SlideShare uma empresa Scribd logo
Naturalismo e Realismo
NATURALISMO, REALISMO E
               IMPRESSIONISMO




       Théodore
Rousseau, Carvalhos da
      floresta de
                                                         Renoir, O
 Fontainebleau, 1855
                                                       Baloiço, 1876


                         Courbet, As peneiradoras de
                                 trigo, 1855
A NOVA CONJUNTURA

 Crises económicas do                          Organização do
capitalismo industrial e                      movimento operário
         liberal

                      Revoluções liberais e
                         nacionalistas



      Laicização do pensamento e das mentalidades
A NOVA CONJUNTURA

 Crises económicas do                           Organização do
capitalismo industrial e                       movimento operário
         liberal

                       Revoluções liberais e
                          nacionalistas



      Laicização do pensamento e das mentalidades


     Maior interesse          Positivismo             Cientismo
     pela realidade
A NOVA CONJUNTURA


     Laicização do pensamento e das mentalidades


    Maior interesse          Positivismo             Cientismo
    pela realidade



-   Visão mais realista e objetiva da realidade
-   Imaginação substituída pela observação da realidade
-   Abandono do subjetividade
O NATURALISMO


                                      “Escola de
  França
                                      Barbizon”




Barbizon, a 30 km de Paris, foi o local escolhido por alguns pintores para
      pintar a natureza em natureza (ao ar livre), fora dos ateliers
O NATURALISMO


                                     Charles Daubigny, O Moinho
                                      de Gobelle em Optevoz, c.
                                                1852




Théodore Rousseau, A Floresta no
Inverno, ao pôr do sol, c. 1845-46
O NATURALISMO


Os naturalistas pintam
paisagens, cenas do
quotidiano e retratos,
e    abandonam         os
temas dos pintores
românticos (temas de
inspiração literária ou
histórica, fantasias) e o
sentimentalismo.
                            Constant Troyon, o Regresso do Rebanho
O NATURALISMO


                    Interesse na representação
                    objetiva da realidade visível:
                    - Paisagem
                    - cenas do quotidiano
                    - retrato
                                   +
                    Abandono das temáticas
                    religiosas, fantasistas ou de
                    inspiração      histórica      e
                    literária
                                   +
                    Libertação da subjetividade e
Théodore Rousseau   sentimentalismo exagerados
O NATURALISMO


Camille Corot:
 - temática: paisagem
rural e citadina e retratos
- Rigor objetivo da
     composição
- Respeito pelos
     valores atmosféricos
     (luz e cor)
- serenidade
     expressiva


                              Corot, As Casas Cabassud na Villa d’Avray
O NATURALISMO

                                    Eugéne Boudin




Temas ligados ao mar e
        à água
            +
   Intensificação da
     luminosidade
O NATURALISMO

                 Jonkind
            Temas ligados ao mar e
                    à água
                        +
               Intensificação da
                 luminosidade
O NATURALISMO

            James Whistler
O REALISMO
O REALISMO

      Realismo

     Descende do
  Naturalismo e da
“Escola de Barbizon”
          +
     Forma mais
politizada de retratar
  a realidade social

     Arte como
  instrumento de
 denúncia social e
      política

                               Jean François Millet
O REALISMO

    Realismo

     Arte como
  instrumento de
 denúncia social e
      política



    Conceito
socialista de arte
        útil



                           Jean François Millet
O REALISMO

                                Utilização da fotografia
Imitação objetiva da              como meio auxiliar
     natureza                     (enquadramento e
                                      composição)
O REALISMO

 Preferência pelas temáticas
     sociais, retiradas do
          quotidiano



- Cenas domésticas, de
  trabalho ou de lazer
- Pessoas       comuns       e
  anónimas
- Técnicas fiéis à realidade
- Respeito       pela      cor
  ambiente e pela anatomia
  humana nas proporções e
  volumetrias                      Millet, As Respigadoras de Trigo, 1857
O REALISMO

- Técnicas fiéis à realidade
- Respeito       pela      cor
  ambiente e pela anatomia
  humana nas proporções e
  volumetrias


- Não aceitação do rigor das
  academias
- Simplificação do claro-
  escuro
- Composição naturalista,
  sem alterar o enqua-
  dramento     das    cenas      Millet, As Respigadoras de Trigo, 1857
  captadas
O REALISMO


