SlideShare uma empresa Scribd logo
Panorama do Antigo Testamento
Ageu
Introdução
O título do livro leva o nome do seu autor.
Uma vez que esse nome significa
“festivo”, sugere que Ageu nasceu num
dia de festa. Depois do Obadias, é o livro
mais curto do Antigo Testamento.
Informações Básicas
● Data: 520 a.C.
● Autor: Ageu
● Local: Jerusalém após o retorno do exílio
● Alvo: Reanimar o povo e os líderes judeus
● Versículo-chave: Ag 2.8-9
● Palavra-chave: Reconstrução
Informações Básicas
● Propósito: Ageu buscou desafiar o povo de Deus com respeito às
suas prioridades. Ele os chamou a reverenciar e glorificar a Deus
através da construção do Templo, apesar da oposição local e
oficial. Ageu os exortou a não se desanimar porque este templo
não seria tão ricamente decorado como o de Salomão. Ele os
exortou também a abandonar a impureza de seus caminhos e a
confiar no poder soberano de Deus. O Livro de Ageu é um
lembrete dos problemas que o povo de Deus enfrentou naquele
momento, de como as pessoas corajosamente confiaram em Deus
e como Deus providenciou para as suas necessidades.
Esboço e Cronologia
Ano Mês Dia
I. A repreensão pela desobediência 1.1-11 2 6 1
II. O remanescente atende e constrói 1.12-15 2 6 24
III. A glória do segundo templo 2.1-9 2 7 21
IV. Um povo impuro é puruficado 2.10-19 2 9 24
V. Uma mensagem para Zorobabel 2.20-23 2 9 24
Personagens Principais
● Ageu
– Profeta de Judá após o retorno do exílio babilônico;
impeliu o povo a reconstruir o templo (1.3 – 2.23).
● Zorobabel
– Liderou os judeus durante a saída do exílio babilônico;
serviu como o representante oficial da dinastia
davídica; chamado de “anel de selar” (1.1-2.23).
Personagens Principais
● Josué
– Sumo sacerdote de Judá; colíder, juntamente com
Zorobabel (1.1 – 2.4).
● Povo de Judá
– Encorajado por Ageu a concluir a reconstrução do
templo (1.2,12; 2.2).
Mãos à Obra!
● Ageu profetizou em Jerusalém nos tempos de
Esdras (Ed 5.1; 6.14). Diante das ameaças
externas e da aparente estabilidade que
começavam a adquirir, os judeus
desanimaram-se e interromperam as obras de
reconstrução do templo. O profeta Ageu foi
chamado por Deus para mostrar ao povo que o
abandono da obra do templo era uma questão
de prioridades erradas.
Requisitos da Obra do Senhor
● A mensagem de Ageu não apenas reanimou o povo a voltar à
reconstrução do templo, mas também deu instruções de como
realizar a obra do Senhor. O povo deveria:
– a. buscar agradar e glorificar ao Senhor (Ag 1.8);
– b. priorizar a Deus (Ag 1.9)
– c. ter cooperação entre líderes e liderados (Ag 1.14);
– d. reconhecer que todas as coisas são do Senhor (Ag 2.8);
– e. executar com santidade (Ag 2.11-14).
Empecilhos à Obra do Senhor
● Ageu mostra alguns empecilhos que criamos, e com eles
atrapalhamos a obra do Senhor.
– Ag 1.4: Preocupação excessiva com o bem-estar
pessoal.
– Ag 2.4: Covardia diante dos obstáculos que vão
aparecer.
– Ag 2.8: Falta de fé na provisão de recursos por parte do
Senhor.
– Ag 2.13-14: Pecado que contamina a comunidade do
Senhor.
Doutrinas
● A presença de Deus no templo
– Ag 1.7-8; 2.7-9
● A pbediência das pessoas que temiam a Deus
– Ag 1.12-15
O Caráter de Deus em Ageu
● Deus é glorioso: 2.1-9
Prenúncios
Tal como acontece com a maioria dos livros dos profetas menores, Ageu termina com
promessas de restauração e bênção. No último versículo, Ag 2.23, Deus usa um título
claramente messiânico em referência a Zorobabel: "Servo Meu" (Compare 2Sm 3.18; 1Rs
11.34, Is 42.1-9; Ez 37.24 , 25). Através de Ageu, Deus promete fazê-lo como um anel, o
qual era um símbolo de honra, autoridade e poder, algo como o cetro do rei usado para
selar cartas e decretos. Zorobabel, como o anel de selar de Deus, representa a casa de
Davi e a retomada da linha messiânica interrompida pelo exílio. Zorobabel restabeleceu a
linha davídica de reis que culminará no reinado milenar de Cristo. Zorobabel aparece na
linha de Cristo tanto no lado de José (Mt 1.12) quanto no de Maria (Lc 3.27).
Aplicação Prática
O Livro de Ageu chama a atenção para os problemas mais comuns que as pessoas
enfrentam ainda hoje. Ageu nos pede para:
– 1) examinar nossas prioridades a fim de vermos se estamos mais interessados em
nossos próprios prazeres do que em fazer a obra de Deus,
– 2) rejeitar uma atitude derrotista quando nos deparamos com oposição ou situação
desanimadora,
– 3) confessar nossos fracassos e buscar viver uma vida pura diante de Deus;
– 4) agir corajosamente por Deus porque temos a certeza de que Ele está sempre
conosco e está em pleno controle de nossas circunstâncias, e
– 5) descansar seguro nas mãos de Deus sabendo que Ele vai nos abençoar
abundantemente quando o servimos fielmente.
Conclusão
Ageu traz um apelo de compromisso pessoal
do crente com a obra do Senhor. Ele nos
chama para colocar Deus em primeiro lugar e a
fazer a obra de Deus com todo o
desprendimento. Se o Senhor quiser, nada
nem ninguém poderão impedir.
Perguntas?
● Ag 1.2
– Como a obra poderia ter sido interrompida pela indiferença dos
líderes, se Esdras 4.23 diz que foi pela influência estrangeira?
– Problema: Ageu 1.2 dá a entender que as pessoas estavam
indiferentes em relação à construção do templo, ao passo que
Esdras 4.7-23 declara que inimigos estrangeiros vieram para forçar o
povo a interromper o projeto de reconstrução. O motivo da
interrupção da obra foi então a indiferença ou a oposição?
Perguntas?
● Solução:
– As duas são verdadeiras. A força militar do
inimigo fez que a reconstrução parasse, mas
foi a indiferença do povo que impediu que o
projeto se reiniciasse.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Panorama do AT - Ezequiel
Panorama do AT - EzequielPanorama do AT - Ezequiel
Panorama do AT - Ezequiel
Respirando Deus
 
