SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 12
REDE CUIDAR NORTE
UNIDADE DE CUIDADO INTEGRAL À SAÚDE
PLANIFICAÇÃO DA ATENÇÃO À SÁUDE
Dezembro de 2018
Gestão da Condição de Saúde da
População com Hipertensão e Diabetes
Região Norte de Saúde - ES
Contextualização – Região Norte de Saúde do Espírito Santo
População da Região Norte - 425.000 hab
População do ES - 3.972.388 hab
Região Norte de Saúde - 14 municípios
Cobertura ESF – 82,4% (109 ESF)
Vazio Assistencial
Distância da Capital – 349 km
Transporte Sanitário
Projeto Intervenção Regional
Diagnóstico Regional
Prioridades
Nenhum Recurso Novo
5 Centros de Especialidade
Contextualização – Rede Cuidar / Unidade Cuidar
Planificação – Junho 2016 Unidade Cuidar Norte – Setembro 2017
SI Integrado APS/AAE – Setembro 2017
Fluxo do Atendimento – Rede Cuidar e Unidade Cuidar Norte
Boas Vindas
Pré-atendimento
Assistente
Social
Usuário Público
da Unidade
Cuidar ?
1ª Avaliação de
EnfermeiroValidação da
Estratificação realizada
pela APS, verificação de
exames e medicação
em uso
SIM
NÃO
Ponto de Apoio
Fluxo do Atendimento – Rede Cuidar e Unidade Cuidar Norte
Ponto de Apoio
Equipe Multiprofissional
•Exames
•Encaminhamentos
•Retorno
•Plano de Cuidados
Estabilização
Clínica e Liberação
para a APS
Plano de Cuidados
Equipe de Saúde
da Família
Usuário
NIR
Exames
Encaminhamentos
Retorno
Agenda para
mesmo dia
Lança no SISREG
Agenda para
outro dia
Exames
Gestão do Cuidado da Hipertensão Arterial e Diabetes – APS/AAE
População > 20 anos - 287.578 hab
População > 20 anos - 206.675 hab
Corresponde 72% cadastros na APS
%
Cadastrados e-SUS > 20 anos 206675 72%
Hipertensos esperados 20% 41335
Hipertensos cadastrados 47307 114%
Hipertensos estratificados – Maio 2018 10164 22%
HAS baixo risco esperado 40% 16534
HAS moderado risco esperado 35% 14467
HAS alto risco esperado 25% 10334
HAS baixo risco identificados 3346 20%
HAS moderado risco identificados 2407 17%
HAS alto risco identificados 4723 46%
HAS compartilhados com a UCN 1926 41%
HAS já agendados na UCN 1361 71%
Hipertensão Arterial - cadastrado
%
Cadastrados e-SUS > 20 anos 206675 72%
Diabéticos esperados 8% 16534
Diabéticos cadastrados 12007 73%
Diabéticos estratificados – Maio 2018 3857 32%
DIA baixo risco esperado 20% 3307
DIA moderado risco esperado 50% 8267
DIA alto risco esperado 30% 4960
DIA baixo risco identificados 536 16%
DIA moderado risco identificados 486 6%
DIA alto risco identificados 2954 60%
DIA compartilhados com a UCN 2090 71%
DIA já agendados na UCN 1624 78%
Diabetes - cadastrado
Atenção Compartilhada – Usuário com HAS e/ou DM na Unidade Cuidar
343;
20%
537;
32%
805;
48%
Usuários HAS e/ou DM atendidos na
UCN – Set/2017 até Nov/2018*
(n=1685)
HAS DM HAS/DM
Fonte:. Unidade Cuidar Norte/RGCuidar, 30/11/2018*
Desde a inauguração da Unidade Cuidar Norte, em set/2017, foram atendidos 1.685
usuários hipertensos e/ou diabéticos pela equipe multiprofissional, considerando 1º
atendimento e subsequente, totalizam 4.196 atendimentos (média de 2,5 atend/usuário).
2%
6%
36%
43%
7% 6%
0%
10%
20%
30%
40%
50%
0
100
200
300
400
500
600
700
800
< 20 anos 20 a 39 Anos 40 e 59 Anos 60 e 79 Anos 80 + anos Não
Identificado
Usuários HAS e/ou DM atendidos na UCN /
Faixa Etária - Set 2017 a Nov 2018* (n=1685)
Nº Usuários %
1096
589
65%
35%
0%
20%
40%
60%
80%
0
200
400
600
800
1000
1200
Feminino Masculino
Usuários HAS e/ou DM atendidos na UCN / Sexo
- Set 2017 a Nov 2018* (n=1685)
Nº Usuários %
Atenção Compartilhada – período 01/09 a 30/11/2018 (3 meses)
Usuário com HAS e/ou DM de Alto Risco na Unidade Cuidar
10,1% dos usuários HAS e/ou DM já
estratificados como alto risco na APS (7.677)
220
582
0
100
200
300
400
500
600
700
1º Atendimento Atendimento Subsequente
Usuários HAS e/ou DM, atendidos na
UCN, set a nov/2018 (n=802)
Fonte:. Unidade Cuidar Norte/RGCuidar, 30/11/2018
13,2% (29) dos usuários de
1º atendimento (220) não cumpriam
os critérios de alto risco pactuados
Não eram alto risco: 9 (4,1%)
Falta documentação: 20 (9,1%)
134;
17%
167;
22%
472;
61%
Usuários HAS e/ou DM de alto risco, atendidos
na UCN, set a nov/2018 (n=773)
HAS de alto risco DM de alto risco
HAS e DM de alto risco
Fonte:. Unidade Cuidar Norte/RGCuidar, 30/11/2018
5,1% dos usuários estimados como HAS e/ou
DM de alto risco na população adulta (15.294)
ou
Taxa de Absenteísmo: 19%
Total atendimentos na Unidade Cuidar Norte – período 01/09 a 30/11/2018 –
Linha de Cuidado HAS/DM x demais atendimentos
Total de usuários atendidos =
8.693 usuários
9,2% (802) dos
usuários atendidos
na Unidade Cuidar
Norte (09 a 11/18)
HAS e/ou DM
90,8% (7.891) dos
usuários atendidos
na Unidade Cuidar
Norte (09 a 11/18)
Demais
atendimentos (Linha
de Cuidado da
Mulher, Oncologia e
População Geral)
3.520 procedimentos
Equipe Multiprofissional
Financiamento
Quanto Custa ?
Orçamento previsto: R$ 5.905.860,02
A nova saúde pública capixaba

