SlideShare uma empresa Scribd logo
O livro de Deuteronômio Moisés expõe as leis para a vida em Canaã
Autoria Título Os hebreus deram-lhe o nome de “Elleh Haddevarim”, usando as primeiras palavras do livro: “São estas as palavras”, ou “Devarim”, (palavras). A Septuaginta chamou-o de “Deuteronômio”, que significa “Segunda Lei” ou repetição da lei, nome que também a Vulgata Latina adotou.
Autor A autoria de Moisés é tem forte confirmação, tanto no próprio livro como em outros. À semelhança da maioria dos escritores bíblicos, Moisés escreveu na terceira pessoa, referindo-se a si próprio 38 vezes neste livro. Pouco antes da sua morte, declarou que tinha escrito esta lei antes de entregá-las nas mãos sacerdotes  (Dt. 31.9;24-26).
Além das muitas referencias do A.T. à “Lei de Moisés”, há muitas confirmações de Jesus e dos apóstolos (Mt. 19.8; Mc. 10.3; Jo. 1.17;5.46; At. 3.22; Rm. 10.5; 1 Co. 9.9). O último capítulo sobre a morte de Moisés é um apêndice escrito mais tarde, talvez por Josué, Eleazar ou Samuel.
Cenário Histórico Data de escrita – 1405 a.C. Moisés especificou a data de 1 de fevereiro de 1405 a.C. quando reuniu o povo para este conjunto final de mensagem (1.3). Apesar de este pronunciamento ter sido feito em diversas sessões, a expressão “hoje” foi repetida 67 vezes em todo o livro. Circunstâncias Quanto a posição geográfica, Israel estava perto das margens do Jordão, todos ansiosos pela nova aventura em Canaã. Tendo conquistado grande área da Transjordânia quase sem perdas humanas sob a direção do Senhor, estavam prontos para o desafio  de Canaã.
Quanto  à religião, o novo Israel era, de muitas maneiras, diferente da 1ª geração que saiu do Egito. Não tinham conhecido a idolatria daquele país, estivera sob a liderança de Moisés por 40 anos no deserto. O povo conhecera o poder e a vitória como resultados da confiança no Senhor quando em batalha. Entretanto, havia muitos problemas familiares e sociais esperando por solução, e a idolatria .
Cenário Religioso Trata-se de duas gerações de Israel:  1ª saída do Egito, tinha visto muitos milagres executados por Moisés, recebera a Lei de maneira miraculosa. Ao sair em marcha deixando o Sinai começou a murmurar. Queixas sobre o maná, falta de gratidão. Ciúmes na própria família de Moisés. Rebelião da congregação e muitos líderes, até a morte de toda a geração. Os dois grandes pecados foram cometidos por esta geração: Idolatria e Rebelião.
2ª estava para entrar em Canaã, cresceu conhecendo a Lei e recebendo diariamente o maná. Após o funeral de Arão, começou um novo período com um novo sacerdote, Eleazar. Esta geração teve que ser ensinada sobre as primeiras lições dadas por Deus, lições sobre murmuração, descrença e idolatria. O novo período começou com grandes vitórias na Transjordânia. Apesar de terem recebido a Lei e o sistema Levítico, é duvidoso que tenham guardado todos os regulamentos no deserto. A prova é o fato de que o requisito da circuncisão só foi observado após a travessia do Jordão. (Josué 5.5)
Objetivo do Livro Preparar a nova geração de Israel para viver em Canaã mediante uma reafirmação da Lei do Sinai. Enfatizava a segurança da Palavra de Deus e suas promessas contidas na aliança com os patriarcas, procurando lembrá-los do dever de serem fiéis para que as promessas se cumpram.
Esboço de Deuteronômio FIDELIDADE DO SENHOR NOVAMENTE LEMBRADA  ........................................................................ 1-4 Fracassos de Israel em Cades-Barnéia ..................1 Vitórias de Israel na Transjordânia ....................2-3 Grandes responsabilidades de Israel em Canaã ....4 FUNDAMENTOS DA LEI REAFIRMADOS .............5-11 Decálogo e “Shema” de Israel ............................5-6 Perigos de Idolatria em Canaã ...........................7-9  Deveres de Amor e Serviço ao Senhor ............10-11
FUNCIONAMENTO DA LEI REFERENTE À VIDA EM CANAÃ  ......................................................12-26 Leis religiosas especiais .............................12-16 Leis civis especiais .....................................17-21 Responsabilidade dos líderes ....................17-18 Responsabilidade no derramamento de sangue ..................................................................19-21 Leis sociais especiais ..................................22-26 Respeito pela justiça e discrição moral .......22-25 Respeito pelo dízimo de Deus, Senhor soberano ........................................................................26