Panorama do AT - Eclesiastes
Panorama do AT - EclesiastesPanorama do AT - Eclesiastes
Panorama do AT - Eclesiastes
Respirando Deus
 
Panorama do AT - Jeremias e Lamentações
Panorama do AT - Jeremias e LamentaçõesPanorama do AT - Jeremias e Lamentações
Panorama do AT - Jeremias e Lamentações
Respirando Deus
 
36. O profeta Amós
36. O profeta Amós36. O profeta Amós
Panorama do AT - Miqueias
Panorama do AT - MiqueiasPanorama do AT - Miqueias
Panorama do AT - Miqueias
Respirando Deus
 
Panorama do AT - Salmos
Panorama do AT - SalmosPanorama do AT - Salmos
Panorama do AT - Salmos
Respirando Deus
 
Estudo Panorâmico do AT - Crônicas 1 e 2
Estudo Panorâmico do AT - Crônicas 1 e 2Estudo Panorâmico do AT - Crônicas 1 e 2
Estudo Panorâmico do AT - Crônicas 1 e 2
Respirando Deus
 
Panorama Bíblico
Panorama Bíblico Panorama Bíblico
Panorama Bíblico
Pr. Welfany Nolasco Rodrigues
 
29. O profeta Isaías
29. O profeta Isaías29. O profeta Isaías
29. O profeta Isaías
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
Panorama do AT - Obadias
Panorama do AT - ObadiasPanorama do AT - Obadias
Panorama do AT - Obadias
Respirando Deus
 
Panorama do AT - Habacuque
Panorama do AT - HabacuquePanorama do AT - Habacuque
Panorama do AT - Habacuque
Respirando Deus
 
35. O Profeta Joel
35. O Profeta Joel35. O Profeta Joel
44. O Profeta Zacarias
44. O Profeta Zacarias44. O Profeta Zacarias
44. O Profeta Zacarias
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
Panorama do NT - Romanos
Panorama do NT - RomanosPanorama do NT - Romanos
Panorama do NT - Romanos
Respirando Deus
 
34. O profeta Oséias
34. O profeta Oséias34. O profeta Oséias
34. O profeta Oséias
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
Os livros de crônicas
Os livros de crônicasOs livros de crônicas
Os livros de crônicas
mbrandao7
 
Panorama do AT - Daniel
Panorama do AT - DanielPanorama do AT - Daniel
Panorama do AT - Daniel
Respirando Deus
 
