SlideShare uma empresa Scribd logo
Especialização de Inovação em Tecnologias Educacionais – Disciplina Tutoria e Docência On Line 
Plano de Tutoria 
Curso/Disciplina: Língua Espanhola II – Unidade 2 
Carga horária: 10 horas 
Período previsto: 01/12/14 a 19/12/14 
Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA): Moodle 
Unidade 
(Tema principal) 
Sub-unidades 
(Sub-temas) Objetivos específicos 
Atividades teóricas e 
recursos/ferramentas 
de EaD 
Atividades práticas e 
recursos/ferramentas de EaD Avaliação 
Expressar Opiniões 1 – Verbo parecer 
2 – Verbo gustar 
1 – Compreender a 
aplicação dos verbos no 
cotidiano; 
2 – Aplicar os verbos em 
situações do cotidiano. 
1 – Vídeo: nele será exposto: 
O significado dos verbos; 
Sua aplicabilidade no 
cotidiano; 
Sua concordância verbal com 
o objeto; 
A necessidade da inserção 
de pronomes de objeto 
indireto (me, te, le, nos, os, 
les); 
Exemplos de diálogos; 
Exercícios interativos, ao 
final, onde poderão verificar 
as respostas na última parte 
do vídeo. 
. 
2 – Fórum: Os alunos irão dialogar entre si 
utilizando os verbos. Para isso, o professor 
motivará os alunos por meio de perguntas, 
para que possam iniciar o diálogo 
respondendo e conversando entre si. Em 
meio a atividade, o professor irá interferir 
realizando esclarecimentos sobre a aplicação 
correta dos verbos e de seus pronomes. 
Recursos/Ferrramentas: AVA 
3 – Wiki: Nesta atividade cada aluno irá 
dissertar, sobre um tema de seu cotidiano, 
utilizando os dois verbos, temas dessa aula. 
Desse modo, esta atividade será em pares, 
sendo necessário dissertar sobre um tema e 
utilizar os dois verbos. Quanto aos 
pronomes, a dissertação precisará 
contemplar no mínimo duas personagens. 
Ao final postarão na wiki criada pelo 
tutor/professor. 
Recursos/Ferramentas: 
https://www.wikispaces.com/ 
1 – Avaliação de Entrada: 
Iniciaremos a interação através de um 
fórum no qual será proposto que 
exponham suas opiniões sobre como 
expressamos em português gostos e 
opiniões, para posteriormente 
iniciarmos com os verbos Gustar e 
Parecer e identificarmos a diferença, 
bem como o uso dos pronomes. (Vale 
0,5 pontos) 
2 – Avaliação formativa: o fórum 
cumprirá esse papel, na medida em 
que os diálogos permitirão que os 
alunos avancem e o professor interfira 
com conteúdo, esclarecimentos, e 
avaliando a evolução da turma. Na 
medida que demonstrem 
entendimento com base nos objetivos 
1 e 2. (Vale 4,5) 
3 – Avaliação somativa: A 
dissertação demonstrará a 
compreensão e discernimento sobre a 
utilização correta dos verbos, como 
também demonstrará a articulação 
para a colocação em diferentes 
situações pronominais. Fechando, 
desse modo, o ciclo desta Unidade. 
(Vale 5,0 pontos)
Especialização de Inovação em Tecnologias Educacionais – Disciplina Tutoria e Docência On Line 
Observações: 2- Dinâmica das atividades (Detalhe como os alunos deverão realizar as atividades propostas no quadro acima. Para 
facilitar, cada atividade deverá ter um número e um título. Ex.: 1 – colaboração na wiki. Para cada objetivo deverá haver uma atividade e uma 
avaliação). 
Plano de Tutoria 
Curso/Disciplina: Língua Espanhola II – Unidade 2 
Carga horária: 10 horas 
Período previsto: 05/01/15 a 
23/01/15 
Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA): Moodle 
Unidade 
(Tema principal) 
Sub-unidades 
(Sub-temas) Objetivos específicos 
Atividades teóricas e 
recursos/ferramentas 
de EaD 
Atividades práticas e 
recursos/ferramentas de EaD Avaliação 
Verbos reflexivos e seus 
pronomes 
1 – Verbos reflexivos 
2 – A utilização de 
pronomes com 
verbos reflexivos 
1 – Compreender que todo 
verbo reflexivo é pronominal 
2 – Aplicar os pronomes 
corretamente, do ponto de 
vista gramatical 
6 – Vídeo: a prática permeia 
a capacidade de 
discernimento sobre o uso 
correto dos verbos, bem 
como a colocação do 
pronome em função da 
personagem que fala e/ou 
para quem fala. Será 
necessário identificar as 
colocações incorretas e 
corretas. 
Ferramentas/Recursos: 
vídeo do Youtube o link será 
disponível no AVA. 
4 – Pesquisa: Realizar pesquisas (ex: 
Facebook Portal EAD Brasil Espanhol, er-taal. 
com, aprenderespanol.org, lingolia.com, 
gramaclicando.com, etc), no intuito saber 
mais sobre o que são verbos reflexivos, e, por 
fim, trazer exemplos. Desta forma, a prática 
desta atividade consistirá na interação para 
realizar a pesquisa, já que poderão dialogar 
com diferentes grupos, fóruns, em busca de 
referências sobre o assunto. 
Ferramentas/Recursos: Redes Sociais, 
Fóruns, sites específicos sobre o tema, etc. 
5 – Webconference: a dinâmica da 
aprendizagem perpassará o diálogo e a 
interação na medida que será necessário 
discorrer sobre o tema, trazer atividades 
práticas e pedir para que escrevam ou falem, 
de modo que o tutor/professor possa intervir 
onde é necessário e reforçar onde estão indo 
bem. 
O que discutiremos: 
-O que é um verbo reflexivo? 
-Seu papel obrigatório reflexivo ou recíproco. 
Avaliação de Entrada: consistirá em 
verificar durante a interação na 
Webconference quem realizou pesquisas e 
como se manifestam em torno do tema. 
(Vale 2,0 pontos) 
Avaliação Formativa: será realizada no 
decorrer de todo o processo de 
aprendizagem, desde a pesquisa até o 
vídeo (atividade 6). A participação, 
envolvimento e interação demonstrarão a 
evolução. (Vale 3,0 pontos) 
Avaliação Somativa: o fórum fechará o 
ciclo, na medida que os alunos 
demonstrarão o resultado do ciclo de 
aprendizagem, desse modo alçando o que 
se propõe nos objetivos 1 e 2. (Vale 5,0 
pontos)
Especialização de Inovação em Tecnologias Educacionais – Disciplina Tutoria e Docência On Line 
Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA): Moodle 
Unidade 
(Tema principal) 
Sub-unidades 
(Sub-temas) Objetivos específicos 
Atividades teóricas e 
recursos/ferramentas 
de EaD 
Atividades práticas e 
recursos/ferramentas de EaD Avaliação 
Ex: lavar-se é algo recíproco, na medida que 
quem realiza a ação é a mesma que recebe. 
-O papel dos pronomes diante dos verbos 
reflexivos e sua correta colocação. 
Regra: Verbos no infinitivo, gerúndio e 
imperativo sempre levarão o pronome depois. 
Ex: lavarse, afeitarse, acostarme, 
Ferramentas/Recursos: AVA. 
7 - Fórum: Nesse fórum os alunos deverão 
postar os resultados da atividade 6. Com isso, 
pretende-se esclarecer os eventuais 
equívocos, parabenizar pelos acertos, motivar 
aqueles que ainda tem dúvidas novos 
diálogos com base nas necessidades 
apresentadas. 
Por fim, propor uma situação problema breve 
para que possa demonstrar se ainda há 
resquício de dúvidas ou dificuldades. 
Ferramentas/Recursos: AVA. 
Observações: 2- Dinâmica das atividades (Detalhe como os alunos deverão realizar as atividades propostas no quadro acima. Para 
facilitar, cada atividade deverá ter um número e um título. Ex.: 1 – colaboração na wiki. Para cada objetivo deverá haver uma atividade e uma 
avaliação).
Especialização de Inovação em Tecnologias Educacionais – Disciplina Tutoria e Docência On Line 
Plano de Tutoria 
3. De que forma o plano de tutoria contempla os elementos da inteligência coletiva indicados abaixo? 
Design Instrucional 
(aberto/contextualizado) De acordo com Filatro o Design Instrucional (DI) é considerado a “a ação institucional e sistemática de ensino que envolve o 
planejamento, o desenvolvimento e a aplicação de métodos, técnicas, atividades, materiais, eventos e outros produtos 
educacionais em situações didáticas específicas, a fim de facilitar, a partir dos princípios de aprendizagem e instrução 
conhecidos, a aprendizagem humana”. (FILATRO, 2008, p.3) 
Desse modo, em nosso plano de tutoria, verificamos nas duas unidades da disciplina de Língua Espanhola possui uma ação 
sistêmica que parte de conhecimentos básicos para conhecimentos mais complexos. Além disso, envolve uma diversidade 
de materiais, estratégias e situações didáticas que podem contribuir para o desenvolvimento de habilidades e competências 
no que tange a língua espanhola. 
Consideramos que o DI presente nas unidades possui características de DI aberto, pois haverá um acompanhamento de 