   Gustave Courbet                Iniciador e teorizador
    (1819-1877)                        do Realismo
                                         pictórico
- Convicções socialistas
- Temas: paisagens
  campestres e cenas da
  pequena burguesia
  urbana, retratos e auto-
  retratos


     A realidade visível

                                   As Peneiradoras de trigo, 1855
O REALISMO




Courbet, Os Britadores de pedra
                                  Auto-retrato
    (obra já desaparecida)
O REALISMO




Courbet, O Atelier, 1854-55
O REALISMO




Courbet, Um Enterro em Ornans, 1849-50
O REALISMO


Jean François Millet                Cenas do trabalho rural




            Millet, As Respigadoras de Trigo, 1857
O REALISMO


       Jean François Millet
O REALISMO


Honoré
Daumier
O REALISMO

Expansão do Realismo
sobretudo para países
com maiores problemas
sociais causados pela
industrialização




Wilhelm Leibl (Alemanha)     Giovanni Fattori (Itália)
A FOTOGRAFIA
A FOTOGRAFIA

PHOTOS + GRAPHEIN
 = LUZ + ESCREVER



 Arte de fixar sobre
     uma chapa
impressionável à luz
 as imagens obtidas
  por meio de uma
  “camâra escura”
                       Primeira fotografia, tirada por
                          Nicéphore Niepce, 1826
A FOTOGRAFIA

Século XVI – Giovanni Battista della Porta – invenção da “câmara escura”




      Observação de uma imagem real refletida sobre uma superfície
A FOTOGRAFIA

1839 – Louis Daguerre inventa o
“daguerreótipo”




Emprego de uma camada de prata pura sobre placas de cobre, polidas e
sensibilizadas por meio de vapores de iodo que, após uma exposição de 3 a 30
minutos, revelava a imagem por meio de vapores de mercúrio, fixando-se numa
solução de hipossulfito de soda.
A FOTOGRAFIA

William Fox Talbot – invenção do
processo de reprodução de imagens
positivas a partir de uma imagem
negativa




 Janela da biblioteca de Abadia de
 Locock Abbey, considerada a primeira
 fotografia obtida pelo processo
 negativo/positivo.
A FOTOGRAFIA


        Contributos                     Contributos
       da fotografia                 da pintura realista
- Olhar casual capaz de ver a    - Referências temáticas
  realidade em fragmentos e de   - Composição
  apreciar os gestos e os        - Enquadramento da imagem
  movimetnos espontâneos
- Acabou com todas as
  conceções académicas sobre a
  composição da pintura
- Revisão das técnicas de
  representação da realidade
CASO PRÁTICO: “ITALIAN FAMILY
LEAVING ELLIS ISLAND (LEWIS HINE)
CASO PRÁTICO: “ITALIAN FAMILY LEAVING
      ELLIS ISLAND”, 1905 (LEWIS HINE)


Ellis Island


Serviços de
 Imigração
americanos


Entrada de
imigrantes
CASO PRÁTICO: “ITALIAN FAMILY LEAVING
   ELLIS ISLAND”, 1905 (LEWIS HINE)
CASO PRÁTICO: “ITALIAN FAMILY LEAVING
   ELLIS ISLAND”, 1905 (LEWIS HINE)
CASO PRÁTICO: “ITALIAN FAMILY LEAVING
   ELLIS ISLAND”, 1905 (LEWIS HINE)
CASO PRÁTICO: “ITALIAN FAMILY LEAVING
   ELLIS ISLAND”, 1905 (LEWIS HINE)
CASO PRÁTICO: “ITALIAN FAMILY LEAVING
        ELLIS ISLAND”, 1905 (LEWIS HINE)

  Preocupações
     sociais


 Fotografia como
 instrumento de
  educação e de
      alerta


   Pressão para
   melhoria das
   condições de
alojamento, trabalh
 o e educação dos
     imigrantes
FIM

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Impressionismo
ImpressionismoImpressionismo
Impressionismo
Ana Barreiros
 
Romantismo em Portugal
Romantismo em PortugalRomantismo em Portugal
Romantismo em Portugal
Cristina Verbitska
 
As grandes ruturas no início do seculo xx
As grandes ruturas no início do seculo xxAs grandes ruturas no início do seculo xx
As grandes ruturas no início do seculo xx
Ana Barreiros
 