CUMPRIMENTO DA LEI EXIGIDO PARA PERMANECER EM CANAÃ .........................27-30 Permanência em Canaã depende de obediência ..................................................................27-28 Volta a Canaã depende do Arrependimento ...................................................................29-30 Determinações finais de Moisés e a sua partida ...................................................................31-34
Contribuições singulares de Deuteronômio Suplemento de Êxodo: por que uma segunda lei? O livro suplementa todos os quatro livros anteriores, ele elabora especialmente a Lei de Êx. 20-23. Dt. 5.7-21 repete o Decálogo de Êx. 20 quase textualmente, apenas dando uma razão diferente para a guarda do sábado: o livramento da servidão.
Enfatiza o amor: amor de Deus por Israel (5 vezes); necessidade de o homem amar a Deus (12 vezes); necessidade de Israel amar o estrangeiro (1 vez). “Amar é visto como o 11º mandamento ou a motivação latente de todos os demais. Realça o benefício  pessoal de guardar os mandamentos de Deus: “para que te vá bem” (4.40;5.16). Os mandamentos, na sua maioria, são dados com fundamento lógico, como se estivesse apelando para o senso de retidão. Quando reafirma a pena de morte para crimes capitais, acrescenta o motivo: “assim eliminaras o mal do meio de ti”. (13.5;17.7;19.19;22.21)
Expressa uma forte preocupação pelos necessitados, órfãos, viúvas e estrangeiros, e incluindo uma seção especial sobre direitos humanos (23-25). Tem muito a dizer sobre a vida familiar, o casamento, o divórcio, novas núpcias e os direitos da mulher em geral. Acentua a responsabilidade de vários líderes  (16-18) Inclui muitas advertências acerca do perigo da prosperidade (6.10; 8.10; 11.14). Enfatiza que Deus escolhe a Israel em amor e a necessidade de Israel  a Deus em amor (4.37;7.7-8; 30.19-20).
“ Shema” de Israel ou “profissão de fé”  (6.4-9) “ Ouve, Israel, o Senhor o nosso Deus é o único Senhor”, seguido da ordem de amar a Deus e ensinar a sua Palavra, é a doutrina central da teologia hebraica. Essa profissão de fé (Shema) tem sido a marca autêntica da religião de Israel através da história.
Principal livro teológico do Antigo Testamento. Os elementos da Teologia do A.T. são encontradas, na sua maioria, em Deuteronômio. Contém 259 referencias aos 4 livros anteriores, e apresenta uma linda combinação de amor, santidade e justiça de Deus. Adverte a Israel quanto ao passado, presente, e futuro. Este livro trata de um maior número de questões de relacionamento do que qualquer outro livro da Bíblia.
Rebelião de Israel e peregrinações (13-14) O Senhor castigou aos leigos por se queixarem da comida, e a Miriã e Arão por invejarem a Moisés. Depois outros líderes se rebelaram contra Moisés e foram castigados também. O próprio Moisés rebelou-se por um momento (20.12; 27.14), e por isso lhe foi negada a entrada em Canaã. A Segunda geração aprendeu que seria castigada se houvesse também idolatria, imoralidade e rebelião.
O livro do Antigo Testamento mais citado. É citado 356 vezes por posteriores escritores do A.T., e mais de 190 vezes no N.T. Foi um dos livros favoritos de Jesus, pois o citou mais do que qualquer outro. Ao refutar o diabo, por exemplo, Jesus enfrentou cada desafio como uma citação de Deuteronômio, vencendo-o com o simples poder da citação. O diabo, em Mt. 4.6, usou o Salmo 91, citando-o fora de contexto.
Quatro leis espirituais de Israel (10.12-13). A resposta de Moisés para “Que o Senhor requer de ti?” resume a lei e a essência da verdadeira religião em 4 pontos: Temor e reverencia ao Senhor teu Deus Andar em todos os seus caminhos e amá-lo Servir ao Senhor com todo o teu coração e toda a tua alma Guardar os mandamentos do Senhor. *Mais tarde Miquéias respondeu a mesma pergunta com um resumo da mensagem dos profetas, Mq. 6.8.
Responsabilidade dos líderes públicos  (16-17) Nestes capítulos veem-se 3 classes de líderes: juízes, juízes-sacerdotes e reis. Justiça sem parcialidade. Para tanto exigia-se: 1) abster-se de receber suborno de qualquer espécie, e 2) buscar sempre conselho na Palavra de Deus.
PROFECIA MESSIÂNICA DE DEUTERONÔMIO Um profeta semelhante a Moisés (18.18-19) A vinda de Jesus é mencionada pela 1ª vez nessa passagem. A  missão de um profeta era transmitir as palavras de Deus ao povo. Moisés foi um profeta poderoso em obras e palavras, em milagres e palavras da Lei. Ao proferir essa profecia messiânica, Moisés salientou a absoluta exatidão e convicção das palavras que o Messias iria proferir (28.22).

