SlideShare uma empresa Scribd logo
AVALIAÇÃO DE ESTUDANTE COM DEFICIÊNCIA
INTELECTUAL
NOTA TÉCNICA 06/2011
MEC/SEESP/GAB
MATERIAL ORIGINADO DE FORMAÇÕES CONTINUADAS
DA SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DO ACRE E APROVEITADO
PELA PROFESSORA ESPECIALISTA - DILAINA MARIA COSTA
TODAS AS INFORMAÇÕES CONTIDAS NESTE MATERIAL
PODERÃO SERVIR COMO APOIO PARA AVALIAÇÃO DE ESTUDANTES COM
DEFICIENCIA AUDITIVA. AUTISMO, MULTIPLAS DEFICIÊNCIA
E OUTRAS QUE EXIGEM APOIO VISUAL
CONSIDERAÇÕES SOBRE AVALIAÇÃO
1 - Parte integrante e inseparável do processo ensino-aprendizagem;
2 - Um processo contínuo ( processual e não pontual);
3 - Instrumento norteador das estratégias pedagógicas:
Define;
Reorienta;
Aprimora.
4 - Deve ser diversificada;
5 - Objetiva o aprendizado e não a classificação, retenção ou promoção.
6 - Funções de:
Diagnóstico- conhecer o aluno;
Monitoramento (observação) - acompanhar e intervir na aprendizagem;
Fonte de informações para orientar e alterar o planejamento quando necessário;
FORMAS DE AVALIAÇÃO
1- observações e registros:
Fotos
Gravações em áudio
e em vídeos;
Caderno ou diário de registro;
Portfólio.
2 - Avaliação formal:
Operatórias (individuais e em grupos);
Consulta;
Oral;
outros.
CONSIDERAÇÕES IMPORTANTES QUANDO NA ELABORAÇÃO DAS
AVALIAÇÕES:
1- Muitas vezes as metas traçadas para a TURMA é uma coisa, e as metas
traçadas para o ALUNO alcançar durante o ano letivo diferem totalmente;
2 - A avaliação de um aluno com deficiência deve partir dos objetivos
anteriormente estabelecidos para que ELE atinja.
Lembre-se, o currículo foi flexibilizado e adequado com metas
específicas .
ASSIM A AVALIAÇÃO MAIS JUSTA QUE DEVERÁ SER FEITA É A
PROCESSUAL;
Os instrumentos para esta avaliação processual:
a) Registros de observações com base nos objetivos que foram traçados para
o aluno;
b) Análise da produção escolar;
c) Registros do professor em diferentes momentos da prática pedagógica;
d) Quaisquer outros instrumentos que possibilitem a VERIFICAÇÃO
QUALITATIVA dos progressos alcançados pelo aluno.
3- O Professor também deverá considerar todos os avanços
alcançados durante este percurso no que refere-se aos:
a) aspectos do desenvolvimento (biológico, emocional, comunicação, social, etc);
b) motivação;
c) capacidade de atenção;
d) novas estratégias que o aluno desenvolveu para solucionar e/ou superar
determinados desafios.
TODA CRIANÇA PODE APRENDER E PROGREDIR EM DIVERSOS ASPECTOS
MENOS FORMAIS QUE DEVEM SER CONSIDERADOS NO PROCESSO DE
AVALIAÇÃO:
Socialização; Condutas comportamentais adequadas;
Regras sociais; Linguagem;
Aspectos cognitivos;
Psicomotores;
Emocionais;
Trabalhar em grupo;
Permanecer em uma atividade por tempo cada vez maior;
Reter informações;
Aumentar seu vocabulário;
Melhorar sua preensão do lápis;
Esperar sua vez no jogo.
OS REGISTROS SÃO DOCUMENTOS EXTREMAMENTE
IMPORTANTES.
Além de progredir na aquisição de conteúdos curriculares, o aluno
pode se desenvolver nos aspectos menos formais, mas que contam
muito no crescimento da criança incluída.
Quando adotamos esta perspectiva, constatamos que, mesmo que
seja auferida nota para mensurar esses progressos, esta NOTA
REFLETIRÁ A QUALIDADE DOS resultados alcançados e NUNCA A
QUANTIDADE de conteúdos trabalhados.
A nota é um aspecto formal do aprendizado exigido pelo sistema e
pela legislação, como parte da organização do modelo educacional
vigente.
Mas a nota não deveria ser um fator de seleção natural onde
apenas “os mais capazes” progridem no processo de
escolarização.
Portanto o aluno com deficiência torna-se a medida para si
mesmo quando o assunto é a sua própria avaliação.
Não olhar o aluno a partir de sua deficiência e sim de suas
possibilidades.
REFERÊNCIAS
MANTOAN, Maria Teresa Eglér; Inclusão Escolar: o que é? Por quê? Como fazer?1. edição,
Moderna/2003.
Estratégias para a educação de alunos com necessidades educacionais especiais/coordenação
geral: SEESP/MEC; organização: Maria Salete Fábio Aranha. – Brasília: Ministério da Educação,
Secretaria de Educação Especial, 2003.
(Saberes e Práticas da Inclusão; 4http://infocoeducacao.com.br/pos-graduacao-em-educacao-
na-perspectica-do-ensino-estruturado-para-autistas/ - acessado em 2015.Leite, Lúcia Pereira.
Práticas educativas: adaptações curriculares/ Lúcia Pereira Leite, Aline Maira da Silva In:Práticas
em educação especial e inclusiva na área da deficiência mental / Vera Lúcia Messias Fialho
Capellini (org.). – Bauru : MEC/FC/SEE, 2008.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Pauta
PautaPauta
Educação especial escola inclusiva slides
Educação especial  escola inclusiva slidesEducação especial  escola inclusiva slides
Educação especial escola inclusiva slides
gindri
 
