SlideShare uma empresa Scribd logo
Panorama do Antigo Testamento
Miqueias
Introdução
Miqueias foi contemporâneo de Oseias,
que pregou no Reino do Norte; e de
Isaías, pregador da corte no Reino do Sul.
Ele se dedicou ao povo comum de
Moresete, uma pequena vila ao sudeste
da Palestina.
Panorama do AT - Miqueias
Informações Básicas
● Data: Entre 735 e 700 a.C.
● Autor: Miqueias
● Local: Reino do Sul
● Alvo: Povo de Judá
● Versículo-chave: Mq 6.8
● Palavra-chave: Julgamento
Informações Básicas
● Conteúdo: oráculos que alternam entre profecias da ruína
de Israel e Judá, em virtude da sua idolatria e injustiças
sociais, e profecias de esperança futura, baseadas na
misericórdia de Deus.
● Ênfases: a ameaça de juízo divino pelo rompimento da
aliança com Deus; o Senhor como um Deus de justiça e
misericórdia, que defende a causa dos pobres e exige o
mesmo do seu povo; após o juízo, Deus restaurará
Jerusalém por meio do rei davídico prometido; Deus como
Senhor de todas as nações.
Informações Básicas
● Propósito: A mensagem do Livro de Miquéias é uma
mistura complexa de julgamento e esperança. Por um
lado, as profecias anunciam o juízo sobre Israel pelos
males sociais, liderança corrupta e idolatria. Esperava-se
que este julgamento culminaria com a destruição de
Samaria e Jerusalém. Por outro lado, o livro proclama não
apenas a restauração da nação, mas a transformação e
exaltação de Israel e Jerusalém.
Esboço
● Miqueias em uma sentença: Entre anúncios de julgamento e
consolo, Miqueias ensina o amor de Deus por Seu povo e a
maneira correta de agradar a Deus.
Esboço Capítulos Tópicos Dia da
Julgamento Mq 1-2 Julgamento de Jerusalém e Samaria
(Israel) (Mq 1.2-2.11) e esperança (Mq
2.12.12-13).
Condenação
Restauração Mq 3-5 Julgamento dos líderes (profetas,
sacerdotes e príncipes) (Mq 3.1-12) e
esperança (Mq 4.1-5,15).
Consolação
Arrependimento Mq 6-7 Corrupção de Israel (Mq 6.1-16) e a
misericórdia de Deus (Mq 7.1-20).
Sentença
Personagens Principais
● O povo de Israel
– O Reino do Norte, que estava prestes a cair no
cativeiro assírio (1.2-7.20).
O Profeta do Povo
● Pouco se sabe sobre Miqueias. As únicas informações
que o livro dá são seu nome, que significa “quem será
como Deus?”, e a sua origem morastita, isto é, oriundo
de Moresete, pequena aldeia a sudeste de Jerusalém.
Especula-se que o pai de Miqueias não é mencionado
(Mq 1.1) por conta de sua origem humilde. Soma-se a
isso a preocupação do profeta com a plebe explorada
em Israel. Tudo isso leva à construção da imagem de
Miqueias como profeta do povo.
O Alerta de Miqueias
● Miqueias, em sua mensagem, anuncia
julgamento, destruição, assim como esperança.
Sua profecia soa como alertas a Israel, pois o
livro é marcado pelo verbo “ouvir”, que convoca
o povo a escutar a mensagem do Senhor, cada
aparição do verbo abre uma nova pregação do
profeta.
Mq 1.2; 3.1; 3.9; 6.1; 6.2 e 6.9.
A Influência de Miqueias
● O profeta Miqueias provavelmente tinha profetizado em Jerusalém
e sua influência pode ser vista, sobretudo, na citação de suas
palavras pelos anciãos (Jr 26.17-19). O livro de Miqueias é citado
tanto no Antigo como no Novo Testamento.
● Jr 26.18 – Mq 3.12: Os anciãos de Israel usaram Miqueias como
argumento para salvar a vida de Jeremias.
● Mt 2.5-6 – Mq 5.2: Os magos se fundamentaram em Miqueias
para encontrar Jesus.
● Mt 10.35-36 – Mq 7.6: Jesus citou Miqueias ao chamar Seus
discípulos.
Doutrinas
● Santidade Pessoal
– O livro de Miqueias é iniciado com a terrível descida do Senhor à terra, que
sai do seu lugar e até os montes se derretem (Mq 1.3-4). A razão dessa
presença devastadora de Deus é o pecado. A presença do Senhor se torna
tão terrível, pois, como mostra o livro de Miqueias, o pecado está
disseminado no mais íntimo do povo, que não tem limites para saciar seus
desejos (Mq 2.1-2). A resposta de Miqueias a tal questão se encontra no
versículo-chave do livro e seu parágrafo (Mq 6.6-8). A santidade pessoal se
mostra como o que realmente agrada a Deus, acima das tradições e rituais
religiosos. O caminho declarado por Deus passa pela prática da justiça, pelo
amor à misericórdia e pela humildade.
Doutrinas
● Responsabilidade social
– Em decorrência do destaque individual que a mensagem de Miqueias traz, o
profeta do povo mostra que a justiça social é responsabilidade também do
indivíduo. Ao longo de sua profecia, vemos sinais de corrupção de líderes, profetas
e sacerdotes, violando algumas leis de manutenção da justiça social em prol do
indivíduo. Aceitam suborno (Mq 3.11; Êx 23.8; Dt 16.19); aproveitam-se de viúvas e
órfãos (Mq 2.9; Êx 22.22; Dt 27.19); roubam e desapropriam injustamente (Mq 2.1-
2; Dt 5.19,21); enganam e são injustos (Mq 6.11-12; Lv 19.36; Dt 25.15). A
responsabilidade social é apresentada como questão individual por Miqueias. Isso
se resume em Miqueias 7.1-6, em que se constata que não há indivíduo justo (Mq
7.2), mas todos estão corrompidos, individualmente, de alguma forma.
O Caráter de Deus em Miqueias
● Deus é logânimo: 7.1
● Deus é misericordioso: 7.18,20
● Deus é providente: 5.2
● Deus é justo: 6.4-5; 7.9
● Deus é verdadeiro: 7.20
● Deus é o único Deus: 7.18
● Deus se ira: 7.9,11
Miqueias e o Novo Testamento
Miquéias 5.2 é uma profecia messiânica citada pelos
magos que foram procurar o rei nascido em Belém
(Mateus 2.6). Porque estes reis do Oriente eram
familiarizados com as Escrituras hebraicas, eles sabiam
que, a partir da pequena aldeia de Belém, sairia o Príncipe
da Paz, a Luz do mundo. A mensagem de pecado,
arrependimento e restauração por parte de Miquéias
encontra o seu cumprimento final em Jesus Cristo, pois
Ele é a propiciação pelos nossos pecados (Romanos
3.24-25) e o único caminho para Deus (João 14:6).
Aplicação Prática
Deus dá avisos para que não tenhamos que sofrer
Sua ira. O julgamento é certo se as advertências de
Deus não forem ouvidas e Sua provisão ao pecado
através do sacrifício de Seu Filho for rejeitada. Para o
seguidor de Cristo, Deus nos disciplinará – não por
ódio – mas porque Ele nos ama. Ele sabe que o
pecado destrói e Ele quer que sejamos completos.
Essa totalidade da promessa de restauração aguarda
aqueles que permanecerem obedientes a Ele.
Aplicação Prática
No livro de Miqueias, Deus repreende e
consola as pessoas de Judá apelando a que
obedeçam à Sua vontade. O tema central do
livro está resumido no versículo 8 do capítulo 6.
Deus não pede nada além de que andemos
com Ele, o resto é consequência desse andar.
Cabe a nós assumirmos essa
responsabilidade!
Conclusão
O livro de Miqueias é uma maravilhosa
representação profética dos elementos
essenciais da história bíblica, tanto em sua
expressão do Antigo Testamento quanto na
maneira como ele prenuncia o Novo, com o
Messias prometido e a restauração do seu
povo.
Perguntas?
● Mq 3.4
– Deus alguma vez retém a sua bênção para aqueles que
clamam por ela?
– Problema: Esse texto e outras passagens das Escrituras
(Is 1.15; Tg 4.3) falam de Deus retendo sua bênção para
aqueles que lhe clamam. Mas a Bíblia atesta, por outro
lado, que Deus “dá liberalmente” a todos que lhe pedirem
(Tg 1.5), “pois todo o que pede recebe” (Lc 11.10).
Perguntas?
● Solução:
– Tais textos estão falando de diferentes tipos de pessoas. Deus
nunca retém a bênção prometida para aqueles que o invocam
com um coração sincero e arrependido. Mas Ele de fato a retém
para aqueles que não clamam “com fé, em nada duvidando” (Tg
1.6), ou que “pedem mal” para disperdiçá-la em seus próprios
prazeres (Tg 4.3). Em resumo, Deus sempre concede as
bênçãos prometidas àquele que é fiel, mas ele nem sempre
promete as mesmas bênçãos ao que não é fiel.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Panorama do AT - Ageu
Panorama do AT - AgeuPanorama do AT - Ageu
Panorama do AT - Ageu
Respirando Deus
 