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

e-SUS: um novo momento na organização da atenção básica - e-SUS: a new moment...
e-SUS: um novo momento na organização da atenção básica - e-SUS: a new moment...e-SUS: um novo momento na organização da atenção básica - e-SUS: a new moment...
e-SUS: um novo momento na organização da atenção básica - e-SUS: a new moment...Jamessonjr Leite Junior
 
Ampliação da oferta de exames - Lincoln Ferreira
Ampliação da oferta de exames - Lincoln Ferreira Ampliação da oferta de exames - Lincoln Ferreira
Ampliação da oferta de exames - Lincoln Ferreira Oncoguia
 
7º Fórum Oncoguia - 28/06/2017 - Carolina Abad
7º Fórum Oncoguia - 28/06/2017 - Carolina Abad7º Fórum Oncoguia - 28/06/2017 - Carolina Abad
7º Fórum Oncoguia - 28/06/2017 - Carolina AbadOncoguia
 
Seminário da saúde mandato ver Ricardo PCdoB
Seminário da saúde  mandato ver Ricardo PCdoBSeminário da saúde  mandato ver Ricardo PCdoB
Seminário da saúde mandato ver Ricardo PCdoBWladimir Crippa
 
Atenção Básica em rede, acessível, resolutiva e cuidadora - DAB
Atenção Básica em rede, acessível, resolutiva e cuidadora - DABAtenção Básica em rede, acessível, resolutiva e cuidadora - DAB
Atenção Básica em rede, acessível, resolutiva e cuidadora - DABcomunidadedepraticas
 
Reflexões sobre a implantação do e-SUS/AB em Bauru-SP - Secretaria Municipal ...
Reflexões sobre a implantação do e-SUS/AB em Bauru-SP - Secretaria Municipal ...Reflexões sobre a implantação do e-SUS/AB em Bauru-SP - Secretaria Municipal ...
Reflexões sobre a implantação do e-SUS/AB em Bauru-SP - Secretaria Municipal ...comunidadedepraticas
 
Componentes e interfaces da rede de atenção às
Componentes e interfaces da rede de atenção àsComponentes e interfaces da rede de atenção às
Componentes e interfaces da rede de atenção àsJosé Carlos Pereira
 
Programa de Expansão do Atendimento Médico
Programa de Expansão do Atendimento MédicoPrograma de Expansão do Atendimento Médico
Programa de Expansão do Atendimento MédicoPalácio do Planalto
 
Sistema nacional de urgências
Sistema nacional de urgênciasSistema nacional de urgências
Sistema nacional de urgênciasbiblisaocamilo
 

Mais procurados (20)

A ORGANIZAÇÃO DA ATENÇÃO PRIMÁRIA A SAÚDE: A EXPERIÊNCIA DE FORTALEZA
A ORGANIZAÇÃO  DA  ATENÇÃO PRIMÁRIA A SAÚDE:  A EXPERIÊNCIA DE FORTALEZAA ORGANIZAÇÃO  DA  ATENÇÃO PRIMÁRIA A SAÚDE:  A EXPERIÊNCIA DE FORTALEZA
A ORGANIZAÇÃO DA ATENÇÃO PRIMÁRIA A SAÚDE: A EXPERIÊNCIA DE FORTALEZA
 
Implantação da Linha de Cuidado integral a Saúde da Pessoa em Situação e Viol...
Implantação da Linha de Cuidado integral a Saúde da Pessoa em Situação e Viol...Implantação da Linha de Cuidado integral a Saúde da Pessoa em Situação e Viol...
Implantação da Linha de Cuidado integral a Saúde da Pessoa em Situação e Viol...
 