Panorama do AT - Provérbios
Panorama do AT - ProvérbiosPanorama do AT - Provérbios
Panorama do AT - Provérbios
Respirando Deus
 
Lamentações
LamentaçõesLamentações
Lamentações
profsempre
 
39. O Profeta Miquéias
39. O Profeta Miquéias39. O Profeta Miquéias
39. O Profeta Miquéias
Igreja Presbiteriana de Dourados
 

Mais procurados (20)

Panorama do AT - Ezequiel
Panorama do AT - EzequielPanorama do AT - Ezequiel
Panorama do AT - Ezequiel
 
Panorama do AT - Eclesiastes
Panorama do AT - EclesiastesPanorama do AT - Eclesiastes
Panorama do AT - Eclesiastes
 
Panorama do AT - Jeremias e Lamentações
Panorama do AT - Jeremias e LamentaçõesPanorama do AT - Jeremias e Lamentações
Panorama do AT - Jeremias e Lamentações
 
36. O profeta Amós
36. O profeta Amós36. O profeta Amós
36. O profeta Amós
 
Panorama do AT - Miqueias
Panorama do AT - MiqueiasPanorama do AT - Miqueias
Panorama do AT - Miqueias
 
Panorama do AT - Salmos
Panorama do AT - SalmosPanorama do AT - Salmos
Panorama do AT - Salmos
 
Estudo Panorâmico do AT - Crônicas 1 e 2
Estudo Panorâmico do AT - Crônicas 1 e 2Estudo Panorâmico do AT - Crônicas 1 e 2
Estudo Panorâmico do AT - Crônicas 1 e 2
 
Panorama Bíblico
Panorama Bíblico Panorama Bíblico
Panorama Bíblico
 
29. O profeta Isaías
29. O profeta Isaías29. O profeta Isaías
29. O profeta Isaías
 
Panorama do AT - Obadias
Panorama do AT - ObadiasPanorama do AT - Obadias
Panorama do AT - Obadias
 
Panorama do AT - Habacuque
Panorama do AT - HabacuquePanorama do AT - Habacuque
Panorama do AT - Habacuque
 
35. O Profeta Joel
35. O Profeta Joel35. O Profeta Joel
35. O Profeta Joel
 
44. O Profeta Zacarias
44. O Profeta Zacarias44. O Profeta Zacarias
44. O Profeta Zacarias
 
Panorama do NT - Romanos
Panorama do NT - RomanosPanorama do NT - Romanos
Panorama do NT - Romanos
 
34. O profeta Oséias
34. O profeta Oséias34. O profeta Oséias
34. O profeta Oséias
 
Os livros de crônicas
Os livros de crônicasOs livros de crônicas
Os livros de crônicas
 
Panorama do AT - Daniel
Panorama do AT - DanielPanorama do AT - Daniel
Panorama do AT - Daniel
 
Panorama do AT - Provérbios
Panorama do AT - ProvérbiosPanorama do AT - Provérbios
Panorama do AT - Provérbios
 
Lamentações
LamentaçõesLamentações
Lamentações
 
39. O Profeta Miquéias
39. O Profeta Miquéias39. O Profeta Miquéias
39. O Profeta Miquéias
 

Destaque

43. O Profeta Ageu
43. O Profeta Ageu43. O Profeta Ageu
O Propósito do Casamento
O Propósito do CasamentoO Propósito do Casamento
O Propósito do Casamento
Respirando Deus
 
Profeta Menor Ageu
Profeta Menor AgeuProfeta Menor Ageu
Profeta Menor Ageu
Célia Regina Carvalho
 
Panorama do NT - 2Timóteo
Panorama do NT - 2TimóteoPanorama do NT - 2Timóteo
Panorama do NT - 2Timóteo
Respirando Deus
 
Panorama do AT - Reis 1 e 2
Panorama do AT - Reis 1 e 2Panorama do AT - Reis 1 e 2
Panorama do AT - Reis 1 e 2
Respirando Deus
 
Panorama do antigo testamento aula1
Panorama do antigo testamento aula1Panorama do antigo testamento aula1
Panorama do antigo testamento aula1
Kairosphb
 
LIÇÃO 11 - VIVENDO DE FORMA MODERADA
LIÇÃO 11 - VIVENDO DE FORMA MODERADALIÇÃO 11 - VIVENDO DE FORMA MODERADA
LIÇÃO 11 - VIVENDO DE FORMA MODERADA
Polícia Militar do Estado do Tocantins
 

Destaque (7)

43. O Profeta Ageu
43. O Profeta Ageu43. O Profeta Ageu
43. O Profeta Ageu
 
O Propósito do Casamento
O Propósito do CasamentoO Propósito do Casamento
O Propósito do Casamento
 
