE   LUCRO  (VARIAM   CONFORME
DISTÂNCIA E VOLUME).

 VALOR: COBRA ESSENCIALMENTE O QUE O
MERCADO SUPORTA E BASEIA-SE NA DEMANDA DE
MERCADO PELO SERVIÇO DE TRANSPORTE E PELA
SITUAÇÃO COMPETITIVA.
FATORES QUE INFLUENCIAM OS CUSTOS/PREÇOS DO
                TRANSPORTE



 FATORES RELACIONADOS COM O
PRODUTO:
       DENSIDADE: PESO/VOLUME

       FACILIDADE DE ARMAZENAGEM

       FACILIDADE OU DIFICULDADE DE MANIPULAÇÃO

       RISCO: PRODUTOS DE ALTO/BAIXO VALOR
FATORES QUE INFLUENCIAM OS CUSTOS/PREÇOS DO
                TRANSPORTE

 FATORES RELACIONADOS COM O MERCADO:
   GRAU DE CONCORRÊNCIA DENTRO DE CADA MEIO DE
  TRANSPORTE E ENTRE OS MEIOS DE TRANSPORTE.

   LOCALIZAÇÃO DOS MERCADOS (DISTÂNCIAS DE
  TRANSPORTES).

   REGULAMENTAÇÃO GOVERNAMENTAL DOS
  TRANSPORTADORES.

   EQUILÍBRIO/DESEQUILÍBRIO DO TRÁFEGO DE FRETES EM UM
  TERRITÓRIO.

   SAZONALIDADE DAS MOVIMENTAÇÕES DE PRODUTOS.

   TRANSPORTE DENTRO DO PAÍS OU INTERNACIONAL.
TRANSPORTE RODOVIÁRIO CUSTOS EUA X BRASIL

   COMPOSIÇÃO DOS CUSTOS EM TERMOS %

                              EUA         BRASIL

 MOTORISTA                   30%           10%
 VEÍCULO                     20%           19%
 COMBUSTÍVEL                 18%           20%
                              2%           13%
 PNEUS
 MANUTENÇÃO                   8%           19%
                             22%           19%
OVERHEAD

OVERHEAD: DESPESAS NÃO ASSOCIADAS DIRETAMENTE AO PRODUTO
IMPLICAÇÕES PARA A GESTÃO
                LOGÍSTICA NO BRASIL


 MODAL RODOVIÁRIO, DEVERÁ SE CONCENTRAR NAS ROTAS DE
MENOR DISTANCIA E EM PRODUTOS DE MAIOR VALOR
AGREGADO.


 PRODUTOS DE MAIOR VALOR AGREGADO, TRANSPORTADOS
EM PEQUENAS DISTÂNCIAS, SERÃO OS MAIS AFETADOS POR
AUMENTOS DE PREÇOS.


 AS COMMODITIES E PRODUTOS DE MENOR VALOR AGREGADO
SERÃO OS PRINCIPAIS BENEFICIÁRIOS DO CRESCIMENTO DOS
MODAIS AQUAVIÁRIO E FERROVIÁRIO.
IMPLICAÇÕES PARA A GESTÃO
                LOGÍSTICA NO BRASIL


 DEVERÁ OCORRER UM SUBSTANCIAL AUMENTO DO
TRANSPORTE MULTIMODAL, INTEGRANDO FERROVIAS,
HIDROVIAS E RODOVIAS


 AUMENTARÁ A ATUAÇÃO DO PRESTADORES DE SERVIÇOS
LOGÍSTICOS, PARA COORDENAR E AUMENTAR ECONOMIA DE
ESCALA / CONSOLIDAÇÃO.
PERCENTUAL DOS CUSTOS DE TRANSPORTE
            % SOBRE OS PREÇOS


ALTO CUSTO :


  PRODUTOS DE PEDRA , ARGILA E VIDRO   27%
  DERIVADOS DE PETRÓLEO                24%
  MADEIRA E PRODUTOS DE MADEIRA        18%
  PRODUTOS QUÍMICOS                    14%
  PRODUTOS ALIMENTÍCIOS E SIMILARES    13%
  MÓVEIS E ACESSÓRIOS                  12%
PERCENTUAL DOS CUSTOS DE TRANSPORTE
         X % SOBRE OS PREÇOS

CUSTO MÉDIO :


  PRODUTOS DE PAPEL E SIMILARES        11%
  INDÚSTRIAS DE METAL PRIMÁRIO         9%
  PRODUTOS TÊXTEIS                     8%
  PRODUTOS FABRICADOS DE METAL         8%
  PRODUTOS FABRICADOS DIVERSOS         8%
  EQUIPAMENTOS DE TRANSPORTE           8%
  PRODUTOS DE BORRACHA E PLÁSTICOS     7%
PERCENTUAL DOS CUSTOS DE TRANSPORTE
           X % SOBRE OS PREÇOS


BAIXO CUSTO :


 FABRICANTES DE TABACO              5%
 MAQUINÁRIO, SEM INSTR. ELÉTRICOS   5%
 INSTRUMENTOS                       4%
 ROUPAS E OUTROS TÊXTEIS            4%
 IMPRESSÃO E PUBLICAÇÃO             4%
 MAQUINÁRIO ELÉTRICO E ELETRÔNICO   4%
 COURO E PRODUTOS DE COURO          3%
ESTRATIFICAÇÃO DOS CUSTOS DE TRANSPORTES


CUSTOS FIXOS = 25 % DO CUSTO TOTAL
     REMUNERAÇÃO DO CAPITAL ( 15% AO ANO )           41,7%
     DEPRECIAÇÃO DO VEÍCULO (LINEAR 30% EM 5 ANOS)   31,2%
     SEGURO                                          18,0%
     DEPRECIAÇÃO DA CARROCERIA LINEAR 10 ANOS        5,5%
     LICENCIAMENTO                                   3,6%

 CUSTOS VARIÁVEIS = 13,8 % DO CUSTO TOTAL
       MANUTENÇÃO                    44,0%
       CONSUMO DE COMBUSTÍVEL        28,0%
       LUBRIFICANTES                  2,3%
       LAVAGENS / LUBRIFICAÇÃO       10,2%
       PNEUS / CÂMARA DE AR          15,5%
ESTRATIFICAÇÃO DOS CUSTOS DE TRANSPORTES


  CUSTOS INDIRETOS = 6 % DO CUSTO TOTAL
         MECÂNICO                 5,57%
        FERRAMENTAL               0,37%
        VEIC. SUPERV.             12,5%
        REFEIÇÕES                 35,0%
        CONFERENTE                11,0%
        ADMINISTRAÇÃO             35,5%
OUTROS CUSTOS
 TRANSPORTE (ISPS, INLAND, BAF)
 SEGUROS
 EMBALAGEM
 MARKETING
 DESPACHO ADUANEIRO (DESCONSOLIDAÇÃO E
LIBERAÇÃO DE CARGA)
 SDAS
 TAXA SISCOMEX
 CAPATAZIA
 COMISSÃO DE AGENTE
 IMPOSTOS (IMPORTAÇÃO)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Logística - Fundamentos
Logística - FundamentosLogística - Fundamentos
Aula FUNDAMENTOS DA LOGISTICA
Aula FUNDAMENTOS DA LOGISTICAAula FUNDAMENTOS DA LOGISTICA
Aula FUNDAMENTOS DA LOGISTICA
Silva Jorge R Gonçalves
 