todo processo em prol da aprendizagem, a presença continua de um educador, e uma pequena quantidade de mídias 
utilizadas enfatizam esse modelo. 
Interatividade 
A interatividade é outro elemento presente na disciplina de Língua Espanhola. A interatividade é algo muito presente nos 
dias atuais, por isso é fundamental pensar em estratégias que possibilitem ao aluno interagir com diferentes tipos de mídias. 
Para tanto, na disciplina de Língua Espanhola observa-se a diversidade de mídias, como redes sociais, fóruns, wiki, youtube 
entre outros. Como salienta Lévy, a interatividade é uma qualidade técnica das máquinas “inteligentes”, por isso, nada mais 
natural do que utilizar diferentes recursos que estimulem essa interatividade. Há também de se frisar que o processo de 
aprendizagem ocorrerá dentro e fora do espaço virtual do AVA, na medida que atividades de pesquisa estimularão os 
alunos a interagir e atuar em comunidades e redes em busca de informações, otimizando seu aprendizado e fornecendo-lhes 
ferramentas que podem potencializar seu entendimento sobre os temas. 
Comunidade virtual de 
aprendizagem As unidades do curso de língua espanhola compõem uma comunidade virtual de aprendizagem, as mesmas são interativas 
e estão organizadas em torno de finalidade compartilhada, visando a aquisição do idioma espanhol. Há propostas na qual 
serão construídos espaços de relação entre os alunos, de responsabilidade individual, de compartilhar opiniões de forma 
aberta e também visando realizar atividades em pares. Há espaços para o aluno aprender com os seus próprios erros, 
sendo o professor o mediador para potencializar a reflexão. É um ambiente no qual há possibilidades de auto regulação e 
auto-organização.
Especialização de Inovação em Tecnologias Educacionais – Disciplina Tutoria e Docência On Line 
Mídias de função pós-massiva 
Ao pensar em mídias de função pós-massiva – cibercultura – é preciso considerar que o aluno além da função leitora 
desenvolve a função escritora tendo a possibilidade de a partir da problematização do que foi proposto atualizar seus 
conhecimentos, ou seja, produzir a partir do que foi discutido registrando. 
Nas propostas das unidades do curso de língua espanhola esta ação encontra-se presente à medida que mídias como 
fóruns, wiki e webconference são utilizados. É importante ressaltar que o uso de diferentes mídias e a possibilidade de 
problematização e construção de novos conhecimentos é um princípio de rompimento com as relações verticais de poder da 
escola. Abre-se espaço para que todos possam colocar-se e construir novas aprendizagens e que são imediatamente 
socializadas. Desse modo, não ficam circunscritas ao professor/tutor e aluno. 
Anel recursivo da 
inteligência coletiva Segundo Hessel e Silva (2012), a imagem abaixo é uma metáfora e tem o objetivo de representar o movimento evolutivo e 
dialógico da Inteligência coletiva e Conhecimento Aberto. É uma espiral aberta, que incorpora o símbolo do TAO e conceitos 
relacionados ao longo do percurso. A lógica linear positivista nos leva a fragmentar a percepção da realidade e tende a criar 
um saber descontextualizado, especializado e muitas vezes técnico, desprovido de uma visão sistêmica. Inteligência 
coletiva e conhecimento estão imbricados e não podem ser compreendidos de forma fragmentada. A inteligência coletiva 
gera o conhecimento e o conhecimento gera a inteligência coletiva, ou seja, a inteligência coletiva produz e é produzida, 
assim como o conhecimento produz e é produzido. A relação é retroativa recursiva e o movimento espiralado sugere o 
percurso evolutivo decorrente da relação dialógica entre inteligência coletiva e conhecimento, representada pelo “TAO”. 
A imagem transcende qualquer definição e propõe uma percepção sistêmica dos conceitos contidos nela, implícita ou 
explicitamente. Desta forma se abre para a interpretação e oferece a possibilidade de reflexão sobre as concepções 
propostas. 
Uma questão se coloca como possível ponto de partida para motivar a reflexão dos observadores: 
 Considere a velocidade da emergência dos novos aparatos tecnológicos – produto da inteligência humana – e 
a constante e rápida renovação das formas de produção de conhecimento aberto. Como compreender essa 
relação no atual contexto comunicativo e de abertura, nas redes sociais na web 2,0.
Especialização de Inovação em Tecnologias Educacionais – Disciplina Tutoria e Docência On Line 
Na dinâmica da cibercultura, a inteligência coletiva potencial seria àquela armazenada no ciberespaço e nas mentes dos 
indivíduos conectados pelas redes digitais; a inteligência coletiva cinética estaria envolvida nos processos de 
construção de conhecimento, criação e na resolução de problemas. Nesta linha de pesquisa, Silva (2010) propõe os 
conceitos de inteligência coletiva potencial e inteligência coletiva cinética, as quais estariam em interação em movimento 
retroativo- recursivo no ciberespaço, formando o anel recursivo da inteligência coletiva. 
Fonte: http://oer.kmi.open.ac.uk/?page_id=1410 
Inteligência Coletiva 
Voluntária 
Segundo (Lévy,1998:29), Inteligência Coletiva é uma inteligência “distribuída” por toda parte, incessantemente valorizada, 
coordenada em tempo real, que resulta em uma mobilização efetiva das competências”, sendo sua base e objetivo “o 
reconhecimento e o enriquecimento mútuos das pessoas, e não o culto de comunidades “fetichizadas” ou “hipostasiadas”.). 
Cavalcanti e Nepomuceno (2007:34) lembram que a inteligência coletiva não é uma novidade, pois discussões e tomadas 
de decisão em grupo sempre estiveram presentes na sociedade humana: as reuniões na ágora ateniense, as assembleias 
de sindicatos, as reuniões de negócio, entre outros tantos exemplos possíveis. Esses mesmos autores identificam três 
formas de criação de Inteligência Coletiva e é a Inteligência Coletiva Consciente a que conhecemos como Inteligência 
Coletiva Voluntária. 
Ao compreendermos que a IC, está distribuída por toda parte e que a inteligência coletiva voluntária é aquela onde o
Especialização de Inovação em Tecnologias Educacionais – Disciplina Tutoria e Docência On Line 
indivíduo contribui de maneira voluntária, as atividades propostas na wiki e na webconference, mesmo indicadas pelo 
professor possibilitam que os alunos em dupla falem de temas de seu cotidiano possibilitando novas aprendizagens, neste 
caso dos verbos parecer e gustar bem como dos reflexivos e também das especificidades do tema proposto por cada aluno, 
ainda que ele não tenha a intencionalidade direta com o seu tema. 
Fonte: http://www.revistas.udesc.br/index.php/udescvirtual/index 
Inteligência Coletiva 
Potencial 
Segundo Gregory(1996) é o conhecimento armazenado e na dinâmica da cibercultura, a inteligência coletiva potencial seria 
aquela armazenada no ciberespaço e nas mentes dos indivíduos conectados pelas redes digitais 
Considerando que a ICP é aquela que encontra-se armazenada nas tecnologias do ciberespaço e nas mentes dos 
indivíduos conectados pelas redes digitais, verificamos nas unidades do curso de língua espanhola a presença de ambas 
na medida que temos informações e conhecimentos armazenados nas ferramentas utilizadas bem como em cada aluno 
participante. 
Fonte: http://oer.kmi.open.ac.uk/?page_id=1410 
Inteligência coletiva 
Cinética Segundo Gregory (1996) está relacionada ao processo de criação e estaria envolvida nos processos de construção de 
conhecimento, criação e na resolução de problemas. 
Trazer a ICC para o processo de aprendizagem é o grande desafio dos educadores, pois esse é o momento em que temos 
a possibilidade de transformar a aprendizagem em significativa, os conhecimentos à “disposição” da resolução de 
problemas. Na proposta apresentada, consideramos que os dois primeiros objetivos atendem a essa ação pois se propõe 
a compreender a aplicação dos verbos no cotidiano e em situações do cotidiano. São objetivos claros para permitir que se 
tenha uma comunicação correta e compreensível de forma a utiliza-la nas diferentes situações cotidianas. 
Fonte: http://oer.kmi.open.ac.uk/?page_id=1410