Sala de recursos multifuncionais
Sala de recursos multifuncionaisSala de recursos multifuncionais
Sala de recursos multifuncionais
Sandrastos
 
Conselho de classe
Conselho de classeConselho de classe
Conselho de classe
Luciene Vales
 
DIAGNÓSTICO - SALA DE RECURSO - INCLUSÃO
DIAGNÓSTICO - SALA DE RECURSO - INCLUSÃODIAGNÓSTICO - SALA DE RECURSO - INCLUSÃO
DIAGNÓSTICO - SALA DE RECURSO - INCLUSÃO
CÉSAR TAVARES
 
Ficha de atendimento do aee
Ficha de atendimento do aeeFicha de atendimento do aee
Ficha de atendimento do aee
Lima Pedagoga
 
Sala de Recursos blog
Sala de Recursos  blogSala de Recursos  blog
Sala de Recursos blog
Marli Gomes
 
Orientações sobre avaliação do aluno da Educação Especial
Orientações sobre avaliação do aluno da Educação EspecialOrientações sobre avaliação do aluno da Educação Especial
Orientações sobre avaliação do aluno da Educação Especial
Grupo Educação, Mídias e Comunidade Surda
 
Adaptação curricular
Adaptação curricularAdaptação curricular
Adaptação curricular
Karen Araki
 
Caderno Pedagogico Autismo
Caderno Pedagogico AutismoCaderno Pedagogico Autismo
Caderno Pedagogico Autismo
Sarah Olliver
 
Aee apresentacao
Aee apresentacaoAee apresentacao
Aee apresentacao
luiscmf
 
ATENDIMENTO EDUCACIONAL ESPECIALIZADO/ SALA DE RECURSOS MULTIFUNCIONAIS
ATENDIMENTO EDUCACIONAL ESPECIALIZADO/ SALA DE RECURSOS MULTIFUNCIONAISATENDIMENTO EDUCACIONAL ESPECIALIZADO/ SALA DE RECURSOS MULTIFUNCIONAIS
ATENDIMENTO EDUCACIONAL ESPECIALIZADO/ SALA DE RECURSOS MULTIFUNCIONAIS
Classe Especial SZ Inclusão
 
Sugestões de atividades para projetos de leitura para educação infantil e ens...
Sugestões de atividades para projetos de leitura para educação infantil e ens...Sugestões de atividades para projetos de leitura para educação infantil e ens...
Sugestões de atividades para projetos de leitura para educação infantil e ens...
Vândria Regina J C
 
Plano de ação 2014 escola
Plano de ação 2014 escolaPlano de ação 2014 escola
Plano de ação 2014 escola
Polivalente Linhares
 