O papel da Gestão Estadual no processo de expansão da Planificação da Atenção...
O papel da Gestão Estadual no processo de expansão da Planificação da Atenção...O papel da Gestão Estadual no processo de expansão da Planificação da Atenção...
O papel da Gestão Estadual no processo de expansão da Planificação da Atenção...
 
Gestão Clínica
Gestão ClínicaGestão Clínica
Gestão Clínica
 
Redes de Atenção à Saúde: Planejamento Regional Integrado
Redes de Atenção à Saúde: Planejamento Regional IntegradoRedes de Atenção à Saúde: Planejamento Regional Integrado
Redes de Atenção à Saúde: Planejamento Regional Integrado
 
Laboratório de Planificação da APS no município de Tauá/CE
Laboratório de Planificação da APS no município de Tauá/CELaboratório de Planificação da APS no município de Tauá/CE
Laboratório de Planificação da APS no município de Tauá/CE
 
Planificação da Atenção à Saúde em Caxias/MA
Planificação da Atenção à Saúde em Caxias/MAPlanificação da Atenção à Saúde em Caxias/MA
Planificação da Atenção à Saúde em Caxias/MA
 
PORTARIA INTERMINISTERIAL N. 405, DE 15 DE MARÇO DE 2016
PORTARIA INTERMINISTERIAL N. 405, DE 15 DE MARÇO DE 2016PORTARIA INTERMINISTERIAL N. 405, DE 15 DE MARÇO DE 2016
PORTARIA INTERMINISTERIAL N. 405, DE 15 DE MARÇO DE 2016
 
Da adesão aos resultados esperados no PlanificaSUS: um olhar sobre a importân...
Da adesão aos resultados esperados no PlanificaSUS: um olhar sobre a importân...Da adesão aos resultados esperados no PlanificaSUS: um olhar sobre a importân...
Da adesão aos resultados esperados no PlanificaSUS: um olhar sobre a importân...
 
e-SUS: um novo momento na organização da atenção básica - e-SUS: a new moment...
e-SUS: um novo momento na organização da atenção básica - e-SUS: a new moment...e-SUS: um novo momento na organização da atenção básica - e-SUS: a new moment...
e-SUS: um novo momento na organização da atenção básica - e-SUS: a new moment...
 
Guia do Pré-Natal na Atenção Básica: a Planificação da Atenção à Saúde como E...
Guia do Pré-Natal na Atenção Básica: a Planificação da Atenção à Saúde como E...Guia do Pré-Natal na Atenção Básica: a Planificação da Atenção à Saúde como E...
Guia do Pré-Natal na Atenção Básica: a Planificação da Atenção à Saúde como E...
 
A EXPERIÊNCIA DO LABORATÓRIO DE INOVAÇÃO EM ATENÇÃO ÀS CONDIÇÕES CRÔNICAS (LI...
A EXPERIÊNCIA DO LABORATÓRIO DE INOVAÇÃO EM ATENÇÃO ÀS CONDIÇÕES CRÔNICAS (LI...A EXPERIÊNCIA DO LABORATÓRIO DE INOVAÇÃO EM ATENÇÃO ÀS CONDIÇÕES CRÔNICAS (LI...
A EXPERIÊNCIA DO LABORATÓRIO DE INOVAÇÃO EM ATENÇÃO ÀS CONDIÇÕES CRÔNICAS (LI...
 
Ampliação da oferta de exames - Lincoln Ferreira
Ampliação da oferta de exames - Lincoln Ferreira Ampliação da oferta de exames - Lincoln Ferreira
Ampliação da oferta de exames - Lincoln Ferreira
 
7º Fórum Oncoguia - 28/06/2017 - Carolina Abad
7º Fórum Oncoguia - 28/06/2017 - Carolina Abad7º Fórum Oncoguia - 28/06/2017 - Carolina Abad
7º Fórum Oncoguia - 28/06/2017 - Carolina Abad
 
Seminário da saúde mandato ver Ricardo PCdoB
Seminário da saúde  mandato ver Ricardo PCdoBSeminário da saúde  mandato ver Ricardo PCdoB
Seminário da saúde mandato ver Ricardo PCdoB
 
Atenção Básica em rede, acessível, resolutiva e cuidadora - DAB
Atenção Básica em rede, acessível, resolutiva e cuidadora - DABAtenção Básica em rede, acessível, resolutiva e cuidadora - DAB
Atenção Básica em rede, acessível, resolutiva e cuidadora - DAB
 
Reflexões sobre a implantação do e-SUS/AB em Bauru-SP - Secretaria Municipal ...
Reflexões sobre a implantação do e-SUS/AB em Bauru-SP - Secretaria Municipal ...Reflexões sobre a implantação do e-SUS/AB em Bauru-SP - Secretaria Municipal ...
Reflexões sobre a implantação do e-SUS/AB em Bauru-SP - Secretaria Municipal ...
 