Profeta Menor Ageu
Profeta Menor AgeuProfeta Menor Ageu
Profeta Menor Ageu
 
Panorama do NT - 2Timóteo
Panorama do NT - 2TimóteoPanorama do NT - 2Timóteo
Panorama do NT - 2Timóteo
 
Panorama do AT - Reis 1 e 2
Panorama do AT - Reis 1 e 2Panorama do AT - Reis 1 e 2
Panorama do AT - Reis 1 e 2
 
Panorama do antigo testamento aula1
Panorama do antigo testamento aula1Panorama do antigo testamento aula1
Panorama do antigo testamento aula1
 
LIÇÃO 11 - VIVENDO DE FORMA MODERADA
LIÇÃO 11 - VIVENDO DE FORMA MODERADALIÇÃO 11 - VIVENDO DE FORMA MODERADA
LIÇÃO 11 - VIVENDO DE FORMA MODERADA
 

Semelhante a Panorama do AT - Ageu

Lição 11 ageu - o compromisso do povo da aliança - ieadern
Lição 11   ageu - o compromisso do povo da aliança - ieadernLição 11   ageu - o compromisso do povo da aliança - ieadern
Lição 11 ageu - o compromisso do povo da aliança - ieadern
Ebd Brasil
 
EstudoAgeu
EstudoAgeuEstudoAgeu
98 estudo panorâmico da bíblia - o livro de ageu
98   estudo panorâmico da bíblia - o livro de ageu98   estudo panorâmico da bíblia - o livro de ageu
98 estudo panorâmico da bíblia - o livro de ageu
Robson Tavares Fernandes
 
Ageu (moody)
Ageu (moody)Ageu (moody)
Ageu (moody)
leniogravacoes
 
BOLETIM Nº 82
BOLETIM Nº 82BOLETIM Nº 82
BOLETIM Nº 82
imelriocasca
 
Lição 12. Deus habita com seu povo.pptx
Lição 12. Deus habita com seu povo.pptxLição 12. Deus habita com seu povo.pptx
Lição 12. Deus habita com seu povo.pptx
SaulodeOliveiraLima
 
24 ageu, zacarias e malaquias
24 ageu, zacarias e malaquias24 ageu, zacarias e malaquias
24 ageu, zacarias e malaquias
PIB Penha
 
Zacarias
ZacariasZacarias
Lição 9
Lição 9Lição 9
Lição 9
gsansoa1
 
Profetas menores lição 5 - Obadias
Profetas menores   lição 5 - ObadiasProfetas menores   lição 5 - Obadias
Profetas menores lição 5 - Obadias
Escola Bíblica Sem Fronteiras
 
Lição 11 ageu - o compromisso do povo da aliança
Lição 11   ageu - o compromisso do povo da aliançaLição 11   ageu - o compromisso do povo da aliança
Lição 11 ageu - o compromisso do povo da aliança
cledsondrumms
 
Licao 1 - 1T - 2022 - BETEL - 16x9.pptx
Licao 1 - 1T - 2022 - BETEL - 16x9.pptxLicao 1 - 1T - 2022 - BETEL - 16x9.pptx
Licao 1 - 1T - 2022 - BETEL - 16x9.pptx
liianCaetano1
 
Neemias
NeemiasNeemias
Profetas menores lição 11 - Ageu
Profetas menores   lição 11 - AgeuProfetas menores   lição 11 - Ageu
Profetas menores lição 11 - Ageu
Escola Bíblica Sem Fronteiras
 
Profetas menores lição 11 - Ageu
Profetas menores   lição 11 - AgeuProfetas menores   lição 11 - Ageu
Profetas menores lição 11 - Ageu
Escola Bíblica Sem Fronteiras
 
Neemias
NeemiasNeemias
Neemias
NeemiasNeemias
E.b.d juvenis 1ºtrimestre 2017 lição 03
E.b.d   juvenis 1ºtrimestre 2017 lição 03E.b.d   juvenis 1ºtrimestre 2017 lição 03
E.b.d juvenis 1ºtrimestre 2017 lição 03
Joel Silva
 
Zacarias
ZacariasZacarias
Zacarias
UFES
 
LIÇÃO 9 - O REINADO DE JOÁS
LIÇÃO 9 - O REINADO DE JOÁSLIÇÃO 9 - O REINADO DE JOÁS
LIÇÃO 9 - O REINADO DE JOÁS
Marcus Wagner
 

Semelhante a Panorama do AT - Ageu (20)

