SlideShare uma empresa Scribd logo
Redação
Professor Mestre Jerry A. V. Chacon
Pensando a Redação do
Enem
A Redação do Enem é muito importante no processo de avaliação, pois
com ela você pode garantir 1000 pontos.
Sim, garantir, pois a redação deve ser entendida da seguinte maneira:
todos partem dos 1000 pontos e quanto menos erros, maior é a garantia
de manter a nota.
Cuidados para não zerar:
• fuga total do tema;
(O assunto tem um significado mais amplo. O tema é
um recorte do assunto)
• não fazer o texto na estrutura dissertativo-
argumentativa;
• menos de 7 linhas;
Adendo: desrespeito aos direitos humanos
(-200 pontos)
MATRIZ DE REFERÊNCIA PARA REDAÇÃO DO ENEM - DETALHAMENTO POR
COMPETÊNCIA
Competência 1 – Demonstrar domínio da modalidade escrita formal da
Língua Portuguesa.
Competência 2 – Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos
das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos
limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo em prosa.
Competência 3 – Selecionar, relacionar, organizar e interpretar
informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de
vista.
Competência 4 – Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos
necessários para a construção da argumentação.
Competência 5 – Elaborar proposta de intervenção para o problema
abordado, respeitando os direitos humanos.
Elementos que constituem a redação
• A definição do tema passa por perspectivas políticas, sociais, científicas e
culturais.
• Não fazer cópias dos suportes...
• É preciso levar em consideração aquilo que é exigido e não aquilo que o
estudante considera como relevante.
• Os parágrafos devem ter uma ligação harmoniosa entre si, por isso o
estabelecimento de vínculo entre eles é de grande importância. As
considerações e argumentos do texto devem terminar com uma proposta de
intervenção diante do tema.
Dicas para a redação do Enem
1. Dedicação aos estudos é inevitável, só assim o estudante vai se sentir seguro na hora da prova.
2. Começar pela Redação vai proporcionar tempo suficiente para uma revisão eficaz. Quando a releitura é feita
logo após o término do texto, é possível que algumas falhas passem despercebidas.
3. Ler e entender a coletânea e o tema antes de começar a escrever é essencial para atender a demanda
proposta.
4. Organizar o tempo, pois, mesmo que não vá começar pela redação, é preciso ser disciplinado para não ter
um texto sem qualidade ou questões que não deu tempo de responder.
5. Definir tópicos de conteúdos para cada parágrafo, assim é possível organizar melhor as ideias para a
construção definitiva do texto.
6. Cuidado com a legibilidade da letra, dificuldade de compreensão vai influenciar na avaliação do corretor.
7. Estar atento a temas atuais, assim o candidato pode ser favorecido na hora de argumentar.
8. Cuidado com a argumentação, a ampliação de ideias pode levar ao distanciamento o tema.
9. Fazer uma boa proposta de intervenção social. Explicar alguns pontos é essencial como: quem vai fazer o
quê; como vai fazer; e quem será responsabilizado pela solução proposta para o problema.
10. Realizar uma revisão minuciosa no rascunho antes de passar para a folha definitiva.
FONTE: http://vestibular.brasilescola.uol.com.br/enem/a-redacao-sem-susto.htm
Coerência
• No universo da escrita deve-se dizer coisa
com coisa...
• Coerente ou incoerente?
“A criança dormia tranquila no berço
enquanto os pais corriam de um lado para o
outro atrás de um brinquedo para sossegá-
la”
SQUARISI, Dad. Escrever melhor: guia para passar os textos a limpo. 3. ed. São Paulo: Contexto, 2013, p. 44
Papel dos
conectivos: coesão
• são palavras ou expressões
que interligam as frases,
períodos, orações, parágrafos,
permitindo a sequência de
ideias
2017 - Desafios para Formação Educacional de Surdos
2016 - Caminhos para combater a intolerância religiosa no Brasil
2015 - A persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira
2014 - Publicidade infantil em questão no Brasil
Método
Temas Problema (s) Conteúdos Argumentos/Soluções
Violência urbana
contra os jovens
Contravenções
cometidas por
menores...
ECA
Menor...
História...
Sociologia...
...
• São
vulneráveis...
• Sociedade
consumista
• Incentivar a
formação
humanística..
• Criar
programas de
inclusão...
Raphael de Souza, estudante que tirou
nota 1000 duas vezes na Redação do