Componentes e interfaces da rede de atenção às
Componentes e interfaces da rede de atenção àsComponentes e interfaces da rede de atenção às
Componentes e interfaces da rede de atenção às
 
Programa de Expansão do Atendimento Médico
Programa de Expansão do Atendimento MédicoPrograma de Expansão do Atendimento Médico
Programa de Expansão do Atendimento Médico
 
Sistema nacional de urgências
Sistema nacional de urgênciasSistema nacional de urgências
Sistema nacional de urgências
 

Semelhante a Rede Cuidar: A gestão da condição em saúde da população com hipertensão e diabetes na Região Norte do Espírito Santo

Condições Crônicas - Unicesumar.pptx
Condições Crônicas - Unicesumar.pptxCondições Crônicas - Unicesumar.pptx
Condições Crônicas - Unicesumar.pptxPatriciaNoro1
 
Por uma AB acessível, cuidadora e resolutiva - Paulo Poli
Por uma AB acessível, cuidadora e resolutiva - Paulo PoliPor uma AB acessível, cuidadora e resolutiva - Paulo Poli
Por uma AB acessível, cuidadora e resolutiva - Paulo Policomunidadedepraticas
 
Saúde para os Municípios
Saúde para os MunicípiosSaúde para os Municípios
Saúde para os MunicípiosCogepp CEPAM
 
Aula atenção básica geral, saúde da família e
Aula atenção básica geral, saúde da família eAula atenção básica geral, saúde da família e
Aula atenção básica geral, saúde da família eFranzinha2
 
Mais Médicos contempla 100% da demanda dos municípios mais pobres
Mais Médicos contempla 100% da demanda dos municípios mais pobresMais Médicos contempla 100% da demanda dos municípios mais pobres
Mais Médicos contempla 100% da demanda dos municípios mais pobresMinistério da Saúde
 
DOC_PARTICIPANTE_EVT_6424_1574864439268_KComissaoPermanenteCAS20191127EXT055_...
DOC_PARTICIPANTE_EVT_6424_1574864439268_KComissaoPermanenteCAS20191127EXT055_...DOC_PARTICIPANTE_EVT_6424_1574864439268_KComissaoPermanenteCAS20191127EXT055_...
DOC_PARTICIPANTE_EVT_6424_1574864439268_KComissaoPermanenteCAS20191127EXT055_...VicthriaSdeMoraesSpi
 
II videoconferência "Conitec em evidência"_Inez Gadelha
II videoconferência "Conitec em evidência"_Inez GadelhaII videoconferência "Conitec em evidência"_Inez Gadelha
II videoconferência "Conitec em evidência"_Inez GadelhaCONITEC
 
Mais Médicos é um grande avanço para a saúde dos brasileiros, afirma Dilma
Mais Médicos é um grande avanço para a saúde dos brasileiros, afirma DilmaMais Médicos é um grande avanço para a saúde dos brasileiros, afirma Dilma
Mais Médicos é um grande avanço para a saúde dos brasileiros, afirma DilmaPalácio do Planalto
 
previsão ao tabagismo alcoolismo e drogas
previsão ao tabagismo alcoolismo e drogasprevisão ao tabagismo alcoolismo e drogas
previsão ao tabagismo alcoolismo e drogasJosianeFigueiredo2
 
7º Fórum Oncoguia - 27/06/2017 - Eduardo Weltman
7º Fórum Oncoguia - 27/06/2017 - Eduardo Weltman7º Fórum Oncoguia - 27/06/2017 - Eduardo Weltman
7º Fórum Oncoguia - 27/06/2017 - Eduardo WeltmanOncoguia
 

Semelhante a Rede Cuidar: A gestão da condição em saúde da população com hipertensão e diabetes na Região Norte do Espírito Santo (20)

A implantação do Modelo de Atenção às Condições Crônicas para organização d...
A implantação  do Modelo de Atenção  às Condições Crônicas para organização d...A implantação  do Modelo de Atenção  às Condições Crônicas para organização d...
A implantação do Modelo de Atenção às Condições Crônicas para organização d...
 
Apresentação Desafios da Rede Hiperdia - Dr. Ailton Cezário Alves Júnior - Ses
Apresentação Desafios da Rede Hiperdia - Dr. Ailton Cezário Alves Júnior - SesApresentação Desafios da Rede Hiperdia - Dr. Ailton Cezário Alves Júnior - Ses
Apresentação Desafios da Rede Hiperdia - Dr. Ailton Cezário Alves Júnior - Ses
 
TelessaúdeRS
TelessaúdeRSTelessaúdeRS
TelessaúdeRS
 
Condições Crônicas - Unicesumar.pptx
Condições Crônicas - Unicesumar.pptxCondições Crônicas - Unicesumar.pptx
Condições Crônicas - Unicesumar.pptx
 
Por uma AB acessível, cuidadora e resolutiva - Paulo Poli
Por uma AB acessível, cuidadora e resolutiva - Paulo PoliPor uma AB acessível, cuidadora e resolutiva - Paulo Poli
Por uma AB acessível, cuidadora e resolutiva - Paulo Poli
 
Saúde para os Municípios
Saúde para os MunicípiosSaúde para os Municípios
Saúde para os Municípios
 
Aplicação do LIACC na Zona Rural de Santo Antônio do Monte
Aplicação do LIACC na Zona Rural de Santo Antônio do MonteAplicação do LIACC na Zona Rural de Santo Antônio do Monte
Aplicação do LIACC na Zona Rural de Santo Antônio do Monte
 
