SlideShare uma empresa Scribd logo
História da Igreja Moderna
(1517 em diante)
Reforma e Contra-Reforma(1517-1648)
Por volta de 1500, os fundamentos da velha
sociedade medieval estavam ruindo, e uma
nova sociedade, com uma dimensão geográfica
muito ampla e com transformações nos
padrões políticos, econômicos, intelectuais e
religiosos, começavam a surgir lentamente. As
mudanças foram realmente revolucionárias,
por sua natureza e pela força de seus efeitos
sobre a ordem social.
A. Mudanças geográficas
B. Mudanças políticas
C. Mudanças econômicas
D. Mudanças sociais
E. Mudanças intelectuais
F. Mudanças religiosas
Depende da visão do historiador:
 católico romano
 protestante
 secular
Contra-Reforma
1. O fator político
2. O fator econômico
3. O fator intelectual
4. O fator moral
5. O fator social
6. O fracasso da Igreja
7. O surgimento providencial de um líder

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a História da Igreja #20

Uma breve análise da inserção do protestantismo no brasil
Uma breve análise da inserção do protestantismo no brasilUma breve análise da inserção do protestantismo no brasil
Uma breve análise da inserção do protestantismo no brasil
Paulo Dias Nogueira
 
As reformas-religiosas-ildete-3
As reformas-religiosas-ildete-3As reformas-religiosas-ildete-3
As reformas-religiosas-ildete-3
adalbertovha
 
Informativo V Estudo 2 Notas sobre o Contexto histórico-eclesial e pastoral d...
Informativo V Estudo 2 Notas sobre o Contexto histórico-eclesial e pastoral d...Informativo V Estudo 2 Notas sobre o Contexto histórico-eclesial e pastoral d...
Informativo V Estudo 2 Notas sobre o Contexto histórico-eclesial e pastoral d...
Antonio De Assis Ribeiro
 
Reforma protestante um resumo dos principais movimentos
Reforma protestante   um resumo dos principais movimentosReforma protestante   um resumo dos principais movimentos
Reforma protestante um resumo dos principais movimentos
Carlos132Silva
 
Reforma Protestante slide.pptx
Reforma Protestante slide.pptxReforma Protestante slide.pptx
Reforma Protestante slide.pptx
TaiaraSoutoAlves
 
Reforma Protestante.pptx
Reforma Protestante.pptxReforma Protestante.pptx
Reforma Protestante.pptx
GelvanSevidanes1
 
EDUCAÇÃO MODERNA E CONTEPORANEA
EDUCAÇÃO MODERNA E CONTEPORANEAEDUCAÇÃO MODERNA E CONTEPORANEA
EDUCAÇÃO MODERNA E CONTEPORANEA
SUPORTE EDUCACIONAL
 
Texto 1 educação moderna e contemporânea - a educação no início dos tempos...
Texto 1  educação moderna e  contemporânea  - a educação no início dos tempos...Texto 1  educação moderna e  contemporânea  - a educação no início dos tempos...
Texto 1 educação moderna e contemporânea - a educação no início dos tempos...
SUPORTE EDUCACIONAL
 
FUNDAMENTOS POLÍTICOS E HISTÓRICOS DA EDUCAÇÃO
FUNDAMENTOS POLÍTICOS E HISTÓRICOS DA EDUCAÇÃOFUNDAMENTOS POLÍTICOS E HISTÓRICOS DA EDUCAÇÃO
FUNDAMENTOS POLÍTICOS E HISTÓRICOS DA EDUCAÇÃO
SUPORTE EDUCACIONAL
 
Texto 1 educação moderna e contemporânea - a educação no início dos tempos...
Texto 1  educação moderna e  contemporânea  - a educação no início dos tempos...Texto 1  educação moderna e  contemporânea  - a educação no início dos tempos...
Texto 1 educação moderna e contemporânea - a educação no início dos tempos...
SUPORTE EDUCACIONAL
 
O movimento pentecostal
O movimento pentecostalO movimento pentecostal
O movimento pentecostal
joabs
 
Reforma Protestante
Reforma ProtestanteReforma Protestante
Reforma Protestante
Dênis Valério Martins
 
Fatos antecedentes à reforma protestante
Fatos antecedentes à reforma protestanteFatos antecedentes à reforma protestante
Fatos antecedentes à reforma protestante
Alberto Simonton
 
Nas Fronteiras Do Poder
Nas Fronteiras Do PoderNas Fronteiras Do Poder
Nas Fronteiras Do Poder
Allen Porto
 