Programa de qualidade aplicado na produção
Programa de qualidade aplicado na produçãoPrograma de qualidade aplicado na produção
Programa de qualidade aplicado na produção
Marcelo Aparecido Sampaio
 
Apresentação sobre Logística
Apresentação sobre LogísticaApresentação sobre Logística
Apresentação sobre Logística
Isabella Menezes
 
Logística 1 introdução
Logística 1 introduçãoLogística 1 introdução
Logística 1 introdução
Andrey Martins
 
Aula 1 conceitos básicos
Aula 1   conceitos básicosAula 1   conceitos básicos
Aula 1 conceitos básicos
Adilson Paradella
 
Aula21082020 ferramentas de estoque
Aula21082020 ferramentas de estoqueAula21082020 ferramentas de estoque
Aula21082020 ferramentas de estoque
RicardoSilva562385
 
Logística Empresarial
Logística EmpresarialLogística Empresarial
Logística Empresarial
Adeildo Caboclo
 
Custos logísticos
Custos logísticosCustos logísticos
Custos logísticos
Denis Carlos Sodré
 
03 aula armazenagem
03 aula armazenagem03 aula armazenagem
03 aula armazenagem
Homero Alves de Lima
 
Logística e distribuição
Logística e distribuiçãoLogística e distribuição
Logística e distribuição
Gilberto Freitas
 
Armazenagem
ArmazenagemArmazenagem
Armazenagem
UEMA
 
Aulas Iniciais - Fundamentos da Logística.
Aulas Iniciais - Fundamentos da Logística. Aulas Iniciais - Fundamentos da Logística.
Aulas Iniciais - Fundamentos da Logística.
Lucas Matheus
 
Cargas Embalagens e Unitização Armazenagem 1ª parte
Cargas Embalagens e Unitização Armazenagem 1ª parteCargas Embalagens e Unitização Armazenagem 1ª parte
Cargas Embalagens e Unitização Armazenagem 1ª parte
BRINKS SEGURANÇA E TRANSPORTE DE VALORES
 
Logística 4.0: oportunidades e desafios
Logística 4.0: oportunidades e desafiosLogística 4.0: oportunidades e desafios
Logística 4.0: oportunidades e desafios
Conselho Regional de Administração de São Paulo
 
Introdução logistica
Introdução logisticaIntrodução logistica
Introdução logistica
JAILTONBORGES
 
Planejamento e Organização no Ambiente de Trabalho
Planejamento e Organização no Ambiente de TrabalhoPlanejamento e Organização no Ambiente de Trabalho
Planejamento e Organização no Ambiente de Trabalho
Benjamim Garcia Netto
 
3ª aula de Logística (Atividades de Apoio)
3ª aula de Logística (Atividades de Apoio)3ª aula de Logística (Atividades de Apoio)
3ª aula de Logística (Atividades de Apoio)
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
Aula 1 - Gestão da Qualidade
Aula 1 - Gestão da QualidadeAula 1 - Gestão da Qualidade
Aula 1 - Gestão da Qualidade
Unidade Acedêmica de Engenharia de Produção
 
INTRODUÇÃO À LOGÍSTICA
INTRODUÇÃO À LOGÍSTICAINTRODUÇÃO À LOGÍSTICA
INTRODUÇÃO À LOGÍSTICA
Antonio Bacelar
 

Mais procurados (20)

Logística - Fundamentos
Logística - FundamentosLogística - Fundamentos
Logística - Fundamentos
 
Aula FUNDAMENTOS DA LOGISTICA
Aula FUNDAMENTOS DA LOGISTICAAula FUNDAMENTOS DA LOGISTICA
Aula FUNDAMENTOS DA LOGISTICA
 
Programa de qualidade aplicado na produção
Programa de qualidade aplicado na produçãoPrograma de qualidade aplicado na produção
Programa de qualidade aplicado na produção
 
Apresentação sobre Logística
Apresentação sobre LogísticaApresentação sobre Logística
Apresentação sobre Logística
 
Logística 1 introdução
Logística 1 introduçãoLogística 1 introdução
Logística 1 introdução
 
Aula 1 conceitos básicos
Aula 1   conceitos básicosAula 1   conceitos básicos
Aula 1 conceitos básicos
 
Aula21082020 ferramentas de estoque
Aula21082020 ferramentas de estoqueAula21082020 ferramentas de estoque
Aula21082020 ferramentas de estoque
 
Logística Empresarial
Logística EmpresarialLogística Empresarial
Logística Empresarial
 
Custos logísticos
Custos logísticosCustos logísticos
Custos logísticos
 
03 aula armazenagem
03 aula armazenagem03 aula armazenagem
03 aula armazenagem
 
Logística e distribuição
Logística e distribuiçãoLogística e distribuição
Logística e distribuição
 
Armazenagem
ArmazenagemArmazenagem
Armazenagem
 
Aulas Iniciais - Fundamentos da Logística.
Aulas Iniciais - Fundamentos da Logística. Aulas Iniciais - Fundamentos da Logística.
Aulas Iniciais - Fundamentos da Logística.
 
Cargas Embalagens e Unitização Armazenagem 1ª parte
Cargas Embalagens e Unitização Armazenagem 1ª parteCargas Embalagens e Unitização Armazenagem 1ª parte
Cargas Embalagens e Unitização Armazenagem 1ª parte
 
Logística 4.0: oportunidades e desafios
Logística 4.0: oportunidades e desafiosLogística 4.0: oportunidades e desafios
Logística 4.0: oportunidades e desafios
 
Introdução logistica
Introdução logisticaIntrodução logistica
Introdução logistica
 
Planejamento e Organização no Ambiente de Trabalho
Planejamento e Organização no Ambiente de TrabalhoPlanejamento e Organização no Ambiente de Trabalho
Planejamento e Organização no Ambiente de Trabalho
 
3ª aula de Logística (Atividades de Apoio)
3ª aula de Logística (Atividades de Apoio)3ª aula de Logística (Atividades de Apoio)
3ª aula de Logística (Atividades de Apoio)
 
Aula 1 - Gestão da Qualidade
Aula 1 - Gestão da QualidadeAula 1 - Gestão da Qualidade
Aula 1 - Gestão da Qualidade
 
INTRODUÇÃO À LOGÍSTICA
INTRODUÇÃO À LOGÍSTICAINTRODUÇÃO À LOGÍSTICA
INTRODUÇÃO À LOGÍSTICA
 

Destaque

Custos Logisticos
Custos LogisticosCustos Logisticos
Custos Logisticos
Sergio Grisa
 
Custos logísticos
Custos logísticos Custos logísticos
Custos logísticos
Marcelo Aparecido Sampaio
 