Aula atenção básica geral, saúde da família e
Aula atenção básica geral, saúde da família eAula atenção básica geral, saúde da família e
Aula atenção básica geral, saúde da família e
 
3º ciclo do Mais Médicos
3º ciclo do Mais Médicos3º ciclo do Mais Médicos
3º ciclo do Mais Médicos
 
Mais Médicos contempla 100% da demanda dos municípios mais pobres
Mais Médicos contempla 100% da demanda dos municípios mais pobresMais Médicos contempla 100% da demanda dos municípios mais pobres
Mais Médicos contempla 100% da demanda dos municípios mais pobres
 
DOC_PARTICIPANTE_EVT_6424_1574864439268_KComissaoPermanenteCAS20191127EXT055_...
DOC_PARTICIPANTE_EVT_6424_1574864439268_KComissaoPermanenteCAS20191127EXT055_...DOC_PARTICIPANTE_EVT_6424_1574864439268_KComissaoPermanenteCAS20191127EXT055_...
DOC_PARTICIPANTE_EVT_6424_1574864439268_KComissaoPermanenteCAS20191127EXT055_...
 
Dados EpidemiolóGicos
Dados EpidemiolóGicosDados EpidemiolóGicos
Dados EpidemiolóGicos
 
II videoconferência "Conitec em evidência"_Inez Gadelha
II videoconferência "Conitec em evidência"_Inez GadelhaII videoconferência "Conitec em evidência"_Inez Gadelha
II videoconferência "Conitec em evidência"_Inez Gadelha
 
Experiência de organização da Atenção Ambulatorial Especializada em Santo Ant...
Experiência de organização da Atenção Ambulatorial Especializada em Santo Ant...Experiência de organização da Atenção Ambulatorial Especializada em Santo Ant...
Experiência de organização da Atenção Ambulatorial Especializada em Santo Ant...
 
Apresentação natal 20_03_2014
Apresentação natal 20_03_2014Apresentação natal 20_03_2014
Apresentação natal 20_03_2014
 
Mais Médicos é um grande avanço para a saúde dos brasileiros, afirma Dilma
Mais Médicos é um grande avanço para a saúde dos brasileiros, afirma DilmaMais Médicos é um grande avanço para a saúde dos brasileiros, afirma Dilma
Mais Médicos é um grande avanço para a saúde dos brasileiros, afirma Dilma
 
previsão ao tabagismo alcoolismo e drogas
previsão ao tabagismo alcoolismo e drogasprevisão ao tabagismo alcoolismo e drogas
previsão ao tabagismo alcoolismo e drogas
 
7º Fórum Oncoguia - 27/06/2017 - Eduardo Weltman
7º Fórum Oncoguia - 27/06/2017 - Eduardo Weltman7º Fórum Oncoguia - 27/06/2017 - Eduardo Weltman
7º Fórum Oncoguia - 27/06/2017 - Eduardo Weltman
 
O enfrentamento da Covid-19 pela Atenção Primária à Saúde em Uberlândia, Mina...
O enfrentamento da Covid-19 pela Atenção Primária à Saúde em Uberlândia, Mina...O enfrentamento da Covid-19 pela Atenção Primária à Saúde em Uberlândia, Mina...
O enfrentamento da Covid-19 pela Atenção Primária à Saúde em Uberlândia, Mina...
 
Hipertensão Arterial e Diabetes Mellitus
Hipertensão Arterial e Diabetes MellitusHipertensão Arterial e Diabetes Mellitus
Hipertensão Arterial e Diabetes Mellitus
 

Mais de Conselho Nacional de Secretários de Saúde - CONASS

Mais de Conselho Nacional de Secretários de Saúde - CONASS (20)

Modelo de Distanciamento Controlado - Rio Grande do Sul
Modelo de Distanciamento Controlado - Rio Grande do SulModelo de Distanciamento Controlado - Rio Grande do Sul
Modelo de Distanciamento Controlado - Rio Grande do Sul
 
Banners – II Seminário da Planificação da Atenção à Saúde
Banners – II Seminário da Planificação da Atenção à SaúdeBanners – II Seminário da Planificação da Atenção à Saúde
Banners – II Seminário da Planificação da Atenção à Saúde
 
A introdução de novas tecnologias para o manejo das condições crônicas na UBS...
A introdução de novas tecnologias para o manejo das condições crônicas na UBS...A introdução de novas tecnologias para o manejo das condições crônicas na UBS...
A introdução de novas tecnologias para o manejo das condições crônicas na UBS...
 
PIMENTEIRAS DO OESTE - RO
PIMENTEIRAS DO OESTE - ROPIMENTEIRAS DO OESTE - RO
PIMENTEIRAS DO OESTE - RO
 
CHECKLIST DA IMUNIZAÇÃO: um instrumento de melhoria e monitoramento do proces...
CHECKLIST DA IMUNIZAÇÃO: um instrumento de melhoria e monitoramento do proces...CHECKLIST DA IMUNIZAÇÃO: um instrumento de melhoria e monitoramento do proces...
CHECKLIST DA IMUNIZAÇÃO: um instrumento de melhoria e monitoramento do proces...
 