Panorama do AT - Habacuque
Panorama do AT - HabacuquePanorama do AT - Habacuque
Panorama do AT - Habacuque
Respirando Deus
 
Panorama do AT - Jonas
Panorama do AT - JonasPanorama do AT - Jonas
Panorama do AT - Jonas
Respirando Deus
 
IBADEP BÁSICO PROFETAS MENORES - AULA 4 – HABACUQUE, SOFONIAS E AGEU.pptx
IBADEP BÁSICO PROFETAS MENORES - AULA 4 – HABACUQUE, SOFONIAS E AGEU.pptxIBADEP BÁSICO PROFETAS MENORES - AULA 4 – HABACUQUE, SOFONIAS E AGEU.pptx
IBADEP BÁSICO PROFETAS MENORES - AULA 4 – HABACUQUE, SOFONIAS E AGEU.pptx
Rubens Sohn
 
Panorama do AT - Isaías
Panorama do AT - IsaíasPanorama do AT - Isaías
Panorama do AT - Isaías
Respirando Deus
 
Panorama do AT - Eclesiastes
Panorama do AT - EclesiastesPanorama do AT - Eclesiastes
Panorama do AT - Eclesiastes
Respirando Deus
 
19. o livro de ii crônicas
19. o livro de ii crônicas19. o livro de ii crônicas
19. o livro de ii crônicas
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
Panorama do AT - Daniel
Panorama do AT - DanielPanorama do AT - Daniel
Panorama do AT - Daniel
Respirando Deus
 
Panorama do AT - Salmos
Panorama do AT - SalmosPanorama do AT - Salmos
Panorama do AT - Salmos
Respirando Deus
 
Panorama do AT - Neemias e Ester
Panorama do AT - Neemias e EsterPanorama do AT - Neemias e Ester
Panorama do AT - Neemias e Ester
Respirando Deus
 
Panorama do AT - Naum
Panorama do AT - NaumPanorama do AT - Naum
Panorama do AT - Naum
Respirando Deus
 
41. O Profeta Habacuque
41. O Profeta Habacuque41. O Profeta Habacuque
41. O Profeta Habacuque
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
32. O Profeta Ezequiel
32. O Profeta Ezequiel32. O Profeta Ezequiel
32. O Profeta Ezequiel
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
24. Os poéticos: Salmos
24. Os poéticos: Salmos24. Os poéticos: Salmos
24. Os poéticos: Salmos
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
Estudo Panorâmico do AT - Crônicas 1 e 2
Estudo Panorâmico do AT - Crônicas 1 e 2Estudo Panorâmico do AT - Crônicas 1 e 2
Estudo Panorâmico do AT - Crônicas 1 e 2
Respirando Deus
 
Os livros de 1 e 2 Reis
Os livros de 1 e 2 ReisOs livros de 1 e 2 Reis
Os livros de 1 e 2 Reis
Alberto Simonton
 
31 livro de lamentações de jeremias (rev ildemar berbert)
31 livro de lamentações de jeremias (rev ildemar berbert)31 livro de lamentações de jeremias (rev ildemar berbert)
31 livro de lamentações de jeremias (rev ildemar berbert)
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
MIQUÉIAS
MIQUÉIASMIQUÉIAS
MIQUÉIAS
Enerliz
 