4 logis custoslogisticos
4 logis custoslogisticos4 logis custoslogisticos
4 logis custoslogisticos
Sancler Santos Cordeiro
 
Custos de Manutenção de Estoques
Custos de Manutenção de EstoquesCustos de Manutenção de Estoques
Custos de Manutenção de Estoques
vjoao
 
Custos Logísticos no Brasil
Custos Logísticos no BrasilCustos Logísticos no Brasil
Custos Logísticos no Brasil
Fundação Dom Cabral - FDC
 
Aula 1.6 Custos LogíSticos
Aula 1.6 Custos LogíSticosAula 1.6 Custos LogíSticos
Aula 1.6 Custos LogíSticos
Vinícius Luiz
 
Aula 4 custo_de_estoque_modulo6
Aula 4 custo_de_estoque_modulo6Aula 4 custo_de_estoque_modulo6
Aula 4 custo_de_estoque_modulo6
Jeuziane Duarte Lamim
 
artigo_MetNum_EC_JT_EF_03
artigo_MetNum_EC_JT_EF_03artigo_MetNum_EC_JT_EF_03
artigo_MetNum_EC_JT_EF_03
Elza Marisa de Figueiredo
 
Roberto Sganzerla - O sistema de transporte do futuro na ótica do marketing
Roberto Sganzerla - O sistema de transporte do futuro na ótica do marketingRoberto Sganzerla - O sistema de transporte do futuro na ótica do marketing
Roberto Sganzerla - O sistema de transporte do futuro na ótica do marketing
WRI Ross Center for Sustainable Cities
 
Apresentação TMoura 2013
Apresentação TMoura 2013Apresentação TMoura 2013
Apresentação TMoura 2013
Fernando Silva
 
As redes logísticas e novo papel dos portos na economia global
As redes logísticas e novo papel dos portos na economia globalAs redes logísticas e novo papel dos portos na economia global
As redes logísticas e novo papel dos portos na economia global
Instituto de Aplicação Fernando Rodrigues da Silveira
 
20080831 Svpgmbc Sermon Chinese
20080831 Svpgmbc Sermon Chinese20080831 Svpgmbc Sermon Chinese
20080831 Svpgmbc Sermon Chinese
svpgmbco
 
gabho P.C y C
gabho  P.C y Cgabho  P.C y C
gabho P.C y C
Gabriel Parra Ruiz
 
Gestão de Prospecção Tecnológica NIT Rio
Gestão de Prospecção Tecnológica NIT RioGestão de Prospecção Tecnológica NIT Rio
Gestão de Prospecção Tecnológica NIT Rio
NIT Rio
 
Apresentação Institucional DI & Partners
Apresentação Institucional DI & PartnersApresentação Institucional DI & Partners
Apresentação Institucional DI & Partners
Luiz Imbrioli, MBA
 
Palestra Fatec Sas Gestao Des
Palestra Fatec Sas  Gestao DesPalestra Fatec Sas  Gestao Des
Palestra Fatec Sas Gestao Des
Walfrido Brito Pinheiro
 
Mobile: entendendo o comportamento do consumidor
Mobile: entendendo o comportamento do consumidorMobile: entendendo o comportamento do consumidor
Mobile: entendendo o comportamento do consumidor
Claudio Alberto Hassan
 
Briefing Resumido do Projeto Nacional de Recurso Tecnológico de Apóio à Logís...
Briefing Resumido do Projeto Nacional de Recurso Tecnológico de Apóio à Logís...Briefing Resumido do Projeto Nacional de Recurso Tecnológico de Apóio à Logís...
Briefing Resumido do Projeto Nacional de Recurso Tecnológico de Apóio à Logís...
flavio03
 
A Logística na China
A Logística na ChinaA Logística na China
A Logística na China
Sergio Grisa
 
Paulo Fleury
Paulo FleuryPaulo Fleury

Destaque (20)

Custos Logisticos
Custos LogisticosCustos Logisticos
Custos Logisticos
 
Custos logísticos
Custos logísticos Custos logísticos
Custos logísticos
 
4 logis custoslogisticos
4 logis custoslogisticos4 logis custoslogisticos
4 logis custoslogisticos
 
Custos de Manutenção de Estoques
Custos de Manutenção de EstoquesCustos de Manutenção de Estoques
Custos de Manutenção de Estoques
 
Custos Logísticos no Brasil
Custos Logísticos no BrasilCustos Logísticos no Brasil
Custos Logísticos no Brasil
 
Aula 1.6 Custos LogíSticos
Aula 1.6 Custos LogíSticosAula 1.6 Custos LogíSticos
Aula 1.6 Custos LogíSticos
 
Aula 4 custo_de_estoque_modulo6
Aula 4 custo_de_estoque_modulo6Aula 4 custo_de_estoque_modulo6
Aula 4 custo_de_estoque_modulo6
 
artigo_MetNum_EC_JT_EF_03
artigo_MetNum_EC_JT_EF_03artigo_MetNum_EC_JT_EF_03
artigo_MetNum_EC_JT_EF_03
 
Roberto Sganzerla - O sistema de transporte do futuro na ótica do marketing
Roberto Sganzerla - O sistema de transporte do futuro na ótica do marketingRoberto Sganzerla - O sistema de transporte do futuro na ótica do marketing
Roberto Sganzerla - O sistema de transporte do futuro na ótica do marketing
 
Apresentação TMoura 2013
Apresentação TMoura 2013Apresentação TMoura 2013
Apresentação TMoura 2013
 
As redes logísticas e novo papel dos portos na economia global
As redes logísticas e novo papel dos portos na economia globalAs redes logísticas e novo papel dos portos na economia global
As redes logísticas e novo papel dos portos na economia global
 
20080831 Svpgmbc Sermon Chinese
20080831 Svpgmbc Sermon Chinese20080831 Svpgmbc Sermon Chinese
20080831 Svpgmbc Sermon Chinese
 
gabho P.C y C
gabho  P.C y Cgabho  P.C y C
gabho P.C y C
 
Gestão de Prospecção Tecnológica NIT Rio
Gestão de Prospecção Tecnológica NIT RioGestão de Prospecção Tecnológica NIT Rio
Gestão de Prospecção Tecnológica NIT Rio
 
Apresentação Institucional DI & Partners
Apresentação Institucional DI & PartnersApresentação Institucional DI & Partners
Apresentação Institucional DI & Partners
 
Palestra Fatec Sas Gestao Des
Palestra Fatec Sas  Gestao DesPalestra Fatec Sas  Gestao Des
Palestra Fatec Sas Gestao Des
 
Mobile: entendendo o comportamento do consumidor
Mobile: entendendo o comportamento do consumidorMobile: entendendo o comportamento do consumidor
Mobile: entendendo o comportamento do consumidor
 
Briefing Resumido do Projeto Nacional de Recurso Tecnológico de Apóio à Logís...
Briefing Resumido do Projeto Nacional de Recurso Tecnológico de Apóio à Logís...Briefing Resumido do Projeto Nacional de Recurso Tecnológico de Apóio à Logís...
Briefing Resumido do Projeto Nacional de Recurso Tecnológico de Apóio à Logís...
 