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula 5 - Números
Aula 5 - NúmerosAula 5 - Números
Aula 5 - Números
Gustavo Zimmermann
 
15. O Livro de I Reis
15. O Livro de I Reis15. O Livro de I Reis
15. O Livro de I Reis
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
18. O Livro de I Crônicas
18. O Livro de I Crônicas18. O Livro de I Crônicas
18. O Livro de I Crônicas
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
Deuteronomio 1
Deuteronomio 1Deuteronomio 1
Deuteronomio 1
Elisa Schenk
 
Aula 11 - Livros Poéticos
Aula 11 - Livros PoéticosAula 11 - Livros Poéticos
Aula 11 - Livros Poéticos
Gustavo Zimmermann
 
O livro de juízes
O livro de juízesO livro de juízes
O livro de juízes
mbrandao7
 
8. O Livro de Números
8. O Livro de Números8. O Livro de Números
8. O Livro de Números
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
Panorama Bíblico
Panorama Bíblico Panorama Bíblico
Panorama Bíblico
Pr. Welfany Nolasco Rodrigues
 
69 estudo panorâmico da bíblia (o livro de jeremias)
69   estudo panorâmico da bíblia (o livro de jeremias)69   estudo panorâmico da bíblia (o livro de jeremias)
69 estudo panorâmico da bíblia (o livro de jeremias)
Robson Tavares Fernandes
 
Aula 04 e 05 provérbios
Aula 04 e 05   provérbiosAula 04 e 05   provérbios
Aula 04 e 05 provérbios
Pastor W. Costa
 
Panorama do AT - Josué
Panorama do AT - JosuéPanorama do AT - Josué
Panorama do AT - Josué
Respirando Deus
 
Panorama do AT - Salmos
Panorama do AT - SalmosPanorama do AT - Salmos
Panorama do AT - Salmos
Respirando Deus
 
Panorama do AT - Daniel
Panorama do AT - DanielPanorama do AT - Daniel
Panorama do AT - Daniel
Respirando Deus
 
Panorama do AT - Juízes e Rute
Panorama do AT - Juízes e RutePanorama do AT - Juízes e Rute
Panorama do AT - Juízes e Rute
Respirando Deus
 
Panorama do AT - Êxodo
Panorama do AT -  ÊxodoPanorama do AT -  Êxodo
Panorama do AT - Êxodo
Respirando Deus
 
Panorama do AT - Deuteronômio
Panorama do AT - DeuteronômioPanorama do AT - Deuteronômio
Panorama do AT - Deuteronômio
Respirando Deus
 
Lição 10 - O Sistema de Sacrifícios
Lição 10 - O Sistema de SacrifíciosLição 10 - O Sistema de Sacrifícios
Lição 10 - O Sistema de Sacrifícios
Éder Tomé
 
43 Estudo Panorâmico da Bíblia (Deuteronômio)
43   Estudo Panorâmico da Bíblia (Deuteronômio)43   Estudo Panorâmico da Bíblia (Deuteronômio)
43 Estudo Panorâmico da Bíblia (Deuteronômio)
Robson Tavares Fernandes
 
25. Os poéticos: Provérbios
25. Os poéticos: Provérbios25. Os poéticos: Provérbios
25. Os poéticos: Provérbios
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
3. O Evangelho Segundo Mateus
3. O Evangelho Segundo Mateus3. O Evangelho Segundo Mateus
3. O Evangelho Segundo Mateus
Igreja Presbiteriana de Dourados
 

Mais procurados (20)

Aula 5 - Números
Aula 5 - NúmerosAula 5 - Números
Aula 5 - Números
 
15. O Livro de I Reis
15. O Livro de I Reis15. O Livro de I Reis
15. O Livro de I Reis
 
18. O Livro de I Crônicas
18. O Livro de I Crônicas18. O Livro de I Crônicas
18. O Livro de I Crônicas
 
Deuteronomio 1
Deuteronomio 1Deuteronomio 1
Deuteronomio 1
 
Aula 11 - Livros Poéticos
Aula 11 - Livros PoéticosAula 11 - Livros Poéticos
Aula 11 - Livros Poéticos
 
O livro de juízes
O livro de juízesO livro de juízes
O livro de juízes
 
8. O Livro de Números
8. O Livro de Números8. O Livro de Números
8. O Livro de Números
 
Panorama Bíblico
Panorama Bíblico Panorama Bíblico
Panorama Bíblico
 
69 estudo panorâmico da bíblia (o livro de jeremias)
69   estudo panorâmico da bíblia (o livro de jeremias)69   estudo panorâmico da bíblia (o livro de jeremias)
69 estudo panorâmico da bíblia (o livro de jeremias)
 
Aula 04 e 05 provérbios
Aula 04 e 05   provérbiosAula 04 e 05   provérbios
Aula 04 e 05 provérbios
 
Panorama do AT - Josué
Panorama do AT - JosuéPanorama do AT - Josué
Panorama do AT - Josué
 
Panorama do AT - Salmos
Panorama do AT - SalmosPanorama do AT - Salmos
Panorama do AT - Salmos
 
Panorama do AT - Daniel
Panorama do AT - DanielPanorama do AT - Daniel
Panorama do AT - Daniel
 
Panorama do AT - Juízes e Rute
Panorama do AT - Juízes e RutePanorama do AT - Juízes e Rute
Panorama do AT - Juízes e Rute
 
Panorama do AT - Êxodo
Panorama do AT -  ÊxodoPanorama do AT -  Êxodo
Panorama do AT - Êxodo
 
Panorama do AT - Deuteronômio
Panorama do AT - DeuteronômioPanorama do AT - Deuteronômio
Panorama do AT - Deuteronômio
 
Lição 10 - O Sistema de Sacrifícios
Lição 10 - O Sistema de SacrifíciosLição 10 - O Sistema de Sacrifícios
Lição 10 - O Sistema de Sacrifícios
 
43 Estudo Panorâmico da Bíblia (Deuteronômio)
43   Estudo Panorâmico da Bíblia (Deuteronômio)43   Estudo Panorâmico da Bíblia (Deuteronômio)
43 Estudo Panorâmico da Bíblia (Deuteronômio)
 