Realismo
RealismoRealismo
Realismo
Andrea Dressler
 
Rococó da Europa para o mundo
Rococó da Europa para o mundoRococó da Europa para o mundo
Rococó da Europa para o mundo
Ana Barreiros
 
Naturalismo e Realismo na Pintura
Naturalismo e Realismo na PinturaNaturalismo e Realismo na Pintura
Naturalismo e Realismo na Pintura
Carlos Pinheiro
 
Arte abstrata
Arte abstrataArte abstrata
Arte abstrata
Ana Barreiros
 
Módulo 8 - Romantismo
Módulo 8 - RomantismoMódulo 8 - Romantismo
Módulo 8 - Romantismo
Carla Freitas
 
A cultura do cinema
A cultura do cinema   A cultura do cinema
A cultura do cinema
Ana Barreiros
 
Cultura do espaço virtual
Cultura do espaço virtual Cultura do espaço virtual
Cultura do espaço virtual
Ana Barreiros
 
Arte ao redor de 1900
Arte ao redor de 1900Arte ao redor de 1900
Arte ao redor de 1900
Ana Barreiros
 
Pintura e escultura em Portugal nos finais do século XIX
Pintura e escultura em Portugal nos finais do século XIXPintura e escultura em Portugal nos finais do século XIX
Pintura e escultura em Portugal nos finais do século XIX
Carlos Pinheiro
 
Impressionismo, neo-impressionismo e pós-impressionismo
Impressionismo, neo-impressionismo e pós-impressionismoImpressionismo, neo-impressionismo e pós-impressionismo
Impressionismo, neo-impressionismo e pós-impressionismo
Carlos Pinheiro
 
Módulo 8 - Do impressionismo ao Pós-impressionismo
Módulo 8 - Do impressionismo ao Pós-impressionismoMódulo 8 - Do impressionismo ao Pós-impressionismo
Módulo 8 - Do impressionismo ao Pós-impressionismo
Carla Freitas
 
Neoclassicismo
NeoclassicismoNeoclassicismo
Neoclassicismo
Ana Barreiros
 
A Arte Rococó
A Arte RococóA Arte Rococó
A Arte Rococó
Carlos Pinheiro
 
A Arte Neoclássica
A Arte NeoclássicaA Arte Neoclássica
A Arte Neoclássica
Carlos Pinheiro
 
Neoclassicismo
NeoclassicismoNeoclassicismo
Neoclassicismo
Arte Educadora
 
Impressionismo
ImpressionismoImpressionismo
Impressionismo
Francisco Silva
 
Pintura e escultura neoclássica
Pintura e escultura neoclássicaPintura e escultura neoclássica
Pintura e escultura neoclássica
Ana Barreiros
 

Mais procurados (20)

Impressionismo
ImpressionismoImpressionismo
Impressionismo
 
Romantismo em Portugal
Romantismo em PortugalRomantismo em Portugal
Romantismo em Portugal
 
As grandes ruturas no início do seculo xx
As grandes ruturas no início do seculo xxAs grandes ruturas no início do seculo xx
As grandes ruturas no início do seculo xx
 
Realismo
RealismoRealismo
Realismo
 
Rococó da Europa para o mundo
Rococó da Europa para o mundoRococó da Europa para o mundo
Rococó da Europa para o mundo
 
Naturalismo e Realismo na Pintura
Naturalismo e Realismo na PinturaNaturalismo e Realismo na Pintura
Naturalismo e Realismo na Pintura
 
Arte abstrata
Arte abstrataArte abstrata
Arte abstrata
 
Módulo 8 - Romantismo
Módulo 8 - RomantismoMódulo 8 - Romantismo
Módulo 8 - Romantismo
 
A cultura do cinema
A cultura do cinema   A cultura do cinema
A cultura do cinema
 
Cultura do espaço virtual
Cultura do espaço virtual Cultura do espaço virtual
Cultura do espaço virtual
 
Arte ao redor de 1900
Arte ao redor de 1900Arte ao redor de 1900
Arte ao redor de 1900
 
Pintura e escultura em Portugal nos finais do século XIX
Pintura e escultura em Portugal nos finais do século XIXPintura e escultura em Portugal nos finais do século XIX
Pintura e escultura em Portugal nos finais do século XIX
 
Impressionismo, neo-impressionismo e pós-impressionismo
Impressionismo, neo-impressionismo e pós-impressionismoImpressionismo, neo-impressionismo e pós-impressionismo
Impressionismo, neo-impressionismo e pós-impressionismo
 