A Logística na China
A Logística na ChinaA Logística na China
A Logística na China
 
Paulo Fleury
Paulo FleuryPaulo Fleury
Paulo Fleury
 

Semelhante a Unidade i.2 custos logísticos

Arq3342
Arq3342Arq3342
Apresentação Governo de Pernambuco - HUB LATAM
Apresentação Governo de Pernambuco - HUB LATAMApresentação Governo de Pernambuco - HUB LATAM
Apresentação Governo de Pernambuco - HUB LATAM
ADDiper
 
Conquistando vendas em outros países através do cross border, conectando em m...
Conquistando vendas em outros países através do cross border, conectando em m...Conquistando vendas em outros países através do cross border, conectando em m...
Conquistando vendas em outros países através do cross border, conectando em m...
E-Commerce Brasil
 
Semana de Comércio Exterior e Logística - A importância da logística no desen...
Semana de Comércio Exterior e Logística - A importância da logística no desen...Semana de Comércio Exterior e Logística - A importância da logística no desen...
Semana de Comércio Exterior e Logística - A importância da logística no desen...
Conselho Regional de Administração de São Paulo
 
O desenvolvimento do setor aeroportuário brasileiro
O desenvolvimento do setor aeroportuário brasileiroO desenvolvimento do setor aeroportuário brasileiro
O desenvolvimento do setor aeroportuário brasileiro
Rafael Braga
 
Logística – tem uma rodovia ou um aeroporto no meio do caminho da minha encom...
Logística – tem uma rodovia ou um aeroporto no meio do caminho da minha encom...Logística – tem uma rodovia ou um aeroporto no meio do caminho da minha encom...
Logística – tem uma rodovia ou um aeroporto no meio do caminho da minha encom...
E-Commerce Brasil
 
Apresentação - Cesar Cavalcanti
Apresentação  - Cesar CavalcantiApresentação  - Cesar Cavalcanti
Apresentação - Cesar Cavalcanti
PrefeituraRecife
 
Fabiana Todesco - AIRPORT WORKSHOP - PANEL 1: Concessions in Latin American a...
Fabiana Todesco - AIRPORT WORKSHOP - PANEL 1: Concessions in Latin American a...Fabiana Todesco - AIRPORT WORKSHOP - PANEL 1: Concessions in Latin American a...
Fabiana Todesco - AIRPORT WORKSHOP - PANEL 1: Concessions in Latin American a...
IBAS International Brazil Air Show
 
O modelo de transportes aéreos nas ilhas e sua competitividade: ligações com ...
O modelo de transportes aéreos nas ilhas e sua competitividade: ligações com ...O modelo de transportes aéreos nas ilhas e sua competitividade: ligações com ...
O modelo de transportes aéreos nas ilhas e sua competitividade: ligações com ...
Francisco César
 
Apresentacao hub-tam
Apresentacao hub-tam Apresentacao hub-tam
Apresentacao hub-tam
Portal NE10
 
Apresentação - Hub da TAM
Apresentação - Hub da TAMApresentação - Hub da TAM
Apresentação - Hub da TAM
Paulo Veras
 
Rock in Rio 2017
Rock in Rio 2017Rock in Rio 2017
Rock in Rio 2017
Meio & Mensagem
 
Aula 05-06.pdf
Aula 05-06.pdfAula 05-06.pdf
Aula 05-06.pdf
ssuser5d5d01
 
Hidrovias, portos e aeroportos - aula 02 - sistema de transporte aéreo jba
Hidrovias, portos e aeroportos - aula 02 - sistema de transporte aéreo jbaHidrovias, portos e aeroportos - aula 02 - sistema de transporte aéreo jba
Hidrovias, portos e aeroportos - aula 02 - sistema de transporte aéreo jba
Rafael José Rorato
 
Potenciais de Exportação para a América Latina
Potenciais de Exportação para a América LatinaPotenciais de Exportação para a América Latina
Potenciais de Exportação para a América Latina
ABRACOMEX
 
Transporte no brasil
Transporte no brasilTransporte no brasil
Transporte no brasil
Luciano Pessanha
 
Aula 23 transportes e comércio exterior do brasil
Aula 23   transportes e comércio exterior do brasilAula 23   transportes e comércio exterior do brasil
Aula 23 transportes e comércio exterior do brasil
Jonatas Carlos
 
Agrocafe infraestrutura p ortuaria para exportação de café no brasil
Agrocafe  infraestrutura p ortuaria para exportação de café no brasilAgrocafe  infraestrutura p ortuaria para exportação de café no brasil
Agrocafe infraestrutura p ortuaria para exportação de café no brasil
Revista Cafeicultura
 
Serviços e Turismo
Serviços e TurismoServiços e Turismo
Serviços e Turismo
Geografia .
 
Um país em desenvolvimento
Um país em desenvolvimentoUm país em desenvolvimento
Um país em desenvolvimento
Ricardo Lopes
 

Semelhante a Unidade i.2 custos logísticos (20)

Arq3342
Arq3342Arq3342
Arq3342
 
Apresentação Governo de Pernambuco - HUB LATAM
Apresentação Governo de Pernambuco - HUB LATAMApresentação Governo de Pernambuco - HUB LATAM
Apresentação Governo de Pernambuco - HUB LATAM
 
Conquistando vendas em outros países através do cross border, conectando em m...
Conquistando vendas em outros países através do cross border, conectando em m...Conquistando vendas em outros países através do cross border, conectando em m...
Conquistando vendas em outros países através do cross border, conectando em m...
 
Semana de Comércio Exterior e Logística - A importância da logística no desen...
Semana de Comércio Exterior e Logística - A importância da logística no desen...Semana de Comércio Exterior e Logística - A importância da logística no desen...
Semana de Comércio Exterior e Logística - A importância da logística no desen...
 
O desenvolvimento do setor aeroportuário brasileiro
O desenvolvimento do setor aeroportuário brasileiroO desenvolvimento do setor aeroportuário brasileiro
O desenvolvimento do setor aeroportuário brasileiro
 
Logística – tem uma rodovia ou um aeroporto no meio do caminho da minha encom...
Logística – tem uma rodovia ou um aeroporto no meio do caminho da minha encom...Logística – tem uma rodovia ou um aeroporto no meio do caminho da minha encom...
Logística – tem uma rodovia ou um aeroporto no meio do caminho da minha encom...
 
Apresentação - Cesar Cavalcanti
Apresentação  - Cesar CavalcantiApresentação  - Cesar Cavalcanti
Apresentação - Cesar Cavalcanti
 
Fabiana Todesco - AIRPORT WORKSHOP - PANEL 1: Concessions in Latin American a...
Fabiana Todesco - AIRPORT WORKSHOP - PANEL 1: Concessions in Latin American a...Fabiana Todesco - AIRPORT WORKSHOP - PANEL 1: Concessions in Latin American a...
Fabiana Todesco - AIRPORT WORKSHOP - PANEL 1: Concessions in Latin American a...
 