25. Os poéticos: Provérbios
25. Os poéticos: Provérbios25. Os poéticos: Provérbios
25. Os poéticos: Provérbios
 
3. O Evangelho Segundo Mateus
3. O Evangelho Segundo Mateus3. O Evangelho Segundo Mateus
3. O Evangelho Segundo Mateus
 

Destaque

Livro de números
Livro de númerosLivro de números
Livro de números
pbmarcelo
 
Deuteronômio
Deuteronômio Deuteronômio
Deuteronômio
Sergio Zilochi
 
5 deuteronomio
5 deuteronomio5 deuteronomio
5 deuteronomio
Pib Penha
 
Aula 7 - Números
Aula 7 - NúmerosAula 7 - Números
Aula 7 - Números
ibrdoamor
 
5 Lições do livro de Deuteronômio
5 Lições do livro de Deuteronômio5 Lições do livro de Deuteronômio
5 Lições do livro de Deuteronômio
Lucas Soares
 
42 Estudo Panorâmico da Bíblia (Números)
42   Estudo Panorâmico da Bíblia (Números)42   Estudo Panorâmico da Bíblia (Números)
42 Estudo Panorâmico da Bíblia (Números)
Robson Tavares Fernandes
 
39 Estudo Panorâmico da Bíblia (Êxodo)
39   Estudo Panorâmico da Bíblia (Êxodo)39   Estudo Panorâmico da Bíblia (Êxodo)
39 Estudo Panorâmico da Bíblia (Êxodo)
Robson Tavares Fernandes
 
Deuteronômio 28
Deuteronômio 28Deuteronômio 28
Deuteronômio 28
evangelismo emslides
 
4. êxodo
4. êxodo4. êxodo
4. êxodo
mbrandao7
 
O legado de Moisés
O legado de MoisésO legado de Moisés
O legado de Moisés
Moisés Sampaio
 
14 ise - levítico - números - deuteronômio
14   ise - levítico - números - deuteronômio14   ise - levítico - números - deuteronômio
14 ise - levítico - números - deuteronômio
Léo Mendonça
 
Os livros de crônicas
Os livros de crônicasOs livros de crônicas
Os livros de crônicas
mbrandao7
 
7. O Livro de Levítico
7. O Livro de Levítico7. O Livro de Levítico
7. O Livro de Levítico
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
Slides panorama do velho testamento 2
Slides   panorama do velho testamento 2Slides   panorama do velho testamento 2
Slides panorama do velho testamento 2
Rosana Eugenio Dos Santos
 
A História de Israel - Aula 7 - O Tabernáculo
A História de Israel - Aula 7 - O Tabernáculo A História de Israel - Aula 7 - O Tabernáculo
A História de Israel - Aula 7 - O Tabernáculo
Pr. Luiz Carlos Lopes
 
Panorama do at 2
Panorama do at 2Panorama do at 2
Panorama do at 2
Lisanro Cronje
 
Panorama do at 1 Ensinai
Panorama do at 1 EnsinaiPanorama do at 1 Ensinai
Panorama do at 1 Ensinai
Lisanro Cronje
 
Panorama do AT - Miqueias
Panorama do AT - MiqueiasPanorama do AT - Miqueias
Panorama do AT - Miqueias
Respirando Deus
 

Destaque (18)

Livro de números
Livro de númerosLivro de números
Livro de números
 
Deuteronômio
Deuteronômio Deuteronômio
Deuteronômio
 
5 deuteronomio
5 deuteronomio5 deuteronomio
5 deuteronomio
 
Aula 7 - Números
Aula 7 - NúmerosAula 7 - Números
Aula 7 - Números
 
5 Lições do livro de Deuteronômio
5 Lições do livro de Deuteronômio5 Lições do livro de Deuteronômio
5 Lições do livro de Deuteronômio
 
42 Estudo Panorâmico da Bíblia (Números)
42   Estudo Panorâmico da Bíblia (Números)42   Estudo Panorâmico da Bíblia (Números)
42 Estudo Panorâmico da Bíblia (Números)
 
39 Estudo Panorâmico da Bíblia (Êxodo)
39   Estudo Panorâmico da Bíblia (Êxodo)39   Estudo Panorâmico da Bíblia (Êxodo)
39 Estudo Panorâmico da Bíblia (Êxodo)
 
Deuteronômio 28
Deuteronômio 28Deuteronômio 28
Deuteronômio 28
 
4. êxodo
4. êxodo4. êxodo
4. êxodo
 
O legado de Moisés
O legado de MoisésO legado de Moisés
O legado de Moisés
 
14 ise - levítico - números - deuteronômio
14   ise - levítico - números - deuteronômio14   ise - levítico - números - deuteronômio
14 ise - levítico - números - deuteronômio
 
Os livros de crônicas
Os livros de crônicasOs livros de crônicas
Os livros de crônicas
 
7. O Livro de Levítico
7. O Livro de Levítico7. O Livro de Levítico
7. O Livro de Levítico
 
Slides panorama do velho testamento 2
Slides   panorama do velho testamento 2Slides   panorama do velho testamento 2
Slides panorama do velho testamento 2
 
A História de Israel - Aula 7 - O Tabernáculo
A História de Israel - Aula 7 - O Tabernáculo A História de Israel - Aula 7 - O Tabernáculo
A História de Israel - Aula 7 - O Tabernáculo
 
Panorama do at 2
Panorama do at 2Panorama do at 2
Panorama do at 2
 
Panorama do at 1 Ensinai
Panorama do at 1 EnsinaiPanorama do at 1 Ensinai
Panorama do at 1 Ensinai
 