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Planejamento e rotinas nas aulas de matemática
Planejamento e rotinas nas aulas de matemáticaPlanejamento e rotinas nas aulas de matemática
Planejamento e rotinas nas aulas de matemática
Joelma Santos
 
Modelo de plano de aula
Modelo de plano de aulaModelo de plano de aula
Modelo de plano de aula
Denise
 
Relatorio pronto
Relatorio prontoRelatorio pronto
Relatorio pronto
Diego Moura
 
Plano de ação 2011
Plano de ação 2011Plano de ação 2011
Plano de ação 2011
GERALDOGOMESDEBARROS
 
Plano de aula 6ª série 7º ano -ensino fundamental 1ª semana de março
Plano de aula 6ª série   7º ano -ensino fundamental 1ª semana de marçoPlano de aula 6ª série   7º ano -ensino fundamental 1ª semana de março
Plano de aula 6ª série 7º ano -ensino fundamental 1ª semana de março
SHEILA MONTEIRO
 
modelo-de-projeto-politico-pedagogico
modelo-de-projeto-politico-pedagogicomodelo-de-projeto-politico-pedagogico
modelo-de-projeto-politico-pedagogico
José Antonio Ferreira da Silva
 
Resumo aula nota 10
Resumo   aula nota 10Resumo   aula nota 10
Resumo aula nota 10
sergionunes12
 
Formação recomposição da Aprendizagem
Formação recomposição da Aprendizagem Formação recomposição da Aprendizagem
Formação recomposição da Aprendizagem
carmensilva723002
 
Tutoria e orientação de estudos
Tutoria e orientação de estudosTutoria e orientação de estudos
Tutoria e orientação de estudos
ELZA PIRES
 
Programa-de-Acao-PEI 2022_MARIA EUGENIA_atualizado.docx
Programa-de-Acao-PEI 2022_MARIA EUGENIA_atualizado.docxPrograma-de-Acao-PEI 2022_MARIA EUGENIA_atualizado.docx
Programa-de-Acao-PEI 2022_MARIA EUGENIA_atualizado.docx
MaxLuisEspinosa
 
Oficina de ortografia 9 ano
Oficina de ortografia 9 anoOficina de ortografia 9 ano
Oficina de ortografia 9 ano
pedagogicosjdelrei
 
Plano aula modelo gasparim genero textual
Plano aula modelo gasparim  genero textualPlano aula modelo gasparim  genero textual
Plano aula modelo gasparim genero textual
Luis Carlos Santos
 
Plano de aula
Plano de aulaPlano de aula
Descritores spaece - língua portuguesa
Descritores   spaece - língua portuguesaDescritores   spaece - língua portuguesa
Descritores spaece - língua portuguesa
PacatubaLei
 
Plano de aula 2º ano b
Plano de aula   2º ano bPlano de aula   2º ano b
Plano de aula 2º ano b
André Moraes
 
Formação para os professores Premissa Formação Continuada
Formação para os professores Premissa Formação ContinuadaFormação para os professores Premissa Formação Continuada
Formação para os professores Premissa Formação Continuada
SandraRombi
 
Exemplo. plano de aula
Exemplo. plano de aulaExemplo. plano de aula
Exemplo. plano de aula
Bárbara Caldeira
 
Projeto recuperação semestral reforço escolar
Projeto recuperação semestral reforço escolarProjeto recuperação semestral reforço escolar
Projeto recuperação semestral reforço escolar
alvinarocha
 
ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL
ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL
ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL
Arivaldom
 
Meu plano de aula de Ciências
Meu plano de aula de CiênciasMeu plano de aula de Ciências
Meu plano de aula de Ciências
Amanda Freitas
 

Mais procurados (20)

Planejamento e rotinas nas aulas de matemática
Planejamento e rotinas nas aulas de matemáticaPlanejamento e rotinas nas aulas de matemática
Planejamento e rotinas nas aulas de matemática
 
Modelo de plano de aula
Modelo de plano de aulaModelo de plano de aula
Modelo de plano de aula
 
Relatorio pronto
Relatorio prontoRelatorio pronto
Relatorio pronto
 
Plano de ação 2011
Plano de ação 2011Plano de ação 2011
Plano de ação 2011
 
Plano de aula 6ª série 7º ano -ensino fundamental 1ª semana de março
Plano de aula 6ª série   7º ano -ensino fundamental 1ª semana de marçoPlano de aula 6ª série   7º ano -ensino fundamental 1ª semana de março
Plano de aula 6ª série 7º ano -ensino fundamental 1ª semana de março
 
modelo-de-projeto-politico-pedagogico
modelo-de-projeto-politico-pedagogicomodelo-de-projeto-politico-pedagogico
modelo-de-projeto-politico-pedagogico
 
Resumo aula nota 10
Resumo   aula nota 10Resumo   aula nota 10
Resumo aula nota 10
 
Formação recomposição da Aprendizagem
Formação recomposição da Aprendizagem Formação recomposição da Aprendizagem
Formação recomposição da Aprendizagem
 
Tutoria e orientação de estudos
Tutoria e orientação de estudosTutoria e orientação de estudos
Tutoria e orientação de estudos
 
Programa-de-Acao-PEI 2022_MARIA EUGENIA_atualizado.docx
Programa-de-Acao-PEI 2022_MARIA EUGENIA_atualizado.docxPrograma-de-Acao-PEI 2022_MARIA EUGENIA_atualizado.docx
Programa-de-Acao-PEI 2022_MARIA EUGENIA_atualizado.docx
 
Oficina de ortografia 9 ano
Oficina de ortografia 9 anoOficina de ortografia 9 ano
Oficina de ortografia 9 ano
 
Plano aula modelo gasparim genero textual
Plano aula modelo gasparim  genero textualPlano aula modelo gasparim  genero textual
Plano aula modelo gasparim genero textual
 
Plano de aula
Plano de aulaPlano de aula
Plano de aula
 
Descritores spaece - língua portuguesa
Descritores   spaece - língua portuguesaDescritores   spaece - língua portuguesa
Descritores spaece - língua portuguesa
 
Plano de aula 2º ano b
Plano de aula   2º ano bPlano de aula   2º ano b
Plano de aula 2º ano b
 
Formação para os professores Premissa Formação Continuada
Formação para os professores Premissa Formação ContinuadaFormação para os professores Premissa Formação Continuada
Formação para os professores Premissa Formação Continuada
 
Exemplo. plano de aula
Exemplo. plano de aulaExemplo. plano de aula
Exemplo. plano de aula
 
Projeto recuperação semestral reforço escolar
Projeto recuperação semestral reforço escolarProjeto recuperação semestral reforço escolar
Projeto recuperação semestral reforço escolar
 
ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL
ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL
ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL
 
Meu plano de aula de Ciências
Meu plano de aula de CiênciasMeu plano de aula de Ciências
Meu plano de aula de Ciências
 

Destaque

Manual do tutor presencial - IFG
Manual do tutor presencial - IFGManual do tutor presencial - IFG
Manual do tutor presencial - IFG
Milton Azara
 
Plano de ensino para ead
Plano de ensino para eadPlano de ensino para ead
Plano de ensino para ead
Veraldino Mendes
 
TutorPDFonline
TutorPDFonlineTutorPDFonline
Perfis de tutoria
Perfis de tutoriaPerfis de tutoria
Perfis de tutoria
Ana Loureiro
 
Ficha individual 1º ESO
Ficha individual 1º ESOFicha individual 1º ESO
Ficha individual 1º ESO
Instituto Educacion Secundaria
 
Características dos Sistemas de Tutoria
Características dos Sistemas de TutoriaCaracterísticas dos Sistemas de Tutoria
Características dos Sistemas de Tutoria
ANATED
 