Aula 2: BREVE HISTÓRICO DA EDUCAÇÃO NO BRASIL I
Aula 2: BREVE HISTÓRICO DA EDUCAÇÃO NO BRASIL IAula 2: BREVE HISTÓRICO DA EDUCAÇÃO NO BRASIL I
Aula 2: BREVE HISTÓRICO DA EDUCAÇÃO NO BRASIL I
Israel serique
 
As causas da crise religiosa no seculo xvi
As causas da crise religiosa no seculo xviAs causas da crise religiosa no seculo xvi
As causas da crise religiosa no seculo xvi
mutisse ancha veronica
 
34
3434
Contexto Histórico da Filosofia Medieval Uma Jornada na Transição das Eras
Contexto Histórico da Filosofia Medieval Uma Jornada na Transição das ErasContexto Histórico da Filosofia Medieval Uma Jornada na Transição das Eras
Contexto Histórico da Filosofia Medieval Uma Jornada na Transição das Eras
FernandoMoreira179
 
A Idade Moderna
A Idade ModernaA Idade Moderna
A Idade Moderna
Paulo Alexandre
 
História da Igreja II: Aula 1: Pré Reforma
História da Igreja II: Aula 1: Pré ReformaHistória da Igreja II: Aula 1: Pré Reforma
História da Igreja II: Aula 1: Pré Reforma
Andre Nascimento
 

Semelhante a História da Igreja #20 (20)

Uma breve análise da inserção do protestantismo no brasil
Uma breve análise da inserção do protestantismo no brasilUma breve análise da inserção do protestantismo no brasil
Uma breve análise da inserção do protestantismo no brasil
 
As reformas-religiosas-ildete-3
As reformas-religiosas-ildete-3As reformas-religiosas-ildete-3
As reformas-religiosas-ildete-3
 
Informativo V Estudo 2 Notas sobre o Contexto histórico-eclesial e pastoral d...
Informativo V Estudo 2 Notas sobre o Contexto histórico-eclesial e pastoral d...Informativo V Estudo 2 Notas sobre o Contexto histórico-eclesial e pastoral d...
Informativo V Estudo 2 Notas sobre o Contexto histórico-eclesial e pastoral d...
 
Reforma protestante um resumo dos principais movimentos
Reforma protestante   um resumo dos principais movimentosReforma protestante   um resumo dos principais movimentos
Reforma protestante um resumo dos principais movimentos
 
Reforma Protestante slide.pptx
Reforma Protestante slide.pptxReforma Protestante slide.pptx
Reforma Protestante slide.pptx
 
Reforma Protestante.pptx
Reforma Protestante.pptxReforma Protestante.pptx
Reforma Protestante.pptx
 
EDUCAÇÃO MODERNA E CONTEPORANEA
EDUCAÇÃO MODERNA E CONTEPORANEAEDUCAÇÃO MODERNA E CONTEPORANEA
EDUCAÇÃO MODERNA E CONTEPORANEA
 
Texto 1 educação moderna e contemporânea - a educação no início dos tempos...
Texto 1  educação moderna e  contemporânea  - a educação no início dos tempos...Texto 1  educação moderna e  contemporânea  - a educação no início dos tempos...
Texto 1 educação moderna e contemporânea - a educação no início dos tempos...
 
FUNDAMENTOS POLÍTICOS E HISTÓRICOS DA EDUCAÇÃO
FUNDAMENTOS POLÍTICOS E HISTÓRICOS DA EDUCAÇÃOFUNDAMENTOS POLÍTICOS E HISTÓRICOS DA EDUCAÇÃO
FUNDAMENTOS POLÍTICOS E HISTÓRICOS DA EDUCAÇÃO
 
Texto 1 educação moderna e contemporânea - a educação no início dos tempos...
Texto 1  educação moderna e  contemporânea  - a educação no início dos tempos...Texto 1  educação moderna e  contemporânea  - a educação no início dos tempos...
Texto 1 educação moderna e contemporânea - a educação no início dos tempos...
 