Panorama do AT - Miqueias
Panorama do AT - MiqueiasPanorama do AT - Miqueias
Panorama do AT - Miqueias
 

Semelhante a O livro de deuteronômio

EBD - O Pentateuco - O Livro de Deuteronômio
EBD - O Pentateuco - O Livro de DeuteronômioEBD - O Pentateuco - O Livro de Deuteronômio
EBD - O Pentateuco - O Livro de Deuteronômio
DouglasMoraes54
 
Aula 6 - Deuteronômio
Aula 6 - DeuteronômioAula 6 - Deuteronômio
Aula 6 - Deuteronômio
Gustavo Zimmermann
 
Lição 02 - O padrão moral da lei
Lição 02 - O padrão moral da leiLição 02 - O padrão moral da lei
Lição 02 - O padrão moral da lei
Pr. Andre Luiz
 
5 deuteronomio
5 deuteronomio5 deuteronomio
5 deuteronomio
PIB Penha
 
Aula_DEUTERONÔMIO_Estudo_Pentateuco.pptx
Aula_DEUTERONÔMIO_Estudo_Pentateuco.pptxAula_DEUTERONÔMIO_Estudo_Pentateuco.pptx
Aula_DEUTERONÔMIO_Estudo_Pentateuco.pptx
RobertoAndrade392043
 
Lição 03 - Não terás outros deuses
Lição 03 - Não terás outros deusesLição 03 - Não terás outros deuses
Lição 03 - Não terás outros deuses
Pr. Andre Luiz
 
Panorama do at 3
Panorama do at 3Panorama do at 3
Panorama do at 3
Lisanro Cronje
 
Ibadep deuteronômio
Ibadep  deuteronômioIbadep  deuteronômio
Ibadep deuteronômio
Nivaldo R. Santos
 
O padrão da lei moral
O padrão da lei moralO padrão da lei moral
O padrão da lei moral
Moisés Sampaio
 
Lição 5 Hebreus
Lição 5   Hebreus Lição 5   Hebreus
Lição 5 Hebreus
Escola Bíblica Sem Fronteiras
 
Deuteronomio 2
Deuteronomio 2Deuteronomio 2
Deuteronomio 2
Elisa Schenk
 
Deuteronomio 3
Deuteronomio 3Deuteronomio 3
Deuteronomio 3
Elisa Schenk
 
Lição 1 deus dá sua lei ao povo de israel
Lição 1   deus dá sua lei ao povo de israelLição 1   deus dá sua lei ao povo de israel
Lição 1 deus dá sua lei ao povo de israel
Adriano Pascoa
 
As Seitas Judaicas e o Sin+®drio nos tempos de Jesus.pptx
As Seitas Judaicas e o Sin+®drio nos tempos de Jesus.pptxAs Seitas Judaicas e o Sin+®drio nos tempos de Jesus.pptx
As Seitas Judaicas e o Sin+®drio nos tempos de Jesus.pptx
bpclaudio11
 
Aula 01_INTRODUÇÃO AO LIVRO DE PENTATEUCO E GÊNESIS.pptx
Aula 01_INTRODUÇÃO AO LIVRO DE PENTATEUCO E GÊNESIS.pptxAula 01_INTRODUÇÃO AO LIVRO DE PENTATEUCO E GÊNESIS.pptx
Aula 01_INTRODUÇÃO AO LIVRO DE PENTATEUCO E GÊNESIS.pptx
RobertoAndrade392043
 
Deuteronomio 5
Deuteronomio 5Deuteronomio 5
Deuteronomio 5
Elisa Schenk
 
Deuteronomio 4
Deuteronomio 4Deuteronomio 4
Deuteronomio 4
Elisa Schenk
 
Aula 13 - Livros Proféticos
Aula 13 - Livros ProféticosAula 13 - Livros Proféticos
Aula 13 - Livros Proféticos
Gustavo Zimmermann
 
LIÇÃO 02 – O PADRÃO DA LEI MORAL
LIÇÃO 02 – O PADRÃO DA LEI MORALLIÇÃO 02 – O PADRÃO DA LEI MORAL
LIÇÃO 02 – O PADRÃO DA LEI MORAL
Luis Carlos Oliveira
 
Escatologia bíblica
Escatologia bíblicaEscatologia bíblica
Escatologia bíblica
Marcos Kinho
 

Semelhante a O livro de deuteronômio (20)

EBD - O Pentateuco - O Livro de Deuteronômio
EBD - O Pentateuco - O Livro de DeuteronômioEBD - O Pentateuco - O Livro de Deuteronômio
EBD - O Pentateuco - O Livro de Deuteronômio
 
Aula 6 - Deuteronômio
Aula 6 - DeuteronômioAula 6 - Deuteronômio
Aula 6 - Deuteronômio
 
Lição 02 - O padrão moral da lei
Lição 02 - O padrão moral da leiLição 02 - O padrão moral da lei
Lição 02 - O padrão moral da lei
 
5 deuteronomio
5 deuteronomio5 deuteronomio
5 deuteronomio
 
Aula_DEUTERONÔMIO_Estudo_Pentateuco.pptx
Aula_DEUTERONÔMIO_Estudo_Pentateuco.pptxAula_DEUTERONÔMIO_Estudo_Pentateuco.pptx
Aula_DEUTERONÔMIO_Estudo_Pentateuco.pptx
 