INCORPORAÇÃO DE ESTRATÉGIAS INOVADORAS NO PROCESSO DE PLANIFICAÇÃO DA ATENÇÃO...
INCORPORAÇÃO DE ESTRATÉGIAS INOVADORAS NO PROCESSO DE PLANIFICAÇÃO DA ATENÇÃO...INCORPORAÇÃO DE ESTRATÉGIAS INOVADORAS NO PROCESSO DE PLANIFICAÇÃO DA ATENÇÃO...
INCORPORAÇÃO DE ESTRATÉGIAS INOVADORAS NO PROCESSO DE PLANIFICAÇÃO DA ATENÇÃO...
 
Melhorias na Unidade Laboratório do município de Pimenta Bueno/RO após a plan...
Melhorias na Unidade Laboratório do município de Pimenta Bueno/RO após a plan...Melhorias na Unidade Laboratório do município de Pimenta Bueno/RO após a plan...
Melhorias na Unidade Laboratório do município de Pimenta Bueno/RO após a plan...
 
Jornada Interdisciplinar em Diabetes, Obesidade e Hipertensão
Jornada Interdisciplinar em Diabetes, Obesidade e HipertensãoJornada Interdisciplinar em Diabetes, Obesidade e Hipertensão
Jornada Interdisciplinar em Diabetes, Obesidade e Hipertensão
 
A Segurança do Paciente na Construção Social da APS
A Segurança do Paciente na Construção Social da APSA Segurança do Paciente na Construção Social da APS
A Segurança do Paciente na Construção Social da APS
 
Estratégias de Melhoria no Processo de Planificação da Região Leste do DF
Estratégias de Melhoria no Processo de Planificação da Região Leste do DFEstratégias de Melhoria no Processo de Planificação da Região Leste do DF
Estratégias de Melhoria no Processo de Planificação da Região Leste do DF
 
Cuidados Paliativos no contexto do avanço das condições crônicas
Cuidados Paliativos no contexto do avanço das condições crônicasCuidados Paliativos no contexto do avanço das condições crônicas
Cuidados Paliativos no contexto do avanço das condições crônicas
 
Sala de Situação Regional de Saúde Sudoeste I
Sala de Situação  Regional de Saúde  Sudoeste I Sala de Situação  Regional de Saúde  Sudoeste I
Sala de Situação Regional de Saúde Sudoeste I
 
Por um cuidado certo - Sociedade Brasileira de Diabetes
Por um cuidado certo - Sociedade Brasileira de DiabetesPor um cuidado certo - Sociedade Brasileira de Diabetes
Por um cuidado certo - Sociedade Brasileira de Diabetes
 
O pediatra e sua presença na Assistência no Brasil
O pediatra e sua presença na Assistência no BrasilO pediatra e sua presença na Assistência no Brasil
O pediatra e sua presença na Assistência no Brasil
 
Notas Técnicas para Organização das Redes de Atenção à Saúde
Notas Técnicas para Organização das Redes de Atenção à SaúdeNotas Técnicas para Organização das Redes de Atenção à Saúde
Notas Técnicas para Organização das Redes de Atenção à Saúde
 
Ministério Público em Defesa da APS
Ministério Público em Defesa da APSMinistério Público em Defesa da APS
Ministério Público em Defesa da APS
 
II Seminário da Planificação da Atenção à Saúde: “Desafios do SUS e a Planifi...
II Seminário da Planificação da Atenção à Saúde: “Desafios do SUS e a Planifi...II Seminário da Planificação da Atenção à Saúde: “Desafios do SUS e a Planifi...
II Seminário da Planificação da Atenção à Saúde: “Desafios do SUS e a Planifi...
 
Usuário do SUS: as primeiras evidências
Usuário do SUS: as primeiras evidênciasUsuário do SUS: as primeiras evidências
Usuário do SUS: as primeiras evidências
 
Desafios do SUS
Desafios do SUS Desafios do SUS
Desafios do SUS
 
Perspectivas da Associação Médica Brasileira
Perspectivas da Associação Médica Brasileira Perspectivas da Associação Médica Brasileira
Perspectivas da Associação Médica Brasileira
 

Último

SISTEMA ARTICULAR.pptxarticulações sistemas
SISTEMA ARTICULAR.pptxarticulações sistemasSISTEMA ARTICULAR.pptxarticulações sistemas
SISTEMA ARTICULAR.pptxarticulações sistemasIANAHAAS
 
TEORIA DE ENFERMAGEM DE IMOGENE M. KING.pptx
TEORIA DE ENFERMAGEM DE IMOGENE M. KING.pptxTEORIA DE ENFERMAGEM DE IMOGENE M. KING.pptx
TEORIA DE ENFERMAGEM DE IMOGENE M. KING.pptxjhordana1
 
Anatomia do Sistema Respiratorio função e movimentos musculares.
Anatomia do Sistema Respiratorio função e movimentos musculares.Anatomia do Sistema Respiratorio função e movimentos musculares.
Anatomia do Sistema Respiratorio função e movimentos musculares.FabioCorreia46
 