O movimento pentecostal
O movimento pentecostalO movimento pentecostal
O movimento pentecostal
 
Reforma Protestante
Reforma ProtestanteReforma Protestante
Reforma Protestante
 
Fatos antecedentes à reforma protestante
Fatos antecedentes à reforma protestanteFatos antecedentes à reforma protestante
Fatos antecedentes à reforma protestante
 
Nas Fronteiras Do Poder
Nas Fronteiras Do PoderNas Fronteiras Do Poder
Nas Fronteiras Do Poder
 
Aula 2: BREVE HISTÓRICO DA EDUCAÇÃO NO BRASIL I
Aula 2: BREVE HISTÓRICO DA EDUCAÇÃO NO BRASIL IAula 2: BREVE HISTÓRICO DA EDUCAÇÃO NO BRASIL I
Aula 2: BREVE HISTÓRICO DA EDUCAÇÃO NO BRASIL I
 
As causas da crise religiosa no seculo xvi
As causas da crise religiosa no seculo xviAs causas da crise religiosa no seculo xvi
As causas da crise religiosa no seculo xvi
 
34
3434
34
 
Contexto Histórico da Filosofia Medieval Uma Jornada na Transição das Eras
Contexto Histórico da Filosofia Medieval Uma Jornada na Transição das ErasContexto Histórico da Filosofia Medieval Uma Jornada na Transição das Eras
Contexto Histórico da Filosofia Medieval Uma Jornada na Transição das Eras
 
A Idade Moderna
A Idade ModernaA Idade Moderna
A Idade Moderna
 
História da Igreja II: Aula 1: Pré Reforma
História da Igreja II: Aula 1: Pré ReformaHistória da Igreja II: Aula 1: Pré Reforma
História da Igreja II: Aula 1: Pré Reforma
 

Mais de Respirando Deus

Escola Bíblica: Os Puritanos - #06
Escola Bíblica: Os Puritanos - #06Escola Bíblica: Os Puritanos - #06
Escola Bíblica: Os Puritanos - #06
Respirando Deus
 
Escola Bíblica: Os Puritanos - #05
Escola Bíblica: Os Puritanos - #05Escola Bíblica: Os Puritanos - #05
Escola Bíblica: Os Puritanos - #05
Respirando Deus
 
Escola Bíblica: Os Puritanos - #04
Escola Bíblica: Os Puritanos - #04Escola Bíblica: Os Puritanos - #04
Escola Bíblica: Os Puritanos - #04
Respirando Deus
 
Escola Bíblica: Os Puritanos - #03
Escola Bíblica: Os Puritanos - #03Escola Bíblica: Os Puritanos - #03
Escola Bíblica: Os Puritanos - #03
Respirando Deus
 
Escola Bíblica: Os Puritanos - #02
Escola Bíblica: Os Puritanos - #02Escola Bíblica: Os Puritanos - #02
Escola Bíblica: Os Puritanos - #02
Respirando Deus
 
Escola Bíblica: Os Puritanos - #01
Escola Bíblica: Os Puritanos - #01Escola Bíblica: Os Puritanos - #01
Escola Bíblica: Os Puritanos - #01
Respirando Deus
 
História da Igreja #25
História da Igreja #25História da Igreja #25
História da Igreja #25
Respirando Deus
 
História da Igreja #24
História da Igreja #24História da Igreja #24
História da Igreja #24
Respirando Deus
 
História da Igreja #23
História da Igreja #23História da Igreja #23
História da Igreja #23
Respirando Deus
 
História da Igreja #22
História da Igreja #22História da Igreja #22
História da Igreja #22
Respirando Deus
 
História da Igreja #21
História da Igreja #21História da Igreja #21
História da Igreja #21
Respirando Deus
 
Calendário de Eventos IBLM 2018
Calendário de Eventos IBLM 2018Calendário de Eventos IBLM 2018
Calendário de Eventos IBLM 2018
Respirando Deus
 
História da Igreja #19
História da Igreja #19História da Igreja #19
História da Igreja #19
Respirando Deus
 
História da Igreja #18 - As Cruzadas
História da Igreja #18 - As CruzadasHistória da Igreja #18 - As Cruzadas
História da Igreja #18 - As Cruzadas
Respirando Deus
 
História da Igreja #17
História da Igreja #17História da Igreja #17
História da Igreja #17
Respirando Deus
 
História da Igreja #16
História da Igreja #16História da Igreja #16
História da Igreja #16
Respirando Deus
 
História da Igreja #15
História da Igreja #15História da Igreja #15
História da Igreja #15
Respirando Deus
 
História da Igreja #14
História da Igreja #14História da Igreja #14
História da Igreja #14
Respirando Deus
 
História da Igreja #13
História da Igreja #13História da Igreja #13
História da Igreja #13
Respirando Deus
 
História da Igreja #12
História da Igreja #12História da Igreja #12
História da Igreja #12
Respirando Deus
 

Mais de Respirando Deus (20)