Orientacao tutor
Orientacao tutorOrientacao tutor
Orientacao tutor
luzamar12
 
Conceito de Tutoria
Conceito de TutoriaConceito de Tutoria
Conceito de Tutoria
joao jose saraiva da fonseca
 
Competências necessárias para a prática de tutoria e
Competências necessárias para a prática de tutoria eCompetências necessárias para a prática de tutoria e
Competências necessárias para a prática de tutoria e
kellzinha
 
Relatório de tutoria
Relatório de tutoriaRelatório de tutoria
Relatório de tutoria
Raimundo Mizael Gonçalves da Luz
 
O papel da tutoria no desenvolvimento curricular
O papel da tutoria no desenvolvimento curricularO papel da tutoria no desenvolvimento curricular
O papel da tutoria no desenvolvimento curricular
Maria Casanova
 
Aplicação de modelo de tutoria proativa na modalidade semipresencial de ensin...
Aplicação de modelo de tutoria proativa na modalidade semipresencial de ensin...Aplicação de modelo de tutoria proativa na modalidade semipresencial de ensin...
Aplicação de modelo de tutoria proativa na modalidade semipresencial de ensin...
Juliana Uenf
 
Manual Exportação de Cadastro e Pesagens - Multibovinos
Manual Exportação de Cadastro e Pesagens - MultibovinosManual Exportação de Cadastro e Pesagens - Multibovinos
Manual Exportação de Cadastro e Pesagens - Multibovinos
ANCP Ribeirão Preto
 
Modulo tutor conteudo
Modulo tutor conteudoModulo tutor conteudo
Modulo tutor conteudo
tecampinasoeste
 
Ferramentas digitais interessantes para tutoria online
Ferramentas digitais interessantes para tutoria onlineFerramentas digitais interessantes para tutoria online
Ferramentas digitais interessantes para tutoria online
espiraldigital
 
Plano de curso 6ano inglês
Plano de curso   6ano inglêsPlano de curso   6ano inglês
Plano de curso 6ano inglês
nandatinoco
 
Apresentação tutoria ead - ANNY WANNESKA LOUREIRO BRAS
Apresentação tutoria ead - ANNY WANNESKA LOUREIRO BRAS Apresentação tutoria ead - ANNY WANNESKA LOUREIRO BRAS
Apresentação tutoria ead - ANNY WANNESKA LOUREIRO BRAS
intaead
 
"TUTOR; UM NOVO PAPEL PARA O PROFESSOR"
"TUTOR;  UM NOVO PAPEL PARA O PROFESSOR""TUTOR;  UM NOVO PAPEL PARA O PROFESSOR"
"TUTOR; UM NOVO PAPEL PARA O PROFESSOR"
Vanilda Porto Vieira
 
Hufcor Mexico Inicio
Hufcor Mexico Inicio
Hufcor Mexico Inicio
Hufcor Mexico Inicio
banksqhueacvycp
 
Tutoria de teses
Tutoria de tesesTutoria de teses
Tutoria de teses
Agostinhofilho
 

Destaque (20)

Manual do tutor presencial - IFG
Manual do tutor presencial - IFGManual do tutor presencial - IFG
Manual do tutor presencial - IFG
 
Plano de ensino para ead
Plano de ensino para eadPlano de ensino para ead
Plano de ensino para ead
 
TutorPDFonline
TutorPDFonlineTutorPDFonline
TutorPDFonline
 
Perfis de tutoria
Perfis de tutoriaPerfis de tutoria
Perfis de tutoria
 
Ficha individual 1º ESO
Ficha individual 1º ESOFicha individual 1º ESO
Ficha individual 1º ESO
 
Características dos Sistemas de Tutoria
Características dos Sistemas de TutoriaCaracterísticas dos Sistemas de Tutoria
Características dos Sistemas de Tutoria
 
Orientacao tutor
Orientacao tutorOrientacao tutor
Orientacao tutor
 
Conceito de Tutoria
Conceito de TutoriaConceito de Tutoria
Conceito de Tutoria
 
Competências necessárias para a prática de tutoria e
Competências necessárias para a prática de tutoria eCompetências necessárias para a prática de tutoria e
Competências necessárias para a prática de tutoria e
 
Relatório de tutoria
Relatório de tutoriaRelatório de tutoria
Relatório de tutoria
 
O papel da tutoria no desenvolvimento curricular
O papel da tutoria no desenvolvimento curricularO papel da tutoria no desenvolvimento curricular
O papel da tutoria no desenvolvimento curricular
 
Aplicação de modelo de tutoria proativa na modalidade semipresencial de ensin...
Aplicação de modelo de tutoria proativa na modalidade semipresencial de ensin...Aplicação de modelo de tutoria proativa na modalidade semipresencial de ensin...
Aplicação de modelo de tutoria proativa na modalidade semipresencial de ensin...
 
Manual Exportação de Cadastro e Pesagens - Multibovinos
Manual Exportação de Cadastro e Pesagens - MultibovinosManual Exportação de Cadastro e Pesagens - Multibovinos
Manual Exportação de Cadastro e Pesagens - Multibovinos
 
Modulo tutor conteudo
Modulo tutor conteudoModulo tutor conteudo
Modulo tutor conteudo
 
Ferramentas digitais interessantes para tutoria online
Ferramentas digitais interessantes para tutoria onlineFerramentas digitais interessantes para tutoria online
Ferramentas digitais interessantes para tutoria online
 
Plano de curso 6ano inglês
Plano de curso   6ano inglêsPlano de curso   6ano inglês
Plano de curso 6ano inglês
 
Apresentação tutoria ead - ANNY WANNESKA LOUREIRO BRAS
Apresentação tutoria ead - ANNY WANNESKA LOUREIRO BRAS Apresentação tutoria ead - ANNY WANNESKA LOUREIRO BRAS
Apresentação tutoria ead - ANNY WANNESKA LOUREIRO BRAS
 
"TUTOR; UM NOVO PAPEL PARA O PROFESSOR"
"TUTOR;  UM NOVO PAPEL PARA O PROFESSOR""TUTOR;  UM NOVO PAPEL PARA O PROFESSOR"
"TUTOR; UM NOVO PAPEL PARA O PROFESSOR"
 
Hufcor Mexico Inicio
Hufcor Mexico Inicio
Hufcor Mexico Inicio
Hufcor Mexico Inicio
 
Tutoria de teses
Tutoria de tesesTutoria de teses
Tutoria de teses
 

Semelhante a Plano de tutoria e avaliacao grupo debora castanha, michelle siquet, paloma rodrigues e veronica melendez

Apresentação1 do 3º encontro
Apresentação1 do 3º encontroApresentação1 do 3º encontro
Apresentação1 do 3º encontro
maucandido
 
UTILIZAR COMPETÊNCIAS DIGITAIS NA SALA DE AULA
UTILIZAR COMPETÊNCIAS DIGITAIS NA SALA DE AULA UTILIZAR COMPETÊNCIAS DIGITAIS NA SALA DE AULA
UTILIZAR COMPETÊNCIAS DIGITAIS NA SALA DE AULA
Eliane Ciolfi
 
Avmc tarefa semana 5 e 6 Tarefa das Semanas 5 e 6 criando um curso no ambient...
Avmc tarefa semana 5 e 6 Tarefa das Semanas 5 e 6 criando um curso no ambient...Avmc tarefa semana 5 e 6 Tarefa das Semanas 5 e 6 criando um curso no ambient...
Avmc tarefa semana 5 e 6 Tarefa das Semanas 5 e 6 criando um curso no ambient...
Jovert Freire
 
Apresentação presencial
Apresentação   presencialApresentação   presencial
Apresentação presencial
anamariadis
 
Conahpa 2013 AeN JP
Conahpa 2013 AeN JPConahpa 2013 AeN JP
Conahpa 2013 AeN JP
Niuza Eugênia
 
Apresenta..r
Apresenta..rApresenta..r
Apresenta..r
maucandido
 
Comunicacao Ic
Comunicacao IcComunicacao Ic
Unidade3 roteiro atividades
Unidade3 roteiro atividadesUnidade3 roteiro atividades
Unidade3 roteiro atividades
pesquisadoresdigitais
 
01 GUIA EMPRESA PEDAGÓGICA.pdinovação ef
01 GUIA EMPRESA PEDAGÓGICA.pdinovação ef01 GUIA EMPRESA PEDAGÓGICA.pdinovação ef
01 GUIA EMPRESA PEDAGÓGICA.pdinovação ef
JoefersonDelfino2
 