Lição 03 - Não terás outros deuses
Lição 03 - Não terás outros deusesLição 03 - Não terás outros deuses
Lição 03 - Não terás outros deuses
 
Panorama do at 3
Panorama do at 3Panorama do at 3
Panorama do at 3
 
Ibadep deuteronômio
Ibadep  deuteronômioIbadep  deuteronômio
Ibadep deuteronômio
 
O padrão da lei moral
O padrão da lei moralO padrão da lei moral
O padrão da lei moral
 
Lição 5 Hebreus
Lição 5   Hebreus Lição 5   Hebreus
Lição 5 Hebreus
 
Deuteronomio 2
Deuteronomio 2Deuteronomio 2
Deuteronomio 2
 
Deuteronomio 3
Deuteronomio 3Deuteronomio 3
Deuteronomio 3
 
Lição 1 deus dá sua lei ao povo de israel
Lição 1   deus dá sua lei ao povo de israelLição 1   deus dá sua lei ao povo de israel
Lição 1 deus dá sua lei ao povo de israel
 
As Seitas Judaicas e o Sin+®drio nos tempos de Jesus.pptx
As Seitas Judaicas e o Sin+®drio nos tempos de Jesus.pptxAs Seitas Judaicas e o Sin+®drio nos tempos de Jesus.pptx
As Seitas Judaicas e o Sin+®drio nos tempos de Jesus.pptx
 
Aula 01_INTRODUÇÃO AO LIVRO DE PENTATEUCO E GÊNESIS.pptx
Aula 01_INTRODUÇÃO AO LIVRO DE PENTATEUCO E GÊNESIS.pptxAula 01_INTRODUÇÃO AO LIVRO DE PENTATEUCO E GÊNESIS.pptx
Aula 01_INTRODUÇÃO AO LIVRO DE PENTATEUCO E GÊNESIS.pptx
 
Deuteronomio 5
Deuteronomio 5Deuteronomio 5
Deuteronomio 5
 
Deuteronomio 4
Deuteronomio 4Deuteronomio 4
Deuteronomio 4
 
Aula 13 - Livros Proféticos
Aula 13 - Livros ProféticosAula 13 - Livros Proféticos
Aula 13 - Livros Proféticos
 
LIÇÃO 02 – O PADRÃO DA LEI MORAL
LIÇÃO 02 – O PADRÃO DA LEI MORALLIÇÃO 02 – O PADRÃO DA LEI MORAL
LIÇÃO 02 – O PADRÃO DA LEI MORAL
 
Escatologia bíblica
Escatologia bíblicaEscatologia bíblica
Escatologia bíblica
 

Mais de mbrandao7

Os livros de Esdras e Neemias
Os livros de Esdras e NeemiasOs livros de Esdras e Neemias
Os livros de Esdras e Neemias
mbrandao7
 
2012 a relevância da bíblia no contexto pós-moderno
2012   a relevância da bíblia no contexto pós-moderno2012   a relevância da bíblia no contexto pós-moderno
2012 a relevância da bíblia no contexto pós-moderno
mbrandao7
 
Os livros de samuel
Os livros de samuelOs livros de samuel
Os livros de samuel
mbrandao7
 
OS LIVROS DE SAMUEL
OS LIVROS DE SAMUELOS LIVROS DE SAMUEL
OS LIVROS DE SAMUEL
mbrandao7
 
O livro de rute
O livro de ruteO livro de rute
O livro de rute
mbrandao7
 
O livro de rute
O livro de ruteO livro de rute
O livro de rute
mbrandao7
 
O livro de juízes
O livro de juízesO livro de juízes
O livro de juízes
mbrandao7
 
O livro de josué
O livro de josuéO livro de josué
O livro de josué
mbrandao7
 
Introd. livros historicos
Introd. livros historicosIntrod. livros historicos
Introd. livros historicos
mbrandao7
 
5. levítico
5. levítico5. levítico
5. levítico
mbrandao7
 
3. gênesis
3. gênesis3. gênesis
3. gênesis
mbrandao7
 
2. apresentação
2. apresentação2. apresentação
2. apresentação
mbrandao7
 
1. Apêndice
1. Apêndice1. Apêndice
1. Apêndice
mbrandao7
 

Mais de mbrandao7 (13)

Os livros de Esdras e Neemias
Os livros de Esdras e NeemiasOs livros de Esdras e Neemias
Os livros de Esdras e Neemias
 
2012 a relevância da bíblia no contexto pós-moderno
2012   a relevância da bíblia no contexto pós-moderno2012   a relevância da bíblia no contexto pós-moderno
2012 a relevância da bíblia no contexto pós-moderno
 
Os livros de samuel
Os livros de samuelOs livros de samuel
Os livros de samuel
 
OS LIVROS DE SAMUEL
OS LIVROS DE SAMUELOS LIVROS DE SAMUEL
OS LIVROS DE SAMUEL
 
O livro de rute
O livro de ruteO livro de rute
O livro de rute
 
O livro de rute
O livro de ruteO livro de rute
O livro de rute
 
O livro de juízes
O livro de juízesO livro de juízes
O livro de juízes
 
O livro de josué
O livro de josuéO livro de josué
O livro de josué
 
Introd. livros historicos
Introd. livros historicosIntrod. livros historicos
Introd. livros historicos
 