Lição 11 ageu - o compromisso do povo da aliança - ieadern
Lição 11   ageu - o compromisso do povo da aliança - ieadernLição 11   ageu - o compromisso do povo da aliança - ieadern
Lição 11 ageu - o compromisso do povo da aliança - ieadern
 
EstudoAgeu
EstudoAgeuEstudoAgeu
EstudoAgeu
 
98 estudo panorâmico da bíblia - o livro de ageu
98   estudo panorâmico da bíblia - o livro de ageu98   estudo panorâmico da bíblia - o livro de ageu
98 estudo panorâmico da bíblia - o livro de ageu
 
Ageu (moody)
Ageu (moody)Ageu (moody)
Ageu (moody)
 
BOLETIM Nº 82
BOLETIM Nº 82BOLETIM Nº 82
BOLETIM Nº 82
 
Lição 12. Deus habita com seu povo.pptx
Lição 12. Deus habita com seu povo.pptxLição 12. Deus habita com seu povo.pptx
Lição 12. Deus habita com seu povo.pptx
 
24 ageu, zacarias e malaquias
24 ageu, zacarias e malaquias24 ageu, zacarias e malaquias
24 ageu, zacarias e malaquias
 
Zacarias
ZacariasZacarias
Zacarias
 
Lição 9
Lição 9Lição 9
Lição 9
 
Profetas menores lição 5 - Obadias
Profetas menores   lição 5 - ObadiasProfetas menores   lição 5 - Obadias
Profetas menores lição 5 - Obadias
 
Lição 11 ageu - o compromisso do povo da aliança
Lição 11   ageu - o compromisso do povo da aliançaLição 11   ageu - o compromisso do povo da aliança
Lição 11 ageu - o compromisso do povo da aliança
 
Licao 1 - 1T - 2022 - BETEL - 16x9.pptx
Licao 1 - 1T - 2022 - BETEL - 16x9.pptxLicao 1 - 1T - 2022 - BETEL - 16x9.pptx
Licao 1 - 1T - 2022 - BETEL - 16x9.pptx
 
Neemias
NeemiasNeemias
Neemias
 
Profetas menores lição 11 - Ageu
Profetas menores   lição 11 - AgeuProfetas menores   lição 11 - Ageu
Profetas menores lição 11 - Ageu
 
Profetas menores lição 11 - Ageu
Profetas menores   lição 11 - AgeuProfetas menores   lição 11 - Ageu
Profetas menores lição 11 - Ageu
 
Neemias
NeemiasNeemias
Neemias
 
Neemias
NeemiasNeemias
Neemias
 
E.b.d juvenis 1ºtrimestre 2017 lição 03
E.b.d   juvenis 1ºtrimestre 2017 lição 03E.b.d   juvenis 1ºtrimestre 2017 lição 03
E.b.d juvenis 1ºtrimestre 2017 lição 03
 
Zacarias
ZacariasZacarias
Zacarias
 
LIÇÃO 9 - O REINADO DE JOÁS
LIÇÃO 9 - O REINADO DE JOÁSLIÇÃO 9 - O REINADO DE JOÁS
LIÇÃO 9 - O REINADO DE JOÁS
 

Mais de Respirando Deus

Escola Bíblica: Os Puritanos - #06
Escola Bíblica: Os Puritanos - #06Escola Bíblica: Os Puritanos - #06
Escola Bíblica: Os Puritanos - #06
Respirando Deus
 
Escola Bíblica: Os Puritanos - #05
Escola Bíblica: Os Puritanos - #05Escola Bíblica: Os Puritanos - #05
Escola Bíblica: Os Puritanos - #05
Respirando Deus
 
Escola Bíblica: Os Puritanos - #04
Escola Bíblica: Os Puritanos - #04Escola Bíblica: Os Puritanos - #04
Escola Bíblica: Os Puritanos - #04
Respirando Deus
 
Escola Bíblica: Os Puritanos - #03
Escola Bíblica: Os Puritanos - #03Escola Bíblica: Os Puritanos - #03
Escola Bíblica: Os Puritanos - #03
Respirando Deus
 
Escola Bíblica: Os Puritanos - #02
Escola Bíblica: Os Puritanos - #02Escola Bíblica: Os Puritanos - #02
Escola Bíblica: Os Puritanos - #02
Respirando Deus
 
Escola Bíblica: Os Puritanos - #01
Escola Bíblica: Os Puritanos - #01Escola Bíblica: Os Puritanos - #01
Escola Bíblica: Os Puritanos - #01
Respirando Deus
 
História da Igreja #25
História da Igreja #25História da Igreja #25
História da Igreja #25
Respirando Deus
 