Aspetos relevantes no desenho da aprendizagem e das atividades online
Aspetos relevantes no desenho da aprendizagem e das atividades onlineAspetos relevantes no desenho da aprendizagem e das atividades online
Aspetos relevantes no desenho da aprendizagem e das atividades online
Adelaide Dias
 
Didática e Ensino Remoto: mediações na aula remota
Didática e Ensino Remoto: mediações na aula remotaDidática e Ensino Remoto: mediações na aula remota
Didática e Ensino Remoto: mediações na aula remota
Leonardo Severo
 
Oficina conteudos digitais - nte
Oficina conteudos digitais  - nteOficina conteudos digitais  - nte
Oficina conteudos digitais - nte
loizaroncete
 
Slide 1ª formação ped ii 03-02-12
Slide 1ª formação ped ii   03-02-12Slide 1ª formação ped ii   03-02-12
Slide 1ª formação ped ii 03-02-12
ntemsv
 
Slides para o #mootbr8 O moodle no curso de letras espanhol - EaD
Slides para o #mootbr8 O moodle no curso de letras espanhol - EaD Slides para o #mootbr8 O moodle no curso de letras espanhol - EaD
Slides para o #mootbr8 O moodle no curso de letras espanhol - EaD
Paula Balbis
 
Educação a distância: textos aplicados a situações práticas
Educação a distância: textos aplicados a situações práticasEducação a distância: textos aplicados a situações práticas
Educação a distância: textos aplicados a situações práticas
Renata de Sousa
 
Oficina conteudos digitais - nte
Oficina conteudos digitais  - nteOficina conteudos digitais  - nte
Oficina conteudos digitais - nte
Aucione Aguiar
 
Oficina conteudos digitais - nteac
Oficina conteudos digitais  - nteac Oficina conteudos digitais  - nteac
Oficina conteudos digitais - nteac
Marilia Frizzera Dias
 
Introducao ao Moodle
Introducao ao MoodleIntroducao ao Moodle
Introducao ao Moodle
joao jose saraiva da fonseca
 
Grelha introducao ao_estudo_de_recursos_educativos_digitais_segura_net
Grelha introducao ao_estudo_de_recursos_educativos_digitais_segura_netGrelha introducao ao_estudo_de_recursos_educativos_digitais_segura_net
Grelha introducao ao_estudo_de_recursos_educativos_digitais_segura_net
florbelaribeiro
 
Valesca Irala TIC no ensino de E/LE
Valesca Irala TIC no ensino de E/LEValesca Irala TIC no ensino de E/LE
Valesca Irala TIC no ensino de E/LE
Eventos COPESBRA
 

Semelhante a Plano de tutoria e avaliacao grupo debora castanha, michelle siquet, paloma rodrigues e veronica melendez (20)

Apresentação1 do 3º encontro
Apresentação1 do 3º encontroApresentação1 do 3º encontro
Apresentação1 do 3º encontro
 
UTILIZAR COMPETÊNCIAS DIGITAIS NA SALA DE AULA
UTILIZAR COMPETÊNCIAS DIGITAIS NA SALA DE AULA UTILIZAR COMPETÊNCIAS DIGITAIS NA SALA DE AULA
UTILIZAR COMPETÊNCIAS DIGITAIS NA SALA DE AULA
 
Avmc tarefa semana 5 e 6 Tarefa das Semanas 5 e 6 criando um curso no ambient...
Avmc tarefa semana 5 e 6 Tarefa das Semanas 5 e 6 criando um curso no ambient...Avmc tarefa semana 5 e 6 Tarefa das Semanas 5 e 6 criando um curso no ambient...
Avmc tarefa semana 5 e 6 Tarefa das Semanas 5 e 6 criando um curso no ambient...
 
Apresentação presencial
Apresentação   presencialApresentação   presencial
Apresentação presencial
 
Conahpa 2013 AeN JP
Conahpa 2013 AeN JPConahpa 2013 AeN JP
Conahpa 2013 AeN JP
 
Apresenta..r
Apresenta..rApresenta..r
Apresenta..r
 
Comunicacao Ic
Comunicacao IcComunicacao Ic
Comunicacao Ic
 
Unidade3 roteiro atividades
Unidade3 roteiro atividadesUnidade3 roteiro atividades
Unidade3 roteiro atividades
 
01 GUIA EMPRESA PEDAGÓGICA.pdinovação ef
01 GUIA EMPRESA PEDAGÓGICA.pdinovação ef01 GUIA EMPRESA PEDAGÓGICA.pdinovação ef
01 GUIA EMPRESA PEDAGÓGICA.pdinovação ef
 
Aspetos relevantes no desenho da aprendizagem e das atividades online
Aspetos relevantes no desenho da aprendizagem e das atividades onlineAspetos relevantes no desenho da aprendizagem e das atividades online
Aspetos relevantes no desenho da aprendizagem e das atividades online
 
Didática e Ensino Remoto: mediações na aula remota
Didática e Ensino Remoto: mediações na aula remotaDidática e Ensino Remoto: mediações na aula remota
Didática e Ensino Remoto: mediações na aula remota
 
Oficina conteudos digitais - nte
Oficina conteudos digitais  - nteOficina conteudos digitais  - nte
Oficina conteudos digitais - nte
 
Slide 1ª formação ped ii 03-02-12
Slide 1ª formação ped ii   03-02-12Slide 1ª formação ped ii   03-02-12
Slide 1ª formação ped ii 03-02-12
 
Slides para o #mootbr8 O moodle no curso de letras espanhol - EaD
Slides para o #mootbr8 O moodle no curso de letras espanhol - EaD Slides para o #mootbr8 O moodle no curso de letras espanhol - EaD
Slides para o #mootbr8 O moodle no curso de letras espanhol - EaD
 
Educação a distância: textos aplicados a situações práticas
Educação a distância: textos aplicados a situações práticasEducação a distância: textos aplicados a situações práticas
Educação a distância: textos aplicados a situações práticas
 
Oficina conteudos digitais - nte
Oficina conteudos digitais  - nteOficina conteudos digitais  - nte
Oficina conteudos digitais - nte
 
Oficina conteudos digitais - nteac
Oficina conteudos digitais  - nteac Oficina conteudos digitais  - nteac
Oficina conteudos digitais - nteac
 
Introducao ao Moodle
Introducao ao MoodleIntroducao ao Moodle
Introducao ao Moodle
 
Grelha introducao ao_estudo_de_recursos_educativos_digitais_segura_net
Grelha introducao ao_estudo_de_recursos_educativos_digitais_segura_netGrelha introducao ao_estudo_de_recursos_educativos_digitais_segura_net
Grelha introducao ao_estudo_de_recursos_educativos_digitais_segura_net
 
Valesca Irala TIC no ensino de E/LE
Valesca Irala TIC no ensino de E/LEValesca Irala TIC no ensino de E/LE
Valesca Irala TIC no ensino de E/LE
 

Mais de micsquize

Plano_Estratégico_para_o_uso_de_Tecnologias_em_Educação_AVALIAÇÃO SEMESTRAL (...
Plano_Estratégico_para_o_uso_de_Tecnologias_em_Educação_AVALIAÇÃO SEMESTRAL (...Plano_Estratégico_para_o_uso_de_Tecnologias_em_Educação_AVALIAÇÃO SEMESTRAL (...
Plano_Estratégico_para_o_uso_de_Tecnologias_em_Educação_AVALIAÇÃO SEMESTRAL (...
micsquize
 
Plano_Estratégico_para_o_uso_de_Tecnologias_em_Educação_AVALIAÇÃO SEMESTRAL.pdf
Plano_Estratégico_para_o_uso_de_Tecnologias_em_Educação_AVALIAÇÃO SEMESTRAL.pdfPlano_Estratégico_para_o_uso_de_Tecnologias_em_Educação_AVALIAÇÃO SEMESTRAL.pdf
Plano_Estratégico_para_o_uso_de_Tecnologias_em_Educação_AVALIAÇÃO SEMESTRAL.pdf
micsquize
 
Plano_Estratégico_para_o_uso_de_Tecnologias_em_Educação_AVALIAÇÃO SEMESTRAL.pdf
Plano_Estratégico_para_o_uso_de_Tecnologias_em_Educação_AVALIAÇÃO SEMESTRAL.pdfPlano_Estratégico_para_o_uso_de_Tecnologias_em_Educação_AVALIAÇÃO SEMESTRAL.pdf
Plano_Estratégico_para_o_uso_de_Tecnologias_em_Educação_AVALIAÇÃO SEMESTRAL.pdf
micsquize
 