Relatorio estagio psicopedagogia institucional
Relatorio estagio psicopedagogia institucionalRelatorio estagio psicopedagogia institucional
Relatorio estagio psicopedagogia institucional
Ravena B
 
PLANO ANUAL 2023 - 1° ano.docx
PLANO ANUAL  2023 - 1° ano.docxPLANO ANUAL  2023 - 1° ano.docx
PLANO ANUAL 2023 - 1° ano.docx
AnaRocha812480
 
Plano de atendimento educacional especializado para aluno tgd
Plano de atendimento educacional especializado para aluno tgdPlano de atendimento educacional especializado para aluno tgd
Plano de atendimento educacional especializado para aluno tgd
Lucinaldo Tenório
 
Relatório de observação
Relatório de observaçãoRelatório de observação
Relatório de observação
Arte Tecnologia
 
Aee. sala multifuncional
Aee. sala multifuncionalAee. sala multifuncional
Aee. sala multifuncional
Marcélia Amorim Cardoso
 
Planejamento Educação Infantil fase I
 Planejamento Educação Infantil fase I Planejamento Educação Infantil fase I
Planejamento Educação Infantil fase I
lucianoproenca21
 

Mais procurados (20)

Pauta
PautaPauta
Pauta
 
Educação especial escola inclusiva slides
Educação especial  escola inclusiva slidesEducação especial  escola inclusiva slides
Educação especial escola inclusiva slides
 
Sala de recursos multifuncionais
Sala de recursos multifuncionaisSala de recursos multifuncionais
Sala de recursos multifuncionais
 
Conselho de classe
Conselho de classeConselho de classe
Conselho de classe
 
DIAGNÓSTICO - SALA DE RECURSO - INCLUSÃO
DIAGNÓSTICO - SALA DE RECURSO - INCLUSÃODIAGNÓSTICO - SALA DE RECURSO - INCLUSÃO
DIAGNÓSTICO - SALA DE RECURSO - INCLUSÃO
 
Ficha de atendimento do aee
Ficha de atendimento do aeeFicha de atendimento do aee
Ficha de atendimento do aee
 
Sala de Recursos blog
Sala de Recursos  blogSala de Recursos  blog
Sala de Recursos blog
 
Orientações sobre avaliação do aluno da Educação Especial
Orientações sobre avaliação do aluno da Educação EspecialOrientações sobre avaliação do aluno da Educação Especial
Orientações sobre avaliação do aluno da Educação Especial
 
Adaptação curricular
Adaptação curricularAdaptação curricular
Adaptação curricular
 
Caderno Pedagogico Autismo
Caderno Pedagogico AutismoCaderno Pedagogico Autismo
Caderno Pedagogico Autismo
 
Aee apresentacao
Aee apresentacaoAee apresentacao
Aee apresentacao
 
ATENDIMENTO EDUCACIONAL ESPECIALIZADO/ SALA DE RECURSOS MULTIFUNCIONAIS
ATENDIMENTO EDUCACIONAL ESPECIALIZADO/ SALA DE RECURSOS MULTIFUNCIONAISATENDIMENTO EDUCACIONAL ESPECIALIZADO/ SALA DE RECURSOS MULTIFUNCIONAIS
ATENDIMENTO EDUCACIONAL ESPECIALIZADO/ SALA DE RECURSOS MULTIFUNCIONAIS
 
Sugestões de atividades para projetos de leitura para educação infantil e ens...
Sugestões de atividades para projetos de leitura para educação infantil e ens...Sugestões de atividades para projetos de leitura para educação infantil e ens...
Sugestões de atividades para projetos de leitura para educação infantil e ens...
 