Introduçã..
Introduçã..Introduçã..
Introduçã..
ricardosantista
 
30. O Livro do profeta Jeremias
30. O Livro do  profeta Jeremias30. O Livro do  profeta Jeremias
30. O Livro do profeta Jeremias
Igreja Presbiteriana de Dourados
 

Mais procurados (20)

Panorama do AT - Ageu
Panorama do AT - AgeuPanorama do AT - Ageu
Panorama do AT - Ageu
 
Panorama do AT - Habacuque
Panorama do AT - HabacuquePanorama do AT - Habacuque
Panorama do AT - Habacuque
 
Panorama do AT - Jonas
Panorama do AT - JonasPanorama do AT - Jonas
Panorama do AT - Jonas
 
IBADEP BÁSICO PROFETAS MENORES - AULA 4 – HABACUQUE, SOFONIAS E AGEU.pptx
IBADEP BÁSICO PROFETAS MENORES - AULA 4 – HABACUQUE, SOFONIAS E AGEU.pptxIBADEP BÁSICO PROFETAS MENORES - AULA 4 – HABACUQUE, SOFONIAS E AGEU.pptx
IBADEP BÁSICO PROFETAS MENORES - AULA 4 – HABACUQUE, SOFONIAS E AGEU.pptx
 
Panorama do AT - Isaías
Panorama do AT - IsaíasPanorama do AT - Isaías
Panorama do AT - Isaías
 
Panorama do AT - Eclesiastes
Panorama do AT - EclesiastesPanorama do AT - Eclesiastes
Panorama do AT - Eclesiastes
 
19. o livro de ii crônicas
19. o livro de ii crônicas19. o livro de ii crônicas
19. o livro de ii crônicas
 
Panorama do AT - Daniel
Panorama do AT - DanielPanorama do AT - Daniel
Panorama do AT - Daniel
 
Panorama do AT - Salmos
Panorama do AT - SalmosPanorama do AT - Salmos
Panorama do AT - Salmos
 
Panorama do AT - Neemias e Ester
Panorama do AT - Neemias e EsterPanorama do AT - Neemias e Ester
Panorama do AT - Neemias e Ester
 
Panorama do AT - Naum
Panorama do AT - NaumPanorama do AT - Naum
Panorama do AT - Naum
 
41. O Profeta Habacuque
41. O Profeta Habacuque41. O Profeta Habacuque
41. O Profeta Habacuque
 
32. O Profeta Ezequiel
32. O Profeta Ezequiel32. O Profeta Ezequiel
32. O Profeta Ezequiel
 
24. Os poéticos: Salmos
24. Os poéticos: Salmos24. Os poéticos: Salmos
24. Os poéticos: Salmos
 
Estudo Panorâmico do AT - Crônicas 1 e 2
Estudo Panorâmico do AT - Crônicas 1 e 2Estudo Panorâmico do AT - Crônicas 1 e 2
Estudo Panorâmico do AT - Crônicas 1 e 2
 
Os livros de 1 e 2 Reis
Os livros de 1 e 2 ReisOs livros de 1 e 2 Reis
Os livros de 1 e 2 Reis
 
31 livro de lamentações de jeremias (rev ildemar berbert)
31 livro de lamentações de jeremias (rev ildemar berbert)31 livro de lamentações de jeremias (rev ildemar berbert)
31 livro de lamentações de jeremias (rev ildemar berbert)
 
MIQUÉIAS
MIQUÉIASMIQUÉIAS
MIQUÉIAS
 
Introduçã..
Introduçã..Introduçã..
Introduçã..
 
30. O Livro do profeta Jeremias
30. O Livro do  profeta Jeremias30. O Livro do  profeta Jeremias
30. O Livro do profeta Jeremias
 

Destaque

39. O Profeta Miquéias
39. O Profeta Miquéias39. O Profeta Miquéias
39. O Profeta Miquéias
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
Acando Inspiration Day - KVD
Acando Inspiration Day - KVDAcando Inspiration Day - KVD
Acando Inspiration Day - KVD
Acando Sweden
 
Profetas menores lição 7 - Miquéias
Profetas menores   lição 7 - MiquéiasProfetas menores   lição 7 - Miquéias
Profetas menores lição 7 - Miquéias
Escola Bíblica Sem Fronteiras
 
O povo especial de Deus_Lição original com textos_722013
O povo especial de Deus_Lição original com textos_722013O povo especial de Deus_Lição original com textos_722013
O povo especial de Deus_Lição original com textos_722013
Gerson G. Ramos
 
Panorama do at 2
Panorama do at 2Panorama do at 2
Panorama do at 2
Lisanro Cronje
 
Panorama do at 1 Ensinai
Panorama do at 1 EnsinaiPanorama do at 1 Ensinai
Panorama do at 1 Ensinai
Lisanro Cronje
 
Profeta Menor Miqueias
Profeta Menor Miqueias Profeta Menor Miqueias
Profeta Menor Miqueias
Célia Regina Carvalho
 
Panorama do AT - Êxodo
Panorama do AT -  ÊxodoPanorama do AT -  Êxodo
Panorama do AT - Êxodo
Respirando Deus
 
Panorama do AT - Josué
Panorama do AT - JosuéPanorama do AT - Josué
Panorama do AT - Josué
Respirando Deus
 
Miquéias
MiquéiasMiquéias
Miquéias
Eloi Lago
 
Panorama do AT - Deuteronômio
Panorama do AT - DeuteronômioPanorama do AT - Deuteronômio
Panorama do AT - Deuteronômio
Respirando Deus
 
Panorama do AT - Números
Panorama do AT - NúmerosPanorama do AT - Números
Panorama do AT - Números
Respirando Deus
 
Panorama do AT - Levítico
Panorama do AT - LevíticoPanorama do AT - Levítico
Panorama do AT - Levítico
Respirando Deus
 
Panorama do Antigo Testamento
Panorama do Antigo TestamentoPanorama do Antigo Testamento
Panorama do Antigo Testamento
Alberto Simonton
 
Panorama do AT - Ezequiel
Panorama do AT - EzequielPanorama do AT - Ezequiel
Panorama do AT - Ezequiel
Respirando Deus
 
O livro de deuteronômio
O livro de deuteronômioO livro de deuteronômio
O livro de deuteronômio
mbrandao7
 