ENEM – em 2014 e em 2015
• Introdução: “Sempre começo fazendo algum paralelo do tema com
história, com um acontecimento que tenha a ver com o assunto.
Assim, eu já insiro o diferencial de cara do texto, indo além da
coletânea.”
• Desenvolvimento: “Nos argumentos, coloco bastante teoria e
intertextualidade. Aqui entram as partes de filosofia e sociologia.
Ao longo das aulas, durante o ano, fui fazendo uma lista de frases
legais que eu poderia usar nos contextos de redação, e carregava
comigo para ir decorando. Também é uma boa ideia porque pode
deixar o texto com mais impacto para o leitor.”
• Conclusão: “Essa é a parte em que precisa ter mais cuidado, tem
que elaborar bem. Na conclusão, sempre retomo a ideia inicial, que
completa o circuito. Para fazer a proposta de intervenção,
obrigatória, é muito importante especificar bem quem vai fazer o
quê: a qual ministério, o governo, deve se aliar, em que deve
investir etc. E é bom evitar os clichês, para não fi car muito batido.”
Disponível em: <http://guiadoestudante.abril.com.br/vestibularenem/ estudante-tirou-1000-duas-vezes-redacao-dicas-ir-
bemenem- 932702.shtml>. Acesso em: 19 maio 2016
Equilíbrio Aristotélico
Ao longo do processo de formação do Estado brasileiro, do século XVI ao XXI, o pensamento machista
consolidou-se e permaneceu forte. A mulher era vista, de maneira mais intensa na transição entre a Idade
Moderna e a Contemporânea, como inferior ao homem, tendo seu direito ao voto conquistado apenas na
década de 1930, com a chegada da Era Vargas. Com isso, surge a problemática da violência de gênero
dessa lógica excludente que persiste intrinsecamente ligada à realidade do país, seja pela insufi ciência de
leis, seja pela lenta mudança de mentalidade social.
É indubitável que a questão constitucional e sua aplicação estejam entre as causas do problema. De acordo
com Aristóteles, a política deve ser utilizada de modo que, por meio da justiça, o equilíbrio seja alcançado
na sociedade. De maneira análoga, é possível perceber que, no Brasil, a agressão contra a mulher rompe
essa harmonia, haja vista que, embora a Lei Maria da Penha tenha sido um grande progresso em relação à
proteção feminina, há brechas que permitem a ocorrência dos crimes, como as muitas vítimas que deixam
de efetivar a denúncia por serem intimidadas. Desse modo, evidencia-se a importância do reforço da prática
da regulamentação como forma de combate à problemática.
Outrossim, destaca-se o machismo como impulsionador da violência contra a mulher. Segundo Durkheim,
o fato social é uma maneira coletiva de agir e de pensar, dotada de exterioridade, generalidade e
coercitividade. Seguindo essa linha de pensamento, observa-se que o preconceito de gênero pode ser
encaixado na teoria do sociólogo, uma vez que, se uma criança vive em uma família com esse
comportamento, tende a adotá-lo também por conta da vivência em grupo. Assim, o fortalecimento do
pensamento da exclusão feminina, transmitido de geração a geração, funciona como forte base dessa forma
de agressão, agravando o problema no Brasil.
Entende-se, portanto, que a continuidade da violência contra a mulher na contemporaneidade é fruto da ainda
fraca eficácia das leis e da permanência do machismo como intenso fato social. A fim de atenuar o
problema, o Governo Federal deve elaborar um plano de implementação de novas delegacias especializadas
nessa forma de agressão, aliado à esfera estadual e municipal do poder, principalmente nas áreas que
mais necessitem, além de aplicar campanhas de abrangência nacional junto às emissoras abertas de
televisão como forma de estímulo à denúncia desses crimes. Dessa forma, com base no equilíbrio proposto
por Aristóteles, esse fato social será gradativamente minimizado no país.
Disponível em: <http://guiadoestudante.abril.com.br/vestibularenem/ estudante-tirou-1000-duas-vezes-redacao-dicas-ir-bemenem- 932702.shtml>. Acesso em: 19 maio 2016
DAS UTOPIAS
Se as coisas são inatingíveis... ora!
Não é motivo para não querê-las...
Que tristes os caminhos, se não fora
A presença distante das estrelas!
Mario Quintana. Espelho Mágico. Porto Alegre: Editora
Globo.1951.
30 de julho de 1906
5 de maio de 1994
Vamos manter contato!!!
Facebook: https://www.facebook.com/jerry.adriano.900
E-mail: jerryadrianochacon@gmail.com
Siga o Blog do Chacon