O modelo de transportes aéreos nas ilhas e sua competitividade: ligações com ...
O modelo de transportes aéreos nas ilhas e sua competitividade: ligações com ...O modelo de transportes aéreos nas ilhas e sua competitividade: ligações com ...
O modelo de transportes aéreos nas ilhas e sua competitividade: ligações com ...
 
Apresentacao hub-tam
Apresentacao hub-tam Apresentacao hub-tam
Apresentacao hub-tam
 
Apresentação - Hub da TAM
Apresentação - Hub da TAMApresentação - Hub da TAM
Apresentação - Hub da TAM
 
Rock in Rio 2017
Rock in Rio 2017Rock in Rio 2017
Rock in Rio 2017
 
Aula 05-06.pdf
Aula 05-06.pdfAula 05-06.pdf
Aula 05-06.pdf
 
Hidrovias, portos e aeroportos - aula 02 - sistema de transporte aéreo jba
Hidrovias, portos e aeroportos - aula 02 - sistema de transporte aéreo jbaHidrovias, portos e aeroportos - aula 02 - sistema de transporte aéreo jba
Hidrovias, portos e aeroportos - aula 02 - sistema de transporte aéreo jba
 
Potenciais de Exportação para a América Latina
Potenciais de Exportação para a América LatinaPotenciais de Exportação para a América Latina
Potenciais de Exportação para a América Latina
 
Transporte no brasil
Transporte no brasilTransporte no brasil
Transporte no brasil
 
Aula 23 transportes e comércio exterior do brasil
Aula 23   transportes e comércio exterior do brasilAula 23   transportes e comércio exterior do brasil
Aula 23 transportes e comércio exterior do brasil
 
Agrocafe infraestrutura p ortuaria para exportação de café no brasil
Agrocafe  infraestrutura p ortuaria para exportação de café no brasilAgrocafe  infraestrutura p ortuaria para exportação de café no brasil
Agrocafe infraestrutura p ortuaria para exportação de café no brasil
 
Serviços e Turismo
Serviços e TurismoServiços e Turismo
Serviços e Turismo
 
Um país em desenvolvimento
Um país em desenvolvimentoUm país em desenvolvimento
Um país em desenvolvimento
 

Mais de Daniel Moura

Edital nº 01 uaep cdsa
Edital nº 01   uaep cdsaEdital nº 01   uaep cdsa
Edital nº 01 uaep cdsa
Daniel Moura
 
Prancha modelo - apresentação SP
Prancha modelo - apresentação SPPrancha modelo - apresentação SP
Prancha modelo - apresentação SP
Daniel Moura
 
Taxa de frequencia (1)
Taxa de frequencia (1)Taxa de frequencia (1)
Taxa de frequencia (1)
Daniel Moura
 
Unidade 3 planejamento de espaços
Unidade 3   planejamento de espaçosUnidade 3   planejamento de espaços
Unidade 3 planejamento de espaços
Daniel Moura
 
Unidade 2.1 planejamento t+ítico do layout
Unidade 2.1   planejamento t+ítico do layoutUnidade 2.1   planejamento t+ítico do layout
Unidade 2.1 planejamento t+ítico do layout
Daniel Moura
 
Unidade 1 níveis de instalações
Unidade 1   níveis de instalaçõesUnidade 1   níveis de instalações
Unidade 1 níveis de instalações
Daniel Moura
 
Unidade 2 planejamento estrat+®gico do layout
Unidade 2   planejamento estrat+®gico do layoutUnidade 2   planejamento estrat+®gico do layout
Unidade 2 planejamento estrat+®gico do layout
Daniel Moura
 
Plano de aula projeto de fábrica
Plano de aula   projeto de fábricaPlano de aula   projeto de fábrica
Plano de aula projeto de fábrica
Daniel Moura
 
Unidade 4 planejamento de depósitos e armazéns
Unidade 4   planejamento de depósitos e armazénsUnidade 4   planejamento de depósitos e armazéns
Unidade 4 planejamento de depósitos e armazéns
Daniel Moura
 
Plano de aula custos da produção
Plano de aula   custos da produçãoPlano de aula   custos da produção
Plano de aula custos da produção
Daniel Moura
 
Capitulo 7 abc custeio baseado em atividades
Capitulo 7   abc  custeio baseado em atividadesCapitulo 7   abc  custeio baseado em atividades
Capitulo 7 abc custeio baseado em atividades
Daniel Moura
 
Capitulo 6 metodo de centros de custos
Capitulo 6   metodo de centros de custosCapitulo 6   metodo de centros de custos
Capitulo 6 metodo de centros de custos
Daniel Moura
 
Capitulo 5 custo padrão
Capitulo 5   custo padrãoCapitulo 5   custo padrão
Capitulo 5 custo padrão
Daniel Moura
 
Capitulo 4 análise de custo volume _lucro
Capitulo 4   análise de custo  volume _lucroCapitulo 4   análise de custo  volume _lucro
Capitulo 4 análise de custo volume _lucro
Daniel Moura
 
Capitulo 3 sistemas de custos
Capitulo 3   sistemas de custosCapitulo 3   sistemas de custos
Capitulo 3 sistemas de custos
Daniel Moura
 
Capitulo 2 conceitos básicos de custos
Capitulo 2   conceitos básicos de custosCapitulo 2   conceitos básicos de custos
Capitulo 2 conceitos básicos de custos
Daniel Moura
 
Capitulo 1 a empresa moderna
Capitulo 1   a empresa modernaCapitulo 1   a empresa moderna
Capitulo 1 a empresa moderna
Daniel Moura
 
Capitulo 8 metodo da unidade de esforço de produção uep
Capitulo 8   metodo da unidade de esforço de produção   uepCapitulo 8   metodo da unidade de esforço de produção   uep
Capitulo 8 metodo da unidade de esforço de produção uep
Daniel Moura
 
Plano de aula hst 2013.2
Plano de aula   hst 2013.2Plano de aula   hst 2013.2
Plano de aula hst 2013.2
Daniel Moura
 
Ergonomia do produto
Ergonomia do produtoErgonomia do produto
Ergonomia do produtoDaniel Moura
 

Mais de Daniel Moura (20)

Edital nº 01 uaep cdsa
Edital nº 01   uaep cdsaEdital nº 01   uaep cdsa
Edital nº 01 uaep cdsa
 
Prancha modelo - apresentação SP
Prancha modelo - apresentação SPPrancha modelo - apresentação SP
Prancha modelo - apresentação SP
 
Taxa de frequencia (1)
Taxa de frequencia (1)Taxa de frequencia (1)
Taxa de frequencia (1)
 
Unidade 3 planejamento de espaços
Unidade 3   planejamento de espaçosUnidade 3   planejamento de espaços
Unidade 3 planejamento de espaços
 
Unidade 2.1 planejamento t+ítico do layout
Unidade 2.1   planejamento t+ítico do layoutUnidade 2.1   planejamento t+ítico do layout
Unidade 2.1 planejamento t+ítico do layout
 
Unidade 1 níveis de instalações
Unidade 1   níveis de instalaçõesUnidade 1   níveis de instalações
Unidade 1 níveis de instalações
 