Profetas menores lição 1
Profetas menores   lição 1 Profetas menores   lição 1
Profetas menores lição 1
Escola Bíblica Sem Fronteiras
 
telas do 02 - Conheça Sua Bíblia - PANORAMA DO ANTIGO TESTAMENTO
telas do  02 - Conheça Sua Bíblia - PANORAMA DO ANTIGO TESTAMENTOtelas do  02 - Conheça Sua Bíblia - PANORAMA DO ANTIGO TESTAMENTO
telas do 02 - Conheça Sua Bíblia - PANORAMA DO ANTIGO TESTAMENTO
MOISESTEIX by AgenciaKmz
 
Panorama do antigo testamento aula1
Panorama do antigo testamento aula1Panorama do antigo testamento aula1
Panorama do antigo testamento aula1
Kairosphb
 
Slides panorama do velho testamento 2
Slides   panorama do velho testamento 2Slides   panorama do velho testamento 2
Slides panorama do velho testamento 2
Rosana Eugenio Dos Santos
 

Destaque (20)

39. O Profeta Miquéias
39. O Profeta Miquéias39. O Profeta Miquéias
39. O Profeta Miquéias
 
Acando Inspiration Day - KVD
Acando Inspiration Day - KVDAcando Inspiration Day - KVD
Acando Inspiration Day - KVD
 
Profetas menores lição 7 - Miquéias
Profetas menores   lição 7 - MiquéiasProfetas menores   lição 7 - Miquéias
Profetas menores lição 7 - Miquéias
 
O povo especial de Deus_Lição original com textos_722013
O povo especial de Deus_Lição original com textos_722013O povo especial de Deus_Lição original com textos_722013
O povo especial de Deus_Lição original com textos_722013
 
Panorama do at 2
Panorama do at 2Panorama do at 2
Panorama do at 2
 
Panorama do at 1 Ensinai
Panorama do at 1 EnsinaiPanorama do at 1 Ensinai
Panorama do at 1 Ensinai
 
Profeta Menor Miqueias
Profeta Menor Miqueias Profeta Menor Miqueias
Profeta Menor Miqueias
 
Panorama do AT - Êxodo
Panorama do AT -  ÊxodoPanorama do AT -  Êxodo
Panorama do AT - Êxodo
 
Panorama do AT - Josué
Panorama do AT - JosuéPanorama do AT - Josué
Panorama do AT - Josué
 
Miquéias
MiquéiasMiquéias
Miquéias
 
Panorama do AT - Deuteronômio
Panorama do AT - DeuteronômioPanorama do AT - Deuteronômio
Panorama do AT - Deuteronômio
 
Panorama do AT - Números
Panorama do AT - NúmerosPanorama do AT - Números
Panorama do AT - Números
 
Panorama do AT - Levítico
Panorama do AT - LevíticoPanorama do AT - Levítico
Panorama do AT - Levítico
 
Panorama do Antigo Testamento
Panorama do Antigo TestamentoPanorama do Antigo Testamento
Panorama do Antigo Testamento
 
Panorama do AT - Ezequiel
Panorama do AT - EzequielPanorama do AT - Ezequiel
Panorama do AT - Ezequiel
 
O livro de deuteronômio
O livro de deuteronômioO livro de deuteronômio
O livro de deuteronômio
 
Profetas menores lição 1
Profetas menores   lição 1 Profetas menores   lição 1
Profetas menores lição 1
 
telas do 02 - Conheça Sua Bíblia - PANORAMA DO ANTIGO TESTAMENTO
telas do  02 - Conheça Sua Bíblia - PANORAMA DO ANTIGO TESTAMENTOtelas do  02 - Conheça Sua Bíblia - PANORAMA DO ANTIGO TESTAMENTO
telas do 02 - Conheça Sua Bíblia - PANORAMA DO ANTIGO TESTAMENTO
 
Panorama do antigo testamento aula1
Panorama do antigo testamento aula1Panorama do antigo testamento aula1
Panorama do antigo testamento aula1
 
Slides panorama do velho testamento 2
Slides   panorama do velho testamento 2Slides   panorama do velho testamento 2
Slides panorama do velho testamento 2
 

Semelhante a Panorama do AT - Miqueias

Lição 07 miquéias - a importância da obediência
Lição 07   miquéias - a importância da obediênciaLição 07   miquéias - a importância da obediência
Lição 07 miquéias - a importância da obediência
cledsondrumms
 
IBADEP BÁSICO PROFETAS MENORES - AULA 3 - MIQUÉIAS E NAUM
IBADEP BÁSICO PROFETAS MENORES - AULA 3 - MIQUÉIAS E NAUMIBADEP BÁSICO PROFETAS MENORES - AULA 3 - MIQUÉIAS E NAUM
IBADEP BÁSICO PROFETAS MENORES - AULA 3 - MIQUÉIAS E NAUM
Rubens Sohn
 
Jeremias LiçãO 1
Jeremias LiçãO 1Jeremias LiçãO 1
Jeremias LiçãO 1
Eduardo Sales de lima
 
Panorama do at 4
Panorama do at 4Panorama do at 4
Panorama do at 4
Lisanro Cronje
 
Lição
LiçãoLição
Lição
cledsondrumms
 
Lição 3 - Moisés, um Líder Excelente
Lição 3 - Moisés, um Líder ExcelenteLição 3 - Moisés, um Líder Excelente
Lição 3 - Moisés, um Líder Excelente
Éder Tomé
 
Israel E A Igreja Pr José Polini
Israel E A Igreja   Pr José PoliniIsrael E A Igreja   Pr José Polini
Israel E A Igreja Pr José Polini
renaapborges
 
Lição 13 - Deus estabelecera governo justo e eterno
Lição 13 - Deus estabelecera governo justo e eternoLição 13 - Deus estabelecera governo justo e eterno
Lição 13 - Deus estabelecera governo justo e eterno
Éder Tomé
 
2016 3 tri lição 10 o messias davídico e seu reino
2016 3 tri lição 10   o messias davídico e seu reino2016 3 tri lição 10   o messias davídico e seu reino
2016 3 tri lição 10 o messias davídico e seu reino
boasnovassena
 
Conferência nacional dos bispos do brasil
Conferência nacional dos bispos do brasilConferência nacional dos bispos do brasil
Conferência nacional dos bispos do brasil
Helio Diniz
 