Plano de ação 2014 escola
Plano de ação 2014 escolaPlano de ação 2014 escola
Plano de ação 2014 escola
 
Relatorio estagio psicopedagogia institucional
Relatorio estagio psicopedagogia institucionalRelatorio estagio psicopedagogia institucional
Relatorio estagio psicopedagogia institucional
 
PLANO ANUAL 2023 - 1° ano.docx
PLANO ANUAL  2023 - 1° ano.docxPLANO ANUAL  2023 - 1° ano.docx
PLANO ANUAL 2023 - 1° ano.docx
 
Plano de atendimento educacional especializado para aluno tgd
Plano de atendimento educacional especializado para aluno tgdPlano de atendimento educacional especializado para aluno tgd
Plano de atendimento educacional especializado para aluno tgd
 
Relatório de observação
Relatório de observaçãoRelatório de observação
Relatório de observação
 
Aee. sala multifuncional
Aee. sala multifuncionalAee. sala multifuncional
Aee. sala multifuncional
 
Planejamento Educação Infantil fase I
 Planejamento Educação Infantil fase I Planejamento Educação Infantil fase I
Planejamento Educação Infantil fase I
 

Semelhante a Sugestões de como avaliar estudantes com deficiência intelectual, autismo e deficiência auditiva

Didática e Ensino Remoto: avaliação da aprendizagem
Didática e Ensino Remoto: avaliação da aprendizagemDidática e Ensino Remoto: avaliação da aprendizagem
Didática e Ensino Remoto: avaliação da aprendizagem
Leonardo Severo
 
Avaliação da aprendizagem
Avaliação da aprendizagemAvaliação da aprendizagem
Avaliação da aprendizagem
ELOI DE OLIVEIRA BATISTA
 
Apresentação_detalhada_e_aberta__Acomp._Aprendizagens.pptx
Apresentação_detalhada_e_aberta__Acomp._Aprendizagens.pptxApresentação_detalhada_e_aberta__Acomp._Aprendizagens.pptx
Apresentação_detalhada_e_aberta__Acomp._Aprendizagens.pptx
SupervisoEMAC
 
Avaliação artigo da ufpi
Avaliação artigo da ufpiAvaliação artigo da ufpi
Avaliação artigo da ufpi
Robson Eugênio
 
Avaliação em cursos remotos.pdf
Avaliação em cursos remotos.pdfAvaliação em cursos remotos.pdf
Avaliação em cursos remotos.pdf
AlessandraRodrigues800177
 
Aval formativa
Aval formativaAval formativa
Aval formativa
ziquinha
 
Avalaciação educacional: Um tema recorrente na Educação Brasileira
Avalaciação educacional: Um tema recorrente na Educação BrasileiraAvalaciação educacional: Um tema recorrente na Educação Brasileira
Avalaciação educacional: Um tema recorrente na Educação Brasileira
Gustavo Lisboa
 
Proposta da rede estadual de avaliação formativa formatado 29 08-11
Proposta da rede estadual de avaliação formativa formatado 29 08-11Proposta da rede estadual de avaliação formativa formatado 29 08-11
Proposta da rede estadual de avaliação formativa formatado 29 08-11
Linna Braga
 
Adequação curricular ec 303
Adequação curricular ec 303Adequação curricular ec 303
Adequação curricular ec 303
sedf
 
08 avaliacao-e-registro
08 avaliacao-e-registro08 avaliacao-e-registro
08 avaliacao-e-registro
Joao Balbi
 
Avaliacao formativa
Avaliacao formativaAvaliacao formativa
Avaliacao formativa
Marcelo Brito
 
Ideias 22 p089-090_c
Ideias 22 p089-090_cIdeias 22 p089-090_c
Ideias 22 p089-090_c
Selmy Araujo
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
IedaGoethe
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
IedaGoethe
 
4.2 EM_Volume 4_ Gestão do Ensino e da Aprendizagem.pdf
4.2 EM_Volume 4_ Gestão do Ensino e da Aprendizagem.pdf4.2 EM_Volume 4_ Gestão do Ensino e da Aprendizagem.pdf
4.2 EM_Volume 4_ Gestão do Ensino e da Aprendizagem.pdf
Flavio de Souza
 
Atividades relativas ao livro 06 1ª etapa
Atividades relativas ao livro 06 1ª etapaAtividades relativas ao livro 06 1ª etapa
Atividades relativas ao livro 06 1ª etapa
heder oliveira silva
 
Avaliação no ciclo de alfabetização
Avaliação no ciclo de alfabetizaçãoAvaliação no ciclo de alfabetização
Avaliação no ciclo de alfabetização
Tatiana Schiavon
 
Citeriosaval preescolar 2013_2014
Citeriosaval preescolar 2013_2014Citeriosaval preescolar 2013_2014
Citeriosaval preescolar 2013_2014
Bela Catarina
 