5. levítico
5. levítico5. levítico
5. levítico
 
3. gênesis
3. gênesis3. gênesis
3. gênesis
 
2. apresentação
2. apresentação2. apresentação
2. apresentação
 
1. Apêndice
1. Apêndice1. Apêndice
1. Apêndice
 

Último

Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdfIntendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Falcão Brasil
 
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptxAdministração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
helenawaya9
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Falcão Brasil
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdfAula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
ProfessoraSilmaraArg
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Luzia Gabriele
 
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
Falcão Brasil
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Falcão Brasil
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Falcão Brasil
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
Falcão Brasil
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Falcão Brasil
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
Manuais Formação
 
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Falcão Brasil
 

Último (20)

Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdfIntendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
 
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptxAdministração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdfAula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
 
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
 
Elogio da Saudade .
Elogio da Saudade                          .Elogio da Saudade                          .
Elogio da Saudade .
 
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
 

O livro de deuteronômio

  • 1. O livro de Deuteronômio Moisés expõe as leis para a vida em Canaã
  • 2. Autoria Título Os hebreus deram-lhe o nome de “Elleh Haddevarim”, usando as primeiras palavras do livro: “São estas as palavras”, ou “Devarim”, (palavras). A Septuaginta chamou-o de “Deuteronômio”, que significa “Segunda Lei” ou repetição da lei, nome que também a Vulgata Latina adotou.
  • 3. Autor A autoria de Moisés é tem forte confirmação, tanto no próprio livro como em outros. À semelhança da maioria dos escritores bíblicos, Moisés escreveu na terceira pessoa, referindo-se a si próprio 38 vezes neste livro. Pouco antes da sua morte, declarou que tinha escrito esta lei antes de entregá-las nas mãos sacerdotes (Dt. 31.9;24-26).
  • 4. Além das muitas referencias do A.T. à “Lei de Moisés”, há muitas confirmações de Jesus e dos apóstolos (Mt. 19.8; Mc. 10.3; Jo. 1.17;5.46; At. 3.22; Rm. 10.5; 1 Co. 9.9). O último capítulo sobre a morte de Moisés é um apêndice escrito mais tarde, talvez por Josué, Eleazar ou Samuel.
  • 5. Cenário Histórico Data de escrita – 1405 a.C. Moisés especificou a data de 1 de fevereiro de 1405 a.C. quando reuniu o povo para este conjunto final de mensagem (1.3). Apesar de este pronunciamento ter sido feito em diversas sessões, a expressão “hoje” foi repetida 67 vezes em todo o livro. Circunstâncias Quanto a posição geográfica, Israel estava perto das margens do Jordão, todos ansiosos pela nova aventura em Canaã. Tendo conquistado grande área da Transjordânia quase sem perdas humanas sob a direção do Senhor, estavam prontos para o desafio de Canaã.
  • 6. Quanto à religião, o novo Israel era, de muitas maneiras, diferente da 1ª geração que saiu do Egito. Não tinham conhecido a idolatria daquele país, estivera sob a liderança de Moisés por 40 anos no deserto. O povo conhecera o poder e a vitória como resultados da confiança no Senhor quando em batalha. Entretanto, havia muitos problemas familiares e sociais esperando por solução, e a idolatria .
  • 7. Cenário Religioso Trata-se de duas gerações de Israel: 1ª saída do Egito, tinha visto muitos milagres executados por Moisés, recebera a Lei de maneira miraculosa. Ao sair em marcha deixando o Sinai começou a murmurar. Queixas sobre o maná, falta de gratidão. Ciúmes na própria família de Moisés. Rebelião da congregação e muitos líderes, até a morte de toda a geração. Os dois grandes pecados foram cometidos por esta geração: Idolatria e Rebelião.
  • 8. 2ª estava para entrar em Canaã, cresceu conhecendo a Lei e recebendo diariamente o maná. Após o funeral de Arão, começou um novo período com um novo sacerdote, Eleazar. Esta geração teve que ser ensinada sobre as primeiras lições dadas por Deus, lições sobre murmuração, descrença e idolatria. O novo período começou com grandes vitórias na Transjordânia. Apesar de terem recebido a Lei e o sistema Levítico, é duvidoso que tenham guardado todos os regulamentos no deserto. A prova é o fato de que o requisito da circuncisão só foi observado após a travessia do Jordão. (Josué 5.5)
  • 9. Objetivo do Livro Preparar a nova geração de Israel para viver em Canaã mediante uma reafirmação da Lei do Sinai. Enfatizava a segurança da Palavra de Deus e suas promessas contidas na aliança com os patriarcas, procurando lembrá-los do dever de serem fiéis para que as promessas se cumpram.
  • 10. Esboço de Deuteronômio FIDELIDADE DO SENHOR NOVAMENTE LEMBRADA ........................................................................ 1-4 Fracassos de Israel em Cades-Barnéia ..................1 Vitórias de Israel na Transjordânia ....................2-3 Grandes responsabilidades de Israel em Canaã ....4 FUNDAMENTOS DA LEI REAFIRMADOS .............5-11 Decálogo e “Shema” de Israel ............................5-6 Perigos de Idolatria em Canaã ...........................7-9 Deveres de Amor e Serviço ao Senhor ............10-11