Livro de Mateus estudo resumidooooo.pptx
Livro de Mateus estudo resumidooooo.pptxLivro de Mateus estudo resumidooooo.pptx
Livro de Mateus estudo resumidooooo.pptx
marcosvbjnew
 
11 1 e 2 crônicas
11   1 e 2 crônicas11   1 e 2 crônicas
11 1 e 2 crônicas
PIB Penha
 
As parábolas de Jesus
As parábolas de JesusAs parábolas de Jesus
As parábolas de Jesus
Quenia Damata
 
MIQUEAS.pdf
MIQUEAS.pdfMIQUEAS.pdf
LIÇÃO 12- O FILHO DO HOMEM (PROJETOR).pptx
LIÇÃO 12- O FILHO DO HOMEM  (PROJETOR).pptxLIÇÃO 12- O FILHO DO HOMEM  (PROJETOR).pptx
LIÇÃO 12- O FILHO DO HOMEM (PROJETOR).pptx
Waldemir Freitas
 
Introdução ao Livro de Isaías
Introdução ao Livro de IsaíasIntrodução ao Livro de Isaías
Introdução ao Livro de Isaías
Robson Santana
 
LIÇÃO 8 - A RESTAURAÇÃO DO POVO E O CUIDADO DO SENHOR.pptx
LIÇÃO 8 - A RESTAURAÇÃO DO POVO E O CUIDADO DO SENHOR.pptxLIÇÃO 8 - A RESTAURAÇÃO DO POVO E O CUIDADO DO SENHOR.pptx
LIÇÃO 8 - A RESTAURAÇÃO DO POVO E O CUIDADO DO SENHOR.pptx
RonaldoMassan3
 
A Aliança Messiânica_Sermão Sobre a Aliança
A Aliança Messiânica_Sermão Sobre a AliançaA Aliança Messiânica_Sermão Sobre a Aliança
A Aliança Messiânica_Sermão Sobre a Aliança
teologiaadventus
 
Lição 02 - O propósito dos milagres no ministério de Jesus
Lição 02 - O propósito dos milagres no ministério de JesusLição 02 - O propósito dos milagres no ministério de Jesus
Lição 02 - O propósito dos milagres no ministério de Jesus
Maxsuel Aquino
 
Lição 02 Eu Creio em Deus Filho- jovens - CPAD 2015
Lição 02 Eu Creio em Deus Filho- jovens - CPAD 2015Lição 02 Eu Creio em Deus Filho- jovens - CPAD 2015
Lição 02 Eu Creio em Deus Filho- jovens - CPAD 2015
João Paulo Silva Mendes
 

Semelhante a Panorama do AT - Miqueias (20)

Lição 07 miquéias - a importância da obediência
Lição 07   miquéias - a importância da obediênciaLição 07   miquéias - a importância da obediência
Lição 07 miquéias - a importância da obediência
 
IBADEP BÁSICO PROFETAS MENORES - AULA 3 - MIQUÉIAS E NAUM
IBADEP BÁSICO PROFETAS MENORES - AULA 3 - MIQUÉIAS E NAUMIBADEP BÁSICO PROFETAS MENORES - AULA 3 - MIQUÉIAS E NAUM
IBADEP BÁSICO PROFETAS MENORES - AULA 3 - MIQUÉIAS E NAUM
 
Jeremias LiçãO 1
Jeremias LiçãO 1Jeremias LiçãO 1
Jeremias LiçãO 1
 
Panorama do at 4
Panorama do at 4Panorama do at 4
Panorama do at 4
 
Lição
LiçãoLição
Lição
 
Lição 3 - Moisés, um Líder Excelente
Lição 3 - Moisés, um Líder ExcelenteLição 3 - Moisés, um Líder Excelente
Lição 3 - Moisés, um Líder Excelente
 
Israel E A Igreja Pr José Polini
Israel E A Igreja   Pr José PoliniIsrael E A Igreja   Pr José Polini
Israel E A Igreja Pr José Polini
 
Lição 13 - Deus estabelecera governo justo e eterno
Lição 13 - Deus estabelecera governo justo e eternoLição 13 - Deus estabelecera governo justo e eterno
Lição 13 - Deus estabelecera governo justo e eterno
 
2016 3 tri lição 10 o messias davídico e seu reino
2016 3 tri lição 10   o messias davídico e seu reino2016 3 tri lição 10   o messias davídico e seu reino
2016 3 tri lição 10 o messias davídico e seu reino
 
Conferência nacional dos bispos do brasil
Conferência nacional dos bispos do brasilConferência nacional dos bispos do brasil
Conferência nacional dos bispos do brasil
 
Livro de Mateus estudo resumidooooo.pptx
Livro de Mateus estudo resumidooooo.pptxLivro de Mateus estudo resumidooooo.pptx
Livro de Mateus estudo resumidooooo.pptx
 
11 1 e 2 crônicas
11   1 e 2 crônicas11   1 e 2 crônicas
11 1 e 2 crônicas
 
As parábolas de Jesus
As parábolas de JesusAs parábolas de Jesus
As parábolas de Jesus
 
MIQUEAS.pdf
MIQUEAS.pdfMIQUEAS.pdf
MIQUEAS.pdf
 
LIÇÃO 12- O FILHO DO HOMEM (PROJETOR).pptx
LIÇÃO 12- O FILHO DO HOMEM  (PROJETOR).pptxLIÇÃO 12- O FILHO DO HOMEM  (PROJETOR).pptx
LIÇÃO 12- O FILHO DO HOMEM (PROJETOR).pptx
 
Introdução ao Livro de Isaías
Introdução ao Livro de IsaíasIntrodução ao Livro de Isaías
Introdução ao Livro de Isaías
 
LIÇÃO 8 - A RESTAURAÇÃO DO POVO E O CUIDADO DO SENHOR.pptx
LIÇÃO 8 - A RESTAURAÇÃO DO POVO E O CUIDADO DO SENHOR.pptxLIÇÃO 8 - A RESTAURAÇÃO DO POVO E O CUIDADO DO SENHOR.pptx
LIÇÃO 8 - A RESTAURAÇÃO DO POVO E O CUIDADO DO SENHOR.pptx
 