Atividade sistema muscular.pdfatividfades
Atividade sistema muscular.pdfatividfadesAtividade sistema muscular.pdfatividfades
Atividade sistema muscular.pdfatividfadesIANAHAAS
 
Apresentação Saúde Mental para Adolescentes
Apresentação Saúde Mental para AdolescentesApresentação Saúde Mental para Adolescentes
Apresentação Saúde Mental para AdolescentesVanessaXLncolis
 
Puerpério normal e patológico em obstetrícia
Puerpério normal e patológico em obstetríciaPuerpério normal e patológico em obstetrícia
Puerpério normal e patológico em obstetríciaJoyceDamasio2
 
01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdf
01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdf01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdf
01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdfIANAHAAS
 
Apresentação Fispq.pptx apresentação sobre fispq fds
Apresentação Fispq.pptx apresentação sobre fispq fdsApresentação Fispq.pptx apresentação sobre fispq fds
Apresentação Fispq.pptx apresentação sobre fispq fdsMarceloLeoSanttana
 
Tecido_Nervoso.pptxsistema nervoso neuronios
Tecido_Nervoso.pptxsistema nervoso neuroniosTecido_Nervoso.pptxsistema nervoso neuronios
Tecido_Nervoso.pptxsistema nervoso neuroniosIANAHAAS
 
fratura e imobilização de membros superior e inferior
fratura e imobilização de membros superior e inferiorfratura e imobilização de membros superior e inferior
fratura e imobilização de membros superior e inferiorIvaneSales
 

Último (10)

SISTEMA ARTICULAR.pptxarticulações sistemas
SISTEMA ARTICULAR.pptxarticulações sistemasSISTEMA ARTICULAR.pptxarticulações sistemas
SISTEMA ARTICULAR.pptxarticulações sistemas
 
TEORIA DE ENFERMAGEM DE IMOGENE M. KING.pptx
TEORIA DE ENFERMAGEM DE IMOGENE M. KING.pptxTEORIA DE ENFERMAGEM DE IMOGENE M. KING.pptx
TEORIA DE ENFERMAGEM DE IMOGENE M. KING.pptx
 
Anatomia do Sistema Respiratorio função e movimentos musculares.
Anatomia do Sistema Respiratorio função e movimentos musculares.Anatomia do Sistema Respiratorio função e movimentos musculares.
Anatomia do Sistema Respiratorio função e movimentos musculares.
 
Atividade sistema muscular.pdfatividfades
Atividade sistema muscular.pdfatividfadesAtividade sistema muscular.pdfatividfades
Atividade sistema muscular.pdfatividfades
 
Apresentação Saúde Mental para Adolescentes
Apresentação Saúde Mental para AdolescentesApresentação Saúde Mental para Adolescentes
Apresentação Saúde Mental para Adolescentes
 
Puerpério normal e patológico em obstetrícia
Puerpério normal e patológico em obstetríciaPuerpério normal e patológico em obstetrícia
Puerpério normal e patológico em obstetrícia
 
01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdf
01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdf01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdf
01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdf
 
Apresentação Fispq.pptx apresentação sobre fispq fds
Apresentação Fispq.pptx apresentação sobre fispq fdsApresentação Fispq.pptx apresentação sobre fispq fds
Apresentação Fispq.pptx apresentação sobre fispq fds
 
Tecido_Nervoso.pptxsistema nervoso neuronios
Tecido_Nervoso.pptxsistema nervoso neuroniosTecido_Nervoso.pptxsistema nervoso neuronios
Tecido_Nervoso.pptxsistema nervoso neuronios
 
fratura e imobilização de membros superior e inferior
fratura e imobilização de membros superior e inferiorfratura e imobilização de membros superior e inferior
fratura e imobilização de membros superior e inferior
 

Rede Cuidar: A gestão da condição em saúde da população com hipertensão e diabetes na Região Norte do Espírito Santo