Unidade 2 planejamento estrat+®gico do layout
Unidade 2   planejamento estrat+®gico do layoutUnidade 2   planejamento estrat+®gico do layout
Unidade 2 planejamento estrat+®gico do layout
 
Plano de aula projeto de fábrica
Plano de aula   projeto de fábricaPlano de aula   projeto de fábrica
Plano de aula projeto de fábrica
 
Unidade 4 planejamento de depósitos e armazéns
Unidade 4   planejamento de depósitos e armazénsUnidade 4   planejamento de depósitos e armazéns
Unidade 4 planejamento de depósitos e armazéns
 
Plano de aula custos da produção
Plano de aula   custos da produçãoPlano de aula   custos da produção
Plano de aula custos da produção
 
Capitulo 7 abc custeio baseado em atividades
Capitulo 7   abc  custeio baseado em atividadesCapitulo 7   abc  custeio baseado em atividades
Capitulo 7 abc custeio baseado em atividades
 
Capitulo 6 metodo de centros de custos
Capitulo 6   metodo de centros de custosCapitulo 6   metodo de centros de custos
Capitulo 6 metodo de centros de custos
 
Capitulo 5 custo padrão
Capitulo 5   custo padrãoCapitulo 5   custo padrão
Capitulo 5 custo padrão
 
Capitulo 4 análise de custo volume _lucro
Capitulo 4   análise de custo  volume _lucroCapitulo 4   análise de custo  volume _lucro
Capitulo 4 análise de custo volume _lucro
 
Capitulo 3 sistemas de custos
Capitulo 3   sistemas de custosCapitulo 3   sistemas de custos
Capitulo 3 sistemas de custos
 
Capitulo 2 conceitos básicos de custos
Capitulo 2   conceitos básicos de custosCapitulo 2   conceitos básicos de custos
Capitulo 2 conceitos básicos de custos
 
Capitulo 1 a empresa moderna
Capitulo 1   a empresa modernaCapitulo 1   a empresa moderna
Capitulo 1 a empresa moderna
 
Capitulo 8 metodo da unidade de esforço de produção uep
Capitulo 8   metodo da unidade de esforço de produção   uepCapitulo 8   metodo da unidade de esforço de produção   uep
Capitulo 8 metodo da unidade de esforço de produção uep
 
Plano de aula hst 2013.2
Plano de aula   hst 2013.2Plano de aula   hst 2013.2
Plano de aula hst 2013.2
 
Ergonomia do produto
Ergonomia do produtoErgonomia do produto
Ergonomia do produto
 