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Tipologia textual
Tipologia textualTipologia textual
Tipologia textual
Ana Claudia André
 
Cronica argumentativa 9 ano
Cronica argumentativa 9 anoCronica argumentativa 9 ano
Cronica argumentativa 9 ano
AllyneAlves6
 
Coesão e coerencia
Coesão e coerenciaCoesão e coerencia
Coesão e coerencia
silnog
 
Oficina de Redação
Oficina de RedaçãoOficina de Redação
Oficina de Redação
diegoprofessor10
 
Gêneros Textuais
Gêneros TextuaisGêneros Textuais
Gêneros Textuais
Edna Brito
 
Interpretação e Compreensão de Texto
Interpretação e Compreensão de Texto Interpretação e Compreensão de Texto
Interpretação e Compreensão de Texto
Cláudia Heloísa
 
COMPETÊNCIA 2 - REDAÇÃO NO ENEM
COMPETÊNCIA 2 - REDAÇÃO NO ENEMCOMPETÊNCIA 2 - REDAÇÃO NO ENEM
COMPETÊNCIA 2 - REDAÇÃO NO ENEM
Cynthia Funchal
 
Estrutura do-artigo-de-opinião
Estrutura do-artigo-de-opiniãoEstrutura do-artigo-de-opinião
Estrutura do-artigo-de-opinião
Nastrilhas da lingua portuguesa
 
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação - PRONTO
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação  - PRONTOAULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação  - PRONTO
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação - PRONTO
Marcelo Cordeiro Souza
 
Editorial gênero
Editorial gêneroEditorial gênero
Editorial gênero
Antonio Minharro
 
Artigo de opinião slides
Artigo de opinião slidesArtigo de opinião slides
Artigo de opinião slides
Isis Barros
 
14. elementos da textualidade nos textos - aula 16
14. elementos da textualidade   nos textos - aula 1614. elementos da textualidade   nos textos - aula 16
14. elementos da textualidade nos textos - aula 16
Nastrilhas da lingua portuguesa
 
Aulão de redação -Resumo de redação
Aulão de redação -Resumo de redaçãoAulão de redação -Resumo de redação
Aulão de redação -Resumo de redação
Cursos Profissionalizantes
 
Enem competências para a redação
Enem   competências para a redaçãoEnem   competências para a redação
Enem competências para a redação
Elaine Maia
 
Repertório
RepertórioRepertório
Repertório
Rayane Roale
 
Coerência e coesão textual
Coerência e coesão textualCoerência e coesão textual
Coerência e coesão textual
ISJ
 
Elementos da narrativa
Elementos da narrativaElementos da narrativa
Elementos da narrativa
Ana Castro
 
RELAÇÃO TESE - ARGUMENTO
RELAÇÃO TESE - ARGUMENTORELAÇÃO TESE - ARGUMENTO
RELAÇÃO TESE - ARGUMENTO
maria saleti Saleti
 
Compreensão e interpretação de textos
Compreensão e interpretação de textosCompreensão e interpretação de textos
Compreensão e interpretação de textos
welton santos
 
Redação enem
Redação enemRedação enem
Redação enem
Josi Motta
 

Mais procurados (20)

Tipologia textual
Tipologia textualTipologia textual
Tipologia textual
 
Cronica argumentativa 9 ano
Cronica argumentativa 9 anoCronica argumentativa 9 ano
Cronica argumentativa 9 ano
 