História da Igreja #24
História da Igreja #24História da Igreja #24
História da Igreja #24
Respirando Deus
 
História da Igreja #23
História da Igreja #23História da Igreja #23
História da Igreja #23
Respirando Deus
 
História da Igreja #22
História da Igreja #22História da Igreja #22
História da Igreja #22
Respirando Deus
 
História da Igreja #21
História da Igreja #21História da Igreja #21
História da Igreja #21
Respirando Deus
 
Calendário de Eventos IBLM 2018
Calendário de Eventos IBLM 2018Calendário de Eventos IBLM 2018
Calendário de Eventos IBLM 2018
Respirando Deus
 
História da Igreja #20
História da Igreja #20História da Igreja #20
História da Igreja #20
Respirando Deus
 
História da Igreja #19
História da Igreja #19História da Igreja #19
História da Igreja #19
Respirando Deus
 
História da Igreja #18 - As Cruzadas
História da Igreja #18 - As CruzadasHistória da Igreja #18 - As Cruzadas
História da Igreja #18 - As Cruzadas
Respirando Deus
 
História da Igreja #17
História da Igreja #17História da Igreja #17
História da Igreja #17
Respirando Deus
 
História da Igreja #16
História da Igreja #16História da Igreja #16
História da Igreja #16
Respirando Deus
 
História da Igreja #15
História da Igreja #15História da Igreja #15
História da Igreja #15
Respirando Deus
 
História da Igreja #14
História da Igreja #14História da Igreja #14
História da Igreja #14
Respirando Deus
 
História da Igreja #13
História da Igreja #13História da Igreja #13
História da Igreja #13
Respirando Deus
 

Mais de Respirando Deus (20)

Escola Bíblica: Os Puritanos - #06
Escola Bíblica: Os Puritanos - #06Escola Bíblica: Os Puritanos - #06
Escola Bíblica: Os Puritanos - #06
 
Escola Bíblica: Os Puritanos - #05
Escola Bíblica: Os Puritanos - #05Escola Bíblica: Os Puritanos - #05
Escola Bíblica: Os Puritanos - #05
 
Escola Bíblica: Os Puritanos - #04
Escola Bíblica: Os Puritanos - #04Escola Bíblica: Os Puritanos - #04
Escola Bíblica: Os Puritanos - #04
 
Escola Bíblica: Os Puritanos - #03
Escola Bíblica: Os Puritanos - #03Escola Bíblica: Os Puritanos - #03
Escola Bíblica: Os Puritanos - #03
 
Escola Bíblica: Os Puritanos - #02
Escola Bíblica: Os Puritanos - #02Escola Bíblica: Os Puritanos - #02
Escola Bíblica: Os Puritanos - #02
 
Escola Bíblica: Os Puritanos - #01
Escola Bíblica: Os Puritanos - #01Escola Bíblica: Os Puritanos - #01
Escola Bíblica: Os Puritanos - #01
 
História da Igreja #25
História da Igreja #25História da Igreja #25
História da Igreja #25
 
História da Igreja #24
História da Igreja #24História da Igreja #24
História da Igreja #24
 
História da Igreja #23
História da Igreja #23História da Igreja #23
História da Igreja #23
 
História da Igreja #22
História da Igreja #22História da Igreja #22
História da Igreja #22
 
História da Igreja #21
História da Igreja #21História da Igreja #21
História da Igreja #21
 
Calendário de Eventos IBLM 2018
Calendário de Eventos IBLM 2018Calendário de Eventos IBLM 2018
Calendário de Eventos IBLM 2018
 
História da Igreja #20
História da Igreja #20História da Igreja #20
História da Igreja #20
 
História da Igreja #19
História da Igreja #19História da Igreja #19
História da Igreja #19
 
História da Igreja #18 - As Cruzadas
História da Igreja #18 - As CruzadasHistória da Igreja #18 - As Cruzadas
História da Igreja #18 - As Cruzadas
 
História da Igreja #17
História da Igreja #17História da Igreja #17
História da Igreja #17
 
História da Igreja #16
História da Igreja #16História da Igreja #16
História da Igreja #16
 
História da Igreja #15
História da Igreja #15História da Igreja #15
História da Igreja #15
 
História da Igreja #14
História da Igreja #14História da Igreja #14
História da Igreja #14
 
História da Igreja #13
História da Igreja #13História da Igreja #13
História da Igreja #13
 

Último

Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptxLição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Celso Napoleon
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Nilson Almeida
 
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
HerverthRibeiro1
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Lourhana
 
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Celso Napoleon
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdfPROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
Nelson Pereira
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Nilson Almeida
 