Módulo 8 - Do impressionismo ao Pós-impressionismo
Módulo 8 - Do impressionismo ao Pós-impressionismoMódulo 8 - Do impressionismo ao Pós-impressionismo
Módulo 8 - Do impressionismo ao Pós-impressionismo
 
Neoclassicismo
NeoclassicismoNeoclassicismo
Neoclassicismo
 
A Arte Rococó
A Arte RococóA Arte Rococó
A Arte Rococó
 
A Arte Neoclássica
A Arte NeoclássicaA Arte Neoclássica
A Arte Neoclássica
 
Neoclassicismo
NeoclassicismoNeoclassicismo
Neoclassicismo
 
Impressionismo
ImpressionismoImpressionismo
Impressionismo
 
Pintura e escultura neoclássica
Pintura e escultura neoclássicaPintura e escultura neoclássica
Pintura e escultura neoclássica
 

Semelhante a Naturalismo, realismo

Naturalismo e realismo
Naturalismo e realismoNaturalismo e realismo
Naturalismo e realismo
William Marques
 
Aula 06 naturalismo-realismo
Aula 06 naturalismo-realismoAula 06 naturalismo-realismo
Aula 06 naturalismo-realismo
Marcio Duarte
 
Aula 06 naturalismo e realismo
Aula 06 naturalismo e realismoAula 06 naturalismo e realismo
Aula 06 naturalismo e realismo
Marcio Duarte
 
Naturalismo e realismo
Naturalismo e realismoNaturalismo e realismo
Naturalismo e realismo
adenicio
 
Realismo
RealismoRealismo
Realismo
Arte Educadora
 
Realismo
RealismoRealismo
Realismo
doidamaisfeliz
 
Contexto Histórico - Espiritismo - Pintores
Contexto Histórico - Espiritismo - PintoresContexto Histórico - Espiritismo - Pintores
Contexto Histórico - Espiritismo - Pintores
Denise Aguiar
 
Realismo.pdf
Realismo.pdfRealismo.pdf
Realismo.pdf
NAIARAJOHN
 
História da Arte: Realismo
História da Arte: RealismoHistória da Arte: Realismo
História da Arte: Realismo
Raphael Lanzillotte
 
Realismo
RealismoRealismo
Realismo
Michele Pó
 
Realismo
RealismoRealismo
Realismo
Michele Pó
 
Fotojornalismo I - Aula 3 - Fotografia entre a ciência, o social e a arte pic...
Fotojornalismo I - Aula 3 - Fotografia entre a ciência, o social e a arte pic...Fotojornalismo I - Aula 3 - Fotografia entre a ciência, o social e a arte pic...
Fotojornalismo I - Aula 3 - Fotografia entre a ciência, o social e a arte pic...
Julia Dantas
 
Aula 07 impressionismo e expressionismo
Aula 07 impressionismo e expressionismoAula 07 impressionismo e expressionismo
Aula 07 impressionismo e expressionismo
Marcio Duarte
 
8128cc57 c512-4c94-8429-e299e1c0b76e
8128cc57 c512-4c94-8429-e299e1c0b76e8128cc57 c512-4c94-8429-e299e1c0b76e
8128cc57 c512-4c94-8429-e299e1c0b76e
Ronaaldofr
 
Novas figurações
Novas figuraçõesNovas figurações
Novas figurações
Carlos Elson Cunha
 
Do realismo ao pós impressionismo
Do realismo ao pós  impressionismo Do realismo ao pós  impressionismo
Do realismo ao pós impressionismo
AnaSilva1963
 
Impressionismo
ImpressionismoImpressionismo
Impressionismo
Sara Cristina Alves Vale
 
Aula realismo
Aula realismoAula realismo
Aula realismo
Engelis Oliveira
 
Realismo
RealismoRealismo
Gustave Courbet
Gustave CourbetGustave Courbet
Gustave Courbet
hcaslides
 

Semelhante a Naturalismo, realismo (20)

Naturalismo e realismo
Naturalismo e realismoNaturalismo e realismo
Naturalismo e realismo
 
Aula 06 naturalismo-realismo
Aula 06 naturalismo-realismoAula 06 naturalismo-realismo
Aula 06 naturalismo-realismo
 
Aula 06 naturalismo e realismo
Aula 06 naturalismo e realismoAula 06 naturalismo e realismo
Aula 06 naturalismo e realismo
 