A Aliança Messiânica_Sermão Sobre a Aliança
A Aliança Messiânica_Sermão Sobre a AliançaA Aliança Messiânica_Sermão Sobre a Aliança
A Aliança Messiânica_Sermão Sobre a Aliança
 
Lição 02 - O propósito dos milagres no ministério de Jesus
Lição 02 - O propósito dos milagres no ministério de JesusLição 02 - O propósito dos milagres no ministério de Jesus
Lição 02 - O propósito dos milagres no ministério de Jesus
 
Lição 02 Eu Creio em Deus Filho- jovens - CPAD 2015
Lição 02 Eu Creio em Deus Filho- jovens - CPAD 2015Lição 02 Eu Creio em Deus Filho- jovens - CPAD 2015
Lição 02 Eu Creio em Deus Filho- jovens - CPAD 2015
 

Mais de Respirando Deus

Escola Bíblica: Os Puritanos - #06
Escola Bíblica: Os Puritanos - #06Escola Bíblica: Os Puritanos - #06
Escola Bíblica: Os Puritanos - #06
Respirando Deus
 
Escola Bíblica: Os Puritanos - #05
Escola Bíblica: Os Puritanos - #05Escola Bíblica: Os Puritanos - #05
Escola Bíblica: Os Puritanos - #05
Respirando Deus
 
Escola Bíblica: Os Puritanos - #04
Escola Bíblica: Os Puritanos - #04Escola Bíblica: Os Puritanos - #04
Escola Bíblica: Os Puritanos - #04
Respirando Deus
 
Escola Bíblica: Os Puritanos - #03
Escola Bíblica: Os Puritanos - #03Escola Bíblica: Os Puritanos - #03
Escola Bíblica: Os Puritanos - #03
Respirando Deus
 
Escola Bíblica: Os Puritanos - #02
Escola Bíblica: Os Puritanos - #02Escola Bíblica: Os Puritanos - #02
Escola Bíblica: Os Puritanos - #02
Respirando Deus
 
Escola Bíblica: Os Puritanos - #01
Escola Bíblica: Os Puritanos - #01Escola Bíblica: Os Puritanos - #01
Escola Bíblica: Os Puritanos - #01
Respirando Deus
 
História da Igreja #25
História da Igreja #25História da Igreja #25
História da Igreja #25
Respirando Deus
 
História da Igreja #24
História da Igreja #24História da Igreja #24
História da Igreja #24
Respirando Deus
 
História da Igreja #23
História da Igreja #23História da Igreja #23
História da Igreja #23
Respirando Deus
 
História da Igreja #22
História da Igreja #22História da Igreja #22
História da Igreja #22
Respirando Deus
 
História da Igreja #21
História da Igreja #21História da Igreja #21
História da Igreja #21
Respirando Deus
 
Calendário de Eventos IBLM 2018
Calendário de Eventos IBLM 2018Calendário de Eventos IBLM 2018
Calendário de Eventos IBLM 2018
Respirando Deus
 
História da Igreja #20
História da Igreja #20História da Igreja #20
História da Igreja #20
Respirando Deus
 
História da Igreja #19
História da Igreja #19História da Igreja #19
História da Igreja #19
Respirando Deus
 
História da Igreja #18 - As Cruzadas
História da Igreja #18 - As CruzadasHistória da Igreja #18 - As Cruzadas
História da Igreja #18 - As Cruzadas
Respirando Deus
 
História da Igreja #17
História da Igreja #17História da Igreja #17
História da Igreja #17
Respirando Deus
 
História da Igreja #16
História da Igreja #16História da Igreja #16
História da Igreja #16
Respirando Deus
 
História da Igreja #15
História da Igreja #15História da Igreja #15
História da Igreja #15
Respirando Deus
 
História da Igreja #14
História da Igreja #14História da Igreja #14
História da Igreja #14
Respirando Deus
 
História da Igreja #13
História da Igreja #13História da Igreja #13
História da Igreja #13
Respirando Deus
 

Mais de Respirando Deus (20)

Escola Bíblica: Os Puritanos - #06
Escola Bíblica: Os Puritanos - #06Escola Bíblica: Os Puritanos - #06
Escola Bíblica: Os Puritanos - #06
 
Escola Bíblica: Os Puritanos - #05
Escola Bíblica: Os Puritanos - #05Escola Bíblica: Os Puritanos - #05
Escola Bíblica: Os Puritanos - #05
 
Escola Bíblica: Os Puritanos - #04
Escola Bíblica: Os Puritanos - #04Escola Bíblica: Os Puritanos - #04
Escola Bíblica: Os Puritanos - #04
 
Escola Bíblica: Os Puritanos - #03
Escola Bíblica: Os Puritanos - #03Escola Bíblica: Os Puritanos - #03
Escola Bíblica: Os Puritanos - #03
 
Escola Bíblica: Os Puritanos - #02
Escola Bíblica: Os Puritanos - #02Escola Bíblica: Os Puritanos - #02
Escola Bíblica: Os Puritanos - #02
 
Escola Bíblica: Os Puritanos - #01
Escola Bíblica: Os Puritanos - #01Escola Bíblica: Os Puritanos - #01
Escola Bíblica: Os Puritanos - #01
 
História da Igreja #25
História da Igreja #25História da Igreja #25
História da Igreja #25
 
História da Igreja #24
História da Igreja #24História da Igreja #24
História da Igreja #24
 
História da Igreja #23
História da Igreja #23História da Igreja #23
História da Igreja #23
 
História da Igreja #22
História da Igreja #22História da Igreja #22
História da Igreja #22
 
História da Igreja #21
História da Igreja #21História da Igreja #21
História da Igreja #21
 
Calendário de Eventos IBLM 2018
Calendário de Eventos IBLM 2018Calendário de Eventos IBLM 2018
Calendário de Eventos IBLM 2018
 
História da Igreja #20
História da Igreja #20História da Igreja #20
História da Igreja #20
 
História da Igreja #19
História da Igreja #19História da Igreja #19
História da Igreja #19
 
História da Igreja #18 - As Cruzadas
História da Igreja #18 - As CruzadasHistória da Igreja #18 - As Cruzadas
História da Igreja #18 - As Cruzadas
 
História da Igreja #17
História da Igreja #17História da Igreja #17
História da Igreja #17
 
História da Igreja #16
História da Igreja #16História da Igreja #16
História da Igreja #16
 