Escola Bíblica: Os Puritanos - #06
Escola Bíblica: Os Puritanos - #06Escola Bíblica: Os Puritanos - #06
Escola Bíblica: Os Puritanos - #06
 
Escola Bíblica: Os Puritanos - #05
Escola Bíblica: Os Puritanos - #05Escola Bíblica: Os Puritanos - #05
Escola Bíblica: Os Puritanos - #05
 
Escola Bíblica: Os Puritanos - #04
Escola Bíblica: Os Puritanos - #04Escola Bíblica: Os Puritanos - #04
Escola Bíblica: Os Puritanos - #04
 
Escola Bíblica: Os Puritanos - #03
Escola Bíblica: Os Puritanos - #03Escola Bíblica: Os Puritanos - #03
Escola Bíblica: Os Puritanos - #03
 
Escola Bíblica: Os Puritanos - #02
Escola Bíblica: Os Puritanos - #02Escola Bíblica: Os Puritanos - #02
Escola Bíblica: Os Puritanos - #02
 
Escola Bíblica: Os Puritanos - #01
Escola Bíblica: Os Puritanos - #01Escola Bíblica: Os Puritanos - #01
Escola Bíblica: Os Puritanos - #01
 
História da Igreja #25
História da Igreja #25História da Igreja #25
História da Igreja #25
 
História da Igreja #24
História da Igreja #24História da Igreja #24
História da Igreja #24
 
História da Igreja #23
História da Igreja #23História da Igreja #23
História da Igreja #23
 
História da Igreja #22
História da Igreja #22História da Igreja #22
História da Igreja #22
 
História da Igreja #21
História da Igreja #21História da Igreja #21
História da Igreja #21
 
Calendário de Eventos IBLM 2018
Calendário de Eventos IBLM 2018Calendário de Eventos IBLM 2018
Calendário de Eventos IBLM 2018
 
História da Igreja #19
História da Igreja #19História da Igreja #19
História da Igreja #19
 
História da Igreja #18 - As Cruzadas
História da Igreja #18 - As CruzadasHistória da Igreja #18 - As Cruzadas
História da Igreja #18 - As Cruzadas
 
História da Igreja #17
História da Igreja #17História da Igreja #17
História da Igreja #17
 
História da Igreja #16
História da Igreja #16História da Igreja #16
História da Igreja #16
 
História da Igreja #15
História da Igreja #15História da Igreja #15
História da Igreja #15
 
História da Igreja #14
História da Igreja #14História da Igreja #14
História da Igreja #14
 
História da Igreja #13
História da Igreja #13História da Igreja #13
História da Igreja #13
 
História da Igreja #12
História da Igreja #12História da Igreja #12
História da Igreja #12
 

Último

12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
PIB Penha
 
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptxPalestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
NEDIONOSSOMUNDO
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Ricardo Azevedo
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
Nilson Almeida
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
PIB Penha
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
PIB Penha
 
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdfmetafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
GuilhermeCerqueira17
 
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdfDiscipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
LEILANEGOUVEIA1
 
14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar
14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar
14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar
PIB Penha
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
PIB Penha
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
PIB Penha
 
13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão
13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão
13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão
PIB Penha
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
PIB Penha
 
PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...
PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...
PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...
Sammis Reachers
 

Último (14)

12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
 
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptxPalestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
 
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdfmetafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
 
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdfDiscipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
 
14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar
14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar
14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
 
13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão
13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão
13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
 
PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...
PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...
PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...
 

História da Igreja #20

  • 1. História da Igreja Moderna (1517 em diante) Reforma e Contra-Reforma(1517-1648)
  • 2. Por volta de 1500, os fundamentos da velha sociedade medieval estavam ruindo, e uma nova sociedade, com uma dimensão geográfica muito ampla e com transformações nos padrões políticos, econômicos, intelectuais e religiosos, começavam a surgir lentamente. As mudanças foram realmente revolucionárias, por sua natureza e pela força de seus efeitos sobre a ordem social.
  • 3. A. Mudanças geográficas B. Mudanças políticas C. Mudanças econômicas D. Mudanças sociais E. Mudanças intelectuais F. Mudanças religiosas
  • 4. Depende da visão do historiador:  católico romano  protestante  secular Contra-Reforma
  • 5. 1. O fator político 2. O fator econômico 3. O fator intelectual 4. O fator moral 5. O fator social 6. O fracasso da Igreja 7. O surgimento providencial de um líder