Naturalismo e realismo
Naturalismo e realismoNaturalismo e realismo
Naturalismo e realismo
 
Realismo
RealismoRealismo
Realismo
 
Realismo
RealismoRealismo
Realismo
 
Contexto Histórico - Espiritismo - Pintores
Contexto Histórico - Espiritismo - PintoresContexto Histórico - Espiritismo - Pintores
Contexto Histórico - Espiritismo - Pintores
 
Realismo.pdf
Realismo.pdfRealismo.pdf
Realismo.pdf
 
História da Arte: Realismo
História da Arte: RealismoHistória da Arte: Realismo
História da Arte: Realismo
 
Realismo
RealismoRealismo
Realismo
 
Realismo
RealismoRealismo
Realismo
 
Fotojornalismo I - Aula 3 - Fotografia entre a ciência, o social e a arte pic...
Fotojornalismo I - Aula 3 - Fotografia entre a ciência, o social e a arte pic...Fotojornalismo I - Aula 3 - Fotografia entre a ciência, o social e a arte pic...
Fotojornalismo I - Aula 3 - Fotografia entre a ciência, o social e a arte pic...
 
Aula 07 impressionismo e expressionismo
Aula 07 impressionismo e expressionismoAula 07 impressionismo e expressionismo
Aula 07 impressionismo e expressionismo
 
8128cc57 c512-4c94-8429-e299e1c0b76e
8128cc57 c512-4c94-8429-e299e1c0b76e8128cc57 c512-4c94-8429-e299e1c0b76e
8128cc57 c512-4c94-8429-e299e1c0b76e
 
Novas figurações
Novas figuraçõesNovas figurações
Novas figurações
 
Do realismo ao pós impressionismo
Do realismo ao pós  impressionismo Do realismo ao pós  impressionismo
Do realismo ao pós impressionismo
 
Impressionismo
ImpressionismoImpressionismo
Impressionismo
 
Aula realismo
Aula realismoAula realismo
Aula realismo
 
Realismo
RealismoRealismo
Realismo
 
Gustave Courbet
Gustave CourbetGustave Courbet
Gustave Courbet
 

Mais de Ana Barreiros

Pintura barroca na Europa
Pintura barroca na EuropaPintura barroca na Europa
Pintura barroca na Europa
Ana Barreiros
 
Rubrica de avaliação
Rubrica de avaliação Rubrica de avaliação
Rubrica de avaliação
Ana Barreiros
 
Lista de verificação e-atividade
Lista de verificação e-atividade Lista de verificação e-atividade
Lista de verificação e-atividade
Ana Barreiros
 
Casa Sommer
Casa SommerCasa Sommer
Casa Sommer
Ana Barreiros
 
Bairro dos museus
Bairro dos museusBairro dos museus
Bairro dos museus
Ana Barreiros
 
Imagens de Arquitetura Barroca
Imagens de Arquitetura BarrocaImagens de Arquitetura Barroca
Imagens de Arquitetura Barroca
Ana Barreiros
 
Pintura do quattrocento
Pintura do quattrocentoPintura do quattrocento
Pintura do quattrocento
Ana Barreiros
 
Correcao 2ª ficha formativa cultura do cinema
Correcao 2ª ficha formativa cultura do cinemaCorrecao 2ª ficha formativa cultura do cinema
Correcao 2ª ficha formativa cultura do cinema
Ana Barreiros
 
O aparecimento da arte gotica
O aparecimento da arte goticaO aparecimento da arte gotica
O aparecimento da arte gotica
Ana Barreiros
 
Escultura romana
Escultura romanaEscultura romana
Escultura romana
Ana Barreiros
 
A modernização de Portugal na 2ª metade séc. XIX - trabalho de Beatriz, 6ºG
A modernização de Portugal na 2ª metade séc. XIX - trabalho de Beatriz, 6ºGA modernização de Portugal na 2ª metade séc. XIX - trabalho de Beatriz, 6ºG
A modernização de Portugal na 2ª metade séc. XIX - trabalho de Beatriz, 6ºG
Ana Barreiros
 
Ficha formativa "A Cultura do Cinema 1"
Ficha formativa "A Cultura do Cinema 1"Ficha formativa "A Cultura do Cinema 1"
Ficha formativa "A Cultura do Cinema 1"
Ana Barreiros
 