História da Igreja #15
História da Igreja #15História da Igreja #15
História da Igreja #15
 
História da Igreja #14
História da Igreja #14História da Igreja #14
História da Igreja #14
 
História da Igreja #13
História da Igreja #13História da Igreja #13
História da Igreja #13
 

Último

12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
PIB Penha
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
PIB Penha
 
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
marcusviniciussabino1
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
AlailzaSoares1
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
AndreyCamarini
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
Nilson Almeida
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
PIB Penha
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
PIB Penha
 
Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1
CleideTeles3
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Ricardo Azevedo
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
Rogério Augusto Ayres de Araujo
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
PIB Penha
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
PIB Penha
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Celso Napoleon
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Celso Napoleon
 

Último (15)

12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
 
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
 
Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
 

Panorama do AT - Miqueias

  • 1. Panorama do Antigo Testamento Miqueias
  • 2. Introdução Miqueias foi contemporâneo de Oseias, que pregou no Reino do Norte; e de Isaías, pregador da corte no Reino do Sul. Ele se dedicou ao povo comum de Moresete, uma pequena vila ao sudeste da Palestina.
  • 4. Informações Básicas ● Data: Entre 735 e 700 a.C. ● Autor: Miqueias ● Local: Reino do Sul ● Alvo: Povo de Judá ● Versículo-chave: Mq 6.8 ● Palavra-chave: Julgamento
  • 5. Informações Básicas ● Conteúdo: oráculos que alternam entre profecias da ruína de Israel e Judá, em virtude da sua idolatria e injustiças sociais, e profecias de esperança futura, baseadas na misericórdia de Deus. ● Ênfases: a ameaça de juízo divino pelo rompimento da aliança com Deus; o Senhor como um Deus de justiça e misericórdia, que defende a causa dos pobres e exige o mesmo do seu povo; após o juízo, Deus restaurará Jerusalém por meio do rei davídico prometido; Deus como Senhor de todas as nações.
  • 6. Informações Básicas ● Propósito: A mensagem do Livro de Miquéias é uma mistura complexa de julgamento e esperança. Por um lado, as profecias anunciam o juízo sobre Israel pelos males sociais, liderança corrupta e idolatria. Esperava-se que este julgamento culminaria com a destruição de Samaria e Jerusalém. Por outro lado, o livro proclama não apenas a restauração da nação, mas a transformação e exaltação de Israel e Jerusalém.
  • 7. Esboço ● Miqueias em uma sentença: Entre anúncios de julgamento e consolo, Miqueias ensina o amor de Deus por Seu povo e a maneira correta de agradar a Deus. Esboço Capítulos Tópicos Dia da Julgamento Mq 1-2 Julgamento de Jerusalém e Samaria (Israel) (Mq 1.2-2.11) e esperança (Mq 2.12.12-13). Condenação Restauração Mq 3-5 Julgamento dos líderes (profetas, sacerdotes e príncipes) (Mq 3.1-12) e esperança (Mq 4.1-5,15). Consolação Arrependimento Mq 6-7 Corrupção de Israel (Mq 6.1-16) e a misericórdia de Deus (Mq 7.1-20). Sentença
  • 8. Personagens Principais ● O povo de Israel – O Reino do Norte, que estava prestes a cair no cativeiro assírio (1.2-7.20).
  • 9. O Profeta do Povo ● Pouco se sabe sobre Miqueias. As únicas informações que o livro dá são seu nome, que significa “quem será como Deus?”, e a sua origem morastita, isto é, oriundo de Moresete, pequena aldeia a sudeste de Jerusalém. Especula-se que o pai de Miqueias não é mencionado (Mq 1.1) por conta de sua origem humilde. Soma-se a isso a preocupação do profeta com a plebe explorada em Israel. Tudo isso leva à construção da imagem de Miqueias como profeta do povo.
  • 10. O Alerta de Miqueias ● Miqueias, em sua mensagem, anuncia julgamento, destruição, assim como esperança. Sua profecia soa como alertas a Israel, pois o livro é marcado pelo verbo “ouvir”, que convoca o povo a escutar a mensagem do Senhor, cada aparição do verbo abre uma nova pregação do profeta. Mq 1.2; 3.1; 3.9; 6.1; 6.2 e 6.9.
  • 11. A Influência de Miqueias ● O profeta Miqueias provavelmente tinha profetizado em Jerusalém e sua influência pode ser vista, sobretudo, na citação de suas palavras pelos anciãos (Jr 26.17-19). O livro de Miqueias é citado tanto no Antigo como no Novo Testamento. ● Jr 26.18 – Mq 3.12: Os anciãos de Israel usaram Miqueias como argumento para salvar a vida de Jeremias. ● Mt 2.5-6 – Mq 5.2: Os magos se fundamentaram em Miqueias para encontrar Jesus. ● Mt 10.35-36 – Mq 7.6: Jesus citou Miqueias ao chamar Seus discípulos.
  • 12. Doutrinas ● Santidade Pessoal – O livro de Miqueias é iniciado com a terrível descida do Senhor à terra, que sai do seu lugar e até os montes se derretem (Mq 1.3-4). A razão dessa presença devastadora de Deus é o pecado. A presença do Senhor se torna tão terrível, pois, como mostra o livro de Miqueias, o pecado está disseminado no mais íntimo do povo, que não tem limites para saciar seus desejos (Mq 2.1-2). A resposta de Miqueias a tal questão se encontra no versículo-chave do livro e seu parágrafo (Mq 6.6-8). A santidade pessoal se mostra como o que realmente agrada a Deus, acima das tradições e rituais religiosos. O caminho declarado por Deus passa pela prática da justiça, pelo amor à misericórdia e pela humildade.
  • 13. Doutrinas ● Responsabilidade social – Em decorrência do destaque individual que a mensagem de Miqueias traz, o profeta do povo mostra que a justiça social é responsabilidade também do indivíduo. Ao longo de sua profecia, vemos sinais de corrupção de líderes, profetas e sacerdotes, violando algumas leis de manutenção da justiça social em prol do indivíduo. Aceitam suborno (Mq 3.11; Êx 23.8; Dt 16.19); aproveitam-se de viúvas e órfãos (Mq 2.9; Êx 22.22; Dt 27.19); roubam e desapropriam injustamente (Mq 2.1- 2; Dt 5.19,21); enganam e são injustos (Mq 6.11-12; Lv 19.36; Dt 25.15). A responsabilidade social é apresentada como questão individual por Miqueias. Isso se resume em Miqueias 7.1-6, em que se constata que não há indivíduo justo (Mq 7.2), mas todos estão corrompidos, individualmente, de alguma forma.
  • 14. O Caráter de Deus em Miqueias ● Deus é logânimo: 7.1 ● Deus é misericordioso: 7.18,20 ● Deus é providente: 5.2 ● Deus é justo: 6.4-5; 7.9 ● Deus é verdadeiro: 7.20 ● Deus é o único Deus: 7.18 ● Deus se ira: 7.9,11
  • 15. Miqueias e o Novo Testamento Miquéias 5.2 é uma profecia messiânica citada pelos magos que foram procurar o rei nascido em Belém (Mateus 2.6). Porque estes reis do Oriente eram familiarizados com as Escrituras hebraicas, eles sabiam que, a partir da pequena aldeia de Belém, sairia o Príncipe da Paz, a Luz do mundo. A mensagem de pecado, arrependimento e restauração por parte de Miquéias encontra o seu cumprimento final em Jesus Cristo, pois Ele é a propiciação pelos nossos pecados (Romanos 3.24-25) e o único caminho para Deus (João 14:6).
  • 16. Aplicação Prática Deus dá avisos para que não tenhamos que sofrer Sua ira. O julgamento é certo se as advertências de Deus não forem ouvidas e Sua provisão ao pecado através do sacrifício de Seu Filho for rejeitada. Para o seguidor de Cristo, Deus nos disciplinará – não por ódio – mas porque Ele nos ama. Ele sabe que o pecado destrói e Ele quer que sejamos completos. Essa totalidade da promessa de restauração aguarda aqueles que permanecerem obedientes a Ele.
  • 17. Aplicação Prática No livro de Miqueias, Deus repreende e consola as pessoas de Judá apelando a que obedeçam à Sua vontade. O tema central do livro está resumido no versículo 8 do capítulo 6. Deus não pede nada além de que andemos com Ele, o resto é consequência desse andar. Cabe a nós assumirmos essa responsabilidade!
  • 18. Conclusão O livro de Miqueias é uma maravilhosa representação profética dos elementos essenciais da história bíblica, tanto em sua expressão do Antigo Testamento quanto na maneira como ele prenuncia o Novo, com o Messias prometido e a restauração do seu povo.
  • 19. Perguntas? ● Mq 3.4 – Deus alguma vez retém a sua bênção para aqueles que clamam por ela? – Problema: Esse texto e outras passagens das Escrituras (Is 1.15; Tg 4.3) falam de Deus retendo sua bênção para aqueles que lhe clamam. Mas a Bíblia atesta, por outro lado, que Deus “dá liberalmente” a todos que lhe pedirem (Tg 1.5), “pois todo o que pede recebe” (Lc 11.10).
  • 20. Perguntas? ● Solução: – Tais textos estão falando de diferentes tipos de pessoas. Deus nunca retém a bênção prometida para aqueles que o invocam com um coração sincero e arrependido. Mas Ele de fato a retém para aqueles que não clamam “com fé, em nada duvidando” (Tg 1.6), ou que “pedem mal” para disperdiçá-la em seus próprios prazeres (Tg 4.3). Em resumo, Deus sempre concede as bênçãos prometidas àquele que é fiel, mas ele nem sempre promete as mesmas bênçãos ao que não é fiel.