Plano Educacional_Grupo Veronica Debora Paloma Joyce e Michelle.doc
Plano Educacional_Grupo Veronica Debora Paloma Joyce e    Michelle.docPlano Educacional_Grupo Veronica Debora Paloma Joyce e    Michelle.doc
Plano Educacional_Grupo Veronica Debora Paloma Joyce e Michelle.doc
micsquize
 
Plano_Estratégico_para_o_uso_de_Tecnologias_em_Educação_AVALIAÇÃO SEMESTRAL.pdf
Plano_Estratégico_para_o_uso_de_Tecnologias_em_Educação_AVALIAÇÃO SEMESTRAL.pdfPlano_Estratégico_para_o_uso_de_Tecnologias_em_Educação_AVALIAÇÃO SEMESTRAL.pdf
Plano_Estratégico_para_o_uso_de_Tecnologias_em_Educação_AVALIAÇÃO SEMESTRAL.pdf
micsquize
 
Plano_Estratégico_para_o_uso_de_Tecnologias_em_Educação_AVALIAÇÃO SEMESTRAL.pdf
Plano_Estratégico_para_o_uso_de_Tecnologias_em_Educação_AVALIAÇÃO SEMESTRAL.pdfPlano_Estratégico_para_o_uso_de_Tecnologias_em_Educação_AVALIAÇÃO SEMESTRAL.pdf
Plano_Estratégico_para_o_uso_de_Tecnologias_em_Educação_AVALIAÇÃO SEMESTRAL.pdf
micsquize
 
Apresentação1 (1).pptx
Apresentação1 (1).pptxApresentação1 (1).pptx
Apresentação1 (1).pptx
micsquize
 
Atividade forum 3
Atividade forum 3Atividade forum 3
Atividade forum 3
micsquize
 
Atividade forum 2 tópico 2_legislação_michelle siquet
Atividade forum 2 tópico 2_legislação_michelle siquetAtividade forum 2 tópico 2_legislação_michelle siquet
Atividade forum 2 tópico 2_legislação_michelle siquet
micsquize
 
Atividade forum 1
Atividade forum 1Atividade forum 1
Atividade forum 1
micsquize
 
Atividade_FORUM 4.docx
Atividade_FORUM 4.docxAtividade_FORUM 4.docx
Atividade_FORUM 4.docx
micsquize
 
Projeto_Tecnologias Educacionais_Michelle Siquet_2014.pdf
Projeto_Tecnologias Educacionais_Michelle Siquet_2014.pdfProjeto_Tecnologias Educacionais_Michelle Siquet_2014.pdf
Projeto_Tecnologias Educacionais_Michelle Siquet_2014.pdf
micsquize
 
Projeto_Tecnologias Educacionais_Michelle Siquet_2014.pdf
Projeto_Tecnologias Educacionais_Michelle Siquet_2014.pdfProjeto_Tecnologias Educacionais_Michelle Siquet_2014.pdf
Projeto_Tecnologias Educacionais_Michelle Siquet_2014.pdf
micsquize
 
PROJETOGAMES_Michelle Siquet.pdf
PROJETOGAMES_Michelle Siquet.pdfPROJETOGAMES_Michelle Siquet.pdf
PROJETOGAMES_Michelle Siquet.pdf
micsquize
 
Plano de Gestão_EduCorp_Michelle Siquet.docx
Plano de Gestão_EduCorp_Michelle Siquet.docxPlano de Gestão_EduCorp_Michelle Siquet.docx
Plano de Gestão_EduCorp_Michelle Siquet.docx
micsquize
 

Mais de micsquize (15)

Plano_Estratégico_para_o_uso_de_Tecnologias_em_Educação_AVALIAÇÃO SEMESTRAL (...
Plano_Estratégico_para_o_uso_de_Tecnologias_em_Educação_AVALIAÇÃO SEMESTRAL (...Plano_Estratégico_para_o_uso_de_Tecnologias_em_Educação_AVALIAÇÃO SEMESTRAL (...
Plano_Estratégico_para_o_uso_de_Tecnologias_em_Educação_AVALIAÇÃO SEMESTRAL (...
 
Plano_Estratégico_para_o_uso_de_Tecnologias_em_Educação_AVALIAÇÃO SEMESTRAL.pdf
Plano_Estratégico_para_o_uso_de_Tecnologias_em_Educação_AVALIAÇÃO SEMESTRAL.pdfPlano_Estratégico_para_o_uso_de_Tecnologias_em_Educação_AVALIAÇÃO SEMESTRAL.pdf
Plano_Estratégico_para_o_uso_de_Tecnologias_em_Educação_AVALIAÇÃO SEMESTRAL.pdf
 
Plano_Estratégico_para_o_uso_de_Tecnologias_em_Educação_AVALIAÇÃO SEMESTRAL.pdf
Plano_Estratégico_para_o_uso_de_Tecnologias_em_Educação_AVALIAÇÃO SEMESTRAL.pdfPlano_Estratégico_para_o_uso_de_Tecnologias_em_Educação_AVALIAÇÃO SEMESTRAL.pdf
Plano_Estratégico_para_o_uso_de_Tecnologias_em_Educação_AVALIAÇÃO SEMESTRAL.pdf
 
Plano Educacional_Grupo Veronica Debora Paloma Joyce e Michelle.doc
Plano Educacional_Grupo Veronica Debora Paloma Joyce e    Michelle.docPlano Educacional_Grupo Veronica Debora Paloma Joyce e    Michelle.doc
Plano Educacional_Grupo Veronica Debora Paloma Joyce e Michelle.doc
 
Plano_Estratégico_para_o_uso_de_Tecnologias_em_Educação_AVALIAÇÃO SEMESTRAL.pdf
Plano_Estratégico_para_o_uso_de_Tecnologias_em_Educação_AVALIAÇÃO SEMESTRAL.pdfPlano_Estratégico_para_o_uso_de_Tecnologias_em_Educação_AVALIAÇÃO SEMESTRAL.pdf
Plano_Estratégico_para_o_uso_de_Tecnologias_em_Educação_AVALIAÇÃO SEMESTRAL.pdf
 
Plano_Estratégico_para_o_uso_de_Tecnologias_em_Educação_AVALIAÇÃO SEMESTRAL.pdf
Plano_Estratégico_para_o_uso_de_Tecnologias_em_Educação_AVALIAÇÃO SEMESTRAL.pdfPlano_Estratégico_para_o_uso_de_Tecnologias_em_Educação_AVALIAÇÃO SEMESTRAL.pdf
Plano_Estratégico_para_o_uso_de_Tecnologias_em_Educação_AVALIAÇÃO SEMESTRAL.pdf
 
Apresentação1 (1).pptx
Apresentação1 (1).pptxApresentação1 (1).pptx
Apresentação1 (1).pptx
 
Atividade forum 3
Atividade forum 3Atividade forum 3
Atividade forum 3
 
Atividade forum 2 tópico 2_legislação_michelle siquet
Atividade forum 2 tópico 2_legislação_michelle siquetAtividade forum 2 tópico 2_legislação_michelle siquet
Atividade forum 2 tópico 2_legislação_michelle siquet
 
Atividade forum 1
Atividade forum 1Atividade forum 1
Atividade forum 1
 
Atividade_FORUM 4.docx
Atividade_FORUM 4.docxAtividade_FORUM 4.docx
Atividade_FORUM 4.docx
 
Projeto_Tecnologias Educacionais_Michelle Siquet_2014.pdf
Projeto_Tecnologias Educacionais_Michelle Siquet_2014.pdfProjeto_Tecnologias Educacionais_Michelle Siquet_2014.pdf
Projeto_Tecnologias Educacionais_Michelle Siquet_2014.pdf
 
Projeto_Tecnologias Educacionais_Michelle Siquet_2014.pdf
Projeto_Tecnologias Educacionais_Michelle Siquet_2014.pdfProjeto_Tecnologias Educacionais_Michelle Siquet_2014.pdf
Projeto_Tecnologias Educacionais_Michelle Siquet_2014.pdf
 
PROJETOGAMES_Michelle Siquet.pdf
PROJETOGAMES_Michelle Siquet.pdfPROJETOGAMES_Michelle Siquet.pdf
PROJETOGAMES_Michelle Siquet.pdf
 