A avaliação no processo de ensino aprendizagem - rea
A avaliação no processo de ensino aprendizagem - reaA avaliação no processo de ensino aprendizagem - rea
A avaliação no processo de ensino aprendizagem - rea
Elizeu Gomes de Faria
 
Supervisão
SupervisãoSupervisão
Supervisão
Helena Zanotto
 

Semelhante a Sugestões de como avaliar estudantes com deficiência intelectual, autismo e deficiência auditiva (20)

Didática e Ensino Remoto: avaliação da aprendizagem
Didática e Ensino Remoto: avaliação da aprendizagemDidática e Ensino Remoto: avaliação da aprendizagem
Didática e Ensino Remoto: avaliação da aprendizagem
 
Avaliação da aprendizagem
Avaliação da aprendizagemAvaliação da aprendizagem
Avaliação da aprendizagem
 
Apresentação_detalhada_e_aberta__Acomp._Aprendizagens.pptx
Apresentação_detalhada_e_aberta__Acomp._Aprendizagens.pptxApresentação_detalhada_e_aberta__Acomp._Aprendizagens.pptx
Apresentação_detalhada_e_aberta__Acomp._Aprendizagens.pptx
 
Avaliação artigo da ufpi
Avaliação artigo da ufpiAvaliação artigo da ufpi
Avaliação artigo da ufpi
 
Avaliação em cursos remotos.pdf
Avaliação em cursos remotos.pdfAvaliação em cursos remotos.pdf
Avaliação em cursos remotos.pdf
 
Aval formativa
Aval formativaAval formativa
Aval formativa
 
Avalaciação educacional: Um tema recorrente na Educação Brasileira
Avalaciação educacional: Um tema recorrente na Educação BrasileiraAvalaciação educacional: Um tema recorrente na Educação Brasileira
Avalaciação educacional: Um tema recorrente na Educação Brasileira
 
Proposta da rede estadual de avaliação formativa formatado 29 08-11
Proposta da rede estadual de avaliação formativa formatado 29 08-11Proposta da rede estadual de avaliação formativa formatado 29 08-11
Proposta da rede estadual de avaliação formativa formatado 29 08-11
 
Adequação curricular ec 303
Adequação curricular ec 303Adequação curricular ec 303
Adequação curricular ec 303
 
08 avaliacao-e-registro
08 avaliacao-e-registro08 avaliacao-e-registro
08 avaliacao-e-registro
 
Avaliacao formativa
Avaliacao formativaAvaliacao formativa
Avaliacao formativa
 
Ideias 22 p089-090_c
Ideias 22 p089-090_cIdeias 22 p089-090_c
Ideias 22 p089-090_c
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
 
4.2 EM_Volume 4_ Gestão do Ensino e da Aprendizagem.pdf
4.2 EM_Volume 4_ Gestão do Ensino e da Aprendizagem.pdf4.2 EM_Volume 4_ Gestão do Ensino e da Aprendizagem.pdf
4.2 EM_Volume 4_ Gestão do Ensino e da Aprendizagem.pdf
 
Atividades relativas ao livro 06 1ª etapa
Atividades relativas ao livro 06 1ª etapaAtividades relativas ao livro 06 1ª etapa
Atividades relativas ao livro 06 1ª etapa
 
Avaliação no ciclo de alfabetização
Avaliação no ciclo de alfabetizaçãoAvaliação no ciclo de alfabetização
Avaliação no ciclo de alfabetização
 
Citeriosaval preescolar 2013_2014
Citeriosaval preescolar 2013_2014Citeriosaval preescolar 2013_2014
Citeriosaval preescolar 2013_2014
 
A avaliação no processo de ensino aprendizagem - rea
A avaliação no processo de ensino aprendizagem - reaA avaliação no processo de ensino aprendizagem - rea
A avaliação no processo de ensino aprendizagem - rea
 
Supervisão
SupervisãoSupervisão
Supervisão
 

Mais de dilaina maria araujo maria

Atendimento educacional especializado.
Atendimento educacional especializado.Atendimento educacional especializado.
Atendimento educacional especializado.
dilaina maria araujo maria
 