Coesão e coerencia
Coesão e coerenciaCoesão e coerencia
Coesão e coerencia
 
Oficina de Redação
Oficina de RedaçãoOficina de Redação
Oficina de Redação
 
Gêneros Textuais
Gêneros TextuaisGêneros Textuais
Gêneros Textuais
 
Interpretação e Compreensão de Texto
Interpretação e Compreensão de Texto Interpretação e Compreensão de Texto
Interpretação e Compreensão de Texto
 
COMPETÊNCIA 2 - REDAÇÃO NO ENEM
COMPETÊNCIA 2 - REDAÇÃO NO ENEMCOMPETÊNCIA 2 - REDAÇÃO NO ENEM
COMPETÊNCIA 2 - REDAÇÃO NO ENEM
 
Estrutura do-artigo-de-opinião
Estrutura do-artigo-de-opiniãoEstrutura do-artigo-de-opinião
Estrutura do-artigo-de-opinião
 
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação - PRONTO
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação  - PRONTOAULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação  - PRONTO
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação - PRONTO
 
Editorial gênero
Editorial gêneroEditorial gênero
Editorial gênero
 
Artigo de opinião slides
Artigo de opinião slidesArtigo de opinião slides
Artigo de opinião slides
 
14. elementos da textualidade nos textos - aula 16
14. elementos da textualidade   nos textos - aula 1614. elementos da textualidade   nos textos - aula 16
14. elementos da textualidade nos textos - aula 16
 
Aulão de redação -Resumo de redação
Aulão de redação -Resumo de redaçãoAulão de redação -Resumo de redação
Aulão de redação -Resumo de redação
 
Enem competências para a redação
Enem   competências para a redaçãoEnem   competências para a redação
Enem competências para a redação
 
Repertório
RepertórioRepertório
Repertório
 
Coerência e coesão textual
Coerência e coesão textualCoerência e coesão textual
Coerência e coesão textual
 
Elementos da narrativa
Elementos da narrativaElementos da narrativa
Elementos da narrativa
 
RELAÇÃO TESE - ARGUMENTO
RELAÇÃO TESE - ARGUMENTORELAÇÃO TESE - ARGUMENTO
RELAÇÃO TESE - ARGUMENTO
 
Compreensão e interpretação de textos
Compreensão e interpretação de textosCompreensão e interpretação de textos
Compreensão e interpretação de textos
 
Redação enem
Redação enemRedação enem
Redação enem
 

Semelhante a Redacao enem

Temas ENEM, Dicas de redação.
Temas ENEM, Dicas de redação.Temas ENEM, Dicas de redação.
Temas ENEM, Dicas de redação.
Thiago Bro
 
Passo a Passo ENEM.pptx
Passo a Passo ENEM.pptxPasso a Passo ENEM.pptx
Passo a Passo ENEM.pptx
CAMILACRISTINASILVAB
 
Linguagem e estrutura da redação
Linguagem e estrutura da redaçãoLinguagem e estrutura da redação
Linguagem e estrutura da redação
João Mendonça
 
TERMINADO-enem-slide.pptx.pdf
TERMINADO-enem-slide.pptx.pdfTERMINADO-enem-slide.pptx.pdf
TERMINADO-enem-slide.pptx.pdf
ANDRESSASILVADESOUSA
 
AULA 05 Texto dissertativo argumentativo.pptx
AULA 05 Texto dissertativo argumentativo.pptxAULA 05 Texto dissertativo argumentativo.pptx
AULA 05 Texto dissertativo argumentativo.pptx
DanielStiwers
 
A LINGUAGEM VOLTADA PARA O ENEM E DICA .
A LINGUAGEM VOLTADA PARA O ENEM E DICA .A LINGUAGEM VOLTADA PARA O ENEM E DICA .
A LINGUAGEM VOLTADA PARA O ENEM E DICA .
COLEGIO ESTADUAL HERCULANO FARIA
 
Redação Rogi
Redação RogiRedação Rogi
Redação Rogi
Pré-Enem Seduc
 
AULA 03 - EJA M2.pptx
AULA 03 - EJA M2.pptxAULA 03 - EJA M2.pptx
AULA 03 - EJA M2.pptx
Edson Cavalcante
 