Notas do Editor

  1. Miqueias é o sexto livro dos Doze. As profecias cobrem um grande período de tempo. Exemplo 1.6,7 fala claramente da queda de Samaria que ocorreu em 722 a.C., enquanto 1.10-16 narra a marcha de Senaqueribe, quem ocorreu em 701.
  2. Comentar as funções dos profetas AT e “atuais”.
  3. Importante destacar o primeiro ponto das ânfases aqui. O juízo divino pelo rompimento da aliança com Deus. Devemos saber que nem todas as bênçãos prometidas por Deus são incondicionais, como foi a aliança abraamica, do qual Deus prometeu terra, descendência e bênção para todos os povos. A aliança mosaica foi estabelecida de maneira condicional, Êx. 19.5 “se diligentemente ouvir-des a minha voze guardardes a minha aliança, então, sereis a minha propriedade peculiar dentre todos os povos; porque toda a terra é minha;”
  4. O que torna Miqueias um livro único está na sua organização (não necessariamente cronológica), que alterna entre profecias de juízo e profecias de esperança para o futuro. Mq 1-2; 3-5; 6-7, nitidamente blocos diferentes distinquidos pela ordem “ouvi [vós] em 1.2; 3.1;6.1. Um terço do livro trata do pecado do povo, outro terço trata do castigo que estava por vir e a outra terça parte promete esperança aos fiéis depois do castigo.
  5. A tensão do livro transita entre a necessidade do juízo divino, devido o rompimento da aliança com Deus por parte de Israel, e o anseio do próprio Deus de abençoa a Israel, porque eles são o seu povo e por causa do próprio caráter divino, de compaixão, misericórdia e perdão (Mq 7.18-20).
  6. Essa citação de Miqueias em Jeremias cem anos depois de Miqueias implica que a pregação desse profeta foi de certa forma responsável pelas reformas do rei Ezequias (2Rs 18.1-8 e Mq 1.1).
  7. Mq 6.6 Excelso = sublime, elevado.
  8. Magos = provavelmente astrólogos.
  9. Deus nunca promete que curará todas as pessoas de todas as enfermidades nesta vida. Deus recusou-se a curar Paulo, embora ele tivesse por três vezes pedido a Deus que o aliviasse de sua carga (2Co 12.8-9). Tampouco Deus promete fazer que todos os cristãos enriqueçam nessa vida. Até mesmo Jesus se tornou pobre por nós (2Co 8.9), e ele declarou que haveria pobres (Mt 26.11), mesmo sendo esses espiritualmente abençoados (Mt 5.3). Nesses casos não importa quanta fé alguém possa demonstrar ter, Deus não irá necessariamente conceder bênção nesta vida, uma vez que Ele nunca fez uma promessa incondicional nesse sentido.