Ficha formativa "A Cultura da Gare 2"
Ficha formativa "A Cultura da Gare 2"Ficha formativa "A Cultura da Gare 2"
Ficha formativa "A Cultura da Gare 2"
Ana Barreiros
 
Ficha formativa "A Cultura da Gare 1"
Ficha formativa "A Cultura da Gare 1"Ficha formativa "A Cultura da Gare 1"
Ficha formativa "A Cultura da Gare 1"
Ana Barreiros
 
Ficha "A Cultura do Palco"
Ficha "A Cultura do Palco"Ficha "A Cultura do Palco"
Ficha "A Cultura do Palco"
Ana Barreiros
 
Ficha "A Cultura do Salão"
Ficha "A Cultura do Salão"Ficha "A Cultura do Salão"
Ficha "A Cultura do Salão"
Ana Barreiros
 
Ficha formativa grandes_civilizacoes
Ficha formativa grandes_civilizacoesFicha formativa grandes_civilizacoes
Ficha formativa grandes_civilizacoes
Ana Barreiros
 
Ficha formativa 1820 e o liberalismo correcao
Ficha formativa 1820 e o liberalismo correcaoFicha formativa 1820 e o liberalismo correcao
Ficha formativa 1820 e o liberalismo correcao
Ana Barreiros
 
Ficha formativa 1 HGP 6º ano
Ficha formativa 1 HGP 6º anoFicha formativa 1 HGP 6º ano
Ficha formativa 1 HGP 6º ano
Ana Barreiros
 
As artes na atualidade
As artes na atualidadeAs artes na atualidade
As artes na atualidade
Ana Barreiros
 

Mais de Ana Barreiros (20)

Pintura barroca na Europa
Pintura barroca na EuropaPintura barroca na Europa
Pintura barroca na Europa
 
Rubrica de avaliação
Rubrica de avaliação Rubrica de avaliação
Rubrica de avaliação
 
Lista de verificação e-atividade
Lista de verificação e-atividade Lista de verificação e-atividade
Lista de verificação e-atividade
 
Casa Sommer
Casa SommerCasa Sommer
Casa Sommer
 
Bairro dos museus
Bairro dos museusBairro dos museus
Bairro dos museus
 
Imagens de Arquitetura Barroca
Imagens de Arquitetura BarrocaImagens de Arquitetura Barroca
Imagens de Arquitetura Barroca
 
Pintura do quattrocento
Pintura do quattrocentoPintura do quattrocento
Pintura do quattrocento
 
Correcao 2ª ficha formativa cultura do cinema
Correcao 2ª ficha formativa cultura do cinemaCorrecao 2ª ficha formativa cultura do cinema
Correcao 2ª ficha formativa cultura do cinema
 
O aparecimento da arte gotica
O aparecimento da arte goticaO aparecimento da arte gotica
O aparecimento da arte gotica
 
Escultura romana
Escultura romanaEscultura romana
Escultura romana
 
A modernização de Portugal na 2ª metade séc. XIX - trabalho de Beatriz, 6ºG
A modernização de Portugal na 2ª metade séc. XIX - trabalho de Beatriz, 6ºGA modernização de Portugal na 2ª metade séc. XIX - trabalho de Beatriz, 6ºG
A modernização de Portugal na 2ª metade séc. XIX - trabalho de Beatriz, 6ºG
 
Ficha formativa "A Cultura do Cinema 1"
Ficha formativa "A Cultura do Cinema 1"Ficha formativa "A Cultura do Cinema 1"
Ficha formativa "A Cultura do Cinema 1"
 
Ficha formativa "A Cultura da Gare 2"
Ficha formativa "A Cultura da Gare 2"Ficha formativa "A Cultura da Gare 2"
Ficha formativa "A Cultura da Gare 2"
 
Ficha formativa "A Cultura da Gare 1"
Ficha formativa "A Cultura da Gare 1"Ficha formativa "A Cultura da Gare 1"
Ficha formativa "A Cultura da Gare 1"
 
Ficha "A Cultura do Palco"
Ficha "A Cultura do Palco"Ficha "A Cultura do Palco"
Ficha "A Cultura do Palco"
 
Ficha "A Cultura do Salão"
Ficha "A Cultura do Salão"Ficha "A Cultura do Salão"
Ficha "A Cultura do Salão"
 