Redação ENEM
Redação ENEMRedação ENEM
Redação ENEM
Luciene Gomes
 
REVISÃO PAS - AULA 02 .ppt
REVISÃO PAS - AULA 02 .pptREVISÃO PAS - AULA 02 .ppt
REVISÃO PAS - AULA 02 .ppt
Adriano Alves de Souza
 
O TEXTO DISSERTATIVO_Introdução - 1a série EM.pdf
O TEXTO DISSERTATIVO_Introdução - 1a série EM.pdfO TEXTO DISSERTATIVO_Introdução - 1a série EM.pdf
O TEXTO DISSERTATIVO_Introdução - 1a série EM.pdf
EdnaSantos855118
 
DissertaçãO
DissertaçãODissertaçãO
DissertaçãO
ilk Sala4
 
Redacao.pptx
Redacao.pptxRedacao.pptx
Redacao.pptx
AliceGeric
 
enem redação.pptx
enem redação.pptxenem redação.pptx
enem redação.pptx
JssicaCassiano2
 
AULA 0 - INTRODUTÓRIA.pptx
AULA 0 - INTRODUTÓRIA.pptxAULA 0 - INTRODUTÓRIA.pptx
AULA 0 - INTRODUTÓRIA.pptx
JessicaFlorentino4
 
Campanha educativa bullying
Campanha educativa bullyingCampanha educativa bullying
Campanha educativa bullying
Liliane Machado
 
Aula de Revisão para a redação do Enem
Aula de Revisão para a redação do EnemAula de Revisão para a redação do Enem
Aula de Revisão para a redação do Enem
João Mendonça
 
Oficina de Redação ENEM 2013 - Aula 3
Oficina de Redação ENEM 2013 - Aula 3Oficina de Redação ENEM 2013 - Aula 3
Oficina de Redação ENEM 2013 - Aula 3
Angélica Manenti
 
Texto Dissertativo argumentativo características
Texto Dissertativo argumentativo característicasTexto Dissertativo argumentativo características
Texto Dissertativo argumentativo características
LarissaPinheiro64
 
Apresentação final
Apresentação finalApresentação final
Apresentação final
Area23
 

Semelhante a Redacao enem (20)

Temas ENEM, Dicas de redação.
Temas ENEM, Dicas de redação.Temas ENEM, Dicas de redação.
Temas ENEM, Dicas de redação.
 
Passo a Passo ENEM.pptx
Passo a Passo ENEM.pptxPasso a Passo ENEM.pptx
Passo a Passo ENEM.pptx
 
Linguagem e estrutura da redação
Linguagem e estrutura da redaçãoLinguagem e estrutura da redação
Linguagem e estrutura da redação
 
TERMINADO-enem-slide.pptx.pdf
TERMINADO-enem-slide.pptx.pdfTERMINADO-enem-slide.pptx.pdf
TERMINADO-enem-slide.pptx.pdf
 
AULA 05 Texto dissertativo argumentativo.pptx
AULA 05 Texto dissertativo argumentativo.pptxAULA 05 Texto dissertativo argumentativo.pptx
AULA 05 Texto dissertativo argumentativo.pptx
 
A LINGUAGEM VOLTADA PARA O ENEM E DICA .
A LINGUAGEM VOLTADA PARA O ENEM E DICA .A LINGUAGEM VOLTADA PARA O ENEM E DICA .
A LINGUAGEM VOLTADA PARA O ENEM E DICA .
 
Redação Rogi
Redação RogiRedação Rogi
Redação Rogi
 
AULA 03 - EJA M2.pptx
AULA 03 - EJA M2.pptxAULA 03 - EJA M2.pptx
AULA 03 - EJA M2.pptx
 
Redação ENEM
Redação ENEMRedação ENEM
Redação ENEM
 
REVISÃO PAS - AULA 02 .ppt
REVISÃO PAS - AULA 02 .pptREVISÃO PAS - AULA 02 .ppt
REVISÃO PAS - AULA 02 .ppt
 
O TEXTO DISSERTATIVO_Introdução - 1a série EM.pdf
O TEXTO DISSERTATIVO_Introdução - 1a série EM.pdfO TEXTO DISSERTATIVO_Introdução - 1a série EM.pdf
O TEXTO DISSERTATIVO_Introdução - 1a série EM.pdf
 