Plano de Gestão_EduCorp_Michelle Siquet.docx
Plano de Gestão_EduCorp_Michelle Siquet.docxPlano de Gestão_EduCorp_Michelle Siquet.docx
Plano de Gestão_EduCorp_Michelle Siquet.docx
 

Último

Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Nertan Dias
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
ARIADNEMARTINSDACRUZ
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
AlineOliveira625820
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
WELTONROBERTOFREITAS
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
AdrianoMontagna1
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃOAUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
FernandaOliveira758273
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
CarlosJean21
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
ProfessoraTatianaT
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 

Último (20)

Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃOAUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 

Plano de tutoria e avaliacao grupo debora castanha, michelle siquet, paloma rodrigues e veronica melendez

  • 1. Especialização de Inovação em Tecnologias Educacionais – Disciplina Tutoria e Docência On Line Plano de Tutoria Curso/Disciplina: Língua Espanhola II – Unidade 2 Carga horária: 10 horas Período previsto: 01/12/14 a 19/12/14 Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA): Moodle Unidade (Tema principal) Sub-unidades (Sub-temas) Objetivos específicos Atividades teóricas e recursos/ferramentas de EaD Atividades práticas e recursos/ferramentas de EaD Avaliação Expressar Opiniões 1 – Verbo parecer 2 – Verbo gustar 1 – Compreender a aplicação dos verbos no cotidiano; 2 – Aplicar os verbos em situações do cotidiano. 1 – Vídeo: nele será exposto: O significado dos verbos; Sua aplicabilidade no cotidiano; Sua concordância verbal com o objeto; A necessidade da inserção de pronomes de objeto indireto (me, te, le, nos, os, les); Exemplos de diálogos; Exercícios interativos, ao final, onde poderão verificar as respostas na última parte do vídeo. . 2 – Fórum: Os alunos irão dialogar entre si utilizando os verbos. Para isso, o professor motivará os alunos por meio de perguntas, para que possam iniciar o diálogo respondendo e conversando entre si. Em meio a atividade, o professor irá interferir realizando esclarecimentos sobre a aplicação correta dos verbos e de seus pronomes. Recursos/Ferrramentas: AVA 3 – Wiki: Nesta atividade cada aluno irá dissertar, sobre um tema de seu cotidiano, utilizando os dois verbos, temas dessa aula. Desse modo, esta atividade será em pares, sendo necessário dissertar sobre um tema e utilizar os dois verbos. Quanto aos pronomes, a dissertação precisará contemplar no mínimo duas personagens. Ao final postarão na wiki criada pelo tutor/professor. Recursos/Ferramentas: https://www.wikispaces.com/ 1 – Avaliação de Entrada: Iniciaremos a interação através de um fórum no qual será proposto que exponham suas opiniões sobre como expressamos em português gostos e opiniões, para posteriormente iniciarmos com os verbos Gustar e Parecer e identificarmos a diferença, bem como o uso dos pronomes. (Vale 0,5 pontos) 2 – Avaliação formativa: o fórum cumprirá esse papel, na medida em que os diálogos permitirão que os alunos avancem e o professor interfira com conteúdo, esclarecimentos, e avaliando a evolução da turma. Na medida que demonstrem entendimento com base nos objetivos 1 e 2. (Vale 4,5) 3 – Avaliação somativa: A dissertação demonstrará a compreensão e discernimento sobre a utilização correta dos verbos, como também demonstrará a articulação para a colocação em diferentes situações pronominais. Fechando, desse modo, o ciclo desta Unidade. (Vale 5,0 pontos)
  • 2. Especialização de Inovação em Tecnologias Educacionais – Disciplina Tutoria e Docência On Line Observações: 2- Dinâmica das atividades (Detalhe como os alunos deverão realizar as atividades propostas no quadro acima. Para facilitar, cada atividade deverá ter um número e um título. Ex.: 1 – colaboração na wiki. Para cada objetivo deverá haver uma atividade e uma avaliação). Plano de Tutoria Curso/Disciplina: Língua Espanhola II – Unidade 2 Carga horária: 10 horas Período previsto: 05/01/15 a 23/01/15 Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA): Moodle Unidade (Tema principal) Sub-unidades (Sub-temas) Objetivos específicos Atividades teóricas e recursos/ferramentas de EaD Atividades práticas e recursos/ferramentas de EaD Avaliação Verbos reflexivos e seus pronomes 1 – Verbos reflexivos 2 – A utilização de pronomes com verbos reflexivos 1 – Compreender que todo verbo reflexivo é pronominal 2 – Aplicar os pronomes corretamente, do ponto de vista gramatical 6 – Vídeo: a prática permeia a capacidade de discernimento sobre o uso correto dos verbos, bem como a colocação do pronome em função da personagem que fala e/ou para quem fala. Será necessário identificar as colocações incorretas e corretas. Ferramentas/Recursos: vídeo do Youtube o link será disponível no AVA. 4 – Pesquisa: Realizar pesquisas (ex: Facebook Portal EAD Brasil Espanhol, er-taal. com, aprenderespanol.org, lingolia.com, gramaclicando.com, etc), no intuito saber mais sobre o que são verbos reflexivos, e, por fim, trazer exemplos. Desta forma, a prática desta atividade consistirá na interação para realizar a pesquisa, já que poderão dialogar com diferentes grupos, fóruns, em busca de referências sobre o assunto. Ferramentas/Recursos: Redes Sociais, Fóruns, sites específicos sobre o tema, etc. 5 – Webconference: a dinâmica da aprendizagem perpassará o diálogo e a interação na medida que será necessário discorrer sobre o tema, trazer atividades práticas e pedir para que escrevam ou falem, de modo que o tutor/professor possa intervir onde é necessário e reforçar onde estão indo bem. O que discutiremos: -O que é um verbo reflexivo? -Seu papel obrigatório reflexivo ou recíproco. Avaliação de Entrada: consistirá em verificar durante a interação na Webconference quem realizou pesquisas e como se manifestam em torno do tema. (Vale 2,0 pontos) Avaliação Formativa: será realizada no decorrer de todo o processo de aprendizagem, desde a pesquisa até o vídeo (atividade 6). A participação, envolvimento e interação demonstrarão a evolução. (Vale 3,0 pontos) Avaliação Somativa: o fórum fechará o ciclo, na medida que os alunos demonstrarão o resultado do ciclo de aprendizagem, desse modo alçando o que se propõe nos objetivos 1 e 2. (Vale 5,0 pontos)
  • 3. Especialização de Inovação em Tecnologias Educacionais – Disciplina Tutoria e Docência On Line Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA): Moodle Unidade (Tema principal) Sub-unidades (Sub-temas) Objetivos específicos Atividades teóricas e recursos/ferramentas de EaD Atividades práticas e recursos/ferramentas de EaD Avaliação Ex: lavar-se é algo recíproco, na medida que quem realiza a ação é a mesma que recebe. -O papel dos pronomes diante dos verbos reflexivos e sua correta colocação. Regra: Verbos no infinitivo, gerúndio e imperativo sempre levarão o pronome depois. Ex: lavarse, afeitarse, acostarme, Ferramentas/Recursos: AVA. 7 - Fórum: Nesse fórum os alunos deverão postar os resultados da atividade 6. Com isso, pretende-se esclarecer os eventuais equívocos, parabenizar pelos acertos, motivar aqueles que ainda tem dúvidas novos diálogos com base nas necessidades apresentadas. Por fim, propor uma situação problema breve para que possa demonstrar se ainda há resquício de dúvidas ou dificuldades. Ferramentas/Recursos: AVA. Observações: 2- Dinâmica das atividades (Detalhe como os alunos deverão realizar as atividades propostas no quadro acima. Para facilitar, cada atividade deverá ter um número e um título. Ex.: 1 – colaboração na wiki. Para cada objetivo deverá haver uma atividade e uma avaliação).