Ficha formativa grandes_civilizacoes
Ficha formativa grandes_civilizacoesFicha formativa grandes_civilizacoes
Ficha formativa grandes_civilizacoes
 
Ficha formativa 1820 e o liberalismo correcao
Ficha formativa 1820 e o liberalismo correcaoFicha formativa 1820 e o liberalismo correcao
Ficha formativa 1820 e o liberalismo correcao
 
Ficha formativa 1 HGP 6º ano
Ficha formativa 1 HGP 6º anoFicha formativa 1 HGP 6º ano
Ficha formativa 1 HGP 6º ano
 
As artes na atualidade
As artes na atualidadeAs artes na atualidade
As artes na atualidade
 

Último

cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
ANDRÉA FERREIRA
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
ProfessoraTatianaT
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
Trabalho de Geografia industrialização.pdf
Trabalho de Geografia industrialização.pdfTrabalho de Geografia industrialização.pdf
Trabalho de Geografia industrialização.pdf
erico paulo rocha guedes
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
Manuais Formação
 
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptxTudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
IACEMCASA
 
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.pptESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
maria-oliveira
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
vinibolado86
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 

Último (20)

cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
Trabalho de Geografia industrialização.pdf
Trabalho de Geografia industrialização.pdfTrabalho de Geografia industrialização.pdf
Trabalho de Geografia industrialização.pdf
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
 
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptxTudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
 
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.pptESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 