DissertaçãO
DissertaçãODissertaçãO
DissertaçãO
 
Redacao.pptx
Redacao.pptxRedacao.pptx
Redacao.pptx
 
enem redação.pptx
enem redação.pptxenem redação.pptx
enem redação.pptx
 
AULA 0 - INTRODUTÓRIA.pptx
AULA 0 - INTRODUTÓRIA.pptxAULA 0 - INTRODUTÓRIA.pptx
AULA 0 - INTRODUTÓRIA.pptx
 
Campanha educativa bullying
Campanha educativa bullyingCampanha educativa bullying
Campanha educativa bullying
 
Aula de Revisão para a redação do Enem
Aula de Revisão para a redação do EnemAula de Revisão para a redação do Enem
Aula de Revisão para a redação do Enem
 
Oficina de Redação ENEM 2013 - Aula 3
Oficina de Redação ENEM 2013 - Aula 3Oficina de Redação ENEM 2013 - Aula 3
Oficina de Redação ENEM 2013 - Aula 3
 
Texto Dissertativo argumentativo características
Texto Dissertativo argumentativo característicasTexto Dissertativo argumentativo características
Texto Dissertativo argumentativo características
 
Apresentação final
Apresentação finalApresentação final
Apresentação final
 

Mais de Jerry Adriano

Campanha da Fraternidade 2020 - CNBB
Campanha da Fraternidade 2020 - CNBBCampanha da Fraternidade 2020 - CNBB
Campanha da Fraternidade 2020 - CNBB
Jerry Adriano
 
Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil - 2019 - 2023
Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil - 2019 - 2023Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil - 2019 - 2023
Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil - 2019 - 2023
Jerry Adriano
 
Moral no Iluminismo: hume, kant...
Moral no Iluminismo: hume, kant...Moral no Iluminismo: hume, kant...
Moral no Iluminismo: hume, kant...
Jerry Adriano
 
Lógica Básica
Lógica BásicaLógica Básica
Lógica Básica
Jerry Adriano
 
Aula filosofia
Aula filosofiaAula filosofia
Aula filosofia
Jerry Adriano
 
Módulo 17: A colonização da América
Módulo 17: A colonização da AméricaMódulo 17: A colonização da América
Módulo 17: A colonização da América
Jerry Adriano
 
Símbolos
SímbolosSímbolos
Símbolos
Jerry Adriano
 

Mais de Jerry Adriano (8)

Campanha da Fraternidade 2020 - CNBB
Campanha da Fraternidade 2020 - CNBBCampanha da Fraternidade 2020 - CNBB
Campanha da Fraternidade 2020 - CNBB
 
Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil - 2019 - 2023
Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil - 2019 - 2023Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil - 2019 - 2023
Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil - 2019 - 2023
 
Moral no Iluminismo: hume, kant...
Moral no Iluminismo: hume, kant...Moral no Iluminismo: hume, kant...
Moral no Iluminismo: hume, kant...
 
Lógica Básica
Lógica BásicaLógica Básica
Lógica Básica
 
Aula filosofia
Aula filosofiaAula filosofia
Aula filosofia
 
Módulo 17: A colonização da América
Módulo 17: A colonização da AméricaMódulo 17: A colonização da América
Módulo 17: A colonização da América
 
Símbolos
SímbolosSímbolos
Símbolos
 
Umbanda candomble
Umbanda candombleUmbanda candomble
Umbanda candomble
 

Último

Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
ProfessoraTatianaT
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
vinibolado86
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIAAPRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
karinenobre2033
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
ANDRÉA FERREIRA
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 

Último (20)

Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIAAPRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 