Unidade i.2 custos logísticos

  • 1. PANORAMA MUNDIAL DA LOGÍSTICA E CUSTOS LOGÍSTICOS
  • 2. CUSTOS LOGÍSTICOS  MUNDO = US$ 3,2 TRI = 11% do PIB mundial.  AMÉRICA DO NORTE US$ 1,137 trilhão  EUROPA US$ 870 bilhões  ÁSIA US$ 824 bilhões  AMÉRICA DO SUL US$ 220 bilhões  ÁFRICA US$ 77 bilhões  OCEANIA US$ 63 bilhões  AMÉRICA CENTRAL US$ 15 bilhões
  • 3. GRÁFICO DE PARTICIPAÇÃO DOS CONTINENTES NOS CUSTOS LOGISTICOS 1.200,000 1.000,000 800,000 EM BILHÕES 600,000 400,000 200,000 - AMÉRICA EUROPA ÁSIA AMÉRICA ÁFRICA OCEANIA AMÉRICA DO NORTE DO SUL CENTRAL CONTINENTES
  • 4. A MAIOR EMPRESA LOGÍSTICA DO MUNDO  1º - UPS – UNITED PARCEL SERVICE  FUNDAÇÃO: 1907 – SEDE: ATLANTA - GEORGIA  VALOR DE MERCADO = US$ 72 bilhões  Nº. FUNCIONÁRIOS EM TODO MUNDO = 355.000  FROTA TERRESTRE = 150.000 veículos e 600 aviões  ENTREGA EM MÉDIA = 3 bilhões pacotes e docs - 200 países.
  • 5. A LOGÍSTICA NO MUNDO  ESTADOS UNIDOS  EUROPA OCIDENTAL  ÁSIA  CHINA  BRASIL
  • 6. ESTADOS UNIDOS  CUSTOS LOGÍSTICOS = US$ 1,006 trilhão = 9% do PIB  Nº. EMPRESAS DE LOGÍSTICA = 5.000  3º MAIOR PRODUTOR DE CAMINHÕES DO MUNDO E MAIOR FROTA DE CARROS DO MUNDO  HABITANTE X VEICULO = 1,2 BRASIL = 8,8  PERFIL = FOCO NOS CLIENTES ATUAIS E NÃO EM NOVOS  GASTAM 43% DE SEU ORÇAMENTO EM LOGÍSTICA  SERVIÇOS MAIS UTILIZADOS = AUDITORIA E PAGTO DE FRETES, CONSOLIDAÇÃO DE EMBARQUES, DESPACHOS ADUANEIROS E GESTÃO DE ARMAZÉNS.  UPS, FEDEX, RYDER, PENSKE, EGL, EXPEDITORS, MCLANE (EXEL E DANZAS)  FATURAMENTO OPERADORES = US$ 77 bilhões  75% MPES = 50 bi  25% TOP 50 = 27 bi
  • 7. EUROPA OCIDENTAL  CUSTOS LOGÍSTICOS - US$ 160 bilhões  PERFIL - MERCADO COM MUITAS FUSÕES E AQUISIÇÕES  GASTAM 74% DE SEU ORÇAMENTO EM LOGÍSTICA – O MAIS ALTO DO MUNDO  MERCADO FRAGMENTADO – DECISÕES DO CLIENTE BASEADO NO PREÇO  DANZAS, SCHENKEL, EXEL, GEODIS E KUEHNE-NAGEL  FATURAMENTO OPERADORES - US$ 40 bilhões
  • 8. ÁSIA  MERCADO ATUAL = MERCADO AMERICANO 10 ANOS ATRÁS  MUITAS PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS COM CLIENTES FIDELIZADOS  PRINCIPAIS MERCADOS: China, Hong Kong, Japão, Cingapura, Taiwan e Coréia do Sul.  FORTE INFRA-ESTRUTURA TECNOLÓGICA E SISTEMAS FINANCEIROS  Indonésia, Camboja, Vietnã e Tailândia – CONCEITOS OBSOLETOS DE LOGISTICA  POTENCIAIS MERCADOS PARA GRANDES OPERADORES LOGÍSTICOS  MERCADO LOGÍSTICO GIRA EM TORNO DE US$ 3 bilhões  PROVEDORES LOGÍSTICOS: UPS, Danzas DHL, Fedex, Kuehne-Nagel, Exel, APL Logistics, Bax Global, Maersk Logistics e Schenker.  DIFICULDADE MÃO DE OBRA QUALIFICADA – UNIVERSIDADES OFERECEM MATÉRIAS DE LOGISTICA.
  • 9. CHINA  ESTÁGIO INICIAL DE DESENVOLVIMENTO  MERCADO É GIGANTESCO PARA OPERADORES LOGÍSTICOS  EM 2003 O MERCADO ERA ESTIMADO EM US$ 7,5 bilhões  CUSTOS LOGÍSTICOS REPRESENTAM ALGO ENTRE 16% e 20% DO PIB (US$ 4 trilhões)  10% DISSO É TERCEIRIZADO  MERCADO FRAGMENTADO – FATIA DE MERCADO = ou < 2%  CERCA DE 77% DAS EMPRESAS FATURAM MENOS DE US$ 25 MILHÕES/ANO  85% - TRANSPORTE / ARMAZENAGEM ; 80% - SERVIÇOS LOGÍSTICOS  TRANSPORTE NA CHINA: 76,8% rodoviário, 12,7% ferroviário, 8,9% aquaviário, 0,01% aéreo e 1,6% dutoviário.  DANZAS / EXEL - freight forwarders, Maersk, APL, P&O, OOCL - containeres e DHL, Fedex, UPS e TNT – cargas fracionadas e documentos.
  • 10. BRASIL  CUSTOS LOGISTICOS ALTÍSSIMOS  SOLUÇÃO: PRODUÇÃO MAIS RÁPIDA, EMBARQUES MENORES E MAIS FREQUENTES, E MENOR ESTOQUE  MARKETING + VENDAS + PRODUÇÃO + LOGÍSTICA  MAIS INVESTIMENTO EM INFRAESTRUTURA = PORTOS, AEROPORTOS, RODOVIAS E FERROVIAS  MAIOR EFICIÊNCIA NO DESEMBARAÇO  10% PIB É APLICADO EM TRANSPORTES – INVEST.
  • 11. CUSTO DO TRANSPORTE DE CARGA NO BRASIL EM 2004 Cargas domésticas R$ 7,3 bi Cargas internacionais R$ 5,2 bi 7,5% PIB
  • 12.
  • 13.
  • 14. Resumo dos Custos de Transporte de Carga Doméstico Brasileiro
  • 15. CUSTOS LOGÍSTICOS TRABALHADORES DE TRÊS TURNOS:  OUTROS PAÍSES = 8 e 25 PESSOAS  BRASIL = 70 PESSOAS  CONSEQUÊNCIA: GERAÇÃO DE SOBRECUSTO E DESESTÍMULO À AUTOMAÇÃO MOVIMENTAÇÃO DE TEUs/H  PORTOS DO MUNDO = 60  SANTOS = 27  CONSEQUÊNCIA = MAIOR CUSTO POR MAIOR TEMPO DE NAVIO PARADO
  • 16. AUMENTO DAS EXPORTAÇÕES X FRAGILIDADES LOGISTICAS DO PAÍS ASPECTOS POSITIVOS • AUMENTO DA PART. DO BRASIL NAS EXP MUDIAIS 0,86% - 1,03% • CRESCIMENTO DAS EXPORTAÇÕES NO PIB de 7% para 13% • AUMENTO DAS RESERVAS CAMBIAIS ASPECTOS NEGATIVOS • CONDIÇÕES PRECÁRIAS DAS RODOVIAS • BAIXA EFICIÊNCIA E FALTA DE CAPACIDADE DAS FERROVIAS • DESORGANIZAÇÃO • EXCESSO DE BUROCRACIA NOS PORTOS • INFRAESTRUTURA PRECÁRIA - HIDROVIÁRIA E AÉREA • AUMENTO DAS FILAS CAMINHÕES NOS PRINCIPAIS PORTOS • LONGAS ESPERAS
  • 17.
  • 18. BRASIL 1950 – RODOVIÁRIO – 38% - PREDOMINIO DO FERROVIÁRIO 1960 – RODOVIÁRIO – 60% 1970 – RODOVIÁRIO 70% 2000 – RODOVIÁRIO - 62% E FERROVIÁRIO - 21%. EUA RODOVIÁRIO - 32% FERROVIÁRIO - 43% AQUAVIÁRIO - 25% IDEAL RÚSSIA FERROVIÁRIO - 81% RODOVIÁRIO – 25% RODOVIÁRIO - 8% FERROVIÁRIO – 35% CANADÁ AQUAVIÁRIO – 25% RODOVIÁRIO – 43% FERROVIÁRIO - 46%
  • 19.