Naturalismo, realismo

  • 2. NATURALISMO, REALISMO E IMPRESSIONISMO Théodore Rousseau, Carvalhos da floresta de Renoir, O Fontainebleau, 1855 Baloiço, 1876 Courbet, As peneiradoras de trigo, 1855
  • 3. A NOVA CONJUNTURA Crises económicas do Organização do capitalismo industrial e movimento operário liberal Revoluções liberais e nacionalistas Laicização do pensamento e das mentalidades
  • 4. A NOVA CONJUNTURA Crises económicas do Organização do capitalismo industrial e movimento operário liberal Revoluções liberais e nacionalistas Laicização do pensamento e das mentalidades Maior interesse Positivismo Cientismo pela realidade
  • 5. A NOVA CONJUNTURA Laicização do pensamento e das mentalidades Maior interesse Positivismo Cientismo pela realidade - Visão mais realista e objetiva da realidade - Imaginação substituída pela observação da realidade - Abandono do subjetividade
  • 6. O NATURALISMO “Escola de França Barbizon” Barbizon, a 30 km de Paris, foi o local escolhido por alguns pintores para pintar a natureza em natureza (ao ar livre), fora dos ateliers
  • 7. O NATURALISMO Charles Daubigny, O Moinho de Gobelle em Optevoz, c. 1852 Théodore Rousseau, A Floresta no Inverno, ao pôr do sol, c. 1845-46
  • 8. O NATURALISMO Os naturalistas pintam paisagens, cenas do quotidiano e retratos, e abandonam os temas dos pintores românticos (temas de inspiração literária ou histórica, fantasias) e o sentimentalismo. Constant Troyon, o Regresso do Rebanho
  • 9. O NATURALISMO Interesse na representação objetiva da realidade visível: - Paisagem - cenas do quotidiano - retrato + Abandono das temáticas religiosas, fantasistas ou de inspiração histórica e literária + Libertação da subjetividade e Théodore Rousseau sentimentalismo exagerados
  • 10. O NATURALISMO Camille Corot: - temática: paisagem rural e citadina e retratos - Rigor objetivo da composição - Respeito pelos valores atmosféricos (luz e cor) - serenidade expressiva Corot, As Casas Cabassud na Villa d’Avray
  • 11. O NATURALISMO Eugéne Boudin Temas ligados ao mar e à água + Intensificação da luminosidade
  • 12. O NATURALISMO Jonkind Temas ligados ao mar e à água + Intensificação da luminosidade
  • 13. O NATURALISMO James Whistler
  • 15. O REALISMO Realismo Descende do Naturalismo e da “Escola de Barbizon” + Forma mais politizada de retratar a realidade social Arte como instrumento de denúncia social e política Jean François Millet
  • 16. O REALISMO Realismo Arte como instrumento de denúncia social e política Conceito socialista de arte útil Jean François Millet
  • 17. O REALISMO Utilização da fotografia Imitação objetiva da como meio auxiliar natureza (enquadramento e composição)
  • 18. O REALISMO Preferência pelas temáticas sociais, retiradas do quotidiano - Cenas domésticas, de trabalho ou de lazer - Pessoas comuns e anónimas - Técnicas fiéis à realidade - Respeito pela cor ambiente e pela anatomia humana nas proporções e volumetrias Millet, As Respigadoras de Trigo, 1857
  • 19. O REALISMO - Técnicas fiéis à realidade - Respeito pela cor ambiente e pela anatomia humana nas proporções e volumetrias - Não aceitação do rigor das academias - Simplificação do claro- escuro - Composição naturalista, sem alterar o enqua- dramento das cenas Millet, As Respigadoras de Trigo, 1857 captadas
  • 20. O REALISMO Gustave Courbet Iniciador e teorizador (1819-1877) do Realismo pictórico - Convicções socialistas - Temas: paisagens campestres e cenas da pequena burguesia urbana, retratos e auto- retratos A realidade visível As Peneiradoras de trigo, 1855
  • 21. O REALISMO Courbet, Os Britadores de pedra Auto-retrato (obra já desaparecida)
  • 22. O REALISMO Courbet, O Atelier, 1854-55
  • 23. O REALISMO Courbet, Um Enterro em Ornans, 1849-50
  • 24. O REALISMO Jean François Millet Cenas do trabalho rural Millet, As Respigadoras de Trigo, 1857
  • 25. O REALISMO Jean François Millet
  • 27. O REALISMO Expansão do Realismo sobretudo para países com maiores problemas sociais causados pela industrialização Wilhelm Leibl (Alemanha) Giovanni Fattori (Itália)
  • 29. A FOTOGRAFIA PHOTOS + GRAPHEIN = LUZ + ESCREVER Arte de fixar sobre uma chapa impressionável à luz as imagens obtidas por meio de uma “camâra escura” Primeira fotografia, tirada por Nicéphore Niepce, 1826
  • 30. A FOTOGRAFIA Século XVI – Giovanni Battista della Porta – invenção da “câmara escura” Observação de uma imagem real refletida sobre uma superfície
  • 31. A FOTOGRAFIA 1839 – Louis Daguerre inventa o “daguerreótipo” Emprego de uma camada de prata pura sobre placas de cobre, polidas e sensibilizadas por meio de vapores de iodo que, após uma exposição de 3 a 30 minutos, revelava a imagem por meio de vapores de mercúrio, fixando-se numa solução de hipossulfito de soda.
  • 32. A FOTOGRAFIA William Fox Talbot – invenção do processo de reprodução de imagens positivas a partir de uma imagem negativa Janela da biblioteca de Abadia de Locock Abbey, considerada a primeira fotografia obtida pelo processo negativo/positivo.
  • 33. A FOTOGRAFIA Contributos Contributos da fotografia da pintura realista - Olhar casual capaz de ver a - Referências temáticas realidade em fragmentos e de - Composição apreciar os gestos e os - Enquadramento da imagem movimetnos espontâneos - Acabou com todas as conceções académicas sobre a composição da pintura - Revisão das técnicas de representação da realidade
  • 34. CASO PRÁTICO: “ITALIAN FAMILY LEAVING ELLIS ISLAND (LEWIS HINE)
  • 35. CASO PRÁTICO: “ITALIAN FAMILY LEAVING ELLIS ISLAND”, 1905 (LEWIS HINE) Ellis Island Serviços de Imigração americanos Entrada de imigrantes
  • 36. CASO PRÁTICO: “ITALIAN FAMILY LEAVING ELLIS ISLAND”, 1905 (LEWIS HINE)
  • 37. CASO PRÁTICO: “ITALIAN FAMILY LEAVING ELLIS ISLAND”, 1905 (LEWIS HINE)
  • 38. CASO PRÁTICO: “ITALIAN FAMILY LEAVING ELLIS ISLAND”, 1905 (LEWIS HINE)
  • 39. CASO PRÁTICO: “ITALIAN FAMILY LEAVING ELLIS ISLAND”, 1905 (LEWIS HINE)
  • 40. CASO PRÁTICO: “ITALIAN FAMILY LEAVING ELLIS ISLAND”, 1905 (LEWIS HINE) Preocupações sociais Fotografia como instrumento de educação e de alerta Pressão para melhoria das condições de alojamento, trabalh o e educação dos imigrantes
  • 41. FIM