Redacao enem

  • 2. Pensando a Redação do Enem A Redação do Enem é muito importante no processo de avaliação, pois com ela você pode garantir 1000 pontos. Sim, garantir, pois a redação deve ser entendida da seguinte maneira: todos partem dos 1000 pontos e quanto menos erros, maior é a garantia de manter a nota.
  • 3. Cuidados para não zerar: • fuga total do tema; (O assunto tem um significado mais amplo. O tema é um recorte do assunto) • não fazer o texto na estrutura dissertativo- argumentativa; • menos de 7 linhas; Adendo: desrespeito aos direitos humanos (-200 pontos)
  • 4. MATRIZ DE REFERÊNCIA PARA REDAÇÃO DO ENEM - DETALHAMENTO POR COMPETÊNCIA Competência 1 – Demonstrar domínio da modalidade escrita formal da Língua Portuguesa. Competência 2 – Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo em prosa. Competência 3 – Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. Competência 4 – Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. Competência 5 – Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.
  • 5. Elementos que constituem a redação • A definição do tema passa por perspectivas políticas, sociais, científicas e culturais. • Não fazer cópias dos suportes... • É preciso levar em consideração aquilo que é exigido e não aquilo que o estudante considera como relevante. • Os parágrafos devem ter uma ligação harmoniosa entre si, por isso o estabelecimento de vínculo entre eles é de grande importância. As considerações e argumentos do texto devem terminar com uma proposta de intervenção diante do tema.
  • 6. Dicas para a redação do Enem 1. Dedicação aos estudos é inevitável, só assim o estudante vai se sentir seguro na hora da prova. 2. Começar pela Redação vai proporcionar tempo suficiente para uma revisão eficaz. Quando a releitura é feita logo após o término do texto, é possível que algumas falhas passem despercebidas. 3. Ler e entender a coletânea e o tema antes de começar a escrever é essencial para atender a demanda proposta. 4. Organizar o tempo, pois, mesmo que não vá começar pela redação, é preciso ser disciplinado para não ter um texto sem qualidade ou questões que não deu tempo de responder. 5. Definir tópicos de conteúdos para cada parágrafo, assim é possível organizar melhor as ideias para a construção definitiva do texto. 6. Cuidado com a legibilidade da letra, dificuldade de compreensão vai influenciar na avaliação do corretor. 7. Estar atento a temas atuais, assim o candidato pode ser favorecido na hora de argumentar. 8. Cuidado com a argumentação, a ampliação de ideias pode levar ao distanciamento o tema. 9. Fazer uma boa proposta de intervenção social. Explicar alguns pontos é essencial como: quem vai fazer o quê; como vai fazer; e quem será responsabilizado pela solução proposta para o problema. 10. Realizar uma revisão minuciosa no rascunho antes de passar para a folha definitiva. FONTE: http://vestibular.brasilescola.uol.com.br/enem/a-redacao-sem-susto.htm
  • 7.
  • 8.
  • 9. Coerência • No universo da escrita deve-se dizer coisa com coisa... • Coerente ou incoerente? “A criança dormia tranquila no berço enquanto os pais corriam de um lado para o outro atrás de um brinquedo para sossegá- la” SQUARISI, Dad. Escrever melhor: guia para passar os textos a limpo. 3. ed. São Paulo: Contexto, 2013, p. 44
  • 10.
  • 11. Papel dos conectivos: coesão • são palavras ou expressões que interligam as frases, períodos, orações, parágrafos, permitindo a sequência de ideias
  • 12.
  • 13.
  • 14.
  • 15.
  • 16.
  • 17.
  • 18. 2017 - Desafios para Formação Educacional de Surdos 2016 - Caminhos para combater a intolerância religiosa no Brasil 2015 - A persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira 2014 - Publicidade infantil em questão no Brasil
  • 20.
  • 21. Temas Problema (s) Conteúdos Argumentos/Soluções Violência urbana contra os jovens Contravenções cometidas por menores... ECA Menor... História... Sociologia... ... • São vulneráveis... • Sociedade consumista • Incentivar a formação humanística.. • Criar programas de inclusão...
  • 22. Raphael de Souza, estudante que tirou nota 1000 duas vezes na Redação do ENEM – em 2014 e em 2015