Lei complementar nº274, de 9 de janeiro
Lei complementar nº274, de 9 de janeiroLei complementar nº274, de 9 de janeiro
Lei complementar nº274, de 9 de janeiro
dilaina maria araujo maria
 
Plano estadual de educação meta 4 (1) para compartilhar
Plano estadual de educação meta 4 (1) para compartilharPlano estadual de educação meta 4 (1) para compartilhar
Plano estadual de educação meta 4 (1) para compartilhar
dilaina maria araujo maria
 
Educação inclusiva compreende a educação especial
Educação inclusiva compreende a educação  especialEducação inclusiva compreende a educação  especial
Educação inclusiva compreende a educação especial
dilaina maria araujo maria
 
Plano estadual de educação meta 4 (1) para compartilhar
Plano estadual de educação meta 4 (1) para compartilharPlano estadual de educação meta 4 (1) para compartilhar
Plano estadual de educação meta 4 (1) para compartilhar
dilaina maria araujo maria
 
Diretrizes pedagogicas e administrativas para o atendimento educacional esp...
Diretrizes pedagogicas   e administrativas para o atendimento educacional esp...Diretrizes pedagogicas   e administrativas para o atendimento educacional esp...
Diretrizes pedagogicas e administrativas para o atendimento educacional esp...
dilaina maria araujo maria
 
Lei complementar
Lei complementarLei complementar
Lei complementar
dilaina maria araujo maria
 
Contexto educacional do estudante com autismo
Contexto educacional do estudante com autismoContexto educacional do estudante com autismo
Contexto educacional do estudante com autismo
dilaina maria araujo maria
 
Municipio do Acre em libras
Municipio do Acre em librasMunicipio do Acre em libras
Municipio do Acre em libras
dilaina maria araujo maria
 
Corpo humano
Corpo humanoCorpo humano
Historia dos surdos no acre e na capital rio branco
Historia dos surdos no acre e na capital rio brancoHistoria dos surdos no acre e na capital rio branco
Historia dos surdos no acre e na capital rio branco
dilaina maria araujo maria
 
Calendário no contexto da libras
Calendário  no contexto da librasCalendário  no contexto da libras
Calendário no contexto da libras
dilaina maria araujo maria
 
Sistema de transcrição da Libras
Sistema de transcrição da LibrasSistema de transcrição da Libras
Sistema de transcrição da Libras
dilaina maria araujo maria
 
Familia e Identidade Surda
Familia e Identidade SurdaFamilia e Identidade Surda
Familia e Identidade Surda
dilaina maria araujo maria
 
Eu não sei Libras e agora?
Eu não sei Libras e agora?Eu não sei Libras e agora?
Eu não sei Libras e agora?
dilaina maria araujo maria
 
Eu não sei Libras, e agora ?
Eu não sei Libras, e agora ?Eu não sei Libras, e agora ?
Eu não sei Libras, e agora ?
dilaina maria araujo maria
 
Historia da Educação dos Surdos.
Historia da Educação dos Surdos. Historia da Educação dos Surdos.
Historia da Educação dos Surdos.
dilaina maria araujo maria
 
Mitos e verdades em relação a Libras e seu usuário surdo.
Mitos e verdades em relação a Libras e seu usuário surdo.Mitos e verdades em relação a Libras e seu usuário surdo.
Mitos e verdades em relação a Libras e seu usuário surdo.
dilaina maria araujo maria
 
Identidade surda
Identidade surdaIdentidade surda
Identidade surda
dilaina maria araujo maria
 
Sistema de transcrição em libras
Sistema de transcrição em librasSistema de transcrição em libras
Sistema de transcrição em libras
dilaina maria araujo maria
 

Mais de dilaina maria araujo maria (20)

Atendimento educacional especializado.
Atendimento educacional especializado.Atendimento educacional especializado.
Atendimento educacional especializado.
 