  • 1. REDE CUIDAR NORTE UNIDADE DE CUIDADO INTEGRAL À SAÚDE PLANIFICAÇÃO DA ATENÇÃO À SÁUDE Dezembro de 2018
  • 2. Gestão da Condição de Saúde da População com Hipertensão e Diabetes Região Norte de Saúde - ES
  • 3. Contextualização – Região Norte de Saúde do Espírito Santo População da Região Norte - 425.000 hab População do ES - 3.972.388 hab Região Norte de Saúde - 14 municípios Cobertura ESF – 82,4% (109 ESF) Vazio Assistencial Distância da Capital – 349 km Transporte Sanitário Projeto Intervenção Regional Diagnóstico Regional Prioridades Nenhum Recurso Novo 5 Centros de Especialidade
  • 4. Contextualização – Rede Cuidar / Unidade Cuidar Planificação – Junho 2016 Unidade Cuidar Norte – Setembro 2017 SI Integrado APS/AAE – Setembro 2017
  • 5. Fluxo do Atendimento – Rede Cuidar e Unidade Cuidar Norte Boas Vindas Pré-atendimento Assistente Social Usuário Público da Unidade Cuidar ? 1ª Avaliação de EnfermeiroValidação da Estratificação realizada pela APS, verificação de exames e medicação em uso SIM NÃO Ponto de Apoio
  • 6. Fluxo do Atendimento – Rede Cuidar e Unidade Cuidar Norte Ponto de Apoio Equipe Multiprofissional •Exames •Encaminhamentos •Retorno •Plano de Cuidados Estabilização Clínica e Liberação para a APS Plano de Cuidados Equipe de Saúde da Família Usuário NIR Exames Encaminhamentos Retorno Agenda para mesmo dia Lança no SISREG Agenda para outro dia Exames
  • 7. Gestão do Cuidado da Hipertensão Arterial e Diabetes – APS/AAE População > 20 anos - 287.578 hab População > 20 anos - 206.675 hab Corresponde 72% cadastros na APS % Cadastrados e-SUS > 20 anos 206675 72% Hipertensos esperados 20% 41335 Hipertensos cadastrados 47307 114% Hipertensos estratificados – Maio 2018 10164 22% HAS baixo risco esperado 40% 16534 HAS moderado risco esperado 35% 14467 HAS alto risco esperado 25% 10334 HAS baixo risco identificados 3346 20% HAS moderado risco identificados 2407 17% HAS alto risco identificados 4723 46% HAS compartilhados com a UCN 1926 41% HAS já agendados na UCN 1361 71% Hipertensão Arterial - cadastrado % Cadastrados e-SUS > 20 anos 206675 72% Diabéticos esperados 8% 16534 Diabéticos cadastrados 12007 73% Diabéticos estratificados – Maio 2018 3857 32% DIA baixo risco esperado 20% 3307 DIA moderado risco esperado 50% 8267 DIA alto risco esperado 30% 4960 DIA baixo risco identificados 536 16% DIA moderado risco identificados 486 6% DIA alto risco identificados 2954 60% DIA compartilhados com a UCN 2090 71% DIA já agendados na UCN 1624 78% Diabetes - cadastrado
  • 8. Atenção Compartilhada – Usuário com HAS e/ou DM na Unidade Cuidar 343; 20% 537; 32% 805; 48% Usuários HAS e/ou DM atendidos na UCN – Set/2017 até Nov/2018* (n=1685) HAS DM HAS/DM Fonte:. Unidade Cuidar Norte/RGCuidar, 30/11/2018* Desde a inauguração da Unidade Cuidar Norte, em set/2017, foram atendidos 1.685 usuários hipertensos e/ou diabéticos pela equipe multiprofissional, considerando 1º atendimento e subsequente, totalizam 4.196 atendimentos (média de 2,5 atend/usuário). 2% 6% 36% 43% 7% 6% 0% 10% 20% 30% 40% 50% 0 100 200 300 400 500 600 700 800 < 20 anos 20 a 39 Anos 40 e 59 Anos 60 e 79 Anos 80 + anos Não Identificado Usuários HAS e/ou DM atendidos na UCN / Faixa Etária - Set 2017 a Nov 2018* (n=1685) Nº Usuários % 1096 589 65% 35% 0% 20% 40% 60% 80% 0 200 400 600 800 1000 1200 Feminino Masculino Usuários HAS e/ou DM atendidos na UCN / Sexo - Set 2017 a Nov 2018* (n=1685) Nº Usuários %
  • 9. Atenção Compartilhada – período 01/09 a 30/11/2018 (3 meses) Usuário com HAS e/ou DM de Alto Risco na Unidade Cuidar 10,1% dos usuários HAS e/ou DM já estratificados como alto risco na APS (7.677) 220 582 0 100 200 300 400 500 600 700 1º Atendimento Atendimento Subsequente Usuários HAS e/ou DM, atendidos na UCN, set a nov/2018 (n=802) Fonte:. Unidade Cuidar Norte/RGCuidar, 30/11/2018 13,2% (29) dos usuários de 1º atendimento (220) não cumpriam os critérios de alto risco pactuados Não eram alto risco: 9 (4,1%) Falta documentação: 20 (9,1%) 134; 17% 167; 22% 472; 61% Usuários HAS e/ou DM de alto risco, atendidos na UCN, set a nov/2018 (n=773) HAS de alto risco DM de alto risco HAS e DM de alto risco Fonte:. Unidade Cuidar Norte/RGCuidar, 30/11/2018 5,1% dos usuários estimados como HAS e/ou DM de alto risco na população adulta (15.294) ou Taxa de Absenteísmo: 19%
  • 10. Total atendimentos na Unidade Cuidar Norte – período 01/09 a 30/11/2018 – Linha de Cuidado HAS/DM x demais atendimentos Total de usuários atendidos = 8.693 usuários 9,2% (802) dos usuários atendidos na Unidade Cuidar Norte (09 a 11/18) HAS e/ou DM 90,8% (7.891) dos usuários atendidos na Unidade Cuidar Norte (09 a 11/18) Demais atendimentos (Linha de Cuidado da Mulher, Oncologia e População Geral) 3.520 procedimentos Equipe Multiprofissional
  • 11. Financiamento Quanto Custa ? Orçamento previsto: R$ 5.905.860,02
  • 12. A nova saúde pública capixaba