  • 23. • Introdução: “Sempre começo fazendo algum paralelo do tema com história, com um acontecimento que tenha a ver com o assunto. Assim, eu já insiro o diferencial de cara do texto, indo além da coletânea.” • Desenvolvimento: “Nos argumentos, coloco bastante teoria e intertextualidade. Aqui entram as partes de filosofia e sociologia. Ao longo das aulas, durante o ano, fui fazendo uma lista de frases legais que eu poderia usar nos contextos de redação, e carregava comigo para ir decorando. Também é uma boa ideia porque pode deixar o texto com mais impacto para o leitor.” • Conclusão: “Essa é a parte em que precisa ter mais cuidado, tem que elaborar bem. Na conclusão, sempre retomo a ideia inicial, que completa o circuito. Para fazer a proposta de intervenção, obrigatória, é muito importante especificar bem quem vai fazer o quê: a qual ministério, o governo, deve se aliar, em que deve investir etc. E é bom evitar os clichês, para não fi car muito batido.” Disponível em: <http://guiadoestudante.abril.com.br/vestibularenem/ estudante-tirou-1000-duas-vezes-redacao-dicas-ir- bemenem- 932702.shtml>. Acesso em: 19 maio 2016
  • 24. Equilíbrio Aristotélico Ao longo do processo de formação do Estado brasileiro, do século XVI ao XXI, o pensamento machista consolidou-se e permaneceu forte. A mulher era vista, de maneira mais intensa na transição entre a Idade Moderna e a Contemporânea, como inferior ao homem, tendo seu direito ao voto conquistado apenas na década de 1930, com a chegada da Era Vargas. Com isso, surge a problemática da violência de gênero dessa lógica excludente que persiste intrinsecamente ligada à realidade do país, seja pela insufi ciência de leis, seja pela lenta mudança de mentalidade social. É indubitável que a questão constitucional e sua aplicação estejam entre as causas do problema. De acordo com Aristóteles, a política deve ser utilizada de modo que, por meio da justiça, o equilíbrio seja alcançado na sociedade. De maneira análoga, é possível perceber que, no Brasil, a agressão contra a mulher rompe essa harmonia, haja vista que, embora a Lei Maria da Penha tenha sido um grande progresso em relação à proteção feminina, há brechas que permitem a ocorrência dos crimes, como as muitas vítimas que deixam de efetivar a denúncia por serem intimidadas. Desse modo, evidencia-se a importância do reforço da prática da regulamentação como forma de combate à problemática. Outrossim, destaca-se o machismo como impulsionador da violência contra a mulher. Segundo Durkheim, o fato social é uma maneira coletiva de agir e de pensar, dotada de exterioridade, generalidade e coercitividade. Seguindo essa linha de pensamento, observa-se que o preconceito de gênero pode ser encaixado na teoria do sociólogo, uma vez que, se uma criança vive em uma família com esse comportamento, tende a adotá-lo também por conta da vivência em grupo. Assim, o fortalecimento do pensamento da exclusão feminina, transmitido de geração a geração, funciona como forte base dessa forma de agressão, agravando o problema no Brasil. Entende-se, portanto, que a continuidade da violência contra a mulher na contemporaneidade é fruto da ainda fraca eficácia das leis e da permanência do machismo como intenso fato social. A fim de atenuar o problema, o Governo Federal deve elaborar um plano de implementação de novas delegacias especializadas nessa forma de agressão, aliado à esfera estadual e municipal do poder, principalmente nas áreas que mais necessitem, além de aplicar campanhas de abrangência nacional junto às emissoras abertas de televisão como forma de estímulo à denúncia desses crimes. Dessa forma, com base no equilíbrio proposto por Aristóteles, esse fato social será gradativamente minimizado no país. Disponível em: <http://guiadoestudante.abril.com.br/vestibularenem/ estudante-tirou-1000-duas-vezes-redacao-dicas-ir-bemenem- 932702.shtml>. Acesso em: 19 maio 2016
  • 25. DAS UTOPIAS Se as coisas são inatingíveis... ora! Não é motivo para não querê-las... Que tristes os caminhos, se não fora A presença distante das estrelas! Mario Quintana. Espelho Mágico. Porto Alegre: Editora Globo.1951. 30 de julho de 1906 5 de maio de 1994 Vamos manter contato!!! Facebook: https://www.facebook.com/jerry.adriano.900 E-mail: jerryadrianochacon@gmail.com Siga o Blog do Chacon