Lei complementar nº274, de 9 de janeiro
Lei complementar nº274, de 9 de janeiroLei complementar nº274, de 9 de janeiro
Lei complementar nº274, de 9 de janeiro
 
Plano estadual de educação meta 4 (1) para compartilhar
Plano estadual de educação meta 4 (1) para compartilharPlano estadual de educação meta 4 (1) para compartilhar
Plano estadual de educação meta 4 (1) para compartilhar
 
Educação inclusiva compreende a educação especial
Educação inclusiva compreende a educação  especialEducação inclusiva compreende a educação  especial
Educação inclusiva compreende a educação especial
 
Plano estadual de educação meta 4 (1) para compartilhar
Plano estadual de educação meta 4 (1) para compartilharPlano estadual de educação meta 4 (1) para compartilhar
Plano estadual de educação meta 4 (1) para compartilhar
 
Diretrizes pedagogicas e administrativas para o atendimento educacional esp...
Diretrizes pedagogicas   e administrativas para o atendimento educacional esp...Diretrizes pedagogicas   e administrativas para o atendimento educacional esp...
Diretrizes pedagogicas e administrativas para o atendimento educacional esp...
 
Lei complementar
Lei complementarLei complementar
Lei complementar
 
Contexto educacional do estudante com autismo
Contexto educacional do estudante com autismoContexto educacional do estudante com autismo
Contexto educacional do estudante com autismo
 
Municipio do Acre em libras
Municipio do Acre em librasMunicipio do Acre em libras
Municipio do Acre em libras
 
Corpo humano
Corpo humanoCorpo humano
Corpo humano
 
Historia dos surdos no acre e na capital rio branco
Historia dos surdos no acre e na capital rio brancoHistoria dos surdos no acre e na capital rio branco
Historia dos surdos no acre e na capital rio branco
 
Calendário no contexto da libras
Calendário  no contexto da librasCalendário  no contexto da libras
Calendário no contexto da libras
 
Sistema de transcrição da Libras
Sistema de transcrição da LibrasSistema de transcrição da Libras
Sistema de transcrição da Libras
 
Familia e Identidade Surda
Familia e Identidade SurdaFamilia e Identidade Surda
Familia e Identidade Surda
 
Eu não sei Libras e agora?
Eu não sei Libras e agora?Eu não sei Libras e agora?
Eu não sei Libras e agora?
 
Eu não sei Libras, e agora ?
Eu não sei Libras, e agora ?Eu não sei Libras, e agora ?
Eu não sei Libras, e agora ?
 
Historia da Educação dos Surdos.
Historia da Educação dos Surdos. Historia da Educação dos Surdos.
Historia da Educação dos Surdos.
 
Mitos e verdades em relação a Libras e seu usuário surdo.
Mitos e verdades em relação a Libras e seu usuário surdo.Mitos e verdades em relação a Libras e seu usuário surdo.
Mitos e verdades em relação a Libras e seu usuário surdo.
 
Identidade surda
Identidade surdaIdentidade surda
Identidade surda
 
Sistema de transcrição em libras
Sistema de transcrição em librasSistema de transcrição em libras
Sistema de transcrição em libras
 

Último

Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
DirceuSilva26
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
C4io99
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
marcos oliveira
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
antonio carlos
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
marcos oliveira
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
marcos oliveira
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
pattyhsilva271204
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Leonel Morgado
 

Último (20)

Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
 
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
 

Sugestões de como avaliar estudantes com deficiência intelectual, autismo e deficiência auditiva