  • 20. TENDÊNCIAS  QUANTO MELHOR O NÍVEL DO SERVIÇO + CUSTOS ENTRARÃO NO PROCESSO (GRAFICO)  MEDIÇÃO DE NSL – TEMPO ENTRE A COLOCAÇÃO DO PEDIDO ATÉ ENTREGA NO CLIENTE  MAIOR DEPOSITO = MENOS CUSTOS DE TRANSPORTE E MAIS CUSTOS DE MANUTENÇÃO DE ARMAZENAGEM  CUSTOS MAIS ALTOS SÃO COMPENSADOS POR OUTROS MAIS BAIXOS  CARREGAMENTOS VOLUMOSOS PODEM REALIZADOS PARA OS ARMAZÉNS A FRETES MENORES
  • 21.
  • 22. TIPOS DE CUSTOS ENVOLVIDOS  CUSTOS DIRETOS – INTIMAMENTE LIGADOS À ATIVIDADE  CUSTOS INDIRETOS – OCORREM QUEIRA A ATIVIDADE EXISTA OU NÃO  CUSTOS DE OPORTUNIDADE – SACRIFICIO DO RENDIMENTO  CUSTOS FIXOS – PERMANECE PARA QUALQUER NIVEL DE PRODUÇÃO  CUSTOS VARIÁVEIS – VARIAM DE ACORDO COM A PRODUÇÃO  CUSTOS MARGINAL – OCORRE PELA PRODUÇÃO DE UMA UNIDADE ADICIONAL  CUSTO MÉDIO = CUSTOS FIXOS + VARIAVEIS QTDE PRODUZIDA
  • 23. CUSTO TOTAL CUSTO VARIÁVEL CUSTO FIXO
  • 24. OUTROS CUSTOS RELEVANTES  ROTA DE CIRCULAÇÃO DA MERCADORIA - ALFANDEGAS  EMBALAGEM DO PRODUTO – PRIMÁRIA E SECUNDÁRIA  FORMA DE TRANSPORTE – 3 TIPOS  (INTERNO NA ORIGEM, INTERNACIONAL E INTERNO NO DESTINO  MODAIS A SEREM ESCOLHIDOS  SEGURO  FORMAS DE PAGAMENTO – CUSTOS FINANCEIROS  DESEMBARAÇO ADUANEIRO  TAXAS PORTUÁRIAS – CAPATAZIAS, AD VALOREM, BAF  IMPOSTOS
  • 25. CAPATAZIAS: atividade de movimentação de mercadorias nas instalações de uso público, compreendendo o recebimento, conferência, transporte interno, abertura de volumes para conferência aduaneira, manipulação, arrumação e entrega, bem como o carregamento e descarga de embarcações quando efetuadas por aparelhamento portuário.
  • 26. PREÇO DO TRANSPORTE Custo versus Valor do Serviço  CUSTO: ESTABELECE TARIFAS DE TRANSPORTE EM NÍVEIS QUE COBREM OS CUSTOS FIXOS E VARIÁVEIS DO TRANSPORTADOR, MAIS UMA MARGEM DE LUCRO (VARIAM CONFORME DISTÂNCIA E VOLUME).  VALOR: COBRA ESSENCIALMENTE O QUE O MERCADO SUPORTA E BASEIA-SE NA DEMANDA DE MERCADO PELO SERVIÇO DE TRANSPORTE E PELA SITUAÇÃO COMPETITIVA.
  • 27.
  • 28. FATORES QUE INFLUENCIAM OS CUSTOS/PREÇOS DO TRANSPORTE  FATORES RELACIONADOS COM O PRODUTO:  DENSIDADE: PESO/VOLUME  FACILIDADE DE ARMAZENAGEM  FACILIDADE OU DIFICULDADE DE MANIPULAÇÃO  RISCO: PRODUTOS DE ALTO/BAIXO VALOR
  • 29. FATORES QUE INFLUENCIAM OS CUSTOS/PREÇOS DO TRANSPORTE  FATORES RELACIONADOS COM O MERCADO:  GRAU DE CONCORRÊNCIA DENTRO DE CADA MEIO DE TRANSPORTE E ENTRE OS MEIOS DE TRANSPORTE.  LOCALIZAÇÃO DOS MERCADOS (DISTÂNCIAS DE TRANSPORTES).  REGULAMENTAÇÃO GOVERNAMENTAL DOS TRANSPORTADORES.  EQUILÍBRIO/DESEQUILÍBRIO DO TRÁFEGO DE FRETES EM UM TERRITÓRIO.  SAZONALIDADE DAS MOVIMENTAÇÕES DE PRODUTOS.  TRANSPORTE DENTRO DO PAÍS OU INTERNACIONAL.
  • 30. TRANSPORTE RODOVIÁRIO CUSTOS EUA X BRASIL COMPOSIÇÃO DOS CUSTOS EM TERMOS % EUA BRASIL MOTORISTA 30% 10% VEÍCULO 20% 19% COMBUSTÍVEL 18% 20% 2% 13% PNEUS MANUTENÇÃO 8% 19% 22% 19% OVERHEAD OVERHEAD: DESPESAS NÃO ASSOCIADAS DIRETAMENTE AO PRODUTO
  • 31. IMPLICAÇÕES PARA A GESTÃO LOGÍSTICA NO BRASIL  MODAL RODOVIÁRIO, DEVERÁ SE CONCENTRAR NAS ROTAS DE MENOR DISTANCIA E EM PRODUTOS DE MAIOR VALOR AGREGADO.  PRODUTOS DE MAIOR VALOR AGREGADO, TRANSPORTADOS EM PEQUENAS DISTÂNCIAS, SERÃO OS MAIS AFETADOS POR AUMENTOS DE PREÇOS.  AS COMMODITIES E PRODUTOS DE MENOR VALOR AGREGADO SERÃO OS PRINCIPAIS BENEFICIÁRIOS DO CRESCIMENTO DOS MODAIS AQUAVIÁRIO E FERROVIÁRIO.
  • 32. IMPLICAÇÕES PARA A GESTÃO LOGÍSTICA NO BRASIL  DEVERÁ OCORRER UM SUBSTANCIAL AUMENTO DO TRANSPORTE MULTIMODAL, INTEGRANDO FERROVIAS, HIDROVIAS E RODOVIAS  AUMENTARÁ A ATUAÇÃO DO PRESTADORES DE SERVIÇOS LOGÍSTICOS, PARA COORDENAR E AUMENTAR ECONOMIA DE ESCALA / CONSOLIDAÇÃO.
  • 33. PERCENTUAL DOS CUSTOS DE TRANSPORTE % SOBRE OS PREÇOS ALTO CUSTO : PRODUTOS DE PEDRA , ARGILA E VIDRO 27% DERIVADOS DE PETRÓLEO 24% MADEIRA E PRODUTOS DE MADEIRA 18% PRODUTOS QUÍMICOS 14% PRODUTOS ALIMENTÍCIOS E SIMILARES 13% MÓVEIS E ACESSÓRIOS 12%
  • 34. PERCENTUAL DOS CUSTOS DE TRANSPORTE X % SOBRE OS PREÇOS CUSTO MÉDIO : PRODUTOS DE PAPEL E SIMILARES 11% INDÚSTRIAS DE METAL PRIMÁRIO 9% PRODUTOS TÊXTEIS 8% PRODUTOS FABRICADOS DE METAL 8% PRODUTOS FABRICADOS DIVERSOS 8% EQUIPAMENTOS DE TRANSPORTE 8% PRODUTOS DE BORRACHA E PLÁSTICOS 7%
  • 35. PERCENTUAL DOS CUSTOS DE TRANSPORTE X % SOBRE OS PREÇOS BAIXO CUSTO : FABRICANTES DE TABACO 5% MAQUINÁRIO, SEM INSTR. ELÉTRICOS 5% INSTRUMENTOS 4% ROUPAS E OUTROS TÊXTEIS 4% IMPRESSÃO E PUBLICAÇÃO 4% MAQUINÁRIO ELÉTRICO E ELETRÔNICO 4% COURO E PRODUTOS DE COURO 3%
  • 36. ESTRATIFICAÇÃO DOS CUSTOS DE TRANSPORTES CUSTOS FIXOS = 25 % DO CUSTO TOTAL REMUNERAÇÃO DO CAPITAL ( 15% AO ANO ) 41,7% DEPRECIAÇÃO DO VEÍCULO (LINEAR 30% EM 5 ANOS) 31,2% SEGURO 18,0% DEPRECIAÇÃO DA CARROCERIA LINEAR 10 ANOS 5,5% LICENCIAMENTO 3,6% CUSTOS VARIÁVEIS = 13,8 % DO CUSTO TOTAL MANUTENÇÃO 44,0% CONSUMO DE COMBUSTÍVEL 28,0% LUBRIFICANTES 2,3% LAVAGENS / LUBRIFICAÇÃO 10,2% PNEUS / CÂMARA DE AR 15,5%
  • 37. ESTRATIFICAÇÃO DOS CUSTOS DE TRANSPORTES CUSTOS INDIRETOS = 6 % DO CUSTO TOTAL MECÂNICO 5,57% FERRAMENTAL 0,37% VEIC. SUPERV. 12,5% REFEIÇÕES 35,0% CONFERENTE 11,0% ADMINISTRAÇÃO 35,5%
  • 38. OUTROS CUSTOS  TRANSPORTE (ISPS, INLAND, BAF)  SEGUROS  EMBALAGEM  MARKETING  DESPACHO ADUANEIRO (DESCONSOLIDAÇÃO E LIBERAÇÃO DE CARGA)  SDAS  TAXA SISCOMEX  CAPATAZIA  COMISSÃO DE AGENTE  IMPOSTOS (IMPORTAÇÃO)