Notas do Editor

  1. Até que ponto a reforma influenciou o mundo como vivemos hoje? Temos um mundo muito diferente do que existia a 400-500 anos atrás.
  2. O homem domina os mares; o mundo mudou drasticamente com essas descobertas, dois novos continentes abertos à exploração pelo Velho Mundo. As rotas marítimas abriram caminhos para a riqueza. Países católicos romanos como Portugal, Espanha e França foram os pioneiros, mas logo, os protestantes, como Inglaterra e Holanda começaram suas explorações e colonizações. O conceito medieval de estado universal começa a dar lugar ao novo conceito de nação-estado. Essas nações-estados eram contra o domínio de um governo religiosos universal. Por volta de 1500 há o ressurgimento das cidades, novos mercados, novas fontes de matéria-prima vindo das terras descobertas, inicia uma nova era no comércio. Em 1750 com a revolução industrial, aí sim a vida econômica muda drasticamente. Antes mesmo disso, surge a economia onde o lucro é importante, e a classe média não se interessava mais em enviar as suas riquezas para a igreja universal do papa em Roma. O modelo horizontal da sociedade, onde se morria na classe em que se nascia, foi substituída por uma sociedade organizada em linhas verticais. Era possível alguém na classe baixa emergir à alta. Há um retorno às fontes do passado, surge um interesse em estudar a bíblia pelas línguas originais, dessa forma as diferenças da igreja católica romana e a igreja do novo testamento começaram a ficar cada vez mais claras. Surge uma crítica aos sacramentos, ao sacerdote, à hierarquia. A autoridade da igreja romana foi substituída pela autoridade da Bíblia, o crente individualmente agora seria o seu próprio sacerdote depois de crer em Cristo como seu salvador, pela fé somente. Surgem as igrejas sob o controle das nações-estado, especialmente a anglicana e luterana. Só depois de 1648 é que as denominações e a liberdade religiosa surgiram.
  3. Católico entende apenas como uma revolta de protestantes contra a igreja universal. Protestante entende como uma reforma que fez a vida religiosa voltar aos padrões do Novo Testamento O historiador secular interpreta a reforma apenas como um movimento revolucionário Contra-Reforma (1545-1563) – um movimento de reforma no interior da igreja católica romana que fez com que a igreja se estabilizasse depois de duras perdas ao protestantismo e promoveu um grande movimento missionário católico no século 16 que conquistou a América do Sul, América Central e outras regiões para a Igreja.
  4. Os governantes das nações-estados rejeitavam a jurisdição do papa sobre o seu território, soma-se a isso que a igreja romana possuía grandes propriedades de terra em toda a Europa, isso criou uma divisão de soberania nos Estados que muitos não aceitavam. As terras da igreja se tornaram cobiçadas, os governantes lamentavam ter que enviar dinheiro para o tesouro papal em Roma, o clero não pagava imposto nos estados nacionais. Essa perda de recursos gerava inflação e elevação do custo de vida. Havia ainda o abuso do sistema de indulgências que empobrecia ainda mais as pessoas. Surge um estilo de vida intelectual e secular, com o crescimento da classe média, onde vários homens de mente esclarecida começaram a questionar, a criticar, várias práticas da igreja romana. Questionavam as reais pretensões da igreja, isso gerou um interesse crescente pela vida secular mais do que pela vida religiosa. A corrupção atinge todos os escalões da hierarquia da igreja. Clérigos que vendiam cargos livremente, muitos recebiam salários sem prestar nenhuma assistência religiosa que deviam. Outros ocupavam vários cargos de uma vez. Era possível comprar uma dispensa para se casar com parente, embora fosse proibida pela lei. Sacerdotes com concubinas. Fiéis abandonados, não havia pregação, apenas se rezava a missa como um rito mágico capaz de comunicar graça a todos. Coleções de relíquias, o simples olhar para as 5.005 relíquias de Frederico da Saxônia era capaz de reduzir o tempo de uma pessoa no purgatório em 2 milhões de anos. A nova economia do dinheiro libertou os homens da dependência do solo como principal meio de vida. Havia um espírito de individualismo, os membros da classe média não eram mais dóceis como na era medieval, eles perceberam que eram oprimidos por uma minoria, esse foi um fator fundamental no apoio popular a reforma. Ensinava que a salvação era obtida por meio dos sacramentos, de boas obras, enquanto a bíblia ensinava uma verdade totalmente oposta a essa. Esse foi o papel de Martinho Lutero. Que pelo abuso das indulgências na Alemanha eclodiu todo o movimento da reforma protestante.