  • 1. AVALIAÇÃO DE ESTUDANTE COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL NOTA TÉCNICA 06/2011 MEC/SEESP/GAB MATERIAL ORIGINADO DE FORMAÇÕES CONTINUADAS DA SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DO ACRE E APROVEITADO PELA PROFESSORA ESPECIALISTA - DILAINA MARIA COSTA
  • 2. TODAS AS INFORMAÇÕES CONTIDAS NESTE MATERIAL PODERÃO SERVIR COMO APOIO PARA AVALIAÇÃO DE ESTUDANTES COM DEFICIENCIA AUDITIVA. AUTISMO, MULTIPLAS DEFICIÊNCIA E OUTRAS QUE EXIGEM APOIO VISUAL
  • 3. CONSIDERAÇÕES SOBRE AVALIAÇÃO 1 - Parte integrante e inseparável do processo ensino-aprendizagem; 2 - Um processo contínuo ( processual e não pontual); 3 - Instrumento norteador das estratégias pedagógicas: Define; Reorienta; Aprimora. 4 - Deve ser diversificada; 5 - Objetiva o aprendizado e não a classificação, retenção ou promoção. 6 - Funções de: Diagnóstico- conhecer o aluno; Monitoramento (observação) - acompanhar e intervir na aprendizagem; Fonte de informações para orientar e alterar o planejamento quando necessário;
  • 4. FORMAS DE AVALIAÇÃO 1- observações e registros: Fotos
  • 6. Caderno ou diário de registro;
  • 8. 2 - Avaliação formal: Operatórias (individuais e em grupos); Consulta; Oral; outros. CONSIDERAÇÕES IMPORTANTES QUANDO NA ELABORAÇÃO DAS AVALIAÇÕES: 1- Muitas vezes as metas traçadas para a TURMA é uma coisa, e as metas traçadas para o ALUNO alcançar durante o ano letivo diferem totalmente; 2 - A avaliação de um aluno com deficiência deve partir dos objetivos anteriormente estabelecidos para que ELE atinja. Lembre-se, o currículo foi flexibilizado e adequado com metas específicas .
  • 9. ASSIM A AVALIAÇÃO MAIS JUSTA QUE DEVERÁ SER FEITA É A PROCESSUAL; Os instrumentos para esta avaliação processual: a) Registros de observações com base nos objetivos que foram traçados para o aluno; b) Análise da produção escolar; c) Registros do professor em diferentes momentos da prática pedagógica; d) Quaisquer outros instrumentos que possibilitem a VERIFICAÇÃO QUALITATIVA dos progressos alcançados pelo aluno.
  • 10. 3- O Professor também deverá considerar todos os avanços alcançados durante este percurso no que refere-se aos: a) aspectos do desenvolvimento (biológico, emocional, comunicação, social, etc); b) motivação; c) capacidade de atenção; d) novas estratégias que o aluno desenvolveu para solucionar e/ou superar determinados desafios.
  • 11. TODA CRIANÇA PODE APRENDER E PROGREDIR EM DIVERSOS ASPECTOS MENOS FORMAIS QUE DEVEM SER CONSIDERADOS NO PROCESSO DE AVALIAÇÃO: Socialização; Condutas comportamentais adequadas; Regras sociais; Linguagem; Aspectos cognitivos; Psicomotores; Emocionais; Trabalhar em grupo; Permanecer em uma atividade por tempo cada vez maior; Reter informações; Aumentar seu vocabulário; Melhorar sua preensão do lápis; Esperar sua vez no jogo.
  • 12. OS REGISTROS SÃO DOCUMENTOS EXTREMAMENTE IMPORTANTES. Além de progredir na aquisição de conteúdos curriculares, o aluno pode se desenvolver nos aspectos menos formais, mas que contam muito no crescimento da criança incluída. Quando adotamos esta perspectiva, constatamos que, mesmo que seja auferida nota para mensurar esses progressos, esta NOTA REFLETIRÁ A QUALIDADE DOS resultados alcançados e NUNCA A QUANTIDADE de conteúdos trabalhados. A nota é um aspecto formal do aprendizado exigido pelo sistema e pela legislação, como parte da organização do modelo educacional vigente.
  • 13. Mas a nota não deveria ser um fator de seleção natural onde apenas “os mais capazes” progridem no processo de escolarização. Portanto o aluno com deficiência torna-se a medida para si mesmo quando o assunto é a sua própria avaliação. Não olhar o aluno a partir de sua deficiência e sim de suas possibilidades.
  • 14. REFERÊNCIAS MANTOAN, Maria Teresa Eglér; Inclusão Escolar: o que é? Por quê? Como fazer?1. edição, Moderna/2003. Estratégias para a educação de alunos com necessidades educacionais especiais/coordenação geral: SEESP/MEC; organização: Maria Salete Fábio Aranha. – Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Especial, 2003. (Saberes e Práticas da Inclusão; 4http://infocoeducacao.com.br/pos-graduacao-em-educacao- na-perspectica-do-ensino-estruturado-para-autistas/ - acessado em 2015.Leite, Lúcia Pereira. Práticas educativas: adaptações curriculares/ Lúcia Pereira Leite, Aline Maira da Silva In:Práticas em educação especial e inclusiva na área da deficiência mental / Vera Lúcia Messias Fialho Capellini (org.). – Bauru : MEC/FC/SEE, 2008.