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermos
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermosEnfermos - Unção para consagração dosa enfermos
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermos
FernandoCavalcante48
 
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptxLição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
JaquelineSantosBasto
 

Último (10)

Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptxLição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
 
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
 
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
 
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdfPROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
 
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermos
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermosEnfermos - Unção para consagração dosa enfermos
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermos
 
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptxLição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
 

Panorama do AT - Ageu

  • 1. Panorama do Antigo Testamento Ageu
  • 2. Introdução O título do livro leva o nome do seu autor. Uma vez que esse nome significa “festivo”, sugere que Ageu nasceu num dia de festa. Depois do Obadias, é o livro mais curto do Antigo Testamento.
  • 3. Informações Básicas ● Data: 520 a.C. ● Autor: Ageu ● Local: Jerusalém após o retorno do exílio ● Alvo: Reanimar o povo e os líderes judeus ● Versículo-chave: Ag 2.8-9 ● Palavra-chave: Reconstrução
  • 4. Informações Básicas ● Propósito: Ageu buscou desafiar o povo de Deus com respeito às suas prioridades. Ele os chamou a reverenciar e glorificar a Deus através da construção do Templo, apesar da oposição local e oficial. Ageu os exortou a não se desanimar porque este templo não seria tão ricamente decorado como o de Salomão. Ele os exortou também a abandonar a impureza de seus caminhos e a confiar no poder soberano de Deus. O Livro de Ageu é um lembrete dos problemas que o povo de Deus enfrentou naquele momento, de como as pessoas corajosamente confiaram em Deus e como Deus providenciou para as suas necessidades.
  • 5. Esboço e Cronologia Ano Mês Dia I. A repreensão pela desobediência 1.1-11 2 6 1 II. O remanescente atende e constrói 1.12-15 2 6 24 III. A glória do segundo templo 2.1-9 2 7 21 IV. Um povo impuro é puruficado 2.10-19 2 9 24 V. Uma mensagem para Zorobabel 2.20-23 2 9 24
  • 6. Personagens Principais ● Ageu – Profeta de Judá após o retorno do exílio babilônico; impeliu o povo a reconstruir o templo (1.3 – 2.23). ● Zorobabel – Liderou os judeus durante a saída do exílio babilônico; serviu como o representante oficial da dinastia davídica; chamado de “anel de selar” (1.1-2.23).
  • 7. Personagens Principais ● Josué – Sumo sacerdote de Judá; colíder, juntamente com Zorobabel (1.1 – 2.4). ● Povo de Judá – Encorajado por Ageu a concluir a reconstrução do templo (1.2,12; 2.2).
  • 8. Mãos à Obra! ● Ageu profetizou em Jerusalém nos tempos de Esdras (Ed 5.1; 6.14). Diante das ameaças externas e da aparente estabilidade que começavam a adquirir, os judeus desanimaram-se e interromperam as obras de reconstrução do templo. O profeta Ageu foi chamado por Deus para mostrar ao povo que o abandono da obra do templo era uma questão de prioridades erradas.
  • 9. Requisitos da Obra do Senhor ● A mensagem de Ageu não apenas reanimou o povo a voltar à reconstrução do templo, mas também deu instruções de como realizar a obra do Senhor. O povo deveria: – a. buscar agradar e glorificar ao Senhor (Ag 1.8); – b. priorizar a Deus (Ag 1.9) – c. ter cooperação entre líderes e liderados (Ag 1.14); – d. reconhecer que todas as coisas são do Senhor (Ag 2.8); – e. executar com santidade (Ag 2.11-14).
  • 10. Empecilhos à Obra do Senhor ● Ageu mostra alguns empecilhos que criamos, e com eles atrapalhamos a obra do Senhor. – Ag 1.4: Preocupação excessiva com o bem-estar pessoal. – Ag 2.4: Covardia diante dos obstáculos que vão aparecer. – Ag 2.8: Falta de fé na provisão de recursos por parte do Senhor. – Ag 2.13-14: Pecado que contamina a comunidade do Senhor.
  • 11. Doutrinas ● A presença de Deus no templo – Ag 1.7-8; 2.7-9 ● A pbediência das pessoas que temiam a Deus – Ag 1.12-15
  • 12. O Caráter de Deus em Ageu ● Deus é glorioso: 2.1-9
  • 13. Prenúncios Tal como acontece com a maioria dos livros dos profetas menores, Ageu termina com promessas de restauração e bênção. No último versículo, Ag 2.23, Deus usa um título claramente messiânico em referência a Zorobabel: "Servo Meu" (Compare 2Sm 3.18; 1Rs 11.34, Is 42.1-9; Ez 37.24 , 25). Através de Ageu, Deus promete fazê-lo como um anel, o qual era um símbolo de honra, autoridade e poder, algo como o cetro do rei usado para selar cartas e decretos. Zorobabel, como o anel de selar de Deus, representa a casa de Davi e a retomada da linha messiânica interrompida pelo exílio. Zorobabel restabeleceu a linha davídica de reis que culminará no reinado milenar de Cristo. Zorobabel aparece na linha de Cristo tanto no lado de José (Mt 1.12) quanto no de Maria (Lc 3.27).
  • 14. Aplicação Prática O Livro de Ageu chama a atenção para os problemas mais comuns que as pessoas enfrentam ainda hoje. Ageu nos pede para: – 1) examinar nossas prioridades a fim de vermos se estamos mais interessados em nossos próprios prazeres do que em fazer a obra de Deus, – 2) rejeitar uma atitude derrotista quando nos deparamos com oposição ou situação desanimadora, – 3) confessar nossos fracassos e buscar viver uma vida pura diante de Deus; – 4) agir corajosamente por Deus porque temos a certeza de que Ele está sempre conosco e está em pleno controle de nossas circunstâncias, e – 5) descansar seguro nas mãos de Deus sabendo que Ele vai nos abençoar abundantemente quando o servimos fielmente.
  • 15. Conclusão Ageu traz um apelo de compromisso pessoal do crente com a obra do Senhor. Ele nos chama para colocar Deus em primeiro lugar e a fazer a obra de Deus com todo o desprendimento. Se o Senhor quiser, nada nem ninguém poderão impedir.
  • 16. Perguntas? ● Ag 1.2 – Como a obra poderia ter sido interrompida pela indiferença dos líderes, se Esdras 4.23 diz que foi pela influência estrangeira? – Problema: Ageu 1.2 dá a entender que as pessoas estavam indiferentes em relação à construção do templo, ao passo que Esdras 4.7-23 declara que inimigos estrangeiros vieram para forçar o povo a interromper o projeto de reconstrução. O motivo da interrupção da obra foi então a indiferença ou a oposição?
  • 17. Perguntas? ● Solução: – As duas são verdadeiras. A força militar do inimigo fez que a reconstrução parasse, mas foi a indiferença do povo que impediu que o projeto se reiniciasse.