  • 11. FUNCIONAMENTO DA LEI REFERENTE À VIDA EM CANAÃ ......................................................12-26 Leis religiosas especiais .............................12-16 Leis civis especiais .....................................17-21 Responsabilidade dos líderes ....................17-18 Responsabilidade no derramamento de sangue ..................................................................19-21 Leis sociais especiais ..................................22-26 Respeito pela justiça e discrição moral .......22-25 Respeito pelo dízimo de Deus, Senhor soberano ........................................................................26
  • 12. CUMPRIMENTO DA LEI EXIGIDO PARA PERMANECER EM CANAÃ .........................27-30 Permanência em Canaã depende de obediência ..................................................................27-28 Volta a Canaã depende do Arrependimento ...................................................................29-30 Determinações finais de Moisés e a sua partida ...................................................................31-34
  • 13. Contribuições singulares de Deuteronômio Suplemento de Êxodo: por que uma segunda lei? O livro suplementa todos os quatro livros anteriores, ele elabora especialmente a Lei de Êx. 20-23. Dt. 5.7-21 repete o Decálogo de Êx. 20 quase textualmente, apenas dando uma razão diferente para a guarda do sábado: o livramento da servidão.
  • 14. Enfatiza o amor: amor de Deus por Israel (5 vezes); necessidade de o homem amar a Deus (12 vezes); necessidade de Israel amar o estrangeiro (1 vez). “Amar é visto como o 11º mandamento ou a motivação latente de todos os demais. Realça o benefício pessoal de guardar os mandamentos de Deus: “para que te vá bem” (4.40;5.16). Os mandamentos, na sua maioria, são dados com fundamento lógico, como se estivesse apelando para o senso de retidão. Quando reafirma a pena de morte para crimes capitais, acrescenta o motivo: “assim eliminaras o mal do meio de ti”. (13.5;17.7;19.19;22.21)
  • 15. Expressa uma forte preocupação pelos necessitados, órfãos, viúvas e estrangeiros, e incluindo uma seção especial sobre direitos humanos (23-25). Tem muito a dizer sobre a vida familiar, o casamento, o divórcio, novas núpcias e os direitos da mulher em geral. Acentua a responsabilidade de vários líderes (16-18) Inclui muitas advertências acerca do perigo da prosperidade (6.10; 8.10; 11.14). Enfatiza que Deus escolhe a Israel em amor e a necessidade de Israel a Deus em amor (4.37;7.7-8; 30.19-20).
  • 16. “ Shema” de Israel ou “profissão de fé” (6.4-9) “ Ouve, Israel, o Senhor o nosso Deus é o único Senhor”, seguido da ordem de amar a Deus e ensinar a sua Palavra, é a doutrina central da teologia hebraica. Essa profissão de fé (Shema) tem sido a marca autêntica da religião de Israel através da história.
  • 17. Principal livro teológico do Antigo Testamento. Os elementos da Teologia do A.T. são encontradas, na sua maioria, em Deuteronômio. Contém 259 referencias aos 4 livros anteriores, e apresenta uma linda combinação de amor, santidade e justiça de Deus. Adverte a Israel quanto ao passado, presente, e futuro. Este livro trata de um maior número de questões de relacionamento do que qualquer outro livro da Bíblia.
  • 18. Rebelião de Israel e peregrinações (13-14) O Senhor castigou aos leigos por se queixarem da comida, e a Miriã e Arão por invejarem a Moisés. Depois outros líderes se rebelaram contra Moisés e foram castigados também. O próprio Moisés rebelou-se por um momento (20.12; 27.14), e por isso lhe foi negada a entrada em Canaã. A Segunda geração aprendeu que seria castigada se houvesse também idolatria, imoralidade e rebelião.
  • 19. O livro do Antigo Testamento mais citado. É citado 356 vezes por posteriores escritores do A.T., e mais de 190 vezes no N.T. Foi um dos livros favoritos de Jesus, pois o citou mais do que qualquer outro. Ao refutar o diabo, por exemplo, Jesus enfrentou cada desafio como uma citação de Deuteronômio, vencendo-o com o simples poder da citação. O diabo, em Mt. 4.6, usou o Salmo 91, citando-o fora de contexto.
  • 20. Quatro leis espirituais de Israel (10.12-13). A resposta de Moisés para “Que o Senhor requer de ti?” resume a lei e a essência da verdadeira religião em 4 pontos: Temor e reverencia ao Senhor teu Deus Andar em todos os seus caminhos e amá-lo Servir ao Senhor com todo o teu coração e toda a tua alma Guardar os mandamentos do Senhor. *Mais tarde Miquéias respondeu a mesma pergunta com um resumo da mensagem dos profetas, Mq. 6.8.
  • 21. Responsabilidade dos líderes públicos (16-17) Nestes capítulos veem-se 3 classes de líderes: juízes, juízes-sacerdotes e reis. Justiça sem parcialidade. Para tanto exigia-se: 1) abster-se de receber suborno de qualquer espécie, e 2) buscar sempre conselho na Palavra de Deus.
  • 22. PROFECIA MESSIÂNICA DE DEUTERONÔMIO Um profeta semelhante a Moisés (18.18-19) A vinda de Jesus é mencionada pela 1ª vez nessa passagem. A missão de um profeta era transmitir as palavras de Deus ao povo. Moisés foi um profeta poderoso em obras e palavras, em milagres e palavras da Lei. Ao proferir essa profecia messiânica, Moisés salientou a absoluta exatidão e convicção das palavras que o Messias iria proferir (28.22).