  • 4. Especialização de Inovação em Tecnologias Educacionais – Disciplina Tutoria e Docência On Line Plano de Tutoria 3. De que forma o plano de tutoria contempla os elementos da inteligência coletiva indicados abaixo? Design Instrucional (aberto/contextualizado) De acordo com Filatro o Design Instrucional (DI) é considerado a “a ação institucional e sistemática de ensino que envolve o planejamento, o desenvolvimento e a aplicação de métodos, técnicas, atividades, materiais, eventos e outros produtos educacionais em situações didáticas específicas, a fim de facilitar, a partir dos princípios de aprendizagem e instrução conhecidos, a aprendizagem humana”. (FILATRO, 2008, p.3) Desse modo, em nosso plano de tutoria, verificamos nas duas unidades da disciplina de Língua Espanhola possui uma ação sistêmica que parte de conhecimentos básicos para conhecimentos mais complexos. Além disso, envolve uma diversidade de materiais, estratégias e situações didáticas que podem contribuir para o desenvolvimento de habilidades e competências no que tange a língua espanhola. Consideramos que o DI presente nas unidades possui características de DI aberto, pois haverá um acompanhamento de todo processo em prol da aprendizagem, a presença continua de um educador, e uma pequena quantidade de mídias utilizadas enfatizam esse modelo. Interatividade A interatividade é outro elemento presente na disciplina de Língua Espanhola. A interatividade é algo muito presente nos dias atuais, por isso é fundamental pensar em estratégias que possibilitem ao aluno interagir com diferentes tipos de mídias. Para tanto, na disciplina de Língua Espanhola observa-se a diversidade de mídias, como redes sociais, fóruns, wiki, youtube entre outros. Como salienta Lévy, a interatividade é uma qualidade técnica das máquinas “inteligentes”, por isso, nada mais natural do que utilizar diferentes recursos que estimulem essa interatividade. Há também de se frisar que o processo de aprendizagem ocorrerá dentro e fora do espaço virtual do AVA, na medida que atividades de pesquisa estimularão os alunos a interagir e atuar em comunidades e redes em busca de informações, otimizando seu aprendizado e fornecendo-lhes ferramentas que podem potencializar seu entendimento sobre os temas. Comunidade virtual de aprendizagem As unidades do curso de língua espanhola compõem uma comunidade virtual de aprendizagem, as mesmas são interativas e estão organizadas em torno de finalidade compartilhada, visando a aquisição do idioma espanhol. Há propostas na qual serão construídos espaços de relação entre os alunos, de responsabilidade individual, de compartilhar opiniões de forma aberta e também visando realizar atividades em pares. Há espaços para o aluno aprender com os seus próprios erros, sendo o professor o mediador para potencializar a reflexão. É um ambiente no qual há possibilidades de auto regulação e auto-organização.
  • 5. Especialização de Inovação em Tecnologias Educacionais – Disciplina Tutoria e Docência On Line Mídias de função pós-massiva Ao pensar em mídias de função pós-massiva – cibercultura – é preciso considerar que o aluno além da função leitora desenvolve a função escritora tendo a possibilidade de a partir da problematização do que foi proposto atualizar seus conhecimentos, ou seja, produzir a partir do que foi discutido registrando. Nas propostas das unidades do curso de língua espanhola esta ação encontra-se presente à medida que mídias como fóruns, wiki e webconference são utilizados. É importante ressaltar que o uso de diferentes mídias e a possibilidade de problematização e construção de novos conhecimentos é um princípio de rompimento com as relações verticais de poder da escola. Abre-se espaço para que todos possam colocar-se e construir novas aprendizagens e que são imediatamente socializadas. Desse modo, não ficam circunscritas ao professor/tutor e aluno. Anel recursivo da inteligência coletiva Segundo Hessel e Silva (2012), a imagem abaixo é uma metáfora e tem o objetivo de representar o movimento evolutivo e dialógico da Inteligência coletiva e Conhecimento Aberto. É uma espiral aberta, que incorpora o símbolo do TAO e conceitos relacionados ao longo do percurso. A lógica linear positivista nos leva a fragmentar a percepção da realidade e tende a criar um saber descontextualizado, especializado e muitas vezes técnico, desprovido de uma visão sistêmica. Inteligência coletiva e conhecimento estão imbricados e não podem ser compreendidos de forma fragmentada. A inteligência coletiva gera o conhecimento e o conhecimento gera a inteligência coletiva, ou seja, a inteligência coletiva produz e é produzida, assim como o conhecimento produz e é produzido. A relação é retroativa recursiva e o movimento espiralado sugere o percurso evolutivo decorrente da relação dialógica entre inteligência coletiva e conhecimento, representada pelo “TAO”. A imagem transcende qualquer definição e propõe uma percepção sistêmica dos conceitos contidos nela, implícita ou explicitamente. Desta forma se abre para a interpretação e oferece a possibilidade de reflexão sobre as concepções propostas. Uma questão se coloca como possível ponto de partida para motivar a reflexão dos observadores:  Considere a velocidade da emergência dos novos aparatos tecnológicos – produto da inteligência humana – e a constante e rápida renovação das formas de produção de conhecimento aberto. Como compreender essa relação no atual contexto comunicativo e de abertura, nas redes sociais na web 2,0.
  • 6. Especialização de Inovação em Tecnologias Educacionais – Disciplina Tutoria e Docência On Line Na dinâmica da cibercultura, a inteligência coletiva potencial seria àquela armazenada no ciberespaço e nas mentes dos indivíduos conectados pelas redes digitais; a inteligência coletiva cinética estaria envolvida nos processos de construção de conhecimento, criação e na resolução de problemas. Nesta linha de pesquisa, Silva (2010) propõe os conceitos de inteligência coletiva potencial e inteligência coletiva cinética, as quais estariam em interação em movimento retroativo- recursivo no ciberespaço, formando o anel recursivo da inteligência coletiva. Fonte: http://oer.kmi.open.ac.uk/?page_id=1410 Inteligência Coletiva Voluntária Segundo (Lévy,1998:29), Inteligência Coletiva é uma inteligência “distribuída” por toda parte, incessantemente valorizada, coordenada em tempo real, que resulta em uma mobilização efetiva das competências”, sendo sua base e objetivo “o reconhecimento e o enriquecimento mútuos das pessoas, e não o culto de comunidades “fetichizadas” ou “hipostasiadas”.). Cavalcanti e Nepomuceno (2007:34) lembram que a inteligência coletiva não é uma novidade, pois discussões e tomadas de decisão em grupo sempre estiveram presentes na sociedade humana: as reuniões na ágora ateniense, as assembleias de sindicatos, as reuniões de negócio, entre outros tantos exemplos possíveis. Esses mesmos autores identificam três formas de criação de Inteligência Coletiva e é a Inteligência Coletiva Consciente a que conhecemos como Inteligência Coletiva Voluntária. Ao compreendermos que a IC, está distribuída por toda parte e que a inteligência coletiva voluntária é aquela onde o
  • 7. Especialização de Inovação em Tecnologias Educacionais – Disciplina Tutoria e Docência On Line indivíduo contribui de maneira voluntária, as atividades propostas na wiki e na webconference, mesmo indicadas pelo professor possibilitam que os alunos em dupla falem de temas de seu cotidiano possibilitando novas aprendizagens, neste caso dos verbos parecer e gustar bem como dos reflexivos e também das especificidades do tema proposto por cada aluno, ainda que ele não tenha a intencionalidade direta com o seu tema. Fonte: http://www.revistas.udesc.br/index.php/udescvirtual/index Inteligência Coletiva Potencial Segundo Gregory(1996) é o conhecimento armazenado e na dinâmica da cibercultura, a inteligência coletiva potencial seria aquela armazenada no ciberespaço e nas mentes dos indivíduos conectados pelas redes digitais Considerando que a ICP é aquela que encontra-se armazenada nas tecnologias do ciberespaço e nas mentes dos indivíduos conectados pelas redes digitais, verificamos nas unidades do curso de língua espanhola a presença de ambas na medida que temos informações e conhecimentos armazenados nas ferramentas utilizadas bem como em cada aluno participante. Fonte: http://oer.kmi.open.ac.uk/?page_id=1410 Inteligência coletiva Cinética Segundo Gregory (1996) está relacionada ao processo de criação e estaria envolvida nos processos de construção de conhecimento, criação e na resolução de problemas. Trazer a ICC para o processo de aprendizagem é o grande desafio dos educadores, pois esse é o momento em que temos a possibilidade de transformar a aprendizagem em significativa, os conhecimentos à “disposição” da resolução de problemas. Na proposta apresentada, consideramos que os dois primeiros objetivos atendem a essa ação pois se propõe a compreender a aplicação dos verbos no cotidiano e em situações do cotidiano. São objetivos claros para permitir que se tenha uma comunicação correta e compreensível de forma a utiliza-la nas diferentes situações cotidianas. Fonte: http://oer.kmi.open.ac.uk/?page_id=1410