Notas do Editor

  1. Data: É bom ler Ageu junto com Esdras 1-6, pois serve de pano de fundo para o que ocorre aqui. Após um grande grupo de exilados ter retornado em 539 a.C., sob édito de Ciro, eles imediatamente reconstruíram o altar e fizeram os alicerces do templo (Ed 3). Então o trabalho foi interrompido, o povo passando à construção das próprias casas e ao trabalho no campo. Passaram 19 anos e o templo continuava como havia sido deixado. Deus levanta Ageu para reanimar o povo a retonar a obra de reconstrução do templo. Alvo: Zorobabel (o governador) e Josué (Sumo Sacerdote) eram os líderes.
  2. I) 29 de agosto de 520 a.C. Seca é uma das maldições pelo rompimento da aliança (Dt 28.38-40). III)17 de outubro de 520 a.C. Os idosos que viram e sabiam que obviamente não se comparava com o templo de Salomão nem com a visão grandiosa de Ezequiel. (Mostrar imagens). 2 interpretações – cumprimento em Jesus, Ele mesmo assumiu o papel do templo ou no milênio. IV) 18 de dezembro de 520 a.C. A terra estava contaminada porque o povo estava contaminado. Povo purificado, povo abençoado. V) Zorobabel restituiria a linhagem davídica Importância datas, era para mostrar que nesses dias o povo não tinha desculpas de estar ocupado, 1) período maturação trigo, 2) fim da festa dos tabernáculos, festival de colheitas. 3) temporada cultivo para a colheita da primavera.
  3. 1) Nenhuma passagem descreve a glória de Deus enchendo o templo de Zorobabel da forma como ele encheu o primeiro templo. No reino milenar isso acontecerá. Isso não pode ter se cumprido em Cristo no templo de Herodes pois os acontecimentos descritos aqui nos vs 6-9 não apresentam paralelos históricos. 2) atenderam a mensagem de Deus por meio do profeta, aceitaram como Palavra de Deus e temeram. Assim reagem as pessoas que de fato temem a Deus.
  4. Ed 4.23 Depois de lida a cópia da carta do rei Artaxerxes perante Reum, Sinsai, o escrivão, e seus companheiros, foram eles apressadamente a Jerusalém, aos judeus, e, de mão armada, os forçaram a parar com a obra.
  5. .